1. fiquei sabendo que terca feira dr marcos batalha assume finalmente a seccional de mogi das cruzes e dr luis carlos branco seccional de jundiai,,,,,

  2. Ta chegando a hora meus amigos….largar de vez esse corega que tanto me atrapalha…pelo jeito nem vou precisar arrumar minha dentadura trincada…com a bolada que ganharemos vou é fazer implantes em toda arcada superior! Por favor governador, o piedoso!

  3. Não seria a PM que fora fortalecida,e sim o alto escalão da PM fora fortalecido ,beneficiado e apadrinhado ,porque a merda que acomete os PCs também acomete os PMs ,os Praças ,porque a situação deplorável e degradante são as mesmas.

    A PM está mais desmoralizada diante a sociedade a que a PC,e pior DENTRO DA INSTITUIÇÃO NA TROPA EXISTE UM AR DE DESCONFIANÇA UNS DOS OUTROS,por isso o Comando e o Secretário temem tanto os casos os quias possam haver envolvimento de PMs nas mortes de outros PMs.

    A PM só tem o AVAL PARA COMETER DESVIOS DE CONDUTA A SERVIÇO DESSE DESGOVERNO,e o pior é que os PMs mesmo na merda ,humilhados ,explorados, adoram acatar ordens abusivas para atender os interesses do seu CHEFE maior ,em 2008 fora a maior prova disso.

    A PC nunca foi tão submissa a PM como tem sido nos governos TUCANOS .

    Mas tá uma vergonha para ambos os lados a isso tá,só tá bom para os OFICIAIS , o problema é que os praças são submissos demais,e a bem da verdade GOSTAM TANTO DO GLAMOUR , DO STATUS E DO PODER QUE A PROFISSÃO OSTENTA A QUE DE VALORES ÉTICOS E MORAIS E TAMBÉM MATERIAIS,por isso se sujeitam a tudo.

    Olha sabe porque gosto da PC ,porque não pegam a ocorrência mastigada ,precisam sair a campo para mostrarem serviço ,já a PM chega depois que a merda agarrou hoje em dia,raríssimos casos conseguem evitar a desgraça alheia , e pior muitas vezes ainda dependem da PC para arredondarem a merda que eles mesmo fazem

    Deus é mais ,pensou se a PC de fato acabar,bem de certa forma já está mesmo,não é mais independente para agir !

  4. Pingback: Delegada afirma: em 20 anos PSDB faliu a Pol&ia...

  5. Pingback: Delegada afirma: em 20 anos PSDB faliu a Polícia Civil de SP e fortaleceu a PM | C O O LTURA

  6. Hum, será que foi só o psdb que acabou com a PC, nestes longos anos de batalha posso afirmar que os Delegados, pessoas estas que na maioria acham-se verdadeiros deuses, fizeram a grande parte e isso bem antes da éra psdb.

  7. Poderia e deveria tecer criticas para maioria dos seus liderados, principalmente, para aqueles que não podem ver a porta da geladeira aberta, que procuram apoio no desembargadores, políticos e, que tais

    Conclusão:

    Descobriu a Pólvora

  8. Maioria dos Delegados é o bacharel frustado, não consegue ser nem juiz, nem promotor, mtos não passam nem no exame da ordem, nem mesmo consegue abrir um escritorio na esquina então vira Delegado descontando sua indiguinação no povo e nos seus subordinados. Mtos passam por vc ,nem por educação sabe dizer bom dia, são os poucos os verdadeiros Delegados de Polícia.

  9. Dra. Marilda.
    Tenho comigo que o GAT, transformou pessoas em GATinhos. Escravos de uma GRATIFICAÇÃO que os deixa na mão dos seus superiores (cargos comissionados do PSDB) e, portanto, a Polícia toda.
    Desde o início os Delegados falam apenas por sí. Mesmo nessa sua entrevista nota-se que em nenhum momento citou o Investigador e o Escrivão.
    Delegado Dra., não tem a função de investigar propriamente dita.
    Delegado é aquele cara lá da Polícia Federal, que fica no gabinete, como os coronéis ficam, como todo chefe fica, tratando de assuntos importantes e desenvolvendo funções da carreira jurídica. Pensando, refletindo, decidindo e orientado até certo ponto.
    Quem investiga Dra. é o Investigador de Polícia.
    Os Delegados têm uma visão tão deturpada de Investigação, que transformaram os Delegados mais jovens em péssimos Investigadores de luxo. Até a academia está uniformizada.
    Reclamam que a PM está investigando. Mas a PC está transformando seus jovens delegados em tiras (saindo do importante papel de dirigentes para descerem ao patamar de 3 sargento).
    E pior, estão se transformando em verdadeiros PMs, com farda preta, camiseta em Academia. Tem cidadão andando por ai como se fosse dublê do Rambo.
    Vocês, como os juízes, os Promotores, os Procuradores e Defensores, jamais deveriam deitar fora o terno e a gravata. Assim como os coronéis não deitam fora as estrelas.
    Os Delegados saíram de seu papel e deixaram o cargo frágil, transformando suas cadeiras em algo facilmente usurpável.
    Colocam Investigadores e Escrivães em BASE MÓVEL AVANÇADA, e se enfiam em campo de futebol, festinha.
    Pelo amor de Deus, dignidade. A delegacia tem endereço e a melhor sala é a do Delegado. Não saiam dela. Precisamos que se deem esse respeito para seus subordinados terem orgulho de vocês. Isso é liderança.
    Um general não sai a campo, ele se preserva. Se reserva.
    Grande exemplo disso deu o Wanderlei Luxemburgo ao conquistar um título nacional, antes mesmo da partida, deixou o campo e foi para o vestiário. Questionado pela imprensa o motivo dessa atitude, ele, como verdadeiro líder disse: “a festa é dos jogadores”.
    Quem comanda não joga. Quem manda não investiga.
    Estou escrevendo isso sem tom de crítica nenhuma. Mas com muito carinho na verdade. Carinho de quem tem amigos delegados e investigadores.
    Sou militar da marinha e entendo do que estou falando. Não quero que militarizem nossa sociedade civil. Mas para isso, precisamos de autoridade Civil.

  10. Meu se vc é da carreira de investigador está reclamando e magine eu que sou da carreira de carcereiro.

  11. Nossa, queria eu ter escrito isso Almirante………kkkk……….tem que alguém de fora puxar a orelha, é impressionante. O duro é que se agente fala, é punido.
    Mas é verdade. Quanto ao GAT, inclusive, tem rodízio de pastinhas. A coisa mais vergonhosa e mais constrangedora a que o Policial de um departamento pessoal tem que passar. Gratificando delegados com o valor correspondente quase a seu salário.

  12. Os delegados tem definir o que querem carreira juridica ou policial. O papel dos delegados e presidir inquerito e auto de prisão em flagrante.
    Portanto tudo o que nao for juridicado devera passar os investigadores e escrivaes para administrarem

  13. PARABENS PELA ESCRITA, ESTE MESMO FORA DOS QUADROS SABE O QUE FALA, BOM EXEMPLO, QUEM COMANDA NÃO JOGA, MAS SEM ESTA ATITUDE POR PARTE DA CARREIRA DOS DELEGADOS, ACABA DEMONSTRANDO QUE ESTA CLASSE PERDEU TODOS OS SEUS PODERES, SAO CONTRA A CARREIRA UNICA, MAS SABEM QUE SUA FUNÇÃO E INÓCUA, POIS COMO DISSE ESTE MILITAR, E COM PROPRIEDADE, ESTÃO FORMANDO INVESTIGADORES DELEGADOS.
    ACREDITO QUE SÓ UMA REFORMULAÇÃO PROFUNDA NA POLICIA CIVIL, PODERÁ RESOLVER ESTA EQUAÇÃO.
    QUARTA FEIRA O SR GOVERNADOR FARÁ UMA PRONUNCIAMENTO. ESPERO QUE SUA EQUIPE SAIBA O QUE DIZER, POIS ESTA PARA SER DEFLAGRADA UMA GREVE NOS QUADROS DA POLICIA CIVIL.
    PELA ESPERIENCIA SEI QUE A ADMINISTRAÇÃO DO GOVERNO NÃO GOSTA DA POLICIA CIVL, PORÉM SEI QUE A POLICIA CIVIL E COMO UM REMÉDIO, E RUIM MAS NECESSÁRIO.
    ESTA MAIS QUE NA HORA DE MUDARMOS A POLICIA, POIS COMO CAMINHA, SEREMOS EXTINTOS POR QUALQUER MOTIVO.

  14. SERIA O CASO

    DE FAZERMOS UMA ENTREGA SIMBÓLICA OU NÃO

    DOS NOSSOS

    DISTINTIVOS

    FUNCIONAIS

    E ARMAS ????

    EXISTE ESTA POSSIBILIDADE ????

    DE ENTREGARMOS TUDO ISTO DIRETAMENTE ÀS MÃOS DO TEMPORAL DESADMINISTRADOR ELEITO ???

  15. To com saudade do Flavião e do Agengueta Policial…alguém tem noticias???
    Será que tiveram crise de hipertensão por não serem atendidos em suas pretenções????
    Alguém tem noticias?

  16. ACHO QUE ESTOU FICANDO XAROPE, A MESES ATRÁS ESTA MESMA DELEGADA RECEBEU NA SEDE DA ADPESP A CÚPULA DA SEGURANÇA (PINTO E CIA) PARA UMA DELETA BACALHOADA, COM TODA FESTA E PUXAÇÃO DE SACO, AGORA ELA DESCOBRIU QUE HÁ 20 ANOSO PSDB QUER ACABAR COM A POLICIA CIVIL??????

  17. ESQUECERAM DE DIZER PARA OS PRESENTES NESTE FLIT QUE A MARILDA É PRESIDENTE DA ADPESP, QUE SIGNIFICA ASSOCIACAO DOS DELEGADOS DE POLICIA DO ESTADO DE SAO PAULO. PORTANTO, NÃO REPRESENTA DEMAIS POLICIAIS CIVIS. QUANTO AO G.A.T, AJUDA MUITO AQUELES DELEGADOS HONESTOS E QUE EFETIVAMENTE TRABALHAM. TODA EMPRESA TEM O GERENTE, E NA POLICIA CIVIL, NÃO É DIFERENTE. ALGUEM TEM QUE MANDAR E ALGUEM TEM QUE CUMPRIR AS ORDENS. PARA NÃO GENERALIZAR, MUITOS AQUI SÃO TOTALMENTE FRUSTRADOS COM A CARREIRA, INVEJOSOS E MASSAGEIAM O EGO CRITICANDO OS DELEGADOS… LUTEM PELO N.U, LUTEM PARA GANHAR GAT E PAREM DE FICAR CRITICANDO A ADPESP, A MARILDA, OS DELEGADOS. ENFIM, NOS ESQUEÇAM.

  18. DESDE QUANDO A POLÍCIA É JUDICIÁRIA, QUEM “GERENCIOU” ISSO AQUI FOI DELEGADO, SE TEM ALGUÉM QUE DEIXOU ESSA POLÍCIA COMO ESTÁ, FOI O TAL DE DELEGADO, TODA A RUÍNA É POR CONTA DELES.

  19. A receita é muito simples, uma única policia desmilitarizada e com gestão com profissionais competentes e quando digo gestão posso citar como referencia carreiras enxutas, otimizando gastos como por exemplo curso de cabo, 3º sargento, 2º sargento com diversas carreiras e patentes ocasionando conflitos internos e desvio de função como investigador, aux. de papi, agepol e por ai vai. Duas centrais de comunicação da PM e PC cepol, seccionais e batalhões isto é apenas a ponta do iceberg. Imagine senhores o volume de recursos que poderia ser melhor gerenciado como salários, treinamentos e etc…

  20. A marinha de guerra e o Estado Maior RESPONDE,

    Caro Amigo,

    Parabéns pelo sensato argumento, porém, discordo dele. Antes de sermos Delegados, Investigadores, Escrivães, etc., SOMOS POLICIAIS. Sei e o Senhor também sabe, do PODER DO EXEMPLO, sei o quanto o Investigador, o Escrivão da minha equipe se sente motivado e prestigiado ao me ver ao seu lado, ombro a ombro quando temos que sair a campo.

    O exemplo que o Senhor utilizou do General não ir campo, deve se analisado sob outra ótica, o General, geralmente, já é um senhor idoso, experiente (ou no termo que vocês usam, ANTIGO), logo, sua serventia em campo pode ser substituída por um jovem soldado, ainda que inexperiente. Onde o General realmente é importante é planejando, articulando, etc., devido, principalmente, a experiência acumulada. Sempre que Generais, ou líderes querem motivar suas tropas comparecem ao campo de batalha, ainda que por breve tempo, vemos claramente isso nos Países com histórico de guerras, principalmente os Anglo-Saxões, v.g.: USA, Reino Unido. Sempre que possível visitavam as tropas no Iraque, Afeganistão, etc.

    O que ouço dos Policiais é justamente o contrário, que sentem falta dos Delegados ao seu lado, comandando, “é mais fácil gritar VAI, do que gritar VAMOS”.

    Quanto a investigar ser ato exclusivo de Investigador, me permita mais uma vez discordar do Senhor, na Polícia Judiciária, ao meu sentir, e agora me socorro dos comentários pretéritos do FLAVIÃO, todos somos Investigadores, independente da classe ou da carreira. A atividade investigativa é intrínseca à Polícia Judiciária. Por isso concordo com o FLAVIÃO, quando fala da reestruturação, sou favorável a mudança do título Investigador de Polícia, por ser restritivo e passar a equivocada ideia que apenas o Investigador investiga. Sempre que vou a local de crime, levo junto o Escrivão, além do Investigador, afinal, o Escrivão irá pôr no papel toda cena e a grande maioria são excelentes “Investigadores. Os dois melhores “Investigadores” com quem trabalhei eram “Agentes Policiais”.

    Comparar Delegados de Polícia com Juízes, Promotores, Defensores, etc., também não me parece conveniente. Nossas atribuições são mais específicas. Nenhum desses profissionais é obrigado em razão do ofício comparecer ao local do crime, enquanto os Delegados o são, conforme reza o Código de Processo Penal.

    Não vou me alongar, porque ninguém gosta de ler comentários extensos. Parabéns pelos ótimos argumentos, mesmo não concordando com parte deles, acho que o Senhor também não irá concordar com os meus, rs, rs, rs, e isso que é legal no embate de ideias. Um grande abraço. Fique com Deus.

  21. 30/08/2013 – PROTESTO FECHA USP E PEDE “FORA, ALCKMIN”

    Com fogueira de pneus, estudantes e funcionários da Universidade de São Paulo, além de trabalhadores do Ipen e moradores da comunidade São Remo fecharam totalmente a Avenida Alvarenga, na zona oeste de São Paulo, nesta manhã; eles protestam contra o governador Geraldo Alckmin e contra a PM dentro da Universidade, entre outras pautas

    SP247 – Uma manifestação organizada pelo Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da Universidade de São Paulo), juntamente com os estudantes da USP, trabalhadores do IPEN e moradores da comunidade São Remo fechou o portal principal da USP no início da manhã desta sexta-feira 30. A barreira foi feita com uma fogueira de pneus na Avenida Alvarenga, zona este de São Paulo.

    O ato faz parte da mobilização nacional organizada pelas principais centrais sindicais do País neste 30 de setembro. Além da pauta de reivindicações gerais dos trabalhadores e do povo brasileiro, os manifestantes lutam por diretas para reitor, contra o projeto de reurbanização com despejo de 13 mil moradores de São Remo, pela retirada da PM da USP e pela saída do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

    De acordo com a Universidade, a manifestação é pacífica.

    Fonte: Brasil 247

    http://www.brasil247.com/pt/247/sp247/113382/Protesto-fecha-USP-e-pede-Fora-Alckmin.htm

  22. JÁ QUE É PRÁ FAZER MUDANÇAS …. QUANDO VÃO TIRAR O EMPLANTO POROSO QUE ESTÁ NO DEINTER DE CAMPINAS?????

  23. NÓS DEVERÍAMOS INVESTIGAR ISTO ???

    DIZ RESPEITO A FAZENDA ESTADUAL ???

    http://www.brasil247.com/pt/247/sp247/113570/Por-que-ser%C3%A1-que-tucanos-n%C3%A3o-s%C3%A3o-investigados.htm

    2 DE SETEMBRO DE 2013 ÀS 07:04

    247 – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, nomeou Carla Elias Rosa, mulher do procurador-geral de Justiça de São Paulo, Márcio Elias Rosa, para trabalhar no Palácio dos Bandeirantes. Elias Rosa está à frente do Ministério Público de São Paulo, que tem como função investigar denúncias que envolvam o governo. Alckmin diz não ver nenhum conflito ético, mas desde que o caso do propinoduto foi revelado, fica cada vez mais evidente a blindagem tucana no Estado.

    Recentemente, as três gestões do PSDB no governo de São Paulo – Mario Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, se tornaram alvo de suspeitas de envolvimento em esquema de cartel montado para superfaturar em até 20% contratos de trem e metrô no Estado. As primeiras denúncias sobre o propinoduto tucano remetem a 1998. No entanto, a blindagem só foi vencida por uma multinacional alemã, a Siemens, que tomou a decisão de pedir um acordo de leniência junto ao Cade, confessando duas décadas de práticas condenáveis.

  24. Cada vez mais difícil ganhar uma ação contra o estado.
    Alckmin nomeia mulher do procurador-geral de SP para trabalhar no governo.
    Foia..

  25. NA VERDADE A FALÊNCIA DO SISTEMA É UMA COMBINAÇÃO DE VÁRIOS FATORES. A PRINCIPAL DELAS É SIM O ATUAL GOVERNO PSDB, PORÉM, A MAIOR DELAS É A FALTA DE UNIÃO DESTA CATEGORIA. VALE DESTACAR O COMENTÁRIO DA PRÓPRIA DELEGADA NA ENTREVISTA QUANDO PERGUNTADA SOBRE O ASSUNTO, QUE SEPARA A CATEGORIA DOS DELEGADOS DE POLÍCIA COMO A PRINCIPAL REPRESENTANTE DA CATEGORIA.

    CONCORDO QUE É A FUNÇÃO PRINCIPAL DA CARREIRA,PORÉM, OS INVESTIGADORES, AGENTES, ESCRIVÃES E CARCEREIROS SÃO DEIXADOS DE LADO E SÃO SUBVALORIZADOS AINDA MAIS QUE OS DELEGADOS. A FUNÇÃO DA CARREIRA DE DELEGADO DE POLÍCIA, CARREIRA ESTA QUE NUNCA VI PRESENTE EM GRANDE NÚMERO NAS MANIFESTAÇÕES, POR MELHORES CONDIÇÕES DE “NADA” OU REIVINDICANDO ABSOLUTAMENTE NADA. APENAS RECLAMAM E NADA FAZEM POR NADA, SEGUEM OS VENTOS DA POLÍTICA E PROPICIAM A ESTAGNAÇÃO DO SISTEMA. DESCORDO QUE A POLÍCIA MILITAR TENHA ABSORVIDO FUNÇÕES ESTRANHAS, APENAS REALIZAM FUNÇÕES ONDE POLICIAIS CIVIS ESTÃO DEIXANDO A DESEJAR….. ISSO SE DEU DEVIDO A ESTAGNAÇÃO DE MOVIMENTO DOS “DELEGADOS DE POLÍCIA” QUE NUNCA PRESENCIEI EM MANIFESTAÇÕES EM GRANDE NUMERO.

    A MÍDIA QUE ME DESCULPE!! MAS NAS INVESTIGAÇÕES ELES NÃO TEM TANTA FORÇA ASSIM, ISSO É CULPA DA PRÓPRIA POLÍCIA POR NÃO TER UM DEPARTAMENTO DE IMPRENSA PROFISSIONAL, VAZANDO NOTÍCIAS DE FORMA AMADORA. UM GRANDE EXEMPLO DISSO É A INVESTIGAÇÃO DO CASO “MARCELINHO”, O DR. ITAGIBA FOI EXCELENTE NO SEU TRABALHO, MESMO ASSIM, COMO É UMA POLÍCIA DESACREDITADA INFELIZMENTE, GRANDE NÚMERO DE REPÓRTERES E FONTES DA PRÓPRIA POLÍCIA AINDA ACREDITAVAM EM UMA TEORIA DA CONSPIRAÇÃO ONDE ERA COMPREENDIDO COMO SENDO “TRETA DE POLÍCIA” E NÃO O MENINO QUE HAVIA ASSASSINADO SEUS PAIS…ENFIM UM MONTE DE BOBAGENS QUE PODERIAM TER SIDO EVITADAS SE A POLÍCIA CIVIL FOSSE MAIS PROFISSIONAL.

  26. Reunião de majuras hoje 16:00 hs D-7, e agorá será só BLA BLA BLA…., Demonst. Pagto. 06/09, não consta relação fazenda, tem algo estranho no reino da tucanada.

  27. DELPOL II…:

    Concordo plenamente com Vossa Excelência, senão vejamos:
    Quando uma empresa vai mal, vai a falência em virtude da má administração, e não dos funcionários que lutam no dia a dia.
    Agora, conforme é público e notório, a Polícia Civil está a beira da falência, para sermos otimistas.
    Só lhe faço uma pergunta…QUEM ADMINISTRA A POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO??????

  28. DELEGADO 2.
    Muito boa tarde Doutor.
    Com satisfação recebo e acolho seus argumentos. Porém tenho ainda algumas considerações.
    Há uma falsa interpretação do que é hierarquia nas polícias civis em geral. Uma falsa interpretação que a sociedade civil sempre criticou na forma de sátira nas novelas. Um delegado gritando com um soldadinho e policiais civis de bigode, com a camisa aberta dizendo o tempo todo “sim dotô”.
    Esse estereótipo é trabalhado hoje pela inteligência da PM como forma de caracterizar como realidade a sátira.
    Por óbvio a investigação não é unicamente do Investigador. Até porque a investigação não é uma qualidade, é uma atribuição. E o nome do cargo é Investigador. E o do Delegado, significa ter a delegação de um Poder que, genericamente também engloba a investigação.
    Mas, assim como o chefe hierárquico delega poder a seus subordinados, desde cabo, a mesma confiança deve ser data ao Investigador e ao Escrivão. E cobre-se responsabilidade sem bom mocismo. Isso faz do chefe um chefe. E não gritar vai.
    Até porque nada vejo que qualifica um delegado para ir a campo. Não são policiais de rua, não é sua missão. Não devem estar lá.
    E generais, em tempo de guerra, são extremamente jovens, e promovidos para esse fim. É quando se cria (em estado e guerra) o cargo de Marechal. E ainda assim ficam comandando no posto de comando. Quem dá as cartas em um combate Doutor, é um sargento. Dai pra frente é retaguarda, comando, inteligência, fortuitismo, estratégia, e Estado Maior.
    Vou repetir, vim aqui com supedâneo em uma alta patente, a minha própria, dizer aos senhores que são muito maiores do que pretendem ser indo pras ruas. E estranhamente ainda acham argumentos para continuar nelas.
    Assim fica difícil. Porque com certeza os militares já perceberam isso. E saber de uma fraqueza senhor…..
    Mais uma vez muito obrigado pela sua atenção em ler minhas palavras. E, ainda que com sua severa e perspicaz crítica, espero que minhas letras tenham eco em seu meio.

  29. Já acabou, não existimos mais, somo meros registradores de B.O., no mais somos conciliadores de casais (Maria da Penha), em especial as Delegacias de cidades onde não existem especializadas.

  30. Não sou de acreditar em conversas, nem de propalá-las, mas tem algo de estranho no ar, pois retiraram nossa folha de pagamento que estava provisionada do site da fazenda.

  31. Quando se fala em reestruturação, nunca se fala nos “cabeças pensantes” (pensa, planeja, dirige tanto … que olha o estado que estamos rs) por ser o único cargo que está na Constituição rs

    Mas a investigação ser feita pela Puliça Militar está na Constituição?rs

    Está na Constituição que os Coronés devem mandar no Plantão?rs

    Quer reestruturar?rs Carreira única nessa budega então..rs

  32. REVOLTA,

    Seu comentário foi perfeito. Nossa PC deveria ter um Departamento de Imprensa e nas Seccionais núcleos para orientar, direcionar, etc., nossas falas.

    O exemplo que você deu do Dr. Itagiba foi muito feliz.

    Abraço!

  33. Mas essa ai não é a Marilda da cartinha dos 7 queridos pro XUXU?? Que mudança de opinião hem??

  34. É ENGRAÇADO, O PESSOAL SÓ FALANDO ESCRIVÃO E INVESTIGADOR, ESCRIVÃO NAO TIRA A BUNDA DA CADEIRA E INVESTIGADOR NÃO INVESTIGADA NADA, A POLICIAL QUEM TÁ NO COMANDO É CARCEPOL E AGENTE, FALAM DOS TIRAS E ESCRIBA COMO SE FOSSEM DEUS, QUANTO BABAQUICE

  35. LOCO disse:
    02/09/2013 ÀS 15:23
    De LOCO , BOBO TONTO todo mundo tem um pouco, se você não veio para somar é melhor você sumir, escreveu m….. meu chapa.
    Lá na minha pastelaria o carcereiro nem legitimar sabe, (a) agente de tele quando você pede uma pesquisa para ela, esta sempre alega que esta fazendo um puta trampo urgente ???? que ninguém sabe o que é, e nunca pode faz a tal pesquisa e quando o faz é com uma puta má vontade.
    Se formos ficar aqui apontado uns e outros que não fazem a sua parte será uma guerra sem fim, os inimigos da Polícia Civil estão indicados tem nome sobre nome e endereço e são conhecidos de todos.
    Temos que nos unir contra o PSDBosta, contra todos os de-PUTA-dos desta legenda e os que dão apoio a este governo fora disto é chover no molhado.
    E também temos que ficar espertíssimos com alguns PMs que se aproveitam deste espaço par disseminar a discórdia entre as carreiras da Polícia Civil, lá pelas bandas da PM o alto comando daquela instituição, que diga-se de passagem é atrelada a qualquer governador de plantão, mantém um time só para ficar monitorando o FLIT e fazer o jogo sujo do picolé de chuchu.
    Este é o seu caso “LOCO”?

  36. Assim é, e sempre será! Não tem remédio, nem solução!

    então:

  37. Á Restruturação que estão falando é no ambito das mudanças das Seccionais e Diretorias e não sobre nossos cargos., muitas coisas irão acontecer em termos de mudanças.
    vamos aguardar se alguem sabe de alguma mudança nos avise.

  38. oficiais da pm , são que nem putas e mercenários, pagou levou ,apoiam sempre o time que está ganhando. eles não tem nenhum caráter e vergonha na cara!

  39. Gente vamos esquecer o passado e focar no agora. vamos esquecer a qual carreira pertencemos e vamos parar geral. GREVE até o governo arregar, senão ficaremos parados. vamos lutar por todas carreiras, ou melhora para todos nós ou
    não voltaemos de greve. facamos desta paralisação um marco na nossa História. Unidos todos numa só voz, ou o governo nos atende na integralidade pela reestruturação decente da Polícia Civil ou precisará intervenção internacional para fazermos voltar ao trabalho. Lembrem-se que 300 espartanos quase venceram 10 mil gregos e só não conseguiram por traição. unidos jamais seremos vencidos. É tudo ou tudo. GREVE.GREVE.GREVE.GREVE…

  40. MASTER.
    Doutora, pelo estudo que a senhora possui, deveria saber que o Estado investe mais na PM porque ela é preventiva, ou seja, tenta impedir a ocorrência de crimes, até porque se eles acontecerem a PC não apura mesmo, a não ser que a vítima seja rico ou dê impacto na imprensa. Outra coisa que a senhora deveria saber é a o governo não dismilitariza a PM porque se o fizer ela poderá sindicalizar e fazer greve. Criar uma confereção. Consegue imaginar o estrago que um pessoa que sabe trabalha em equipe pode ocasionar? Muito diferente da PC que faz greve e ninguém percebe, tem que fazer barulho para aparecer. Também deveria saber que uma parte da PM possui um holererite mais gordo porque tem uma ótima administração não essa bagunça que é PC onde a aposentadoria é super demorada. Uma vergonha. A senhora acha que o estado como gestor vai depender de um bando como a PC para manter a ordem pública? A senhora é muito burrinha. Também é delegada!!!

  41. BERTO LUIS FONTES: você, por ser o coxinha que melhor sabe escrever, deve ter sido escolhido pelo Comando para fazer esse comentário. Uma análise superficial da sua gramática e ortografia nos diz que você é no mínimo Capitão. A intelectualidade das suas razões mantém você na PM mesmo, não poderia ser diferente. E a Civil não investiga porque vocês coxinhas sonham tanto com isso, que o fazem usurpando funções públicas, escondidos como ratos, o tempo todo. Com isso deixam de fazer aquilo para o qual são pagos: patrulhar. E daí é tanto crime em virtude da omissão de vocês (porque ao invés de patrulhar ficam tocando em banda, marchando feito idiotas, colocando fardinha com espadinha, dando banho em cavalo, tirando pulgas de cachorros, polindo viatura, bota, fivela e latinhas) que mesmo que a CIVIL triplique seu efetivo, não seria possível dar conta.
    Você começou bem chamando-a de Doutora. Mas terminou muito mal. E terminou mal não porque falou em manter a ordem pública. Eu lhe pergunto: que ordem pública meu caro? PCC + LATRO + ROUBOS, CAIXAS ELETRÔNICOS, SEQUESTROS, MANIFESTAÇÕES EM TODO O BRASIL, A PM ATÉ TONTA SEM SABER O QUE FAZER, OMISSA EM ALGUNS CASOS COMO A TV MOSTROU. Que ordem pública você diz? Vai chupar preto coxinha.

  42. Pessoal não vamos generalizar, tem Delegados, investigadores, ecrivães, agentes, e em todas carreiras que são pessoas de otima qualidade, otimos proficionais, pessoas que incluve trabalhei e aprendi mto na Polícia ex: um Delegado que este merece todo meu respeito, não só me ajudou como ajudou vários colegas, nunca se importou com qual tipo de carreira vc pertence, sempre respeitou a todos tratando todos com a mais pura dignidade, este é Dr. Leandro Rigobello que trabalha atualmente no 62 Dp um exemplo de Delegado de Polícia, aqueles que o conhece sabe do que estou falando. Não posso deixar tambem de agradecer e comentar de vários colegas investigadores Peixinho, Alan,Grativol, kassa,Bomba, entre outros , agradecer aos agentes zezinho, valtão , aos ecrivães Ana Lucia, Teles, Sueli entre outros, os carcereiros Braz, Jaime, Emílio, Francisco ( Chicão) entre outros, mas estes nomes foram aqueles que me ensinaram e sempre me respeitaram , então para vcs meu mto obrigado. O que é preciso é uma mudança estrutural acompanha de uma valorização salarial mas só vamos conseguir se tivermos unidos, caso contrario, esqueça.

  43. BERTO LUIZ FONTES: vai chupar prego, corrigindo. Mas se quiser chupar um negão também……sei lá né…..vai fundo. Coxa.

  44. Boa tarde a todos os Restopol desta maldita PC

    Na data de hoje(02/09), no DEINTER-3 esta ocorrendo uma reunião de Delegados de Policia com o Diretor e os rumores desta reunião dão conta que mais uma vez iremos receber por parte de Vossa Excelências mais um “passa moleque.”
    Estão dizendo que o DD Governador do Estado de São Paulo irá beneficiar em muito a cerreira de Delegado e o resto irá ficar com o resto, igual somos vistos pela Administração, restopol.
    Na passeata realizada em Ribeirão Preto, eu pessoalmente indaguei a Sra. Marilda se mais uma vez iriamos ser usados como massa de manobra, sendo que a mesma de imediato refultou esta idéia e disse mais, que a PC estava morta e morto não teria vaidades.
    Sra. Marilda e demais membros de sindicatos e associações, esperamos que vocês não se vendam por pouco, chegou a hrora deste governo do PSDbosta respeitar nossa Polícia Civil.
    As eleições estão chegando e se tem algo que o preocupa e o metroduto e os indices criminais, portanto vamos mostrar nosso valor a esta classe de politicos que desejam nosso mal.
    Sr. Delegados, o Ministério Público, a Polícia Militar e, principalmente, o Governo querem acabar com a polícia Civil, porém eles não querem acabar com toda as carreiras, somente a dos Srs, portanto, se os Srs. venderem a alma ao diabo, amanhã ficarão sem apoio nenhum. O restopol já levou uma “banho” em 2008, se levar outro agora, com toda certeza os Srs irão agonizar sozinho, pois nenhum, digo, nenhum erstopol vai lhes estender as mãos.

  45. O governo investe mais na PM porque policial militar é individualmente covarde , coletivamente servil , barato e conformado.

    Quanto a vítima ser rico e impacto da imprensa, a PM só faz policiamento para “ser vista” nos locais nobres ou de interesse político ( operação verão, por exemplo ).

    Locais desimportantes ou pobres: PHODA-SE!
    Quando a população – menos favorecida – reclama de falta de policiamento, dizem as INTELIGENCIAS PURAS de farda: A POPULAÇÃO DEVE FAZER BO…POIS SÓ COM BO ELES PODEM DESLOCAR POLICIAMENTO PARA A ÁREA ( bem assim ). Vale dizer: os marginais primeiro devem agir e a vítima providenciar o BO para depois a PM trabalhar.

    Parte da PM tem holerite mais gordo porque é mais fácil e mais seguro ROUBAR O ERÁRIO POR MEIO DE ARTIFÍCIOS.

    Mas enquanto uma pequena parcela enriquece, a grande maioria nunca vai ultrapassar 5 salários mínimos por mês; quando velhos demais para fazer qualquer bico vivem aos lamentos mendigando remédios gratuitos.

    A aposentadoria de Praça não dá nem para remédio barato.

    E a moradia de PM ?

    PARDIEIRO ( a maioria alugada ).

    Enfim , prá PM tá muito bom !

  46. Ô J CLAUDIO !!!!!!!!!!

    MENOS HEIM…….

    SE OS MELHORES INVESTIGADORES QUE VOCE JÁ TRABALHOU É AGENTE POLICIAL, DE DUAS UMA.

    OU VOCE É PARAQUEDA OU OS AGENTES TE LEVAM EM ALGUM QSA BOM.

    PRECISA EXPLANAR O QUE É SER O “MELHOR INVESTIGADOR” PARA VOCE

    SER SUBSERVIENTE NÃO É SINAL DE SER O MELHOR INVESTIGADOR, POIS ESSE NÃO PRECISA FICAR LAMBENDO DELEGADO, RESPEITÁ-LO SIM, MAS LAMBÊ-LO NUNCA.

    AS MELHORES E MAIORES CANAS QUASE “NUNCA” TEM OU TEVE UM DELEGADO JUNTO, ELES APARECEM DEPOIS PARA EXPOR À MIDIA.

    MAIS UMA VEZ, CONCORDO EM QUASE TODO O EXPLANDADO PELO

    “A MARINHA DE GUERRA E O ESTADO MAIOR”, MUITO SENSATO.

    DELPOL 2

    QUANTO AO SR., DESCULPE DR., PODEMOS, INVESTIGADORES E ESCRIVÃES ATÉ ESQUECE-LOS, ASSIM COMO O SR ESTÁ PEDINDO, SÓ QUE DEPOIS QUE A ÁGUA CHEGAR NA BUNDA, NÃO VENHA MIJAR PARA NÓS PARA ARREDONDAR E AJUDÁ-LOS, TÁ COMBINADO ASSIM?
    ACHO QUE O SR, SABE DO QUE ESTOU FALANDO!

    ACHO QUE OS POST’s DESSE FLIT O SR. NÃO LEU DIREITO,POIS, INVESTIGADORES E ESCRIVÃES NÃO FICAM METENDO O PAU EM NENHUM DELEGADO TAMPOUCO NA ADPESP, COMO TAMBÉM NÃO VEJO NINGUEM DESSAS DUAS CARREIRAS FRUSTRADOS OU INVEJOSOS, COMO TAMBÉM NINGUEM PRECISA MASSAGEAR EGO ALGUM CRITICANDO DELEGADO.

    ME DESCULPE, MAS COM SUAS PALAVRAS O SR PODE TRAZER ANIMOSIDADES COM AS CARREIRAS QUE ANDAM E SEMPRE ANDARAM AO LADO DOS DELEGADOS.

  47. ENQUANTO AS POLICIAS AQUI EMBAIXO BRIGAM ENTRE SI, OS OLHEIROS DO GOVERNO DÃO RISADAS LA NO PALACIO BANDEIRANTES; NÃO ESTÃO VENDO QUE É ISSO QUE ELES QUEREM? JÁ PENSARAM SE TODOS NÓS (PM E PC) NOS UNÍSSEMOS E REIVINDICÁSSEMOS A MESMA COISA? SERÁ QUE O GOVERNO CHEGARIA A UM ACORDO? REFLITAM.

  48. Delegado não é dono da PC…Delegado é funcionário como os demais.

    Quem , em última instância , administra a Polícia Civil é o governador .

    É ele que provê os meios materiais e humanos ; é ele quem dita a política de segurança pública.

    Os delegados são excelentes administradores, tanto que A DEFUNTA ( PC ) AINDA VIVE!

    Administrar riqueza e beleza qualquer idiota faz, quero ver administrar a miséria material, a miséria moral e um bando de renegados desqualificados para as respectivas funções que só fazem criticar os companheiros de trabalho e superiores hierárquicos.

    Aqui não tem RDPM para manter funcionário sob ameaça de prisão.

    Ninguém é preso por deixar a torneira aberta ou a luz acesa depois do expediente.

    Só para exemplificar: TEM FILHO DA PUTA QUE EMPREGA A VIATURA PARA ALMOÇAR E OUTRAS COISAS, MAS NEM SEQUER TROCA UM PNEU FURADO!

  49. Ir para a rua significa comparecer – conforme determina a legislação processual e normas administrativas – aos locais onde serão efetivados atos de interesse policial, por exemplo: locais de crime , reprodução simulada ( reconstituição ), pericias complementares , buscas domiciliares e medidas cautelares requisitadas pelo Poder Judiciário, etc.

    A atividade do Delegado é “sui generis” , não pode ser cumprida com eficiência mantendo-se o titular da investigação em seu gabinete aguardando documentos.

    O estereotipo novelesco é próprio de quem desconhece a realidade do cargo , talvez memória dos tempos em que as funções eram atribuídas a militares.

    Delegado não vai para a rua combater criminosos , tampouco – até por total falta de perfil físico – vai se imiscuir com criminosos e frequentadores de locais sensíveis ( infiltração ou “campanas” ), tarefas que devem ser atribuídas a investigadores ( de regra: jovens ).

    Quanto ao setor de inteligência da PM, melhor seria trabalhassem o estereotipo do soldado PM fuzilando o negro pregado na cruz.

    A fraqueza dos militares todos nós conhecemos: a vaidade , a prepotência, a arrogância e a sua tendência para o autoelogio típico der quem se acha mais forte , mais inteligente e mais importante do que o alheio. Nunca foram!

  50. Dá até náusea de ouvir entrevistas como estas… papo furado… típico de quem quer apenas colocar a culpa nos outros.

    A Polícia Civil está na situação precária que está por conta dos seus gestores, os Excelentíssimos Senhores Delegados de Polícia.

    Falando do interior e até DEMACRO… quem é que aceita que funcionários da prefeitura trabalhem como se policiais fossem, recebendo inclusive armas… quem aceita? quem é o titular da delegacia? E por que tal “gestor” faz isto? Para fingir que tem funcionário, para não perder a cadeira…

    Quem é que aceita que o PM, GCM, vigilante, papagaio decida o que será a ocorrência??? Quem é??
    Quem é que vende a mãe por uma titularidade de DP, de seccional, diretoria?
    Quem é que deixa o funcionário vagabundo na boa, enquanto quem trabalha tem que fazer o seu trabalho e o do vagabundo?
    Quem é que faz compras para a Polícia Civil? E compra produtos que não funcionam, produtos superfaturados?? Quem é??
    Quem é que não faz a sua função e deixa os seus atos a cargo dos outros?? Quem é???
    Quem é que empurra goela a baixo dos Policiais Civis a vontade do governo???
    Quem é que reza a cartilha do governo em detrimento aos Policiais Civis??? Quem é???

    Então, chega de conversa furada… Quem faliu a PC foi quem gerencia… quem se vende por tudo… quem reza a cartilha do governo… quem conduz as investigações de forma parcial… quem luta por suas próprias causas e não pelo coletivo….

    Infelizmente… os Delegados de Polícia lutam para conseguir uma cadeira e viver de renda… quando conseguem uma cadeira vendem a mãe e entregam para não perder a cadeira… e por ai vai…

    Pode ir como esse papo furado pra quem não conhece a realidade da PC… o dia a dia… ai tudo bem, pro um povo que adora ver novela, ouvir um discurso que a culpa é do fantasminha pode colar…

    Quero ver botar essa marra toda na hora de fazer o BO de pastel, de corno…

  51. Cebolão da PM, saiu só a tarde, e ta de chorar a semana inteira. Intranet da PM,só promessas, da até pra acender vela, tão com vergonha até de comentar possível porcentagem.

  52. GENTE !, S.M.J., EXISTEM CERTOS COLEGAS QUE AQUI ACESSAM E FICAM FALANDO ASNEIRAS. ELES DIZEM QUE O PODER JUDICIÁRIO NÁO PODE INTERFERIR EM AÇÕES E QUESTIONAMENTOS ACERCA DE SALÁRIO, POIS DIZEM MAIS QUE É TEMA EXCLUSIVO DO EXECUTIVO. AGORA EU PERGUNTO !, PORQUE O JUDICIÁRIO ME CONCEDEU A INCORPORAÇÃO DO ALE MÉDIO NO MONTANTE DE 100%. OCORRE QUE TAMBÉM INGRESSEI COM A AÇÃO DO ALE SUPERIOR, CUJA AÇÃO FOI RECEPCIONADA PELO PODER JUDICIÁRIO, POIS MAIS UMA VEZ, S.M.J., O JUDICIÁRIO IRÁ REPARAR ESSA FALTA DE CUMPRIMENTO DO ENDOSSO DAQUELA LAVRA, QUANDO DA SANÇÃO DO N,U PARA ESCRIVÃES E INVESTIGADORES DE POLÍCIA.. DIANTE DAS CIRCUNSTÂNCIAS QUE CHOVA OU FAÇA SOL SÓ ACEITO O MEU ALE SUPERIOR. E ME AJUDEM AÍ Ó !…

  53. KKKK, hoje dei uma migué, num Ofiça, falando que seria 12% linear pra todo mundo (e não duvidem muito não), e Delega, levaria mais doizinho de abono. Rolei de ver o desespero do cara,kkkkk

  54. POR ISSO QUE A POLICIA NÃO TEM AUMENTO, INVESTIGADOR É CONSIDERADO DEUS NA POLICIA, SEM ELE A POLICIA PARA, SANTA PACIÊNCIA, CONTINUEM COM SALARIO DE M………..CONTINUA A DISCUSSÃO, GOVERNO GOSTA DISSO

  55. A ESQUECI VCS BRIGAM PELO NU, A MAIORIA NÃO SABE NEM O QUE É UNIVERSIDADE

  56. Caro JCLAUDIO!

    Boa a sua explanação, pena não termos o contingente suficiente de policiais que pensam como a você, e preferem ficar torcendo contra os seus pares, como que o alimento de sua existência dependesse da derrota do seu colega.

    Eu sou mesmo um visionário (sonhador), eu teimo em imaginar uma polícia civil de são paulo ACOMPANHANDO A ATUALIZAÇÃO que as outras polícias civis dos demais estados JÁ REALIZARAM; uma reestruturação de cargos. Mas por quê? Por que vislumbro a NECESSIDADE de uma instituição da importância que possui a PC-SP, em NÃO ENGESSAR OS SEUS POLICIAIS EM RÓTULOS MINIMIZADORES, cerceando as funções de um certo policial em atribuições simplórias; do tipo a apenas abastecer uma viatura, a apenas trancar o preso, a apenas bater carimbos, a apenas registrar BOs, a apenas atender telefone e passar mensagens, a apenas fazer o serviço de carteiro entregando notificações.

    Esse engessamento que ROTULA o policial civil é prejudicial à ânsia do ser humano em querer crescer, pois minimizando aquele policial, o mesmo se ACOMODA, e passa a querer FAZER MENOS A CADA DIA QUE PASSA, prejudica na celeridade da finalização do trabalho, pois se eu SÓ FAÇO ISSO, logo terei que ESPERAR para que o OUTRO termine o atendimento, enquanto isso, o popular fica lá sentado nos bancos de espera, enfim, a ROTULAÇAO, diga-se de passagem defendida pelos RETRÓGRADOS, causa os seguintes pontos negativos, tanto para a população, instituição e o policial:

    1-Desanimo em querer crescer, pois o policial sabendo estar ENGESSADO naquela função simplória, não se esforça em melhorar, pois sabe que o esforço de nada vale;

    2- MOROSIDADE no atendimento ao público, devido ao cerceamento que os policiais tem nas suas funções, obrigando o policial ter que DEPENDER DO OUTRO POLICIAL para que se finalize o trabalho;

    3-COMODISMO nas feituras dos seus serviços, pois sendo o policial DESENCORAJADO em aprender NOVAS FUNÇÕES, o mesmo não se sente direcionado a AJUDAR OS SEUS COLEGAS, pois sabe que mesmo as executando com boa vontade, nada contará para o seu currículo funcional.

    Pois bem, é por essas razões explicitadas acima, que eu vislumbro um NOVO MODELO DE POLICIAL CIVIL; que seria o AGENTE DE POLÍCIA, ficando a esse o encargo de destrinchar um trabalho num gama de funções mais ABRANGENTE, facilitando o desenrolar dos trabalhos prestados pela instituição, podendo o agente de polícia realizar desde a feitura dos BOs até os trabalhos de rua, seja entregar uma notificação, seja escoltar um preso, seja participar de um mandado de busca, seja investigar ….ou seja, um policial civil operacional POLIVALENTE, que certamente agilizaria na prestação dos nossos serviços.

    Quem não deseja o advento de um POLICIAL CIVIL POLIVALENTE? Os retrógrados, pois tendo uma estrutura de policiais engessados, fica mais fácil se encostar numa sala, a espera de que alguém o solicite para realizar as suas funções DELIMITADAS E SIMPLÓRIAS.

    Sei que não sou o dono da verdade, nem pretendo ser, mas uma coisa que vislumbro como um MELHORAMENTO, seria, realmente, o advento de um modelo de policial civil operacional com um leque de funções ABRANGENTE.

    É o que penso!

  57. “PC FALIDA”, você é um poeta. Se me permite, assino em baixo. Quando eu trabalhava na iniciativa privada se acontecesse alguma merda no trampo a primeira cabeça a rolar era do chefe, pois é o que recebe mais e por isso tem maior responsábilidade, ou seja, é o piloto.
    Ficar choramingando pelos cantos dizendo que não tem culpa é conversa para corno dormir.
    Não é chefe!, assuma a responsábilidade então…quem aqui recebe o GAT.

  58. Boa Delegada!

    Falou pouco, mas falou a real!

    Antes tarde do que nunca!

    É GREVE, vamos parar tudo!

  59. Porra…só a PC que o maldito PSDB fudeu?! Educação em SP acabou, saúde em SP acabou, o PSDB acabou com SP, ainda mais com o trensalão que a mídia maldita faz questão de empurrar debaixo do tapete!!!

  60. JClaudio

    Se você é tão paga-pau de Agengueta, presta concurso para tal carreira!
    Soubesse como eles ADORAM a sua carreira .. tira manezão.

  61. CHAMAR PM DE COVARDE É COMO CHAMAR PC DE CORRUPTO,RESULTADO PM 0X0 PC.COMENTÁRIO ABSURDO A RESPEITO DE UMA CATEGORIA QUE EM SUA IMENSA MAIORIA VIVE DE BICO PRA PODER COMER.

  62. SP: policiais são investigados por envolvimento com jogos de azar

    O SBT Brasil mostra com exclusividade que policiais teriam recebido quase um milhão de reais da quadrilha que explora jogos de azar. O esquema sustenta bingos e máquinas caça-níqueis em quatro cidades do litoral de São Paulo. A reportagem é de Thaís Nunes e narração de Marcelo Torres.

  63. GENTE !, COMPLEMENTANDO O ACIMA EXPOSTO, NÃO CONFIEM, POIS HÁ POUCO TEMPO ELA ESTAVA OFERTANDO JANTARES E MEDALINHAS PARA OS COMPONENTES DESSE DESGOVERNO QUE AÍ ESTÁ. MAIS UMA VEZ QUEM AVISA AMGFO É ! E, ME AJUDEM AÍ Ó !….

  64. FIM DO DESVIO DE FUNÇÃO:

    INVESTIGADOR DE POLÍCIA – INVESTIGA
    CARCEPOL – CUIDA DE PRESO
    AGEPOL – DIRIGE.

    A POLÍCIA CIVIL PRECISA URGENTE DE MAIS INVESTIGADORES DE POLÍCIA E ESCRIVÃES DE POLÍCIA. RECEBENDO UM SALÁRIO DIGNO PODERÃO SER COBRADOS PELO GOVERNO.

    NA POLÍCIA CIVIL EXISTE APENAS DELEGADO; ESCRIVÃO E INVESTIGADOR. O RESTO É RESTO!

  65. GENTE !, COMPLEMENTANDO O ACIMA EXPOSTO, NÃO CONFIEM, POIS HÁ POUCO TEMPO ELA ESTAVA OFERTANDO JANTARES E MEDALINHAS PARA OS COMPONENTES DESSE DESGOVERNO QUE AÍ ESTÁ. MAIS UMA VEZ QUEM AVISA AMIGO É ! E, ME AJUDEM AÍ Ó !….

  66. TO VENDO QUE VOU FICAR SOLTEIRA ,PMs SÃO TÃO SUBMISSOS ,PAGA PAU QUE COLOCAM A FAMÍLIA EM SEGUNDO PLANO ,TAMBÉM TIROU A FARDA É COMO FICAR DESCALÇOS ! disse:

  67. CONCURSO PARA AGENTE DO CIRETRAN:

    6000 POLICIAIS CIVIS INSCRITOS;

    25000 POLICIAIS MILITARES INSCRITOS.

    PELO VISTOS TODO MUNDO QUER DEIXAR DE SER POLICIAL.

  68. ELES DIZEM APENAS PARA VC AJOELHAR E REZAR ,MAS QUEM COMO MILHO E ACEITA ESMOLAS SÃO ELES MESMOS,ELES MATAM ,PERSEGUEM ,INTIMIDAM E FORJAM EM INOCENTES ,MAS NÃO PERCEBEM QUE JÁ ESTÃO MORTOS E FALIDOS ! NÃO VEJO PC FAZENDO ISSO ! disse:

    SÃO DESCARTÁVEIS ATÉ PARA SEUS SUPERIORES E MAIS AINDA PARA O DESGOVERNADOR! Acatam horários desumanos,dormem em alojamentos precários ,passam horas sem comer,sem podre ir ao banheiro ,ah dane-se .

    CADA UM TEM O DESTINO QUE ESCOLHE OU QUE LHES CABE ,POIS PERGUNTA SE QUEREM SAIR E PEGAR NO PESADO E RALAR ,É COMO UM OFICIAL DISSE OUTRO DIA,GANHAM POUCO,RECLAMAM MAS NÃO SAEM PORQUE SABEM QUE PINGA TODO MÊS NA CONTA E PARA SEREM MANDATOS EMBORA HOJE É MUITO DIFÍCIL.

    PM JAMÉ

  69. DELPOL II disse:
    02/09/2013 às 10:29
    ESQUECERAM DE DIZER PARA OS PRESENTES NESTE FLIT QUE A MARILDA É PRESIDENTE DA ADPESP, QUE SIGNIFICA ASSOCIACAO DOS DELEGADOS DE POLICIA DO ESTADO DE SAO PAULO. PORTANTO, NÃO REPRESENTA DEMAIS POLICIAIS CIVIS. QUANTO AO G.A.T, AJUDA MUITO AQUELES DELEGADOS HONESTOS E QUE EFETIVAMENTE TRABALHAM. TODA EMPRESA TEM O GERENTE, E NA POLICIA CIVIL, NÃO É DIFERENTE. ALGUEM TEM QUE MANDAR E ALGUEM TEM QUE CUMPRIR AS ORDENS. PARA NÃO GENERALIZAR, MUITOS AQUI SÃO TOTALMENTE FRUSTRADOS COM A CARREIRA, INVEJOSOS E MASSAGEIAM O EGO CRITICANDO OS DELEGADOS… LUTEM PELO N.U, LUTEM PARA GANHAR GAT E PAREM DE FICAR CRITICANDO A ADPESP, A MARILDA, OS DELEGADOS. ENFIM, NOS ESQUEÇAM

    Os Investigadores e Escrivães ao contrário de tal afirmação tem muito orgulho do seu trabalho, unicamente buscam reconhecimento do Governo, não tem a intenção de desprestigiar a hierarquia da Policia Civil, comandada por Delegados de Policia de carreira. As criticas não são para a classe Delegado de Policia, mas para alguns que se denominam e intitulam Delegados de Policia mas que na realidade não realizam seu trabalho, “delegam” suas próprias atribuições a alguns operacionais que por medo, por cultura policial aceitam realizar funções e atribuições que não são suas. Acredito eu, na minha humilde opinião de Escrivão de Policia com apenas quinze anos na profissão que, na realidade os Delegados ou pelos menos grande parte, são frustrados como sua profissão e função primordial de POLICIAIS CIVIS, pois buscam de forma incessante e desesperada ate obter atribuição e agir como Juiz de Direito, Promotor de Justiça e ate mesmo Defensor Publico. Na minha concepção, talvez errônea e distorcida, o Delegado de Policia é acima de tudo um Policial Civil e assim como os demais, ditos “operacionais”, deve lutar por uma instituição voltada para nós Policiais Civis, pois embora tenhamos a denominação de Policia Judiciária, não somos de forma alguma parte do Poder Judiciário, mas como já dito somos todos POLICIAIS CIVIS que buscam respeito, valorização e admiração pelo nosso trabalho valoroso, pois mesmo em face das condições nas quais trabalhamos, muitas vezes sem sem apoio e auxilio ate mesmo dos órgãos na própria instituição cuja função e fornecer minimamente condições de trabalho. Se devemos esquecer os Delegados, então, eles que realizem sua paralisação individualmente, pois se os demais sindicatos, aqueles que representam os operacionais não estão apoiando o seu movimento que parem solitariamente, informando a população que a recusa no registro de ocorrências em Distritos Policiais e única e exclusivamente do Delegado de Policia e como ele e responsável pela abertura e encerramento do plantão nos não podemos fazer nada ! Apenas vamos cruzar os braços e informar a população que não podemos trabalhar em função da paralisação dos Delegados de Policia. E assim a Policia Civil anda, desunida, desprestigiada, desmotivada, desrespeitada esperando que algum Governador misericordioso olhe para a instituição e diga: vou dar um aumentozinho para esses coitados, assim eles param de chorar por migalhas e principalmente param de me encher o saco !

  70. ESSE FLAVIÃO QUER SER TIRA NA CANETADA…CONHEÇO DOIS CARCEREIRO QUE DISSERAM QUE SERIAM INVESTIGADOR NO COMEÇO DE 2012, PROMESSA DO GOVERNADOR PICOLÉ DE CHUCHU…BOM 2013, CONTINUAM CARCEREIRO…SERÁ QUE ACONTECERÁ ESSA TÃO SONHADA REESTRUTURAÇÃO…NOS MOLDES DOS CARCEREIROS…DUVIDO!!!!

  71. CARO MARINHA DE GUERRA

    FUI DA ESQUADRA POR 10 ANOS, MARUJO 1ª CLASSE, CABO DE ESQUADRA CB-QSO E DEPOIS A 3º SGTO-QSO,SEMPRE EMBARCADO NOS ANTIGOS BICO-FINO (D32,D34,D36,D38 E POR FIM COMANDO DO 2º ESQUADRAO DE CONTRA-TORPEDEIROS DO COMENCH) CUMPRI MEU CONTRATO E SAI POR MOTIVOS DIVERSOS…CONCORDO EM GENERO,NÚMERO E GRAU COM VOSSA EXPLANAÇÃO…POR VARIAS VEZES, DEIXEI AQUI NO FLIT, UMA MÁXIMA DA MARINHA….ALMIRANTE NÃO FAZ SERVIÇO DE CABO E CABO NÃO FAZ FAINA DE SARGENTO, PODEM TRABALHAR NO MESMO TURNO,MAS CADA UM TEM SUA TAREFA A CUMPRIR. SEMPRE PONDEREI QUE FALTA A PC HIERARQUIA E COMANDO. COMANDO NÃO É MANDAR, É SABER LIDERAR. MAS ISTO É COISA QUE NA PC, INFELIZMENTE, PRINCIPALMENTE PRA MIM QUE VIVI ISTO NA CASERNA, NUNCA CHEGARÁ, POIS TRANSFORMARAM A PC PAULISTA NUMA POLICIA DE GOVERNO E NÃO UMA POLICIA DE ESTADO.
    UM GRANDE E FRATERNAL ABRAÇO DE UM EX ESQUADRA….QUE VENTOS FAVORAVEIS E MARES TRANQUILOS O ACOMPANHEM EM SUA MISSÃO.

  72. Blá, blá,blá, sempre o mesmo discurso de desprezo as demais carreiras policiais. Passou da hora de acabar com esse entulho colonial do nóis qué, nóis faiz, nóis manda. Pela CARREIRA ÚNICA nas polícias civis brasileiras.

  73. O AUMENTO SERÁ ESSE:

    DELEGADOS R$2000,00 (2013) + R$2000,00 (2014) + 15%;

    CARREIRAS NÍVEL SUPERIOR R$800,00 (2013) + 15% E SÓ;

    AGENTE POLICIAL 15% E SÓ;

    AGENTE DE PERÍCIA 15% E SÓ.

  74. Srs Sensacionais do DECAP( pq ultimamante só assim são chamados )ta na hora dos Srs cobrarem da diretoria!!cade o tal reforço que os homens de “palavra” prometeram em 4 meses,to vendo colega ja jogando a toalha,muitos dizendo ao chefe que estão cansados precisando de ferias mas ai pra ajudar alguns chefes que merecem seguram a marimba mas até quando??Os 200 do Denarc ja conseguiram um lugar na sombra enquanto o restopol do DECAP foda-se!!!Muitos acreditaram e estavam comprometidos em ajudar mas estamos vendo que mais uma vez foram enganados pelos homens de “palavra” estão começando a fazer corpo mole!!

  75. ÔH BERRRTO !!! ÔH BERTO !!! O CÊ PUDIA FICAR QUETO NÉ SEU TONTO, BOBÃO.

    BERTO É NOME DE UM JUMENTINHO QUE EU TENHO.rsrsrsrsr.

    Dr. guerra o berto tava brincando, ele na verdade sabe que não tem e não fazem prevenção de porra nenhuma…Aliás

    a única prevenção que fazem é a QUEDA DO GOVERNO. Putz, será que ninguém, nem um filho de Deus para avisar o

    Governador que os homens de farda, não os soldados, cabos, Sgtos, os grandões estão fudendo o Estado ?

    Será que o Governador ou seus assessores não estão enxergando o que estão fazendo ?

    Se a PM parar ou fazer corpo mole nós damos conta e ainda se necessário for a GCM dá de 10 x 0 nos GAMBÉ.

    Podem gravar … O governador não vai pisar … O nível universitário ele vai nos dar !!!

    Depois vamos parar de reclamar e começar trabalhar.

  76. A alesp ja aprovou uma lei complementar mudando a nomeclatura das carreiras…..

  77. manoel disse:
    02/09/2013 ÀS 22:12
    A alesp ja aprovou uma lei complementar mudando a nomeclatura das carreiras…..
    ===========================================
    onde está a Lei mané? joga ai

  78. Na verdade, os operacionais devem ter sempre em mente, que os salários dos delegados de São Paulo estão entre os piores do país já há muitos anos.

    Não se trata de uma carreira atrativa, principalmente entre aqueles que almejam se tornar autoridades policiais. O cargo em São Paulo seria uma espécie de última opção para os aspirantes à carreira, uma espécie de refugo dos certames realizados no resto do país.

    Nada mais natural que o capital humano investido na carreira de delegado da PCESP seja débil, invertebrado e intelectualmente limitado.

  79. FONTE SEGURA VINDA DIRETA DA DGP , DOIS COLEGAS OUVIRAM DOIS DELEGADOS PUXA – SACOS CONVERSANDO NO ELEVADOR DIZENDO QUE O GOVERNO ANUNCIARÁ NESTA QUARTA-FEIRA QUE ESSE ANO NÃO IRÁ TER ALMENTO ALGUM, ENTÃO AOS CABEÇAS PENSANTES , N.U ( APESAR DE MUITOS DESCONHECEREM QUE EXISTE UNIVERSIDADES) E OS RESTOPOLS CHUUUUUUUUUUUUUUPA QUE É DE UVA. MAIS UM ANO SE FO………..

  80. Pena Capital disse:
    02/09/2013 ÀS 20:22
    Senhores é verdade, ou estou enganado, achei na net.

    DECRETO Nº 59.488,
    DE 30 DE AGOSTO DE 2013
    Suspende, no corrente exercício, a aplicação do disposto no artigo 5º do Decreto nº 25.013, de 16 de abril de 1986, para os integrantes das carreiras policiais civis em exercício na Secretaria da Segurança Pública
    GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais,
    Decreta :
    Artigo 1º – Fica suspensa, no corrente exercício, a aplicação do disposto no artigo 5º do Decreto nº 25.013, de 16 de abril de 1986, para os integrantes das carreiras policiais civis em exercício na Secretaria da Segurança Pública.
    Artigo 2º – As férias que vierem a ser indeferidas em decorrência da aplicação do disposto no artigo 1º deste decreto serão gozadas na seguinte conformidade:
    I – se o policial civil já tiver usufruído parte das férias correspondentes ao exercício de 2013, o restante será gozado em 2014;
    II – na hipótese contrária, pelo menos 50% (cinquenta por cento) serão gozadas no exercício de 2014, devendo o eventual saldo ser usufruído em 2015.
    Artigo 3º – Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.
    Palácio dos Bandeirantes, 30 de agosto de 2013
    GERALDO ALCKMIN
    Fernando Grella Vieira
    Secretário da Segurança PúblicaSAFADO CONCEDEU P/ OS POLICIAIS .E DEPOIS AINDA TEM DUVIDAS DE QUE ELE QUER ACABAR COM A POLICIA

    JÁ ERA A GREVE, O GOVERNADOR CANCELOU TODA AS FÉRIAS E LP DOS POLICIAIS CIVIS DESTE ANO

    MOTIVO: PARA QUE NINGUÉM POSSA ESTAR FAZENDO MOTIM, POIS SE ESTIVER ALGUM POLICIAL SE MANIFESTANDO ELE ESTA FALTANDO DO SERVIÇO, POR ISSO PAU NELE, E NINGUÉM ESTA PENSANDO NISSO.

  81. DELEGADOS R$2000,00 (2013) + R$2000,00 (2014) + 15%;

    2013 – R$1000,00 NO BASE + R$1000,00 NO RETP = 2000,00.

    2014 – R$1000,00 NO BASE + R$1000,00 NO RETP = 2000,00.

    CARREIRAS NÍVEL UNIVERSITÁRIO R$800,00 (2013) + 15% E SÓ;

    CARREIRAS NÍVEL UNIVERSITÁRIO:

    2013 – R$400,00 NO BASE + R$400,00 NO RETP = R$800,00.

    AGENTE POLICIAL 15% NO BASE E SÓ;

    AGENTE DE PERÍCIA 15% NO BASE E SÓ.

  82. PARA O AMIGO SHERLOK HOLMES OS DELEGADOS DE POLICIA GANHANDO 2 PAU ESSSE ANO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK SÓ SE FOR UM DO KID BENGALA E OUTRO DO JOHN HOLMES , AI AI AI ESSE FLIT É BOM DEMAIS PARA LER E RIR , É SÓ DIVERSÃO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  83. ao invés de juntarem todas as carreiras e acabar com a lenga lenga – bla bla bla desse governo, faz-se manifestações de formas imdividualizadas, com isso a Sra. Marilda ajuda a sucatear mais a polícia civil, vez que aparecendo o seu amento o restante que se exploda, vale salientar que ela esqueceu de dizer que a polícia é civil, sendo civil é a casa do povo, onde alguém da sociade teve seu direito violado e se dirige a uma delegacia pararequerer ou resguardar o seu direito. Quem coloca em prática é o policial civil, talvez o gvoverno ineficiente do PSDB queira tirar esse direito do povo, então vemos o que estamos vendo, manifestação de estudantes, desce a borracha, mqnifestação de médicos desce a borracha…. as consequências dessa política mediocre, manifestou-se na manifestação do passe livre, que ao invés de ficar no Estado de SP, foi para o Brasil todo, e aumentou, então demonstrou que a política do gov.sp é mediocre.
    20 anos ai no poder, mas vale lembrar que ele nem o partido sao eternos.

  84. ESSA É PRA ACABAR… VEJAM ESSA NOTICIA: Justiça autoriza Polícia Militar a fazer trabalho da Polícia Civil no RN, no blog:

    policianativa.blogspot.com.br

  85. Aprovada lei na Alesp ( L. Complementar 13/13) alterando as carreiras, quais sejam:

    Marechal delegado de polícia militar civil federal rodoviária ferroviária do universo mundial ;
    Sargento escrivão de polícia militar civil federal rodoviária ferroviária do universo mundial;
    Sargento Agente/investigador de polícia militar civil federal rodoviária ferroviária do universo mundial;
    Soldado administrativo de polícia militar civil federal rodoviária ferroviária do universo mundial;

    FONTE QUENTEE! DIRETO DO DGP!

  86. AGENGUETA,

    Irmão você não é obrigado a concordar com meus argumentos, mas até para se descordar deve-se ter elegância. Exponha seus argumentos, contrarie os meus e dos demais, mas sem ofensas. Minha intenção aqui não é ofender ninguém, simplesmente trocar idéias com os demais.

    Posso até ser manezão, como você diz, mas não sou TIRA, sou DELEGADO.

    Um grande abraço. Fique com Deus.

    TIRA VEIO, o original,

    Creio que não me fiz entender, retifico. O que quis dizer foi que trabalhei com Agentes que desempenhavam as mesmas funções de Investigadores e com tanta competência e dedicação que se sobressaíam perante os demais Investigadores.

    Nunca fui em nenhum QSA, mesmo tendo sido convidado muitas vezes, na maioria por Investigadores, outras vezes, pelo próprio dono do QSA, ou pelo Polícia que faz o bravo no local. Sou radicalmente contra QSA, porque sei que “não existe almoço grátis”.

    Quanto a ser para-quedas, também acho que não sou, Delegado, sou a pouco mais de um ano, porém Policial já sou há mais de doze anos.

    Me desculpe se de alguma forma te ofendi ou aos demais Investigadores, inclusive, o primeiro concurso que prestei na PC foi para investigador, reprovei. Tenho grande carinho por todas as carreiras da PC, todas são importantes, porém, já passou da hora de unificar esse monte de carreiras em no máximo quatro.

    Um grande abraço e me desculpe se te ofendi, não foi minha intenção.

  87. FLIT PARALISANTE,

    Sem falar na venda de policiamento feita pela Polícia Militar. Era vergonhoso o que era feito na 1 Cia do 16 BPM/M, onde a Base Móvel ficava estacionada no Shopping Continental, Extra e Vila São Francisco, não podia sair nem para socorrer alguém.

    Abraço!

  88. ÚNICA CERTEZA SERÁ A VALORIZAÇÃO DO NÍVEL UNIVERSITÁRIO E A VALORIZAÇÃO DA CARREIRA JURÍDICA DE RESTO NÃO SEI MAIS NADA.

  89. EXTRA! EXTRA! POLÍCIA MILITAR FAZ LOBBY CONTRA VALORIZAÇÃO DO N.U E DA CARREIRA JURÍDICA JUNTO AO GOVERNO E ALESP, VAMOS REAGIR BAILONI, REBOUÇAS E DRA. MARILDA.

  90. Dizem que o papo que rolou com os majuras na reunião, seria valorização do nível universitário de R$1200,00 aos tiras e escribas dividido em dois anos e valorização da carreira jurídica de R$4500,00 também dividido em dois anos aos delegados. Mas tal fato encontra grande resistência da PM que querem sempre nivelar por baixo, por isso estamos na merda, querem que roamos osso como eles.

  91. TUDO QUE FOR CONCEDIDO NESSE MOMENTO AOS DELEGADOS PENSANTES E AOS FAMOSOS N.U., TERÁ QUE SER IGUAL PARA TODOS POLICIAIS. HAVERÁ ISONOMIA OU RACHA A POLÍCIA. O GOVERNO DE SP NÃO É LOUCO PARA FAZER AGRADOS PARA 03 CARREIRAS E DEIXAR OS DEMAIS CHUPANDO O DEDO, MESMO PORQUE AS 03 CARREIRAS ESTÃO SE INTITULANDO COMO MELHORES QUE OS DEMAIS, ISSO NÃO PROCEDE, SOMOS TODOS IGUAIS E AQUELES QUE ACHAREM QUE É MAIS…….É MAIS MERDA.

  92. Os oficiais querem um valor maior para eles em detrimento de nos pracas isso é uma vergonha !!! Nos carregamos a pm nas costas e eles fazerm o que !?!? Querem 15% pra eles e 8% pra nos …. Vergonha !!!!

  93. Eu pessoalmente desejo que o reajuste salarial seja ZERO, pq se tiver aumento vai ter muito coleguinha que já gosta do PSDB, O AMANDO E ,LOUVANDO!! Então tomara que todos fiquem em extrema pindaiba pra não ter dúvidas em quem votar em 2014 pera governador: ALGUEM QUE NÃO SEJA PSDBosta, eu por ex. votarei no Atual Ministro Padilha.

  94. marcao nao somos todos iguais e cada tem sua zona de conforto maior que as demais.

  95. Marcao vai rachar sozinho a polícia, quero ver vc fazer esse racha

  96. VIRAO POLICIAIS DE CUBA COM SALARIO TURBINADO+NU+VALE ALIMENTAÇA+VALE REFEIÇAO+ CESTA BASICA+HORAS EXTRAS TURBINADAS………………………………………..CHOREI LARGADO ………………………………………………………………………………………………..

  97. DIA 7 DE STEMBRO VOU DESFILAR DE VIATURA OBA……………………………………………………………….

  98. UMA SIMPLES OPNIÃO. O GOVERNO TEM QUE MOSTRAR QUE A PM NÃO MANDA NADA E QUE QUEM MANDA É O GOVERNO. QUER SEJA PSDB, QUER SEJA QUALQUER OUTRO PARTIDO, TEM QUE APLICAR A LEI. DELEGADOS, HOJE, ADQUIRIRAM O DIREITO MAIS QUE JUSTO DA CARREIRA JURIDICA. OS ESCRIVÃES E INVESTIGADORES, TAMBÉM, MAIS QUE JUSTO, ADQUIRIRAM O DIREITO AO N.U. AGORA, RESTA AO GOVERNO REENQUADRAR ESSAS CARREIRAS AOS RESPECTIVOS SALÁRIOS. AFIRMO, SEM SOBRA DE DUVIDAS, QUE DELEGADOS DEVERIAM RECEBER SALÁRIOS IDENTICOS AOS DOS PROMOTORES E OS ESCRIVÃES E INVESTIGADORES, SALÁRIOS IDENTICOS AOS DOS PERITOS. AS DEMAIS CARREIRAS, COMO AINDA NÃO HÁ NADA DE QUE DETERMINE, POR ORA, O PAGAMENTO DE N.U., DEVEM SER REENQUADRADAS NOS SEUS RESPECTIVOS NÍVEIS E EM UM EVENTUAL REESTRUTURAÇÃO DAS CARREIRAS, LUTAREM PARA QUE TAMBÉM SEJAM REENQUADRADOS COMO CARREIRAS DE N.U. NÃO SOU RADICAL, MAS PRESTI CONCURSO PARA ESCRIVÃO EM 1989, QUANDO A EXIGENCIA ERA NIVEL MÉDIO. POSTERIORMENTE, AO MEU INGRESSO, ALGUNS ANOS DEPOIS, INGRESSEI EM UMA FACULDADE DE DIREITO, POSTERIORMENTE, FIZ UMA PÓS-GRADUAÇÃO E HOJE, ESTOU NA 1ª CLASSE, ONDE DEVO PERMANECER ATÉ A MINHA APOSENTAÇÃO, VISTO QUE PARA CLASSE ESPECIAL, SÓ SÃO ELEVADOS AQUELES QUE POSSUEM “Q.I” E ISSO NÃO TENHO. AOS COLEGAS DAS DEMAIS CARREIRAS QUE SE INSURGEM CONTRA O PAGAMENTO DO N.U. PARA ESCRIVÃES E INVESTIGADORES, POR GENTILEZA, NÃO FIQUEM IRRITADOS CONOSCO NESSE MOMENTO E TAMPOUCO COMIGO, MAS SE HOUVER UMA PESQUISA PARA SABER, DENTRE AS CARREIRAS OPERACIONAIS, EXCETO PARA ESCRIVÃES E INVESTIGADORES, QUEM QUER PASSAR A EXERCER A CARREIRA DE ESCRIVÃO, COM CERTEZA, A MASSA DA MAIORIA NÃO VAI QUERER, MAS SE PERGUNTAREM QUEM QUER PASSAR PARA A CARREIRA DE INVESTIGADOR DE POLÍCIA, TODOS, SEM EXCEÇÃO, VAO QUERER. A GRANDE VERDADE É QUE COM ESSES DESVIOS DE FUNÇÃO EXISTENTES NA CARREIRA POLICIAL CIVIL, PARA MUITAS CLASSES ESTÁ ÓTIMO, POIS, EXERCEM FUNÇÕES QUE NÃO SÃO DE SUA COMPETENCIA, TAIS COMO, AGENTE POLICIAL, CARCEIREIRO, OPTEL, PAPILOSCOPISTAS, FAZENDO AS VEZES DE INVESTIGADOR DE POLÍCIA E COM RARAS EXCEÇÕES A DE ESCRIVÃES. ASSIM, SE VEEM NO DIREITO DE PLEITEAREM SALARIOS IDENTICOS. PARA QUEM QUER SER ESCRIVÃO OU INVESTIGADOR, UM CONSELHO, PRESTEM CONCURSO E SE CAPACITEM PARA TAL. EU COMO ESCRIVÃO DE POLÍCIA, VALORIZO A MINHA CARREIRA E LUTO POR ELA E NÃO ACHO JUSTO HAVER A TÃO SONHADA “TRANSPOSIÇÃO” DE CARGOS, MESMO PORQUE É INCOSTITUCIONAL. COLEGAS ESCRIVÃES E INVESTIGADORES, O MOMENTO É UNICO E VAMOS CONSEGUIR UMA VALORIZAÇÃO DIGNA E JUSTA PARA OS NOSSOS SALÁRIOS E AOS DEMAIS, ESPERO QUE O GOVERNO RECONHEÇA-OS E OS VALORIZE, MESMO QUE PARA TANTO, TAMBÉM OS PASSEM PARA A CARREIRAS DE NIVEL SUPERIOR, COM CONSEGUENTE VALORIZAÇÃO DOS SALARIOS, MAS NÃO ROGEM PRAGA NA NOSSA LUTA QUE VEM HA ANOS SE DESENROLANDO. ABRAÇO A TODOS.

  99. Agente de pericia é o Kraleo tem POLICIA na minha carreira então quem acha q tem q ser agente de pericia q vá….
    Só tem astro diferenciado nessa porra.

  100. A MARILDA ERA AMIGA DO PICOLÉ DE XUXU , OUTRO DIA ESTAVA CHORANDO POIS ESTAVA RECEBENDO O APOIO DO GOVERNADOR ETC E TAL.
    MUITO FRACA.

    REESTRUTURAÇÃO DA POLICIA CIVIL SP

    DELEGADO DE POLICIA
    ESCRIVÃO DE POLICIA
    AGENTE DE POLICIA JUDICIARIA[
    PERITO CRIMINAL

    NÍVEL SUPERIOR PARA TODAS AS CARREIRAS !!!!!!!!!!!!!!
    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  101. Senhores!!

    Ninguém é contrário à valorização das carreiras de investigador e escrivão! É justa essa lide!

    O que somos contra é esse DESMERECIMENTO que alguns investigadores e escrivães vivem a fazer aqui nesse blog, bem como no ambiente das delegacias, contra os tão sofredores policiais das demais carreiras.

    Já vi um investigador SEMIANALFABETO, que ingressou na época que se prestava concurso pra polícia civil debaixo dos “conhecimentos com algum delegado”, daqueles que ficam o dia todo EMPURRANDO SERVIÇO, fumando seu cigarro e tomando café pra passar a hora, desmerecer um agente policial, única e exclusivamente por ele ser agente policial, e diga-se de passagem, aquele agente policial é um cara com formação universitária, trabalha no setor de investigação ativamente, e trabalha com louvor.

    Me digam se isso está certo, um simples investigador querer rebaixar um seu colega de outra carreira, embasado em achismos de superioridade!

    O NU foi bom, vai elitizar a polícia civil, contudo, devemos pensar que debaixo de uma lei que transformou uma categoria em carreira universitária, existem muitos que ingressaram antes sem possuir graduação para tal, mas foram BENEFICIADOS pela canetada. Ou não foram?

    É pensando assim, que eu digo que os integrantes da demais carreiras TAMBÉM MERECEM ser reconhecidos, de igual modo aos operacionais dessas 2 carreiras.

    Não podemos ter 2 pesos e 2 medidas, senão quem vai sair prejudicado será a própria instituição.

  102. AO COLEGA DEMENTE,

    REALMENTE OS DELEGADOS NAO TERAO ALMENTO ESTE ANO… TERÃO AUMENTO.

  103. EU VOU, EU VOU, PRO BICO AGORA EU VOU, LA, RA,LA, RA EU VOU, EU VOU….

  104. É, a pessoa que diz ser o governador de São Paulo, governa apenas para aqueles que mais lhe fortalece.
    Senhor Governador, faz a correção do grave erro que cometeu o Covas.
    É correto, senhor Governador, o secretario de qualquer pasta do seu governo, ganhar mais do que o Senhor.
    Isso ocorre na Policia Civil, graças ao Covas que deu aumento diferenciado, aumentando assim, o salário dos demais funcionários que, seriam no caso os seus secretarios e os Escrivães e Investigadores, que no caso do exemplo, Governadores, ganhando menos.
    Sei que o PSDB é um partido que governa de forma geral, contra funcionários públicos,
    Corrija esse erro, que provavelmente, vai deixar de ganhar o “apelido de picole de chucu” e vai ser considerado apenas como “um Governador do PSDB”.

  105. Não me arriscarei a valores, mas a reunião na DGP (sexta feira) e outras que foram feitas em departamentos com os diretores e delegados, dão conta de que o reajuste será centrado no NU e carreira jurídica.

  106. ” A intervenção militar na política e na sociedade é sinal de fraqueza tanto do Estado como da sociedade”

    Frank D. McCann, historiador norte-americano, autor de soldados da pátria,

  107. Ok Flavião,

    seguindo o seu raciocínio , vamos supor que o governador anuncie amanhã uma carreira única, NU, englobando todas as carreiras da PC, os carcereiros e agentes que entrar na época da 4 série seriam beneficiados não é? sabe pq isto acontece?

    Pq não estamos falando dos titulares dos cargos e sim dos cargos em si.Desta forma aquele que conquistou o cargo, de acordo com as exigências de sua época, tem direito a manutenção deste nas condições em que ele se encontrar atualmente.

    Infelizmente esta medida individual que vc quer estabelecer não pode ser colocada dentro do serviço público sob pena de violação do princípio da impessoalidade.

    Vc tem a doce ilusão que uma simples canetada resolveria os problemas de desavenças, preconceitos e ciúmes da PC.Sempre existirão aqueles que se acham melhores que os outros.

    Em nada resolve canalizar toda a sua fúria e revolta contra a carreira de investigador, sempre adicionando termos e condutas pejorativas a esta carreira, por conta de eventuais problemas pessoais que vc tem com alguns policiais.

    Por fim, todos nós aqui já vimos, muitas vezes, vc desmerecer investigadores de polícia pelo simples fato de serem investigadores de polícia.

  108. Ouvi no rádio que o Sérgio Cabral está estudando renunciar o Governo do Rio de Janeiro… Bem que a idéia podia vir pras bandas de cá….

  109. Quanto maior a expectativa, maior é a decepção…..
    Não creio que derepente o governador ficou bonzinho….
    Os Delegados terão sim, reconhecimento na carreira e um aumento significativo no salário, mas os escribas e investigadores não esperem muito…
    O Restopol (Agentes, Cacerpas, etc) não terão mais que 15% no salário base.
    As Reuniões que aconteceram nas Seccionais foram com os Delegados, Escrivães e Investigadores, o restopol nem foi convidado.
    O restopol (Agentes, Cacerpas, etc) sempre forão, são e serão tratados como policiais (se é que consideram eles policiais) de segunda categoria, ou meio policiais.;
    A VERDADE É ESSA, POIS QUEM É POLICIAL SABE MUITO BEM QUE SEMPRE FOI ASSIM NA POLICIA CIVIL DE SÃO PAULO.

  110. CAROS POLICIAIS CIVIS,

    SE ESTIVER ERRADO, POR FAVOR, ME CORRIJAM E, SE POSSIVEL, SEM OFENSAS. AQUI NO FLIT MUITO SE LE SOBRE PARIDADE SALARIAL. INVESTIGADOR QUERENDO GANHAR COMO PERITO, CARCEREIRO QUERENDO GANHAR COMO INVESTIGADOR; AGENTE POLICIAL QUERENDO CARREIRA UNICA, ETC. EM 2008, OS INVESTIGADORES E ESCRIVAES TIVERAM RECONHECIDA, LEGALMENTE, A CONDIÇÃO DE NIVEL UNIVERSITARIO, MAS NAO FORAM RECONHECIDOS SALARIALMENTE. POR CONTA DISSO, MUITOS POLICIAIS CIVIS DE OUTRAS CARREIRAS PASSARAM A ZOMBAR DOS ESCRIVAES E INVESTIGADORES E SE ESQUECERAM DE COBRAR SUAS ASSOCIACOES E SINDICATOS, ASSIM COMO OS ESCRIVAES E INVESTIGADORES, PELA BUSCA DE MELHORIA NA ESTRUTURA E NAO SÓ DE AUMENTO SALARIAL. RECENTEMENTE OS DELEGADOS CONSEGUIRAM ALTERAR A CONSTITUICAO DO ESTADO DE SAO PAULO, COM UMA EMENDA, COLOCANDO-OS NA CONDIÇÃO DE CARREIRA JURIDICA. HA POUCO TEMPO UMA LEI FEDERAL PASSOU A NOMINAR OS DELEGADOS COMO EXCELENCIA, DANDO TRATAMENTO IGUAL AS DEMAIS CARREIRAS JURIDICAS. ISSO TAMBEM FOI MOTIVO DE CHACOTA E ZOMBARIA POR PARTE DE ALGUNS POLICIAIS FRUSTRADOS, QUE SE PREOCUPAM APENAS EM CRITICAR OUTRAS CARREIRAS E SE ESQUEÇAM DELES PRÓPRIOS. POIS BEM, NO ATUAL MOMENTO, NÃO HÁ MAIS COMO NAO SE RECONHECER A CARREIRA JURIDICA E O NIVEL UNIVERSITÁRIO RESPECTIVOS. SE ESSE AUMENTO VIER, A TITULO DE GRATIFICAÇÃO, BONUS ETC, TRATA-SE APENAS DE JUSTIÇA. NAO HAVERA TRATAMENTO DIFERENCIADO NO SENTIDO PEJORATIVO DA PALAVRA, JA QUE APESAR DE TODOS SERMOS POLICIAIS CIVIS, MESMO OS DELEGADOS, NOSSAS CARREIRAS SÃO DISTINTAS E COM GRAU DE RESPONSABILIDADE DIFERENTE.

  111. É muito tenso, quando um colega vem aqui escrever coisas do tipo: Fiquei sabendo através de um oficial da PM…ah por favor, rádio peão é uma coisa, mas rádio coxinha…é pra acabar né…

  112. ASSISTAM ESTE VÍDEO…………………….É MUITO BOM……………….

    DELPOL II: SÓ PRECISAMOS INCUTIR ISSO NA CABEÇA DESSA TURMA DO PSDBosta, FÁCIL NÉ…………….

  113. Não acredite em versões enquanto não conhecer os fatos.
    Desacredite ilusões, prefira da realidade o retrato.
    Porque ao acreditar em suposições…
    suponho que você é que vai pagar o pato.

  114. Bizu quentíssimo:

    Fiquei sabendo de um parente que trabalha na Unipetro e que é muito chegado do prefeito da cidade que tb é amigo do governador sobre o aumento.

    Nao sei nada de porcentagens ou valores mas nao adianta o povo se iludir, O aumento que teremos será irrisorio, será uma especie de cala boca. Talvez para os Excelentes Administradores da Policia Civil ( hehehe pedrinha no DR Guerra) pararem de lutar pelo minimo de dignidade e para o restopol se conformar com nem isso.

    A probabilidade de nao termos nem resposta ainda é grande, pois um procurador do Estado (colega que fez facul comigo) disse que se puderem protelar para depois de 10 de setembro irão fazer. Tiras e Escribas nao terao o CU (curso universitátio) reconhecido e continuarão ganhando menos que as carreiras de segundo grau.

    As carreiras de primeiro grau talvez passem a ser de segundo porém se aumento.

    Um Delpol de terceira classe disse que todos nós inclusive os delpols estão servindo de massa de manobra para os atuais presidentes de sind. e assoc. Que não existe nem nunca existiu diálogos com o governo e que a ligação do Governardor foi a maior farsa da historia da polícia.

    Enfim não devemos esperar nada. R$ 150,00 reais não paga uma hora com uma puta no Hotel Lido, ali perto do metro São Joaquim.

  115. Vão trabalhar mais e falar menos bando de encostados fofoqueiros
    Faça jus primeiro a merreca que ganha para depois querer aumento
    Coçar no DP, dormir no plantão ou atender mau as partes e ainda quer aumento.
    Ahhhhhhh vai trabalhar vai!!!!!!!
    Já aos

  116. … Já aos que trabalham de verdade realmente merecem algo pois são minoria pq aqui tá cheio de vagabundo encostado que só quer mamar

  117. DELPOL II,

    Não concordo com as coisas que voce fala, mas até que com esse seu ultimo post não foi tão assim…
    Tenho convicção absoluta de quem é a culpa pela policia civil estar no lugar em que está, mesmo quando o dono do site insiste em defender com uns argumentos que fazem sentir mais alienado que um coxinha…Quando se fala em reestrutução só penso em uma coisa: carreira única, como em paises sérios… Mas se voces conquistaram a posição, passaram por um concurso concorrido, uma coisa que não posso questionar é seu sálario ser maior. Desde que não force seus subordinados terem uma vida de fome, como é o casa atual…

    Ao pessoal de outras carreiras, sem nivel universitario

    Vamos tomar o exemplo dos Operadores de Telecomunicação… A exemplo da PF, essa carreira nem policial é, não fazem academia de policia, não andam armados e sinceramente, precisa disso? Não!!! A exigencia do cargo é 2o. grau, as provas do concurso são mais fáceis que das carreiras de nivel universatario, não tem prova dissertativa…e acima de tudo isso: existe uma lei que exige a escolaridade para o ingresso na carreira de Escrivão e Investigador em nivel universitario. Se fazem o trabalho dessas carreiras, é porque voce aceitou se sujeitar a isso. Se for o caso, como Investigador, sinta-se agradecido por exercer uma função que o seu nivel de escolaridade e sua capacidade permitiram. Como Escrivãol, problema seu! Se um escrevente faz o trabalho de um Juiz ele deve ganhar como tal? É insano uma carreira com exigencias menores ganhar um R$ 1,00 a mais!

    Aos ingressantes do novo cargo do Detran,

    Quem fazia isso normalmente era tira, voces vão por o pé dentro ganhando mais que um com mais de 20 anos enfrentando a bandidagem. Aqui está justo, certo?

    Aos Meganhas….

    Olha o nivel da prova de voce… Qual a capital do Brasil? e por ai vai… no final de um curso que não serve pra nada além dos muros dos batalhoes, dizem ser nivel universitario tambem… Aqui é o único estado que voces ganham igual a nos…

    Quero muito que todas as carreiras tenham um sálario digno, mas cada um no seu quadrado. Não venham falar em divisoes, enquanto apenas as exigencias eram maiores, ninguem reclamava, passou a se falar em reconhecimento, virou injustiça…

    A única coisa que penso que possa usar para falar em união é questionar porque o estado mais rico é o que menos paga. A folha é maior porque a população é maior e consequentemente a arrecadação também. Para os Defensores de Vagabundo achou-se dinheiro para o aumento, mas para a policia o dinheiro é diferente?

    Não é pregar desunião, é usar o bom senso!

  118. Esse negócio de querer receber a mesma coisa só pq se faz o mesmo serviço não cola. A título de exemplo é possível citar os tribunais no âmbito da União (TRF, TRT e TRE). Lá existem duas carreiras: Analista Judiciário e Técnico Judiciário. Ambos tem praticamente as mesmas atribuições, mas o analista percebe salários bem maiores. Pra mim todas as carreiras são importantes, mas o que precisa ficar claro é que carreiras fim dentro da Polícia Civil são três: Delegado, Escrivão e Investigador. Temos níveis diferentes de ingresso e níveis diferentes de responsabilidades, então os demais não têm qualquer motivo para reclamar que essas três recebam mais que os demais operacionais da PC e também que os PM´s. Todos devem ser valorizados, mas que sejam na medida de suas atribuições e reclamos do cargo que ocupam. O resto é conversa. Está insatisfeito, é simples, ninguém é obrigado a ficar, estude, prepare-se e vá para outro cargo público. Ou então vá em frente e aventure-se na área privada.

  119. É UMA VERGONHA NÃO VAMOS TER AUMENTO, O GOVERNO NÓS NÃO EXISTIMOS PARA O POVO A POLICIA ACABOU .
    VEJAM A DIFERENÇA DE UM POLICIAL UNIFORMIZADO E UM MILITAR NO BRASIL SEM COMENTÁRIOS .

    UNICA SOLUÇÃO GREVE E PARAR DE VEZ NÃO SP MAIS O PAIS TODO POLICIAIS DE OUTROS ESTADOS POR EFEITO DONIÓ . UNICA SOLUÇÃO GERRA OU DERROTA TOTAL .

  120. “…..deste modo, nos meses de setembro e outubro de 2013, o desconto sindical dos nossos associados deverá sofrer um acréscimo de R$16,46, passando de R$32,93 para R$49,39. No mês de novembro de 2013, a mensalidade deverá retornar ao seu valor normal, qual seja, R$32,93….” assinado: SIPESP
    kkkkk ainda bem que deixei de ser trouxa desde 2008…. pelegada do caramba !

  121. Em tempo…

    Agente Fiscal de Rendas (ICMS), aqui tem a maior remuneração do país, inclusive maior que o Fiscal Federal (Receita).

    Será que o Estado está tão onerado assim?

  122. Lamentável quanta asneira aqui neste blog leio.
    Sou Investigador de polícia, meu parceiro há 7 anos é carcepol da última turma (2004), não fica devendo em nada para qualquer investigador, dividimos todos os trabalhos de maneira párea, elaboramos relatórios juntos, inclusive, meu ”parça” redige relatórios muito bem. Tal parceiro recentemente se graduou em direito e foi aprovado no exame da ordem, além de também já ser formado em tecnologia da informação pela Fatec. O fato dele ser carcepol não o diminui em nada, tem meu respeito em demasia.
    Não sei se todos sabem, o Estado de SP é o único que ainda não reestruturou sua polícia civil, é o único que ainda tem a carreira ”carcereiro policial”, todos os demais realocaram tal carreira.
    Eu e meu parceiro concordamos que deva ser criada uma nova carreira para assumir todas aquelas que devam ser extintas (agetel, agepol, carcepol e aux papi), preservando-se desta feita a carreira de investigador.

  123. Gui, você certamente é um carcereiro fazendo-se passar por investigador. Se for realmente investigador, passo a acreditar que o governo tem razão em não lhe dar aumento salarial… Se o seu “parça” tem formação universitária em dois cursos superiores tá bem simples para ele: pode advogar, pode prestar concurso para juiz, promotor, defensor público, delegado, investigador ou escrivão… Mas infelizmente não tem como ganhar no tapetão…

  124. OFICIAL:

    Saiu o assunto da reunião dos delegados o seguinte:

    -Aumento de 35% + 7% para os escrivães de polícia e investigadores.

    -Aumento de 7% para as outras carreiras.

    Até que enfim o nivel universitário foi dado pelo governo.

  125. O “OFICIAL” para de ser infantil, se houver algum aumento diferenciado vai pra ser para os Delegados que pelo menos se mobilizaram, ja os sindicatos das outras carreiras dormem feito criancinhas.

  126. Ao ”sr Policial Civil”

    vc é realmente muito limitado no que tange interpretação.
    Em nenhum momento meu parceiro disse querer ser investigador no tapetão, nós somente acreditamos que deve haver sim uma reestruturação de carreiras, unindo-se àquelas que devam ser extintas, como as ora mencionadas agepol, agetel, carcepol e aux papi
    pessoas como vc é que me faz acreditar que ganhamos muito bem, já que alguns (seu caso) sequer conseguem interpretar um simple texto, lamentável!!!!!!!!!!!!!!!!

  127. lamentável… Tem atribuições maiores q os outros? Carreira fim? se liga!!! Por isso q nunca vão ganhar o q estão querendo. Primeiro q nem argumentos tem. São tão importantes q ganham menos q as de 2º grau pq será? Os senhores já se perguntaram isso?Pq recebem menos q as demais q requerem certos conhecimentos tecnicos? Qual o conhecimento Tecnico q tira e escriba tem além da Lei (q por sinal é intrinseco a qq carreira da policia)? Aprenderam a investigar e fazer BO na ACADEPOL? Parem de alimentar vaidades q a realidade é triste. Os senhores nem ganharam NU pq são 60% da policia né e os politicos nem perceberam os votos q viriam dos senhores?Receberam pq são carreira fim kkkkkkk, tanto q o governo só se ligou disso quantos anos depois? E ainda tem carinha q chama os outros de frustrados e incompetentes. HAHAHAHAHAHAHA
    Tira e Escriba merece a valorização pois no minimo deveria ganhar igual aos demais mas o q tem de carinha se achando diferenciado ou isso ou aquilo outro é lamentavel e digno de piada!! O Governo conseguiu o q queria dividiu e conquistou. Quantos Escribas e tiras não terminaram a segunda faculdade pq acabou o tijolo. Se liguem os senhores não são diferenciados ou carreira centenaria e etc, VCS SÃO POLICIAIS CIVIS. PERGUNTEN-SE PQ OS SENHORES GANHAM MENOS Q OS DEMAIS!!! Já se perguntaram isso alguma vez, pq só não enxerga quem não quer.
    E pedem união ainda, tem muito escriba e tira q não merece ler este tipo de comentario mais uma grande parcela q posta aqui no flit merece.
    Carreira fim = Fim da Civil e fim do bom senso.
    kkkkkkkk

  128. Que falta faz uma Lei que regulamente as carreiras policiais civis em âmbito nacional.

  129. Em primeiro lugar a polícia toda carece de regulamentações de atribuições.Historicamente a atribuiçãos dos investigadores sempre foi investigar , enquanto as demais carreira tinham suas atribuições distintas, como cuidar de preso e dirigir viatura.Aos poucos estas carreiras começaram a executar as funções que antes eram de investigadores.

    Sabemos pq ganhamos menos que algumas carreiras de 2 grau.Não sei se vc já estava aqui em 1997 quando o Covas deu um aumento diferenciado , escalonado e totalmente atrapalhado, sem qq conhecimento sobre a PC que criou inúmeras aberrações, inclusive esta.

    Gostaria que vc me explicasse qual conhecimento técnico deve possuir um agente de tele para ganhar mais que escrivão e tira.

    Não queremos ser diferenciados.Não queremos ser carreira centenária nem carreira “atividade fim”.

    Queremos salário de NU porque assim determina a lei e a CF/88 :

    Art. 39. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios instituirão conselho de política de administração e remuneração de pessoal, integrado por servidores designados pelos respectivos Poderes.

    § 1º A fixação dos padrões de vencimento e dos demais componentes do sistema remuneratório observará:

    I – a natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade dos cargos componentes de cada carreira;

    II – OS REQUISITOS PARA A INVESTIDURA;

    III – as peculiaridades dos cargos

    O resto é apenas opinião particular, desprovida de qualquer qualificação tecnica e fruto de interesses pessoais.

  130. É necessário que os nobres colegas agentes e carcereiros compreendam que a insistência em afirmar que todos fazem a mesma função dentro da PC é exatamente aquilo que impossibilitará a ascensão destas carreiras ao NU.

    O governo(este ou o proximo) confrontado com a afirmativa que as demais carreiras fazem a mesma função que investigador e por isto devem ter os mesmo vencimentos , simplesmente regulamentará as atividades de investigador e as demais, diferenciando-as e eliminando o argumento no nascedouro.Muito simples para o governo.

    No ultimo artigo da regulamentação estabelece que de forma excepcional e justificada poderão ser utilizadas as demais carreiras na função daquela e ai ganha brincando mais vinte anos.

    Não é este o caminho para a valorização das carreiras policiais.

  131. Então a justificativa é uma lambança do Covas? Essa Lei vale para todos colega, isso q vc colocou não explica ou demonstra q sua carreira devido as peculiaridades do cargo, natureza e etc merecia o NU. Todas carreiras tem suas complexidades um bom exemplo é o auxiliar de necropsia. Esta lei só demonstrou q sua carreira pode ser valorizada com embasamento legal mas não foi por este motivo q os senhores receberam NU. O NU não passou de uma jogada eleitoral q só criou desavenças entre as carreiras.

  132. SIMPLES RESOLVER ESSSA VAIDADE, MUITO SIMPLES MESMO.

    NÃO EXISTIRÁ MAIS CONCURSOS PARA CARCEREIRO, ENTÃO RESTAM OS AGENTES POLICIAS, ESCRIVÃES E INVESTIGADORES, CERTO ?

    DEVERIA TER CONCURSO SOMENTES PARA INVESTIGADOR E ESCRIVÃO, ASSIM SENDO O INVESTIGADOR EXERCERIA TODAS AS FUNÇÕES QUE NÃO SEJAM DO ESCRIVÃO….

    INVESTIGAR
    FAZER ESCOLTA DE PRESOS
    CUIDAR DE PRESO (NA TRANCA)
    DIRIGIR VIATURAS
    DESEMPENHAR TRABALHOS ADMINISTRATIVOS, SETOR PESSOAL, FINANCEIRO, SUB-FROTA ETC…

    PERFEITO, ASSIM FICARIA APENAS A PICUINHA ENTRE OS “TIRAS” QUE ESTÃO NA TRANCA COM OS TIRAS DA RUA….

  133. Notícias
    03/09/2013 – Ação de policiais nas manifestações que correram o Brasil evidencia a falência do modelo militar na área da Segurança Pública

    Por Felipe Rousselet, Glauco Faria e Igor Carvalho

    Diversos fatores já foram listados como causadores das grandes manifestações que o Brasil viu no mês de junho e que ainda vê, em grau distinto, nas ruas do país.

    Mas se há um consenso sobre uma das questões que teria funcionado como catalisadora dos protestos, ele diz respeito à repressão policial vista em inúmeras cidades.

    Em um dos grandes atos realizados na cidade de São Paulo que contou, de acordo com estimativas corrigidas posteriormente, com 300 mil pessoas em 17 de junho, a ação repressiva era apontada como uma das principais razões que teria levado pessoas que nunca haviam participado de manifestações a irem às ruas.

    Mas as ações da polícia proporcionaram cenas lamentáveis em vários outros locais. No Rio de Janeiro, por exemplo, elas não se limitaram apenas aos protestos de junho: a atuação violenta se estendeu a protestos realizados à época da Jornada Mundial da Juventude, quando o papa veio ao Brasil. Na prática, um tipo de ação abusiva que é comum em muitos lugares, mas que se tornou visível para boa parte da população que nunca havia acompanhado in loco ou mesmo por outros meios esse tipo de ação.

    “A Polícia Militar chegou a ter um nível de aceitação muito alto entre a população do Rio de Janeiro, em função do filme Tropa de Elite e por conta das UPPs [Unidades de Polícia Pacificadora], o que se perdeu agora. A ação policial tem sido brutal não só com as pessoas que estão nos protestos, mas também com todos aqueles que estão nas vizinhanças”, explica Maurício Santoro, assessor de Direitos Humanos da Anistia Internacional Brasil. Ainda que parte da mídia tradicional tenha retratado os abusos, a discussão sobre as raízes do problema e como solucioná-lo não avançaram. Um grande portal da internet, por exemplo, propunha em junho uma enquete na qual perguntava se o internauta era “a favor da repressão policial a manifestantes”, como se direitos básicos pudessem ser flexibilizados. Mais recentemente, um comentarista político criticava a ação da polícia, pedindo para que pessoas que fossem a protestos com máscaras fossem detidas de pronto.

    Mas foram raros os veículos que pautaram uma discussão que parece cada vez mais inadiável: a desmilitarização das polícias no Brasil. Muitos especialistas e mesmo membros da corporação em diversos estados atribuem a um tipo de cultura autoritária, consolidada em períodos não democráticos da história brasileira, o modus operandi que parece natural a muitos agentes e que envolve o uso da violência e o entendimento de que “o outro”, seja ele um manifestante ou um morador da favela, é um “inimigo”.

    A origem da militarização das polícias

    Dalmo Dallari, professor aposentado de Direito da Universidade de São Paulo (USP), também é autor do livro O pequeno exército paulista (Editora Perspectiva, 1977), no qual fala a respeito da história da Polícia Militar de São Paulo. “O decreto número 1 do governo provisório, à época da proclamação da República, dizia que as províncias passariam a se chamar estados, que eram, na verdade, subdivisões administrativas. Entretanto, em muitas dessas províncias havia grupos poderosos, grandes famílias e oligarquias muito ricas que queriam agir com absoluta independência, liberdade, sem interferência do governo central. Temendo que fosse cerceada essa liberdade, foi criado um organismo de policiamento militar que tinha esta dubiedade: ao mesmo tempo era militar e policial, quando, de fato, tratam-se de tarefas essencialmente diferentes”, analisa.

    Nesse cenário, em 1906 vem a São Paulo a chamada Missão Francesa, que tinha como objetivo preparar a polícia paulista como se fosse uma tropa militar. A preocupação dos oligarcas locais tinha reflexos evidentes nos ditames da classe política. “Havia uma disputa pela afirmação da independência dos estados, e existe uma correspondência de Campos Salles, que foi governador de São Paulo, para Bernardino de Campos, seu sucessor, recomendando que houvesse uma organização armada, bem forte, que seria um casco defensivo contra qualquer ofensa”, conta Dallari.

    No artigo “Militarização da segurança pública no Brasil: respostas recentes a um problema antigo”, publicado na Revista do Departamento de Ciência Política da Universidade Nacional de Medellín, o professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Luís Antônio Francisco de Souza traça um histórico sobre como a polícia foi militarizada no país e também dá detalhes de como a vinda da Missão Francesa estimulou na Força Pública local o treinamento militar, a hierarquia, a disciplina, os exercícios, o espírito de corpo e a organização interna. “Nesse momento, e até o final do primeiro período republicano, começou a se formar um verdadeiro exército paulista, com funções policiais em todo o estado, funcionando como auxiliar das autoridades policiais civis, bem como pronto para intervir nas situações de comoção pública, revoltas políticas, movimento grevistas etc.”, relata.

    De acordo com Souza, na capital do estado, a Força Pública atuava no policiamento, mas também na gestão urbana de conflitos, além de greves e mobilizações operárias. Em sua estrutura interna, havia divisões como infantaria, cavalaria, bombeiros, companhias motorizadas e companhia de aviação, tipificando-se uma estrutura de formação e de ensino militarizados. Em 1907, além dos quartéis da Força Pública, foram criadas companhias uniformizadas especializadas em policiamento urbano como a Guarda Cívica da Capital e, em 1910, a Guarda Cívica do Interior. Em 1924, as guardas cívicas foram transformadas em Guardas Civis, corporação que permaneceu inalterada em sua estrutura até 1969, quando a ditadura militar extinguiu a guarda e fundiu sua estrutura, incorporando seus homens à Força Pública. É com base nessa fusão que surge a Polícia Militar.

    “A Polícia Militar passa a ter competência exclusiva pelo policiamento ostensivo, sendo vedada a criação de qualquer outra polícia fardada pelos estados. A partir deste momento, de forma explícita, a Polícia Militar será considerada efetivo de reserva do Exército e terá subordinação direta a um general da ativa, posto que o posto máximo da hierarquia da PM será de coronel, posição que dá aos policiais o direito de assumir comandos, inclusive o comando-geral da força”, explica Souza. “Com a criação da Polícia Militar, as diferenças entre o policiamento fardado e civil se acirram e o isolamento dos policiais se acentua, já que a doutrina de segurança nacional, um dos pilares institucionais do militarismo brasileiro, preconizará o distanciamento entre cidadania e segurança pública, com restrições importantes entre o contato da ‘família policial militar’ e sociedade mais ampla”, destaca. É nesse período também que são criadas organizações que servirão de linha auxiliar na repressão política do período (mas que atuam até hoje) como a Ronda Ostensiva Tobias de Aguiar (Rota) e o Batalhão de Choque.

    “Sempre existiu a convivência das Policias Militares e Civil. O que aconteceu foi que, na ditadura militar brasileira, essa Polícia Militar acabou sendo expandida e a Polícia Civil acabou sendo esvaziada”, sustenta o professor de Direito Penal da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Túlio Vianna. “A Polícia Civil, que antes também fazia o policiamento ostensivo, perdeu essa característica. Quer dizer, a ditadura tirou essa função e a colocou somente para investigar. E a Polícia Militar, que até então era mais aquartelada, não era polícia de rua, saiu do quartel e foi fazer o policiamento ostensivo tal como temos hoje.”

    Com a instituição da Assembleia Nacional Constituinte em 1988, surgiu a possibilidade de se alterar uma estrutura policial moldada durante o regime militar, dentre tantas outras mudanças debatidas para se fazer a transição democrática no País. Júlia Leite Valente, em artigo publicado na Revista do Laboratório de Estudos da Violência da Unesp, remonta o clima em que se deram os debates naquele período. “No contexto da Assembleia Nacional Constituinte, intensificou-se a discussão sobre as Polícias Militares, tendo em vista que sua ligação com o poder no período anterior inviabilizaria sua permanência numa sociedade democrática. Paralela ao debate sobre organização policial, estava a discussão mais ampla sobre segurança pública, que opunha militantes de direitos humanos e grupos conservadores.

    Aqueles criticavam severamente as instituições herdadas do regime autoritário, em particular a polícia. Estes, contrários aos movimentos de luta por direitos e com forte apoio midiático, trataram de reacender o autoritarismo existente na sociedade, mobilizando sentimentos coletivos de insegurança e atraindo a seu favor opiniões favoráveis a uma intervenção autoritária na ordem pública.”

    À época, como lembra Júlia, o tema da violência passou a ter grande relevância, pois a transição coincidiu com um momento de intensificação da criminalidade, que já havia aumentado nos anos 1970, mas que, no início da abertura política, acelerou ainda mais. A taxa de homicídios, de 11,68 por cem mil habitantes em 1980, passou a 22,20 por cem mil em 1990. “Predominava o pensamento de que era necessário intensificar a repressão e a opinião pública se mostrou altamente favorável ao emprego de métodos violentos pela polícia, a instauração da pena de morte ou ao recurso a métodos de justiça ilegal”, salienta.

    Não que não tenha havido qualquer avanço nessa área. O reconhecimento da segurança pública como um direito social apontava para uma mudança de modelo, e foi retirado do Exército o controle direto das Polícias Militares, transferindo-o aos governos estaduais. Mas a militarização policial se manteve. “Quando o Brasil redemocratizou, as Forças Armadas ainda tinham um poder político muito grande. Não foi uma redemocratização propriamente de baixo para cima, pelo povo. Foram eles que fizeram a abertura. Estavam com a faca e o queijo na mão ainda”, aponta Túlio Vianna. “Uma das coisas que foi certamente uma imposição deles foi a estrutura policial ser mantida com o modelo no qual a Polícia Militar é dominante. Em número de policiais, existem muito mais militares que civis. Com um detalhe: a Constituição diz que a PM é força auxiliar do Exército. A nossa PM, de certa forma, tem uma subordinação, ainda que não seja direta, ao Exército. O que implica evidentemente força política para os militares das Forças Armadas.”

    Cultura militar e desinformação da sociedade

    Os efeitos de uma polícia militarizada para a sociedade são inúmeros. A inadequação de uma corporação formada para combater inimigos reflete no tratamento dado aos cidadãos em geral. “Essa cultura do treinamento militar fica clara no filme Tropa de Elite, em que você tem um treinamento extremamente violento e agressivo com os recrutas. Essa agressividade vai ser transposta, em última análise, para o suspeito”, avalia Túlio Vianna. “Existe uma hierarquia: o tenente abusa do poder dele em relação ao sargento; o sargento, com o cabo, e o cabo com o soldado. Na hora que o soldado pega um suspeito civil, que na cabeça dele é um bandido, vai transferir todo aquele abuso que recebeu do superior hierárquico. Na hierarquia militar, não é o soldado que é a base da hierarquia, é o civil e, principalmente, o que é suspeito da prática de crimes.“

    Para Vianna, parte da sociedade ainda não atentou para a importância de se discutir o tema da desmilitarização por falta de informação. “Quem fala que a desmilitarização é tirar a farda ou desarmar a polícia não faz ideia do que seja isso. Só para dar um exemplo, as polícias dos EUA e da Inglaterra são 100% civis. Ninguém em sã consciência pode dizer que a polícia norte-americana é desarmada ou pouco treinada, ou, ainda, não uniformizada”, pontua. “É uma questão de unificação das atividades policiais em uma única corporação, formando o que chamamos de ciclo completo, quando ela faz tanto o policiamento ostensivo quanto o investigativo. E visa também a acabar com o Código Penal Militar aplicado aos policiais. A desmilitarização tem muito mais relação com a cultura institucional do que propriamente com o tipo de armamento e a uniformização. Isso não vai mudar, assim como nos EUA e na Inglaterra existem policiais que usam farda e armamento durante as suas atividades. Isso é bem claro em qualquer país no mundo onde a polícia seja 100% civil. O que, aliás, é a regra.”

    Já Maurício Santoro utiliza o exemplo da Turquia para mostrar a dificuldade que países com um passado recente de autoritarismo têm para lidar com manifestações. “No mês passado, estive na Turquia e acompanhei alguns protestos. Lá, houve uma repressão muito forte, em torno de 7 mil pessoas ficaram feridas e, por parte da autoridades, houve um processo de criminalização, já que as manifestações não foram vistas como parte legítima do jogo político. Houve violência, prisões arbitrárias, e o primeiro-ministro estuda propor uma lei específica para as redes sociais. Com a história de autoritarismo e violação de direitos humanos nas ditaduras que eles tiveram – a última acabou quase simultaneamente à nossa –, parte dos políticos atuais tem uma trajetória de violação de direitos humanos, tanto nas ditaduras como na repressão às minorias turcas. Existe um legado autoritário”, informa. Os instrumentos repressivos utilizados pelos turcos também se assemelham bastante aos usados por aqui. “É uma polícia militar que em diversas ocasiões utiliza os mesmos equipamentos da nossa, existem caveirões, por exemplo, e o gás lacrimogêneo usado na repressão é fabricado no Brasil.”

    Se a classe média, por conta das manifestações em regiões centrais, tem tido contato maior com a atuação abusiva de agentes do Estado, em locais periféricos tais ações são rotineiras. Um dos episódios mais recentes e chocantes aconteceu no Rio de Janeiro, em 24 de junho, por conta de uma incursão da polícia no Complexo da Maré, após um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ter sido baleado e morto em um tiroteio. Em uma ação com características de vingança, nove pessoas foram mortas, o que causou revolta na comunidade.

    “A formação desses policiais é de enfrentamento, a ação deles é como se um batalhão estivesse indo para o front de uma guerra. O morador de favela é um inimigo, mesmo nas comunidades tidas como ‘pacificadas’, as UPPs não mudaram essa relação”, sustenta Patrícia de Oliveira, fundadora da Rede de Comunidades e Movimentos Contra a Violência e irmã de Wagner dos Santos, único sobrevivente e testemunha da Chacina da Candelária, que completou 20 anos em 2013. Para ela, desmilitarizar a polícia seria um passo importante para alterar esse cenário no qual moradores de comunidades mais pobres se tornam alvos rotineiros de abusos e violações de direitos. “Desde 1990, pedimos a desmilitarização no Rio de Janeiro, porque somos vítimas constantes da atuação de uma polícia que ainda atua como na ditadura militar. Este ano, com as grandes manifestações que aconteceram, essa reivindicação começou a ganhar mais força, com a atuação das PMs contra os manifestantes”, conta. “Antes, era só favelado que tinha de enfrentar a polícia dessa forma. Mas favelado podia apanhar, agora; com parte da elite apanhando na rua, fica mais fácil discutir a forma como atuam os policiais.”

    Eliana Sousa Silva, que faz parte da ONG Redes da Maré, presenciou a morte de uma criança de 3 anos por uma bala perdida, decorrência de uma operação policial no local em outubro de 2006. O episódio foi o ponto de partida para que ela estudasse como a comunidade local via a polícia e vice-versa, o que resultou no livro Testemunhos da Maré (ver entrevista na pág. 12). Eliana, que também fez parte do Conselho Nacional de Segurança Pública (Conasp) representando o Rio de Janeiro e as favelas, vê algumas mudanças na relação da polícia com princípios militares como, por exemplo, o fato de, até pouco tempo, não haver comando da PM que não fosse quadro do Exército. Porém, faz a ressalva de que, do ponto de vista da estrutura, isso não significou mudanças efetivas nas práticas da corporação.

    “Não se modificou o estatuto que rege o seu funcionamento. O que acontece é que vai havendo mais pessoas que comandam dentro de uma lógica que, apesar de ser da PM, é mais aberta. Acho que esse debate [da desmilitarização] é importante porque tem a ver com a formação. Quando se tem uma formação em que o foco é a militarização para enfrentar a violência e todo esse contexto de crimes, é óbvio que vai deixar de se considerar outros elementos que poderiam ser parte desse enfrentamento, não apenas o enfrentamento bélico. Você deixa de trazer outras questões e, com isso, acaba caracterizando a polícia apenas de um jeito”, acredita. “Na missão da PM está prevista a prevenção do crime, só que a gente não vê a polícia agindo na prevenção, mas enfrentando situações muitas vezes de forma violenta, como a gente teve na Maré, situações que mereceriam abordagem e conduta completamente diferentes do profissional de segurança. Essa resposta também tem a ver com a lógica militar que rege essa polícia.”

    Uma bandeira ampla

    “Para nós, a desmilitarização é uma reivindicação que tinha que ter vindo junto com o fim dos registros de ‘resistência seguida de morte’, já está atrasada. Nossa polícia não nos oferece segurança, mas sim insegurança, eles matam nossos filhos descaradamente. Essa instituição carrega os legados e ideologias da época da escravidão, são os mesmos coronéis que caçavam escravos”, acusa Debóra Maria da Silva, fundadora e uma das coordenadoras do movimento Mães de Maio, surgido em consequência do massacre ocorrido em São Paulo entre os dias 12 e 20 de maio de 2006, que vitimou 493 pessoas e cuja maior responsabilidade recai sobre grupos de extermínio que contariam com a participação de agentes do Estado. “A PM viola os direitos humanos dos praças, que são explorados dentro da corporação, então imagina o que eles não fazem nas ruas. Fazem mal aos pobres, negros e jovens das periferias, é uma polícia treinada para matar, e o inimigo, declarado nas aulas práticas deles, nos bancos onde os policiais são treinados, são os negros e periféricos. Eles matam com a certeza da impunidade”, desabafa.

    Quando Débora se refere aos praças, toca em um ponto que nem sempre é abordado quando se discute a desmilitarização. Boa parte dos integrantes das PMs no Brasil se posiciona a favor de mudanças no modelo das polícias, como mostra a pesquisa “O que pensam os profissionais da segurança pública, no Brasil”, realizada pelo Ministério da Justiça e coordenada por Luiz Eduardo Soares, Marcos Rolim e Silvia Ramos. Envolvendo a aplicação de 65 mil questionários, o levantamento mostra opiniões distintas de acordo com a posição que o profissional ocupa na corporação. Dos policiais militares que não são oficiais, como soldados, cabos, sargentos e subtenentes, 42,1% preferem que a polícia seja unificada, e que seja civil, enquanto 18,8% dos não oficiais também são favoráveis à unificação, mas com a nova polícia unificada sendo militar. Entre os oficiais, são apenas 15,8% os que se identificam com a proposta de unificação das polícias, com a nova corporação se tornando civil.

    “No meio policial, nós temos os praças, que são favoráveis à desmilitarização, e os oficiais, que normalmente são contrários. Só que, pelo militarismo, os praças acabam ficando interditados na sua manifestação de expressão”, observa Túlio Vianna. “O militarismo impõe uma série de restrições, e eles não têm como expressar em público, de uma forma mais ativa e contundente, o desejo deles. Então, quem quer a desmilitarização, que são os praças, não pode se manifestar e o grande público não sabe exatamente o que é isso e por que isso é importante.”

    O depoimento de Heronides Mangabeira, cabo da Polícia Militar do Rio Grande do Norte , evidencia os pontos abordados por Vianna. “A pessoa entra na polícia e deixa de lado vários direitos e garantias que tinha porque ela passa a ser, a partir de então, militar”, diz Mangabeira, que também é acadêmico de Direito e pesquisador da área de Segurança Pública. “Por conta disso, somos cerceados de vários direitos como liberdade de pensamento, de expressão e até mesmo de locomoção. Por exemplo, se eu for me dirigir até São Paulo, tenho de pedir ao meu comandante que me libere e, mesmo assim, eu tenho de pegar um documento de deslocamento, para quando chegar em São Paulo procurar uma unidade da Polícia Militar, assinar e comprovar que realmente estive aí”, argumenta.

    Mangabeira também afirma que o policial não conta, na sua condição de militar, com outros direitos trabalhistas que afetariam o desempenho profissional e a própria atuação dos agentes. “O militar também sofre por não ter jornada de trabalho digna, por não ter horas extras, adicional de insalubridade, adicional noturno… Coisas que todos os trabalhadores têm e o próprio policial civil ou o rodoviário federal, que trabalham de forma similar ao PM, um serviço preventivo e ostensivo, têm”, compara. “Isso reflete na rua, na sociedade, no serviço de prestação de segurança pública, já que o policial sofre de depressão, estresse…”

    Ele também acha inadequada a formação dada aos PMs hoje, algo que dificulta a interação dos agentes com a sociedade. “A formação militar é bastante rígida e o policial vai para a rua com aquela cultura, tratando a sociedade às vezes de forma igualmente dura”, aponta. Túlio Vianna também acredita que o modelo policial hoje prejudica muito os não oficiais, que acabam ficando à mercê de um estrutura pouco flexível e autoritária. “O modelo de militarização trabalha para tornar o policial, ou o militar, um objeto na mão do seu comandante. De forma tal que, se você tiver uma guerra, vai precisar daquele indivíduo trabalhando 24 horas por dia para o Exército.

    Para repelir a ameaça do inimigo, tem de ter uma obediência muito grande, são situações extremas onde a morte é muito eminente. Então, o militarismo foca em uma dessubjetivação do militar. É a obediência máxima”, argumenta. “A polícia não pode ser assim, é um trabalho como outro qualquer. O sujeito volta para a casa depois do expediente, tem sua vida normal dentro do país dele. Nós não podemos transportar o ponto de vista militar e sua hierarquia para dentro da polícia.”

    Outra questão que deve ser tocada em relação à desmilitarização é o papel desempenhado pela Justiça Militar, à qual cabe processar e julgar policiais militares em crimes militares tipificados em lei. Embora em crimes não militares, como os dolosos contra a vida, por exemplo, o agente possa ser julgado na Justiça comum, o papel desempenhado por esse ramo militar tem, de acordo com Vianna, ignorado fatos relevantes e focado mais em questões relativas à manutenção da hierarquia, penalizando quem está na base.

    “Claro que se você perguntar a um PM se ele acha que a Justiça Militar é rigorosa, vai falar que sim e argumentar que os números de condenação são muito grandes. Porém o número de oficiais condenados é muito pequeno. Mas é rigorosa com os praças, e não necessariamente por crimes de corrupção por exemplo, às vezes por questões bobas como o sujeito não estar uniformizado ou ter xingado o oficial”, aponta Vianna, que também atenta para uma espécie de mistificação em torno de hierarquias e regramentos inflexíveis, como se a rigidez fosse um fator impeditivo de desvios de conduta ou corrupção. “Hierarquia não acaba e nem diminui corrupção.

    Na verdade, muitas vezes ela concentra a corrupção em oficiais. Esse argumento é muito ingênuo, se a hierarquia militar resolvesse o problema da corrupção, nossa polícia seria a polícia da Suíça.”

    Propostas em andamento

    Mesmo depois da promulgação da Constituição de 1988, a ideia da desmilitarização permaneceu como pauta e voltou à tona em alguns momentos. Em 1997, o secretário da Segurança Pública de São Paulo José Afonso da Silva defendia um projeto de emenda constitucional (PEC), de sua autoria, que unificava as polícias. À época, declarou ao jornalFolha de S. Paulo que a Constituição havia institucionalizado uma duplicidade policial “que não funciona, em razão do desentrosamento entre os dois organismos policiais”. O projeto de Silva, que era também defendido pelo então governador Mário Covas, mantinha a PM, mas com atribuições e efetivo menores.

    Hoje, tramitam no Congresso Nacional duas propostas de emenda constitucional que tratam da desmilitarização da polícia e, pelos seus autores, é possível perceber que essa é uma questão que vai além da esfera de movimentos sociais e partidos de esquerda. A PEC 430, de autoria do então deputado federal Celso Russomanno, de 2009, está em tramitação na Câmara dos Deputados e tem como objetivo unificar as Polícias Civil e Militar em todos os estados e no Distrito Federal e desmilitarizar o Corpo de Bombeiros. Já a PEC 102, de 2011, do senador Blairo Maggi (PR/MT), pretende autorizar os estados a poderem desmilitarizar a PM, unificando suas polícias.

    “O modelo como está, com duas polícias, cada uma fazendo metade do serviço e com a rivalidade e a competição entre militares e civis, é muito ruim. Esse novo modelo que proponho vai conservar a hierarquia e a disciplina, mas não precisa ser militarizada, esse papo está ultrapassado. Precisamos de uma polícia cidadã e próxima, que previna, isso sim é importante, a sociedade está desassistida, esse modelo que aí está não é o melhor”, diz Blairo Maggi. “Essa discussão não pode mais ser adiada, ela precisa ser colocada na pauta urgente. Os índices de morte em conflito com polícia são alarmantes, precisamos pensar um novo modelo, para avançar nas políticas de segurança pública no País.” De acordo com Maggi, a proposta deve entrar em votação no Senado ainda no segundo semestre de 2013.

    O jurista Dalmo Dallari acredita que, para se efetivar a desmilitarização, não haveria como pressuposto básico a unificação das duas polícias. “Não vejo necessidade da unificação. São organizações que poderão ter atribuições diferentes, cada uma com a sua organização, sua própria hierarquia, mas ambas definidas, reconhecidas e tratadas como organizações civis, não militares.”

    A farsa dos autos de resistência seguida de morte

    Em São Paulo, policiais em serviço foram responsáveis pela morte de 5.591 pessoas entre 2001 e 2011, uma média de 508 por ano. Os números são do Núcleo de Estudos de Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP), no 5º Relatório Nacional sobre os Direitos Humanos no Brasil.

    Em 29 de julho, uma das mais importantes organizações de direitos humanos no mundo, a Human Rights Watch (HRW), encaminhou ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), um relatório denunciando as “execuções extrajudiciais” cometidas por policiais militares no estado. No documento, a entidade explicita sua preocupação “em relação aos obstáculos existentes para a responsabilização de policiais que cometem execuções extrajudiciais no estado de São Paulo” e diz existir um “acobertamento policial” dessas mortes. A entidade analisou 22 casos de “autos de resistência seguida de morte” como referência para análise. Destes, em 20 “as provas estudadas sugerem que policiais removeram as vítimas da cena do crime e as levaram alegadamente para socorrê-las. Nenhuma dessas vítimas sobreviveu.”

    Conforme dados do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa de São Paulo (DHPP), das 379 pessoas removidas, 360 morreram.

    Mais duas formas de acobertar os assassinatos, segundo a HRW, são práticas já denunciadas por movimentos sociais. Introduzir armas nas cenas dos crimes, tentando fazer crer que a vítima estava armada e o confronto foi inevitável; e despir os corpos, a fim de evitar provas periciais. Notou-se que, “em 11 casos, as roupas das vítimas haviam sido removidas e descartadas antes de seus corpos serem levados ao Instituto Médico Legal (IML) para análise.”

    Fonte: Revista Fórum, edição 125.

  134. Talvez eu não tenha me expressado suficientemente bem;

    Não entrei no mérito das peculiaridades do cargo e natureza.Conforme vc deve ter visto destaquei o inciso II do art. 39 CF/88, que estabelece os requisitos de ingresso.Mudaram os requisitos devem mudar os vencimentos.

    Mas vc tem razão , estes argumentos são apenas argumentos jurídicos diante de uma situação legalmente consolidada, ainda que não reconhecida.

    Com relação aos argumentos de fato ou políticos ( que vc chamou de jogada eleitoral) deve-se simplesmente ao fato de aa carreiras de investigador e escrivão terem, durante anos, se organizado para este fim.Em 2008, fortalecidas política,financeira e – juridicamente impuseram ao governo esta conquista.

    Não se iluda.Dentro do serviço público não há meritrocracia além da política.

  135. OS DELEGADOS DE TODO ESTADO DE SAO PAULO ESTAO SE REUNINDO PARA VER O AUMENTO QUE VAO RECEBER E QUANTO A NOS RESTOPOL VAMOS TOMAR MAIS UMA VEZ UM CHUTE BEM DADO ISTO VAI SER NOSSO AUMENTO +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

  136. Então o movimento de 2008 visava o NU e não a valorização salarial? Vcs brigaram por anos por isto tudo bem mas ainda assim foi jogada eleitoral ou não?

  137. Conforme eu afirmei antes, no serviço público tudo é movimento político.Se vc vai ficar esperando um reajuste, uma valorização ou uma mudança pq tal carreira tem o nome mais bonito, ou pq a outra carreira faz um serviço que se julga mais essencial, me desculpe, mas vc vai ficar esperando mais 50 anos.

    Não digo que deva ser assim, digo que infelizmente é assim.

    O governo não dá um passo sem intenção política (jogada eleitoral) td, absolutamente tudo é pensado e dirigido neste sentido.

    Naquele momento o governo queria se ver livre da greve e concedeu o NU.

  138. Eu apenas digo q foi jogada eleitoral pq não eram apenas os senhores q brigavam pelo NU, mas apenas os senhores foram contemplados por ele. Tudo bem legal, policial valorizado é policial feliz e policial feliz é sinal de rendimento e bom atendimento. Porém, eu saliento mais uma vez, apenas os senhores foram agraciados com o NU e os demais não pq isso? Com certeza não foi por natureza do cargo e afins.O chato colega é ver gente que NUNCA mereceu esse NU e o recebeu no tapetão ou não? Se preferir na canetada e ainda fica literalmente levando uma com as outras carreiras. Por este motivo enxergo q foi jogada eleitoral, pelo simples fato citado acima. Vcs merecem sua valorização mas aguentar uns jumentos aqui sem argumento é uma merda o q não é o caso do senhor evidentemente, q argumenta e não impõem. Dito isto o senhor não vislumbra tb q teve pelo menos um pouco q seja de jogada eleitoral?

  139. Valew cara foi boa a conversa e ai nos concordamos q o Governador apenas queria se livrar da greve e ai concedeu o NU aos senhores para se livrar dela. Mereceram, não todos, mas mereceram o NU pela briga de anos como vc disse.

  140. Vc tem razão.Haviam outras tantas carreiras no movimento que não foram contempladas.Veja : o governo considerou em dar para a maioria , pq, infelizmente, as demais carreiras tem pouca representatividade ( numeraria , associativa e sindical). Conforme mencionei antes trata-se da nefasta visão política do governo.

    Com relação a “ganhar no tapetão” discordo do senhor.O NU não é concedido a titulo individual , ao titular do cargo e sim ao próprio cargo. Desta forma aquele que titularizou o cargo anos atrás , com outros requisitos, continua a titulariza-lo hoje dentro dos novos requisitos.

    Vc não concorda que se o governo anuncia-se hoje o NU para as demais carreiras tamb´me haveria um monte de policial que, analisado de forma individual também não mereceria ficar sem NU?

    Por último o policial que zomba de outra por conta de sua carreira com certeza não passa de um vagabundo que nunca esteve nas fileiras da polícia, que esteve nas periferias , ombro a ombro com os colegas de várias carreiras, correndo risco de morte juntos, jamais faria isto.

  141. Terceirização do 190 irá começar por São Paulo, Osasco e São José dos Campos

    LUCAS SAMPAIO
    DE CAMPINAS

    O governo do Estado de São Paulo irá terceirizar o atendimento de emergência por telefone da PM (Polícia Militar), o 190, hoje realizado por integrantes da corporação.

    Ainda sem data para ser implementado, o projeto-piloto vai começar por São Paulo e Osasco, na região metropolitana, e São José dos Campos, no Vale do Paraíba.

    O anúncio foi feito nesta segunda-feira (2) pelo secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella, em Campinas (a 93 km de SP).

    Segundo a PM, o projeto-piloto está em “fase de construção” do edital de licitação –que deverá contemplar apenas os centros de operação da PM dos três municípios.

    Em nota, a corporação afirmou que o objetivo da terceirização é o “melhor atendimento ao cidadão”.

    “No início, os atendentes terão acompanhamento dos policiais militares que trabalham no atendimento das chamadas de emergência”, diz a PM, “até que se tenha certeza do mesmo nível de excelência de atendimento”.

    OBJETIVO É TER ‘PM NA RUA’, DIZ ALCKMIN

    Nesta terça (3), o governador Geraldo Alckmin defendeu a terceirização. “Eu vejo de maneira positiva.”

    O objetivo do projeto, segundo o governador, é “ter cada vez mais o policial na rua, em sua atividade preventiva, ostensiva e repressiva”. “O policial é extremamente especializado e, portanto, quanto mais tiver na atividade fim, melhor. Você pode ter civis nesse trabalho [de atendimento], liberando os policiais.”

    DELEGACIA SECCIONAL

    Grella e Alckmin foram a Campinas assinar o contrato de locação do prédio que irá abrigar a segunda delegacia seccional da cidade.

    A seccional terá “nos próximos meses” um plantão permanente 24 horas e abrigará delegacias especializadas da Polícia Civil, como a DIG (Delegacia de Investigações), a Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e a Delegacia de Defesa da Mulher, além dos 6º, 8º, 9º e 11º Distritos Policiais da cidade, segundo a assessoria do governador.

    +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$+++++++++++++++++++++++++++
    AUMENTO DE SALARIO PARA O RESTOPOL E SO PINTO E MAIS PINTO========

  142. Aumento só de trabalho, 4 equipes aqui no Decap, palhaçada, mudanças mesmo so nas urnas ano que vem, cada um faça a sua parte e no boca a boca mostre pra população quem são estes que hoje estão no poder, no meu DP eu falo mesmo…

  143. “Ressalta-se que o objetivo de tal contratação é o melhor atendimento ao cidadão e, no início, os atendentes terão acompanhamento dos policiais militares que trabalham no atendimento das chamadas de emergência, até que se tenha certeza do mesmo nível de excelência de atendimento”, informa o texto.
    O governador Geraldo Alckmin também anunciou que Campinas terá, em 45 dias, um novo prédio para o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). Ele não apresentou detalhes sobre a construção.
    ‘Não melhorou o atendimento’
    Para o ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais do Rio de Janeiro (Bope), Rodrigo Pimentel, a alteração no serviço pode gerar benefícios para a população, desde que o governo paulista amplie o número de policiais que façam patrulhamento nas ruas. Além disso, o especialista em segurança defende que os novos funcionários devem receber treinamento e supervisão especializados.
    rodrigo pimentel (Foto: Reprodução/Tv Globo)
    O ex-capitão do Bope no Rio de Janeiro,
    Rodrigo Pimentel (Foto: Reprodução/TV Globo)
    “Aqui no Rio, a terceirização não melhorou o atendimento. Eu fui vítima quando presenciei um roubo e a funcionária pediu informações que não eram necessárias para uma situação de extrema emergência. Foi burocrático, era questão de vida ou morte”, explicou o comentarista de segurança da TV Globo. Para ele, é necessário equilibrar o quadro de funcionários da equipe. “Em situações de medo, pânico e urgência, a experiência policial conta muito a favor. O atendente receberá uma pressão diária, então ele precisa de capacitação e apoio”, completa.

    Em nota, a Secretaria Estadual de Segurança do Rio de Janeiro informou que o serviço foi parcialmente terceirizado entre 1995 e 1996, e os atendentes recebem três semanas de treinamento, o que melhorou a qualidade. Além disso, a assessoria da pasta explicou como é a dinâmica do trabalho. “O operador recebe a chamada, gera ocorrência via sistema, que por sua vez é encaminhada diretamente para o batalhão da área, responsável por enviar as viaturas ao local da ocorrência. Em caso de dúvidas, pedem auxílio à supervisão civil ou até mesmo a militar”, diz o texto.

    Ausência de estudos
    O coordenador do Núcleo de Estudos sobre Violência e Segurança da Universidade de Brasília (UnB), Arthur Trindade Maranhão Costa, destacou que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública criou um comitê, há 15 dias, para discutir a relação entre agentes privados e públicos no atendimento feito pelo telefone 190.
    “A questão corporativa é central nessa discussão. Via de regra, quando alguém diz que os policiais são os mais adequados, eu tenho dúvidas. Mas também tenho quando falam em contratar uma firma que não tem nada a ver. Não há nenhuma avaliação no Brasil feita por universidades, ONGs ou estados sobre a adequação desse serviço, incluindo a qualidade e custo. Fica muito difícil saber se melhora ou piora”, explica Costa.

    Minha opinião: O grande problema é que este tipo de medida acaba por não desentocar os PM’s dos quartéis, o governo precisa aprender que tem policial que não trabalha na rua nem dobrando seu salário, sempre acaba arrumando uma vaguinha em outro cantinho, ou na pior das hipóteses, baixa enfermaria, “entreza”, etc… peguem o exemplo do programa de Policiais temporários, que jamais colocou um PM a mais nas ruas…. é mais do mesmo.

  144. Estado de SP planeja terceirização de serviço de atendimento 190 da PM
    Anúncio foi feito pelo secretário de segurança durante visita a Campinas.
    Ex-capitão do Bope afirma que mudança não melhorou trabalho no Rio.
    O governo de São Paulo planeja terceirizar o atendimento de emergência da Polícia Militar (PM), conhecido como 190, no estado. O anúncio foi feito em Campinas (SP) pelo secretário estadual de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, na segunda-feira (2), quando acompanhava o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para assinatura do contrato de locação do imóvel onde será instalada a 2ª Delegacia Seccional da cidade. O responsável pelo Comando de Policiamento do Interior 2 (CPI 2), Carlos de Carvalho Júnior, alega que a mudança deve reforçar o efetivo da PM no patrulhamento nas ruas.

    “Essa ideia do governo é para que os atendentes telefônicos façam o primeiro contato e encaminhem para o policial”, explica Júnior. Em nota, a Polícia Militar afirmou que o projeto piloto para contratar o serviço de call center está na fase de elaboração do edital para licitação. Sem prazo definido, a assessoria da corporação adiantou que as primeiras cidades contempladas serão a capital paulista, São José dos Campos (SP) e Osasco (SP).

  145. Caros colegas!

    O que os senhores estão postando aqui, que somente INVESTIGADORES E ESCRIVÃES é que vão ser AGRACIADOS com um SUPER AUMENTÃO é baseado EM QUÊ????? Onde é que foi feito o anúncio de que será interposto dentro da polícia civil de SP tamanha DISCREPÂNCIA SALARIAL entre os integrantes operacionais?

    Estou vendo postagens de colegas investigadores, que dá pra ver o quanto eles ENTRARAM EM TRANSE com essa informação desses possíveis 35% + 7% somente pra essas 2 carreiras OPERACIONAIS.

    Pensem bem, por mais que concordemos que os investigadores e escrivães MERECEM SIM UM RECONHECIMENTO, esquecemos que, DE IGUAL MODO, todos os demais integrantes TAMBÉM SÃO INTEIROS MERECEDORES.

    Imaginem a balbúrdia que um aumento TAMANHO DISCREPANTE iria causar para o funcionamento de uma delegacias.

    O investigadores e escrivães são merecedores de um reconhecimento salarial??? – SIM!
    E os agentes policiais, os carcereiros, os agentels, os papis, os aux de papis etc?? – LÓGICO QUE, TAMBÉM, SIM!

    Devemos ir devagar com esses BIZUS que postam aqui pra CAUSAR INTRIGAS entre os operacionais, pois isso é um assunto que envolve vários pais e mães de família; policiais das mais variadas carreiras que labutam diariamente ao nosso lado, onde muitos estão a espera de um merecido reconhecimento salarial, e de forma alguma poderiam ser PRETERIDOS de qualquer que seja a melhoria para a INSTITUIÇÃO.

  146. AMANHÃ……

    AMANHÃ é o dia do “Cala Boca” Geral…..

    o nosso DesGoverno do Chuchu PSDBosta virá com uma ESMOLA à ser creditada em suaves parcelas na conta do B.B., e este será nosso “Cala boca”….

    SE, e se apenas SE,

    SE tivéssemos um mínimo de UNIÃO entre todas as classes e carreiras policiais, UNIÃO entre sindicatos e associações…

    – Daríamos a merecida RESPOSTA ao DesGoverno PSDBosta, com uma simples atitude e palavra: GREVE!

    – GREVE GERAL DA POLÍCIA é a única solução….
    Mas,

    MAS, nesta PULIÇA, falida e combalida….

    vamos mesmo nos amargar com o “Cala-Boca” que virá…. (quiçá, amanhã).

  147. quem vê a Polícia Civil, em tempo de campanha salarial, pensa que ela é um harmônico continente. Fora disso, está mais para arquipélago , com ilhas isoladas e se gladiando entre si o tempo todo.

  148. Não tem nada amanhã ………………………..só em 2014, eleição………………..

  149. É Flavião a algumas semanas atrás as palavras de ordem eram que “toda polícia civil”, “pra toda polícia civil” e nestes últimos dias as máscaras estão caindo, agora é tudo só pra duas ou três carreiras, lamentável.
    Só que isso infelizmente irá se refletir no dia a dia da unidade e cada um fazendo sua atribuição sem aquele coleguismo.

  150. Flaviao tanto fez tanto faz, os email serao encaminhados as viaturas serão conduzidas, os presos serão recebidos nas cadeias, idm o imlo. portanto nada mudara.
    A partir de amanha devemos pensar numa reestruturação igual que ocorreu n o parana, minas gerais, entretanto, a reestruturação tem que ser boa para ambos os lados, hoje o ideal seria a reestruturação com a transformação em escrivao de policia, porque o inquerito e o principal produto da policia civil.

  151. niguem menciona

    nosso colegas agentes penitenciarios?
    nossos oficiais administrativos?
    nossos aposentado?

  152. Chafé da Manhã
    picolé de chuchu

    Amanhã de manhã
    Vou pedir o chafé pra nós todos
    Te fazer um comentarinho e depois
    Te envolver em meus passos

    E em meus passos
    Na desordem do qualquer despistar
    Lentamente você respirar
    E te amarelar na manhã

    Amanhã de manhã
    Nossa chama outra vez tão acesa
    E o chafé esfriando na mesa
    Esquecemos de tudo

    Sem me importar
    Com o tempo correndo lá fora
    Amanhã nossa luta não tem hora
    Vou ficar por aqui

    Pensando bem
    Amanhã eu nem vou trabalhar
    E além do mais
    Temos tantas razões pra ficar

    Amanhã de manhã
    Eu não quero nenhum compromisso
    Tanto tempo esperamos por isso
    Desfrutemos de tudo

    Quando mais tarde
    Nos lembrarmos de abrir os olhos
    Já é noite e o dia termina
    Vou pedir a cachaça e babar

  153. Flaviao,

    To com uma dúvida..
    Porque voce não estuda e passa pra tira ou escriba( esse voce não quer neh espertinho rs)? Voce não fala em aprimoramento da policia e tals?rs
    Não tem capacidade de passar, eh isso?rs Nos últimos concursos, tiveram várias pessoas de outras carreiras que se esforçaram e entraram. Voce é especial pra entrar no tapetão:?rs

    Hein, hein:?: Explica aqui pra esse otário lindo…rss

  154. Flaviao,

    Se bem que eu tenho certeza que vc eh um cabeça pensante com dupla personalidade rs que entra aqui pra causar uma intriguinha,,rs

    Abraço por tras rs

  155. Ao “otário”!

    Cabeça pensante com dupla personalidade?

    Explica-me como é que isso é possível?

    Quanto a esse termo “cabeça pensante”, creio ter advindo de um equivoco numa expressão do Dr Melão.

    Veja só, o homem quis apenas dizer um dos sinônimos de DIRIGENTES, COORDENADORES, mas não……..o pessoal escolheu entender DA FORMA QUE LHE CONVIERAM, ou seja, da pior forma das possibilidades, apenas para fazer DESENTENDEREM o tema principal do lema.

    Aliás, quem aqui já notou que há uma forte tendencia na PC-SP, em alistarem forças para ENTREVEROS INTERNOS.

    O que ganhamos em querer desmerecer os nossos colegas operacionais, os nossos delegados, os peritos.

    Muito comum o desmerecimento entre nós, não acha?

  156. Anunciado o aumento : sessenta no bruto e setenta no liguido!!!!

  157. São Paulo
    Polícia Civil não terá mais carcereiros até o fim de 2012

    Agentes se tornarão investigadores. Decisão anunciada pelo governador Geraldo Alckmin integra plano de fechar as prisões dos distritos policiais

    Bruno Huberman
    O governador Geraldo Alckmin, após encontro com a presidente Dilma: limite de endividamento estava na pauta
    Alckmin: “Não ter presos em distritos traz uma vantagem na eficiência, na investigação, ou seja, em todo o trabalho do policial civil” (Eugênio Novaes/Governo de SP)

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou nesta sexta-feira que será extinta, até o final de 2012, a figura do carcereiro na Polícia Civil. Segundo o governo, será o primeiro estado do país a acabar com a função. A medida faz parte da estratégia de Alckmin de zerar o número de presos nos distritos policiais. Atualmente, há por cerca de 6.500 presos em delegacias, segundo o governador. No início do próximo ano, informou, 2.000 mulheres detidas em carceragens civis serão transferidas para presídios. “Não ter presos em distritos traz uma vantagem na eficiência, na investigação, ou seja, em todo o trabalho do policial civil”, diz o governador.

    Até o final de 2012, 6.164 vagas estão previstas para serem abertas em dez novos presídios, segundo levantamento feito pelo site de VEJA a partir de dados oficiais da Secretaria de Administração Penintenciária (SAP). O custo estimado é de aproximadamente 370 milhões de reais. Hoje, estão em contrução 14 carcerargens no interior de São Paulo. As obras fazem parte do plano de expansão do sistema penitenciário paulista. Até 2014, 49 novas unidades devem ser erguidas a um investimento de 1,5 bilhão de reais. Ao todo, serão geradas 39.000 vagas. Neste ano foram inaugurados cinco novos presídios. De acordo com a assessoria da SAP, 173.457 pessoas estão em detenção provisória ou cumprindo pena em penitenciárias estaduais.

    Os carcereiros deverão passar por um curso de reciclagem para se tornarem investigadores. O secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, afirma que, por terem experiência policial, na prática, já estão aptos para desempenhar a nova função. Hoje, em torno de mil carcereiros trabalham em distritos de todo o estado. Alckmin e Pinto participaram, nesta sexta-feira, de uma cerimônia que oficializou a integração de 967 novos policias civis à corporação. O governador autorizou a abertura de um novo concurso público para a contratação de outros 500 agentes.

    A alteração faz parte de um processo de reformulação da corporação promovida pelo estado. Segundo ele, há cidades no interior que contam com apenas um investigador e um escrivão. E muitos desses profissionais estão para se aposentar. Além da integração de novos agentes e da extinção dos carcereiros, foi implantado um novo plano de carreira para os policiais civis e encurtado o período de treinamento dos novos agentes contratados. Agora, eles passarão por um treinamento de três meses e por um estágio de cinco semanas no distrito. Essa mudança, diz o secretário, não diminui a eficiência e a qualidade do policial e o torna apto mais rapidamente.

    Violência – O Mapa da Violência, divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Sangari, mostra que o estado de São Paulo diminuiu a sua taxa de homicídios. Em 2010, o número de mortes violentas foi de 13,9 para cada 100 mil – abaixo da média nacional, de 26,2. Em 1999, São Paulo era o quinto estado mais violento, com índice acima da média nacional: 44,1 a cada 100 mil habitantes contra 26,2 no Brasil.

    “Nós enfrentamos uma guerra em que todo dia temos que vencer uma batalha”, disse Alckmin. “Agora, graças ao nosso trabalho, estamos em outra curva descendente”. Segundo o levantamento dos ministérios da Saúde e da Justiça, São Paulo se tornou o terceiro estado menos violento do país – atrás de Santa Catarina e Piauí.

  158. GENTE !, QUEM AVISA AMIGO É, POIS S.M.J., ESSA “MAJURA” É PELEGA, LEMBRAM-SE QUE HÁ POUCO TEMPO ELA AGRACIOU O “CHUCHU” COM MEDALHA E BANCOU ALMOÇOS E JANDARES PARA “AQUELES ASSECLAS”. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  159. É PESSOAL, MAIS UM PASSA MOLEQUE. CASO FOSSE TER ALGUM ANUNCIO DE “AUMENTO”, JÁ TERIA SIDO FEITO.

  160. 04/09/2013 – 14h02
    Alckmin promete aumento aos policiais de SP
    Publicidade
    DE SÃO PAULO

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (4) que o governo concederá aumento aos policiais do Estado. Ele não precisou, no entanto, o valor nem a data da medida.

    “Neste momento o Fernando Grella [secretário da Segurança Pública] está conversando com as entidades das polícias Científica, Civil e Militar. Está caminhando bem e haverá, sim, aumento”, afirmou.

    Segundo ele, valores não estão definidos porque é preciso “conversar com as entidades e depois ver a questão orçamentária”.

    As categorias pedem, além de reajustes salariais, benefícios para as carreiras e já haviam feito manifestações. Há a promessa de novos protestos pelo reajuste nas atividades de Sete de Setembro.

    Alckmin afirmou que vem dando reajuste acima da inflação desde 2011 e que já adotou “inúmeras medidas para valorizar a carreira policial”.

  161. Não deveríamos ganhar menos que isso.

    Para atender o básico, mínimo no Brasil deveria ser de R$ 2.685,47, diz Dieese

    Nem R$ 678 (valor atual), nem R$ 722,90 (valor previsto para 2014). Para o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o valor do salário mínimo deveria ser de R$ 2.685,47.

    O número equivale a 3,96 vezes a cifra em vigor hoje e corresponde ao valor necessário para atender as despesas dos trabalhadores e de suas famílias com vestuário, higiene, transporte, lazer, previdência, alimentação, moradia e educação.

    O valor é calculado mensalmente pelo Dieese com base no custo da cesta básica pesquisado em 18 capitais do país. Em agosto, 13 locais tiveram redução no conjunto de produtos considerado na conta.

    Mesmo com a queda, os brasileiros que recebem um salário mínimo ainda precisavam de uma jornada de pouco mais de dez dias (92 horas e 31 minutos) de trabalho para conseguir comprar uma cesta básica, considerando o preço média das capitais pesquisadas.

    O gasto para os produtos da cesta representava em agosto um comprometimento de 45,13% da renda do trabalhador que ganha o mínimo, já descontado o valor referente à previdência.

    Os cálculos acima também são inferiores aos registrados em julho, em linha com o preço da cesta básica.

  162. COMISSÁRIO.
    O MAIS IMPORTANTE QUE VOCÊ COLOCOU ESTÁ NO PARÁGRAFO TERCEIRO.
    Explica de forma bem clara de que forma se dará o aumento:
    carreira jurídica.( que o governador concorda e assina em baixo)…………….dependendo de dotação orçamentária
    nível superior….(que o governador sabe ser lei e que deve ser cumprida)…………….dependendo de dotação orçamentária.
    portanto: greve e a porcentagem que deve continuar no trabalho em operação padrão.

  163. O governo do PSDB – covarde e sem palavra

    Reunião das Entidades de Classe da Polícia Militar com o Secretário da Segurança Pública

    No dia 3 de setembro, às 10:30 horas, nós, representantes das entidades de classe da Polícia Militar, tivemos oportunidade de sermos chamados para reunião na Secretaria de Segurança Pública, onde o titular da pasta nos recebeu para responder aos ofícios encaminhados na longa data de maio do corrente ano e pelos quais não havíamos recebido qualquer resposta da Secretaria, ou mesmo do governo, sobre o não ocorrido reajuste salarial de 1º de março, ou mesmo a correção da injusta remuneração que recebem todos os policiais de São Paulo, principalmente nós policiais militares, cujo Soldado recebe a 12ª remuneração do país e o Tenente recebe o 17º soldo do país, se comparadas às outras polícias estaduais.

    Manifestaram-se em nome de todos os Coronéis Alegrete, Chiari, Camilo, Jorge, Flammarion e o Cabo Diretor Jurídico da Associação de Cabos e Soldados, que se mostraram de perplexos a indignados pelas notícias que nos haviam chegado a respeito de significativo aumento para as categorias de policias civis e irrisórios percentuais para os policiais militares.

    Foi cobrada a devida consideração à situação de muita dificuldade por que passa a família policial militar e que há uma disposição mais do que significativa para se ir, às últimas consequências, dentro da legalidade, para que esta situação seja revertida. Ficou patente que não se trata tão somente do reajuste salarial, nem que não desejamos que outras categorias ganhem o que ganhem, mas da necessidade de se reverter a ridícula situação salarial de todos os policiais militares paulistas.

    Ou seja, o Estado que mais dinheiro tem, o que mais arrecada, é o que paga mais miseravelmente o homem que está na rua para defender os cidadãos, seja nos resgates, seja nos crimes mais variados, seja nos incêndios, nos acidentes mais críticos, nas estradas, na preservação do meio ambiente, enfim, com o sacrifício da própria vida, a toda hora do dia, sem hora extra, nas intempéries, nas piores condições e nas piores situações. O policial militar estadual vive uma realidade vexatória, uma desconsideração, um descaso, uma incompreensão, uma insensibilidade que não podemos mais aceitar.

    O Senhor Secretário, após tecer os elogios e respeito à nossas atividades, nos deixou claro que o anúncio governamental de reajuste e aumento salarial foi suspenso e que não seria mais feito nesta quarta feira.

    Foi-lhe encarecidamente pedido que representasse os interesses de toda família policial militar junto ao governador e seus assessores, para atendimento destes nossos significativos pleitos.

    Ao que comprometeu-se o Secretário em informar as Entidades tão logo novos parâmetros salariais sejam definidos.

    A reunião foi encerrada por volta das 11:30 horas.

  164. O GOVERNADOR DE SÃO PAULO “ARREGOU” PARA AS ASSOCIAÇÕES DA POLÍCIA MILITAR!

  165. Ou seja, o governo está com medo da PM, se ceder as ameaças vai demonstrar toda a sua fraqueza.

    Do nosso lado vamos começar a nos preparar , pois temos pela frente a maior paralisação da história da polícia neste país.

    Nos deram o que faltava para nossa união, um inimigo comum.

  166. Tão de brincadeira né, o Secretário da Segurança Publica do Estado São Paulo esta refém da policia militar, isso seria hilário se não fosse trágico. Com certeza esse é o fim do PSDB em São Paulo, não esqueçam isso nas próximas eleições e lembrar os outros candidatos pra jogarem essa e outras no ventilador ano que vem. QUE VERGONHA SENHOR GOVERNADOR !!!!

  167. ENTÃO SÓ RESTA ESPERAR DIA 10
    DEPOIS, COMO NÃO RESULTARÁ EM NADA
    GREVE E
    OS QUE, POR FORÇA DA LEI TERÃO QUE TRABALHAR

    OPERAÇÃO PADRÃO..( esta operação já vem sendo discutida pelo sipol-prudente- está no site deles)

  168. Diante disto somente podemos ir para a guerra aberta, nunca a policia civil, procurou melar nada da pm, portanto devemos a partir de agora tratar como inimigos.

  169. SR. JANONNE, S.M.J., PARA TODAS ESSAS COBRANÇAS E QUESTIONAMENTOS, EXISTE UM ANTÍDO, O QUAL SE CHAMA PODER JUDICIÁRIO. PORQUE !, TODOS SABEM QUE ESSE DESGOVERNO SÓ NOS CONCEDEU E INCORPOROU 50% DO ALE, QUANDO NA REALIDADE TERIA QUE SER OBRIGATORIAMENTE 100%. ACONTECE QUE ELE “CORREU” E FEZ ESSA INJUSTIÇA, MAIS A MINHA AÇÃO JÁ ESTAVA JULGADA PROCEDENTE, PORTANTO ELE TERÁ QUE ME RESSARCIR NOS OUTROS 50% QUE FORAM “SURRUPIADOS”. VOU UM POUCO ALÉM, JÁ TRAMITA TAMBÉM A MINHA AÇÃO DO ALE SUPERIOR, ONDE O NOSSO EGRÉGIO PODER JUDICIÁRIO A RECEPCIONOU. PORTANTO, S.M.J., INDEPENDENTE DO QUE ELE OFERTAR, EU SÓ ACEITO O MEU ALE SUPERIOR, CONSOANTE LEI EM VIGOR. E, ME AJUDEM AÍ Ó…!

  170. SÓ ACEITO MEU ALE SUPERIOR.

    A TÍTULO DE ESCLARECIMENTO INFORMO QUE INGRESSEI COM A AÇÃO E A MESMA FOI JULGADA EM PRIMEIRO GRAU.
    O PEDIDO: CUMPRIMENTO DA LEI E O ENQUADRAMENTO.

    O QUE DIZ A SENTENÇA:
    CARECE O AUTOR POIS O JUDICIÁRIO NÃO PODE SENTENCIAR QUANDO OCORRE AUMENTO DE SALÁRIO.

    PEDIMOS CUMPRIMENTO DA LEI E O JUIZ DISSE QUE NÃO PODE CONCEDER AUMENT0.

    OU SEJA: DECIDIU SOBRE ALGO QUE NÃO PLEITEAMOS.

    ESTÁ EM GRAU DE RECURSO E SÓ DEUS SABE QUANDO SAIRÁ UMA SENTENÇA (SE É QUE DEUS SABE POIS, ACIMA DELE ESTÁ O DESEMBARGADOR).

    PORTANTO MEU CARO:

    É GREVE E A PORCENTAGEM DETERMINADA PARA PERMANECER NO TRABALHO DEVE FAZER SIM OPERAÇÃO PADRÃO.,( E ESTE ENTENDIMENTO JÁ ESTÁ PUBLICADO NO SITE DO SIPOL-PRUDENTE)

    BOA SORTE.

  171. Qualquer % que o governador anunciar, terá que ser necessáriamente igual para todos policiais, independente de carreiras, isso por força de dissidio coletivo, não cabendo nesse momento a discusão de valorização de outras carreiras que angariam melhores salários diferenciados. Se por ventura for anunciado qualquer % diferente para algumas carreiras, será um tiro no pé do próprio governo e certamente as demais carreiras farão valer os direitos isonomicos através do Poder Judiciário.

  172. 04/09/2013 – Promessa de aumento é divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo

    Sem citar valores, governador Geraldo Alckmim confirma aumento aos policiais do Estado. Confira a reportagem publicada, às 14h desta quarta-feira (4), no site do jornal Folha de S. Paulo

    Alckmin promete aumento aos policiais de SP

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (4) que o governo concederá aumento aos policiais do Estado. Ele não precisou, no entanto, o valor nem a data da medida.

    “Neste momento o Fernando Grella [secretário da Segurança Pública] está conversando com as entidades das polícias Científica, Civil e Militar. Está caminhando bem e haverá, sim, aumento”, afirmou.

    Segundo ele, valores não estão definidos porque é preciso “conversar com as entidades e depois ver a questão orçamentária”.

    As categorias pedem, além de reajustes salariais, benefícios para as carreiras e já haviam feito manifestações. Há a promessa de novos protestos pelo reajuste nas atividades de Sete de Setembro.

    Alckmin afirmou que vem dando reajuste acima da inflação desde 2011 e que já adotou “inúmeras medidas para valorizar a carreira policial”.

    Fonte: Folha de S. Paulo
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/09/1336767-alckmin-promete-aumento-aos-policiais-de-sp.shtml

  173. nao existe isonomia salarial entre carreiras diferentes, senão os ultimos anos nao seriam dados aumentos diferenciados.

  174. Na pauta, a continuidade das negociações salariais

    Texto: Jornalismo ACS

    As Entidades Representativas dos Policiais Militares e o Conselho de Comandantes Gerais da PMESP foram recebidos pelo Dr. Fernando Grella, Secretário da Segurança Pública, na manhã desta terça-feira, 03/09, para dar continuidade às discussões sobre a proposta de reajuste salarial para o biênio 2013/2014 apresentada no primeiro semestre, e também levar ao Titular da Pasta a apreensão de todos os integrantes da Corporação, em razão de notícias divulgadas por diversos meios, dando conta da existência de proposta de reajuste salarial diferenciado para as Instituições Policiais Paulistas, com prejuízo para os policiais militares.

    Após a exposição das Entidades, o Secretário reiterou o seu apreço pela Corporação e por seus integrantes e esclareceu que, por ordem direta do Governador e em função do posicionamento do Comando da Corporação, das Entidades Representativas e do Conselho de Comandantes Gerais, todos contrários ao reajuste na forma proposta, foram suspensas as medidas em estudo, inclusive aquelas que objetivavam o tratamento diferenciado.

    Assim, novas propostas serão apresentadas pelo Comando Geral ao Governo do Estado, comprometendo-se o Secretário a informar as Entidades tão logo os novos parâmetros salariais sejam definidos.

  175. ATENÇÃO RESTOPOL

    A SITUAÇÃO É A SEGUINTE : DELEGADOS, ESCRIVÃES E INVESTIGADORES PROMOVERAM MANIFESTAÇÕES E LEVARAM A POLÍCIA CIVIL INTEIRA PARA O SENTIMENTO DE FAZER UMA GREVE, COM ISSO ELES PLEITEIAM SALÁRIOS DIFERENCIADOS, MAS SOMENTE PARA AS TRÊS CARREIRAS.

    RESTOPOL: AGENTEL, AGENTE POLICIAL, CARCEREIRO, AUXILIAR DE PAPI, FOTÓGRAFO POLICIAL, AUXILIAR DE NECRÓPSIAS; NÃO EXISTE QUALQUER PLEITO PARA ELEVAR OS SALÁRIOS DESSAS CARREIRAS, MAS FICAM ATRELADOS AO MOVIMENTO, APENAS PARA GARANTIR O DISSIDIO COLETIVO REFERENTE AO ANO DE 2013 QUE SERIA A DATA BASE EM 1º DE MARÇO DE 2013.

    POLÍCIA MILITAR: NÃO PODEM FAZER MANIFESTAÇÕES OU GREVES EM RAZÃO DO CÓDIGO PENAL MILITAR QUE PROIBE QUALQUER ATO DESSA NATUREZA. POR OUTRO LADO, ELES POSSUEM FORTES INFLUÊNCIAS DO OFICIALATO TODOS PODERÃO ENVIAR SEUS FAMILIARES PARA FAZER PARTE DE MANIFESTAÇÕES CONTRA O GOVERNO E ATÉ CAUSAR TRANSTORNOS NOS TRABALHOS REALIZADO PELA PM. ENTÃO ELES SÃO MUITO FORTES E O GOVERNO ESTA MUITO PREOCUPADO. ACONTECE QUE A PM JÁ AVISOU QUE EXIGEM O MESMO BENEFICIO QUE FOR CONCEDIDO Á POLÍCIA CIVIL ALÉM DO DISSIDIO E CASO CONTRÁRIO ELES ENTRARÃO PARA O MOVIMENTO. TUDO QUE O GOVERNO NÃO QUER É ISSO!

    COMPANHEIROS RESTOPOL, SE PARA NÓS SERÁ CONCEDIDO APENAS O DISSIDIO, EU LHES PERGUNTO, PARA QUE IREMOS PARTICIPAR DE MANIFESTAÇÕES OU GREVE? PORQUE NÓS PARTICIPARÍAMOS DE UMA EVENTUAL GREVE ONDE NÃO HÁ NADA DE REIVINDICAÇÕES PARA NÓS?

  176. O colega Restopol está coberto de razão, infelizmente aqui é cada um cuidando do seu, portanto não é greve geral porra nenhuma, e o delegado que não me peça pra fazer coisas que não são minhas atribuições pra ver oq vou falar … vai ameaçar bonde?? todo lugar é ruim e pra mudar de cidade só se eu assinar.

  177. AS ARRECADAÇÕES DE PROPINAS DE CAÇA NIQUEIS, BINGUEIROS, FERROLHOS, BIQUEIRAS, PUTEIROS, PERATEIROS, COMBUSTIVEIS ADULTERADOS ETC E TAL FAZEM A DIFERENÇA SALARIAL DOS CORRUPTOS. POR ESSA RAZÃO OS POLICIAIS HONESTOS TEM QUE PERMANECER QUIETINHOS E NÃO DEVE INCOMODAR O GOVERNADOR COM GREVES OU MANIFESTAÇÕES. ….ENTENDERAM OU TEM QUE DESENHAR? A CADEIRA É CONFORTÁVEL E RENDE MUITO MAIS DO QUE SE IMAGINA, MAS NÃO PARA OS HONESTOS QUE SERÃO TAXADOS DE BADERNEIROS POR REIVINDICAR MELHORES SALÁRIOS E CONDIÇÕES DE TRABALHO.

    QUEM NÃO EXIGE SALÁRIO DIGNO E PUXA O SACO DO GOVERNADOR GERALDO ALCKIMIM DO PSDB, É PORQUE NÃO VIVE DE SALÁRIO E SIM DE FONTES DE RENDAS ILÍCITAS, PORQUE Á 20 ANOS 20 ANOS O GOVERNO DE SP MASSACRA A CLASSE POLICIAL EM GERAL.

  178. ME MOSTREM ONDE ESTA ESCRITO O VALOR DO SALÁRIO N.U OU CARREIRA JURÍDICA? ISSO É INVENÇÕES DE VOCÊS PARA ANGARIAREM PORCENTAGENS SALARIAIS MAIOSRES DOS DEMAIS ! ESSA TESE DE VOCÊS JÁ ESTA SUPERADA, INVENTEM OUTRA, SEM UTILIZAR DAS DEMAIS CARREIRAS PARA ATINGIR SEUS OBJETIVOS EGOÍSTAS E MESQUINHOS ! PARABÉNS FLAVIÃO, VOCÊ FAZ COMENTÁRIOS PERTINENTES, POR ISSO VOCÊ INCOMODA , MAS CONTINUE, PORQUE A ÚNICA MANEIRA DE MELHORAR A POLÍCIA CIVIL É FAZENDO UMA REESTRUTURAÇÃO DE CARGOS E CARREIRAS, DANDO TOTAL ÊNFASE PARA A MODERNIZAÇÃO, NÃO HÁ OUTRO JEITO !

  179. Na verdade todos estão buscando melhorar seu prato de comida, estão agindo corretamente, só que tem uns espertinhos que querem as melhorias somente para eles, mas o certo é melhorias para todos, tudo igual, mas é razoável que seja tudo igual, afinal de contas todos nós merecemos ganhar bem pela simples razão de exercermos uma profissão de alto risco. eu sou do baixo clero e não importo que o alto clero ganhe 20 ou 30 mil p/mês, desde que eu ganhe pelo menos 10 mil p/mês, simples assim…….minha vida não vale menos que a vida de um Delegado ou de um Oficial…só por isso ! O restante são discusões de hipócritas, egoístas e mesquinhos , parte de pessoas que não deveriam fazer parte das instituições policiais. Oras, se meu chefe vai ganhar bem, porque eu não devo ganhar bem também? Penso eu que a equipe técnica do governo não vai levar a sério que a greve possa estourar porque 03 carreiras não foram contempladas da forma que queriam, ou seja, as carreiras de Delegados, Escrivães e Investigadores se intitularam por conta e risco que eles são a polícia civil de SP e as demais carreiras não são nada, uma burrice tremenda, porque se caso as demais carreiras e a PM não forem contempladas com porcentual igual no reajuste salarial, ai sim poderá haver uma greve e muitos danos para a sociedade, então é muito simples resolver a questão desde que caiba no orçamento, ou seja, porcentagens iguais no reajuste e ponto final.

  180. Eu acho um absurdo que os Delegados , Escrivães e Investigadores querem dignidade salarial somente para eles, porque as demais carreiras também estão sofrendo com o baixo salário. Digamos que eles consigam um belo salário e as demais carreiras como ficam? são escravos? Em qualquer Delegacia trabalha vários Policias de outras carreiras, o Delegado empurra serviços em cima de todo mundo, sem distinção de carreiras, mas na hora de receber salários bons é só para Delegados , Escrivães e Investigadores? isso esta errado, tem que ser bons salários para todos, não importa a carreira e nem nível escolar, porque na hora de trabalhar e enfrentar os bandidos somos todos iguais, agora porque na hora de receber tem que ser diferente? isso é uma palhaçada sem tamanho !

  181. RUBENS, SOU OPTEL, E ACHO QUE ELES ESTAO PROCURANDO O QUE O MEU SINDICATO E O SEU NAO BUSCOU, AGORA NAO TENHA A MENTALIDADE DE UM ASNO, NOS SABEMOS QUE UMA CARREIRA COM NU NAO PODE GANHAR MENOS QUE 2GRAU, E A GRANDE VANTAGEM É QUE FUTURAMENTO PODEMOS SER TAMBEM NU.

    VAI ATE O SEU SINDICATO OU ASSOCIAÇAO E COMEÇE A CAMPANHA DE MELHORIA EM SUA CARREIRA.
    OU SAI DA PC E VIRA PM

    VIVA A PC, CARREIRA JURIDICA, NU , 2 GRAU E 1GRAU

    PM VAO SE FUDERRRRRRRRRRRRRRRR

  182. Reunião em uma seccional …mensagens da Dra Marilda, onde ela se derrete em elogios ao Delegado Geral e ao Secretário, sinalizam que a associação dos delpols deseja protelar o estado de greve, planejando nova operação blecaute para o dia 10 e manifestação em uma cidade do interior dia 12, possivelmente BAURU ou PRUDENTE. A associação recuou quanto a greve, agora Dra Marilda se derrete de amores pelo DG e SSP.

  183. NÃO PODEMOS COMPACTUAR QUE O NOME ( POLÍCIA CIVIL) ENTRARÁ EM GREVE, PORQUE A MAIORIA DAS CARREIRAS DA POLÍCIA CIVIL DE SP NÃO ESTA MANIFESTANDO OU AMEAÇANDO FAZER GREVE EM RAZÃO DOS INTRESSES DOS DELEGADOS , ESCRIVÃES I INVESTIGADORES, ENTÃO É BOM QUE SE DIGA QUEM QUER FAZER GREVE SÃO APENAS AS 03 CARREIRAS E ELAS NÃO FALAM PELAS DEMAIS CARREIRAS OU PLEITEIAM QUALQUER BENEFÍCIO PARA AGENTEDE TELECOMNICAÇÃO POLICIAL, AGENTE POLICIAL, CARCEREIRO POLICIALPAPILOSCOPISTA POLICIAL, AUXILIAR DE PAPILOSCOPIA POLICIAL, AUXILIAR DE NECRÓPSIA POLICIAL, FOTÓGRAFO POLICIAL, PERITO CRIMINAL, DESENHISTA POLICIAL. VIRAM COMO É GRANDE A POLÍCIA CIVIL? ENTÃO É BOM QUE SE ESCLAREÇA QUE APENAS 03 CARREIRAS ANGARIAM BENEFÍCIOS SALARIAIS DIFERENCIADOS, BASEADO EM QUE NÃO SABEMOS, ELES DIZEM QUE DELEGADOS SÃO CARREIRAS JURÍDICAS E POR ISSO TEM QUE GANHAR OUTRO SALÁRIO QUE NÃO SABEMOS ONDE ELES BUSCAM OU ONDE ESTA DOCUMENTADO O TAL VALOR QUE EXIGEM NESSE MOMENTO, MESMA CAMINHO SÃO OS ESCRIVÃES E INVESTIGADORES QUE UTILIZAM DO MESMO EXPEDIENTE RECLAMANDO SALÁRIO PARA NÍVEL UNIVERSITÁRIO, MAS TAMBÉM NÃO APONTAM ONDE ESTA DOCUMENTADO QUE EXISTE ESSE TAL SALÁRIO N..U.

    TODO QUE NÓS SABEMOS É QUE AS 03 CARREIRAS QUEREM SOBREPOR ÁS DEMAIS CARREIRAS E BASEADO NESSA FANTASIA ELES QUEREM EXIGIR UMA PORCENTAGEM DO REAJUSTE SALARIAL BEM MAIOR QUE AS DEMAIS CARREIRAS, PARA JUSTIFICAR A EXIGÊNCIA DE SALÁRIOS DIFERENTES ELES PASSARAM A UTILIZAREM UMA RAZÃO, DELEGADOS POR SEREM CARREIRAS JURÍDICAS E ESCRIVÃES E INVESTIGADORES PORQUE PASSOU-SE A EXIGIR NÍVEL UNIVERSITÁRIO PARA O INGRESSO NA CARREIRA, ISSO POR FORÇA DE LEI, MAS, EM LUGAR ALGUM FORA MENCIONADOS QUE OS SALÁRIOS SERIAM DIFERENCIADOS A PARTIR DA APROVAÇÃO DAS LEIS, ENTÃO ELES PASSARAM A PRECIONAR O GOVERNO A CONCEDER SALÁRIOS DIFERENCIADOS, PARA ISSO UTILIZARAM O DISSÍDIO COLETIVO PARA PEGAR CARONA COM AS AS EXIGÊNCIAS PARA APENAS 03 CARREIRAS E PIOR, DIZEM QUE A POLÍCIA CIVIL VAI ENTRAR EM GREVE, ERRADO, AS 03 CARREIRAS PODERÃO ENTRAR EM GREVE, AS DEMAIS NÃO TEM MOTIVOS PARA FAZER GREVES, MAS ESPERAM UM REAJUSTE SALARIAL PARA MELHORAR OS SALÁRIOS, MAS ESSA CONVERSA DE GREVE EM SOLIDARIEDADE DAS 03 CARREIRAS NÃO EXISTE.

  184. AMIGOS DO 2GRAU, NAO ADIANTA RECLAMAR NOSSO SINDICATOS NAO ESTAO EXIGINDO NADA, NEM AUMENTO OU REPASSE DA INFLAÇAO ELES FORAM SOLICITAR, AGORA E SO PEGAR E ESPERAR , TOMARA QUE O GOVERNADOR REPASSE A INFLAÇAO PRA TODOS, E QUE OS QUE PLEITEAVAM OUTROS BENEFICIOS QUE CONSIGAM, MERITOS DELES E SEUS SINDICATOS.

  185. REAJUSTE SALARIAL LÍNEAR PARA TODOS, É O MÍNIMO QUE ESPERAMOS, CASO CONTRÁRIO, VAMOS DEFLAGAR GREVE SIM.

  186. Quando é para tomar tiro somos todos iguais, mas para receber reajuste salarial decente não somos iguais, é isso que os Delegados Investigadores e Escrivães querem infiar em nossas goelas abaixo. Esperamos que o Governador tenha sensibilidade de não criar maiores problemas com as outras carreiras.

  187. TERMINOU A REUNIÃO POSITIVAMENTE. O SECRETÁRIO COMPARECEU NO MEIO DA REUNIÃO A CONVITE DO DGP E DISSE QUE NÃO HAVERÁ RETROCESSO. OU SEJA…….CJ E NU EM ANDAMENTO. SÓ QUESTÃO DE TEMPO. MAIS NOTÍCIAS EM NOTA OFICIAL DE TODAS AS ENTIDADES NO FINAL DA TARDE. Fonte Sinpol Ribeirão Preto

  188. Colega “queremos salario decente…….”

    Há coisas que não precisam estar escritas pq já estão determinadas em um ordenamento maior.

    No caso do NU a lei não estabelece que haverá o reenquadramento da carreira pq a CF/88 já o faz no artigo 39 :

    art. 39 – A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios instituirão conselho de política de administração e remuneração de pessoal, integrado por servidores designados pelos respectivos Poderes

    § 1º – A fixação dos padrões de vencimento e dos demais componentes do sistema remuneratório observará: (Alterado pela EC-000.019-1998) (L-008.448-1992 – Regulamentação)

    I – a natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade dos cargos componentes de cada carreira;

    II – OS REQUISITOS PARA INVESTIDURA

    III – as peculiaridades dos cargos

    Ou seja, mudou o requisito para investidura mudou o reenquadramento da carreira.

    SE o argumento constitucional não basta , não sei o que basta.

  189. terminou a reunião o Secretário anunciou que a reestruturação ficará nos moldes da PF :

    DELEGADO DE POLICIA
    ESCRIVÃO DE POLICIA
    AGENTE DE POLICIA JUDICIARIA
    PERITO CRIMINAL

    NÍVEL SUPERIOR PARA TODAS AS CARREIRAS !!!!!!!!!!
    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  190. POLÍCIA CIVIL DO PARANÁ ENTROU EM GREVE HOJE PORQUE MATARAM UM POLICIAL CIVIL ENQUANTO ELE FAZIA ESCOLTA DE UM PRESO AO DENTISTA, JÁ AQUI NO ESTADO DE SÃO PAULO TUDO ANDA A PASSOS DE TARTARUGAS, NADA ACONTECE, EXCETO A MORTE DO INVESTIGADOR DA CIDADE DE LIMEIRA/SP, ELE FORA ATACADO Á PAULADAS POR UM INDIVIDUO QUE DEVERIA SER INTIMADO POR ELE , NÃO SE SABE A RAZÃO O MELIANTE FICOU ENFURECIDO E DESFERIU GOLPES UTILIZANDO UM PEDAÇO DE CAIBRO DEIXANDO O TIRA MORTO NO LOCAL. MAS COMO SEMPRE AQUI NO ESTADO DE SÃO PAULO A INÉRCIA DO GOVERNO FAZ COM QUE OS POLICIAIS TENHAM QUE FAZER DILIGÊNCIAS SOZINHOS PORQUE O DÉFICIT DE POLICIAS GIRA AI EM TORNO DE 15 MIL POLICIAS.

  191. NÓS RESTOPOL NÃO SEREMOS UTILIZADOS COMO MASSA DE MANOBRAS, NEM PENSAR ! SE OS DELEGADOS , ESCRIVÃES E INVESTIGADORES QUISEREM FAZER GREVE QUE FAÇAM, NÓS ESTAMOS CARECAS DE SABER QUE O INTUÍTO DAS 03 CARREIRAS É OBTEREM SALÁRIOS DIFERENCIADOS E PARA ISSO QUEREM NOS MANIPULAR COMO SE FOSSEMOS IDIOTAS, NÓS SABEMOS QUE UMA VEZ VCS CONSEGUINDO SEUS OBJETIVOS, VCS VIRARÃO AS COSTAS PARA AS DEMAIS CARREIRAS E HAJA COAÇÃO PRA CIMA DE NÓS ! FORAM VCS QUE FOMENTARAM A SEPARAÇÃO DAS DEMAIS CARREIRAS E AGORA AGUENTEM AS CONSEQUÊNCIAS……..ESTAMOS CANSADOS DE AVISAR QUE VCS ESTÃO COMETENDO GRAVES ERROS EM NÃO ACEITAR AS DEMAIS CARREIRAS COMO PARCEIROS, QUERIAM AUMENTO SÓ PARA VCS NÉ? CAIRAM DO BURRO E AGORA ESTÃO SOZINHOS NA PARADA……..SEMPRE DISSEMOS AQUI QUE O CAMINHO CORRETO É FUNDAR SINDICATO ÚNICO E REESTRUTURAÇÃO NA POLÍCIA CIVIL POR INTEIRA, INCLUSIVE O FLAVIÃO É INCANSÁVEL NOS COMENTÁRIOS QUE O CAMINHO É UMA REESTRUTURAÇÃO DE CARREIRAS E SALÁRIOS, SE VCS TIVESSEM NOS OUVIDOS, TINHA TUDO PARA DAR CERTO, MAS COMO FORAM EGOÍSTAS E MESQUINHOS PENSANDO APENAS NAS CARREIRAS DE DELEGADOS, INVESTIGADORES E ESCRIVÃES, ENTÃO O TIRO SAIU PELA CULATRA E ESTÃO AMARGANDO NOVAMENTE O QUE SEMPRE FOI DE COSTUME DO GOVERNO DO PSDB QUE QUANDO SÃO COLOCADOS CONTRA A PAREDE DIZEM SEMPRE A MESMA COISA (ESTAMOS ESTUDANDO). EU PERTICULARMENTE FICO MUITO TRISTE DE ESTAR DIZENDO ESSAS VERDADES, POIS NÃO ERA ISSO QUE QUERIA ESTAR DIZENDO NESTE MOMENTO, MAS INFELIZMENTE NÃO RESTOU OUTRA ALTERNATIVA PARA NÓS RESTOPOL COMO VCS MESMOS NOS DESDENHAM Á VÁRIOS ANOS. MAS TUDO BEM, SEMPRE HÁ TEMPO PARA CONSERTAR AS CAGADAS, ENTÃO É BOM QUE SE MEXAM PARA REALIZAR A FUSÃO DOS SINDICATOS E COM SINDICATO ÚNICO PODEREMOS SER MUITO FORTES E ASSIM CONSEGUIR MELHORAR OS SALÁRIOS DE TODOS. NESSE MOMENTO, COM A MAL FADADA INVESTIDA DE VCS NÃO SERÁ POSSIVEL NOS JUNTAR Á VCS.

    COM TODOS ERROS QUE HOUVE, FICA O APRENDIZADO ( É MELHOR COMER BOLOS DIVIDIDOS DO QUE COMER MERDAS SOZINHOS)

  192. LUIZ SINCERO, o que está acontecendo, NO MOMENTO, é a exigência do reconhecimento de nível universitário para escrivães e investigadores e carreira jurídica para os delegados. Por enquanto, essas são as principais reivindicações. mas não quer dizer que o “restopol”, de acordo com você mesmo, esteja sendo utilizado como massa de manobra.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou fora do contexto serão excluídos...Contato: dipol@flitparalisante.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s