O caso da escrivã despida à força por delegados de São Paulo mostra que a truculência da polícia não tem limites 106

Barbárie na delegacia

O caso da escrivã despida à força por delegados de São Paulo mostra que a truculência da polícia não tem limites

Solange Azevedo, Patrícia Diguê e Claudia Jordão

 http://www.istoe.com.br/reportagens/126061_BARBARIE+NA+DELEGACIA?

 

 Assista a vídeo em que a ex-escrivã, seu advogado e a procuradora de justiça, Luiza Eluf falam sobre o caso :

escriva_site.jpg

 

 

img3.jpg
VIOLÊNCIA
A ex-escrivã tem medo de se identificar e sofrer represálias nas ruas.
Ela evitar sair de casa sem o marido, que é policial militar. Durante
15 minutos, ela pediu mais de 20 vezes para ser revistada por uma mulher

Perdi a paciência com você”, gritava o delegado Eduardo Henrique de Carvalho Filho. “Ela vai ficar pelada na frente de todo mundo.” Esse show de horror e truculência aconteceu em junho de 2009, dentro de um distrito policial de Parelheiros, no extremo sul da capital paulista. Mas só veio à tona agora, quando as imagens da diligência foram divulgadas na internet e na televisão. A vítima, uma escrivã acusada de receber R$ 200 para favorecer um rapaz investigado no bairro e ocultar o dinheiro sob a roupa, implorava para que não a deixassem nua na frente de seis homens da Corregedoria da Polícia Civil. Suplicou, mais de 20 vezes, para que a revista íntima fosse feita por mulheres – como manda a lei. Não adiantou. Ela foi algemada, jogada no chão e teve as calças e a calcinha arrancadas à força por Carvalho Filho. “Eu sou o condutor da tua cana. Você está presa em flagrante”, bradava o delegado. “Eles ficaram comigo em torno de 50 minutos. Me ameaçavam o tempo todo”, afirmou a moça à ISTOÉ. “Fui humilhada e tratada como um animal por ser mulher.”

A ação, filmada pela própria Corregedoria, mostra que a brutalidade da polícia não tem limites. “Se fizeram isso comigo, uma colega, dentro de um prédio público, imagine o que pode acontecer nas periferias, nas ruas escuras?”, reclama a vítima. Quando Carvalho Filho expôs violentamente o sexo dela, quatro cédulas de R$ 50 caíram no chão. Para o delegado, aquela seria a prova de que a funcionária se corrompera. Ela permaneceu encarcerada durante 20 dias e, em outubro do ano passado, acabou demitida. A ex-escrivã nega ter pedido dinheiro. Diz que o rapaz deixou as notas em cima da mesa e, como ela não sabia o que fazer, saiu da própria sala para consultar seus superiores quando foi surpreendida pelos agentes da Corregedoria. Eles chegaram com armas em punho, berrando e lhe dando voz de prisão. A ex-escrivã alega que escondeu o dinheiro sob as vestes porque ficou com medo. O processo, que definirá se ela cometeu o crime de concussão, ainda não foi concluído. A questão que emerge desse caso, no entanto, não é se a ex-escrivã é ou não é corrupta, porque sobre isso nem mesmo a Justiça deu a palavra final, mas por que os policiais agiram daquela maneira.

img8.jpg
A escrivã implora aos delegados Carvalho Filho (de vermelho) 
e Gonçalves para que a revista seja feita por uma mulher

img7.jpg
Os delegados se negam. Carvalho Filho
a algema com as mãos para trás

img6.jpg
Carvalho Filho ordena que a PM e a guarda civil
presentes o ajudem a arrancar a roupa dela

img5.jpg
A escrivã é jogada no chão, grita por ajuda
e pede para que os policiais parem de gravar

img4.jpg
O delegado consegue puxar as calças
e a calcinha da escrivã e as notas aparecem
 

“Foi uma história escabrosa de violência de gênero. Os agentes tinham tanta convicção de que o que faziam era correto que gravaram tudo. Me espanta a falta de percepção deles sobre o próprio papel, sobre o que é certo ou errado e sobre os direitos da moça”, afirma a procuradora de Justiça Luiza Nagib Eluf, estudiosa do tema. “Ela foi torturada como nos tempos da ditadura, quando os militares tiravam as roupas das presas e as expunham com a intenção de apavorá-las.” Luiza afirma que as cenas da ex-escrivã berrando para que a ajudassem lembram o que acontecia de pior nos porões do Deops e do DOI-Codi. “O delegado ficou nervosinho porque foi desafiado por uma mulher. Ele quis se vingar, mostrar quem manda”, acredita o cientista social Guaracy Mingardi, ex-subsecretário Nacional da Segurança Pública. “Boa parte das besteiras praticadas pela polícia acontece porque o policial quer mostrar que é ele que está no comando.” 

Nos corredores da polícia paulista, o delegado Carvalho Filho é descrito como um homem truculento. Certa vez, teria se desentendido com a mulher de um investigador e dado um tapa na cara dela. Em 2009, quando coordenou a barbárie contra a ex-escrivã, Carvalho Filho tinha 27 anos – a mesma idade da vítima. Estava no estágio probatório e louco para mostrar serviço. Trabalhava havia apenas um mês na Divisão de Operações Policiais (DOP) da Corregedoria da Polícia Civil e nunca havia estado à frente de uma operação vultosa. “Aquela foi a primeira prisão que ele fez”, revela o delegado-corregedor Emilio Antônio Pascoal, chefe de Carvalho Filho naquela época. Embora Carvalho Filho tenha dito que a ordem para deixar a escrivã “pelada na frente de todo mundo” tenha partido do chefe, Pascoal nega. “Sempre orientei toda a equipe para agir de forma absolutamente escorreita”, afirma Pascoal. O delegado lembra que, antes de integrar a DOP, Carvalho Filho atuou como plantonista do presídio da Polícia Civil. Antes disso, fora do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra).

O governo de São Paulo só se mostrou indignado com a ação da equipe comandada por Carvalho Filho depois que o escândalo se tornou público. Mais de um ano e meio depois do ocorrido. Antes, as imagens da escrivã implorando para não ficar nua na frente de um bando de homens não foram consideradas abusivas – nem pela polícia, nem pelo Ministério Público, nem pelo Judiciário. Tanto que houve uma sindicância interna na Corregedoria e os policiais não receberam nenhuma punição. Quando o caso chegou ao Ministério Público, o promotor Lee Robert Kahn da Silveira elogiou a atuação dos agentes e escreveu, em sua fundamentação, que “à Polícia será sempre permitido relativo arbítrio, certa liberdade de ação, caso contrário esta se tornaria inútil, ensejando vença e impunidade, ante os obstáculos que surgem para a apuração e descoberta de fatos delituosos”. Baseado nesses argumentos, o juiz Octávio Augusto de Barros Filho (leia quadro abaixo) decidiu arquivar o inquérito por abuso de autoridade.

img2.jpg
BRIGA
Chefe da escrivã, Engler quase saiu no
tapa com Carvalho Filho tentando defendê-la

Como se diz no jargão policial, a casa só começou a cair na segunda-feira 21, quando o secretário da Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, anunciou o afastamento de Carvalho Filho, de outros dois delegados que participaram daquela diligência – Gustavo Henrique Gonçalves e Renzo Santi Barbin – e de Pascoal, então chefe da equipe, da Corregedoria. “Fui escalado para a operação, mas não estava na sala na hora em que fizeram aquilo com a moça”, afirma Barbin. “Eu estava presente no início da discussão. Mas, quando percebi que o rapaz que acusou a escrivã estava no pátio da delegacia com a namorada, fui vigiá-lo para que nenhum policial que trabalhava naquele distrito tentasse intimidá-lo.” Barbin se sente injustiçado. Disse à ISTOÉ que atuou como delegado na zona leste de São Paulo, mas pedira transferência para a Corregedoria porque pretendia melhorar a corporação.

Nem a corregedora-geral da Polícia Civil resistiu à pressão. Maria Inês Trefiglio Valente, que estava na função desde abril de 2009, foi tirada do cargo na tarde da quinta-feira 24. Apesar de policiais afirmarem que, na prática, quem sempre comandou de verdade a Corregedoria foi o próprio secretário Ferreira Pinto. Logo depois que o escândalo eclodiu, Maria Inês explicou a violência de seus subordinados de maneira desastrada. “Se fez necessária, depois de 48 minutos de atuação”, justificou. “Como mulher, ela poderia ter se sentido constrangida. E, como corregedora, deveria ter feito valer a lei do nosso país”, reclama a ex-escrivã. “Todo mundo errou. O delegado, que não tinha vivência e fez tudo errado, a Corregedoria, que deixou passar, e o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil, que não ficaram em cima”, acredita Mingardi.

img1.jpg
QUEDA
Maria Inês perdeu o comando da Corregedoria-Geral
 

Em novembro do ano passado, o advogado da ex-escrivã, Fábio Guedes Garcia da Silveira, comunicou a OAB sobre o abuso e o presidente da entidade, Luiz Flávio Borges D’Urso, enviou ofícios ao então governador, Alberto Goldman, ao secretário Ferreira Pinto, ao procurador-geral de Justiça, Fernando Grella, e ao então presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Antonio Carlos Vianna Santos. Até o caso chegar à tevê, porém, ninguém havia tomado providências. “Aquela ação foi absurda, não concordamos com ela. Mas, para que o inquérito de abuso de autoridade (arquivado a pedido do promotor Lee Robert Kahn da Silveira) seja reaberto, é preciso que haja um fato novo”, afirma a promotora Luciana Frugiuele, do Grupo de Ação Especial para o Controle Externo da Atividade Policial (Gecep). Além de o Gecep estar reexaminando o inquérito, a Promotoria do Patrimônio Público e Social vai apurar se os delegados devem responder por improbidade administrativa.

As imagens da operação que durou 48 minutos, obtidas na íntegra por ISTOÉ, deixam claro que os chamados “fatos novos” não passam de filigranas jurídicas que podem favorecer os criminosos. Elas mostram que Carvalho Filho e o delegado titular de Parelheiros, Renato Luiz Engler, quase se agrediram fisicamente porque o delegado-corregedor insistia em acompanhar pessoalmente a revista íntima da ex-escrivã. Uma policial militar e uma guarda civil metropolitana foram chamadas, mas Carvalho Filho se recusou a deixá-las sozinhas na sala com a moça, alegando que era o responsável pela operação. “Ele veio pra cima de mim, dizendo ‘você tá me chamando de moleque?’”, contou Engler. “Tenho 30 anos de polícia, ele é iniciante. Chegou lá e falava comigo como se eu fosse um faxineiro, tal a arrogância e petulância dele.” Quando Engler saiu da sala, os agentes da Corregedoria trancaram a porta e partiram para cima da escrivã. A moça berrava desesperada pedindo ajuda, mas foi jogada no chão e o próprio Carvalho Filho, com a ajuda da guarda civil, puxou violentamente as calças e a calcinha dela. Depois, ficou mostrando o dinheiro para a câmera e gritando: “Você está presa em flagrante.”

“No vídeo, o delegado (Carvalho Filho) parece ser passional demais”, avalia Vanessa Fonseca, psicóloga do Instituto Promundo, ONG que defende a igualdade de gêneros. “Ele demonstra insegurança sobre o que fazer e, com o passar do tempo, perde a paciência.” Ainda que desconfiasse da policial militar e da guarda civil, em vez de deixar a escrivã nua, Carvalho Filho poderia ter levado a moça para ser revistada na Corregedoria, já que, naquela época, não havia mulheres lotadas na Divisão de Operações Policiais para acompanhá-lo até Parelheiros. “Ela poderia ser revistada pela faxineira do DP, mas nunca por homens e daquela maneira”, afirma George Melão, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo. “Conheci o Eduardo (Carvalho Filho) e tive uma ótima impressão. Ele me pareceu um homem inteligente, profundo conhecedor do meio jurídico. Sabia muito de legislação, de direitos e deveres.”

No dia 15 de junho de 2009, no entanto, Carvalho Filho passou por cima do que aprendera na faculdade de direito e cometeu um desatino que pode lhe custar a carreira. “Vou provocar o procurador-geral da República para que a apuração desse crime seja federalizada porque se trata de uma violação de direitos humanos. Só faltou colocarem o saco plástico na cabeça da minha cliente”, diz Silveira, advogado da ex-escrivã. “Mas não foi só o delegado Eduardo que errou. Os outros agentes que estavam na sala pecaram, no mínimo, por omissão.” Esse episódio mancha a reputação de um órgão que deveria servir de exemplo para toda a corporação. “O delegado queria humilhá-la, feriu a dignidade dela como mulher e ninguém que estava na sala teve a decência de acudi-la”, afirma a procuradora Luiza Nagib Eluf. “Se aconteceu isso com essa moça, dentro de uma delegacia, devemos pensar: quem será a próxima vítima?”

img.jpg

  1. Dois delegados da Polícia Civil foram presos, na quinta-feira (3), em flagrante sob acusação de sumir com uma lista de propina da máfia dos caça-níqueis. Nela estariam registrados pagamentos que supostamente seriam feitos toda semana para a delegacia que eles comandavam: o 42º Distrito Policial, no Parque São Lucas, na zona leste de São Paulo. Os policiais negam as acusações.
    Elton Martinelli, delegado titular do distrito, e Flávio Afonso da Costa, seu assistente, teriam aproveitado um descuido dos corregedores. Estes já haviam detido dois investigadores do 42º DP, quando deixaram a lista na mesa do titular da delegacia “por 20 segundos” para tentar deter um terceiro investigador no corredor do distrito. Quando voltaram para a sala do delegado titular, a lista havia sumido.
    A Corregedoria passou a investigar o caso depois de receber uma denúncia ontem de manhã. Segundo a informação recebida pela DOP (Divisão de Operações Policiais), da Corregedoria, três investigadores da delegacia seriam responsáveis por recolher a propina toda sexta-feira. Mas teriam resolvido apanhar o dinheiro um dia antes porque policiais do distrito teriam sido transferidos da delegacia para o Deic (Departamento de Investigação sobre Crime Organizado).
    Os dois investigadores detidos acabaram sendo ouvidos como testemunhas, enquanto os delegados foram autuados em flagrante. Na corregedoria, os policiais – delegados e investigadores – negaram tudo, até mesmo a existência da lista.
    Informando que as declarações exibidas pela Delegada de Policia da Corregedoria Monica, a Rede Record, e o condutor Eduardo, mais uma arbitrariedade da Corro, com base no crime impossível. Vídeo R7.com, publicado 04/02/2011, mais um problema de excesso da Eduardo e Monica. Resultado:
    O delegado Elton Martinelli e seu assistente Flávio Afonso da Costa, ambos do 42º Distrito Policial da cidade de São Paulo, vão acionar o Estado de São Paulo com o pedido de indenização por danos morais e materiais, no valor de R$ 500 mil. Eles foram presos na última quinta-feira, dia 3, e soltos nesta segunda-feira, seguindo determinação do juiz David Capelatto, que concedeu a eles liberdade provisória.
    Os dois foram detidos sob a acusação de terem engolido uma lista que continha suposta pagamentos de propina, encontrada na delegacia por agentes da Divisão de Operações Policiais (DOP). A detenção se deu justamente pela suposta supressão do documento.
    A polícia investiga se agentes estariam recolhendo propina de comerciantes da região envolvidos em atividades ilícitas. Durante a vistoria na delegacia, os policiais da DOP encontraram em um carro uma lista com nomes e valores, que foi levada aos delegados. Os investigadores deixaram a sala do titular e, quando voltaram, o documento havia sumido.
    Segundo o Advogado Ademar Gomes, que defende os dois, a prisão deles foi arbitrária e injusta. “A acusação é totalmente inconsistente, por esta razão o Estado deverá responder na área civil pelos atos praticados pelos seus agentes”, disse.

  2. Dois delegados da Polícia Civil foram presos, na quinta-feira (3), em flagrante sob acusação de sumir com uma lista de propina da máfia dos caça-níqueis. Nela estariam registrados pagamentos que supostamente seriam feitos toda semana para a delegacia que eles comandavam: o 42º Distrito Policial, no Parque São Lucas, na zona leste de São Paulo. Os policiais negam as acusações.
    Elton Martinelli, delegado titular do distrito, e Flávio Afonso da Costa, seu assistente, teriam aproveitado um descuido dos corregedores. Estes já haviam detido dois investigadores do 42º DP, quando deixaram a lista na mesa do titular da delegacia “por 20 segundos” para tentar deter um terceiro investigador no corredor do distrito. Quando voltaram para a sala do delegado titular, a lista havia sumido.
    A Corregedoria passou a investigar o caso depois de receber uma denúncia ontem de manhã. Segundo a informação recebida pela DOP (Divisão de Operações Policiais), da Corregedoria, três investigadores da delegacia seriam responsáveis por recolher a propina toda sexta-feira. Mas teriam resolvido apanhar o dinheiro um dia antes porque policiais do distrito teriam sido transferidos da delegacia para o Deic (Departamento de Investigação sobre Crime Organizado).
    Os dois investigadores detidos acabaram sendo ouvidos como testemunhas, enquanto os delegados foram autuados em flagrante. Na corregedoria, os policiais – delegados e investigadores – negaram tudo, até mesmo a existência da lista.
    Informando que as declarações exibidas pela Delegada de Policia da Corregedoria Monica, a Rede Record, e o condutor Eduardo, mais uma arbitrariedade da Corro, com base no crime impossível. Vídeo R7.com, publicado 04/02/2011, mais um problema de excesso da Eduardo e Monica. Resultado:
    O delegado Elton Martinelli e seu assistente Flávio Afonso da Costa, ambos do 42º Distrito Policial da cidade de São Paulo, vão acionar o Estado de São Paulo com o pedido de indenização por danos morais e materiais, no valor de R$ 500 mil. Eles foram presos na última quinta-feira, dia 3, e soltos nesta segunda-feira, seguindo determinação do juiz David Capelatto, que concedeu a eles liberdade provisória.
    Os dois foram detidos sob a acusação de terem engolido uma lista que continha suposta pagamentos de propina, encontrada na delegacia por agentes da Divisão de Operações Policiais (DOP). A detenção se deu justamente pela suposta supressão do documento.
    A polícia investiga se agentes estariam recolhendo propina de comerciantes da região envolvidos em atividades ilícitas. Durante a vistoria na delegacia, os policiais da DOP encontraram em um carro uma lista com nomes e valores, que foi levada aos delegados. Os investigadores deixaram a sala do titular e, quando voltaram, o documento havia sumido.
    Segundo o Advogado Ademar Gomes, que defende os dois, a prisão deles foi arbitrária e injusta. “A acusação é totalmente inconsistente, por esta razão o Estado deverá responder na área civil pelos atos praticados pelos seus agentes”, disse.

  3. A generalização se mostra equivocada. Há policiais truculentos. Há promotores truculentos. Há juízes truculentos. Há jogadores de futebol truculentos. Há profissionais de todas as áreas truculentos. Generalizar é um grande erro. Essa carapuça não me cabe, assim como à maioria dos colegas com quem trabalhei e trabalho. A colocação foi infeliz, resultado da ausência de reflexão do autor, por razões que só ele pode esclarecer.

  4. De qualquer forma, fato é que HÁ OUTROS DELEGADOS que integram a Divisão de Operações Policiais da Corregedoria que rezam pela mesma cartilha do Eduardo e do Gustavo. Praticaram também muitos abusos e violência, e acredito seja o momento de as vítimas procurarem a imprensa e denunciá-los também. Um conhecido, ao vê-los em ação, comentou que nunca vira tanta arbitrariedade e truculência. “São décadas atuando na área jurídica e não fazia idéia de que esse tipo de conduta ainda perdurava e que era admitida”, concluiu ele.

  5. Embora a firmeza e a demonstração de força seja , as vezes, necessaria, a maneira nada profissional dessas “autoridades” fui mediocre.
    Colegas que trabalharam comigo antes de 88, comentaram que nem naquela época viram coisas assim.
    Lamentavel, e por ser com mulher e colega, inaceitavel.

  6. SUGESTÃO

    Coloquem dentro de uma sala o delegado e o marido da escrivã.

    CONCLUSÃO:

    SOU CONVICTO QUE O ARROGANTE VAI CORRER

    Acorda Brasil

    Euclydes Zamperetti Fiori

  7. A ÚNICA COISA QUE POSSO DIZER SOBRE TODOS OS ACONTECIMENTOS QUE TEM OCORRIDO NOS ÚLTIMOS TEMPOS É A DE QUE E S T A M O S F U D I D O S !!!!!!!

  8. OS DELEGADOS DA CORREGEDORIA SENTIRAM-SE RESPALDADOS PELO PINTO. ACREDITAVAM ESTAR ACIMA DO BEM E DO MAL. O EX-SSP FERREIRA PINTO LHES DAVA ESSA GARANTIA, POIS BATIA NO PEITO E DIZIA: “A CORREGEDORIA É MINHA. É TUDO COMIGO”. ENTÃO, FERREIRA PINTO, É TUDO SEU, INTEIRINHO SEU, ATÉ AS BOLAS!!! CHUPA QUE É DE UVA E SENTA QUE É DE MENTA!!! VOCE JÁ ERA!!!

  9. A JUSTIÇA TARDA MAS NÃO FALTA. A ESCRIVÃ ESTEVE SOSINHA POR TODO ESSE TEMPO. AGORA TEM O APOIO DE TODA A POLICIA CIVIL, MENOS DE ALGUNS DELEGADOS É CLARO. O MARIDO DELA É PM ???? Vai dar merda.

  10. Por enquanto é só boato, mas segundo consta, tem outra filmagem no pente!!!
    A vítima do abuso de autoridade, coação moral, agressão, tortura, etc, seria um policia do DEIC!!!

  11. A DRA. GISELE JÁ PODE COMEMORAR!!!
    ELA FOI HUMILHADA PELO EX-SSP PINTO; ELA FOI ESCULACHADA E SAIU CHORANDO DO GABINETE DELE, ENQUANTO ELE GRITAVA: “A CORREGEDORIA É MINHA! EU MANDO LÁ”. SE ESSA CENA COVARDE E ARBITRÁRIA TIVESSE SIDO FILMADA O EX-SSP PINTO JÁ TINHA CAIDO MUITO ANTES.
    CHUUUUUPA QUE É DE UVA!!!!

  12. UMA COISA IMPORTANTE A SE DIZER NESTE CASO É A DIFERENÇA DE ATUAÇÃO DOS POLICIAIS CIVIS COMUNS NO SEU DIA A DIA QUE NÃO PRODUZEM ABERRAÇÕES COMO A FILMADA PELA DOP E A AÇÃO DA CORREGEDORIA QUE, RESPAUDADA POR UM SECRETÁRIO TRUCULENTO, TEM CARTA BRANCA PARA ATUAR TRUCULENTAMENTE CONTRA POLICIAIS DESAPADRINHADOS EM SEU DIA A DIA.

    ESTA DIFERENÇA PRECISA SER MOSTRADA A TODA A POPULAÇÃO.

  13. Esculachados pelo Secretário foram vários Delegados… Além da Dra. Gisele, o Dr. Alberto que na época estava na 2ª da Divecar, o ex mas na ocasião ainda Delegado Paulo Fleury, etc…

  14. REsumindo, tudo isso aconteceu por conta do nosso salário ridiculo, que é pago pelo governo.

  15. O Secretário afirmou que desconhecia a existência do vídeo.

    Segundo consta no site http://www.atribuna.com.br:

    “Recentemente, imagens da ação vazaram na internet, causando mal-estar na cúpula da Secretaria da Segurança Pública do estado. Pelo menos dois documentos foram encaminhados ao secretário da Segurança, Antonio Ferreira Pinto, nos últimos dois anos o alertando sobre esse vídeo no qual o delegado despe a escrivã.
    São eles o relatório do Gecep, ao qual a equipe de reportagem teve acesso, e que foi enviado em 28 de agosto de 2009 ao secretário Ferreira Pinto; e um ofício da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo (OAB-SP), enviando cópia da fita com a ação da Corregedoria a ele em 4 de novembro de 2010”.

    Se o Secretário diz a verdade, então podemos concluir que se papéis importantes a ele endereçados são desviados por sua assessoria. Seus funcionários deixaram de lhe encaminhar, simplesmente, farta documentação elaborada pelo Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gecep), do Ministério Público, e também da Ordem dos Advogados do Brasil.

    Será mesmo?

  16. O TRUCULENTO ANTONIO FERREIRA PINTO TEM CONSEGUIDO RECORDS DE ABUSO, DE VIOLAÇÃO DE PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CONSTITUIÇÃO, TRANSFERINDO INCLUSIVE A CORREGEDORIA PARA SUA SECRETARIA, PASSANDO POR CIMA DO DELEGADO GERAL, INSTIGANDO OS CORREGEDORES PARA SEREM PARCIAIS, ABUSIVOS, ESQUECENDO-SE DE QUE VÁRIOS POLICIAIS QUE SÃO JOGADOS LITERALMENTE À COVA DOS LEÕES – DECAP, DEMACRO, ETC. – NÃO TÊM OU NUNCA TIVERAM A MALÍCIA DE LIDAR COM GRUPOS DE POLICIAIS CRIMINOSOS, MAS A CORREGEDORIA NÃO TEM QUALQUER SENSIBILIDADE QUANTO A ISSO, PEDINDO A DEMISSÃO INDISCRIMINADA CONTRA TAIS POLICIAIS, NÃO LEVANDO EM CONTA A AUSÊNCIA DE PROVAS CONTRA ELES, NÃO LEVANDO EM CONTA SUAS FAMÍLIAS, OS ESFORÇOS FEITOS PARA CONSEGUIREM ENTRAR NA POLÍCIA ATRAVÉS DE CONCURSO, ETC.

    UM DOS MAIORES PROBLEMAS DA CORREGEDORIA, PRINCIPALMENTE COM A BRINCADEIRA DE MAU GOSTO CHAMADA FERREIRA PINTO, FOI O APADRINHAMENTO INTERNO, QUE DEU A FALSA SENSAÇÃO DE PODER AOS CORREGEDORES OPORTUNISTAS, COMO NO CASO DA ESCRIVÃ, FAZENDO COM QUE TODOS ALI SE SENTISSEM ACIMA DA LEI, A FINAL, COM O RESPALDO DO MINISTÉRIO PÚBLICO E DO JUDICIÁRIO – COM OS QUAIS FERREIRA PINTO GOZA DE GRANDE PRESTÍGIO -PODERIAM ATUAR COM BASE EM UM PSEUDO PRINCÍPIO DE PROBIDADE ACIMA DE QUALQUER OUTRO PRINCÍPIO, QUASE DE FORMA PSICOPATA, SOCIOPATA.

    É O QUE OCORRE QUANDO A DITADURA – OU UM TRAÇO DELA -TOMA CONTA DE UM ÓRGÃO VINCULADO A UM QUASE DOENTE, SOCIOPATA, FERREIRA PINTO…

    SERÁ QUE A PARTIR DE AGORA, OS JULGAMENTOS DAQUELA CASA CORREGEDORA SE PAUTARÃO PELA LEGALIDADE ESTRITA, PELA TÉCNICA, E PELO EQUILÍBRIO E BOM SENSO, ACREDITO QUE PODE SER UM COMEÇO…

  17. tenho acompanhado este famigerado caso da ex-escrivã, não conseguir ainda encontrar qual foi o fim do paradeiro do ¨corruptor¨se também foi autuado em flagrante pelos delegados de polícia juduciária, que este é o papel dos ¨corregedores¨cumprindo a Lei 10.261/68 e a L.C. 207/79, e não os demais delegados de polícia civil, subordinados a S.S.P., estes delegados demonstraram que tem perspicácia na função judiciária, julgadores, pois advinharam que a autuada havia pego R$ 200,00 para a prática da corrupção, é o que dá a entender, uma vez que, não aparece nome da suposta vítima do suborno e se estas autoridades juduciária, cumpriram o C.P.B., quanto a corrupção ativa e a corrupção passiva, seria de bom grado esta complementação, divulgando às providências sobre o corruptor. os que acompanham este (Blog) honesto, ficariam esclarecido sobre estes famigerados fatos. Pedro Baiuano – Mongaguá – SP

  18. Octavio Augusto de Barros F. , esse é o nome do acima dos erros, que se equivoca e não erra, juiz de direto que não viu abuso, ou crime sexual no estupro a que foi submetida a escrivã.
    Vendo o video sempre fico com a impressão de que vou vomitar, mas vendo a cara do capa preta me deu mais ainda.

  19. Não entendo como conseguem complicar o Direito Penal…
    que melhor deveria chamar-se DIREITO CRIMINAL…

    Já postei antes… DIREITO PENAL é “PROVA” e ponto final….

    O suposto crime de CONCUSSÃO atribuído à colega ESCRIVÃ humilhada e execrada publicamente, NÃO existiu.
    Primeiro… o crime é “instântaneo”, ou seja, formal, ele se “consuma” com a simples “exigência” de vantagem indevida, explicando em “juridiquez” é o elemento subjetivo expresso no tipo penal (ou seja, quando ocorre a conduta de – exigir – para si ou para outrem a vantagem ilícita…)…

    Agora pergunto…???
    HÁ nos autos, ou em gravações, ou há qualquer “registro” dessa EXIGÊNCIA…?????. NÃO…, não há porque ela não demonstra ter existido…

    o suposto “induzimento” a instigação do “motoboy-mala” falando com a escrivã ao telefone, NÃO denota qualquer “exigência”, ou estou errado?…
    ao contrário… demonstra que “ELE” estaria oferecendo ou prometendo alguma vantagem a ela, NO CASO, seria “ele” autor de crime de CORRUPÇÃO ATIVA…

    ou estou errado…???? podem me corrigir….

    Pois bem…. afora esses detalhes… têm o seguinte:
    – o suposto Crime de CONCUSSÃO teria ocorrido dias antes (ou seja, no momento da exigência – suposta, quando se exauriu o crime…)… certo…???

    – o dito flagrante PREPARADO então “ocorrera” dias após, e cuja a “conduta” – em tese – de “apanhar ou receber a vantagem ilícita (diga-se dinheiro)”… NADA mais é do que EXAURIMENTO do crime…. (não teve crime…)
    – NÃO PODERIA HAVER FLAGRANTE…. JAMAIS!!
    – Na conduta de “apanhar o dinheiro” NÃO houve a concussão (apenas foi decorrente disso), e isso NÃO caracteriza as “hipóteses de flagrante” (é só lêr o código de processo penal – art. 301/302 em diante)
    – e o mais “absurdo” ainda, cadê o “dinheiro”, se o que me pareceu e foi informado à “mídia”, localizou-se com a escrivã apenas “xerox de dinheiro”… (nem ficou demonstrado que ela estava com xerox…);
    – XEROX do DINHEIRO é “prova de crime”…??? desde quando…..?????
    – No demais, houve as brutalidades e bárbaries institucionalizadas pela gestão PINTO-MARIA… da corregedoria….
    deu no que deu…..

    Por fim, EU, no meu humilde entender das coisas,
    PERGUNTO à todos….

    “E o “mala-motoboy”…., não HAVIA um I.P. contra ele sobre “porte ilegal de arma”,…. “ele” ainda não está respondendo a isso…???, se cometeu o crime de “porte de arma”…. POR QUÊ ainda NÃO foi indiciado….??????….”

    PERGUNTAS…. esperando respostas

    PENSO…. penso demais….

    ACHO que o problema reside que HÁ muitas faculdades de DIREITO no BRASIL….
    Nos Estados Unidos parece que não chegam nem a trezentas faculdades de DIREITO….
    e no Mundo TODO, segundo “ouvi dizer” o total de faculdades de Direito não chegariam a 1.500 instituições.

    No BRASIL…. parece que as “faculdades de DIREITO” já passaram de 1.000 instituições….

    RESULTADO…….

    Os ditos “Operadores do DIREITO”
    (aqueles “caras” que vão virar Delegados, Juízes, Promotores, advogados, procuradores, etc. etc. etc.)

    Então, RESULTADO…. “Operadores do DIREITO”
    MUITO MAL – FORMADOS – NÃO sabem interpretar a Lei e nem aplicar a ciência do DIREITO….

    “COMO FOI DITO neste BLOG…., se aconteceu assim com uma policial – escrivã… O que NÃO acontecerá com o – POBRE COITADO”…

    GARANTO… ocorrem, e MUITAS, irregularidades quanto à aplicação das leis e normas processuais….

    MUITOS,… acabam NÃO alcançando JUSTIÇA, ou sofrendo INJUSTIÇAS…. isto sim!

    E o pior…. ADVOGADOS muito mal formados NÃO tem a capacidade de “resguardar” os direitos de seus patrocinados, porque NÃO sabem nem como fazê-lo…

  20. DOP, Deops e o Capitão-do-Mato

    A atual corregedoria do Pinto do PSDB, o famigerado Deops das ditaduras “republicanas” e a figura do capitão do mato são figuras que dão a receita exata da cultura autoritária brasileira. Se o entulho autoritário fosse apenas o oriundo da Ditadura Militar, a nossa sociedade estaria muito mais civilizada. Na verdade, temos 5 séculos de opressão, corrupção, dos quais 4 séculos vigeu o regime jurídico escravista.
    Imaginar que uma Constituição Cidadã é o suficiente para varrer 500 anos de opressão é muita ingenuidade. Hoje, a corrupção e a opressão mantêm a mesma substância das épocas passadas, mas sua forma é mais sutil e sofisticada. Somos constantemente desinformados por quem tem o dever de informar; o mecanicismo do vestibular e concurso não se prestam para formar profissionais com responsabilidades de propagar valores de cidadania e solidariedade e, por aí, se seguem outras circunstâncias que nos prendem ao arbítrio.
    O reflexo desta conjuntura histórica nas políticas de segurança pública paulista, o que nos interessa, é um verdadeiro desastre. Uma reflexão rápida, comecemos do maior pelo menor:
    1 – Governador: homenageou a opus dei; sobrinho-neto do vice do Castelo Branco; trata os movimentos sociais e reivindicatórios com o batalhão de choque; criminaliza e exclui os pobres; sucateou os serviços públicos; engavetou mais de 60 CPI´s, tudo com o irrestrito e total apoio da imprensa. Portanto, temos hoje um sutil AI-5, a diferença é que a ditadura não vendeu as jóias do estado.
    2 – Judiciário: presidente do tj/sp declara apoio ao governo na eleição de 2010; não obrigou o governo a quitar precatórios com a venda da Nossa Caixa; chancela a política de extermínio policial, a tortura e outra formas de opressão estatal. Quando aprece denúncia de corrupção, ninguém conhece o desfecho.
    3 – MP: aparelhou o estado e a prefeitura de SP, chegou a eleger um governador, talvez o mais corrupto da história bandeirante. Fruto de uma sociedade opressora, ignora a constituição e apóia a política de extermínio estatal, basta examinarmos os milhares de IP arquivados por resistência seguida de morte. Não há uma ACP relativa às denúncias e pedidos de CPI´s arquivadas e não se manifesta contra o sucateamento da polícia que produz as provas que dão suporte ao seu trabalho. Considera, na verdade, a PC como adversária.
    4 – Polícia: inacreditavelmente temos 4: PM, Civil, Científica e a Corregedoria do Secretário. A preferida do governo, MP e Judiciário é a PM, cujo brasão possui várias estrelas, cada uma referindo-se a um massacre de gente pobre e miserável (até Canudos); possui um tribunal próprio que colocou pra correr uma juíza de carreira; oprime os praças com um regimento medieval. A PC tem uma estrutura arcaica e os governos não tem competência e vontade política de reformulá-la. Os mais novos e entusiasmados logo se decepcionam, uns acomodam, outros mudam de carreira e poucos enriquecem.
    5 – PCC: não sabemos se realmente ocupa a última posição. A imprensa não pronuncia esta sigla. Sabemos que existe um acordo com o governo, mas desconhecemos sua extensão.

    Colegas, o caso da escrivã, em sua essência, acontece todos os dias e todas as horas na área da segurança pública. As vítimas somos todos nós, policiais ou não. Evidente que somos mais respeitados pelo estado que o povo egípcio ou líbio, mas isto não significa que a nossa luta seja menor que a deles. Temos, sim, uma luta dura pela frente, uma causa capaz de gerar indignação e mobilização. Para isto temos o Flit e as redes sociais.

  21. Atenção, vocês do povo que foram vítimas de extorsão por parte de policiais corruptos. Entrem neste blog e postem quem exigiu dinheiro, quanto foi e como efetuaram o pagamento.
    Corrupto não faz um, faz mais de cem.
    Vocês ai de Parelheiros… Postem aqui se alguma vez alguém do 25 DP pediu dinheiro para acertar algum fato.

  22. Já foi retirada a Arma e funcional? Senhor SSP.

    Não será? Senhor SSP.

    Vai continuar o Cooperativismo? Senhor SSP.

    A ` ripa` não é mais o Decap? Senhor SSP.

    Seus crápulas da `ripa` conseguiram escapar, mais não esqueceremos vcs todos.

    Questiona se muito o laudo do Exame Criminológico quando um bandido como estes virao reincidentes… Não deveria ser questionado também o laudo do Exame Psicotécnico destes imbecis. Bom quem apadrinhou estes dementes deve agora estar pensando na grande contribuição que fez para a Polícia Bandeirante!

  23. EMBORA EU NÃO SIMPATIZE NEM COM 0,1% DE DELEGADOS TITULARES DO DECAP, CONSIDERANDO QUE TAIS SERES ESTEJAM VOLTADOS EXCLUSIVAMENTE PARA SUAS CADEIRA RIDÍCULAS E MAIS ALGUMA COISA, CONSIDERO QUE SERIA DIFÍCIL PARA UM TITULAR PEITAR UM PAU MANDADO DA CORREGEDORIA, COMANDADA PELO ATUAL SECRETÁRIO TRUCULENTO E CLARAMENTE VOLTADO PARA A DEMORALIZAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL.

    É EXIGIR MUITO DE UM TITULAR DIANTE DO ESTADO DE COISAS EM QUE SE ENCONTRA A POLÍCIA CIVIL HÁ MAIS DE 16 ANOS. NÃO SERIA MUITO DIFÍCIL INCLUSIVE QUE O TITULAR FOSSE INCRIMINADO JUNTO COM A ESCRIVÃ, TÃO SOMENTE PARA QUE O SOCIOPATA PINTO DEIXASSE CLARO QUE QUEM MANDA NA SEGURANÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO É ELE E OS CORONÉIS…

  24. Já foi retirada a Arma e funcional? Senhor SSP.
    Não será? Senhor SSP.
    Vai continuar o Cooperativismo? Senhor SSP.
    A ` ripa` não é mais o Decap? Senhor SSP.
    Seus crápulas da `ripa` conseguiram escapar, mais não esqueceremos vcs.
    Questiona se muito o Exame Criminológico quando um bandido vira reincidente… Não deveria ser questionado também o Exame Psicotécnico para estes imbecis. Bom quem apadrinhou estes dementes deve agora estar pensando na grande contribuição que fez para a Polícia Bandeirante!

  25. já foi recolhida a arma da senhora ex-corregedora ?

    e a carteira funcional, já foi recolhida ?

    se fosse um plantonista, estava com a prisão decretada, não é mesmos srs.promotores ex-alunos da corregedora ?

  26. Declaração da Procuradora Luiza Nagib Eluf hoje no uol:

    Luiza Eluf: História escabrosa de violência de gênero
    Da Procuradora de Justiça Luiza Nagib Eluf, na revista “Isto É”, sobre a atuação da Corregedoria da Polícia Civil no episódio em que uma escrivã de Polícia foi algemada e despida por policiais num Distrito Policial de Parelheiros, na capital paulista:

    “Foi uma história escabrosa de violência de gênero. Os agentes tinham tanta convicção de que o que faziam era correto que gravaram tudo. Me espanta a falta de percepção deles sobre o próprio papel, sobre o que é certo ou errado e sobre os direitos da moça”.

    “Ela foi torturada como nos tempos da ditadura, quando os militares tiravam as roupas das presas e as expunham com a intenção de apavorá-las”.

    Luiza é especialista na área criminal e trata de temas como discriminação, preconceito e violência contra a mulher.

    Segundo ela, “o delegado queria humilhá-la, feriu a dignidade dela como mulher e ninguém que estava na sala teve a decência de acudi-la.”

    vejamos se o restante do MP, tem posição igual a dela, diferentemente do promotor de parelheiros, que acho eu deva ter ecebidos alguns telefonemas pedindo pra amaciar o caso e não expor a cúpula da segurança em são paulo, já quye punindo exemplarmente, ele também prestaria um “desserviço” a policia.

  27. DR M.L.F. EX-DG –

    O SENHOR CERTAMENTE NÃO ESTAVA EM PLENA CONSCIENCIA QUANDO PROMOVEU ESSA SENHORA Á CLASSE ESPECIAL, NÃO É MESMO ?

    AINDA BM QUE A CRIATURA MATOU O CRIADOR.

  28. A CORREGEDORA ESTAVA DORMINDO QUANDO TIRARAM A FOTO, OU FOI O CINEGRAFISTA DA CORRÓ O AUTOR DA OBRA DE ARTE ?

    NEM PRA ISSO ELES SERVEM.

  29. Ajeitadinha ela, não. Air bag duplo frontal faz falta mas não é essencial. Nada que uma siliconada não resolva.

  30. O mostro-Deus que a todos assombra, dominou inclusive a vontade daqueles que nunca deveriam ceder a qualquer ameaça, que, como super-heróis deveriam se opor a qualquer injustiça e contra-atacar no momento em que uma situação adversa acontecesse. Atos reflexos, quase automáticos. Os funcionários se acovardaram. Maridos, pais, filhos, visto que é isso que o funcionário público é quando não está no trabalho policial, se acovardaram de tal forma que participaram de um crime hediondo por omissão e deixaram a vítima como um cervo indefeso ser atacado por leões. A covardia dos funcionários do 25º DP ofende inclusive suas próprias famílias, que constataram serem seus heróis meras rezes apavoradas com os leões atrás das moitas.
    Policiais permitindo que uma colega fosse brutalizada, a título de um flagrante de $R200,00 (duzentos reais).
    Quem é mais corrupto?
    Voltando… Onde a Escrivã iria reclamar do abuso que sofreu?
    O filme sumiu, mesmo sendo obra dos corregedores. Diz-se que a obra era vista no interior da corregedoria para deleite de que aprovasse a doentia atitude.
    O governador diz ser grave o vazamento do filme pela internet.
    Durante todo esse tempo, essa pobre moça, não pôde reclamar a ninguém, nem mesmo a seu marido.
    Essa mulher teve que permanecer calada, durante seu processo administrativo e aceitar sua demissão depois de sofrer um abuso quase sexual. Moral com certeza.
    A prova ilegal foi aceita. Os delegados absolvidos. A justiça foi feita, meu Deus. Santo – Oficio. A “currada” expurgada dos quadros. Ela que vá reclamar onde quiser, é só mais uma.
    Mas o filme apareceu, como um milagre. Expos o Santo – Oficio, sagrado. E há quem diga que não houve nada de errado, era uma corrupta, afinal.
    Já pensou se a moda pega?……. Mas pegou. Quantos não foram assim, depois da separação de 2009. Só que ninguém se importava e não havia onde reclamar. Eram surdos às reclamações dos ditos corruptos. A corregedoria passou a agir por produção e não por exceção. Aceitar provas ilícitas passou a ser conduta costumeira, desde que atentassem contra o funcionário.
    O governo Serra precisava disso… Presidente!!
    O monstro-Deus queria continuar. As perseguições, o Santo-Ofício, as cruzes, a solução final… Boas intenções…
    Sabiam que a função do Diabo era apontar os pecados dos humanos, e para mostrar eficiência a Deus, passou a produzi-los?
    Nem todos têm filmes para mostrar, mas continuam sem lugar para reclamar.

  31. HEI, HEI
    O CANALHA EDUARDO HENRIQUE CARVALHO FILHO,
    DEVE SER EXPULSO…E DEPOIS DISSO VAMOS VER SE É TÃO HOMEM ASSIM SEM FUNCIONAL E UMA ARMA…COVARDE, CANALHA!!
    E NÃO ESQUECEMOS DE UM GRANDE AMIGO DELE QUE SE ENCONTRA NO 42º DP…O PATIFE E CAGUETA
    SR
    DESPREPARADO DE POLIÇA
    JEAN TUDY DOS SANTOS!!! PRA VC A RUA É POUCO SEU FILHO DA PUTA, CANALHA!!!!
    SUA HORA TA CHEGANDO, TENHO CERTEZA QUE VC VAI SER O PROXIMO A ESTAR AS MENCHETES COMO O X9 DA POLICIA CANALHA!!!

  32. JUSTIÇA CEGA – DIZEM TAMBÉM QUE ” BIXA LOCA DUDU” , ESTAVA ESTUDANDO PARA SER JUIZ . DE QUE ? SÓ SE FOR “FUTEBOL DE BOTÃO” KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  33. Mote do filme “O BESOURO VERDE”:
    “Violando a Lei para protegê-la”. No caso em pauta, o besouro vestia vermelho!

  34. VAMOS PARABENIZAR, OS SENHORES DELEGADOS DE POLÍCIA:
    RENZO SANTI BARBIN, EDUARDO HENRIQUE DE CARVALHO PINTO “DUDA LOUCA” BIXONA NÉ?, E GUSTAVO HENRIQUE GONÇALVES, QUE CONSEGUIRAM MANDAR PARA A CASA DO CARALHO A “BRUXA DO MAR” TIA MARIA INÊS. OS QUAIS PARTICIPARAM DA “CANA” DO ANO DE 2009 DA CORRÓ. E O OSCAR VAI PARA…………….. VCS MAJURAS DE BOSTA . MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS!!!!!!!!
    SÓ GOSTARIA DE SABER QUEM VOCÊS VÃO PRENDER AGORA? RSS

  35. Me disseram que o grande objetivo do Secretário é permanecer à frente da pasta e tentar uma candidatura ao Governo do Estado, como fez o também PM/MP Luiz Antonio Fleury Filho, apadrinhado do falecido Quércia.
    Com toda a franqueza, voto no Tiririca, mas nele jamais.

  36. O DR.ENGLER, NO VÍDEO FICOU PASSIVO, SE TIVESSE QUE FAZER ALGUMA COISA PRENDERIA OS DELEGADOS E OS TIRAS DA CORRÓ EM FLAGRANTE, O DISTRITO ERA DE RESPONSABILIDADE DELE, ERA SÓ CHAMAR AS GUARNIÇÕES DA POLÍCIA MILITAR DA ÁREA E TODOS SEUS FUNCIONÁRIOS PARA APOIO E CANA NESSES CRIMINOSOS,PORTANTO COMO NADA FEZ É CONIVENTE E PRECISA TAMBÉM SER IMEDIATAMENTE AFASTADO E RESPONDER COMO CO-AUTOR

  37. Esse caso da escrivã esta dando o que falar, realmente foi mostrada a forma errada de se pegar uma corrupta e agora teremos que arcar com o ônus da condição de vítima criada com a situação…a sociedade foi vitima da escrivã e dos delegados

  38. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK, o tiutlar quase saiu na mão com os cachorrinhos, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  39. Em tempos passados o delegado M.A. festejou a prisão de uma colega depois de um grande circo armado pela corregedora sua musa e chefeta.
    O delegado M.A. usando o nik de ” JOW” e também um outro nik, postou neste FLIT ” PAU QUE BATE EM FRANCISCO BATE EM CHIQUINHA TAMBÉM”, postou ainda “CUIDADO QUE A D.O.P. VAI TE PEGAR “,confiante na sua amante que trabalha na corró.

    Vemos que o M.A. estava certo,pois o pau dos seus coleguinhas bateram firme na Chiquinha-mor e bateram tão duro que ela despencou para o abismo eterno.
    M.A., nunca cutuque onça com vara curta seu imbecil travestido de garanhão delegado.
    E tenho mais uma notícia boa para te dar, sabe aquela cana que voce deu lá em…
    Quase falei, mas vou deixar para voce ter a surpresa a partir de terça feira.

  40. DR.GUERRA:

    PARABÉNS PELOS NÚMEROS EXTRAORDINÁRIOS DE VISITAS.

    É SURREAL OS ÚLTIMOS NÚMEROS. PELO QUE ACOMPANHO LÁ EM CIMA, O SENHOR ESTÁ BATENDO QUASE 100 MIL VIEWS DIÁRIO.

    SÓ POSSO AFIRMAR UMA COISA:

    OBRIGADO, DEPUTADO ESTADUAL DR.ROBERTO CONDE GUERRA.

  41. Atenção população desse mundão
    Santa Tresinha, Parque Recreio,
    Bosques do Sol, Jardim São Norberto..
    Tudo lugar onde os buteco fica aberto
    até que a manhã apareça
    e entupa o som nervoso dessa nossa batida.
    Jardim Vera Cruz, parque Cocaia, jardim campinas
    Periferia ou favela pra mim tanto faz
    è tudo sangue bom, só manos de responsa.
    Mano Eduardo aqui do meu lado,
    esse sim é meu aliado; é nóis !!!

  42. OUTRA COISA:

    ESSES DELEGADOS: EDURDO HENRIQUE, PATRICIA VAIANO MAUAD, GUILHERME GONÇALVES, RENATO ENGLER, EMILIO….

    SIMPLESMENTE ACABARAM COM A PEC 549.

    CARREIRA JURÍDICA NUNCA MAIS!!!!

    CARREIRA JURÍDICA NUNCA MAIS!!!

    PARABÉNS DELEGADINHOS E DELEGADINHAS DE QUINTA CATEGORIA.

    A CLASSE DE DELEGADOS DE POLICIA AGRADECE PELO DESSERVIÇO PRESTADO.

  43. Conselho do Dr. Pitangui:
    ” Menina, com 250 mililitros cada lado vai ficar um arraso. Turbina isso ai, nega se não a sexy não vai querer mostrar ovo frito e bacurinha rodada. “

  44. Que a Justiça seja feita companheiros, vamos postar várias e várias mensagens nesse blog, até que alguém da Corró,(administração atual) possa retirar as armas, algemas, distintivos e funcional dos protagonistas da violência contra a escrivã( Maria Inês, Edu, Gustavo, dos Tiras e etc) já que, era pratica comum aplicar essa medida Cautelar a todo e qualquer policial, ( que não fosse apadrinhado ou rico) assim que fosse publicada a portaria de instauração de Processo Administrativo contra eles. E ai vai ou não vaiiiiiiiiii, se dizem que os corregedores são honestos e agem com imparcialidade, por ÓBVIO, deveriam VOLUNTARIAMENTE, sugerir para a administração, que, pra demonstrar lisura nas investigações, sugerir seus afastamentos pra realizarem serviços meramente burocráticos, entregando também voluntariamente suas armas, distintivo e funcional até que se apurem os fatos, se não o fizerem, que o atual corregedor o faça, sob pena de então DEVOLVER as armas e distintivos de centenas de policiais que estão submetidos a essa Cautelar Inconstitucional perpetrada por policiais sem o mínimo de lisura e moral para tanto. Essa cautelar é absurda, tiram os instrumentos de trabalho e defesa dos policiais e os obrigam a trabalhar atendendo o público, expondo-os a risco de morte, ao meu ver isso é condenação antecipada, pena acessória e desumana, a qual desestimula até os bons policiais a trabalharem, pois, ao menor indício de irregularidade ou ilegalidade, antes mesmo de ser condenado ele já perde a dignidade e o direito de defender sua vida e de seus familiares. Espero sinceramente que nenhum desses policiais sejam vitimados por bandidos, e em decorrência de estarem privados do uso de suas armas, perderem suas vidas, porque se isso acontecer senhor Governador, esqueça sua pretensão de chegar a presidência do Brasil, abra seu olho, porque ai a opinião pública vai cair em cima.

  45. O que não consigo entender, é que segundo consta, o marido da escrivã é Policial Militar. Quais motivos teriam levado este homem a mater-se calado? Teria sido ameaçado pela SSP? Pois a Corregedoria da PC não teria poderes sobre o mesmo. Quem souber as respostas, por favor responda.

  46. Se pra quem comete esse tipo de barbárie a ripa é ficar de maçaneta na DGPAD, vou arrancar a roupa de alguém para sair do plantão e ir pra departamento ficar no sossego !!!

  47. Eu acho que eles tentaram denunciar os fatos mas tudo foi abafado, somente vindo à tona agora, com a intenção de derrubar o dr. Antonio. Quem deve saber dos detalhes é o Pannunzio. Com certeza não foi a primeira vez que esse vídeo foi oferecido à imprensa mas ele resolver divulgar com o apoio da Band. Quem sabe o que rolou nos bastidores.
    Eu tenho certeza que a escrivã e até a tia foram usados para derrubar o Secretário e que a motivação foi política. Na verdade ninguém estava preocupado se houve abuso ou não desde que fizesse estardalhaço e service como motivo para começar uma crise na PC e acabar na sala da SSP. Vai saber……

  48. loucopol, ja falei a respeito em outros comentários, existe outra Corregedoria e esta com maior poder ainda, em atos arbitrários, podendo ser constatado em publicação em D.O.E., sobre Demissões e Expulsões, isto porque igual a outra, pratica atos de polícia Judiciária Militar, como não poderia deixar de ser, e que apenas põe na rua os integrantes da PM, sempre embasado no R.D. PM (regulamento das Praças de Polícia) e não dos Oficiais, não observa então o Dec Lei 1.001, Código Penal Militar, portanto sem julgamento para tal, como manda a C.F.,(com mais de 3 anos na função) e mesmo contando com 29a112m e 29d, ainda bem, de que existe o Tribunal Militar, e o T.J., que ao serem acionados, tem se feito presente aos julgados, reconhecendo muitas das vezes, às injustiças e reintegrando estes a Corporação. Tem que ser feito ainda mais justiça, como era na extinta Guarda Civil do Estado de SP, que o contribuinte não pagava estes absurdos, cabia pagar a quem causou estas demissões e ou expulsões, que seja descontado em seus vencimentos os direitos judiciais. só assim estes pensavam antes de praticá-lo. Pedro Baiano – Mongaguá – SP

  49. As imagens do vídeo divulgado na net foram editadas.
    Prestem atenção.
    Na marcação de tempo da câmera há o “sumiço” das imagens entre 4:32:00pm às 4:32:38pm.
    Dizem por aí que o trecho foi retirado porque o delegado, nesse momento, teria agredido com tapas a escrivã algemada e tombada no solo.
    Para restabelecimento da verdade a Corregedoria tem agora o ônus de exibir o vídeo na íntegra, sem quaisquer cortes. Afinal de contas, se registraram as imagens da prisão é porque as queriam como prova.
    Que exibam então a prova, doa em quem doer.

  50. Já tem gente usando meu nick. Estarei fazendo sucesso.
    Meu avatar é esse ai, do carinha cabeludo, corpo verde e com as mãos vermelhas levantadas. os outros são imitações. Recuse imitações. leia somente o verdadeiro “Cuspo Atômico” com acento circunflexo no “o” e metendo acento agudo no “o” dos outros.
    O Ministério da educação adverte: O cuspo Atômico é cultura. Acreditem no que ele diz que o que ele diz não está nos livros. e nem nos gibís..

  51. PO QUANTAS VEZES PEDI PRA TIAZINHA DA FAXINA DAR UM PELADO NAS MINAS QUE ENTRAVAM EM CANA, AGORA ESSES CARAS FIZERAM ESSA MERDA TODA COM A FUNCIONARIA PUBLICA, MENTIRAM PRA ARREDONDAR A BRONCA, FORAM OMISSOS AO PERMITIR QUE O LOBISOMEM DESPISSE A MOCA E AINDA ESTAO EXERCENDO CARGO DE CHEFIA, NAO E POSSIVEL, CADE O AFASTAMENTOS DOS OMISSOS DOS INVESTIGADORES DO DOP?

  52. “Fui escalado para a operação, mas não estava na sala na hora em que fizeram aquilo com a moça”, afirma Barbin. “Eu estava presente no início da discussão. Mas, quando percebi que o rapaz que acusou a escrivã estava no pátio da delegacia com a namorada, fui vigiá-lo para que nenhum policial que trabalhava naquele distrito tentasse intimidá-lo.” Barbin se sente injustiçado. Disse à ISTOÉ que atuou como delegado na zona leste de São Paulo, mas pedira transferência para a Corregedoria porque pretendia melhorar a corporação.

    Palavras do Barbin!!

    Ué, será que ele não tomou conhecimento do vídeo gravado durante a cana que ele ficou do lado de fora?? Não deu boas risadas nos corredores da corró juntos com os outros podres sobre a “piriquita”??
    Não pretendia “melhorar a corporação”, pq não tomou nenhuma providencia quando teve conhecimento das ilegalidades??

    Agora ta ae, querendo tirar da reta!!

  53. Para todos aqueles DITADORES, que ainda acreditam que os policiais são “animais irracionais”, sem a menor liberdade ou direitos relativos a pessoa humana, Graças ao Bom Deus, que alguém lá em cima (no Governo Federa) ouviu nossas súplicas e sofrimento, e resolveram editar a Portaria Interministerial SEDH/MJ, que trata dos direitos humanos para os profissionais da segurança publica.
    Em primeiro lugar, doravante, poderemos expressar nossas opiniões e críticas (saudáveis e dentro da lei) tranquilamente sem medo de represálias:

    3) Assegurar o exercício do direito de opinião e a liberdade de expressão dos profissionais de segurança pública, especialmente por meio da Internet, blogs, sites e fóruns de discussão, à luz da Constituição Federal de 1988.

    Vejam o artigo 32 meus amigos, será que os Corregedores violaram esse artigo???

    32) Erradicar todas as formas de punição envolvendo maus tratos, tratamento cruel, desumano ou degradante contra os profissionais de segurança pública, tanto no cotidiano funcional como em atividades de formação e treinamento.

    Será que Corregedoria foi criada apenas pra punirrrrrr os policiaisss , ou deveria também corrigir as falhas existentes dentro da própria estrutura organizacional da Instituição, a final, a instituição existe pra prestar um serviço de Interesse Público, logo, se a instituição possuir falhas, ( e põe falha nisso), logo não poderá atender aos anseios da sociedade, que é a destinatária final dos serviços prestados.

    35) Assegurar a regulamentação da jornada de trabalho dos profissionais de segurança pública, garantindo o exercício do direito à convivência familiar e comunitária.

    VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL

    60) Contribuir para a implementação de planos voltados à valorização profissional e social dos profissionais de segurança pública, assegurado o respeito a critérios básicos de dignidade salarial.

    61) Multiplicar iniciativas para promoção da saúde e da qualidade de vida dos profissionais de segurança pública.

    62) Apoiar o desenvolvimento, a regulamentação e o aperfeiçoamento dos programas de atenção biopsicossocial já existentes.

    63) Profissionalizar a gestão das instituições de segurança pública, fortalecendo uma cultura gerencial enfocada na necessidade de elaborar diagnósticos, planejar, definir metas explícitas e monitorar seu cumprimento.

    64) Ampliar a formação técnica específica para gestores da área de segurança pública.

    65) Veicular campanhas de valorização profissional voltadas ao fortalecimento da imagem institucional dos profissionais de segurança pública.

    66) Definir e monitorar indicadores de satisfação e de realização profissional dos profissionais de segurança pública.

    67) Estimular a participação dos profissionais de segurança pública na elaboração de todas as políticas e programas que os envolvam.

    Que Deus nos Ajudeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee.

  54. Todos já sabem a receita, policial com cabeça tranqüila, resolvido, só recebendo um bom salário. Não adiante remediar é condição Sine Qua Non. Greve já.

  55. Ué, Barbin, você não optou por trabalhar na Corregedoria para melhorar a instituição?
    Por que não denunciou seus colegas truculentos tão logo tomou conhecimento do ocorrido?
    Assim com certeza você estaria contribuindo para melhorar a instituição!!
    Mas não, preferiu fechar os olhos e se mandar para Bauru para ficar longe da encrenca.
    Se você, o Eduardo e o Gustavo querem de fato melhorar a instituição é bastante simples: peçam exoneração.

  56. EM CARTAZ:
    O CASO DOS TORTURADORES DA “ESCRIVÃ DE POLICIA”

    TÍTULO ORIGINAL: O CASO DOS TORTURADORES DA “ ESCRIVÃ DE POLICIA”
    LANÇAMENTO: FEVEREIRO DE 2011
    ORIGEM: BRASIL-SP
    DURAÇÃO: 12m35s.
    DIREÇÃO: ANTONIO FERREIRA PINTO
    ROTEIRO E PRODUÇÃO: Maria Inês Trefiglio Valente ( BRUXA DO MAR)
    ESTÚDIO: 25 DP – PARELHEIROS
    DISTRIBUIÇÃO: ANÔNIMO
    GENERO: TERROR
    STATUS:EM CARTAZ
    ELENCO: Emilio Antônio Pascoal, Eduardo Henrique de Carvalho Filho, Gustavo Henrique Gonçalves, Renzo Santi Barbin e Renato Luiz Engler, este como ator coadjuvante.
    ATRIZ TORTURADA E HUMILHADA: ESCRIVÃ DE POLICIA.

    SINOPSE: O curta foi inspirado na táticas empregadas pelos Deops e DOI-Codi, estes, orgãos de repressão do período ditatorial. A história revela que quatro delegados agindo previamente ajustados e com unidade de propósitos, forjam um flagrante de concussão contra uma Escrivã de Policia. Para a consumação do ato, cometem os crimes de: TORTURA, ABUSO DE AUTORIDADE , LESÃO CORPORAL entre outros.

    Cena do Curta em que a Escrivã de Policia implora aos delegados Carvalho Filho (de vermelho) e Gonçalves para que a revista seja feita por uma mulher.

    O CURTA-METRAGEM é o favorito e vem liderando a disputa em número de indicações pelo Tribunal Internacional de Justiça ( Corte da Haya).

    Confira a lista completa de indicações nas categorias:

    a) VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS;
    b) “AULA DE GARANTIAS CONSTITUCIONAIS”;
    c) TORTURA;
    d) CRIME IMPOSSÍVEL;
    e) PROVA ILÍCITA;
    f) OMISSÃO;
    g) CONSTRANGIMENTO ILEGAL;
    h) FALSIDADE IDEOLÓGICA; (DEPOIMENTO DOS TIRAS)
    i) CONDESCENDENCIA CRIMINOSA;
    j) DENUNCIAÇÃO CALUNIOSA;
    k) CONCURSO DE AGENTES;
    l) CONCURSO MATERIAL;
    m) IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA;
    n) ABUSO DE AUTORIDADE; e
    o) LESÃO CORPORAL

  57. O problema da Policia é o tempo:

    20s para engolir um pedaço de papel (FLAGRANTE FORÇADO)
    48min e não chamarem uma(aaa) Policial Civil para revista. (ESTUPRO)
    2dias e não avisar dos ataques do PCC. (MORTE DE POLICIAIS)
    2anos (aprox) sem resposta a OAB, sobre a fita.
    2anos (aprox) secretario recebe a fita, mas não assite.
    ——————————————————
    comentário:
    O Magistrado e Promotor acharam normal a ação, mas conheço caso em que magistrado não aceitou uma multa de trânsito, queria fazer abuso de autoridade contra o coitado.
    ——————————————————
    Como diz meu amigo Julho: “NA POLICIA, AQUI EM BAIXO, SÓ EXISTE IMEDIATISMO E EMERGENCIA”

    Podemos perceber que quanto mais em cima menos o tempo é importante, portando só lá em cima pode demorar e negligenciar.

  58. Eu morro de medo da policia…..

    Eu morro de medo do MP

    Eu morro de medo do judiciario

    Eu morro de medo da corregedoria

    Eu não tenho medo do pcc, de traficantes, e afins, pelo menos são bandidos assumidos, do tipo que voce troca tiro, ou mata ou fica vivo, pelo menos é um tipo de bandido conhecido

  59. matheus

    De voce não tenho medo não, voce é um bosta borra botas, amante do delpol bombadinho, de camisetinha rosa

  60. voce é amante daquela fulana que se intitulava corregedora, corregedoria que enfia a mão nas partes intimas das pessoas, e enfia a legalidade no rabo…..voce apoia isso né bombadinho, e enfia a legalidade lá

  61. pelo menos uma única pessoa de toda a polícia civil foi jutiçada, Dr Guerra, do resto, meia dúzia de ladrão de 1,99, e o resto, pobre e pé rapado que não pode pagar advogado, vítimas do famoso mal atendimento, do atendimento ao estilo fast food, bo em 2 minutos, flagrante em 15 minutos

  62. DO RESTO

    NUNCA PRENDEU LADRÃO NENHUM, POIS É SR MATHEUS, A SUA CORREGEDORIA, NÃO PRENDE PEIXE GRANDE, NÃO PRENDE OS TITULARES E SECCIONAIS DA VIDA, EU DUVIDO QUE ESSE LIXO CHEGOU NA DELEGACIA, E PERGUNTOU: DE QUEM É ESSA HILUX, MITSUBISH, AUDI, BMW, E SABE POR QUE NÃO PERGUNTOU: POR QUE É UM BOSTA, BOMBADO, TANTO QUANTO O SR QUE É UM LIXO, CADEIA FOI FEITA PARA TODOS, SE UNS SE CORROMPEM POR 200 REAIS, A CIVIL SE CORROMPE POR 200 MILHÕES, ALIAS, POR ONDE VOCE ANDA SEU ACÉFALO QUE NÃO VE, DESMANCHE, PUTEIRO E CAÇA NIQUEL??

    HIPÓCRITA, MALDITO, NÃO ENXERGA O SEU PRÓPRIO RABO, CANA PARA A ESCRIVÃ DE 200 REAIS, CANA PARA O TITULAR DE 200 MIL, CANA PARA O DETRAN DE 200 MILHÕES, VAI LÁ BIBA PRENDE TODO MUNDO MACHONA, FRANGA

  63. MATEHUS

    EU LANÇO UM DESAFIO, AMANTE DESSE LIXO DE EX CORREGEDORA, QUE FRAUDOU A PROVA DE TIRA E REGULOU O DESABAMENTO DO METRO, ENCHEU O CU DE DINHEIRO, SE VOCE É HOMEM DE VERDADE, COISA QUE VOCE NÃO É, EU TE DESAFIO, A PERCORRER TODOS OS DISTRITOS, E SECCIONAIS, E FOTOGRAFAR TODOS OS CARROS NOS PÁTIOS DOS DISTRITOS E SECCIONAIS, TODAS AS MAQUINUNHAS, TODOS OS DESMANCHES, PUTEIROS, E PONTOS DO JOGO DO BICHO, E MORALIZAR A POLÍCIA CIVIL, BATER DE FRENTE COM PROMOTOR QUE GANHA UMA NOTA COM ISSO TUDO TB, COM JUIZ, COM GOVERNADOR….

  64. Falou tudo Investigador Vala Comum, tá tudo dominado e só pegam coitadinho.

  65. Sejamos honestos com nós mesmo; Quando falamos que o Governo não liga para nós, somos nós mesmo os culpados, pois questão não é o querer do governo e sim a exigência que a instituição ~tem que fazer obrigando assim o governo a cuidar da secretaria, pois ele é compromissado em cuidar bem das intituições, mesmo contra a vontade ou amores por parte dele ou seus secretarios. O problema da Polícia Civil é o acovardamente de autoridades e até mesmo a falta de conhecimento da legislação vigente. Aquele governante que cuida mal , sucateia, abandona, mantém servidores em condições indignas e com escárnios, este governante pode ser submetido á punições legais, por exemplo a improbidade administrativa. Falta para nós é atitude. Uma das providências que podemos inicialmente tomar é realizar uma greve pautada nessas reclamações. Manter servidores Públicos em condições vexatórias, fazendo com ele seja ridicularizado perante a sociedade com salários baixissímos, dando a eles o mínimo de condições para desempenhar sua funções e adquirir bens necessários para su sobrevivência….é crime…o governador passa a ser passivo de sanções administrativas….basta denunciar formalmente junto a assembléia legislativa. Portanto companheiros, nós temos o péssimo habito de reclamar,mas não reclamamos onde poderia tomar providências, porisso que estamos nessa merda….não esperem que os Delegados que ocupam cargos de confiança os façam , pois eles estão bem na cadeira entende? Temos que articular uma greve geral o mais rápido possível e dizer também á alguns sindicatos e associações que eles não irão decidir o nosso futuro. Nós que decidimos nosso futuro….vamos a luta pessoal, março esta ai e é a nossa vez.

  66. POIS É … INFELIZMENTE, IDIOTAS COMO OS DELEGADOS DA CORRÓ, DA ATRAPALHADA – PARA NÃO DIZER OUTRA COISA – AÇÃO ENVOLVENDO A ESCRIPOL “V”, NA PC DE SÃO PAULO, EXISTEM AOS MONTES … POR OUTRO LADO, FELIZMENTE, HÁ UM BOM NÚMERO DE DELEGADOS SENSACIONAIS, PESSOAS REALMENTE ADMIRÁVEIS …
    NO FUNDO, PRÁ SER HONESTO, ACHO QUE NESSA HISTÓRIA TODA, OS CULPADOS NÃO SÃO SÓ OS ENVOLVIDOS DIRATAMENTE NO TAL EPISÓDIO … NÃO PODEMOS NOS ESQUECER DAQUELES QUE “ENSINAM” NA ACADEMIA DE POLÍCIA … NÃO PODEMOS NOS ESQUECER QUE LÁ, O SUJEITO QUE NUNCA FEZ COISA NENHUMA E TEVE TODO TEMPO DO MUNDO PARA ESTUDAR, DEPOIS DE PASSAR NO CONCURSO, APRENDE QUE DELEGADO É DEUS E O RESTO DA CORPORAÇÃO É MESMO RESTO …
    NÃO TENHO DÚVIDAS QUE O CARÁTER DA PESSOA DETERMINA MUITA COISA, MAS TENHO CERTEZA TAMBÉM QUE, SE NA ACADEMIA NÃO COLOCASSEM OS FUTUROS DELEGADOS NUM PEDESTAL, ENSINANDO A ELES QUE NA POLÍCIA SÃO ELES QUE MANDAM E FIM DE PAPO, TALVEZ, COM UM POUCO DE SORTE, ESSA HISTÓRIA PODERIA TER SIDO OUTRA …
    ACHO QUE ISSO TUDO SÓ SERVE PARA MOSTRAR O QUANTO ESTAMOS AFUNDADOS NUM LAMAÇAL SEM FIM …
    ACHO QUE ISSO MOSTRA QUE, PROVAVELMENTE, NOSSA INSTITUIÇÃO RESPIRA POR APARELHOS E COM MUITA DIFICULDADE …
    COMO DIRIA MEU FINADO AVÔ: É O “C´… DA COBRA!”
    VAMOS VER O QUE VAI DAR …

  67. Então, nesta matéria da Isto É, a promotora Luciana, diz que é preciso fato novo para reabrir o processo, então eles tão de blá-blá-blá furado, todos sabemos que a nulidade pode ser reconhecida em qualquer momento, a fita gravada apareceu, não vi nela, em nenhum momento, o bombadinho pegar a grana da V., aliás o X9 que filmava escondeu esta parte da cena, ficou atrás da GCM para não “fuder” a operação e só depois é que o bombadinho mostrou as notas de 50. Ora quer mais para reabrir o caso? Isso vai ficar como está, podem acreditar. Flagrante armado agora tem validade, ao menos é isso que está acontecendo. Na moral, isso vai acabar em pizza, podem acreditar, elesvão dar um jeito.

  68. INVESTIGADOR VALA COMUM

    ESSE MATHEUS DEVE FREQUENTAR O AP DE COBERTURA NA PRAIA, COMPRADO DEPOIS QUE O OFFICE-BOY MORREU NA CRATERA DO METRÔ…

    QUEM É ESSE TROUXA, ALGUÉM SABE ?

    É UM DAQUELES QUE AINDA ESTÃO NO ESTÁGIO PROBATÓRIO, DANDO CANA DE MENTIRINHA EM POLÍCIA ?

    TÁ PUXANDO MUITO FERRO SARADO ?
    OU É VIADO ?

  69. Vejam só, leitores do FLIT.
    O elo que uniu Antonio Ferreira e Inês é antigo:

    “Contemporâneo de CAMÕES e classicista como este, António FERREIRA (1528-1569) compõe a Tragédia de D. Inês de Castro, drama que, sem abrir mão da estrutura clássica, contempla um fato histórico de Portugal. Trata-se, um tal comportamento, de uma renovação do gênero, uma vez que se deixa de lado a mera imitação aos modelos da Antigüidade. A obra de FERREIRA é relevante, ainda, por conferir humanidade às personagens, que longe estão de ser indivíduos de comportamento linear. O trecho a seguir mostra Inês a pedir clemência ao soberano D. Afonso IV. Foi extraído do IV Ato.

    “INÊS – Meu senhor,
    Esta é a mãe de teus netos. Estes são
    Filhos daquele filho, que tanto amas.
    Esta é aquela coitada mulher fraca,
    Contra quem vens armado de crueza.
    Aqui me tens. Bastava teu mandado
    Para eu segura e livre tâ??esperar,
    Em ti e em minhâ??inocência confiada.
    Escusarás, Senhor, todo este estrondo
    Dâ??armas e cavaleiros; que não foge,
    Nem se teme a inocência da justiça.”

    (www.historianet.com.br)

  70. O olhos entreabertos, olhando para os pés, talves fazendo uma reflexão,……. Ela deve estar se perguntando, porque fui fazer uma besteira dessas. Olha o que eu ganhei com isso. O mal nunca vai vencer, todos nós temos conciência disso. Um dia, voce irá olhar para traz e enxergar o que fez de bom e que fez de ruim. Mesmo que voce não seja julgado pelos seus atos, voce mesmo irá se julgar. Quando voce perceber que não é mais aquela pessoa importante, dura, mandona, cheia de poder, e que somente fez o mal,ai voce cairá na real. Até lá vai continuar fazendo o mnal.

  71. Seria muito pedir pra algum colocar as fotos dos dois delegados, principalmente o de vermelho, vulgo “LOBICHOMEN”. Vai que um dia uma merda dessa cruza seu caminho, precisa fazer um BO na sua delegacia, vem pedir por um amigo, almoça no mesmo restaurante que vc, sei lá.

  72. acorda governador os anos de cumbo acabou a coregedoria nao e dops a escriva nao e terrorista eo AI5 foi intinto nosso goverdor nao se chama general medice por acaso por sua coviniencia

  73. `Barbin se sente injustiçado. Disse à ISTOÉ que atuou como delegado na zona leste de São Paulo, mas pedira transferência para a Corregedoria porque pretendia melhorar a corporação.` Melhorar a instituicao?! Nao quiz melhorar a qualidade do atendimento na Zona leste?! Menitoroso e Prevaricador, saiu da sala pq viu o tamanho do problema mais riu muito…Agora segura a onda!

  74. CARO INVESTIGADOR, ESPERO QUE SUA POSTAGEM SIRVA DE REFLEXÃO PARA TODOS OS QUE FIZERAM, FAZEM E FARÃO PARA QUE NOSSA INSTITUÍÇÃO ESTAJA NESSA SITUAÇÃO PAVOROSA, PIOR QUE UM NAVIO SEM RUMO E COM UM COMANDANTE “VESGO”(COM TODO O RESEITO A QUEM É ACOMETIDO DESSE MAL) NO MEIO DE UM FURACÃO E TÁMBEM PARA TODOS NÓS, QUE MESMO DE BOLSO VAZIO, MAIS COM O POUCO DE DIGNIDADE E RESERVA MORAL QUE NÃO CONSEGUIRAM NOS AVILTAR, COBREMOS PROVIDÊNCIAS SOBRE ESTE ESTADO DE DESAMPARO EM QUE NOS PUSERAM.
    CARO INVESTIGADOR VALA COMUM, NÃO PERCA SEU TEMPO COM OS IMBECÍS QUE NÃO SABEM O QUE ESTÃO DIZENDO(POSTANDO), POIS DEVIAM TER IDO FAZER SUAS “DENÚNCIAS PROFILÁXICAS” QUANDO A SUA HEROÍNA ESTAVA LÁ PARA APURA-LAS, SE BEM QUE NUNCA É TARDE PARA SE FAZER JUSTIÇA E É SÓ IR NA CONSOLAÇÃO E DAR NOMES AOS BOIS. FAÇA IAGUAL A MIM , MANDA ELES TOMAREM NO CÚ E JÁ ERA. BALA NELES!!!!!!!!!!!!

  75. SACI PERERE JÁ ERA.
    CAIU DO CASTELO RA TIM BUM !
    VAI PRO IRAQUE COM A SARGENTA TAINHA , MONTAR A GUARDA MUNICIPAL PARA O ANUAR AL SADAT.
    ELA POR SUA VEZ VAI SER CONSELHEIRA DO AL KAEDA, ACONSELHANDO-OS A COMO DESPIR ATRAVÉS DA VIA RÁPIDA, AS BURKAS DAS MULHERES PALESTINAS.
    A ORDEM DO AL KAEDA É QUE TODAS QUE USAM A BURKA TEM DE FICAR SEM CALCINHAS DORAVANTE.

    E VIVA MEUS AMIGOS ÁRABES !

  76. Que cobertura jornalística em Dr.?? Parabéns !!! Casa dia mais admiro o senhor, o blog já é minha letura obrigatória!!!
    Um abração!!!

  77. ONTEM NUMA CHURRASCADA NA GANSOLÂNDIA, UMA PERIQUITA ME CONTOU QUE A EX-DAMA DE FERRO TAVA PERDENDO O PATRIMÔNIO, TAVA TUDO SENDO LEILOADO POR DÍVIDAS TRABALHISTAS NA JUSTIÇA DO TRABALHO. SERÁ VERDADE?

  78. Espero que Movimento Feminista, espero que as entidades de defesa da mulher? Enfim espero que todo mundo se mobilizem.
    Q ela cometeu crime? Sim. Isto é: se não foi um forjado.Mesmo assim, nem por isso teria que se humilhada de forma tão cruel. Revejam o vídeo e vc verá que na hora que a câmera passa pelas costas da guarda Municipal, de repente o que se vê? o delegado com as notas nas mãos, e, curioso: sem estarem amassadas. Mesmo assim, esta não era a punição para ela. Desrespeitaram o princípio da dignidade da pessoa humana, a inviolabilidade da intimidade, a tratou de forma degradante e desrespeitou o direito à integridade moral da presa. Só isso. Quer mais

  79. O imbecil do ANONIMO COM MEDO, que não deve ter o que fazer, posta o link aqui, e como todos nós achamos que os imbecis são os delegados do caso, aparece mais esse aí. Ta louco….
    Foto sem rosto???? Pra isso temos o vídeo seu imbecil.
    Palhaço!

  80. ” Doutorrrrrr!!!! Doutorrrrrrr !!! Doutooooooooor!!!!!! Tão filmando a minha periquiiiitaaaaaaaaa “

  81. Dr.Guerra,

    Pedir perdão,para quem foi conivente,para quem prevaricou,homenagear,postar orquídeas,para aquela que acobertou, a tortura.Foi demais,tenho que desabafar.
    Não posso perdoar.Pode censurar ,caso queira,nada mais me surpreende, não consigo entende-lo.Aliás,ninguém entendeu.
    Eu como mulher,não aceitei e não aceito essa básica regrinha:
    “Amigo meu não tem defeito,mas inimigo ,caso não tenha defeitos eu invento.”

    Mas ainda há muito para se fazer, cobrar,exigir no sentido de que a constituição seja respeitada neste estado caótico.Matéria de André Caramante:

    Escorregou…, caiu, caiu! Mas e o Secretário?

    Posted: by vidapolicial in André Caramante

  82. Mas que ela pegou o dinheiro…. ela pegou….A atitude dos Delegados esta errada, e devem ser punidos… a prova foi conseguida de forma ilícita e deve ser retirada dos autos… e ela voltará … infelizmente…de ladra, corrupta, e estelionatária… sem vergonha… a vítima… mas que pegou pegou….

  83. O PINTO SABIA DE TUDO…

    E NÓS SABEMOS QUE O PINTO SABIA!!!
    QUERO VER SE O PINTO É DURO MESMO PRÁ ASSUMIR QUE SABIA!
    PELAS SUAS DECLARAÇÕES, JÁ DEU PRÁ VER QUE NÃO É TÃO “DURO” ASSIM!
    MAS, NÓS SABEMOS QUE O PINTO SABIA!!!
    A “TIA” É MAQUIAVÉLICA E MALDOSA POR NATUREZA!
    TEM PRAZER EM PREJUDICAR E “MANDAR PRÁ RUA”!
    MAS, É INOCENTE! INOCENTE COMO POLICIAL!
    EU EXPLICO: É INOCENTE EM ACREDITAR EM POLÍTICO E NA POLÍCIA!
    ACREDITOU NO PINTO! ACREDITOU QUANDO ELE LHE DISSE QUE ELA TINHA CARTA BRANCA PARA COMETER TODO TIPO DE ATROCIDADES CONTRA POLICIAIS CIVIS QUE “ELE SEGURAVA TUDO”!!!
    A “INOCENTE” ACREDITOU!!!
    E QUANDO DEU A “DIARRÉIA”, O PINTO ALEGOU QUE NÃO SABIA DE NADA, E SÓ TOMOU CONHECIMENTO ATRAVÉS DA IMPRENSA, E IMEDIATAMENTE MANDOU AFASTAR OS DELEGADOS ENVOLVIDOS.
    MAS, NÓS SABEMOS QUE O PINTO SABIA!!!
    OUVÍ DIZER QUE TEM MAIS UM VÍDEO QUE VAI CIRCULAR EM BREVE, ONDE MOSTRA UM TIRA DO DEIC ALGEMADO PELA CORRÓ COM AS MÃOS PRÁ TRÁS, E TOMANDO TAPA NA CARA!
    VAMOS AGUARDAR PRÁ VER SE O COLEGA VAI MESMO JOGAR NA INTERNET!
    O QUE ME INCOMODA É O FATO DO PINTO AINDA ESTAR NO CARGO!
    POIS, ONDE A GALINHA VAI, O PINTO VAI ATRÁS NÉ?
    E NÓS SABEMOS QUE O PINTO SABIA!!!

  84. Caros colegas:

    A audiência da escrivã na justiça é dia 23 de março,e é uma audiencia una,ou seja todos estaram presentes,e ninguem sabe o que se passa na cabeça do juiz,poderam sair todos presos,por tortura e outros crimes,contra a escrivã,vamos mobilizar a imprensa,quando estiver perto da audiencia,para que essas pessoas sejam efetivamente punidas,pelo que fizeram.

  85. Estes delegados QI de ameba queriam ver a xereca da
    escrivã, agora vão sentir a dureza do Pinto. Lá no
    fundo, eu acho que é isto que eles queriam desde o
    começo.

  86. Ao promotor e ao juiz do caso escabroso da escrivã.
    Uma aula de direito por Vladimir Aras-Promotor Justiça federal(de VERDADE),o mestre conhece e explica,

    Este caso tenebroso da escrivã de Parelheiros foi para a gaveta por obra do Ministério Público e do Poder Judiciário. A Constituição, o Código de Processo Penal e a doutrina apontam alternativas para tirá-lo do limbo e mostram que a chave desta gaveta está com o Ministério Público. Esta revista indiscreta não pode ficar no arquivo morto.

  87. Ao promotor e ao juiz do caso escabroso da escrivã.
    Uma aula de direito por Vladimir Aras-Promotor Justiça federal(de VERDADE)
    BLOG Do VLAD-

    Enfim, este caso tenebroso da escrivã de Parelheiros foi para a gaveta por obra do Ministério Público e do Poder Judiciário. A Constituição, o Código de Processo Penal e a doutrina apontam alternativas para tirá-lo do limbo e mostram que a chave desta gaveta está com o Ministério Público. Esta revista indiscreta não pode ficar no arquivo morto.BLOG DO VLAD_

    sustento que a decisão de arquivamento não deve produzir efeitos em casos como o de Parelheiros porque o Ministério Público não concedeu à vítima a oportunidade de se manifestar previamente acerca do encerramento da investigação. Em tempos novos nos quais a vítima passa a ter os seus interesses considerados no processo penal, é muito estranho que o MP, ainda que dominus litis, ponha fim a um caso criminal sem dar qualquer satisfação à vítima e sem colher-se as razões para eventual avaliação pelo Judiciário ou pelos órgãos de revisão do próprio Ministério Público. Nesta linha, pode-se dizer que a decisão de arquivamento não produz efeitos por não ter assegurado à vítima os direitos de ciência e participação prévias. O fato de não haver previsão legal para que haja notificação prévia da vítima não invalida a tese, que se sustenta antes na Constituição brasileira e na Convenção Americana de Direitos Humanos, que impõem ao Estado o dever de investigar, processar e punir violações de direitos humanos. Este quadro elimina a legitimidade da decisão de arquivamento. Basta comparar o sistema de arquivamento criminal com o que se passa com o inquérito civil para perceber a discrepância. Neste último modelo, costuma-se dar voz ao interessado na apuração quando do arquivamento do apuratório cível. Na esfera criminal, que apura eventos muito mais graves, não existe esta praxe.

  88. TEM QUE ACABAR COM CORREGEDORIA , TEM QUE TER UM FIM , ESTA CHEIO DE LADROES NA CORREGEDORIA DA POLICIA CIVIL, TEM CASOS QUE POR 20 MIL REAIS O PA NAO DAR EM NADA , COMO DISSE DOUTOR MAREY PROCURADOR , A POLICIA CIVIL TEM MEDO DE SER ENVESTIGADA , SO TEM FILHA DA PUTA CORRUPTOS , RATOS E LADROES , QUE ESTAO LA PORQUE ROUBARAM PRA CARALHO NAS RUAS , EH ESTAO SENTADOS ATRAS DE AR ,ALGUNS CONTINUAM RECEBENDO O DINHEIRO DO BICHO , EH ESTAO LA GOZANDO COM O DINHEIRO PUBLICO , VAO TOMAR TODOS NO CU.

  89. PESSOAL,VAMOS TOMAR CUIDADO ESTÃO USANDO DE MEIO ARDILOSO PARA ACABAR COM A CREDIBILIDADE DESTE FLIT PARALISANTE,A ESTRATÉGIA É DESCREDIBILIZAR COM TEXTO DIFAMADORES E QUE JOGAM NOSSO ENTUSIASMO PRA BAIXO.AGORA QUE ESTAMOS TENDO OPORTUNIDADE DE NOS MANIFESTAR,NÃO DEIXAMOS QUE SE APODEREM DE NOSSA FERRAMENTA DE PROTESTO.A LUTA CONTINUA!

  90. É por esses tipos de policiais DESPREPARADOS que estamos depositando nossa segurança!
    A justiça então… O que falar dela. Esse juiz “polemico” Deveriam dar outro nome ao invez de “polemico”. Palavras que nem irei pronunciar aqui.

    É o brazilzilzil da corrupção e mensalão.

  91. Enquanto queremos ser politicamente corretos estamos sendo politicamente otários, bandido tem que ser tratado como bandido, e essa mulher é uma picareta, o povo ta preocupado porque ela ficou sem roupa, e o dinheiro que ela recebeu que tava dentro da calcinha isso é muito legal na lei não é verdade.

  92. Onde esta a justiça, até hoje este estupidos ainda continuam a ESTUPRAR MULHERES, POIS ISTO CARACTERIZA ESTUPRO. onde esta justiça, esta na hora de voltarem a meteria pois nada aconteceu com os violadores.
    alem de divulgarem o video na internet e o constrangimento da escrivã sendo esposta a tarados.

  93. Defendo a atitude do delegado corregedor!!! Esta escrivã que envergonha a categoria dos policiais civis!! lugar de ladra e daqueles que cometem peculato é na prisão!!

Os comentários estão desativados.