Defensor da Polícia Civil e professor da ACADEPOL, Fernando Capez é eleito presidente da Assembleia Legislativa 34

A sessão de juramento dos deputados ocorreu por volta das 10h30 deste domingo (15), presidida pelo então presidente da Casa, Chico Sardelli. O vice-governador Marcio França acompanhou a cerimônia.

N/A

Promotor do MP Fernando Capez venceu o deputado Carlos Gianazzi (PSOL) por maioria

Eleição para presidente

Por 92 votos a 2, o promotor do Ministério Público Fernando Capez (PSDB) foi eleito neste domingo (15) o novo presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Capez venceu o deputado Carlos Gianazzi (PSOL) por uma maioria esmagadora. O socialista contou apenas com o seu próprio voto e o de Raul Marcelo, do mesmo partido. A eleição aconteceu minutos depois de os 94 deputados estaduais tomarem posse do mandato.

A eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa é, tradicionalmente, palco onde todos os acordos feitos nos bastidores são colocados em prática. Foi o que aconteceu no momento em que os nomes de Fernando Capez (PSDB) e Gianazzi (PSOL) foram anunciados como candidatos à presidência da instituição.

Como o PSOL se coloca como oposição incondicional ao governador Geraldo Alckmin, foi incontornável a candidatura de Gianazzi. Assim, Capez foi eleito com 92 votos, contra 2 do concorrente.

Dali para frente, a maioria dos outros cargos da mesa foi decidida de maneira protocolar, com candidaturas únicas. Enio Tatto segue como 1º secretário da Assembleia, Edmir Chedid (DEM) foi reconduzido à 2ª secretaria e Adilson Rossi (PSB) ocupará a 3ª secretaria. Maria Lúcia Amary (PSDB) foi eleita 1ª vice-presidente, Analice Fernandes (PSDB) ficou com a 2ª vice-presidência e Antonio Salim Curiati (PP), o mais idoso, a 3ª vice-presidência.

Com informações de A TRIBUNA DE SANTOS

  1. Pois bem, será que o nobre deputado conseguirá as assinaturas necessárias para a aprovação da emenda à constituição estadual, que equipara os vencimentos do delegado de polícia ao dos procuradores do estado?.
    Será mesmo que o nobre deputado definitivamente envidará esforços para valorizar TODAS as carreiras policiais e acabar de vez com algumas discrepâncias?
    Com a palavra os nobres deputados Capez e Olim.

  2. Quais os projetos salariais para a policia civil em pauta? Só isso que é preciso saber para ele pôr logo em pauta.

  3. eu estou esperando a tempos a tal de reestruturação …..

    cadê ela ????????????????????????????????????????

  4. A oportunidade que a Polícia Civil teve era com os Drs Grella e Blazeck. Com eles se via luz no fim do túnel, mas com esses dois atuais, estamos ferrados.

  5. Janeiro de 2015 foi um mês importante para a AFPCESP, que no espaço de uma semana de diferença foi recebida pelo primeiro escalão da Segurança Pública Paulista.

    No dia 15 e 22 de janeiro a diretoria da combativa AFPCESP, liderada por seu presidente, o líder classista, Dr. Hilkias de Oliveira e sua diretoria executiva, foi recebida em audiência na primeira data pelo recémempossado titular da Delegacia Geral de Policia – DGP, o Delegado de Polícia, Dr. Youssef Abou Chahim e após uma semana, a audiência foi com o novo Secretário da Segurança Pública, Dr. Alexandre de Moraes. Em ambas as audiências, a pauta foi a mesma, discutir e apresentar propostas para a Data-Base Março 2015 e reajuste salarial de 15% para a Policia Civil.

    Em elevado grau de cordialidade e simpatia, o novoDelegado Geral de Polícia, assim como o Secretário da Segurança Pública, recepcionaram a diretoria da AFPCESP, que por intermédio de seu presidente, Dr. Hilkias, como interlocutor de seus pares, tanto em uma como em outra audiência, cumprimentou os titulares, desejando-lhes que tenham profícua gestão à frente do comando da Polícia Civil, ao primeiro, e ao segundo pelo desafio de comandar o mais alto escalão da Segurança Pública do Estado de São Paulo.

    O presidente, Dr. Hilkias, passou às mãos das autoridades, ofício com vasta pauta de reivindicações dos policiais civis encaminhadas por intermédio da AFPCESP, bem como as propostas da Entidade para beneficiar a todas as carreiras da categoria policial civil.

    O primeiro item proposto é a reposição das perdas salariais inflacionárias dos policiais civis para a DataBase Março/2015 no percentual de 10% mais 5% de aumento real, perfazendo o total de 15%.

    Além da reposição das perdas inflacionárias, outro item da pauta reivindica que a Ajuda de Custo Alimentação da categoria, seja atualizada e valorizada, visto que os valores em vigor estão defasados, passando dos atuais R$ 240,00 para R$ 580,00.

    Propõem também, a imediata correção nos salários das quatro carreiras na Data-Base Março/2015, beneficiados com a Lei Complementar 1249/2014, que modificou o inciso I, do artigo 5º da LC 494/86, que elevou o nível de escolaridade dos policiais civis com formação fundamental para nível médio.

    Pedem ainda o imediato pagamento do percentual decidido em reunião com a SSP/SP, aos policiais das carreiras de Investigador e Escrivão de Polícia, que tiveram o nível de escolaridade elevado de médio para superior, conforme Lei Complementar 1067/2008.

    E por derradeiro item, propõem a inclusão dos delegados de polícia aposentados e pensionistas no ADPJ, para que recebam o benefício em igualdade ao quadro ativo do qual foram excluídos injustificadamente.

    Diante das propostas apresentadas e entregues em audiência, ao encerramento o secretário da segurança Alexandre de Moraes prontificou-se a encaminhá-las à Comissão de Política Salarial do Governo e assim que obter alguma posição retornará à AFPCESP.

    Reivindicam que a ajuda de custo alimentação dos policiais civis sejam atualizados e revalorizados na Data-Base 2015, e que o benefício contemple todas as carreiras da Policia Civil paulista, passando do atual valor de R$ 240,00 para R$ 580,00.

  6. VIVA O PROMOTOR QUE VETOU TODAS AS PROPOSTAS DE MELHORIAS DA POLÍCIA CIVIL NA ASSEMBLEIA.
    ESSE É O CARA.
    É-O CARA DE PAU, QUE VAI PEDIR FAVORES PARA ALGUNS DIRETORES DE DEPARTAMENTO.

  7. SÓ SE FOR DEFENSOR DOS DELEGADOS. DA POLÍCIA CIVIL NÃO. SÃO DUAS COISAS DISTINTAS.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s