O VERDADEIRO MANUAL DO DELEGADO DO DECAP (na visão de um Delegado de Polícia ) 72

Colega Dr. Roberto Conde Guerra,

Já que publicou os manuais do Escrivão e do Investigador e um de Delegado, mas escrito por operacionais, segue agora o VERDADEIRO MANUAL DO DELEGADO DO DECAP (na visão de um Delegado de Polícia).

Um abraço.

Delpol

MANUAL DO 1º DIA DO DELEGADO NO DECAP

06:30 = Você acorda bem cedo para não se atrasar para o plantão, distante 20 quilômetros da sua casa, mas mesmo assim acorda feliz para assumir seu 1º plantão como Delegado de Polícia no Estado de São Paulo.
06:30 = Você veste seu melhor terno, que você comprou em 12 prestações quando iniciou a Academia de Polícia, pois, embora tenha prestado um concurso tão difícil e disputado como qualquer outro concurso jurídico e no Estado mais rico do país, recebe um salário aviltante que não lhe permite nem mesmo comprar um terno à vista, vestimenta essa que o governo e a administração superior exigem que você traje, mas não lhe fornecem nem lhe pagam nenhum centavo a mais para essa finalidade.
06:45 = Você está indo tomar o seu café, mas lembra do trânsito caótico de São Paulo e dos 20 quilômetros que separam sua casa do plantão e resolve sair sem tomar café para não chegar atrasado logo no seu primeiro dia de trabalho.
06:50 = Você entra no seu carro e percebe que o tanque está na reserva.
07:00 = Sai para o trabalho e para no primeiro posto para abastecer o carro. Lá se vão 70 reais para que você possa chegar à delegacia, dinheiro esse que sai do seu salário, pois o Estado não lhe dá auxílio transporte.
08:00 = Após ter demorado mais uma hora no trânsito, desde que você saiu de casa, finalmente você chega na delegacia e ingressa no saguão do plantão para iniciar seu primeiro dia de trabalho. Ali você se depara com o escrivão da noite que, sem falar nem bom dia ou mesmo buscar saber quem você é, já lhe olha feio e diz que “BO é só com a próxima equipe” e que mesmo assim vai demorar porque já “tem um flagrante da noite pendente”. Você lhe diz bom dia, se apresenta como o novo delegado e pergunta pelo colega (delegado) da noite. O escrivão, meio sem graça por ter lhe confundido com uma parte, aponta a sala do delegado e diz que ele está lá ainda.
08:05 = Você entra na sala do delegado da noite e, para sua surpresa, se depara com um senhor de quase sessenta anos, que, embora tenha 25 anos de polícia, ainda está na 2ª classe e trabalhando no plantão, igualzinho a você que acabou de ingressar na carreira. Você se impressiona com idade do colega e pelo fato dele ainda trabalhar no plantão e tem a primeira decepção ao perceber que dali a 25 anos você poderá estar velhinho e na mesma situação daquele colega, perdendo noites de sono e sua saúde no plantão, sendo certo que você pensava na Academia que depois de 25 anos de carreira você seria no mínimo titular de delegacia ou seccional. Você cumprimenta o colega da noite e vê que ele está com a aparência péssima, cara de cansado, esgotado, como se tivesse terminado de correr a São Silvestre, mas mesmo assim ele lhe dá as boas vindas e lhe mostra as dependências da delegacia.
08:20 = Depois de se despedir do colega, você retorna ao plantão e um investigador da sua equipe se apresenta a você. O investigador é meio esquisito, está com a barba por fazer, veste um camisão florido amarelo (estilo havaiano), calça de sarja marrom, meio anos setenta, e um par de tênis nas cores azul e vermelho. Você estranha a aparência do policial, mas fica quieto.
08:23 = Você pergunta ao investigador pelo escrivão, pois percebe que já existe algumas pessoas esperando atendimento, e ele diz que o escrivão ainda não chegou.
08:30 = Você começa sozinho a fazer a triagem das ocorrências e vai se inteirar do flagrante que estava pendente com os pms, que reclamam que estão ali desde às 05:30 com um indivíduo detido por tráfico e dizem que nem fora feita ainda a constatação do entorpecente. Você pede para os pms esperar o escrivão do dia, pois é seu 1º plantão e nem possui senha para acessar o RDO para adiantar a constatação.
08:45 = Chega o escrivão da sua equipe, como se nada tivesse acontecido, se apresenta para você e diz que vai até o “Ceará” tomar um café. Você descobre com o tira que “Ceará” é o nome do dono do bar que fica do outro lado da delegacia.
09:10 = Você percebe que o escrivão ainda não retornou do café ainda e resolve ir até o “Ceará” para chamá-lo. Ali você se depara com o seu escrivão e seu investigador conversando de forma descontraída, como se nada tivessem para fazer. Diante disso, você determina que os dois voltem para a delegacia imediatamente e já começa a construir sua fama de “zica”.
09:30 = O escrivão termina de fazer a requisição de constatação do entorpecente do flagrante que chegou às 05h30 da noite anterior e vem lhe perguntar quem vai levar a droga no IC. Você aponta para o investigador, mas ele diz que não pode sair com a viatura porque seu parceiro ainda não chegou. O PM, que estava ouvindo a conversa, se oferece para levar a constatação e você percebe que os PMs estão mais interessados em lhe ajudar do que seus próprios policiais.
09:40 = Os PMs saem para levar a constatação, enquanto seu investigador pega um jornal para ler, se senta em um sofá do plantão e começa a folheá-lo. Várias vítimas que estão esperando atendimento ficam olhando indignadas o investigador lendo jornal, sem atendê-las.
09:45 = O escrivão começa a registrar o primeiro BO do dia, enquanto o investigador continua a ler o seu jornal diante de todos que aguardam atendimento.
10:00 = Enfim, você consegue entrar na sua sala, para arrumar suas coisas. Retira seus livros jurídicos e códigos da sua pasta (comprados na Saraiva no cartão de crédito) e quando consegue se sentar pela primeira vez no dia, o escrivão lhe chama.
10:15 = O Escrivão lhe diz que outra guarnição da PM está apresentando uma ocorrência de homicídio. Você olha para o lado e o vê que o investigador continua lendo seu jornal calmamente, sem a companhia do seu parceiro, que ainda não chegou para trabalhar.
10:20 = Você vai conversar com os PMs e eles dizem que foram acionado pelo COPOM e ao chegaram no local socorreram a vítima ainda com vida ao PS, com cinco disparos de arma de fogo na cabeça. Você estranha como alguém pode sobreviver a cinco disparos na cabeça e manda o investigador, que ainda lia jornal, pegar a viatura para irem ao local e ao PS.
10:40 = O investigador lhe diz que a viatura está sem combustível e você pergunta porque ele não foi abastecê-la no início do plantão. Ele diz que a função abastece a viatura é do Peixoto (o outro investigador que ainda não chegou). O PM se oferece para levá-lo ao local de homicídio na viatura deles e você, para não atrasar ainda mais o plantão, resolver ir para o local de homicídio na companhia da PM. Seu investigador volta a ler o jornal.
11:30 = Depois de ter comparecido ao local de homicídio e ao pronto socorro, você retorna ao plantão e manda o escrivão requisitar perícia para o local. O investigador Cidão não estava mais lendo o jornal, mas da porta da delegacia percebe que ele está no bar do Ceará bebendo alguma coisa que você acredita ser um refrigerante.
11:45 = O plantão já está fervendo de ocorrências. Uma pessoa que esperava desde às 09:00 para registrar um roubo de auto é finalmente atendida pelo escriba. Após verificar que o roubo ocorreu na área do outro distrito, ele tentar chutar a ocorrência para lá. Você percebe o “chute” e determina ao escrivão que registre o roubo, encaminhando o BO para a delegacia da área por ofício. O escrivão registra o BO contrariado. A vítima lhe agradece. Sua fama de “zica” é reforçada.
12:05 = Finalmente chega o segundo investigador da sua Equipe, o Peixoto. Você pergunta a ele o motivo do atraso e ele responde que estuda de manhã e que estava na faculdade. O escrivão olha, dá um sorriso irônico e você fica sem entender nada. Peixoto começa a folhear o jornal deixado ali pelo Cidão.
12:15 = Você está em pé, ao lado do escrivão, sem comer nada desde às 06:30 da manhã, e por curiosidade começa a ler o historio do BO que o escrivão está redigindo. Você se assusta com um número de erros de português e fala para o escrivão lhe chamar antes de finalizar a ocorrência, para você corrigir o histórico. Mais uma vez você é tido como “zica”.
12:20 = Você consegue se sentar pela segunda vez no dia. Já está cansado, com fome, pois não parou nem um minuto, já foi em local de homicídio, em pronto socorro e nem teve tempo de tomar um café.
12:25 = Chega em sua sala um escrivão da chefia pedindo para você assinar um auto de depósito de um caminhão com suspeita de adulteração de chassi. Você pergunta pelo titular e ele diz que o titular está em férias. Você pergunta pelo assistente e ele diz que o DP não tem assistente. Você pede o inquérito para analisar antes de assinar e ele diz que o IP está no fórum, com pedido de prazo. Você pede então a cópia do IP e ele lhe traz um amontoado de papéis soltos dentro de uma capa, sem nenhuma organização, com peças faltando, mas você acaba assinando o auto de depósito, confiando no escrivão da chefia e também para não se indispor com o titular logo no seu primeiro dia de serviço. Sem saber, você acabou de arrumar sua primeira audiência na corregedoria por ter assinado aquele documento.
12:40 = Os PMs do flagrante de tráfico retornam com a constatação do entorpecente. Você lê o laudo que deu positivo para um decigrama de cocaína. O escrivão lhe chama para ver o historio do BO de roubo e, de tão ruim, você é obrigado a refazê-lo completamente.
12:50 = Você manda o escrivão iniciar o flagrante e começa a ouvir os PMs, que lhe contam como abordaram o traficante de “um decigrama de cocaína”. Terminada a oitiva dos PMs, você assina o recibo de entrega do preso e dispensa os milicianos.
13:30 = Você começa a ouvir o traficante e este lhe conta que na realidade é usuário e que quem lhe prendeu não foram policiais fardados, mas dois policiais à paisana que chegaram em uma Ipanema verde metálica, quatro portas, dizendo que eram do Denarc. Você não acredita na versão do conduzido, pois os PMs estavam em um Corsa Sedan caracterizado e não em uma Ipanema verde. Minutos depois chegam no plantão outros dois PMs, em trajes civis, que lhe pedem para fotografar o traficante. Eles dizem que são do P2 do Batalhão. Quando eles deixam o DP, você percebe que eles entram em uma Ipanema verde, quatro portal, idêntica àquela descrita pelo suposto traficante. Você aprende que nem sempre policiais que lhe contam a verdade e que nem sempre o preso está mentindo.
13:50 = O Escrivão lhe avisa que uma viatura do Tático acabara de chegar com um outro flagrante, dessa vez de roubo, com três indiciados e cinco vítimas. Ele aproveita o ensejo para lhe avisar que tem três flagrantes de plantões anteriores que tinham de ser relatados, dois que desses que estavam com o prazo para vencer no dia seguinte. Você, já assustado com a possibilidade desses flagrantes serem relaxados por excesso de prazo, manda o escrivão lhe trazer os inquéritos e começa a ler o primeiro.
14:00 = O escrivão, após lhe trazer os inquéritos, avisa que está saindo para almoçar.
14:20 = Você, já com dor de cabeça, sem almoçar e sem ao menos tomar um café, começa a relatar o primeiro IP que está com o prazo para vencer.
15:10 = Você terminou de relatar o primeiro inquérito e começa a ler o segundo, quando chega o escrivão, palitando os dentes e lhe perguntando se o segundo flagrante apresentado pelo Tático seria de furto ou de roubo.
14:30 = Você vai ao plantão, conversa com os PMs, que lhe contam que surpreenderam os três indiciados, um deles armado, que, com emprego de grave ameaça, subtraíram dinheiro, cartões e objetos das vítimas e aí você conclui que obviamente a ocorrência tratava-se de roubo e não de furto. Você aprende que seu escrivão, que lhe disse ser bacharel em Direito, não sabia nem mesmo diferenciar um furto de um roubo.
14:45 = O escrivão começa a qualificar as partes do segundo flagrante e você pergunta pelos tiras. Ele lhe diz que assim que voltou do almoço os tiras saíram.
14:50 = Enquanto o escrivão qualifica as partes, você resolve ir ao bar do “Ceará” para comer alguma coisa, pois já está verde de fome e, ao chegar naquele local, vê o cozinheiro assoando o nariz dentro da cozinha e resolve comprar apenas uma barra de cereal e um refrigerante, que será a sua única refeição do dia.
15:00 = Você come sua barra de cereal, toma seu refrigerante e começa a relatar o segundo inquérito que o escrivão lhe passou. Quando está absorto com o trabalho, o escrivão aparece e diz que uma vítima queria falar com o delegado.
15:10 = O escrivão traz aquela vítima à sua sala e o sujeito começa a lhe contar que foi abduzido por ETs, que lhe implantaram um chip na cabeça e lhe monitoravam do espaço. Você tentar dispensar aquele sujeito, mas ele não parava de falar e exigir que fosse registrado um BO sobre aquele fato. Depois de quase meia hora ouvindo o “13” você percebe que é melhor não contrariar o louco e, com muito tato, o convence a voltar outro dia, sem saber que ele iria voltar no plantão noturno e dizer para o delegado da noite que tinha sido você que havia mandado ele voltar àquele horário. No próximo plantão, o colega iria lhe olhar meio torto, mas você não iria saber o porquê.
15:50 = O escrivão lhe diz que já tinha qualificado todo mundo e que estava lhe esperando para que você lhe ditasse as oitivas.
16:00 = Você começa a ditar a primeira oitiva para o escrivão. O telefone do plantão toca e ninguém atende. Você pergunta pelos tiras e o escrivão diz que não sabe onde eles estão. Você mesmo atende o telefone e é o advogado dos presos querendo saber por telefone o que irá ser feito com eles. Você, já sem paciência, diz rispidamente ao advogado que se ele quiser acompanhar o flagrante que se faça presente na delegacia, que não irá lhe passar nenhuma informação por telefone e desliga na sua cara. Logo em seguida, você mesmo se dá conta da falta de educação com que tratou o causídico, algo que você nunca tinha feito antes na sua vida, até porque bem pouco tempo atrás você também advogava como ele.
16:15 = Sua mulher lhe telefona, toda feliz pelo seu primeiro dia de serviço, mas você responde que está em meio a um flagrante e desliga na sua cara. Novamente, você percebe a “cagada” que fez, pois sua mulher é muito sensível e iria ficar chateada com você.
16:30 = Você terminar de ditar a primeira oitiva, mas quando o escrivão vai imprimi-la ele lhe avisa que o tonner da impressora acabou. Você manda ele trocar o tonner e ele diz que não tem. Você manda ele ir buscar um na chefia e o chefe do cartório avisa que o material acabou e que o tira do expediente não havia ido buscá-lo ainda.
16:45 = Você está em meio de um flagrante, apenas com o escrivão ao seu lado, com uma fila de pessoas, já de cara feia, à espera de um BO, sem impressora e começa a se desesperar com a situação. O escrivão lhe avisa que na rua de cima existe uma loja que recarrega cartuchos e tonners de impressora e você vai até lá à pé porque seus tiras não voltaram ainda. Lá se vão mais 80 reais do seu salário para recarregar o tonner da impressora da delegacia.
17:10 = Seus tiras retornam à delegacia e você pergunta onde eles estavam. O Peixoto diz que estavam cumprindo uma OS da chefia, mas você vê que ele está meio “alegrinho” e com o hálito etílico (embriagado mesmo). Você sobe na chefia e reclama com o chefe dos tiras, que lhe explica que Peixoto é “meio problemático”, já passou mais de um ano afastado de licença médica e que não dava para “exigir muito dele” senão ele poderia tirar uma outra licença e sua equipe ficaria com apenas um investigador. Você retruca, diz que Peixoto fazia faculdade, tanto que chegou só na hora do almoço e o chefe dos tiras, com um largo sorriso no rosto, diz que se o Peixoto fazia faculdade era como “servente de pedreiro”. Você resolve não se alongar, pois ainda tem quatro pessoas para ouvir no flagrante.
17:30 = Toca o telefone novamente e mais uma vez nenhum dos dois investigadores estava no plantão para atender. Peixoto estava no bar do Ceará, tomando a décima pinga do dia, enquanto Cidão (o de camisa florida) fazia um “QZZ” nos fundos da delegacia, dentro da viatura. Mais uma vez você teve de atender o telefone e dessa vez era a secretária do Seccional dizendo que ele queria falar comigo. Você pensa que ele vai lhe perguntar sobre seu 1º plantão, lhe dar as boas vindas, mas já sente a voz do homem meio alterada, lhe perguntando sobre um advogado que teria sido maltratado ao telefone. Você explica ao Seccional que estava no meio de uma oitiva e que o advogado queria informações sobre o flagrante por telefone, o que não era possível, pois nem tinha como saber se realmente ele era quem dizer ser, mas o Seccional diz que o tal advogado era primo da empregada do Secretário de Segurança Pública e que ele teria recebido um telefonema do assistente do Titular da Pasta, lhe questionando sobre o atendimento dado ao advogado e lhe pede para ser mais maleável nessas situações, para não causar melindres para ele, pois numa dessa ele poderia perder a cadeira e você seria o culpado. Você toma seu primeiro “presta atenção” na carreira, logo no 1º plantão.
17:45 = Você continua a ditar as oitivas, já chateado por ter se queimado com o Seccional logo no primeiro dia, quando novamente liga a sua esposa. Já de cabeça quente, você grita com ela e pergunta se ela não entendeu que estava em meio a flagrante e ela desliga o telefone com voz de choro.
18:30 = Finalmente você consegue terminar todas as oitivas do flagrante.
18:35 = Você retornar para a sua sala para terminar de relatar o IP que havia iniciado e começa a ouvir uma gritaria no plantão e corre para lá novamente. É outra guarnição da PM, dessa vez, trazendo uma briga de família, generalizada, com marido que bateu na mulher, mulher que bateu no marido e na sogra, cunhado que bateu na cunhada porque a cunhada bateu na sogra. Pergunta pelos tiras que deveriam estar fazendo a triagem dessa ocorrência e vê Peixoto saindo do bar do Ceará, cambaleando de tão bêbado. Peixoto entra no plantão gritando com todo mundo, ameaça puxar a arma para a mulher que apanhou do marido e do cunhado e que agora estava lhe xingando. Você pega Peixoto pelo braço e manda ele ficar quieto, enquanto vai atrás de Cidão, que continua dormindo na viatura.
18:50 = Você manda o escrivão ir adiantando essa ocorrência para a Equipe da noite, qualificando as partes e requisitando IML para todo mundo. Fala para o Cidão ficar ali por perto e ajudar o escrivão, mas ele diz que não sabe “mexer com computador”. Diz então para ele pelo menos ficar por perto para não deixar o povo se pegar novamente na delegacia.
19:10 = Você retorna para sua sala para terminar de relatar o segundo flagrante, que irá vencer no dia seguinte, e se depara com Peixoto dormindo no sofá e babando sobre seus livros que custaram uma fortuna. Por um momento, pensa em expulsá-lo dali, metê-lo no papel, mas, como está completamente bêbado, prefere deixá-lo ali mesmo, para evitar mais “zica” no seu plantão.
19:15 = Com Peixoto roncando na sua sala, você continua a relatar o flagrante, quando entra o escrivão desesperado, dizendo que um dos presos que estava no corró tentou matar o outro preso, batendo a cabeça desse contra a grade. Você vai até lá e se depara com o preso desmaiado, vertendo sangue pela cabeça.
19:20 = Chama Cidão às pressas para levar o preso no pronto-socorro, mas ele me lembra do “estado” do Peixoto, que não poderia lhe acompanhar. Mais uma vez quem lhe auxilia nessa situação são os PMs que estão na ocorrência, que se dispõem a levar o preso até o pronto-socorro. Você agora já tem certeza, logo no meu primeiro dia de serviço, que investigador de polícia no plantão e nada é a mesma coisa.
19:35 = Você volta para a sua sala e percebe que o paletó do terno que havia comprado em 12 vezes estava manchado de sangue daquele preso. O paletó vai diretamente para o lixo e com ele 400 reais que você tinha gastado para comprá-lo em 12 prestações (faltavam ainda duas).
20:00 = Ainda relatando o flagrante, chega o colega da noite e lhe pergunta como está o plantão. Você passa para ele a ocorrência da briga de família.
20:30 = Finalmente você termina de relatar o flagrante. Os PMs retornam com o preso do PS com a cabeça toda enfaixada. Só aí você se dá conta que tem ainda de realizar todos os procedimentos cabíveis em relação àquela agressão praticada sofrida preso.
23:00 = Você termina seu plantão diurno, com poucas horas para descansar, pois às 20:00 do dia seguinte você entra no plantão noturno.
23:30 = Você está voltando para casa, com as pernas doendo de andar de um lado para outro, com a cabeça estourando de dor de cabeça, sem comer direito, sem saber se terá o que comer em casa, em razão do adiantado da hora. Resolver para em uma lanchonete para comer um misto quente, mas percebe que gastou todo o seu dinheiro com o tonner da impressora do plantão.
23:40 = Você finalmente chega em casa. Sua mulher já está dormindo, seus filhos já estão dormindo e a única coisa que você tem a fazer é tomar um banho e ir dormir também, pois no dia seguinte você já sabe o que lhe aguarda. Você pensa em pedir exoneração, em voltar a advogar, mas sua vocação fala mais alto e você continua, pois acredita que um dia as coisas irão melhorar e que o trabalho imprescindível do delegado de polícia será enfim reconhecido em São Paulo pelos governantes.

  1. CARO DELPOL QUE ESCREVEU ESSE TEXTO:

    Eu sou o “Marcio” que fez o primeiro e original texto do “Manual do 1 dia do Decap para Investigador”.

    Inicialmente, quero parabenizá-lo pelo brilhante texto. É novamente um “outro lado” e visão de uma outra carreira.

    Tenho que confessar, que entre meu Manual e o Seu, posso afirmar que o seu é mais verídico.

    Afirmo também que encontrei alguns Delegados bons e que por raras vezes estive em uma equipe decente, com uma Autoridade Policial correta e inteligente e um Escrivão de fato alfabetizado. Quanto a “parceiros” Investigadores isso eu reafirmo: nunca tive, deve ter sido muito azar o meu….rs

    Você é inteligente. Logo, tenho absoluta certeza que vc está “encostado” assim como “Eu”, observando se essa merda vai de fato melhorar. Eu não mexo mais um único músculo enquanto essa situação não melhorar.

    Sabemos também que essa melhora de fato, só se daria se explodisse a Polícia Civil e começasse de novo. Como isso não irá ocorrer, creio eu, que a única hipótese de melhora é a REESTRUTURAÇÃO.

    De início tem que extinguir todas carreiras operacionais e criar apenas uma em que o policial saiba investigar, fazer b.o, enfim, saiba fazer todo trabalho policial. Por que disso?

    Simples: Ficaria mais fácil identificar os “maus funcionários e policiais que vc retratou” e dando responsabilidades para eles, a Corregedoria pode assim “fazer a festa”, ou seja, Demissão por incompetência, o que nossa CF já permite com as novas Emendas.

    Enquanto a maioria da Polícia Civil for de “cidão, peixotos”, Delegados e escrivães que eu retratei no meu texto eu só posso dizer o seguinte: Se encoste!!!!

    E por precaução, caro Doutor, faça todos os seus exames de saúde, e veja seu colesterol, minha previsão é que vc aos 50 e poucos anos terá um Infarto Fulminante, e sua esposa vai ficar “brigando
    anos” com esse Maldito Governo para pagar a misera pensão que vc deixou pra ela.

    Cordialmente

    Abs.

    MARCIO.

  2. MARCIO, pelo que voce esta ditando ,tambem deve estar igual a mim, encostado esperando o vento trazer algo pois não adianta querer trabalhar e acabar tendo que pagar pra fazer isso,quando entrei aqui nesta casa estava vindo de outra que vira pela mesma carteira, e sempre o mesmopapo mas não muda nada, enquanto estiver imperando a lei da mordaça, da perseguição,e de outras coisas mais isso aqui vae continuar a mesma merda. qulquer serviço que voce vae fazer hoje é so comecar aparece o dono, quando não e delegado, é oficial da mega, ou é de algum politico e a ordem pra voce sair fora vem rapido, em qualquer lugar que voce trabalha é a mesma coisa não da pra fazer nada, todo chefe é pae de santo, sabe sempre onde voce esta e que corrida voce esta fazendo, quando vira alguma coisa a familia é tão grande que se voce bobear ainda tem que pagar e depois todos são honesto, O CORRUPTO É VOCE, que trouxe pouco.
    O CHEFE FOI TRAIDO
    OESCRIVÃO DIGITOU O QUE OTIRA DITOU
    O MAJURA FOI INDUZIDO AO ERRO
    E A EQUIPE LEVA UMA RIPA PRO FIM DA ZACK NARCHY
    E O ANEL LEVA TUDO E MAIS ALGUMA COISA.
    E A FAMILIA VAE BEM OBRIGADO

    VEJA EM QUEM VAE VOTAR, NÃO PERCA SEU VOTO
    PSDB/DEM NÃO MERECE OVOTO DE NENHUM POLICIAL.
    ALKIMIN É UM LIXO.

  3. Anônimo, não tenha dúvida que foi um delegado (ou com a mesma pretensão) pois passa a mão na cabeça do escrivão (pronto já está escravizado) e generaliza com os insvestigadores. Aliás, o Marcio também tem a mesma visão, o que posso garantir que existem maus funcionários em todas as carreiras, mas que ainda sim a grande maioria é feita de pessoas responsáveis, com família digna e que estão preocupados em desempenhar suas funções de forma correta.

  4. Nem em um sonho esse é o primeiro dia de um delegado.

    1º Ele não teria a moral de ir chamar o escrivão e o tira que estavam tomando café no bar em seu 1º dia do delpol.
    2º Delegado calça branca no primeiro dia de plantão não sabe fazer nada, flagrante então, se ele der sorte de cair com um escrivão bom, com dois meses, ele começa a pegar o ritmo do plantão. Liga para um amigo delpol mais antigo (que antes de passar para delpol andou como ganso dele), ou um outro escrivão amigo ou parente, para perguntar o q fazer quando alguém apresentar uma ocorrência no plantão(isso é fato).
    3º PM de área não levam constatação nem fudendo (são raras as vezes), quem faz isso é o pessoal do choque.
    4º Em média um delegado calça branca faz no primeiro dia de plantão em média 50 a 100 BO, porque tudo que chega no plantão ele abraça ( que seria o certo, sem chutar ocorrência, ou que não precisavam ser resolvidas no DP, etc). O plantão ferve.
    5º Delegados calça branca são entendedores do nosso ordenamento jurídico, a PM apresenta um individuo para averiguação sem RG, como ele não está preso em flagrante ele ordena que o tira/carcereiro não coloque no corro, na madrugada todos no QZZ, o “PROCURADO” com mais de 10 anos para cumprir, foge antes do recebimento da legitimação, quem assina a fulga?? o tira/carcereiro.

    desculpa, nesse texto o delegado temm no mínimo um ano de plantão.

  5. Bom, no texto percebi que, na visão deste Delegado temos na polícia:
    1. Delegados de Carreira e OPERACIONAIS…ou seja todo o RESTO!
    2. Todo Investigador de Polícia é bebado, se veste mal e vagabundo.
    3. Todo Escrivão de Polícia é analfabeto.
    É muito triste esta visão, pois percebo que a Polícia realmente não tem condições de melhora.
    Minha Visão:
    1. Respeito a Carreira de Delegado de Polícia, vejo que é muito injustiçada pelo Governo, mas sei do seu valor e não faço julgamentos, como também não faço como regra comum maus profissionais, sei que existem ótimos Delegados, pessoas realmente vocacionadas.
    2. A carreira de Investigador e Escrivão de Polícia esta mudando muito, como foi a de Agente Federal em 1996 quando conquistaram o Nivel Universitário, desde o concurso de 2004, temos ótimos profissionais, desmotivados sim, pelos baixos vencimentos, mas pessoas de boa índole e muito preparadas.
    3. Quanto a suas vestimentas, infelizmente com um salário de apenas 2 mil reais líquidos é dificil andar na moda e sustentar sua família, mas fazemos oq esta dentro de nossas posses, não é de nosso interesse usar camisas floridas para assim faltar com decoro a função, apenas não temos condições de ter algo melhor.
    4. Quanto a bebida, eu não concordo, pois em delegacias são poucos que chegam embriagados ao trabalho, me desculpem, mas isso é verdade…se isso acontecer com certeza a Autoridade tomaria uma atitude a bem da administração e da própria segurança dos demais colegas ( colegas = todos policiais civis ).
    5. Esquece o autor do texto que enaltecer uma carreira dando demérito as demais é enfraquecer uma polícia. Todas as carreiras são importantes, Delegados, Investigadores, Escrivães e Agentes, se pensar apenas em sua carreira, vc enfraquece todo o sistema. O Segredo: Trabalho em Equipe!
    Abs.

  6. Isso quando os tiras do plantão não tão na rua tomando nota e só depois – ou nunca – você vai saber disso.

  7. Todo investigador, não, a esmagadora maioria. O restante é ladrão ou encostado.

  8. O que mais pega nessa hitória é dizer que o delegado do plantão anterior ficou aguardando e saiu depois da hora ou pelo menos no horário. Onde isso, na Chuiça?????

  9. Srs. Delegados se a Policia Civil chegou a este ponto, acreditem, a culpa é dos senhores…

  10. o que??????? delegado ditando as peças????
    onde, isso? aqui na P.C.?????
    desconheço…….

  11. E tem mais. Diz ai qual é esse dp que só tem tranca e vive dando zica e os pms são santos que eu não quero passar nem perto.

  12. Agora seria bom que um cidadão que procura uma Delegacia para fazer uma ocorrência qualquer se manifestasse dizendo como os PCs o receberam na Delegacia. Pois não se esqueçam que eles é que são verdadeiramente nossos patrões.

  13. Fiz o texto relativo ao delegado, muito criticado, mas menos que os dois primeiros. Não criei nada. Sobrepus os dois anteriores e saiu um arremedo como se o investigador, o escrivão e o delegado estivessem no mesmo plantão. Não saiu como eu queria, mas tinha pressa de enviá-lo. Há falhas de revisão, como se nota.
    Mas, não se pode negar que, em termos literários, este presente texto que encabeça a postagem é o melhor dos quatro textos apresentados. Confrontada com os recursos das narrativas anteriores, esta história de um dia na vida de um delegado de polícia, contada pela perspectiva de quem se diz um delegado exurge quase que suntuosa. Mas peca pelo conteudo, um tanto farto de situações que dificilmente aconteceram ou virão a acontecer, a citar, a guisa de exemplo a solicitude dos policiais militares e o farto conhecimento apresentado pelo delegado em seu primeiro dia, que não teve nenhuma dúvida, a tudo enfrentou e resolveu com prejuízo de seu parco patrimônio. Também peca pela insistente demonstração de uma superioridade cultural, ética, profissional e moral sobre os demais funcionários.
    No mais, todos se aventuram a descrever a história de varios personagens pelo enfoque de outros, mas creio que os primeiros lançaram mão de muitos e diversos pontos de vista.

    A técnica serve para gerar a expectativa de uma narração que parecia apontar para determinado caminho. Também pode sugerir que a apresentação da realidade é algo mais complexo do que insinuam os relatos. As tramas se rearranjam a cada nova perspectiva o que põe em dúvida a possibilidade de se chegar a um quadro objetivo, único, ou seja, a realidade.

    Dentre os relatos estão o da jornada de um investigador, um ewcrivão de polícia e dois delegados. O problema é que não há basicamente muita diferença entre eles. O depoimento de cada personagem, seja de um escrivão, seja de um delegado soa igual, devido a naturalidade com que relatam problemas graves de terceiros – as vítimas e testemunhas, incluindo-se os indiciados e a tendencia de ver em cada um dos exemplares, neste caso verdadeiros especimes das outras carreiras da mesmíssima forma, variando apenas o ponto de vista. É a verdadeira banalização de uma situação que a cada dia se torma mais e mais crítica.

    Há falhas também quando discorrem sobre o cerne da questão, ou seja, o dia a dia de um plantão. É certo que a mairia dos plantões é movimentada, porém o transcorrer dos acontecimentos são trazidos como se fosse corriqueiros para os criticados e por demais importantes sob o ponto de vista dos que tem nas histórias o primeiro dia em um plantão.

    Só para não perder a verve humorística, faltou em todos eles uma ida ao banheiro o que demonstra que policiais em geral não tem necessidades fisiológicas.

  14. LENDO TODOS OS PRIMEIROS DIAS, SÓ CONSIGO VER UMA COISA —-PORRA —–O ESCRIVÃO TÁ SEMPRE SE FERRANDO.

  15. Quanta bobagem, se voce precisa fazer crediario para comprar um terno, imagina o restopol que não ganha nem a metade de seu salario. O escrivão so vai parar de ser escravão quando exigir que o delegado dite o historico do B.O., o flagrante o T.C., e parar de relatar os I.Ps. O investigador so sair com O.S. assinada, e com a vtr em ordem, parar de correr atraz de QSA, e bancar motorista particular de delegado. O carcereiro so colocar o averiguado no corro depois que o delegado der o recibo ao PM, e quero ver delegado assumir o alvara de soltura, ( ponha-se em liberdade apos cumpridas as formalidades de praxe), assim qualquer coisa errada sobra so para o carcepol. E esta certo o Cesare, a PC esta assim por culpa dos delegados, o Plantão é o reflexo do Delegado. Quando o delegado é Autoridade, e delega a Equipe responde e corresponde. Ninguem tolera trabalhar com um chefe burro e vacilão.

  16. Adorei, ri muito,assim como nas demais matérias “manual”.
    Obrigada, pelos bons momentos,um alívio em meio a tantos problemas gerados por este governo.
    “Exageros à parte”,não teria graça, sem eles.
    A finalidade é destacar a visão de cada carreira,agora
    “missão cumprida”.

  17. Tá bom rapaziada, agora chega, esses manuais aí já deram o que tinha que dar. hahha
    Esse negócio de manual pra cá, manual pra lá, hahahauhahuahua, só dando gargalhadas mesmo. kkkkkkkkkkkkkk.
    E não pensem que estou rindo à toa só pq sou polícia da fazendária, esses manuais são deveras gozado mesmo.

  18. Olha o que eu tou falando, vai ter doido fazendo o manual do carcepol, agetel, aux necrópsia e atendente de necrotério se ninguém fizer nada pra acabar com isso. kkkkkkkkkkkkkkkk

  19. Vamos bolar o rap “diário do delegado”, nos moldes da música “diário de um detento”, dos Racionais MCS.

  20. Pms levando constatação e retorna em duas horas?
    Delegado ditando oitiva?
    Delegado relatando IP?
    Terno de 400,00 divididos em 12 vezes?
    Esse autor do texto é um comédia!deve ser, no maximo um gansopol de delegado! DUVIDO que qualquer delegado calça branca passe por isso! Já o manual dos escrivaes e tiras, DUVIDO que NAO passem por aquilo!
    Maldita inclusão digital!!!

  21. Seria cômico se não fosse trágico. Agora, tratar esse profissional que é o Escrivão de Policia, como alguém que é semi-analfabeto, é brincadeira. O autor, ao criar esse texto estava sob o efeito de alguma substância alucinógina. Dentro de todo esse contexto, o profissional mais sacrificado é sempre o nobre escriba, além de fazer o seu serviço, tem que fazer o do Delegado, Investipol, carcepol etc.,. Faz B.Os, instaura IPs e por fim os relata.Infelizmente, há aqueles que não honram a classe, porém, a sua maioria é constituida por profissionais dedicados e com nível universitário, ou seja, bachareis em Direito. Não devem nada a ninguém. Dessa classe, conheço muitos que hoje são Promotores, Juízes e Delegados.

  22. Brincadeiras a parte, percebe-se que poucos aí fizeram ou fazem plantão. No dia-a-dia do carcepol e investipol, guardadas as devidas proporções, os plantões são exatamente assim. Os dos delegados, idem. Como já disseram, isso só chegou a ficar assim, largado, devido a falta de atitude e profissionalismo dos “coitados” delegados. Eles criaram essa polícia e, só eles podem mudar isso. Infelizmente. Que pena.

  23. Por favor, delpol de plantao relatando ip, indo reclamar com o chefe da tiragem, ditando partes de flagrante, corrigindo bo.s, indo atras dos tiras no buteco, zicando com o anel ao telefone,pagando material do plantao do proprio bolso,esperando secretaria da seccional te dar boas vindas, assinando entrega de qualquer coisa e etc, kkkkkk, e tudo isso no primeiro dia de trabalho, sinto muito, mas a unica verdade absoluta neste ” manual ” e a pagacao de sapo do delpol para a pm, infelizmente normal nos dias de hoje, e a total raiva que ele nutre aos investigadores e escrivaes.Provavelmente e um daqueles majuras que deixam a meganha pintar e bordar no seu plantao em detrimento de seus comandados. Um conselho de alguem pouco mais experiente, volte a advogar, voce esta confundindo vocacao com necessitade. O escrito acima nada parece com um manual, e sim um monte de baboseiras que so servem para desqualificar as outras carreiras da PC, situacao esta, tipicas de delpols. E copiando alguns colegas acima, se o seu plantao esta verdadeiramente assim, culpa dos majuras, afinal, a PC nao e dirigida por voces?.

  24. Nossa, lendo essa manual, eu fiquei ate com dó do “pobre” coitado do delegado plantonista. E é bom saber que todo tira é bebado, todo escrivão é analfabeto, mas o bom memso é saber que delegado “trabalha”, só queria saber e que DP?
    Agora queria saber tb onde os PM levam entorpecente para constatação?
    Delegado ditando oitivas e relatando IP? Em que mundo vive esse delegado que fez esse manual?
    Olha delegado autor do manual, vc PERDEU UMA BOA CHANCE DE DE FICAR COM A BOA FECHADA.

  25. RESUMO DA OPERETA:
    1: O PIANO AINDA É CARREGADO PELO ESCRIVÃO
    2: O ESCRIVÃO É ANALFABETO
    3: TODOS OS DELEGADOS QUE APRENDEM A TRABALHAR COM O ESCRIVÃO TORNA-SE TÃO ANALFABETO QUANTO
    4: POR ÚLTIMO O ESCRIVÃO AINDA TEM QUE FAZER O FLAGRANTE SOZINHO E O DELPOL ASSINA O QUE NEM FEZ E O PIOR NEM LEU.

  26. Policial decepcionada e escudeiro, aqui no interior do estado, muitos dos Delegados elaboram o auto de prisão em flagrante, enquanto o escrivão elabora as demais peças do flagrante. Um bom número de Delegados elaboram as portarias e relatórios, e não é minuta não, bem como elabora despachos de juntada de oitivas e procede a oitiva das vítimas e testemunhas, visto o número insuficiente de escrivães. Existem aqueles que só assinam e olha lá.

  27. Nós Policiais Honestos de todas as carreiras, estamos na mesma merda, guardadas as diferenças salariais das carreiras, e devido a esse estado de inércia das nossas associações, ficamos atirando para todos os lados. A PC é um Titanic afundando a deriva sem comandante.

  28. faxina: e os que fazem, estão em desvio de função, ou efetuam o que realmente lhes cabem?
    eis a questão!

  29. Podem até fazer, na minoria de -1%, mas taxar todos os tiras de bebados e escrivães de analfabetos, acho que passou dos limites, pois, todos sabemos, se não são os escrivães para fazerem as vezes dos delegados, o que seria, se tem muitos “delegados” por ai, que mal sabem ditar uma oitiva, alías tem muitos delegados por ai que nada sabem fazer, a não ser dizer : “sou delegado”.

  30. Prá chegar ao primeiro plantão em São Paulo em 1992, saímos da Academia e fomos ao DECAP. Recebi a alternativa de escolher entre as Seccionais Itaquera e Santo Amaro. Não conhecia nenhuma. Escolhi Itaquera e recebi mais duas opções: 59 ou 103. Imaginei que por ser mais antigo o 59 DP estaria mais próximo do centro, portanto, mais próximo da Água Rasa, onde residia e fiz essa escolha. Sai da sala do Diretor e vi que o 59DP ficava no mapa um palmo adiante do 103, mais ainda para os fundos da Zona Leste. Voltei rapidinho e consegui a nomeação para o 103.
    Prá chegar lá era uma hora com um Golzinho velho, à alcool, com um carburador que falhava mais do que funcionava, principalmente no frio paulistano: Radial Leste, Av. Aricanduva, entrava por uma outra, seguia, virava, ia e seguia ainda depois de uma tal de Jacú-Pêssego… E como tinha predinho de Cohab!
    Na composição da equipe o “tira” era um carcereiro antigo, gente boa, tranquilo. O Escrivão, também Paulo, era um descendente de japonês, conhecedor de toda aquela região. Num dos primeiros plantões, um sujeito queria fazer um boletim de ocorrência, alegando que um vizinho estava incomodando. Não eram muitas as ocorrências e atendi o sujeito, que estava com uma cara de muito preocupado, com os olhos meio esbugalhados. Ele colocou uma pasta sobre a mesa e começou a dizer que o vizinho, chamado Eduardo, havia colocado uma lagartixa no apartamento dele e aquilo o preocupava, pois temia ser atacado pela lagartixa… Foi difícil ficar sério, sem dar risada ou sem mandar o sujeito à puta que o pariu… rs… Mas estava começando, com aquela vontade de tentar atender da melhor maneira as pessoas e veio a idéia de que o vizinho poderia ser um sádico, que estava a se aproveitar do coitado do doidinho. Então, fiz a pergunta fundamaental: mas o seu vizinho Eduardo fez algo mais …? E a resposta veio natural:
    - Olha, outro dia tinha uma mariposa lá no meu apartamento, mas se foi o Eduardo eu não sei …
    O próximo por favor …

  31. policial decepcionada:
    ele fez a retaliação do meu texto no qual eu mostro o delegado como grosseiro, mau educado, com todos os vícios da PC e ainda por cima trai a esposa. Acho que a descrição caiu como uma luva em alguém que se sentiu incomodado achando que se estava falando dele e reagiu.

    Mas os textos são bons. Divertem um pouco. Todas as situações relatadas podem ser reais, mas para acontecerem num mesmo plantão só pode ter sido culpa de alguém que se esqueceu das meias de lã.

    Creio mesmo que vão aparecer mais e seria bom um sob a ótima da vítima, mas sempre fui contra essa mania de dizer que pagam os nossos salários.

    Primeiro é preciso saber se a vítima paga impostos
    Segundo é preciso saber se a vítima não é um sonegador, dai a culpa dos nossos baixos salários também é dela
    Terceiro, se voce considerar a qual a porcentagem do quantum que a vítima para de impostos que vem para o meu salário, pode com certeza tirar um real do bolso e dizer a ela;

    - Toma ai a parte do seu imposto que paga o meu salário. Enfia no seu …… bolso e não encha o saco.

  32. tudo é culpa do escriba, ferro no escriba, fumo no escriba…escriba isso, escriba aquilo… vou tomar umas volto depois. detalhe; é cachaça mesmo, wisky é só pra chefia..

  33. Porra, o cara coloca os policiais da equipe como verdadeiros lixos…inverteu a coisa, sendo que na real, de acordo com minha experiência, o delegado nunca aparece. Sou eu e tira que fazemos tudo naquela delegacia. Ele atende, me passa o qru, na maioria da vezes tipifico, lavro e mando embora, atendo outro e assim vai quase a noite inteira. O Delegado aparece na madruga, assina tudo e vaza, restando sempre alguns BO´s sem assinar. Tudo bem…é a cara deles, mas ficar pagando de certinho, só sendo “carça” mesmo.

  34. Pois bem, depois ler os manuais das carreiras policiais,parabéns aos colegas pela iniciativa… acredito que poderiam lançar o manual do “policial civil” e os “sindicatos e associações”….as promessas oferecidas como valorização profissional, aposentadoria especial, aumento de salário, e outras mentiras………isso iria dar peça de teatro, de preferência seria uma comedia das boas, pois nos já estamos vivendo um”” filme de terror””

  35. O CHUCHU quase caiu …rssss…..

    Nos anexos, você lê informativos dos jornais da cidade de Marília, aonde os Servidores em greve fizeram manifestação na passagem do candidato ao Governo do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin pela cidade em 17/07/2010.

    http://www.assetj.org.br/portal/index.php?secao=lendonews&taskCat=4&taskNot=3131

    http://www.assetj.org.br/portal/arquivos/pdf/arquivo_noticia_3131_1279566893.pdf

    http://www.assetj.org.br/portal/arquivos/pdf/arquivo_noticia_3131_1279566720.pdf

  36. Nossa Senhora, quanta viagem e mentira, eu nunca vi tanta mentira junta em toda a minha vida……

    De todos os manuais deve existir um meio termo, ou seja, escrivão não é burro e analfabeto, investigador não é bebado, e drogado, delegado não carrega a civil nas costas, não dita nada coisa nenhuma, nunca vi isso, alias a mentira é tanta, que por si só não se sustenta, o termo comigo o delpol, é inviavel, imagine isso por exemplo em cartórios de uma delegacia, seria necessário no minimo 6 delpol para cada um deles acompanhar o escrivão é mentira……

    Esse delpol buscou fazer o que faz de melhor, desqualificar os subalternos, deixa de ser mentiroso, escrivão faz flagrante, ouve todo mundo, tira faz triagem, obviamente existem os que não honram a instituição, mas dai dizer que fica com dor nas pernas, é muita mentira, delpol de noite se tranca na sala, e tem uns que roncam tanto que sequer é possivel ouvir a parte no momento de elaborar um bo…..

    Existem mazelas em todas as carreiras sem exceção, tem tira vagabundo, tem escrivão braço curto, tem delpol que só assina bo, mas justiça seja feita, fazer escolta de preso, planilhar preso aidético, servir de carcereiro/baba de preso, por pior que seja o tira ele acaba abraçando, e isso delpol não faz, escrivão passa a noite elaborando bo, flagrante, dentro da instituição é o que acaba fazendo a base da policia civil, tem as responsabilidades em guardar objetos, em elaborar milhares de docs, tem fé pública, o delegado se contenta com esse lixo de salário pois delega ao escrivão suas funções e ao final assina, e quando tem que se empenhar em fazer algo ou ouvir as partes, ele sabe que quando se cansar disso, basta ordenar ao escrivão, obviamente o delpol tem a formação superior, e a responsabilidade de todo o tramite, e deveria tambem ter reconhecida a carreira juridica, mas depois de ler esse depoimento enfadonho, só posso pensar que a civil esta falindo, mal paga, e mal representada, se o delegado que redigiu isso se acha muito bom, preste concurso para o judiciario, e veras os analfabetos funcionais que por la trabalham, e para finalizar, mentiras a parte, nunca vi em mais de 12 anos de carreira um delpol recem saido da academia redigir um flagrante, normalmente ele pergunta ao escrivão grande parte do que fazer, não é vergonha nenhuma ser humilde e assim faze-lo, me sinto um felizardo por ter trabalho somente delegado inteligentes, humildes e parceiros da equipe, até mesmo sair de balada saia a equipe junta, o tira formado em direito triando, e o outro apesar de não ter faculdade tambem fazia, o escrivão, agente de tele e o delpol, todos embuidos em trabalhar juntos em equipe, uma verdadeira familia…

  37. Vivo dizendo: Você vai trabalhar na PC sua vida inteira e não vai conseguir descrevê-la para ninguém.

    Basta ler os relatos ai pra cima.

    Feira? Zoológico? Mercado? Tem de tudo e não tem nada.

  38. 1o. – Se todos os servidores policiais são esse lixo que vemos nos textos, então os criminosos estão indo sozinhos e por conta própria pra tranca… chegam no presídio, tocam a campainha, confessam o crime e pedem pra entrar…

    2o. – A gestão e a administração dessa espelunca chamada policia civil é feita exclusivamente por delegados de policia… Os majuras são os únicos gestores dessa goiabada… Se chegamos ao nível da lama tem a quem se imputar responsabilidades…

    3o. – Lendo os textos (e alguns comentários) fica fácil perceber porque os governos, um após o outro, nos tratam como escória…

  39. dr. Roberto Alves Guerra, ve tem cabimento:

    à vista do apurado nos autos de processo administrativo
    disciplinar GS/1394/09 – DGP/5786/08 – Vols. I e II, e nos termos
    dos artigos 67, inciso VI; 69; 70, inciso II, por infração aos artigos
    62, incisos II, III, e IX; 63, inciso I, 74, inciso II e 75, inciso VI, da
    LC 207/79, alterada pela LC 922/02, a pena disciplinar de DEMISSÃO
    a BEM DO SERVIÇO PÚBLICO a RICARDO DE MORAIS, RG
    n.º 23.298.989, Investigador de Polícia de 3.ª Classe, efetivo, do
    QSSP, lotado na DGP e classificado no DEMACRO, com sede de
    exercício na Delegacia Seccional de Polícia de Mogi das Cruzes.
    ADV.: DIRC

    PORQUE SÓ PRO RICARDINHO

    CADÊ A PENA DE DEMISSÃO DO GAGUINHO, DO FLÁVIO AUGUSTO “QUIK

    ESTÃO TODOS NA MESMA BRONCA E FORMA PRESOS PELA MESMA BRONCA

    CADÊ A DEMISSÃO DO QUIK E DO GAGHINHO ?

  40. Ainda no 103, Cohab Itaquera, em 1992, equipe completa (3), era umas 22h, não havia pessoas a atender e conversávamos, enquanto passava um filminho trash, de quinta categoria, com sangue espirrando prá todo lado, na TV portátil (preto e branco – coisa antiga heim…) de cinco polegadas do Escrivão.
    Então entra devagar um rapaz meio pálido, se aproxima daquele balcão de concreto e diz: olha o que eu fiz ! Atrás dele vinha um seqüência de pingos de sangue e o jovem mostrou os pulsos cortados …
    Imediatamente perguntei:
    - O que aconteceu ?
    Ele respondeu:
    - Eu estava fazendo a barba …
    Sem luva, sem proteção, pegamos o rapaz colocamos na viatura e o levamos ao PS, onde outros tantos aguardavam atendimento, muitos em macas nos corredores em situação deplorável.
    No transcorrer da ocorrência ficou evidente a tentativa de suicídio, a personalidade frágil e o desequilíbrio emocional de quem havia sido abandonado pela namorada e vivia sozinho em São Paulo.
    Oferecemos muitos conselhos, procuramos estimular o sujeito a buscar auxílio profissional, a desenvolver atividades culturais ou esportivas a fim de aproximar-se de outras pessoas, a manter contato com familiares etc.
    Mas o rapaz não demonstrava entusiasmo com nossas idéias e depois da alta médica, o investigador o levou para casa.
    Depois de tudo, alguém disse que o melhor conselho a ser dado ao sujeito seria:
    - você ficava melhor de barba …

  41. é sim, venha aqui em Mogi das Cruzes e veja se o Dr. Perreti, o Toninho Gaguinho, o quik, o senhor barriga Nilson, a família Batalha, Gianuzi, Nauata, plinio gebran, valeria do belo monte e seu marido bilau, caze, key roz, cabeçaõ donizeti do 4 dp, vejam se eles estão muto preocupados com processo administrativo ou criminal. Estão ganhando todas, pois os ju[ízes de mogi são cupinchas deles, além do pessoal da Corregepol que está sendo mluito bem pago para não prejudicar.

    AdvoMogii dA.

    16/05/2009 em 2:21
    A CORREGEDORIA ESSA SEMANA TOMOU UM CALA BOCA, AGORA ELA ESTA PIANINHA A DR. MARINEZ, MANDARAM ELA PARAR COM A PUTARIA, TÃO DANDO UM CALA BOCA LA TAMBEM E ELA NUM PODE FAZER NADA.

    SE ACHAM QUE É MENTIRA MANDA ELA FALAR AQUI NO BLOG, QUE PROVO.

    ELA FOI QUASE QUE AMEAÇADA PRA PARAR DE IVNESTIGAR.

    MENTIRA MARI.

    SOU AI DE BEM PERTO DE VC.

    ACHAM QUE ESTOU MENTINDO?

    CUIDADO SEU DE MUITO

    OLHO DE VIDRO

    16/05/2009 em 3:01
    Não é isso não. Para não ferrar o TONINHO GAGUINHO O Dr. Gióia Perini (Juiz da 2a. Criminal de M. Cruzes) onde está o processo deles, vai absolver todo mundo. O Tal do Gaguinho, além de traficante de drogas, assassino e e praticante contumaz de extorsão é motorista do tal “juiz de direito (sic)”. O Dr. Freddy é o melhor juiz e mais correto que Mogi e região já conheceram. Infelizmente o processo não está com ele, que mesmo conhecendo todos esses bandidos ai citados, não hesitaria em condenar.

    Guararema

    16/05/2009 em 18:43
    Gaguinho é o sujeito mais COVARDE que a polícia já conheceu. COVARDE EM TODOS OS SENTIDOS. ASSASSINO, TRAFICANTE JUNTO COM OS DOIS FILHOS QUE TAMÉM SÃO INVESTIGADORES. JÁ COMETEU MUITA MAUDADE AQUI NA REGIÃO. FOI PRESO TRÊS VEZES E NINGUÉM O PÕE NA RUA. OS TROUXAS TEM MEDO DELE. TANTO DELEGADOS, QUANTO JÚÍZES E PROMOTORES DE MOGI TEM MEDO DELE. MENOS O DR. FREDDY.

    Guararema

    16/05/2009 em 18:46
    MAS ELE É UM BOSTA, UM MERDA, NÃO AGUENTA UM ASSOPRO.

    Guararema

    16/05/2009 em 18:46
    A ÚLTIMA É QUE ELE DÁ O LOLÓ PRA MOLECADA, ALÉM DE TUDO. É MATADOR DE FIMOSE MESMO. ENGOLIDOR DE QUIBE DE CARNE VERMELHA.

    Guararema

    16/05/2009 em 18:47
    CHUPADOR DE CANA COM CABEÇA (VERMELHA)

    Guararema

    16/05/2009 em 18:48

  42. DR. ROBERTO GUERRA MOGI DAS CRUZES TÁ FEDEDNDO MERDA MAIS DO QUE NUNCA, AMANHÃ PARECE QUE A COBRA VAI FUMAR EM MOGI. A CORRÓ CRIOU VERGONHA. SÓ NAO VAI PRENDER O TAL MARQUINHO BATALHA, CHEFE DOS MAQUINEROS DA REGIÃO.

  43. Caro Dr. Guerra,
    Favor publicar este novo Manual “ Baseados em Fatos Reais”

    Obrigado.

    Manual do Atendente de Necrotério

    1º DIA DO ATENDENTE DE NECROTÉRIO “POLICIAL”

    05:30 = Você acorda todo eufórico para se apresentar na sub-frota do IML.
    06:30 = Sai eufórico todo vestido de preto com aquela calça preta que você ganhou na ACADEPOL, na cinta o .38 todo enferrujado, que foi pago para você usar enquanto não chega as PT.40. “ e sem previsão de chegado das Pistolas ”
    06:45 = No transito, você com cara de bravo, olhando para os lados para verificar se as pessoas estão reparando o seu colete da Policia Civil pendurado no banco do carro e o distintivo pendurado no pescoço
    06:50 = Você chega no IML para se apresentar, vê na porta da sub-frota um homem de terno e gravata com uma pistola na cinta, falando e gesticulando olhando para os lados para verificar se os Tiras do 91 DP estão lhe reparando.
    07:00 = O Tal homem, se apresenta como assessor jurídico da Superintendência da Polícia Cientifica e que tendo qualquer problema referente ao serviço e para lhe informar que estaria resolvendo “e bla bla bla mais bla bla bla …….”
    07:30 as 09:00 = Você todo de preto, com colete da Polícia Civil e o revolver todo enferrujado na cinta esperando o seu parceiro para iniciar o plantão.
    09:01 = Você pergunta para o assessor jurídico, qual é o horário inicial dos trabalhos, ele todo cheio lhe responde; “ As 07:00hs, o carro de cadáver tem que esta com o talão aberto junto ao CEPOL e ir em borá apenas quando a rendição chegar , pois pode ocorrer alguma prioridade”.
    09:01 = Mais você, observou que quando chegou não tinha mais ninguém na frota, lógico alem do assessor jurídico, mais você fica quieto e espera para ver, afinal hoje é seu primeiro dia.
    09:15 =.Em fim chega seu parceiro, todo malandro cheio de bla bla bla, dando boas vindas e perguntando se você já tinha aberto o talão. Vc. Fala que não, pois não sabia os como funcionava isso.
    09:15 = O seu parceiro liga no CEPOL e então abre o talão da Vtr e já fica informado que tem 04 talões para recolher, sendo um talão via publica na área do 73 DP liberado as 03:30 que a equipe noturna não recolheu dizendo que estava com problemas no carro.
    09:17 = Seu parceiro puto da vida, reclama para você da equipe noturna em vista deles terem deixado este talão do 73 DP no Bairro da Java Rural para o dia.
    09:30 = o Tal assessor jurídico sai da sala da chefia, informando que estaria indo para Superintendência e que estaria atualizando a escala de plantão.
    09:31 = Seu parceiro começa a falar mal do tal assessor, que ele era vagabundo, nunca trabalhou no carro de cadáver, e que estaria puxando o tapete do atual chefe da frota. E que de assessor ele não tinha nada, “ O Tal Assessor levou você para conversa”
    10:20 = Você e seu parceiro saem para recolher os talões e seu parceiro pergunta para você, porque estaria usando este colete da Policia, você todo sem graça informa que era norma da ACADEPOL, seu parceiro cai na gargalhada informando “que porra de ACADEPOL, aqui você não vai usar nada que aprendeu lá, tira esta merda pois é perigoso, tem locais que nos vamos que só tem ladrão rsrsrsrsrsrs” você então todo sem jeito retira o colete .
    10:25 =.O CEPOL liga no celular do seu parceiro, perguntando qual era a previsão da recolha do talão na área do 73 DP, seu parceiro informa ao CEPOL que não tinha previsão, pois estava na Marginal Tietê e que tinha ainda a necessidade de abastecer a vtr na Zona Norte, então o CEPOL informa que teria mais 02 talões, sendo 01 prioridade, pois tratava-se de um primo do amigo do chefe da empresa onde trabalhava o filho do amigo do policia do DEIC . “ Seu parceiro logo grita, informando que era para o CEPOL esperar que depois ele marcaria”
    11:50 = Enfim, você chega no local do 73 DP, os PM’s putos da vida, logo pergunta o nome do encarregado e seu parceiro pede para esperar que ele também tinha que marcar o nome dele…. “ olha o lance do cão e gato”
    11:16 = Vc. Pergunta ao seu parceiro como recolhe o corpo, ele responde ironicamente “com as mãos pois difundo não anda “. Então você fica puto com ele mais não deixa ele notar pois ele ainda pode lhe fuder com sangue do cadáver.
    11:20 = O cadáver já na VTR, vão para os outros locais…. 20DP, 13DP, 46DP.
    13:00 = O CEPOL, liga novamente no celular do seu parceiro informando que o DelPol de Permanência estaria cobrando os talões pendurados na tela e em qual momento estaria marcando os outros talões, seu parceiro então responde, que no IML Central ele ligaria pois tinha que descarregar.
    14:15 = Chegada ao IML Central …….
    14:17 = O seu parceiro pede para você ligar no CEPOL, pois tinha que resolver uma situação lá fora que já estaria voltando… Vc. Então liga e se apresenta e pede para Agetel informar os talões, “ agora no lugar de 02 talões, vc. Tinha mais 05 talões….
    15:30 = Seu parceiro chega meio alegre, perguntando se vc já tinha marcado os talões….
    15:40 = Saída do IML para recolher os outros talões.
    15:43 = Estão na Teodoro Sampaio, no transito você observa que o IML e visto pela população com o Carro de Lixo e que todos estão olhando com ar de nojo…..
    15:45 = Seu parceiro puto da vida, da sinal de sirene para uma carro encostar, pois o passageiro olhou para o seu parceiro e perguntou se ele trabalhava na Sadia, pq. Ele apenas carregava presunto…… opa… vc agora vai dar um esquadrão,
    15:45 = VC, saca do seu revolver e pede para os componentes do carro sair de vagar, que era a Policia…….
    15:55 = Após a revista, um dos componentes do veiculo olha bem para sua cara e diz… Não sabia que o IML era Policia, ai você toma aquele susto e percebe que prestou o pior concurso da Polícia e que quando abrir um novo concurso para AgePol vai prestar, pois você tinha tentado 05 vezes para tira e não tinha passado e neste para Atendente você passou…..
    16:20 = Você chega no talão que o CEPOL estava pedindo prioridade as 10:25 h, sai um tira do DEIC de um veiculo estacionado na rua, pedindo para vc se tinha como dar uma prioridade no transporte, então você todo sem graça pede para ele falar com o seu parceiro, pois era ele que estaria como encarregado da vtr…… Então seu parceiro responde que sim ………
    16:40 = O Cadáver devidamente no interior da vtr, vc’s saem em alta velocidade com sirene aberta para chegar no IML Central para pegar o Medico Legista ainda na sala de necropsia, pois se não ia ficar para ser necropciado a noite… “e a moral junto ao tira do DEIC”
    17:25 = Chegada ao IML .
    17:28 = Você, já com dor de cabeça, sem almoçar e sem ao menos tomar um café, começa a procurar o outro atendente para descarregar o cadáver, então fica sabendo que ele tinha dado uma saidinha e que estaria retornando……
    17:40 = Você todo sem graça na recepção do Necrotério, escutando familiares reclamar da demora na recolha e liberação dos corpos, que os funcionários do IML não se importava com a dor dos familiares e outras coisas mais …
    18:15 = Você observa que o seu parceiro sumiu, e que o CEPOL estava ligando na recepção do IML para perguntar do IML 01 que não estava atendendo o Telefone e nem o Radio… então a recepcionista informa para você que o CEPOL estaria querendo falar com os componentes do IML 01 …. do outro lado da linha o DELPOL Permanência do CEPOL, perguntando para você o motivo do não atendimento do Radio e do Celular, vc todo assustado informa que não saberia informar pq o celular estava com o seu parceiro e que o radio da viatura estava queimado.. então ele pergunta para você sobre os talões, vc, informa que esta informação também não sabia pq a prancheta estaria com seu parceiro…… então ele pede para o seu parceiro retornar a ligação imediatamente… e assim desliga o telefone
    18:40 = O seu parceiro chega junto com o outro atendente de necrotério, que teria de descarregar o corpo da vtr.
    18:50 = Seu parceiro liga no CEPOL e informa que realmente a vtr esta com problema “ papo furado” e que estaria deixando os outros 04 talões para equipe noturna fazer….
    18:55 = O tira do DEIC chega ao IML, dando TKS para todos da recepção e chama seu parceiro de canto para lhe dar um “QRJ”, então você só fica observando pois tem medo de ser um tira da Corregedoria realizando uma pegadinha e fuder você também, afinal seu nome também esta no talão…
    18:57 = Já indo em borá para base da frota você observa que o cadáver ainda não foi descarregado da vtr, então você corre atrás do outro atendente de necrotério, e descobre que o mesmo já foi embora…. ai fudeu….. pois seu parceiro falou que no necrotério ele não descarrega, pois ele é AgePol., e que este serviço é do atendente de necrotério…..
    19:05 = O seu parceiro puto da vida, querendo ir embora e você la apanhando para descarregar o cadáver sozinho da vtr…
    19:15 = Você embarca e seu parceiro puto da vida, vai comer seu rabo pela falta de atenção sua……
    19:50 = Você chega na Sub-Frota do IML, todo fudido, sujo etc etc etc, e pergunta sobre o chefe da frota, seu parceiro responde que o chefe da frota quase não vem e quando vem é só para dormir na sala dele.
    19:55 = O seu parceiro liga para o CEPOL e pede CL do talão de área da vtr, e informa que a vtr encontra-se com problema mecânico e que os componentes da noturna já estariam verificando outra barca…. “mentira eles não estavam nem no plantão”
    20:05 = Você vai ao encontro do seu parceiro para se despedir quando ele vira para você e pede para ficar no plantão até a equipe noturna chegar, pois o plantão não pode ficar sozinho… e que ele tinha que ir ainda na Superintendência para verificar uma situação junto a ADM.
    21:50 = Toca o telefone você atende é o CEPOL perguntando da equipe noturna, e solicita que os mesmos entrem em contato urgente junto a Cabine Norte pois tinha 09 talões para serem recolhidos ….. você meio sem o que falar informa que assim que possível eles entraram em contato com o CEPOL.
    21:57 = Enfim chega um componente da equipe noturno, perguntando que era você, o que você estaria fazendo na sala da frota, bla bla bla , então você se apresenta e ele todo ressabiado, pergunta para você, “ onde você vai todo assim de preto parecendo policia do GOE, comigo você não trabalha…. você já todo desmotivado informa que não sabia o modo de trabalho do IML.
    21:58 = Quando o componente do noturno vê na prancheta a quantidade de talão que ficou do dia ele olha bem para sua cara e diz, O que acontece nesta merda, o que você fez hoje para deixar estas talão do dia para noite, ficou brincando de Policia, bla bla bla…
    22:05 = Você entra em seu carro e vai embora frustrado, achando que era policia, sua roupa toda preta já estava branca dos talcos das luvas e assim foi seu tão esperado plantão
    22:45 = Você chega em sua casa, sua mulher puta da vida manda você tirar a roupa na lavanderia, pois você esta todo sujo de sangue, talco e o pior ficou em um lugar todo contaminado e pedi para você lavar aquela roupa…..
    23:45 = Você termina de lavar a roupa e sua mulher aos gritos manda você tomar banho e depois jogar cândida em todo o banheiro, pois tem medo de ser contaminada por uma bactéria ou vírus muito bravo …… ai você percebe que tudo aquilo que falaram para você na ACADEPOL é mentira…..

    Obs. Ainda tem Atendente de Necrotério calça branca andando como Policiais do GARRA ou GOE.
    Eu acho que o carro de cadáver logo muda o prefixo não sendo mais IML 01, 02 ou 04 e sim GARC que vai significar Grupo Armado de Recolha de Cadáver…..

  44. Dr. Gerra,

    Conto com sua colaboração para publicação deste novo manual…..
    USG….

  45. Manual do Auxiliar de papiloscopista.

    05h30min Vc levanta para chegar cedinho no instituto, não quer se atrasar pois o Doutor é bravo.
    07h00min Começa seu trabalho, muitos codigos da prodesp, varias senhas, mas em 05 min vc já decora tudo, afinal passou num concurso com mais de 70mil inscritos, porem só 5 mil foram fazer as provas.
    07h45min já se acostumou a digitar os RGs, já foi tomar um cafezinho e se enturmou com o pessoal;
    08h00 rotona ao trabalho, a cota diária de serviço só faz diminuir.
    09h30 já de saco cheio do trabalho repetitivo, olha os ultimos dez RGs a serem analisados e resolve ir ao Bar do Gordo fazer um lanhce, encontra outros colegas de Academia que por infelicidade foram parar no DHPP ou em um DP qualquer;
    10h15 final mente termina sua quota de trabalho
    10h45 resolve ir a Academia de Ginastica na Associação dos Tiras
    11h 45min retorna ao instituto para colocar a conversa em dia
    12h15 min já esta almoçado e pronto para retornar a sua huilde casinha onde se prepara para o concurso do MPU.
    12h25 min ao descer as escadas do metro luz pensa: escolhi a melhor carreira da Civil, ganho 2,150,00 e tenho muito tempo para estudar e sair dessa merda.

  46. Obs: finalmente; humilde casinha
    Obs2: sabado, domingo e feriados (inclusive os prolongados em casa)

  47. Bancana este relato do primeiro dia de um Delegado de Polícia, mas importante é esclarecer que Cada cargo na Policia Civil tem sua própria atribuição, lembrando que cabe aos Escrivães e Polícia a lavratura dos BOs e demais peças; ao Investigador de Polícia Investigar, cumprindo OS e mandados; aos agetpol o serviços de telecomnunicações, aos ?Carcereiros a guarda e escolta de presos; aos auxiliares de papiloscopista a identificação papiloscopica. Se em Plantão Policial não se dispõe destes cargos, vira-se uma carnaval de desvio de função. Evidente que alguns aceitem fazerem o trabalho de outros, mas algumas pessoas não. No caso, o investigador não é obrigado a tampar buraco, fazendo o trabalho do Escrivão. A obrigação dos dirigentes da Policia é de colocar mais Escrivães nos plantões. O que não acontece. Em cidade do interior, permanece apenas um Escrivão e um tira no Plantão, e toda vez que se anuncia abertura de concurso, contrata-se mais Tiras do Escribas, e depois sobra para alguns tiras fazerem o trabalho de escrivâes.

  48. a unica carreira que não tem função nenhuma é a do AGENTE POLICIAL que ja é oriundo de uma carreira extinta em 1086/7 de motorista policial,atualmente sem função definida. é o unico generico padrão, é o famoso quebra galho. em alguns locaes é investigador em outros é carcereiro, mais na frente é operador e logo depois e papi, e no final é merda nenhuma é apenas o famoso “QUEBRA GALHO” mas agora vae mudar tudo,vão ser varios genericos, generico pra varios gostos.
    e o restante da policia é uma carreira brigando com a outra, tudo saindo da sua real função que é ser policia judiciaria, mas apenas virou politica civil,com tudo isso é uma profissão bonita,linda, que apenas é mal administrada, emal vista pelo pessoal de alto poder aquisitivo. so tem valor quando o cidadão nescessita, fora disso é NADA.
    o ultimo a sair apague a luz.

    PSDB/DEM NUNCA MAIS

  49. UMA COISA É VERDADE: EU TOMO “UMAS” NO CHURRASQUINHO DO ALEMÃO QUE FICA NA ESQUINA DA DELPOL…E O DELEGADO JÁ FOI ME BUSCAR LÁ SIM, QUAL O PROBLEMA? RS…RS…RS…

  50. MAIS GENTE ? SERÁ … PARECE QUE A CORRÓ TA VINDO PRA MOGI GUERRA…. É ISSO MESMO… A PRISÃO DE SERGINHO, MELES, ROCK, BRAGA, TÁ PRA CHEGAR…. É…. QUENTE ! AGUARDEM EM BREVE… SOUBE DA ULTIMA … O FILHO DO LIXO DO GAGUINHO DIZ QUE BALEOU UM CIDADAO ? FOI PRENDER O SUJEITO E COVARDEMENTE ATIROU NO LADRAO, INEXPERIENTE, LADRAO DE CARRO… JÁ COMUNIQUEI A CORREGEDORIA, MAS GAGO PAGA O ROCK E NÃO VAI DAR EM NADA. .. MAS VAMOS SOMANDO ….SABEM DA ULTIMA, TONINHO ESTA PARA SER DEMITIDO, PARECE QUE ESCAPA SO O KICK, O BARRIGA VAI TB … TONINHO PARACE QUE VAI FUGIR MAS AGORA NÃO VAI PARA A CASA DO DIRCEU , VAI PARA A CASA DO BRAGA…

  51. BRAGA… UM SUJEITO DO MAL… ALIAS PARA SER BABA DE PRESO , E RECOLHA DA DRA VERA, TEM QUE SER MUITO SUJO, BOSTA DE ESGOTO DA FAVELA DIVINEIA. ALGUEM AINDA NÃO SABE QUE BRAGA, RECEBE BEM DOS PRESOS PARA QUE ELES NÃO SEJAM TRANSFERIDOS PARA O CDP DE MOGI ? MAS A NOVIDADE, A DRA VERA TA RECEBENDO TB. ISSO MESMO, DRA VERA DEIXOU AGORA DE SUSTENTAR O TRÁFICO , E FORJAR FLAGRANTES, E AGORA RECEBE PROPINA DE PRESOS,AGORA ELA ESTÁ NO MEIO ONDE GOSTA, E DIZERM POR AÍ QUE TEM RELACAO DE AMIZADE FORTE COM O BRAGA E LAERCIO ESTA SABENDO E COM CIUMES. GUERRA ESSA VERA É UMA DELEGADA DA REGIAO QUE FOI EXPULSA DA DISE E FOI CUIDAR DA CADEIA E AGORA EXTORQUE OS PRESOS. DEMAIS NÃO ? IS

  52. E o morato, so na internet ? Viram o numero dele no PSDB xxx 171. NAO É DEMAIS… A CORRO FOI AVISADA … NAO VAMOS PERDER O FOCO NELE , NAO MORATINHO ? NAO SOME NAO

  53. E o morato, so na internet ? Viram o numero dele no PSDB xxx 171. NAO É DEMAIS… A CORRO FOI AVISADA … NAO VAMOS PERDER O FOCO NELE , NAO MORATINHO ? NAO SOME NAO… SABIAM QUE O QUEIROZ VAI P. SJC. ANO QUE VEM. TAO DIZENDO .. É ARKIMIM VEM AI

  54. DR. GUERRA o dr. Roberto Alves Guerra, olha só :

    à vista do apurado nos autos de processo administrativo
    disciplinar GS/1394/09 – DGP/5786/08 – Vols. I e II, e nos termos
    dos artigos 67, inciso VI; 69; 70, inciso II, por infração aos artigos
    62, incisos II, III, e IX; 63, inciso I, 74, inciso II e 75, inciso VI, da
    LC 207/79, alterada pela LC 922/02, a pena disciplinar de DEMISSÃO
    a BEM DO SERVIÇO PÚBLICO a RICARDO DE MORAIS, RG
    n.º 23.298.989, Investigador de Polícia de 3.ª Classe, efetivo, do
    QSSP, lotado na DGP e classificado no DEMACRO, com sede de exercício na Delegacia Seccional de Polícia de Mogi das Cruzes.

    e o gaguinho ?

  55. Cheios de historinha até as mulheres, parece que são as mesmas,devem ter conhecido no mesmo lugar e na hora que pegou o tira pelo braço, nossa deu medo. Olha concordo que esta um droga mas isto aqui tem que acabar para começar de novo. Nivel Universitario, já pensou vc entrando na favelo com o decorador é melhor ir com o maluco que não sabe a diferença de roubo e furto

  56. Após 9 meses de ACADEPOL não aprendi como fazer um TC imagina flagrante.

    Já esperava pois no cargo anterior fiquei 4 meses e não aprendi nada pior esqueci o que sabia.

    Aprendi todas as peças com um ótimo escrivão no plantão do DEMACRO, investigar aprendi com todos os funcionários não podemos excluir novas idéias.

    Quanto funcionário que bebem no plantão aprendi a sair com eles pelo menos eu sei aonde estão.

  57. Manual muito bem escrito pelo colega!

    Passei igualzinho a situações como essa!

    Mas verdade seja dita: Também tive “Tiras”, carcereiros e agentes bons, que me ajudavam bastante no plantão…

    Escrivão sempre é o mais sacrificado, com maior responsabilidade nos feitos e na guarda dos bens/materiais/tóxicos apreendidos. Já peguei alguns vagabundos e outros ladrões safados ( em todas as carreiras tem…). Mas jamais deixei de presidir e ditar flagrantes e oitivas pessoalmente.

    Escrivão, que me perdoem os demais, devia ganhar mais.

    Sempre tive fama de “zica”, até que não aguentei mais e consegui, depois de 12 anos, sair dos malditos plantões do DECAP e ir para um Departamento Especializado onde, finalmente, consegui minhas suadas promoções até a primeira classe…

    Pelo jeito, as coisas continuam na mesma ou até piores!

    Não adianta: Enquanto não se valorizar o nosso $$$ e assim preencher as vagas com pessoal capacitado e interessado, a Polícia Civil vai continuar nessa merda. Quem, com competência e capacidade, vai querer trabalhar onde Judas perdeu a virgindade do rabo, por essa merreca de vencimentos que todos recebemos? ( de delegado a carcereiro?)

    Governo Estadual ineficiente e hostil à polícia. Estamos cercados de inimigos, que começam na própria Instituição ( é um salve-se quem puder geral!) e se encontram às pencas na população, no MP, na PM, e – principalmente – em governadores e políticos podres que estão aí!

    Parabéns ao colega, novamente , pelo texto. Ressalvando-se sempre o cuidado para não se generalizar!

    ABS

  58. isso é piada

    kkkkkkk
    o delegado ditou o flagrante para o escrivão

    QUERO VER ISSO ACONTECER NO 1º DP
    NO 3º DP ETC. DP

  59. DELPOL DURO

    MEUS PARABENS, VOCE É UM EXCELENTE DELEGADO, SENSATO E CONSCIENTE, O RELATO ACIMA É MUITO DESCRIMINATORIO, ESSE RELATO DO MANUAL DO DELEGADO, NA CIVIL TODO MUNDO GANHA MAL, TODO MUNDO SE FERRA, TODO MUNDO APRENDE ALGO COM TODAS AS CARREIRAS, TODO MUNDO ENFIOU A CARA NA GREVE PRA TOMAR TIRO DA PM, DO DELEGADO AOS SUBORDINADOS, TODOS TEM QUE SER HUMANOS, AMIGOS, PRA MIM A MINHA EQUIPE SEMPRE FOI UMA FAMILIA, É UM OLHANDO PELO OUTRO, JA TEVE SITUAÇÃO DO MALA AMEAÇAR O TIRA, O ESCRIVÃO, O DELEGADO, A EQUIPE É FECHADA, TODO MUNDO OLHA UM PELO OUTRO, EU E MEUS PARCEIROS DE EQUIPE JA SAIMOS NA FOLGA PRA IR ATRAS DE MALA QUE AMEAÇAVA A EQUIPE

    NOBRE DOUTOR ESTAMOS TODOS NA MESMA BARCA FURADA, GANHAMOS UMA MERDA DE SALARIO, É FEDERAL E BRASILIA DELPOL GANHANDO 12 MIL INICIAIS, AGENTE CARREIRA UNIFICADA E DE NIVEL SUPERIOR GANHANDO 7 MIL, E ESSE ESTADO RICO, O QUE MAIS COBRA ICMS, PEDAGIO, IPVA, PAGANDO UM LIXO DE ESMOLA CHAMADO REMUNERAÇÃO, POR FIM, QUANTO A TOMAR UMA GELADA, A EQUIPE SEMPRE FOI PRA BALADA, AMIG5OS DE PLANT5AO, AMIG5OS DE MAZELA, ENFIM, ESTAMOS TODOS JUNTOS SABE-SE LA DEUS ATÉ QUANDO, POIS COM ESSE LIXO DE SALARIO, É UM TAL DE DESERÇÃO DA CIVIL, E DELPOL PRESTANDO PRA MAGISTRATURA, MP, É TIRA PRESTANDO PRA FEDERAL, E POR5 AI V5AI

  60. um dia, acho que no segundo ou terceiro plantão fiz uma pergunta para o delegado que estava no plantão porque a noite os delegados iam dormir e os “denorex” faziam os plantões noturnos, o delegado ao invés de respondera questão educadamente disse “eu não estou aqui para dar aulas, aulas se da na academia de polícia, lá eu ganho dindin…”
    perguntei para a faxineira e ela respondeu atenciosamente à minha pergunta, O faxineira inteligente.

  61. CONCORDO COM O COMENTARIO DO
    INVESTIGADOR.
    1º JÁ TRABALHEI EM PLANTÃO, QUANDO O
    DELEGADO TEM O SEU PRIMEIRO PLANTÃO
    SEMPRE TERÁ RETAGUARDA DA CHEFIA, DA
    EQUIPE DE PLANTÃO.
    2º COM A SUA CHEGADA AO DISTRITO POLICIAL
    SERIA RECEPECIONADO, PELA SUA EQUIPE DESEJANDO
    AO SENHOR BOAS VINDAS.
    3º É DIFICIL CONCORDAR COM V.SA. NEM TODO INVESTIGADOR É BEBADO, MAL COMPORTADO, E
    TER UM ESCRIVÃO ESCROTO E BURRO, COMO É DO
    SEU CONHECIMENTO, DEVERIA TER PUNIDO OS MESMOS,
    E PORQUE NÃO O FEZ;
    4º JÁ FUI CHEFE DE VARIOS DISTRITOS POLICIAIS,
    ASSIM COMO ATÉ DE DIVISÃO; SEI QUE QUANDO O
    SR. DELEGADO TIVESSE LGUM PROBLEMA, SEMPRE O
    DELEGADO TITULAR, LEVARIA AO CONHECIMENTO DO
    CHEFE PARA QUE TOMASSE A DEVIDA PROVIDENCIA.
    5º MAIS ALGUMAS VEZES PODEREMOS TER ALGUNS
    PROBLEMAS QUE SERÃO SANADOS DE IMEDIATO, POR
    ISSO EXISTE TAMBEM A CORREGEDORIA.
    6º POIS ESTE PRIMEIRO PLANTÃO DEVE TER SIDO
    UMA CATASTROFE, POIS ATÉ PRE-JULGOU AQUILO
    QUE ATÉ ASSINOU. SABE TENHO UM GRANDE DEFEITO
    NÃO ASSINO NADA SEM LER E QUE SE NÃO TIVER
    AI VIRARÁ UM PROBLEMÃO.
    7º QUANTO AO SALARIO E SEU COLEGA QUE TEM 25
    ANOS, PRECISA SABER A VERDADE, SALARIO O SR.
    TEM RAZÃO E CONCORDO, POIS SE O DELEGADO FOSSE
    BEM REMUNERADO, OS SEUS AGENTES TAMBEM SERIAM.
    8º SABE SOU INVESTIGADOR, MAIS NUNCA PRESENCIEI
    UM REPRESENTANTE DO MP.PUXAR PLANTÃO, SE PUXAR
    DEVE SER UMA VEZ POR ANO. DOU MUITO VALOR A
    AUTORIDADE POLICIAL, QUE DIGINIFICA ESTA TÃO
    SOFRIDA CLASSE POLICIAL, ALEM DO JUIZ E DA
    AUTORIDADE POLICIAL QUE ESTÃO NO “CPP”.
    É UM PEQUENO DESABAFO

  62. LETÁRGICO:

    Piada deve ser o senhor que, pelo o que o seu próprio nick traduz, deve ser um parasita que se encaixa bem em algum dos estereótipos citados pelo colega em seu “Manual do Delegado”.

    Trabalhei nos plantões do 42, 32, 46, 44, e 48º DP’s. Não trabalhei no 1 e 3ºs DPs da capital, e etc, como vc diz, mas CONHEÇO e sei que a sistemática lá é diferente e há mais escrivães e tiras mais bem selecionados para enfrentar o grande pico de ocorrências e flagrantes.

    São locais diferenciados, onde de fato, quando há acúmulos de ocorrências simultâneas, torna-se impossível, humanamente impossível à Autoridade Policial presidir cada feito. Mas há supervisão da mesma em todas, pois um Delegado de Polícia que assina sem ler o que assina ou é um imprudente calouro “calça branca” ou já tem sérios problemas que aqui não vem ao caso discutir…

    Sempre presidi e ditei flagrantes e, quando tinha Escrivães com “E” maísculo e Investigadores, Agentes, Carcereiros, etc, idem, sempre valorizei o trabalho dos mesmos e incentivei muito a continuarem seus estudos.

    Jamais tive preconceito ou tratei os membros dignos de minhas equipes, com soberba ou arrogância, ainda por quê dependia deles e vic-versa.

    Inclusive fiz várias amizades, algumas em especial como um ex-agente policial de minha equipe de quem hoje sou padrinho de batizado de seus dois filhos e que está muito bem como colega Delegado de Polícia no Paraná.

    Outro, também meu ex- escrivão, até hoje me constrange, pois apesar de sermos amigos e de nossas esposas serem amigas e parceiras em vários eventos de benemerência filantrópica, ele quando me vê, sempre vem me cumprimentar efusivamente com um grande sorriso na face, me chamando de “meu Doutor”, apesar dele ser Juiz de Direitode uma Comarca da Capital.

    Então guarde a vossa ironia para o senhor mesmo e reduza-se-se à sua letargia crônica que lamentavelmente contamina muitos desta hoje decadente Instituição Policial Civil, ressalvando-se sempre que a generalização jamais pode imperar, sob pena de se cometer injustiças com a minoria ( infelizmente)que é honrada e trabalhadora, apesarde tantas dificuldades que sofremos, em todas as classes e carreiras.

  63. Só existe uma coisa a fazer: PEDE PRA SAIR.

    ou, então vai se acostumando – mas isso é só o começo do início do triste fim da sua vida.

  64. Há vários anos atrás, era Escrivão de Cartório da Chefia, já com certo tempo de policia, quando fui designado para um “Plantão Inaugural” de uma Delegada de Polícia, apenas para auxiliá-la, pois na equipe já contava com mais 02 Escrivães de Plantão, pois acreditem, existem Distritais que contam ainda hoje com 02 Escrivães de Plantão, ocasião em que tive a surpresa de ver que aquela Sra. Dra. possuía notório conhecimento jurídico, muito simpática e educada, contudo, no meio policial, as vezes a falta algo mais a ser passado nos meios acadêmicos, ocasião em que pude presenciar o Sr. Carcereiro a lhe indagar : “Doutora a Sra. Ajudar a pagar a bóia dos presos”, não houve resposta imediata e aquela jovem senhora de vinte e poucos anos pegou seu aparelho celular e ligou para outro colega também Delegado Plantonista, reclamando : “ já haviam me dito que no DECAP eu teria que comprar tinta para impressora, lápis, caneta e até papel para impressora, mas nunca achei que teria que comprar também comida para os presos” , quando na verdade , “pagar a bóia dos presos” era apenas ajudar a abrir a cadeia e fazer segurança para ele entregar a comida dos “ladrões”, ou também conhecido como “abrir a viúva com segurança para ver se os malas não dão o cavalo doido” . Só isso, simples, porém complicado ao Bel. em Direito sem experiência policial, e que em muitas outras vezes durante minha carreira vi de perto terem dificuldade de entender as gírias que os “cururus” diziam, não conseguindo as vezes traduzi-las para p “papel”. Por questões de profissionalismo nunca revelarei o nome da Autoridade é claro, bem como por sua competência profissional que é altíssima.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou fora do contexto serão excluídos...Contato: dipol@flitparalisante.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s