PM mulher tentou impedir delegado que tirou roupa à força de escrivã…ESTÁ NO REQUERIMENTO DO PROMOTOR QUE NÃO VIU ABUSOS E PEDIU ARQUIVAMENTO DO INQUÉRITO 34

26/02/2011 08h07 – Atualizado em 26/02/2011 08h07

PM mulher tentou impedir delegado que tirou roupa à força de escrivã

Policial militar feminina disse que delegado queria ver suspeita nua em SP.
Escrivã conta que delegado sorriu ao vê-la nua, diz relatório da Promotoria.

Kleber Tomaz Do G1 SP

V.F., de 29 anos, se diz traumatizada até hoje com a humilhação a qual foi submetida (Foto: Marcelo Mora/G1)A ex-escrivã de 29 anos se diz traumatizada até hoje  (Foto: Marcelo Mora/G1)

Relatório do Ministério Público Estadual revela que uma policial militar chamada por policiais civis para revistar a escrivã suspeita de corrupção em 2009 tentou vistoriá-la no banheiro da delegacia, na companhia de uma guarda-civil metropolitana, sem a presença masculina, mas foi impedida pelo delegado da Corregedoria que comandava a ação.

O documento da Promotoria foi obtido pelo G1. A ex-escrivã, expulsa da corporação, foi despida à força por um delegado da Corregedoria da Polícia Civil e filmada nua pela equipe dele, formada por homens, dentro do 25º Distrito Policial, em Parelheiros, na Zona Sul de São Paulo.

Em seu depoimento, a policial militar disse que o delegado alegou que ele precisava acompanhar a revista, exigindo que a escrivã se despisse na sua frente. A testemunha afirmou que a suspeita se recusou, dizendo que só iria tirar a roupa para mulheres.

Mas o delegado arrancou a calça e a calcinha da escrivã, que ficou nua na frente da policial militar, de uma guarda-civil metropolitana, de uma mulher e de pelo menos quatro delegados. Em seguida, o delegado da Corregedoria mostrou R$ 200 que disse estar com a escrivã e a prendeu. O dinheiro, segundo a acusação, foi pago à escrivã por um suspeito de porte ilegal de arma para favorecê-lo no inquérito.

A testemunha solicitava ao delegado da Corregedoria para fazer a revista pessoal (…) no banheiro existente no local. Porém, o delegado exigia que ela se desnudasse na frente dele. Referido delegado não deixou que a testemunha realizasse a revista pessoal (…) no banheiro porque ele dizia que, por ser o condutor, precisava acompanhar a diligência. Na sala também estava uma guarda-civil metropolitana para auxiliar na diligência e uma outra mulher. Por fim, (…) se jogou no chão e referido delegado a segurou pelas pernas e arrancou as calças dela, arrancando também a calcinha, permitindo que todos vissem seus pelos pubianos”, disse a policial militar em depoimento ao Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gecep), que instaurou procedimento para apurar eventual crime de abuso de poder e violação de direitos durante a prisão em flagrante da escrivã.

Vídeo na internet
Recentemente, imagens da ação vazaram na internet, causando mal-estar na cúpula da Secretaria da Segurança Pública do estado. Pelo menos dois documentos foram encaminhados ao secretário da Segurança, Antonio Ferreira Pinto, nos últimos dois anos o alertando sobre esse vídeo no qual o delegado despe a escrivã.

São eles o relatório do Gecep, ao qual a equipe de reportagem teve acesso, e que foi enviado em 28 de agosto de 2009 ao secretário Ferreira Pinto; e um ofício da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo (OAB-SP), enviando cópia da fita com a ação da Corregedoria a ele em 4 de novembro de 2010.

A assessoria de imprensa da SSP foi procurada para comentar a informação de que o Gecep encaminhou o relatório ao secretário, mas não se pronunciou. A respeito do DVD com cenas da ação policial, a secretaria informou que Ferreira Pinto recebeu o conteúdo com as imagens em 22 de dezembro de 2010, mas não as viu, e enviou as cenas à Corregedoria da Polícia, que já havia investigado e arquivado o caso.

O vazamento do vídeo da Corregedoria foi criticado nesta semana pelo governador Geraldo Alckimn (PSDB), que o classificou como “grave”.

Delegados afastados
Após a divulgação da ação em sites e a reprodução dela nas TVs e jornais, o secretário Ferreira Pinto demonstrou indignação com o arquivamento do inquérito da Corregedoria que apurava suposto abuso de poder praticado pelos delegados que fizeram a prisão da escrivã. Na segunda-feira (21), ele determinou o afastamento dos quatro delegados envolvidos. No dia seguinte, foi a vez de ele transferir a delegada Inês Trefiglio Valente do posto de corregedora-geral. Ela chegou a defender os policiais publicamente, ao dizer que eles agiram com “moderação”.

O secretário também determinou a nova instauração de processo administrativo disciplinar na Corregedoria da Polícia Civil para apurar a responsabilidade dos delegados envolvidos naquela ação de 2009.

A equipe da Corregedoria investigava a escrivã por crime de concussão (quando um servidor exige o pagamento de propina). A mulher respondeu a processo administrativo e foi exonerada da Polícia Civil em outubro de 2010.

Arquivamento
No relatório obtido pelo G1, o Gecep pediu para a Promotoria do Fórum de Parelheiros apurar o suposto abuso policial, mas o promotor designado decidiu arquivar o caso em 23 de setembro de 2009. Também informou que foi instaurado inquérito policial na Corregedoria da Polícia Civil e a apuração na então Promotoria de Justiça da Cidadania (substituída hoje pela Promotoria do Patrimônio Público e Social).

Não há que falar em abuso de autoridade por parte do delegado (…), pois à polícia será sempre permitido relativo arbítrio, certa liberdade de ação (…)”, escreveu o promotor que arquivou o caso.
Sobre as imagens a que assistiu, o promotor escreveu que “o clima existente no local dos fatos ficou bem adverso a atuação destes, aliás, muito idêntico àqueles retratados nos filmes, quando policiais são investigados por outros policiais”.

O promotor ainda escreveu que os delegados “agiram, portanto, estritamente no exercício de suas funções policiais”.

Nesta semana, a Promotoria de Justiça instaurou procedimentos para apurar novamente a denúncia de abuso de autoridade praticado por policiais contra a escrivã a partir das notícias veiculadas na imprensa.

Delegados trocam acusações
O documento também mostra trechos de depoimentos dos delegados que eram investigados pelo Ministério Público, bem como da escrivã e de testemunhas.

O delegado-corregedor apontado como o responsável por tirar a roupa da escrivã sem o consentimento dela foi ouvido e alegou que “a ordem para despir (…) partiu do delegado de polícia divisionário, (…). Disse também que não permitiu que as policiais femininas que estavam no local efetuassem a revista pessoal (…) porque não confiou nelas. Por fim, informou que como era ele quem comandava a operação, deliberou que a revista pessoal (…) fosse feita por ele mesmo”.

O então delegado divisionário negou que ele tenha permitido que a revista da suspeita fosse feita por homens e “afirmou que jamais autorizou ou determinou que a escrivã (…) fosse desnuda por policiais do sexo masculino. Autorizou que a revista fosse realizada dentro dos ditames legais, ou seja, por policiais femininas.”

Vídeo gravado pela Corregedoria foi parar na internet  (Foto: Reprodução)Vídeo gravado pela Corregedoria foi parar na internet
(Foto: Reprodução)

Escrivã
No mesmo relatório, o Gecep informa que escrivã lhe contou que o delegado começou a sorrir quando ela ficou nua. “Algemou a depoente, com as mãos para trás, e jogou a depoente no chão e, sem sequer abrir os botões arrancou a calça da depoente. Nisso o dinheiro caiu no chão. Sem necessidade alguma o delegado abaixou a calcinha da depoente, tendo ela ficado com a intimidade exposta. A depoente viu que o delegado de polícia da Corregedoria sorriu enquanto estava desnuda”, escreveu a promotora.

Em entrevista ao G1 na segunda, a ex-escrivã, que não quis ter o nome divulgado, afirmou que se sente humilhada em dobro com a veiculação do vídeo na internet com a cena dentro da delegacia. “É uma dupla humilhação, no dia e agora”, disse a mulher, que preferiu não comentar a acusação.

O advogado da ex-escrivã tenta reverter sua exoneração da Polícia Civil. O inquérito criminal ainda corre na Justiça. A primeira audiência do caso só deverá ocorrer em maio, conforme seus advogados. “Foi um excesso desnecessário. Ela só não queria passar pelo constrangimento de ficar nua na frente de homens”, disse o advogado Fábio Guedes da Silveira.

Testemunhas
Ainda no mesmo documento, são mostrados trechos dos depoimentos dos delegados suspeitos do abuso e das testemunhas.

Outro depoimento que chama a atenção é do delegado titular do 25º DP, que tentou defender a escrivã e chegou a responder uma sindicância na Corregedoria por atrapalhar a ação do órgão. De acordo com o delegado de Parelheiros, o delegado da Corregedoria “gritava para que (…) tirasse a roupa dela na frente dele; porém, ela dizia que a revista deveria ser feita por uma policial feminina e não por homens. Havia uma policial militar e uma guarda-civil metropolitana femininas no distrito policial no momento dos fatos”.

O G1 não conseguiu localizar os delegados afastados da Corregedoria pelo secretário, os promotores, a policial militar que prestou depoimento e as testemunhas para comentar o assunto

————————————————————–

http://flitparalisante.wordpress.com/2011/02/24/segue-e-mail-que-a-escriva-enviou-aos-orgaos-publicos-percebam-o-porque-de-nao-colherem-o-depoimento-da-policial-militar-silvian-no-auto-de-flagrante/

  1. Pingback: PARA OS QUE DUVIDAVAM… « INVESTIGADOR DE POLÍCIA

  2. Esse episódio, em particular, da “Operação Pelada”, está recheado de personagens exemplares. Exemplos pra nunca serem seguidos. São nódoas de uma neoplasia maligna cujo organismo insiste, através de alguns órgãos podres e fedidos, em mantê-los vivos e atuantes.

  3. A melhor coisa a ser feita pela Policia Civil do estado de São Paulo é fechar as portas…infelizmente.

  4. O nosso Secretário de Segurança Pública, tão moralista, probo, urbano, correto e disciplinador.
    Que pregou desde o começo que os corruptos, ladrões e desonestos fossem extirpados dos quadro das polícias, mostrou nesse episódio que não tem a mínima moral para censurar ninguém.
    Segundo o Ministério Público, com poderes constituídos pelo Estado, o nosso SSP foi informado acerca do vídeo dando conta do abuso de autoridade.
    A OAB, orgão que possui como atividade principal defender a dignidade da pessoa humana, aclarou em documento oficial que o SSP sabia do vídeo.
    A própria Maria Inês, em entrevista à TV, disse que o SSP sabia do vídeo.
    Pois então, é claro e cristalino que o SSP é parcial e age com interesse pessoal quando o assunto é denegrir e esculhambar a Polícia Civil.
    Ele se manifestou quando a Rota da PM estava misturando cocaína supostamente apreendida? Imaginem se naquela cena estivessem investigadores do DENARC…
    Com certeza ficariam famosos por aparecerem no FANTÁSTICO.
    O nosso SSP é tão valoroso como ser humano que na hora que foi indagado sobre o vídeo, negou peremptoriamente seu conhecimento, desmentindo o Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil e seu braço direito, Dra Maria Inês.
    Dra Maria Inês foi abandonada e será execrada pelo resto da vida. É pouco pra ela.

    Agora, refletiremos sobre o assunto, tentando imaginar o motivo de nós policiais civis ainda aceitamos passivamente esse Senhor como Chefe de Polícia.

  5. na DGPAD, o Dr. GUSTAVO HENRIQUE GONÇALVES, RG
    16.100.720, Delegado de Polícia de 3ª classe, padrão II, lotado
    na Delegacia Geral de Polícia, anteriormente classificado na
    CORREGEDORIA. (DGP 1700/P)
    na DGPAD, o Dr. EDUARDO HENRIQUE DE CARVALHO
    FILHO, RG 29.332.817, Delegado de Polícia de 3ª classe, padrão
    II, lotado na Delegacia Geral de Polícia, anteriormente classificado
    na CORREGEDORIA.(DGP 1701/P)

    UÉ , OS VALENTÕES FICARAM COM MEDINHO DE VIREM TRABALHAR EM UMA DELEGACIA DE VERDADE? KKKKKKKKK
    SE VOCÊS SÃO TÃO HOMENS ASSIM, VENHAM TRABALHAR NO DECAP, PARA SABEREM O QUE É SER POLICIAL DE VERDADE SEU BOSTAS.

  6. Primeiro, está na cara que esse flagrante foi armado.

    Segundo, nunca, mas nunca mesmo esses maníacos, tarados, bandidos poderiam ter feito o que fizeram com essa moça…

    Fiquei muito triste e revoltado por tudo o que aconteceu com ela…

    Imagino se ela fosse minha irmã ou minha namorada e passasse por todo esse constrangimento, todo esse terror psicológico…

    Esses caras tem que ser processados, expulsos da polícia e presos por tudo que fizeram ela passar…

    PS: Quem defende a atitude desses nojentos não deve gostar de verdade de nenhuma mulher nessa vida…

  7. E enquanto isso os “delegados” bombadinhos foram transferidos para a DGAP, acompanhando a tia, eita PC que não muda nunca, fizeram uma grande merda, que caiu em rede nacional, graças a algum iluminado, pois senão a escrivã estaria sofrendo sozinha até agora, e de como premio, são transferidos para um deparmento, realmente em nosso país e pirncipalmente na Polícia “Civira” de São Paulo, o crime compensa.

  8. Não sei se to ficando louca.. mas no video pelasconversas da a entender que uma tal “cida ja havia feito a revista e dito ao delegado que o dinheiro estava na calça da escrivã… a escriva falou varias vezes que o dinheiro tava com a cida.. pelo que notei essa cida é a guarda metropolitana.. que se realmente ela havia visto o dinheiro pq então não entregou para o Delpol.. quando o escrivã fica nua a gente não ve dinheiro algum no corpo dela e aparece essa cida de costas… o delegado pega o dinheiro e diz que é “Dinheiro xerocopiado”???.. Meu.. vem cá… se fosse xerox mesmo vc acha que a escrivã não notaria ao receber a propina.. então pq escondr no corpo dela?? não sei se to falando bobagens.. mas a impressão que dá é que o dinheiro foi implantado na Escripol pela guarda e com aval da corró… isso explica o pq eles armaram esse flagrante pra apurar crime de concussão (crime este que independe do recebimento do dinheiro… ja que o mala que denunciou a escrivã.. disse que tinha provas da concussão em seu telefone celular)… Caraio… agora a Corró não apura crimes… “Ela cria um”??? Tamo ferrados com um governo que não gosta de nós e com uma corregedoria que faz qualquer negocio pra babar ovo no saco do secretario…

  9. Não sei, posso estar sendo injusta, mas acho que estão querendo “passar um pano” para a Policial Militar Feminina. No mínimo obedeceu ordem ilegal.

  10. IR TRABALHAR NO DGPAD NÃO E RECOLHA NEM CASTIGO É PREMIO. O QUE FAZ LA FICA A DISPOSIÇÃO DO DG VENDO TV E LENDO O JORNAL QUANDO ESTÃO NO PREDIO. ISSO QUANDO ESTÃO NO PREDIO. É MORDOMIA CPLOCA TODOS NUM PLANTÃO DA PERIFERIA.
    ELES SÃO OU NÃO SÃO POLICIA.
    FIZERAM CAGADAS AGORA TEM QUE SEGURAR AS BRONCAS

  11. QUEM PRESIDIU ESSE INQUÉRITO??

    E A DENÚNCIA SÉRIA DO PANNUNZIO HJ DIZENDO QUE VÁRIAS PERICIAS NÃO FORAM JUNTADAS NO INQUÉRITO, E A DELEGADA MESMO ASSIM INSERIU AFIRMAÇÕES….

    VÃO PUNIR A FALSIDADE IDEOLÓGICA???

    QUEM É ESSA DELEGADA QUE O PANUNZIO CITA?

  12. como seria bom se fossem para o plantao do…….25DP! ja pensaram que lindo???????

  13. Policial Triste…

    Não acho que a PM teve culpa não… vc nota no video que a PM ficou na dela, ela mal tocou na escrivã… acho que no fundo ela sabia da loucura do corregedor, mas não quis bater de frente… o que ela ta muito certa… ela é da PM e a ocorrencia é da PC… ela não tinha que se envolver mesmo… quem pegou a escrivã e tava la ajudando o Delegado era uma guarda metropolitana… e vem cá??.. quem chamou aquela guarda lá… o que ela tava fazendo la num serviço estritamente Policial???… O Delegado da Escrivã que ao meu ver deveria ter prendido os delegados da corró em Flagrante.. Acabou respondendo sindicancia por atrapalhar os serviços Policiais.. então hoje, vendo com outros olhos.. não acho que nem a PM e nem o delegado da escrivã estão errados.. Pois até esse video cair na boca do povo… eles não estavam lidando com Policiais (Corró)… eles estavam lidando com um bando loucos insandecidos com poderes que vão além o de policia dado pelo governo.. O governo ja havia feito isso antes.. qdo mandou os oficiais da PM substituir os delegados ma greve, vindo os oficiais a elaborar TC e mandar pro forum, alem de requisitar pericias… vindo ele (o governo) a passar por cima de toda uma contituição que da apenas aos Delegados de Policia a “Autoridade Policia” para esse fim.. e agora no episodio da escrivã.. vemos novamente o govrno dar a corregedoria um poder que ela não tem.. para ter feito o que fizeram com a escrivã…

  14. A cana foi limpa como ficará comprovado no decorrer do julgamento. Toda essa cortina tem o objetivo de derrubar o Secretário. Daqui há alguns dias, com o novo secretário e as coisas mais frias a escrivã vai responder pelos crimes de que é acusada. e vai ser condenada. A cana foi lima e a meliante enquadrada aos costumes. Não se iludam voces defensores de corruptos. Ninguém está pensando nela. Querem é derrubar o secretário e esse foi o meio que conseguira,. Até a primeira audiência dela em junho tudo já ,esfriou. E a meliante, após condenada será recolhida, aos costumes.

  15. é vergonhoso o que vimos na tv e internet, nem paises em guerra agem dessa forma.
    porque o promotor e delegados nao dao a cara na tv agora e se defendem publicamente e explicam o desfecho do inquerito, com este texto..(“Não há que falar em abuso de autoridade por parte do delegado (…), pois à polícia será sempre permitido relativo arbítrio, certa liberdade de ação… ) como fica a constituiçao brasileira? nula? estamos em tempo de guerra no brasil? devemos agir conforme lei, e nao acharmos que somos dono da lei, todos que aparecem na imagem tem que responder por abuso de autoridade. vamos respeitar as mulheres e seus direitos constitucionais.
    Parabens Sr.secretário Ferreira Pinto, sao pessoas como o Sr. que vai mudar esse país que ainda quer seguir a ditadura, nossa segurança publica esta manchada com essas imagens, mas nos brasileiros confiamos no senhor.

  16. NA ÉPOCA DO DR.BITTENCOURT, A COCÓ NÃO ENTRAVA NO PREDIO DEIC, QUANDO TENTAVA ERA EXPULSA POR ALGUM DELEGADO DE CULHÃO QUE DIZIA..DENTRO DO PREDIO NÃO SE PRENDE POLICIA..FORA…EU PRESENCIEI…

  17. Meliante enquadrada na Cana Limpa

    Se a escrivã for culpada mesmo (pois to duvidando disso)… Que morra na cadeia… mas que ela tem que dividir a cela com os que trabalharam “Na pior Cana que ja vi na minha vida”… Isso ela tem… E o Pinto tem que ta junto

  18. Debby, leia ou acesse a Istoé. Veja a entrevista com a escrivã, veja o que de mais tem do IP aqui no Flit e tire suas conclusões. O dinheiro estava com ela, ela mesmo assume que o indicado entrou na sala e deixou o dinheiro na mesa. Na gravação ela não se espanta com a conversa e somente diz que é embaçado falar por telefone.
    Na fita da corró, perceba, ela estava com o dinheiro na calcinha sim, que ela não nega mais isso. E a recusa em ser revistada era pra tentar se livrar.
    Repito, polícia é policia, ladrão é ladrão e o Judiciário que decide. O fato da meliante ser ” da casa” é mera circunstancia. Tem mesmo que ser presa aos costumes.
    As opiniões que vão surgindo são das pessoas mais ligadas à análise teórica.

    A mídia foi divulgada atendendo a um planejamento para derrubar o dr. Antonio. E parece que conseguira,
    A imprensa vai se calar e o Judiciário dará sua decisão sobre os dois casos.
    O que não se pode é santificar a ex-escrivã.

    Preste atenção na entrevista que ela deu na Istoé.

  19. Começam a cair as mascaras.

    Fato: O indiciado deixou 200 reais na sala da escrivã

    Fato; O dinheiro não foi plantado nem pelo delegado enm pel CGM.

    Fato: O dinheiro estava mesmo na calcinha da escrivâ.

    E agora, todos voces que papagaiavam que o majura ou a CGM intrujou as notas. Teve gente até que achou que as notas não estavam amassadas o suficiente; Só faltou falarem que não tinha cheiro de xereca nervosa.

    Com calma todos os fatos vão aparecer.

  20. A versão da escrivã, segundo a revista IstoÈ.

    …. o rapaz deixou as notas em cima da mesa e, como não sabia o que fazer, saiu da sala para consultar seus superiores quando foi surpreendida pelos agentes da Corregedoria. Alega que escondeu o dinheiro sob as vestes por que ficou com medo. Quando Carvalho Filho expôs violentamente o sexo dela, quatro cédulas de R$50,00 cairam n chão.

    A transcrição:

    “Então, Vanessa, é consegui só… uma parte”, diz o motoboy.

    – “Isso aí não se fala, entendeu ? Telefone é embaçado”, responde a policial.

    Encontrado o sujeito com coisas que levem a presumir ter sido autor da infração lavra-se o flagrante.

    O resto é tese da defesa. Polícia não julga e nem diz quem é culpado. Polícia prende. Quem faz Justiça é o Judiciário.

    Quer ser promotor ou juiz faça outro concurso.

  21. Denarcnewboss: nem diga mais isso,pelo amor de Deus. O.denarc ta otimo assim e a comunidade guarulhense clama pelo Dr.Marco. Grande abraco e chega hein!!

  22. Meliante enquadrada na Cana Limpa

    Foda Viu… Acabei de ver a reportagem.. Eu jurava que o dinheiro havia sido implantado..rsrs… Mas minha visão não mudou em nada com relação a corregedoria… e Se formos clamar por justiça para limpar a policia da bandidagem.. Esse Dr Eduardo tem que fazer companhia pra Escrivã na Demissão da Policia… Pois o papel dele não foi de policial… e sim de um marginal, inconsequente e insano… O pessoal da corró tem que tomar um ferro bem grande, pra no minimo aprenderem a trabalhar direiro… Odeio Policiais corruptos… mas odeio tb, policiais que cometem crimes com a desculpa de apurarem outro crime.

  23. Atenção, você do povo que foram vítimas de extorsão por parte de policiais corruptos. Entrem neste blog e postem quem exigiu dinheiro, quanto foi e como efetuaram o pagamento.
    Corrupto não faz um, faz mais de cem.
    Vocês ai de Parelheiros… Postem aqui se alguma vez alguém do 25 DP pediu dinheiro para acertar algum fato.

  24. A VOVÓ VALENTE FOI CORRENDO PROCURAR ASSISTENCIA JURIDICA NO ESCRITORIO DO PAI E FILHO…SERÁ QUE TÁ COM MEDO DE ALGUMA COISA ?
    DEVE ESTAR, PORQUE PAGAR 550 MIL POR UMA DEFESA, DEVE SER PICA GROSSA.

    OS POLICIAIS QUE ELA DIZIA SEREM LADRÕES, BUSCAVAM AMPARO NOS ADVOGADOS DOS SINDICATOS OU ASSOCIAÇÕES, MAS ELA QUE É HONESTA, TEM A GRANA.

    E TEM GRANA MESMO !ME EMPRESTA SEU APARTAMENTO DE COBETURA NA PRAIA PRA EU PASSAR O CARNAVAL ?

  25. CUSPO ATÔMICO O MARIDO DA ESCRIVÃ É POLICIAL MILITAR, COMEÇE A FALAR BOBAGENS E JÁ LEVA UMA RIPADA, SEU ZÉ BOSTA

  26. Estou na fila. Acho que primeiro ele tem que ripar os majuras da Corró. Mas não acho que falei alguma bobagem . ( Pelo menos não neste post)

  27. aff…
    Falam desse marido da escrivã.. como que ser PM é sinal de “macho pra caraio”… A menina sofreu como uma condenada na mão da Corro.. tentou até suicidio.. e o que o cara fez??? .. No maximo foi la no presidio visitar ela durante um mês … Macho mesmo é a Vanessa que passou por tudo isso, vai pagar pelo crime que cometeu.. mas apesar de tudo esta ai de pé.. esse PM.. qdo ver os Delegados da Corró, tem é que correr pro abraço.. beijar as mãos e a testas dos delegados… pois foi graças a bestialidade da corró que ele (PM) vai poder andar de carro zero, e a nossa querida vanessinha, poderá finalmente aposentar sua Biz (Merecidamente)

  28. Em quanto tivermos autoridade mal trenadas ,viveremos na sociedade onde lei só existe em teoria,cadê lei maria da penha.

  29. Novamente o Dr. Wladimir,questiona o arquivamento do caso da escrivã,leiam, nossa obrigação,enquanto cidadãos, é demonstrar que nós não aceitamos o arquivamento, embora para a maior parte das autoridades paulistas isso seja NORMAL.
    Por favor, vamos postar lá também, nosso indignação:

    http://blogdovladimir.wordpress.com/

  30. Novamente o Dr. Wladimir,questiona o arquivamento do caso da escrivã,leiam, nossa obrigação,enquanto cidadãos, é demonstrar que nós não aceitamos o arquivamento, embora para a maior parte das autoridades paulistas isso seja NORMAL.
    Por favor, vamos postar lá também, nossa indignação:

    http://blogdovladimir.wordpress.com/

  31. A lei é clara, o artigo 249 do CPP diz: “Art. 249. A busca em mulher será feita por outra mulher, se não importar retardamento ou prejuízo da diligência.” Assim, se considerarmos friamente a letra da lei pode haver busca em mulher se importar em retardamento ou prejuízo da diligência, mas entendo que neste caso em específico não havia o item: “prejuízo da diligência”, pelo simples fato de existirem policiais femininas no local e pela concordância da funcionária infratora, assim, a busca estaria concretizada da mesma forma. Houve erro portanto. (vamos comentar e deixar nossa opinião contra os excessos, só assim teremos uma sociedade justa!)

  32. Em uma cadeia feminina, até onde sei as revistas são feitas por policiais femininas, acredito que este ato seja executado para preservar algum dos direitos delas (o que não aconteceu com a ex-escrivã) este foi um dos maiores atos de covardia que já vi, algemar uma mulher e tirar a roupa dela a força em frente a homens(isto é ridículo), este vídeo pareceu uma cena de ESTUPRO e me lembrou também a ditadura militar (devido ao abuso e a destruição da integridade moral da ex-escrivã), qual o problema em a revista ser feita SOMENTE por policiais femininas? Elas são menos honestas? ou o dinheiro é magico some quando policiais femininas fazem a revista, bem acho que não.
    Acho que a lei deve ser aplicada sim, porém de modo correto porque se cada um for fazer o que bem intende não necessitaríamos mais de leis…
    É isto, deixo aqui minhas palavras de indignação,
    e sinto, pois cada dia que passa sinto minha esperança de ver o meu país mais justo e limpo se dizimando…
    COVARDIA!!!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS...Contato: dipol@flitparalisante.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s