DELTA, DGP “OFF LINE”…FOI BOA ESSA!…Ora, os 310 dias pode ser do tal N.P.O.R. 20

Enviado em 11/01/2011 às 21:23 – DELTA UNO – ORIGINAL

O RDO em si já é uma excrescência, porque foi inventado por Delegados que jamais puxaram um plantão na vida!

E, pelo que vejo, o Dr. Carneiro é quem tem sérias chances de se tornar um DGP “offline”.

Ademais, S. Exa. tem 8341 dias no serviço público de São Paulo. Destes, 8035 dias como Delegado de Polícia. A diferença deve ser o tempo como aluno da ACADEPOL. Ou seja, ele NÃO FOI “TIRA”!

Deve ser “natu nobilis”.

  1. O MP é assim: Quando vislumbra sucesso fazem pessoalmente, quando é um abacaxi pra descascar ou perda de tempo requisitam inquérito policial.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/859117-promotoria-quer-investigacao-do-vazamento-do-caso-sobre-cunhado-de-alckmin.shtml

    Promotoria quer investigação do vazamento do caso sobre cunhado de Alckmin

    Publicidade

    DE SÃO PAULO

    O Ministério Público de São Paulo pediu a instauração de um inquérito policial para apurar o vazamento da investigação contra Paulo Ribeiro, cunhado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

    Segundo a Promotoria, o caso estava em segredo de justiça.

    O Ministério Público nega que a investigação foi vazada por promotores do caso.

    Procuradoria acusa Alckmin de receber doação irregular de R$ 700 mil
    Ex-vice-prefeito acusa cunhado de Alckmin por esquema para direcionar contratações
    ‘Foi uma surpresa’ notícia sobre negociação de venda da Cesp, diz diretor da Eletrobrás
    Geraldo Alckmin planeja vender Cesp para governo Dilma

    “É oportuno informar que cópias dos documentos que compõem a investigação estão em poder da administração municipal de Pindamonhangaba, que por motivos de interesse público abriu investigação interna a respeito dos fatos; da Câmara Municipal, que requisitou cópia para instruir os trabalhos da Comissão Especial de Inquérito instaurada com a mesma finalidade, e dos próprios investigados”, diz nota do Ministério Público.

    Em entrevista à Folha o ex-vice-prefeito de Pindamonhangaba João Bosco Nogueira (PMDB), afirmou que o cunhado de Alckmin montou um esquema para direcionar contratações feitas pela prefeitura da cidade, berço político do tucano.

    Ribeiro é um dos 11 irmãos de Lu Alckmin, mulher do governador, e um dos alvos de inquérito que apura irregularidades em contratos firmados por prefeituras de São Paulo e de pelo menos outros quatro Estados.

    Em dezembro, a Folha mostrou que a investigação o vincula a pagamento de propina para viabilizar compra de merenda superfaturada.

    A investigação é conduzida pelo promotor Arthur Lemos Jr., do Gedec (Grupo de Atuação Especial de Repressão à Formação de Cartel e à Lavagem de Dinheiro).

    A suspeita se baseia em escutas telefônicas e documentos apreendidos, aos quais a Folha não teve acesso.

    O ex-vice-prefeito é uma das testemunhas do inquérito. Ele fez denúncia à Câmara Municipal ainda no exercício do mandato, em 2006. O prefeito João Ribeiro (PPS) se reelegeu em 2008 com Mirian Alckmin, sobrinha do governador, como vice.

  2. Terça-feira, 11/01/11 – 20:30

    Delegado-geral anuncia novos diretores da Polícia Civil
    Download
    Fábio Portugal
    Anúncio foi feito pelo delegado-geral, Marcos Carneiro Lima Play
    AnteriorPosterior
    Um dia depois de assumir o comando da Polícia Civil no Estado, o novo delegado-geral, Marcos Carneiro Lima, anunciou nesta terça-feira (11) os nomes de oito diretores de departamentos da instituição. Terão novos chefes o Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), Demacro (Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo), Denarc (Departamento de Narcóticos), Deic (Departamento de Investigação sobre Crime Organizado) e Dipol (Departamento de Inteligência).

    Também haverá modificação na direção da Academia de Polícia Civil, na Assistência Policial Civil da Secretaria da Segurança Pública e na Delegacia Geral Adjunta, que será comandada por uma mulher, a delegada Ana Paula Soares.

    Foram mantidos os diretores dos nove departamentos de Polícia Judiciária do Interior, além do DHPP, DPPC, Dird, DAP e Corregedoria Geral da Polícia Civil.

    Decap
    O novo diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap) é o delegado Carlos José Paschoal de Toledo. O delegado formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo (USP) em 1984 e, dois anos depois, ingressou na Polícia Civil como delegado. Já foi diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do Departamento de Administração e Planejamento (DAP). Desde outubro de 2009, Toledo ocupava a diretoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

    Demacro
    Assume o Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro) o delegado Youssef Abou Chahin, que exercia a função de delegado seccional de Carapicuíba, também na Grande São Paulo. Chahin já foi diretor do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) e titular da 8ª Delegacia Seccional da Capital (São Mateus).

    Dipol
    O atual diretor do Deic, delegado Gaetano Vergine, assumirá o Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol). O delegado já chefiou a Corregedoria Geral da Polícia Civil e foi titular a Divisão de Crimes contra o Patrimônio, do Deic, onde esteve à frente de importantes investigações, como a recuperação das obras do Masp e da Pinacoteca.

    Deic
    Atual titular da 5ª Delegacia Seccional da Capital (Leste), o delegado Nelson Silveira Guimarães assume o Deic. Guimarães já dirigiu o Demacro e atuou no DHPP.

    Denarc
    O delegado Wagner Giudice chefiará o Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc). Ele construiu boa parte de sua carreira na Divisão Antissequestro do Deic. Atuou em casos de grande repercussão, como os sequestros do publicitário Washington Olivetto e da filha do empresário Silvio Santos, Patrícia Abravanel. Em dezembro do ano passado, a equipe chefiada por Giudice ministrou curso antissequestro para a Polícia Federal.

    Delegacia Geral Adjunta (DGPad)
    Pela primeira vez, uma mulher assume o cargo de delegada-geral adjunta. Ana Paula Batista Ramalho Soares já foi diretora do Departamento de Análise e Planejamento (DAP) da Polícia Civil, e atuava como delegada divisionária do Demacro.

    Acadepol
    Marco Antonio Martins Ribeiro Campos deixa a chefia da Assistência Policial Civil da Secretaria da Segurança Pública e assume a Academia de Polícia Civil (Acadepol). Com mais de 50 anos de carreira na polícia, Campos já dirigiu o Denarc.

    Assistência Policial Civil
    O delegado Nelson Rodrigues, que atuava na Assessoria para Assuntos Prisionais da Secretaria da Segurança Pública, comandará a Assistência Policial Civil.

    DHPP
    Delegado-geral de polícia entre 1999 e 2007, Marco Antônio Desgualdo foi mantido pelo novo delegado-geral, Marcos Carneiro Lima. Desgualdo continuará no comando do DHPP, assumido em agosto de 2009. Antes de chefiar o departamento, ele foi diretor do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). Desgualdo também havia chefiado o DHPP de 1996 a 1999.

    Dird
    Chefe do Departamento de Identificação e Registros Diversos (Dird) desde janeiro de 2010, o delegado Elson Alexandre Sayão continuará no cargo, a pedido do delegado-geral Marcos Carneiro Lima. Sayão foi diretor do Demacro de setembro de 2007 até receber o convite. Antes disso, exercia a função de delegado-geral adjunto.

    DPPC
    O delegado Dejar Gomes Neto, diretor do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) desde sua criação, em meio de 2009, continua no cargo. Antes, foi titular da 1ª Delegacia Seccional (Centro).

    DAP
    Luiz Maurício Souza Blazeck é outro delegado mantido em seu posto pelo delegado-geral, continuando à frente do Departamento de Análise e Planejamento (DAP) da Polícia Civil. Blazeck também atuou como divisionário do DHPP.

    Corregedoria
    A atual corregedora da Polícia Civil, Maria Inês Trefiglio Valente, foi mantida pelo secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, no cargo desde março de 2009. Em 2008, assumiu a Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), onde ficou até receber o convite para assumir a Corregedoria Geral da Polícia Civil.

    Deinters
    O delegado-geral informou que manterá os nove diretores dos Departamentos de Polícia Judiciária do Interior (Deinter).

    Assessoria de Imprensa da Secretaria da Segurança Pública

  3. Aconteceu tudo como a rádio peão estava informando. Não era novidade pra ninguém. Mas confesso que não botava uma fé que o Dr. Nelson ia pro DEIC.

  4. TÔ MUIOT PREOCUPADO COM MOGI.LA GUÉM SABE QUEM O DR YUESSF VAI POR AQUI NESSAM … DE CIDADE? O ROQUEIRONOC TINUA FALANDO QUE VAI EMBORA. DIFICIO É SABER QUEM É QUE VAI QUERER ESSE ARTSTE.

  5. A única informação precisa que eu tenho que é o Dr. Marco Antonio Pereira Novaes de Paula Santos (Dr. Marquinho) assume a Delsecpol de Guarulhos e o Dr. Carrasco assume Carapicuíba.

  6. GENTEM O DETRAM JÁ ESTÁ SEM IDRETOR? UÉ NÃO L AIEVAR 60 DIAS PARA MUDAR DE SECRETARIA? ESSE DR TOLEDO NÃO É FRACO NÃO JÁ RESREVOU SUA CADEIRINHA AGORA, DEPOIS IA ACABAR NA NASA, MUITO INTEEGILNTE. SERÁ QUE OS DIRETORES DE CIRETRAN JÁ VÃO SE MANDAR TAMBÉM SEM PASSAR O CARGO PARA A PROXIMA SECRETARIA? QUEM VAI FICAR NAS CIRETRANS A´TE LÁ? MISTÉRIO.

  7. Tô sabendo que o Pinto esteve em Guarulhos há alguns dias e ficou horrorizado com o que viu.
    Tem DP que possui paredes feitas de madeira, parecedo alojamento de peão de obra.
    Dr. Marquinho, o Sr. tá fu……, vai ter que trabalhar muito pra consertar aquela seccional.
    Parabéns e boa sorte a todos.

  8. A “tchurma” do Dr.Marco é firmeza? Quantos vem para cá? alguem sabe? OS CHEFES QUEREM SABER!

  9. Ficou horrorizado com o que viu e fez o que, como Secretário de Segurança?

  10. DELTA UNO – ORIGINAL: Determinou a mudança do Delpol Seccional.

    GUARUPOL: O Dr. Marquinho e sua equipe são firmeza. Por onde passaram só deixaram amigos. Não deverão ir muitos. Conheço bem o Geraldinho, o Alonso, a Sueli e o Juarez que é o chefe dos escribas. São trabalhadores e muito legais, vocês vão gostar. Ah, outra qualidade, são festeiros pra caramba, todo mês tem bolo e cachorro quente pros aniversariantes. Participa todo mundo das festinhas, até as faxineiras. São muito simples, sem frescura e gostam muito de trabalhar. O Geraldo, assim que chegar aí, já vai arrumar esses Distritos, pode acreditar.

  11. DELTA:

    Não gosto de generalizar, até pelo fato de que toda generalização acaba sendo criminosa, mas voltando ao assunto:

    Desgualdo – operacional

    Jordão – bacharel sem profissão definida

    Maurício – operacional

    Domingos – operacional tipo “Nerd”

    Carneiro – “perfil operacional “, entende ?

    Uai, olhado de um só lado – de perfil – eu continuo cabeludo e bonitinho.

    O Carneiro – de lado e de lonje – parece um cabra fodidão…Mas perto das câmeras é um rapaz educado.

    Natu Nobulis sou eu: SEM EIRA, NEM BEIRA…

    Ele é nobílissimo: parentela do Procurador Geral e Secretário de Justiça Ronoel Carneiro com o Delpol Camargo Lima? ( para nós, tristes lembranças ).

    Pergunto: quem, nos anos 60 e 70, foi maçaneta do então Secretário de Justiça , de Segurança e CAMBAL -que adorava a PM?
    PINTO?
    Milagrosamente, todo ajudante de ordens naquele período virou Promotor e até Juiz.

    Enfim, operacional de salão todo mundo se diz…

    De atitude e fé, restam poucos…rs

    E DG exclusivamente por mérito NUNCA HAVEREMOS; NEM VEREMOS.

  12. Não sou nem de perto puxa saco de Delpol mesmo pq ” SE DELEGADO FOSSE BOM, TINHA PARCEIRO!!!”. Quero ver se o Dr Marcos Carneiro vai ter o mesmo gás que um dia teve no DAS e no DHPP. O cara não é fã de PM, cumpriu e acompanhou um madado de busca dentro de uma CIA da PM na zona Norte, sei de canas no DAS de estourar cativeiros junto com as equipes e não era atrás da vtr.
    Espero que de certo que volte nossa credibilidade, sei que curriculum não adianta de nada, já tivemos DGs que enquanto o pau quebrava tomava um chazinho com o governador…e era OPERACIONAL.rsr
    Vamos aguardar…

  13. KKKKKKKK
    escutei dizer que o Abdalla volta pra Mogi

  14. Dr. Guerra, tive aula de gerenciamento de crise com o Dr. Carneiro na academia. Era um professor sensacional, uma pessoa educada e um homem culto sem ser arrogante. Indicou alguns livros para turma ler, tais como: “O Processo” de Franz Kafka, “O Estrangeiro” de Albert Camus e “Crime e Castigo” de Dostoievski. Tinha ideias muito originais a respeito da polícia e sempre falava dos erros cometidos. Uma pessoa que marcou muito a nossa turma na academia, sempre gentil com todo mundo.

  15. E o Dr. Guerra, para onde vai? Será que terá alguma cadeira o esperando?

  16. TEM… A CADEIRA ELETRICA, RSRSRSR, BRINCADEIRINHA DR. É QUE A GENTE SABE QUE CADEIRA ESTOFADA DE ENCOSTO ALTO É SÓ PARA OS AMIGOS E OS AMIGOS DOS AMIGOS. E PELO QUE ME CONSTA O DR NÃO FAZ PARTE DOS AMIGOS NEM DOS AMIGOS DOS AMIGOS. TÔEERRADO DR.?

  17. FINALMENTE, O REINADO ACABOU!!!!!!!!
    CONFIRMADO, AQUI PELOS CORREDORES DO DIRD.
    CAIU O DR. SEQUEIRA, SAIU DO IIRGD
    ESPERO QUE TAMBEM NÃO VENHA PRA CÁ PRO DIRD

  18. PARA O INDIGNAÇÃO TOTAL….
    Vc tá de brincadeira, pergunta na cidade de são bernardo quantos amigos esse tal de geraldo deixou, não mente para os colegas, cuidado quem perguntou, ele é o cara kkkkk de pau.

Os comentários estão desativados.