UM HOMEM CORRETO NÃO INTIMIDA OUTREM

DÉCIO desculpe-me, discordar de você, mas eu , também, “não confio na polícia, raça do caralho”( conforme cantam os rappers). Especialmente em muitos dos nossos pares, Delegados de Polícia. Hoje, há poucos minuntos, tive a comprovação. Recebi uma notificação do ínclito Dr. Waldomiro Bueno Filho, Diretor do Deinter-6, demonstrando despreparo e desequilíbrio para o exercício das funções como gestor de um grande Departamento Policial. Atropela a lei, distorce os fatos e falta com a verdade em documento oficial de cunho intimidativo. Também, não se poderia esperar melhor de um homem que ,internamente, faz elogios rasgados ao Delegado Sérgio Fleury, reputando-lhe como o “maior delegado da polícia civil paulista” . Que, em preleções durante reuniões de trabalho, afirma “sorrir para os policiais militares”, mas pelas costas “lhes enfia punhal”. Para homens como ele eu dedico os meu escrito “GÊNESE DO DELEGADO COVARDE”, essa gente que vive ainda na ditadura…Prepotentes…Arrogantes…Ignaros. Me afastou das funções, promoveu a minha remoção disfarçadamente, não providenciou a devida ajuda de custa, e, agora, afirma que eu venho me escondendo para eximir-me das obrigações e pretendendo fazer prova “de contumaz recalcitrância e desobediência do “Dr. Roberto Conde Guerra”. Todavia, não consignou que, no dia 18/06/2007(2ª feira, por volta das 18h30), eu, pessoalmente, protocolei uma petição endereçada ao Exmº Delegado-Geral requerendo a invalidação da remoção. Como não é preparado para o debate jurídico de alto nível, vez que foi formado com as técnicas expeditas de outrora, ou seja, arbitrariedade, leu a petição e se ofendeu e, também, ficou com receio, fazendo expedir tal notificação com a pretensão de me intimidar. Entretanto, ainda nascerá o colega capaz de me intimidar, terá que ser muito mais correto do eu. Mas, homem correto não intimida outrem.