1. O presente adendo é para fazer constar que o declarante, provavelmente, é torcedor do tricolor kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Brincadeiras à parte a Autoridade Policial deveria esclarecer que a Polícia Judiciaria trata apenas e tão somente de fatos delituosos. O B.O. de natureza não Criminal, salvo raras exceções é o atestado vivo da falta de gestores e da falência desta Instituição.

  2. Quanta imbecilidade nesse RDO. Se ainda em “estágio probatório”, esse delegado, para fins de futura avaliação e eventual confirmação ou não na carreira, deverá, por ordem superior competente, frequentar aulas específicas na Academia de Polícia.

  3. Isso daí é um verdadeiro esculacho para a instituição Policial, a autoridade jamais deveria fazer um registro desses, qual é o crime a ser investigado? vai processar ou prender quem? se o cara gosta de travesti o problema é dele, a polícia não tem nada a ver com isso, só porque o bairro é de riquinhos tem que se aceitar fazer um B.O desses? palhaçada isso,a autoridade tem que mandar o caboclo passear e não fazer nada mas o medo de tomar um bonde para o extremo sul deve ser tamanho e por isso aceita fazer qualquer tipo de B.O que não chegará á lugar algum, só gastando material do Estado sem necessidade e imagina a cara do escrivão tendo que ouvir esse monte de merda no ouvido, esse tipo de esculacho já está virando moda na policia, vide o caso do B.O de estupro por pensamento que foi feito na 3ª seccional e o outro feito pela 8ª seccional em que a pessoa fez o B.O querendo processar o pasteleiro pela falta do pastel de “salame” que a mesma comia sempre e indignada pela falta do mesmo resolver fazer o B.O, se continuar assim logo logo vai ter gente fazendo B.O porque o “bilau não funcionou a hora “H” e vai ter gente que vai ter capacidade em registrar, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  4. Cinzas . . . Quarta feira de cinzas . . . Talvez fenix…

    Quantos POLICIAiS . . . .quantos . . .

  5. VITÓRIA DE PIRRO

    No dia em que ADEPESP abandonou o grupo das entidades representativas, ela conquistou um aumento salarial significativo para os Delegados, porem esta foi uma “vitória de Pirro” pois ao abandonar as outras carreiras esqueceu-se de quem leva o piano não são as ditas Autoridades e sim o restopol, pois se os Delegados São a cabeça os braços e as pernas são compostos por todas as outras treze carreiras.
    E deste este dia a PC vem definhando e hoje, já se fala abertamente sobre as Investigações conduzidas pela MIKE, portando “os carteira vermelha” ganharam mas não levaram e a Audiência de Custodia nada mais é que o funeral da PC.
    E ao deixar a maioria dos DPs sem Delegado, aos finais de semana e a noite, quando a maioria da população buscava orientação dos Delegados para seus mais variados problemas e a fazer B.O. pela internet, acabaram por ensinar ao povo a não precisar mais da PC, daí pro fim do Inquérito é um tiro. E sem o Inquérito pra que Delegado?

  6. O fato, embora irrelevante para o direito penal, faz virem ao mundo, através do papel, mazelas pessoais de um homem doente que procurou o Delegado para falar de suas angústias, medos e desejos! Guerra, qual o mal – preterindo-se a preferência sexual da “vitima” – da lavrar-se um “não criminal”? Se não há crime, logo o papel aceita tudo, inclusive essas loucuras! O senhor daria atenção a esse senhor que utiliza de serviços de seus pares côncavos, ou procuraria saber primeiro se ele cede ou come caudas?

  7. Pelo que pude entender, a parte quis apenas OFICIAR que é do tipo MANOBRISTA DO HABIB’S chegado as vezes(sempre) a dar uma ré no Kibe. Em vez de usar a delegacia , poderia ter ido ao cartório e registrado uma ATA NOTARIAL. A diferença que na Polícia Civil e de graça, e no cartório existe taxa, custas e emolumentos……

  8. O culpado de tudo isso é daquele que teve a brilhante ideia de inserir no campo “natureza” do RDO a opção “Não Criminal”.

    Se o RDO tivesse como opção apenas Codigo Penal Brasileiro e Leis Penais Extravagantes isso não aconteceria.

  9. O culpado de tudo isso é daquele que teve a brilhante ideia de inserir no campo “natureza” do RDO a opção “Não Criminal”.

    Se o RDO tivesse como opção apenas Codigo Penal Brasileiro e Leis Penais Extravagantes isso não aconteceria.

    Quem já fez BO um dia sabe o que eu estou falando.

  10. Sr. Oxigenação
    O Senhor esqueceu que o adendo tem como natureza o ”não criminal” para não gerar estatística, e só deveria ser utilizado nestes casos.

  11. BRINCADEIRAS Á PARTE, SABEMOS QUE,PRINCIPALMENTE EM DELEGACIAS DO NIPE DO 27º, A PRESSÃO PRA FAZER ESSES RDOS DE MERDA É GRANDE. É A VELHA HISTÓRIA DO AMIGO DO AMIGO DO AMIGO. O DELEGADO GERAL PODERIA MUITO BEM SEGURAR NO PEITO E MANDAR, ATRAVÉS DE PORTARIA, QUE SEUS SUBORDINADOS SOMENTE REGISTRASSEM FATOS DE CUNHO POLICIAL, MAS PARA ISSO, ELE DEVERIA ESTAR PREOCUPADO COM ISSO O QUE EU NÃO SEI SE OCORRE. ISSO AÍ ABRE PRECEDENTE PRA QUE SE SOLICITE REGISTRO DE TUDO, SEM EXCEÇÃO. ISSO NÃO ENVOLVE DINHEIRO, NÃO VAI QUEBRAR O ESTADO PELO AMOR DE DEUS… JÁ ABAIXAMOS A CALÇA, AGORA VAMOS ABRIR AS PERNAS ? SOCORRO !!!!!!

  12. Coisa de loco, meu.
    O mundo tá perdido.
    Agora ter relações sem preservativo é suicídio.
    A não ser que não tenha os receptores ccr5 cxcr4.

  13. Cadê a corregedoria pra ensinar esse delebosta a levar seu trabalho a sério??

  14. PARA OS QUE NÃO SE LEMBRAM, EXISTE “RECOMENDAÇÃO” DA DGP PARA QUE SEJAM ELABORADOS TODO E QUALQUER TIPO DE B.O., PORTANTO O DELEGADO APENAS A SEGUIU.

  15. Onde está o nome da autoridade (kkkkkkk) que assinou uma merda dessas…..
    Mas que bicha mais sem noçao hem……..´porra……saiu de casa com a intenção clara de contar que gosta de dar a bunda pra travesti e foi logo numa delegacia que por sorte havia um delegado nádegas flacidas que registrou.
    Ah doutor vai tomar no olho do seu cu….voce e essa bicha matusquela tambem…….Ja trabalhei nessa delegacia e não é porque é bairro de rico que os majuras são obrigados a registrar qualquer bosta……..Vão voces dois pra puta que os pariu

  16. Colega JAMIL, com o devido respeito, sabemos que essa recomendação é para colocar para trabalhar os vagabundos do plantão que se negam a registrar fatos delituosos,quando por exemplo, os tais ocorreram em área de responsabilidade diversa daquele distrito. Em outras palavras, acabar com as bicas nas ocorrências. O caso em tela não é de relevância policial e portanto a Autoridade não deveria ter registrado. Mas e o medo de tomar uma “caibrada” e ir parar na pqp por causa disso. Quem nos comanda tem que ser menos político e mais polícia, no melhor sentido da palavra. Porém, enquanto isso não acontecer, permaneçamos por aqui a reclamar !

  17. Eu já vi gente querendo (mas não conseguindo) registrar BO de:

    – “Trabalho Espiritual”
    – Desaparecimento de gato

    Mas Atestado de Homossexualidade é a primeira vez. Ganhou o Troféu Absurdo.

    Enquanto isso, faltando polícia para investigar homicídios e demais crimes.

    Como disse o Police: Cadê a Corregedoria nessas horas?

  18. ‘CARCEREIRO 13’ Acho que o colega não entendeu minhas explanações, não quis rebaixar a qualidade das investigações dos Agentes e carcereiros, apenas expus a mão de obra barata para uma labuta tão importante, fato que comparo com a mão de obra dos chineses. A complexidade, importância e responsabilidade de uma investigação, foi jogada pelo governo no colo de vocês agentes e carcereiros; nos investigadores já recebemos um salário pífio e ridículo para tão grande responsabilidade, imagina vocês que se encontram em desvio de função, e com salário ainda pior que nos, verdadeiros investigadores, que também estamos desprestigiados e sem representação, embora temos um sindicato e uma associação que não servem para nada. Quis dizer que o governo se acomodou com os desvios de funções e com a mão de obra barata, onde carcereiros e agentes realizam com maestria várias funções de Polícia Judiciária entre elas a investigação, mas o único a levar vantagem com esse abuso é o governo, que tem funcionários exercendo serviço de Polícia Judiciária, com salário de motorista e auxiliar administrativo, admiro a dedicação e a capacidade dos agentes e carcereiros, o que critico é a bagunça que se encontra a Polícia Civil, com desvios de funções absurdos, desvalorização, falta de prestígio e desdem do governo, sindicatos e associações, e também desdem dos delegados, que estão coniventes com essa zona, com essa desorganização e bagunça que virou a Polícia Judiciária de São Paulo.

  19. Sr. BABÁ DE PRESO
    O senhor tem razão e apesar de nos meus anos de PC, já ter visto e ouvido muita coisa que me desanimou, sei que muitos de nós, no fundo ainda tem amor pela polícia, talvez este seja o principal motivo de ainda não termos jogado a toalha e isto aqui, ainda, não ter virado uma SIRIA.
    E quem não gostaria de trabalhar em uma instituição respeitada, mas infelizmente é nossa DESUNIÃO, mais do que os interesses escusos desta administração que está levando a PC a falência.

  20. QUE PORRA É ESSA ? NÃO HÁ CRIME NEM SEQUER PRESERVAÇÃO DE DIREITOS NISSO, PORQUE O REGISTRO ? SINCERAMENTE QUANDO PENSO JÁ TER VISTO DE TUDO NESSA VIDA ELA ME SURPREENDE.

  21. UÉ , MAS NÃO SERIA A PM QUE ESTARIA ACABANDO, AGORA O VENTO MUDOU DE LADO NOVAMENTE, NUM TENDI NADICA DE NADINHA.
    DEPOIS QUE OS DOUTORES DELEGADOS TIVERAM O RECONHECIMENTO JURÍDICOS, ESTÃO ATE ATESTANDO VIADISMO, MAS ELE FAZ NO MOMENTO DO ATESTADO O TOQUE RETAL, OU ACIONA O LEGISTA PARA AUXILIAR.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  22. Pelo que eu entendi, esse xarope procurou a delegacia porque sua genitora começou a encher seu saco em razão das suas escapadelas. Notem que ele quer deixar bem claro que não sente atração por “homens”, ou seja, a senhora sua mãe deve ter feito insinuações de cunho homo afetivas. Creio que ele queria fazer um b.o de injúria, alguma coisa assim, e o delegado de plantão resolveu registrar a ocorrência através de um b.o não criminal.

  23. que coisa…
    .
    o 27dp deve estar jogado às moscas…
    .
    perder tempo na elaboração de um LIXO desses…
    .
    manda esse majura prá ZLeste…
    .
    ali ele não vai ter tempo de elaborar esses BO..stas…
    .
    só Jesus na causa !

  24. Olha a hora q o FDP vai na delegacia falar q eh veado…

  25. Uma temporada no 54 cura tudo!!!! Além da situação deprimente em que nos encontramos hoje, ainda temos que passar por isso. O cidadão não vai ao cartório porque lá existem taxas, como já disseram acima, mas a delegacia fica aberta 24 hs e os serviços são gratuitos.O cara foi perturbado pela mãe e é portaria do DG registrarmos de tudo, até susto tentado!!!!

  26. ser bacharel em direito, passar em concurso público e ser “prezar a uma baixaria dessas” afff… isso é ridículo elevado ao cubo, quadruplicado em quadrado e multiplicado a décima potência..!!! a PC não consegue elucidar a maioria dos crimes hediondos por problemas de conhecimento público,” BO de preservação de raaabo”,???? era só o que faltava…kkkk …o apocalipse é aqui..!!! PC in STAR-TREK na fronteira final!!…o Mamomcebo é a besta do 666, a AIDS vai matar a terça parte da humanidade ,vão explodir as usinas de petróleo do mundo, as baratas irão sobreviver ao ataque nuclear…Jesus voltará!!!

  27. Se faz a bosta desse BO, reclamam por que fez, e talvez seja chamado na corregedoria para se explicar no protocolado porque registrou esta veadagem. Se não tivesse feito, o cidadão que gosta de travesti robusto iria procurar a corregedoria que iria chamar o delegado para se explicar porque recusou atendimento e registro. Ta cada dia mais difícil trabalhar nessa polícia.

  28. Isso ainda serve pra mostrar que a PC está a cada dia mais falida.

    É certo que se o BO não fosse “aberto”, o boiola iria até a consolação e lá iria ser registrada uma ocorrência que daria uma bela dor de cabeça para o delegado ou para quem deixou de fazer.
    Mas, vejo alguns Delegados reclamando da atuação da corregedoria, como se a corregedoria fosse composta de alienígenas. Nada mais são que seus pares… que outrora estavam em uma distrital ou em alguma especializada, e nelas não exerciam efetivamente a sua autoridade… e na casa censora não seria diferente…

    Quem sabe muda alguma coisa no dia em que pararem de temer a perda da cadeira, a perda do “pró labore” extra… em que qualifiquem a hombridade com uma virtude e não algo dispensável.

    A PC é gerida, é chefiada, pelos Delegados de Polícia… pena que só se lembram disto quando é para ferrar os seus subordinados… nesse momento surge a autoridade…

  29. toda delegacia, logo na entrada do DP, deveria ter um balcão com dois assistentes sociais para ouvir e filtrar esse tipo de coisa , só deveria ir para o escrivão o que realmente é assunto de polícia judiciária isso diminuiria 70% das ocorrências.

    Aqui no interior se registra de tudo sem critério nenhum e na maioria deles é porque existe um Guarda.Civil no lugar do escrivão registrando os RDO, quer ajudar mas não está preparado para esse tipo de serviço.

    Aqui o delegado só assina, alguns porque não estão nem ai, outros porque tem medo da corró e outros não tem tempo de ler porque estão cuidando de 3 cidades.

  30. Psiu,

    Uma vez que entendeu devesse ser lavrado o RDO, caberia ao delegado – ou ao policial que atendeu a parte interessada – historiar os fatos profissionalmente, ou seja, sem escárnio. RDO é documento público; deve ser elaborado sem deboche.
    E salvo melhor entendimento, o rapaz procurou a delegacia para narrar constrangimentos e suposto crime contra a honra praticados pela genitora; em razão de sua preferência sexual por homossexuais travestidos.
    Logo, o fato – mesmo verdadeiro – é típico, ou seja, DIFAMAÇÃO.
    Pior : lavram o documento sem as necessárias solenidades e não cuidam para que seja cercado do devido sigilo.
    Observando que o referido RDO , antes de mencionado no FLIT , foi publicado Internet afora.

  31. Já teve outras pérolas desse tipo… Lembram da do DP de Guarulhos do Cb Veron, a do pastel de salame do 53 DP entre outros…
    Putz não sei se rio até morrer ou choro pela triste realidade q estamos.

  32. Sr. saturado – Amigo de São Tomé

    Eu, constaria de entender qual o interesse de um Prefeito em colocar funcionários da prefeitura para realizarem trabalhos em uma repartição pública que pertencente ao Estado.
    É uma flagrante usurpação de função pública pessoas que não são policiais trabalharem em uma delegacia, será que o Ministério Público não sabe disto?

  33. Sr. JACARÉ SEM DENTE
    Em um DP de uma área nobre a mais recursos em comparação a um de periferia, portanto na periferia trabalha-se mais.
    E este tipo de B.O. Não Criminal é feito por quem tem medo de levar um bonde, já que este tipo de registro é chato demorado e não serve para nada.
    É muito comum uma pessoa com desequilíbrios mentais comparecerem no plantão de uma Delegacia com as histórias mais absurdas possíveis e alguns Delegados de uma forma corretíssima, fazem ofícios de apresentação e determinam que seus policiais encaminhem a pessoa para serem avaliados em um pronto socorro, mas com a falta de funcionários deveria haver uma assistente social em cada Distrito.

  34. Dr. Ronaldo TOVANI,

    O delegado que subscreveu esse documento conta mais de 15 anos de carreira; é professor e autor de obra de direitos humanos. Segundo consta, pós-graduado em processo e direito penal.

    Mais uma vez, a parte narrou ter sofrido crime de difamação praticado pela própria genitora; o RDO pode embasar queixa-crime e eventuais providências no âmbito sucessório, pois crime contra honra é causa para deserdação.

  35. Qual o problema no registro do B.O?Perda de documento,carteinha de idoso,RG,Rizistro de Nacimento,vale transporte,placa dianteira,tudo é B.O qual o problema do cara querer deixar registrado mais essa pérola???Isso mostra a que ponto a Policia Civil chegou,e tem mais se o “cliente” não tem sua queixa formalizada,ele sabe muito bem o endereço da Corregedoria e com certeza irá para lá prestar sua queixa e com certeza terá seus anseios atendidos e a Equipe irá ser convocada para dar explicações!!!

  36. Prefiro evitar essa ida desnecessária a ‘Casinha”!!

  37. Seria hilário se não fosse trágico, quem não se lembra do RDO de estrupo mental, elaborado numa DP do interior.
    Também não vamos esquecer de um completo idiota que passou pela DGP que entre tantas besteiras e bobagens que fez e falou, este “iluminado”, disse que iria transformar as delegacias em mini Procons, que a população poderia registar todas as mazelas da concessionárias públicas do tipo:
    Falta de energia elétrica.
    Queixas contra operadoras de telefonia.
    E em dias de racionamento de água, o bacharel dizia ser possível registar até a falta de água, imaginem se este inútil estivesse, hoje, no comando da Polícia Civil quantos milhares de RDOs não criminal por falta de água, seria na casa dos milhões.
    Como dizem cada uma se coloca onde está, se estamos em situação pré falimentar e por conta dos nossos “dirigentes”.
    E ganha um copa de água mineral quem advinha o nome deste “jênio”.
    Vou dar umas dicas ele queria ser juiz, e mais recentemente quis ser deputado, e só não queria se delegado de polícia.

  38. juridicamente esta certo , contudo faltou o que não esta nos livros vivencia , ou seja deveria ser sigiloso isso faz bem a diferença assim não basta somente ser letrado e sim ter bom senso Direito antes de tudo é bom senso.

  39. Mais do mesmo,agora e sempre!!

    O problema é que o fato narrado é crime.

    A mãe que revela à namorada do filho fatos de sua vítima intima comete crime de difamção.

    O delegado, por outro aspecto, deve cuidar para que todo documento policial seja lavrado profissionalmente; sem escarnecer da situação.

    Por fim , acho que o Depol em questão fará visitas à “Casinha”; por conta desse RDO.

  40. Se todo aquele que tiver angústia psicológica ou qualquer outra curiosidade procurar uma delegacia pra registrar B.O. danou-se. Vão registrar boletim até pra reclamar que o filho não come beterraba. Em compensação, quem realmente precisa toma um tapa na cara; quero dizer que um amigo e vizinho meu, após ser assaltado, compareceu numa delegacia pra registrar o B.O. e o delegado mandou o mesmo retornar pra sua casa e vestir calça comprida porque o doutor não admitia uso de bermuda no seu plantão.
    Meus pêsames à dona TAKATA!

  41. PIOR,

    Juridicamente está todo errado.
    Art. 139 – Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:
    Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.
    Exceção da verdade
    Parágrafo único – A exceção da verdade somente se admite se o ofendido é funcionário público e a ofensa é relativa ao exercício de suas funções.

  42. e por isso que essa porra não vai pra frente ou os cara são mão de velcro ou são viadinho.pqp estamos sem amparo mesmo!!

  43. Jacaré s dente

    Há uma única diferença entre nos PCs flitadores e o sr: nós temos senso crítico e admitimos nossas mazelas enquanto o amigo vive num mundo de faz de conta.

    Nós fazemos parte de uma polícia q reconhecemos cheia de problemas e através deste reconhecimento podemos buscar melhorias. Vc faz parte de uma instituição perfeita q não pode e não deve ser critica e ,diante de sua perfeição, não precisa ser modificada.

    É um grande favor que o amigo continue pensando desta forma.

  44. Bem, o camarada gosta de travesti e não usa preservativo, além disso tem namorada fixa, logo:
    Perigo para a vida ou saúde de outrem
    Art. 132 – Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente:
    Pena – detenção, de três meses a um ano, se o fato não constitui crime mais grave.
    Art. 61 – São circunstâncias que sempre agravam a pena, quando não constituem ou qualificam o crime:
    f) com abuso de autoridade ou prevalecendo-se de relações domésticas, de coabitação ou de hospitalidade, ou com violência contra a mulher na forma da lei específica;(Maria da Penha)
    Já na Maria da Penha:
    Art. 7o São formas de violência doméstica e familiar contra a mulher, entre outras:
    I – a violência física, entendida como qualquer conduta que ofenda sua integridade ou saúde corporal;
    Art. 10. Na hipótese da iminência ou da prática de violência doméstica e familiar contra a mulher, a autoridade policial que tomar conhecimento da ocorrência adotará, de imediato, as providências legais cabíveis.

    Resumindo esse tipo de problema, pode dar dor de cabeça pra todo mundo se essa moça contrair alguma doença venérea. Vivemos num país que tem um mar de leis que no fundo só servem pra dar trabalho. É impossível lapidar a pedra bruta do direito brasileiro. Somos um eterno aprendiz.

  45. colega CARCEREIRO 13

    No interior de SP metade do efetivo das delegacias é composto de funcionários das prefeituras, usam camisas da polícia civil, arma da prefeitura ou particular, atendem no balcão, diligências , batem grade, etc. ganham Hora Extra e Adicional Noturno.
    O cidadão entra na delegacia e não consegue diferenciar um do outro.

    Posso entender o interesse do estado que não contrata policiais e tem “grátis” metade do efetivo, já a prefeitura eu não sei te dizer.

  46. ESTA PC ACABOU MESMO, DAQUI POUCO, MANDA O CIDADAO IR PROCURAR UM CARTORIO DE REGISTRO E FAZER O REGISTRO DE SUAS VONTADES SEXUAIS LA, PELO MENOS VAI TER QUE PAGAR .

  47. Mesmo com determinação expressa da Autoridade eu jamais registraria um B.O. desses.

  48. Policial não tem direito a almoço…
    vide acordão: https://esaj.tjsp.jus.br/cjsg/getArquivo.do?cdAcordao=7256860&cdForo=0&vlCaptcha=ssktb

    “…Em suma, além do intervalo pretendido ser
    manifestamente incompatível com a natureza da função, a sujeição ao
    regime especial de trabalho a que o policial militar é submetido já é
    remunerada pela gratificação RETP.”

    Com esse negócio de REPT vendemos nossa alma para o governo a troco da gratificação.

  49. BOM DIA DOUTOR!!
    SÓ NÃO ENTENDI PORQUE O NOME DA NAMORADA FOI EXPOSTO NO SITE!! DEVERIA TER SIDO??

  50. O fato narrado é atípico, sem qualquer ânimo quanto a difamação e a mãe prestou um favor a namorada, considerando as circunstâncias narradas no histórico em que o indivíduo pratica sexo sem camisinha. De resto, boletins dessa natureza nada instruem.

  51. Conheço o Dr Sergio e além do cara ser gente finíssima, é professor de direito do Damasio e do outros centros jurídicos. Na real, a nossa gloriosa PC aceita tudo, além do fato de que é mais fácil fazer o famoso “BO de bosta” pra parte sair feliz do DP, do que se explicar na corroó pq não lavrou. Serjao tamo junto meu brother.

  52. Culpa do escrivao e do delegado?Nao acho.Ha descricao de uma possivel perturbacao da tranquilidade e o que eh pior,ha portaria DGP de 93 que ainda vigora obrigando.registrar quase tudo.Essa portaria precisa smj ser revisada.

  53. É MUITA PORTARIA DE MERDA NESTA POLÍCIA, MAS NADA MUDA, SOMOS UMA POLÍCIA ULTRAPASSADA E BAGUNÇADA.

  54. E o Bônus já era, o último pago foi referente a 01/07/2014 a 30/09/2014 pago em folha suplementar creditado em 15/12/2014, portanto teria outro trimestre a ser pago de outubro, novembro e dezembro e nada, este Governo é uma piada ao funcionário da Administração Direta, pois as empresas públicas é um reinado a parte, descobri ontem tecnico em Manutenção I com 5 anos de empresa ganha 15 mil reais da CPTM, investigador N.u ganha 4,5 mil reais, detalhe este cargo da cptm exige-se nivel médio e curso do Senai de 90 dias a 6 meses, este Governo que acabar com a polícia vamos morrer a mingua ou cada um faz seu corre. Os mais antigos dizem que houve um Governador em São Paulo que dizia que a polícia não precisava de aumentos pois tinha distintivo e arma, o PSDB de SP deve seguir esta cartilha, só de Adicional de Periculosidade a CPTM PAGA R$ 4200,00 REAIS TÔ REVOLTADO. AGORA QUE NÃO TRABALHO MESMO. NÃO QUE ANTES EU ESTIVESSE.

  55. Quem faz o errado, não pode nunca esperar resultados certos. Quanto mais gastamos com segurança pública, mais aumentam os roubos. A política criminal brasileira é uma das mais equivocadas de todo planeta. Vejamos:

    Os EUA, como vimos em artigo anterior (de 10/2/15), reduziram pela metade, nos últimos vinte e cinco anos, os assassinatos e os roubos (ver Erik Eckholm, The New York Times International Wekly – Folha, 7/2/15). São Paulo, no ano 2000, gastou mais de R$ 5 milhões com segurança pública e contabilizou 215 mil roubos (registrados – a realidade é bem pior que isso). Em 2013, gastou mais de R$ 9 milhões e os roubos pularam para mais de 257 mil. Em 2014, ainda não sabemos quanto foi gasto com segurança pública: os roubos passaram de 300 mil. No Rio de Janeiro a realidade não é distinta. Aliás, esse é o retrato do Brasil todo (com uma ou outra variação).

    Por que os EUA alcançaram bons resultados e o Brasil continua mergulhado no lamaçal da violência epidêmica, ancorada em roubos, estupros, latrocínios e homicídios (que não param de crescer)?

    A ciência política-criminal discorre sobre duas maneiras de se enfrentar a criminalidade: (a) reativamente e (b) preventivamente. Não são excludentes, ao contrário, complementares. Mas a prevenção vale muito mais e custa menos. No cenário internacional, existem dois modelos eficazes de prevenção: (a) sem prejuízo da repressão, os países escandinavos (Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia e Islândia) jogam mais energia na prevenção primária (raízes socioeconômicas da criminalidade tradicional, fundamentalmente patrimonial) e menos na prevenção secundária (obstáculos ao cometimento do delito); (b) os EUA fazem exatamente o contrário (priorizam a prevenção secundária e gastam bem menos na primária, sem descuidar da repressão). Vejamos os resultados: aqui

    Os 18 países acima selecionados conforme o número de homicídios e de roubos apresentam a média de 1 assassinato para 100 mil pessoas (média já atualizada para 2012; em 2011 era 1,1 para cada 100 mil) e 65 roubos para cada 100 mil. Os EUA (um país extremamente desigual, embora rico) tem taxa quase quatro vezes maior de assassinatos e o dobro de roubos. No Brasil, a situação é epidêmica e de descalabro geral: 27,1 assassinatos para cada 100 habitantes (essa taxa pulou para 29, em 2012) e 547 roubos para cada 100 mil (em 2014, com certeza, essa taxa é muito maior). De outro lado, esses são os roubos registrados – a realidade total é muito pior. Quem faz o errado não pode esperar que o resultado seja positivo.

    Luiz Flávio Gomes

    Jurista e professor. Fundador da Rede de Ensino LFG. Diretor-presidente do Instituto Avante Brasil. Foi Promotor de Justiça (1980 a 1983), Juiz de Direito (1983 a 1998) e Advogado (1999 a 2001).

  56. Meu Caro Dr. Conde Guerra,

    a despeito dos afirmados 15 anos de carreira e diversos títulos acadêmicos, o delegado de Polícia em questão indiscutivelmente cometeu uma heresia jurídica e, bem por isso, em meu comentário anterior, sugeri que fosse encaminhado para reciclagem em órgão próprio da Academia da Polícia Civil.
    Ainda recentemente um juiz de Direito recebeu o mesmo tratamento por sugestão de uma das Câmaras do TJ/SP. E se a mesma atitude fosse aplicada a membros do Ministério Público – valha-me Deus! – as salas de aulas para reciclagem deveriam ser aumentadas em tamanho consideravelmente.
    Segundo li e reli, consta no histórico do RDO, dentre outras coisas, que o declarante tem preferência em se relacionar com travestis, e não usa preservativos, sendo que sua mãe, sabedora desse seu “segredo”, “NÃO O DEIXA EM PAZ” e CONTOU SEU SEGREDO PARA SUA ATUAL NAMORADA” (destaques meus).
    Tais afirmações, feitas pelo declarante, relativamente às atitudes de sua mãe, ainda que verdadeiras fossem, nem de longe o colocam como possível “difamado” ou “caluniado”, pois não foi imputado a ele absolutamente nada que pudesse ser considerado “falso”, muito menos que tivesse o escopo de atingir-lhe a honra. E, como sabemos, para a eventual caracterização de “difamação” e/ou “calúnia” a imputação deve ser falsa e o objetivo deve ser atingir a honra da vítima.
    Por outro lado, constata-se, com bastante facilidade, pela própria redação posta no histórico do RDO, que nem a digna autoridade policial acreditava na possível caracterização de crime contra a honra do “queixoso”, que de resto sequer expressou qualquer pedido de providências que futuramente pudessem embasar eventual queixa-crime.
    A lavratura do RDO, portanto, era desnecessária; expôs o “queixoso” a uma humilhação pública e a Polícia Civil, em particular o delegado em questão, a um carimbo de incompetência, ou, para dizer o menos, insensibilidade.

  57. Caro Dr. Tovani,

    Nada obstante o notório saber jurídico de Sua Excelência, penso que a difamação não está condicionada à falsidade da imputação . O fato ofensivo à reputação da vítima , aparentemente, foi determinado, ou seja, fazer programas com travestis e ainda sem uso de preservativos. Os objetivos da mãe, ou seja, o dolo só poderá ser definido por meio de inquérito ou processo. Ela tanto pode ter revelado a vida sexual do filho para preservar a namorada, como pode ter revelado suas opções sexuais com o fim de afastar o casal. A mãe não tem o direito de tentar corrigir a vida sexual do filho, tampouco a obrigação de aceitar um filho devasso e transviado, mas acredito que nenhum genitor possa revelar a intimidade do filho para outrem. Não estamos tratando de difamação de funcionário público no exercício das funções; assim pouco importa a falsidade ou veracidade da difamação. Mas concordamos num aspecto: se é para lavrar BO que se lavre o documento da forma mais solene e rigorosa possível. Ato de ofício não pode ser esculhambado ou avacalhado!

  58. . . . é o artigo 130, 131, 132 e pu do cp vs difamação . . . pronto . . . e os reflexos civis, sucessão, promessas, união . . .

    fizemos o trabalho que deveria ser do interessado . . .

    e a produção das provas ???

    quem vai ???

    isto me parece um tiro no pé do bambi . . . azedou na disney . . .

  59. APLICABILIDADE DO ART.745A CPC. À fase de cumprimento de sentença. Trata-se de dispositivo que busca, a um só tempo, realizar de forma satisfatória os direitos e interesses contrapostos do exequente e do executado em ampla consonância com o princípio da menor onerosidade trazido pelo artigo 620 do diploma processual.Dispõe o artigo 745-A do CPC, com redação conferida pela lei 11.382/06, que: “No prazo para embargos, reconhecendo-se o crédito do exequente e comprovando o depósito de 30% (trinta por cento) do valor em execução, inclusive custas e honorários de advogado, poderá o executado requerer seja admitido a pagar o restante em até 6 (seis) parcelas mensais, acrescidas de correção monetária e juros de 1% (um por cento) ao mês.”Indubitavelmente, trata-se de dispositivo que busca, a um só tempo, realizar de forma satisfatória os direitos e interesses contrapostos do exequente e do executado em ampla consonância com o princípio da menor onerosidade trazido pelo artigo 620 do diploma processual.Há vozes na doutrina – é certo – que reprovam a chamada moratória.
    Para tanto, valem-se essencialmente da redação do artigo 314 do CC, que preconiza:”Ainda que a obrigação tenha por objeto prestação divisível, não pode o credor ser obrigado a receber, nem o devedor a pagar, por partes, se assim não se ajustou.”
    Embora correta sob o ponto de vista conceitual, a objeção não merece prosperar.
    Isso porque, na esteira da lição de Cassio Scarpinella Bueno, a crítica vai de encontro a uma das maiores dificuldades que se põe para a tão desejada efetividade da execução por quantia certa contra devedor solvente, qual seja, a higidez patrimonial e a disponibilidade de patrimônio do executado.
    Daí porque o referido autor afirma: “Não há por que duvidar de sua ampla aplicação no dia-a-dia do foro principalmente por aquele executado (e antes de ser, para fins do direito processual civil, ‘executado’, ele é, no plano material, devedor) que pretende pagar a dívida mas que não tem patrimônio suficiente para isto. O cumprimento do art. 745-A permite que, sem qualquer agressão direta ao patrimônio do executado, ele crie condições concretas de satisfazer integralmente ao crédito reclamado pelo exequente ainda que em até sete parcelas, a primeira à vista e as demais em até seis meses consecutivos.”
    Note-se que o parcelamento constitui verdadeiro direito potestativo do executado, de modo que é vedado ao credor opor-se à moratória.Nesse sentido, Nelson Nery Junior e Rosa Maria de Andrade Nery ensinam que: “A norma estabelece o direito subjetivo de o executado pagar parceladamente a dívida, desde que reconheça e preencha os requisitos legais estabelecidos na norma comentada. Em virtude do contraditório (CF 5.º LV), o juiz poderá mandar ouvir o exequente que, contudo, não poderá opor-se ao parcelamento caso o executado preencha os pressupostos legais para seu deferimento.”
    Cumpre alinhar que a norma está inserta no Capítulo III (“DOS EMBARGOS À EXECUÇÃO”) do Título III (“DOS EMBARGOS DO DEVEDOR”) do Livro II (“DO PROCESSO DE EXECUÇÃO”) do CPC.Assim, sob o viés topográfico, o dispositivo está alocado entre as regras que se destinam à denominada execução por quantia certa contra devedor solvente (artigos 646 e seguintes do CPC), necessariamente oriunda de título executivo extrajudicial.
    Emerge de tal fato a inevitável discussão acerca da aplicabilidade da norma à fase de cumprimento de sentença.
    A meu ver, o artigo 745-A do CPC também incide nas execuções fundadas em título judicial (artigo 475-N do C.P.C).
    Tal conclusão é decorrência lógico do artigo 475-R do mesmo diploma legal, o qual prevê: “Aplicam-se subsidiariamente ao cumprimento da sentença, no que couber, as normas que regem o processo de execução de título extrajudicial.”
    Já Humberto Theodoro Júnior refuta o entendimento ora exposto sob o argumento de que: “Não teria sentido beneficiar o devedor condenado por sentença judicial com novo prazo de espera, quando já se valeu de todas as possibilidades de discussão, recursos e delongas do processo de conhecimento. Seria um novo e pesado ônus para o credor, que teve de percorrer a longa e penosa via crucis do processo condenatório, ter ainda de suportar mais seis meses para tomar as medidas executivas contra o devedor renitente.”Com a devida vênia ao eminente jurista, e pelas razões já deduzidas, não merecem prevalecer as críticas formuladas.Preciso, pois, o contra-argumento de Cassio Scarpinella Bueno: “O art. 745-A está a regular, em última análise, a incidência do princípio da menor gravosidade da execução ao executado e, por isto, a regra deve ser aplicada também para estes casos, nada havendo na natureza do título executivo judicial que afaste, por si só, a sua incidência. De mais a mais, o tempo necessário para a prática dos atos executivos, tenham eles fundamento em título judicial ou extrajudicial, pode variar pelos mais diversos motivos, o principal deles o grau de solvabilidade do próprio executado e, por isso mesmo, a alternativa criada pelo art. 745-A pode-se mostrar satisfatória para o exequente.”
    Finalmente, imperioso consignar que o Superior Tribunal de Justiça vem admitindo a possibilidade da aplicação da moratória prevista no artigo 745-A do CPC à fase de cumprimento de sentença [vide Recurso Especial nº 1.264.272 – RJ (2010/0039413-9)].

  60. Realmente trata-se de um escárnio, mesmo porque percebe-se na narrativa do fato que foram incluídas minucias impertinentes. Embora academicamente se possa considerar crime de difamação, objetivamente não ocorre nada de relevante juridicamente. Bastava dizer que contou segredos seus a namorada que podem ser interpretados como de caráter infamante. Por outro lado deixou de cientificar do prazo para apresentação de queixa crime formal em juízo. Na verdade o RDO somente expos a condição pessoal da suposta vítima. Agora a torcida do curintia e demais torcidas sabem de tudo. O labor policial tem que impor seriedade e profissionalismo. Não se discute o fato, mas a forma como foi colocado no papel.

  61. O colega abaixo falou tudo. Se o Delegado não registrasse, certamente seria alvo de alguma investigação da corró por homofobia.
    E outra, no b.o., o travequeiro confessa que expos a namorada a contagio de inúmeras doenças venéreas. Não é crime também?

    psiu disse:
    19/02/2015 ÀS 6:03
    Se faz a bosta desse BO, reclamam por que fez, e talvez seja chamado na corregedoria para se explicar no protocolado porque registrou esta veadagem. Se não tivesse feito, o cidadão que gosta de travesti robusto iria procurar a corregedoria que iria chamar o delegado para se explicar porque recusou atendimento e registro. Ta cada dia mais difícil trabalhar nessa polícia.

  62. ta faltando ocorrência no 27 dp ?????????????????

  63. Precisamos de matérias sobre alguma novidade, tal como quem foi a escola de samba campeã, como posso viver sem saber isso, sem estar atualizado. Já que não temos melhorias e não sabemos lutar por nossos direitos, o jeito é se tornar robozinho e fazer RDO na pastelaria do DECAP.
    Sai um não criminal aí. No capricho.

  64. difamaçao??? kkkk q ridiculo, onde esta escrito q a mae imputou fato depreciativo ou desonroso a qualquer um dos dois? ta bem claro q a mae so comunicou a namorada a falta de fidelidade do filho e a alertou, principalmente, do risco que corria pela falta de proteçao pelo fato do proprio filho praticar sexo sem preservativo… que expos a namorada a uma possivel infecçao por DST, doenças q EXISTEM e assolam a sociedade sendo o hiv a doença mais grave delas, o proprio estado e sociedade mundial em geral, veem travando a decadas uma luta contra a transmissao dessas doenças com tratamento e principalmente com prevençao exercida atraves da INFORMAÇAO! atraves da propaganga e divulgaçao de modos de proteçao q INCLUSIVE, o uso do preservativo é o mais importante deles. o proprio estado adverte em suas propagandas q se o cidadao tiver qualquer tipo de informaçao que dê razao para fazer os testes, deve faze los imediatamente. se fosse no meu DP esse cidadao seria rapidamente tocado pra fora do local.
    nao interessa se é veado, traveco, puta ou casinho, o q importa e q ta comendo alguem sem camisinha e expondo a companheira as dst, ponto final.
    em nenhum lugar esta escrito q um cidadao nao pode alertar o outro do risco que corre sobre uma possivel contaminaçao. nao obstante, o proprio cidadao admitiu a traiçao e a namorada terminou o relacionamento imediatamente.
    alias, o preconceito está em aceitar a denuncia,e registar esse b.o. admitindo intrisecamente, q a opçao sexual dos envolvidos é desonrosa.

    se eu estiver errado, por favor me corrijam, nao sou formado em direito… mas tenho bom senso kkk

    msm q tiver errado, nao registraria isso, nem vo registrar nunca algo assim, e se fosse no meu DP, esse cidadao ia queimar o chao rapidinho.

    e na minha opiniao, nao tem nada mais escroto do q se expor e expor a companheira, quem tem a minima noçao sabe q a probabilidade de contaminar a companheira aumentou drasticamente pela falta de proteçao decorrente da traiçao do ex-companheiro.

    e pra quem curte essas “ideias” das indianopolis e semelhanças, so lamento.. tem q se fuder

  65. com todo respeito aos Delegados, Advogados, Bacharéis em Direito e conhecedores do nosso código penal,
    na prática , o camarada ( Vítima ) vai representar a própria mãe no prazo de seis meses ? não vai.

    Quem pode representar contra o estado é a namorada do indivíduo que teve seu nome e telefone divulgado
    explicitamente no documento, um bom advogado consegue arrancar uma grana de indenização, se ela quiser.

    Por isso, na minha humilde opinião, se tivéssemos assistentes sociais nas delegacias isso seria resolvido em
    uma sala fechada em no máximo 1 hora sem virar RDO.

  66. Não consigo ver a difamação. Eu só consigo ver a sábia bronca da mãe tentando corrigir os erros do filho.

    Ele mentiu e enganou a namorada por 9 meses.

    Assumiu o risco de pegar AIDS ou outras DSTs e, possivelmente, transmitir para a namorada e para outros “homens robustos”.

    E vai até uma delegacia para falar da mãe que “revelou” seu segredo?

    Essa mãe protegeu a namorada de maiores danos psicológicos e sociais e, principalmente, de doenças como AIDS e outras DSTs.

    Espero que a namorada não esteja contaminada pelo HIV ou outras DSTs.

    É o DIREITO À VIDA que está acima dos outros direitos.

    Talvez o BO de “Atestado de Homossexualidade” tenha sido feito já no intento registrar uma confissão.

  67. Thoreau é só ficção (19/02/2015 às 15:18)

    ————-

    Estamos mesmo nesse caminho e ninguém presta atenção.

  68. Para aqueles que como o AR LINDO fazem força para ignorar a DGP 30 e pregam a desunião acreditando que assim receberão um aumento diferenciado das outras carreiras, olha curso que saiu no D.O. E. I Pagina 8 a 9 para o “restopol” e observem as matérias (do curso) é a mesma para Escrivão e Investigador.

  69. Em São José dos Campos tem Delegado respondendo Sindicância pois deixou a mega com uma ocorrência quadrada esperando por três horas.
    Detalhe da ocorrência 4 mulheres num carro com duas armas.Os pm liberaram tres mulheres e levaram somente a motorista.
    posteriormente o ip foi arquivado em relação a motorista. E expedido o alvará de soltura.

  70. Assim que li esse post pensei: “qual o problema do registro? Ta correto. Boletim de difamação.”

    Aí fui ver a natureza no RDO.

    E vi que tava “não criminal”

    eu disse: “ta errado. Registrou algo errado. Vai dar corró”.

    Aí li vários posts aqui e digo:

    Hoje eu corro sozinho na rua. Só tem merda na policia. Só policia bocomoco. Imagina de parceiro esses lixos que analisaram o caso. Policia hj diante da situação tem que primeiro ver diante do que esta juridicamente. Mas ao longo de mais de 20 anos só encontrei os mobral, os rambos, os espertos em virar uma nota…..

    O único que se salvou nesse tópico foi o Dr. Roberto Conde Guerra.

    O resto se o Governo pagar mais de 3 mil reais tá errado. Só imbecil e que não são profissionais de Segurança

    Eu sou profissional. Diante de qq situação eu sempre penso juridicamente e como saio dessa situação. Não ganhei um distintivo e porto pra ficar de piadinha. Quero que se foda se o cara que entra na delegacia dá o cu ou nao.

    Entrou no plantao o “cú em questão” é do Policia do plantao.

    E nesse episódio creio eu que é no cú dos policiais que vai entrar.

    E entraria no de muitos aqui se fossem com eles.

  71. Pessoal em marco teremos bonus referente dez,jan e fev.Deve sair antes do dia 20.Vejam em suas seccionais.Ha distritos com dois pontos verdes,furto veic e homicidios,o que dara mais de milao.Ha seccionais inteiras com dois verdes,dai dara quase 1500 liquidos.Portanto procurem saber…batendo indice dp e seccional beleza. O problema ta sendo roubo,que seria terceiro indice,mas que nao ta caindo.Valeu.

  72. O fato narrado no rdo não constrange o declarante pois ele assinou o documento após lê – lo. Do mesmo modo a mãe dele não o difama quando apenas narra a verdade para outrem (no caso a namorada do declarante).

    O fato narrado pelo declarante consiste em uma confissão do crime de perigo concreto de perigo de contágio venerio. Como é de perigo concreto, deverá ser instaurado IP para gerar prova da exposição ao perigo (número de relações sexuais com traves tis e com a única vítima deste rdo, que é a namorada do declarante).

    Na verdade a única vítima é a namorada do declarante, duas vezes: pelo perigo de contágio venerio e pela exposição de seu nome e telefone. Eu não registraria este boletim a pedido do declarante, mas contrataria a namorada dele para registrar o delito de perigo e a ouviria em declarações.

    Mas todo mundo sabe o que é um plantão policial, não há estrutura descente para trabalhar e o Delpol às vezes não tem o apoio da instituição para decidir serenamente. Não crucifiquem o colega. Platão sem apoio da instituição é algo que faz com que fiquemos às vezes sem serenidade para dar os encaminhamentos necessários.

  73. Amigo carcereiro 13

    Esquece essa DGP 30. Isso foi a pior coisa q poderia ter acontecido para as carreiras e agente é carcereiro, enquanto não for revogada os colegas destas duas carreiras estarão condenados a fazer todo o trabalho feito pelos outros recebendo menos.

    Será q é difícil entender q tal portaria teve como escopo evitar q os srs entrassem com ação contra o estado por desvio de função, encobrindo o locupletamento ilícito do estado?

  74. Pedro disse:
    19/02/2015 ÀS 19:43
    Pessoal em marco teremos bonus referente dez,jan e fev.Deve sair antes do dia 20.Vejam em suas seccionais.Ha distritos com dois pontos verdes,furto veic e homicidios,o que dara mais de milao.Ha seccionais inteiras com dois verdes,dai dara quase 1500 liquidos.Portanto procurem saber…batendo indice dp e seccional beleza. O problema ta sendo roubo,que seria terceiro indice,mas que nao ta caindo.Valeu.

    acho que esse bonus é referente a out/nov e dez 2014. se é trimestral e começou em janeiro/14, não pode ser dez, jan e fev. até pq fevereiro não acabou ainda

  75. Podia ter registrado pra evitar uma ida a corro…mas precisava dessa viadagem…fosse mais simples e objetivo.

  76. E ALGUÉM AQUI AINDA ESPERA MUDANÇAS EM NOSSA INSTITUIÇÃO. DEPOIS DESSA, QUE VENHA LOGO A DROGA DA UNIFICAÇÃO, PONDO UM FIM NESTA POLÍCIA CIVIL.

  77. E eu tentei registrar um B.O pois compraram um notebook no meu nome em um site, o escrivão só faltou me bater e falou que não teria cabimento eu tomar tal atitude.

  78. Para que serve este blog… Só para denegrir a PC, falar que estamos à beira da extinção e que não tem um Delegado que preste? Por que o responsável por este blog não se dá ao trabalho de pelo menos uma vez postar algo bom a respeito da instituição ou um até mesmo um Boletim de Ocorrência bem escrito e fundamentado pela Autoridade Policial, os quais são numerosos?. No mais, para aqueles que detonam a figura do Delegado de Polícia, afirmando, dentre outras coisas, que são peças decorativas nos DPs, assevero que nunca vi tira nenhum bater de frente com PM quando chega ocorrência quadrada no plantão e que também nunca vi um tira discorrer juridicamente sobre uma situação que demanda ou não a prisão. E mais, se acham que há muita disparidade entre o salário do Delegado e o salário do escrivão ou do tira, dêem, então, uma olhada na diferença entre os ganhos de um juiz ou promotor e de seus subalternos. Ao contrário das pessoas às quais me refiro, que generalizam tudo para um lado pejorativo, digo que na PC há sim excelentes Investigadores, Escrivães e Agentes com que já tive o prazer de trabalhar ou que com os mesmos ainda tenho a honra de laborar. Ingressei na Instituição não faz muito tempo, porém sei de várias de suas mazelas. Contudo, ao invés de criticar a tudo e a todos, e mesmo recebendo um salário pouco digno e não condizente com as atribuições e responsabilidades de minha carreira, ao menos tento fazer a minha parte. Tenho certeza de que estaríamos muito melhor se aqueles que só enxergam e apontam os defeitos, assim também o fizessem.

  79. Dr Guerra, qdo tiver a oportunidade verifique o RDO 110/2015 do 07 DP de S. Jose dos Campos

  80. A Polícia Judiciária além de bagunçada se encontra banalidade, é hora de REESTRUTURAÇÃO é hora de ação, enquanto fazemos reunião os outros Estados fazem reestruturação.

  81. Depois da excelente argumentação do “Sandro”, em 19/02/2015 às 10:36, o “Flit Paralisante” parou de argumentar que existia crime contra a pessoa do homossexual. Na verdade, o crime existe no atentado contra a vida da namorada do gay que, como citou o Sandro, ela corre risco de contrair doenças venéreas transmitidas pelo seu namorado gay, inclusive HIV, já que o mesmo relatou ter inúmeras relações sexuais com outros gays sem usar preservativo e sem revelar este fato a sua namorada. Parabéns Sandro, seu argumento derrubou por terra o argumento inconsistente do Flit Paralisante.

  82. “Anonimo” em 19/02/2015 às 19:51, seu argumento está perfeito! A vítima nesta história é a namorada e não o gay, pelos fatos já expostos acima.

  83. Como diria o mestre Tabajara,
    .
    O Policial arvorou-se em FISCAL DA TOBA ALHEIA…
    .
    Sentado à beira do caminho… como dia Erasmo Carlos…

  84. O cidadão estava loucão certeza, chegou no DP as cinco da manhã! Ai já viram né, cidadao loucão + escrivao/delegado de saco cheio resultado esse bo aí kkkkkkkkkk

  85. Cidadão,

    Se for para ficar conjecturando: onde o queixoso confessou que comia a namorada sem usar camisinha ?

    Meu caro, muitos comentários acima são puro exercício de onipotência policial e adivinhação.

    O Sandro , como ele mesmo diz, é apenas um eterno aprendiz, de se ver que o simples fato de transar sem camisinha com travestis e com a namorada não caracteriza o crime do art. 132 do CP.
    Já você é totalmente ignorante.

    Pois a identificação desse crime implica um juízo lógico de probabilidade de lesão à vida ou saúde de outrem, que sofre pessoalmente, e de modo concreto, o resultado de perigo imanente à conduta do sujeito ativo. Em resumo, a simples possibilidade de perigo (perigo remoto), ainda que direto, não constitui resultado bastante para a existência do delito. E o perigo iminente, mas indireto, deixa igualmente de caracterizá-lo.

    Se no caso ele for portador de doenças com Aids ou hepatite o delito será o do Art. 131 – Perigo de contágio de moléstia grave
    Art. 131 – Praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir contágio:
    Pena – Reclusão, 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

    Se for portador de doença venérea, o crime é o do Art. 130 – Expor alguém, por meio de relações sexuais ou qualquer ato libidinoso, a contágio de moléstia venérea, de que sabe ou deve saber que está contaminado:
    Pena – detenção, de três meses a um ano, ou multa.
    § 1º – Se é intenção do agente transmitir a moléstia:
    Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.
    § 2º – Somente se procede mediante representação

    HIV não é doença venérea; havendo dolo de transmitir o HIV por meio de relação sexual, ou como você escreveu “atentado contra a vida da namorada do gay” , o crime pode ser homicídio ( tentado ou consumado ).

    Por fim, se for para ficarmos fazendo adivinhações e julgamentos morais, já que ela consente em trepar sem camisinha: FODA-SE!

    Namorada de nove meses não é esposa ou companheira de longos anos.

  86. Um dos que tentam,

    Este blog há 8 anos também divulga coisas boas da PC…

    Por que você não se dá ao trabalho de encontrá-las ?

    Por que você não se dá ao trabalho de nos encaminhar coisas boas da PC para que possamos compartilhá-las publicamente ?

  87. QUE ÓTIMO. ASSIM VOU FAZER. ENTÃO, ACHO QUE ME ENGANEI QUANDO PRESUMI QUE O AUTOR DESTE BLOG TINHA APENAS A INTENÇÃO DE MACULAR A IMAGEM DA INSTITUIÇÃO. PEÇO SINCERAS DESCULPAS.

  88. Sei que é um blog, sei quem é autor, tem todo o direito de lutar pelo que quiser. Mas, Deus, me pergunto a razão da campanha para valorização da carreira de delegado apenas. Por que não valorização da Polícia Civil?

    Os delegados são nossa liderança, nossos porta-vozes e mesmo assim insistem em sempre, na prática, lutar por si mesmos e por ninguém mais.

    Desculpe, mas dar de cara com a campanha e em seguida esse RDO é pra rir ou chorar pelo delegado?

  89. E o nome do declarante, da ex namorada e telefone não somente divulgados, mas exposto ao escracho não somente de policiais mas de todos que acessarem esta página e quem está compartilhando no Facebook.
    Não sei quem errou mais: o delegado que registrou ou quem vazou o boletim para a internet.

    Lamentável.

    Cada um faz de sua vida o que quer. NINGUÉM tem nada com isso.
    Quem mais critica e ri deve ser o que mais tem telhado de vidro!!!

    E NÃO pela valorização apenas do delegado de polícia. SIM pela valorização de todos os policiais.
    Abaixo a ditadura do Judiciário!!!

  90. Pensativa,

    Essa campanha é nacional; criada por iniciativa de delegados de outros estados.

    Por que não publico sobre a valorização da Polícia Civil ?

    Ora, a campanha anterior – aquela com a imagem da criança – permaneceu mais de um mês no Blog!

    Simplesmente foi ridicularizada !

    Por que as associações classistas não criam campanhas pela valorização da Polícia Civil?

    Se fizerem divulgarei, mas não posso tomar a iniciativa de um trabalho que é exclusivo dos sindicatos, associações e até da própria DGP.

    De qualquer forma, retirarei a campanha sobre os delegados.

  91. Esse com certeza é ELEITOR FILIADO ao PT e deve apoiar de forma irrestrita a BOLSA TRAVESTI que o Petralha HADDAD lançou para a rapaziada TRANS.

  92. O interessante é que quando esse mesmo Doutor Sérgio, que é um profissional exemplar e uma pessoa excepcional, atendeu uma ocorrência de estupro de vulnerável, vulgo pedofilia, e pediu a preventiva nesse mesmo 27 D.P. , porém, como o fato havia acontecido em outra cidade há mais de 200km, o MM Juiz, negou por ser incompetente . Esse mesmo Delegado, após o referido plantão 12h, mais a espera da resposta do Juiz, saiu depois das 14h00min , do dia seguonte, sem descansar para pessoalmente pedir a prisão do pedófilo na cidade da ocorrência dos fatos, chegando em São Paulo por volta das 21h00min. Não recebeu nenhum obrigado, isso não dá Ibope.

  93. Esse é o novo Decap, com novo plano do reizinho, digo Diretor dr.Domingos, especialista em desmontar departamentos. Detonou o Dhpp, o Dipol e terminou de enterrar o Decap. E a desculpa ésempre a mesma que nao tem gente suficiente.

  94. Xaropinho,
    .
    comentário sem reparo !
    .
    se não tem gente suficiente, pega o boné e dá linha !
    .
    na DGP também nada fez !
    .
    foi candidato à presidência da ADPESP, numa campanha milionária e foi…
    .
    DERROTADO pela classe…
    .
    sobrevive graças aos apoios políticos !
    .

  95. Agradeço ao sr. por ter compreendido o q quis dizer, respeito o Flit, não conheço policial que nunca o tenha lido ou ouvido falar, por isso fiz questão de comentar.

    Apesar de ser nacional, legítima, a campanha não contemplava a todos nós, q em SP sofremos com uma mesma gestão governamental há décadas já (passamos de duas) e o Flit tem peso, então me senti órfã mesmo. Os agentes de telecomunicações não têm representatividade forte, eu mesma presenciei reuniões com dgp em que a única classe sem voz na sala era essa, a minha aliás. Por maus exemplos, como ocorre em qquer carreira, todos os agetepols são tidos como encostados. Não é verdade. A realidade q conheço não é essa. Pensando em como seria fantástico se todos lutassem por todos é q escrevi.

    Nunca achei certo agetepols ganharem maior salário q investigadores e escrivães, mas isso ocorreu por conta da especificidade da carreira. Pensa no cara (não no folgado, mas no profissional sério) q digita e fica com a cara no computador fazendo BO eletrônico 12 h seguidas. É dureza. Mas enfim, é justo o NU para quem foi, mas seria mais justo uma reestruturação de carreiras p/q o q ouvi numa acadepol de um delegado nunca mais ocorra: q a polícia é só delegado, tira e escrivão. Esse tipo de coisa precisa acabar! Q esses dinossauros se aposentem logo e parem de disseminar idiotices na acadepol! Pronto falei.

    Mas obrigada pelo espaço, o Flit ainda é nosso representante na mídia de hj.

  96. Não poderia ser assim?

    Comparece neste plantao policial o senhor xxxx noticiando o que segue:
    O declarante mantem relações com travestis, porém namora uma garota , a sr XXXXX, que até dias atrás não tinha conhecimento desse fato, porém a genitora do declrante foi quem alertou-a acerca dos encontros sexuais de seu filho com travestis. registra-se a presente história a fim de demonstrar o descontentamento do declarante com a atitude de sua genitora que tornou pública a sua opção em manter relações sexuais com transexuais, acrescenta o declarante que ja praticou atos sem o uso de preservtivos, não para transmitir doenças, mas por assim obter mais prazer, uma vez que prefere tal prática em relação ao dito sexo seguro.
    AGORA SE O CARA DÁ O CU HÁ OITO ANOS, FODA-SE
    PUBLICAR O TELEFONE DA CORNUDA, CAGOU NO PAU
    SE O CARA GOSTA DE DAR O RABO PRA TRAVECO FRANZINO OU MUSCULOSO,FODA-SE
    SE O CARA DIZ SENTIR PRAZER SOMENTE COM UMA TORA NO RABO E NÃO COM MULHER , PRA QUE POR ISSO NO BO?
    Era pra fazerum b.o.zinho de cinco linhas e mandar essecara ir daro rabo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    A maldita mania de querer deixar o povão mandarno plantão, NO MEU NÃO, SÓ FAZIA AQUILO QUE TINHA DE FZER NEM PRA MAIS, NEM PRA MENOS!!!!!!!!

  97. Senhora Pensativa…

    Pelo visto a senhora não sabe, que históricamente, sempre houve uma diferença a menor, pouca coisa, mais houve, e o Operador de Telecomunicações, ganhava uns couros de rato a menos que Investigadores e Escrivães…
    Mas, daí o Iluminado Mário Covas, descobriu “Roda” e, por dois exercícios consecutivos, reajustes diferenciados entre as carreiras, quem ganhava o menor salário, o percentual era maior…com isso, os Operadores passaram a ter maior retribuição, coisa que nunca foi consertada. Com o evento do projeto do NU, aprovado na ASSEMBLEIA LEGISLATIVA e não como alguns dizem, na canetada…simplesmente voltou aos níveis anteriores. Conclusos, apenas fez-se a correção.
    Apesar de outras carreiras choramingarem que ganham pouco, se não fosse esta matemática do “Capeta” usada pelo finado Covas, seus salários seriam menores ainda. Isso também se aplicou na Policia Militar, mas lá, deram uma ajeitadeira!
    Não precisa crer em mim, como provou ser pessoa capacitada, pesquise!

    C.A.

  98. Me esqueci, no primeiro ano da tal matemática, somente os Operacionais auferiram, as Excias. apenas olharam.

    C.A.

  99. Sr. Flit Paralisante, para não travar queda de braço, acho que vou lhe dar razão. Conforme suas palavras, “sou totalmente ignorante”. Logo, o sr. tem sabedoria e é bem informado. Percebe-se o tamanho de sua sabedoria pelo seu vasto vocabulário, com palavras como “foda-se”, “trepar”, “comer” etc.

    Ser namorada de apenas nove meses justifica uma possível transmissão de HIV do indivíduo para a sua namorada? Pela sua afirmação, sim.

    Respondendo sua pergunta: no BO consta que o indivíduo mantinha relação sexual com travestis sem uso de preservativo. Risco de possível contaminação à namorada do mesmo, não apenas com HIV, mas com hepatite, a qual pode-se contrair pela saliva, independendo dele usar ou não preservativo quando se relacionar com ela. Lembrando que hepatite C é assintomática e mortal.

    A respeito de sua afirmação de que HIV não é doença venérea: Doença venérea é sinônimo de Doença Sexualmente Transmissível (DST), que é toda e qualquer doença transmitida por meio de relação sexual, inclusive o HIV. O termo “doença venérea” é antigo e está sendo substituído por “DST”, termo mais moderno, embora continuem equivalentes. Fonte: Ministério da Saúde.
    Sem mais.

Os comentários estão desativados.