Pelé faz visita surpresa e homenageia campeão paulista de 1935…O Rei e Mário Pereira, que tem 95 anos de idade, ainda posaram para uma foto especial com a bola usada na final do Campeonato Paulista de 1935, na qual os santistas bateram o Corinthians, por 2 a 0, no Parque São Jorge… 17

Pelé faz visita surpresa e homenageia campeão paulista de 1935
21 de janeiro de 2011 15h41 atualizado às 16h51

Visita marca encontro de gerações santista. Mário Pereira, de 95 anos, e Pelé, ídolo nos anos 50, 60 e 70. Foto: Carolina Rodrigues/ Santos FC/DivulgaçãoEm encontro de gerações, Pelé e Mário Pereira visitam Memorial do Santos
Foto: Carolina Rodrigues/ Santos FC/Divulgação

O Santos recebeu uma visita mais do que especial nesta sexta-feira. Maior ídolo da agremiação santista, Pelé esteve no Memorial das Conquistas, localizado na Vila Belmiro, ao lado do ex-meia Mário Pereira, um dos integrantes do primeiro time do clube campeão paulista, em 1935.

A visita surpreendeu as pessoas que estavam presentes no Memorial das Conquistas. Encantados com a presença de Pelé, vários torcedores o pararam para tirar fotos e pedir autógrafos.

Juntos, Pelé e Mário Pereira, que tem 95 anos de idade, ainda posaram para uma foto especial com a bola usada na final do Campeonato Paulista de 1935, na qual os santistas bateram o Corinthians, por 2 a 0, no Parque São Jorge, para erguer o primeiro título estadual de sua história

Corregedor diz que delegado que agrediu cadeirante em SP pode até ser demitido 100

Publicada em 21/01/2011 às 08h18m

Bom Dia São Paulo, O Globo

O advogado Anatole Magalhães que foi agredido pelo delegado - Reprodução TV Globo

SÃO PAULO – O Corregedor da Polícia Civil de São José dos Campos, em São Paulo, Antônio Álvaro Sá, disse nesta quinta-feira que se ficar comprovada a culpa do delegado Damasio Marino, acusado de agredir um cadeirante, o policial pode ser demitido da corporação. O delegado do 6º Distrito Policial de São José dos Campos já foi afastado do cargo pela Secretaria de Segurança Pública até o final das investigações e teve sua arma recolhida. Nesta quinta-feira, ele foi ouvido na sede da Corregedoria.

– O processo administrativo, concluindo pela culpa, pela comprovação da transgressão disciplinar, ele [o delegado] está sujeito sim a uma pena de demissão – explicou o corregedor da Polícia Civil.

Um processo administrativo foi instaurado e o policial pode responder por lesão corporal dolosa.

– A Lei Orgânica da Polícia Civil prevê que em casos de grande repercussão e emprego de violência, medidas preventivas sejam tomadas -explicou Antônio Álvaro Sá, corregedor da Polícia Civil.

No depoimento, o delegado admitiu ter dado tapas no advogado Anatole Anatole Morandini, de 35 anos, durante uma briga em frente a um cartório da cidade. O advogado diz que foi chamar a atenção do delegado, que havia estacionado seu veículo numa vaga destinada a deficientes, e acabou sendo agredido. O policial negou no depoimento ter apontado o revólver e agredido o deficiente físico com a arma.

– Damásio dirigiu-se ao cartório de São José dos Campos para acompanhar a noiva que está grávida de quatro meses. Entrou no carro, abriu o vidro e levou uma cusparada no rosto, mas ele não utilizou arma em momento algum contra este advogado. Deu dois tapas no rosto – explicou o advogado do policial, Luiz Antônio Silva.

O advogado conta outra versão:

– Ele sacou uma arma e perguntou se eu queria morrer. No momento, não sabia que ele era policial. As pessoas que passavam pela rua saíram correndo – contou o advogado.

Testemunhas disseram ter visto o policial apontando a arma para o cadeirante, que ficou ferido no rosto, na cabeça e mostrou o sangue que ficou em sua camiseta após as agressões

O advogado ficou paraplégico ao ser baleado na coluna em um assalto há 17 anos.

Após o depoimento, o delegado saiu da sede da Corregedoria da Polícia Civil na cidade sem falar com a imprensa

VERDADE LUCINHA, AINDA HÁ MUITA INJUSTIÇA NA CORREGEDORIA…MAS – POSSO AFIRMAR PUBLICAMENTE – PARA CADA CORREGEDOR ARBITRÁRIO QUE NOS PREJUDICOU, OUTROS QUATRO SÓ NOS AJUDARAM…ASSIM – FALANDO POR MIM – NÃO POSSO DIZER QUE O DESMANDO SEJA GENERALIZADO 17

Enviado em 21/01/2011 às 10:05- LUCINHA

Dr. Guerra

Fato como o seu é comum a autoridades policiais honestas que não geram lucros.
Na Corregepol o delegado teve diarréia e limpou-se com folhas da CF e do CPC.
Como não bastasse cerceou o direito a ampla defesa e contraditório, bem como, o princípio da proporcionalidade, da razoabilidade, da igualdade, dentre outros de um escrivão de polícia. Inverteu o tramite do devido processo legal ouvindo a testemunha de acusação depois da defesa escrita do averiguado, numa intenção clara de prejudicá-lo por puro corporativismo à classe.

Se fosse com outro delegado ou outro corrupto valoros$$$o o corregedor teria essa mesma atitude??? Como pode ouvir uma testemunha de acusação, dispensada anteriormente, por escrito após defesa escrita do averiguado??? Como o averiguado poderia defender-se do que não fora dito antes??? Como pode o delegado corregedor não anexar provas que inocentariam o funcionário???

SSP, DG e DELEGADA MARIA INES, é assim que funciona a Corregepol??? Quais os objetivos que são obscuros??? Quais os requisitos para engavetar e desengavetar investigações e denúncias???

Dr. Guerra peço que publique isso, pois, assim como no seu caso, contínuam os desmandos, os apadrinhamentos, o corporativismo, dentre outros objetivos alheios ao nosso conhecimento, prova disso são as nomeações de grandes corruptos e velhos conhecidos para cadeiras valorosas$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

ASSIM NUNCA FUNCIONARÁ: Como não dá para fazer milagre, o novo chefe da Divisão de Capturas vai priorizar os procurados por crimes graves, como assassinato, tráfico, sequestro e roubo 42

20/01/2011 19h15 – Atualizado em 20/01/2011 19h50

Divisão de Capturas tem 12 policiais para procurar 152 mil em SP

Delegado Waldomiro Milanesi assumiu nesta quinta (20) a divisão.
Há mandado de prisão em aberto desde dezembro de 1988.

Do G1 SP

imprimir

A Divisão de Capturas de São Paulo tem um novo comando a partir desta quinta-feira (20). A missão do policial que assumiu o setor é reverter um vexame provocado por muitos anos de inoperância. A delegacia está abarrotada com mais de 150 mil ordens de prisão para serem cumpridas.

Entre os procurados então o médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por abuso sexual; o advogado Mizael Bispo de Souza, acusado de agredir e matar a ex-namorada, a advogada Mércia Nakashima; e o estudante Jonathan Domingues, suspeito de espancar jovens homossexuais. São foragidos da Justiça paulista que ficaram conhecidos em todo o Brasil

Mas tem muito mais gente não tão conhecida em São Paulo que também já deveria estar na cadeia por ordem judicial. No estado, existem mais de 152 mil foragidos atualmente. São procurados por todo tipo de crime: assalto, sequestro, tráfico de drogas, assassinato. E ainda existem milhares de casos envolvendo pagamento de pensão alimentícia.

A situação é tão dramática que tem mandado de prisão em aberto desde dezembro de 1988. Um dos casos, por exemplo, trata-se de um homicídio. Ou seja, pela lei, o crime já prescreveu, porque se passaram mais de 20 anos e até agora o acusado não foi preso.

“Realmente, o número acabou me surpreendendo. Não fazia a noção do quadro geral do estado”, declarou o delegado Waldomiro Milanesi. Esta quinta-feira foi o primeiro dia dele no comando da Divisão de Capturas. Está nas mãos dele a missão quase impossível de colocar suspeitos e condenados atrás das grades. Mas onde sobra ordem de prisão, falta investigador. A Divisão de Capturas tem apenas 12 policiais para caçar foragidos na capital e no estado inteiro.

Mas só trazer mais policiais também não adianta. A receita para superar esse vexame depende, na verdade, de um pacote de medidas ousadas. “O que nós precisamos é isso: desburocratizar, informatizar, usar inteligência, usar investigação e efetivamente prender”, disse Milanesi.

Se fosse possível cumprir todas as ordens de prisão pendentes numa tacada só, ia faltar cadeia em São Paulo. A população carcerária praticamente dobraria de tamanho. Como não dá para fazer milagre, o novo chefe da Divisão de Capturas vai priorizar os procurados por crimes graves, como assassinato, tráfico, sequestro e roubo.

“O comprometimento meu é acabar com essa noção de impunidade, fazendo com que as pessoas com mandado de prisão sejam recolhidas à carceragem”, afirmou. A divisão vai promover um mutirão para ir atrás dos casos mais urgentes.

“FLIT SOLUTION” FAZ DOAÇÃO AO ESTADO DO “SISTEMA DE ASSINALAÇÃO PRISIONAL” ( COMO CUMPRIR 150.000 MANDADOS DE PRISÃO RAPIDAMENTE ) 12

EM SEIS MESES 100.000 POLICIAIS PARA CUMPRIMENTO DE 150.000 MANDADOS DE PRISÃO.

Faltará cadeia prá tanta gente.

————- 

Inicialmente desenvolvido empregando-se mapas de bairros e fichários, posteriormente foi informatizado…  

Utilizando-se obsoleto programinha de controle de estoque.

É muito simples, além do registro dos dados constantes nos mandados  de prisão, são cadastrados todos os endereços, pertinentes ao foragido, que se possam levantar desde a rua onde residiu quando criança até o último endereço fornecido.

Atualmente é muito fácil a obtenção de tais dados pregressos. Antes era tudo  colhido na ficha da investigação, nos livros do Escrivão e  do prontuário do inquérito.

Assim, por exemplo, uma equipe em diligência pela Rua Frei Gaspar, Centro, Capital,  poderá rápida e facilmente solicitar o levantamento de todos os mandados de prisão em aberto apontados para aquele logradouro.

Ligação 1276,  Favela da Pedra do Anselmo, idem!  ( o Delega do Canal 7  vai dizer que eu comprava maconha aí )

É como fazer assinalação criminal.

O mapeamento de mandados de prisão, em Delegacias de pequenos bairros, qualquer um é capaz de fazer.

Em todo Estado pode dar algum trabalho e pequeno investimento inicial, mas depois é só meter na cadeia.

Pois o policial de capturas saberá quais os locais em que serão encontrados muitos condenados.

Aliás, vagabundo, de regra, não migra. Dá um tempo e volta à origem.

Também, uma viatura ao se deslocar para um determinado logradouro pode ser imediatamente informada pelo CEPOL dos mandados em aberto naquela via.

Se não der certo: BURROS VOCÊS!

Aliás, porque   acabaram com as DARC ?

Lembrei, para se livrar da escolta de presos.

Agora só criando o DEARC – DEPARTAMENTO ESTADUAL DE  ASSINALAÇÃO, REGISTRO E CAPTURAS.

Frase da Da Década:”…. é mais facil separar dois animais que brigam do que um dragão com duas cabeças pensantes.” 7

Enviado em 21/01/2011 às 0:29

Este TENENTE é um SÁBIO e disse a Frase da Da Década:

”…. é mais facil separar dois animais que brigam do que um dragão com duas cabeças pensantes.”

Dr Guerra esta frase merece ser DESTAQUE no Flit

”… é mais facil separar dois animais que brigam do que um dragão com duas cabeças pensantes.”

queremos o TENENTE como Presidente da ASSOCIAÇÃO !!!!!

”… é mais facil separar dois animais que brigam do que um dragão com duas cabeças pensantes. ”

Parabéns pois conseguiu resumir em uma frase 100 anos de história.