Policiais gays e lésbicas formam rede para lutar contra homofobia 31

Enviado em 21/08/2011 as 16:58 - HOMEM QUE SABIA DEMAIS

Tirar calcinha de escrivã é coisa de enrustido deviam de assumir como os colegas abaixo:
21/08/2011 12h03 – Atualizado em 21/08/2011 12h03

Policiais gays e lésbicas formam rede para lutar contra homofobia
Grupo de profissionais da segurança pública LGBT tem 50 integrantes.
Corporações informam que não há preconceito ou discriminação.

Tahiane Stochero
Do G1, em São Paulo

imprimir

Breno é gay e atua como agente penitenciário em
Campinas (Foto: Flavio Moraes/G1)Policiais, agentes penitenciários, vigilantes ou outros profissionais que atuam na área de segurança pública e que assumiram publicamente a homossexualidade resolveram se unir para lutar contra a homofobia. Para isso, criaram a Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBT (Renosp-LGBT), que hoje conta com 50 integrantes.

São delegados, policiais civis e militares, bombeiros, guardas e agentes prisionais que passaram a não mais esconder a opção dos colegas de trabalho e a lutar contra o preconceito a gays, lésbicas, travestis e bissexuais no meio em que atuam.

Um dos integrantes, o agente penitenciário Breno Agnes Queiroz, de 26 anos, conta que o grupo foi formado durante um evento no Rio de Janeiro, em novembro de 2010, que reuniu operadores de segurança pública do país para discutir formas de lidar com a população LGBT.

“O seminário era para fazer algo para a segurança pública da população, mas aproveitamos que alguns de nós éramos homossexuais para nos reunirmos e defendermos nossos interesses”, afirma Breno, que tem o apoio dos colegas do presídio em que trabalha em Campinas, no interior de São Paulo.

“Sempre tem gente achando que vamos nos aproveitar da situação, por ser homossexual, na hora da revista de algum detento. Eles acham que tem que ser macho para colocar autoridade. Mas nossa presidente é uma mulher e sabe liderar. Há muita homofobia no meio policial”, diz.

O agente declara que “há uma homofobia institucional velada ou latente, que pode se manifestar de várias formas”. Para ele, o preconceito, porém, não é da corporação: mas sim, “das pessoas” que convivem com os policiais assumidamente gays ou lésbicas.

“Eu tive que trabalhar muito a conscientização dos meus colegas. Tive que mostrar que não sou nada diferente, que não há motivos de me impedir de fazer um tipo ou outro de serviço. Sabemos separar a opção sexual do trabalho”, afirma.

Maicon é policial rodoviário federal em Pelotas, no
Rio Grande do Sul (Foto: Arquivo Pessoal)’Preconceito institucional’
Casado há 13 anos com um guarda de trânsito de Porto Alegre, o policial rodoviário federal Maicon Nachtigall, de 33 anos, reclama que tem que lutar diariamente contra o que chama de “preconceito institucional”. Ele acredita que é discriminado por ser homossexual.

“Sou um dos policiais que mais se destaca no relacionamento com a comunidade e em trabalhos sociais na minha região e nunca consegui uma promoção por merecimento. O fato de ser gay me impede de competir e vencer com os outros da mesma forma”, afirma.

Breno e Maicon concordam sobre a falta de uma política pública nacional sobre o tema, afirmando que tiveram que brigar individualmente para garantir o respeito nas corporações principalmente para integrantes da Polícia Militar, onde o militarismo impede que assumam suas opções sexuais sem ter medo de repreensão de superiores ou de homofobia.

“Ainda não há uma política interestadual. O que fazemos são trabalhos isolados, em cada estado, em cada polícia. Conheço muitos gays na Polícia Federal, na Polícia Civil e na Polícia Militar aqui no estado que não assumem, por medo. Ser gay ainda é um desafio nessas corporações”, afirma Maicon, que atua em Pelotas, no Rio Grande do Sul.

O G1 conversou também com duas lésbicas que integram a rede, uma PM de São Paulo e uma policial civil do Mato Grosso do Sul, que pediram para não ter o nome divulgado porque, apesar de não sofrerem discriminação dos colegas, temem que a corporação não entenda a forma como estejam expondo sua opção sexual.

“A gente não precisa escancarar”, diz a policial militar de São Paulo, que pediu para não ser identificada e não gosta de falar do assunto. “Nunca sofri preconceito por parte dos meus colegas do policiamento e nem vi discriminação deles com gays ou lésbicas na rua”, afirma ela.

‘Não precisa usar placa’
Policial civil há 11 anos no Mato Grosso do Sul, Joana (nome fictício) escondeu dos colegas policiais durante 5 anos o relacionamento que tinha com outra mulher, com quem morava. Tudo mudou quando uma escrivã lhe perguntou por que fazia isso.

Policiais e agentes de segurança LGBT formaram a
rede em 2010 (Foto: Arquivo Pessoal)“Sofri muito com a minha história, tinha muito medo, não me expunha. Quando ia para festas da polícia, ela me largava na esquina, não entrava comigo. Descobri que não precisa fazer isso. Se estou com ela, por que esconder?”, questiona Joana.

“Não precisa dizer abertamente, usar placa, mas também não precisa esconder”, diz ela, que atua em uma delegacia da mulher.

Joana já viveu situações de homofobia no trabalho, mas lidou com elas. “Tem mulheres que vão me procurar porque foram agredidas pelo marido, dizendo que ouviram deles frases tipo: ‘Pode ir procurar aquela delegada sapatão’. Os agressores às vezes usam isso para me atingir, mas sei lidar com as situações”, afirma.

“Eu não posso levantar bandeiras, porque lido com a população e preciso me preservar e porque ainda há um certo receio e preconceito. Mas tomei a decisão de não esconder mais dentro da polícia para encorajar outras pessoas”, acrescenta ela.

Opção sexual na polícia
A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo informou que “não há nenhum preconceito com relação a funcionários LGBT e nem presos” e que a pasta integra um comitê interestadual de defesa da diversidade sexual da qual fazem parte servidores da secretaria e que tem por objetivo definir diretrizes de combate à homofobia.

A assessoria de imprensa da PRF informou o fator sexual da pessoa não tem nenhuma influência e que não há diferenciação nem preconceito dentro da PRF por questões de opção sexual. Segundo a PRF, todo servidor público tem um código de ética a cumprir, independentemente de outros fatores.

Em nota, a Polícia Militar de São Paulo diz que “é uma Instituição legalista e comprometida com a dignidade da pessoa humana” e que “não há discriminação quanto à origem de seus integrantes quanto à raça, cor, religião, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero”. A corporação diz que a postura do policial, quando em serviço, é a mesma exigida para qualquer pessoa que integre a PM.

Já a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul afirmou em nota “não possuir qualquer dispositivo para impedir ou dificultar o acesso de pessoas LGBT à seus quadros”. Segundo a Polícia Civil do MS, “a filosofia institucional é de que a opção sexual é de caráter personalíssimo e só se torna impedimento se motivar crime ou irregularidade administrativa prevista em lei”.

O Ministério da Justiça não respondeu aos questionamentos do G1 sobre se há políticas voltadas para profissionais de segurança pública LGBT e nem informou se a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) reconhece a Renosp-LGBT como entidade representativa da categoria.

  1. “Breno é gay e atua como agente penitenciário em Campinas”

    “Maicon é policial rodoviário federal em Pelotas”

    Parece que o autor desta matéria pretendia sacanear ainda mais estas cidades que já possuem certa fama nacional, pois, nos outros casos, apenas fez referência aos estados.

  2. na policia militar não pode rebolar para fazer ordem unida e nem deixar aparecer a marca da calcinha, já na polícia civil a coisa é mais difícil, mesmo assim dá pra desconfiar de um monte deles, ou pelo modo de falar ou do comportamento meio suspeito, porém ficaria mais fácil se todos se revelessem e assumissem a condição de gay. dar a bunda não é crime, mas sempre será pecado, segundo os preceitos bíblicos, quer seja homossexual, quer seja heterossexual.

  3. NA BÍBLIA ESTÁ ESCRITO , MALDITO SERÁ O HOMEM QUE FAZER DE UM OUTRO HOMEM A SUA MULHER, SE VC CRER NA BÍBLIA VC CRE EM JESUS CRISTO,E VICE VERSA, ENTÂO VC CRE NAS ESCRITAS DA BÍBLIA SAGRADA NÉ, ENTÂO TUDO QUE FOR DIFERENTE DE HOMEM E MULHER ESTÁ CONTRA A BÍBLIA, E PARA AQUELES QUE CRE NELA TUDO ESTÁ ERRADO DE ACORDO COM SEUS ENSINAMENTOS TO CERTO OU AO

  4. NA BÍBLIA ESTÁ ESCRITO , MALDITO SERÁ O HOMEM QUE FAZER DE UM OUTRO HOMEM A SUA MULHER, SE VC CRER NA BÍBLIA VC CRE EM JESUS CRISTO,E VICE VERSA, ENTÂO VC CRE NAS ESCRITAS DA BÍBLIA SAGRADA NÉ, ENTÂO TUDO QUE FOR DIFERENTE DE HOMEM E MULHER ESTÁ CONTRA A BÍBLIA, E PARA AQUELES QUE CRE NELA TUDO ESTÁ ERRADO DE ACORDO COM SEUS ENSINAMENTOS TO CERTO OU NÂO

  5. 100 comentários, mas vai ter muita gente que vai gostar de soltar a franga.

  6. Antes de começar a discorrer sobre este assunto, quero dizer que não discrimino ninguém, se não gosto de algo apenas ignoro e fico na minha. Na minha opinião (e todos tem direito a sua opinião!) homossexualismo não é normal. No momento acho que é até moda. Querem nos fazer acreditar que é tudo muito bonito, colorido e natural. Não acho. Por exemplo, não acho bonito nem natural homens se beijando… você acha bonito dois garotos com uns 15 anos ou menos se beijando e isto na televisão no horário comercial com crianças assistindo? Imaginem a cena (pra mim é nojento!)… como se explica o homossexualismo para uma criança que aprende na escola que só casais de homem e mulher podem ter filhos naturalmente? (ou vão inventar na matéria de biologia que seres humanos são exceção, que pode ocorrer partenogenese?) E a religião então? Homossexual é aberração para a maioria das religiões! (vão inventar também uma religião que acredita no sucesso da família homossexual…) Infelizmente a ciência do Direito já se rendeu aos caprichos dos homossexuais (já que tem muitos deles lá fazendo leis e a cabeça das pessoas)… Fazer o que… então, sinto muito homossexuais, mas eu prefiro ignorá-los… Por fim, se o homossexual tem direito de lutar contra “homofobia” então heterossexual tem também direito de se proteger daqulio que lhe fere a moralidade…

  7. INSISTEM EM ENGANAR A POPULAÇÃO, MAIS OS ENGANADOS SÃO VOCÊS MESMOS SEUS MEDÍOCRES ESTELIONATÁRIOS DE VOTOS E FRAUDADORES DOS RECURSOS PÚBLICOS……QUEREM ENGANAR QUEM? A MERDA ESTA FEITA…MORRE MAIS GENTE NO BRASIL VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA QUE EM PAÍSES EM GUERRA DECLARADA!! CONTINUEM A ENGANAR A SOCIEDADE E A RESPOSTA VEM LENTAMENTE!!!!

    Qui, 18/08/11 – 18h30
    Alckmin discursa no programa para erradicação da miséria no Estado

    Governador Geraldo Alckmin: Bom dia a todas e a todos. Estimada presidenta da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff; presidente Fernando Henrique Cardoso; governadores: do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; de Minas Gerais, Antônio Anastasia; do Espírito Santo, Renato Casagrande; ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello; ministros e ministras aqui presentes; vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos; do Rio de Janeiro, Luiz Fenando Pezão; deputado Barros Munhoz, presidente da Assembleia Legislativa do nosso Estado, senadores da República por São Paulo, Marta Suplicy e Eduardo Suplicy; governador Paulo Maluf; secretário de Estado, quero abraçá-los cumprimentando aqui o Rodrigo Garcia; presidente da Câmara de São Paulo, vereador José Police Neto; João Coser, prefeito de Vitória, no Espírito Santo; presidente da Frente Nacional de Prefeitos; parlamentares; lideranças municipais; beneficiários do programa; lideranças sociais; amigas e amigos.

    É uma alegria, com a minha esposa, a Lu, recebermos a todos hoje aqui na sede do Governo de São Paulo. Identifico aqui, neste ato, um momento de avanço do Brasil, um momento em que a política, tantas vezes aviltada, cumpre a sua função primordial, a de zelar pelo bem-estar das pessoas, de abrir portas, criar oportunidades para que cada um se supere e encontre o seu caminho. Identifico aqui um marco. Ultrapassamos um período de disputas para unir esforços em prol dos que mais precisam no Brasil. Senhora presidente, isso se deve em grande parte ao seu patriotismo, à sua generosidade, ao seu espírito conciliador, sob seu protagonismo, governos estaduais, municipais e Federal se aproximam ainda mais, reunindo o mesmo esforço, com programas sociais complementares. Em São Paulo, vamos unificar em um só cartão, aliás, para disputar aqui com o Sérgio Cabral. Vamos unificar o Bolsa Família e o Renda Cidadã e, com isso, nós vamos poder atender mais 300 mil famílias, ou seja, um milhão de pessoas que ainda estão abaixo da linha da pobreza. E, acima de tudo, avançaremos em uma agenda da família, e para as prefeituras, os municípios que têm um papel extremamente importante, nós vamos levar o Banco do Povo. Levar os programas do EJA, que é a Escola de Jovens e Adultos, para quem não teve oportunidade de estudar, poder ter o seu diploma do Ensino Fundamental, do Ensino Médio. O Via Rápida para o Emprego, que são os programas rápidos de qualificação profissional, as ETECs, as FATECs, o Ensino Técnico, Tecnológico; enfim, fortalecer uma agenda de emprego e de renda junto a todas essas famílias.

    O trabalho focado na erradicação da miséria é uma obrigação do Estado Brasileiro para com os mais pobres, e nós estamos avançando. Por isso, presidenta Dilma, a senhora faz um acerto histórico ao aceitar a experiência daqueles que vieram antes de nós, e nos legaram saberes e experiências. Foi a estabilidade da economia nos anos 90 que permitiu que o Governo e a sociedade começassem a se organizar para atender os que mais sofrem. Atingida a estabilidade, sobre o Governo Fernando Henrique Cardoso, começamos esse processo com o Bolsa Escola, com o programa nacional de renda mínima, chamado Bolsa Alimentação, depois veio o programa Auxílio Gás. Esses programas de transferência de renda voltados aos muito pobres chegavam, ao fim de 2002, a cinco milhões de famílias. Em 2003, uma inteligente medida provisória do Governo Lula juntou todos esses programas no Bolsa Família e deu a eles unicidade e notável expansão. Vamos repetir as experiências bem sucedidas para consolidá-las; vamos inovar para avançar. A erradicação da miséria é uma das formas de ser da ética na política; por isso hoje, com a presença de todos vocês, lideranças, prefeitos, governadores, parlamentares, ministros, presidente Fernando Henrique, presidente Dilma Rousseff, São Paulo se orgulha em recebê-los aqui nesse novo capítulo ambicioso de combate à miséria. O bem-estar das pessoas é a obra prima do Estado, é a razão de sua existência. Muito obrigado!

  8. MACONHA E BAGULHOS TUDO NORMAL DESDE QUE SEJA UM CARA DE PAU! OH ,BETINHO FOI TUDO ISSO E NÃO USOU DROGAS NEM ROUBAVA BAGULHOS! disse:

    Quer dizer que antes eu me preocupava com meu marido quando ele ficava nas escoltas em hospitais,depois quando alguns de seus parceiros eram chegados a swing w faziam bicos em puteiros e ou fazia dupla com PF ,agora vou ter que me preocupar com ROSCA DELE TAMBÉM!!

    FALA SÉRIO!!KAKAKAKA!

    NADA CONTRA ,MAS PUT’s cara que mundo é esse,eu não tenho preconceito ,mas é embaçado até explicar ,vejamos,se homens não podem dar batidas em mulheres como um homossexual iria dar batida em um homem hétero? Pois o homossexual é afeminado,embora fosse profissional,então homens poderiam dar batidas em mulheres ,pois seria profissionalismo?!

  9. Não sei se dar a bunda é bão, mas tenho certeza que o dia em que ficar provado que é coisa boa, o Geraldinho Picolé e seu capacho Pinto Ferreira vão proibir os policiais civis de liberarem a rabeta e vão fornecer vaselina, paga pelo Estado, em todos os Batalhões da gloriosa Polícia Militar.

  10. Tirangueiro :
    Não sei se dar a bunda é bão, mas tenho certeza que o dia em que ficar provado que é coisa boa, o Geraldinho Picolé e seu capacho Pinto Ferreira vão proibir os policiais civis de liberarem a rabeta e vão fornecer vaselina, paga pelo Estado, em todos os Batalhões da gloriosa Polícia Militar.

    KAKAKAKA!!! VOU FICAR CALADAAAA!!! OH! vou nada !!!!

    Quando conheci meu marido ,meses depois fiquei sabendo pelo seu o parceiro ,nada santo,pois alguns PMs são uns sem vergonha,vou pegar leve,falam da mulherada,mas pasmem,ele cheio de se achar,sabe papo de homem ,alto afirmação,me contou coisas dele com meu marido na época que eram parceiros,cara fiquei P da vida,pois tentei entender qual era do cara me contar só depois,daí ele foi se esquivando em dar detalhes,sempre negando,e se sabe ,mentira tem perna curta,e eu como sou cobra criada ,esperava 1 mês perguntava a mesma coisa,daí o cara caia em contradição,até que um dia foi abrindo a boca.

    Ele mais uns par de PMs frequentavam SWING,ou levava 1 mulher entre 3 PMs para sua casa,e sabe depois de umas na cabeça ,conhece aquela história de que FIOFÓ DE BÊBADO NÃO TEM DONO.Tudo bem que homem é homem,mas a mente fértil já pensa bosta ,pois quem cata quem ou quem faz o que? Muita mulherada fácil é nisso que acaba .

    Sem falar das histórias dos travestis ,que eram pegos nas ruas e quando não tinham que dar a grana do serviço tinham que termina-los na frente dos PMs ou então fazer para os PMs.

    Olha fala sério isso é de dar nojo,pois se fazem de machões!! Por mim cada um dá o que lhe pertence ,mas sei de muitos PMs que em serviço principalmente no interior do estado pegam a mulherada na viatura para darem um role,imagine se forem parceiros homossexuais ou bissexuais, coitada da ESPOSA CORNA !! AI MEU DEUS ,MEU CHIFRE!!RSRSRSRS!!

    CONCORRÊNCIA DUPLICADA!!

  11. Não discrimino ninguém, mas trabalhar com lésbicas – pelo menos para homens – é coisa normal. Tenho diversas colegas e até amigas lésbicas e são ótimas.Nenhuma delas causa problema. Já os gays são problemáticos, principalmente em cargos de chefia. Poucos se salvam.

  12. Gays, lebicas, mas sobre o rediculo aumento, ninguem fala, e essa a policia civil que trabalho, estamos com um salario redículo, mas ninguem das associações falam, comentam ate em acabar com a carreira de investigador e escrivão para acabar com a possível equiparação para o nivel universitário, e enquanto isso, leio aqui sobre minorias, nos da policia civil e que viramos minoria.
    que tal comentar sobre o melhor pastel de sao paulo.

  13. É O FIM :
    Não discrimino ninguém, mas trabalhar com lésbicas – pelo menos para homens – é coisa normal. Tenho diversas colegas e até amigas lésbicas e são ótimas.Nenhuma delas causa problema. Já os gays são problemáticos, principalmente em cargos de chefia. Poucos se salvam.

    Também sou completamente favoravel a causa gay, mas isso é verdade, aparentemente os bichanas são chefes bem tiraninhos, cdfs e vingativos. se são tão liberais, soltos e sem neuras, não dá pra entender os grilos das frutinhas.

  14. SÓ PARA NÃO PASSAR BATIDO:

    TBM SOU FAVORÁVEL A CAUSA GAY, MAS :

    A MULHERADA VAI CONCORDAR : OS QUE NÃO SÃO CASADOS, SÃO CANALHAS E O RESTANTE GAY…..

  15. PROCURO DELPOL RICO P/ CASAMENTO :SÓ PARA NÃO PASSAR BATIDO:
    TBM SOU FAVORÁVEL A CAUSA GAY, MAS :
    A MULHERADA VAI CONCORDAR : OS QUE NÃO SÃO CASADOS, SÃO CANALHAS E O RESTANTE GAY…..

    VOCÊ SE ESQUECEU DOS BROXAS. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

  16. PICOLÉ DE XUXU E PINTO FICARAM SATISFEITOS, DEIXEMOS OS POLICIAIS SOLTAREM A MENINA REPRIMIDA, E NÃO PRECISAMOS DAR AUMENTO.
    SE TODOS TERÃO PRAZER NÃO HÁ NECESSIDADE DE DINHEIRO.
    COMO É BOM SER ESPERTO NA POLÍTICA.

  17. PORRA MEU, QUALQUER COISA QUE SE FALE CONTRA A BICHARADA É HOMOFOBIA. JA IMAGINARAM O DIDI MOCO DOS TRAPALHÕES HOJE EM DIA? TAVA FUDIDO. SERIA PRESO POR CRIME DE PRECONCEITO.A MERDA DESTE PAIS É QUE UM BANDO DE VIADO, PRA TER SUA CONCIENCIA TRAQUILA, QUER QUE TODOS OS ACEITEM DESSA FORMA. ORA, SE NOS VIVEMOS NUMA SOCIEDADE LIVRE E SE OS VIADINHOS QUEREM QUEIMAR A ROSCA E BEIJAR NA BOCA NA FRENTE DOS MEUS FILHOS, QUE DIGA SE PASSAGEM SÃO CRIANÇAS E AINDA ESTÃO FORMANDO SEU CARATER, É LOGICO QUE COMO CRISTÃO, EU IREI DIZER A ELES QUE ISSO FOGE DAQUILO QUE DEUS ENSINA.COMO ESSE MONTE DE MERDA QUE SÃO ESSES BICHAS PODEM PLEITIAR TODOS SEUS DIREITOS, EU COMO CIDADÃO HONESTO, INTEGRO,INTELIGENTE E HETEROSEXUAL, EXIJO QUE MEU DIREITO DE DISCORDAR SEJA RESPEITADO, POIS O QUE TEMOS VISTOS É A TOTAL INTRASIGENCIA DESTE SENHORES/SENHORAS.

  18. imaginem o q esse agente penitenciário repara quando vai dar um pelado no vagabundo…tá tudo acabado mesmo, associação de policiais viado…tá foda!!!!

  19. Depois desta notícia jornalística já deve haver algum “jênio” na DGP em conluio com o DECAPastelaria para a elaboração do altos estudos para a criação e implementação da uma nova delegacia a GLBTS, já temos a delegacias das mulheres, idoso, turista, do menor do metrô, a delegacia tipo casa da mãe Joana e por por ai vai a criação da delagcia GLBTS , só viria a coroar a “ótima” a “excelente” , e porque não dizem a “supimba” gestão da polícia civil exercida por “excelentes” bachareis em direito, seria o apce da gloria da boa gestão cooporativa.
    Desculpem o tracadilho já que acabaram com a antiga delegacia de VADIAGEM cria-se no lugar a delegacia da “VIADAGEM”, nada contra já vou adiantando, será lindo ver o picolé de xuxu junto do PINTO inaugurando esta especializada, com o corte da fita de inauguração em forma de arco iris, um luxo.
    E no discurso todas aquelas autoridades lada a lado, dizendo que os “Funcinários desta especializada foram escolhidos e terinadao a dedo, para DAR o melhor de SI, e que todos tem conhecimento de causa para DAR o melhor atendo a este público e blá, blá, blá…. é mais ou menos a desculpa dada para acriação das DDMs, mulher entende mulher, logo GAY entende GAY, raciocínio lôgico e olha que já temos esta matéria nos concursos da PC.
    E por ou lado já estou até vendo o chefe dando uma DURA no subordinado se você me sacanear outra vez vou de DAR um bonde para a delagacia de “VIADAGEM”.
    E conversas do tipo nos corredores da PC.
    Tira 1- Você se lembra do fulado?!
    Tira 2- Sim, e dai?
    Tira 1 -O fulano se FODEU !
    Tira 2- A corro pegou o cara?!
    Tira 1- Que nada pior ainda!
    Tira 2- COMO assim ?
    Tira 1- O cara estava na fazendária, numa boa, e tomou um bonde para a “VIADAGEM”
    Tira 2- CARALHO este se fodeu na vida!
    Tira 1 – Que nada descobriram que ele /ela até gostou, lá ele esta DANDO o melhor de si!
    E por ai vai a conversa, sempre intercalada com sorrisos e gargalhas.

  20. MUDANDO DE ASSUNTO, TERCA PASSADA FUI FAZER UM B.O. NO TERCEIRO DISTRITO E FUI MUITO BEM ATENDIDO PELOS COLEGAS. NÃO É QUE HOJE ME LIGOU UMA INVESTIGADORA PERGUNTANDO COMO FOI O ATENDIMENTO, SE FORAM CORDIAIS COMIGO, SE A DELEGACIA ESTAVA LIMPA , SE EU HAVIA USADO O BANHEIRO(DISSE QUE SIM), E SE HAVIA PAPEL PARA ENXUGAR AS MÃOS.MEU SERÁ QUE ESTOU SONHANDO. SUPER TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO DESSA POLICIAL. SE CONTINUAR VAI MUDAR DE CLASSE RAPIDAMENTE.QUE CHIQUE DOUTOR “FLITZ” PARALISANTE ATÉ PARECE QUE A CRIMINALIDADE VAI CAIR EM SÃO PAULO.

  21. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    VIADOS SEM ESCRÚPULOS. QUEREM TRANSFORMAR O MUNDO NUMA PASSEATA GAY.

  22. Daqui a pouco vão reservar vagas para gays no concursos ,´é só o que tá falytando, não ficarei surpreso com isso.

  23. HÁ NÃO MUITO TEMPO ATRÁS, FUMAR ERA CHIQUE E NO MÁXIMO MANCHAVA O PULMÃO, JÁ SER VIADO ERA VERGONHOSO E MANCHAVA A REPUTAÇÃO. JÁ HOJE EM DIA!!!!!!!!!
    BALA NELES!!!!!!!!!!

  24. não tenho nada contra os homosexuais, no entanto tem um escrivão no 7º DP de Guarulhos que trata muito mal as partes, como se estivesse com tpm, creio que ele até queima o filme da causa gay

  25. esse escrivão por acaso já não trabalhou no 4º de Guarulhos e atualmente está no cartório do 7º DP, concordo com vc colega ele não somente queima o filme da causa gay como o filme da polícia também, pois é muito estressadinho.

  26. O PIOR E O DEPUTADO FEDERAL JEAN WILLYS – PSOL/RJ QUE LANÇOU UM PROJETO DE LEI , DETERMINANDO QUE 5% DE VAGAS EM CONCURSOS PÚBLICOS , SEJA LIBERADA PARA HOMOSEXUAIS

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS...Contato: dipol@flitparalisante.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s