MELHOR SER LIGADO A PM DO QUE AO PCC – A culpa é do Flit; o Flit é ligado a “policiais militares”…O Flit…É o Flit…Tudo é culpa do Flit ! 16

Repórter da Folha é afastado após sofrer ameaças

Vanessa Gonçalves* | 03/10/2012 14:00
Entre as áreas mais difíceis e incômodas para cobertura – sobretudo no jornalismo diário – está a editoria de polícia. Seja pelas pautas sempre áridas, seja pelo contato frequente com temas que, vira e mexe, acabam “desagradando” um ou outro lado. Não é raro que membros da polícia se sintam “ofendidos” por abordagens da imprensa, principalmente quando noticiados, por exemplo, casos de abusos de poder, violência sem justificativa e ações de milícias.

Recentemente, o jornalista André Caramante, da Folha de S.Paulo, que atua na área há 13 anos, tornou-se mais uma vítima desse imbróglio. Há cerca de três meses, o repórter vem recebendo ameaças – umas veladas, outras nem tanto – que partiriam de Paulo Adriano Lopes Lucinda Telhada, ex-chefe das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e candidato a vereador pela cidade de São Paulo pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), assim como de seus seguidores e eleitores.
Segundo Caramante, tudo começou quando, incomodado com a cobertura jornalística do repórter, o ex-chefe da Rota usou sua página pessoal no Facebook para expor sua opinião acerca do tema. “Resolvemos fazer um texto para falar sobre a página pessoal do Paulo Telhada, onde ele chamava suspeitos de vagabundos e dizia que tinham que morrer mesmo”, conta o jornalista.
A pressão sobre o jornalista começou ainda na internet, quando diversas pessoas reproduziram as palavras do ex-chefe da Rota. “Muitas pessoas abriram o eco pelo que ele havia escrito, com os mais variados comentários, como ‘bala nesses vagabundos mesmo e em quem defende vagabundo também’ ”. O repórter defende sua atuação como jornalista e reafirma não ter partidarismo para defender policiais ou criminosos. “Não estou aqui para defender A ou B. Defendo o cumprimento da lei.”
BODE EXPIATÓRIO
A partir de então, a paz para exercer seu ofício terminou. Toda e qualquer matéria de Caramante publicada no site da Folha era bombardeada por comentários ameaçadores e ofensivos. Em texto publicado no dia 7 de agosto de 2012, sob o título “Dois PMs são detidos após morte de suspeito de roubo em SP”, um leitor comenta: “Não estou rogando praga. Mas o nosso estimado ‘experiente foca’ ainda será vítima de um sequestro relâmpago e irá discar para o celular do Marcola.”
A situação ficou ainda mais grave quando o blog “Flit Paralisante”, ligado a policiais militares, divulgou uma foto de Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha, como se fosse Caramante, com uma mensagem ainda mais ameaçadora do ex–juiz e advogado Ronaldo Tovani, citado em matéria por ter sido denunciado à Justiça por lavagem de dinheiro: “A palavra escrita, mentirosa e ferina, do jornalista André Caramante agora tem ‘cara’. A foto dele está estampada no ‘Flit’ e passou a ser do conhecimento de todos, inclusive dos policiais militares que ele tanto critica e ofende. Espero, contudo, que não apareça algum maluco querendo fazer justiça com as próprias mãos, quando se deparar com ele por aí”.
Para o jornalista, atitudes como essa não passam de intimidação para evitar que a Folha e o repórter cumpram sua função de informar.
LIBERDADE DE IMPRENSA
Ao tomar conhecimento das ameaças contra Caramante, o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) se posicionou, visando salvaguardar a integridade do repórter emitindo uma nota de repúdio, além de solicitar providências por parte do governador e do secretário da Segurança Pública de São Paulo. Além disso, também solicitou à Folha que fizesse cobertura total do caso, de forma a torná-lo público. Segundo José Augusto Camargo, presidente do SJSP, “a entidade sempre orienta o jornalista agredido a tornar o ato público, pois funciona como proteção à própria pessoa, uma vez que a falta de punição alimenta o agressor”.
Buscando zelar pelo jornalista, o sindicato também encaminhou ofício para diversos órgãos, entre eles a Ouvidoria das Polícias, Corregedoria da PM, Ministério Público do Estado de São Paulo e à Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República, relatando a situação. Em razão disso, a ouvidoria da polícia pediu abertura de inquérito para averiguar se há irregularidade no comportamento do coronel Telhada. Até o fim da reportagem, não havia nenhuma conclusão sobre a investigação.
Na opinião do deputado Protógenes Pinheiro de Queiroz (PC do B /SP), autor do Projeto de Lei nº 1.078/11, que visa federalizar crimes contra jornalistas, a ameaça a André Caramante deve ser apurada, pois se trata de uma forma de censura à imprensa. “Em qualquer hipótese de ameaça à atividade de jornalista e dos profissionais de comunicação, o caso merece ser apurado no âmbito federal, pois representa uma ameaça à democracia e uma mordaça na voz do povo, que são os jornalistas em sua maioria”, revela.
CORONEL NEGA
Em entrevista exclusiva à IMPRENSA, Telhada começou afirmando não ter problema algum com o jornalista da Folha. “Eu sou um cara da paz. A pessoa fica falando da pessoa errada e depois não quer ouvir a verdade”, afirmou. “Eu acho uma grande covardia, uma grande falta de profissionalismo, o jornalista escrever o que ele pensa e depois se dizer vítima de ameaça”, completa.
Ainda assim, o coronel, mais uma vez pelo Facebook, mostrou seu descontentamento em relação ao trabalho do jornalista. Em 15 de julho de 2012, em resposta à matéria “Ex-chefe da Rota vira político e prega a violência no Facebook”, o coronel comentou em sua página pessoal. “Acho incrível que um jornal com a envergadura da Folha de S.Paulo mantenha em seu quadro de funcionários pessoas que defendem abertamente o crime, procurando tratar criminosos como suspeitos ou civis, enquanto a população sabe a verdade das coisas.” Após repercussão de suas palavras, o post foi apagado.Ainda que as conversas não tenham acontecido pessoalmente, o jornalista garante já ter falado com o coronel por diversas vezes. “Realmente, nunca nos vimos, mas já nos falamos diversas vezes ao telefone, basta ver algumas matérias que têm aspas dele.”
O coronel afirma que jamais ameaçou o jornalista e que as reações aferidas pelo jornal e pelo repórter têm a ver com pessoas que se irritaram com as críticas à corporação, publicadas nas matérias. “Jamais fiz isso, não incentivei ninguém a fazer isso. A população se sentiu irritada com esse cidadão por causa das inverdades que ele vive dizendo e o criticou duramente. Eu não pedi, não incentivei isso e falei o seguinte: ‘As pessoas que se sentiram ofendidas que mandassem um e-mail à Folha de S.Paulo’. E foi o que foi feito. Se alguém o ameaçou, o ofendeu, pode ter certeza de que não fui eu”, completa.
O fato é que a situação se tonou insustentável. Em meados de setembro, a Folha de S.Paulo optou por enviar André Caramante, junto de sua família, para destino desconhecido para sua segurança. Ainda que temporariamente, calaram-se as denúncias.
*Com Luiz Vassallo

  1. que exagero…. !!!! pede asilo politico no Paraguay. Tem jornalista que adora causar um pânico pra se valorizar.

    Curtir

  2. ” FLIT ligado a policiais militares ” ! ???? que eu saíba o Flit é um canal aberto a todos os policiais e qquer um do povo que queira acompanhar e deixar sua opinião sobre assuntos relacionados a segurança pública, ( Dr, Guerra , me corrija se estiver errado ) .

    Curtir

  3. Boa Tarde Flitadores…

    Ué… Flit?
    Ligado a Policiais Militares?!?
    Fiquei Sem entender agora…
    Não sei pOrque essa Perseguisão da (Folha) contra Policiais.
    Não leio mais a (Folha) por isso,
    é um Jornal que gosta de Pagar de Esquerdista,
    Gosta de Tratar Policial como Um todo.
    Pra folha (TODOS SÃO CORRUPTOS)

    bem, Se eles gostam de falar o que Querem,
    EU também tenho meu Direito
    de falar o que EU quero…

    e é assim oque Eu penso!!

    Só que tem Uma Meus caros,
    como diz o Ex (Juiz Plíno arruda)
    Ou você é Conivente ou você é imcopetente.

    Isso vai Ficar pior, no México
    depois de tanto Matar Policias
    decidiram Matar também (Jornalistas)

    é só uma questão de tempo…

    Curtir

  4. O Cel. Tehada é uma figura polêmica ? claro que é , todos que comandaram a Rota são, mas dai a dizer que existe um plano secreto pra matar o dito jornalista , já é muito exagero. heim o Sr. Caramante. Tem coisas mais importantes acontecendo nesse estado e nesse país. ACOOOORRRRRRRRDA !

    Curtir

  5. “A situação ficou ainda mais grave quando o blog “Flit Paralisante”, ligado a policiais militares, ”

    Impressionante essa afirmação….. ou estou louca, ou por quatro anos e meio naveguei no blog errado….. que eu saiba o Blog é de um Delegado de Polícia , que em razão de matérias veículadas na “grande” mídia, e aqui divulgadas, foi demitido . Sei ainda que o intuíto primeiro do blog era uma polícia de mãos limpas ….. e era voltado às mazelas e aos acertos da Polícia Civil.

    Sei que que o blog é aberto ao público em geral, sociedade, policiais, estc…. todos que queiram se informar , denunciar, reclamar, reivindicar…. mas que seja um Blog ligado a policiais militares, desconheço.

    Curtir

  6. o Serra está encostando no Russomano e deixando o Ha-Ha dad pra trás. TAMOS FLITOS.

    Curtir

  7. O jornalista pode torcer e distorcer noticias à vontade. Desce o malho no Telhada e o coronel tem que aguentar calado? é isso? Esta é a Falha e seu Caramente.

    Curtir

  8. “com uma mensagem ainda mais ameaçadora do ex–juiz e advogado Ronaldo Tovani, citado em matéria por ter sido denunciado à Justiça por lavagem de dinheiro: “A palavra escrita, mentirosa e ferina, do jornalista André Caramante agora tem ‘cara’. A foto dele está estampada no ‘Flit’ e passou a ser do conhecimento de todos, inclusive dos policiais militares que ele tanto critica e ofende. Espero, contudo, que não apareça algum maluco querendo fazer justiça com as próprias mãos, quando se deparar com ele por aí”.
    Para o jornalista, atitudes como essa não passam de intimidação para evitar que a Folha e o repórter cumpram sua função de informar”.

    Não enxergo ameaça alguma aqui. Quem comentou fez apenas comentou sobre a possibilidade de algum maluco ir atras do jornalista. Também não vejo nada de errado em colocar as fotos. As fotos estão aos montes na internet, basta pesquisar no Google Imagens.

    Este jornalista deveria estar escrevendo é editorial de moda.

    Curtir

  9. QUANTOS POLICIAIS NÃO SÃO PERSEGUIDOS E MORTOS COM A MESMA COVARDIA E IMPLACABILIDADE? disse:

    FIZERAM EXATAMENTE O QUE FAZEM COM MUITOS OPOSITORES, TANTO POLICIAIS CIVIS COMO MILITARES, PERSEGUIRAM, LEVANTARAM A FAMÍLIA E MANDARAM O RECADO COM PROVAS DO LEVANTAMENTO SOCIAL, ROTINAS, QTHS…

    03/10/2012 às 23:02 | #4 Citação Conheço muito bem diversos jornalistas e sei que embora alguns se excedam, os que mantenho vínculo, são idôneos e não são canalhas, são idealistas, dignos e acreditam que possam corroborar para um mundo melhor, bradando por seus valores e brios, assim como nós policiais de verdade!
    O trabalho do verdadeiro jornalista policial, abnegado, incondicionado, isonômico e sério nada mais difere do infante trabalho policial, contendo ônus e bônus…
    A grande diferença é que a sociedade e os cidadãos dos rincões acreditam mais na imprensa do que na polícia, franqueando informações que muitas vezes não chegam até nós, por máculas e medos…
    Ambas profissões são sacerdócios!
    No que difere um jornalista que dá uma matéria excessiva e que desagrada muitos poderosos, dos policiais que são açoitados por superiores hierárquicos e cobrados impiedosamente para darem produção a todo e qualquer custo!
    Quantos não esclarecem autorias delitivas no susto, ou no fórcepes, ou no estupro mesmo!
    Seria num mundo ideal, justo e mais digno, inteligível, a imprensa e a polícia indistinta da política, livres sacerdócios para trabalharmos por uma sociedade mais igualitária, justa e que reconheça seus verdadeiros heróis, honrados, abnegados e verdadeiramente compromissados com os seus entes, com virtudes e ideais, e com a coletividade que compõe a fraternidade universal!
    Espero que possamos alçar patamares evolutivos uma vez que mesmo falíveis, o íntimo humano deveria rumar para a perfeição e refazimento moral e espiritual!
    Abs a todos e fiquem com Deus!

    Meu profundo respeito, fraterna solidariedade e sinceros votos de força e de brilho para ofuscar as trevas da ignorância de muitos poderosos!

    A sociedade lúcida reconhece em alguns perseguidos, injustiçados e vitimados de qualquer forma, como seus heróis e mártires! Quer sejam policiais, jornalistas, médicos, professores… os demais estão soberbos com pão e circo!

    Lastimo a mordaça, o cabresto e a tirania ditatorial dos que deveriam praticar o bem, defender a legalidade e preocuparem-se em abrandar o sofrimento humano!

    http://portalimprensa.uol.com.br/noticias/brasil/53986/reporter+da+folha+e+afastado+apos+sofrer+ameacas

    http://portalimprensa.uol.com.br/noticias/brasil/53986/reporter+da+folha+e+afastado+apos+sofrer+ameacas 03/10/2012 às 23:09 | #5 Citação Deve-se reconhecer a isonomia, o caráter probo, a dignidade, corretice e os ideais do Dr. Guerra, que aceita post democraticamente e de uma forma ou outra tenta revelar a verdade e não permite que os brados de cólera do poder´público silencie a democracia e nem cale os injustiças sofridas por todos nós!
    Parabéns Doutor, o Senhor é um desses heróis e tenha consigo a certeza que o que mais incomoda seus opositores e persecutores é o fato de que o Senhor tem coragem para afirmar e competência para comprovar o que diz, gozando de prestígio e de liderança natos… Muitos o invejam pela coragem, sobriedade e honradez!
    Parabéns!

    Curtir

  10. Dom Diego della Vega.
    03/10/2012 às 20:47 | #8 Citação
    o Serra está encostando no Russomano e deixando o Ha-Ha dad pra trás. TAMOS FLITOS.

    CALMA!!!!CALMA!!!!! SOMOS UM MILHÃO DE FUNCIONÁRIOS,MAIS AS FAMÍLIAS ,COLEGAS, DE BAR,DE CABELEIREIRAS DE FUTEBOL,VAMOS AGUARDAR.,

    Curtir

  11. Q jornalista covarde,ainda expos a familia a este constragimento.Pede pra facção fazer policiamento pra vc.

    Curtir

  12. O jornalista André Caramante é popularmente conhecido, em especial nos meios policiais, como André CaraMENTE. E não sem razão! O rapaz é de uma imaginação admirável. Ainda recentemente, Inclusive, ele foi condenado pela Justiça por ofender a honra do delegado de Polícia Luís Augusto Castilho Storni, publicando mentiras a respeito desse honrado policial civil.
    Agora, certamente temeroso em perder o emprego, em decorrência de sua incompetência, que desaguou nessa condenação e em desprestígio para a “Folha”, condenada juntamente com o jornalista, ele vem inventando essa, de que estaria sendo ameaçado pelo coronel Telhada e até por mim.
    Que bobagem! Eu não costumo resolver minhas pendengas no braço. Fazia isso quando ainda era adolescente, mas hoje já sou avô, com muito orgulho. E quanto ao coronel Telhada, não tenho autorização para falar por ele, mas o conheço e o estimo há muitos anos, desde quando ingressei, primeiro na carreira de delegado de Polícia, depois promotor de Justiça e finalmente juiz de Direito, cargo no qual me aposentei, e posso assegurar, sem medo de errar, que se o ex-comandante da ROTA quisesse aplicar um “corretivo” nesse “menino medroso”, ele já o teria feito, e de nada adiantaria a “Folha” esconder o rapaz em baixo de sua saia, que aliás é curta.
    Um fato, porém, é certo. Não são as reportagens por esse jornalista publicadas que aborrecem; são as mentiras que ele publica, mesmo sabendo que são mentiras. E não vou me surpreender – muito menos vou chorar – se algum dos ofendidos decidir ir à forra…
    (a) Ronaldo TOVANI

    Curtir

Os comentários estão desativados.