TEM PROPINA NOS CONTRATOS DE ARMAS ? – Pistolas Taurus apresentam defeitos no mundo inteiro…Policiais operacionais muito reclamam, mas não adotam quaisquer providências contra os fabricantes e contra os órgãos responsáveis pela seleção e aquisição do armamento 108

Armas da polícia têm falhas

Taurus fez recall de armamento das polícias Civil e Militar do Paraná em 2014, mas policiais ainda acusam problemas

  • Diego Ribeiro e Aniele Nascimento

Texto publicado na edição impressa de 01 de março de 2015

Fonte – GAZETA DO POVO

Defeitos registrados na principal arma usada pelas polícias do Paraná, a pistola Taurus PT 840, têm causado receio entre os agentes da segurança pública do estado. Tanto policiais civis quanto militares documentaram problemas recentes, que chegaram a causar recalls em 2014. Uma policial lotada no setor de relações públicas da Polícia Militar foi atingida por um disparo acidental quando deixou cair a arma, acabou ferida no fim do ano passado e se afastou do setor com atestado médico.

No Paraná, a empresa Forjas Taurus fez o recallde 1.200 armas da Polícia Civil em 2014, de acordo com a Delegacia de Explosivos, Armas e Munições. Nenhum representante da PM quis falar com a reportagem sobre o caso e, apesar dos pedidos, a assessoria da corporação não informou quantas armas foram trocadas nos quartéis.

Outros policiais vivenciaram defeitos diferentes, como dupla alimentação, a chaminé, rajada (veja o que significa cada problema nesta página) e também a perda rápida de eficiência da mola que fica dentro do pente, peça fundamental para recarregar a arma. Embora pareça um tema específico, o assunto torna-se ainda mais relevante quando os gastos do Paraná com compras de armas são apresentadas.

Segundo o site Gestão do Dinheiro Público, entre 2011 e 2014, o Paraná gastou na Taurus R$ 14,9 milhões em compra de armamento (veja o quadro abaixo). Foram compradas mais de sete mil pistolas modelo PT 840, a que apresentou defeito, além de submetralhadoras do mesmo calibre.

Essas falhas também levantam a questão sobre qual a real qualidade dos equipamentos usados por policiais do estado e expõem o quão restrito é o mercado oficial de armas no país. O problema não é apenas paranaense. Em 2013, a Polícia Militar de São Paulo registrou os mesmos problemas e no Rio de Janeiro ocorreu recallsemelhante no ano passado.

A dificuldade de encontrar opções no mercado é tão grande que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição de mais de 50% do capital da empresa Forja Taurus, que era a principal fornecedora de armas das polícias brasileiras, uma das maiores fabricantes do mundo, pela a Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), que produz e comercializa munições no país. O fato foi revelado pelo jornal Valor Econômico na última semana de janeiro.

A única chance para melhorar o armamento das polícias brasileiras seria a importação. Mas, conforme já mostrou reportagem da Gazeta do Povo sobre a falta de munições para treinamentos da polícia em 2013, o recurso é regulamentado pelo Exército, que proíbe caso exista produto similar fabricado no país. Se autorizada, a importação de armas é sobretaxada em 150% do valor por não ser considerado produto essencial.

A empresa Forja Taurus foi procurada, mas informou que não se pronunciará “por questões contratuais”. A Secretaria da Segurança Pública preferiu não comentar o caso.

Vídeo revela defeitos em arma usada pela PM

A Gazeta do Povo teve acesso a dois vídeos de testes de pistola realizados pela Polícia Militar. Em um deles, por exemplo, o ferrolho da pistola cai. Um delegado da Polícia Civil, que falou sob a condição de anonimato, afirmou que a qualidade das pistolas é mediana e que as armas podem colocar em perigo policiais que estão nas ruas. “Teve um caso em que a pistola deu rajada”, diz. A rajada, que dispara dois ou três tiros com o policial apertando o gatilho uma só vez, pode gerar interpretação dúbia em um confronto.

Tecnicamente, o policial está preparado para dar dois tiros, o chamado disparo de defesa. Além disso, qualquer outro defeito durante um confronto, por exemplo, pode deixar o policial ainda mais vulnerável. No caso da Polícia Civil, o principal defeito registrado após recall é a perda de eficiência da mola que auxilia o recarregamento.

Esses problemas fazem com que alguns policiais, principalmente os das equipes de elite, usem pistolas Glock. “A diferença é da Ferrari para o Fusca”, diz um investigador. Como o estado não consegue encontrar uma arma de qualidade melhor no mercado interno, eles compram com recursos pessoais. “Tem muita gente que não confia no armamento fornecido pelo estado”, disse o delegado.

Enquanto os policiais têm usado essas armas, vários criminosos suspeitos de explodir caixas eletrônicos têm usado fuzis.

Snap 2015-04-07 at 23.21.08

______________________________________________________________

Os oficiais do Exército deveriam tomar vergonha na cara e autorizar a importação de armas estrangeiras, pois  somente a livre concorrência é capaz de fortalecer a indústria nacional.

Enquanto Taurus e Imbel monopolizarem o fornecimento de armas para o estado,  jamais contaremos com produtos de excelente qualidade por preços competitivos.

No país da corrupção não é muito difícil crer que autoridades das forças armadas e autoridades policiais andam recebendo propina para aprovação de compras de grandes lotes desses armamentos de duvidosa qualidade.

  1. Repito meu comentário:

    Que o Investigador morto vá para um lugar melhor que esse mundo e meus pêsames à família.

    Colegas Policiais, o que eu falarei é muito sério. Comprem uma pistola Glock! Não arrisquem suas vidas portando uma Taurus. Não vale a pena.

    Há muitos casos de falha de armas dessa marca. Essa empresa deveria ser fechada imediatamente.

    Conheço um instrutor de tiro da PM que foi alvejado quando sua pistola Taurus se chocou no chão e disparou sozinha, milagrosamente, ele está vivo.

    Em fevereiro um Inspetor da Polícia Civil do RJ foi morto porque sua pistola Taurus PT840 nova falhou. Ele acertou um bandido e quando tentou disparar no segundo não conseguiu e foi morto em frente da esposa.

    Dentre outros inúmeros casos que poderia escrever um livro.

    Não importa o sacrifício que tenham de fazer. Endividar-se, vender carro, motocicleta, deixar de se divertir ou comer menos ou pior. Comprem uma pistola Glock! Mesmo sendo um calibre mais fraco, 380, a pistola é confiável e jamais vai falhar. Coloque sua vida em primeiro lugar.

    Espero que sigam meu conselho!

    PS: não revendo pistolas Glock!

  2. Quem não puder comprar uma Glock deve comprar um bom revólver 38, como arma para uso diurno, noturno e diuturno. Nunca falha!

    Lembrando que é muito raro um policial morrer em serviço.

  3. O PROBLEMA MAIOR E QUE NINGUÉM ESTA COMENTANDO É QUE SÓ PODEMOS COMPRAR A GLOCK NO CALIBRE 380, A ARMA É MUITO BOA, MAS O CALIBRE É PÉSSIMO.
    POR QUAIS MOTIVOS QUE O EXÉRCITO NÃO AUTORIZA A IMPORTAÇÃO DE ARMAS, SE O PROBLEMA É LEI, QUE TAL PEDIR PARA OS NOSSOS REPRESENTANTES POLÍTICOS !!!!!!!!
    JÁ TENTEI COMPRAR UMA GLOCK 40 OU 45 , MAS SOMOS PROIBIDOS, SÓ PODEMOS COMPRAREM ELA NO CALIBRE 380, CALIBRE 40 OU 45 SOMENTE AS NACIONAIS TAURUS E EMBEL.

  4. Convenhamos, revólver está totalmente ultrapassado! Digo isso para se portar diariamente. Revólver só tem dois empregos efetivos: ficar preso na cintura do vigilante que jamais vai usá-lo porque o ladrão de banco/carro forte vem com fuzil ou para entusiasta de tiro/colecionador ter em sua casa e atirar no stand!

    Eu prefiro ter uma Glock G25 com 18 munições (17+1) calibre .380 munição tipo Gold que não nega fogo a ter uma pistola de calibre .40/.45 Taurus/Imbel que não funciona ou um revólver 38 com 5 munições.

    A G25 já é compacta e dá pra portar sem problema. Mas para quem ainda acha grande, pode comprar a G28 (12+1) que é ainda menor. Só não recomendo a minúscula G42 que chegou ao Brasil há pouco tempo e tem capacidade para ridículas 6 munições (6+1). Essa última cabe onde sua imaginação permitir.

  5. Ah vá….essa de propina é conversa fiada….isso NON ECSISTE!

  6. Concordo com “O Esperto”, é melhor você comprar uma Glock mesmo que seja no cal.380 e treinar bastante com ela pois você acha municão em lojas de caça e pesca, do que portar uma .40 ou .45, que vc não tem certeza se vai funcionar e também não vai poder treinar pois não vendem a munição em loja, a Portaria do DGP, não me lembro o número agora, proibe que vc treine com a muniçao fornecida pelo Estado e dependendo de sua função na polícia vai demorar bastante para conseguir fazer um curso de treinamento que na verdade ainda vai treinar com munição mais fraca. O 38 apesar de ser um calibre “considerado” e dificilmente falhar, carece de capacidade de munição e todo mundo sabe que ladrão safado a maioria das vezes não esta sozinho e provavelmente vc vai ter que correr ou morrer com tambor vazio.

  7. Comprei um 38, 2″, 5 tiros. Era o que dava para comprar.
    Gostaria de comprar uma Glock, Beretta, S&W, Colt, Walther, CZ, etc…, mas o preço deve ser muito elevado devido ao imposto de importação.

    Aos Exmos. Srs. Deputados Federais e Senadores

    Apresentem um projeto para exonerar a cobrança de Imposto de Importação de armas de calibre .357 Magnum, 9mm, .40S&W e 45 ACP.

    Já que o Estado não dá. Viabilize condições para o policial comprar.

  8. As forças de segurança deveriam lutar para ter uma entidade de classe semelhante a OAB, CRM e CREA, pois passaríamos a ter força e representatividade, mas infelizmente a fogueira das vaidades não permite.

  9. iMAGINA!!!! NÃO HÁ PROPINAS, APENAS ÓTIMOS, IDÔNEOS GESTORES QUERENDO FORTALECER A INDÚSTRIA BÉLICA NACIONAL!!!

  10. A minha arma é uma Pistola Taurus Cal 45 esta há 16 anos comigo,faço a manutenção mensal de primeiro escalão ,lubrificação e teste com pelo menos dois carregadores cheios e confesso que ela costuma engasgar,de todas as maneiras,por isso ela vai como segunda arma e ainda uso o bom e velho 38 particular com munição +P+ ,Essa não da chabu!!Agora abomino a Imbel pois é uma arma horrível para fazer a manutenção de primeiro escalão!!Agora tem muitos colegas que são relapsos quanto a manutenção do armamento isso é notorio,pois não sabem fazer e não procuram saber!! Ai na hora que precisa………………..!!

  11. polícia sempre se ferra mesmo, de todos os lados e jeitos. aqui num morro carioca tem um chefe do tráfico que deu a seguinte ordem: na favela dele os soldados só podem ter glock, sig sauer ou smith e wesson.. e fuzis hk e colt.. Enquanto os pms tentam invadir com taurus e fuzis e carabinas enferrujados da imbel kkkk
    depois dizem que a pm do rio mata inocente.. mas a arma nem dispara.. aqueles fal doados pelo exército..

  12. O governo nos fornece uma arma falha, ruim, que apresenta diversos problemas, ou seja, foda-se vc e sua familia, que vai chorar no seu caixão.

    Situação humilhante, vergonhosa.

  13. Ricardo disse:
    08/04/2015 ÀS 8:14
    Comprei um 38, 2″, 5 tiros. Era o que dava para comprar.
    Gostaria de comprar uma Glock, Beretta, S&W, Colt, Walther, CZ, etc…, mas o preço deve ser muito elevado devido ao imposto de importação.

    Aos Exmos. Srs. Deputados Federais e Senadores

    Apresentem um projeto para exonerar a cobrança de Imposto de Importação de armas de calibre .357 Magnum, 9mm, .40S&W e 45 ACP.

    Já que o Estado não dá. Viabilize condições para o policial comprar.

    CARO RICARDO, PARA SEU CONHECIMENTO, A 9MM JAMAIS ALGUÉM PODERÁ COMPRAR, ELA É DE EXCLUSIVIDADE DAS FORÇAS POLICIAIS, SOMENTE (.40, .45, E 357) OK.

  14. Mais do mesmo,agora e sempre!! disse:
    08/04/2015 ÀS 9:35
    A minha arma é uma Pistola Taurus Cal 45 esta há 16 anos comigo,faço a manutenção mensal de primeiro escalão ,lubrificação e teste com pelo menos dois carregadores cheios e confesso que ela costuma engasgar,de todas as maneiras,por isso ela vai como segunda arma e ainda uso o bom e velho 38 particular com munição +P+ ,Essa não da chabu!!Agora abomino a Imbel pois é uma arma horrível para fazer a manutenção de primeiro escalão!!Agora tem muitos colegas que são relapsos quanto a manutenção do armamento isso é notorio,pois não sabem fazer e não procuram saber!! Ai na hora que precisa………………..!!

    MEU CARO AI DE CIMA, SE VC FAZ A MANUTENÇÃO CONSTANTE NA SUA ARMA DE CARGA(.45) E MESMO ASSIM ELA APARENTA DEFEITOS, SINCERAMENTE COLEGA VC ESTA AGINDO DE FORMA EQUIVOCADA, PRIMEIRAMENTE PROCURA UM ARMEIRO DE SUA CONFIANÇA E FAÇA UM CHECAPE, QUE COM CERTEZA ELA VAI FICAR ÓTIMA, AGORA SE O ARMEIRO DETECTAR PROBLEMAS SEM SOLUÇÃO, DESCARREGUE ELA, TROCANDO POR OUTRA ARMA QUE FUNCIONA BEM, O QUE NÃO PODE ACONTECER É VC FICAR CARREGANDO O TEMPO TODO UM PEDAÇO DE FERRO PESADO ATOA, PARA NÃO USA-LA, LEMBRE-SE, ARMA COM DEFEITO É O MESMO QUE PORTAR UMA ARMA SEM MUNIÇÃO!!!!!!!!!!, NÃO SERVE PRA NADA.

  15. TENHO G 25 E TENHO OITÃO ULTRA LITE TITANIUN.
    PORTO AS DUAS ARMAS….380 NA CINTA COM MUNIÇÃO +P EXPANSIVA (GOLD) E NO OITÃO +P EXPANSIVA TAMBÉM, NA CANELA.
    +P+ EM OITÃO SÓ SE FOR 4″ PRA CIMA…DO CONTRÁRIO É SÓ COICE SEM RESPECTIVO GANHO DE ENERGIA NA PAULADA, OU SEJA, QUANDO A PÓLVORA FOR QUEIMAR PRA DAR O ÚLTIMO ACELERO NO PROJÉTIL O CANO JÁ ACABOU E A ENERGIA SE PERDE!
    TENHO UMA 24/7 5″ (CARGA DO IML) E A BEM DA VERDADE A ARMA É BOA PRA CARALHO!!! JÁ DEI VÁRIAS PANCADAS NELA E COM ELA E NUNCA DISPAROU!
    COM MUNIÇÃO BOA, NOVA, ELA NUNCA FALHOU….DÁ AS 16 UMA EM CIMA DA OUTRA! A ÚNICA COISA QUE ACONTECE É QUE A ROSCA NA PONTA DA GUIA DA MOLA RECUPERADORA SE SOLTA, ENTÃO SE DER UNS 50
    TIROS SEGUIDOS É CAPAZ DE DAR MERDA, CASO NÃO SE ROSQUEIE NOVAMENTE TAO PARTE.
    APESAR DE SABER QUE A ARMA QUE PORTO É BOA, SEMPRE FICA AQUELA PULGA ATRÁS DA ORELHA!! E VOCÊ SACAR UMA ARMA COM QUALQUER TIPO DE RECEIO QUANTO AO SEU FUNCIONAMENTO É UMA MERDA, POIS SEU EMOCIONAL NO JOGO JÁ ESTÁ PREJUDICADO!!
    A TAURUS EM SIM DEVERIA SER ABANDONA PELA POLÍCIA? SIM! POIS NÃO É BEM ACEITA NO RESTO DO MUNDO!
    O MUNDO TODO ESTÁ ERRADO E SÓ NÓS ESTAMOS CERTOS??
    A DESPEITO DISSO CREIO, POR EXPERIÊNCIA, QUE TAMBÉM EXISTE O AGRAVANTE DE LOTE E PRODUTO…UNS PIORES E UNS SATISFATÓRIOS.
    QUERER MESMO EU QUERIA UMA GLOCK .40!

  16. A CZ e Glock já estão funcionando no país, a PF já usa Glock, pela lei, o governo pode sim comprar essas armas, não compra por que não quer

  17. Alguém está sabendo a respeito sobre o suposto alerta de que o PCC deu ordem para ataques contra as forças de segurança a partir de hoje a meia noite? Aqui na delegacia que trabalho estão comentando a respeito, mas oficialmente não estou sabendo de nada!

  18. Cz,Glock,Colt,S&W,Walter,Sig,Browning…..
    Ninguém aqui falou em treino……
    Pode ter a melhor arma com a munição e calibre mais eficazes, NÃO TREINA MORRE DE ARMA NA MÃO OU FAZ MERDA !!!!!!

  19. TREINO?? SÓ SE PAGAR DO BOLSO COLEGA!!!
    TIRO PATROCINADO PELO ESTADO É TURMINHA DE 20 VAGAS A CADA SEIS MESES…PERDE O DIA TODO PRA DAR NEM 100 TIROS!!
    HAJA HORA AULA NÉ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    AINDA MAIS AGORA QUE RESTRINGIRAM AS CARREIRAS QUE PODEM FAZER O OPERACIONAL III.
    UMAS CARREIRAS TEM DIREITO A TREINAR..OUTRAS NÃO!!!!

  20. Ricardo, não sei se você viu, mas o exército só permite a compra de calibres restritos no mercado nacional.

  21. Alguem pode confirmar se tem ordem para ataques a policiais?

    Ta correndo vários grupos.

  22. carcereiro13, infelizmente não podemos ser equiparados como tais, devido a uma minoria de policiais corruptos ter escancarado nossa policia.

  23. Colega Cade o Bonus? Realmente percebi essa diferença de tiro no meu 38 2 polegadas.esse eu deixo em casa em local estrategico;Mas a munição +P+ uso tambem no outro 38 esse sim Aco Inox.8 polegadas,refrigerado e compensador de gases com capacidade para oito disparos uso dia a dia!!Valeu pela observação!!

  24. 07/04/2015 0:00
    Juiz pede socorro

    Cansado de ver tribunal ‘de joelhos diante de réus a troco de orçamento’, juiz quer intervenção: processos contra autoridades desaparecem ou acabam no ‘limbo jurídico’

    Na semana passada chegou à mesa da corregedora nacional de Justiça, Nancy Adrighi, uma correspondência incomum: cinco sindicatos estaduais de servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário pediram que o Conselho Nacional de Justiça determine “com urgência” uma devassa no Tribunal de Justiça do Espírito Santo. É o segundo requerimento de investigações sobre supostos atos criminosos no Judiciário capixaba, nos últimos vinte dias.

    A denúncia inicial partiu de um juiz. Em cartas à presidência e à corregedoria local, o desembargador Pedro Valls Feu Rosa descreveu a “realidade sombria” da instituição, que “parece ter sido ‘projetada’ para impedir que certos processos tenham tramitação”.

    Feu Rosa conhece como poucos a corte estadual, que já presidiu. Convive com ameaças. A mais recente chegou envelopada na tarde de sábado, 14 de março à sua casa, em Vitória. Avesso à escolta, mantém a rotina de passeios matinais e missa aos domingos. Por hábito, expõe no gabinete de trabalho a relação dos processos recebidos, com respectivas datas de entrada.

    Não há um único preso por corrupção nas celas capixabas. No entanto, sobram processos: “Não são um ou dois, mas dezenas. E praticamente todos arrastam-se há anos, com pouco andamento e sem julgamentos” — registrou nas cartas. “São pessoas acusadas de desviarem milhões dos cofres públicos (…) Os anos se passam e os processos seguem em uma espécie de ‘limbo jurídico’, aguardando o dia — humilhante para uma instituição — da prescrição.”

    Processos contra autoridades “desaparecem”, escreveu. “Confira-se: sou desembargador há 20 anos, presidente de Câmara Criminal, e nem assim consigo saber onde estão, e em qual estado, processos relativos a não uma, mas quatro operações policiais de ampla envergadura — três da Polícia Civil e uma da Polícia Federal.”

    “Fui relator daquela deflagrada pela Polícia Federal”, prosseguiu. “Há uma gravação, no inquérito, de um senhor que se apresenta como ‘organizador da fila de licitações’. Diversos municípios são mencionados de forma clara e inequívoca. Pois bem: já se passaram quase dois anos, e sequer consigo saber onde estão os processos!”

    “As denúncias contidas nestas quatro operações são gravíssimas, envolvendo desde corrupção até narcotráfico. E onde estão os processos? (…) É possível que não exista ‘fila de licitações’ ou sequer um dos atos de corrupção apontados. Sim, pode ser que não exista mesmo um corrupto sequer aqui no Espírito Santo — mas que se dê, até mesmo em benefício dos acusados, uma resposta. Eis o que peço enquanto juiz e cidadão: que o Poder Judiciário dê uma resposta!”

    Aos 48 anos, Feu Rosa se diz cansado de ver o Judiciário “tantas vezes de joelhos diante de réus a troco de orçamento”. A omissão, escreveu, “custa caro à população, desestimula os bons políticos, assusta os investidores, custa vidas, dadas as consequências dos escandalosos níveis de corrupção registrados.”

    Ele sugeriu a intervenção do Conselho Nacional de Justiça. O conselho é responsável constitucional pelo controle e transparência do Judiciário, mas tem sido gradualmente desidratado pela reação conservadora de parte da cúpula judicial. O caso do Espírito Santo é novidade nesse cenário: um juiz pede socorro para fazer a Justiça funcionar.

  25. Proibição do cidadão de ter armas?
    E controle das armas para policiais?
    Por que até hoje o referendo sobre o desarmamento não foi respeitado?

  26. desconsiderem esse video, estou fazendo um teste para enviar uma foto.

  27. AS ARMAS DA POLÍCIA CIVIL SÓ SERVEM COMO PESO DE PAPEL E GANHOS EM LICITAÇÕES MAS PARA O TRABALHO POLICIAL, E GLOCK 380, COM KIT DE RAJADA.

  28. Enquanto no DIPOL e DAP os “Policiais” tem até 4 armas e os Policiais do DECAP (linha de frente) tem apenas 1 arma fora a escala de serviço que em algumas Delegacias estão em 4 equipes trabalhando mais de 48 horas semanal sem contar levando preso pra outra Delegacia apenas para dormir… Eu e meu parceiro da 6 seccional saímos do plantão de uma Delegacia da zona sul e chegamos em casa mais 11 horas ou meia noite e temos que trabalhar noutro dia a noite de novo, trabalhando 200 horas mensais… enquanto alguns “Policiais” do DIPOL e DAP que se dizem colegas fazem semana gorda e semana magra trabalhando 144 horas mensais…
    DECAP (LINHA DE FRENTE) 1 Arma por Policiais e trabalhando muitas vezes em 4 equipes levando preso, mensais trabalhadas 200 horas.
    DEIPOL e DAP até 4 armas por “Policiais” trabalhando 144 mensais.
    ******* CADA DELEGACIA DEVERIA TER SEUS PRESOS PARA REMOVER PARA O C.D.P ou JUIZ**********************************
    **************************CADÊ A IGUALDADE DOS POLICIAIS CIVIS?***************************************************************************
    *********************REALMENTE SOLDADO PM TEM QUE GANHAR MAIS DO QUE UM AGENTE DA PC PORQUE OS PMS TE UNIÃO TODOS RALANDO JUNTOS NA PC UM QUERENDO RALAR O OUTRO*********************************************************

  29. Associações e sindicatos, estudem um meio de processar e responsabilizar o fabricante e quem mais for necessário, pois se deixar por conta do Abreu nem ele e nem ninguém pagará por isso, além de está em risco a vida policial, estará a vida do cidadão também. ajuntem todos os casos montem tudo e vão a justiça pedir providências, já que está pondo em risco vidas algo tem que ser feito.

  30. COMPRAR GLOCK COM O QUE COM ESTE SALARIO MAL DA PARA COMPRAR UM 38 E OLHE LA A REALIDADE NOSSA E OUTRA ACORDA TROUXAPOL

  31. E A MESMA COISA ESTAS VIATURAS HILUX, ETC O QUE ADIANTA COMPRAR ESTA MERDA CARA SE NAO VAI TER VERBA PARA MANUTENÇAO BASICA UMA VERGONHA E NOSSO SALARIO,NU , BONUS DE MERDA, ETC CADA VEZ GANHANHANDO MENOS E MENOS

  32. É só falar em arma que um bando de insanos começam a defecar pelos dedos no teclado. Um fala de Glock, o outro de oitão e um outro de rajada…………..
    A realidade é uma só: se matar, é porque matou. se morrer é porque morreu.
    USE A ARMA E SE DÊ MAL

  33. Já vinha cogitando há algum tempo comprar um Glock mas diante do $$$ sempre adiei essa compra em detrimento de outras prioridades.

    Diante dos recentes acontecimentos com essas bostas de Taurus e pensando no nosso bem maior que é a vida, decidi por em prática a compra da arma botando a minha Honda CG à venda pra comprar uma Glock.

    Ingenuamente fui em uma conhecida loja no centro de SP achando que era só resolver os trâmites com a PF e desembolsar a grana onde fui informado que “NÃO VOU ENCONTRAR GLOCK EM NENHUMA LOJA QUE ELES CONHECEM POIS O EXÉRCITO VEM BARRANDO AS IMPORTAÇÕES”

    Achei que poderia ser papo de vendedor que não quer passar o cliente, mas pesquisei na internet, outras lojas, colegas, etc e realmente vi que não tem Glock no mercado e quase nenhuma arma importada por conta das ações do exército.

    Quer comprar arma? TAURUS ou IMBEL se quiser.

    A quem interessa esse monopólio???? Alguém tá ganhando muito dinheiro com isso………..enquanto isso os malas com M16, Glock e os policiais morrendo com arma engasgada…..

  34. Quero comprar comida e pagar minhas contas……………..cade a porra do reajuste salarial e o tal bônus?

  35. Policial ligeiro nem se faz de polícia. Olho de vidro total, e deixa que esta sociedade que tanto execra os serviços públicos básicos, que paguem por esta escolha. Não se trata de ser vagabundo, covarde, ou outra denominação de algum que sequer conhece de fato as realidades desta polícia. Trata-se mesmo de sobrevivência, de acordar e ir dormir com a sua família, a cada dia, Trata-se de se tornar um cidadão comum, desarmado, sujeito a todos os perigos, sem mais, sem menos. Aos que ainda estão pensando em entrar nesta instituição, o dia que fizer, façam no piu, não mencione nada, nem aos parentes, e seja um mero servidor público de regime estatutário. Garanto que seu salário pingará todos os meses, religiosamente, e contará ainda com sua preciosa vida. E ainda não precisará gastar o que não pode com esta indústria homicida das armas de fogo.

  36. FALA TOBIAS!!
    NÃO SEI EM QUAL LOJA FOI…..PASSE NA “AO GAÚCHO”…PERTO DA PRAÇA DA REPÚBLICA
    http://www.aogaucho.com.br/
    LOJA HONESTA…INFORMAÇÕES VERDADEIRAS…PREÇO JUSTO!!
    COMPREI A MINHA LÁ…TIREI O SINARM RAPIDINHO…..MENOS DE 1 MÊS!
    ABÇ

  37. EM TEMPO…..TEM UMA TAL DE ALTERAMA…..NESA NÃO PASSE NEM NA PORTA!!!!
    PAGUEI 3.200 NA MINHA G25 NO “AO GAÚCHO”….NESSA ALTERAMA, QUE FICA NA SANTA CECÍLIA, CUSTAVA MAIS DE 5.000!!!!!!!!!!!
    E AINDA ME DISSERAM QUE ERA IMPOSSÍVEL TIRAR O SINARM DE GRAÇA. QUERIAM ME VENDER O SERVIÇO PRA TIRAR CR!!!

  38. Obrigado pela indicação colega, mas já entrei em contato com essa loja também e as importações deles também estão barradas. As encomendas de outubro/2014 não chegaram e não sabem quando vão chegar.

    O pior é que quem barra a importação tao mesmo tempo é fabricante de arma nacional. Será que dá pra enquadrar o exército em concorrência desleal? kkkk

  39. Olho de vidro,

    Concordo em parte com você, mas estou querendo gastar com a industria homicida das armas de fogo não pensando na população, mas sim em mim e na minha família.

    Achei em alguns lugares a CZ á venda. Vou pesquisar mais sobre esta arma. Alguém tem conhecimento dessa marca tcheca?

  40. Top das tops…Durante muito tempo a CZ foi a melhor pistola de serviço em todo o mundo.

    Derivadas:Jericho 941 ( Israel ) e Tanfoglio ( Itália e USA ).

    Não falha nunca e , também, serve como porrete.

  41. O problema é maior do que parece, o exército brasileiro recebe vantagem para dificultar a aquisição das pistolas de bia qualidade como as Glock. A policia federal foi a única que “peitou” o exército e comprou pistolas Glock para sua corporação. Recentemente o Estado do Rio também conseguiu comprar 800 pistolas Glock para o Batalhão de Operações Especiais. Não há mesmo comparação entre as pistolas fabricadas no Brasil frente às Glock, é como o foi muito bem colocado tentar comparar um fusca com uma Ferrari, mas quem tá levando um “por fora” não está nem um pouco preocupado com a segurança da sociedade.

  42. MELHORES PISTOLAS CAL. 40 PARA A ATIVIDADE POLICIAL
    Depoimento do CEL Pm Giraldi criador do método Giraldi com certeza as pistolas Ponto 40 da Taurus não servem mais para o serviço policial.

    Em Conversa com o Cel Giraldi sobre o incidente e veja o que ele respondeu:
    O mecanismo da Taurus “PT 100″ é do início do século passado.

    Originariamente era calibre 9mm. A fábrica abriu para .40 S&W. Com isso enfraqueceu, não só o cano, como toda a armação.

    Com isso não aguenta o tranco. Quebra; quebra; e quebra. E quebra. E quebra.

    Para não quebrar o CSM/AM está carregando a munição .40 S&W com carga mais fraca. Aí o ferrolho não funciona, provocando incidentes de tiro.

    A pistola correta para polícias é a Glock, modelo 22 (também .40 S&W), de origem austríaca, com 15 cartuchos no carregador (colocado o “bump” vai para 18), feita de material espacial, não necessita manutenção, não tem travas para serem acionadas (a trava está no próprio gatilho que, ao ser acinado, a destrava; ao ser solto, trava), à prova de policiais mal treinados. Não causa incidentes de tiro. Tem adaptador de lanterna (e a lanterna vem junto). Tem miras noturnas (já está nela). O coldre vem junto (a própria fábrica da pistola também faz o coldre). Ergonomia perfeita. Gasta metade da munição, em relação á taurus, para ensinar e manter o policial adestrado para o seu uso. Totalmente carregada pesa 900 gramas. Não dá tranco na hora do tiro. Colocada e retirada do óleo queimado, funciona. Também na água. Misturada com areia e retirada, funciona. Jogada do 10º andar de um prédio, no asfalto, não quebra. Pode passar com carro por cima que não danifica. Tem apenas 32 peças, incluídas as do carregador (a taurus tem 85). Pode ser desmontada e montada usando uma tampa de caneta “bic”. Não tem similar, no mundo. Já abastece mais de 90% das Instituições Policiais Americanas (e os Estados Unidos são o país que mais fabricam pistolas no mundo). E vai por aí a fora. A PMESP tentou comprá-las. O DMB, do EXÉRCITO, não permitiu. Mas a POLICIA FEDERAL acaba de comprar 12.000 delas, sem licitação e sem autorização; pagou R$ 940,00 (novecentos e quarenta reais) cada uma. A PT 100, que a PMESP compra, custa mais de R$ 1,500,00 (um mil e queinhentos reais).

    Êta Brasilzão porreta! Êta patifaria! Êta interesses econômicos filhas da….!
    Exigem muito das polícias mas não lhes dão o que necessitam para cumprir suas missões para enfrentar essa bandidagem violenta que assola a sociedade e a nós próprios.

    Será que algum dia teremos a pistola Glock?

    Abração para todos.
    Cel Giraldi
    Carlos Alberto às 23:00
    Compartilhar

    Nenhum comentário:
    Postar um comentário
    Escreva aqui seu comentário:

    Postar um comentário
    Links para esta postagem
    Criar um link

  43. São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, e outros estados todos reclamando da Taurus e a Imbel não tem o melhor sistema, lembrando que o sistema da Imbel é de ação simples e perigoso, passou da hora de adquirir um produto melhor, no caso uma Pistola melhor.

    O Exercito Brasileiro com a desculpa de uma lei que, temos que priorizar os produtos nacionais, não deixam compra as Glock com exemplo.

    Os Governantes dos Estados, Secretários de Seguranças, Delegados Gerais e Comandantes das P. Militares não tem o PEITO de ir pra cima de quem for e exigir que liberem a compra dessar armas.

    Nesse caso de ficar comprando arma ruim eu culpo o Governo.

    Mais uma vezes parabéns para a Federal, equipando seu efetivo compra pistolas de primeira qualidade.

  44. Muito ajuda quem não atrapalha. Essa porra de exército não serve pra nada, consomem um recurso imenso da nação pra ficar brincando de comandos em ação. Vestem todo dia uniforme, arma, ficam treinando-humilhando a tropa e nunca saem do banco de reservas, nunca entram em campo, não trazem nenhum benefício pra população e no caso de guerra talvez agüentassem umas 6 horas de combate com os melhores exércitos do mundo.
    Pelo menos podiam deixar de atrapalhar as policias que ao contrário do exército, são forças fundamentais para a existência da sociedade.

  45. Então quer dizer que Olimpiu-piu o esbravejador profissional, o moralista 24h, VOTOU A FAVOR DA TERCEIRIZAÇÃO PRA FUDER TRABALHADOR É??? Parabéns por mostrar quem de fato vc defende Olimpio!

  46. 10/04/2015 20h11 – Atualizado em 10/04/2015 21h57
    Professores estaduais de SP decidem manter greve
    Docentes caminharam até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo.
    Sindicato quer aumento de 75%; governo diz que deu 45% nos últimos anos.
    Do G1 São Paulo
    FACEBOOK

    Professores da rede estadual de ensino de São Paulo decidiram, na tarde desta sexta-feira (10), manter a greve iniciada em 13 de março. De acordo com a PM, 20 mil manifestantes participaram do ato. O sindicato da categoria (Apeoesp), porém, diz que 60 mil pessoas foram ao protesto. O G1 acompanhou o protesto em tempo real.
    Os docentes se concentraram em frente ao estádio do Morumbi, na Zona Sul da capital, onde fizeram uma assembleia que decidiu pela continuidade da paralisação. Em seguida, caminharam até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

    GREVE NAS ESCOLAS
    Sindicato busca aumento em SP
    pedidos e propostas
    alckmin nega paralisação
    relatos de pais e alunos
    assembleia decide greve
    De lá, eles seguiram por ruas e avenidas do Morumbi até a Marginal Pinheiros e fecharam momentaneamente as pistas local e a expressa, sentido Rodovia Castello Branco. O grupo se dispersou próximo à Ponte Octavio Frias de Oliveira, a Estaiada, às 21h30.
    De acordo com a Apeoesp, o governo não abriu negociações salariais, apesar de quatro pedidos de audiência. Já a Secretaria da Educação diz que a entidade sindical, “cujas solicitações de negociação sempre são atendidas pela Pasta, na verdade, tem participado desde 2011 dos trabalhos conjuntos com representantes” da pasta.
    O sindicato alega que a Secretaria de Estado da Educação acenou com 10,5% de aumento para apenas 10 mil professores que se saíram bem em uma prova, ignorando outros 220 mil profissionais da rede. Dentre as reivindicações, os professores pedem aumento de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior.
    Nesta quinta, a categoria já tinha realizado uma série de protestos. Durante os atos, que interditaram ruas de São Paulo e rodovias. Na ocasião, a diretora executiva da Apeoesp, professora Vicentina Martins dos Santos, disse que os atos têm um objetivo: “Estamos fazendo isso para chamar a atenção”.
    Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Educação afirma que “rechaça as inverdades divulgadas pela Apeoesp para tentar promover seu calendário de mobilizações políticas”. No texto, o governo ainda afirma que o movimento do sindicato “tem incitado os pais a não levarem seus filhos às unidades escolares para inflar a paralisação e usado, em alguns casos, até mesmo de violência.”
    A secretaria ainda defende que a valorização dos professores tem sido foco da gestão. “Os docentes garantiram, ao longo de quatro anos, um aumento de 45% em seus salários. O último reajuste se deu há oito meses.” O comunicado acrescenta que será pago, apenas em 2015, R$ 1 bilhão em bônus por mérito.
    O governo também garante que em seus dados oficiais, “baseados no cadastro funcional e não em estimativas aleatórias do sindicato”, o índice de comparecimento desta semana foi de 91%. “O que mostra que a ampla maioria dos docentes está comprometida com as atividades escolares e pedagógicas.”

    OS POLICIAIS DEVERIAM ESTAR FAZENDO O MESMO QUE OS PROFESSORES E NÃO DISCUTINDO SE A RODA DEVERIA SER REINVENTADA!

  47. FALA TOBIAS!!
    TE FALO DO QUÊ CONHEÇO…..VAI DE GLOCK!! ESPERE ESSE LOTE SER LIBERADO! JÁ DEIXE A SUA PAGA PARA GARANTIR!!
    NÃO TENHO PROCURAÇÃO NEM COMISSÃO PARA DEFENDÊ-LOS, MAS PODE COMPRAR NO AO GAÚCHO SEM MEDO! LOJA HONESTA E COM MELHOR PREÇO!!
    O SLOGAN DA GLOCK DIZ BEM O QUÊ É A ARMA…”PERFEIÇÃO”
    FIZERAM UMA ARMA PERFEITA….ACABAMENTO..FUNCIONAMENTO..PORTABILIDADE..ERGONOMIA!
    SE FOR MESMO POLICIAL E QUISER DAR UNS TIROS ( CASO AINDA NÃO TENHA DADO ) DEIXE SEU E-MAIL…MARCAMOS EM UM ESTANDE!
    ABÇ

  48. Comigo é na Maciota!!!
    Meu nome está escrito à giz, tenho 2 anos de Polícia (Escriba) e nem saiu com está merda da Taurus na cinta, ela fica lá, embaixo do banco do carro, porque tenho preguiça de andar por ai com peso de papel na cintura. lixo de arma!
    E olhem os certames mais recentes, só da essa merda…
    Até eu ter condições de comprar uma arma decente, prefiro continuar fingindo que não sou Policial.

  49. SERÁ QUE TEREMOS BOAS NOVIDADES NO FINAL DE ABRIL DE 2015 ?

    PORQUE NOS ULTIMOS DIAS FORAM FEITAS REUNIÕES EM VÁRIAS DELEGACIAS DO DECAP. E ACABARAM COM
    AS ESCALAS DE SEMANA GORDA E SEMANA MAGRA,, ACABOU SE A MAMATA DE QUEM ESTAVA SE BENEFICIANDO
    DESTA ESCALA…… ALEGARAM QUE FOI ORDEM DO DECAP……QUE O OCTACITOGRAMA TEM QUE SER CUMPRIDO RIGOROSAMENTE. E QUE TERA FISCALIZAÇÃO. PRA VER QUEM ESTA CUMPRINDO OU NÃO…

    DISSERAM QUE TEREMOS QUE MOSTRAR MAIS SERVIÇO… MAIS RENDIMENTO.. QUE NÃO ESTAMOS RENDENDO NADA… TAMBEM FALARAM QUE OS INVESTIGADORES SÃO NIVEL UNIVERSITÁRIO…

    OBS .OPINIÃO —– POIS COM N.U SÓ NO PAPEL , A TROPA ANDA DESANIMADA.TODOS SABEMOS,
    SERÁ QUE ESTAS REUNIÕES SÃO PARA DAR MELHORIAS PARA NÓS PCs ???NO FIM DO MES ????

  50. e por falar em grana….. cade a nossa restruturação ?

    cade o bônus ??????

    cade o N.M e o N.U ?????

    cade a data base de março de 2015… ???????

    cade.????… cade.?????….. cade.?????? estou procurando……….

    vou usar o DETÉCTA pra ver se acho …………………….

  51. E A MAIORIA DOS POLICIAIS QUE TRABALHAM EM OUTROS DEPARTAMENTOS, NÃO MERECEM TER ALGUM DINHEIRO EXTRA!!!!!NÃO FAZEM PARTE DA SEGURANÇA PÚBLICA!!!!!

  52. DESDE QUE SURGIU ESSA BRILHANTE IDÉIA DE BÔNUS, NÃO PRENDO MAIS NINGUÉM, OLHO DE VIDRO!!!!! PARECE QUE SÓ TEM POLÍCIA EM ALGUNS DEPARTAMENTOS.

  53. BONIFICACAO disse:
    11/04/2015 ÀS 15:21
    Talvez terça publiquem os números do BONUS! alguém sabe ????

    ———————–colega o valor do bônus todos nós ja sabemos….
    o problema e que não sabemos quando que vamos receber….

  54. VAMOS PRAS RUAS!!!!

    PELO IMPEACHMENT DA DILMA!!!!

    OU INTERVENÇÃO MILITAR!!!

    PELO FIM DO FORO DE SÃO PAULO!!!

    PELO FIM DO PROJETO SOCIALISTA DE ESCRAVIZAR TODOS OS BRASILEIROS!!!

  55. Ao “CADÊ O BONUS??”

    Colega, obrigado pelo convite mas tem um colega na minha unidade que tem uma Glock G28 com a qual sempre experimento quando vamos ao estande. Ótima arma, pagou uma ninharia há 15 anos atrás.

    Quanto ao Gaúcho, tive boas referências deles também e diga-se de passagem a Sra. Rosinha que atende na loja é uma simpatia, figuraça, mas esse lote barrado desde outubro refere-se a armas já vendidas, todas já tem dono esperando ( e reclamando) e eles não estão mais vendendo Glock até definir essa situação das importações.

    Como disse alguém aí em cima, muito ajuda quem não atrapalha.

    Essa fiscalização deveria ser revista. Ficar nas fronteiras controlando a entrada de drogas e armas que servem o crime o exército não quer.

    Agora ficar embaraçando as armas compradas legalmente pra servir policiais e cidadãos de bem eles são bons. Principalmente se for pra aumentar a$ venda$ da Imbel.

    Fiscalização deveria ser feita pela Receita como qualquer outra mercadoria lícita.

    Se alguém souber de alguma loja que tenha Glock favor postar. TKS!

  56. TOBIAS
    Liga na loja Caça & Pesca Edleo de Ribeirão Preto-SP (16) 3635:2476 peguei a minha o mês passado e ainda tinha a pronta entrega!

  57. exescravão disse:
    12/04/2015 ÀS 11:25
    VAMOS PRAS RUAS!!!!

    PELO IMPEACHMENT DA DILMA!!!!

    OU INTERVENÇÃO MILITAR!!!

    PELO FIM DO FORO DE SÃO PAULO!!!

    PELO FIM DO PROJETO SOCIALISTA DE ESCRAVIZAR TODOS OS BRASILEIROS!!!

    Querido, isso aqui é uma democracia, não adianta chorar, a guerreira venceu nas urnas, não adiaNTA QUERER REVERTER O RESULTADO DAS URNAS NO TAPETÃO. Se vc acredita que seria melhor deixar o Brasil nas mãos da classe média ociosa tente da próxima vez ok! Pode chorar, mas chore em silencio tá!

  58. Coincidentemente hoje de manhã vi na globo news uma reportagem que mostrava a fronteira com o Peru no Acre. Do lado peruano 3 soldados dizendo que era impossível conter os ilícitos com este efetivo, ainda mais porque no lado brasileiro tinham ZERO, NENHUM membro de qualquer força de segurança.

    E isso é só um buraquinho dessa peneira que é a nossa fronteira.

    Enquanto as drogas e armas vão passando a rodo, um monte de milico fica só pintando quartel, lustrando caminhão e puxando saco de oficial às nossas custas. Mas equipe pra barrar importação legal de arma não falta.

    Realmente esses milicos só fazem o que intere$$a à eles. Cade o Ministro da Defesa pra cobrar essa produção ? O Governo tem algum rabo preso ou tem medo de um AI-6?

  59. Alguem sabe se pistolas 840 da taurus compradas pela PC, e a PLUS, 16 + 1, ou a 15 + 1, inox ou oxidada, aguardo informacoes de quem souber, policiais do DF, pediram informações

  60. radinho disse:
    12/04/2015 ÀS 19:33
    A POLICIA CIVIL DE HOJE NÃO TEM NEM 30% DE COMPETÊNCIA DA PC DOS ANOS 90…..

    HOJE TEM MUITOS MAURICINHOS , QUE SÓ SABEM FICAR FOFOCANDO NO FACEBBOK.

    HOJE TEM MUITOS POLICIAIS VIRTUAIS.. E MAIS NADA . CORAGEM É UMA PALAVRA QUE NÃO ESTA NO
    DICIONÁRIO DESTES CALÇAS BRANCAS….

    TÃO FRACO..

    OS MELHORES TIRAS DE HOJE SÃO AQUELES QUE ENTRARAM QUANDO ERA N M — PORQUE ESTES QUE
    ESTÃO ENTRANDO COM EXIGÊNCIA DE NU.. PODEM SER BONS EM OUTRAS ATRIBUIÇÕES , PORQUE PARA SER POLICIAL … ESTÃO DEVENDO….PODEM REPARAR QUE VÃO CONCORDAR COMIGO..

    EXIGIR NU PARA SER TIRA FOI UM TIRO NO PÉ DA POLICIA CIVIL.
    SÓ ESTA ENTRANDO PESSOAS QUE NÃO SÃO VOCACIONADOS…

    N.U PARA ESCRIVÃO, EU POSSO ATÉ CONCORDAR.. POIS O TRAMPO É DE MAÇANETA.
    MAS PARA TIRA NÃO CONCORDO. E VAI DEMORAR PARA TER A MINHA APROVAÇÃO….

    TIRA TEM QUE SER EXIGÊNCIA DE 2º GRAU. E EXIGIR NU SOMENTE PARA QUEM FOR TRABALHAR FIXO
    NA MAÇANETA. EX = DPPC- DAP- SSP- DIPOL- DEATUR.. ETC ETC ETC .
    POIS PARA TRABALHAR EM UMA DELEGACIA , ELES NÃO AGUENTA O TRANCO. AQUI TEM QUE SER MACHÃO…
    AQUI O TIRA NÃO PODE SER FRESCÃO. AQUI O BIXO PEGA. TEM QUE SER TURRÃO MESMO.

    PELO MENOS ENTRARÃO POLICIAIS CORAJOSOS, QUE NÃO VÃO TER MEDO DE CARA FEIA….

    DESCULPEM A VERDADE… NÃO SE OFENDAM COM O MEU COMENTÁRIO,
    É QUE ISSO ESTAVA ENTALADO NA MINHA GARGANTA , E SOU TESTEMUNHA DO QUE ESCREVI.

    E VIVA OS TIRAS NM … VERDADEIROS POLICIAIS QUE AINDA CARREGAM A PC NAS COSTAS…

  61. Pronto agora pra ser bom policial o critério é ter nivel médio, tem que ser bronco, fazer cara de MAU, tem que ser mal educado. Se for cordial, souber tratar as pessoas, se resolveu estudar, se resolveu encarar cara feia de modo diverso, pronto não é bom policial, é frouxo, parabéns quem pensa assim nem precisa se preocupar com arma boa ou ruim, basta ter um tacape BA mão e dizer uga uga que ta solucionado o caso.

  62. Pra que comprar arma boa???? Gozado, como o colega citou acima, a Federal não pagou nem 1000 reais por uma pistola que realmente presta, importada….enquanto aqui uma nacional, de péssima qualidade sai por pelo menos 50% a mais???? Arma que dá defeito, ou dispara sozinha e mata o policial ou este morre com ela na mão porque não funcionou. Desde que existe venda, existe a denominada “bola”, com certeza alguém recebeu, e não é só prá armas não, o cara vende mais de 1000 armas e não leva nenhum???? Vende 1000 veículos e não leva nenhum??? O cara que compra, sendo pro Estado, também não leva nenhum???? Ah tá……..ganha-se uma nota por fora comprando merda que vai ajudar a tirar a vida de quem usa…pode esperar que virá a cobrança, esta não falha. Triste é a omissão do Governo vendo policial morrer todos os dias, executados….e não faz nada, prefere assistir.. e ver que alguns gastam o dinheiro que o Estado alega não dispor quando se trata em reajuste ou outra coisa que nos beneficie para comprar arma que não presta, carro de peça cara que não vai ter manutenção apropriada……e assim vai, ainda querem que nós trabalhemos???? Qual será o preço prá Rontam fantasiar as viaturas???? E na PM é a mesma merda, lá os gemadas pica foda honestos acima de tudo não levam nenhum nas viaturas, adaptações, os famosos rádios, os tablets, fardamento, armas munições e coletes……ah tá!!!!!!!

  63. simples devolver a arma por escrito apontando suas falhas .

    não ir a lugar de risco enquanto não receber carga que funcione , pois, corre risco de vida o policial e terceiros .

    se tiver dinheiro um belo 38.

  64. Documentos atualizados 2015 – Ações Coletivas SIPESP
    Prezados Sindicalizados,

    O Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de São Paulo – SIPESP, por intermédio de seu Departamento Jurídico, vem informar e orientar a todos acerca das ações coletivas que estamos ajuizando em face do Governo Paulista, bem como o respectivo procedimento para integrá-las como autor da ação. Acompanhem os pareceres abaixo e verifique se Vossa Senhoria se enquadra em uma ou mais das situações legais (teses) descritas, quais sejam:

    1. Ação do Nível Superior e Reenquadramento da Carreira:
    Ação ajuizada após a constatação que o Estado de São Paulo deveria ter reenquadrado funcionalmente as carreiras dos Investigadores e Escrivães de Polícia, com seus respectivos efeitos financeiros. Tal tese se embasa na eficácia da Lei Complementar 1067/2008, sendo certo que, pela inteligência de tal Lei, a carreira dos Investigadores e Escrivães passou a ombrear-se no item III, do artigo 5°, da Lei Complementar 494/86, juntamente com os Peritos Criminais. Deste modo, todas essas carreiras – Escrivão, Investigador e Perito Criminal – exigem nível superior ou universitário. Portanto, forçoso reconhecer que o Estado de São Paulo, quando elevou as carreiras de Escrivão e Investigadores de Polícia para a exigência de nível superior, deveria também ter realizado o reenquadramento das carreiras respectivas no plano de cargos e salários do Estado, por ser medida de direito. Tendo em vista sua omissão em fazê-lo da maneira correta, com seus respectivos efeitos financeiros, o Estado causa dano aos servidores públicos investigadores e escrivães, sendo lídima a pretensão de indenização, pelo dano objetivo causado, pela via da ação ordinária junto ao Poder Judiciário. Pleiteia-se, outrossim, o período pretérito e ainda verbas a apostilar, tendo em vista as prestações serem de trato sucessivo.

    2. Ação dos atrasados do ALE para inativos:
    Ação ajuizada para guerrear o aumento dissimulado concedido, até o ano de 2012, somente para os servidores da ativa, o que causou uma violação ao princípio da isonomia, decorrente do princípio da impessoalidade, previsto no caput do artigo 37, da Carta Magna. Trata-se, portanto, de ação que pleiteia a extensão do ALE no que tange, outrossim, ao período pretérito de 05 anos, aos servidores públicos inativos com base no pagamento feito aos servidores ativos lotados em unidade policial de mesma natureza daquela em que por último estiveram lotados, independente do nível hierárquico dos mesmos.

    3. Ação de ALE para inativos, sem direito à paridade, aposentados pela Lei 1062/2008:
    Ação ajuizada para requerer o pagamento dos atrasados do ALE com base na maior remuneração do local de exercício, independente do nível hierárquico o qual possui o servidor público policial, haja a vista que a Lei 1114/10 não traz em seu “mens legis” qualquer discrimen em relação ao nível hierárquico para pagamento diferenciado do ALE. Pleiteia-se, outrossim, o período pretérito de 05 anos.

    4. Ação do ALE 100% sobre o SALÁRIO BASE ou rubrica PADRÃO:
    Ação ajuizada para requerer o pagamento integral do Adicional de Local de Exercício sobre o SALÁRIO BASE ou rubrica PADRÃO. Tal medida faz com o ALE reflita no Regime Especial de Trabalho Policial – RETP, de forma integral, consequentemente, alterando o valor consideravelmente. Atualmente, o Governo Paulista, está pagando 50% do ALE sobre o SALÁRIO BASE ou PADRÃO, para repicar no RETP, consequentemente, lesando os servidores em 50% do valor do adicional. Pleiteia-se, ainda, o período pretérito de 05 anos.

    5. Ação de recálculo do IRETP – paridade com parcela do oficialato da PM – diferença de aproximadamente 34% e isenção do IR sobre esta vantagem:
    Ação ajuizada para que o cálculo do IRETP aos policiais servidores públicos do Estado de São Paulo seja realizado em igualdade a parcela dos oficiais da Polícia Militar, onde a Fazenda, por entendimento interno da Administração Militar, utiliza-se não só o “PADRÃO” como base de cálculo, mas também algumas vantagens incorporáveis, bem como que não incida Imposto de Renda sobre referido vencimento, haja vista ser considerado como verba indenizatória. Pleiteia-se, outrossim, o período pretérito de 05 anos.

    6. Ação de Reposição Salarial:
    Esta ação visa obter, através de indenização judicial, as perdas inflacionárias havidas nos últimos cinco anos e ainda o apostilamento de verbas ainda a vencer, posto que o Governo do Estado de São Paulo deixou de regulamentar o artigo 37, parágrafos X e XV da CF, que garantem a revisão geral, anual e sem distinção de índices dos vencimentos do servidor, em conjunto com a conjugação do princípio da irredutibilidade salarial, levando-se em conta o real poder de compra do dinheiro, segundo posicionamento consagrado do STF neste sentido. Tal omissão legislativa é passível de ser reparada pela via indenizatória. A referida tese pode ser ajuizada por todos os servidores públicos do Estado de São Paulo e alcança, como dissemos, período pretérito de 05 anos e verbas a apostilar.

    7. Ação de recálculo do Adicional de Sexta Parte e Quinquênios:
    Ação ajuizada somente para policiais que recebam a sexta-parte e quinqüênios, pleiteando o pagamento correto dos referidos adicionais, sendo certo que tais adicionais deverão levar em conta a somatória de todas as parcelas do vencimento do servidor, nos termos do art. 129, da Constituição Estadual. A referida tese alcança período pretérito de 05 anos e verbas a apostilar.

    8. Ação do URV para servidores policiais ativos e inativos que estavam no serviço público até 1994 – AÇÃO CIVIL PÚBLICA n°: 1008798-17.2013.8.26.0053 (para todos sindicalizados):
    Ação ajuizada para guerrear a omissão da Fazenda que descurou de seu dever legal e não efetuou o repasse dos reajustes referentes à conversão do URV para os vencimentos e vantagens dos respectivos servidores públicos então vinculados, fez destes credores desta obrigação. A diferença apurada pode chegar a aproximadamente 30% de diferença entre o vencimento atual e o vencimento que deve ser corrigido e acrescido da diferença da conversão de moeda. Esta tese alcança, tendo em vista a prescrição quinquenal de parcelas sucessivas, os últimos cinco anos da data da propositura da ação e ainda o apostilamento da diferença apurada.

    INSTRUÇÕES PARA PROPOSITURA DAS AÇÕES

    Os atendimentos para propositura das ações coletivas poderão ser realizados pessoalmente, na sede do SIPESP, de segunda à sexta-feira, das 09:00 h às 17:00 h, com um dos profissionais do Departamento Jurídico ou com nossa Secretária.

    Se Vossa Senhoria preferir, a documentação poderá ser enviada pelo correio à sede do escritório Capano Passafaro Advogados Associados, responsável pela gestão do Depto. Jurídico da Entidade, com endereço na Alameda Campinas, nº 433, 10º andar – Jardim Paulista – São Paulo – SP – CEP 01404-901.

    A documentação necessária para a entrada das ações está disponibilizada no site do SIPESP para impressão e consiste em:
    1. Procuração (01 via), clique aqui
    2. Contrato de honorários (02 vias), clique aqui
    3. Formulário de pedido de justiça gratuita (01 via), clique aqui

    *(Obs.: arquivos no formato PDF. Para baixar e instalar o Leitor de PDF, clique aqui)

    Além dos documentos acima, devidamente preenchidos em sua totalidade, necessitaremos também do envio de:
    a) Cópia simples do último Holerite, Funcional, Comprovante de Residência atual e RG ou CPF,

    OBS: NÃO HÁ NECESSIDADE DE RECONHECIMENTO DE FIRMA EM QUALQUER DOS DOCUMENTOS MENCIONADOS

    INSTRUÇÕES APÓS O AJUIZAMENTO DAS DEMANDAS

    Visando maior rapidez e eficácia em nosso contato, solicitamos que os associados leiam atentamente o comunicado abaixo, o qual é enviado para os associados via resposta automática (e-mail), bem como é informado por telefone na Central da Capano Passafaro Advogados Associados.

    1-) Após o ajuizamento da ação, caso Vossa Senhoria queira saber informações sobre o andamento processual das Ações Coletivas propostas em seu nome, por favor, telefone para o número (11) 3799-5050, na Sede Central da Capano Passafaro Advogados Associados, pedindo o ramal do Setor de “Ações Coletivas”. O retorno à sua solicitação poderá ser feito em até 02 (dois) dias úteis a contar da data de seu contato telefônico.

    2-) Caso Vossa Senhoria prefira aguardar contato eletrônico através deste endereço, coletivas@capano.adv.br, seu retorno será feito em até 05 (cinco) dias úteis, a contar da data do envio da solicitação.

    Lembramos ainda que, em caso de propositura de qualquer Ação Coletiva através da Capano Passafaro, é necessário que Vossa Senhoria entre em contato conosco ao menos de 04 (quatro) em 04 (quatro) meses, através de qualquer meio escolhido por Vossa Senhoria, conforme instruções acima. Tal ato visa garantir a devida atualização de Vossa Senhoria acerca do andamento de sua ação na Justiça, bem como para a manutenção correta de seus dados cadastrais, extremamente necessários em caso de vitória e conseqüente liquidação de haveres em face da Fazenda Pública do Estado e/ou Município.

    João Batista Rebouças da Silva Neto – Presidente do SIPESP

    Wilson Rangel Junior– Coordenador Jurídico do SIPESP

    Capano PassafaroAdvogados Associados – Sede São Paulo

    Sociedade de Advogados registrada na Comissão de Sociedades de Advogados da OAB/SP sob o nº 4.954

  65. A arma é civilização

    Major L. Caudill – Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA

    As pessoas só possuem duas maneiras de lidar umas com as outras: pela razão e pela força. Se você quer que eu faça algo para você, você tem a opção de me convencer via argumentos ou me obrigar a me submeter à sua vontade pela força.

    Todas as interações humanas recaem em uma dessas duas categorias, sem exceções. Razão ou força, só isso.

    Em uma sociedade realmente moral e civilizada, as pessoas somente interagem pela persuasão. A força não tem lugar como método válido de interação social e a única coisa que a remove da equação é uma arma de fogo (de uso pessoal), por mais paradoxal que isso possa parecer.

    Quando eu porto uma arma, você não pode lidar comigo pela força. Você precisa usar a razão para tentar me persuadir, porque eu possuo uma maneira de anular suas ameaças ou o uso da força. A arma de fogo é o único instrumento que coloca em pé de igualdade uma mulher de 50 Kg e um assaltante de 105 Kg; um aposentado de 75 anos e um marginal de 19, e um único indivíduo contra um carro cheio de bêbados com bastões de baseball.

    A arma de fogo remove a disparidade de força física, tamanho ou número entre atacantes em potencial e alguém se defendendo.

    Há muitas pessoas que consideram a arma de fogo como a causa do desequilíbrio de forças. São essas pessoas que pensam que seríamos mais civilizados se todas as armas de fogo fossem removidas da sociedade, porque uma arma de fogo deixaria o trabalho de um assaltante (armado) mais fácil.

    Isso, obviamente, somente é verdade se a maioria das vítimas em potencial do assaltante estiver desarmada, seja por opção, seja em virtude de leis – isso não tem validade alguma se a maioria das potenciais vítimas estiver armada.

    Quem advoga pelo banimento das armas de fogo opta automaticamente pelo governo do jovem, do forte e dos em maior número, e isso é o exato oposto de uma sociedade civilizada.

    Um marginal, mesmo armado, só consegue ser bem sucedido em uma sociedade onde o Estado lhe garantiu o monopólio da força. Há também o argumento de que as armas de fogo transformam em letais confrontos que, de outra maneira, apenas resultariam em ferimentos.

    Esse argumento é falacioso sob diversos aspectos. Sem armas envolvidas, os confrontos são sempre vencidos pelos fisicamente superiores, infligindo ferimentos seríssimos sobre os vencidos.

    Quem pensa que os punhos, bastões, porretes e pedras não constituem força letal, estão assistindo muita TV, onde as pessoas são espancadas e sofrem no máximo um pequeno corte no lábio.

    O fato de que as armas aumentam a letalidade dos confrontos só funciona em favor do defensor mais fraco, não do atacante mais forte. Se ambos estão armados, o campo está nivelado.

    A arma de fogo é o único instrumento que é igualmente letal nas mãos de um octogenário quanto de um halterofilista. Elas simplesmente não funcionariam como equalizador de forças se não fossem igualmente letais e facilmente empregáveis.

    Quando eu porto uma arma, eu não o faço porque estou procurando encrenca, mas por que espero ser deixado em paz. A arma na minha cintura significa que eu não posso ser forçado, somente persuadido. Eu não porto arma porque tenho medo, mas porque ela me permite não ter medo. Ela não limita as ações daqueles que iriam interagir comigo pela razão, somente daqueles que pretenderiam fazê-lo pela força. Ela remove a força da equação.

    E é por isso que portar uma arma é um ato civilizado. Então, a maior civilização é onde todos os cidadãos estão igualmente armados e só podem ser persuadidos, nunca forçados.

  66. eu to no concurso de tira… fui aprovado no taf agora.. se depois da acadepol me derem uma taurus ou imbel, eu continuo andando so com o meu canivete que é muito mais jogo!!!

  67. QI-2 (12/04/2015 às 15:59)

    QI-2, o IMPEACHMENT DA DILMA faz parte da DEMOCRACIA

    Onde isso não ocorre é o que chamamos de DITADURA.

    E eu não entendo como se pode defender:

    FORO DE SÃO PAULO
    MST/MSTS
    ESCRAVIDÃO DOS BRASILEIROS
    A CORRUPÇÃO DE MENSALÃO, PETROBRÁS, BNDES e outros
    KIT GAY NAS ESCOLAS
    CURRAL ELEITORAL COM BOLSA MISÉRIA
    etc

  68. Acabei de ligar na Secretaria da Fazenda querendo saber a data do crédito do tal do bônus para os Policiais Civis de São Paulo, onde fui informada que não há previsão, fui informada também que os funcionários da Secretaria da Fazenda estão esperando o crédito de seus respectivos bônus, sem informação de quando será.

  69. Eu sai de academia com uma porcaria de uma Imbel MD6 que não me passa a menor confiança. Quando não estou de serviço não endo nem com ela e nem com a funcional. Pra que? Parece que ninguém na sociedade quer que o crime seja combatido! To fora! Aind amsi com o nome escrito a giz!

  70. Cade poha do bônus? cade a poha do reajuste salarial? cade a poha dos sindicatos e associações? cade a poha dos deputados que deveriam fiscalizar o poder executivo? cade a poha da mídia corrupta?

  71. Qua, 01/04/15 – 15h01
    Professores das Etecs e Fatecs receberão bônus em abril
    Ao todo, 18.140 servidores do Centro Paula Souza serão beneficiados pelo pagamento; valores são referentes aos resultados de 2014

    Professores e servidores do Centro Paula Souza, instituição responsável pela administração das Etecs (Escolas Técnicas estaduais) e Fatecs (Faculdades de Tecnologia), receberão até o dia 15 de abril uma bonificação por resultados referente a 2014. Ao todo, 18.140 servidores serão beneficiados pelo pagamento, que este ano totaliza R$ 143 milhões. Em média, o valor individual será equivalente a 1,5 salário de dezembro de 2014. É o sétimo ano que a autarquia do Governo do Estado paga a Bonificação por Resultados a seus funcionários.

  72. Deputado Delegado Olim cobra providências sobre denúncia que aponta super faturamento na compra de lixeiras para o Detran de São Paulo.

  73. Calça Branca disse:
    13/04/2015 às 13:13

    Eu sai de academia com uma porcaria de uma Imbel MD6 que não me passa a menor confiança. Quando não estou de serviço não endo nem com ela e nem com a funcional. Pra que? Parece que ninguém na sociedade quer que o crime seja combatido! To fora! Aind amsi com o nome escrito a giz!

    Vc entrou sem porcaria de arma nenhuma. Se não tá satisfeito, compra a sua particular ou pede exoneração.

  74. DENUNCIAS MUITO GRAVES Q TEM QUE SER BEM APURADAS. UM ABSURDO, FORNECER ARMAR PARA PROFISSIONAIS DE POLÍCIA DE PÉSSIMA QUALIDADE, IRRESPONSABILIDADE DO ESTADO E DESRESPEITO COM A VIDA DOS POLICIAIS. ISSO É UMA VERGONHA.

  75. o governo não deu reajuste de salários até agora alegando que estamos em CRISE HÍDRICA.
    agora eles vão usar a desculpa de que estamos com EPIDEMIA DE DENGUE….

    depois vão dizer que é por causa da chuva exagerada ..
    depois que irão gastar com as olimpíadas de 2016 …
    a cada dia terão uma desculpa..

    e por ai vai…………. até 2018 nada teremos……. só esperança.

  76. No tempo de MALUF a polícia civil ganhava bem, TINHA poder de polícia, aposentadoria decente e NUNCA pela média e era RESPEITADA pois lugar de bandido era na cadeia e não havia esta tal de redução de pena, depois veio esse palerma de Ulisses Guimarães e a maldita Constituiçao de 1988 que acabou com a autoridade policial — passamos a ser ESCRAVOS dos bandidos e seus advogados … chegando até esse tal de Alquimino que a única coisa que faz é dar risada na nossa cara e deboxar de nossos presidentes de associações e sindicatos que nem greve podem FAZER MAIS sob pena de terem de pagar multas GIGANTESCAS e entrarem em falência.

  77. Isso se chama (improbidade administrativa) …..mas falta deputados com saco roxo pra acionar os meios legais e responsabilizar o governo.

  78. Não sei de nada, não vi, fui pego de surpresa. Teoria do Domínio do Furto disse:

    Contratos na SSP já sabe.Tem aqueles dos distritos que nunca foram construídos, Tem os do Dipol com a Black Bee e outros que virão como o da digitalização do inquérito policial, o da locação de pátios do Decap, etc. É bom o governo, o Ministério Público e a consultoria jurídica da SSP ficarem atentos pois tem “Leão na Tuba”, Quem tem fama faz a cama.

  79. Nós não queremos nada de graça.

    Já que o Estado não viabiliza a entrega de armas de marcas estrangeiras de calibre .40 ou outro restrito (9mm, 357 mag, 45 ACP) deveria autorizar a compra dessas armas facilitando a importação e exonerando a carga tributária, pois já estamos comprando armas para trabalhar, não seria nada mais justo.

    Deixando de lado a restrição da 9mm, o EB poderia autorizar a compra e, pelo menos, o policial poderia comprar uma arma estrangeira de boa qualidade, desta forma forçando a Taurus e a Imbel melhorar suas armas no mercado interno.

    Fazendo um exercício imaginário, poderíamos ver em uma Delegacia de Polícia os Policiais armados com vários modelos de pistolas e revólveres de marcas estrangeiras diversas.

    As marcas seriam várias: Colt, S&W, CZ, Glock, Beretta, Ruger, HK, Bersa entre outras em calibres 9mm, 40, 45 e revólveres das marcas Colt, S&W, Ruger em calibre 357, fora as armas nacionais nestes mesmos calibres, para aqueles que optarem.

    Mas, o Estado interferindo mais do que deve em nossas vidas, passa ser utópico meu modo de pensar.

  80. 16/04/2015 06h40 – Atualizado em 16/04/2015 12h07
    38 dos 93 distritos de SP têm taxa de homicídios acima de 10 por 100 mil
    Em um ano, número sobe; quase metade dos DPs têm alta no tipo de crime.
    Cidade, no entanto, registra queda no índice e sai de patamar ‘endêmico’.
    Thiago Reis e Kleber Tomaz
    Do G1, em São Paulo
    FACEBOOK

    Apesar de a cidade de São Paulo ter registrado queda na taxa de homicídios e saído do patamar de violência considerado “endêmico”, o número de distritos com índice de assassinatos igual ou maior que 10 a cada 100 mil habitantes cresceu em um ano. Eram 37, e agora são 38. É o que mostra um levantamento do Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP com base nos dados da Secretaria da Segurança, obtido pelo G1.
    Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), locais com índices iguais ou superiores a 10 são tidos como zonas endêmicas de violência (veja o mapa com os índices de todos os distritos da capital).
    O levantamento mostra ainda que, em 2014, quase metade dos distritos teve aumento na taxa de assassinatos: 44 dos 93. Outros quatro mantiveram a mesma taxa; 45 tiveram queda.

    São Paulo teve 1.130 casos de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) em 2014 – pouco menos que os 1.161 de 2013. Somados todos os distritos, essa é apenas a segunda vez, desde 1991, que o índice geral da cidade fica dentro do tolerável: 9,8.
    De acordo com o Estudo Global sobre Homicídios, publicado pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado, entretanto, a média mundial é de 6,2 por 100 mil pessoas. Só 24 distritos de São Paulo (1/4 do total) têm um índice abaixo.
    saiba mais
    MAPA: veja taxa dos distritos e compare
    Moradores de distritos sem homicídio celebram, mas reclamam de assaltos
    Em ano de Copa, Itaquera tem a 2ª maior queda na taxa de homicídios
    Em nota, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo diz que “a cidade é uma das capitais com menor taxa de homicídios no país e que nenhum município paulista faz parte dos rankings mais recentes de cidades mais violentas do mundo, divulgados pelo Escritório sobre Drogas e Crime das Nações Unidas e pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal, ao contrário de outras cidades brasileiras e norteamericanas”.
    Para o professor da FGV e vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, a taxa de São Paulo, no entanto, está longe de ser adequada em “termos civilizatórios”. “Comparada com outras cidades do país, a taxa é até baixa. Mas a gente ainda tem uma lição de casa gigante para fazer, para diminuir os conflitos. E isso é percebido ao analisar as taxas de outros locais do mundo.”

    Sobre o aumento de casos em quase metade dos distritos, o especialista em segurança diz que a violência é “desigualmente distribuída na cidade, da mesma maneira que vários outros fenômenos, como a taxa de ocupação, a educação e a saúde”.

    O sociólogo e pesquisador do NEV Marcelo Batista Nery concorda. “A diferença entre os distritos está relacionada a um aspecto importante que é a heterogeneidade da cidade como um todo, em consequência dos fenômenos que acontecem em São Paulo.” Ele diz, entretanto, que “em um contexto de baixas taxas, uma única ocorrência tem um impacto grande” e ressalta que o mais importante é verificar uma tendência ao longo de anos para que a análise seja mais apurada.
    Pelo menos 21 pessoas protestaram na Estação Guaianazes da CPTM (Foto: Tatiana Santiago/G1)
    Guaianazes é uma das regiões com aumento na
    taxa (Foto: Tatiana Santiago/G1)
    O estudo do NEV considera o número de casos de homicídios, e não o total de mortes – um boletim de ocorrência pode representar mais de uma vítima. É o mesmo método adotado pela Secretaria da Segurança. Em 2014, apesar de terem sido registrados 1.130 casos, 1.196 pessoas morreram.

    O levantamento não considera os dados de homicídios de delegacias especializadas, como delegacias da Mulher e da Infância e Juventude. De acordo com o NEV, o objetivo do estudo é analisar os dados por distrito, e os casos registrados nestas delegacias podem ser de qualquer parte da cidade. Só dois casos (com duas mortes), no entanto, foram registrados em delegacias especializadas na cidade em 2014.

    No levantamento, também não estão incluídos os latrocínios (roubos seguidos de morte). A cidade teve 147 casos em 2014 – ante 140 em 2013.
    Extremos
    Boa parte dos distritos com aumento na taxa de homicídios está concentrada nos extremos do município, como Jaçanã e Vila Brasilândia (na Zona Norte) e Cidade A E Carvalho e Guaianazes (na Zona Leste).
    Para Renato Sérgio de Lima, “as regiões com as maiores taxas são também as mais precárias, onde o Estado não se faz presente em sua totalidade”. “Por que regiões com taxas altas e com crescimento não conseguem se beneficiar do movimento de queda? Há vários fatores, como o domínio de facções, variáveis socioeconômicas como piores condições de emprego e renda. A cidade é uma construção político-administrativa que não guarda relação com o fenômeno em si da violência. O território do crime é, muitas vezes, um bairro, um quarteirão.”
    Vila Formosa
    A região do 58º DP, em Vila Formosa, a única a não registrar nenhum homicídio em 2013, teve no ano passado cinco assassinatos e viu a taxa pular de 0 para 7,6 a cada 100 mil.

    A pensionista Dulce Alves dos Santos, de 60 anos, é mãe de uma das vítimas do súbito aumento de casos no bairro. Em 8 de maio de 2014, Alessandra Antero Correia, então com 32 anos, foi morta dentro do cemitério da Vila Formosa.
    “Ela foi estuprada, quebraram o pescoço, abriram a cabeça da minha filha, arrastaram minha filha nas pedras do cemitério. Saíram arrastando ela e amarraram na árvore”, conta Dulce, viúva e mãe de outros oito filhos, em entrevista ao G1.
    Apesar de o caso ter sido registrado inicialmente como homicídio qualificado no distrito da Vila Formosa, ele hoje é investigado pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).
    “Não tem conclusão nenhuma o caso da minha filha”, desabafa a pensionista. O crime está prestes a completar um ano. “Deram para a gente até o dia 2 de maio para ter uma resposta, e estou esperando.”
    A pensionista Dulce Alves dos Santos exibe foto da filha assassinada (Foto: Kleber Tomaz/G1)
    A pensionista Dulce Alves dos Santos exibe foto
    da filha assassinada (Foto: Kleber Tomaz/G1)
    À época, um namorado de Alessandra e o amigo dele chegaram a ser detidos pela polícia, que tinha suspeitas do possível envolvimento dos dois no crime. Eles acabaram liberados por falta de provas. A vítima tinha o hábito de ir ao cemitério da Vila Formosa para levar flores ao túmulo de uma amiga, morta de causas naturais. O local fica a 10 km de distância da casa onde morava com a mãe e os irmãos.
    Com problemas mentais, Alessandra não trabalhava e se dedicava a cuidar de seus bichos de pelúcia e cantar com as sobrinhas. “Apesar da idade, era como se fosse uma criança”, diz Dulce.
    Foi no cemitério que Alessandra conheceu o namorado, filho de uma jardineira. Funcionários ouvidos pelo G1 dizem se lembrar do crime. Segundo eles, muitas pessoas pulam o muro do local para usar drogas ou fazer sexo.
    Alessandra foi encontrada morta pela manhã. Estava seminua, amarrada pela própria blusa numa árvore do cemitério. Tinha sinais de violência sexual e ferimentos na cabeça e no rosto. Os investigadores deduziram que ela foi arrastada porque havia ferimentos compatíveis na sua barriga.
    O DHPP afirma que já foram identificados quatro suspeitos do crime e que foram solicitadas a quebra do sigilo telefônico de Alessandra e a realização de exame de confronto de DNA entre as amostras fornecidas pelos suspeitos com as da vítima. O DHPP diz aguardar os resultados.
    Sobre o aumento de assassinatos na Vila Formosa, o delegado Calixto Calil Filho, titular do 58º DP, diz que tem intensificado as operações na região para combater o crime. São realizadas reuniões mensais no Conseg, onde são feitos mapeamentos das áreas mais críticas para intensificar o trabalho policial nesses locais, informa, por meio de nota da Secretaria da Segurança Pública. O delegado destaca ainda que, no primeiro bimestre deste ano, não foi registrado nenhum homicídio na região.
    Taxa zero
    Dos 93 distritos policiais da capital, apenas dois não registraram nem um homicídio sequer em 2014: Parque da Moóca, na Zona Leste, e Campo Grande, na Zona Sul.
    Já Itaquera, palco da Copa do Mundo em São Paulo, foi o 2º distrito com a maior queda na taxa em um ano, só atrás da Sé.
    A Secretaria da Segurança Pública diz que o índice geral da cidade, de 9,8 a cada 100 mil, representa uma queda de 4,3% em relação à taxa de 10,27 homicídios por 100 mil habitantes de 2013. “O índice é resultado de esforços constantes para reduzir as mortes intencionais e representa uma queda de 80% desde 2001”, informa, em nota.

    É ÓBVIO, O GOVERNO DE SP NÃO INVESTE EM SEGURANÇA PÚBLICA, NÃO ABRE CONCURSOS, PAGA MAL, MENTE PARA O POVO O TEMPO TODO, QUER DIZER, A CRIMINALIDADE TOMOU CONTA EM TODOS ASPECTOS. AS ESTATÍSTICAS NÃO SÃO VERDADEIRAS, PORQUE A MAIORIA NÃO REGISTRA AS OCORRÊNCIA , PORTANTO A ESTATÍSTICA DO GOVERNO E FICTÍCIA , MAS A VERDADE É QUE A CRIMINALIDADE AUMENTA DISPARADAMENTE , MAS O GOVERNADOR INSISTE EM ENGANAR A POPULAÇÃO. COMO QUE AS DELEGACIAS IRÃO INVESTIGAR? OS POLICIAS ESTÃO VELHOS, E GANHAM MAL !

  81. 16/04/2015 05h24 – Atualizado em 16/04/2015 19h10
    Ataques deixam 6 mortos e um ferido em Parelheiros, Zona Sul de SP
    Aos menos 3 ataques ocorreram; polícia investiga se houve chacina.
    Uma pessoa segue internada em hospital da região.
    Do G1, em São Paulo
    FACEBOOK

    Seis pessoas morreram e uma ficou ferida após serem baleadas em três ataques em Parelheiros, Zona Sul de São Paulo, na noite desta quarta-feira (15). A Polícia Civil investiga se os crimes têm relação entre si e, portanto, se houve chacina.
    Os crimes foram registrados em um intervalo de uma hora. Segundo testemunhas, os ataques partiram de homens que estavam em um carro que passou em alta velocidade.
    O primeiro ataque aconteceu pouco antes das 21h, na Rua Fonte Nova, na Jardim das Fontes. Três amigos que estavam na rua foram baleados. Um deles de 21 anos morreu no local. Rodrigo da Silva Costa, de 26 anos, chegou a ser levado para o Pronto-Socorro de Parelheiros, mas não resistiu. A terceira vítima de 25 anos está internada no PS do Grajaú.

    Seis minutos depois, a polícia foi chamada por causa de um novo ataque na Rua Alice Bastide, na Vila Roschel. Ulisses Dias Gomes, de 35 anos, e um amigo foram atingidos por disparos e morreram no local.
    “Veio um carro prata e veio atirando. Falou que era meu irmão e eu não acreditei. Mataram uma pessoa inocente”, afirmou Maria Eunice Dias, que é irmã da vítima.
    Em seguida, pai e filho foram baleados quando saíam para jantar por volta das 22h na Rua Sônia. Os tiros partiram de um carro. Os dois morreram no local.
    A distância entre os casos da Rua Alice Bastide e da Rua Sônia é de cerca de 600 metros. Esses dois crimes aconteceram com intervalo entre 10 e 20 minutos, segundo as investigações.
    Nos locais dos crimes, foram encontradas cápsulas de quatro calibres diferentes. Os crimes acontecem no mesmo dia em que um policial militar foi assassinado na Estrada da Ponte Alta, na mesma região, quando saía de casa para trabalhar às 6h.

    Os três casos foram registrados no 101º DP (Embuias) e serão investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Nenhum suspeito pelos ataques foi preso até o momento.

  82. 16/04/2015 – Delegados de Rondônia receberão 90% do ‘salário’ de desembargador

    A Assembleia Legislativa aprovou na tarde de ontem Projeto de Emenda à Constituição (PEC) estabelecendo critérios para o ingresso na carreira e fixando parâmetros na remuneração de delegados de Polícia Judiciária Civil. A proposta é de autoria do governo do Estado em comum acordo com os delegados, conforme discursou ontem na tribuna o deputado estadual Ribamar Araújo (PT).

    A proposta aprovada pelos deputados altera o artigo 143, da Constituição do Estado de Rondônia.

    A Polícia Judiciária Civil, instituição permanente, dotada de autonomia administrativa e financeira, instrumental a propositura de ações penais, incumbida das funções de polícia judiciária e da apuração de infrações penais, exceto as militares e ressalvada a competência da União, é dirigida por delegado da Polícia de última classe na carreira, de livre escolha, nomeação e exoneração pelo governador do Estado.

    As funções de Polícia Judiciária e a apuração de infrações penais exercidas pelo delegado de Polícia são de natureza jurídica, essencial e exclusiva de Estado, com vencimento compatíveis com a importância e complexidade da atividade da autoridade policial”, diz outro trecho da proposta.

    Pela nova regra, a carreira será estruturada em quadro próprio, dependendo o respectivo ingresso de provimento condicional a classificação em concurso público de provas e títulos, realizado pela Polícia Judiciária Civil, como participação da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de Rondônia.

    Cargos de Delegados

    “O Cargo de Delegado da Polícia Judiciária Civil é privativo de Bacharel em Direito, exigindo-se no mínimo. 3(três) anos de atividade jurídica, devendo ser dispensado o mesmo tratamento protocolar que recebem os magistrados, os membros da Defensoria Pública do Ministério Público”, diz trecho da proposta. A exigência de tempo de atividade jurídica será dispensada para os que contarem com, no mínimo, três anos de efetivo exercício em cargo de natureza policial-civil.

    O ingresso na carreia de Delegado de Polícia Judiciaria Civil do Estado de Rondônia se dará na classe inicial denominado Delegado de Polícia Judiciário Civil Substituto. O subsídio do Delegado de Polícia Judiciária Civil Classe Especial corresponderá a 90,25% do subsídio mensal fixado para os ministros do Supremo Tribunal Federal, sendo os subsídios dos demais integrantes da categoria fixados em lei e escalonados, não podendo a diferença entre um e outro ser superior a 16,6% ou inferior a 5%, na forma do disposto nos artigos 37. inciso XI, 39, 4 º, da Constituição Federal.

    Pela proposta enviada à Assembleia, a implementação do subsídio do Delegado de Polícia Judiciária Civil Classe Especial dependerá de lei de iniciativa do chefe do Poder Executivo, não produzindo qualquer efeito enquanto não haver a devida regulamentação mediante a lei específica.

    O deputado Laerte Gomes disse que o governo deve encaminhar no mês de maio, mais precisamente no dia 18, projeto de realinhamento salarial dos servidores da Polícia Civil.

    Fonte: Diário da Amazona

  83. Em ano de falta de água, Sabesp descumpre metas, mas paga bônus a diretores252
    Leandro Prazeres
    Do UOL, em Brasília 14/04/201506h00 > Atualizada 14/04/201512h06
    Ouvir texto

    0:00
    Imprimir Comunicar erro
    Em um ano marcado pelo agravamento da crise de falta de água em São Paulo e por uma queda de 53% no lucro, a Sabesp pagou R$ 504 mil a sete diretores da empresa como prêmio pelo desempenho à frente da companhia. As informações sobre os pagamentos de bônus constam do relatório de sustentabilidade da companhia referente a 2014.

    A divulgação do pagamento de bônus coincide com o anúncio de redução dos investimento das companhia na rede de esgoto e com a autorização de reajuste de 13,8% nas tarifas de 2015.

    O pagamento de bônus salariais aos diretores da Sabesp é regulamentado pelo decreto 59.598 assinado em 2013 pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Entre os diretores da companhia com direito a bônus está o diretor de sistemas regionais, Luiz Paulo de Almeida Neto. O presidente, Jerson Kelman, por ter entrado na companhia em 2015, não teve direito à remuneração extra.

    Apesar de regulamentado em 2013, o pagamento acontece pelo menos desde 2007. De acordo com levantamento feito pelo UOL com base em dados disponíveis no site da companhia, desde 2008, a Sabesp já pagou R$ 5,8 milhões em bônus aos seus diretores.

  84. Verônica Bolina: travesti presa em DP foi agredida “várias vezes” por policiais
    Por Ana Flávia Oliveira -iG São Paulo | 16/04/2015 18:48 – Atualizada às 16/04/2015 19:07
    Texto
    53 pessoas lendo
    2
    Comentários

    Corregedoria da Polícia Civil abriu investigação sobre o caso; fotos de travesti com rosto machucado e seios à mostra ganharam repercussão nas redes sociais nesta semana

    Em áudio, Verônica Bolina, de 25 anos, diz que não foi torturada
    Facebook/Reprodução
    Em áudio, Verônica Bolina, de 25 anos, diz que não foi torturada
    O Centro de Cidadania LGBT, vinculado à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, disse, por meio de nota, que a travesti Verônica Bolina (nome social), de 25 anos, confirmou ter sofrido agressão em vários momentos durante sua estadia na carceragem do 2º Distrito Policial, no Bom Retiro, na região central de São Paulo. Os agressores seriam policiais militares e agentes do Grupo de Operações Estratégicas (GOE), da Polícia Civil. A Corregedoria da Polícia Civil está investigando o caso.

    A história de Verônica ganhou repercussão no último domingo (12) após ter sido agredida dentro da delegacia e fotos em que ela aparece com o rosto desfigurado, os seios à mostra e as mãos e as pernas algemadas começarem a ser divulgadas nas redes sociais. Após a repercussão, a campanha “#SomosTodosVerônica” foi lançada no Facebook e já tem mais de 15 mil curtidas. Os internautas afirmam que a travesti foi torturada.

    Opinião: Somos todos Verônica

    Leia também: Ativistas LGBT acusam funcionários de bar em Botafogo de agressão

    “[Verônica] declarou à nossa equipe ter sofrido agressões em vários momentos por parte de policiais militares e de ‘preto’, fazendo referência aos agentes do Grupo Operações Estratégicas (GOE), durante o episódio em que atacou o carcereiro da Polícia Civil por conta de uma troca de cela e no hospital Mandaqui quando do atendimento médico”, informou o órgão da Prefeitura, em nota.

    A Defensoria Pública, responsável pela defesa de Verônica, informou ver indícios de abuso policial, com “agressões desproporcionais e exposição indevida”.

    “As fotos evidenciam, pelo menos, uso desproporcional de força. O que se alega é que foi utilizada força para contenção, mas conter não é espancar. Além disso, a divulgação da imagem dela machucada e com seios à mostra demonstra uma tentativa de exposição indevida. Caberia ao Estado proteger sua integridade física e moral. Se não foram os policiais quem divulgaram as fotos, foram ao menos coniventes com essa divulgação”, informou o órgão em nota.

    Antes e depois: vaidosa e fã de malhação, Verônica Bolina ficou deformada depois de apanhar em distrito policial no centro de São Paulo. Foto: Reprodução/redes sociaisEm áudio, Verônica Bolina, de 25 anos, diz que não foi torturada. Foto: Facebook/ReproduçãoVerônica aparece com rosto machucado e seios a mostra. Foto: Facebook/ReproduçãoImagem divulgada nas redes sociais mostra Verônica com pés e mãos algemadas sob na carceragem do 2º DP. Foto: Reprodução/FacebookVerônica foi acusada de tentar matar uma idosa de 73 anos. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/Reprodução
    Antes e depois: vaidosa e fã de malhação, Verônica Bolina ficou deformada depois de apanhar em distrito policial no centro de São Paulo. Foto: Reprodução/redes sociaisEm áudio, Verônica Bolina, de 25 anos, diz que não foi torturada. Foto: Facebook/ReproduçãoVerônica aparece com rosto machucado e seios a mostra. Foto: Facebook/ReproduçãoImagem divulgada nas redes sociais mostra Verônica com pés e mãos algemadas sob na carceragem do 2º DP. Foto: Reprodução/FacebookVerônica foi acusada de tentar matar uma idosa de 73 anos. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/ReproduçãoInternautas fazem desenhos em homenagem a Verônica Bolina. Foto: Facebook/Reprodução
    Antes e depois: vaidosa e fã de malhação, Verônica Bolina ficou deformada depois de apanhar em distrito policial no centro de São Paulo. Foto: Reprodução/redes sociais
    1/11
    A defensoria diz também que, na última segunda-feira (13), os policiais não permitiram que a defensora Vanessa Alves conversasse com Verônica em um local reservado, de acordo com o que está previsto na legislação.

    “Na ocasião, Vanessa percebeu que não foi dado um espaço adequado para entrevista, sem presença de policiais. Além disso, os policiais teriam dito para Verônica ‘não mentir’ e ‘falar a verdade’. A gente considera uma coação”, informou o órgão. “A defensora ainda ouviu dos policiais que, por ter arrancado a orelha do carcereiro, a agressão saiu barato”.

    A Defensoria informou ainda que formulou nesta quinta-feira (16) o pedido para que o juiz responsável pelo caso realize uma audiência de custódia. Nesta audiência, Verônica seria ouvida pelos defensores e pelo juiz. A defensoria também pediu que um novo exame de delito seja realizado em um “ambiente de maior isenção para verificar legalidade e abuso”. Após a agressão, Verônica realizou exame de corpo de delito no hospital Mandaqui, na zona norte, segundo a Prefeitura de São Paulo.

    Áudios

    A Defensoria também questiona as condições em que foram gravados os áudios divulgados pela coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo, Heloísa Alves, em que Verônica diz não ter sido torturada. A ação de tortura foi levantada após as fotos da travesti com o rosto desfigurado serem divulgadas.

    “Não fui torturada pela polícia. Eu simplesmente agi de uma maneira que achava que estava possuída, agredi os policiais, eles só agiram com o trabalho deles”, diz Verônica.

    “Eles tiveram que usar as leis deles para me conter. Não teve, de nenhuma forma, tortura. Só fui contida, não fui torturada”, completa ela.

    Ao depoimento de Verônica, segue a voz da coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual. Ela diz que o delegado permitiu que a gravação fosse feita porque “há uma comoção geral” e estão “todos preocupados com a integridade da Verônica, preocupados em saber o que efetivamente aconteceu”. Ela pediu ainda que o áudio fosse repassado e divulgado nas redes sociais.

    No entanto, em uma segunda gravação, também divulgada por Heloísa, a travesti reforça que não foi torturada e que não que “ser usada para fins políticos”. No entanto, é possível ouvir a voz de uma mulher ao fundo ditando a frase para Verônica.

    “Esses áudios chamam atenção porque não se sabe em que condições foram feitos e nem como foram divulgados”, diz a Defensoria.

    Por email, o iG questionou a Coordenadoria de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo sobre a gravação desses áudios, mas até o fechamento desta reportagem não obteve resposta.

    Agredida por outros detentos e carcereiro

    Verônica aparece com rosto machucado e seios a mostra
    Facebook/Reprodução
    Verônica aparece com rosto machucado e seios a mostra
    Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, Verônica foi presa na última sexta-feira (10) “depois de tentar matar uma senhora de 73 anos e agredir outros dois moradores do condomínio onde vive”. Verônica teria usado a bengala da idosa para agredi-la. A PM foi chamada e encontrou Verônica “nua e bastante exaltada”. Ainda de acordo com nota da SSP, na delegacia, Verônica voltou a “dirigir ofensas aos policiais investindo de forma violenta. Foi necessário o uso de força para imobilizá-la”.

    A ocorrência foi registrada no 78º DP (Jardins) como tentativa de homicídio qualificado, dano, lesão corporal, desacato e resistência.

    Transferida para o 2º DP, ela confirmou, segundo nota da SSP, que “quando estava detida em uma cela, expôs a genitália e começou a se masturbar, o que provocou a revolta dos outros presos”. Um carcereiro entrou na cela para retirá-la da confusão, mas Verônica teria mordido a orelha dele. “O delegado esclarece que Verônica se machucou durante esses confrontos”, informou a pasta, em nota.

    A SSP informou ainda que “por causa da sua condição sexual, [Verônica] pode solicitar uma sala separada do restante dos presos, mas não houve esse pedido”. Ela continua na delegacia “de maneira provisória” até ser encaminhada para uma unidade penitenciária.

  85. Acabei de falar ao telefone com o Rebouças, presidente do SIPESP e o mesmo me afirmou pessoalmente que paralisação por melhores salários, como a Apeoesp está fazendo, é uma bobagem e que não adianta nada fazer paralisação. Só quer viajar as custas do nosso suado dinheiro (do trouxa que é associado), para ficar de blá, blá, blá em Brasília. Ele mesmo admitiu que o Judiciário não pode interferir em aumento salarial, mas o mesmo fica enrolando com essas viagens e contatos inúteis que estão fazendo via judiciário.

    Precisamos parar, precisamos reinvidicar, senão não virá nada. Eu vivo do meu salário e de bicos e estou desgastado fisicamente e mentalmente e nosso representante vai tirar o feriado na boa. Quanto tempo faz que o Rebouças não faz um plantão numa EPJ no fundão do Decap? tá na maciota e vai virar mais um Bailone e ou Hilkias.

    Vou me desfiliar quarta feira, sindicato (SIPESP) nojento, são todos vendidos, não temos representação nenhuma, quiçá alguns esforços da Feipol -SE ou do Sipol, fora isso, são um bando de malandros.

    Desfiliem. Não sustentem estes vagabundos!

  86. FHAY disse:
    Sou Policia Civil já com o pé quase fora da Instituição e uso pistolas da Taurus há mais de vinte anos e nunca tive nenhum problema com elas, sejam as 57 S, 58 HC Plus, 92, 92 AF, 940, 24/7 Pro LS Táctical, esta última comigo há três anos, sendo que ela já caiu e nunca tive nenhum incidente com ela, mas saliento que faço manutenção, ou seja, limpeza e lubrificação semanalmente, e jamais outra pessoa a manuseou, fato que me dá total segurança quando de sua utilização. Pensem; como uma Empresa que tem ou não problemas em sua diretoria deixaria de prestar qualquer manutenção em um projeto defeituoso, hora são instrumentos de trabalho que tiram e salvam vidas. Não estou defendendo a Empresa Taurus, mas neste País gigantesco que é o Brasil, existem muitos interesses que muitos as vezes não vêem. Só para realçar, o Enafron adquiriu recentemente pistola .40 da Imbel, sem ter feito nenhuma consulta às Polícia Estaduais, em resumo veio de cima para baixo, gu ela abaixo. Será que ouve um estudo sobre este tipo de armamento, eis que são de ação apenas simples no primeiro disparo, e quem trabalha na área operacional sabe que mesmo com destreza utilizar uma arma com ação dupla inicialmente pode fazer a diferença. Com a palavra os amigos entendidos na segurança pública. Poderia falar com mais detalhamento sobre o assunto, mas espero a opinião de alguns para continuar o raciocínio. Não estou fazendo uma crítima, mas a meu ver qualquer tipo de armamento para serem utilizados pelas Polícia deve ser bem pensado e treinado, para não termos desastres…….

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s