NÍVEL UNIVERSITÁRIO – Reunião com o deputado CAMPOS MACHADO 150

Enviado em 04/04/2012 as 21:59 – CAMPOS MACHADO N.U.

VENHO REPRODUZIR O CONVITE A TODOS OS COLEGAS QUE DIA 09/04/2012 SEGUNDA -FEIRA QUE VEM, ÁS 10:00 DA MANHÃ, HAVERÁ REUNIÃO COM TODOS OS INVESTIGADORES E ESCRIVÃES DE POLICIA NA SEDE DA AIPESP, PARA DEBATERMOS ASSUNTO RELACIONADO AO NOSSO NÍVEL UNIVERSITÁRIO. QUEM PRESIDIRÁ O DEBATE SERÁ O DEPUTADO CAMPOS MACHADO.

DEVEMOS NOS UNIR E EXPOR IDÉIAS A SEREM APRESENTADAS PARA COMISSÃO QUE SE FORMARÁ, BEM COMO, PROPOSTAS AO GOVERNADOR. NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

 Av. Cásper Líbero, 535 – Luz – São Paulo – PABX: (011) 3228-7489 / 3229-1535 / 3313-5630 / 3313-5634

  1. agora vai, o piruquinha tá na fita.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk o cara é o maior 171 kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk inimigo nº do pinto

  2. CHAMEM OS BOMBEIROS. É MUITA FUMAÇA !!!!!! ASSIM NINGUÉM AGUENTA !!!!!COF, COF, COF !!!

  3. Tá na hora de engrossarmos o coro e mostrar que queremos dignidade na carreira. Não adianta pessimismo. Vamos deixar a pouca fé para quem não precisa de aumento e para os invejosos que não querem a nossa melhora. Se não for ninguém nessa reunião é porque ninguém nas carreiras precisam de salário. A hora é esta…

  4. De duas uma: ou somos inteligentes demais ou estão tentando subestimar nossa capacidade de interpretar.

    A lei que cria o NU já foi promulgada e publicada há mais de tres anos.
    Isto posto deveria ser efetuado o enquadramento automático.

    Durante esses anos todos nehuma associação se preocupou em, ao menos, interpelar judicialmente o governador para o seu cumprimento. (HÁ…ASSOCIAÇÕES NÃO TEM PODERES PARA REPRESENTAR ASSOCIADOS EM JUÍZO- ME CORRIJAM SE ISTO ESTIVER ERRADO. E, SE ESTIVER HOUVE OMISSÃO)

    Se existe uma lei e não foi cumprida vou debater o que?

    Se o governador não ´tem interesse nenhum em mandar enquadrar imediatamente investigadores e escrivães vou propor o que?

    da maneira como as coisas são colocadas acho que realmente não tenho capacidade nenhuma para entender as coisas.

    o presidente dessa associação deveria informar, ao menos, algumas propostas que ele vai levar ao governador para que ele cumpra a lei.

  5. Vcs soh podem estar brincando! Realmente eu nao quero crer que policiais possam ser assim tao ingenuos….por isso que a seguranca publica esta assim…por favor digam que vcs estao brincando….!

  6. Quero crer que nesta reunião será discutido apenas duas pautas: a primeira, quais serão os valores do salário base, e lógico, igualdade no ALE NU; segundo, urgência na formação da comissão. Mais uma vez sendo otimista, para discutir, ou melhor dizendo, chegar a estes denominadores não precisa de muito tempo. Basta alguns minutos. Então, a tal comissão pode ser formada aos 44 minutos do segundo tempo. No mais não há o que discutir nesta reunião. As falácias políticas podem ser elocubradas, divagadas, e eternizadas no resto do tempo desta reunião.

  7. OTIMISTA EM CERTO MOMENTO.
    VALOR SALÁRIO BASE: ESTÁ NA LEI
    IGUALDADE NO ALE NU: ESTÁ NA LEI
    URGÊNCIA FORMAR COMISSÃO: PRÁ QUE? E, ADEMAIS A URGÊNCIA TERIA QUE SER DECIDIDA NO LOCAL ONDE EXERCE O MANDATO O DEPUTADO, OU SEJA NA ASSEMBLÉIA E ISTO NÃO OCORREU E O PRAZO, PODES CRER, JÁ EXPIROU.
    ASSIM: REUNIÃO PRÁ QUE?
    OTIMISTA SIM TEREMOS QUE SER EM RELAÇÃO A OPERAÇÃO PADRÃO.

    UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: O DEPUTADO É DA BASE GOVERNISTA OU OPOSICIONISTA?

  8. QUERO ANOTAR QUANTOS COMPARECERÃO NESTA REUNIÃO. COMO CONHECEDOR DAS CARREIRAS, POSSO PREVER MEIA DÚZIA DE ESCRIBAS PRESENTE! DUVIDO QUE OS ESCRIBAS DEIXARÃO SEU QUADRADO PARA REUNIR COM UM DEPUTADO QUE SE DIZ AMIGÃO DO GERALDO ALCKIMIM E DESAFETO DO FERREIRA PINTO. QUANTO OS INVESTIGADORES, DUVIDO TAMBÉM SE COMPARECERÁ UMA DÚZIA, SABEMOS QUE A MAIORIA ESMAGADORA CUIDA MESMO É DOS “CORRES” E ESTÃO POUCO PREOCUPADOS COM ESSA REUNIÃO….. SÓ PARA ANTECIPAR, NÃO HAVERÁ OPERAÇÃO PADRÃO COISA NENHUMA, SABEMOS QUE ESSAS DUAS CARREIRAS NÃO TEM SACO ROXO PARA FAZER ISSO! PARA ENCERRAR……QUANDO O SECCIONAL MANDAR ANOTAR OS NOMES DAQUELES QUE QUEREM IR Á TAL REUNIÃO AI HAJA BANHEIRO! ESTOU FALANDO ASSIM NÃO É PARA GORAR NADA NÃO, É PORQUE EU CONHEÇO VOCÊS….PSIU .. SEM O RESTOPOL VOCÊS NÃO FAZEM NADA!!!!

  9. O campos machado ja faz o que tinha que fazer, ja colocou muitos tiras no detran, fazendaria, dppc, ja deixou muios ricos, e agora que o pinto, fudeu e tirou o poder dele, agora quer puxar nosso saco.

    Fora deputado mandando na Policia

    Menos poitica e mais SEGURANÇA

  10. NALDO.
    O DEPUTADO PODE SER AMIGO DO GOVERNADOR MAS SE ESQUECEU, NESSES TRES ANOS DA PROMULGAÇÃO DA LEI DO NU DE AVISAR O GOVERNADOR, SEU AMIGO, PARA CUMPRÍ-LA.

    NÃO PRECISAMOS DE REUNIÃO E SIM DO ENQUADRAMENTO IMEDIATO E, PARA ISTO NÃO PRECISA DE REUNIÃO. BASTA O DEPUTADO IR NO GOVERNADOR E PEDIR QUE ELE ASSIM O FAÇA.

    O RESTO É CONVERSA FIADA.

    SE VOCE FAZ PARTE DAS DEMAIS CARREIRAS NÃO A ACHINCALHE COLOCANDO TERMO PEJORATIVO NELAS.

  11. Ué!! Marcaram para dia 9 de Abril? Pra ouvir mentiras não teria sido melhor no dia 01 de Abril, que já passou ? Acho que o Campos Machado errou o dia ! Fui… pro bico !

  12. Senhores, o governador na dá nada automaticamente. Tem que ter um pouquinho de pimenta no olho dele. Todos os direito que tenho, de acordo com a lei, eu tenho pleiteado no judiciário. Se vou receber, aí são outros quinhentos. No mais acho que a tal reunião pode surtir algum efeito. Agora, se vai ou não isto não importa. O que não podemos é ser pessimista o tempo todo. Para mim, alimentar-me de otimismo me faz bem. O resto é resto e não vou me preucupar com as reais intenções do Campos Machado. Vou estar presente nesta tal reunião e comprovar que estes senhores querem. Se possível vou dar alguns palpites, ainda que não sejam ouvido.

  13. O alvo deles era Dilma
    A carreira política do senador Demóstenes Torres era manipulada por Carlinhos Cachoeira para ampliar seus negócios e se aproximar do Planalto
    ANDREI MEIRELES E MURILO RAMOS

    inShare
    | |

    Cachoeira pediu a Demóstenes para interceder no STF para Marcelo Miranda assumir como senador
    Como qualquer empresa, as organizações criminosas têm seus planos de sobrevivência e expansão. O grupo do empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, inovou em muita coisa, mas não nesse aspecto. Cachoeira tinha negócios escusos e planos de novos empreendimentos em Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Tocantins, onde contava com a ajuda de políticos e agentes públicos, de acordo com as investigações da Polícia Federal. Mas Cachoeira queria mais. Conversas telefônicas entre Cachoeira e o senador Demóstenes Torres (ex-DEM, agora sem partido), gravadas com autorização judicial e obtidas com exclusividade por ÉPOCA (ouça os áudios ao fim desta reportagem), mostram que os dois planejavam se aproximar de alguma forma do Palácio do Planalto. Numa das ligações captadas, Cachoeira orienta Demóstenes a aproveitar um convite para trocar o DEM pelo PMDB, com o propósito de se juntar à base de apoio do governo e se aproximar da presidente, Dilma Rousseff. “E fica bom demais se você for pro PMDB… Ela quer falar com você? A Dilma? A Dilma quer falar com você, não?”, pergunta Cachoeira. Demóstenes responde: “Por debaixo, mas se eu decidir ela fala. Ela quer sentar comigo se eu for mesmo. Não é pra enrolar”. Cachoeira se empolga: “Ah, então vai, uai, fala que vai, ela te chama lá”. Como se fosse um bom subordinado, Demóstenes acata a recomendação.
    Quando esse diálogo ocorreu, no final de abril de 2011, Demóstenes estava em plena negociação com caciques do PMDB, como os senadores Renan Calheiros e José Sarney, para mudar de legenda. Um dos maiores opositores do governo – e carrasco de petistas acusados de corrupção – tencionava aderir ao governo do PT. Segundo dirigentes do PMDB, àquela altura a mudança de partido já tinha o aval do Palácio do Planalto. Tudo nos bastidores, porque em público Demóstenes continuava oposicionista. As gravações mostram agora que um dos objetivos da radical troca de lado era estar mais bem situado para ajudar o esquema de Cachoeira.
    saiba mais
    Senador Demóstenes Torres pede desfiliação do DEM
    O legislador e o fora da lei
    Senador Demóstenes Torres tinha rádio exclusivo para falar com Cachoeira
    As ligações de Carlinhos Cachoeira com políticos
    O bicheiro que assusta os políticos
    O plano de Cachoeira de se aproximar do governo deu errado. Demóstenes, ao que tudo indica, ficou com receio de acabar alijado do Congresso. Ele estava convencido de que a cúpula do DEM pediria à Justiça a cassação de seu mandato por infidelidade partidária. A assessoria do Palácio do Planalto afirma que a presidente, Dilma Rousseff, não falou com Demóstenes desde que assumiu a Presidência.
    Cachoeira, preso pela Polícia Federal na Operação Monte Carlo, em 29 de fevereiro, está trancado no presídio federal de Mossoró, Rio Grande do Norte. No ano passado, quando ainda em liberdade, ele tinha outro projeto concreto, além da aproximação de Dilma. Sua intenção era conseguir apoio do PMDB para que Demóstenes chegasse um dia a ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Seria um ativo inestimável para suas atividades.
    De acordo com as gravações, o STF já era alvo de ações de Cachoeira. Na mesma conversa em que fala sobre Dilma, ele pede a Demóstenes para tentar influenciar uma decisão do ministro Luiz Fux, do STF. Estava na mesa de Fux um recurso do ex-governador do Tocantins Marcelo Miranda, impedido de assumir uma vaga para a qual fora eleito no Senado, por ter sido condenado por “abuso de poder político” na eleição de 2006. “Ele (Miranda) é um cara nosso”, afirma Cachoeira a Demóstenes. Miranda recorreu ao STF, e Demóstenes prometeu atender ao pedido de Cachoeira e ajudar. O ministro Fux afirma não ter sido procurado por Demóstenes. “O senador não falou comigo sobre isso”, disse Fux a ÉPOCA. “Se ele tivesse me procurado, eu o teria recebido, sem nenhum problema.” Em uma primeira decisão, Fux deu ganho de causa a Miranda. Dez dias depois, mudou sua decisão e cassou o registro da candidatura. “Depois que fui informado de que ele havia sido cassado na Justiça Eleitoral por abuso de poder político, e não pela Lei da Ficha Limpa, eu modifiquei a decisão”, afirmou Fux.

    OUSADIA
    Cachoeira, Demóstenes e a transcrição do diálogo. Cachoeira queria que Demóstenes mudasse para o PMDB para se aproximar do Planalto e falar com a presidente, Dilma Rousseff. Não deu certo (Foto: Celso Junior/AE e Sergio Lima/Folhapress)
    Outra gravação revela que, entre uma e outra decisão de Fux, houve tempo para a turma de Cachoeira comemorar a vitória parcial. A conversa ocorreu entre Cachoeira e Cláudio Abreu, diretor agora afastado da Delta Construções, apontado pela polícia como sócio de Cachoeira numa empresa. Num papo cheio de intimidades, um empolgado Abreu chama Cachoeira carinhosamente de “viado” e “desgramado”. Ele o avisa da decisão sobre Miranda. “Chefia, o Marcelo Miranda é senador”, diz Cláudio. “O bom é que eu sei que ele vai ser procurador seu e meu, né?”
    Na mesma conversa, Abreu e Cachoeira emendam outro assunto de estratégia político-empresarial no Tocantins. Abreu defende que a parceria com Miranda não represente uma ruptura com o adversário dele, o ex-senador Eduardo Siqueira Campos. Eduardo é secretário de Relações Institucionais no governo chefiado por seu pai, José Wilson Siqueira Campos, conhecido como Siqueirão. Cachoeira questiona se vale a pena continuar apostando em Eduardo Siqueira. “Eduardo também é bom, Carlinhos. Não pode falar mal dele não, cara”, diz Abreu. “Ele mandou dar o negócio pra nós lá: a inspeção veicular do Tocantins.”
    Eduardo Siqueira Campos nega ter destinado um contrato para beneficiar empresa ligada a Cachoeira e Abreu. “Não há ainda definição sobre quem executará o serviço de inspeção ambiental em Tocantins”, afirma. Miranda nega ter pedido ajuda a Cachoeira, a Cláudio Abreu ou a Demóstenes para ter sucesso no STF. “Estou surpreso de ver meu nome citado por essas pessoas”, diz ele. “Cachoeira, por exemplo, eu mal conheço, só o cumprimentei uma vez.”
    O Palácio do Planalto tem procurado se manter distante do assunto Cachoeira. Assessores da presidente Dilma avaliam que as denúncias podem paralisar o Congresso, com investigações sobre envolvimentos de parlamentares. Até agora, além de Demóstenes, cinco deputados aparecem nas investigações. O Planalto sabe que o governo de Goiás e o do DF serão os mais afetados pelo que ainda pode vir à tona. Governado pelo petista Agnelo Queiroz, o DF é uma preocupação do PT.
    Em outra conversa captada pela polícia, Cachoeira e Abreu discutem a possibilidade de a Delta Construções obter um contrato na agência do governo de Brasília responsável pelo transporte público, a DF Trans. Cachoeira queria que a Delta fosse agraciada com um contrato de R$ 60 milhões para atuar no sistema automatizado de cobrança de passagem nos ônibus. Segundo ele, seria possível aumentar o valor do contrato em 30%. Cachoeira pede a Abreu que fale em nome da Delta porque “aí pesa mais”. A Delta afirmou que desconhece qualquer assunto relativo ao DF Trans e afirma não ter contratos com a estatal.

    NEGÓCIOS
    O governador de Goiás, Marconi Perillo (ao lado), o iate Casino Princesa e a transcrição da conversa captada pela PF. Cachoeira tinha interesses na área de obras do governo Perillo. Em Miami, comprou um cassino iate por uma pechincha (Foto: Monique Renne/CB/D.A Press e reprodução)
    Cachoeira também foi recebido por Jayme Rincón, presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), uma espécie de secretaria responsável pelas obras em Goiás. Rincón foi um dos principais arrecadadores de dinheiro para a campanha eleitoral do governador Marconi Perillo (PSDB) em 2010. Ele é citado no inquérito da PF como alguém que conversou sobre a venda de uma casa com o ex-vereador tucano Wladmir Garcez. Segundo a Polícia Federal, Garcez é um dos principais assessores de Cachoeira.De acordo com Rincón, Cachoeira foi à Agetop acompanhado de Garcez e de um empresário do Tocantins. Segundo a PF, Garcez servia de intermediário nas conversas entre Cachoeira e Perillo e ajudou o governador a vender uma casa num condomínio nobre de Goiânia. Cachoeira morava nessa casa quando foi preso pela PF. Rincón disse a ÉPOCA que conhece Garcez, mas que jamais tratou sobre negociação de qualquer casa com ele.
    Diante das crescentes denúncias envolvendo personagens da política de Goiás, Cachoeira começou a provocar baixas no governo goiano. Na terça-feira, Eliane Pinheiro, chefe de gabinete do governador Perillo, pediu para ser exonerada. Dias antes, ÉPOCA revelou que Eliane fora flagrada pela polícia em conversas com Cachoeira. Ela soube por Cachoeira que a PF iria à casa do prefeito de Águas Lindas, Geraldo Messias (PP), e o avisou. Diante do alerta, Messias fugiu.
    O senador Demóstenes Torres tem preferido o silêncio. Seu advogado, Antônio Carlos Almeida Castro, o Kakay, disse que pedirá ao STF a anulação das provas em mãos da PF, especialmente as escutas telefônicas. Segundo Kakay, o STF deveria ter sido comunicado da investigação imediatamente após a descoberta do envolvimento de Demóstenes. Como senador, ele só pode ser investigado com autorização do Supremo. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirma que os procedimentos da polícia e as escutas são legais.
    Demóstenes foi levado, pela cúpula do DEM, a deixar o partido, na terça-feira. Por muitos anos, ele foi uma importante fonte de credibilidade e votos para a legenda. Agora, Demóstenes tenta retardar seu processo no Conselho de Ética do Senado. Conversou com o presidente da Casa, José Sarney, e com o líder do PMDB, Renan Calheiros. A presidência do conselho está vaga, e ninguém quer a posição. Os três conselheiros do PMDB – Renan Calheiros, Edison Lobão Filho e Romero Jucá – já foram protagonistas de escândalos. “Me deixa fora dessa!”, diz Lobão Filho. “Me botaram lá no conselho contra a minha vontade.”
    A partir da investigação da PF é possível inferir que Cachoeira tinha uma estratégia ambiciosa. A crise financeira de 2008 abriu oportunidades nos Estados Unidos – e Cachoeira não as desperdiçou. Amigos afirmam que Cachoeira comprou um cassino instalado num iate de luxo, de 200 pés, o Casino Princesa. De acordo com a PF, Cachoeira e o empresário Mauro Sebben negociavam a compra de outro barco cassino, o Big Easy. No auge da crise, ofereceram uma ninharia. Os antigos donos haviam investido cerca de US$ 40 milhões no barco, mas não conseguiram pagar as contas. Numa conversa gravada pela PF em novembro de 2008, Sebben diz que o “velho”, sócio dele e de Cachoeira nos EUA, propôs que fizessem uma oferta de US$ 2 milhões. “É excelente. Mas não podemos pagar mais do que dois”, afirma Cachoeira. Na mesma época, numa conversa, Cachoeira e Sebben avaliam a compra de um contrato da empresa Multimedia Games com a loteria de Nova York. Sebben calcula que o faturamento anual seria de US$ 10 milhões. Os planos de Cachoeira não tinham limites – financeiros, geográficos ou políticos.
    Escuta de 27 de abril de 2011
    Carlinhos Cachoeira e Demóstenes Torres

    Carlinhos Cachoeira pede a Demóstenes para ajudar o ex-governador de Tocantins Marcelo Miranda (PMDB) no Supremo Tribunal Federal, para que ele pudesse tomar posse como senador (nas eleições de 2010, Miranda foi o segundo mais votado do Estado, mas não pôde tomar posse por causa da Lei da Ficha Limpa).

    ………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Demóstenes consulta Cachoeira sobre uma possível mudança de partido. O senador diz que pensava em deixar o DEM.

    ………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Cachoeira estimula o senador a trocar o DEM pelo PMDB para se aproximar da presidente Dilma Rousseff.

    ………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Escuta de 4 de maio de 2011
    Carlinhos Cachoeira e Cláudio Abreu, ex-diretor da Delta Construções

    Cachoeira e Cláudio Abreu falam sobre o ex-governador de Tocantins Marcelo Miranda (PMDB-TO) – segundo mais votado para o Senado em 2010 – e a respeito do secretário de Relações Institucionais de Tocantins e ex-senador, Eduardo Siqueira Campos (PSDB-TO).

    ………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Escuta de 18 de novembro de 2008
    Carlinhos Cachoeira e Mauro Sebben, empresário

    Os dois conversam sobre negócios relacionados a uma loteria em Nova York.

    ………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Cachoeira e Mauro Sebben falam da eleição de Maguito Vilela (PMDB-GO) para a prefeitura de Aparecida de Goiânia (GO) e a influência de Maguito no Banco do Brasil.

    ………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Mauro Sebben fala a Cachoeira sobre a oferta de um barco de US$ 40 milhões. A ideia é comprá-lo para ser usado como cassino no Brasil.

  14. SE REUNIÃO ADIANTASSE ALGUMA COISA, O SISTEMA PRISIONAL TAVA SEM NENHUMA ZICA.
    ESSE nobre deputado E SEUS ASSECLAS NOS FIZERAM DE PALHAÇO E MOTIVO DE CHACOTAS(ONDE JÁ SE VIU N.U. GANHAR MENOS QUE PM ACOMODADO E CARREIRA DE NÍVEL MÉDIO). AGORA QUER APARECER DE NOVO, JÁ QUE OUVIU QUE MEIA DÚZIA DE GATOS PINGADOS(ESPERO ESTAR ENGANADO COM OS NÚMEROS) RESOLVERAM COBRAR PELO CUMPRIMENTO DA LEI QUE ELE AJUDOU A APROVAR, MAS NÃO A CUMPRIR E DEPOIS, SE SAIR ALGO DE BOM, PAGAR DE PAI DA CRIANÇA. DESSES VERMES NÃO ESPERO NADA. SÓ A NOSSA FORCA E UNIÃO FARÁ ESSE governo(?) CUMPRIR A SUA OBRIGAÇÃO LEGAL. E QUANTO AOS QUE TEIMAM EM CHAMAR TODOS OS ESCRIVÃES DE PREGUIÇOSOS E OS INVESTIGADORES DE “CORRERIA”, DEVERIAM, SE DA CARREIRA, COBRA-LOS POR UMA POSTURA MAIS DECENTE, E DE NÃO FOREM DAS CARREIRAS CITADAS, ESTUDAREM MAIS,FAZEREM CONCURSO, PASSAREM OU ENTÃO DEIXAR A INVEJA DE LADO, JÁ QUE ISSO,NO MINÍMO É PECADO CAPITAL. UM ABRAÇO.BALA NELES!!!!!!!!!!!!!

  15. É claro que precisamos participar e estarmos presentes na reunião do dia 9 pf., onde estará o Deputado Campos Machado e na ocasião deveremos arguir eventuais dúvidas e cobrarmos uma atitude efetiva do Deputado. Agora, ficar fazendo gracinhas neste blog é coisa para que não tem o que fazer ou para quem está muito bem de situação, ou trabalhando em “lugares bons” ou tendo bicos satisfatórios.Vamos todos participar dessa reunião e unirmos as nossas vozes visando uma resposta do Governador, via Deputado Campos Machado. Temos que acreditar e parar com estas brincadeirinhas que cada vez mais estão ficando comuns neste blog. Não é hora para brincadeiras.

  16. DEPUTA…PUTA…DOS :O campos machado ja faz o que tinha que fazer, ja colocou muitos tiras no detran, fazendaria, dppc, ja deixou muios ricos, e agora que o pinto, fudeu e tirou o poder dele, agora quer puxar nosso saco.
    Fora deputado mandando na Policia
    Menos poitica e mais SEGURANÇA

    Puta que paril…….., a te que enfim alguem falou alguma coisa que é verdade.

  17. O Velho, vamos deixar de ser acéfalos, ta na hora de parar de acreditar em historinhas….

    Ta parecendo corno, sempre carente porque a mulher vive “metendo” galhadas, ai qualquer um, para te consolar, diz: Vc não e chifrudo…., isso é coisa da sua cabeça.
    O boizao acredita.

  18. Josep :
    É claro que precisamos participar e estarmos presentes na reunião do dia 9 pf., onde estará o Deputado Campos Machado e na ocasião deveremos arguir eventuais dúvidas e cobrarmos uma atitude efetiva do Deputado. Agora, ficar fazendo gracinhas neste blog é coisa para que não tem o que fazer ou para quem está muito bem de situação, ou trabalhando em “lugares bons” ou tendo bicos satisfatórios.Vamos todos participar dessa reunião e unirmos as nossas vozes visando uma resposta do Governador, via Deputado Campos Machado. Temos que acreditar e parar com estas brincadeirinhas que cada vez mais estão ficando comuns neste blog. Não é hora para brincadeiras.

    Realmente…. Só não se esqueça que é ano eleitoral!!!!! Mesmo sendo pra vereador, interessa pra um deputado que é Presidente Estadual do Partido….

  19. APARECIDO LOUREIRO JANNONE :
    De duas uma: ou somos inteligentes demais ou estão tentando subestimar nossa capacidade de interpretar.
    A lei que cria o NU já foi promulgada e publicada há mais de tres anos.
    Isto posto deveria ser efetuado o enquadramento automático.
    Durante esses anos todos nehuma associação se preocupou em, ao menos, interpelar judicialmente o governador para o seu cumprimento. (HÁ…ASSOCIAÇÕES NÃO TEM PODERES PARA REPRESENTAR ASSOCIADOS EM JUÍZO- ME CORRIJAM SE ISTO ESTIVER ERRADO. E, SE ESTIVER HOUVE OMISSÃO)
    Se existe uma lei e não foi cumprida vou debater o que?
    Se o governador não ´tem interesse nenhum em mandar enquadrar imediatamente investigadores e escrivães vou propor o que?
    da maneira como as coisas são colocadas acho que realmente não tenho capacidade nenhuma para entender as coisas.
    o presidente dessa associação deveria informar, ao menos, algumas propostas que ele vai levar ao governador para que ele cumpra a lei.

    Eu acho que o colega realmente não entendeu.A reunião é exatamente para que se possa debater propostas, logo, não há como qq associação levar propostas que ainda não foram debatidas, além do mais nós todos ficamos metendo o pau nas associação pq nunca nos ouvem, mas quando elas nos chamam a participar de forma aberta do debate tbem ficamos insatisfeitos.

  20. ENTRE DEUS E O DIABO. :
    SE REUNIÃO ADIANTASSE ALGUMA COISA, O SISTEMA PRISIONAL TAVA SEM NENHUMA ZICA.
    ESSE nobre deputado E SEUS ASSECLAS NOS FIZERAM DE PALHAÇO E MOTIVO DE CHACOTAS(ONDE JÁ SE VIU N.U. GANHAR MENOS QUE PM ACOMODADO E CARREIRA DE NÍVEL MÉDIO). AGORA QUER APARECER DE NOVO, JÁ QUE OUVIU QUE MEIA DÚZIA DE GATOS PINGADOS(ESPERO ESTAR ENGANADO COM OS NÚMEROS) RESOLVERAM COBRAR PELO CUMPRIMENTO DA LEI QUE ELE AJUDOU A APROVAR, MAS NÃO A CUMPRIR E DEPOIS, SE SAIR ALGO DE BOM, PAGAR DE PAI DA CRIANÇA. DESSES VERMES NÃO ESPERO NADA. SÓ A NOSSA FORCA E UNIÃO FARÁ ESSE governo(?) CUMPRIR A SUA OBRIGAÇÃO LEGAL. E QUANTO AOS QUE TEIMAM EM CHAMAR TODOS OS ESCRIVÃES DE PREGUIÇOSOS E OS INVESTIGADORES DE “CORRERIA”, DEVERIAM, SE DA CARREIRA, COBRA-LOS POR UMA POSTURA MAIS DECENTE, E DE NÃO FOREM DAS CARREIRAS CITADAS, ESTUDAREM MAIS,FAZEREM CONCURSO, PASSAREM OU ENTÃO DEIXAR A INVEJA DE LADO, JÁ QUE ISSO,NO MINÍMO É PECADO CAPITAL. UM ABRAÇO.BALA NELES!!!!!!!!!!!!!

    Certo colega, já reuniao não adianta nada, vamos fazer assim; cada um fica na sua casa tomando uma latinha e assistindo o jogo pela tv, assim nós vamos mostrar melhor ao governo a força e a união que vc esta falando.

    Me desculpe o colega pelo modo rispido, mas é que nós temos que nos deixar levar pela razão e não pela emoção. É claro q qq deputado tem um interesse eleitoral qdo ajuda uma categoria, agora cabe a nós tirar certo proveito dessa situação tbem, achar que vamos conseguir alguma coisa por outro caminho que não seja a politica chega a ser inocenciai.

  21. Essa comissão é pra enrolar babacas!!!! Quando se quer fazer algo, se faz na hora e não se deve ficar postergando afim de ganhar tempo em manobras políticas, como estão fazendo conosco…. Veja a exemplo da Marilda da Associação dos Delegados, ela não usa intermediários, fala direto com o governador e seus secretários, ai funciona….
    Agora teve um comentário acima que disse a plena verdade, o Pinto é inimigo n°1 do Campos Machado e sendo assim, não há nada que se possa fazer…. E vi o poder que o Pinto tem, basta ver a manobra que fez para esvaziar o plenário no dia da votação do Decreto Legislativo de autoria do Campos Machado, que devolvia a corregedoria a Polícia Civil e ficou pequeno para o Campos. Chega de falsos moralismos. O nobre deputado atualmente não tem poder de barganha algum, seus próprios colegas da AL o abandonaram na votação do Decreto Legislativo…. Não gosto do SSP, mas devo tirar o chapéu pra esse cara, esse sim é político e por sinal bem articulado.

  22. Cade meu chinelo :

    DEPUTA…PUTA…DOS :O campos machado ja faz o que tinha que fazer, ja colocou muitos tiras no detran, fazendaria, dppc, ja deixou muios ricos, e agora que o pinto, fudeu e tirou o poder dele, agora quer puxar nosso saco.
    Fora deputado mandando na Policia
    Menos poitica e mais SEGURANÇA

    Puta que paril…….., a te que enfim alguem falou alguma coisa que é verdade.

    Só escrevi o que acho certo, sabe colega, ja deu o que tinha que dar, vc. Vai pro trampo, chega la todo contente, so se escuta reclamacão, só os recolhas nos cantos armando novas forma de pegar a proprina, pois tira das corregepol da propria dop, passa informacões de operações, e de denuncias, ou vc entra e vem o chefe cobrando um flagrante, que tem que fazer como se fosse igual a fazer um bolo, o titular, reformando apartamento, e cobrando verba suja. Enfim a 25 anos esta mesma merda, porem antes se podia trabLharm entao vc nem reparava nestas merdas, porem agora que ta tudo arregado, tudo acertado, que estes caipiras acabaram com o centro, estamos revoltados, pois fica esta palhaçada onde ja se viu, um exemplo de palhaçada, colegas aqui dando parabens que tiraram 26 tiras da academia, que eu acho que la tinha que ter mil pessoas educando e ensinando ks novos, com cursos verdadeiros, e ninguem fala que na seccional centro tem 6 recolhas 3 motorista, 3 secretarias, e 5 policias sem arma e sem funcional encstado. Porque nao coloca os recolhas para trabalhar, em vez de ficar nos corredores, gritando e fazendo que eles trabalham ((ou seja fazendo de conta que eles fazem alfo quando chega alguem,, tipo assim, vc viu aquele bo domdr, vc viu aquele lance da ugem vc viu o bo, manda os caras ficar dando volta na cracolandia para o secc, ver eles um avsurdomdeimcopetencia)!, em 2 que recolhem em boates, que aparecem uma vez por semana quando vem, entao nada contra os irmos, mais é dificil conviver com isso.

    Esta falsidade, falta de comando, injusticas, e todo mundk quieto escrevendo merda. Po gene vamos meter a boca nas coisas certas. Quer ter recolha tudo bem, mais 3 ta bom 6 é de mais, coloca os outros 3 aqui na CF, entendeu. Ta tudo dominado pelo satanas.

  23. PELO AMOR DE DEUS, OS CARCEREIROS E AGEPOLS ESTÃO ME ZUANDO, POIS COMO PODEMOS QUERER NIVEL SUPERIOR SE ALGUNS DE NÓS NÃO SABEM ESCREVER “””””””GOVERNO”””””””, NÃO ASSASSINEM O PORTUGUES!!!!

  24. Esse Campos Machado não tem moral nenhuma perante o Gov e o secretário, mas, mesmo assim, o Sr. Bailone coloca esse tipo de notícia para querer ter um pouco de atenção. Vamos nos desfiliar desses sindicatos mediocres já. O peruca nãoooooooooooo, kkkkkkkkk.

  25. Cade meu chinelo :

    DEPUTA…PUTA…DOS :O campos machado ja faz o que tinha que fazer, ja colocou muitos tiras no detran, fazendaria, dppc, ja deixou muios ricos, e agora que o pinto, fudeu e tirou o poder dele, agora quer puxar nosso saco.
    Fora deputado mandando na Policia
    Menos poitica e mais SEGURANÇA

    Puta que paril…….., a te que enfim alguem falou alguma coisa que é verdade.

    Concordo plenamente com o colega, esse Campos Machado ficou revoltado com o secretário porque tudo o que ele pleiteou não foi atendido, ai começou a denegrir ainda mais a imagem do Pinto na mídia. Vocês ainda acham que esse Sr. tem alguma moral com alguém do Gov. Por favor !!!! caiam na real, FORA O PERUCA JÁ.kkkkkkkkkkkk

  26. MUITO CUIDADO, IRMÃOS:

    Reunião com esse deputado-peruca deveria ser feita sob os olhares da Corregedoria. O cara é encrenca, mesmo posando de amigo dos policiais civis. Esse, não vale nada. Dizem que, politicamente, é dos que vende a própria mãe. E, pior: entrega! É que há políticos malandros que vendem a velhinha mas, ao final, não a entgregam. Com o Campos é diferente.

    Cautela total é ainda pouca com ele. O dito cujo tomava há tempos uma grana do pessoal dos motéis e dos bares e restaurantes. Sempre colaboraram com suas milionárias campanhas. Houve um probleminha $$$ entre as partes e,prá se vingar, o cara fez um projeto proibindo a venda de bebidas em áreas externas, calçadas, etc. Está na Assembléia. O cara tem ou não caráter?

    O truta transformou o hotel Macksoud em seu escritório político, onde costuma fazer seus acêrtos políticos e, principalmente, financeiros. Nosso pessoal do antigo DCS tem gravações de som e vídeo do figura carimbada em várias situações. Ele não perde por esperar.

    Campos Machado é figura manjada, também, no assassinado do Tino. Os mais novos talvez não conheçam e nem tenham ouvido falar. Tino era um cagueta, tanto da Federal como da nossa Civil e foi eliminado dentro de casa, na frente da mulher, na zona norte. Ele foi o primeiro a chegar na casa, a grana do cofre ficou com a viúva e 1,5 kg de coca pura ficom com ele, que gosta de cafungar.

    Cuidado com a peça. Quem avisa, amigo é. Promete muito, mas pensa $omente naquilo…

  27. CARO ” me TIRA daqui”, SÓ ACHO QUE ESSA TRISTE FIGURA SÓ DESEJA APRECER NA FOTO E NOS ILUDIR COM SUA CONVERSA MOLE. REUNIÃO COM ESSE “ZÉ” ´DAR PALANQUE PARA ELE. TEMOS QUE COBRAR NOSSOS DIREITOS, MAS ESSES AÍ É AMIGO DO NOSSO INIMIGO, TÁ SÓ QUERENDO FAZER MÉDIA E DEPOIS DIZER PARA O governador (me recuso a usar a grafia correta em se tratando de quem ocupa o cargo no momento) E MOSTRAR QUE SUA ATUAÇÃO JUNTO ÀS BASES DO MOVIMENTO FEZ COM QUE ESTES TORNASSEM A ESPERAR E ACREDITAR EM PROMESSAS VAZIAS. UM ABRAÇO. E POR FALAR EM LATINHAS DE CEVA, AINDA HÁ ALGUMAS NO FREEZER, MAS A TV A CABO MANDEI DESLIGAR E COMO TENHO ESCRUPULOS, NÃO FIZ NENHUM GATO. BALA NELES!!!!!!!!!!!!!

  28. Pessoal,
    Entrei no site da AIPESP e não tinha nada convocando para reunião!!! Hoje a Associação está fechada. Será que esta convocação é real???

  29. SEM QUERER POLEMIZAR MAIS AINDA, MAS EM ANO DE ELEIÇÃO O DEPUTADO CAMPOS MACHADO QUER PARTICIPAR DE EVENTUAL MOVIMENTO. AFINAL NÃO SOMOS TÃO IDIOTAS COMO PENSAM, CLARO QUE ELE TÁ QUERENDO SE APROVEITAR DE NOSSA SITUAÇÃO DE PENURIA E CONSEGUIR VOTOS PARA ELE OU ALGUM CANDIDATO. ACHO O MOVIMENTO MUITO JUSTO MAS SEM A PRESENÇA DE POLITICOS.

  30. REENGENHARIA DO DECAP –
    DOIS ESCRIVÃES NO PLANTÃO FALANDO MERDA, VOANDO E VENDO PUTARIA NA INTERNET
    UM INVESTIGADOR FAZENDO BO E ATENDENDO AS PARTES SOZINHO.
    COM RELAÇÃO AOS DELEGADOS CONTINUA IGUAL…..BEM VCS SABEM COMO NÉ….

  31. É ISSO QUE OS ASSOCIADOS DA AIPESP MERECEM ?
    É O FIM HEIM AMIGOS, QUE CARA DE PAU !

    SINPOL -SP
    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  32. Sindicato único é a solução, e aproveitem para elegerem a Dra. Marilda presidente, aí sim todos podem exigir dela a mesma atuação que teve em relação aos Novos carreiras jurídicas, delegados de policia,porque hoje ela não tem procuração,nem legitimidade para trabalhar em beneficio das demais Carreiras Policiais.

  33. BIXIGÃO 2.0 A REVOLTA DOS OPRIMIDOS :
    REENGENHARIA DO DECAP –
    DOIS ESCRIVÃES NO PLANTÃO FALANDO MERDA, VOANDO E VENDO PUTARIA NA INTERNET
    UM INVESTIGADOR FAZENDO BO E ATENDENDO AS PARTES SOZINHO.
    COM RELAÇÃO AOS DELEGADOS CONTINUA IGUAL…..BEM VCS SABEM COMO NÉ….

    TIRA: FAZ O ATENDIMENTO, FAZ A PLANILHA DO BO EM 25 MINUTOS, FAZ B.O., LEGITIMA, MANDA FAX, PASSA MSG, ATENDE TEL, REVISTA PRESO, PÕE NA GRADE, TIRA DVC, CUMPRE MANDADO, DÁ A PAPELADA P ASSINAR, LEVA DROGA/ PEGA DROGA, AGORA CONSTATA DROGA…

    SOBROU TD P TIRA…INVESTIGAR Q É BOM!! E O SALÁRIO OHHHH

  34. Mario :
    SEM QUERER POLEMIZAR MAIS AINDA, MAS EM ANO DE ELEIÇÃO O DEPUTADO CAMPOS MACHADO QUER PARTICIPAR DE EVENTUAL MOVIMENTO. AFINAL NÃO SOMOS TÃO IDIOTAS COMO PENSAM, CLARO QUE ELE TÁ QUERENDO SE APROVEITAR DE NOSSA SITUAÇÃO DE PENURIA E CONSEGUIR VOTOS PARA ELE OU ALGUM CANDIDATO. ACHO O MOVIMENTO MUITO JUSTO MAS SEM A PRESENÇA DE POLITICOS.

    NAO CONCORDO ELE FOI O UNICO QUE QUEIMOU A CARA E DEVEMOS MUITO A ELE

  35. BIZU
    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZ MIL E O ALE VAI LIBERADO PRA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

  36. desanimado :
    BIZU
    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZ MIL E O ALE VAI LIBERADO PRA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZE MIL E O ALE VAI SER LIBERADO PARA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

  37. desanimado :

    desanimado :
    BIZU
    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZ MIL E O ALE VAI LIBERADO PRA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZE MIL E O ALE VAI SER LIBERADO PARA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

    Você está falando de qual polícia, e de qual Estado?

  38. operação padrão já!!!!
    e outra
    enquanto continuar essa merda de salário os próximos concursos vão ser iguais a esses últimos, onde sobrou vaga..e assim vai indo e vai até sucatear tudo de uma vez pois, o efetivo já está defasado faz tanto tempo, não há perspectivas de melhora…o último a sair apague a luz

  39. Escrevam o que vou dizer depois me cobrem. Vai sair uma foto no site da aipesp do campos machado ao lado do bailone, abraçados e fazendo sinal de positivo, a manchete será, “aipesp e deputado campos machado enviam ofício ao governador cobrando aumento do salários dos investigadores por causa do nível superior”. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, já mandaram 354.678 ofícios todos foram parar na lixera do governador e do pinto, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, e ainda tem coleguinha que da ibope pra essa dupla.

  40. É certo que reuniões e quem irá participar não ajuda muito, a figura realmente deixa a desejar, porém, se nada for feito e não tiver um começo então joguemos a toalha e deixemos tudo para lá e, chega de falar disso ou daquilo e ficar especulando, criticando, vai tudo para o fundo do poço e já erá, agora acredito que deve-se tentar de alguma maneira, podemos começar com um dialogo e posteriormente com muitas idéias tirar o melhor proveito e dar inicio a propositura de algo firme para tentar-mos ganhar o NU. Falo que, é notório que ganhamos pouco, porém, só reclamar e não tentar melhorar, me digam, ajuda, adianta. Seja como for, vamos nos unir e chega de falar coisas que não nos ajudam em nada, em algum momento com certeza da maneira correta vamos conseguir, pois, se não brigar-mos por nós mesmos, não vamos esperar que esse governo faça algo por nós.

  41. desanimado :BIZUESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZ MIL E O ALE VAI LIBERADO PRA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

    Em que Estado da Federação, isso vai ocorrer? Pois quando TOTAL certeza no Estado mais RICO da Federação é que não é.

  42. BIXIGÃO 2.0 A REVOLTA DOS OPRIMIDOS :REENGENHARIA DO DECAP –DOIS ESCRIVÃES NO PLANTÃO FALANDO MERDA, VOANDO E VENDO PUTARIA NA INTERNETUM INVESTIGADOR FAZENDO BO E ATENDENDO AS PARTES SOZINHO.COM RELAÇÃO AOS DELEGADOS CONTINUA IGUAL…..BEM VCS SABEM COMO NÉ….

    Dois escrivães no plantão sem fazer nada? ONDE isso ocorre, pois todos nós sabemos que escrivão no DECAP, é cada mais vez artigo de luxo, não se encontra, por isso os investigadores e quem adora fazer as vezes desses (carcereiros e agentes) estão sendo obrigados a elaborarem os boletins de ocorrência.

    Se ai no seu DP, tem escrivão sobrando, vc é um sortudo, pois aqui no meu DP, só tem três escrivães e o chefe.

  43. MAIS ENGANAÇÃO E EMBROMAÇÃO, QUANDO SE COMEÇA A POSTAR COMENTÁRIOS A CORJA DO PICOLÉ TOMA A DIANTEIRA E TENTA ATRAPALHAR O ANDAMENTO DAS COISAS, E 99% DAS VEZES CONSEGUEM POIS “O RESTOPOL” É FACILMENTE ENGANADO.

  44. Robson :
    É certo que reuniões e quem irá participar não ajuda muito, a figura realmente deixa a desejar, porém, se nada for feito e não tiver um começo então joguemos a toalha e deixemos tudo para lá e, chega de falar disso ou daquilo e ficar especulando, criticando, vai tudo para o fundo do poço e já erá, agora acredito que deve-se tentar de alguma maneira, podemos começar com um dialogo e posteriormente com muitas idéias tirar o melhor proveito e dar inicio a propositura de algo firme para tentar-mos ganhar o NU. Falo que, é notório que ganhamos pouco, porém, só reclamar e não tentar melhorar, me digam, ajuda, adianta. Seja como for, vamos nos unir e chega de falar coisas que não nos ajudam em nada, em algum momento com certeza da maneira correta vamos conseguir, pois, se não brigar-mos por nós mesmos, não vamos esperar que esse governo faça algo por nós.

    A solução é prestar outro concurso!!!!!

  45. SABE QUANDO EU VOU IR EM MANIFESTAÇÃO APOIAR NUNCA BOA SORTE AOS PLEITEADORES DO SALÁRIO. DESDE DE QAUNDO ESTMAMOS PEDINDO N.U PARA TODAS AS CARREIRA ÚNICA. É UM MONTE DE SINDICATO QUE NÃO FAZ NADA.
    TÔ FORA

  46. amigos e colegas:
    vamos aproveitar a oportunidade e revindicar o que é nosso por lei, aproveitar para deixar bem claro ao Campos Machado que não somos massa de manobra e nosso NU tem de ser JÁ, em forma de salário, unificados aos legistas e peritos, chamem todos os policiais que conhecerem para dar um “arrocho” neste deputado brincalhão, melhora para todas as carreiras JÁ, ALE NU JÁ, vamos ver se o PTB quer se aliar com o voto dos policiais ou se juntar com a tucanalha!
    VAMOS INVADIR A AIPESP NA SEGUNDA!!!!
    se não for na pressão não conseguiremos NADA!!!!

  47. CAMPOS MACHADO E BAILONE É IGUAL A REDE GLOBO, SEMPRE ENGANANDO VOCE!
    EU PERDER MEU TEMPO EM REUNIÃO?
    O NOBRE DEPUTADO PODERIA COMO PRESIDENTE DE SEU PARTIDO, AO INVES DE IR EM REUNIÕES EM ASSOCIAÇÕS, PROPOR ALGO EM PLENARIO, BUSCANDO APOIO EM OUTROS PARTIDOS FORA DA BASE ALIADA, DAI SIM PEDINDO ANTECIPADAMENTE CORO NA PLATEIA.
    IR LA NA AIPESP, BEBER AQUELA AGUA DE TORNEIRA E CAFÉ DO RATINHO, NEM ME ESPERA…

  48. GENTE!!! COMO DAS VEZES ANTERIORES,CONTINUOU BATENDO NAS MESMAS TECLAS, OU SEJA, ACHO UMA AFRONTA UM OPTEL. E OUTROS (N.M.),(SEM DESMERECÊ-LOS), RECEBEREM SALARIOS MAIORES DO QUE ESCRIVÃES E INVESTIGADORES (N.U.).

  49. fumaça fumaça ………………..vamos rir ………..

  50. palestra :

    BIXIGÃO 2.0 A REVOLTA DOS OPRIMIDOS :
    REENGENHARIA DO DECAP –
    DOIS ESCRIVÃES NO PLANTÃO FALANDO MERDA, VOANDO E VENDO PUTARIA NA INTERNET
    UM INVESTIGADOR FAZENDO BO E ATENDENDO AS PARTES SOZINHO.
    COM RELAÇÃO AOS DELEGADOS CONTINUA IGUAL…..BEM VCS SABEM COMO NÉ….

    TIRA: FAZ O ATENDIMENTO, FAZ A PLANILHA DO BO EM 25 MINUTOS, FAZ B.O., LEGITIMA, MANDA FAX, PASSA MSG, ATENDE TEL, REVISTA PRESO, PÕE NA GRADE, TIRA DVC, CUMPRE MANDADO, DÁ A PAPELADA P ASSINAR, LEVA DROGA/ PEGA DROGA, AGORA CONSTATA DROGA…
    SOBROU TD P TIRA…INVESTIGAR Q É BOM!! E O SALÁRIO OHHHH

    que mentira, escrivão não fazendo nada,onde aconteceu este grande milagre

  51. o doido :

    palestra :

    BIXIGÃO 2.0 A REVOLTA DOS OPRIMIDOS :REENGENHARIA DO DECAP –DOIS ESCRIVÃES NO PLANTÃO FALANDO MERDA, VOANDO E VENDO PUTARIA NA INTERNETUM INVESTIGADOR FAZENDO BO E ATENDENDO AS PARTES SOZINHO.COM RELAÇÃO AOS DELEGADOS CONTINUA IGUAL…..BEM VCS SABEM COMO NÉ….

    dede quan
    TIRA: FAZ O ATENDIMENTO, FAZ A PLANILHA DO BO EM 25 MINUTOS, FAZ B.O., LEGITIMA, MANDA FAX, PASSA MSG, ATENDE TEL, REVISTA PRESO, PÕE NA GRADE, TIRA DVC, CUMPRE MANDADO, DÁ A PAPELADA P ASSINAR, LEVA DROGA/ PEGA DROGA, AGORA CONSTATA DROGA…SOBROU TD P TIRA…INVESTIGAR Q É BOM!! E O SALÁRIO OHHHH

    que mentira, escrivão não fazendo nada,onde aconteceu este grande milagre

    dede quando investigador fas isso numca se não é carcepol agente nem pensar os caras gosta de jogar no cp,é resto que se foda

  52. festa da pm :

    o doido :

    palestra :

    BIXIGÃO 2.0 A REVOLTA DOS OPRIMIDOS :REENGENHARIA DO DECAP –DOIS ESCRIVÃES NO PLANTÃO FALANDO MERDA, VOANDO E VENDO PUTARIA NA INTERNETUMINVESTIGADOR FAZENDO BO E ATENDENDO AS PARTES SOZINHO.COM RELAÇÃO AOS DELEGADOS CONTINUA IGUAL…..BEM VCS SABEM COMO NÉ….

    dede quanTIRA: FAZ O ATENDIMENTO, FAZ A PLANILHA DO BO EM 25 MINUTOS, FAZ B.O., LEGITIMA, MANDA FAX, PASSA MSG, ATENDE TEL, REVISTA PRESO, PÕE NA GRADE, TIRA DVC, CUMPRE MANDADO, DÁ A PAPELADA P ASSINAR, LEVA DROGA/ PEGA DROGA, AGORA CONSTATA DROGA…SOBROU TD P TIRA…INVESTIGAR Q É BOM!! E O SALÁRIO OHHHH

    que mentira, escrivão não fazendo nada,onde aconteceu este grande milagre

    dede quando investigador fas isso numca se não é carcepol agente nem pensar os caras gosta de jogar no cp,é resto que se foda

    eu esqueci eles estão preocupado que carcepol vire agente pois ele nem invetiga nada vai trapa na central que bela moleza

  53. não sou nem investigador e nem escrivão de polícia, mas apóio que essas carreiras recebam um diferencial por serem consideradas de nível superior…BOA SORTE..

  54. APOIO OS TIRAS POREM OS ESTRELINHAS DA PMESP,FAZEM SEMPRE UM LOBBY PARA QUE OS TIRAS E OS PRAÇAS SEJAM MASSACRADOS PELO GOVERNO,O INIMIGO AGORA E OUTRO…

  55. Alguém pode tirar uma duvida?

    Agora a carreira de Delegado é Juridica. Deste modo eles podem prestar concursos para o M.P. e para a Magistratura. Nesta lógica, nós também teriamos este direito da mesma forma que os funcionários do M.P. e do judiciario tem, pois um agente de segurança do judiciário pode prestar concurso para Juiz ou Promotor, pela razão de ser considerado carreira correlata.

    Caso positivo;

    SUGIRO aos colegas Policiais Civis portadores de Diploma em Direito prestarem concursos para os cargos de Juiz e de Promotor, não importando se é Investigador ou carcereiro.

  56. GRANDE BOSTA O AUMENTO…. AGORA NO SPTV NA GLOBO, INVADIRAM A CASA DE UM PM, NO CAMPO BELO E O MATARAM…..SOMOS ASSASSINADOS TODOS OS DIAS POR SERMOS POLICIAIS……QUANDO ISSO VAI ACABAR….

  57. NÃO PRECISAM FAZER MUDANÇAS. BASTA O CARCEREIRO CUIDAR DA PORRA DO PRESO, O PAPI CUIDAR DA PORRA DA PLANILHA, O ESCRIVÃO FAZER A PORRA DO B.O., O AGENTE DE TELE. MANDAR A MENSAGEM,

    E O TIRA DEIXA ELE INVESTIGAR, PARA DE TODO MUNDO DESVIAR A SUA FUNÇÃO, POR FAVOR, OU PRESTEM CONCURSO PRA TIRA E PONTO FINAL. ATÉ PM QUER SER TIRA….

  58. A reunião é pra que mesmo?
    Explicar o inexplicável ? Ou dizer: vamos à Greve?

    Pois o que precisa todo mundo já sabe = aumento para nível superior !

  59. REUNIAO COM CAMPOS MACHADO… PARA QUE MESMO ? NIVEL UNIVERSITARIO PARA IGUALAR O SALARIO DO PERITO ?? KKKKKKK. PERITO GANHA IGUAL DELEGADO E OS SENHORES EXPERT’S, OS MAIORAIS, OS INCORRUPTIVEIS, AQUELES QUE CARREGAM O PIANO, ETC, ETC, ETC… PEÇAM PARA O COELHINHO DA PÁSCOA, É MAIS FACIL. NO MAXIMO, VAO GANHAR UNS r$ 100,00 MAIS QUE OS AGENTE DE TELECOMUNICACAO. E PELO NIVEL DOS ESCRIBAS E TIRA (EM GERAL), TÁ BOM DEMAIS. NAO SE SUSTENTARIAM UMA SEMANA NO SETOR PRIVADO. SÓ SABEM METER O PAU EM DELEGADO E NADA MAIS.

  60. TIRA :
    NÃO PRECISAM FAZER MUDANÇAS. BASTA O CARCEREIRO CUIDAR DA PORRA DO PRESO, O PAPI CUIDAR DA PORRA DA PLANILHA, O ESCRIVÃO FAZER A PORRA DO B.O., O AGENTE DE TELE. MANDAR A MENSAGEM,
    E O TIRA DEIXA ELE INVESTIGAR, PARA DE TODO MUNDO DESVIAR A SUA FUNÇÃO, POR FAVOR, OU PRESTEM CONCURSO PRA TIRA E PONTO FINAL. ATÉ PM QUER SER TIRA….

    MEU NO 3 dp e no 1 dp TEM UM AGENTE DE TELE ANADANDO DE VIATURA ETC. E OUTRO AUXILIAR DE PAPI, E UM MONTE DE DELEGACIA SEM OPERADOR E IRRGD SEM PAPI.

    ACHO QUE É FABIO E MIGUEL, E NA SECC. TAMBEM TEM UM MONTE DE AUX. DE PAPI ENCOSTADO.
    O DO 3 dp PARECE POLICIA ANDA PELA ZONA NORTE COM ARMA DO LADO APARECENDO COMO SE FOSSE PULICIA.

    BASTA PEDIR INFORMACOES AO SECCIONAL, O PORQUE NOS SE FUDEMOS EM EPJ E CPJ CF ETC. E ESTES CABIDES DE EMPREGOS ROUBANDO EM CHEFIAS SE CADA UM FIZESSE SUA PARTE TAVA MELHOR.

    PAPI É PAPI, AGTEL É AGETEL, O RESTO É TIRA.

    VAMOS APURAR SE ELES VAO PARA OS SEUS DEVIDOS LUGARES. 1 DP E 3DP

    UM AGENTE DE ELE E OUTRO AUX. DE PAPI.

    E EU 25 anos de tira me fudendo com preso? Algo esta errafo

  61. policiais civis nao sao trouxa, este cidadao na hora de votar e dar almento para classe de baixo nao fez nada para nossos salarios e agora quer fazer reuniao vai fazer reuniao no inferno, e esta merda de curso superior nao paga as contas e nao vale nada na policia civil antigamente policial civil era vocaçao e sangue de policia e nao esta conversa fiada de curso superior. Podem ver agora este cidadao quer se aproximar com renioes etc e tudo interesse nas proximas eleiçoes, ja estamos vacinados contra este mal ACORDA POLICIA CIVIL ACORDA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  62. NÃO PRECISAM FAZER MUDANÇAS. BASTA O CARCEREIRO CUIDAR DA PORRA DO PRESO, O PAPI CUIDAR DA PORRA DA PLANILHA, O ESCRIVÃO FAZER A PORRA DO B.O., O AGENTE DE TELE. MANDAR A MENSAGEM,

    E O TIRA DEIXA ELE INVESTIGAR, PARA DE TODO MUNDO DESVIAR A SUA FUNÇÃO, POR FAVOR, OU PRESTEM CONCURSO PRA TIRA E PONTO FINAL. ATÉ PM QUER SER TIRA….

    PARABENS BELA EXPOSIÇAO COLEGA JA ESTAMOS COM SACO BEM CHEIO DE CONVERSA FIADA

  63. TABLET, KIT DE CONSTATAÇAO, VIATURA , REENGENHARIA DA POLICIA ETC E SALARIO NADA E SO PALHAÇADA COMO SEMPRE TIRAS, ESCRIVAES, CARCEIROS, OPERADORES, AGENTES SEMPRE COM O SALARIO DEFASADO E VEM COM ESTA MENTIRA DE REUNIAO DE PARA DISER QUE ESTAO ANALISANDO E QUE VAO TER ALGUMA RESPOSTA ?????????????????VAI TRABALHAR NO CIRCO

  64. Eu só nāo entendo porque os associados da aipesp não colocam o Bailoni para correr, ele e o Deputado pai de todos.

    sinpol sp
    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!

  65. Ao menos o “ALE NU” é de direito, é hora das ações coletivas.

  66. NO ANO DE 1989, FUI COM UM COLEGA TAMBEM INVESTIPOL,HOJE ELE É DELEGADO NO INTERIOR, NA ASSOCIAÇÃO DO ILKIAS NA LIBERDADE. FOMOS BUSCAR A FAMOSA TABELA DE AUMENTO. O GOVERNADOR HAVIA CONCEDIDO UM AUMENTO IGUAL PARA TODO FUNCIONALISMO PUBLICO. QUANDO CHEGAMOS NA ASSOCIAÇÃO O ILKIAS (QUE NA EPOCA ERA DEPUTADO) ESTAVA CERCADO DE PUXA SACOS . UM DESSES BABA OVO FALOU PARA MIM “vai lá cumprimentar o deputado ele consegui esses aumento para nós”. EU RESPONDI ” não precisamos mais de deputado nenhum na assembléia, basta o ilkias, afinal ele consegui o aumento para nós e para todo funcionalismo público em geral este deputado é fodão” E SAI ANDANDO PARA A MINHA AULA NA FMU,NUNCA PAGUEI NENHUM TIPO DE ASSOCIAÇÃO, SÃO TODOS ENGANADORES. ESSE MISTER PERUCA campos machado, É O MAIOR ESTELIO QUE CONHEÇO.

  67. GENTE, O QUE PRECISAMOS E É UNIÃO. VAMOS FORMAR GRUPOS DE ESCRIVÃES E INVESTIGADORES E VAMOS COMPARECER DIARIAMENTE NA ALESP, ATÉ QUE DEEM UM JEITO NESSA SITUAÇÃO CAÓTICA QUE ESTAMOS VIVENDO E NA QUESTÃO DO N.U. QUEM TIVER INTERESSE EM MANTER CONTATO PARA FORMAR ESSE GRUPO, ENTRE EM CONTATO COMIGO, gilbertoalves89@hotmail.com

    SOMOS FORTES E NEM IMAGINAM O QUANTO. VAMOS MOSTRAR NOSSA FORÇA, LUTANDO COM INTELIGENCIA E SABEDORIA, SOMOS ESCRIVÃES E INVESTIGADORES.

  68. Desvio de fu cao :

    TIRA :
    NÃO PRECISAM FAZER MUDANÇAS. BASTA O CARCEREIRO CUIDAR DA PORRA DO PRESO, O PAPI CUIDAR DA PORRA DA PLANILHA, O ESCRIVÃO FAZER A PORRA DO B.O., O AGENTE DE TELE. MANDAR A MENSAGEM,
    E O TIRA DEIXA ELE INVESTIGAR, PARA DE TODO MUNDO DESVIAR A SUA FUNÇÃO, POR FAVOR, OU PRESTEM CONCURSO PRA TIRA E PONTO FINAL. ATÉ PM QUER SER TIRA….

    MEU NO 3 dp e no 1 dp TEM UM AGENTE DE TELE ANADANDO DE VIATURA ETC. E OUTRO AUXILIAR DE PAPI, E UM MONTE DE DELEGACIA SEM OPERADOR E IRRGD SEM PAPI.
    ACHO QUE É FABIO E MIGUEL, E NA SECC. TAMBEM TEM UM MONTE DE AUX. DE PAPI ENCOSTADO.
    O DO 3 dp PARECE POLICIA ANDA PELA ZONA NORTE COM ARMA DO LADO APARECENDO COMO SE FOSSE PULICIA.
    BASTA PEDIR INFORMACOES AO SECCIONAL, O PORQUE NOS SE FUDEMOS EM EPJ E CPJ CF ETC. E ESTES CABIDES DE EMPREGOS ROUBANDO EM CHEFIAS SE CADA UM FIZESSE SUA PARTE TAVA MELHOR.
    PAPI É PAPI, AGTEL É AGETEL, O RESTO É TIRA.
    VAMOS APURAR SE ELES VAO PARA OS SEUS DEVIDOS LUGARES. 1 DP E 3DP
    UM AGENTE DE ELE E OUTRO AUX. DE PAPI.
    E EU 25 anos de tira me fudendo com preso? Algo esta errafo

    Se fosse só no 1º e 3º DP, dava para dar um jeito, no 1º DP e 4º DP, ambos de Guarulhos é igual, e o agente de tele, e o papi e o agente de tele, ainda assina relatório de investigação, enquanto os investigadores estão no plantão, no pois sim, pois não. Nessa PC o rabo esta abanando o cachorro.

  69. O negócio é ser tolerância zero :
    Alguém pode tirar uma duvida?
    Agora a carreira de Delegado é Juridica. Deste modo eles podem prestar concursos para o M.P. e para a Magistratura. Nesta lógica, nós também teriamos este direito da mesma forma que os funcionários do M.P. e do judiciario tem, pois um agente de segurança do judiciário pode prestar concurso para Juiz ou Promotor, pela razão de ser considerado carreira correlata.
    Caso positivo;
    SUGIRO aos colegas Policiais Civis portadores de Diploma em Direito prestarem concursos para os cargos de Juiz e de Promotor, não importando se é Investigador ou carcereiro.

    Mesmo sendo bacharéis em direito, qualquer policial, seja civil ou militar, não pode prestar concurso para promotor ou juiz, pois não temos o direito de exercer a advogacia, um dos itens para a investidura em tais cargos.

  70. Quando recebemos notícias como estas, ficamos um tanto estarrecidos sem ao menos termos senso crítico com conhecimento de causa e friesa para analisar o assunto, fazemos logo um juízo no calor da notícia, sendo ela verdadeira ou não. Lembremos que á uns 30 anos atrás, ainda existia esquadrão da morte, eram grupos de pessoas que faziam o mesmo que os bandidos fazem com a sociedade, porém ao contrário, eles executavam bandidos, era o mau necessário? não acredito em mau necessário, mas o fato é que existiu. Claro que se formos procurar esses grupos de extermínios, óbviamente vamos encontrar pessoas com 80 anos de idade ou mais, a maioria já faleceu e os poucos que ainda estão vivos não falam sobre o assunto . Parece que, com essas noticias que a TV BAND veículou recentemente, nos trás novamente a impressão que os grupos de extermínios ainda existem disfarçadamente e são atuantes, é o mau necessário no entendimento daqueles que acobertam esse grupos? pode ser!. Essa situação é típica do período da ditadura, pois expedientes como esses eram utilizados por militares e vários outros recursos para enfrentamente de organizações criminosas dependendo da gravidade que o caso requer; É um mau necessário em situações extremas? pode até ser, mas é reprovável pela opinião pública que analisa de forma simplista sem conhecimento de causa. Sabemos que as Polícias Militares são forças auxiliares das forças armadas, por isso o treinamento e diciplinas são idênticas, a única coisa que mantém a tropa sobre ordens é a diciplina militar que é aplicada quando julgada pelo superior hierárquico como transgressão diciplinar ou crime militar, isso posto que eles possuem o tribunal militar onde são julgados. Com o exposto acima não quero afirmar que isso esteja ocorrendo no estado de São Paulo, mas como foi noticiado tudo leva crer que realmente existe grupos de exterminio com conivência do Governo. É lamentável se isso for verdade, pois nos dias de hoje a sociedade não aceita esse tipo de combate a criminalidade, muito embora os mais radicais acreditam que é o remédio, porém, não utilizando esse expediente como trampolim político onde os maus intensionados tem apenas a intenção de anular a oposição e intimidar a Democracia ou fazer proveito de desgraças alheias tirando vidas . Só para termos uma idéia, os EUA matam e não é pouco não, tanto na abordagem policial como nas sentenças de morte e ninguém critica o modelo americano, claro que isso não justifica a presença de supostos grupos de exterminio no nosso País, mas isso é fato. Na minha opinião o que foi noticiado pela TV BAND tem que ser apurado com muita responsabilidade e se possível pela Polícia Federal e Ministério Público Federal com total fiscalização do Ministério da Justiça, O.A.B e uma C.P.I urgentissíma para que se esclareça a verdade dos fatos, até para que haja total transparência na Administração e para o bom do Governador Geraldo Alckimim do PSDB. Além disso temos as quebras de sigilos telefonicos e os monitoramentos de internet onde se buscam intimidar a Democracia e tudo tem que ser apurado e responsabilizar criminalmente os culpados. Isso é o que penso.

  71. Maria :

    O negócio é ser tolerância zero :
    Alguém pode tirar uma duvida?
    Agora a carreira de Delegado é Juridica. Deste modo eles podem prestar concursos para o M.P. e para a Magistratura. Nesta lógica, nós também teriamos este direito da mesma forma que os funcionários do M.P. e do judiciario tem, pois um agente de segurança do judiciário pode prestar concurso para Juiz ou Promotor, pela razão de ser considerado carreira correlata.
    Caso positivo;
    SUGIRO aos colegas Policiais Civis portadores de Diploma em Direito prestarem concursos para os cargos de Juiz e de Promotor, não importando se é Investigador ou carcereiro.

    Mesmo sendo bacharéis em direito, qualquer policial, seja civil ou militar, não pode prestar concurso para promotor ou juiz, pois não temos o direito de exercer a advogacia, um dos itens para a investidura em tais cargos.

    o cnj ja considerou como atividade juridica o trabalho de escrivao e investigador para concurso

  72. mais um :

    desanimado :

    desanimado :
    BIZU
    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZ MIL E O ALE VAI LIBERADO PRA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

    ESTAO FALANDO QUE DELEGADOS VAO GANHAR DOZE MIL E O ALE VAI SER LIBERADO PARA TODAS AS POLICIAS. FONTE FORTES

    Você está falando de qual polícia, e de qual Estado?

    aqui em SAO PAULO ESTA SOB SIGILO ABSOLUTO MAIS E FATO…

  73. ATÉ QUE ENFIM ALGUÉM ESTOURA UM BINGO, MAS É PRECISO REALIZAR OPERAÇÕES EM TODAS CIDADES DO INTERIOR QUE ESTÃO INFESTADAS DE BINGOS EM PRÉDIOS RESIDENCIAIS E NOS BARES.

    A Polícia Civil estourou um bingo clandestino nesta quarta-feira (4) no Parque São Miguel, em São José do Rio Preto. A jogatina acontecia numa casa de alto padrão daquele bairro, a qual contava com poltronas confortáveis e ar condicionado.
    Três pessoas estavam na casa quando a polícia chegou. N.F.R.M., 19 anos, A.M.A.F., 36 anos e B.A.C., de 52, irão responder inicialmente por jogo de azar. Dois deles eram proprietários do esquema e o outro funcionário da casa.

    Denúncias relatavam que o local era frequentado por pessoas de maior poder aquisitivo. Foram apreendidas 13 máquinas caça-níqueis, uma pick up e duas motocicletas.

    Na terça-feira (3), os policiais ainda apreenderam outras sete máquinas de jogos na Vila Aurora em outra ocorrência de bingo clandestino. No total, 20 máquinas foram apreendidas num prazo de 48 horas.

  74. Observação quanto ao colega tira, seria ótimo, se tivessemos pessoas para cada um realmente fazer suas funções, porém, é sabedor de toda nossa Polícia Civl que não existe material humano para fazer o que gostaria, lembro-me muito bem que há mais de 20 anos nos plantões tinhamos 1 Delegado, 2 Escrivães, 2 Investigadores, 1 Optel e 1 Carcereiro na equipe, todas as 5 equipes tinham essa formação, então colega, arrume todo material humano para poder-mos trabalhar novamente dessa maneira, caso contrario, precisamos sim do NU, porém, temos que estar-mos unidos para connseguir, falando mal de outras categorias não irá ajudar nada….

  75. O que realmente nos leva a crer que o governo de SP e o PCC andam de mãos dadas é o fato da recusa do governo em investir em segurança pública, paga-se uma miséria de salário aos policiais e sucateia ao máximo a Polícia Civil deixando a polícia em desvantagem com o crime organizado Não é possível entender diferente quando deparamos com delegacias desestruturadas, policiais mau pagos, falta de policiais e o travamento proposital nas investigações para que não investigue os criminosos. Não é possível entender que o governo de SP não ande com más intensões com a polícia civil quando o correto seria fornecer toda logística e condições humana e materiais para elucidar o máximo de crimes possível, isso deveria ser interesse do governo e não apenas dos policiais; Mas não, estamos a deriva á muitos anos sem salário decente, sem equipamentos adequados e o pior, sem policiais na quantidade necessária para o enfrentamento e combate ao crime organizado; Me parece que é proposital a maneira que o governo trata essa questão, não dá ara entender diferente quando se deixa os criminosos a vontade para violentar a população sem dar uma resposta a altura por puro descaso com a instituição policial. Se o Governo não quer a Polícia atuante então eu tenho que entender que ele quer os criminosos bem a vontade e isso me faz crer que estão de mãos dadas. Se fizer uma pesquisa em todas Delegacias de Polícia do estado de São Paulo e perguntarem aos policiais operacionais sobre as dificuldades de investigar os criminosos a resposta será essa (FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO, PÉSSIMOS SALÁRIOS, DÉFICIT DE POLICIAIS E OS POUCOS POLICIAIS QUE TEM ESTÃO COM IDADE ACIMA DOS 50 ANOS E EM CONDIÇÕES PLENA PARA APOSENTADORIA E A PRESENÇA DE FUNCIONÁRIOS DAS PREFEITURAS FAZENDO TRABALHO POLICIAL PARA MANTER AS DELEGACIAS COM AS PORTAS ABERTAS). DESSA FORMA NÃO PODEMOS ENTENDER QUE O GOVERNO DE SP É SÉRIO COM A QUESTÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA .

  76. Até que enfim os sindicatos perceberam que agora as carreiras de investigador e escrivão estão no rol das cinco carreiras com direito ao “ALE NU”. Quero o retroativo do “ALE NU” com referencia ao ano 2008 quanto foi promulgado a exigência de “NU” para escrivão e investigador. “ALE NU” é nosso direito afinal agora estamos entre as cinco carreira com exigência de Nível Superior…

  77. Carlinha escrivã :
    Até que enfim os sindicatos perceberam que agora as carreiras de investigador e escrivão estão no rol das cinco carreiras com direito ao “ALE NU”. Quero o retroativo do “ALE NU” com referencia ao ano 2008 quanto foi promulgado a exigência de “NU” para escrivão e investigador. “ALE NU” é nosso direito afinal agora estamos entre as cinco carreira com exigência de Nível Superior…

    PARECE QUE VAI SER LIBERADO PARA TODOS PM E CIVIL.

  78. DEPUTA…PUTA…DOS :
    O campos machado ja faz o que tinha que fazer, ja colocou muitos tiras no detran, fazendaria, dppc, ja deixou muios ricos, e agora que o pinto, fudeu e tirou o poder dele, agora quer puxar nosso saco.
    Fora deputado mandando na Policia
    Menos poitica e mais SEGURANÇA

    Pode Crer! Só assim ele ajuda!

  79. desanimado :

    Carlinha escrivã :
    Até que enfim os sindicatos perceberam que agora as carreiras de investigador e escrivão estão no rol das cinco carreiras com direito ao “ALE NU”. Quero o retroativo do “ALE NU” com referencia ao ano 2008 quanto foi promulgado a exigência de “NU” para escrivão e investigador. “ALE NU” é nosso direito afinal agora estamos entre as cinco carreira com exigência de Nível Superior…

    PARECE QUE VAI SER LIBERADO PARA TODOS PM E CIVIL.

    Boa notícia!!! Nada mais justo!!! União sempre!!!

  80. xhp4 :
    não sou nem investigador e nem escrivão de polícia, mas apóio que essas carreiras recebam um diferencial por serem consideradas de nível superior…BOA SORTE..

    Tem que receber mais mesmo… Além de ser nível universitário, são as carreiras mais importantes… Só que tem que melhorar o trabalho também né… O que fode qualquer carreira são os maus profissionais dela mesmo…Sou carcereiro e faço trabalho de Investigador como tb já fiz de escrivão… Se valorizarem essas carreiras, presto concurso para Investigador e passo (desde que não tenha palhaçada, pois não tenho corre nenhum). Enfim na Polícia deve haver uma reestruturação de carreiras mesmo… pq tem muita gente que não faz trabalho policial… Então voltem com a carreira administrativa… A PM tem aquele tal de soldado temporário… um colega da faculdade trabalhou lá 2 anos assim e pelo que eu entendi é justamente essa a atividade que é desempenhada… ou seja, trabalhar com papelada sem cunho policial…

  81. A maioria dos ricos são ladrões com alvará de soltura permanente pela impunidade, pois eles são inatingíveis e ai o governo paulista coloca um policial ganhando uma miséria de salário para dar segurança á esses ladrões, não podia se esperar algo diferente. Enquanto nosso governo for hipócrita essas noticias farão parte do cotidiano; Ou alguém acredita que um faminto cuidará de uma mesa farta sem roubar uma fatia?

  82. o governo cria a lei e ele mesmo não cumpre, NU, DECRETO 52054/07, ESCRIBA/TIRA, COM EXCESSO DE HORAS TRABALHADAS, SO PRO BONITINHO DO TITULAR NÃO PERDER A CADEIRA, OU NÃO SE QUEIMAR COM SUA CANDIDATURA A VEREADOR, ISSO É NO INTERIOR, POIS TEM QUE ATENDER O POVO,MESMO QUE O CASO NÃO SEJA DE POLICIA, TEM UNS MAJURAS DO INTERIOR (DEINTER 7 ) QUE ACHA QUE TEM QUE TER BASTANTE B.O. POIS SE NÃO PENSAM QUE VÃO PENSAR QUE ELES NÃO TRABALHA, AS DELEGACIAS QUER SEJA DO DECAP OU DOS DEINTERs, VIRARAM MESMO PASTELARIA, SE VC ORIENTAR A FAZER USO DA DELEGACIA ELETRONICA OS MAJURAS FICAM DOIDOS, CIDADES PEQUENAS SÃO AINDA PROVINCIAS E ALGUNS MAJURAS AINDA NÃO EVOLUIRAM, TEM MENTALIDADE ATRASADA E A ADMINISTRAÇÃO E UMA DROGA, PM, GM, FUNCIONARIO DA PREFEITURA FALA E TEM TODA A RAZÃO, O ESCRIBA E O TIRA SÓ TOMA FUBECADA, SEMPRE TA ERRADO, E POR MAIS QUE FAÇA NUNCA ESTA BOM.

  83. PORQUE NÃO APROVEITAMOS A TAL REUNIÃO FESTIVA, E FAZEMOS UM ENORME PROJETO DE UNIFICAÇÃO DAS CARREIRAS, N. U. PARA TODOS, RECURSOS MATERIAS E HUMANOS DISTRIBUIDOS DE FORMA IGUALITARIA, POLICIAMENTO EXCLUSIVAMENTE INVESTIGATIVO SEM FARDAS DE PSEUDO-MEGANHA, 40 HORAS SEMANAIS, HORAS EXTRAS, TICKET REFEIÇÃO PARA TODOS, PLANO DE SAUDE PARA TODOS, APOSENTADORIA INTEGRAL PARA TODOS COM 30 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO SEM IMPOSIÇÃO DE IDADE MINIMA, VITALICIDADE, INAMOVIBILIDADE E IRREDUTIBILIDADE DE VENCIMENTOS.
    SERÁ QUE ESTOU SONHANDO ALTO?
    SE VOCÊS ACHAM QUE SIM, EU SÓ POSSO LAMENTAR E CONTINUAR A PENSAR QUE ENQUANTO SÓ OLHAR-MOS PARA OS PRÓPRIOS UMBIGOS, SEMELHANTE AOS DELEGADOS, NUNCA, JAMAIS, EM TEMPO ALGUM SEREMOS E TEREMOS UM JUSTO VALOR.

    SINDICATO UNICO JÁ.
    CARREIRA UNICA JÁ.
    POR UMA POLICIA CIVIL FORTE E COESA, SEJAMOS UNOS JÁ.

  84. Cade meu chinelo :

    DEPUTA…PUTA…DOS :O campos machado ja faz o que tinha que fazer, ja colocou muitos tiras no detran, fazendaria, dppc, ja deixou muios ricos, e agora que o pinto, fudeu e tirou o poder dele, agora quer puxar nosso saco.
    Fora deputado mandando na Policia
    Menos poitica e mais SEGURANÇA

    Puta que paril…….., a te que enfim alguem falou alguma coisa que é verdade.

    E MAIS, ELE ENCONTROU A FORMULA MAGICA DA PAZ, ONDE PROPOS PARA O VAMPIRO ESSA VENDA DO N.U. PELA EXTINÇÃO DA GREVE.
    NOS VENDEMOS POR DEZ MOEDAS, NOS VENDEMOS POR UMA EXIGENCIA DE N.U. SÓ PARA INGRESSO, DEVERIAMOS TER LUTADOS POR TODOS E NÃO SÓ PELOS NOSSOS COUROS, AGORA VEM ESSE CIDADÃO, ESSE MAGICO PROPOR O QUE?
    ACORDEM, SOZINHOS NÃO SOMOS NADA, CHEGA DE CONTINUAR A ALIMENTAR A FOGUEIRA DAS VAIDADES, CHEGA DE SÓ OLHAR O PROPRIO UMBIGO. CARREIRA UNICA JÁ. EU NÃO QUERO NEM SABER QUE NOME SERA A NOVA E FORTE CARREIRA, EU QUERO É TER CONDIÇÕES DE VIVER BEM, O RESTO É RESTO. PENSAR SÓ EM SI É COISA DE RETROGRADO, SE QUEREMOS SER MODERNOS, SEJAMOS UNOS JÁ.

  85. MEU, SERA QUE ESSA REUNIÃO NÃO PODERIA SER MARCADA PARA UM DIA DE SABADO? TEM QUE SER DIA DE SEMANA? SOU DO INTERIOR E NÃO TENHO COMO ME DESLOCAR EM DIAS DE SEMANA PARA SÃO PAULO. ESPERO QUE OS COLEGAS DA CAPITAL FAÇAM-SE PRESENTES. VAMOS LUTAR. A HORA É ESSA.

  86. O BAILONI USA OS RECURSOS DA ASSOCIAÇÃO (AIPESP) PARA FAZER PROPAGANDA DESSE DEPUTADO E MAIS UMA VEZ QUER PROMOVE-LO A CUSTA DOS POLICIAIS CIVIS DE SÃO PAULO.

    SINPOL-SP
    SINDICATO UNICO JÁ

  87. TIRA :
    NÃO PRECISAM FAZER MUDANÇAS. BASTA O CARCEREIRO CUIDAR DA PORRA DO PRESO, O PAPI CUIDAR DA PORRA DA PLANILHA, O ESCRIVÃO FAZER A PORRA DO B.O., O AGENTE DE TELE. MANDAR A MENSAGEM,
    E O TIRA DEIXA ELE INVESTIGAR, PARA DE TODO MUNDO DESVIAR A SUA FUNÇÃO, POR FAVOR, OU PRESTEM CONCURSO PRA TIRA E PONTO FINAL. ATÉ PM QUER SER TIRA….

    Onde vc trabalha todos os tiram querem investigar!? Por que onde eu trabalho tem vários que nem armado andam… São maçanetas… Morrem de medo da palavra rua! Vai me dizer que é mentira?!?!?! Ae sabe quem faz o trabalho… o cara novato que passou em outra carreira e tem disposição para fazer o trabalho.

  88. “Tira 2” falou tudo!!! Tem muito investigarista que ou tem medo de rua ou já está de saco cheio de sair, ou ainda, esta velho demais pra isso, ai preferem ficar interno, encostado vendo internet. A carreira deve ser única pois existiria uma maior flexibilidade de funções.

  89. PIADA :
    “Tira 2″ falou tudo!!! Tem muito investigarista que ou tem medo de rua ou já está de saco cheio de sair, ou ainda, esta velho demais pra isso, ai preferem ficar interno, encostado vendo internet. A carreira deve ser única pois existiria uma maior flexibilidade de funções.

    concordo que a carreira unica seria boa, mais imagino quem iria par ao iml, cadeia publica, escolta, ou seja seira os mesmos de hoje que carregam o piano….

  90. Pingback: Nível Universitário Para Investigadores e Escrivães de Polícia – Reunião Com o Deputado Campos Machado (Amigo Do Geraldo Picolé de Chuchu Alckmin), O Que Se Pode Esperar? « Na Mira do Garcia

  91. “ALE NU” que é nosso direito, será essencial pra matar a fome dos meus quatro filhos, eu que trabalho na honestidade, estou passando necessidades com esse salário, que venha o “NU”.

  92. Che Guevara :
    EU SIM ESTAREI LÁ!!!!!! MAIS PARA CANCELAR A ASSOCIAÇÃO.

    SINPOL-SP

    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!

  93. Sistema Único

    Segurança Pública » Sistema Único  »  Modernização

    Modernização

    Modernização da Polícia Civil Brasileira
    A construção do texto em foco resultou de esforços de autocrítica, seguindo estimulação da Senasp – Secretaria Nacional de Segurança Pública, no sentido de fincar os marcos de uma estratégica de recuperação qualitativa da atividade de investigação criminal no âmbito das polícias estaduais. Deste modo, o trabalho apontou para a superação do paradigma reducionista que resulta de uma prática estritamente jurídicoprocessualista da ação investigativa. Aceitou que esta situação deixa as polícias civis permeáveis a ideologias e, portanto, sujeitas ao vácuo de políticas profissionais que encaixem o trabalho de investigação como atributo da democracia, isto é, um elo qualificado no tenso processo de solução de conflitos.
    O texto indicou a necessidade de constituir-se uma polícia racionalmente estruturada para uma intervenção ponderada nos cenários penalmente relevantes, valendo-se permanentemente da idéia da unidade técnico-científica da atividade típica. Também asseverou que esta ação deve ser praticada por policiais capacitados pelo conhecimento universal e segmentado das ciências humanas, sociais e naturalísticas, dentro de uma política interna de qualificação permanente, capaz de assegurar a consistência moral e procedimental de cada servidor. Afirmou, ainda, que a estrutura organizacional das polícias civis é dimensão essencial na efetivação da atividade-fim, pela qual os conceitos de eficiência e eficácia sejam o contraponto de uma cultura burocrática.
    Características Gerais
    O documento apresenta os seguintes aspectos conceptuais:
    1. Tem caráter matricial, indicando os núcleos institucionais e bases doutrinárias para a atividade policial de investigações;
    2. Insere definitivamente a atividade investigativa nos princípios da cidadania, mostrando que a investigação tem caráter de intervenção pacificadora e não meramente identificada com a ideologia da “caça a bandidos”;
    3. Aponta para esta intervenção como produto de uma visão ética fundada no conceito de polícia comunitária, afirmando o policial de investigação como a presença efetiva da autoridade pública no cotidiano, capacitado para compreender criticamente o fenômeno criminal e intervir sobre ele com uma
    motivação descritiva, voltando-se não só para o processo penal, mas atuando no traçado de cenários preventivos e propositivos, articulando-se com outras esferas de governo e da sociedade;
    4. Eqüaliza os papéis das carreiras de investigação para um regime de produção sistêmica, onde a hierarquia e a disciplina são valores de integração e consistência interna de uma equipe interdisciplinar, dentro da qual se respeitam as autonomias de cada integrante. Supera a tradição de multiplicidade de carreiras, compondo uma concepção dialética das atribuições de cada um dos três cargos e, assim, vencendo a cultura positivista da instituição de cargos de perfil meramente funcionalista, sem força de articulação gerencial dentro da produção culta da investigação policial;
    5. Define marcos principiológicos que resgatam a investigação das armadilhas de uma visão estritamente repressiva, indicando a plena viabilidade de fazer do procedimento investigativo uma fonte qualificada de informações de natureza criminológica, que não se prenda exclusivamente às exigências do processo penal em sentido estrito.
     

  94.  
    O CONGRESSO NACIONAL decreta:
                          
    .Art. 1o  Esta Lei dispõe sobre princípios e normas gerais de organização, funcionamento e competências da Polícia Civil dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, de atribuições e prerrogativas dos cargos de policiais civis, nos termos do inciso XVI do art. 24 e do § 7 o do art. 144 da Constituição. 
    CAPÍTULO I
    DOS PRINCÍPIOS E DAS COMPETÊNCIAS
    Art. 2o  A Polícia Civil, órgão permanente dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, essencial à segurança pública e à defesa das instituições democráticas e fundada na promoção da cidadania, da dignidade humana e dos direitos e garantias fundamentais, tem por finalidade a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

    .Parágrafo único.  A Polícia Civil é órgão integrante do Sistema Único de Segurança Pública – SUSP.

    .Art. 3o  São princípios institucionais da Polícia Civil:

    .I – proteção dos direitos humanos;

    .II – participação e interação comunitária;

    .III – resolução pacífica de conflitos;

    .IV – uso proporcional da força;

    .V – eficiência na prevenção e repressão das infrações penais;

    .VI – indivisibilidade da investigação policial;

    .VII – indelegabilidade das atribuições funcionais;

    .VIII – hierarquia e disciplina funcionais; e

    .IX – atuação técnica e imparcial na condução da atividade investigativa.

    .Art. 4 o  A atuação da Polícia Civil deverá atender às seguintes diretrizes:

    .I – atendimento imediato ao cidadão;

    .II – planejamento estratégico e sistêmico;

    .III – integração com outros órgãos do sistema de segurança pública, demais instituições do poder público e com a comunidade;

    .IV – distribuição proporcional do efetivo policial;

    .V – interdisciplinaridade da ação investigativa;

    .VI – cooperação técnico-científica na investigação policial;

    .VII – uniformidade de procedimentos;

    .VIII – prevalência da competência territorial na atuação policial;

    .IX – complementaridade da atuação policial especializada;

    .X – desburocratização das atividades policiais;

    .XI – cooperação e compartilhamento de experiências;

    .XII – utilização de sistema integrado de informações e de dados disponíveis; e

    .XIII – capacitação fundamentada nas regras e nos procedimentos do SUSP, com ênfase em direitos humanos.

    .Art. 5o  Compete à Polícia Civil:

    .I – exercer, ressalvada a competência da União, as funções de polícia judiciária e a apuração das infrações penais, exceto as militares;

    .II – planejar, coordenar, dirigir e executar as ações de polícia judiciária e de apuração das infrações penais, que consistem na produção e na realização de inquérito policial e de outros atos formais de investigações;

    .III – cumprir mandados de prisão e de busca domiciliar, bem como outras ordens expedidas pela autoridade judiciária competente, no âmbito de suas atribuições;

    .IV – preservar locais, apreender instrumentos, materiais e produtos de infração penal, bem como realizar, quando couber, ou requisitar perícia oficial e exames complementares;

    .V – zelar pela preservação da ordem e segurança públicas, da incolumidade das pessoas e do patrimônio, promovendo ou participando de medidas de proteção à sociedade e às pessoas;

    .VI – organizar e executar, quando couber, os serviços de identificação civil e criminal;

    .VII – organizar e realizar ações de inteligência, destinadas ao exercício das funções de polícia judiciária e à apuração de infrações penais, na esfera de sua competência;

    .VIII – realizar correições e inspeções, em caráter permanente ou extraordinário, na esfera de sua competência;

    .IX – organizar e realizar pesquisas técnico-científicas relacionadas com as funções de polícia judiciária e com a apuração das infrações penais;

    .X – elaborar estudos e promover a organização e tratamento de dados e informações indispensáveis ao exercício de suas funções;

    .XI – estimular e participar do processo de integração dos bancos de dados existentes no âmbito dos órgãos do SUSP; e

    .XII – manter, na apuração das infrações penais, o sigilo necessário à elucidação do fato ou exigido pelo interesse da sociedade.

    .Art. 6o  As competências da Polícia Civil serão desempenhadas por ocupantes de cargos efetivos integrantes das respectivas carreiras, admitida a celebração de acordos de cooperação técnica com outros órgãos e entidades nacionais.

    .Art. 7o  A investigação policial, que se inicia com o conhecimento da infração penal e se encerra com o exaurimento das possibilidades investigativas, compreende as seguintes ações:

    .I – articulação ordenada dos atos notariais alusivos à formalização das provas da infração penal;

    .II – pesquisa técnico-científica e investigação sobre a autoria e a materialidade da infração penal; e

    .III – minimização dos efeitos do delito e gerenciamento de crise dele decorrente.
     
    CAPÍTULO II
    DA ORGANIZAÇÃO E DO FUNCIONAMENTO
     Seção I
    Da Estrutura Organizacional Básica
     
    Art. 8o  A Polícia Civil tem a seguinte estrutura organizacional básica:

    .I – Direção Superior;

    .II – Execução Estratégica;

    .III – Execução Tática; e

    .IV – Execução Operativa.

    .Art. 9o  São unidades de Direção Superior da Polícia Civil:

    .I – Direção-Geral; e

    .II – Conselho Superior de Polícia Civil.

    .Parágrafo único.  As unidades de Direção Superior têm por finalidade a proposição, a deliberação e a definição das políticas de caráter institucional.

    .Art. 10.  São Unidades de Execução Estratégica:

    .I – Academia de Polícia Civil;

    .II – Corregedoria de Polícia Civil;

    .III – Unidade de Inteligência Policial;

    .IV – Unidade de Polícia Judiciária e de Investigações;

    .V – Unidade de Apoio Logístico; e

    .VI – Unidade de Perícia e de Identificação, quando couber.

                           Parágrafo único.  As Unidades de Execução Estratégica tem por finalidade a preparação física, intelectual, psicológica, técnico-profissional e social dos servidores, as ações de correição, inteligência, polícia judiciária e investigações, perícia e identificação e apoio logístico.

    .Art. 11.  Integram a estrutura de Execução Tática:

    .I – Unidades de Polícia Territorial; e

    .II – Unidades de Polícia Especializada.

    .Parágrafo único.  As unidades de Execução Tática têm por finalidade a coordenação e o comando das unidades operativas.

    .Art. 12.  Integram a estrutura de Execução Operativa:

    .I – Delegacias de Polícia Territorial; e

    .II – Delegacias de Polícia Especializada.

    .Parágrafo único.  As unidades de Execução Operativa têm por finalidade o exercício das funções de polícia judiciária e a investigação policial.
     
    Seção II
    Da Direção-Geral da Polícia Civil
     
    Art. 13.  A Polícia Civil tem por chefe o Delegado-Geral de Polícia, escolhido entre os delegados de polícia de carreira, com observância da hierarquia.

    .Art. 14.  São atribuições do Delegado-Geral de Polícia:

    .I – exercer a direção geral, o planejamento institucional e a administração superior por meio da supervisão, coordenação, controle e fiscalização das funções da Polícia Civil;

    .II – presidir o Conselho Superior de Polícia Civil;

    .III – indicar ou prover, mediante delegação, os cargos em comissão dos quadros de pessoal da Polícia Civil, observada a legislação em vigor;

    .IV – promover a movimentação de policiais civis, observadas as disposições legais;

    .V – autorizar o policial civil a afastar-se da respectiva unidade federativa, em serviço e dentro do País;

    .VI – determinar a instauração de processo administrativo disciplinar;

    .VII – avocar, excepcional e fundamentadamente, em caso de irregularidade, mediante deliberação do Conselho Superior de Polícia Civil, inquéritos policiais e outros procedimentos para redistribuição;

    .VIII – suspender porte de arma de policial civil por recomendação médica ou como medida cautelar em processo administrativo disciplinar;

    .IX – decidir, em grau de recurso, sobre instauração de inquérito policial ou de outros procedimentos formais;

    .X – editar atos normativos para consecução das funções de competência da Polícia Civil; e

    .XI – praticar os demais atos necessários à administração da Polícia Civil, nos termos da legislação.

    .Parágrafo único.  No caso de suspensão do porte de arma por infração disciplinar, nos termos do inciso VIII, o Delegado-Geral de Polícia deverá determinar a imediata instauração de procedimento administrativo disciplinar.
      
    Seção III
    Do Conselho Superior de Polícia Civil
     
    Art. 15.  O Conselho Superior de Polícia Civil, presidido pelo Delegado Geral de Polícia, tem por finalidade propor, opinar e deliberar sobre matérias relacionadas com a administração superior da Polícia Civil.

    .Art. 16.  Compete ao Conselho Superior de Polícia Civil:

    .I – deliberar sobre o planejamento estratégico e institucional da Polícia Civil;

    .II – propor medidas de aprimoramento técnico, visando ao desenvolvimento e à eficiência da organização policial;

    .III – pronunciar sobre matéria relevante, concernente aos atributos dos atos, funções, princípios e conduta funcional do policial civil;

                           IV – pronunciar sobre as propostas para o orçamento anual da instituição, em função dos projetos, programas e planos de trabalho previstos para cada exercício financeiro;

    .V – deliberar sobre planos, programas e projetos atinentes à modernização institucional, à expansão de recursos humanos, à lotação de cargos e à aquisição de materiais e equipamentos;

    .VI – opinar sobre projetos de criação, instalação e desativação de unidades logísticas e finalísticas;

    .VII – ( a comissão sugere seja acrescentado ao final do inciso o termo destacado entre aspas, passando a ter a seguinte redação) : decidir, havendo recurso, sobre a efetivação de remoção de policial civil no interesse do serviço policial, “na hipótese do Art. 33”.

    .VIII – deliberar sobre promoções funcionais de servidores;

    .IX – propor a regulamentação necessária para cumprimento de leis e a padronização dos procedimentos formais de natureza policial civil; e

    .X – deliberar sobre matéria que lhe for submetida pelo Delegado – Geral de Polícia.

    .§ 1o  O quorum necessário para aprovação das decisões do Conselho Superior de Polícia Civil será definido em seu regimento interno.

    .§ 2o  As deliberações do Conselho Superior serão divulgadas na forma regimental.
      

    Seção IV

    Da Academia de Polícia Civil

     
    .Art. 17.  À Academia de Polícia Civil, unidade de recrutamento, seleção, formação, capacitação, pesquisa e extensão, responsável pelo desenvolvimento dos recursos humanos da Polícia Civil, incumbe:

    .I – promover o recrutamento, seleção e formação técnico-profissional dos servidores da instituição, para o provimento de cargos;

    .II – realizar treinamento, aperfeiçoamento e especialização, objetivando a capacitação técnico-profissional dos servidores;

    .III – desenvolver unidade de produção doutrinária e uniformidade de procedimentos didáticos e pedagógicos;

    .IV – manter o intercâmbio com as congêneres federal, do Distrito Federal e estaduais e com instituições de ensino e pesquisa, nacionais e estrangeiras, sem prejuízo das competências do Ministério das Relações Exteriores, visando ao aprimoramento das atividades e dos métodos pedagógicos utilizados;

    .V – produzir e difundir conhecimentos acadêmicos de interesse policial;

    .VI – (a comissão sugere incluir o texto que está destacado entre aspas, passando a ter a seguinte redação) : observar as exigências e diretrizes educacionais estabelecidas na legislação pertinente, para que funcione como instituição habilitada ao ensino, pesquisa e extensão de nível superior, “inclusive, em âmbito de pós-graduação no que tange o conhecimento universal aplicado a atividade de investigação policia”; e

    .VII – executar estratégias permanentes de capacitação, aperfeiçoamento e especialização, de nível superior, elaborando e propondo critérios de desenvolvimento e evolução funcional dos servidores.

    .Art. 18. Poderá ser autorizado o afastamento do policial civil de suas atividades, para treinamento, curso e pesquisa, regularmente instituídos, quando o horário acadêmico inviabilizar o cumprimento da jornada semanal de trabalho.

    (A comissão sugere nova  redação, substituindo inclusive o “Poderá por) “Serão autorizados afastamentos para treinamento, cursos, pesquisas, regularmente instituídas, quando o horário acadêmico inviabilizar a cumprimento da jornada semanal do policial civil, ainda que autorizado em outra unidade federativa, ou país, observado os seguintes prazos:
    a)    Até vinte e quatro meses, para mestrado e doutorado;
    b)  Até doze meses, para pós – graduação ou especialização; e
    c)    Até seis meses, para treinamento e curso. …”

    .Parágrafo único.  O período de afastamento será considerado de efetivo exercício, conforme critérios estabelecidos em ato normativo específico. 
    Seção V
    Da Corregedoria de Polícia Civil
     
    Art. 19.  A Corregedoria de Polícia Civil, no exercício do controle interno, tem por finalidade praticar atos de correição, orientação e zelo pela qualidade e avaliação do serviço policial civil para a correta execução das etapas da investigação policial, atuando, preventiva e repressivamente, face às infrações disciplinares e penais praticadas por seus servidores, cabendo-lhe, ainda:

                           I – implementar, supervisionar e executar a política correcional, sem prejuízo do controle atribuído às demais unidades da polícia judiciária, e realizar os serviços de correição e outras inspeções; e

                           II – fiscalizar a atuação dos policiais civis no desempenho de suas atividades, desenvolvendo ações para o acompanhamento e monitoramento demandados pelos órgãos e entidades de controle externo.

                           Parágrafo único.  A lei disciplinará as funções da Corregedoria de Polícia Civil para a apuração de transgressões disciplinares e de infrações penais praticadas por servidores, dispondo sobre a organização, garantias, sanções disciplinares e meios operacionais que assegurem a eficiência e a eficácia de suas atividades. 
    Seção VI: Das Unidades de Inteligência, de Polícia Judiciária e de Investigação, de Apoio Logístico e de Perícia e de identificação.
    ( O grupo sugere dar nova redação a esse título, por entender que, da forma como está sendo apresentado pelo Projeto de Lei em tramitação, deixa transparecer que existem duas polícias – a Polícia Judiciária e a Polícia de Investigação, quando na verdade a Polícia Judiciária engloba as Unidades de Inteligência, de Investigação, de Apoio logístico, de Perícia e de identificação, passando a ter a seguinte Redação:
    “Seção VI: Das Unidades de Inteligência, de Investigações, de Apoio Logístico, de Perícia e, de identificação da Polícia Judiciária”.)
     Art. 20.  A Unidade de Inteligência Policial tem por finalidade promover a gestão do conhecimento por meio de planejamento, coordenação, execução e apoio às atividades pertinentes aos sistemas de tecnologia de informações e comunicações da Polícia Civil.

    .Art. 21.  A Unidade de Inteligência Policial é a destinatária de dados e provedora imediata de conhecimentos em relação às unidades executoras da função tática, constituindo-se em unidade central de informações destinadas ao suporte da atividade-fim da Polícia Civil, cabendo-lhe o que for disciplinado em ato normativo, e:

    .I – o comando da unidade executora das atividades de estatística, informática e comunicações de natureza policial, bem como do desenvolvimento e da manutenção dos respectivos sistemas e equipamentos;

    .II – a direção estratégica de todos os bancos de dados pertinentes à investigação policial, devendo zelar por sua otimização e inter-relacionamento, ressalvados aqueles de natureza pericial e civil, quando houver órgão específico para essa finalidade; e

    .III – a articulação com os órgãos e unidades de informação e de inteligência de instituições públicas.

    .Art. 22. “ A Unidade de Investigação da Polícia Judiciária” tem por finalidade promover o planejamento, a coordenação, a supervisão e a execução da função de polícia judiciária e o exercício das atividades de investigações policiais, no território da respectiva unidade federada, nos termos da legislação. ( já feitas as adequações a nova redação  sugerida no título, destacada entre aspas )

    .Art. 23.  A Unidade de Apoio Logístico tem por finalidade a coordenação, orientação, avaliação e execução das atividades de planejamento relacionadas ao orçamento, à contabilidade e à administração financeira, bem como a gestão de recursos humanos,  patrimônio, manutenção, transportes, documentos e demais recursos logísticos.

    .Art. 24.  A Unidade de Perícia e de Identificação tem por finalidade planejar, organizar, coordenar, supervisionar, controlar e executar atividades periciais e de identificação civil e criminal.

    .Parágrafo único.  A Unidade de Perícia e de Identificação contará com unidades destinadas à realização de exames para o levantamento de provas concernentes à autoria e à materialidade de infrações penais, bem como à identificação civil e criminal.
      
    CAPÍTULO III
    DOS SERVIDORES DA POLÍCIA CIVIL
    Seção I
    Do Quadro Policial e Administrativo
     
    Art. 25.  O quadro básico de pessoal da Polícia Civil será integrado, (no mínimo), pelos seguintes cargos, como essenciais para o seu funcionamento: a comissão sugere a supressão da expressão entre parênteses; “no mínimno”.
     
    .I – delegado de polícia;

    .II – perito de polícia, quando couber; e

    .III – agente de polícia. (A comissão sugere seja respeitada a decisão contida na proposta original e seja adotado a nomenclatura “INVESTIGADOR DE POLÍCIA”)

    .Art. 26.  São atribuições privativas de delegado de polícia:

    .I – instaurar e presidir inquéritos policiais, termos circunstanciados e outros procedimentos legais para a apuração de infração penal ou ato infracional;

    .II – dirigir, coordenar, supervisionar e fiscalizar as atividades logísticas e finalísticas da unidade sob sua direção;

    .III – no curso de procedimentos de sua competência:

    .a) expedir intimações e determinar, em caso de não-comparecimento injustificado, a condução coercitiva;

    .b) requisitar a realização de exames periciais e complementares, destinados a colher e resguardar indícios ou provas da ocorrência de infrações penais; e

    .c) representar à autoridade judiciária competente pela decretação de prisões e medidas cautelares e pela concessão de mandados de busca e apreensão;

    .IV – requisitar, no interesse das investigações policiais:

    .a) às entidades públicas e privadas, documentos, informações e dados cadastrais pertinentes à pessoa investigada, observado o disposto no inciso X do art. 5 o da Constituição;
    .
    .b) temporariamente, serviços técnicos especializados e meios materiais de órgãos públicos ou de particulares que detenham delegação de serviço público;

    .c) informações a respeito da localização de usuário de telefonia fixa ou móvel;

    .d) informações a respeito da localização de usuário de cartão de crédito;

    .e) às empresas de transporte, informações a respeito de reservas, bilhetes, escalas, rotas, tripulantes e passageiros; e

    .V – requerer, no interesse das investigações policiais, observado o disposto no inciso X do art. 5 o da Constituição:

    .a) informações e documentos de caráter público ou privado;

    .b) extratos com os dados e registros telefônicos; e

    .c) registros de conexões de usuários de serviço de acesso à rede mundial de computadores à empresa provedora do respectivo serviço.

    .§ 1o  Ao delegado de policia incumbe preservar o sigilo das informações, dados e documentos que nessa condição lhe forem confiados, sob pena de responsabilidade.

    .§ 2 o  A recusa, o retardamento ou a omissão, injustificados, no fornecimento de informações, dados ou documentos requisitados pelo delegado de polícia, implicará responsabilidade penal, cível e administrativa de quem lhe der causa.

    .Art. 27.  São atribuições de perito de polícia:

    .I – coletar e interpretar os vestígios e os indícios materiais das infrações penais, objetivando fornecer elementos esclarecedores para a instrução de inquéritos policiais e outros procedimentos legais de investigação;

    .II – realizar exames sobre corpos de delito; e

    .III – elaborar laudos no âmbito das suas especializações.

    .Art. 28.  São atribuições de agente de polícia: (adequação a proposta da comissão,alterando a nomenclatura para “Investigador de Polícia”).

    .I – proceder a ações e pesquisas investigativas, para o estabelecimento das causas, das circunstâncias e da autoria das infrações penais ou administrativas;

    .II – cumprir diligências policiais, mandados e outras determinações da autoridade competente;

    .III – participar na gestão de dados, informações e conhecimentos pertinentes à atividade investigativa e na execução de prisões;

    .IV – executar a busca pessoal e a identificação criminal e datiloscópica de pessoas para captação dos elementos indicativos de autoria de infrações penais;

    .V – executar as ações necessárias para a segurança das investigações;

    .VI – coletar dados objetivos e subjetivos pertinentes aos vestígios encontrados em bens, objetos e locais de cometimento de infrações penais, descrevendo suas características e condições, para os fins de apuração de infração penal ou administrativa;

    .VII – elaborar e formalizar atos de escrituração em inquéritos policiais, em termos circunstanciados ou em outros procedimentos legais;

    .VIII – diligenciar para o cumprimento de atos interlocutórios e expedir, mediante requerimento e despacho da autoridade policial, certidões e traslados; e

    .IX – zelar pela guarda de papéis, documentos, procedimentos, objetos apreendidos e demais instrumentos sob sua responsabilidade, objetivando a destinação legal.

    .Parágrafo único.  As atribuições previstas neste artigo poderão ser cometidas a outros cargos das carreiras de policiais civis, enquanto a estrutura do quadro policial previsto nesta Lei não for adotada pelo ente da federação.

    .Art. 29.  As funções de atividade-meio, que consistem no apoio logístico e em outras de natureza não-policial, serão exercidas por servidores do quadro administrativo admitidos nos termos de legislação específica.
     
    Seção II
    Do Ingresso, da Promoção e da Remoção
     
    Art. 30.  O ingresso nos cargos das carreiras  policial civil far-se-á mediante concurso público de provas ou de provas e títulos, sempre na classe inicial.

    .§ 1o  São requisitos básicos para o ingresso:
           
    .I – ser brasileiro;

    .II – ter, no mínimo, vinte e um anos;

    .III – estar quite com as obrigações eleitorais e militares; e

    .IV – comprovar, quanto ao grau de escolaridade, a conclusão de:

    .a) curso de bacharelado em direito, para o cargo de delegado de polícia;

    .b) curso de graduação superior, para o cargo de perito de polícia, na área de conhecimento correspondente descrita no edital do concurso, na forma do regulamento; e

    .c) curso de segundo grau, no mínimo, para o cargo de agente de polícia. (A comissão insiste para que seja respeitada a decisão do grupo que elaborou a proposta, substituindo a redação por  “Investigador de Polícia” e “Curso de graduação superior, em qualquer área do conhecimento, para Investigador de Polícia”)

    .§ 2o  A comprovação de conclusão dos cursos que trata este artigo deverá ocorrer por meio de certificado ou diploma expedido por instituição de ensino reconhecida e devidamente registrado no órgão competente.

    .Art. 31.  Os candidatos serão submetidos a investigação e exame, de caráter eliminatório, quanto a:

    .I – sanidade física e mental;

    .II – registro de antecedentes criminais decorrentes de decisão condenatória transitada em julgado por prática de ato incompatível com a idoneidade exigida para o exercício do cargo; e

    .III – punição em processo disciplinar por prática de ato que indique demissão, mediante decisão de que não caiba recurso hierárquico.

    .Art. 32.  O processo de avaliação e promoção dos policiais civis deverá observar critérios e requisitos objetivos que leve em conta a capacitação profissional do servidor e o interesse da administração.

    .Art. 33.  O policial civil poderá ser removido, no interesse do serviço e nos termos da legislação específica:

    .I – a pedido;

    .II – por permuta; e

    .III – de ofício, fundamentadamente.

                           § 1o  Os cargos de provimento efetivo que integram as carreiras de policial civil, observada a estrutura hierárquica, vinculam-se às unidades da Polícia Civil.

    .§ 2o  A remoção condiciona-se ao disposto na legislação ( no disposto nesta lei) e à existência de vaga no quadro de lotação de cargos nas unidades policiais civis.
    (A comissão sugere substituir a expressão ”na legislação”, por “no disposto nesta Lei”, já acrescida entre parênteses).
     
    Seção III
    Das Prerrogativas e das Vedações
     
    Art. 34.  O policial civil gozará das seguintes prerrogativas, entre outras estabelecidas em lei:

    .I – documento de identidade funcional com validade em todo território nacional e padronizado pelo Poder Executivo Federal;

    .II – porte de arma com validade em todo o território nacional;

    .III – livre acesso, em razão do serviço, aos locais sujeitos à fiscalização policial;

    .IV – ser recolhido em unidade prisional especial, até o trânsito em julgado de sentença condenatória e, em qualquer situação, separado dos demais presos;

    .V – prioridade nos serviços de transporte e comunicação, públicos e privados, quando em cumprimento de missão de caráter emergencial;

    .VI – aposentadoria, nos termos do art. 40, § 4 o, da Constituição, quando couber; e

    .VII – ter a sua prisão imediatamente comunicada ao Delegado-Geral de Polícia.

                           § 1o  Na falta de unidade prisional nas condições previstas no inciso IV, o policial civil será recolhido em dependência da própria instituição policial, até o trânsito em julgado da sentença condenatória.

    .§ 2o  A lei poderá estabelecer normas sobre assistência médica, psicológica, odontológica e social, assistência jurídica, seguro de vida e de acidente pessoal do policial civil.

    .Art. 35.  É vedado ao policial:

                           I – exercer, ainda que em disponibilidade, qualquer outra função pública, ressalvadas as hipóteses de acumulação previstas na Constituição; e

    .II – exercer o comércio ou participar de sociedade comercial, salvo na forma da lei.

    .Parágrafo único.  A lei poderá estabelecer outras vedações ao policial civil, além das previstas neste artigo.

     
    CAPÍTULO IV
    DO REGIME DISCIPLINAR
     Seção I
    Das Infrações e das Sanções Disciplinares
     
    Art. 36.  A lei estabelecerá os deveres, proibições e responsabilidades impostas ao policial civil e as sanções disciplinares aplicáveis no caso de seu descumprimento.

    .§ 1o  São sanções disciplinares, além de outras que a lei venha a estabelecer:

    .I – advertência;

    .II – suspensão;

    .III – demissão;

    .IV – destituição de cargo em comissão; e

    .V – cassação de aposentadoria ou de disponibilidade.

    .§ 2 o  Na aplicação das sanções previstas no § 1o, serão consideradas a natureza e a gravidade da infração cometida, a repercussão do fato, as conseqüências advindas para o serviço público e, em especial, para a instituição policial civil, e os antecedentes funcionais.

    .§ 3o  O ato de imposição da sanção mencionará, sempre, o fundamento legal e a causa da sanção disciplinar.

    .§ 4o  A imposição da pena de demissão é ato privativo do Governador.
     
    Seção II
    Do Processo Disciplinar e da Sindicância
     
    Art. 37.  A autoridade competente, ao tomar conhecimento de irregularidades administrativas, promoverá a apuração dos fatos mediante sindicância ou processo administrativo disciplinar, assegurado ao acusado a ampla defesa e o contraditório.

    .§ 1o  A sindicância disciplinar é o instrumento destinado à apuração de infração disciplinar atribuída a policial civil, sujeita a penalidade de advertência ou suspensão.

    .§ 2o  O processo administrativo disciplinar é o instrumento destinado à formação probatória da responsabilidade funcional pela prática de infração disciplinar sujeita a penalidade de demissão e cassação de aposentadoria ou disponibilidade.

    .Art. 38.  No curso do processo disciplinar, para assegurar a regular apuração dos fatos, o acusado poderá ser afastado, preventivamente, do exercício do cargo ou da função que ocupa, sem prejuízo de sua remuneração.

    .Parágrafo único.  O policial civil afastado preventivamente terá sua carteira funcional e arma recolhidas, devendo o processo disciplinar respectivo ter prioridade em sua tramitação.

    .Art. 39.  A apuração de infração disciplinar será presidida por autoridade de classe igual ou superior à do investigado, conforme dispuser a legislação.
     
    CAPÍTULO V
    DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
    .Art. 40.  As unidades e o efetivo da Polícia Civil serão fixados com observância, entre outros, dos seguintes fatores:

    .I – índice analítico de criminalidade e de violência; e

    .II – população, extensão territorial e densidade demográfica.

    .§ 1o  O quadro setorial de lotação de cargos das unidades policiais, para a distribuição dos servidores, será fixado em conformidade com o disposto neste artigo.

    .§ 2o  A criação de unidades policiais observará a existência de cargos para a correspondente lotação setorial.

    .Art. 41.  As funções dos cargos policiais civis são típicas de Estado e têm natureza especial e diferenciada e caráter técnico-científico.

    .Art. 42.  A hierarquia e a disciplina são preceitos de integração e otimização das competências organizacionais pertinentes às atividades da Polícia Civil e objetivam assegurar a unidade institucional.

    .§ 1o  A hierarquia constitui instrumento de controle da eficácia dos atos operacionais, com a finalidade de sustentar a disciplina e de desenvolver o espírito de cooperação em ambiente de estima, harmonia, confiança e respeito mútuos.

    .§ 2o  A disciplina norteia o exercício efetivo das atribuições funcionais em face das disposições legais e das determinações fundamentadas e emanadas da autoridade competente.

    .Art. 43.  Aos policiais civis inativos são asseguradas as prerrogativas previstas nos incisos I, II e IV do art. 34.

    .Art. 44.  Poderá ser criada Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA nas unidades da Polícia Civil de cada ente federado.

    .Ar t.45.  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
    Brasília,

  95. AGENTE POLICIAL :
     
    O CONGRESSO NACIONAL decreta:
                          
    .Art. 1o  Esta Lei dispõe sobre princípios e normas gerais de organização, funcionamento e competências da Polícia Civil dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, de atribuições e prerrogativas dos cargos de policiais civis, nos termos do inciso XVI do art. 24 e do § 7 o do art. 144 da Constituição. 
    CAPÍTULO I
    DOS PRINCÍPIOS E DAS COMPETÊNCIAS
    Art. 2o  A Polícia Civil, órgão permanente dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, essencial à segurança pública e à defesa das instituições democráticas e fundada na promoção da cidadania, da dignidade humana e dos direitos e garantias fundamentais, tem por finalidade a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.
    .Parágrafo único.  A Polícia Civil é órgão integrante do Sistema Único de Segurança Pública – SUSP.
    .Art. 3o  São princípios institucionais da Polícia Civil:
    .I – proteção dos direitos humanos;
    .II – participação e interação comunitária;
    .III – resolução pacífica de conflitos;
    .IV – uso proporcional da força;
    .V – eficiência na prevenção e repressão das infrações penais;
    .VI – indivisibilidade da investigação policial;
    .VII – indelegabilidade das atribuições funcionais;
    .VIII – hierarquia e disciplina funcionais; e
    .IX – atuação técnica e imparcial na condução da atividade investigativa.
    .Art. 4 o  A atuação da Polícia Civil deverá atender às seguintes diretrizes:
    .I – atendimento imediato ao cidadão;
    .II – planejamento estratégico e sistêmico;
    .III – integração com outros órgãos do sistema de segurança pública, demais instituições do poder público e com a comunidade;
    .IV – distribuição proporcional do efetivo policial;
    .V – interdisciplinaridade da ação investigativa;
    .VI – cooperação técnico-científica na investigação policial;
    .VII – uniformidade de procedimentos;
    .VIII – prevalência da competência territorial na atuação policial;
    .IX – complementaridade da atuação policial especializada;
    .X – desburocratização das atividades policiais;
    .XI – cooperação e compartilhamento de experiências;
    .XII – utilização de sistema integrado de informações e de dados disponíveis; e
    .XIII – capacitação fundamentada nas regras e nos procedimentos do SUSP, com ênfase em direitos humanos.
    .Art. 5o  Compete à Polícia Civil:
    .I – exercer, ressalvada a competência da União, as funções de polícia judiciária e a apuração das infrações penais, exceto as militares;
    .II – planejar, coordenar, dirigir e executar as ações de polícia judiciária e de apuração das infrações penais, que consistem na produção e na realização de inquérito policial e de outros atos formais de investigações;
    .III – cumprir mandados de prisão e de busca domiciliar, bem como outras ordens expedidas pela autoridade judiciária competente, no âmbito de suas atribuições;
    .IV – preservar locais, apreender instrumentos, materiais e produtos de infração penal, bem como realizar, quando couber, ou requisitar perícia oficial e exames complementares;
    .V – zelar pela preservação da ordem e segurança públicas, da incolumidade das pessoas e do patrimônio, promovendo ou participando de medidas de proteção à sociedade e às pessoas;
    .VI – organizar e executar, quando couber, os serviços de identificação civil e criminal;
    .VII – organizar e realizar ações de inteligência, destinadas ao exercício das funções de polícia judiciária e à apuração de infrações penais, na esfera de sua competência;
    .VIII – realizar correições e inspeções, em caráter permanente ou extraordinário, na esfera de sua competência;
    .IX – organizar e realizar pesquisas técnico-científicas relacionadas com as funções de polícia judiciária e com a apuração das infrações penais;
    .X – elaborar estudos e promover a organização e tratamento de dados e informações indispensáveis ao exercício de suas funções;
    .XI – estimular e participar do processo de integração dos bancos de dados existentes no âmbito dos órgãos do SUSP; e
    .XII – manter, na apuração das infrações penais, o sigilo necessário à elucidação do fato ou exigido pelo interesse da sociedade.
    .Art. 6o  As competências da Polícia Civil serão desempenhadas por ocupantes de cargos efetivos integrantes das respectivas carreiras, admitida a celebração de acordos de cooperação técnica com outros órgãos e entidades nacionais.
    .Art. 7o  A investigação policial, que se inicia com o conhecimento da infração penal e se encerra com o exaurimento das possibilidades investigativas, compreende as seguintes ações:
    .I – articulação ordenada dos atos notariais alusivos à formalização das provas da infração penal;
    .II – pesquisa técnico-científica e investigação sobre a autoria e a materialidade da infração penal; e
    .III – minimização dos efeitos do delito e gerenciamento de crise dele decorrente.
     
    CAPÍTULO II
    DA ORGANIZAÇÃO E DO FUNCIONAMENTO
     Seção I
    Da Estrutura Organizacional Básica
     
    Art. 8o  A Polícia Civil tem a seguinte estrutura organizacional básica:
    .I – Direção Superior;
    .II – Execução Estratégica;
    .III – Execução Tática; e
    .IV – Execução Operativa.
    .Art. 9o  São unidades de Direção Superior da Polícia Civil:
    .I – Direção-Geral; e
    .II – Conselho Superior de Polícia Civil.
    .Parágrafo único.  As unidades de Direção Superior têm por finalidade a proposição, a deliberação e a definição das políticas de caráter institucional.
    .Art. 10.  São Unidades de Execução Estratégica:
    .I – Academia de Polícia Civil;
    .II – Corregedoria de Polícia Civil;
    .III – Unidade de Inteligência Policial;
    .IV – Unidade de Polícia Judiciária e de Investigações;
    .V – Unidade de Apoio Logístico; e
    .VI – Unidade de Perícia e de Identificação, quando couber.
                           Parágrafo único.  As Unidades de Execução Estratégica tem por finalidade a preparação física, intelectual, psicológica, técnico-profissional e social dos servidores, as ações de correição, inteligência, polícia judiciária e investigações, perícia e identificação e apoio logístico.
    .Art. 11.  Integram a estrutura de Execução Tática:
    .I – Unidades de Polícia Territorial; e
    .II – Unidades de Polícia Especializada.
    .Parágrafo único.  As unidades de Execução Tática têm por finalidade a coordenação e o comando das unidades operativas.
    .Art. 12.  Integram a estrutura de Execução Operativa:
    .I – Delegacias de Polícia Territorial; e
    .II – Delegacias de Polícia Especializada.
    .Parágrafo único.  As unidades de Execução Operativa têm por finalidade o exercício das funções de polícia judiciária e a investigação policial.
     
    Seção II
    Da Direção-Geral da Polícia Civil
     
    Art. 13.  A Polícia Civil tem por chefe o Delegado-Geral de Polícia, escolhido entre os delegados de polícia de carreira, com observância da hierarquia.
    .Art. 14.  São atribuições do Delegado-Geral de Polícia:
    .I – exercer a direção geral, o planejamento institucional e a administração superior por meio da supervisão, coordenação, controle e fiscalização das funções da Polícia Civil;
    .II – presidir o Conselho Superior de Polícia Civil;
    .III – indicar ou prover, mediante delegação, os cargos em comissão dos quadros de pessoal da Polícia Civil, observada a legislação em vigor;
    .IV – promover a movimentação de policiais civis, observadas as disposições legais;
    .V – autorizar o policial civil a afastar-se da respectiva unidade federativa, em serviço e dentro do País;
    .VI – determinar a instauração de processo administrativo disciplinar;
    .VII – avocar, excepcional e fundamentadamente, em caso de irregularidade, mediante deliberação do Conselho Superior de Polícia Civil, inquéritos policiais e outros procedimentos para redistribuição;
    .VIII – suspender porte de arma de policial civil por recomendação médica ou como medida cautelar em processo administrativo disciplinar;
    .IX – decidir, em grau de recurso, sobre instauração de inquérito policial ou de outros procedimentos formais;
    .X – editar atos normativos para consecução das funções de competência da Polícia Civil; e
    .XI – praticar os demais atos necessários à administração da Polícia Civil, nos termos da legislação.
    .Parágrafo único.  No caso de suspensão do porte de arma por infração disciplinar, nos termos do inciso VIII, o Delegado-Geral de Polícia deverá determinar a imediata instauração de procedimento administrativo disciplinar.
      
    Seção III
    Do Conselho Superior de Polícia Civil
     
    Art. 15.  O Conselho Superior de Polícia Civil, presidido pelo Delegado Geral de Polícia, tem por finalidade propor, opinar e deliberar sobre matérias relacionadas com a administração superior da Polícia Civil.
    .Art. 16.  Compete ao Conselho Superior de Polícia Civil:
    .I – deliberar sobre o planejamento estratégico e institucional da Polícia Civil;
    .II – propor medidas de aprimoramento técnico, visando ao desenvolvimento e à eficiência da organização policial;
    .III – pronunciar sobre matéria relevante, concernente aos atributos dos atos, funções, princípios e conduta funcional do policial civil;
                           IV – pronunciar sobre as propostas para o orçamento anual da instituição, em função dos projetos, programas e planos de trabalho previstos para cada exercício financeiro;
    .V – deliberar sobre planos, programas e projetos atinentes à modernização institucional, à expansão de recursos humanos, à lotação de cargos e à aquisição de materiais e equipamentos;
    .VI – opinar sobre projetos de criação, instalação e desativação de unidades logísticas e finalísticas;
    .VII – ( a comissão sugere seja acrescentado ao final do inciso o termo destacado entre aspas, passando a ter a seguinte redação) : decidir, havendo recurso, sobre a efetivação de remoção de policial civil no interesse do serviço policial, “na hipótese do Art. 33”.
    .VIII – deliberar sobre promoções funcionais de servidores;
    .IX – propor a regulamentação necessária para cumprimento de leis e a padronização dos procedimentos formais de natureza policial civil; e
    .X – deliberar sobre matéria que lhe for submetida pelo Delegado – Geral de Polícia.
    .§ 1o  O quorum necessário para aprovação das decisões do Conselho Superior de Polícia Civil será definido em seu regimento interno.
    .§ 2o  As deliberações do Conselho Superior serão divulgadas na forma regimental.
      
    Seção IV
    Da Academia de Polícia Civil
     
    .Art. 17.  À Academia de Polícia Civil, unidade de recrutamento, seleção, formação, capacitação, pesquisa e extensão, responsável pelo desenvolvimento dos recursos humanos da Polícia Civil, incumbe:
    .I – promover o recrutamento, seleção e formação técnico-profissional dos servidores da instituição, para o provimento de cargos;
    .II – realizar treinamento, aperfeiçoamento e especialização, objetivando a capacitação técnico-profissional dos servidores;
    .III – desenvolver unidade de produção doutrinária e uniformidade de procedimentos didáticos e pedagógicos;
    .IV – manter o intercâmbio com as congêneres federal, do Distrito Federal e estaduais e com instituições de ensino e pesquisa, nacionais e estrangeiras, sem prejuízo das competências do Ministério das Relações Exteriores, visando ao aprimoramento das atividades e dos métodos pedagógicos utilizados;
    .V – produzir e difundir conhecimentos acadêmicos de interesse policial;
    .VI – (a comissão sugere incluir o texto que está destacado entre aspas, passando a ter a seguinte redação) : observar as exigências e diretrizes educacionais estabelecidas na legislação pertinente, para que funcione como instituição habilitada ao ensino, pesquisa e extensão de nível superior, “inclusive, em âmbito de pós-graduação no que tange o conhecimento universal aplicado a atividade de investigação policia”; e
    .VII – executar estratégias permanentes de capacitação, aperfeiçoamento e especialização, de nível superior, elaborando e propondo critérios de desenvolvimento e evolução funcional dos servidores.
    .Art. 18. Poderá ser autorizado o afastamento do policial civil de suas atividades, para treinamento, curso e pesquisa, regularmente instituídos, quando o horário acadêmico inviabilizar o cumprimento da jornada semanal de trabalho.
    (A comissão sugere nova  redação, substituindo inclusive o “Poderá por) “Serão autorizados afastamentos para treinamento, cursos, pesquisas, regularmente instituídas, quando o horário acadêmico inviabilizar a cumprimento da jornada semanal do policial civil, ainda que autorizado em outra unidade federativa, ou país, observado os seguintes prazos:
    a)    Até vinte e quatro meses, para mestrado e doutorado;
    b)  Até doze meses, para pós – graduação ou especialização; e
    c)    Até seis meses, para treinamento e curso. …”
    .Parágrafo único.  O período de afastamento será considerado de efetivo exercício, conforme critérios estabelecidos em ato normativo específico. 
    Seção V
    Da Corregedoria de Polícia Civil
     
    Art. 19.  A Corregedoria de Polícia Civil, no exercício do controle interno, tem por finalidade praticar atos de correição, orientação e zelo pela qualidade e avaliação do serviço policial civil para a correta execução das etapas da investigação policial, atuando, preventiva e repressivamente, face às infrações disciplinares e penais praticadas por seus servidores, cabendo-lhe, ainda:
                           I – implementar, supervisionar e executar a política correcional, sem prejuízo do controle atribuído às demais unidades da polícia judiciária, e realizar os serviços de correição e outras inspeções; e
                           II – fiscalizar a atuação dos policiais civis no desempenho de suas atividades, desenvolvendo ações para o acompanhamento e monitoramento demandados pelos órgãos e entidades de controle externo.
                           Parágrafo único.  A lei disciplinará as funções da Corregedoria de Polícia Civil para a apuração de transgressões disciplinares e de infrações penais praticadas por servidores, dispondo sobre a organização, garantias, sanções disciplinares e meios operacionais que assegurem a eficiência e a eficácia de suas atividades. 
    Seção VI: Das Unidades de Inteligência, de Polícia Judiciária e de Investigação, de Apoio Logístico e de Perícia e de identificação.
    ( O grupo sugere dar nova redação a esse título, por entender que, da forma como está sendo apresentado pelo Projeto de Lei em tramitação, deixa transparecer que existem duas polícias – a Polícia Judiciária e a Polícia de Investigação, quando na verdade a Polícia Judiciária engloba as Unidades de Inteligência, de Investigação, de Apoio logístico, de Perícia e de identificação, passando a ter a seguinte Redação:
    “Seção VI: Das Unidades de Inteligência, de Investigações, de Apoio Logístico, de Perícia e, de identificação da Polícia Judiciária”.)
     Art. 20.  A Unidade de Inteligência Policial tem por finalidade promover a gestão do conhecimento por meio de planejamento, coordenação, execução e apoio às atividades pertinentes aos sistemas de tecnologia de informações e comunicações da Polícia Civil.
    .Art. 21.  A Unidade de Inteligência Policial é a destinatária de dados e provedora imediata de conhecimentos em relação às unidades executoras da função tática, constituindo-se em unidade central de informações destinadas ao suporte da atividade-fim da Polícia Civil, cabendo-lhe o que for disciplinado em ato normativo, e:
    .I – o comando da unidade executora das atividades de estatística, informática e comunicações de natureza policial, bem como do desenvolvimento e da manutenção dos respectivos sistemas e equipamentos;
    .II – a direção estratégica de todos os bancos de dados pertinentes à investigação policial, devendo zelar por sua otimização e inter-relacionamento, ressalvados aqueles de natureza pericial e civil, quando houver órgão específico para essa finalidade; e
    .III – a articulação com os órgãos e unidades de informação e de inteligência de instituições públicas.
    .Art. 22. “ A Unidade de Investigação da Polícia Judiciária” tem por finalidade promover o planejamento, a coordenação, a supervisão e a execução da função de polícia judiciária e o exercício das atividades de investigações policiais, no território da respectiva unidade federada, nos termos da legislação. ( já feitas as adequações a nova redação  sugerida no título, destacada entre aspas )
    .Art. 23.  A Unidade de Apoio Logístico tem por finalidade a coordenação, orientação, avaliação e execução das atividades de planejamento relacionadas ao orçamento, à contabilidade e à administração financeira, bem como a gestão de recursos humanos,  patrimônio, manutenção, transportes, documentos e demais recursos logísticos.
    .Art. 24.  A Unidade de Perícia e de Identificação tem por finalidade planejar, organizar, coordenar, supervisionar, controlar e executar atividades periciais e de identificação civil e criminal.
    .Parágrafo único.  A Unidade de Perícia e de Identificação contará com unidades destinadas à realização de exames para o levantamento de provas concernentes à autoria e à materialidade de infrações penais, bem como à identificação civil e criminal.
      
    CAPÍTULO III
    DOS SERVIDORES DA POLÍCIA CIVIL
    Seção I
    Do Quadro Policial e Administrativo
     
    Art. 25.  O quadro básico de pessoal da Polícia Civil será integrado, (no mínimo), pelos seguintes cargos, como essenciais para o seu funcionamento: a comissão sugere a supressão da expressão entre parênteses; “no mínimno”.
     
    .I – delegado de polícia;
    .II – perito de polícia, quando couber; e
    .III – agente de polícia. (A comissão sugere seja respeitada a decisão contida na proposta original e seja adotado a nomenclatura “INVESTIGADOR DE POLÍCIA”)
    .Art. 26.  São atribuições privativas de delegado de polícia:
    .I – instaurar e presidir inquéritos policiais, termos circunstanciados e outros procedimentos legais para a apuração de infração penal ou ato infracional;
    .II – dirigir, coordenar, supervisionar e fiscalizar as atividades logísticas e finalísticas da unidade sob sua direção;
    .III – no curso de procedimentos de sua competência:
    .a) expedir intimações e determinar, em caso de não-comparecimento injustificado, a condução coercitiva;
    .b) requisitar a realização de exames periciais e complementares, destinados a colher e resguardar indícios ou provas da ocorrência de infrações penais; e
    .c) representar à autoridade judiciária competente pela decretação de prisões e medidas cautelares e pela concessão de mandados de busca e apreensão;
    .IV – requisitar, no interesse das investigações policiais:
    .a) às entidades públicas e privadas, documentos, informações e dados cadastrais pertinentes à pessoa investigada, observado o disposto no inciso X do art. 5 o da Constituição;
    .
    .b) temporariamente, serviços técnicos especializados e meios materiais de órgãos públicos ou de particulares que detenham delegação de serviço público;
    .c) informações a respeito da localização de usuário de telefonia fixa ou móvel;
    .d) informações a respeito da localização de usuário de cartão de crédito;
    .e) às empresas de transporte, informações a respeito de reservas, bilhetes, escalas, rotas, tripulantes e passageiros; e
    .V – requerer, no interesse das investigações policiais, observado o disposto no inciso X do art. 5 o da Constituição:
    .a) informações e documentos de caráter público ou privado;
    .b) extratos com os dados e registros telefônicos; e
    .c) registros de conexões de usuários de serviço de acesso à rede mundial de computadores à empresa provedora do respectivo serviço.
    .§ 1o  Ao delegado de policia incumbe preservar o sigilo das informações, dados e documentos que nessa condição lhe forem confiados, sob pena de responsabilidade.
    .§ 2 o  A recusa, o retardamento ou a omissão, injustificados, no fornecimento de informações, dados ou documentos requisitados pelo delegado de polícia, implicará responsabilidade penal, cível e administrativa de quem lhe der causa.
    .Art. 27.  São atribuições de perito de polícia:
    .I – coletar e interpretar os vestígios e os indícios materiais das infrações penais, objetivando fornecer elementos esclarecedores para a instrução de inquéritos policiais e outros procedimentos legais de investigação;
    .II – realizar exames sobre corpos de delito; e
    .III – elaborar laudos no âmbito das suas especializações.
    .Art. 28.  São atribuições de agente de polícia: (adequação a proposta da comissão,alterando a nomenclatura para “Investigador de Polícia”).
    .I – proceder a ações e pesquisas investigativas, para o estabelecimento das causas, das circunstâncias e da autoria das infrações penais ou administrativas;
    .II – cumprir diligências policiais, mandados e outras determinações da autoridade competente;
    .III – participar na gestão de dados, informações e conhecimentos pertinentes à atividade investigativa e na execução de prisões;
    .IV – executar a busca pessoal e a identificação criminal e datiloscópica de pessoas para captação dos elementos indicativos de autoria de infrações penais;
    .V – executar as ações necessárias para a segurança das investigações;
    .VI – coletar dados objetivos e subjetivos pertinentes aos vestígios encontrados em bens, objetos e locais de cometimento de infrações penais, descrevendo suas características e condições, para os fins de apuração de infração penal ou administrativa;
    .VII – elaborar e formalizar atos de escrituração em inquéritos policiais, em termos circunstanciados ou em outros procedimentos legais;
    .VIII – diligenciar para o cumprimento de atos interlocutórios e expedir, mediante requerimento e despacho da autoridade policial, certidões e traslados; e
    .IX – zelar pela guarda de papéis, documentos, procedimentos, objetos apreendidos e demais instrumentos sob sua responsabilidade, objetivando a destinação legal.
    .Parágrafo único.  As atribuições previstas neste artigo poderão ser cometidas a outros cargos das carreiras de policiais civis, enquanto a estrutura do quadro policial previsto nesta Lei não for adotada pelo ente da federação.
    .Art. 29.  As funções de atividade-meio, que consistem no apoio logístico e em outras de natureza não-policial, serão exercidas por servidores do quadro administrativo admitidos nos termos de legislação específica.
     
    Seção II
    Do Ingresso, da Promoção e da Remoção
     
    Art. 30.  O ingresso nos cargos das carreiras  policial civil far-se-á mediante concurso público de provas ou de provas e títulos, sempre na classe inicial.
    .§ 1o  São requisitos básicos para o ingresso:
           
    .I – ser brasileiro;
    .II – ter, no mínimo, vinte e um anos;
    .III – estar quite com as obrigações eleitorais e militares; e
    .IV – comprovar, quanto ao grau de escolaridade, a conclusão de:
    .a) curso de bacharelado em direito, para o cargo de delegado de polícia;
    .b) curso de graduação superior, para o cargo de perito de polícia, na área de conhecimento correspondente descrita no edital do concurso, na forma do regulamento; e
    .c) curso de segundo grau, no mínimo, para o cargo de agente de polícia. (A comissão insiste para que seja respeitada a decisão do grupo que elaborou a proposta, substituindo a redação por  “Investigador de Polícia” e “Curso de graduação superior, em qualquer área do conhecimento, para Investigador de Polícia”)
    .§ 2o  A comprovação de conclusão dos cursos que trata este artigo deverá ocorrer por meio de certificado ou diploma expedido por instituição de ensino reconhecida e devidamente registrado no órgão competente.
    .Art. 31.  Os candidatos serão submetidos a investigação e exame, de caráter eliminatório, quanto a:
    .I – sanidade física e mental;
    .II – registro de antecedentes criminais decorrentes de decisão condenatória transitada em julgado por prática de ato incompatível com a idoneidade exigida para o exercício do cargo; e
    .III – punição em processo disciplinar por prática de ato que indique demissão, mediante decisão de que não caiba recurso hierárquico.
    .Art. 32.  O processo de avaliação e promoção dos policiais civis deverá observar critérios e requisitos objetivos que leve em conta a capacitação profissional do servidor e o interesse da administração.
    .Art. 33.  O policial civil poderá ser removido, no interesse do serviço e nos termos da legislação específica:
    .I – a pedido;
    .II – por permuta; e
    .III – de ofício, fundamentadamente.
                           § 1o  Os cargos de provimento efetivo que integram as carreiras de policial civil, observada a estrutura hierárquica, vinculam-se às unidades da Polícia Civil.
    .§ 2o  A remoção condiciona-se ao disposto na legislação ( no disposto nesta lei) e à existência de vaga no quadro de lotação de cargos nas unidades policiais civis.
    (A comissão sugere substituir a expressão ”na legislação”, por “no disposto nesta Lei”, já acrescida entre parênteses).
     
    Seção III
    Das Prerrogativas e das Vedações
     
    Art. 34.  O policial civil gozará das seguintes prerrogativas, entre outras estabelecidas em lei:
    .I – documento de identidade funcional com validade em todo território nacional e padronizado pelo Poder Executivo Federal;
    .II – porte de arma com validade em todo o território nacional;
    .III – livre acesso, em razão do serviço, aos locais sujeitos à fiscalização policial;
    .IV – ser recolhido em unidade prisional especial, até o trânsito em julgado de sentença condenatória e, em qualquer situação, separado dos demais presos;
    .V – prioridade nos serviços de transporte e comunicação, públicos e privados, quando em cumprimento de missão de caráter emergencial;
    .VI – aposentadoria, nos termos do art. 40, § 4 o, da Constituição, quando couber; e
    .VII – ter a sua prisão imediatamente comunicada ao Delegado-Geral de Polícia.
                           § 1o  Na falta de unidade prisional nas condições previstas no inciso IV, o policial civil será recolhido em dependência da própria instituição policial, até o trânsito em julgado da sentença condenatória.
    .§ 2o  A lei poderá estabelecer normas sobre assistência médica, psicológica, odontológica e social, assistência jurídica, seguro de vida e de acidente pessoal do policial civil.
    .Art. 35.  É vedado ao policial:
                           I – exercer, ainda que em disponibilidade, qualquer outra função pública, ressalvadas as hipóteses de acumulação previstas na Constituição; e
    .II – exercer o comércio ou participar de sociedade comercial, salvo na forma da lei.
    .Parágrafo único.  A lei poderá estabelecer outras vedações ao policial civil, além das previstas neste artigo.
     
    CAPÍTULO IV
    DO REGIME DISCIPLINAR
     Seção I
    Das Infrações e das Sanções Disciplinares
     
    Art. 36.  A lei estabelecerá os deveres, proibições e responsabilidades impostas ao policial civil e as sanções disciplinares aplicáveis no caso de seu descumprimento.
    .§ 1o  São sanções disciplinares, além de outras que a lei venha a estabelecer:
    .I – advertência;
    .II – suspensão;
    .III – demissão;
    .IV – destituição de cargo em comissão; e
    .V – cassação de aposentadoria ou de disponibilidade.
    .§ 2 o  Na aplicação das sanções previstas no § 1o, serão consideradas a natureza e a gravidade da infração cometida, a repercussão do fato, as conseqüências advindas para o serviço público e, em especial, para a instituição policial civil, e os antecedentes funcionais.
    .§ 3o  O ato de imposição da sanção mencionará, sempre, o fundamento legal e a causa da sanção disciplinar.
    .§ 4o  A imposição da pena de demissão é ato privativo do Governador.
     
    Seção II
    Do Processo Disciplinar e da Sindicância
     
    Art. 37.  A autoridade competente, ao tomar conhecimento de irregularidades administrativas, promoverá a apuração dos fatos mediante sindicância ou processo administrativo disciplinar, assegurado ao acusado a ampla defesa e o contraditório.
    .§ 1o  A sindicância disciplinar é o instrumento destinado à apuração de infração disciplinar atribuída a policial civil, sujeita a penalidade de advertência ou suspensão.
    .§ 2o  O processo administrativo disciplinar é o instrumento destinado à formação probatória da responsabilidade funcional pela prática de infração disciplinar sujeita a penalidade de demissão e cassação de aposentadoria ou disponibilidade.
    .Art. 38.  No curso do processo disciplinar, para assegurar a regular apuração dos fatos, o acusado poderá ser afastado, preventivamente, do exercício do cargo ou da função que ocupa, sem prejuízo de sua remuneração.
    .Parágrafo único.  O policial civil afastado preventivamente terá sua carteira funcional e arma recolhidas, devendo o processo disciplinar respectivo ter prioridade em sua tramitação.
    .Art. 39.  A apuração de infração disciplinar será presidida por autoridade de classe igual ou superior à do investigado, conforme dispuser a legislação.
     
    CAPÍTULO V
    DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
    .Art. 40.  As unidades e o efetivo da Polícia Civil serão fixados com observância, entre outros, dos seguintes fatores:
    .I – índice analítico de criminalidade e de violência; e
    .II – população, extensão territorial e densidade demográfica.
    .§ 1o  O quadro setorial de lotação de cargos das unidades policiais, para a distribuição dos servidores, será fixado em conformidade com o disposto neste artigo.
    .§ 2o  A criação de unidades policiais observará a existência de cargos para a correspondente lotação setorial.
    .Art. 41.  As funções dos cargos policiais civis são típicas de Estado e têm natureza especial e diferenciada e caráter técnico-científico.
    .Art. 42.  A hierarquia e a disciplina são preceitos de integração e otimização das competências organizacionais pertinentes às atividades da Polícia Civil e objetivam assegurar a unidade institucional.
    .§ 1o  A hierarquia constitui instrumento de controle da eficácia dos atos operacionais, com a finalidade de sustentar a disciplina e de desenvolver o espírito de cooperação em ambiente de estima, harmonia, confiança e respeito mútuos.
    .§ 2o  A disciplina norteia o exercício efetivo das atribuições funcionais em face das disposições legais e das determinações fundamentadas e emanadas da autoridade competente.
    .Art. 43.  Aos policiais civis inativos são asseguradas as prerrogativas previstas nos incisos I, II e IV do art. 34.
    .Art. 44.  Poderá ser criada Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA nas unidades da Polícia Civil de cada ente federado.
    .Ar t.45.  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
    Brasília,

    ENTENDI NADA, MUITA COISA PRA LER, ODEIO LER AS COISAS.

  96. o que esses porras de carcereiro e motorola estão colando aqui? será que eles leram essa merda toda???

  97. ESSE PROJETO DE LEI FOI APRESENTADO PELO MINISTRO DA JUSTIÇA , COM O OBJETIVO DE MODERNIZAR AS POLICIAS CIVIS DO BRASIL,.

  98. AGENTE POLICIAL :
    ESSE PROJETO DE LEI FOI APRESENTADO PELO MINISTRO DA JUSTIÇA , COM O OBJETIVO DE MODERNIZAR AS POLICIAS CIVIS DO BRASIL,.

    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  99. SUGESTÃO:
    ONDE SE LÊ “CONSELHO SUPERIOR DA POLÍCIA CIVIL… LEIA-SE

    “CONSELHO SUPERIOR DOS DELEGADOS DA POLÍCIA CIVIL
    PERITO DE POLÍCIA…QUANDO COUBER? E QUANDO NÃO COUBER…QUEM FARÁ A PERÍCIA?
    DELEGADO GERAL ELEITO PELOS SEUS PARES- ANTIGA ASPIRAÇÃO MAS…

    E O SECRETÁRIO DA SEGURANÇA? EVIDENTEMENTE UM PROMOTOR DE JUSTIÇA, DE PREFERÊNCIA QUE JÁ FOI PM.correto?

    e a modernidade onde está? cadê a irredutibilidsde de vencimentos, a inamovibilidade para todas as carreiras se é que queriam dar garantias a polícia como um todo.

    mas, como sou incompetente em termos de segurança pública encerro por aqui.
    se alguém encontrou alguma pérola no projeto que transforme a polícia para melhor que cite. eu não consegui, face minha cegueira no tema, encontrar.

  100. LA VEM DE NOVO AS MESMAS ESCRITAS, E PARA QUE, ACHO QUE PODIAM ABREVIAR ESTA PORCARIA DIZENDO QUE EXISTE APENAS UMA CARREIRA A DE DELEGADO E PERITO, O RESTO E SO FUNCIONARIO , HA E TAMBEM, SEREM CONTRATADOS PELA CLT, ASSIM TERIAMOS UM FUNDO DE GARANTIA,
    QUE PORCARIA, E AINDA ESPERAM QUE COM ESSE LIXO A POLICIA VAI MUDAR, ORA VAO ESTUDAR PRIMEIRO BANDO DE INCOMPETENTES.

  101. Enquanto nos degladiamos diarimente em torno da velha máxima qual é a melhor carreira, qual é a pior, os delegados de polícia se distanciaram ainda mais de todas elas. Ou seja, se havia alguma dúvida de que Polícia Civil era composta de Delegados e o resto, agora é certeza….Caros Irmãos policiais, de todas as carreiras, vamos nos unir em prol de uma Polícia Forte e bem remunerada. Nossas discussões devem girar sempre em torno disso. Uma Excelente semana a todos.

  102. stive :o que esses porras de carcereiro e motorola estão colando aqui? será que eles leram essa merda toda???

    vc se acha que a policia é só vc, sabe o que vc é um cara de CÚ é isso que vc é, vc que é um bostão , por isso como vc que estamos nessa merda, com certeza vc não deve nem ter o primario , e quer se beneficiar de alguma coisa, vc não sabe ler vc deveria ir embora dessa honrosa instituição, seu merdão.!!!!!!!!!!!!!!!

  103. menos, calça branca… menos!!!

    marcos :

    stive :o que esses porras de carcereiro e motorola estão colando aqui? será que eles leram essa merda toda???

    vc se acha que a policia é só vc, sabe o que vc é um cara de CÚ é isso que vc é, vc que é um bostão , por isso como vc que estamos nessa merda, com certeza vc não deve nem ter o primario , e quer se beneficiar de alguma coisa, vc não sabe ler vc deveria ir embora dessa honrosa instituição, seu merdão.!!!!!!!!!!!!!!!

  104. …irresponsabilidade a postagem desse convite!
    Rodei 400 km para participar dessa reunião…
    Lá chegando fui informado que seria uma reunião RESTRITA ENTRE A DIRETORIA DA AIPESP e o DEPUTADO CAMPOS MACHADO!!!
    …É brincadeira…

  105. 09/04/2012 18h23 – Atualizado em 09/04/2012 19h48
    Comerciante deixa recado para ladrões em São Manuel, SP
    Um cartaz na porta orienta os dias e valores que podem ser roubados.
    Seria um protesto contra onda de furtos; loja foi roubada no sábado.
    Do G1 Bauru e Marília

    Um comerciante de São Manuel, SP, se cansou da onda de furtos que sofreu nos últimos meses e resolveu mostrar a indignação com falta de segurança de uma forma inusitada. Dono da loja há 13 anos, José Valter Maestá resolveu colocar um cartaz na porta da loja “orientando” os ladrões que quiserem furtar a loja.
    No cartaz, o comerciante decreta: “A partir desta terça-feira está proibido roubar a loja aos sábados e domingos”. E para que não reste dúvidas, reforça a orientação: “Fica permitido roubos e furtos somente nos dias úteis”. E determina também valores: “devido aos grandes prejuízos, os roubos ficarão limitados a um montante de, no máximo, um salário base”. E, para finalizar, alerta os bandidos: “Aos ladrões que descumprirem e na improvável hipótese de serem pegos, talvez quem sabe poderão ser punidos pela lei”.

    Cansado dos furtos, comerciante colocou cartaz com ‘orientações’ para ladrões. (Foto: reprodução/TV Tem)
    “Está muito complicada a situação para o comerciante. Eu já fiz de tudo coloquei alarme, cadeado e grades em tudo, recentemente coloquei as câmeras, mas nada inibe a ação dos criminosos. A saída vai ser fechar as portas, se não tiver uma ação mais reforçada da polícia”, afirma o comerciante.
    Mais um furto
    No fim de semana, criminosos invadiram a loja dele mais uma vez. Dois homens invadiram o local, quebraram os vidros das vitrines e pegam vários mostruários de joias, relógios e semi joias. O prejuízo foi de R$40 mil. “No domingo mesmo registramos o boletim de ocorrência, mas, só nesta segunda, os policiais vieram para pegar todas as informações, as imagens. Acho que demorou um pouco, porque já passou o flagrante. Se agisse mais rápido, talvez pudesse ter recuperado a mercadoria ou até preso os ladrões em flagrante”, ressalta o comerciante.

    No fim do cartaz, comerciante mostra a indignação
    com a impunidade. (Foto: reprodução/TV Tem)
    Segundo o delegado José Mário Toniato não houve demora para começar as investigações e polícia já tem suspeitos do crime.
    O delegado afirma ainda que no fim de semana não teve como conseguir imagens de circuito interno de outras lojas. Outros comerciantes também já foram vítimas de furtos e assaltos, mas não quiseram dar entrevista.

  106. FABINHO LEGRAMANDI.
    ESTE SITE, COM CERTEZA É ACOMPANHADO POR TODOS SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES.
    SE ESTE CHAMADO ERA INVERÍDICO O SR. BAILONE DEVERIA CONSTAR EM SEU SITE-AIPESP-UM DESMENTIDO (ALGUÉM QUE SE MANIFESTOU AQUI DISSE QUE CONSULTOU E NÃO TINHA NENHUMA INFORMAÇÃO-NEM SIM NEM NÃO)
    DEVERIA TAMBÉM MANDAR UMA INFORMAÇÃO AO FLIT DESMENTINDO.
    DE QUALQUER FORMA, COMO VOCE “RODOU ” 400 KM PARA A TAL REUNIÃO, SERIA ELEGANTE DA PARTE DO SR BAILONI INFORMÁ-LO O TEOR DA CONVERSA E MAIS, DEVIDO A SUA DISPOSIÇÃO AUTORIZÁ-LO A ACOMPANHAR A CONVERSAÇÃO, AFINAL, ALI PROVAVELMENTE IRIA SE CONVERSAR A RESPEITO DO NU. QUERO CRER QUE SIM.
    SE VOCE NÃO É ASSOCIADO, MUITO QUE BEM, SE É PENSE BEM.

  107. ZÉ. NESSA HORA NÃO APARECE NENHUM OFICIAL DA POLÍCIA OSTENSIVA PARA JUSTIFICAR O INJUSTIFICÁVEL.
    NO MEU MODESTO ENTENDIMENTO O DELEGADO NÃO DEVERIA DAR EXPLICAÇÃO NENHUMA E MANDAR O REPÓRTER IR PROCURAR A PM.

  108. Cade o Escrivão nesse projeto de lei???? Quem é que vai trabalhar??? Será que eles estão achando que eu que vou trabalhar???? É ruim hein!!! Não fiz concurso pra isso!!! Isso não é atribuição minha.

  109. O GOVERNADOR DE SP GERALDO ALCKIMIM DO PSDB TRATA OS PEDÁGIOS COMO SE FOSSE SUA PRÓPRIA EMPRESA…….OU SERÁ ISSO MESMO? SÓ PODE SER PARA TRATAR COM TANTO CARINHO OS AVANÇOS TECNOLÓGICOS PARA ROUBAR O POVO! DAQUI PARA FRENTE NÃO SE ASSUSTE SE COMEÇARE A COBRAR DENTRO DA CIDADE TAMBÉM.

    Sob protesto, São Paulo inaugura 1º pedágio por trecho percorrido
    Cobrança por quilômetro rodado funcionará na rodovia Engenheiro Constâncio Cintra, trecho de Itatiba à Jundiaí; moradores pedem construção de uma via municipal

    Moradores da região de Jundiaí e Itatiba levam faixas e pedem construção de via municipial
    O governo de São Paulo inaugurou nesta segunda-feira o primeiro trecho do sistema Ponto a Ponto, que cria nas rodovias paulistas o sistema de pagamento de pedágio por trecho percorrido. A primeira rodovia que recebeu a tecnologia foi a Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360), trecho com pouco mais de 24 km que liga Itatiba à Jundiaí.

    O ato contou com a presença do governador Geraldo Alckimin (PSDB) e manifestantes, que protestaram contra a nova prática do Estado. Com faixas, os moradores da região pediam a construção de uma via municipal para evitar a cobrança do pedágio.

    Com o novo sistema, a cobrança será realizada eletronicamente dispensando as praças de pedágio. Antenas fixadas ao longo da rodovia registram a passagem por meio de tags instaladas nos veículos, sem necessidade de parada ou redução de velocidade. Segundo o secretário de Logística e Transportes, Saulo de Castro Abreu Filho, o valor do pedágio não vai aumentar.

    Leia também: Novo pedágio poderá fiscalizar limites de velocidade em São Paulo

    Nessa fase experimental, o trecho inteiro vai continuar custando R$ 2, mas cada motorista vai pagar referente ao uso. A base de cálculo, diz Abreu Filho, é de R$ 0,08 por quilômetro rodado. “O pedágio é justo, porque só quem usa é quem paga, mas estamos tornando mais justo, por que cada um vai pagar apenas pelo que usar”, afirmou o secretário.

    Cobrança será eletrônica com antenas instaladas na rodovia. Cada quilômetro vale R$ 0,08
    Alckmin recebeu do secretário a primeira tag, simbolizando a inauguração do sistema. Nesta terça-feira, o governo abre processo licitatório para compra de um milhão de tags. A adesão é gratuita nesta fase do projeto piloto. A instalação da tag não tem nenhum custo ao usuário e também não será cobrada mensalidade. Quem não aderir ao novo sistema de pagamento eletrônico continua a utilizar o modelo atual, com a tarifa cheia (R$ 2).

  110. Nada do assunto da reunião de hoje. Que coisa estranha. Por que será que ninguém postou nada aqui? Vamos aguardar para ver se alguém posta algo.

  111. Fabinho Legramandi :
    …irresponsabilidade a postagem desse convite!
    Rodei 400 km para participar dessa reunião…
    Lá chegando fui informado que seria uma reunião RESTRITA ENTRE A DIRETORIA DA AIPESP e o DEPUTADO CAMPOS MACHADO!!!
    …É brincadeira…

    ME DESCULPEM PELA MINHA FRANQUEZA, QUANDO EU DIGO QUE OS SINDICATOS ESTÃO FAZENDO O JOGO DO GOVERNO E NÃO OS INTERESSES DA CLASSE , MUITOS AINDA NÃO ACREDITAM, MAS É A MAIS PURA VERDADE, ESTAMOS A DERIVA FAZ MUITOS ANOS………SE QUISERMOS FAZER ALGUMA COISA DE VERDADE, TEMOS QUE FUNDAR O SINDICATO ÚNICO E BOTAR PRA QUEBRAR. SOMOS ENGANADOS O TEMPO TODO, DINHEIRO QUE É BOM NO FINAL DO MÊS, NADA, NÃO TEMOS ESPERANÇAS, NÃO TEMOS REPRESENTANTES, NÃO TEMOS GOVERNO, NÃO TEMOS LIDERANÇA. SE PUDERMOS FUNDAR UM SINDICATOS ÚNICO AI SEREMOS FORTES E PODEMOS DIZER (NÃO) PARA ESSE GOVERNO DO PSDB QUE É SIMPLESMENTE MAQUIAVÉLICO COM A POLÍCIA CIVIL PAULISTA.

  112. Merda de projeto, quem o fêz não entende nada de Policia Judiciária. Não mencionaram em momento algum, a principal carreira, aquela que faz a PC funcionar, ou seja o Escrivão de Policia. Sem ela, infelizmente, qualquer projeto está fadado ao fracasso.

  113. Por favor, quem colocou essa porcaria no blog, deve retirá-lo. Não serve pra nada.

  114. Mais 2 PMs suspeitos de ajudar ladrões de casas são procurados em SP
    PUBLICIDADE

    ANDRÉ CARAMANTE
    DE SÃO PAULO

    Equipes do Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado, da Polícia Civil), e da Corregedoria da Polícia Militar estão nas ruas na tarde desta segunda-feira em busca de mais dois policiais militares investigados sob suspeita de colaborar com quadrilhas de ladrões de condomínios e de casas de alto padrão no Estado de São Paulo.

    Os dois policiais militares são suspeitos de receber dinheiro para repassar informações sobre o patrulhamento da Polícia Militar nas regiões onde os ladrões escolhem seus alvos para atacar.

    Ontem, 14 pessoas –incluindo um PM– foram presos pelo Deic e Corregedoria da PM sob suspeita de planejar um arrastão a um prédio de 36 apartamentos na rua Pedro Pomponazzi, na Vila Mariana (zona sul de SP).

    Treze suspeitos foram presos por volta da 1h de ontem em uma casa na rua Cora, no Ipiranga (zona sul), por policiais do Deic. Segundo a polícia, o grupo sairia dali para invadir o prédio às 3h.

    Na casa, foram apreendidos celulares, coletes –um deles com emblema da Polícia Civil–, um fuzil, duas metralhadoras, além de cinco algemas de aço e dezenas de plástico, que seriam usadas para imobilizar as vítimas.

    Já os dois PMs –um do 45º Batalhão (Mooca) e o outro do 12º Batalhão (Vila Mariana)– foram presos entre sexta-feira e ontem. A suspeita do Deic é que eles avisavam a quadrilha caso se deparassem com policiais civis ou militares rondando próximo ao prédio invadido.

    Segundo o delegado Nelson Silveira Guimarães, diretor do Deic, o grupo foi “muito provavelmente” o responsável pelo arrastão a um prédio de classe média alta no Paraíso, no dia 3.

    Na ocasião, um ladrão passou-se por carteiro para entrar no edifício e render o porteiro. Cerca de 20 moradores foram agredidos, entre eles um juiz do Tribunal de Justiça Militar e seu segurança, um sargento do Exército.

    A polícia também investiga se esse mesmo grupo tem envolvimento com a morte de um policial militar durante um furto a caixas eletrônicos em Santo André (ABC), em julho do ano passado.

    O grupo é suspeito ainda de comandar roubos contra pasteleiros orientais, na capital paulista. Os acusados não quiseram falar em depoimento. Os advogados deles não foram localizados pela reportagem.

    Na quinta, outro policial militar, Rafael Carlos Rebollo Ragate, 35, foi preso sob suspeita de colaborar com um grupo de assaltantes de casas na zona oeste.

    Após saber da prisão de Ragate, um dos PMs presos ontem teria ficado com medo de prosseguir com o roubo contra o condomínio na Vila Mariana, previsto para acontecer na sexta-feira, e isso atrasou os planos da quadrilha.

    As investigações apontam que ele fornecia informações privilegiadas sobre o patrulhamento da PM nos bairros para ajudar a quadrilha.

  115. Segundo os informes o “ALE NU” de começar a ser pago para investigadores e escrivães a partir do mês de julho de 2012. Já é uma melhora.

  116. Realmente o “ALE NU” deve ser pago aos escrivães e investigadores a partir de julho é o que rola entre os sindicatos.

  117. ALINE ESCRIVÃ :
    Realmente o “ALE NU” deve ser pago aos escrivães e investigadores a partir de julho é o que rola entre os sindicatos.

    PURO BOATOS……ESPERA SENTADO. NÃO EXISTE QUALQUER PROJETO QUE ONERE O ORÇAMENTO DESSE ANO. SERÁ APENAS 11% E NADA MAIS.

  118. noticias vindas dos sindicatos ??/ kkkkkkkk
    ainda mais sobre din-din??? kkkkkkkk

  119. INVESTIGADOR DECAP
    09/04/2012 às 21:11 | #116 Citar
    Cade o Escrivão nesse projeto de lei???? Quem é que vai trabalhar??? Será que eles estão achando que eu que vou trabalhar???? É ruim hein!!! Não fiz concurso pra isso!!! Isso não é atribuição minha.

    Putzzzz!Que medo de trabalhar!…. Cacete…. reflete bem a imagem dos nossos investigadores. Grande Policia Judiciaria de SP. Palmas aos investigadores encostados!

  120. EU :
    INVESTIGADOR DECAP
    09/04/2012 às 21:11 | #116 Citar
    Cade o Escrivão nesse projeto de lei???? Quem é que vai trabalhar??? Será que eles estão achando que eu que vou trabalhar???? É ruim hein!!! Não fiz concurso pra isso!!! Isso não é atribuição minha.
    Putzzzz!Que medo de trabalhar!…. Cacete…. reflete bem a imagem dos nossos investigadores. Grande Policia Judiciaria de SP. Palmas aos investigadores encostados!

    Não esquenta não, camarada. Gente para digitar encontra-se em qualquer lugar: estagiários, escriturários de prefeituras, etc., etc. etc.

  121. DEMAGOGIA, DEMAGOGIA , DEMAGOGIA, ESSE CAMPOS MACHADO É O LIXO DO LIXO NA ASSEMBLEIA. COMO SEMPRE SABE USAR A POLICIA CIVIL MUITO BEM.

  122. Deputado propõe equiparação salarial entre investigadores, escrivães e peritos criminais.

    O Projeto de Lei Complementar 47/2011, que trata da reestruturação das carreiras dos policiais civis do quadro da Secretaria da Segurança Pública, foi emendado por proposta do deputado Rui Falcão. A Emenda propõe que os salários dos investigadores e escrivães de polícia do Estado de São Paulo sejam equiparados aos dos peritos criminais. A justificativa do parlamentar é a de que para exercer todas essas funções é preciso nível superior. Leia mais na matéria publicada no Diário Oficial do Poder Legislativo.

    Diário Oficial Poder Legislativo – 07/09/2011

    Equiparação salarial entre categorias da segurança pública

    Da assessoria da 1ª Secretaria

    O 1º secretário da Assembleia Legislativa, deputado Rui Falcão (PT), quer que os investigadores e escrivães de polícia do Estado de São Paulo tenham equiparação salarial aos peritos criminais. É o que prevê uma das dez emendas de sua autoria ao Projeto de Lei Complementar 47/2011, do Executivo, que dispõe sobre a reestruturação das carreiras policiais civis do quadro da Secretaria da Segurança Pública.

    Conforme Rui Falcão , a Lei Complementar 1.067/2008 passou a exigir dos investigadores e escrivães de polícia curso superior para ingresso na carreira, a exemplo dos peritos criminais. No entanto, segundo ele, a desigualdade salarial foi mantida.

    “Desde 2008 investigadores e escrivães reivindicam salários de nível superior. O pedido é justo e se for atendido motivará estes profissionais imprescindíveis para a segurança pública no combate a crescente criminalidade em nosso Estado”, comenta Falcão.

    Outra emenda de sua autoria prevê a promoção de investigadores e escrivães à classe especial também por tempo de serviço. Pela lei em vigor, a ascensão à classe especial é só por merecimento. “O critério de promoção nas carreiras públicas deve ser pautado por regras objetivas, sempre levando em conta o princípio da impessoalidade”, observa.

    Para Rui Falcão, não existe critério apto para fundamentar a promoção para a classe especial apenas por merecimento. “Neste caso, grupos e ordenações são formadas e àqueles que são contrários geralmente são tolhidos em suas escolhas e ascensão profissional”, declara.

  123. Wagner Franco

    AI/679129 – AGRAVO DE INSTRUMENTO
    Classe: AI
    Procedência: SÃO PAULO
    Relator: MIN. MARCO AURÉLIO
    Partes AGTE.(S) – WAGNER FRANCO DO NASCIMENTO
    ADV.(A/S) – PAULO HENRIQUE LOURENÇO
    AGDO.(A/S) – ESTADO DE SÃO PAULO
    PROC.(A/S)(ES) – PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DE SÃO PAULO
    Matéria: DIREITO PREVIDENCIÁRIO | Benefícios em Espécie | Aposentadoria Especial (Art. 57/8)
    DIREITO ADMINISTRATIVO E OUTRAS MATÉRIAS DE DIREITO PÚBLICO | Servidor Público Civil | Sistema Remuneratório e Benefícios | Adicional de Insalubridade

    DECISÃO RECURSO EXTRAORDINÁRIO – ARTIGO 1º, INCISO I, DA LEI COMPLEMENTAR Nº 51/1985 – RECEPÇÃO PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL – CONHECIMENTO E PROVIMENTO EM AUTOS DE AGRAVO PROVIDO. 1. Ante o fato de o Plenário haver enfrentado a matéria envolvida neste processo, afasto o sobrestamento. 2. O Tribunal, no julgamento do Recurso Extraordinário nº 567.110/AC, da relatoria da Ministra Cármen Lúcia, reafirmou o entendimento adotado por ocasião do exame da Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 3.817/DF e assentou haver a Carta de 1988 recepcionado o inciso I do artigo 1º da Lei Complementar nº 51/1985. Reconheceu, então, o direito de o servidor aposentar-se na forma especial prevista na citada lei complementar, por terem sido cumpridos os requisitos exigidos legalmente. 3. Em razão desse quadro, conheço do agravo e o provejo, consignando o enquadramento do extraordinário no permissivo da alínea “a” do inciso III do artigo 102 da Constituição Federal. Ante o precedente, aciono o disposto nos artigos 544, § 3º e § 4º, e 557, § 1º – A, do Código de Processo Civil e julgo, desde logo, o extraordinário, conhecendo-o e provendo-o, para, reformando o acórdão recorrido, conceder a segurança. 4. Publiquem. Brasília, 10 de agosto de 2011. Ministro MARCO AURÉLIO Relator

    Curtir · · há 11 minutos

    Wagner Franco ‎26/03/2012 – DJE – Caderno 4 – Judicial – 1a Instância – Interior – Pag. 1093
    Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo – Lei Federal nº 11.419…nº ordem 1380/2003 – Mandado de Segurança – WAGNER FRANCO DO NASCIMENTO X DELEGADO SECCIONAL DE POLICIA DE BOTUCATU…
    há 6 minutos · Curtir.

    Wagner Franco Processo – Interessado – Origem
    SSP-8498/85, Wagner Franco do Nascimento, RG. 7.487.229,
    (esta ratificação prevalece sobre a publ. em 04.07.09), (esta cer-
    tidão foi elaborada em cumprimento ao Mandado de Segurança,
    ref. Ao Proc 089.01.2003.010803-3/​000000-000, expedido pelo
    Juízo de Direito da 2ª Vara Civil da Comarca de Botucatu);
    SSP-5388/92,
    há 4 minutos · Curtir

  124. EM RELAÇÃO A REUNIÃO COM O CAMPOS MACHADO, NA ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIGADORES, DIA 09/04/2012, CONFORME, ETC., COMPARECI EXATAMENTE ÀS 10:00 HORAS DO DIA APRAZADO, E AGUARDEI OUTROS “CONVIDADOS”. EU E MAIS DOIS COLEGAS INVESTIGADORES DE POLÍCIA (EU, SOU ESCRIVÃO), QUE VIERAM DE 400 QUILOMETROS DE DISTANCIA PARA ASSISTIR A TAL PALESTRA. PREPARAM A MESA, TESTARAM OS MICROFONES, COLOCARAM ÁGUA SOBRE A MESA E TALVEZ, POR TEREM PERCEBIDO A BAIXA PRESENÇA, UMA SENHORA QUE ALI TRABALHA, VEIO NOS DISPENSAR, MUITO MAL-EDUCADAMENTE, DIZENDO QUE A TAL REUNIÃO SERIA SÓ COM A DIRETORIA DAQUELA ASSOCIAÇÃO. CONCLUSÃO: SE VIER ALGUM AUMENTO, NÃO SERÁ POR INTERMÉDIO DE NENHUMA ASSOCIAÇÃO DE B., E NENHUM DEPUTADO DE M., QUE SUCEDERÁ E SIM SIMPLESMENTE PELAS FORÇAS DAS CIRCUNSTANCIAS, COMO OCORREU NA GREVE DE 2008… POR ISSO QUE A POLÍCIA CIVIL ESTÁ FRACA… SEM RUMO E SEM LÍDERES… SÓ INTERESSEIROS, NÃO É, Sr. VANDERLEI?!

  125. Eu ainda acredito na Policia Civil :Merda de projeto, quem o fêz não entende nada de Policia Judiciária. Não mencionaram em momento algum, a principal carreira, aquela que faz a PC funcionar, ou seja o Escrivão de Policia. Sem ela, infelizmente, qualquer projeto está fadado ao fracasso.

    e triste mais a nivel a justiça federal ja nao existe a figura de escrivao e nem oficial de justiça, sao os novos tempos

  126. jfranck :
    EM RELAÇÃO A REUNIÃO COM O CAMPOS MACHADO, NA ASSOCIAÇÃO DOS INVESTIGADORES, DIA 09/04/2012, CONFORME, ETC., COMPARECI EXATAMENTE ÀS 10:00 HORAS DO DIA APRAZADO, E AGUARDEI OUTROS “CONVIDADOS”. EU E MAIS DOIS COLEGAS INVESTIGADORES DE POLÍCIA (EU, SOU ESCRIVÃO), QUE VIERAM DE 400 QUILOMETROS DE DISTANCIA PARA ASSISTIR A TAL PALESTRA. PREPARAM A MESA, TESTARAM OS MICROFONES, COLOCARAM ÁGUA SOBRE A MESA E TALVEZ, POR TEREM PERCEBIDO A BAIXA PRESENÇA, UMA SENHORA QUE ALI TRABALHA, VEIO NOS DISPENSAR, MUITO MAL-EDUCADAMENTE, DIZENDO QUE A TAL REUNIÃO SERIA SÓ COM A DIRETORIA DAQUELA ASSOCIAÇÃO. CONCLUSÃO: SE VIER ALGUM AUMENTO, NÃO SERÁ POR INTERMÉDIO DE NENHUMA ASSOCIAÇÃO DE B., E NENHUM DEPUTADO DE M., QUE SUCEDERÁ E SIM SIMPLESMENTE PELAS FORÇAS DAS CIRCUNSTANCIAS, COMO OCORREU NA GREVE DE 2008… POR ISSO QUE A POLÍCIA CIVIL ESTÁ FRACA… SEM RUMO E SEM LÍDERES… SÓ INTERESSEIROS, NÃO É, Sr. VANDERLEI?!

    Eu não acredito que ainda tem gente acreditando nesses calhordas!!!, poxa vida , o pior é que são policiais, teoricamente seriam mais espertos, mas que nada, se falar que papai noel existe e esta lá na associação eles vão verificar se é verdade kkkkkkkk.

  127. COMUNICADO AIPESP

    Esclarecemos a todos os nossos associados, que a notícia de convocação para reunião em nossa sede social, com o Deputado Campos Machado, no dia 09 do corrente foi idéia de algum desavisado, que tal convocação não procede, feita com intuito de gerar falsa expectativa e que a AIPESP em nenhum momento divulgou ou autorizou quem quer que seja a publicar a convocação.

    Entretanto, e para bem da verdade, o Deputado Campos Machado fez apenas uma visita ao Presidente Vanderlei Bailoni seu particular amigo que se convalesce de uma embolia pulmonar e já esta se recuperando rapidamente.

    Nesta visita, é claro, o Presidente Vanderlei Bailoni fez agradecimentos necessários e aproveitou para perguntar ao Deputado Campos Machado, o andamento da Lei 1.151/2011 – artigo 25, e recebeu como resposta que esta bem encaminhado, pois foi um acordo político com o governo, acreditando que o salário de investigador e escrivão poderá chegar ao pé de igualdade com outras carreiras de nível superior, com chances de mais de 90% que isso aconteça, e, se o governo romper o acordo, então nos restará o Poder Judiciário, tendo em vista que o referido acordo foi feito com antecedência e está inserido na Lei 1.151/2011.

    Saudações,

    Vanderlei Bailoni

    Presidente AIPESP

  128. Victor :

    Fabinho Legramandi :
    …irresponsabilidade a postagem desse convite!
    Rodei 400 km para participar dessa reunião…
    Lá chegando fui informado que seria uma reunião RESTRITA ENTRE A DIRETORIA DA AIPESP e o DEPUTADO CAMPOS MACHADO!!!
    …É brincadeira…

    ME DESCULPEM PELA MINHA FRANQUEZA, QUANDO EU DIGO QUE OS SINDICATOS ESTÃO FAZENDO O JOGO DO GOVERNO E NÃO OS INTERESSES DA CLASSE , MUITOS AINDA NÃO ACREDITAM, MAS É A MAIS PURA VERDADE, ESTAMOS A DERIVA FAZ MUITOS ANOS………SE QUISERMOS FAZER ALGUMA COISA DE VERDADE, TEMOS QUE FUNDAR O SINDICATO ÚNICO E BOTAR PRA QUEBRAR. SOMOS ENGANADOS O TEMPO TODO, DINHEIRO QUE É BOM NO FINAL DO MÊS, NADA, NÃO TEMOS ESPERANÇAS, NÃO TEMOS REPRESENTANTES, NÃO TEMOS GOVERNO, NÃO TEMOS LIDERANÇA. SE PUDERMOS FUNDAR UM SINDICATOS ÚNICO AI SEREMOS FORTES E PODEMOS DIZER (NÃO) PARA ESSE GOVERNO DO PSDB QUE É SIMPLESMENTE MAQUIAVÉLICO COM A POLÍCIA CIVIL PAULISTA.

    Concordo plenamente colega,sindicatos e associações corrompidos, fazendo o jogo do grande cliente na calada da noite e nos enganando há muito tempo.

  129. vcs passaram duas vezes na fila dos trouxas…vcs ainda acreditam em políticos…kkkkkk

  130. mais um :
    COMUNICADO AIPESP
    Esclarecemos a todos os nossos associados, que a notícia de convocação para reunião em nossa sede social, com o Deputado Campos Machado, no dia 09 do corrente foi idéia de algum desavisado, que tal convocação não procede, feita com intuito de gerar falsa expectativa e que a AIPESP em nenhum momento divulgou ou autorizou quem quer que seja a publicar a convocação.
    Entretanto, e para bem da verdade, o Deputado Campos Machado fez apenas uma visita ao Presidente Vanderlei Bailoni seu particular amigo que se convalesce de uma embolia pulmonar e já esta se recuperando rapidamente.
    Nesta visita, é claro, o Presidente Vanderlei Bailoni fez agradecimentos necessários e aproveitou para perguntar ao Deputado Campos Machado, o andamento da Lei 1.151/2011 – artigo 25, e recebeu como resposta que esta bem encaminhado, pois foi um acordo político com o governo, acreditando que o salário de investigador e escrivão poderá chegar ao pé de igualdade com outras carreiras de nível superior, com chances de mais de 90% que isso aconteça, e, se o governo romper o acordo, então nos restará o Poder Judiciário, tendo em vista que o referido acordo foi feito com antecedência e está inserido na Lei 1.151/2011.
    Saudações,
    Vanderlei Bailoni
    Presidente AIPESP

    SINDICATO DO CARALHO!!! VIAJEI 300KM E FIQUEIDE FORA, TUDO FEITO EM SEGREDO DE ESTADO.

  131. aline escrivã.
    voce não foi num sindicato e sim numa associação, que por sinal conforme relatos acima tratou a todos muito mal.
    o que importa é que, no dia 12 de maio o sindicato dos escrivães e dos investigadores farão uma assembléia.
    se voce e os demais do interior não puderem ir importa que abracem a causa e as decisões ali tomadas.
    se não é filiada ao sindicato ou se já é não se acanhe: entre no site e fale com ele.
    http://www.sepesp.org.br.
    et.não sou do sindicato e nem falo em nome dele mas acredito que será bem tratada.
    boa sorte.

  132. Pingback: Nível Universitário Para Investigadores e Escrivães de Polícia – Decidam Em Quem Acreditar! « Na Mira do Garcia

  133. mais um :

    EU :
    INVESTIGADOR DECAP
    09/04/2012 às 21:11 | #116 Citar
    Cade o Escrivão nesse projeto de lei???? Quem é que vai trabalhar??? Será que eles estão achando que eu que vou trabalhar???? É ruim hein!!! Não fiz concurso pra isso!!! Isso não é atribuição minha.
    Putzzzz!Que medo de trabalhar!…. Cacete…. reflete bem a imagem dos nossos investigadores. Grande Policia Judiciaria de SP. Palmas aos investigadores encostados!

    Não esquenta não, camarada. Gente para digitar encontra-se em qualquer lugar: estagiários, escriturários de prefeituras, etc., etc. etc.

    Aguém já viu Investigador de Polícia “ad hoc”? Eu nunca vi, agora Escravão Ad Hoc até o estagic’frio da minha delega é

  134. Tira Feliz :

    mais um :

    EU :
    INVESTIGADOR DECAP
    09/04/2012 às 21:11 | #116 Citar
    Cade o Escrivão nesse projeto de lei???? Quem é que vai trabalhar??? Será que eles estão achando que eu que vou trabalhar???? É ruim hein!!! Não fiz concurso pra isso!!! Isso não é atribuição minha.
    Putzzzz!Que medo de trabalhar!…. Cacete…. reflete bem a imagem dos nossos investigadores. Grande Policia Judiciaria de SP. Palmas aos investigadores encostados!

    Não esquenta não, camarada. Gente para digitar encontra-se em qualquer lugar: estagiários, escriturários de prefeituras, etc., etc. etc.

    Aguém já viu Investigador de Polícia “ad hoc”? Eu nunca vi, agora Escravão Ad Hoc até o estagic’frio da minha delega é

    Trabalhei em diversas delegacias do Demacro e la quem faz a vez de tira e GCM e vou te falar desempenham melhor que muitos, agora de escrivão principalmente de chefia nunca viu e artigo de luxo.

  135. tem casos de gcm trabalhando em delegacias mas só faz serviço de motorola, não fala besteira…

  136. <blockquote cite="nao foi o que vi e estao la ate hoje, andar de VTR e ate distintivos tem, kkkkkkkkkkkk.
    que mundo voce esta amigo……..

  137. desanimado :
    <blockquote cite=”nao foi o que vi e estao la ate hoje, andar de VTR e ate distintivos tem, kkkkkkkkkkkk.
    que mundo voce esta amigo……..

    “nao foi o que vi e estao la ate hoje, andam de VTR e ate distintivos tem, kkkkkkkkkkkk.
    que mundo voce esta amigo……..

  138. carreira Delegado…site http://delegadodepoliciama.blogspot.com.br/

    Queres tu, mais uma vez, ser enganado?
    Apenas para trazer um quadro comparativo veja o que tem sido pago por outros estados
    1 AL 16.100 17.750,00 17.000,00 18.900.00
    2 PR 13.831,10 21.615,16
    3 DF 13.368,68 19.900,00
    4 CE 13.000,00 19.000,00 (EM NEGOCIAÇÃO)Paridade com os Defensores até 2014, mais o aumento linear
    5 PE 8.500,00 17.278,75 Com o reenquadramento nenhum Delegado, início de carreira, R$12.482,54 em 2014
    6 MT 12.200,00 16.600,00 Mais 3 mil líquido para todos os Delegados a título de Indenização (respondem por outras cidades)
    7 MA 12.100,00 13.500,00 (com aproximadamente 2 mil de gratificações e adiciionais)
    8 SE 12.000,00 23.000,00
    9 MG 11.700,00 16.500,00
    10 PI 11.200,00 14.907,20
    11 SC 11.162,00 14.852,62
    12 RO 11.054,51 16.184,90
    13 AP 10.800 15.900,00
    14 RJ 10.690,11 16.000,00 13.800,00 18.300,00
    15 AM 10.403,00 15.800,00
    16 TO 10.168,25 17.870,95
    17 BA 9.600,00 12.777,60
    18 AC 9.600,00 15.800,00
    19 RN 9.185,00 22.000,00
    20 PA 8.800,00 10.012,97
    21 GO 8.748,00 12.000,00
    22 RS 8.500,00 15.200,00 17.581,00 24.117,00 (uma negociação com o governo para uma equiparação com procuradores do estado onde o governo se comprometeu a enviar projeto de lei para tal, porém o projeto ainda não foi encaminhado à assembléia legislativa. Ressalte-se, ainda, que segundo a proposta do governo a trasnformação do salário em subsídio só findará em 2018, quando a remuneração do quarta classe deverá ser na casa dos 24 mil.)
    23 RR 8.500,00 16.601,56
    24 PB 7.119,82 9.459,54
    25 SP 6.489,00 8.900,00 Mais 1.520,00 de Auxílio Localidade

  139. DELPOL INTERIOR :
    REUNIAO COM CAMPOS MACHADO… PARA QUE MESMO ? NIVEL UNIVERSITARIO PARA IGUALAR O SALARIO DO PERITO ?? KKKKKKK. PERITO GANHA IGUAL DELEGADO E OS SENHORES EXPERT’S, OS MAIORAIS, OS INCORRUPTIVEIS, AQUELES QUE CARREGAM O PIANO, ETC, ETC, ETC… PEÇAM PARA O COELHINHO DA PÁSCOA, É MAIS FACIL. NO MAXIMO, VAO GANHAR UNS r$ 100,00 MAIS QUE OS AGENTE DE TELECOMUNICACAO. E PELO NIVEL DOS ESCRIBAS E TIRA (EM GERAL), TÁ BOM DEMAIS. NAO SE SUSTENTARIAM UMA SEMANA NO SETOR PRIVADO. SÓ SABEM METER O PAU EM DELEGADO E NADA MAIS.

    FALOU TUDO.
    VCS DELEGADOS, ACHAM QUE VÃO GANHAR IGUAL A PROMOTORES OU PROCURADORES DO ESTADO, E OS INVESTIGADORES E ESCRIVÃES, ACHAM QUE VÃO GANHAR IGUAL PERITO….. QUA, QUA, QUA……
    OREMOS AO SENHOR…… KKKKKKKK
    SEGURA NA MÃO DE DEUS, E VAI………. K K K K K K K K

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s