O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Bah! 344

O secretário da Segurança Pública, ao tomar conhecimento das imagens veiculadas pela Rede Bandeirantes de Televisão, relacionadas com operação desenvolvida pela Corregedoria da Polícia Civil em 15 de junho de 2.009, determinou a saída dos delegados de polícia EDUARDO HENRIQUE DE CARVALHO FILHO e GUSTAVO HENRIQUE GONÇALVES, lotados até a presente data na Corregedoria.


O terceiro delegado de polícia que participou da diligência, RENZO SANTI BARBIN, já não mais integra os quadros daquele Departamento.

Determinou ainda a instauração de Processo Administrativo Disciplinar para apurar a responsabilidade funcional de cada um deles, bem como do delegado de polícia EMÍLIO ANTONIO PASCOAL, à época titular da Divisão de Operações Policiais da Corregedoria, que concorreu para o desfecho daquela intervenção policial.

Por fim, determinou a expedição de ofício ao Exmo. Sr. Procurador de Justiça manifestando perplexidade com o requerimento de arquivamento do inquérito policial instaurado por abuso de autoridade, pelo representante do Ministério Público oficiante, à época, junto ao juízo criminal da Vara Distrital de Parelheiros.

http://videos.band.com.br/v_87844_delegados_que_deixaram_ex_escriva_nua_em_revista_serao_afastados.htm

  1. Não entendi.
    O Dr Denis Chiurato, no grupo Delpol PC, afirmou que foi o presidente do IP e que enviou cópia integral do vídeo ao Secretário, na época dos fatos.
    Por que só agora, quando o caso veio a tona, ele resolveu afastar os delegados e pedir providências???
    Será que ele mudou de idéia e agora discorda da Senhora Corregedora, que acha os envolvidos “corajosos e destemidos”???

  2. DEU na BAND AGORA dia 22/02 7:30 declarações do Secretario Pinto afirmando afastar os delegados envolvidos no ESTUPRO da escrivã, saiu tambem declaraçao da senhora corregedora que a band prestou um DESSERVIÇO divulgando aquelas imagens. nesta ato volta para o Faccdioli onde o mesmo afirma que deserviço é a senhora como corregedora e PEDE para o secretario demiti-la do cargo de corregedora!!!!!!!!
    Lembrando que ela ARQUIVOU a investigação contra os delegados e ela já tinha visto o filme!!!!!
    E ai SECRETARIO???????

  3. PELO QUE DEPREENDI, ELES CONDENAM, APENAS E TÃO SOMENTE, A DIVULGAÇÃO DO VÍDEO, MAS, NÃO SEU CONTEÚDO!

  4. A classe de Investigadores de Policia, prestar a honra pela dignidade em que não recuou mediante as pressoes de não exibir as imagens verdadeira, acabando com os excessos, as coações , da tortura psicologicas, contra os homens de bens. Aguardem que a Corro, etra mais supresa, Tia a sua contagem regressiva é questão + – dias. Acabou o terrosismo contra nos os policiais que são verdadeiramente operacionais.

  5. AZEDOU GERAL: ACHO QUE ESSES CARAS SE FUDERAM! A REPERCUSSÃO DO CASO FOI MUITO GRANDE!

  6. Cronologia do óbvio. O Pinto esta se debatendo na tentativa de se segurar. Degolou os dois delegados e até amanhã vai decapitar a tia.
    Fez até estardalhaço achando que o MP foi conivente com a ilegalidade.
    Até o final da semana, tia e secretário já eram.

  7. É… tô começando a desfazer as malas para a Arábia Saudita…

  8. O SECRETÁRIO PINTO SABIA SIM DAS IMAGENS. SÓ ESTÁ FALANDO ESSAS MERDAS AGORA PORQUE O CASO FOI PARAR NA IMPRENSA.
    A TIA SABIA TAMBÉM. E DIZER QUE AQUELES DOIS BOSTAS DE DELEGADOS SÃO CORAJOSOS E DESTEMIDOS É CHAMAR A GENTE DE OTÁRIO.
    PRESTEM ATENÇÃO PARA ONDE VÃO PARAR ESSES DOIS DELEGADOS DA CORRO, ESTUPRADORES. SIM ESTUPRADORES,. PORQUE AQUELAS CENAS SÃO SIM DE UM ESTUPRO..SEUS IGNORANTES..(CORRO) VÃO OLHAR O CODIGO PENAL SEUS IMBECIS.

    E PRA TERMINAR….TIA E PINTO MAIS OS DELEGADOS DA CORRO E MAIS AQUELES IDIOTAS QUE ESTAVAM NA SALA NAQUELE MOMENTO: VÃO TOMAR BEM NO FUNDO DOS VOSSOS CUS. FUIIIII

  9. Oh Pinto, não foi você que trouxe a Corregedoria para debaixo da sua asa, porque ela não era séria?
    Tsc, tsc, tsc, o Pinto não tá enxergando nem embaixo do próprio nariz, (ou não quer enxergar?).
    O Dona Maria pega o seu banquinho, e saia de fininho, e Pinto, vai atras dela que aqui não tem mais lugar para você ciscar (o trouxa ficou perplexo com o ofício do MP, tá bom…)

  10. E a ADPESP continua em silêncio.
    Acorda Marilda. Poderia ter sido com você.

  11. Agora ninguém segura nada. Começou o efeito dominó. Todos os que participaram diretamente ou se omitiram vão começar a dançar.
    O próximo a ser lembrado vai ser o juiz que acatou o pedido de arquivamento do MP.
    A fritura da tia já começou. Até amanhã a noite pede para sair.
    E o Pinto ??? Será que aguenta até o carnaval.

  12. Até que enfim o picolé fez algo de útil, se fosse o chiririco não iria nem dar bola, afinal foi na gestão daquele câncer do psdb que tudo aconteceu

  13. Infelizmente essa denúncia de abuso já vinha ocorrendo a muito tempo, inclusive o caso da escrivã já tinha sido relatado nesse blog. Cade o senhor Rebouças, o senhor Wilkias e demais Presidentes de Asscoiações que ficaram calados diante das barbaridades perpetradas pela corregedoria. Estamos retornando a inquisição. E mo abusos continuam a serem praticados contra os funcionários. Nessa PC, é facil derrubar qualquer funcionário que levante o dedo contra as arbitrariedades praticadas pela Administração. Se fosse um de nós que tivesse feito isso com qualquer cidadã comum, era Rua na certa e o noticiario estaria na Globo. Já deixei de fazer revista em presa, com a suspeita de que ela trazia droga na vagina, mas na dúvida deixei de realizar o exame no IML. Trataram a funcionária como um lixo.

  14. Desserviço ?
    Quem vc pensa que é Dna Maria ?
    Vc é funcionária do estado, e, portanto, recebe seus proventos dos impostos que pago – pontual e religiosamente em dia !
    Se o quintal da repartição pública que vc dirige está uma bagunça, e, está ! – a imprensa tem o dever de fiscalizar e divulgar cumprindo seu papel !
    Sabe porque ?
    Porque por sua causa – omissão na melhor das hipóteses, o estado, terá que pagar uma indenização milionária para a vítima, e, diretamente essa conta será apresentada à mim, contribuinte.
    Então, cumpra suas obrigações de funcionária pública, fiscalize seus funcionários hierárquicos com zelo e rigor, pois, se assim não for, novamente teremos todos que pagar a conta por sua omissão, pois, quem não sabe o que acontece no seu quintal, não pode acusar àquele que tem o direito de fiscalizar de pratica de desserviço.
    E por fim, desserviço fez a senhora e seus incompetentes funcionários, em onerar e envergonhar o Estado de São Paulo e a Polícia Civil do Estado de São Paulo perante o mundo.
    Corriga seu desserviço e com dignidade, peça demissão !

  15. Assisti a cena , um verdadeiro teatro de incompetencia e de horrores.
    As utoridade estavam nervosas e chamaram uma PM e uma GCM para o trabalho. Elas também erraram de apoiar ato tão idiota. Todos devem ser mandados para a rua. Havia outro meio de se chegar ao dinheiro.
    E o Titular hein….
    Não manda nada. Uma vergonha. Rua com todos.
    Pinto neles.

  16. escriba, o mm juiz de direito que arquivou o caso era o mesmo juiz corregedor dos presidios que corria junto com o gaeco e os coxinhas da rota, liberando os presos para as peripercias rocambolescas da mike. caso da castelinho. tem o rabo preso.

  17. Pista de pouso ? Moicano ? Bigodinho ? Triângulo das Bermudas ? Menininha ? Floresta Amazônica ? Não importa o layout, a verdade é que elas controlam o mundo…….

  18. Voces ja notaram que estão nomeando mulheres para cargos tipo bucha.
    É isso mesmo, se não apurar nada é porque é mulher, se for pega porque sabia e nada fez, ripa nelas.
    E como disse a Delegado do Rio (chefona). A policia do rio é a mais corrupta do Brasil. Que que ela fazia que não prendeu todos quando tinha conhecimento.
    Omissa é a palavra.

  19. Uma importante coisa que aprendi ao longo de minha vivência policial – quase trinta e cinco anos – e que busco aplicá-la no meio cotidiano, diz respeito à autoridade moral como requsito imprescindível ao exercício da autoridade pública, em todos seus níveis de poder. Pois a autoridade legal se adquire através de concursos públicos, através de nomeações apadrinhadas e até de eleições, muitas das quais cercadas de crimes, de corrupção e de fraudes.

    Todavia, à autoridade de que deve se revestir o exercício de qualquer função púbnlica, isto não basta!

    Pois, para ela, é necessário um modo coerente, sereno,legalista e intransigente de agir, de ser e de se comportar do agente público, para não se prescindir dos valores fundamentais da cidadania e que não se adquire com a simples nomeação ou posse no cargo público.

    Entretanto, o que mais vemos no cotidiano, é que esse tema não tem merecido a devidam importância aos mais graduados agentes públicos, que a ele somente se reporta em tese, mas desconsiderando-o com enorme facilidade sempre que qualquer situação de conveniência para a consolidação e manutenção do seus cargo se apresenta, não hesitando em favor de seus cúmpices ou apaniguados no aviltamento da função pública!

    E, no caso da nudez dessa escrivã, vez mais, se nota a falta que fez a coêrência, a ética da descência e da correção e a firmeza de caráter à maoiria daqueles que nesse caso tiveram que se manifestar. Pois, do contrário, reprimendas já teriam ocorrido bem lá atrás!

  20. A tia está nas últimas. Estava tão segura de sí e já se descabela culpando a imprensa. A imprensa pode ter divulgado por algum motivo excuso? Mas, se divulgou é por que existia um vídeo do que a tia achou uma ação normal. Segurou na época e agora que a naba está entrando caiu na real e está se dando conta do estrago.
    Tia, até amanhã . Seu último dia de corregedoria. E não se esqueça de levar a sua pá …

  21. O suposto abuso de autoridade de policial civil, tratado na matéria do Jornal da Band, foi apurado, por minha determinação, acatando denúncia do Ministério Público. O inquérito policial – que contêm a íntegra (48 minutos) do vídeo divulgado, foi arquivado por decisão judicial, após manifestação no mesmo sentido feita por 3 promotores de justiça, sendo dois do GAECO.

    A existência deste inquérito desmente as informações dos jornalistas Sandro Barbosa e Ricardo Boechat de que “as imagens estavam ocultadas e a noticia foi escondida pelos superiores”. O jornalismo da Bandeirantes ignorou a fiscalização e a chancela do Ministério Público e do Judiciário sob a ação da Corregedoria. Ignorou a tentativa de policiais femininas de revistarem a escrivã. Ignorou gravações telefônicas com indícios fortes de práticas de crime.

    O noticiário pois desrespeitou principio básico do jornalismo que é ouvir todos os envolvidos. Se assim tivessem agido saberiam de todos os desdobramentos, incluindo a decisão sobre o pretenso abuso de autoridade. Este tipo de matéria somente desestimula o trabalho dos corregedores , impulsionando os que agem na ilegalidade.
    Neste momento, gostaria de enaltecer o empenho, dedicação e bravura dos funcionários do departamento que dirijo na árdua tarefa de combater a corrupção policial , tarefa solitária, extenuante que necessita esforço além do normal e um grande amparo espiritual.

    Maria Inês Trefíglio Valente, corregedora geral da Polícia Civil

  22. E agora “dudu-lobichomen” calça branca!!! Vai trampar onde????? Como você é um para-queda, sua cara era trampar no plantão de algum DP, de preferência da 6ª ou da 8ª Secc. Pode ter certeza que será bem recebido… rsrsrsrsrs. Eu não acredito, com certeza vão encostar ele em algum Departamento até a poeira baixar. Se mandarem este covarde pro DECAP, o Lobichomen pede exoneração!!! Isso é certeza!!!Quem souber pra onde este covarde vai, posta aqui no Flit… Boa sorte dudu, você vai precisar!!!
    P.S. não fica assustado quando você ver um ladrão de verdade, um homicida, um traficante frente a frente com você!!! Essa é a rotina de um Policial de Verdade!!! Não vai fazer xixi na calça, nem chamar pela mamãe, que você vai queimar mais ainda a imagem da Polícia Civil!!!

  23. Operação Pelada: Corregedora-geral é a próxima da lista de exonerações

    February 22 | Posted by Fábio Pannunzio | Direitos humanos, Manchetes, Notícias, Segurança Tags: corregedoria, direito humanos, escrivã, exoneração, Operação Pelada, Trefiglio

    Trefiglio: se ela não ligar pedindo a conta, o Secretário liga para ela.
    A situação da Corregedora-Geral da Polícia São Paulo é crítica. A saída dela deve ser anunciada nas próximas horas, segundo uma fonte da Secretaria de Segurança Pública. Maria Inês Trefiglio causou embaraços ao Palácio dos Bandeirantes e à cúpula da Polícia Civil ao apoiar e elogiar a ação truculenta da turma de delegados que algemou, despiu e humilhou uma escrivã acusada de concussão nas dependências da delegacia de Parelheiros, na Zona Sul de São Paulo. “Ou ela sai a pedido, ou saímos com ela”, afirmou um dos integrantes da cúpula da Segurança no Estado.

    A postura de Trefiglio causou revolta e indignação em todas as categorias da Polícia Civil. Ela chegou a afirmar ao repórter Sandro Barboza, da Rede Bandeirantes, que ” reportagens como essa só servem para desestimular o trabalho sério feito pelos bons policiais”. A censura da Corregedora-Geral tinha como alvo a divulgação das imagens da prisão em flagrante de V.S.L.F., feita em primeira mão pelo Blog do Pannunzio e pela TV Bandeirantes. De acordo com assessores dela, o comportamento dos policiais, afastados no começo da noite desta segunda-feira, foi “honrado e corajoso”.

    A opinião diverge frontalmente da que foi manifestada pelo Secretário de Segurança Antônio Ferreira Pinto. Embora não tenha feito referências diretas à atuação da Corregedora, ele manifestou, em nota oficial, “perplexidade com o requerimento de arquivamento do inquérito policial instaurado por abuso de autoridade pelo representante do Ministério Público oficiante” – um recado claro do descontentamento do governo paulista com todos os que conspiraram para que os delegados permanecesem impunes.

    Sob a coordenação de Maria Inês Trefiglio, a Corregedoria cerceou a defesa da escrivã e impediu que o video com as sevícias contra a escrivã até que fosse divulgado, na última sexta-feira, Blog do Pannunzio e pela Band.

    Conhecida como “honesta”, “inflexível” e “durona”, Trefiglio vai cair por seu exacerbado corporativismo. Ela não teria informado seus superiores da existência do video, que circulou abertamente pelos computadores da Corregedoria enquanto seus funcionários zombavam dos detalhes anatômicos e dos gritos de socorro de V.S.L.F.

    http://www.pannunzio.com.br/?p=7148

  24. Caro Dr Guerra esse fato da escrivã é mais um fruto da gestão nazi-fascista do SSP, os ϟ ϟ em alfabeto rúnico de Schutzstaffel,se puder publique no Blog a grafia ϟ ϟP
    Peça a eles para explicarem a diferença de tratamento dada ao caso do delegado que agride ao cadeirante em S J dos Campos e desses delegados da Corregedoria. O caso dos últimos é muito mais grave pois se trata de crime de tortura na modalidade de constranger fisica e moralmente para obter informação. Quando a Gestapo do Sr secretario trata policiais desse jeito como se espera que tratem as populações marginalizadas da periferia. O fato não é caso isolado e fruto da psicopatia do Divisiorario ou dos delegados da DOP, é sim politica de Estado instalada na secretaria a partir da gestão do Fhurer Pinto e se liga as agressões perpetradas contra os estudantes na Av Paulista ( o PM disparando a espingarda com sanha assassina) e aos vereadores e ao extermínio de moradores na periferia ( inclusive por estrangulamento na frente da mãe). Basta!!!

  25. Saudações aos Drs.responsáveis pela ADPESP
    A respeito do lamentável acontecimento tão divulgado na mídia sobre o caso da ex escrivã do 25 DP, qual a posição dos Srs.?
    Não seria interessante ao menos uma nota no site revelando vossas opiniões? Ou novamente o corporativismo falará mais alto?
    Uma associação tão ativa como esta não pode silenciar nesta hora
    Gratos

  26. Salve a todos os irmão. É nois na fita, mano. Quero nessa oportunidade, dar um salve a tudo os poliças corruptos de Sampa e de primeiro para os policia civil da cidade. Também que todos os pilotos conversem com a torres para saber se há algum luto. Unidos venderemos, quer dizer, venceremos. É isso mesmo família, bom dia pra nóis e pra eles também. São nossos irmãos por que tem as mesma idéia que nóis pra levantar uma grana na moral. São do patrimônio legal e tem consiência dos problema. E também quero falar que tem gente atrapalhando e não quer deixar nossos irmãos da pulicia também trabalharem nos seus ganha pão, pegando umas notinha aqui e alí, sem nóia, na moral. São tudo irmãos que também está no sofrimento como nóis. Tamo junto. A todos os manos e também as mina, chegou a hora de nóis aproveita a cagada que os delegado da Corregedroia fizeram lá em Parelheiros, por sinal um local onde tem irmãos para quem também mando um salve. Toda a população em alerta. Um por todos e todos por um.
    É melzinho na chupeta essa chance que tá caindo pra nóis assim de pode pedi que sejam mandado embora uns par de negos e negas que só atrapalham a vida da gente. Fica ligado que dois já foram mais tem mais gente ainda que tem que se escafeder. Lealdade, respeito, e solidariedade acima de tudo.
    Os irmão da puliça nem pode mais robá em pais que os home da corregedoria vem querer prende. E tão perdendo o respeito por que além de prende querem revista a gente, a casa da gente, o carro da gente e se deixá até as mina da gente vai tê que mostrá a periquita em reda nacional. Salve ai pra irmandade que sempre nos fortaleçe. É nois, mano. Sempre na amizade e respeito que nos forma. Tamo junto. Nossa união já causou a demissão dos dois delegado que incomodava demais, por que esses aí queriam prender os manos e não respeita as mina. Não sabe conversá nem deixar as coisas pra lá. Até parece que não gostam de dinhero. Aqui também um salve pra mina que só queria levantá um troco e teve que devolve na marra as quatro onça que estava já quentinhas na calcinha. Que essa desgraça venha mudar sua vida e leve pra uma coisa melhor que essa policia que não respeita voce e nem deixa voce tomar um troco na moral, por que dinheiro de vagabundo tá dando sopa mesmo, é pra pegá. Se a Gese conseguiu voce também vai conseguir, tenha fé e aceite esse nosso salve. É nois, mina. Legal seu cabelo. No bom sentido, é claro.
    Não dá pra entende como tem gente que é poliça também e não deixa prá lá e ficar tudo por isso mesmo. Não dá pra enten´ê como tem gente que gosta de ficar pegando no pé de quem está tranquilo só pegando grana de mala, não mexendo com ninguém bacana. Os poliças são tudo de uma família e não podem ficar ai investigando uns os outros que parece que são mais policia. A mina é legal, gostei do jeito dela peitar os delegado, feiz tudo direitinho até chamou o chefe pra carteá. Um escandalo que nem muié de mala não faria melhor. Afinal, o que são R$200,00 né.
    Com este salve, que os mano fiquem livres e que os bons tempos possam voltar entre nós e a Corregedoria continue a fazer um trabalho de orientação, mostrando os nossos erros e avisando antes de dar as canas. Quem sabe tomá umas cervejinha com nois la nos boteco. Salve toda a irmandade na união que nos fortalece.

  27. NOTA DRª MARIA INÊS – 19/02

    O suposto abuso de autoridade de policial civil, tratado na matéria do Jornal da Band, foi apurado, por minha determinação, acatando denúncia do Ministério Público. O inquérito policial – que contêm a íntegra (48 minutos) do vídeo divulgado, foi arquivado por decisão judicial, após manifestação no mesmo sentido feita por 3 promotores de justiça, sendo dois do GAECO.

    A existência deste inquérito desmente as informações dos jornalistas Sandro Barbosa e Ricardo Boechat de que “as imagens estavam ocultadas e a noticia foi escondida pelos superiores”. O jornalismo da Bandeirantes ignorou a fiscalização e a chancela do Ministério Público e do Judiciário sob a ação da Corregedoria. Ignorou a tentativa de policiais femininas de revistarem a escrivã. Ignorou gravações telefônicas com indícios fortes de práticas de crime.

    O noticiário pois desrespeitou principio básico do jornalismo que é ouvir todos os envolvidos. Se assim tivessem agido saberiam de todos os desdobramentos, incluindo a decisão sobre o pretenso abuso de autoridade. Este tipo de matéria somente desestimula o trabalho dos corregedores , impulsionando os que agem na ilegalidade.
    Neste momento, gostaria de enaltecer o empenho, dedicação e bravura dos funcionários do departamento que dirijo na árdua tarefa de combater a corrupção policial , tarefa solitária, extenuante que necessita esforço além do normal e um grande AMPARO ESPIRITUAL.

    Maria Inês Trefíglio Valente, corregedora geral da Polícia Civil

  28. Sr Administrador,

    Se depender do governador,do secretário,apenas o afastamento dos dois “tidos”como delegados,bastará.
    Eles vão fazer, como sempre,discursos vazios , vão esperar um outro escândalo,e deixar tudo correr solto.

    Não temos um governo transparente, que faça valer os princípios constitucionais, temos é muito “trololó”.

    Certa de que, só serão exemplarmente punidos se autoridades de todo Brasil,se manifestarem de maneira incessante ,é que alguma providência será tomada.
    E ainda assim,o Governador , manterá sua aparente calma, dizendo que a Dra Corregedora permanece, o Secretário também, e quanto ao judiciário e à promotoria nada será feito como sempre.

    Em São paulo, a constituição foi rasgada, espero uma
    manifestação da OAB_Brasil, exigindo providências no sentido de que todos os envolvidos sejam punidos,processados e percam seus cargos,sejam de confiança ou concursados.
    Caso isso não ocorra,será a demonstração do nosso Governador , que São Paulo,não respeita a Carta Magna,
    nem sequer pertence a este País.

    Em resumo,não acredito,na força da imprensa escrita e falada,não acredito em nada que não venha do governo Federal,que se mostra tímido em relação a esse fato e
    a tantos outros desmandos ocorridos nesta terra de ninguém.

    Insistam na exoneração do Secretário,na punição rigorosa da Delegada Maria Inês,e na demissão dos autores deste procedimento abjeto.E que sejam revistos todos os processos em andamento, os arquivados,e as demissões efetuadas no período tido popularmente como via rápida, de que tanto se orgulham os PSDBistas.

    Dignidade já.!!!!!

  29. A TIA TAMBEM TEM QUE SER PENALIZADA NA FORMA DA LEI, RUA, RUA, RUA!!!!!!!
    O PINTO TAMBEM, RUA. RUA, RUA !!!!

  30. E agora “dudu-lobichomen” calça branca!!! Vai trampar onde????? Como você é um para-queda, sua cara era trampar no plantão de algum DP, de preferência da 6ª ou da 8ª Secc. Pode ter certeza que será bem recebido… rsrsrsrsrs. Eu não acredito, com certeza vão encostar ele em algum Departamento até a poeira baixar. Se mandarem este covarde pro DECAP, o Lobichomen pede exoneração!!! Isso é certeza!!!Quem souber pra onde este covarde vai, posta aqui no Flit… Boa sorte dudu, você vai precisar!!!
    P.S. dudu, não fica assustado quando você ver um ladrão de verdade, um homicida, um traficante frente a frente com você!!! Essa é a rotina de um Policial de Verdade!!! Não vai fazer xixi na calça, nem chamar pela mamãe, que você vai queimar de novo e mais ainda a imagem da Polícia Civil!!!

  31. Um erro não justifica o outro. Tirar as vestes da Escrivã a força, mesmo que ela tenha sido reticente em se submeter a revista por policiais femininas, não justifica a atitude dos Delegados.

  32. Se o Secretário cair, e o PSDB quiser pacificar a Polícia Civil e a PM, coloque ou um especialista na área que trabalha com Segurança Pública ou na pior das hipóteses um Advogado no cargo. Chega de Promotor e ex-Promotor.

  33. Bom, nem sei o que comentar, são tantas coisas.
    Parece que na corregedoria, MP, SSP e executivo só tem acéfalos.

    Se analisar a atitude dos corregedores, a declaração da Maria Inês, o sr. Pinto que nesse momento está mais para ovo e o governador do estado que viu gravidade apenas na divulgação do vídeo é demais.

    Não é à-toa que mesmo com a apresentação das provas materiais de que houve fraude no IP-08 a corregedoria faz chacota e o MP não toma nenhuma atitude.

    Silva,
    http://fraudes.xp3.biz

  34. DR GUERRA,

    DEVEMOS INSISTIR EM PUNIÇÃO EXEMPLAR PARA TODOS,OU SEJA DEMISSÃO A BEM DO SERVIÇO PÚBLICO,FOI UM CRIME GRAVE E DE REPERCUSSÃO,UM ATENTADO À CONSTITUIÇÃO, EM QUE TODOS CONCORRERAM DIRETA OU INDIRETAMENTE.
    ASSIM ESSE AFASTAMENTO, DE UNS,NO MEU ENTENDER É APENAS UM CALA BOCA ,PARA SOCIEDADE.
    ESTAMOS DESACREDITADOS ,SEM MORAL, SEM DIGNIDADE, E ESSA ATITUDE MEIA BOCA DO GOVERNO ,NOS DEIXA EM PIOR ESTADO.E NÃO FALO DA POLÍCIA E SIM DO ESTADO DE SÃO PAULO, QUE VIROU PALCO PARA IMPUNIDADES SEJAM DE ORDEM POLÍTICA, JURÍDICA,POLICIAL, SOCIAL E MORAL.

  35. Olá Suely ! Sempre leio seus comentarios sempre muito bem colocados e vejo que é uma pessoa bem `inteirada` rs. Poderia me responder se a Dra. corregedora foi Coordenadora das Delegacias de Defesa da Mulher ? Ironia do destino nao é mesmo amiga!

  36. Uma dica:

    Disquem 100 e contem suas histórias de abuso de autoridade e de Assédio Moral.

    A ministra Maria do Rosário colou-se à disposição.

  37. qUERIDO JUAN-50,

    NÃO PODEMOS ACEITAR QUE NOS DÊEM OUTRO “PASSA-MOLEQUE”,
    NUNCA ESCREVO EM CAIXA-ALTA,MAS O TENHO FEITO,TANTA É MINHA INDIGNAÇÃO,E TENHO MANDADO CÓPIAS DE TODOS OS ARTIGOS INCLUSIVE PARA A EUROPA,ALÉM DOS BLOGS QUE FREQÜENTO.NOS OMITIR,SERIA TÃO GRAVE QUANTO O QUE ELES ESTÃO FAZENDO.E PENSAR QUE ESTÃO NOS MONITORANDO, COM QUE MORAL?
    VOCÊ SEMPRE CONTRIBUI,E MUITO NESSA LUTA ,POR UM ESTADO DIGNO,NÃO APENAS PARA OS POLICIAIS COMO PARA TODA SOCIEDADE.

    TRUE 13,

    PELO QUE SEI,FOI PROFESSORA EM CAMPINAS,ANTES DE SE
    PRESTAR CONCURSO PARA A PC,LUTOU SIM PELOS DIREITOS DA MULHER, TEVE UMA PÉSSIMA ATUAÇÃO NO CASO DO METRO,E AGORA MOSTRA SUA VERDADEIRA FACE.LAMENTÁVEL, NÃO É?

  38. Oh meu “querido Dr. Pinto”.
    Não se faça de desentendido, de ignorante, a CORREGEDORIA está subordinada diretamente ao senhor, ou seja, retrato de sua administração, ela apenas exterioriza o seu ego, ou melhor, a personalidade do seu mandante. Se assim não fosse, tais policiais não agiriam dessa forma tão vil e covarde. Não só o senhor, mas o governo do Estado, já, de longa data, vem tratando os policiais sem o mínimo de respeito e dignidade. Senhor secretário, não são poucos os policiais que, com dezenas de anos de bons serviços prestados à sociedade ao menor deslize, ou indício da prática de atos ilícitos, são condenados antecipadamente pela Corro, afastando-os e colocando-os no exercício de serviços burocráticos, pior, lhes tiram suas armas (ferramenta de trabalho), expondo-os ao risco de morte, inclusive de seus familiares, privando-os de se defenderem de indivíduos, quiçá, preso pelos próprios policiais, mercê de seu oficio. Se vocês acham que policial respondendo a Processo Administrativo devem exercer função burocrática, vá lá, eles até preferem, mas tirar suas armas…privar-lhes de defesa de suas vidas é revoltante, pois se dependerem de RESPALDO, VALORIZAÇÃO E MOTIVAÇÃO, dessa administração pra prenderem marginais…, a população continuará como está, FERRADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, ABANDONADAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.
    Já não é de agora, que a polícia PAROU, por falta de RESPEITO e AUTONOMIA FUNCIONAL. E sabe por que senhores, o governo não lhes dá autonomia funcional. Se tivessem a mesma autonomia que a Policia Federal, os primeiros a serem presos, seriam a cúpula dos três poderes, ou vocês acham que alguém da sociedade acredita que vocês são santos?????.
    Deixo para a sociedade a pergunta que não quer calar, para que todos façam uma reflexão. Qual a diferença entre a atitude da policial surpreendida com R$200,00 na calcinha, ou a do Chefe Maior da Polícia (Governador) em ser comprado, ser pago, ser venal, antes mesmo de assumir o cargo, no momento em que aceita dinheiro de particulares(somente de alguns empresários amigos do rei) , para usar em sua campanha política??????
    Ora meus amigos, ao meu ver, tal atitude em nada difere do crime de corrupção, , porém, nossos mandatários, falsos moralistas, ficam se vangloriando, batendo e estufando o peito pra dizer que estão prestando um serviço de utilidade pública prendendo e humilhando pobres coitados desapadrinhados, quando na verdade, fazem isso pra desviar a atenção deles próprios, de suas próprias atitudes espúrias.

  39. Tres dias que abalaram a PC de Sâo Paulo. E foram de perto acompanhados pelo Flit, com mais de cem mil acessos e milhares de comentários. Mostrando também capacidade de mobilização. Tímida ainda, mas existiu. Não se começa uma caminhada sem dar o primeiro passo. e nós demos esse passo.
    Recado para a Tia. Deixa de ser arrogante.
    Tão tá mais com essa bola toda. O pInto tá balançando e seu pescoço também.
    Não pense que tem poder para dar o caso como encerrado. Roma locuta, causa finita.
    Só que Marina Ines não é o papa. À essas alturas não é mais nada. Pecou pela arrogãncia e sentimento de que por ser honesta podia atropelar tudo.
    A tia está indo, pessoal.
    Até a noite já era……
    Corre corre dos apadrinhados e chora chora dos que ganharam cargos mais por amizade do que por competencia.
    A competência dos meninos da tia nós já conhecemos.
    Um pouco de humildade não faz mal a ninguém

  40. VERGONHOSO….Nossa corrgedoria mostrou o quão covardes são, hipócritas. Primeiro um flagrante preparado, depois abuso de autoridade, depois tortura e depois estupro…isso é pouco…Para se ter uma idéia para revista mulher d epreso em Penitenciária ela tem que ser levada ao ginecologista e conforme decis”ao do STF se ela não concordar com esse ato vexatório o flagrante é nmulo porque as provas foram colhidas por meios ilícitos…Agora com policiais isso é possível…esess fdps não podem continuar ….esses queria que pegassem as mães, irmas e filhas desses filhos da puta da corró e as submetessem a um ato vexatório desses….se a escrivã cometeu um crime eles cometeram vários e muito piores do que ela havia cometido….quer dizer que para combater o crime agora nós devemos sair por aí baixando a calça da mulherada, intimidando, torturando…. A CORREGEDORIA NADA MAIS É DO QUE A INQUISIÇÃO.

  41. Sr. Secretário Pinto.
    Todos sabemos o ódio que o Sr. sente dos policiais civis.
    Quantos de nós, a Tia, com o aval do Sr., não foram para a rua injustamente. Mas a grande ironia é saber que graças a uma merda feita por um policia civil é que o Sr. poderá perder o cargo.
    Sabemos tbém que o Sr. não é da pá do Alckmin, ele teve que engoli-lo graças a estatísticas falsas às vésperas das eleições, e talvez seja essa a oportunidade dele tira-lo do cargo. Q assim seja!!!

  42. Essa conversa de que o pinto não sabia, que fulano não sabia do video é uma balela.
    Num caso como esse, ou em outros casos que repercutam na mídia, quem faz o BO tem que avisar imediatamente seu superior, e este avisa o imediato superior, e assim sucessivamente até a chegada da notícia ao DG e claro ao secretário.
    Portanto, todos sabiam, é a praxe.
    E para quem não cumpra a praxe é RIPA na certa.

  43. Essa Maria Ines foi longe demais ao defender esses boçais, uma completa despreparada, que sequer conhece as leis.
    FORA DONA MARIA
    FORA PINTO DESPREPARADO

  44. Neste caso há duas situações: A primeira é que o eventual crime de “exigir vantagem” por parte da escrivã já estava consumado, momento em que exigiu a vantagem. A busca foi mero exaurimento deste. Assim os que defendem a dignidade da escrivã, devem, também pedir seriedade na investigação do crime por ela praticado, porque esta conduta mancha a PC/SP. Estão esquecendo do crime, e preservando a dignidade de quem s.m.j. colocou a própria dignidade em risco momento em que resolveu esconder o objeto material do crime em suas partes íntimas. A questão é que NÃO HÁ LIBERDADES ABSOLUTAS quando aquela que requer sua preservação é a primeira a colocá-la em risco.

    A policial, como inteligente que é tentou esconder em suas partes íntimas acreditando que ninguém iria ali buscar o objeto do crime.

    Perguntou aos policiais que aqui participam? Qual deles nunca buscou em partes íntimas de suspeios de crimes o objeto material do referido delito?

    A realidade está longe do fiel da balança e isso todo mundo sabe.

    O erro dos CORRÓ foi em gravar esta atitude, porque poderia fazer como todo bom policial e, na hora, negar toda esta história, porque a Justiça acredita piamente na palavra de policiais, ainda, mais quando só estes estiveram presentes em flagrantes em que muitos foram deixados de lado e não foram ouvidos e conduzidos.
    Tem aos montes condenações neste sentido.

    Agora estão provando do próprio remédio e não estão gostando?

    Comecem a tratar os cidadãos com dignidade quando procuram os plantões e, nãos os deixem horas aguardando atendimento. Não mandem voltar amanhã. Quando fizerem B.O. de ameaça não digam que eles tem 6 meses para representar, pois poderiam fazer imediatamente, pois ninguém quer investigar e, muitos morrem antes dos 6 meses.

    Deem dignidade, para poder exigir a mesma prestação que dispensam a qualquer cidadão, porque, se não dão esta garantia não podem exigi-la.

    Todas as condutas devem ser investigadas com o mesmo rigor – crime da escrivã e dos CORRÒ e não pedir o pescoço de um e esquecer o outro.

    Ninguém negou a posse do dinheiro, somente a busca, portanto, P.A. nos dois.

  45. SENHOR GOVERNADOR; A COISA TÁ FICANDO INCONTROLÁVEL, SERÁ QUE O SENHOR VAI ESPERAR QUE MORRA GENTE PRA TOMAR UMA ATITUDE???? POLICIAL ARMADO, QUANDO SE JUNTA EM GRUPO GRANDE É PROBLEMA. o POVO VAI PRA PORTA DA CORREGEDORIA. DEPOIS, PODEM CISMAR DE IR PRA FRENTE DO SEU PALÁCIO. DESTGA VEZ NÃO ADIANTA CHAMÁR O CHOQUE QUE NÃO VAI SEGURAR. ALGUÉM VAI ACABAR MORRENDO NESTA BRINCADEIRA. PENSE BEM. META O FERRO LOGO NESTE DELEGADINHO DE MERDA. SUBSTITUA IMEDIATAMENTE O MARACUJÁ DE GAVETA. VAI DAR MERDA GOVERNADOR. SE MORRER ALGUÉM EM CONFRONTO DE POLICIA O SR VAI FICAR FEIO NO VIDEO.

  46. De tudo que ocorre pode ser extraído algo positivo. Basta que olhemos corretamente para o problema e busquemos as lições que eles nos trazem.

    Um fato que está a me chamar a atenção, e sobre o qual pouco ou quase nada se fala, diz respeito à cumplicidade geral nele ocorrido por aqueles que tinham o dever de agir e de reprimi-lo.

    Superiores hierárquicos agirem com esse grau de omissão já é comum; todos sabemos. E não há dúvida disso nesse episódio. Mas, é preciso ver que essa cumplicidade teria se estendido ao Ministério Público, ao qual incumbiria o poder-dever de agir contra os abusos da revista na escrivã acusada, mas que apenas teria coonestado com ele.

    Sempre notei que um Promotor de Justiça, quando quer e quando é distorcido, denuncia pessoas sabidamente inocentes da acusação e arquivam ou conduzem ao arquivamento, acusações e investigações de autores de crimes. Isso é mais comum do que a sociedade pode perceber. E há um grau exagerado de abusos dessa natureza e que é, também, fomentador da criminalidade latente que vivenciamos.

    E o caso aqui, a meu ver, é apenas mais uma amostra disso e sobre o que penso ser preciso maior atenção de toda a sociedade!

  47. PREVARICAÇÃO
    ALGUEM NESTE PAÍS SABE DIZER QUE CRIME É ESSE .
    PARA SERMOS DIGNOS TODOS OS QUE TOMARAM CONHECIMENTO DOS FATOS E NÃO TOMARAM PROVIDÊNCIAS PREVARICARAM , EM UM PAIS SÉRIO SERIAM DEMETIDOS A BEM DO SERVIÇO PUBLICO

    NETO , E QUE DEUS NOS GUARDE

  48. Espero que a Ministra Maria do Rosário,não se atenha apenas a este episódio, e que determine uma intervenção em todos os procedimentos da casa censora, desde a implantação do “Via Rápida”, que demitiu muitos policiais
    e salvaguardou outros tantos, diretamente vinculados ao
    Governo.
    Se queremos,dignidade, precisamos rever tudo, inclusive nosso próprio comportamento perante á sociedade ,que tem pago um preço alto,orquestrado pela política do PSDB em manter os três setores de primeira necessidade, com salário bem abaixo do que é pago nos demais estados , sem estrutura física e material .
    Como conseqüência,temos policiais apadrinhados como os deste episódio, que não passam de delinqüentes,temos pessoas morrendo nos Ps da vida,falta de medicamentos,medicamentos desviados, dinheiro desviado,temos alunos matando professores,enfim este governo de extermínio à população vem sendo aplaudido
    por uma parte insana da sociedade paulista,que não necessita dos serviços públicos.
    A maior vergonha, está na impunidade,dos três poderes, e na omissão do PIG,que se regala em manter esses falsos políticos no poder.
    Estamos acabados,enquanto cidadãos do mais rico estado do País.
    Com a palavra a PRESIDENTA DILMA, e seus ministros.Vai fechar os olhos?Tem receio de perder essa oposição ridícula?
    Ou vai mostrar ao mundo que o país está
    sendo civilizado?

  49. José Roberto da Silva:

    Você disse tudo. Enfiou o dedo na ferida.

    SUELY
    Suely, é isso mesmo amiga. Fico muito feliz por você existir.
    Vamos continuar nos manifestando em âmbito nacional e até mesmo internacional.
    Eu conheço meus direitos. E agora depois da Portaria Interministerial SEDH/MJ nº 2 de 15 de dezembro de 2010, sinto-me mais segura ainda.

    Caros colegas não deixem que calem sua voz. Se expressem dentro da legalidade. Andem com a portaria acima como se fizesse parte de seus documentos. É uma garantia de direitos.

    Tânia – escripol em São Paulo

  50. É Dra. Diretora da Corregedoria,
    quando a navalha corta na própria carne, dói, dói muito!!! E vem a Senhora dizer que a ação foi legal??? Foi respeitada a legalidade???
    Você, “honrada” diretora, não sabe nada de POlícia JUdiciária, nem seu superior, aquele Promotor de Justiça e ex-capitão da gloriosa, nunca prenderam nem o dedo na porta, incompetentes!!! Dispensa-se comentários quanto aos Delegados de Polícia que participaram da operação!!! Bando de burros, filmaram o próprio abuso!
    E quanto ao Promotor de Justiça, Dr. Everton Zanella,que acompanhou a ação??? Será que a imprensa e os órgãos competentes vão cobrar sua punição??? Sim, porque sua conduta também é de abuso de autoridade, na modalidade omissiva… Vamos ver e cobrar sua punição também
    Abraço a todos

  51. Caro Neto,

    Se não forem demitidos,os autores e mandantes,estamos
    definitivamente nocauteados.
    Quanto aos que ocupam cargos de confiança,além de punidos que sejam exonerados.
    Quanto a este ser um país sério, tenho minhas dúvidas.
    Embora tenha votado contra o PSDB, desde o desastre da gestão de Mario Covas em nosso Estado,e ter votado no Lula pois não sou preconceituoso e ignorante,e embora nenhum de seus programas tenham me beneficiado.
    Confio com resguardo, na atuação de uma operação Guilhotina em São Paulo.
    E infelizmente , não acredito no judiciário, nem em promotores,nem em procuradores,nem em nada e ninguém que use o corporativismo barato,para esconder-se da chibata legal.Abraços.

  52. Sr. Madruga:

    Ninguém aqui está dizendo que a policial em questão é uma santa. Longe disso. Se ocorreu, eu disse ‘se’, desvio de conduta que fosse apurado dentro da lei. E que até fosse demitida. Pois lugar de ladrão é na cadeia.
    Mas, o que fizeram foi bizarro, indigno.
    O senhor é que está perdendo o FOCO.

  53. Tá todo mundo fu… é agora que toda a merda vem à tona;

    Governador…. vai pelo cabeça de bagre aqui…

    TORTURA NUNCA MAIS.

    PS.: JÁ TÃO FALANDO EM CPI.

  54. Investigação que violou direitos invalida Ação Penal

    Por Fernando Porfírio

    Não se pode, em um Estado democrático de Direito, admitir que a verdade processual seja alcançada por meio de violações de direitos e garantias do acusado, devendo, pois, ser ela apurada de modo ético e legal e não a qualquer custo. A concepção de que a principal finalidade do processo penal é a apuração da verdade material pode dar margem a arbitrariedades de toda magnitude.

    Com esse fundamento o Tribunal de Justiça de São Paulo, num pedido de Habeas Corpus, determinou o trancamento de Ação Penal por falta de justa causa. A ação foi proposta contra uma mulher por acusação de tráfico de entorpecente. A ré foi presa em flagrante e condenada a cinco anos e dez meses de reclusão. Descontente, a defesa bateu às portas do tribunal reclamando a reforma da sentença.

    O tribunal atendeu ao apelo. Concluiu que a condenação não podia sobreviver, pois foi contaminada pelo veneno da ilegalidade no seu nascedouro. E bateu o carimbo: esse processo não deveria ter ido em frente. A decisão, por votação unânime, foi da 16ª Câmara Criminal. A turma julgadora mandou expedir alvará de soltura a favor da mulher.

    A ré, de 26 anos, foi presa em flagrante em 4 de fevereiro do ano passado, na fila de visitas da Cadeia Pública de Registro, município da região do Vale do Ribeira. Policiais civis teriam recebido uma denúncia anônima de que a mulher levaria entorpecentes para seu namorado, preso no local. Depois de revistá-la policiais encontraram um celular e um chip avulso escondido embaixo da bateria do aparelho.

    Os policiais levaram a mulher ao posto de saúde para ser submetida a exame ginecológico. De acordo com a denúncia, o médico que a atendeu retirou da vagina da acusada 49 gramas de maconha. A droga estava embalada em plástico amarelo e envolvida em uma camisinha. A descoberta provocou a prisão em flagrante de Cristiane.

    Quatro meses depois da prisão, a sentença de condenação foi proferida pelo juiz Gilberto Azevedo de Moraes Costa, da 1ª Vara Judicial de Registro. “Não há que se falar em nulidade”, afirmou o juiz na sentença. “A ré, que não se envergonhou em colocar na vagina considerável quantidade de drogas, depois que foi flagrada transportando entorpecente, se diz vítima.”

    Para o juiz, bastava à ré não esconder a droga no local por ela escolhido para não ser submetida ao exame médico. De acordo com o juiz, a revista médica “em nenhum momento foi realizado de forma contrária ao direito”. “Ademais, se a acusada ao menos tivesse se animado a espontaneamente retirar o estupefaciente de seu corpo, não teria sido realizado o aludido exame”, argumentou o juiz.

    No entendimento do juiz, o artigo 244 do Código de Processo Penal não prevê a concordância do suspeito ou acusado como pressuposto para a realização de busca pessoal.

    “No mais, é curioso notar que, apesar dela ter dito que se sentiu constrangida pelo fato de, em ambiente reservado, ter sido examinada por um médico, sequer explicou como não sentiria a mesma sensação se tivesse entrado na cadeia e, na frente de diversos outros presos, tivesse de retirar o pacote contendo drogas de seu corpo.”

    Opinião oposta tiveram três de seus colegas, todos desembargadores da 16ª Câmara Criminal. Para a turma julgadora, a prisão da ré só foi determinada por conta de um exame corporal invasivo, feito contra a vontade da acusada e por determinação unicamente dos policiais, sem autorização da Justiça, o que, no entendimento dos desembargadores violou o princípio da reserva de jurisdição.

    “Vê-se, assim, uma série de sucessivas e inadmissíveis violações de direitos fundamentais da paciente, tais quais os direitos à intimidade e dignidade, todos ocorridos em um só dia, e que acabaram por culminar na prisão em flagrante”, resumiu o relator do recurso, desembargador Almeida de Toledo.

    De acordo com Almeida Toledo basta um pouco de bom-senso para chegar à conclusão óbvia de que intervenções em partes do corpo que afetam o pudor e o recato claramente ferem a intimidade. “Evidente a incompatibilidade com a ordem constitucional dos fundamentos da determinação de que a paciente fosse submetida ao exame ginecológico, contra a sua vontade, em evidente afronta aos direitos à intimidade, à inviolabilidade de seu corpo e à sua dignidade”, argumentou o relator. (grifo meu, Garrido)

    A turma julgadora concluiu que diante do fato que a apreensão da droga se deu sem amparo legal não resta outra saída que não seja a do reconhecimento da ilicitude da prisão e como ela a contaminação de toda a prova produzida depois.

    Depois de reconhecer como ilícitos os indícios obtidos pelos policiais civis, a turma julgadora entendeu que não sobreviveu a materialidade do delito capaz de imputar à ré qualquer prática criminosa. (grifo meu, Garrido)
    Fernando Porfírio é repórter da revista Consultor Jurídico
    Revista Consultor Jurídico, 23 de janeiro de 2011

    http://www.conjur.com.br/2011-jan-23/investigacao-violou-direitos-garantias-invalida-acao-penal

  55. Prezada Tânia,

    Obrigada pela consideração,embora não a conheça, foi sua luta incessante nos posts de interesse policial, neste e em outros Blogs,que me motivaram a postar alguma
    coisa.
    Continue destemida,racional,e verdadeira,essas suas mais relevantes marcas.Parabéns, garota!!!

  56. PAREM PRA PENSAR,
    PENSEM MUITO BEM,
    ELE É CORAJOSO, DESTEMIDO, EFICIENTE, INTELIGENTE E NÃO TEM MEDO DO CONFRONTO COM BANDIDAS PERIGOSAS.
    ESTE DELEGA “RANCA-ROUPA” É O CARA QUE A PC PRECISA PRA REVISTAR AS PERERECAS DAS MULHERES DOS TRAFICANTES DO PCC, NOS PRESIDIO, NAS FAVELAS, NOS PLANTÕES, TUDO…
    ELE VAI SE DAR MUITO BEM, E POPULAÇÃO VAI GOSTAR
    …………………………………..

  57. SE TINHA PROMOTOR DO GAECO ACOMPANHANDO ESSA REVISTA HUMILHANTE ESTE TAMBÉM DEVE SER DENUNCIADO JUNTO AO MP OU AO CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO PARA INSTAURAÇÃO DE PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO DE SUA CONDUTA. PAU QUE DÁ EM CHICO TAMBÉM DÁ NO FILHO DO FRANCISCO.

  58. Tânia,

    Quanto ao seu último post,é o que esperávamos não neste caso ,mas em todos em que a violação aos direitos constitucionais forem constatados.
    Juristas verdadeiros,tomando posição, espero mais , que eles moralizem,e impeçam que desmandos continuem a ocorrer,cobrando dos governadores atitudes sérias,independemente da política , que infelizmente ainda apadrinha a muitos em detrimento do dever legal.

  59. JÁ PEDI, NA AUSÊNCIA DE POLICIAIS, -FATO COMUM NOS DEITER(s)- AUXÍLIO DE FUNCIONÁRIAS EMPRESTADAS DA PREFEITURA. MANTIVE A MINHA DIGNIDADE E A DAS DETIDAS PRESERVADAS.

  60. Terça-feira, 22 de fevereiro de 2011 – 09h59 Última atualização, 22/02/2011 – 09h59
    Detran passará a ser dirigido pela Secretaria de Gestão Pública

    Do Metro
    pauta@band.com.br

    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou ontem que a Secretaria de Gestão Pública passará a comandar o Detran (Departamento Estadual de Trânsito). Segundo ele, a nova estrutura da autarquia será definida até a próxima semana.

    As mudanças no órgão de trânsito foram definidas nas primeiras semanas do novo governo Alckmin. O tucano criou uma comissão para avaliar os impactos de uma série de alterações.

    Segundo Alckmin, cerca de mil policiais, entre delegados e escrivães, voltarão às atividades policiais depois que a estrutura do Detran deixar a Secretaria de Segurança Pública. Ainda não se sabe quem vai exercer as funções burocráticas do órgão.

    O departamento também passará a atuar em meios eletrônicos, e vai começar a emitir documentos pela internet.

  61. VAMOS PARA MANIFESTAÇÃO SEXTA FEIRA, NA CORRÓ, 16H, NA CONSOLAÇÃO ... É NÓIS disse:

  62. O FALCÃO, o que vc tem contra o DECAP e principalmente contra a 8ª Seccional?

    É tão bom trabalhar aqui, ninguém te enche, nem lembra que vc existe, para de mandar esse delegadobema pra cá, aliás, aqui nós já temos alguns “lixos”.

  63. Ainda que a CORRÓ tenha que ser rigorosa no enfrentar crimes não poderia profanar e hostilizar, qualquer garantia constitucional da acusada, garantias que se acha tutelado por via constitucional.

    A verdade real não pode ser uma falácia, a verdade substancial precisa ser alcançada ou, pelo menos, buscada. Mas não se alcança a verdade, submetendo a suposta autora ao vexame, enquanto que os grandes
    criminosos permanecem impunes, rindo de todos nós, usando e gozando do produto do crime que eventualmente tenham praticado.

    Na prática, no entanto, a teoria é outra. Incontáveis, inumeráveis, são os casos de impunidade, mesmo porque a denominada Corregedoria POLICIA JUDICIÁRIA, sem fiscalização é, a meu sentir, a verdadeira e única detentora do direito de selecionar as condutas que entenda devem merecer a resposta punitiva do Estado. É, por assim dizer, a verdadeira dominus litis.

    Se um órgão do Estado não vier a conhecer com mínima precisão o autor e as circunstâncias da prática delituosa, abre-se oportunidade para que ocorram inúmeras injustiças, consubstanciadas na condenação de pessoas inocentes.

    Há quem se regala com essa situação,infelizmente, o que se vê no dia-a-dia é uma clara discriminação no atuar da CORRÓ, as quais, sem disfarce, discriminam, mas um GOVERNor que tenha o mínimo de compromisso com a verdade, não pode quedar-se inerte diante dessa situação.

  64. O Sr. Secretario da Segurança sabia sim de tudo.
    A nossa Corregedora peitou porque achava que teria o apoio de seu “padrinho”. Só que o farsante a jogou para os leões para se salvar.

  65. VERIFICANDO O VIDEO, AS NOTAS NÃO ESTÃO AMASSADAS, O QUE SE ESPERARIA, SE ELAS ESTIVESSEM HOMIZIADAS NA PEÇAS ÍNTIMA DA ESCRIVÃ. ESTRANHO!!!!

  66. Tânia:

    Talvez possa ter me entendido mal. O foco da questão é que agiram de forma bisonha na busca. Mas quis dizer que esta prática não é nada incomum na polícia e, quando isto “ocorre na prórpia carne” como disseram “dói”. Olhe a reportagem que foi ao ar na TV por várias emissoras quando da prisão de um casal de Barueri (filha que matou pai e mãe). O casal foi preso enquanto dormia. Foram acordados e o rapaz foi algemado ainda de cuecas e não foi lhe dada a chance de vestir-se. As imagens foram reproduzidas pelas Tv´s do Brasil e ninguém ficou ofendido que mostrassem aquelas pessoas -um de cuecas e outras de camisola.- Fora os gritos de estão presos.

    Outro caso foi de uma pessoa também preso pelo mesmo delegado e foi noticiado em muitos canais a mesma situação o indivíduo de cuecas sendo algemado.

    Não seria indigno em efetivar e mostrar a prisao de pessoas nesta situação?

    Como bem definiu o STF – algemas somente em casos excepcionais e necessários a segurança.

    A PC/SP precisa mudar a forma de efetivar suas prisões, pois só vejo este monte de indignação quando se corta a própria carne, pois quando é a carne alheia, parece que isso não dói.

    E parace que a PC/SP não está muito ai não. Perderam o DETRAN, agoara a PM poderá fazer TC. Continuem assim que daqui a pouco o MP vai investigar e a PM prender e a PC vai sumir…..

    Por isso a PC/SP tem que ser legalista e justa e começar a trabalhar e reivindicar condições para que isso possa ser feito da melhor forma possível.

    o chuchu tem que pagar salário digno, dar estrutura e a PC/SP não pode ficar parada esperando precisa brigar por isso e não dar maus exemplos.

    não sou contrário a PC/SP mas muita coisa precisa mudar e rápido, pois do contrário a tendencia e ir perdendo competencias e ao final, o último de ficar apaga a LUZ.

  67. Ministra da Mulher repudia “Operação Pelada”
    February 22 | Posted by Fábio Pannunzio | Direitos humanos, Manchetes, Notícias, Política Tags: direotos humanos, escrivã, Iriny, Operação Pelada

    Iriny Lopes: o problema é que as pessoas não denunciam (Foto: EBC Serviços)
    “Só a pressão da opinião pública e a transparência serão capazes de mudar o quadro de desrespeito aos direitos da mulher”. É o que pensa a Secretária Nacional de Políticias para as Mulheres, ministra Irany Lopes, sobre as cenas chocantes divulgadas pelo Blog do Pannunzio e pelo Jornal da Band na última sexta-feira. As imagens mostraram os constrangimento e humilhações impostos por uma equipe de delegados-corregedores a uma escrivã acusada de peculato. Foram gravadas no interior de uma delegacia de São Paulo pro ordem da própria Corregedoria da Polícia civil. Hoje, em entrevista por telefone ao Blog, ela se disse perplexa com a violência contida nas cenas.

    A ministra assistiu ao video no Jornal da Band. Ficou indignada e foi buscar mais informações na internet. Segundo ela, “o pior é saber que a vítima dos abusos era uma mulher que sabe seus direitos” — e nem isso foi suficente para impedir ou cessar as sevícias. Ela reconhece que há estruturas arcaicas abrigadas dentro dos aparelhos do Estado que conspiram contra a emancipação dos direitos da mulher. E admite que vai ser necessário ainda muito tempo para superar esse quadro.

    “Acho que as violações têm que ser desmascaradas”. No caso da escrivã V., especificamente, a Ministra avalia que a iminência da descoberta da prova do crime acabou criando uma espécie de perversa justificativa moral para os delagados que participaram da desastrada operação. “Como sabia que iriam encontrar o dinheiro, acharam que aquilo era justo, normal”, situação que só se modificou quando o conteúdo do video foi exposto ao público.

    Tornar público, denunciar os casos de abuso, é o caminho que a Ministra aponta para mudar a situação. “A gente ainda tem algumas coisas para alterar na legislação [para proteger a mulher]. Nesse caso, de nada adiantou denunciar à Corregedoria porque, a rigor, foram eles, os corregedores, que protagonizaram o desrespeito”.

    Irany Lopes admite que a situação vexatória à qual foi exposta a escrivã é uma espécie de emblema daquilo que acontece todo santo dia nas portas dos presídios, onde mulheres de presos passam por todo tipo de constrangimento nas revistas íntimas que antecedem as visitas. Ela assegura que sua Secretaria está atenta e trabalha para encontrar uma solução para mitigar a repetição das humilhações. “O problema é que as pessoas não reclamam, não denunciam, porque se encontram numa situação de inferioridade e vulnerabilidade social”, diz a ministra. Além disso, falta fiscalização para coibir os excessos.

    Irany Lopes encaminhou ofício relantando o caso para a Secretaria Nacional de Segurança. Quer que o governo federal passe a acompanhar os desdobramentos do caso. Ainda hoje, pretende emitir uma nota oficial repudiando o comportamento da Corregedoria. São as armas institucionais a seu alcance neste momento para deixar clara a repulsa provocada pela ação da polícia da polícia paulista.

    Para ela, a lição que esse episódio pode legar é a de que duas coisas fundamentais ainda precisam ser introjetadas pela sociedade. Primeiro, “é preciso ter claro que estruturas arcaicas ainda teimam em não reconhecer a mulher como sujeito de direito”. Segundo, é necessário compreender que “ser empoderado não é apenas estar em cargo de Poder” — numa referência velada à Corregedora Geral Maria Inês trefiglio, que apoiou e avalizou a truculência de seus delegados.

    Tags: direotos humanos, escrivã, Iriny, Operação Pelada

    Envie este post por e-mail a um amigo

  68. Aonde estão as nossas associações e sindicatos !!!!!!!
    Aqui na Delegacia, todos os funcionários associados ou sindicalizados já pediram o seu desligamento dos quadros inclusive eu.
    Arrumem outros para se locupletarem com as mensalidades.

  69. MP investiga suposto abuso policial na Capital

    O suposto abuso praticado por policiais civis contra uma escrivã de polícia lotada em Distrito Policial da Capital já é objeto de investigação pelo Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GECEP). Em dezembro último, a representação recebida pela Procuradoria-Geral de Justiça foi encaminhada ao GECEP para a reabertura das investigações e o procedimento está em andamento.

    Nesta segunda-feira (21), a Promotoria do Patrimônio Público e Social instaurou procedimento para apurar a possível ocorrência de abuso e ilegalidade, além da prática de atos de improbidade administrativa por parte de delegados de Polícia e outros agentes públicos, naquela ocorrência.

    De acordo com o procedimento investigatório instaurado, sob a alegação de realizar revista e prisão da escrivã, por suposto crime de corrupção, agentes policiais “submeteram-na a forte humilhação e violência, utilizando-se de força bruta para algemá-la, despi-la e expor suas partes intimas na presença de quem estivesse na sala, muito embora a mesma jamais se recusasse a ser revistada ou mesmo despir-se, desde que na presença e por outras mulheres”.

    O procedimento a cargo da Promotoria de Justiça foi instaurado a partir das notícias veiculadas na imprensa.

  70. Por que será que a associação dos delegados não pronuncio-se? Será pq o Dr. Mario Aidar faz parte da diretoria e tb da Corró? Tomou atitude correta contra seu seccional a epoca, pq não faz contra sua diretora? Será pq tem MP envolvido e sua esposa é promotora? alguém pode me responder?

  71. CAUSOU-ME PERPLEXIDADE VER NA MATÉRIA JORNALISTICA EXIIDA PELA TV BANDEIRANTES, QUE A DELEGADA CORREGEDORA FOI CONIVENTE COM A CONDUTA DE SEUS SUBORDINADOS, DIZENDO QUE NÃO COMETERAM NENHUMA IRREGULARIDADE. E O PIOR, COM O APOIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO (GAECO) QUE PEDIU O ARQUIVAMENTO DO INQUÉRITO POLICIAL QUE APUROU O ABUSO DE PODER, DEIXANDO À MOSTRA QUE TODO MEIO DE PROVA PARA INCRIMINAR POLICIAIS, POR MAIS ILICITO E INCONSTITUCIONAL QUE SEJAM, SÃO ADMITIDOS PELO ÓRGÃO CORREGEDOR E PELO MINISTÉRIO PÚBLICO, AO ARREPIO DA LEI. ISSO É UMA VERGONHA!!!!! AFASTAR OS DELEGADOS (PAU MANDADOS), ÑÃO RESOLVE O PROPLEMA, TEM, SIM, QUE ATINGIR A FONTE DA ARBITRARIEDADE, AFASTANDO-SE A DOUTORA DELEGADA CORREGEDORA E QUEM LHE DEU PODERES ILIMITADOS, O SENHOR SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA. ABSOLUTA MOBILIZAÇÃO DA SOCIEDADE EM GERAL, PARA QUE ISSO ACONTEÇA.

  72. ACREDITO QUE VOCÊ ACOMPANHA TODAS AS POSTAGENS NESSE SITE, PORTANTO, SUGIRO A VOCÊ QUE FAÇA UMA COLETIVA DE IMPRENSA E FALA TUDO QUE VOCÊ SENTIU NAQUELE DIA QUE FICOU MARCADO NA HISTÓRIA DA POLÍCIA CIVIL. AS FAMÍLIAS DESSES DELEGADOS PRECISAM SENTIR O MESMO QUE VOCÊ SENTIU. O ESTADO NÃO PODE TER EM SEU QUADRO DE FUNCIONÁRIOS, PESSOAS COMO ESSES DELEGADOS, ESPERO QUE VOCÊ ACATE MEU CONSELHO, NAS ENTREVISTAS VOCÊ ESTÁ SENDO MUITO BOAZINHA. ALIÁS, EU ACHO QUE VOCÊ ASSINOU SEM LER NA CORREGEDORIA, ISTO É, SE ASSINOU ALGUM DOCUMENTO, PORQUE PARA MIM, AQUELAS NOTAS FORAM “PLANTADAS” PELO DELEGADO, VISTO QUE A FILMAGEM NÃO MOSTRA O MOMENTO DA RETIRADA, JÁ QUE MOSTROU TUDO. BOA SORTE.

  73. MP-SP investigará acusados de humilhar escrivã

    Por Fernando Porfírio

    O Ministério Público paulista decidiu entrar no caso do abuso de autoridade na prisão de uma escrivã em 2009. A Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da Capital vai investigar se houve ilegalidade. De acordo com informações do Jornal da Band, policiais civis, a pretexto de fazer revista e prisão de uma escrivã, lotada no 25º DP, no bairro de Parelheiros, Zona Sul da Capital, usaram de força bruta para algemá-la, despi-la e expor suas partes intimas na presença de outras pessoas.

    Segundo notícias veiculadas pelo Jornal da Band e Blog do Pannunzio, policiais civis, entre eles Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves, ambos delegados da Corregedoria Geral da Polícia Civil teriam agido com abuso de autoridade ao fazer a revista e a prisão de uma escrivã.

    “A pretexto de realizar revista e prisão de uma escrivã lotada no 25º DP, no bairro de Parelheiros, Zona Sul da Capital, por suposto crime de corrupção, submeteram-na a forte humilhação e violência, utilizando-se de força bruta para algemá-la, despi-la e expor suas partes intimas na presença de quem estivesse na sala, muito embora a mesma jamais se recusasse a ser revistada ou mesmo despir-se, desde que na presença e por outras mulheres”, afirma a notícia.

    Segundo deliberação assinada pelo promotor de Justiça Saad Mazloum, o objetivo da investigação é apurar possíveis atos de improbidade administrativa que atentam contra os princípios da administração pública (Lei 8.429/92), notadamente os da imparcialidade, da legalidade, da moralidade, e, em especial, o do respeito à dignidade da pessoa humana.

    Ainda segundo a deliberação, “outros policiais e agentes públicos estavam presentes na ocasião e, segundo as imagens exibidas, auxiliaram os Delegados de Polícia Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves a concretizar referida ilegalidade, sendo certo que outros se omitiram, não adotando qualquer providência para impedir a prática”.

    Nesta segunda-feira (21/2), a Secretaria da Segurança Pública decidiu afastar da Corregedoria da Polícia Civil os dois delegados suspeitos de abuso de autoridade na prisão da escrivã. Também informou que vai reabrir a investigação contra eles. A decisão é do secretário Antonio Ferreira Pinto.

    Em nota, a Secretaria afirma que foi determinado por Ferreira Pinto a instauração de processo administrativo disciplinar para apurar a responsabilidade dos delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves.

    Também será investigada a conduta do delegado Emílio Antonio Pascoal, que na ocasião era titular da Divisão de Operação Policiais da Corregedoria. O secretário também afirmou que vai enviar ofício ao chefe do Ministério Público “manifestando perplexidade com o requerimento de arquivamento do inquérito policial instaurado por abuso de autoridade, pelo representante do Ministério Público oficiante, à época, junto ao juízo criminal da Vara Distrital de Parelheiros”.

    Imagens divulgadas no fim de semana pelo blog do jornalista Fábio Pannunzio mostram que, durante a abordagem, os dois delegados tiraram a calça e a calcinha da escrivã, que era investigada pelo crime de concussão (quando um servidor exige o pagamento de propina).

    O caso aconteceu em junho de 2009, quando ela trabalhava no 25º DP, no bairro de Parelheiros (zona sul de São Paulo). Ao longo dos 12 minutos do vídeo, a escrivã diz que os delegados poderiam revistá-la, mas que só retiraria a roupa para policiais femininas. Mas nenhuma investigadora da Corregedoria foi até o local para acompanhar a operação.

  74. PARA A “ANDRESSA” AÍ DE CIMA: Senhora Corregedora, já que seu trabalho é arduo e extenuante como mesmo disse porque ao invés de investigar e prender uma Escrivã de Polícia que trabalha no cafundé de Judas e apanhou R$200,00 não investiga o que acontece a seu lado, na RUA 25 DE MARÇO, no SHOPPING BARÃO, na RUA SANTA IFIGENIA, nos SHOPPING DA PAULISTA, que funcionam livremente e diariamente vendendo produtos ilícitos? Porque não fazem uma real investigação para saber os podres dessa nossa Polícia Civil, que, com certeza grande parte desse podre está nesses locais já citados? Porque esculachar com uma Escrivã dessa forma por R$200,00, onde muitos outros ganham milhares nesses locais. Porque não investigam como ganham e para quem repassam esses milhares? Têm medo de investigar essa parte da podridão? Ou agiram assim com aquela Escrivã porque já sabiam que ela seria uma pessoa indefesa e inofensiva? Não fazem assim com a grande podridão porque “são costa quente”? Não vem me dizer que não sabe onde está a verdadeira podridão da Polícia Civil?

  75. SERÁ QUE O SECRETÁRIO E A FILHA DA PUC NÃO SABEM O QUE É CONDESCENDÊNCIA E PREVARICAÇÃO? NA CONDIÇÃO DE AUTORES, CERTAMENTE, ESQUECERAM.

  76. No site do SIPESP postaram anotação sobre o acontecido, é pouco, deveriam bater e forte em cima da truculência explicitada pelas imagens.

    Até a pouco a diretoria da AIPESP presidida por Wanderley Bailone não se manifestou, na pagina de abertura, nada encontrei, salvo a velha louvação para o agora deputado federal que votou contra nosso movimento, indiretamente este deputado foi um dos culpados da covardia perpetrada pelos estrelinhas da PM.

    Se Liguem!

    Euclydes Zamperetti Fiori

  77. PEEESSSSSOOOOOOAAAAAALLLLLLL……..!!!!!!!!!!!!!!!

    PESSOAL….PESSOAL atenção!

    NÃO se esqueçam… aquela “história” da Corró ficar “fazendo cobrança” (para as lojinhas de cobrança)…

    Ficar chamando “quem” está como o NOME no SCPC/SERASA

    Fica chamando os “puliça” que estão com NOME no SCPC/SERASA…. e fica “fazendo cobrnaça…”

    Oras…. para quem??? Por quêm…????
    Qual o interesse “escuso” por trás disso….???
    Qual ou quais delgados estão “ganhando” com isso…

    VIDA CIVIL, particular NÃO é problema da “corró”
    “DÍVIDA” – não é obrigação da corró apurar….

    VAMOS DENUNCIAR…. VAMOS NOS MOBILIZAR E DENUNCIAR ISSO….

    “DEVO, NÃO NEGO,….PAGO QUANDO PUDER…”
    Quem quiser me cobrar que acione a “justiça” CIVIL…

    Tá devendo pras “CASAS BAHIA”, “Pernambucanas”, tá devendo o carnê do MAPPIN… (nem existe mais o Mappin…. rs rs rs …)

    Tá devendo a fatura do “visa”, do CREDICARD, Mastercard…, tá fundido, tá sem grana… tá na pindaíba….

    NÃO se preocupe “PULIÇA” que a CORRÓ ainda “vai te cobrar…” tá fazendo “cobrança”, virou balcão de cobrança (de forma ilícita e escusa….)

    Obs.: com esse SALÁRIO DE “MERDA” qual POLICIAL de VERDADE que NÃO está com o nome no SCPC/SERASA…^???

    “É só pagar um SALÁRIO melhor, por exemplo, igual aos dos policiais civis de Brasília (DF)… que aí EU pago todas as minhas dívidas….”

    Ou então,…. deixa a “corró” te chamar “pra fazer cobrança de terceiros…”,
    AÍ é só mete um ação da JUSTIÇA contra a CORRÓ,… e com o “dindin” da INDENIZAÇÃO você quita sua “dívida”…

    É ou NÃO é FANTÁSTICO…..?????!!!!!!!!!!!!!

    vamos denunciar pessoal… a firminha de cobrança da CORRÓ (instalada lá dentro à serviço de não sei quem… ou sei?!)….

    é
    é….é…..
    É…. a CORRó e seus asseclas… cometendo
    as suas INCONSTITUCIONALIDADES, IRREGULARIDADES e ILICITUDES….

    Depois…. “nóis” que é o ERRADO!
    fui

  78. ESSE PORCO QUE TIROU A ROUPA DA ESCRIBA É FILHO DE ALGUM MAJURA? PUTZ, SE FOR O PAI DELE DEVE ESTAR MORRENDO DE VERGONHA, SE NÃO FOR EU LHES DIGO, FORA COM ESTE PUSTULA. GENTE ASSIM JAMAIS SERÁ POLICIAL CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO. AQUI NÓIS PRENDE LADRÃO E ESSE SUJEITO NÃO PRENDE NEM A RESPIRAÇÃO.

  79. o que me marcou, também, foi o silêncio da escrivã, nesse tempo todo, sofrendo calada.

  80. “O brima falô pru Salim… que a puliça tá devendo o alugué…e num têm dinheiro pra pagá….

    Salim… vai na casinha da coró… pra eles cobrá a puliça… senão, eles tira puliça da casa de Salim…”

  81. Escriba 2011,

    Porque não chamam o Governador,ou os PSDBISTAS,para pagarem a previd~encia, para que reponham as perdas salariais dos funcionários públicos, pq não cobram atitudes éticas dos governantes, que não respeitam a data base que rasgam a constituição?
    Vou responder porque são crias deles, , o importante é demitir,seja arrancando calças,seja forjando,via rápida é de interesse do Governo,que lhes nega a aposentadoria,que lhes nega os direitos mais fundamentais,tudo pela cadeira e pelo cargo.
    Com as perdas salariais ninguém consegue quitar débitos, existe uma coisa chamada inflação.
    Como cidadã entendo que o governo apóia a farta arrecadação,e manda embora aqueles que tentam sobreviver de salários e de bicos.Até,formalizaram este tipo de “escravidão”.
    Tenho vergonha de ser paulista,e viver neste Estado,enquanto tantas pessoas padecem por culpa dos
    governantes omissos e cruéis.Ditadores dissimulados.
    Continuem denunciando, mandem e-mails com as cópias das ” cobranças ” para todos os senadores ,ministros , ongs.Façam algo por vocês.Tomem posicionamento´.

  82. O SINDICATO DOS ESCRIVÃES DE POLICIA
    DO ESTADO DE SÃO PAULO

    CONVOCA A TODOS PARA MANIFESTAÇÃO A SER REALIZADA NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA, DIA 25.02, AS 11HS.

    COM CONCENTRAÇÃO NA PRAÇA DA SÉ E CAMINHADA ATÉ O GABINETE DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA.

    NOSSA REINVIDICAÇÃO:

    EXONERAÇÃO DOS DELEGADOS EDUARDO HENRIQUE DE CARVALHO FILHO E GUSTAVO HENRIQUE GONÇALVES

    AFASTAMENTO IMEDIATO DA DIRETORA DA CORREGEDORIA GERAL DA POLICIA CIVIL

    A MANIFESTAÇÃO CONTARÁ COM CARRO DE SOM E SE INICIARÁ AS ONZE HORAS.

    CONTAMOS COM A COLABORAÇÃO E UNIÃO DE TODOS.

    A DIRETORIA

  83. Porra, de todo o ruim deve-se tirar algo bom.

    Vamos propor que esses dois Delegados sejam designados para irem até a Assembleia Legislativa para revistar as cuecas e calcinhas dos deputados, deputadas, seus assessores e demais funcionarios, inclusive os PMS.
    Em um dia vão encontrar pelo menos 200… duzentos mil reais.

  84. Sr. Madruga, realmente o senhor tem toda razão. A PC Paulista é provinciana e coronelista. Não gosta da PM, mas quer ser igual a ela.
    Realmente a PC de São Paulo precisa ser ‘reconstruída’ para não sumir de vez.
    Qualquer diligência deve ser conduzida dentro da legalidade. Quem sabe agora, depois desse episódio, alguma coisa mude.

  85. QUEM INTERESSAR TENHO INTERESSE EM TROCAR A CARGA DE UMA PT 100 COM TRÊS CARREGADORES POR UMA IMBEL . 40. AGUARDO O CONTATO.

  86. O PINTO SABIA DE TUDO, ISTO É DITO ABERTAMENTE HOJE NA CORRO, EM QUALQUER CORREDOR QUE SE ANDE, É PALAVRA DE COLEGAS LÁ DE DENTRO.
    O PINTO SABIA DE TUDO, VIU AS IMAGENS
    O PINTO SABIA DE TUDO, VIU AS IMAGENS
    O PINTO SABIA DE TUDO, VIU AS IMAGENS
    O PINTO SABIA DE TUDO, VIU AS IMAGENS

    AGORA ELE VEM COM ESSA DE PERPLEXIDADE…CONVERSA FIADA, ELE SABIA DE TUDO QUE A CORRÓ FAZIA, COM DETLAHES ATÉ, ENTÃO DEMISSÃO PRA ELE

    QUANDO PRENDE SARDINHA É AQUELE ESTARDALHAÇO, ESTAMOS DEPURANDO A INSTITUIÇÃO E AQUELA BALELA DE SEMPRE, AGORA QUANDO É DIVULGADO OS MÉTODOS INCONSTITUCIONAIS QUE SÃO USADOS PRA SE CONSEGUIR PROVAS AÍ É UM DESSERVIÇO???? ORA DONA MARIA INÉZFAÇA-ME O FAVOR…ENQUANTO ESTAVA TUDO SENDO ESCONDIDO E O PINTO LHE DANDO TAPINHAS NAS COSTAS ERA TUDO UMA MARAVILHA, AGORA QUE A BATATA FICOU QUENTE DEMAIS PRA SEGURAR E CADA UM VAI TRATAR DE TIRAR O MÍSSIL DA RETA DO SEU, AÍ A IMPRENSA É IRRESPONSÁVEL???
    IRRESPONSÁVEL FORAM OS DELEGADOS QUE ULTRAPASSARAM VERTIGINOSAMENTE OS LIMITES IMPOSTOS PELA LEI
    IRRESPONSÁVEL FOI A SENHORA QUE JULGA UM ATO OFENSIVO A DIGNIDADE DE UM SER HUMANO NORMAL
    IRRESPONSÁVEL FOI O SECRETÁRIO QUE VIU A TUDO E ACHOU QUE ERA NORMAL UM SER HUMANO SER TRATADO DAQUELA FORMA
    IRRESPONSÁVEL FOI O PROMOTOR QUE ACOMPANHOU A OPINIÃO DE VOCES
    IRRSPONSÁVEL FOI O JUIZ QUE MANDOU ARQUIVAR
    OU SERÁ QUE O MUNDO TODO(O MUNDO TODO VIU ESSAS IMAGENS) AGORA ESTÁ ERRADO???
    AGORA VÃO DECAPITAR E ENTREGAR DE BANDEJA A CABEÇA DOS DOIS PROS LEÕES E ACHAM QUE ISSO VAI ACABAR COM A POLÊMICA… ENGANO, LEDO ENGANO, NÓS NÃO VAMOS DEIXAR A POEIRA IR PRA DEBAIXO DO TAPETE… NÓS SABEMOS COMO FUNCIONAM AS COISAS, UM TELEFONEMA AQUI, OUTRO ALI E AS COISAS SE AJEITAM NÃO É MESMO, COMO ACONTECE NO FUNDÃO QUANDO PRENDEMOS UM AMIGO OU CABO ELEITORAL DE ALGUM POLÍTICO, ENM CHEGAMOS COM ELE NA DELEGACIA E O CELULAR JÁ TÁ TOCANDO, MANDANDO SOLTAR…QUANTAS VEZES ISSO JÁ NÃO ACONTECEU, PROVAVELMENTE ATÉ MESMO COM A SENHORA!!!! ENTÃO VAMOS PARAR DE DOURAR A PÍLULA E ASSUMIR NOSSOS ERROS.. CORREGEDORIA TEM DE SER FORTE,IMPLACAVEL COM A CORRUPÇÃO, DURA, MAS TEM DE SER ANTES DE TUDO LEGALISTA, O RESTO É CHURUMELA.
    SE ESTE GOVERNADOR, TIVER UM MÍNIMO DE BOM SENSO, ELE NÃO VAI ACEITAR APENAS AS CABEÇAS DOS DOIS DELEGADOS…TEM QUE PROCESSAR TODOS OS ENVOLVIDOS NESTE IMBROGLIO,… OS QUE ESTAVM PRESENTES NAQUELA SALA DO 25º DP ATÉ NOS CONFORTÁVEIS GABINETES.
    E NÃO SE ESQUEÇAM…. A MINISTRA TÁ DE OLHO NO DESENROLAR DOS ACONTECIMENTOS…SERÁ QUE VAI SER NECESSÁRIO A POLICIA FEDERAL INVESTIGAR E O MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL EMCAMPAR ESSAS DENÚNCIAS???
    ESPERO SINCERAMENTE QUE NÃO, QUE A POLICIA CIVIL DE SÃO PAULO MOSTRE O SEU VALOR E SUA COMPETÊNCIA PARA APURAR CABALMENTE OS FATOS..

  87. Coincidência com a Maracujá… Promotor Everto Luiz Zanella também faz parte dos filhos da PUC …

  88. Oiiiiii…… SUELY!!!

    Seu NOME está no SCPC/SERASA igual ao meu….????
    Se está…… você está fudida…
    “Nóis” estamos fudidos…..

    Porque a “Casa Censora” vai chamar “nóis” pra pagar as nossas dívidas…. vai ser assim…:

    “Óia… Escriba.2011… você tá devendo pra CASAS BAHIA…. comprou apareio um três em um (que num funciona – quebrou no segundo dia de uso)… e num pagô…. intão muleque… paga essa porra senão nóis vai sindicá ocê (ameaçazinha… só… – porque num podi… rs rs )…. então… paga ou não paga…??!”

    “Óia tia da Corró, EU num tenho um “dindin”, ganho “mau” pra caraio… essa m. de salário… mas, nóis pode fazê um acordo a senhora concorda…???…”

    Responde a “tia” da Corró: “Quanto é que você têm aí puliça para nóis “aliviá” essa bronca….”, se nfor menos de cinco mil réis… num têm cunversa….

    Eitâ MUNDÃO véio sem purteira…..

    SUELY…. corre…. corre e vai no banco pagar as CASAS BAHIA….

  89. O PROBLEMA TODO DISSO É O0 SEGUINTE:
    O PSDB A QUASE 20 ANOS NO ESTADO
    BAIXOS SALÁRIOS, 14 CARREIRAS, 10 REESTRUTURAÇÕES NENHUMA SAIO DO PAPEL POR VAIDADE E SOBERBA DOS PRÓPRIOS IRMÃOS DA CIVIL.
    DESUNIÃO ENTRE OS PRÓRPRIOS POLICIAIS CIVIS, SUJOS X CORRERIAS, POLICIAS DE BOM CARÁTER CONTRA OS DE
    MAU CARÁTER QUE SÃO MUITOS DIGA-SE DE PASSAGEM…
    DIRETORES JURRSSÍCOS NA DIRETORIA, NÃO VEJO RENOVAÇÃO SÓ TEM OS MESMOS DELEGADOS, EQUANTOS A PM SE MODERNIZANDO!?
    CORRUPÇÃO EXTRAPOLADA EM TODOS OS SETORES DA PC
    A GREVE DA PC FOI NO MEU ENTENDER BOA, MAS DEVERIA TER SE UNIDO A OUTRAS SECRETÁRIAS DO ESTADO, COISA QUE A POLÍCIA CIVIL E SEUS SINDICATOS SÓ QUISERAM PARA ELA, MOSTRANDO ASSIM UM EGOISMO PECULIAR $$$
    O POLICIAL QUE VIVE EM FUNÇÃO DO QSJ SUJO $$DINHEIRO TEM QUE SER EXPULSO, QUANDO FOR PEGO EM FLAGRANTE E SEUS BENS NÃO FOREM COMPATÍVEIS AO SALÁRIO.
    A RECEITA FEDERAL COM A PF DEVERIA FAZER UMA DEVASSA NOS PSEUDOS POLICIAIS, CONTRABANDISTAS DE ARMAS E DROGAS, QUE FAZEM CARNEZINHO EM BIQUEIRAS, PASSAM PANO PARA OS TRAFICANTES EM TORCA DE VANTAGENS$$$ QUE TEM IATES, MANSÕES, CARROS IMPORTADOS, CASAS NOTURNAS PATRIMONIO DE 4 MILHÕES DE REAIS OU MAIS.. , BARES, FIRMAS DE SEGURANÇA ILEGAIS,LIGADOS, A GANSO ETC..
    A CORRUPÇÃO NO CASO DO BRASIL É DE ORDEM GENÉTICA, MORAL E DE CARÁTER SENDO UMA DOENÇA PSIQUIATRÍCA
    HERANÇA DEIXADA PELA COLONIZAÇÃO ETC..
    O POLICIAL QUE NÃO TEM COMO VIVER DO SALÁRIO, OU DEVERIA SAIR DA POLÍCIA OU ENTÃO COMPLEMENTAR COM UM TRABALHO COMPATÍVEL DENTRO DA LEI ORGÂNICA!
    OUTRA QUESTÃO É A INGERÊNCIA DE ALGUMAS CERTAS SOCIEDADES SECRETAS, QUE USAM ESTA FILOSOFIA PARA AJUDAR OS IRMÃOZINHOS CORRUPTOS LIGADOS A ESTA REDE LIGADA ATÉ INTERNACIONALMENTE.
    MAS UMA COISA SE HOUVE ABUSO OU NÃO DEVE SER APURADO, TAMBÉM O VAZAMENTO DE INFORMAÇÃOES E DAS FILMAGENS
    A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA QUER FAZER UMA LEI PARA A CORREGEDORIA VOLTAR A SER DA DGP, UM ERRO, POIS É INCONSTITUCIONAL. OS ORGÃOS CORREGEDORES TEM QUE SER INDEPENDENTES E FISCALIZADOS PELO MP, JUDÍCÁRIO,OAB E A PRÓRIA OAB DEVE SER MAIS RIGIDA COM OS PSEUDO ADEVOS PICARETAS QUE SÃO MUITOS E AJUDAM O ESSE SISTEMA EM CONJUNTO COM ORGÃOS DA ONU
    O POLICIAL DE SÃO PAULO E DO BRASIL VIROU UM MORTO DE FOME, VÍTIMA DA SOCIEDADE EM GERAL, DAS SOCIEDADES SECRETAS, DAS MAFIAS DOS POLITIQUEIROS,DA DITADURA DA IMPRENSA E DOS EX -PERSEGUIDOS POLÍTICOS QUE ESTÃO NO PODER.
    NO ESTADO EXISTE UMA OUTRA SECRETÁRIA QUE LUCRA MUITO INCLUSIVE SÃO MAIS CORRUPTOS QUE OS POLÍCIAIS QUE SÃO OS FISCAIS DO ICMS
    MUITOS ESTÃO HOJE MILIONÁRIOS O SALÁRIO E 7 MIL REAIS, TEM ESCRITÓRIOS PARTUCULARES ONDE OS MESMOS NEGOCIAM MULTAS ALTAS POR METADE DO PREÇO!
    CADÊ A CORREGEDORIA DESTE DEPARTAMENTO??
    CARTÓRIOS QUE NÃO PAGAM ICMS AO ESTADO UMA MINA DE DINHEIRO
    IPVA NÃO DEVERIA SER PAGO POR FUNCIÓNARIOS PÚBLICOS COMO FORMA DE BENEFICIO!
    NÃO TEMOS UM SEGURO DE SÁUDE A ALTURA, POR QUE ENTÃO NÃO FAZER UM HOSPITAL MODELO PARA O FUNCIONALISMO JÁ QUE O SERVIDOR ESTÁ SUCATEADO A TEMPOS??
    POR QUE O GOVERNO NÃO PAGA UMA BOLSA UNIVERSIDADE AOS FUNCINÁRIOS PÚBLICOS QUE QUEIRAM ESTUDAR???
    POR QUE NÃO TEMOS BENEFÍCIOS COMO AS EMPRESAS PRIVADAS??TICKET ALIMENTAÇÃO 80 REAIS, SENDO O DA FEDERAL MAIS DE 800 REAIS
    AFINAL DE CONTAS ISSO É DEMOCRACIA OU DEMONOCRACIA??
    POR QUE QUE OS BANDIDOS E CRIMINOSOS TEM TANTO DIREITO, ENQUANTO OS POLÍCIAIS SÓ SE F…
    PORQUE O SISTEMA PENITÊNCIÁRIO É UMA ESCOLA DO CRIME!?
    ACORDA BRASIL, ACORDA SÃO PAULO NOSSO PAÍS É GOVERNADO PELOS ESTRANGEIROS, CHEIOS DE AGENTES INFLITRADOS, QUE ENTRAM E SAEM INVADEM NOSSA SOBERANIA PARA PRATICAR ASSASINATOS CONTRA AQULES QUE SÃO CONTRA OS INTERESSE INTERNACIONAIS!
    QUE MUNDO E ESSE:
    O APOCALIPSE NOW É AGORA E JÁ COMEÇOU A TEMPOS.

  90. SUELY…..

    Lembrei…. vou correndo agora pagar o carnê do MAPPIN
    depois eu volto!

    MAPPIN… até meia-noite…Mappin…!!!
    MAPPIN… até meia-noite…Mappin…

    Ih…. têm que pagar o “jumbo Eletro” e a “GG Magazine…”

    Tô fudido e sem dinheiro… ô vida!

  91. CAROS COLEGAS, SE OS CARAS DE PAU, DELEGADOS TARADOS E SUA TURMA FIZERAM ISSO FILMANDO, ALGUÉM JÁ PAROU PARA PENSAR O QUE ELES DEVEM TER FEITO COM A CAMERA DESLIGADA!! AONDE SÓ OS MACHÕES ESTAVAM COM ELA, E AINDA ALGEMANDA!! QUAIS OUTROS ABUSOS VIZERAM? ACHO QUE A ESCRIBA TEM QUE FALAR TUDOOOO, E MAIS UM POUCO, PRINCIPALMENTE O QUE ELES FIZERAM E NÃO FOI FILMADO, ACHO QUE É A HORA, FALA MESMO!!! FAÇA QUE NEM ELES, FALA TUDO E MAIS UM POUCO, E ELES QUE PROVEM QUE NÃO FIZERAM!! AGORA É A HORA DO TROCO!!

  92. vamos lotar a caixa de email da band …. http://www.band.com.br – contato … deixe sua mensagem não vamos deixar o secretario, corregedora e promotor passar impunes … chega de ditadura e desrespeito aos policiais civis
    eu já deixei a minha, segue abaixo:
    caso escrivã nua: o promotor do GAECO Everton Luiz Zanella , tem laços estreitos com a Corregedora da Polícia Civil, ambos dão aulas na PUC … o Sr. Secretário agora se diz perplexo com o arquivamento do processo, mas pq ele não instaurou o Processo Administrativo Disciplinar para demissão dos delegados na época dos fatos? Agora vão querer culpar somente os delegados, e o promotor que achou isso normal , assim como o Sr. secretário da Segurança.

  93. Pessoal, por favor parem com essa historia de fazer manifestação na frente da corregedoria, a Dra Maria Inez vai ser obrigada a deixar o cargo para que isso não ocorra em uma sexta feira, as 16h00 em plena Rua da Consolação, quase esquina com a Avenida Paulista.
    Essa manifestação pode gerar muito transito e travar a cidade, sem falar no alvoroço que vai ser na imprensa, menos na Globo é claro.
    Não vamos fazer isso, vamos ficar quietinhos no nosso canto, senao o Governador não vai dar aumento e reestruturar a policia.
    Isso pode causar uma grande revolução na policia civil de São Paulo e pode prejuicar muitas pessoas que estao bem acomodadas em seus belos gabinetes.
    Novamente peço que não façam nada, nem comente esse assunto. Deixem que as associações e sindicatos vão cuidar do caso e a justiça sera feita

  94. Dona Maria, parecer justo… parecer honesto, já não basta ! com o youtube na fita a casa cai mesmo !!! durona, mas fraquinha….. rrsrsrsrsrs

  95. A punição dos crápulas que participaram da tortura e dos que também homologaram,precisamos pressionar para obtermos. Não é o bastante apenas afastá-lo, merecem uma reprimenda exemplar. Esses malditos que se julgam donos da liberdade dos outros, não teêm nenhum conhecimento jurídico, até parece que foram passados no concurso. Uma punição à altura eu não acredito, não acredito mais em nenhuma instituição, est~zao todas contaminadas. Os políticos são os responsáveis por todos esses desmandos,só legislam em causa própria, são mentirosos, corruptos,enganadores e donos do Brasil. Eu nunca vi um pobre dizer que acredita na Justiça, rico eu já vi varias vezes. O judiciário brasileiro está acima de tudo, só ele pode, o que ele faz é o que vale, não tem critério justo para conceder benefícios a um preso, não faz uma avaliação criteriosa e o preso na rua estupra, sevicia e mata com requintes de idade média.nde vamos parar, o povo fica inerte a tantas barbaridades, parecendo os carneiros de presépios. Acorda brasileiros, nós temos algum direito.

  96. MP investiga suposto abuso policial na Capital

    O suposto abuso praticado por policiais civis contra uma escrivã de polícia lotada em Distrito Policial da Capital já é objeto de investigação pelo Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (GECEP). Em dezembro último, a representação recebida pela Procuradoria-Geral de Justiça foi encaminhada ao GECEP para a reabertura das investigações e o procedimento está em andamento.

    Nesta segunda-feira (21), a Promotoria do Patrimônio Público e Social instaurou procedimento para apurar a possível ocorrência de abuso e ilegalidade, além da prática de atos de improbidade administrativa por parte de delegados de Polícia e outros agentes públicos, naquela ocorrência.

    De acordo com o procedimento investigatório instaurado, sob a alegação de realizar revista e prisão da escrivã, por suposto crime de corrupção, agentes policiais “submeteram-na a forte humilhação e violência, utilizando-se de força bruta para algemá-la, despi-la e expor suas partes intimas na presença de quem estivesse na sala, muito embora a mesma jamais se recusasse a ser revistada ou mesmo despir-se, desde que na presença e por outras mulheres”.

    O procedimento a cargo da Promotoria de Justiça foi instaurado a partir das notícias veiculadas na imprensa.

    http://www.mp.sp.gov.br/portal/page/portal/noticias/publicacao_noticias/2011/fevereiro_2011/MP%20investiga%20suposto%20abuso%20policial%20na%20Capital

  97. Pessoal, vamos nos mexer!! Esse tipo de truculência precisa acabar!! Vamos bater o pé e morder esses vira-latas pulguentos que ficam atrás da mesa (com o c… na mão)protegidos por seus padrinhos! Nós temos raça e coragem para fazer valer nossos direitos e melhor: sem precisar de algemas para conseguir o resultado! Vamos lutar, não podemos mais ficar calados!!!

  98. O Everton Luiz Zanella além de promotor é doutrinador!

    Ele defende a seguinte posição:

    Excesso de poder e suas modalidades:

    Pouco de excesso: não é punível, é um fato totalmente discricionário desde que seja na medida. Ex: jogar uma mulher algemada no chão, arrancar arrancar sua calça e sua calcinha.

    Médio Excesso: choque elétrico.

    Excesso: aq

  99. CONTINUANDO…

    Excesso: aqui é a modalidade completa, inclui, choque elétrico, saco na cabeça, espancamento e consumação do estupro.

  100. LUIZ FLÁVIO GOMES*

    “Com um treinamento apropriado e técnica adequada, a não violência pode ser praticada pelas massas humanas” (Gandhi).

    Está comprovado: no Brasil nem toda nudez é castigada! O vídeo dos delegados de polícia (cf. o vídeo) que obrigaram uma mulher suspeita (de corrupção ou concussão) a ficar nua na presença deles para o efeito de uma busca pessoal é estarrecedor. Onde chega a arbitrariedade?

    O crime de corrupção (ou concussão) é grave e precisa ser devidamente punido. Mas a polícia não pode apurar um crime cometendo outro (ou outros). Muito correta e digna de elogios a cobertura da TV Bandeirantes (cf. o vídeo). Tributo ao jornalista Fábio Pannunzio (que divulgou o vídeo no seu blog). Os delegados foram afastados das suas funções.

    A lei processual penal (art. 249 do CPP) é clara: a busca pessoal em uma mulher deve ser feita por outra mulher, salvo em caso de retardamento ou prejuízo para a diligência. Havia mulheres no local (policiais) e mesmo assim os delegados optaram por despir, à força, a mulher. Prova (se é que se pode chamar aquilo de prova) totalmente ilícita, porque obtida de forma ilegal (com violação, desde logo, do art. 249 do CPP). O vídeo constitui um exemplo emblemático de como não se deve colher provas no Brasil.

    No princípio o delegado disse que se ela não se despisse haveria desobediência. Nada mais incorreto. Quem desobedece ordem ilegal não comete o crime de desobediência. De outro lado, esse crime não permite prisão em flagrante (porque se trata de infração de menor potencial ofensivo). Tampouco poderiam ser usadas as algemas (no contexto em que tudo aconteceu). Violou-se também a Súmula Vinculante 11 do STF.

    Com a mulher (ex-escrivã de polícia) teria sido encontrado dinheiro (R$ 200,00). Mesmo que esse dinheiro fosse fruto de uma corrupção passiva (ou concussão), mesmo assim, crime nenhum estava sendo cometido naquele momento. Não cabia prisão em flagrante, portanto. O abuso de autoridade está mais do que evidenciado. Também a tortura (para a obtenção de prova).

    O Juiz, a pedido do Ministério Público, arquivou o caso. Não vislumbraram nenhum delito. Com a devida vênia, se equivocaram redondamente. As Corregedorias respectivas deveriam apurar tudo isso com prudência e equilíbrio. Também deveriam entrar em campo o CNJ e o CNMP, além da OAB.

    Todas as vezes que o Estado transforma um criminoso (ou suspeito) em vítima, por meio do abuso e da arbitrariedade, nasce mais uma violação de direitos humanos. Ou seja: mais um ato de violência. Violência que, nesse caso, foi ignorada (arquivada) pela Corregedoria da Polícia Civil, pelo Ministério Público e pelo Juiz. Nem toda nudez é castigada!

    A vítima de toda essa violência, ainda que seja um criminoso, tem todo direito de ingressar com ação civil reparatória contra o Estado, sobretudo quando afetada de modo profundo sua dignidade humana. E se não atendida no Brasil, tem portas abertas na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, a mesma que já “condenou” o Brasil várias vezes (Caso Maria da Penha, Caso dos Presídios do Espírito Santo etc.).

    O emérito Professor Ferrajoli tem ensinado que “A história das penas é sem dúvida mais horrenda e infame para a humanidade que a própria história dos crimes” (Direito e Razão, São Paulo: RT, 2. ed., 2006). Cabe agregar: a história das penas e dos arbitrários métodos investigativos é (deveras) muito mais infame que a dos crimes.

    Mas por que tudo isso ainda acontece no Brasil? Três fatores se destacam:

    (a) cultura da violência. O Estado brasileiro já nasceu sob a égide de um genocídio e até hoje ainda não sabe o que é razoabilidade, vida em paz, respeito ao outro etc. Vigora ainda entre nós, especialmente contra os discriminados étnicos, sociais e econômicos, a cultura da violência. Margens de ilegalidade e de arbítrio algumas autoridades se concedem (um pouco ou uma grande quantidade de dor, certa dose de humilhação bem como maus-tratos).

    O genocídio e a tortura fazem parte da história do Estado brasileiro. Os governantes fazem discursos dúbios. Preocupa-se mais com o vazamento do vídeo, que com o ato de tortura em si.

    A tortura padronizada (contra os discriminados étnicos, sociais e econômicos) nas delegacias e nas prisões faz parte da política estatal ambígua, de guerra civil permanente, de todos contra todos, praticada desde 1500, com a conivência de grandes setores do Ministério Público e da Magistratura, que fecham os olhos para gritantes violações de direitos humanos (das vítimas dos criminosos assim como das vítimas da violência estatal). Vigora no Brasil a cultura da pressão (da opressão, da coação, da violência). Com a garantia da impunidade. Isso não retrocede, ao contrário, só incrementa a guerra civil brasileira de todos contra todos.

    (b) ausência das disciplinas Ética e Direitos Humanos: falta, sobretudo para muitos agentes da maquina repressiva (muitos não são todos), estudar Ética e Direitos Humanos, que constituem a base da cultura da não violência.

    (c) cultura da impunidade: Mesmo quando vídeos são gravados, ainda assim, sabe-se que tudo será (muito provavelmente) arquivado pelo Poder Jurídico. O inquérito que apurou a violência aqui narrada foi arquivado. Os delegados foram afastados “porque o caso ganhou repercussão nacional”.

    O sistema investigativo no Brasil está falido. Oitenta e seis mil inquéritos policiais, sobre homicídio, instaurados até 2007, acham-se praticamente parados. A máquina repressiva do Estado funciona mal. Tortura, abusos físicos, maus-tratos, humilhação sexual, crueldade gratuita e indignidade: tudo isso comprova que essa máquina está falida, há séculos (cf. Luís Mir, Guerra civil).

    É preciso apurar com precisão tudo que ocorreu, porque alguma hierarquia pode estar por detrás do fato. Normalmente o superior acaba delegando para os subordinados a triste função da tortura (cf. Luís Mir, Guerra civil). Mas quando a ordem é manifestamente ilegal todos respondem: quem deu a ordem e quem a cumpriu.

    *LFG – Jurista e cientista criminal. Doutor em Direito penal pela Universidade Complutense de Madri e Mestre em Direito penal pela USP. Presidente da Rede LFG. Foi Promotor de Justiça (1980 a 1983), Juiz de Direito (1983 a 1998) e Advogado (1999 a 2001). Acompanhe meu Blog. Siga-me no Twitter. Encontre-me no Facebook.

  101. AGORA ME DIGAM, QUAL DP ESSES DELEGADOS TRABALHARÃO??? ALGUM POLICIAL SE HABILITA A TRABALHAR COM ELES??? ESCRIVÃES, TIRAS, ETCC….

  102. Não saiu nada no DO desses dois ai. Acho que não sairam da corró e vão ficar internos lá.

  103. RICARDO MAURICIO,
    É muito importante o que vc disse sobre as afirmações do Dr Denis, peço que fosse nos passe o LINK.

  104. CORREGEDORIA (música Ideologia do Cazuza – tá foda)

    Meu partido, é um PA dos mais fudido,

    E as apurações, estão todas perdidas,

    Nas sindicâncias, eu fui repreendido,

    Tantas vezes que eu nem acredito, ah, eu nem acredito;

    E aquele secretário que ia mudar o mundo, mudar o mundo,

    Assite agora tudo emcima do muro, em cima do muro,

    Meus seccionais morreram de tronbose,

    É… e os divisionários do Detran, não estão mais no poder;

    CORREGEDORIA,

    Cuidado que vão te foder;

    CORREGEDORIA,

    Vai se foder.

  105. Isso é banzo minha filha!!!!

    REPRESENTAÇÃO COLETIVA DOS POLICIAIS CIVIS DE SÃO PAULO
    Av. Cásper Líbero, 390, 5º andar., Luz, São Paulo – SP, CEP 01033-000, Tel. 3313.5077

    A Sua Excelência
    O Senhor Doutor GERALDO JOSÉ RODRIGUES ALCKMIN FILHO
    DD. Governador do Estado de São Paulo
    São Paulo – SP

    Senhor Governador:

    A Representação Coletiva dos Policiais Civis de São Paulo, órgão de congregação das entidades de classe (associações e sindicatos) que pelos seus presidentes a este subscrevem, vem até Vossa Excelência para externar-lhe sua extrema preocupação com o episódio que envolveu delegados de polícia da Corregedoria Geral da Polícia Civil e a então Escrivã de Polícia V.F.S.L., fato exaustivamente noticiado pela mídia.

    A insólita ocorrência demonstrou à sociedade, o alto grau de prepotência com que agiram os Delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves, que desobedeceram preceitos constitucionais e da legislação processual penal pátria, o que se revela inaceitável sob todos os pontos de vista, até porque compromete o bom conceito da instituição policial civil.

    Outros dois delegados, também da Corregedoria, Drs. Emílio Antonio Pascoal e Renzo Santi Barbin, teriam, de algum modo, contribuído na perpetração da grotesca diligência contra V.F.S.L. Até mesmo o titular do 25º Distrito Policial, palco dos acontecimentos, teria se omitido, permitindo que um procedimento espúrio se realizasse nas dependências da unidade policial que chefia.

    De igual modo, merece censura o comportamento da Sra. Diretora da Corregedoria Geral de Polícia Civil, Dra. Maria Inês Trefiglio Valente, que procurou legitimar as práticas arbitrárias dos seus subordinados.

    Até mesmo o representante do Ministério Público, o Promotor Público Everton Zanella, como que conivente com a barbárie, procurou justificar a atitude dos policiais, dizendo que “despir a Escrivã foi conseqüência do transcorrer da operação policial contra ela”

    É de se reconhecer, Senhor Governador –e os signatários assim defendem- a premente necessidade da depuração dos quadros policiais, alijando-se os maus, porém que isso seja feito dentro dos parâmetros da legalidade, impessoalidade e moralidade, respeitando sempre o preceito da dignidade da pessoa humana.

    Assim, Senhor Governador, esta Representação Coletiva solicita, com empenho, a Vossa Excelência, que seja determinado ao Sr. Secretário da Segurança Pública que adote providências no sentido do desarquivamento do inquérito policial instaurado para apurar a conduta dos policiais da Corregedoria que trabalharam na investigação que culminou com a prisão em flagrante, com o afastamento desses policiais, até que seja o feito concluído por outra autoridade.

    Que igualmente seja desarquivado e refeito o processo administrativo disciplinar que resultou na demissão da nominada ex-servidora policial, eis que o mesmo foi contaminado pelas provas obtidas por meios ilegais.

    Em assim fazendo, estará Vossa Excelência rendendo homenagens à Justiça que a sociedade paulista e brasileira espera que seja feita.

    Valem-se do ensejo os presidentes das entidades que compõem a Representação Coletiva dos Policiais Civis de São Paulo, para apresentar a Vossa Excelência protestos da mais alta consideração e profundo respeito.

    São Paulo, 22 de fevereiro de 2011

    MARIA ALZIRA DA SILVA CORRÊA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Região de Ribeirão Preto

    MARIA APARECIDA DE QUEIROZ ALMEIDA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Sorocaba e Região

    SONIA APARECIDA DE OLIVEIRA
    Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Telemática Policial do ESP

    VANDERLEI BAILONI
    Presidente da Associação dos Investigadores de Polícia do Est. de S.Paulo

    OSCAR DE MIRANDA
    Presidente da Associação dos Escrivães de Polícia do Estado de São Paulo

    NELSON DE JESUS LEONE
    Presidente da Associação dos Agentes Policiais do Estado de São Paulo

    ERALDO DE FARIAS
    Presidente da Associação dos Carcereiros da Polícia Civil do Est. São Paulo

    JOÃO XAVIER FERNANDES
    Presidente do Sindicato dos Escrivães de Polícia do Estado de São Paulo

    VALDIR FERNANDES DA SILVA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mogi das Cruzes e Região

    WALTER DE OLIVEIRA SANTOS
    Pres. do Sindicato dos Policiais Civis da Baixada Santista e Vale do Ribeira

    CELSO JOSÉ PEREIRA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Marília e Região

    LÚCIO FLÁVIO MORENO
    Pres. do Sindicato dos Policiais Civis de Presidente Prudente e Região

    APARECIDO LIMA DE CARVALHO
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Campinas e Região

    JARIM LOPES ROSEIRA
    Presidente da International Police Association – IPA
    jlr/.

  106. mas pessoal, não esquentem a cabeça não…

    agora que a batata chips tá fritando na mão, a galera vai começar a brir a boca, ah se vai…

    voces acham que os dois vão segurar essa bronca sozinhos???
    já já começam a vomitar tudo, e essa é uma grande chance que esses dois teem, para sair dessa instituição no mínimo com uma sensação de dever cumprido…
    eles tem que vomitar tudo!!!!
    quem sabia, quem assistiu, quem determinou, quem falou o que, quem garantiu que não ia dar em nada, todas aquelas coisas que nós já sabemos né…

    a única coisa que eu sei é que isso não vai dar nada…pra minha m~es finada há 2 anos

    no resto..
    MANDA ELES PRA 6 SECCIONAL (SEI LÁ, AQUI TEM CAPAO REDONDO,ANGELA,PQ STO ANTONIO,NAKAMURA,KAGOHARA,SANTO EDUARDO) DE REPENTE NUM TIROTEIO….LADRÃO DE VERDADE, ….

  107. “Grupo de policiais do Brasil desvendam o Caso da Escrivã Nua!”
    Transcrevo mensagem postada no grupo de discussão policial-br@yahoogrupos.com.br:

    “Caros colegas, simplesmente para lucubrar, gostaria de postar uma hipótese quanto ao caso da escrivã.

    Praticamente todos os comentários, seja aqui ou na internet, dão conta que se trata de uma corrupta, bandida e que o crime de corrupção (concussão) foi realmente cometido. Todavia ela ainda não foi julgada, não apresentou em juízo as provas e muito menos intentou algum recurso – assim sendo ainda não transitou em julgado. Desta forma deve ser considerada inocente. Por isso gostaria que os colegas observassem o que vai escrito abaixo:

    Primeiro ato:

    Um determinado indivíduo, acusado de porte de arma, para não ser indiciado oferece a uma escrivã de polícia R$ 200,00. A policial não aceita. Todavia ele é amigo de um Promotor de Justiça do GAECO e envenena o membro do “parquet” dizendo que estava sendo extorquido pela escrivã. O Promotor procura a Corregedoria que, para puxar o saco do Ministério Público, acerta com o “indiciado” um flagrante preparado. No dia dos fatos todos se reunem “ao pé da delegacia” e o cara entra … oferece o dinheiro a escrivã que recusa … sai, mantém contato com o delegado e devolve o dinheiro “marcado” (xerocopiado).

    Segundo ato:

    Frustrado e não querendo demonstrar incompetência para a chefia da Corregedoria e para os promotores, visando uma possível promoção, o delegado resolve intentar um flagrante forjado. Todos se dirigem a sala da escrivã, informam a ela a razão da diligência, ela nega, ele diz que ela tem que ser revistada e faz questão dele mesmo participar. Ela se recusa a ser revistada por ele (por ser homem). Ele manda ligar a câmera para documentar. Daí para diante nós acompanhamos.

    Observação: Tem que haver um diálogo antes das gravações. Não está documentada a entrada dos policiais na sala da escrivã e as primeiras conversas. O pessoal da Corregedo ria não entraria direto na sala da escrivã sem antes chamar o Titular para acompanhar (e ele estava lá). A escrivã não se nega a ser revistada, ela quer ser revistada por mulheres. Ela está segura de sí como nós estaríamos se nada devessemos. Quando ela diz para o delegado da Cócó: “vc pode chamar até a sua mãe para me revistar mas eu não tiro a roupa na frente de homem” ou coisa parecida demonstrou que não estava com medo. Por outro lado, o Promotor de Justiça para dizer que estava tudo certinho e que não houve abuso etc. tem que ter algum interesse no evento – o que reforça que o cara do dinheiro era amigo dele ou que ele sabe que o flagrante era forjado.

    Outro detalhe que chama a atenção é uma declaração da Corregedora-Geral dizendo que a escrivã havia sido revistada por duas policiais e nada havia sido encontrado, por isso o Delegado fez questão dele mesmo revistar. Onde era lotada aquela policial militar que se encontrava presente? Ela trabalhava em ações junto ao GAECO?

    Caros colegas, tem alguma coisa errada com isso tudo. Esta idéia da sociedade (e que é nossa também) de que TODO policial é corrupto e que pelo simples fato de alguém nos acusar já faz o fato verdadeiro precisa ser modificado.

    Convoco a todos os participantes do grupo a investigarem, com base no vídeo e informações colhidas na Polícia Civil de São Paulo (através dos colegas paulistas) e concluirem o caso. Afinal de contas temos no grupo agentes, delegados, rodoviários, escrivães, militares, guardas, peritos. Policiais novos, velhos, encarquilhados, jurássicos, o escambau. Não importa o resultado. Seria legal saber o que pensam os colegas da ex-escrivã, se ela tinha fama de bandida, o motivo da deflagração da investigação etc. Depois poderíamos encaminhar nosso “relatório” para o MP ou para a defesa da ex-escrivã conforme o caso, afinal seríamos uma Equipe de Investigação Mul tidisciplinar Interestadual do Policial-BR. Quem sabe poderemos ajudar a fazer JUSTIÇA!

    Paulo Magalhães – Delegado de Polícia

    P.S.: Já posso ver as manchetes nos jornais internacionais (New York Time, no Miami Herald, no Periscope …): “Grupo de policiais do Brasil desvendam o Caso da Escrivã Nua”. O resto da notícia deixo por conta do Abreu … ele não escreve nem eu. heee! “

  108. Prezados,
    O vídeo veiculado na imprensa, sobre a prisão da Escrivã e principalmente sobre a forma como se deu, por si só revela a completa inversão moral que acomete a administração pública. Sob o pretexto de combater a corrupção nas polícias, os órgãos corregedores rasgam a lei pátria, como se os fins justificassem os meios…
    A questão não se assenta exclusivamente na responsabilidade da Escrivã, de praticar ou não o crime de extorsão ou concussão, mas, sobretudo, na forma como foi investigada. Ora, tais crimes doutrinariamente são considerados como formais, de sorte que se consumam pela simples exigência de vantagem indevida. No caso, o recebimento da vantagem (as cédulas de R$ 50,00) era mero exaurimento do tipo!
    Portanto, pelo que do vídeo se verifica, tem-se que o flagrante era preparado, partindo-se da premissa de que o fato já era de conhecimento da autoridade corregedora.
    Nesse sentido, se entendesse necessário arrecadar o pretenso produto do “butim”, melhor seria que conduzisse a Escrivã para a Corregedoria, local em se justificaria uma busca pessoal (desnuda), porém, na exclusvia presença de outras mulheres, também policiais civis.
    Ainda que se partisse da falsa premissa de que era impossível aguardar a remoção da Escrivã para a sede da Corregedoria, melhor seria que a Autoridade Corregedora destinasse outra policial feminina para proceder à busca pessoal (ou será que desconfiava das intenções daquela que lá se encontrava presente?)…
    Enfim, de qualquer forma que se observa a questão, não é possível atribuir o mínimo de razoabilidade para a conduta daquele Delegado Corregedor.
    Tal fato revela-se extremamente sintomático, pois chegamos ao absurdo de tolerar as violências mais arbitrarias e descomunais, se praticadas contra policiais!
    Já sobre a conduta dos Policiais Corregedores envolvidos, cabe apenas relembrar o que dispõe o artigo 1º da Lei Federal 9455/97, pois comete crime de tortura quem constrange alguém com emprego de violência ou grave ameaça, causando-lhe sofrimento físico ou mental, com o fim de obter informação ou confissão, ou para provocar ação ou omissão de natureza criminosa.
    Creio que a Corregedoria, que é tão severa com os Policiais Civis de um modo geral, também o devesse ser com relação aos seus pares, mormente quando esses imobilizam (mediante uso de algemas) e despem, “na marra”, uma mulher desarmada, defronte uma plateia masculina e sob o registro de uma câmera.
    Portanto, a “prova” colhida é eivada dos mais repugnantes vícios. É prova produzida mediante tortura, nos moldes do que ocorreu no memorável e lamentável caso dos “Irmãos Naves”.
    Causa espanto, porém, o arquivamento do inquérito em relação aos Delegados Corregedores, ou será que da década de 30 do século passado (ou seja, há cerca de 80 anos) nada mudou no país?
    Assim é que externo o meu repúdio.
    Luiz Antonio Saboya Chiaradia
    Advogado Criminalista

  109. MP apura suposto abuso policial em ação que despiu escrivã em delegacia.

    Caso está com promotores que investigam atividade policial e do Patrimônio.

    Vídeo com ação que tirou calça e calcinha de ex-policial circula na internet.

    Kleber Tomaz Do G1 SP

    O Ministério Público Estadual de São Paulo vai apurar se quatro delegados da Corregedoria da Polícia Civil, responsáveis por investigar ilegalidades praticadas por policiais, e outros agentes públicos cometeram abuso de autoridade contra uma então escrivã dentro de uma delegacia na capital paulista. A mulher foi despida à força pelas autoridades durante uma ação gravada pela corregedoria que acabou vazando na internet.

    A Promotoria de Justiça de SP instaurou procedimentos para apurar a denúncia a partir das notícias veiculadas na imprensa. De acordo com nota publicada na segunda-feira (21) no site da Procuradoria-Geral de Justiça, duas promotorias do Ministério Público vão apurar o caso do suposto abuso praticado por esses policiais civis contra a escrivã no 25º Distrito Policial, em Parelheiros, Zona Sul, há quase dois anos.

    Segundo a procuradoria, o caso “já é objeto de investigação” dos promotores do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gecep), do Ministério Público. Segundo a assessoria de imprensa do MP, a procuradoria recebeu uma representação em dezembro de 2010 para a reabertura das investigações sobre o fato e o encaminhou ao Gecep.
    O secretário da Segurança Pública de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto, determinou na noite desta segunda-feira (21) o afastamento de dois delegados lotados na Corregedoria da Polícia Civil. Eles aparecem em um vídeo em que uma ex-escrivã é obrigada a ficar nua para ser revistada.
    Os outros promotores que irão apurar o caso são da Promotoria do Patrimônio Público e Social. Segundo o MP, na segunda-feira (21), o órgão “instaurou procedimento para apurar a possível ocorrência de abuso e ilegalidade, além da prática de atos de improbidade administrativa por parte de delegados de polícia e outros agentes públicos, naquela ocorrência.”

  110. O delegado Renzo Santi Barbin testá na 4ª Corregedoria Auxiliar em Bauru.
    Na nota que saiu no Estadão dá a impressão que ele vai ficar impune porque “não pertence mais aos quadros daquele departamento” (Corregedoria de SP).
    É mole!!!

  111. QUANDO VÃO CHEGAR NO EXMO. SR. DR. CARNEIRO, ATUAL DGP QUE NA ÉPOCA SUBSTITUIU O DIVISIONÁRIO DA DOP E NADA FEZ?

    DR. CARNEIRO: PQ NÃO VAI AGORA FALAR NA MÍDIA SOBRE SUA ATUAÇÃO?

    POR QUE SE CALA?

    POR QUE?

    POR QUE?

  112. ATENÇÃO-

    POR AQUI,NADA SERÁ FEITO!!!!!!MAS,leiam ,vão federalizar logo,logo, esta palhaçada,deixe que pensem
    que as coisas vão parar com Afastamentos!!!!

    Vladimir Aras PERMALINK*
    22/02/2011 15:24
    E possível a federalização nos caos de denegação de justiça. Creio que é uma possibilidade. No texto, assinalei os dispositivos pertinentes (109, V-A e §5º, da CF). Abs.

  113. UMA PESQUISA SERIA INTERESSANTE. QUANTOS FLAGRANTES A CORREGEDORIA FEZ NESTES ÚLTIMOS ANOS??? E DESSES FLAGRANTES, QUANTOS FORAM RELAXADOS???? A CONTA É ENORME, QUEM SERIA CAPAZ DE FAZER ESSE LEVANTAMENTO??? A ÂNSIA DOS CORREGEDORES EM PRODUÇÃO É ENORME, MAS OS FLAGRANTES RELAXADOS SÃO MUITOS E NÃO SÃO DIVULGADOS.

  114. E quanto aos tiras da DOP?Ninguém vai falar nada ?Os nomes deles?P.A,RUA e CADEIA neles também.Participaram ativamente desse circo dos horrores agora se escondem como ratos .Bando de lixos ,tomara que sejam mortos com um monte de tiro de esculacho na bunda e tenhão seus corpos desovados num lixão.Voces não merecem essa carteira preta.

  115. CORREGEDORIA GERAL DA POLÍCIA CIVIL
    Portarias da Delegada de Polícia Diretora,
    de 29-12-2009
    Designando sem ônus para o Estado, o RENZO SANTI
    BARBIN – RG 27.157.982, Delegado de Polícia de 3ª Classe,
    Padrão II, lotado na Delegacia Geral de Polícia e classificado na
    Corregedoria Geral de Polícia, para exercer suas funções junto à
    4ª Corregedoria Auxiliar – Bauru da Divisão das Corregedorias
    Auxiliares, deste Departamento. (P.CGPC-462/2009).
    Deferindo, nos termos dos artigos 209 e 213 da Lei

  116. D.O. de 30.12.2009 – Executivo II – Página 08

    CORREGEDORIA GERAL DA POLÍCIA CIVIL
    Portarias da Delegada de Polícia Diretora,
    de 29-12-2009
    Designando sem ônus para o Estado, o RENZO SANTI
    BARBIN – RG 27.157.982, Delegado de Polícia de 3ª Classe, Padrão II, lotado na Delegacia Geral de Polícia e classificado na Corregedoria Geral de Polícia, para exercer suas funções junto à 4ª Corregedoria Auxiliar – Bauru da Divisão das Corregedorias Auxiliares, DESTE DEPARTAMENTO. (P.CGPC-462/2009).

  117. vamos lotar a caixa de email da band …. http://www.band.com.br – contato … deixe sua mensagem não vamos deixar o secretario, corregedora e promotor passar impunes … chega de ditadura e desrespeito aos policiais civis
    eu já deixei a minha, segue abaixo:
    caso escrivã nua: o promotor do GAECO Everton Luiz Zanella , tem laços estreitos com a Corregedora da Polícia Civil, ambos dão aulas na PUC … o Sr. Secretário agora se diz perplexo com o arquivamento do processo, mas pq ele não instaurou o Processo Administrativo Disciplinar para demissão dos delegados na época dos fatos? Agora vão querer culpar somente os delegados, e o promotor que achou isso normal , assim como o Sr. secretário da Segurança …

    QUANDO VÃO CHEGAR NO EXMO. SR. DR. CARNEIRO, ATUAL DGP QUE NA ÉPOCA SUBSTITUIU O DIVISIONÁRIO DA DOP E NADA FEZ?

  118. Pô Wagner, 60 segundos de diferença!!! kkkk

    Valew!!!

    Suely, Tamoooo Juntoooo!!!

  119. Dr. Vladimir,
    Se o MP Estadual arquivou será que não é caso de federalizar???? Trata-se de violação grave á direito fundamental.
    RESPONDER

    Vladimir Aras PERMALINK*
    22/02/2011 15:24
    E possível a federalização nos caos de denegação de justiça. Creio que é uma possibilidade. No texto, assinalei os dispositivos pertinentes (109, V-A e §5º, da CF). Abs.

  120. Caro Guerra, boa tarde, se puder destacar estas colocações agradeço;

    Vamos lá, em que pese a servidora estar sendo averiguada pela Casa Censora, o despreparo dos agentes públicos desaguaram em uma tragédia de erros que beira a insanidade.
    Muito se falou aqui, em violência, violação, abuso, tortura, ditadura.
    Pois bem caríssimos, a única conclusão a qual podemos chegar é a seguinte:

    O ato foi um atentado violento ao pudor?
    Fica claro a tortura física e psicologica pela qual a servidora passou?
    tais condutas são equiparados ao crime hediondo ?
    Crimes hediondos são punidos com maior severidade ?

    Deve a autoridade policial agir de ofício?

    Já que a divulgação está sendo ampla e irrestrita, sugiro o encaminhamento do caso ao tribunal Penal internacional e à Corte de Haia.
    Seguem os dados para encaminhamento, esperandojustiça em favor de um ser humano cujo grito continua ecoando em nossas mentes….

    Please use one of the working languages of the Court – English or French – for any correspondance.

    Postal Address

    Po Box 19519
    2500 CM, The Hague
    The Netherlands

    Visiting the International Criminal Court

    Main Entrance Hearings/Visits

    Maanweg, 174 Regulusweg
    2516 AB, The Hague 2516 AB, The Hague
    The Netherlands The Netherlands
    Tel. + 31 (0)70 515 8515 Email visits@icc-cpi.int
    Fax +31 (0)70 515 8555 Fax +31 (0)70 515 8499
    Map More information

    Communications and claims under art.15 of the Rome Statute may be addressed to:

    Information and Evidence Unit
    Office of the Prosecutor
    Post Office Box 19519
    2500 CM The Hague
    The Netherlands

    or sent by email to otp.informationdesk@icc-cpi.int ,
    or sent by facsimile to +31 70 515 8555.

    Job opportunities

    To apply

    Please read our application guidelines
    Email applications@icc-cpi.int
    Fax +31 (0)70 515 8553
    Job vacancies

    Technical support

    Please contact websupport@icc-cpi.int

    For e-Recruitment, please contact: applications@icc-cpi.int

  121. PARABENS A TODOS PELA MOBILIZAÇÃO,PRECISAMOS NOS UNIR,TEM UM TIME EXPETACULAR PORAQUI,GENTE CAPACITADA,SERÁ QUE NÃO SERIA O CASO DE FUNDARMOS UMA ASSOCIAÇÃO DE VERDADE,LIMPA E PURA,SEM VICIOS.AH VOU ME DESLIGAR DA MINHA ASSOCIAÇÃO QUE SÓ SABE FALAR DE COLONIA,SE EU FOR PRA COLONIA MORRO DE FOME NO MESMO MÊS,DEPOIS DE TANTO TEMPO SENTI ORGULHO DA UNIÃO QUE SE FEZ PORAQUI.VALEUU.

  122. QUAL O NOME DOS INVESTIGADORES QUE ESTÃO NA SALA?

    QUAL O NOME DA POLICIAL MILITAR FEMININA NA SALA?

    QUAL O NOME DA GCM QUE ESTAVA NA SALA?

    QUEM É VITOR?

    QUAL A PARTICIPAÇÃO DO DR.RENZO?

    QUAL A PARTICIPAÇÃO DO MEMBRO DO MP E JUDICIÁRIO?

    PQ SÓ AFASTAR OS 2 BOSTAS?

    AFASTAMENTO IMEDIATO DA CORREGEDORA, DIVISIONÁRIO E DOS TIRAS!!!!!!!!!!

    E DEPOIS: DEMISSÃO E PRISÃO.

  123. REPRESENTAÇÃO COLETIVA DOS POLICIAIS CIVIS DE SÃO PAULO
    Av. Cásper Líbero, 390, 5º andar, Luz, São Paulo – SP, CEP 01033-000, Tel. 3313.5077

    A Sua Excelência
    O Senhor Doutor GERALDO JOSÉ RODRIGUES ALCKMIN FILHO
    DD. Governador do Estado de São Paulo
    São Paulo – SP

    Senhor Governador:

    A Representação Coletiva dos Policiais Civis de São Paulo, órgão de congregação das entidades de classe (associações e sindicatos) que pelos seus presidentes a este subscrevem, vem até Vossa Excelência para externar-lhe sua extrema preocupação com o episódio que envolveu delegados de polícia da Corregedoria Geral da Polícia Civil e a então Escrivã de Polícia V.S.F.L., fato exaustivamente noticiado pela mídia.

    A insólita ocorrência demonstrou à saciedade, o alto grau de prepotência com que agiram os Delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves, que desobedeceram preceitos constitucionais e da legislação processual penal pátria, o que se revela inaceitável sob todos os pontos de vista, até porque compromete o bom conceito da instituição policial civil.

    Outros dois delegados, também da Corregedoria, Drs. Emílio Antonio Pascoal e Renzo Santi Barbin, teriam, de algum modo, contribuído na perpetração da grotesca diligência contra V.S.F.L. Até mesmo o titular do 25º Distrito Policial, palco dos acontecimentos, teria se omitido, permitindo que um procedimento espúrio se realizasse nas dependências da unidade policial que chefia.

    De igual modo, merece censura o comportamento da Sra. Diretora da Corregedoria Geral de Polícia Civil, Dra. Maria Inês Trefiglio Valente, que procurou legitimar as práticas arbitrárias dos seus subordinados.

    Até mesmo o representante do Ministério Público, o Promotor Público Everton Zanella, como que conivente com a barbárie, procurou justificar a atitude dos policiais, dizendo que “despir a Escrivão foi conseqüência do transcorrer da operação policial contra ela”

    É de se reconhecer, Senhor Governador –e os signatários assim defendem- a premente necessidade da depuração dos quadros policiais, alijando-se os maus, porém que isso seja feito dentro dos parâmetros da legalidade, impessoalidade e moralidade, respeitando sempre o preceito da dignidade da pessoa humana.

    Assim, Senhor Governador, esta Representação Coletiva solicita, com empenho, a Vossa Excelência, que seja determinado ao Sr. Secretário da Segurança Pública que adote providências no sentido do desarquivamento do inquérito policial instaurado para apurar a conduta dos policiais da Corregedoria que trabalharam na investigação que culminou com a prisão em flagrante, com o afastamento desses policiais, até que seja o feito concluído por outra autoridade.

    Que igualmente seja desarquivado e refeito o processo administrativo disciplinar que resultou na demissão da nominada ex-servidora policial, eis que o mesmo foi contaminado pelas provas obtidas por meios ilegais.

    Em assim fazendo, estará Vossa Excelência rendendo homenagens à Justiça que a sociedade paulista e brasileira espera que seja feita.

    Valem-se do ensejo os presidentes das entidades que compõem a Representação Coletiva dos Policiais Civis de São Paulo, para apresentar a Vossa Excelência protestos da mais alta consideração e profundo respeito.

    São Paulo, 22 de fevereiro de 2011

    MARIA ALZIRA DA SILVA CORRÊA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Região de Ribeirão Preto

    MARIA APARECIDA DE QUEIROZ ALMEIDA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Sorocaba e Região

    SONIA APARECIDA DE OLIVEIRA
    Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Telemática Policial do ESP

    VANDERLEI BAILONI
    Presidente da Associação dos Investigadores de Polícia do Est. de S.Paulo

    OSCAR DE MIRANDA
    Presidente da Associação dos Escrivães de Polícia do Estado de São Paulo

    NELSON DE JESUS LEONE
    Presidente da Associação dos Agentes Policiais do Estado de São Paulo

    ERALDO DE FARIAS
    Presidente da Associação dos Carcereiros da Polícia Civil do Est. São Paulo

    JOÃO XAVIER FERNANDES
    Presidente do Sindicato dos Escrivães de Polícia do Estado de São Paulo

    VALDIR FERNANDES DA SILVA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Mogi das Cruzes e Região

    WALTER DE OLIVEIRA SANTOS
    Pres. do Sindicato dos Policiais Civis da Baixada Santista e Vale do Ribeira

    CELSO JOSÉ PEREIRA
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Marília e Região

    LÚCIO FLÁVIO MORENO
    Pres. do Sindicato dos Policiais Civis de Presidente Prudente e Região

    APARECIDO LIMA DE CARVALHO
    Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Campinas e Região

    JARIM LOPES ROSEIRA
    Presidente da International Police Association – IPA

    http://www.investigadordepolicia.blog.br/?p=15004

  124. P U N I Ç Ã O TAMBEM PARA O LIXO DO DELEGADO RENZO SANTI QUE CONTINUA TRABALHANDO EM B A U R U, NA CORREGEDORIA AUXILIAR; QUAL A DIFERENÇA DA CORRO DA CAPITAL E DA CORRO DE BAURU AUXOILIAR?????rua pra ele também.alias R U AAAAAAAAAAAAAAAAA ,PARA TODOS.

  125. VÁRIOS COLEGAS ESTÃO SE MOBILIZANDO PARA QUE A MANIFESTAÇÃO MARCADA PARA DIA 25, ÁS 16 H DEFRONTE À CORRÓ GANHE FORÇA…ESPERO QUE REALMENTE TENHAMOS O MÍNIMO DE DIGNIDADE E PARTICIPEMOS DESTE ATO QUE VISA RESGATAR UM POUCO DO ORGULHO QUE TÍNHAMOS EM SER POLCIAL CIVIL…EU ESTAREI LÁ…DEPOIS…BREJA NOS BARES DAS ESQUINAS!!!!

  126. Horario de almoço,

    Pois é, demorou mais as entitades representativas mostraram a cara. Este ofício tá disponível no site da AIPESP e no investigadordepolicia.blog.br

    Não há muito que pensar, toda a cúpula da segurança pública de sp, remanescente da gestão careca serra, deve ser imediatamente destituída e punida!!

    O que, tenho certeza, representa os anseios da sociedade brasileira!!

  127. Luciana Frugiuele, Promotora de Justiça há 15 anos, integrante do Grupo de Ação Especial para o Controle Externo da Atividade Policial (GECEP), é quem vai coordenar as investigações sobre o comportamento dos delegados da Corregedoria da Polícia Civil de são Paulo que participaram da chamada Operação Pelada.

    A ordem da Procuradoria-Geral é não poupar esforços para encontrar um caminho que permita a reabertura do caso. O desafio é grande. O primeiro inquérito policial foi arquivado a pedido do procurador Lee Robert Kahn da Silveira. Além de não enxergar abuso nas imagens que chocaram o País, ele ainda elogiou a atuação dos delegados (veja post sobre o assunto aqui). Como o pedido do promotor anterior foi acatado pelo juiz da Vara Distrital de Parelheiros, onde corria o inquérito, os três promotores que integram o grupo estão trabalhando em conjunto.

    Não é difícil vislumbrar a divergência deles em relação a Kahn da Silveria. Hoje de manhã, Fernando Albuquer Souza, um dos integrantes do CEGEP postou no Facebook uma mensagem que pode sintetizar a disposição do trio. “Para aqueles que têm acompanhado as notícias do caso da escrivã de polícia que foi despida em busca do dinheiro ilegalmente recebido, informo que o inquérito policial foi arquivado a pedido da Promotoria de Parelheiros. Eu e meus colegas, integrantes do GECEP, respeitosamente discordamos desse posicionamento por entender que a busca foi contrária à lei”.

    A primeira providência, que já foi tomada, foi oficiar a Corregedoria solicitando o envio de todo o material que integrou os procedimentos administrativos. Os passos seguintes não serão divulgados porque, segundo Luciana Frugiuele, envolvem as intimidades da vítima, o sigilo a que os delegados têm direito e a privacidade de muitas outras pessoas. “Nada aqui será violado, nem em nome da contenção do clamor público”.

    “Vocês só vão saber o resultado quando todos os elementos forem colhidos e permitirem uma conclusão”. A promotora, no entanto, pede que a população confie no Ministério Público. “Nós vamos dar o máximo do nosso esforço para que seja feita justiça nesse caso”, arremata Frugiuele.

    http://www.pannunzio.com.br/?p=7177

  128. Ao ver o vídeo pela terceira vez fiquei ainda mais revoltado.

    Pelo tempo de filmagem dava tempo de sobra pro Delegado Eduardo ter ligado e pedido uma policial feminina da Corregedoria.

    Da Rua da Consoloção ao 25 Dp com a sirene ligada dava no máximo uns 20 minutos se o policia for na manha.

    Mas parece que não havia jeito…O Delegado queria fazer muito o que fez tava possuído por uma idéia ruim!

    Na boa tinha que acaba com essa carreira…

    É um abuso de autoridade atrás do outro…

  129. Pararabéns ao Blog do jornalista Fábio Pannunzio (www.pannunzio.com.br), que se mostra comprometido na divulgação das notícias pertinentes e pelo grande favor que fez a Sociedade e a Polícia Paulista.

  130. Assisti apenas duas vezes, uma só e outra acompanhado da minha esposa, que sujou minha camisa ao vomitar!! Salvo engano, em dado momento, alguém faz referencia que uma policial mulher da corregedoria estava a caminho, mas preferiram não esperar, alegando que o divisionário mandou “descabelar”.

  131. Favelada, desculpe o mau jeito, mas como vc está ? Manda um oi ai pra gente. Td de bom pra vc. Beijão.

  132. CENAS MACABRAS DE PURA COVARDIA COMETIDAS PELOS AGENTES DA CORRÓ CONTRA UMA JOVEM MULHER E INTEGRANTE DA POLÍCIA CIVIL. É PRECISO PROVIDENCIAS DRASTICAS CONTRA ESSES ESTUPRADORES, JÁ PASSAMOS A ERA MEDIEVAL CHEGA DE BRUTALIDADES CONTRA A MULHER!!!

  133. Eu tb vi o vídeo algumas vezes pq na primeira o negócio é tão estarrecedor que vc não consegue visualizar os detalhes. Com mais calma vc observa a atitude de cada um dos integrantes do circo, o mais descontrolado é o Eduardo… o mais arbitrário, o mais idiota, o mais sem palavras para qualificar.

    Eu fico pensando será que iludiram o rapaz mentindo para ele, será que afirmaram a ele que ele tinha aquele poder todo que estava achando? ou será que ele bateu a cabeça naquele dia?

  134. Horário de Almoço,

    Pior ainda, se a diligência do DOP foi previamente combinada com o MP e eles sabiam que o caso envolvia uma Escrivã de Polícia, era óbvio que deveriam ter saido da Corregedoria acompanhados por uma policial feminina.

  135. Ainda que não tivesse ninguém por perto nem a caminho…

    me desculpem a palavra, mas é de muita revolta,

    esse palhaço que chamasse a puta que pariu ele.

  136. me esclareçam uma coisa
    o promotor que disse sobre o pouco excesso foi Everton Zanela ou esse tal de Lee?

    já não estou entendendo.

  137. Parabéns aos colegas do Flit, aqui nínguém se engana, agora quem quiser ser enganado e só continuar a contribuir com os sindicatos. Como vcs perceberam, eles sequer se manifestaram sobre o ocorrido, gostaria de saber o que eles estão fazendo pela classe,ou seja, nada.

  138. Como podemos continuar com esse SSP, que trouxe a corregedoria para baixo da sua “asa” (pra poder agir), vir agora dizer que não sabe nada?

    Se isso é verdade, prova que ele é CÚMPLICE ao não fazer nada e BANDIDO (isso pra não o chamar de TERRORISTA!), pois quem desrespeita a lei é isso mesmo!!!

    Se não sabia mesmo é por que é um PÉSSIMO CHEFE e um PÉSSIMO administrador! Como chefe ele tinha OBRIGAÇÃO de saber o que seus subordinados diretos estão fazendo.

    Obviamente, nos dois casos ele precisaria SAIR DO CARGO! Seria mais honrado ele pedir pra sair, mas como é (além de tudo acima) arrogante, não vai fazer isso.

    Governador, é esse lixo que o Sr. quer no seu governo? Se o Sr. mantiver esses crápulas, o Sr. estará assinando o atestado de igualdade! Precisa TIRAR ESSES LIXOS DA SSP!!! FORA COM TODOS ELES!!!

  139. Na representação coletiva enviada pelas entidades de classe da polciia civil do estado de são paulo, é lamentavel a ausencia do sindicatos dos investigadores ( e aí Rebouças ) e da associação e sindicato dos delegados de São Paulo (já era de se esperar). Só me faz leveantar a suspeita de que tais entidades estejam fazendo vista grossa e não querem se indispor com o pinto.

  140. Até agora ninguem disse quem era o Delegado Titular do 25 DP na epoca, bem como o chefe dos escrivães.
    No video a Escrivã pede por socorro e o bosta do titular devia estar trancado no banheiro, onde deve estar até hoje, junto com o(a) escrivão chefe.

    Coloquem o nome dos dois, pois eles podem estar trabalhando do seu lado e vc nao sabe.

  141. Eu sei que participar de manifestação portando arma é proibido…
    ´mas estou com medaaa de ir…
    será que alguem dessa vez vai desarmado???

    LEMBREM-SE É PROIBIDO PORTAR ARMAS EM MANIFESTAÇÕES

    PMS DO P2 QUE ESTÃO LENDO NOSSO FLIT…ATENÇÃO….
    CUIDADO AO SE INFILTRAREM, COMO FIZERAM EM 2008, OS ÂNIMOS ANDAM MUITO EXALTADOS

    LEMBREM-SE É PROBIDO PORTAR ARMAS EM MANIFESTAÇÕES

  142. Pessoal, não vou mais comentar nada aqui. Não estamos pensando na menina. Estou me sentindo mal deste circo que estamos fazendo.
    Até qualquer dia depois que td isso passar e a favelada voltar ao nosso convívio.
    Fuuuuuuuuuiiiiiiiiii

  143. Escriba. Arma foi feita para o policial portar, a vamos portar não somente uma, de preferência duas. O governador é lento, vai enrrolar para desxpachar o maracujá Mengueler. Nós temos que agir. Por onde anda o bombadinho bonitinho ? Alguém sabe. Deve tá escondido na barra da saia da mamãe, da titia ou da bruaca da véia.

  144. Processo: 0502862-38.2010.8.26.0000 (990.10.502862-4) Julgado

    Classe: Habeas Corpus (0502862-38.2010.8.26.0000)

    Área: Criminal

    Assunto: Direito Penal
    Origem: Comarca de São Paulo / Fórum Central Criminal Barra Funda / 3ª Vara Criminal
    Números de origem: 583.50.2010.035978-7/000000-000
    Distribuição: 16ª Câmara de Direito Criminal
    Relator: BORGES PEREIRA
    Volume / Apenso: 1 / 0
    Outros números: 1589/2010, 990.10.502862-4
    Última carga: Origem: Gabinete do Desembargador / Borges Pereira. Remessa: 07/02/2011

    Destino: Serviço de Processamento de Grupos/Câmaras / SJ 5.8.2 – Seção de Proces. da 16ª Câmara de Dir. Criminal. Recebimento: 08/02/2011

    Apensos / Vinculados

    Não há processos apensos ou vinculados para este processo.

    Números de 1ª Instância

    Não há números de 1ª instância para este processo.

    Exibindo Somente as principais partes. >>Exibir todas as partes. Partes do Processo

    Paciente: Valmir Carvalho Leite
    Advogado: VICENTE GRECO FILHO
    Advogado: MAURICIO ALVAREZ MATEOS
    Advogado: RONALDO IENCIUS OLIVER
    Impetrante: VICENTE GRECO FILHO
    Co-Réu: Carlos Benedito Felice Junior
    Paciente: Valmir Carvalho Leite
    Advogado: VICENTE GRECO FILHO
    Advogado: MAURICIO ALVAREZ MATEOS
    Advogado: RONALDO IENCIUS OLIVER
    Impetrante: VICENTE GRECO FILHO
    Impetrante: MAURICIO ALVAREZ MATEOS
    Impetrante: RONALDO IENCIUS OLIVER
    Co-Réu: Carlos Benedito Felice Junior
    Co-Réu: Jose Vandir Ferreira
    Co-Réu: Marcelo Garcia Bilhordes

    Exibindo todas as movimentações. >>Listar somente as 5 últimas. Movimentações

    Data Movimento

    22/02/2011 Julgado
    Concederam parcialmente a ordem de habes corpus para revogar a prisão preventiva de Valmir Carvalho Leite, ratificando-se a liminar deferida em 15/02/2011. V.U.
    22/02/2011 Documento
    Juntado protocolo nº 2011.00138783-7, referente ao processo 0502862-38.2010.8.26.0000/90002 – Adiamento
    21/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 18/02/2011 Tipo de publicação: Despacho Número do Diário Eletrônico: 896
    18/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 17/02/2011 Tipo de publicação: Próximos Julgados Número do Diário Eletrônico: 895
    18/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 17/02/2011 Tipo de publicação: Próximos Julgados Número do Diário Eletrônico: 895
    22/02/2011 Julgado
    Concederam parcialmente a ordem de habes corpus para revogar a prisão preventiva de Valmir Carvalho Leite, ratificando-se a liminar deferida em 15/02/2011. V.U.
    22/02/2011 Documento
    Juntado protocolo nº 2011.00138783-7, referente ao processo 0502862-38.2010.8.26.0000/90002 – Adiamento
    21/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 18/02/2011 Tipo de publicação: Despacho Número do Diário Eletrônico: 896
    18/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 17/02/2011 Tipo de publicação: Próximos Julgados Número do Diário Eletrônico: 895
    18/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 17/02/2011 Tipo de publicação: Próximos Julgados Número do Diário Eletrônico: 895
    16/02/2011 Despacho
    Despacho proferido no protocolado nº 2011.00138783-7: “Vistos, Defiro o adiamento por uma sessão. E.T.: Concedo a liminar para permitir ao paciente a liberdade. E. Alvará de Soltura. Aguardo a sustentação oral na próxima sessão”. São Paulo, 15 de fevereiro de 2011. São Paulo, 15 de fevereiro de 2011, Borges Pereira, Relator
    15/02/2011 Adiado
    Adiado a pedido da defesa. Próxima pauta: 22/02/2011 13:00
    11/02/2011 Publicado em
    Disponibilizado em 10/02/2011 Tipo de publicação: Próximos Julgados Número do Diário Eletrônico: 890
    09/02/2011 Inclusão em pauta
    Para 15/02/2011
    08/02/2011 Recebidos os Autos à Mesa

    07/02/2011 Remetidos os Autos para Processamento Grupos e Câmaras – A mesa

    17/01/2011 Recebidos os Autos pelo Relator
    Borges Pereira
    14/01/2011 Remetidos os Autos para o Relator (Conclusão)

    13/01/2011 Documento
    Juntado protocolo nº 2010.01207832-8, referente ao processo 0502862-38.2010.8.26.0000/90001 – Reconsideração R. Despacho
    11/01/2011 Recebidos os Autos da Procuradoria Geral da Justiça (PGJ)

    23/12/2010 Remetidos os Autos para Procuradoria Geral da Justiça (Parecer)
    para parecer
    22/12/2010 Documento
    Juntado protocolo nº 2010.01201268-5, referente ao processo 0502862-38.2010.8.26.0000/90000 – Juiz Presta Informações Solicitadas
    13/12/2010 Expedido Ofício
    Reiteração
    19/11/2010 Publicado em
    Disponibilizado em 18/11/2010 Tipo de publicação: Despacho Número do Diário Eletrônico: 835
    12/11/2010 Expedido Ofício
    Solicitadas Informações e Comunicada Liminar Denegada – HC
    12/11/2010 Recebidos os Autos pelo Processamento de Grupos e Camaras

    11/11/2010 Remetidos os Autos para Processamento Grupos e Câmaras – Com Despacho

    11/11/2010 Liminar
    COMARCA: SÃO PAULO IMPETRANTES: VICENTE GRECO FILHO MAURÍCIO ALVAREZ MATEOS RONALDO IENCIUS OLIVER PACIENTE: VALMIR CARVALHO LEITE Vistos, Os impetrantes Drs. VICENTE GRECO FILHO, MAURÍCIO ALVAREZ MATEOS e RONALDO IENCIUS OLIVER impetram o presente habeas corpus, com pedido de liminar, em benefício de VALMIR CARVALHO LEITE, apontando como autoridade coatora a MM. Juíza de Direito da 3ª Vara Criminal da Barra Funda, da Comarca da Capital. Argumentam os percucientes impetrantes, em síntese, que através do inquérito policial nº 377/2010, foram investigados diversos policiais da polícia civil do Estado de São Paulo pela prática, em tese, de crime de quadrilha armada e extorsão. Afirmam que na portaria inaugural existiam diversas denúncias anônimas, contra agentes policiais, no sentido de que os estes visitavam a “feira da madrugada” para exigirem quantias em dinheiro em troca de omissão no combate a práticas delituosas de venda de material contrabandeado. Sustentam que referido inquérito acabou se tornando um centro de recebimento de diversas delações anônimas, as quais se mostravam totalmente dissociadas de confiabilidade, tendo em vista que os policiais que agem em determinadas regiões fazem inimigos que os querem longe de suas atividades. Entretanto, em continuidade aos procedimentos investigativos, em julho do corrente ano, fora acostado ao aludido inquérito policial relatório de ocorrência (fls. 402/403), onde se descreve que no dia 29 de julho de 2010, a Delegada Federal Fernanda Medeiros Carvalho de Castro e Silivinkis, comunicou a Corregedoria da policiai Civil a existência de irregularidades em uma ocorrência versando sobre o crime de “descaminho” apresentada por policiais Civis àquela autoridade policial, ocorrido em 14h:30min, do dia 28/06/2010. Argumentam que na Portaria da Polícia Federal, que registrou a ocorrência do ônibus, são citados os nomes dos policiais que efetuaram a abordagem, estando ausente o nome do ora paciente. Esclarecem que, através de escutas telefônicas entendeu-se, equivocadamente, que o paciente utilizou-se do apoio de três policiais para efetuar a apreensão dos ônibus e, consequentemente, praticar o crime de extorsão mediante seqüestro. Esclarecem que o não comparecimento do paciente ao interrogatório realizado na corregedoria da Polícia Civil, foi em razão de sua internação na UTI do Hospital São Camilo (documentos 827/830). Pontificam que estão ausentes os fundamentos ou motivos da prisão preventiva decretada em face do paciente, sendo ela totalmente ilegítima. Argumentam que o réu não se furtara ao chamamento judicial, razão pela qual deve ser revogada a prisão cautelar. Aduzem que o paciente possui condições de responder o processo em liberdade, eis que não há menção nos autos que ele tenha praticado atos de violência ou ameaçado testemunhas, sendo primário, exercendo ocupação lícita e residência fixa. Afirmam, ademais, que a prisão foi decretada sem motivação individualizada da conduta do paciente, pois sequer esteve no local dos fatos, razão pela qual a revogação da prisão preventiva é de rigor. Pugnam, desse modo, pelo deferimento da liminar, a fim de que seja revogada a prisão preventiva do paciente, expedindo-se, para tanto, o respectivo alvará de soltura clausulado. Indefere-se a liminar Como cediço, a providência liminar em habeas corpus, somente é cabível quando o constrangimento ilegal é manifesto e detectado de imediato, através do exame sumário da inicial. No caso, prima facie, não se vislumbra ilegalidade na r. decisão copiada às fls. 833 e verso, que indeferiu o pedido de revogação da prisão preventiva do paciente. Até mesmo porque, a M.M.ª juíza a quo, bem consignou que o crime imputado a todos os réus é gravíssimo, porquanto insuscetível da concessão de quaisquer benefícios, notadamente liberdade provisória. Assim, com fulcro no artigo 312 e seguintes, do CPP, indefiro as questões externadas pela Defesa, e mantenho a prisão preventiva dos réus para todos os efeitos e fins legais. Estão presentes, em tese, os indícios de autoria e materialidade, consistentes na participação do paciente na empreitada criminosa. Ademais, as circunstâncias esposadas pelos impetrantes, quais sejam primariedade, bons antecedentes, residência fixa e ocupação lícita do paciente, não elidem os pressupostos da custódia cautelar, quando presentes, como no caso em tela, os requisitos necessários à sua manutenção. Portanto, ausentes o fumus boni iuris e o periculum in mora, a medida deve ser indeferida. Assim sendo, requisitem-se informações a D. Magistrado inquinado de coatora, com a máxima urgência, que deverá determinar à serventia que providencie cópias das peças pertinentes, para elucidação da questão trazida a julgamento. A seguir, remetam-se os autos à Douta Procuradoria Geral de Justiça para parecer e, por fim, tornem conclusos a este Relator. São Paulo, 10 de novembro de 2010.
    10/11/2010 Publicado em
    Disponibilizado em 09/11/2010 Tipo de publicação: Entrados Número do Diário Eletrônico: 829
    10/11/2010 Publicado em
    Disponibilizado em 09/11/2010 Tipo de publicação: Distribuídos Número do Diário Eletrônico: 829
    09/11/2010 Recebidos os Autos pelo Relator
    Borges Pereira
    08/11/2010 Conclusão ao Relator

    05/11/2010 Remetidos os Autos para Relator (Conclusão)

    05/11/2010 Distribuição por Sorteio
    Órgão Julgador: 971 – 16ª Câmara de Direito Criminal Relator: 12208 – Borges Pereira
    05/11/2010 Recebido os Autos pelo Distribuidor de Originários

    05/11/2010 Remetidos os Autos para Distribuição de Originários

    05/11/2010 Processo Cadastrado
    SJ 1.2.6.1 – Serv. de Entrada e Distrib. de Feitos Originários de Dir. Criminal

    Subprocessos e Recursos

    Não há subprocessos ou recursos vinculados a este processo.

    Composição do Julgamento

    Participação Magistrado

    Relator Borges Pereira (13476)
    2º Juiz Almeida Toledo
    3º Juiz Souza Nucci

    Petições diversas

    Data Tipo

    17/12/2010 Juiz Presta Informações Solicitadas

    20/12/2010 Reconsideração R. Despacho

    16/02/2011 Adiamento

    17/02/2011 Manifestação

    Julgamentos

    Data Situação do julgamento Decisão

    22/02/2011 Julgado Concederam parcialmente a ordem de habes corpus para revogar a prisão preventiva de Valmir Carvalho Leite, ratificando-se a liminar deferida em 15/02/2011. V.U.
    15/02/2011 Adiado Adiado a pedido da defesa.

  145. Não acredito que o sindicato está defendendo uma BANDIDA!!!! Quem defende bandido é bandido tb! Por isso que a polícia so tem bandido!

  146. Bispo?? Bispo Bispo, mesmo?? Daqueles de evangelizar e pregar??
    Abraça!!!
    Pode passar a sacolinha!!!
    E, melhor, não declara nada e lava-se tudo!!
    VAI SE FUDER!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  147. Titular era ou ainda é, “Renato Luiz Engler Pinto”, 6qqs.

  148. De fato, a atitude foi totalmente arbitrária!
    Agora, o sindicato defender uma pessoa que cometeu um crime, essa é demais!
    Juridicamente, a prova pode até ser contestada, e vai ser, claro! Mas que ela é criminosa, nao temos duvida!
    E se oferecessem 150 mil pra ela entregar uma grande operação?

  149. quero ver o nome desses 3 lixos que se intitulam delegados assim como o nome da escriva no diario oficial..DEMISSÃO A BEM DO SERVIÇO PUBLICO, por muito menos que isso muitos ja foram demitidos….RUA PRA ESSES CANALHAS.

  150. cala sua boca seu armagendor, vc nao sabe o que ta falando, nao sou contra a prisao da escriva por concussão, nao é isso que esta sendo discutido aqui e sim a atitudes dos lixos…vc tem filha ou mulher? acho que nao deve ter, porque da forma que vc esta dizendo ai vc nao passa de um lixo como eles.

  151. Caro cagao, ops, cagueta,
    se vc ler o que escrevi, vai ver que achei a forma totalmente arbitraria, ilegal!
    Agora para mim, ELA É UMA CRIMINOSA E TEM MAIS QUE SE FUDER!
    Agora, se vc se corrompe tb, se acha isso normal, o lixo é vc!!!!!!!

  152. SÓ FALTA CAIR ONDE EU TRABALHO, O RABO DA POLÍCIA CIVIL, TUDO QUE É LIXO CAI AQUI, ME AJUDA AÍ OOO, NÃO QUERO SER ESTUPRADO SOCORRO DONA MARIA INÊS…

  153. Prezados Leitores,

    Apenas duas observações;

    1 – a ARBITRÁRIA CORREGEDORIA é subordinada diretamente ao Secretário da Segurança Pública. Ora, não deve ser referida pela imprensa, ou por nós mesmos, como Polícia da Polícia, e sim como Polícia do Secretário (Ditador e Omisso);

    2 – Evidente que todos os comentários favoráveis à criminosa ação da Corregedoria é feita pelos próprios corregedores, que apenas estão, mas pensam que são. Esses assassinos do Direito e da Justiça.

  154. SÓ QUERO SABER QUEM ENFIOU O CANUDO NA DONA MARIA INÊS, SUGARAM-NA ATÉ O OSSO, SÓ FICOU A PELANCA.

  155. isto que esta neste site é real?

    http://transparenciasaopaulo.blogspot.com/2011/02/renato-luiz-engler-pinto-delegado-da.html

    O delegado RENATO LUIZ ENGLER PINTO, de 42 anos, primo do deputado estadual ROBERTO ENGLER, foi autuado em flagrante, hoje de madrugada, 16 de abril de 2010, por tentativa de homicídio. Ele atirou com uma pistola ponto 40 da Polícia Civil contra um investigador dentro do clube de strip-tease AMERICAN SHOW, em MOEMA. O tiro acertou de raspão a orelha esquerda do investigador, identificado como RODRIGO, da Divisão Anti-Seqüestro. Eram 2:30 horas quando o delegado discutiu com uma dançarina do clube, na Avenida dos CARINÁS, 318. RODRIGO fazia a segurança da casa noturna e tentou acalmar o delegado. Descontrolado, ENGLER disse que era policial e efetuou o disparo contra a cabeça de RODRIGO. Por sorte, o tiro acertou de raspão o investigador. ENGLER foi levado para o 27º DP – CAMPO BELO – tendo discutido com o delegado de plantão, dizendo que não aceitaria ser indiciado por alguém com cargo inferior ao seu. ENGLER foi levado para o PRESÍDIO ESPECIAL DA POLÍCIA CIVIL

  156. O PINTO FOI DERRUBADO POR UMA PERIQUITA

  157. Não esta saindo nada mais sobre o caso nos jornais agora a noite….será q vai cair no esquecimento? Vão se safar?
    Não podemos deixar.

  158. Até a globo já abraçou o caso, acabou de passar no SPTV, agora vai!.ARMAGENDOR, é melhor o sindicato ficar de fora mesmo, senão é perigoso ela ser condenada.Ate agora não li nada sobre o mala que deu os 200,00 Reais, foi preso também? foi indiciado?
    Quanto ao fato dela ter cometido algum crime, nem julgada foi, quem tá dizendo é a CORRO, portanto……….THAUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU.

  159. A DEFESA PARA O DELEGADO TANGA FROUXA É SIMPLES:
    ELE LEMBROU QUE QUANDO FORAM DESPIR A ESCRIVÃ ELE CORREU QUANDO ELA GRITAVA O NOME DELE – PEDINDO AJUDA – E QUE ESSE FATO NÃO RENDEU PIÇA A ELE.
    ENTÃO, UMA PRIMA NO BORDEL ESTAVA FAZENDO UM STRIP PARA ELE E, FALOU NO NOME DELE E ELE TENTOU CORRER – COMO SE FOSSE UMA SINDROME.
    O TIRA TENTOU IMPEDÍ-LO PARA QUE ELE SABOREASSE O ESPETÁCULO E ELE – COM MEDO COMO NO DP – DEU UM TIRO PARA SE LIVRAR DO TIRA.
    SÓ QUE DESSA VEZ DEU BOS…

  160. A tia acabou de cagoetar o Pinto no jornal da Band. Ele sabia de tudo,disse ela

  161. Ah vei, nao precisa ser julgado para dizer se uma pessoa é mala ou nao…Nas me venha com juridiques! Sabemos que ela é uma bandida, assim como o Maluf…nem precisa dizer mais nada…

  162. Segundo Fiquei sabendo o Pau era De R$1000,00, o Titular dividiu R$800,00 com seu Chefe e o restante R$200,00 foi entregue a Vanessa
    E o Dr. foi gastar os R$400,00 num Puteiro para que a corro nao o DESNUDASSE.

    BOTA flagrante Forjado nisto, mandaram um Ganso para preparar a cana, e as notas sairam abertas e xerocopiadas de dentro da Calcinha, ja convocaram o MISTER M, para desvendar a Magica, eita puliça Cheia de Mestres dos Magos.

  163. DELEGADO SAI GRATANDO DE BORDEL:
    TIRAR A ROUPA NÃO!!!TIRAR A ROUPA NÃO!!!
    O PIOR É QUE A CALCINHA DA MINA DO BORDEL ESTAVA CHEIA DE NOTAS DE 10,00 PENDURADAS.
    ELE LEMBROU DA CORRÓ NA HORA. DEU DESESPERO.

  164. A- A+ Delegados coagem e deixam mulher nua em busca pessoal

    LUIZ FLÁVIO GOMES*

    “Com um treinamento apropriado e técnica adequada, a não violência pode ser praticada pelas massas humanas” (Gandhi).

    Está comprovado: no Brasil nem toda nudez é castigada! O vídeo dos delegados de polícia (cf. o vídeo) que obrigaram uma mulher suspeita (de corrupção ou concussão) a ficar nua na presença deles para o efeito de uma busca pessoal é estarrecedor. Onde chega a arbitrariedade?

    O crime de corrupção (ou concussão) é grave e precisa ser devidamente punido. Mas a polícia não pode apurar um crime cometendo outro (ou outros). Muito correta e digna de elogios a cobertura da TV Bandeirantes (cf. o vídeo). Tributo ao jornalista Fábio Pannunzio (que divulgou o vídeo no seu blog). Os delegados foram afastados das suas funções.

    A lei processual penal (art. 249 do CPP) é clara: a busca pessoal em uma mulher deve ser feita por outra mulher, salvo em caso de retardamento ou prejuízo para a diligência. Havia mulheres no local (policiais) e mesmo assim os delegados optaram por despir, à força, a mulher. Prova (se é que se pode chamar aquilo de prova) totalmente ilícita, porque obtida de forma ilegal (com violação, desde logo, do art. 249 do CPP). O vídeo constitui um exemplo emblemático de como não se deve colher provas no Brasil.

    No princípio o delegado disse que se ela não se despisse haveria desobediência. Nada mais incorreto. Quem desobedece ordem ilegal não comete o crime de desobediência. De outro lado, esse crime não permite prisão em flagrante (porque se trata de infração de menor potencial ofensivo). Tampouco poderiam ser usadas as algemas (no contexto em que tudo aconteceu). Violou-se também a Súmula Vinculante 11 do STF.

    Com a mulher (ex-escrivã de polícia) teria sido encontrado dinheiro (R$ 200,00). Mesmo que esse dinheiro fosse fruto de uma corrupção passiva (ou concussão), mesmo assim, crime nenhum estava sendo cometido naquele momento. Não cabia prisão em flagrante, portanto. O abuso de autoridade está mais do que evidenciado. Também a tortura (para a obtenção de prova).

    O Juiz, a pedido do Ministério Público, arquivou o caso. Não vislumbraram nenhum delito. Com a devida vênia, se equivocaram redondamente. As Corregedorias respectivas deveriam apurar tudo isso com prudência e equilíbrio. Também deveriam entrar em campo o CNJ e o CNMP, além da OAB.

    Todas as vezes que o Estado transforma um criminoso (ou suspeito) em vítima, por meio do abuso e da arbitrariedade, nasce mais uma violação de direitos humanos. Ou seja: mais um ato de violência. Violência que, nesse caso, foi ignorada (arquivada) pela Corregedoria da Polícia Civil, pelo Ministério Público e pelo Juiz. Nem toda nudez é castigada!

    A vítima de toda essa violência, ainda que seja um criminoso, tem todo direito de ingressar com ação civil reparatória contra o Estado, sobretudo quando afetada de modo profundo sua dignidade humana. E se não atendida no Brasil, tem portas abertas na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, a mesma que já “condenou” o Brasil várias vezes (Caso Maria da Penha, Caso dos Presídios do Espírito Santo etc.).

    O emérito Professor Ferrajoli tem ensinado que “A história das penas é sem dúvida mais horrenda e infame para a humanidade que a própria história dos crimes” (Direito e Razão, São Paulo: RT, 2. ed., 2006). Cabe agregar: a história das penas e dos arbitrários métodos investigativos é (deveras) muito mais infame que a dos crimes.

    Mas por que tudo isso ainda acontece no Brasil? Três fatores se destacam:

    (a) cultura da violência. O Estado brasileiro já nasceu sob a égide de um genocídio e até hoje ainda não sabe o que é razoabilidade, vida em paz, respeito ao outro etc. Vigora ainda entre nós, especialmente contra os discriminados étnicos, sociais e econômicos, a cultura da violência. Margens de ilegalidade e de arbítrio algumas autoridades se concedem (um pouco ou uma grande quantidade de dor, certa dose de humilhação bem como maus-tratos).

    O genocídio e a tortura fazem parte da história do Estado brasileiro. Os governantes fazem discursos dúbios. Preocupa-se mais com o vazamento do vídeo, que com o ato de tortura em si.

    A tortura padronizada (contra os discriminados étnicos, sociais e econômicos) nas delegacias e nas prisões faz parte da política estatal ambígua, de guerra civil permanente, de todos contra todos, praticada desde 1500, com a conivência de grandes setores do Ministério Público e da Magistratura, que fecham os olhos para gritantes violações de direitos humanos (das vítimas dos criminosos assim como das vítimas da violência estatal). Vigora no Brasil a cultura da pressão (da opressão, da coação, da violência). Com a garantia da impunidade. Isso não retrocede, ao contrário, só incrementa a guerra civil brasileira de todos contra todos.

    (b) ausência das disciplinas Ética e Direitos Humanos: falta, sobretudo para muitos agentes da maquina repressiva (muitos não são todos), estudar Ética e Direitos Humanos, que constituem a base da cultura da não violência.

    (c) cultura da impunidade: Mesmo quando vídeos são gravados, ainda assim, sabe-se que tudo será (muito provavelmente) arquivado pelo Poder Jurídico. O inquérito que apurou a violência aqui narrada foi arquivado. Os delegados foram afastados “porque o caso ganhou repercussão nacional”.

    O sistema investigativo no Brasil está falido. Oitenta e seis mil inquéritos policiais, sobre homicídio, instaurados até 2007, acham-se praticamente parados. A máquina repressiva do Estado funciona mal. Tortura, abusos físicos, maus-tratos, humilhação sexual, crueldade gratuita e indignidade: tudo isso comprova que essa máquina está falida, há séculos (cf. Luís Mir, Guerra civil).

    É preciso apurar com precisão tudo que ocorreu, porque alguma hierarquia pode estar por detrás do fato. Normalmente o superior acaba delegando para os subordinados a triste função da tortura (cf. Luís Mir, Guerra civil). Mas quando a ordem é manifestamente ilegal todos respondem: quem deu a ordem e quem a cumpriu.

    *LFG – Jurista e cientista criminal. Doutor em Direito penal pela Universidade Complutense de Madri e Mestre em Direito penal pela USP. Presidente da Rede LFG. Foi Promotor de Justiça (1980 a 1983), Juiz de Direito (1983 a 1998) e Advogado (1999 a 2001). Acompanhe meu Blog. Siga-me no Twitter. Encontre-me no Facebook.

  165. DEPO S DA ÚLTIMA REPORTAGEM DA BAND AGORA A NOITE, SE A VÉIA NÃO CAIR AMANHÃ SÓ CAIRÁ NA SEXTA NA MANIFESTAÇÃO…AI AI AI AI TÁ CHEGANDO A HORA…VAMOS LAVAR A ALMA NA MANIFESTAÇÃO….PRECISAMOS DE UNIÃO TOTAL…MANDEMOS E-MAILS PARA OS ÓRGÃO DE IMPRENSA A RESPEITO DA MANIFESTAÇÃO…

  166. MP tenta reabrir investigação sobre abuso de autoridade contra escrivã

    Jornal da Band
    pauta@band.com.br

    O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) tenta reabrir a investigação sobre a denúncia de abuso de poder numa delegacia. O abuso aconteceu quando policiais despiram uma escrivã à força em busca de provas de que ela teria recebido propina. As imagens da ação, que aconteceu em junho de 2009, foram divulgadas em primeira mão pelo Jornal da Band.

    Nesta segunda-feira, os delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho, Gustavo Henrique Gonçalves e Renzo Santi Barbin, envolvidos no caso foram afastados. Eles, junto com o então delegado divisionário Emílio Antônio Pascoal, passarão por novo processo administrativo, que será supervisionado pela corregedora Maria Inês Valente. A mesma que considerou legal a ação dos subordinados.

    As principais autoridades de São Paulo sabiam da operação da Corregedoria. Em dezembro do ano passado, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) enviou ofícios com cópia da gravação para o então governador, Alberto Goldman, o procurador-geral de Justiça, Fernando Grella, e o secretário de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto. A própria chefe da Corregedoria confirmou que o secretário sabia das imagens.

    Atualmente, o caso está sendo analisado pelo Gecep (Grupo de Controle da Atividade Policial). Os promotores não concordam com o arquivamento do processo por abuso de autoridade e querem encontrar uma forma jurídica de reabrir o caso – que tinha sido arquivado pela Justiça, a pedido do próprio Ministério Público.

  167. ELA DEU ENTREVISTA COM CARA DE COITADINHA
    MAS ME PARECE FALSIDADE EVIDENTE
    ESSA SENHORA ESCONDE SEUS SENTIMENTOS
    É MAIS FALSA QUE NOTA DE r$ 3,00

  168. É SEU PINTO, ESSA POLÍCIA QUE VOCÊ MOLDOU ESTÁ F…
    SEUS DOGS DA CORRÓ ESTÃO DEIXANDO AS ESCRVÃS PELADAS.
    PENSA QUE É SÓ?
    NÃO É NÃO.
    ACABOS DE SABER QUE UNS TIRAS PRENDERAM UMA MULHER PORTANDO CRACK.
    MAS NA VERDADE, DEPOIS DE PRENDE-LA, DESCOBRIRAM QUE O CRACK NA VERDADE ERA RAPADURA!!!!!

  169. Só um detalhe para os maçanetas:
    Não deu para ela fazer cara de coitadinha, haja vista não haver visualização do rosto dela na reportagem.

  170. Como diz o velho ditado “pau que dá em francisco dá em chico”, portanto não é apenas os Delegados que foram 25º DP que fizeram cagadas, os chefes deles também são responsáveis pela cagada. Não estou aqui para julgar ninguém, mas acredito que é razoavel afastar a Diretora da Corregedoria e o Secretário de Segurança Pública de SP Sr. Antonio Ferreira Pinto, pois eles sabiam da ação, concordaram, mantiveram em silêncio, acobertaram a ação incorreta e nada fizeram para coibir ou punir os condutores da ocorrência . Portanto o Governador Geraldo Alckimim também está cometendo um grave erro em manter a diretora e SSP nos cargos e quem vai pagar essa conta é o partido PSDB, pois as criticas maiores ainda esta por vir , é só aguardar.

  171. Palhaçada…

    Se fosse a filha de um promotor será que mandariam arquivar???

    Filhos da Puta

  172. Que pena… me garantiram que o PLIM, PLIM ia fazer uma bela matéria… quem sabe não ficou para amanhã.

    Acho que o pessoal da corró deveria assitir, principalmente o_________(quem será???)___________.

    Vou dar uma dica: ele é o queridinho da tia.

    Quem quiser ver a lambujinha do SPTV (antes isso que nada):

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/02/oab-diz-ter-avisado-governo-sobre-video-de-ex-escriva-despida-forca.html

  173. Alguém pode me dizer como a escrivã sozinha iria conseguir livrar um indivíduo em um IP sobre porte de arma, isso somente seria possível com a conivência do Delegado Titular, pois é ele quem assina e relata, pelo menos deveria ser ele o relator, porém sabemos que são pouquissimos os delegados que baixam portaria e relatam IP’s. Mas sem sua conivência a escrivã nada poderia fazer, ou estou errado, mesmo que ela pudesse tentar fazer algo, o valor de R$ 200,00 é ridículo. Este flagrante tem cheiro de armação.

  174. SORRIAM UM POUCO, CHEGA DE STRESS!!!!
    A MENINA DIRETORA DA CORRÓ JA TA PRA IR NA EXPULSÓRIA, SE NÃO TEM 70 ANOS TA QUASE NÉ?

  175. A outra face da moeda: Record exibiu reportagem em que professora primária foi “apreendida” por PCs dentro de ônibus de turismo para averiguação de pacote que se comprovou ser de….rapadura…A fundada suspeita era de que fosse maconha…

  176. dinheiro não é feito de gelo para derreter,não é produto perecivel ,logo, a diligencia podia aguardar o quanto fosse para que uma policial da corregedoria alí chegasse. Por outro lado,nunca ví tanta obediência e presteza por parte de policiais femininas e Gcms,igualmente mulher,no cumprimento de uma ordem de um delegado,se fosse por outro motivo iriam consultar até o ministro da defesa,o prefeito, para no final dizerem que não poderiam cumprir “o pedido” do bel. de plantão, elas foram filhas das putas também,e como escreveu um colega,”devem ser acostumadas a ver a mãe mostrando a b..ta na esquina”. Outra coisa,é normal o MP ser acionado em uma ocorrência envolvendo $200,um piolho e uma escrivã favelada da grande circunscrição do 25DP?,francamente isso está me intrigando muito,já ví o MP ser acionado para grandes casos,mas por uma merreca destas, e pessoas sem a menor expressão é a primeira vez. Estranho não?!

  177. Srs, o que vcs acham de ao inves de fazermos manifestação na porta da corro na sexta, irmos amanhã na porta do DECAP esperaro s machões e espancarmos eles comos eles merecem?
    Acabei de rever o video e acabo ficando cada vez puto, temos que relembrar a Policia da Ditadura e arrebentar com os bravos destemidos.
    Dona maria, já resolveu o que vc vai fazer agora que se aposentar?
    Tenho uma dica aproveita a vista da janela do seu novo apartamento de 1 milhão de reais recem adquirido, só não sei com que dinheiro, afinal com esse salário nem que Vossa lixaria tivesse juntado durante sua carreira inteira.
    Parece que o Pinto não é mais tão duro…

  178. COMO É QUE É? DESSERVIÇO? NÃO CONSULTOU A OUTRA PARTE? HÁ BOM E QUANDO UM ZÉ CÚ É PEGO DANDO UMAS PORRADAS NUM OUTRO ZÉ CÚ, SÓ QUE DO OUTRO LADO, MANDA APURAR E JÁ METE O CARA EM CANA, ISSO NÃO É DESSERVIÇO E SIM O “TRABALHO DA IMPRENSA LIVRE, DE UM PAÍS DEMOCRÁTICO”. MUITO BEM, NÃO DEFENDO QUEM COMETE ATOS PASSÍVEIS DE PUNIÇÃO, SEJA ADMINISTRATIVA OU CRIMINAL, MAS QUANDO É COM ESSES ZÉ RUELAS, NÃO PRECISA PERGUNTAR O MOTIVO, BASTA ANALIZAR A CONSEQUÊNCIA, PARA O governo É CLARO. QUANDO VOÇÊ ENTRA EM UM BALÃO, VOÇÊ SOBE(PODENDO, EVENTUALMENTE CAIR), MAS QUANDO VOÇÊ ABRAÇA UMA ANCORA VOÇÊ AFUNDA. ENTÃO VAI AFUNDAR COM OS SUBORDINADOS destemidos e corajosos, QUE JÁ FORAM JOGADOS AOS LEÕS PELO DIVISIONÁRIO, QUE DISSE QUE “NÃO MANDOU DAR PELADA EM NINGUEM”(CADÊ A CORAGEM E DESTEMOR AGORA KKKKK…..). ESPERNEIA QUE A COISA É GRANDE E GROSSA. COMBATER CORRUPÇÃO COM ESTUPRO É COISA DE TALIBAN. BALA NELES!!!!!!!!!!

  179. Será que a dona maria comprou o gabarito da prova de delegado?
    Ou será que não caiu direito constitucional no concurso dela?

  180. cabe um esclarecimento em minha postagem, me referi à pessoas e não a instituições, não estou generalizando PMs, GCMs e Membros do Ministério Público,somente aos envolvidos serve a carapuça. Quero evitar desentendimentos neste momento tão triste e lamentável. Favelada,já briguei com vc. em comentários,mas neste momento desejo-lhe sorte e restabelecimento de suas forças para lutar pela punição dos responsáveis.

  181. TEM Q MANDAR OS DELEBOYS, A TIA E O PINTO P CASA DO CARALHO (NO BOM SENTIDO CLARO).
    E O PICOLE DE CHUCHU, Q SABIA DE TUDO, TBEM DEVE RESPONDER, NEM Q SEJA NA SEARA INTERNACIONAL.

  182. Algemada despida agredida estuprada transformada em um pedaço de carne sem direito sem proteção acabou tendo suas vergonhas à mostra para o mundo ela gritou pediu ninguém a ouviu chorou e não pode limpar as lagrimas

    FIM

  183. Tudo isso poderia ser evitado com a revista sendo efetuado por uma policial feminina que inclusive havia no local, cometeram o erro e vão pagar por isso. Agora se tem muita coisa a investigar principalmente até mais complexas do que um simples abuso de autoridade , tem máquinas de caça níquel que dão muito dinheiro a alguns, tem jogo de bicho é melhor nem escrever aqui as demais que são rotineiras, enfim a polícia precisa urgentemente de uma corregedoria forte e muito bem preparada.

    Espero uma polícia cada vez melhor , somente isso.
    Lamentável o ocorrido.

  184. Caros flitadores, não só os majuras estão envolvidos. Há os tiras da dop também. no vídeo reconheci um tira dos tempos da antiga capturas que estava na cena e envolvido com os majuras. Para quem pediu o nome ele é guilherme amato nobile. Mais um colaborador com aquela cena deplorável.

  185. DR. GUERRA,
    O DELEGADO DO PLANTAO DA DOP QUE PRESIDIU O FLAGRANTE NAO DEVERIA TER DADO VOZ DE PRISAO AOS CONDUTORES NO CASO EDU, GUGU, E RENZO QUE AGIRAM CRIMINOSAMENTE?
    NO MINIMO, O DELEGADO PLANTONISTA QUE ANALISOU E RATIFICOU O FLAGRANTE , AGIU DE MANEIRA CONDESCENDENTE OU NO MINIMO PREVARICOU DIANTE AS CENAS FILMADAS, TODOS ESQUECERAM DE PERGUNTAR AO ILUSTRE DELEGADO PRESIDENTE DO FLAGRANTE O PORQUÊ DA INÉPCIA CONTRA OS CONDUTORES.
    DR. GUERRA HOUVE OU NAO HOUVE PREVARICAÇÃO DESTA AUTORIDADE QUE PRESIDIU O FLAGRANTE?

  186. Se a policia faz isso com seus integrantes, imaginem o que nao fazem com a populacão, devem forjar troca de tiros, manipular documentos, abuso de autoridade, exploracão de menores e puteiros espalhados por são paulo, sem contar esse comercio de cargos e apadrinhamento, onde se protege canalhas corruptos dentro de uma corporacão gloriosa.Demora se tanto para escolher um secretario de segurança publica, para ver no final a opressão e o esmagamento daqueles policiais do bem, enquanto aqueles que operam e destroem a policia desfilam como salvadores da patria, comentendo atos covardes e isanos

  187. não dizem que o criminoso sempre volta ao local do crime,
    então manda eles para o 25º DP
    para que esta praxe continue tendo fundamento.

  188. Ae galera, a manifestaçao na sexta feira vai ser na praça da Sé, as 11:00 horas, ou na Rua da Consolação as 16:00 horas?????? Ou vai haver as duas, ai a das 11:00 vai se unir com a das 16:00

  189. COMPANHEIROS, DEI UMA PASSADA NOS SITEs DA ADPESP, SIPESP E AIPESP E NO PRIMEIRO NEM UMA LINHA SOBRE O ASSUNTO(POR MOTIVOS OBVIOS), NO SEGUNDO UMAS QUATRO LINHAS E NO TERCEIRO UNS DOIS PARAGRÁFOS. SERÁ QUE ELES ESTÃO TEMEROSOS OU JÁ SABEM QUE HAVERÁ UMA DEMISSÃO EM MASSA NA PC, SÓ PORQUE DEMOSTRAMOS NOSSA INDIGNAÇÃO E ELES ASSUMINDO DE VÊZ O PELEGUISMO SE ACOVARDARAM MESMO. SE EU FOR SÓ DEMITIDO TUDO BEM, SÓ NÃO PODEM EXIBIR MINHA INTIMIDADE, PIS MUITOS delegados e tiras CENSORES VÃO FICAR COM INVEJA DO TAMANHO DO MEU CACET……..(NÃO FALO PINTO, POIS NÃO QUERO INTIMIDADES). ESPERO VE-LOS DANDO COM A BUNDA E A BUNDA NUMA CADEIA. BALA NELES!!!!!!!!!

  190. Só uma coisa que não entendi . Por favor , me ajudem !

    Ta ! O inquérito será reaberto , beleza !!!

    Conduzido por um delegado da corregedoria , beleza !!!

    Delegado que será subordinado a corregedora que patrocinou e apoiou todo esse absurdo !!!

    Qual a vantagem em reabrir esse IP ??

  191. Amigos da Pc, acho que chegou a hora de parar de escrever, e se queremos mesmo esta coisa que chamamos de Policia, melhorada, temos que neste momento nos unir e irmos para cima das autoridades, pedindo mudança.
    Porem vale salientar, que muitos dos colegas aqui que querem mudança, somente as querem, para que eles possam ir trabalhar em lugares muito valoroso$$$$$$$$$$$$$$, porem estamos esquecendo que as mudanças na policia civil, são totalmente arrecadadora, pois vejamos; se coloca chefes de investigadores com passados macabras, e delegados idiotas que nem sabem ganhar uma grana.
    Colocam uns seccionais entupidos falando em moralização, pedindo ajuda a tiragem, falando que com ele a honestidade prevalecerá, e no dia seguinte colocam um ratoa para chefeia uma seccional, trocam de grandes departamentos policias para grandes seccionais, enfim so tão trocando as moscas mesmo e as merdas estão pra somente eles desta vez poder pegar na merda, e encher os bolsos como estão fazendo a todo vapor.

    Enfim o que aconteceu com esta escrivã e a repercussão que deu, foi ótimo para que os caras que sentaram (compraram) cadeiras nesta gestão, ficassem esquecidos, e enquanto falamos em greves, ir na porta da corregedoria brigar pela colega, tem alguns que estão putos com a gente, pois se esta política mudar, muitos perderão as cadeiras.

    O QUE TEMOS QUE PENSAR AGORA É QUE A POLICIA ESTA TODA DESESTRUTURADA, E QUE TEM MUITA GENTE GANHANDO COM ISSO, E TEMOS JÁ QUE TA UMA DROGA, FAZER NOSSA PARTE, VAMOS PRENDER MAQUINEIROS, BIXEIROS, DONOS DE ZONAS, TEMOS QUE AGORA COMEÇAR TRBALHAR , POIS SÓ ASSIM A NOSSA CLASSE OPERÁRIA PODERÁ SE DEMOSTRAR FORTE, POIS COMO JA DISSE AQUI.

    IMPOSSIVEL EM UMA DELEGACIA 2 RECOLAS UM CHEFE UM ASSISTENTE E UM TITULAR E UMA CHEFE DE CARTÓRIO, MANDAR MAIS DO QUE 100 TIRAS. E OUTRA CARREIRAS.

    NOS QUE SOMOS FRACOS E TROUXAS, TEMOS SIM QUE METER A BOCA APROVEITAR A DGP 22 QUE IMPEDE A REMOSSÃO E PARAR DE AGIR COMO BONECOS IDIOTAS,

    VAMOS A LUTA

    CHEGOU A VEZ DOS PORCOS BRIGAREM PELA RAÇÃO

    BENDITO SEJA DEUS QUE NOS UNIU NO AMOR DE CRISTO

  192. NÃO SOU DELEGADO, PORTANTO, NÃO FAÇO PARTE DA TÃO “ESPECIAL” CARREIRA JURÍDICA….
    MAS TAMBÉM NÃO SOU BURRO!!!!!!!!
    QUALQUER RESTOPOL EM INÍCIO DE CARREIRA SABERIA CONDUZIR A “OCORRÊNCIA” BEM MELHOR QUE OS MAJURAS-DOG.
    JÁ É HORA DE O PINTO VIAR CONTRA O FEITICEIRO, PARAFRASEANDO (É ESSE O TERMO CORRETO????) O DITADO POPULAR.

  193. Não esquenta…. “Virei PM”

    está tudo em casa….
    é é é….
    estará tudo em casa..

    “casa de tolerância”… com luz “vermeia” e tudo!

  194. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Ba

  195. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Ba

  196. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Ba

  197. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Ba

  198. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã… (via Jornal Flit Paralisante) | Beto Bertagna a 24 quadros

  199. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Ba

  200. Pingback: O Exmº Secretário deveria, em razão do cerceamento da defesa com supressão da verdade real, anular imediatamente sua decisão demitindo a escrivã…EMÍLIO, A GENTE QUE TE CONHECE SABE QUE VOCÊ MANDOU ESCRACHAR A ESCRIBA…Sr. CORREGEDOR, Ba

  201. vamos aguarda tenho certeza que o nosso GOVERNO, vai limpar tudo.
    Vamos dar um voto de confiança a ele.

  202. DR GUERRA E COLEGAS,

    O DIA-A-DIA DE TODO POLICIAL, É PERMEADO, CORRIQUEIRAMENTE, POR FATOS CONSIDERADOS TRÁGICOS, PELA IMENSA MAIORIA DA SOCIEDADE. NÓS CONVERSAMOS, COM NOSSOS COLEGAS, A RESPEITO DAS MAIS DIVERSAS AMENIDADES, ENQUANTO ESTAMOS AO TELEFONE, SOLICITANDO UM CARRO DE CADÁVER, PARA UMA VÍTIMA DE HOMICÍDIO…

    SOMOS TODOS INSENSÍVEIS? NÃO… PARA SUPORTARMOS UMA ROTINA RECHEADA DOS MAIS VÍS ATOS PRATICADOS PELA ESCÓRIA DA SOCIEDADE, NOS VEMOS OBRIGADOS A FICAR REFRATÁRIOS A CERTOS SENTIMENTOS.

    QUEM NÃO CONSEGUE FAZER ISSO… PIRA… OU SE EXONERA…

    PRÁ CONSEGUIRMOS MANTER, UM MÍNIMO DE SANIDADE, TEMOS QUE SER CAPAZES DE FORJAR UMA ARMADURA, E DAS MAIS FORTES! E, QUE NINGUÉM ACREDITE QUE, CHEGAMOS A ISSO, SEM MUITAS NOITES INSONES, LAGRIMAS E SOFRIMENTO!

    MAS, VAMOS COMBINAR, O SUJEITO PRA RESOLVER SER POLICIAL, PRINCIPALMENTE NO ESTADO DE SÃO PAULO (O PIOR SALÁRIO DO BRASIL), JÁ TEM QUE SER MEIO PIRADO, NÉ?

    POIS BEM, APESAR DE TER OUVIDO FALAR HÁ MAIS DE UM ANO DA TRUCULÊNCIA USADA PELA CORRÓ, QUANDO DA PRISÃO DA V., QUANDO CONTARAM, INCLUSIVE, QUE ELA HAVIA SIDO ARRASTADA PELOS CABELOS PARA A VIATURA (O QUE, NA ÉPOCA, FRANCAMENTE ME PARECEU ATÉ MEIO FANTASIOSO – E HOJE, ME PARECE ABSOLUTAMENTE PLAUSÍVEL), ASSISTIR AO SURREAL CIRCO DE HORRORES, QUE FOI SUA PRISÃO, FEZ PARTE DA MINHA ARMADURA SE ESFACELAR.

    SEUS GRITOS DE SOCORRO, ECOANDO DENTRO DA DELEGACIA, LUGAR QUE PRÁ MAIORIA DE NÓS É, MEIO QUE UM APÊNDICE DA NOSSA CASA, NOSSO PORTO SEGURO, ME ACOMPANHARAM POR TODO FINAL DE SEMANA.

    ACREDITO, QUE A GRANDE MAIORIA DOS POLICIAIS, SENTIU-SE IMPOTENTE, ASSITINDO A VIOLAÇÃO DA PRÓPRIA CASA E QUE CADA MULHER POLICIAL. SENTIU-SE INVADIDA, VIOLADA, VIOLENTADA.

    E, COMO NÃO BASTASSE ESSAS HORRÍVEIS SENSAÇÕES. QUE MUITOS DE NÓS JULGÁVAMOS ADORMECIDAS, AINDA TEMOS QUE OUVIR:

    1- O SR GOVERNADOR, PREOCUPADO EM SABER QUEM DEIXOU O VÍDEO VAZAR… QUANDO DEVERIA ESTAR EXIGINDO A EXEMPLAR PUNIÇÃO DE “TODOS” OS ENVOLVIDOS…

    2- A SRª MINISTRA IRINY LOPES, SE PROPONDO A EMITIR NOTA OFICIAL, MANIFESTANDO REPÚDIO AS BARBARIDADES COMETIDAS, POR INÚMERAS AUTORIDADES DO PODER PÚBLICO, DO MAIS RICO ESTADO DO PAIS… QUANDO DEVERIA ESTAR COBRANDO, DA RECÉM ELEITA BANCADA GOVERNISTA DE SENADORES E DEPUTADOS FEDERAIS, QUE PRESSIONASSEM OS MEMBROS DA ALESP, PARA QUE INICIEM, PRÁ ONTEM, UMA CPI DA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO???

    3- AS PROMOTORAS DO GECEP PEDINDO QUE CONFIEMOS NO MP, QUANDO ALEGAM QUE O PROCESSO CORRERÁ EM SIGILO…. QUANDO DEVERIAM ESTAR NOS PROMETENDO TRANSPARÊNCIA E PUNIÇÃO:

    - PARA O “PROMOTOR EVERTON ZANELLA”,

    - PARA O “PROCURADOR LEE ROBERTO KATIN DA SILVEIRA” E

    - PARA O “JUIZ” (CUJO NOME JÁ NEM ME LEMBRO) QUE, DEVERIA ESTAR AFASTADO DE SUAS FUNÇÕES, DESDE QUE SE MOSTROU CONIVENTE, COM OS ASSASSINATOS DA OPERAÇÃO CASTELINHO…

    - SEM FALAR, É CLARO, EM “TODAS” AS “OTORIDADES POLICIAIS” ENVOLVIDAS!!!

    COMO CONFIAR NO MP SE, DESDE DEZEMBRO DE 2010, ESTÃO “PENSANDO” EM UMA MANEIRA DE PUNIR OS ENVOLVIDOS NESSE CIRCO… NÃO CONSEGUIRAM DESCOBRIR EM QUASE 60 DIAS, O QUE, CADA UM DE NÓS, LEVOU POUCO MAIS DE 12 MINUTOS PARA DESCOBRIR… E, OUSAM NOS PEDIR CONFIANÇA???

    4- A DRª MARIA INES EMITINDO UM PARECER INFAME, NÃO APENAS COMO DIRETORA DE UMA CASA CENSORA, QUE TERIA POR OBRIGAÇÃO COBRAR DE SEUS COMPONENTES “LEGALIDADE” À TODA PROVA… MAS, TAMBÉM, COMO MULHER!

    TODA A COMBALIDA POLÍCIA CIVIL PAULISTA, FOI NOVAMENTE APUNHALADA, POR SUAS DECLARAÇÕES:

    - COMO CONSIDERAR COVARDES AGRESSORES : “HONRADOS, CORAJOSOS E DESTEMIDOS”???

    - COMO CONSIDERAR TRUCULÊNCIA GRATUITA : TAREFA QUE “NECESSITA DE ESFORÇO ALÉM DO NORMAL E UM GRANDE AMPARO ESPIRITUAL” ??? SÓ SE FOR AMPARO ESPIRITUAL DE EXÚ CAVEIRA… DEFINITIVAMENTE, NUNCA DE UM ESPÍRITO DE LUZ!!!!!

    - QUE FACULDADE ELA CURSOU???? NA MINHA, APRENDI QUE : “CONIVÊNCIA, IMPLICA EM CUMPLICIDADE”!!!

    - CORPORATIVISTA???? ME PERDOEM, NA MINHA ROÇA, ISSO SE CHAMA “RABO PRESO”!!! E DOS GRANDES!!!

    5- ATÉ AGORA, A SECRETARIA NÃO SE DEU AO TRABALHO DE DAR QUALQUER EXPLICAÇÃO OU RESPONDER AS INÚMERAS PERGUNTAS, DA POPULAÇÃO INDIGNADA:

    - QUAL A PARTICIPAÇÃO DO DELEGADO RENZO SANTI BARBIN – ERA ELE, O DOENTE QUE FILMAVA ININTERRUPTAMENTE, INSENSIVEL AS SÚPLICAS DE V.??? E, PORQUE NÃO FOI AFASTADO???

    - AO DELEGADO EMILIO ANTONIO PASCOAL, QUE TODA POLÍCIA SABE TRATAR-SE DE UMA BESTA, TRAVESTIDA DE HOMEM, BASTARÁ NEGAR TER DETERMINADO A VIOLENTA INVESTIDA??? E, PORQUE, TAMBÉM, NÃO FOI AFASTADO???

    - É CLARO QUE, O FATO DE NÃO PERTENCEREM MAIS A CORREGEDORIA, É ABSOLUTAMENTE IRRELEVANTE, VISTO NÃO PODEREM ESTAR LOTADOS EM QUALQUER LUGAR, ONDE O BRAÇO DO SECRETÁRIO NÃO ALCANCE…

    6- E FINALMENTE, O SR SECRETÁRIO DA SEGURANÇA, QUE JÁ NOS DEU INÚMERAS PROVAS DE APREÇO E CONSIDERAÇÃO: HÁ EXATOS 4 DIAS, A POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO, ESTÁ INEPTA E LETÁRGICA, MUITÍSSIMO ALÉM DE SUAS PREVISÕES… OU EXPECTATIVAS???

    RESTA SABER, POR QUANTO TEMPO AS AUTORIDADES DESTE ESTADO E, PORQUE NÃO DIZER DESTE PAÍS, PERMITIRÃO QUE NOS SINTAMOS ASSIM…

    PELO RESPEITO QUE DEDICO A SOCIEDADE PAULISTA, ESPERO QUE NÃO MUITO, PORQUE ELA SERÁ, COMO SEMPRE, A MAIOR VÍTIMA DA POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA EQUIVOCADA DESTE PAÍS!

    PEÇO AOS COLEGAS QUE PERDOEM A EXTENSÃO DO TEXTO… ELE NÃO TEM NEM 1/10 DO TAMANHO DO SAPO QUE ESTÁ ENTALADO NA MINHA GARGANTA!

  203. A VERDADE É A SEGUINTE, SE ESSE PAIS E ESTADO FOSSE SÉRIO ESTARIA OS DOIS DEGALIXOS, O TITULAR DO DP, O DELEGALIXO RESPONSÁVEL PELA DILIGÊNCIA, A TIA MUN RA, O PINTO, ALGUNS QUE ESQUECI DE CITAR COM CERTEZA NA CADEIA..

  204. A PROPÓSITO, SE FUÇAR É CAPAZ DE ACHAR MAIS COISA ERRADA NAS AÇÕES DESSA DUPLA DINÂMICA.

  205. 22/02/2011 – 22h32

    Polícia Civil do DF decide parar por 72 horas

    Publicidade
    DE SÃO PAULO

    Os policiais civis do Distrito Federal decidiram fazer uma paralisação de 72 horas a partir das 8h desta quarta-feira (23).

    A paralisação temporária, de acordo de acordo com o Sinpol (sindicato dos policiais), é uma resposta ao “não encaminhamento da reestruturação de carreira dos policiais por parte do governo federal” e também por um aumento salarial de 28%.

    A categoria decidiu pela paralisação durante assembleia que contou com a presença de cerca de 2.000 pessoas, pelos cálculos do sindicato.

    “Se continuarmos dando prazos ao governo federal, nada vai acontecer. É inadmissível a forma como estamos sendo tratados e a partir de agora os movimentos serão constantes até sermos atendidos. Agora não temos mais o delimitador do período eleitoral e o executivo federal conhecerá a força da união dos policiais civis do DF”, disse o presidente do Sinpol, Wellington Luiz, que também é deputado distrital pelo PSC.

    A paralisação deve ocorrer até as 8h de sábado (26), período em que o sindicato deseja que nenhuma operação policial seja desencadeada. A próxima assembleia para definir os rumos do movimento acontecerá no dia 3 de março.

    Em nota, a Ddireção-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal informou que “serão adotadas todas as medidas para que os serviços sejam preservados, por serem essenciais, de modo que a comunidade não sofra maiores prejuízos em decorrência da paralisação”.

  206. Às 16:26:50 (hora do vídeo)

    “…Doutor!!! … eles querem me algemar… o Sr. vai deixar isso…

    …mas Dr., o Sr. quer ficar então… sai os outros… o Sr. pode ficar…

    … eu estou oferecendo risco…

    ESSAS PALAVRAS, SOAM COM MUITA DOR NOS MEUS OUVIDOS.

    CADÊ O TITULAR???
    ACHO QUE ELE ESTAVA MAIS PREOCUPADO COM A CADEIRINHA DELE…

    JÁ DEIXO BEM CLARO A TODOS DO BLOG, QUE ESSE TITULAR NÃO É “EXCLUSIVO”. QUANDO O “PINTO” COMEÇA A CHEGAR PERTO…. NEM ME VIU.

  207. AH NÃO ESQUEÇE DO DEIC QUE TAMBÉM É UMA VERGONHA PARA SÃO PAULO1 OS MENSALÕES , BINGOS, DESMANCHES, RECOLHAS EM SECCIONAIS ETC..MUDANÇA NO CONSELHO DA PC URGENTE!!
    SAI FORA VELHARADA QUE NÃO FAZ PORRA NEHUMA PARA GENTE
    EU TAMBÉM TENHO VÁRIOS SAPOS NA GARGANTA QUANDO O ASSUNTO É CORRUPÇÃO!!

  208. Caros colegas:

    Todos sabem o que acontece na policia civil de são paulo. Os policiais, os advogados, os empresarios, os promotores, os juizes, os politicos, os secretarios e os governantes. Os que se dizem honestos, tambem estão errados pois prevaricam o tempo todo. Mas simplismente por que não podem fazer nada. Ou vai prender todo mundo.

    O que aconteceu realmente balançou a policia civil e a sociedade, principalmente as mulheres. Todas que conheço me perguntaram sobre o assunto com indignaçao. a maioria com uma simples pergunta: Na corregedoria não tem mulher.

    Sarcasticamente eu respondo: Tem sim, varias, mas pra que mulher se a propria corregedora diz que os autores do delito são considerados por ela destemidos (uuuuuuuuuuuuuuuuui). As risadas são pra amenizar a situaçao constrangedora e humilhante que todos os policiais estão passando.

    Mas o que mais doi, é saber que os fatos ocorreram em 2009, todo mundo ficou sabendo. Tudo foi arquivado. E só agora, esta causando todo esse alvoroço.

    A Policia Civil do DF, cujo salario é 500 reais a mais que o da policia federal, esta de greve por 72 horas.
    E nos em SP, vamos continuar letargicos, quebrados, humilhados, desmotivados, tristes, chatos, magoados e principalmente CANSADOS.

  209. Uma ideia. Que tal todos que possuem direito a licença premio decidir usufrui-las de uma vez só, no mesmo periodo. Mesmo que seja necessario entrar com açao na Justiça, o que tambem não é muito confiavel.

  210. CAraco… Imagem vale mesmo por mil palavras..
    Qdo esse crime aconteceu, cometido por esse par de sacos de bosta, fiquei sabendo do caso la mesmo no 25… a descricao das cenas e das acoes prepotentes dos boçais me deixou enojado… voltei pra minha delegacia e relatei o caso pra uma porrada de pessoas.. ninguem me deu a menor atencao… a ideia geral era: “se ela errou que se foda”, “passarinho que come pedra…etc, etc…
    fiquei com tremenda cara de idiota achando q aquilo era uma barbaridade … me senti sozinho ali falando para a pintura descascada das paredes…
    Agora a coisa aparece na televisao… as imagens da menina sendo violada estao correndo o mundo… e ai vejo os mesmo caras de cu do passado, dizendo-se ofendidos, cuspindo ira pelos poros… Nao da pra entender… levou 2 anos pra cair a ficha de que ali tinha acontecido um ato barbaro, um crime gravissimo contra um ser humano…
    Nós todos somos uns merdas isso sim… não servimos nem pra nos proteger dos que querem nosso fim…
    Acabou… As almas sebosas venceram…

  211. Finalmente eu consegui ver o video integral.
    So tenho a dizer uma coisa: TODOS QUE ESTAVAM NAQUELA SALA SÃO FILHO DA PUTA. BANDO DE CUZOES. NADA MAIS DO QUE JUSTO TER O NOME DE TODOS DIVULGADOS AQUI NO FLIT. A POLICIAL MILITAR FEMININA, DA GCM INUTIL, DOS LIXOS DOS TIRAS, DO TITULAR (ESSE JA SEI RENATO), DO CHEFE DOS ESCRIVÃES, DO DELEGADO PLANTONISTA. TUDO LIXO, MERECEM MAIS DO QUE CADEIA E RUA, MERECEM APANHAR NA CARA, OU MELHOR, CHUTE NA CARA É CARINHO PRA ELES.
    DEVEM ESTAR ESCONDIDOS E MORRENDO DE MEDO NÉ BANDO DE CUZOES.

    AO DELEGADO DE VERMELHO, DOUTOR EDUARDO LOBISOMENTE COMO DIZEM AQUI NO FLIT, VOCE É UM CUZAO, IRRESPONSAVEL E SEM VERGONHA.

  212. O Exmo.Sr. Secreta´rio da segurança Pública de São paulo,deveria , diante dos fatos,e dos ensinamentos divulgados aqui e em outros blogs,entrevistas ,já citados, por eminentes juristas,e que aqui foram postados,inclusive sobre a TORTURA, fazer uma reciclagem, e pedir para sair.
    O cúmulo dos cúmulos,é São Paulo,se submeter a este estado quase nos moldes coloniais , onde prima o protecionismo,corporativismo,a covardia,e principalmente corrupção.
    BASTA!!!! PEÇAM PARA SAIR.
    Já que o governador continuará o mesmo,ainda engoliremos centenas de brejos, até o finalda carreira política dele, que caminha a largos passos em direção ao passado e finado Cerra.

  213. Política de inSegurança Pública do Esatdo de São Paulo:

    1- Corró arrebenta a legalidade e baixa as calças da Escrivã.

    2- Manisfestações realizadas por professores e policiais, come bala e bomba da pm.

    3- Manifestação de estudante, mais bala e bomba da pm.

    4- Última manifestação de populares reclamando FALTA DE ABASTECIMENTO DE AGUA EM SEUS LARES, TOME mais BALA e BOMDA da pm.

    http://videos.r7.com/moradores-protestam-contra-a-falta-de-agua-na-regiao-de-brasilandia-sp-/idmedia/03148d9f528e7ede1d99b939370a19a5.html

    Vai pensando na sexta-feira como vai ser!!!!

    Vamo q vamooooo!!!!

  214. DESCULPEM-ME

    MAS ME PARECE QUE NINGUEM PRESTOU A ATENÇÃO DEVIDA AOS FATOS QUE FORAM NOTICIADOS NA BAND
    O SR. PRESIDENTE DA OAB , MOSTROU UM OFICIO ENCAMINHADO AO SR. GOVERNADOR A ÉPOCA , AO SR. SECRETÁRIO DA SEGURANÇA , E AOS RESPONSÁVEIS PELA PROMOTORIA , FATO ESTE QUE NÃO SURTIU NENHUM EFEITO
    PRÁTICO .
    A SRA POSSÍVEMENTE PROMOTORA DO CE ALGUMA COISA , DISSE QUE O ORGÃO ESTUDA UMA FORMA DE REABRIR O CASO
    JÁ QUE ELA E SEUS COLEGAS , RESPEITAM A POSTURA DE SEU COLEGA PROMOTOR QUE NÃO VIU CRIME ALGUM NOS FATOS
    AO QUE ME PARECE ESTE SRs. ESTÃO PREGANDO A DESOBEDIÊNCIA CIVIL , POIS AS LEIS SÓ SÃO VALIDAS PARA
    ALGUNS , OS MEMBROS DO JUDICIÁRIO NAÕ ESTÃO SUJEITOS AS MESMAS LEIS , NEM POLÍTICOS MUITO MEMOS OS COLABORADORES DELES , SÓ NÓS OS TROUXAS QUE ESTAMOS SUJEITOS AS LEIS . CASO ESTEJA EU ENGANADO QUE ALGUEM ME EXPLIQUE COMO FUNCIONAM AS COISAS NESTE ESTADO

  215. Pô, não posso esquecer…

    Aqui VEREADOR também leva PINTO, tá pensando o que!!!

    Tome bala e bomba, Ilustríssimo Sr. Dr. representante do legislativo municipal!!!

  216. Neto,

    Funciona assim:

    “Aos amigos, TUDO!! Aos inimigos, OS RIGORES DA LEI!!”

    Ae, você pode substituir a palavra amigos por quem você achar que se enquadra nesta modalidade, por exemplo: diretora da corró, ssp, promotor de vendas, opa, de justiça… Da mesma forma, para a palavra inimigos: escrivã favelada, os não apadrinhados, os sem agua, professores, estudantes e os puliça em geral. Lógico do zé povinho não preciso nem falar, né?? Pinto neles!!

  217. Policiais civis do DF decidem fazer greve!!

    Os policiais civis do Distrito Federal decidiram fazer uma paralisação, por 72h, a partir das 8h de amanhã, até o mesmo horário de sábado. O Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol) decidiu pela greve, em assembleia realizada hoje, para pressionar o Governo Federal no encaminhamento da reestruturação de carreira da polícia.

    O Sinpol informou que, a partir de amanhã, até sábado, a polícia estará parada e nenhuma operação poderá ser desencadeada. O Sindicato prometeu retaliar aqueles que furarem a greve. Uma assembleia para definir os rumos do movimento acontecerá no dia 3 de março.

    http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia/2011/02/22/policiais-civis-do-df-decidem-fazer-greve.jhtm

    Isso mesmo, façam greve Policiais Civis do DF, vocês recebem salários de fome!! Nós aqui de SP, que temos o melhor salário do Brasil e o respeito da administração, somos solidários a vossa luta!!

    Sigam o nosso exemplo: UNIÃO E PERSEVERANÇA!!!

  218. Sem entrar na questão da Justiça do caso, tem um ponto que não está claro.
    Qual será o fato novo capaz de ensejar o desarquivamento do inquérito policial ? A grita geral, a manifestação de ministro e o repentino interesse da mídia e de autoridades nunca foram considerados pela lei ou pela jurisprudência, para tanto.
    Agora vai ser …?
    Uma decisão judicial já foi proferida e houve o trânsito em julgado. Vão arrebentar o trânsito em julgado ? Em desfavor do réu ? Há revisão criminal em favor da sociedade no Brasil ?
    Só pelo fato de ser contra policial o caso…, ai pode …?
    Quero acompanhar direitinho este caso…
    Será que teremos novos rumos na doutrina e na jurisprudência, a partir deste caso…

  219. Bom, agora tem que feder mesmo!

    Olhem esse vídeo:

    http://www.band.com.br/jornaldaband/conteudo.asp?ID=100000403002

    A corregedora Maria Inês confirma que o SSP Ferreira Pinto SABIA do caso e das imagens do vídeo.

    Além disso, a matéria mostra ainda um documento que teria sido encaminhado para o SSP pela OAB.

    Na boa, agora é a hora de ver se o Alckmin é um homem decente ou mais um patife desta gangue… Tem que rodar TODO MUNDO!

  220. Caros colegas,

    Reví o filme umas quatro vezes junto com outros integrantes da ong que presido. A última em slowmotion e acabamos percebendo em determinado momento que a sequencia foi cortada. Justamente quando a ex-escrivã está no chão. A impressão que dá é que o colega delegado deu um soco ou um tapa na cara da escrivã. É facil observar que o cronometro do filme pula e como a atenção está voltada para a ocorrência não prestamos a atenção ao fato. Procurem a imagem em 4.31.59 e vejam que o delegado agride a escrivã – chegando até a fazer barulho – e o cronometro pula para 4.32.34. e a ex-escrivã fala “isso é um absurdo”.

    Os fatos são mais graves do que parecem.

    Paulo Magalhães – Delegado de Polícia

  221. Realmente, o que os colegas delegados da Corró fizeram não tem desculpa: é grave pra caralho!

    Só que, para desarquivar o inquérito policial deles, é necessário NOTÍCIA de nova prova, que me parece que não tem, considerando que as imagens estavam nos autos;

    Se o MP, ou oJuiz foram omissos, coniventes, o que seja, e acabaram arquivando o inquérito policial, não adianta chamar o GECEP, GAECO, PERERECO, O CARACARECO, ninguém…. arquivou, arquivou.

    É uma questão de legalidade.

  222. DDá-lhe MINISTRA.
    Jós mulheres temos que mostrar que exigimos dignidade.
    Obrigada Sra. Ministra Maria do Rosário e a nossa
    querida presidente DILMA.
    Agora VAIIIIIII.
    A

  223. Terror na Polícia Civil de São Paulo

    por Ricardo Faria com Acassio Costa

    Doutor, doutor, doutor… Socorro! Socorro! – Não, não, não… Não vou ficar pelada aqui! Não tira a minha roupa… Vitor, Vitor, por favor chama o meu delegado… Aiiiiiiiiii, Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii. Vai quebrar o meu braço. Que absurdo, estão me deixando pelada…

    Os gritos desesperados de Vanessa, ex escrivã da Polícia Civil, estão num vídeo de mais de 40 minutos feito pela Corregedoria, em 2009, na 25ª Delegacia de Parelheiros, na zona sul de São Paulo.

    De acordo com a Corregedora Geral da Polícia Civil de São Paulo, Maria Inês Trefiglio Valente, “a gravação foi feita para a garantia de todos, como é comumente feito em ações da corregedoria.”

    Fabio Guedes Garcia da Silveira, um dos advogados da ex-policial, disse ao G1 que Vanessa não descarta processar o estado por causa da divulgação das imagens.

    Ao tomar conhecimento dos fatos, o radialista João Alckmim se posicionou: Na minha maneira de ver trata-se de uma violação de direitos, um abuso, uma ilegalidade.

    Como assim? – João Alckimim – Ao tentar apurar o suposto crime de suborno, que teria sido cometido pela escrivã, os policiais a desnudaram alegando uma revista pessoal.

    Eles afirmam tratar-se de uma revista – Não se pode confundir revista pessoal com revista íntima e foi o que aconteceu. A escrivã foi violentamente algemada pelos “bravos e corajosos delegados cana dura”, atirada ao chão, teve suas vestes arrancadas por vários homens.

    Então foi algo terrível? – Exatamente, e o que causa espanto foi a inércia e a covardia do delegado titular do distrito que assistiu ao delito e simplesmente se omitiu.

    E o delegado corregedor? – Não consigo entender o porque desse delegado pedir assistência a policiais militares e guardas civis metropolitanos. É a falência da Polícia Civil. Faço uma indagação: se a situação fosse inversa, a Polícia Militar permitiria que policiais civis desnudassem uma policial militar? Obvio que não. Assim, a Polícia Civil do Estado de São Paulo vai chegando ao barrento fundo do poço de onde duvido que consiga sair!

    O uso de algemas nesse caso é permitido? – Acho que o delegado corregedor esqueceu que o uso de algemas é regulamentado. Basta assistir ao vídeo e ver que a escrivã não ofereceu resistência, requereu apenas o seu direito de ser revistada por uma mulher.

    Os fatos ocorreram em 2009, por que somente agora vieram a publico? – É muito estranho. Onde estava a fita com as gravações? Ela foi anexada ao processo administrativo? Foi enviada ao promotor? E o juiz tomou conhecimento? Em caso positivo, tenho pavor do delegado que presidiu o processo administrativo, do promotor e do juiz que tomaram conhecimento dos fatos.

    E se o delegado e omitiu os fatos? – Nesse caso, simplesmente prevaricou ao acobertar ato ilícito.

    E quanto à Corregedoria? – É estarrecedor que a Corregedora Geral, Maria Inês Trefiglio, tenha defendido seus subordinados em várias entrevistas. Trata-se de uma delegada respeitada, professora da PUC. Depois disso tudo, como irá encarar seus alunos?

    E o Secretário da Segurança? – Não vi nenhuma declaração do Antonio Ferreira Pinto que também é procurador de justiça.

    E daí? – Quem cala consente; – O vistoso prédio da Corregedoria, na avenida da Consolação, pode, a partir de agora, até mudar o nome para Lubianka, seus agentes, como os da KGB, usam de métodos tenebrosos que lembram os do antigo DOI-Codi.

    E os policias honestos, o que ocorre com eles? – Me lembro bem do caso do Newton Cesar de Azevedo, um investigador que respondia a um processo administrativo. Ele foi pressionado de tal maneira que no último dia 24 de dezembro foi à Santos, e lá, ao lado do túmulo do pai, suicidou-se com um tiro na cabeça. O delegado Eduardo Peretti Guimarães teve um edema cerebral também em face das pressões.

    Até quando esses fatos se repetirão? – Causa espanto que policiais sejam demitidos a toque de caixa por terem supostamente cometido pequenos delitos.

    Talvez por fofocas, denuncias infundadas é isso? – O delegado conhecido como Conde Guerra, responsável pelo blog Flit Paralisante, por exemplo, faz pesados ataques contra membros da Polícia Civil e da Polícia Militar, gerando muita discórdia. Ele agora defende a Corregedora Geral a quem, até pouco tempo, atacava violentamente.

    Não é muito estranho isso? – Tem algo no ar. Sei por boas fontes que ele recebe informações privilegiadas. Conde Guerra hoje faz a defesa do Secretário Ferreira Pinto.

    Afinal, o dinheiro da propina estava ou não com a ex-escrivã? – Após assistir o vídeo por diversas vezes, em nenhum momento vi encontrarem o dinheiro com ela. No momento exato em que o delegado disse ter encontrado, um policial militar passa na frente da câmera. E mais, o delegado afirma: “aqui está o dinheiro, tenho cópias dessas notas.” Demonstração clara houve um fragrante preparado e não esperado, conforme reza a Lei.

    Fragrante preparado, como assim? – Segundo as informações, a escrivã teria liberado um homem acusado de porte de arma e munições em troca de propina e eu pergunto: a liberação de algum acusado é função da escrivã ou da autoridade policial, no caso o delegado?

    E quanto a tão propalada moralização da Polícia civil? – Não será dessa maneira. As máquinas caça-níqueis funcionam aos montes. Basta ver o escândalo que explodiu recentemente em Osasco. Que providências tomou o Secretário da Segurança?

    Como foi e escândalo dos caça-níqueis em Osasco? – Os crimes acontecem há mais de dois anos e quem era o delegado seccional? O Dr. Fernão – Quem era o diretor do Demacro? O Dr. Carneiro, hoje nomeado diretor geral da Polícia Civil. Quem é o seccional de Osasco? Um parente da Delegada Geral Adjunta. Quem é o diretor do DEIC? O Dr. Nelson Silveira que tem como policiais de confiança o Chumbinho, Miranda, Carlão e Diogo.

    Então a coisa vai mal? – Quem quiser que escute e veja: o Secretário da Segurança é também procurador de justiça. Tem obrigação de tomar providências, sob risco de ser taxado de conivência com a ilegalidade e de transformar a Corregedoria da Polícia Civil numa KGB, SS ou Gestapo?

    O que o Secretário deve fazer? – Ele não pode permitir a continuação desse tipo de coisa, do uso de métodos que lembram o famigerado DOI-Codi. Se não tomar providências urgentes poderá ser lembrado como o Dr. Pedro de Campos, responsável pelo “Massacre da Detenção”, como o Dr. Saulo de Castro, lembrado pelo Massacre do Castelinho ou o Professor Hely Lopes Meirelles, patrono do “Esquadrão da Morte”.

    E o Governador Geraldo Alckmim qual é o papel dele nisso tudo? – Chegou a hora dele retirar o sorriso plastificado da cara e dizer a que veio. Lembrando que, quando vice governador, intermediou a rendição do seqüestrador do empresário Silvio Santos, oferecendo garantia de vida. Entretanto, após dois meses na prisão, veio a morrer sem maiores explicações. Ao assumir o governo, Geraldo manteve Ferreira Pinto como secretário que tantos males causa à Policia e a população.

    Qual é a solução? – É preciso conseguir irremovibilidade dos policiais. Os delegados seccionais devem ser concursados e não por indicação política, é o que causa o caos na Policia Civil.

    O caso da violência contra a escrivã ganhou a mídia nacional – Isso mesmo, e até pronunciamento da ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, que acompanhou as imagens divulgadas pela TV Band. Ela defende o afastamento imediato dos policiais que aparecem no vídeo com punição exemplar para eles. Espero que a Ministra estenda esse tratamento para o Secretário da Segurança de São Paulo, os promotores e o próprio juiz do caso.

    E o seu programa semanal na Rádio Piratininga AM, de São José dos Campos? – Informo aos ouvintes que estaremos na Rádio Trianon de São Paulo, agora também com a presença do jornalista Ricardo Faria do site vejosaojose.com.br.

    http://www.vejosaojose.com.br/terrornapoliciacivil.htm

  224. DR GUERRA ,SE POSSIVEL COLOQUE COMO TOPICO, TRABALHO AQUI NA CORREGEDORIA COMO ESCRIVAO , APOS A DEUSA ASSUMIR COMO DIRETORA VIERAM TRABALHAR AQUI UM BANDO DE LOUCOS , O QUE VOU DENUNCIAR E FACIL DE COMPROVAR , EXISTE UM ESQUEMA ONDE DETERMINADAS DELEGACIAS LIGADAS A DEUSA E SEU PROTETOR PINTO SAO PROTEGIDAS OU SEJA NADA E FEITO , POREM PARA GERAR IP ELES FAZEM DIVERSAS DENUNCIAS ANONIMAS OU POR TELEFONE OU VIA CARTA PARA O MP E OUVIDORIA , DAI ENTAO ESTUFAM O PEITO DE QUE EXISTEM MUITOS IP ABERTOS CONTRA POLICIAIS.

    POREM COMO SE SABE NAO E LEGAL ABRIR IP MERAMENTE POR DENUNCIA ANONIMA, CASO QUE JA FOI JULGADO PELO STJ; ASSIM COM INFORMACOES DESTAS DELEGACIAS POLICIAIS QUE PROVAVELMENTE NAO ESTEJA CONCORDANDO COM AS ATITUDES DA CHEFIA OU DE ALGUN INTERESSE EM COMUN TEM SEU NOME REPASSADO AOS LOUCOS QUE SE ENCARREGAM DE CRIAR TAL PROCEDIMENTO.
    DR ISTO QUE DENUNCIO E FACILMENTE COMPROVADO ,BASTA UMA CORREICAO DO MP AQUI NA CORREGEDORIA.
    ELES APRENDERAM A FAZER UM PAPEL BALINHA.
    ABRACOS.

  225. SENHORES, NA REPORTAGEM DO JORNAL DA MAND (22/02) A CORREGEDORA FOI CATEGORICA AO FALAR QUE O SECRETÁRIO SABIAS DOS FATOS DESDE O INÍCIO….CREIO QUE NÃO PERMANECERÁ NO CARGO. CONTUDO, ALGUMAS RADIOS JÁ ESTÃO NOTICIANDO QUE OS POLICIAIS IRÃO SE MANIFESTAR DEFRONTE A CORREGEDORIA NA PRÓXIMA SEXTA. SUGIRO QUE MESMO CAINDO A CORREGEDORA, PRECISAMOS MANTER ACESO ESTE MOVIMENTO, PODENDO INCLUSIVE EM PASSEATA PACÍFICA NOS DIRIGIRMOS ATÉ A SEDE DA SSP…AÍ QUEM SABE CAI ATÉ O SECRETÁRIO….O ALCKIMIN NÃO IRÁ AGUENTAR TANTA PRESSÃO….HONRA E DIGNIDADE A TODOS NÓS!!!!

  226. Este comunicado está disponível no site da entidade representativa dos Escrivães de Polícia, este será o horário e local, para depois partirmos até a Corró ou as 16h00 na Corró??

    CONVOCAMOS TODOS PARA MANIFESTAÇÃO A SER REALIZADA NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA, DIA 25.02, AS 11HS.

    CONCENTRAÇÃO NA PRAÇA DA SÉ E CAMINHADA ATÉ O GABINETE DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA.

    NOSSA REINVIDICAÇÃO:

    EXONERAÇÃO DOS DELEGADOS EDUARDO HENRIQUE DE CARVALHO FILHO E GUSTAVO HENRIQUE GONÇALVES

    AFASTAMENTO IMEDIATO DA DIRETORA DA CORREGEDORIA GERAL DA POLICIA CIVIL
    A MANIFESTAÇÃO CONTARÁ COM CARRO DE SOM E SE INICIARÁ AS ONZE HORAS.

    CONTAMOS COM A COLABORAÇÃO E UNIÃO DE TODOS.

    A DIRETORIA

    https://sindicatodosescribas.wordpress.com/

  227. se mesmo sendo escriva fosse filha de um politico , delegado ou empresario .os caras ja tinham ido pra rua , o secretario fumar seu charuto cubano de 350 reais , e serio o cara gasta 350 por dia com o que ele fuma na semana eu sustento mulher e dois filhos, e que eu nao fumo.
    falso moralista tem 26 policiais a disposicao dele e familia.
    ele acorda cedo e os pm levam ele malhar na aademia com os carros oficiais,sera que isso pode.
    no fim de semana desce para a praia com escolta e carro oficial, quando ele esta de lazer eu tambem pago?
    fim de semana que vem vou viajar para o litoral de vtr e com a familia dispenso a escolta,,,,pelo menos estou economizando.

    este e o pARTIDO DOS sEMCARATER dO bRASIL

    economiza secretario ……
    seguranca e para o povo nao so para voce,se esta tudo bem ande sozinho no maximo com um
    motorista , agora andar com tanta seguranca e porque a coisa ta feia.
    ah o pessoal do seu condominio te adora viu..

  228. É UMA GRANDE SACANAGEM, TEM DE SOBRAR NAO SO PARA OS CORREGEDORES ESTUPRADORES, TEM DE SOBRAR PARA O JUIZ E PROMOTOR QUE PARTICIPARAM DESTA PATIFARIA, IMAGINEM SE UM DE NOS PEIXINHOS SEM PADRINHO, TOMASSE UMA NABA DESTA TAVA FUDIDO E CONDENADO ATE O TALO.
    TEM DE SOBRAR PRO PINTO TAMBEM, SE ELE SABIA, FORA OMISSO, PEÇA DEMISSAO

  229. AGORA SE AQUI OS INDICES CRIMINAIS ESTAO ABAIXANDO E AQUI TA UM PAIS QUE NEM A SUIÇA,PORQUE SERA QUE O PINTO TEM TANTA ESCOLTA, NAO CONFIA EM SUA GESTAO NA PASTA DA SEGURANÇA PUBLICA, PORQUE SERA QUE ELE PODE IR PASSEAR FINAL DE SEMANA COM ESCOLTA – VERGONHA, ISSO POR SI SOMENTE TAMBÉM CAUSA DEMISSAO – UTILIZAR VEICULO OFICIAL EM HORARIO E OCUPAÇÃO DESTINADO AO LAZER

  230. OAB já havia alertado secretário sobre vídeo no caso de escrivã
    A OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) já havia alertado em novembro de 2010 autoridades do Estado de São Paulo sobre o vídeo que mostra delegados da Corregedoria da Polícia Civil despindo, durante uma revista, uma escrivã suspeita de corrupção.
    Mesmo com o alerta de Luiz Flávio Borges D’Urso, presidente da OAB-SP, a Secretaria da Segurança Pública só afastou os três delegados anteontem, após a divulgação do vídeo de operação, ocorrida em junho de 2009.

  231. Quem sabia e não fez nada?
    O que esrá que a corregedoria faz hoje e ainda não temos conhecimento?
    É?! Os certinhos são malandros…

  232. Delegados coagem e deixam mulher nua em busca pessoal
    February 22 | Posted by Fábio Pannunzio | Direitos humanos, Manchetes, Notícias, Opinião Tags: escrivã, Operação Pelada

    Do Blog do Professor LUIZ FLÁVIO GOMES

    “Com um treinamento apropriado e técnica adequada, a não violência pode ser praticada pelas massas humanas” (Gandhi).

    Está comprovado: no Brasil nem toda nudez é castigada! O vídeo dos delegados de polícia (cf. o vídeo) que obrigaram uma mulher suspeita (de corrupção ou concussão) a ficar nua na presença deles para o efeito de uma busca pessoal é estarrecedor. Onde chega a arbitrariedade?

    O crime de corrupção (ou concussão) é grave e precisa ser devidamente punido. Mas a polícia não pode apurar um crime cometendo outro (ou outros). Muito correta e digna de elogios a cobertura da TV Bandeirantes (cf. o vídeo). Tributo ao jornalista Fábio Pannunzio (que divulgou o vídeo no seu blog). Os delegados foram afastados das suas funções.

    A lei processual penal (art. 249 do CPP) é clara: a busca pessoal em uma mulher deve ser feita por outra mulher, salvo em caso de retardamento ou prejuízo para a diligência. Havia mulheres no local (policiais) e mesmo assim os delegados optaram por despir, à força, a mulher. Prova (se é que se pode chamar aquilo de prova) totalmente ilícita, porque obtida de forma ilegal (com violação, desde logo, do art. 249 do CPP). O vídeo constitui um exemplo emblemático de como não se deve colher provas no Brasil.

    No princípio o delegado disse que se ela não se despisse haveria desobediência. Nada mais incorreto. Quem desobedece ordem ilegal não comete o crime de desobediência. De outro lado, esse crime não permite prisão em flagrante (porque se trata de infração de menor potencial ofensivo). Tampouco poderiam ser usadas as algemas (no contexto em que tudo aconteceu). Violou-se também a Súmula Vinculante 11 do STF.

    Com a mulher (ex-escrivã de polícia) teria sido encontrado dinheiro (R$ 200,00). Mesmo que esse dinheiro fosse fruto de uma corrupção passiva (ou concussão), mesmo assim, crime nenhum estava sendo cometido naquele momento. Não cabia prisão em flagrante, portanto. O abuso de autoridade está mais do que evidenciado. Também a tortura (para a obtenção de prova).

    O Juiz, a pedido do Ministério Público, arquivou o caso. Não vislumbraram nenhum delito. Com a devida vênia, se equivocaram redondamente. As Corregedorias respectivas deveriam apurar tudo isso com prudência e equilíbrio. Também deveriam entrar em campo o CNJ e o CNMP, além da OAB.

    Todas as vezes que o Estado transforma um criminoso (ou suspeito) em vítima, por meio do abuso e da arbitrariedade, nasce mais uma violação de direitos humanos. Ou seja: mais um ato de violência. Violência que, nesse caso, foi ignorada (arquivada) pela Corregedoria da Polícia Civil, pelo Ministério Público e pelo Juiz. Nem toda nudez é castigada!

    A vítima de toda essa violência, ainda que seja um criminoso, tem todo direito de ingressar com ação civil reparatória contra o Estado, sobretudo quando afetada de modo profundo sua dignidade humana. E se não atendida no Brasil, tem portas abertas na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, a mesma que já “condenou” o Brasil várias vezes (Caso Maria da Penha, Caso dos Presídios do Espírito Santo etc.).

    O emérito Professor Ferrajoli tem ensinado que “A história das penas é sem dúvida mais horrenda e infame para a humanidade que a própria história dos crimes” (Direito e Razão, São Paulo: RT, 2. ed., 2006). Cabe agregar: a história das penas e dos arbitrários métodos investigativos é (deveras) muito mais infame que a dos crimes.

    Mas por que tudo isso ainda acontece no Brasil? Três fatores se destacam:

    (a) cultura da violência. O Estado brasileiro já nasceu sob a égide de um genocídio e até hoje ainda não sabe o que é razoabilidade, vida em paz, respeito ao outro etc. Vigora ainda entre nós, especialmente contra os discriminados étnicos, sociais e econômicos, a cultura da violência. Margens de ilegalidade e de arbítrio algumas autoridades se concedem (um pouco ou uma grande quantidade de dor, certa dose de humilhação bem como maus-tratos).

    O genocídio e a tortura fazem parte da história do Estado brasileiro. Os governantes fazem discursos dúbios. Preocupa-se mais com o vazamento do vídeo, que com o ato de tortura em si.

    A tortura padronizada (contra os discriminados étnicos, sociais e econômicos) nas delegacias e nas prisões faz parte da política estatal ambígua, de guerra civil permanente, de todos contra todos, praticada desde 1500, com a conivência de grandes setores do Ministério Público e da Magistratura, que fecham os olhos para gritantes violações de direitos humanos (das vítimas dos criminosos assim como das vítimas da violência estatal). Vigora no Brasil a cultura da pressão (da opressão, da coação, da violência). Com a garantia da impunidade. Isso não retrocede, ao contrário, só incrementa a guerra civil brasileira de todos contra todos.

    (b) ausência das disciplinas Ética e Direitos Humanos: falta, sobretudo para muitos agentes da maquina repressiva (muitos não são todos), estudar Ética e Direitos Humanos, que constituem a base da cultura da não violência.

    (c) cultura da impunidade: Mesmo quando vídeos são gravados, ainda assim, sabe-se que tudo será (muito provavelmente) arquivado pelo Poder Jurídico. O inquérito que apurou a violência aqui narrada foi arquivado. Os delegados foram afastados “porque o caso ganhou repercussão nacional”.

    O sistema investigativo no Brasil está falido. Oitenta e seis mil inquéritos policiais, sobre homicídio, instaurados até 2007, acham-se praticamente parados. A máquina repressiva do Estado funciona mal. Tortura, abusos físicos, maus-tratos, humilhação sexual, crueldade gratuita e indignidade: tudo isso comprova que essa máquina está falida, há séculos (cf. Luís Mir, Guerra civil).

    É preciso apurar com precisão tudo que ocorreu, porque alguma hierarquia pode estar por detrás do fato. Normalmente o superior acaba delegando para os subordinados a triste função da tortura (cf. Luís Mir, Guerra civil). Mas quando a ordem é manifestamente ilegal todos respondem: quem deu a ordem e quem a cumpriu.

    *LFG – Jurista e cientista criminal. Doutor em Direito penal pela Universidade Complutense de Madri e Mestre em Direito penal pela USP. Presidente da Rede LFG. Foi Promotor de Justiça (1980 a 1983), Juiz de Direito (1983 a 1998) e Advogado (1999 a 2001). Acompanhe meu Blog. Siga-me no Twitter. Encontre-me no Facebook.

    Tags: escrivã, Operação Pelada

    Envie este post por e-mail a um amigo Close Forgot password?Please put in your email: Send me my password! Close message

    Login

  233. O Secretário Ferreira Pinto não pode continuar a se sentir “blindado” e “inatingível” por causa de seu cargo! Tem que ser punido!

    Aliás, o governador está a cada momento, perdendo sua credibilidade social e política por causa do SSP, da Corregedora…

  234. PARECE QUE TEMOS UMA SITUAÇÃO NÃO MUITO INUSITADA NO AMBIENTE POLÍTICO PAULISTA:

    1 – O ALKMIN ATÉ QUER TIRAR O PINTO (É NOTÓRIO QUE ELES SE ODEIAM POLITICAMENTE), MAS PARECE É QUE O PINTO TEM ARRANJOS POLÍTICOS QUE O SEGURAM NA CADEIRA;

    2 – O PINTO QUER SEGURAR A MARIA INÊS, A PESAR DAS INCONGRUÊNCIAS ENTRE AS DECLARAÇÕES DOS DOIS

    POR ENQUANTO, O PINTO ESTÁ FIRME E FORTE

    ACREDITO QUE A MÉDIO PRAZO O PINTO NÃO SEGURA A MARIA INÊS, PARA SE MANTER NA CADEIRA.

    TEMOS AGORA UM AMBIENTE DE NEGOCIATAS POLÍTICAS PARA A REALOCAÇÃO DOS CADEIRANTES SEM TRAUMAS POLÍTICOS IRREVERSÍVEIS.

  235. São Paulo não é a Capitânia Hereditária Pétrea dos tukanos.
    E o Picolé de Xuxu conhecerá nossa força em breve.
    Basta de ingerências.
    Chega de COORPORATIVISMO.

  236. O duro dessa “estória” é que qualquer um de nós estamos sujeitos a esse tipo de ação promovida por despreparados COORPORATIVISTAS.

  237. Por que ninguem comenta sobre o chefe da corro GUILHERME que aparece no video ?.????

  238. Ok colegas, os delegados idiotas que fizeram tudo errado foram afastados. OK. Mas e daí? Só isso? Sem punição exemplar? Eles podem fazer o que quiserem? Sabemos que daqui a um mês ninguém mais se lembrará disso e eles estarão de volta. Então fica tudo por isso mesmo…Qual será a punição? Vamos deixar barato???

  239. Um dos delegados envolvidos, esse tal de Santim, foi “a pedido” mandado para a corregedoria auxiliar de bauru.
    Isso lá é punição?

  240. Quem NÃO SABIA DE NADA agora ficou sabendo através dos ofícios enviados pela OAB, mostrados no vídeo da Band, ofícios esses com endereçamento inclusive ao secretário o TOP na hierarquia policial.
    Portanto, se ele, como mandatário máximo da PC, consequentemente, quem mais deveria conhecer e zelar por leis constitucionais NADA FEZ, NÃO SABIA DE NADA.
    Mostrou-se um DESPREPARADO.
    Portanto, é muito pouco atirar pedras só na TIA e seus bombadinhos:
    FORA SEU PINTO, você não conhece nada de leis.
    VAZA VAZA, PEDE PRA SAIR!

  241. Deu na Folha…

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/879732-oab-ja-havia-alertado-secretario-sobre-video-no-caso-de-escriva.shtml

    23/02/2011 – 08h43
    OAB já havia alertado secretário sobre vídeo no caso de escrivã

    DE SÃO PAULO

    A OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) já havia alertado em novembro de 2010 autoridades do Estado de São Paulo sobre o vídeo que mostra delegados da Corregedoria da Polícia Civil despindo, durante uma revista, uma escrivã suspeita de corrupção.

    Mesmo com o alerta de Luiz Flávio Borges D’Urso, presidente da OAB-SP, a Secretaria da Segurança Pública só afastou os três delegados anteontem, após a divulgação do vídeo de operação, ocorrida em junho de 2009.

    Os delegados afastados Eduardo Henrique de Carvalho Filho, Gustavo Henrique Gonçalves, Emílio Antonio Pascoal e Renzo Santo Barbin negam o abuso.

    Hoje, segundo Marcos da Costa, vice-presidente da OAB-SP, a entidade irá pedir novamente esclarecimentos sobre os ofícios enviados.

    A Secretaria da Segurança Pública, por meio de nota oficial, disse que o secretário, Antonio Ferreira Pinto, recebeu o material enviado pela OAB da Casa Civil do governo em 22 de dezembro.

    “Ao identificar o material como sendo de interesse da Corregedoria da Polícia Civil, Ferreira o enviou para este órgão em 22/12/10, cumprindo sua obrigação funcional.”

    Ainda segundo a nota, o “secretário não assistiu o conteúdo do vídeo naquela ocasião e, na data em que o vídeo chegou à secretaria, o fato já havia sido investigado pela Corregedoria e arquivado pelo juiz em 19 de novembro de 2009″.

    Anteontem, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que o vazamento do vídeo na internet era “grave”.

    Na nota, a assessoria afirma ainda que o secretário oficiou o Ministério Público Estadual, “manifestando perplexidade com o arquivamento do caso.”

    —————————————————-

    Agora sim,

    A saia ficou ainda mais justa.

    Até agora, mediante um esforço árduo de contorcionismo o Exceletíssimo Sr. Antonio Ferreira Pinto tentava de todas as formas se livrar da nódoa causada pelas escandalosas e criminosas imagens divulgadas semana passada sobre o fato ocorrido no 25ºDP.

    Até ontem o Sr. Secretário mostrava perplexidade, pedia providências, e dizia que não sabia. Dizia porque agora…

    GAME OVER. FINISH. ACABOU. JÁ ERA.

    A OAB veio dar uma mãozinha. Jogou mais m… no ventilador.

    Pois é o Secretário sabia, o que disse não saber e vem agora argumentar que não viu o vídeo, mas que encaminhou a matéria para providências.

    Ora se o Ilustre Representante da OAB-SP, LUIZ FLÁVIO D´URSO, encaminha a qualquer autoridade pública uma denúncia, no mínimo esta autoridade é obrigada a ler a denúncia, a procurar informações, ainda mais se a denúncia é tão grave.

    Alegar que não viu o vídeo é patético.

    O Senhor Governador Geraldo Alckimin deveria tomar uma posição, antes que o Senhor Secretário acabe lhe arrastando para o mesmo buraco. A situação ficou insustentável. A casa caiu.

  242. Chorei de tristeza e aflição. ao ver este “maldito vídeo!”. Revi com os olhos de M’Alma o grande constragimento que vivi, contando ainda com o meu “ALGOZ MOR EMILIO ANTONIO PASCHOAL”.
    Sim Sres. e Sras., sou vítima deste Delpol, juntamente com OSMAR RIBEIRO DOS SANTOS E SEU BANDO, que brincam de DEUS, “carrascos e AMORAIS”, em conluío e aval do Estado, MP e outros, que lhes dão respaldo, garantias de impunidade p/ atrocidades, flagrantes preparados, para a destruíçao dos PRINCÍPIOS DA MORALIDADE E DA HONRA, da qual nós “SIMPLES MORTAIS”, fomos educados, atropelam a CONSTITUIÇÃO FEDERAL, resolvem em seus gabinetes refrigerados e às portas fechadas, como fazer de maneira mais degradante possível, p/ destruir, humilhar e desmoralizar “seus pares”.
    Não consigo expressar muito bem o que sinto agora, muitas coisas que me aconteceram não me abandonam, mas, posso dizer que estou muito triste pela nossa “irmã” V., e quero lhe dizer, p/ não se constranger, pq embora seja deverás lamentável, a divulgação deste vídeo só pode ter ocorrido, pq um ANJO BOM desta casa corregedora, sentiu-se indignado(a), e teve grande presença do ESPÍRITO DE DEUS.
    Colegas, (pois assim ainda os considero, das fileiras, da verdadeira POLÍCIA CIVIL DE SP), que DEUS em sua INFINITA BONDADE os PROTEJA, e lhes dê a SABEDORIA DOS JUSTOS!

  243. Tá parecendo história do marido traído, todo mundo sabia, menos ele…

    Grandes Autoridades públicas sabiam do escândalo envolvendo a Escrivã em Dezembro. Foram comunicadas pela OAB com cópia do vídeo e tudo, mas nada fizeram.

    Vejam matéria publicada na BAND: O então Governador Alberto Goldman, o Procurador Geral de Justiça, Fernando Grella e o Secretário de Segurança Antonio Ferreira Pinto, sabiam de tudo.

    ——————————————–

    http://www.band.com.br/jornaldanoite/conteudo.asp?ID=433062

    MP tenta reabrir investigação sobre abuso de autoridade contra escrivã

    Jornal da Noite

    pauta@band.com.br
    O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) tenta reabrir a investigação sobre a denúncia de abuso de poder numa delegacia. O abuso aconteceu quando policiais despiram uma escrivã à força em busca de provas de que ela teria recebido propina. As imagens da ação, que aconteceu em junho de 2009, foram divulgadas em primeira mão pelo Jornal da Band.

    Nesta segunda-feira, os delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho, Gustavo Henrique Gonçalves e Renzo Santi Barbin, envolvidos no caso foram afastados. Eles, junto com o então delegado divisionário Emílio Antônio Pascoal, passarão por novo processo administrativo, que será supervisionado pela corregedora Maria Inês Valente. A mesma que considerou legal a ação dos subordinados.

    As principais autoridades de São Paulo sabiam da operação da Corregedoria. Em dezembro do ano passado, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) enviou ofícios com cópia da gravação para o então governador, Alberto Goldman, o procurador-geral de Justiça, Fernando Grella, e o secretário de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto. A própria chefe da Corregedoria confirmou que o secretário sabia das imagens.

    Atualmente, o caso está sendo analisado pelo Gecep (Grupo de Controle da Atividade Policial). Os promotores não concordam com o arquivamento do processo por abuso de autoridade e querem encontrar uma forma jurídica de reabrir o caso – que tinha sido arquivado pela Justiça, a pedido do próprio Ministério Público.

    ——————————————-

    Senhor Governador, a oportunidade só bate a porta uma vez. Se perder o barco da história, vai se entrelaçar com estas autoridades públicas e arcar com as eventuais implicações decorrentes desta violação de direitos humanos.

  244. muitos que postaram aqui sabem bem que o Pinto nada sabia, que essa Maria Ines só fala o que interessa, mas não como os fatos aconteceram realmente. É uma pena que o secretário nao tenha percebido isso antes, outros casos ja aconteceram aqui na corregedoria, mas apenas esse teve repercussão, essa Maria Ines é um lixo da pior especie. Graças a Deus essa desgraçada irá sair…aqui ta pior que um castelo mal assombrado.

  245. Se o Picolé de Xuxu manteve o Pinto é porque concorda com auto o que ele faz e fez.
    Se Prepara Picolé, mantendo esse Pinto no puder, o onus político sobrará e para voce. TÁ LIGADO?

  246. 23/02/2011 – 08h43

    OAB já havia alertado secretário sobre vídeo no caso de escrivã

    Publicidade
    DE SÃO PAULO

    A OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) já havia alertado em novembro de 2010 autoridades do Estado de São Paulo sobre o vídeo que mostra delegados da Corregedoria da Polícia Civil despindo, durante uma revista, uma escrivã suspeita de corrupção.

    Mesmo com o alerta de Luiz Flávio Borges D’Urso, presidente da OAB-SP, a Secretaria da Segurança Pública só afastou os três delegados anteontem, após a divulgação do vídeo de operação, ocorrida em junho de 2009.

    Os delegados afastados Eduardo Henrique de Carvalho Filho, Gustavo Henrique Gonçalves, Emílio Antonio Pascoal e Renzo Santo Barbin negam o abuso.

    Hoje, segundo Marcos da Costa, vice-presidente da OAB-SP, a entidade irá pedir novamente esclarecimentos sobre os ofícios enviados.

    A Secretaria da Segurança Pública, por meio de nota oficial, disse que o secretário, Antonio Ferreira Pinto, recebeu o material enviado pela OAB da Casa Civil do governo em 22 de dezembro.

    “Ao identificar o material como sendo de interesse da Corregedoria da Polícia Civil, Ferreira o enviou para este órgão em 22/12/10, cumprindo sua obrigação funcional.”

    Ainda segundo a nota, o “secretário não assistiu o conteúdo do vídeo naquela ocasião e, na data em que o vídeo chegou à secretaria, o fato já havia sido investigado pela Corregedoria e arquivado pelo juiz em 19 de novembro de 2009″.

    Anteontem, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que o vazamento do vídeo na internet era “grave”.

    Na nota, a assessoria afirma ainda que o secretário oficiou o Ministério Público Estadual, “manifestando perplexidade com o arquivamento do caso.”

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/879732-oab-ja-havia-alertado-secretario-sobre-video-no-caso-de-escriva.shtml

  247. Dizia o Pinto:
    Faxina na Polícia.
    Dizia o Pinto:
    A Polícia está inepta e letárgica.
    Enquanto isso o DG dele só pensa em re-matar o latim e o estrangeirismo dos BOs.
    A PC virou uma piada.

  248. Patricia,

    Como o Secretário não sabia? A OAB manda um ofício denunciando o caso e encaminhando o vídeo e agora vem dizer que não sabia…

    Me poupe!

    O que tem mais valor? Um ofício do Presidente da OAB-SP comunicando uma grave violação de direitos humanos ou um telefonema de um oficial pm que não consegue apresentar um flagrante em uma Delegacia.

    Pois é, bastou um telefonema para que o Sr. Secretário intervisse na elaboração de um flagrante banal em uma Delegacia da Capital tempos atrás (lembram-se).

    O problema todo está no fato de que a Corregodoria está subordinada diretamente a ele e no próprio site da SSP está escrito que todas as operações são de conhecimento dele, pois é assumiu os méritos e os ônus da Instituição.

    Agora tenta se esquivar dos fatos graves denunciados.

    Felizmente essa de não sabia não vai colar, é melhor tentar inventar outra desculpa.

    É GAME OVER…

  249. Artigos

    Intimidade exposta

    Prova colhida no caso da escrivã nua é ilícita

    Por Arnaldo Malheiros Filho

    O filme está no Youtube: “Escrivã de polícia deixada nua na delegacia e presa”. Seus 13 minutos de duração estão entre as coisas mais chocantes que se pode ver.

    Uma diligência policial foi planejada para prender em flagrante a escrivã, que teria recebido propina de alguém. Uma comitiva de policiais civis, mais pelo menos uma PM, invade a sala e dizem que vão revistar a escrivã e tirar-lhe a roupa.

    O artigo 249 do Código de Processo Penal é claro: “A busca em mulher será feita por outra mulher, se não importar retardamento ou prejuízo da diligência”. As exceções não ocorrem, pois a diligência foi planejada, até com o uso de câmara de vídeo e, além disso, havia uma policial presente. A escrivã postulou seu direito inequívoco: “Não vou ficar pelada na frente de homem”. Pediu que chamassem mulheres da corregedoria. Nada. Abusando ostensivamente de sua autoridade o delegado diz que não vai acatar o que é direito dela. Indo ao máximo da “reificação”, como é chamada a transformação de pessoa em coisa, diz: “você não tem que querer”.

    Em reiteração do abuso, ladra que vai prendê-la em flagrante por desobediência e resistência, dois delitos – ele sabia perfeitamente – que de modo algum estavam ocorrendo. A ordem para tirar a roupa não era legal – como se vê do dispositivo de lei acima – e a escrivã, de maneira recatada e respeitosa, apenas postulava o que a lei lhe concede, sem resistência alguma.

    Aí vieram as algemas. A Súmula Vinculante 11 do STF diz que “só é lícito o uso de algemas em casos de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física própria ou alheia, por parte do preso ou de terceiros, justificada a excepcionalidade por escrito, sob pena de responsabilidade disciplinar, civil e penal do agente ou da autoridade e de nulidade da prisão ou do ato processual a que se refere, sem prejuízo da responsabilidade civil do Estado”.

    Nada disso ocorria, mas a escrivã foi algemada com as mãos para trás, para outros fins: não para coibir a inexistente resistência ou uma impossível fuga, mas para que lhe fosse infligida dor física – a isso se chama tortura -, reduzindo sua capacidade de reivindicar o que lhe era de direito.

    Em cenas típicas de um estupro, policiais deitam a escrivã algemada no chão e arrancam-lhe calças e calcinhas, expondo-a em toda a sua intimidade não só àqueles homens como à objetiva.

    Para maior humilhação, toda a filmagem foi parar – adivinhem por obra de quem – na internet.

    Isso só não escandaliza quem perdeu a capacidade de se indignar diante da prepotência e da violência, do abuso de autoridade, do excesso policialesco típico da ditadura militar da qual pensávamos ter nos livrado.

    Mulheres e homens que assistiram ao vídeo ficaram absolutamente chocados com o grau de brutalidade gratuita, exibida com empáfia e certeza de impunidade.

    A ilegalidade do que foi feito é a mais flagrante possível. Foi deliberada e abertamente violada a determinação legal de não expor a mulher à manipulação por homem. A vítima foi até longe demais ao dizer “se quiser me passar a mão, passa, mas eu não vou ficar pelada na frente de homem”; pior, ao se ver desgraçada, acedeu à abusiva e ilegal imposição do beleguim, desde que os outros homens e a câmera saíssem da sala. Tudo em vão, pois o que valia era degradar a vítima e bravatear na internet. Grandes machos, valentes, bravos, quando se juntam em bando conseguem submeter uma solitária mulher à sua vontade.

    As forças armadas tiveram heróis que se orgulhavam de bater em pessoas amarradas. Há autoridades que algemam para dar-se ao heróico gesto de agredir gente incapacitada de reação e submetida a dor física. Os que o fazem são tão burros que não enxergam sequer a lição da História, a mostrar que os torturadores da polícia jamais chegaram à classe especial – como os das forças armadas jamais atingiram o generalato – por uma razão muito simples: quem manda fazer o serviço sujo despreza não só o serviço (do contrário fá-lo-ia), como despreza quem aceita prestá-lo; por isso os valentes de bater em gente algemada jamais subiram na carreira.

    Não há a menor dúvida quando à ilicitude da prova colhida da maneira exibida no vídeo, o que a torna inadmissível no processo, como diz o inciso LVI do artigo 5º da Constituição Federal. Ou seja, além de desrespeitar ilegalmente uma pessoa, os policiais envolvidos na operação anularam a prova que, se obtida por meios lícitos, poderia levar à condenação da servidora.

    Se as autoridades quiserem mostrar ao povo compromisso com a legalidade, os direitos humanos e o respeito à dignidade da mulher, cabe-lhes promover, na forma da lei, a responsabilização criminal, civil e disciplinar dos partícipes dessa brutalidade, não só pelo que fizeram, mas também pelo prejuízo da prova que tão arrogantemente invalidaram.

    Ninguém pode se deixar envolver pelo discurso de que esse é o preço para limpar a polícia porque, se o for, melhor que fique suja.

    Fosse esse o preço, não se deveria pagá-lo, mas sim adotar atitude que faria outro servidor pensar duas vezes antes de dar vazão a uma barbaridade como essa.

    Arnaldo Malheiros Filho é advogado criminalista e presidente do Conselho Deliberativo do Instituto de Defesa do Direito de Defesa.

    Revista Consultor Jurídico, 23 de fevereiro de 2011

    http://www.conjur.com.br/2011-fev-23/nao-duvida-quanto-ilicutude-prova-colhida-escriva-nua

  250. GENTE,

    Esses Pintos não são moles. O Pinto da Secretaria de Segurança aprendeu bem a lição na Escola de Polícia dirigida pelo outro Pinto, o que já está caído. rsrs. Voces já esqueceram ? Isso é coisa de Pinto.

  251. Alguns aspectos para aclarear os fatos.

    1. Quem divulgou o vídeo ?
    O advogado da ex-escrivã mandou trechos da filgamem à OAB, que por suas vez encaminhou ao SSP, ao governador Alberto Goldman e ao TJSP.

    Logo, não se pode falar em vazamento de materia sob sigilo funcional por parte da Corregedoria, uma vez que além do advogado vários outros órgãos tiveram acesso às cópias.

    2. Por que o governador Alckimm acha que o vazamento foi ” grave” ?
    Por que todas as autprodades já sabiam do acontecido e de seu desfecho. E nenhuma delas quastionou o que ocorreu.
    3. Então a OAB tinha conhecimento do que hoje ema mesmo chama de ” grave violação de direitos humanos ?
    Sim. A OAB tinha cohecimento tanto dos fatos.
    4. E os demais õrgãos? O Governo do Estado, a SSP, o TJSP e o Ministério Público tinham conhecimento ?
    O advogado da ex-escrivã entrou em contato com a OAB e encaminhou trechos do vídeo. Consta que, através de ofícios, o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, disse ter encaminhado em 4 de novembro ao então governador Alberto Goldman, ao presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) na época, o desembargador Antônio Carlos Viana Santos, morto em 26 de janeiro deste ano, ao procurador geral de Justiça de SP, Fernando Grella Vieira, e ao secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, um dvd com as cenas.

    5. E ninguém fez nada ?

    Pelo que parece, o fato não foi considerado de maior gravidade.
    Assim, A assessoria de imprensa do governo paulista informou que o documento da OAB não foi localizado até o início da noite desta terça (22/02/2011). O governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) classificou como “grave” o vazamento do vídeo da ação da corregedoria contra a escrivã.

    TJ-SP – A assessoria do Tribunal de Justiça disse que o documento da OAB foi arquivado, pois o órgão constatou que tanto a Secretaria da Segurança Pública como o Ministério Público haviam recebido o material, aos quais competiam as investigações.

    Ministério Público – O Ministério Público Estadual de São Paulo disse que vai apurar se os quatro delegados da Corregedoria da Polícia Civil, responsáveis por investigar ilegalidades praticadas por policiais, e outros agentes públicos cometeram abuso de autoridade contra uma então escrivã dentro de uma delegacia na capital paulista.

    Segundo a Procuradoria, o caso “já é objeto de investigação” dos promotores do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gecep), do Ministério Público.
    Segundo a assessoria de imprensa do MP, a Procuradoria recebeu uma representação em dezembro de 2010 para a reabertura das investigações sobre o fato e o encaminhou ao Gecep.

    SSP – Procurada, a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública informou que mantém o posicionamento da última nota oficial, divulgada na noite de segunda. Não houve resposta sobre o documento da OAB. Com a divulgação do vídeo na internet e sua repercussão, o secretário também determinou a nova instauração de processo administrativo disciplinar na Corregedoria da Polícia Civil para apurar a responsabilidade dos delegados envolvidos naquela ação de 2009. No sábado (19), a corregedora Maria Inês Trefiglio Valente disse que não houve abuso e que os policiais agiram “dentro do poder de polícia”.
    6 – Então, está havendo um uso político dos fatos ? Durante a apuração do MP na época dos fatos, um promotor disse que despir a então escrivã foi consequência do transcorrer da operação policial contra ela. A Corregedora também não entendeu ter ocorido abuso. O Judiciário acatou a manifestação do MP pelo arquivamento. Com a divulgação do vídeo, houve uma reação de organismos de defesa de direitos humanos e de desefa da mulher que acham que não houve lusura na apuração.

    7. O fato pode ser apurado outra vez?
    Se surguirem novas provas ou ficar comprovado que a decisão foi contrária à prova carreada nos autos,sim.
    8. Existem fatos novos ? Se o Judiciário e o MP natural para falar nos autos tiveram conhecimento do inteiro teor da mídia, não existe fato novo.
    9. Mesmo não existindo fato novo, a decisão pode ser mudada ? Em princípio a reforma da decisão estaria a cargo do TJSP, através de uma dss turmas julgadoaras. MAs é preciso saber se não ocorreu a prescrição ou preclusão para que isso ocorra. Diante de toda divulgação que o caso teve provavelmente vai ser objeto de análise em grau de recusro. Em tese, há a possibilidade de recurso ao STJ, arquindo ausencia de preclusão e requerendo análise de mérito.
    19. Tribunais Internacionais poderão ser acionados . Sim. Podem ser acionado mas a decisão deles não tem caráter de execução.

  252. Por que o video da globo é mais colorido que os outros? e é mais nítido também.

  253. ISSO DE ‘EU NÃO SABIA” SOA EM CONSOANTE COM O QUE OS OFICIAIS DAS FORÇAS AUXILIARES DO EXERCITO DIZEM, QUANDO DAS CHACINAS E EXTERMINIOS DE BANDIDOS PÉS DE CHINA PELOS MILICOS(CHACINAS ESTAS SEMPRE PERTO DE RENTOSAS BIQUEIRAS OU EM BIQUEIRAS DOS INIMIGOS). ALIÁS O SECRETÁRIO ATUAL VEIO DE QUE CORPORAÇÃO MESMO.BALA NELES!!!!!!!!!!!

  254. Todos podemos rever nossos posicionamentos sem que isso seja motivo de vergonha. O que não se pode é insistir no erro, mesmo sabendo que está errado.

  255. SÓ A TIA CAIR, NÃO VAI RESOLVER.
    Escuta essa: ouvi por aí, de fonte quente, que um pouco depois do lamentavel episódio envolvendo a escrivã, dois policiais de um dp da centro foram en cana numa errada pela Corró. Até aí tudo bem. É a cara deles. Só que o diretor da época queria saber o que aconteceu e mandou o seccional se virar. O seccional mandou a sua assistente e o chefe dos tiras na corró prá saber. No dia seguinte os dois foram chamados na SSP, pelo próprio, que espumando começou a gritar: A Corregedoria é minha…. Lá quem manda sou eu…Ninguém pode interferir lá…A Corregedoria é minha…
    Diante disto, voces acham que a queda da Tia vai resolver?

  256. O SSP sabia. O Governador sabia. O TJSP sabia. O MP sabia.
    Só não contaram pro Bento XVI.

  257. SSO DE ‘EU NÃO SABIA” SOA EM CONSOANTE COM O QUE OS OFICIAIS DAS FORÇAS AUXILIARES DO EXERCITO DIZEM, QUANDO DAS CHACINAS E EXTERMINIOS DE BANDIDOS PÉS DE CHINA PELOS MILICOS(CHACINAS ESTAS SEMPRE PERTO DE RENTOSAS BIQUEIRAS OU EM BIQUEIRAS DOS INIMIGOS). ALIÁS O SECRETÁRIO ATUAL VEIO DE QUE CORPORAÇÃO MESMO.BALA NELES!!!


  258. Expalhe pela net o video , pois as “autoridades” estão retirando de tudo quanto é site o verdadeiro video da band!
    Vamos derrubar os delegados , o promotor e o JUIZ!

  259. Na Seccional Norte o chefe Roberto, convocou uma reunião no dia 22/02 , para proibir a ida na manifestação do dia 25/02 ,sinal que a noticia ja correu por todos os lugares, ninguem pode proibir o direito democratico a manifestação pacifica de qqer grupo em detrimento de qquer interesse. CHEFE ROBERTO ,VAI FAZER RONDA!!!

  260. POR ISSO MESMO “MEU NOME É NINGUEM” QUE DEVEMOS COMPARECER IODOS NA MANIFESTAÇÃO EM FRENTE Á CORRÓ PARA DEMONSTRAR NOSSA INDIGNAÇÃO E REVINDICAR PUNIÇÃO EXEMPLAR AOS ENVOLVIDOS, DIGNIDADE SALARIAL E E DIGNIDADE AO SER HUMANO POLICIAL CIVIL…

  261. OS “BORRA BOTAS” ESTÃO SENTINDO A FORÇA DA MANIFESTAÇÃO, TANTO QUE AQUI NA SECCIONAL NORTE O CHEFE DOS TIRAS – ROBERTINHO –UUUUI! ESTA COAGINDO SEUS SUBORDINADOS PARA QUE NÃO COMPAREÇAM…É POR ESTAS E OUTRAS QUE DEVEMOS SER HOMENS COM H MAIÚSCULO ( VIU?) E BUSCAR NOSSA DIGNIDADE…PESSOAL DO INTERIOR VENHAM TAMBÉM.

  262. MANIFESTAÇÃO, MANISFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO
    MANIFESTAÇÃO, MANISFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO
    MANIFESTAÇÃO, MANISFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO
    MANIFESTAÇÃO, MANISFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO
    MANIFESTAÇÃO, MANISFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO
    MANIFESTAÇÃO, MANISFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO, MANIFESTAÇÃO

    Se fossem realmente chefes, estariam apoiando,,,,vamos é agora ou nunca….

  263. EM DEFESA DA HONESTIDADE E DAS PESSOAS DE BEM

    Há algum tempo acompanho o trabalho primoroso do Dr. Roberto Conde Guerra, através do Blog.

    Um indivíduo que a maioria das pessoas, embasadas pelo senso comum, taxaria como louco, inconseqüente, dentre outros impropérios divulgáveis. Eu o julgo um idealista, quase louco, que quase não se importa com sua vida, dada a periculosidade dos indivíduos que ousou enfrentar e denunciar.

    Eu confesso que não tenho sua coragem, e a necessidade de criar meus filhos, me faz esconder-me atrás de um Nick, buscando me manter no anonimato.

    Sua luta basilar, ao meu ver, tinha – e acredito ainda que tem – como mote principal o combate à corrupção institucional e generalizada que se instalou, ao longo dos anos, na Polícia Civil de São Paulo.

    Alguns agraciados com o título de cardeal, e detentores de cadeiras no Conselho da Polícia Civil de São Paulo, estabeleceram a corrupção e comercialização de cargos como uma prática banal, quase legal, quase moral.

    Não se preocupavam com a eficiência da polícia, mas sim com aquilo que podia se tornar manchete em jornal.

    Enquanto os índices de tráfico assolavam o país, e o crack tornava-se uma epidêmia, delegados “famosos” e ávidos pelo estrelato efetuavam operações junto à favelas com grande aparato e equipamentos, lançando até candidato a deputado fictício, para adentrar na favela. REsultado de tão brilhante operação: alguns drogados presos, alguns pinos de crack e cocaína apreendidos… E sucesso total! Poís a tão importante operação tomou vulto junto ao noticiário.

    Do outro lado, enquanto o Detran continuava localizado no mesmo local, e todos sabedores do funcionamento e da corrupção institucionalizada no órgão, faziam vistas grossas. Então de repente, não mais que de repente, como um cego que alcança a luz, descobriu-se que o órgão era o que todos sabiam, mas não denunciavam pois de lá partiam inúmeros estimulos ao funcionamento e financiamento de campanhas eleitorais.

    Órgãos tidos como de elite, tais como, GARRA, DEIC, DENARC, ROUBO À BANCOS, etc, revelaram-se uma instituição dentro da instituição, com veículos, insignias e vestimentas próprias. Funcionavam, e alguns ainda funcionam, como quartel general de corruptos que às custas do erário e do patrimônio público, enriqueciam seus dirigentes. Através de caixinhas de entidades ligadas aos bancos, terceirização da polícia através de empresas de segurança de fachada em nome de parentes (mulheres e filhos), lavagem de dinheiro em pizzarias e restaurantes.

    Tornou-se comum passar defronte aos aludidos órgãos e verificar à saída, investigadores, delegados e escrivães possuídores de carros importados, relógios e ternos, equivalentes à anos de trabalho.

    E não só, possuidores de mansões e coberturas em São Paulo, Guarujá, Bertioga, Morumbi, Campos de Jordão, Moema, além de barcos e iates, que com o salário que recebem teriam que viver, morrer e nascer novamente para conseguir o que tem com o salário que recebem.

    Os caça níqueis então, o quê se falar: Policiais constatando a fortuna que era movimentada pelos jogos de azar já não mais se satisfaziam em serem meros arrecadadores, passaram eles próprios a ser os donos das máquinas. A polícia passava a ser um “bico”.

    Por todos os descalabros havidos, e consoante a lição de Foucalt sobre o pêndulo, na qual um período de permissividade deu lugar a tempos de combate à corrupção policial. Agora esperam um novo período de afrouxamento.

    É de se ressaltar que se essa luta contra a corrupção possa ser personificada, ela passa pela pessoal do atual Secretário Pinto, e pela Delegada Maria Inês.

    Velhos, chatos, ranzinzas… esses são os adjetivos ligados a eles. Entretanto, nunca ouvi quem colocasse a pecha incabível para o cargo que ocupam: CORRUPTOS E DESONESTOS!

    Não compactuo com a atitude cometida com a escrivã, acho no todo deplorável e nefasta. Espero que TODOS aqueles que participaram de aludido episódio sejam punidos

    Aliás aproveito a oportunidade para lançar uma questão filosófica aprimorada na doutrina Bush:
    Se dentro das vestes íntimas da escrivã, estivesse, ao invés da suposta propina, a lista de pessoas que estão prestes a serem mortas, ou o local onde se encontrava uma bomba prestes a explodir, ou o local onde uma criança estaria prestes a ser violentada, justificaria a decisão de desnudar a escrivã? Os fins justificariam os meios?

    O quê nos horroriza ao certo:
    - o fato de que estávamos falando de um crime irrisório cometido diuturnamente por alguns policiais corruptos?
    - A conduta ter sido praticada um dos seus pares?
    - O fato de ser mulher?
    - A divulgação do vídeo?

    Ressalto que coloca a questão, apenas e tão somente, para saber nosso inconformismo ao fato. Cada um haverá considerar cada fato de maior ou menor gravidade.

    Abro parênteses para me colocar a par da situação e da conduta da corregedora:
    Com o conhecimento do modus operandi do flagrante, a Corregedora à época tomou o cuidado de notificar o MP para quê os mesmos analisassem a conduta dos policiais corregedores?
    Faço tal indagação pois seria o quê uma pessoa correta faria, haja vista que deixaria para outro órgão analisar a conduta praticada por seus pares.

    E qual foi a resposta do MP?

    Vejo que nesse caso pior do quê a conduta da corregedora, foi do órgão ministerial que sabendo da situação (que agora alguns membros através do FACEBOOK fazem questão de manifestar sua contrariedade) permaneceram silentes e inertes. Pior julgaram a conduta correta

    Entendo que mais do quê investigar a conduta dos policiais, o Ministério Público deveria analisar a posição firmada por seus pares.

    Hoje, com o assunto envolvendo toda a situação vexatória e incabível cometida contra a escrivã X, houve um princípio de união e luta.

    Entretanto, diferentemente da batalha campal havida perto do Palácio dos Bandeirantes, em que policiais idealistas e buscando melhorias salariais protestavam justificadamente, a luta toma outro rumo.

    Alguns policiais chafurdados em denúncias de corrupção, buscam com o pretexto da violência sofrida pela escrivã, o ressurgimento da banda podre da polícia. Policiais com a ficha corrida bem próxima à do Marcola, e orientados sob ideologias que se adequariam melhor ao PCC, querem em voz uníssona: A QUEDA DA CORREGEDORA E DO SECRETÁRIO.

    Buscam o abrandamento do combate à corrupção, talvez com a nomeação de um delegado corregedor, que possa mediante a promessa de pagamento o abrandamento e absolvição das denúncias.

    Buscam colocar a população novamente de joelhos em face de policiais-bandidos, corruptos, violentos e desonestos que possam, através dos fins, justificar os atos cometidos contra a população em geral.

    Buscam a volta do abrandamento da combate à corrupção diuturna, justificada pelos baixos salários. O retorno da máxima: só roubo por que ganho pouco.

    Confesso que a repercussão seria bem maior, se tivessem retirado dólares da calcinha de cetim da Dona da Daslu, nesse momento, os delegados e policiais já estariam na Sibéria, tendo em vista que os delitos cometidos contra a classe média e alta são agravados pela simples razão de ser. Ou pior, usando de um trocadilho, se o dinheiro fosse localizado na TANGA de algum delegado classe especial.

    De todo o episódio temos muito a lamentar, e muito pouco a considerar. Policiais corregedores idealistas cometeram um deslize entendendo que faziam o correto. Aliás prática muito comum utilizada em prol de policiais que cometem excessos contra a população em geral. Mas talvez o corporativismo impere e esse desatino só possa ser cometido contra o homem comum, ou melhor, contra a mulher comum.

    Como homem do povo e atento aos reclamos de justiça, espero, apenas e tão somente, que aqueles que estão revoltados com a conduta pratica contra a escrivã, o façam por razões humanitárias e contra os deslizes praticados contra a escrivã. Apenas e tão somente.

    Se as vozes que bradam a queda do Secretário de Segurança Pública e da Delegada Corregedora são aqueles policias que estão envolvidos em corrupção: HAVEREMOS DE LAMENTAR DUAS VEZES! PELO OCORRIDO COM A ESCRIVÃ, E COM O TRIUNFO DA DESONESTIDADE.

    Arnaldo Jabor – FAKE

  264. Vamos todos apoiar a manifestação, ATENTOS GOE e GARRA, não aceitem pressão de seus chefes e supervisores, compareçam , os coxas podem querer melar.

  265. Escriba
    Apenas um reparo. Não há recurso na legislação vigente contra essa decisão judicial de arquivamento, especificamente. Mesmo que a decisão judicial de arquivamento tenha sido contra a prova dos autos, não há como desarquivar o inquérito.
    E, notem que interessante (estranho talvez), se a Justiça entendeu que a conduta foi lícita, quem afirmar o contrário, pode estar incorrendo em crime contra a honra …
    Não estou a favor, nem contra ninguém. Só faço estes comentários, pois a situação é muito interessante.

  266. CAROS COLEGAS:
    MUITOS DE NÓS SOMOS SÓCIOS DE DIVERSAS ASSOCIAÇÕES E SINDICATOS QUE, EM NADA, DEFENDEM NOSSOS INTERESSES.
    ESTÃO NA VERDADE MAIS PREOCUPADOS EM DESCONTAR, MÊS A MÊS, O NOSSO DINHEIRINHO NO HOLERITE.
    AS CENAS POR NÓS E PELO PAÍS PRESENCIADA É O RESULTADO DE UMA ADMINISTRAÇÃO (DELEGADOS GERAIS, DIVISIONÁRIOS, GOVERNADORES E SECRETÁRIOS) QUE SE PREOCUPAM EM REPRIMIR A NOSSA CONDUTA NA INSTITUIÇÃO PARA NÃO SEREM COBRADOS DAQUILO QUE NOS É DE DIREITO ( MELHORIA NAS CONDIÇÕES DE TRABALHO E SALARIAL), MAS EM FACE DA ROUBALHEIRA INSTALADA NO ESTADO, NOS ABAFAM COM POLICIAIS TRUCULENTOS (COMO ESSES DELEGADINHOS INCOMPETENTES E MAL INTENCIONADOS), BEM COMO, UMA CORREGEDORA VISIVELMENTE PARCIAL E CORPORATIVISTA COM OS DE SEU DEPARTAMENTO.
    FAZEM COM A POLÍCIA CIVIL O MESMO QUE COM A PM, MAS DE FORMA DIFERENTE.
    EM VEZ DE CÓDIGO MILIRAR, CÓDIGO MARIA INÊS E FERREIRA PINTO.
    BOM, PALAVRAS NÃO RESOLVEM.
    VOU ME UNIR A MANIFESTAÇÃO DESTA SEXTA-FEIRA, PARA GRITAR NO OUVIDO DA TIA A MINHA INSATISFAÇÃO COM A GRANDE PORCARIA QUE ELA E OS SEUS ETÃO FAZENDO CONOSCO.
    ALEM DISSO, VOU ME DESLIGAR DA ASSOCIAÇÃO DA QUAL SOU SÓCIO, A ASSOCIAÇÃO DO HILQUIAS FALASTRÃO.
    A CRIAÇÃO DE UMA ÚNICA ASSOCIAÇÃO E SÉRIA´SERIA UM CAMINHO PARA A MUDANÇA.
    ALEM DISSO COLEGAS, VAMOS CONCRETIZAR UMA GREVE, NEM QUE SEJA UMA GREVE BRANCA, MAS VAMOS TENTAR MUDAR AS COISAS, SENÃO, TEREMOS QUE MUDAR DE PROFISSÃO.
    POR FAVOR, QUE TIVER A INFORMAÇÃO NOS INFORME A RESPEITO DA MANIFESTAÇÃO DE SEXTA, HORÁRIO E LOCAL.

  267. AO COLEGA DECIO, 02:12,

    QUANDO ASSISTIU AO VIDEO, EM COMPANHIA DE SEUS COLEGAS, REPETIDAS VEZES, VIU O DINHEIRO NAS ROUPAS DA V., OU TAMBÉM SÓ VIU O DINHEIRO APARECER, POR MÁGICA, NAS MÃOS DO VERDADEIRO CRIMINOSO???

    LEVANDO EM CONTA, O ESTADO EM QUE AS NOTAS SE ENCONTRAVAM (NEM MUITO AMASSADAS E NEM ÚMIDAS) ACREDITO QUE TENHAM SIDO ENTRUJADAS… E VOCÊ???

  268. DR GUERRA E COLEGAS,

    SE FOR POSSÍVEL COMPROVAR A DESCOBERTA DO DÉCIO, NO COMENTÁRIO DAS 02H12, QUE UMA PARTE DA GRAVAÇÃO ORIGINAL FOI CORTADA PARA ESCONDER UMA AGRESSÃO.

    UMA ORDEM JUDICIAL, QUE OBRIGASSE A TIA A ENTREGAR A GRAVAÇÃO SEM CORTES, NÃO CONFIGURARIA NOVA PROVA???

  269. Sr. Moderador, algum problema com o meu modesto comentário? se sim, explique-me, posso então me expressar de maneira diferente, use meu e.mail se quizer.

  270. Caro “Eleve meus olhos…”, não verifiquei problema em seu comentário acima:
    23/02/2011 em 11:46. Embora não saiba quem seja o OSMAR RIBEIRO DOS SANTOS E SEU BANDO, que brincam de DEUS, “carrascos e AMORAIS

    Algum outro comentário seu não foi publicado?

  271. ANJO:

    Pelos informes recebidos a gravação foi editada e truncada em diversos pontos. E como escrevi antes, consta que a Diretora não recebeu as imagens finais, pois “atendendo ao pedido da escrivã a filmagem teria sido interrompida”.

  272. ISSO SIGNIFICA QUE A OBTENÇÃO DA GRAVAÇÃO, “SEM CORTES”, PODERIA, SIM, SIGNIFICAR NOVA PROVA, NÃO É???

  273. COLEGA PESADELO,

    OBRIGADA! QUANTO TEMPO SERÁ QUE VAI LEVAR, ATÉ QUE EU ME SINTA MELHOR?

  274. CHUTANDO O BALDE,

    SE A DENUNCIA TIVESSE SIDO LEVADA AO GABINETE, PELAS NÃO DE UM MILICO, O PINTO TERIA LIDO DE IMEDIATO!

    MAS ENCAMINHADA PELA OAB??? QUEM É A OAB??? ELES VESTEM FARDA POR LÁ???

  275. PROVA PARA ADMISSÃO DE DELEGADO NA CORREGEDORIA DA POLÍCIA CIVIL.
    AUTORA DAS PERGUNTAS: MARIA INÊS “A TIA”.
    RESPONDA AS QUESTÕES DE MULTIPLA ALTERNATIVAS:
    1)NUMA DILIGÊNCIA QUE VISSA A PRISÃO DE UMA ESCRIVÃ QUE “SUPOSTAMENTE” ACEITOU PROPINA DE 200,00 PARA DAR VANTAGEM A CRIMINOSO, MEDIANTE UM FLAGRANTE PREPARADO, PRECISANDO PROCEDER COM REVISTA ÍNTIMA, E NÃO BUSCA PESSOAL, SENDO AINDA QUE A ESCRIVÃ SE NEGA A DEIXAR QUE 5 HOMENS E DUAS MULHERES A VEJAM PELADA “COMO VEIO AO MUNDO”, SENDO AINDA, CONFORME A SUA INTERPRETAÇÃO AO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL, COMO OS SENHORES DOUTORES AGIRIAM?
    A)PEDIR QUE AS DUAS MULHERES PRESENTES PROCEDAM COM A REVISTA ÍNTIMA, UMA VES QUE APENAS NA FALTA DE MULHERE PODERIA SE PROCEDER COM BUSCA PESSOAL, MAS NUNCA COM REVISTA INTIMA SENDO DO SEXO OPOSTO;
    B) PROCEDO COM BUSCA PESSOAL NA PRESENÇA DAS MULHERES PRESENTES NA SALA E DO DELEGADO TITULAR DA ESCRIVÃ E, NÃO ENCONTRANDO NADA, CONDUZO A SUSPEITA PARA A cORREGEDORIA PARA UMA POLICIAL MULHER DALI REALIZAR BUSCA ÍNTIMA;
    C) GRITO NA ORELHA DA ESCRIVÃ COMO UMA BIXA LOUCA POIS SOU FORTINHO E AMEAÇADOR, AMEAÇO VÁRIAS VEZES DE PRENDE-LA PELOS MOTIVOS MAIS ABSURDOS, ALGEMO A ESCRIVÃ E, COM A AJUDA DOS MEUS PARCEIROS COM CARA DE QUEM VAI APARECER NA GLOBO MAIS TARDE ARRANCO A ROUPA DELA A FORÇA, GRAVANDO TUDO, E AINDA, DEIXO ELA ALGEMADA, IMPLORANDO, IMPLORANDO PARA SER VESTIDDA NOVAMENTE, CHORANDO, HUMILHADA E CONTINUO GRITANDO COMO UMA LOUCA DESCONTROLADA EM EXTASE “FLAGRANTE!!!FLAGRANTE!!!.
    2 – O SENHOR MONTOU UM FLAGRANTE “FLAGRANTE PREPARADO” MAS SABE QUE O DINHEIRO NÃO ESTÁ COM A ESCRIVÃ QUE VC TIROU A FORÇA A ROUPA, COMO PROCEDE PARA LEGITMAR A AÇÃO E AGRADAR A TIA MOSTRANDO QUE VOCÊ É FODÃO?
    A)PEÇO DESCULPAS A COLEGA PELA MERDA QUE EU FIZ.
    B) SAIO CORRENDO DESSE PAIS E NUNCA MAIS VOLTO, POIS, SOU UM BOSTA;
    C)COMBINO COM O COLÉGA QUE ESTÁ GRAVANDO ESSE DESASTRE E, APÓS RETIRAR A FORÇA A ROUPA DA MOCRÉIA, O COLEGA DÁ UMA RÁPIDA DESVIADA NA CAMERA E, COM O TRUQUE QUE EU APRENDI COM O MR. M NO FANTÁSTICO, FAÇO, DO NADA, O DINHEIRO APARECER E FALO QUE RETIREI DA CALCINHA DELA.

    TODAS AS ALTERNATIVA C ESTÃO CORRETAS PARA A TIA.
    ALUNOS COM NÓTA MÁXIMA:
    EDU BOMBADINHO (MAS NÃO GOSTA DO NEGÓCIO) PLAYBOY.
    GUG ( NÃO SEI QUE PORRA ESTOU FAZENDO AQUI) CARA DE OTÁRIO

  276. UAI O PROMOTOR LEE ROBERT NÃO RESPONDERÁ NADA, NINGUÉM FALA DESSES ALGOZES DO MINISTÉRIO PÚBLICO

  277. musica para edu no ritmo de meu coração é corintiano:

    EDU
    EU NÃO ME ENGANO
    SE CÊ NÃO DÁ DEVERIA ESTAR DANDO
    EDU
    EU NÃO ME ENGANO
    SE CÊ NÃO DÁ DEVERIA ESTAR DANDO

    EU NÃO SABIA
    MAIS O QUE DIZER
    QUANDO VI O QUE
    VOCÊ FEZ
    PELA TV

    AH EDU EU NÃO ME ENGANO
    SE VOCÊ NÃO DÁ DEVERIA ESTAR DANDO

  278. Emergência Policial

    No Corregepol Force One

    Pinto: Porta dianteira fechada.
    Maria Inês (a “TIA”): Ok. Confere.
    Pinto: Porta traseira…
    Maria Inês(a “TIA”): Porta traseira fechada.
    Pinto: Pressurização acionada.
    Maria Inês(a “TIA”): Ok.
    Pinto: Temperatura interna 22 graus.
    Maria Inês(a “TIA”): 22 graus. Confere.
    Pinto: Flaps da direita em ‘on’.
    Maria Inês(a “TIA”): Confere.
    Pinto: Flaps da esquerda…
    Maria Inês(a “TIA”): Acionados.
    Pinto: Então vamos levantar voo.
    Maria Inês(a “TIA”): As turbinas não respondem!
    Pinto: Como?
    Maria Inês(a “TIA”): Minha nossa! Como fui embarcar nessa!
    Pinto: O que houve?
    Maria Inês(a “TIA”): Sabia que estava faltando algo. É a imparcialidade, honestidade….
    Torre: Alô, Corregepol Force One, câmbio.
    Pinto: Corregepol Force One na escuta, câmbio.
    Torre: Por que diabos o Corregepol Force One não se move?
    Pinto: Tivemos um imprevisto, faltou imparcialidade, honestidade, câmbio.
    Torre: Vocês precisam desocupar a pista, câmbio.
    Pinto: Atenção, comissário!
    Carneiro: Na escuta, comandante.
    Pinto: Peça uma gentileza ao Eduardo, ao Gustavo, ao Emilio e ao Renzo.
    Carneiro: Gentileza?
    Pinto: Sim, preciso que desçam para empurrar.
    Carneiro: Mas, comandante “eles não tem nada a ver com esse imprevisto……”
    Pinto: Não discuta, manda empurrar.
    Pausa…
    Carneiro: Comandante, o quarteto sugere a troca de aeronave.
    Pinto: Agora? Não dá mais tempo. A turbina queimou e a asa caiu !!!!!
    Maria Inês(a “TIA”):Permita-me lembrar que temos o Corregepol Mike One no hangar.
    Pinto: Corregepol Mike One ??? Sim, Sim. Esse é da minha confiança.
    Carneiro: O quarteto ameaça desembarcar com essa escolha.
    Pinto: Diga a eles que agora é tarde. Melhor eles empurrarem o Corregepol Force One até a Av. Zachi Narchi, nº 1.751 e lá permaneçam todos por longo e longo tempo….

  279. SERÁ QUE A BRUXA VAI CAIR E VAI LEVAR O SACI PINTO COM ELA?

  280. FONTES SEGURAS: AMANHÃ DEVERÁ ESTOURAR UMA BOMBA VIA REDE GLOBO, NO SPTV CONTRA O NOSSO secretário. AGUARDEM.

    PARA COMPLETAR: NESTE INSTANTE O NOSSO ssp ESTÁ SE EXPLICANDO NA ALA PALACIANA.

    SR. secretariozinho: TE DESEJO QUE AS PULGAS DE MIL CAMELOS LHE COCEM O SEU CÚ E TENHAS UM BRAÇO MUITO CURTO PARA NÃO CONSEGUIR COÇAR.

  281. caros colegas voces estao enganados o que passou na band e tudo mentira foi a escriba e que tirou a roupa para mostra a periquita para o delegadinho viadinho segundo a bruxa do 71 todo o ato que se passou foi legal isso na epoca da ditadura essa boneca de cera que se diz corregedora nao passa de uma mentirosa cara de pau todo os policiais sabem que essa corregedora esta no esquema de corrupiçao da maquina do governo em flaudes milhonarias porque ela mesmo nao veio em jacarei prende o entao ex delegado seccional sassi que ficou conhecido ai na delegacia fazendaria com o costrutor de obras milhonarias gente e so entrar no google com o nome darci sassi e voces vao ve se nao e verdade. ai sim essa bosta de corregedoria seria algo serio e facil humiliar a classe inferior da policia porque estao tudo acertado com desvian milhoes e a corro faz vista grossa porque sao amigo da tia

  282. Texto publicado quarta, dia 23 de fevereiro de 2011

    Artigos

    Prova colhida no caso da escrivã nua é ilícita

    Por Arnaldo Malheiros Filho

    O filme está no YouTube: “Escrivã de polícia deixada nua na delegacia e presa”. Seus 13 minutos de duração estão entre as coisas mais chocantes que se pode ver.

    Uma diligência policial foi planejada para prender em flagrante a escrivã, que teria recebido propina de alguém. Uma comitiva de policiais civis, mais pelo menos uma PM, invade a sala e dizem que vão revistar a escrivã e tirar-lhe a roupa.

    O artigo 249 do Código de Processo Penal é claro: “A busca em mulher será feita por outra mulher, se não importar retardamento ou prejuízo da diligência”. As exceções não ocorrem, pois a diligência foi planejada, até com o uso de câmara de vídeo e, além disso, havia uma policial presente. A escrivã postulou seu direito inequívoco: “Não vou ficar pelada na frente de homem”. Pediu que chamassem mulheres da Corregedoria. Nada. Abusando ostensivamente de sua autoridade um policial diz que não vai acatar o que é direito dela. Indo ao máximo da “reificação” (transformação de pessoa em coisa) diz: “você não tem que querer”.

    Em reiteração do abuso, grita que vai prendê-la em flagrante por desobediência e resistência, dois delitos — ele sabia perfeitamente — que de modo algum estavam ocorrendo. A ordem para tirar a roupa não era legal (como se vê do dispositivo acima) e a escrivã, de maneira recatada e respeitosa, apenas postulava o que a lei lhe concede, sem resistência alguma.

    Aí vieram as algemas. A Súmula Vinculante 11 do STF diz que “só é lícito o uso de algemas em casos de resistência e de fundado receio de fuga ou de perigo à integridade física própria ou alheia, por parte do preso ou de terceiros, justificada a excepcionalidade por escrito, sob pena de responsabilidade disciplinar, civil e penal do agente ou da autoridade e de nulidade da prisão ou do ato processual a que se refere, sem prejuízo da responsabilidade civil do Estado”.

    Nada disso ocorria, mas a escrivã foi algemada com as mãos para trás, para outros fins: não para coibir a inexistente resistência ou uma impossível fuga, mas para que lhe fosse infligida dor física (a isso se chama tortura), reduzindo sua capacidade de reivindicar o que lhe era de direito.

    Em cenas típicas de um estupro, policiais deitam a escrivã algemada no chão e arrancam-lhe calças e calcinhas, expondo-a em toda a sua intimidade não só àqueles homens como à objetiva.

    Para maior humilhação, toda a filmagem foi parar — adivinhem por obra de quem — na internet.

    Isso só não escandaliza quem perdeu a capacidade de se indignar diante da prepotência e da violência, do abuso de autoridade, do excesso policialesco típico da ditadura militar da qual pensávamos ter nos livrado.

    Mulheres e homens que assistiram ao vídeo ficaram absolutamente chocados com o grau de brutalidade gratuita, exibida com empáfia e certeza de impunidade.

    A ilegalidade do que foi feito é a mais flagrante possível. Foi deliberada e abertamente violada a determinação legal de não expor a mulher à manipulação por homem. A vítima foi até longe demais ao dizer “se quiser me passar a mão, passa, mas eu não vou ficar pelada na frente de homem”; pior, ao se ver desgraçada, acedeu à abusiva e ilegal imposição do beleguim, desde que os outros homens e a câmera saíssem da sala. Tudo em vão, pois o que valia era degradar a vítima e bravatear na internet. Grandes machos, valentes, bravos, quando se juntam em bando conseguem submeter uma solitária mulher à sua vontade.

    As forças armadas tiveram “heróis” que se orgulhavam de bater em pessoas amarradas. Há autoridades que algemam para dar-se ao heroico gesto de agredir gente incapacitada de reação e submetida a dor física. Os que o fazem são tão burros que não enxergam sequer a lição da História, a mostrar que os torturadores da polícia jamais chegaram à classe especial (como os das forças armadas jamais atingiram o generalato) por uma razão muito simples: quem manda fazer o serviço sujo despreza não só o serviço (do contrário fá-lo-ia), como despreza quem aceita prestá-lo; por isso os valentes de agredir gente algemada jamais subiram na carreira.

    Não há a menor dúvida quando à ilicitude da prova colhida da maneira exibida no vídeo, o que a torna inadmissível no processo, como diz o inciso LVI do artigo 5º da Constituição. Ou seja, além de desrespeitar ilegalmente uma pessoa, os policiais envolvidos na operação anularam a prova que, se obtida por meios lícitos, poderia levar à condenação da servidora.

    Está aí uma boa oportunidade para as autoridades do Poder Executivo e o Ministério Público mostrarem ao povo compromisso com a legalidade, os direitos humanos e o respeito à dignidade da mulher. É deles o papel de promover, na forma da lei, a responsabilização criminal, civil e disciplinar dos partícipes dessa brutalidade, não só pelo que fizeram, mas também pelo prejuízo da prova que tão arrogantemente invalidaram.

    Ninguém pode se deixar envolver pelo discurso de que esse é o preço para limpar a Polícia porque, se o for, melhor que fique suja.

    Fosse esse o preço, não se deveria pagá-lo, mas sim adotar atitude que faria cada servidor pensar duas vezes antes de dar vazão a uma barbaridade como essa.

    Arnaldo Malheiros Filho é advogado criminalista e presidente do Conselho Deliberativo do Instituto de Defesa do Direito de Defesa.

  283. Podemos conseguir apoio popular, e já estamos conseguindo,ninguém gosta de Polícia,mas ninguém acredita na Justiça.ESSE É PONTO CHAVE-

    PUNIÇÃO PARA O PROMOTOR E PARA O JUIZ.

    PESSOAL, o Governador não está preocupado com a tia ou o Secretário, o que ele não quer é a federelização do processo arquivado pelo promotor e ratificado pelo Juiz.
    Essa é a preocupação dele,que o MP e Judiciário Paulista sofram intervenção.O que não seria fora de propósito.Por favor analisem e vejam em roubada eles estão.
    Novamente do Blog do Dr.Vladimir:
    Peço a todos atenção,para esse depoimento, que se segue:

    Sinceramente, Dr. Vladimir, o que mais espanta neste caso foi a atuação do membro do Ministério Público do Estado de São Paulo, bem como do Juiz da Vara Criminal de Parelheiros. A “desídia” – para dizer o mínimo – foi gritante. Simplesmente aniquilaram, espicaçaram com a importantíssima prerrogativa dos membros dessas carreiras, que é a independência funcional. Aviltaram essa garantia constitucional, pois deram ensejo a toda sorte de especulações sobre suas atuações no caso, podendo ensejar um controle “correicional” sobre o exercício de suas funções, tanto pelo CNMP quanto pelo CNJ, o que seria lamentável do ponto de vista de nossa ordem jurídico-constitucional. O Juiz deveria ter aplicado o art. 28 do CPP; e o Promotor simplesmente impediu, agora, que seja aplicado o art. 18 do mesmo Código, a menos que haja a disposição do PGR de requerer o Incidente de Deslocamento de Competência, conforme já dito.
    Da leitura da famigerada “promoção de arquivamento”, verifica-se, pelo relato ali colocado, que a própria Autoridade Policial, ao relatar o Inquérito, apenas reportou os fatos, de forma objetiva, narrando todos os elementos de prova levantados no procedimento inquisitório, sem tecer qualquer juízo de valor acerca de eventual denúncia ou arquivamento. Inclusive disse que o assunto estava sendo apurado também em procedimento administrativo disciplinar.
    Em tantos anos de MPF, eu já havia visto muitas “denúncias ineptas”, mas “promoção de arquivamento inepta”, foi a primeira vez.

    A JUSTIÇA PAULISTA É QUE ESTÁ EM XEQUE.
    E tomará xeque-mate.

  284. DR.Guerra,escreva do seu jeito mas dê destaque ao que se discute pelo Brasil e pelo mundo.
    A JUSTIÇA PAULISTA!!!!!!!!

  285. O ATUAL DGP NA EPOCA DOS FATOS, ERA O CHEFE DESTES DOIS CUSAO DE DELEGADO CALÇA BRANCA, OU SEJA O DIVISIONARIO DO D.O.P. E AGORA SERA QUE CAI TBEM????

  286. PARA “ESCUTA ESSA”:
    ESSE FATO FOI VERDADEIRO. A DELEGADA É A DRA. GISELE. NA COMPANHIA DO CHEFE DOS INV. DA SECCIONAL CENTRO FORAM NA CORREGEDORIA SABER O MOTIVO DA CANA DOS TIRA DO 8 DP. A TIA DISSE QUE NAO DEVIA SATISFAÇAO A NINGUEM. POXA, ELAS SÓ QUERIAM SABER O PORQUê DA PRISAO, PARA INFORMAR SEUS SUPERIORES. NO DIA SEGUINTE FORAM CHAMADOS NO GABINETE DO PINTO, QUE ATENDEU A DRA E O CHEFE, INDIVIDUALMENTE. A DRA. FOI ESCURRAÇADA. ELE GRITAVA: “A CORREGEDORIA É MINHA. EU MANDO LÁ. NAO INTERESSA PQUE OS POLICIAIS FORAM PRESOS”. GRITOU, HUMILHOU ATÉ FAZER A DRA. GISELE CHORAR. DEPOIS CHAMOU O CHEFE DOS TIRAS E FEZ A MESMA COISA, SÓ QUE DE FORMA MENOS AGRESSIVA, É CLARO, E O MEDO DE TOMAR UMA PORRADA NA CARA NÉ? A DRA. GISELE É LINDA E COMPETENTE, FATO QUE DEVE TER DEIXADO A TIA MORRENDO DE INVEJA E INCENDIADO O PINTO. AS PESSOAS QUE TRABALHAM NA CORREGEDORIA SENTE-SE RESPALDADAS PELO PINTO, ENTÃO DEITAM E ROLAM. E AÍ, DEU NO QUE DEU!!!

  287. ACHO, NA MINHA OPINIÃO, QUE TODOS OS PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELA ATUAL GESTÃO DA CORREGEDORIA, ESTÃO, SEM NENHUMA DÚVIDA, “”””CONTAMINADOS””””

    APs, SA e PAs

    A orientação superior não é investigar, é fritar
    (na dúvida fritar)

    “A CORREGEDORIA SE TORNOU UM TRIBUNAL DE EXCEÇÃO”

  288. A VERDDE DO QUE PASSOU NA REUNIAO NO EGREGIO CONSELHO DA POLICIA CIVIL, NESTA DATA, 23 DE FEVEREIRO.

    A- O Excelentissimo Senhor Delegado Geral de Policia, Dr Marcos Carneiro,teve, como sempre, postura digna e desqualificou a Delegada Corregedora, dizendo que ele nao tinha mais condiçoes de perma necer à frente da Corregedoria Geral.

    B- Os Conselheiros Dr. Yossef e Dr Nelson Guimaraes criticaram duramente a Corregedora, dizendo que a mesma nao tinha mais egitimidade para apurar o quer que seja.

    C- Os demais Conselheiros preferiram o silencio.

    D- A Corregedora bateu o pé e disse que nao sairá

    E- Ha uma grande expectativa em face da passeata de sexta-feira, quando se pretende externar a indignação dos policiais civis do Estado de Sao Paulo.

    COMPAREÇAM………..

    F- No interior do Estado, as Camaras Legislativas e Associaçoes de Mulheres estao preparando manifestações.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Contato: dipol@flitparalisante.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s