1. *ATENÇÃO!

    OS QUADROS DA SSP/SP ESTÁ TODO DESORGANIZADO POR ISSO GANHAMOS TÃO MAL… PODEMOS NOTAR A UNIÃO QUE HÁ EM OUTROS ESTADOS DA U.F. E ATÉ MESMO OS SALÁRIOS.

    *EM SP TODOS OS POLICIAIS ESTÃO GANHANDO MAL E BATENDO CABEÇA. É TUDO QUE O SISTEMA QUER.

    *TODOS OS CARCEREIROS (CARGO EXTINTO) AO EFETUAR RECADASTRAMENTO ANUAL:

    https://recadastramentoanual.gestaopublica.sp.gov.br/recadastramentoanual/noauth/Logout.do

    SEGUE O SEGUINTE:

    Recadastramento – Consulta

    Dados Funcionais

    Dados Funcionais – Lista de Provimentos

    Preencha somente em caso de Designação

    Tipo de Designação:* CARGO VAGO

    Função:* OUTROS – INVESTIGADOR OU ESCRIVÃO

    Nível Organizacional:*

    (É A MAIS PURA VERDADE E ACEITÁVEL PELO SISTEMA DE RECADASTRAMENTO ANUAL.)

    *NÃO SE ESQUEÇAM A FUNÇÃO DEPENDE DA QUAL VOCÊ ESTÁ EXERCENDO NA DELEGACIA OU OUTROS SETORES.

  2. NÃO HAVERÁ REESTRUTURAÇÃO EM SP PORQUE ISSO TRARIA UNIÃO PARA POLICIA CIVIL, O QUE PODE PREJUDICAR OU INCOMODAR ALGUNS…
    PODEMOS VER:
    AS GUARDAS CIVIS ESTÃO MUITO MAIS ORGANIZADA E, QUEM TEM NÍVEL SUPERIOR GANHA UM ADICIONAL NO SALÁRIO QUE DEPENDENDO DO MUNICÍPIO ESTA GANHANDO MAIS DO QUE INVESTIGADOR.
    O AGENTE PENITENCIÁRIO ESTA GANHANDO IGUAL A UM AGENTE POLICIAL E SOLDADO PM.
    CONCLUSÃO:
    A DESUNIÃO FAZ A FRAQUEZA

  3. Os próprios policiais Civis não desejam a reestruturação. Basta você verificar os comentários aqui postados. A guerra de vaidade fala mais alto.Nosso destino: Extinção lenta, gradual e agonizante.

  4. DELEGACIA NÃO PODE SER LOCAL DE GUARDAR PRESO, MAS SIM DE APURAÇÃO E INVESTIGAÇÃO DE CRIMES.

    APÓS DO MESMO JEITO QUE O PRESO TEM QUE SER APRESENTADO AO JUIZ EM 24H.

    O PRESO TAMBÉM TEM QUE IR PARA O PRESÍDIO EM 24H. PORQUE A POLICIA JUDICIÁRIA FOI FEITA PARA “APURAR E
    INVESTIGAR” E NÃO PARA CUIDAR DE PRESO.

    LEVAR PRESO A NOITE PRA DELEGACIA DE TRANSITO E, LOGO CEDO, DE MANHÃ A MESMA DELEGACIA QUE LEVOU O PRESO A NOITE TEM QUE LEVAR DE DIA. FAZER DOIS IML É SACANAGEM.

  5. Na Austrália a população, toda, é dividida em apenas 3 classes sociais, nas polícias de SP existem “trocentas” classes. Por isso a Austrália é a Austrália e nós “tamos” f…

  6. Valeu SHERLOCK GOMES pela dica no recadastramento anual, até gravei para não esquecer, aqui faço trampo de escriba, só atendendo balcão fazendo BO’s é isto ai, um grande abraço e tenha um bom domingo.

  7. O que tenho a dizer é que nos os carcepas e agentes policiais somos os mais explorados nesta porra de polícia, estão nos explorando, nos sugando e nos fudendo legal, fora a humilhação por parte de alguns colegas. O que escutamos: “Vocês foram extintos”, ” vocês não tem função”, ” Vocês são genéricos” ” tudo que é genérico não presta”. A coisa está descambando para esta situação insustentável, não vejo a hora de cair fora. Até mais e um bom domingo a todos.

  8. Bom dia, pq os policiais não entram com ação por desvio de função ? igual a esse ?
    Processo 1018393-62.2014.8.26.0196 – Procedimento Ordinário – Isonomia/Equivalência Salarial – OTAVIANO DOS SANTOS
    BOEMIA – FAZENDA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO – Intimar o advogado do requerente para apresentar réplica. – ADV:
    THIAGO PUCCI BEGO (OAB 153530/SP), ADAUTO FERNANDO CASANOVA (OAB 134025/MG)

  9. Desde que entrei na polícia observo a clara evolução da PM, GCM e SAP em comparação com a PC.

    Acredito que a atual situação falimentar da PC vem da falta de gestores que é alimentada pela divisão entre as carreiras onde uma carreira considerasse melhor que a outra mesmo não tendo: direitos respeitados, condições de trabalho e principalmente salario.

    O centro dos problemas da PC pode ser dividido em:

    1- Falta de uma entidade de classe representativa nos moldes da OAB, CRM e CREA que resultaria em um maior poder de reinvindicação, mas encontra a resistência da fogueira das vaidades principalmente de Delegados e Investigadores.
    2- A corrupção, quem não vive de salário a “famosa quinzena e faz me rir”, não luta por melhores condições de trabalho.
    3- A burocracia que gera a ineficiência e possibilita a corrupção.
    4- A falta de gestores, os dinossauros perderam a capacidade de modernizar-se e acostumaram com os rapapés.
    5- A falta de um plano de cargos e salários que traria motivação e por consequência eficiência.

  10. A Polícia precisa urgente de uma reestruturação.
    DELEGADOS
    ESCRIVÃ ES
    INVESTIGADORES
    AGENTE DE POLÍCIA.

    A UNIÃO FAZ A FÓRUM.

  11. CADE A VALORIZACAO DO NU e NM ???
    CADE AS PROMOCOES AUTOMATICAS ??
    CADE O AUXILIO ALIMENTACAO ???
    CADE O REAJUSTE DE PELO MENOS 15% PARA 2015 ???
    CADE O REAJUSTE SALARIAL PELO URV ??
    FALA SERIO
    CADE A OUTRA METADE DO ALE ???

    CADE O REAJUSTE PELA URV ???

  12. Não vejo soluções para melhorar salários dos policiais cívils do estado de São Paulo, primeiro que a política do governo não favorece, segundo a política interna da polícia também não favorece, terceiro os interesses dos próprios policias se divergem, quarto são vários sindicatos falando linguagens diferentes, quinto a polícia é uma orquestra que funciona graças os instrumentos diferentes que cada carreira toca e no fim tem resultados que atendem a meia boca os anseios sociais. Isso é o importante !

  13. A solução para a polícia civil, e o simples desmantelamento, e a criação de uma nova polícia. Com carreira única, e sem distinção para pôr fim aos desmandos sem cabimentos a que assistimos hoje.
    Dar prioridade a investigação e somente a esta finalidade, o resto é função de outros órgãos.

  14. Policiais civis, tomem muito cuidado, pois as carreiras dos senhores não é tão importante assim, vcs fazem a bosta do inquérito, que para quem estudou só um pouquinho, sabe bem que é peça dispensável na ação penal pública, lavratura de flagrante, peça cartoraria, a PM tem total condição de o fazer, pois já o fazem, no caso de IPM, então basta apenas dar o ciclo completo de polícia para as duas polícias, aí verão quem sobrevive, se mudarem a lei, vcs serão engolido pela PM, e vcs e os políticos sabem disso, senhores isso aqui não é crítica a A ou elogio a B, é simplesmente a realidade, acordem senhores, pois seus diplomas de cursos superiores, não valem de nada.

  15. Seja a PC engolida pela PM, ou a PM engolida pela PC… um coisa é certa… só deve haver 1

    A investigação precisa continuar.
    O policiamento ostensivo precisa continuar
    O Policiamento especializado precisa continuar.
    Juntem o GATE, GOE, GARRA, COE, ROTA, GER, Etc.. e teremos algo muito mais sólido, com troca de experiência, melhor capacitação e sem essa competição ridícula que todo mundo sabe que existe… a Civil ja tem unidade fardada, daqui a pouco a PM vai ter unidade descaracterizada…

    Agora com relação aos delegados e oficiais… isso precisa de uma GRANDE reformulação, porque se juntar tudo… ferrou, não tem como dividir função… os delegados perderiam seu lugar no meu ponto de vista… Oficiais são formados para ser oficiais, delegados são formados em direito e fazem 3 meses de academia.

    Regime militar… deixa isso pro exercito… Para ter um policiamento ostensivo e uniformizado, não precisa ter regime militar, somente hierarquia e subordinação… não precisa ser como na ditadura, esse tempo ja foi.. hora de se adaptar e evoluir.

    O que precisa ser feito todo mundo ja sabe… todos conhecem as falhas e o que tem que ser melhorado..

    Eu quero ver quem vai colocar o seu na reta e FAZER… porque vai dar MUITO trabalho… estamos falando de uma mudança que levaria ANOS até se adaptar, pra só então, evoluir pra algo melhor.

    Falar todo mundo fala…

  16. Não tenho vaidade alguma. Tanto faz a PM engolir a Civil ou vice versa. A verdade é que do jeito que está não dá mais pra continuar.Seria interessante a criação de uma Polícia única uma vez que nasceria forte e com funções definidas. Tenho inúmeros amigos PMs que sonham em ingressar na Polícia Civil não porque esta seja melhor do que aquela, mas pra sair do regime militar que humilha e desgasta seus subordinados. Sou a favor sim da criação de uma nova Polícia. Pois como disse o colega a cima, o crime precisará ser investigado. O criminosos continuará a ser perseguido.Se não quisermos pensar em uma Instituição forte e sólida para nós ocupantes de cargos titulares, pensemos numa instituição eficiente para os nossos filhos. Quem aqui não teme que um dia um filho ou neto nosso necessite da ajuda Policial???? você acha que os serviços prestados estão a altura? Uma ótima semana a todos

  17. GENTE !, ME DESCULPEM, MAS MUDANDO DE “ALHOS” PARA “BUGALHOS”, S.M.J., A ARENA DO GRANDE TIMÃO VIROU UM SALÃO DE FESTAS OU MESMO UM CHIQUEIRO DOS PORCOS. AJUDEM OS HOMENS AÍ Ó !…

  18. Ao Sr. Justiça.

    “Policiais civis, tomem muito cuidado, pois as carreiras dos senhores não é tão importante assim, vcs fazem a bosta do inquérito, que para quem estudou só um pouquinho, sabe bem que é peça dispensável na ação penal pública, lavratura de flagrante, peça cartoraria, a PM tem total condição de o fazer, pois já o fazem, no caso de IPM, então basta apenas dar o ciclo completo de polícia para as duas polícias, aí verão quem sobrevive, se mudarem a lei, vcs serão engolido pela PM, e vcs e os políticos sabem disso, senhores isso aqui não é crítica a A ou elogio a B, é simplesmente a realidade, acordem senhores, pois seus diplomas de cursos superiores, não valem de nada.”

    É impressão ou isso me parece uma inveja? vai estudar, meu caro. Você deve ser daqueles incapazes de passar em algum concurso que realmente utilize o cérebro e vem aqui criticar a nossa importância? Cada ser tem a sua importância. Se a gente faz “a bosta” do inquérito, imagina um “talvez” Pm burro e analfa como você!!! Ah… Marcha , soldado, cabeça de papel.

  19. No primeiro minuto do vídeo (O ACIMA, RELACIONADO COM ESTA POSTAGEM), a apresentadora do debate destacou o crime de ROUBO DE CARGA.

    O vídeo (ABAIXO, relativo a este COMENTÁRIO), mostra a “ética” da Polícia Militar paulista em relação ao Soldado PM Júlio César Lima do Nascimento, vítima que se socorria de entidades não militarizadas, exatamente por omissão, covardia e o mais absoluto descaso da própria Polícia Militar.

    Podem fazer milhares e milhares de debates, simpósios, c9nferências, tratados, mas, sem ÉTICA, não chegaremos a nenhum plausível lugar. Continuaremos, TODOS, vítimas das PATIFARIAS da PM paulista, aliás, da qual emergem muitos políticos que me levam à seguinte reflexão: diga-me onde você comprou que de digo quanto vale a compra. Ou seja: comprar idéias de políticos oriundos da “reserva moral” não é bom negócio.

    Nenhuma empresa (privada) sobrevive sem o pressuposto da ética, ao passo que as públicas permanecem, nessa cantilena enganosa e nefasta, porque não dependem de lucro.

  20. sou obrigado a fazer justiça com o trabalho do Dr Batalha e sua equipe . . . policiais civis paulistas . . .

    mais um canão sem nenhuma morte . . .

    para quem vive achando alguma coisa

    fatos valem mais que mil palavras . .

    policiais civis de Mogi das Cruzes e região meus cumprimentos

    é o trabalho de vcs ??? é . . .e mesmo assim meus cumprimentos . . .

    e se eu pudesse substituiria os cumprimentos por uma justa e digna remuneração

    à estes seres humanos servidores públicos paulistas . . .

    http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2015/06/seccional-de-mogi-cumpre-mandados-de-suspeitos-de-roubo-de-carga.html

  21. o correto é começar tudo do zero. com um código penal mais rigoroso , e implementar tolerância zero contra os
    marginais, .pois enquanto a gente ficar enxugando a bandidagem estará sempre a frente,…

    hoje saiu na TV que policiais de são paulo cumpriu mais de 25 mandados de prisões , contra ladrões e
    receptadores de cargas,,, , os ladrões ficarão um pouquinho preso, mas sabemos que os intrujões sairão loguinho….
    isso é nada mais que enxugar gelo, pois os intrujões tem muitos vagabundos ( ladrões ) a serviço deles..
    os que foram presos hoje .. amanha ja terão outros substitutos , e tudo continuará igualzinho……

    isso so vai melhorar no dia que os receptadores pegarem 10 ou 15 anos de cana em regime fechado, sem beneficios..

    ai sim estaremos finalizando o enxugamento de gelo neste quesito……………………………….

  22. Thoreau: Dr. Batalha faz um excelente trabalho a frente da seccional de Mogi. Segunda cana muito importante que eles deram, coisa chique mesmo que engrandece a polícia civil.
    .
    Justiça: Deveria continuar o nome como “Justiça Cega”, pois não vê nada, nem o óbvio a sua frente, normal pois não faz parte da Polícia Civil, tampouco deve estudar a fundo o direito de maneira imparcial. Primeiro falou mal do IP, depois disse que a PM usa o IPM. “Seus diplomas não valem de nada”….Claro o que vale é aquele que vem do barro branco? Ou o da ESsd? Já o diploma de uma faculdade é sem valor, certas coisas é melhor ler do que ser cego. Por fim, sobre a PM fazer o serviço “cartorário”, me mostre algumas jurisprudências sobre o BOPM mudar o rumo do processo, não vale dizer “O oficial falou que o BOPM muda tudo no processo”, igual um Oficial PM disse nesse espaço a uns anos atrás. Vocês levam a sério de mais o que seus oficiais falam, deveriam estudar um pouco mais antes de sair repetindo por ai.
    .

  23. Bom companheiros desse blog, se quiserem discutir direito comigo, com todo o respeito a todos aqui, não sou dono da verdade, mas sou formado em direito na singela USP, largo São Francisco, quando disse sobre a importância do IP, foi o que aprendi com meu mestre Lazzarini, saudoso jurista, não sei se vcs aqui já ouviram falar, no entanto, quando disse que o diploma de vcs para bada serve, me referi ao sr. governador, quanto ao diploma do barro branco, tem muita valia sim.

  24. Justiça,

    Ainda lembro do falecido desembargador Alvaro Lazzarini, “mestre” da PM , ex-oficial da Força Pública, o qual – garbosamente – fazia questão de cantar o hino da PM em todas as solenidades públicas. Entoava o hino da “gloriosa” com mais ímpeto e sentimento do que o próprio Hino Nacional.
    Era ridículo!
    O referido, além dessa e outras excentricidades – tal como pretender destituir o governador e , também, ser eleito presidente do TJ-SP ( perdeu feio ) – rotineiramente escrevia e publicava suas sandices enaltecendo mentirosa e facciosamente a sua “gloriosa”; em detrimento, obviamente, da Polícia Civil e da própria Segurança Pública.
    Na visão dele a sua PM sempre foi a panaceia para todos os problemas de segurança e ordem pública; como “mestre” do oficialato deve ter sido o grande responsável por inocular essa e tantas outras falsidades nos cérebros dos cérebros da PM.

    De “jurista” ( profundo conhecedor da ciência do Direito ), não possuía lá grande coisa.

    Aliás, meu caro Sr. Justiça, nem sequer era diplomado “na singela USP, largo São Francisco”!
    Como qualquer outro tenente da Força Pública deve ter colado grau em “seis meses” nalguma faculdade “Sul”.

    Lembrando que você mesmo, tempos atrás, revelou aqui no Flit que os oficiais da PM colam grau em Direito com apenas seis meses de faculdade.

    “Diploma do barro branco, tem muita valia sim” ( “sic” ).

    Mas sem perder a linha de exposição, o referido, segundo a minha memória, hoje contaria uns 80 anos de idade, ou seja, era de uma época de pouca competitividade e poucas exigências para quaisquer cargos públicos.

    Nos anos 1950, bastava o ginásio ( qualquer um era muito bom ) para ingressar como aluno na Academia da antiga Força Pública; nem sequer se exigia escolaridade para os soldados ( bastava ter bons dentes e 1m60 ).

    Todavia, para ser delegado, desde 1905, sempre foi necessário ser portador do diploma de Direito.

    A carreira só ficou mais ou menos esculachada quando os “milicos” passaram a enfiar qualquer nóis vai nóis volta saídos de suas fileiras.

    De se lembrar que até para o ingresso na Magistratura, como os cursos de Direito ainda eram escassos , especialmente durante a Ditadura, bastava um bom pistolão de farda verde-oliva ou , então, ser carregador de pasta do Secretário de Justiça.

    É por isso que são conhecidos tantos “ajudantes de ordens” que “viraram” Promotores ou Juízes; muito mais Promotores, pois sempre foi mais fácil e menos penoso. Os vencimentos sempre iguais.

    Delegado ninguém queria ser, pois estes sempre trabalharam muito mais por muito menos.

    Já nos dias de hoje embora o “oficial” (natu nobilis ) obtenha seu diploma superior em apenas três anos , ao menos, nas fases preliminares a seleção é bastante competitiva, né ?

    Sem esquecer que, democraticamente, as Praças com curso superior já podem alcançar a patente de Major, bastando a aprovação em concurso interno e academia em poucos meses.

    Vale dizer: o glamour do oficialato já não é mais o mesmo!

    Sem demora o requisito para ingressar no oficialato será possuir bacharelato em qualquer coisa…

    Mas retornando ao “saudoso jurista”, cumpre lembrarmos que o dito escreveu nos anos 1970 – inicialmente em forma de apostila – um manual de Direito Administrativo para a academia do Barro Branco, cópia pura de Hely Lopes Meirelles , posteriormente, com a morte do plagiado , editado na forma de livro ( deveria ter sido processado pelos herdeiros do Dr. Hely ).

    Entre outras pérolas jurídicas – o astuto ex-oficial – criando um conceito muito particular de “manutenção da ordem pública” , interpretava o ordem constitucional no sentido de que a PM poderia – em caso de grave crise institucional – tomar para si as funções de outros órgãos de segurança.

    A grave crise contra a ordem pública, não por mera coincidência, tinha como exemplo o caso de greve generalizada.

    Com desfaçatez o pensamento do falecido veio a lume na primeira greve da PC em 1990, sendo empregado como argumento de autoridade na greve de 1993, durante o governo do capitão “Fleury Filho”( correligionário e amigo íntimo do José Maria Marin ).

    Deve ser por isso que falam que uma vez PM sempre P ( pau ) M ( mandado ).

    Por fim, graças aos céus nenhum delegado foi governador ou secretário de segurança deste estado ( Fofão, Marzagão e Ferreira Pinto ), pois os três são provas vivas dos frutos da PM…

    Aos delegados ainda resta o benefício da dúvida sobre a sua honradez e competência, dos oficiais da PM nós temos a certeza do que verdadeiramente são.

  25. Sinto em constatar o quanto obscura é a visão de alguns administradores desse blog, quanto as sandices escritas ai em cima, não comenta rei tamanha dor de cotovelo, inveja, no entanto vale lembrar que desde do início dos meus manifestos me referia aos diplomas de nível superior dos investigadores e escrivães, da forma como o governo os reconheceram, ou melhor, não reconheceram, pois estes nobres e valorosos guerreiros, foram abandonados a própria sorte, por aqueles que ae dizem doutores, ou melhor, por aqueles frustrados que não conseguiram nada melhor na magistraturas ou MP, então necessitam serem intitulados de excelências de sugundo escalão, pois se fossem bons a vossa instituição não estaria falida, tão pouco desprestigiada por toda a sociedade, triste ver que aqui neste blog temos leões intelectuais, mas de que nada servem para melhora da polícia cívil, novamente repito, senhores frustrados, parem de se compararem aos gloriosos e respeitados oficiais da PM, pois vcs, doutores de segunda classe, nada tem de semelhanças com eles, seus egoístas, pois dizem amar sua instituição, mas nada fazem por ela, dizem ser doutores da lei, da ordem, da justiça, mas deixam abandonados seus subordinados, vcs como digo e repito, se fossem bons de verdade não estariam atrás de mesas empoeiradas assinado IP, que são mal e porcamente elaborados, para serem desprezados pela justiça.

  26. Justiça,

    Inicialmente, aqui não há “alguns administradores” , apenas um administrador.

    Aliás, como todos sabem, que deixou de ser delegado – em razão de demissão – há quatro anos.

    Contudo que ainda pode afirmar – por experiência pessoal – que sempre existiu mais oficiais frustrados na PM por serem reprovados na AMAN e rejeitados até mesmo como simples contratados depois do CPOR/NPOR, do que delegados frustrados que não conseguiram “nada melhor na magistratura ou MP”.

    Diga-se de passagem, a maioria dos delegados é formada por policiais das carreiras subordinadas, Praças da PM e outros servidores públicos que jamais prestaram concursos para a magistratura ou MP.

    Frustrados pelos baixos salários e péssimas condições de trabalho conheci muitos, mas frustrados por não serem membros de outras carreiras é coisa rara.

    Meu caro, sejamos francos, ninguém – nunca – estudou para ser PM ; nem mesmo os filhos de oficiais…

    A polícia – especialmente a PM – sempre foi profissão para quem não tem oportunidades e talentos para coisa melhor .

    Outrora – salvo não ser portador de mordida cruzada e pé chato – não havia lá grande diferença entre ser policial e lixeiro da prefeitura, ambos prestavam concurso público.

    A particularidade a mais – além das supracitas – é que oficial PM – além de bons dentes e pés – deve ser dotado de uma grande inclinação para a servidão aos políticos em geral ( de vereadores ao governador ), magistrados, promotores , procuradores e qualquer empresário que possa render alguns benefícios.

    E por serem servos exigem muito mais do que um simples tratamento de doutor, exigem a total subserviência dos nobres e valorosos subalternos.

    Em relação a delegado dizer que ama a “instituição” , verdadeiramente, você não conhece os delegados, tampouco as origens da polícia de São Paulo

    Ora, nunca fomos tão falsos assim, delegado que é delegado ama o seu ofício…A Polícia Civil – da mesma forma que foi “institucionalizada” pelos militares em 1969 – amanhã pode ser extinta, mas restando a carreira dos delegados intacta.

    Amor á instituição é demagogia barata de corrupto.

    Quanto a deixar “abandonados seus subordinados”, não venha inocular ainda mais a cizânia e a felonia; independentemente da ação ou omissão dos delegados cada carreira policial civil – uma contra outra – sempre defendeu seus próprios interesses. Na PM são apenas duas carreiras: Oficiais e Praças ( eis o segredo da suposta união da PM ), enquanto na PC coexistem 14, de delegado a atendente de necrotério. Treze contra uma, todas inimigas da principal carreira da PC. Diga-se de passagem, delegado não possui o famigerado regulamento disciplinar para impor penalidades prisionais, corporais e até demissão sumária aos subordinados. O maior argumento contra a desmilitarização da PM é a perda de controle disciplinar sobre a tropa…Será que a PM é composta apenas por insurgentes e celerados ?

    E deixe de ser mentiroso, pois desde o inicio dos seus manifestos neste Blog você sempre se referiu pejorativamente à formação acadêmica dos delegados.

    Por fim, vocês militares de segunda classe – se fossem bons de verdade não estariam atrás de suas mesas bastante limpas e polidas – por algum praça feito de faxineiro – apenas assinando papelada inútil esperando bater as 17 horas para que outro soldado – feito de motorista particular – o transporte comodamente na viatura oficial para casa. Só não posso dizer que os documentos PM são porcamente elaborados, pois como são padronizados qualquer idiota é capaz de preenchê-los sem grandes dificuldades. IPM é bonitinho, mas ordinário; tão falsos quanto notas de R$ 3,00. Deve ser por isso que PM só senta no banco dos réus com base num porco, dispensável e porcamente IP assinado por delegado de polícia.

    —————————————-

    Para refrescar a sua memória:

    Enviado em 12/10/2011 as 14:27
    Já que até agora vimos uma trocas de agressões de baixissimo nivel, vou tentar de maneira respeitosa esclarecer alguns fatos. Até o presente momento, vimos não rara vezes, alguem dizer assim, “VA ESTUDAR TENENTE”, pois bem, vejam só as coincidencias, Um oficial da PM, estuda quatro anos na academia, o qual ingressa através da fuvest, ou seja, não é pra qualquer um, durante o curso, este oficial ganha pra estudar, já o delegado paga, durante o curso os professores são juizes ,promotores e desembargadores, nas faculdades pagas pelos delegados, os professores quando muito são também delegados, ao final do curso, o tenente com mais seis meses de faculdade, é bacharel em direito, já o delegado, repito, paga cinco anos de uma faculdade qualquer, ou seja, após cinco anos de gasto, tem ainda que prestar um concursinho pra delegado. Agora vamos relembrar o passado, Sr. Luiz Antonio Fleury Filho, ex. oficial da PM, formado no Barro Branco, membro do MP, secretario de segurança publica e governador do estado, Sr. Marzagão, ex oficial da PM, membro do MP, e secretario de segurança publica, o então excelentissimo Sr. Ferreira Pinto, diga se de passagem um excelente profissional, ex Oficiao Pm, membro do Mp e atual secretario de segurança publica, inclusive apos a troca de governo, muito competente o Sr Ferreira, alguem se lembra de algum delgadinho que passou para o MP, ou foi secretario de segurança publica, acho que não né, sabem por que, pois delegado é cargo de consolo dos bachareis que não conseguem passar pro Mp , e nem pra delegdo federal, alias alguem ja viu um delegado federal baixar o nivel, depois quem tem que estudar são os oficiais, por favor, tenham dignidade. Agora falo dos escrivães, para este concurso basta o diploma de datilografia, ou melhor , de informática básica

  27. Kkkk..pede pra cagar e vaza….que inveja do caralho!!! Enfia seu diploma da Usp no toba. Prefiro o respeito e a educação de um analfabeto do que a arrogância e a inveja de um desagregador.

  28. Caro representante do flit, fica latente a sua perseguição contra Oficiais PM , mas desafio , olhe bem a palavra, desafio, VC a provar que a demais classes da PC , não ficaram jogadas ao vento, quando da cisão dos salários PM/PC, pois caro amigo, nessa ocasião, foi oferecida ao CMT geral da PM, a mesma proposta indecente que privilegiaria os Coronéis, tenentes coronéis, majores e capitães, deixando de fora os tenentes, e também beneficiariam os sgt e subtenentes, deixando de fora cabos e soldados, ou seja, oficiais em sua maioria ganhariam a carreira jurídica dos delegados, já os sgt, o nível universitário dos investigadores/ escrivães, mas o então honrado e repito honrado CMT geral, preferiu um reajuste LINEAR de 8% para todos, enquanto os dirigentes da PC, o que fizeram??. No entanto mosso comando conseguiu ainda: 660,00 de diárias alimentação, dez dejem de 194 reais em valores bruto, é claro, e ainda promoção a cada tempo de serviço, ou seja, o SD em início de carreira ganha 1249 padrão+1249,00 REPT, +660,00 diária alimentação, 573,00 insalubridade+ 1940,00 dejem, bruto é claro, se o sr. Souber fazer soma, chegará a conclusão de qual comando é egoísta, e despreparado intelectualmente para dirigir uma instituição. Mas não poderia deixar de cumprimenta- los pelo nível universitário, pela carreira jurídica e pelos 6% das demais classes da PC, e como ficou claro, A PM não é feita apenas de duas classes, mas sim de um comando forte e responsável.

  29. NUNCA VI UM CIVIL PRESTAR PARA PM AGORA O CONTRÁRIO CONHEÇO 1000 !!!1

  30. Esse tal de Justiça que se diz oficial formado em direito pela São Francisco é um grande vigarista. A Dejem dos soldados é R$ 161,12, sendo impossível receber 10 diárias a não ser que os mesmos trabalhem 30 dias mensais, quer dizer sem folga a não ser o intervalo entre turnos. Além disso a escala extraordinária que pela lei é facultativa vem sendo transformada em escala obrigatória em algumas localidades de forma que as praças estão perdendo o direito de gozar folga pelo menos um fim de semana por mês. Se o soldado se negar a cumprir ou delatar é punido. Eu mesmo já fui escalado obrigatoriamente como se tivesse me escrevido e perdi minhas folgas por uma merreca de duzentos e poucos reais depois dos descontos. Preferia ter ficado com a família ou feito bico no supermercado por um pouco mais. O oficial também não diz que da mesma forma que a Operação Delegada poucos podem se inscrever , se todo praça pudesse vender 10 folgas não faltaria policiamento nas ruas. A DEJEM é boa para oficial que só faz administrativo e agora quando escalado na folga pode receber os R$ 190,00 como diária. A gente queria receber por hora-extra, não esse conto de vigarista. Esse estrela é mentiroso mesmo.

  31. Se VC não for a administração do blog, realmente tenho que concordar com alguns aqui, VC deve ser aqueles SD antigão, Cachaceiro que mal sabe escrever, e ainda ganhou uma promoção a CB.

  32. CABO DESCONTENTE:

    Meus mais efusivos parabéns pela vossa honestidade. Caso houvesse o mínimo de decência na Polícia Militar, o horário, na atividade-fim, seria sob o regime de 08hs X 40hs, desde que RIGOROSAMENTE respeitado. Quero dizer: a fiscalização deveria se4r pesada, como a que sempre exerci, sob pena de TODOS ENGANAREM A TODOS. Quando tal ocorre (enganação recíproca) o resultado é danoso para TODOS (policiais ou não). Afinal, mentira tem pernas curtas!

  33. Justiça:

    Não rasgue seu diploma, conferido pela “singela USP”, associando-o a algo de “bom” originado no “barro branco”.

    Não ouvi falar do “mestre” Álvaro Lazarrini. Vi-o, com certa recorrência, na APMBB. A pretexto de “enrolar” a aula, sabe qual era a mais certeira estratégia? Determinado aluno-oficial começava a elogiá-lo, pelo “renomado saber jurídico”. Pronto: ele se entregava a tão exacerbado complexo de Édipo (perdoe-me pelo pleonasmo) que o Monte Everest se tornava um morrinho, comparado com o descomunal tamanho da “satisfação pessoal” que o “mestre” sentia.

    Jamais eu acreditaria ser transferido para a APMBB, até porque me faltava o CTE – Curso de Técnica de Ensino -, bem como, curso superior (singelo ou não), além de outros fatores que agregariam qualidades e estrutura que, pela lógica, se esperariam imprescindíveis naquela Escola de Comandantes. Por exemplo, que o oficial, instrutor, morasse naquelas imediações, ou, se distante, que fosse contemplado por mobilidade que não lhe causasse transtornos. Nem precisaria eu destacar que isso era quase um milagre, ou seja, morar distante do citado local de trabalho (Zona Norte da capital paulista) e sair ileso das complicações do trânsito (terrestre). Meu sobrenome não é “Alckmin”. Por isso, talvez, sobrevivo graças ao verdadeiramente singelo Souza.

    O que me restava, para compensar tais predicativos didáticos, era a “predestinação” de continuar açoitado no corredor polonês no qual me empurraram, em 1998, antes da maldosamente premeditada instabilidade funcional, ainda no âmbito do 10º BPM/M, iniciada no final de 1996, depois que desconfiei que estava cercado de PATIFARIAS o acidente de trânsito provocado por duas viaturas do 10º BPM/M, por isso não tomei participação naquelas investigações. Estas teriam que ficar a cargo de quem “não visse nada” de errado. Não faltaram candidatos. Começaram, então, minhas várias “conveniências do serviço”, por uma das quais bati com os costados na APMBB, em 31/03/04. Enfim, pensei, quando me cheguei àquela Casa de Ensino: serão implacavelmente apuradas todas as PATIFARIAS que registrei nas Unidades anteriores.

    Eu seria redundante caso reescrevesse o que já o fiz, em postagem de março de 2013, neste Blog, sobre esse MAIS NOJENTO ANTRO DE PILANTRAS que tive o dissabor de conhecer – mas, o prazer de enfrentar – na APMBB.

    Porventura, se você não teve conhecimento da aludida postagem, posso, colá-la, aqui, no meu próximo comentário, para que lhe pudesse servir de subsídio para a vossa formação de juízo de valor sobre aquele antro, que já deveria ter sido extinto, como toda a Polícia Militar, que já perde espaço para as guardas civis metropolitanas. Sempre fui contra a intromissão dessas guardas no serviço policial, porém, por pura covardia e omissão da Polícia Militar, esta, agora, é obrigada a se acocorar diante da lei que confere poder de polícia às citadas guardas. A falência da Polícia Militar já existe, de fato, na sua contraproducente mania de avocar inexequíveis missões, do estrito âmbito de outras Secretarias. Desengasga bebês para “fazer média” com a já enganada população. Na mais remota das hipóteses, isso seria atribuição do Corpo de Bombeiros, aliás, igualmente omisso nas fiscalizações, para auferir aplausos nos rescaldos. Isso também é hipocrisia.

    Espero que não tenha sido em vão o meu pedido. Reitero-o: não rasgue o vosso diploma.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s