Como passar em concurso público sem gastar muito dinheiro 12

13/03/2015 – 11:53:22

CONCURSO

Criatividade, força de vontade e convívio social são ferramentas úteis para quem não possui condições de investir alto na preparação

  • Correio Web
  • Do CorreioWeb

Quanto é necessário gastar até passar em um concurso público? O investimento é alto e, segundo o empresário e professor voluntário da área jurídica, Godofredo Filho, a bolada pode chegar a R$ 65 mil até a primeira aprovação. Os cálculos levam em conta despesas com livros, apostilas, mensalidades de cursinhos, inscrições em processos seletivos e até transporte para o local de prova.

Diante da fortuna prevista, e quem optou pela carreira pública justamente por não ter uma boa condição financeira e deseja mudar de vida? Como arcar com tantas despesas sem pesar no orçamento diário?

Para Godofredo, a criatividade e o convívio social são ferramentas importantes para quem está nessa situação. “Reunir os colegas, fazer grupos de estudo, dividir os materiais, além de ser uma forma de incentivo, é uma maneira econômica de adquirir conhecimento”, conta. O professor ressalta a importância de sempre estar atento às possibilidades que a Internet oferece.

Confira quatro alternativas para aumentar as chances de passar em um concurso sem gastar muito.

Cursos voluntários
Em Brasília, existem grupos de professores que se reúnem para ensinar aqueles que querem ingressar na carreira pública e não tem condições de fazer matrículas em cursinhos ou comprar materiais preparatórios.

A Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) criou o Projeto Conhecer Direito, que oferece gratuitamente aulas de conhecimento jurídico básico. Só podem participar alunos do 3º ano do ensino médio da rede pública de ensino do DF. O objetivo do curso é proporcionar aos estudantes a oportunidade de conhecer sobre temas de justiça e valores da cidadania. O curso ainda conta com uma versão para deficientes auditivos com aulas de direito na Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). As aulas são ministradas duas vezes por semana, durante seis meses. Para fazer as inscrições, acesse o site.

Outro curso que segue a mesma linha é o Cursinho Solidário, que hoje atende gratuitamente mais de 300 pessoas, com 35 professores voluntários que ministram aulas de acordo com o edital trabalhado. Para se inscrever, os interessados devem acessar o site http://www.cursinhogratuito.org, preencher a ficha e aguardar contato da equipe de voluntários.

Redes Sociais e aplicativos de mensagem
As redes sociais e os aplicativos são instrumentos muito utilizados para reunir pessoas e difundir conteúdos. Concurseiro há quatro anos, André Vilaça utiliza as redes sociais e os aplicativos de mensagens para se manter atualizado sobre editais abertos, melhores cursinhos e resultados das provas. “Tenho um grupo no whatsapp que contém 60 participantes de diferentes estados. Lá, trocamos ideias, materiais e até combinamos o acolhimento quando um vai fazer prova no estado do outro”, explica.

A psicóloga Mariana Matos já é servidora pública, mas pretende conseguir um cargo melhor. Para isso, ela faz uso de grupos fechados no Facebook para treinar questões de prova. “Combinamos sempre de conectar nos mesmos horários e resolvemos as provas juntos. Assim, podemos nos corrigir e também nos apoiar quando alguém demonstra desânimo”, explica.

Já estão disponíveis vários programas interessantes para computador e celular, como simuladores de provas de digitação, compilações de notícias do mundo todo, gerenciadores de tempo e rendimento. Global News, Gabaritar e Aprovado são exemplos de aplicativos.

Aulões
Existem cursinhos preparatórios que fazem “aulões” gratuitos sempre que abrem novos editais para ajudar algum instituto de caridade ou promover algum professor renomado da área. Os sites dos cursinhos costumam divulgar essas aulas e promoções de módulos avulsos, cobrando apenas por uma matéria específica.

Quase sempre há sorteios de livros e apostilas durante as aulas. Faça a sua inscrição com antecedência, pois as turmas costumam ser cheias. Fique atento aos sites dos cursos da sua cidade.

E-books
Há downloads gratuitos na web de livros virtuais com guias de preparação para candidatos à carreira pública. Neles, é possível encontrar conteúdos cobrados nas provas, além de informações sobre a carreira e o cargo pretendido. O candidato pode acessar o site http://www.tempodeconcurso.com.br e baixar gratuitamente o material preparado por professores especialmente para cada edital lançado.

Fonte: http://www.eadelta.com.br/

  1. uahhuauhauha so falou merda, sou formado em gastronomia (area nada haver com direito), estou no concurso de tira e escriba atual, e gastei 30 reais para passar nos dois.

    O segredo foi o seguinte: Ter dedicação, força de vontade, ler, gravar audio do material e sair fazer esporte ouvindo-o e por fim utilizar as questoes do site questoesdeconcurso (paguei 30 reais por 3 meses de uso) para estudar e fixar matéria.

    Na boa, tem muito nego que conheço formado em direito que se acha o maioral e nem na primeira fase desses concursos passou. E pior, fica gozando como se fosse delpol já só pq eh formado na merda do curso de direito oiuapoihuaohiuapohiuapohuaha.

    Me divirto com esses frustrados!

    Ademais espero quer o governo de SP pare de perder tempo e recurso com a merda da PM e foque na PC, afinal do que adianta ter mike ogro p ficar prendendo bandidinho ou invez de ter charlie inteligente pra fazer operaçoes e prender bandidos de alto escalão?

    Vai ver esse é o problema, olha na PF o que que deu, deram capacidade para ela investigar nos ultimos 10 anos e agora o governo federal esta em ruinas….

    Abs

  2. QUER PASSAR EM QUALQUER CONCURSO SEM GASTAR MUITO OU QUASE NADA?
    R= ARRUME UM QI, “QUANDO IMPURRA”.

  3. JÁ ESTAMOS EM MARÇO A ATÉ AGORA NADA ( DATA BASE MARÇO)CADÊ O REAJUSTE ANUAL CADÊEEEEEEEEE, SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES CADÊ?

  4. “charlie inteligente pra fazer operaçoes e prender bandidos de alto escalão?”

    Kkkkkk, vc tah falando de que policia? Da de SP? Kkkkk. Nao tem mais investigação na PC sp naum. Virou figura simbólica.

    Amigo, fique como gastrônomo ou preste para outro estado, pq PC SP eh só frustração.

  5. Sr. gastrocharlie

    (… deram capacidade para ela investigar nos ultimos 10 anos e agora o governo federal esta em ruinas….)
    Os Tucanos chamais cometeriam este erro, vide o que fizeram com a PC de SP

  6. (…)Vai ver esse é o problema, olha na PF o que que deu, deram capacidade para ela investigar nos ultimos 10 anos e agora o governo federal esta em ruinas(….)

    Pelo contrario gastrocharlie, foi no governo lula que a PF se reegueu e ganhou força. Na época do FHC nem se escutava falar em PF.

  7. Eu sei que cada pessoa e concurso tem suas peculiaridades, mas falando a minha experiência…

    Eu sempre estudei em escola pública, sou pobre, filho de pais sem estudo, enfim, seguindo o senso comum, eu seria um incapaz.

    Eu passei nas duas provas de conhecimento do concurso de Investigador, fui aprovado no psicotécnico e farei a prova física na próxima quarta-feira.

    Eu apenas gastei 50 reais comprando um livro de Criminologia de uma delegada que é professora da Acadepol. Todo o resto do conteúdo, eu estudei pela Internet, com materiais gratuitos.

  8. Agora sendo a organizadora a Vunesp, a parte de direito é em quase a totalidade letra da lei. Estude bastante legislação. Eu quase gabaritei direito.

  9. Foi para isso que incluíram a exigência de Nível Universitário no concurso?
    Porra! “Tamo” falando de polícia civil, polícia estadual e responsável pela segurança do cidadão comum!
    Então pode acontecer de eu ser roubado voltando para casa e ter de ir até um DP – em cada bairro, rico ou paupérrimo, existe um. Mas corro o risco de, lá chegando, deparar-me com um graduado em gastronomia que – certamente almejando “ser capa de jornal “vestindo camisa preta e posando de RayBan Aviador” – não dará muita importância ao roubo rotineiro, porque está a espera, em pleno plantão de periferia, de uma ocorrência de “grande importância envolvendo poderosos do colarinho branco”?
    Acorda! PC não é PF!
    Merece ganhar bem, mas não é PF!

  10. Escrevente nível médio está mais leve que escrivão e investigador que além de exigir Nível Superior, é composto de quatro fases, e ganha-se bem menos.

Os comentários estão desativados.