DO CLOACA: CONCORRENTES PARASITÁRIOS DA FOLHA DE S.PAULO SÃO GOLPEADOS PELA JUSTIÇA 6

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

CONCORRENTES PARASITÁRIOS DA FOLHA DE S.PAULO SÃO GOLPEADOS PELA JUSTIÇA

.
.

E, acredite: juiz que censurou blog já suspendeu aluno que lia jornal em sala de aula
.
.
Os bons tempos do Febeapá (Festival de Besteiras que Assola o País) estão de volta. Na última quarta-feira, 15, por decisão unânime, a gloriosa 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) julgou improcedente o Agravo de Instrumento dos irmãos Mario e Lino Bocchini, que pedia a derrubada da liminar que retirou o blog Falha de S. Paulo do ar, há dois meses. No caso, os perigosos brothers representavam uma grave ameaça à democracia e ao Estado de Direito, além de patrocinarem a provável ruína financeira da Famiglia Frias, por parodiarem as pestilentas páginas do auto-denominado jornal Folha de S.Paulo (decerto, os transportadores oficiais da Oban avaliaram que os leitores não saberiam discernir o que é ridículo do que não é, daí que impetraram ação judicial para calar a dupla de “sujos”).
O placar da votação foi humilhante para a memória dos que tombaram em defesa da liberdade de expressão: 3 a zero! Votaram a favor da Folha os desembargadores Silvério Ribeiro (relator), Antonio Carlos Mathias Coltro e Erickson Gavazza Marques, que presidia a sessão. Este último, a propósito, cuidou de enriquecer os verbetes da Enciclopédia das Jericadas Jurídicas classificando a paródia dos rapazes como “flagrante caso de concorrência parasitária”.
Para azar dos blogueiros, o processo seguirá na Justiça. Por enquanto, apenas o pedido para derrubar a liminar foi indeferido. Em primeira instância, o processo será julgado por Nuncio Teophilo Neto, justamente o brilhante magistrado que concedeu a liminar para a Folha retirar a paródia do ar. Cabe sinalar que este cavalheiro é também o diretor da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, ex-quartel general do CCC. Foi ali, no uso de suas prerrogativas, que ele suspendeu um aluno, por oito dias, porque este folheava um jornal em sala de aula – dizem que o estudante lia um concorrente não-parasitário da Folha. A incrível história está relatada aqui.
Em segunda instância, o caso será analisado pelos mesmos desembargadores que julgaram improcedente o Agravo de Instrumento dos blogueiros, que pretendia derrubar a liminar do – vá lá – jornal.

  1. OH CIDADÃO…SAI LOGO DAÍ PORQUE SE NÃO ELE TE MATA.
    ESTAMOS VIVENDO NUMA DITADURA DOS PM E MP, E, ELES MANDAM.
    SAI FORA.

  2. TUDO QUE ESTAMOS PASSANDO COMO POLICIAIS CIVIS,VENDO NOSSA INSTITUIÇÃO SER EXCRACHADA,É FRUTO DA FALTA DE ORGANIZAÇÃO DE NOSSOS DELEGADOS ,QUE SE OMITIRAM NA LUTA POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO.E NA NOSSA INCAPACIDADE DE ELEGERMOS UM SÓ REPRESENTANTE DA N OSSA POLICIA,PARA NOS REPRESENTAR NO CONGRESSO NACIONAL.OS CANELAS PRETAS ESTÃO AI ENVOLVIDOS EM EXTERMINIO,EXECUÇÕES DE INOCENTES,ASSALTOS MIRABOLANTES,MAS ISSO NINGUÉM COMENTA,VAMOS DENIGRIR A IMAGEM DA POLICIA CIVIL,ENQUANTO ISSO OS BANDIDOS SE ORGANIZAM E TENTAM SE AGRUPAR ,ATÉ O BEIRA MAR,ESTA SE ASSOCIANDO AO BATMAM,PARA SE FORTALECER.POXA VIDA EM UM MOMENTO QUE A SEGURANÇA PÚBLICA ESTÁ SANGRANDO,VAMOS DIVIDIR.AFINAL,NUNCA FOMOS SOMADOS.

  3. Nuncio Theophilo Neto, ex-escrivão de polícia que, quando se tornou juiz, cansou de ferrar polícia que trabalhava em Barueri e região. Espero que haja JUSTIÇA em outro lugar, porque aqui na Terra, infelizmente, não vemos. E que essa JUSTIÇA (com maiúsculo mesmo) faça essa gente pagar tudo o que fazem de mal às pessoas aqui na Terra.

  4. Essa história da suspensão é real, o cara estava lendo o jornal na minha sala e foi suspenso mesmo. Foi lá pelo final de 2008, quando estavamos prestes a nos formar. Nessa mesma época um professor, juiz de direito, foi desrespeitado no apitaço e a polícia militar entrou no campus. Esses fatos me desagradaram e mais uma vez eu me questionei porque eu fiz direito lá.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s