Campanha com peças de cartunistas renomados são proibidas pelo governo de SP…( Tráfico continuará lucrativo! ) 41

Por Agência Brasil |

Governo acusou Laerte e Angeli de apologia às drogas. Coordenadora da campanha rebate: “Estamos apenas denunciando o fracasso de uma guerra [contra as drogas]”

Agência Brasil

Desenho de Angeli
Divulgação

Desenho de Angeli

Anúncios da campanha “Da proibição nasce o tráfico” com peças de cartunistas renomados, como Laerte e Angeli, foram proibidos de serem veiculados em ônibus que circulam na capital paulista. De acordo com a socióloga e coordenadora da campanha, Julita Lemgruber, a ordem para a retirada das artes do busdoor partiu do governo estadual e ocorreu dois dias após o início da circulação sob a alegação de que a mensagem seria uma apologia às drogas.

“A gente esclareceu que em nenhum momento estamos fazendo apologia. Estamos apenas denunciando o fracasso de uma guerra [contra as drogas] que só traz violência”, explicou Julita. Ela informou que o caso será levado à Justiça. O objetivo da campanha é que, a partir das mensagens dos cartuns, o público busque entender melhor os interesses – políticos e econômicos – que permeiam a atual política de combate às drogas.

A divulgação da obra dos cartunistas já circulou por um mês no Rio de Janeiro. A proposta era que o mesmo ocorresse em São Paulo. Julita explica que a campanha surgiu após uma pesquisa feita com 2 mil pessoas na capital fluminense, que mostrou grande falta de informação sobre o tema. Para aprofundar o debate, a iniciativa mantém uma página na internet .

A campanha aborda as mortes causadas pela proibição do consumo de drogas e os interesses comerciais ligados à repressão. “Essa política de guerra às drogas, que gera muito mais violência do que ela pretende combater, vitimiza negros pobres das periferias. Os jovens, principalmente. A gente quer muito parcerias com organizações que representam o movimento negro no Brasil.”

Desenho de Laerte para a campanha
Divulgação

Desenho de Laerte para a campanha “Da Proibição Nasce o Tráfico”

A Agência Brasil procurou a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), que não quis se pronunciar. A empresa estadual disse apenas que o erro em permitir a veiculação foi do Consórcio Intervias, cujos ônibus receberam os anúncios. De acordo com a EMTU, a Intervias descumpriu uma cláusula do contrato com o governo, mas não detalhou a cláusula.

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), a qual a EMTU está ligada, esclareceu que o contrato prevê restrições de temas em relação à venda de conteúdo publicitário nos coletivos. O Consórcio Intervias, por fim, não disponibilizou o contato do responsável e não retornou ao pedido feito por e-mail.

  1. É isso ai…
    .
    liberar as drogas…
    .
    os jogos…
    .
    pequenos e médios furtos…
    .
    condenação até 20 anos… transformar em prisão domiciliar…
    .
    enfim… valerá tudoooooooooooooooo !

  2. porque o pobre e obrigado a ver a arte dos outros porque nao coloca nos lugares onde os ricos frequentam ser pobre e pela falta de dinheiro e nem por isso pode ser cobaia da esquerda ou da direita.

  3. Eu há muito deixei de prender traficantes,pois quase troquei de lugar com ele quando advogado dele insinuou que havia plantado a droga e que o cliente dele era vitima da Policia,coitado,perseguido,apesar de outra condenação por trafico.Quase que o Magistrado se convenceu que eu era o errado agora eu quero é que se foda….!!

  4. Discordo da manchete…
    A guerra (gerada pelas – não contra as – drogas) mata mais do que as drogas?
    Ora, se a guerra é pelas drogas, as drogas são responsáveis, direta e indiretamente, pelas mortes na guerra.
    Essa “publicidade” tem o mesmo objetivo de novela da Globo: difundir e tornar aceitável um estilo de vida do autor…

  5. A maconheirada tá f… E esses cartunistas, nem são tão grande coisa assim, estão apenas querendo aparecer, pois estão esquecidos há muito tempo.

  6. Eduardo,

    Discordo em parte do comentário.

    Inicialmente, o Brasil nunca travou guerra contra as drogas; aqui a guerra sempre foi contra os viciados e pequenos traficantes.

    Por outro lado, essa suposta “guerra” entre policiais e traficantes mestiços ( não por culpa dos primeiros ) serve apenas para mostrar algum serviço estatal ( já que o Brasil se obrigou a combater tal crime ) e manter a procura maior do que a oferta, ou seja, apenas fortalece as organizações que exploram o comércio de entorpecentes e armas.

    Liberar ou não liberar, eis a questão da qual ninguém sabe a resposta correta!

    Caro Eduardo, com todo respeito, “difundir e tornar aceitável um estilo de vida do autor” é argumento de sacerdote ( a maioria menos impoluta do que ladrões e traficantes ). Ora, não é necessário ser viado para aceitar os homossexuais; não é necessário ser maconheiro para defender a liberação de drogas, tampouco é necessário ser bandido para exercer a advocacia criminal.

    O nosso país se tornou inviável para quem pensa , assume e defende aquilo que pensa, pois quando criticamos um ato de um preto somos racistas, de uma bicha tresloucada somos homofóbicos , um ato do MP somos corruptos, um ato do PT somos reacionários de extrema direita e quando criticamos pensamentos reacionários somos esquerdopatas.

    Por fim, não verifico nenhuma apologia na “publicidade” em questão.

  7. Aceito, sem ressalvas, o seu direito de discordar, mesmo parcialmente.
    Cada um que faça da sua vida aquilo que entenda ser o mais adequado para si, assumindo os riscos de viver em sociedade. Ou não é (e sempre foi) assim para quase todo mundo, na prática? É! Só não é para uma minoria…
    E quando disse sobre o “autor”, fiz referência aos novelistas. Aliás (espaço para a coluna frivolidade), o novelista global das 21:00 “tá” reclamando da baixa audiência… Será que ele não avançou demais? Sacanagem é interessante na intimidade, mas na hora de sentar-se com os filhos na frente da tv… Televisão ainda é a grande atração noturna para muitos.
    Se cartunistas querem usar qualquer tipo de substância, que o façam 24 horas por dia. Mas penso que eles não podem querer adequar o “todo” ao ao “individual” ou unificar pensamentos individuais ao modelo que julgam ideal. Se quiserem debater, que debatam, mas que admitam a discordância, a reprovação e até a lentidão da evolução.
    E o país não está inviável para quem pensa ou assume posturas, mas para quem quer forçar uma única “verdade”, seja de “situação” , “oposição” ou “alienação”…
    De outro lado, a aceitação de certas diferenças está longe de representar uma consciência de igualdade de direitos. Muuuito longe disso! Ocorre que “descobriram” que o Brasil é majoritariamente negro (cotas e minoria?!) e pobre, além do fato de que a liberdade sexual (menino x menino x menina x menina x tudo junto) está em seu auge e… Fechar os olhos para tudo isso é deixar de VENDER.
    Espero não ter sido mal compreendido…

  8. Senhores

    O cerne da questão, não é as mortes ocasionadas com “a guerra contra as drogas”, ou as mortes pelo consumo, ou mesmo para a manutenção da posse das “biqueiras”, isto tudo é consequencia de algo bem maior. É de conhecimento, que esta atividade é das mais lucrativas no mundo.
    Enquanto permanecer a politica do enxuga gelo, continuará da mesma forma, pois o viciado sempre existirá, o avião, o dono da biqueira e o distribuidor, mas, nunca se chega ao PATRÃO. Vejo como unica saída, já que a droga vem em bacias, é o governo fiscalizar o capital, a lavagem do dinheiro, esta providência atinge aqueles que as “operações midiáticas” jamais alcançam, pois não estão na periferia das cidades e nem proximo a elas.
    Desejando, os orgãos governamentais, tem como identificar com certa celeridade, as entradas de grandes montantes de capital, seja no mercado de capitais ou mesmo, no mercado imobiliário. O “patrão” não lava em botequim e sim em empreendimentos de maior vulto, facilmente identificaveis pelo fisco.
    Mas, ai, necessitariamos de banqueiros um pouco mais apegados as leis, uma ação contra o mercado paralelo de moedas. Ações que demandariam custo e tirariam os lucros de algumas pessoas, então não se faz.
    Jamais defenderei qualquer tipo de droga, quando usada na forma de entorpecente, mas, para reflexão, atentem para a quantidade de vidas ceifadas em virtude de “BEBIDAS ALCOÓLICAS”, seja no transito, na violência doméstica, ou nas desinteligências corriqueiras, se constatará que o numero é bem maior.
    Não é o caso de ser da esquerda ou da direita, na sepultura, todos os seres humanos se igualam, o rico ou o pobre, tem o mesmo destino, é inevitável.
    Ao meu ver, a ação estatal deveria agir na inibição do consumo, quer seja com ações sociais ou mesmo médicas, mas de forma coercitiva, pois o ingênuo usuário de hoje, se tornará um potencial criminoso amanhã, quando não tiver mais recursos para a compra.
    Por outro lado, ação feroz na lavagem do dinheiro.
    Não seria da noite para o dia, demandaria grande quantidade de recursos, tanto monetário como humano, mas, há de se lembrar sempre, para o preparo do omelete, tem que se quebrar ovos.

    é o que penso

    C.A.

  9. Da Proibição Nasce o Tráfico
    Da Proibição Nasce o Tráfico é uma campanha criada para estimular o debate público no Brasil sobre os danos que a proibição de determinadas drogas causa à sociedade.
    A campanha utiliza estratégias criativas de comunicação para demonstrar como o modelo de “guerra às drogas” falha em seu principal objetivo: diminuir o consumo de drogas e garantir segurança e bem-estar.

    http://daproibicaonasceotrafico.com.br/

    Caro Edu,

    Não verifico – da parte dos cartunistas – nenhuma tentativa de forçar “uma única verdade”, muito pelo contrário!

    Tampouco observo qualquer indicativo de que sejam usuários de drogas advogando em causa própria.

    Em relação ao “outro lado”, aceitar ( verdadeiramente ) certas diferenças é muito mais do que ter consciência de igualdade de direitos.
    Pelo que “certas diferenças” , atualmente, são meramente toleradas em respeito às aparências, ou seja, para que o “intolerante” não seja objeto de patrulhamentos e perseguições judiciais.

    O Brasil é majoritariamente negro ?

    Parece que os “novelistas” da Globo ainda não descobriram tal realidade…

    Casualmente, ontem, assisti uma cena da novela Paraisópolis em que as duas protagonistas , supostamente nordestinas, são branquelas tipicamente europeias; até o chefe da boca lá é branco e chama-se Creco…Tem cabimento ?

    Nos dias de hoje o falecido Sérgio Cardoso poderia interpretar o Pai Tomás sem usar maquiagem ( Para viver um negro, Sérgio Cardoso pintava o rosto e o corpo de preto, usava peruca e punha rolhas no nariz. A técnica, conhecida como blackface, havia sido utilizada no início do cinema americano. )

    De qualquer maneira, o Brasil não é majoritariamente negro, tampouco descendente de negros.

    O Brasil é majoritariamente mestiço e incestuoso, pois os portugueses ( brancos ) emprenhavam as índias e as negras; depois as filhas.

    Os escravocratas contratavam emprenhadores profissionais, ou seja, portugueses atarracados e peludos que se dedicavam exclusivamente à reprodução.

    Negros livres e mulatos emprenhavam ( estupravam ) as índias, prostituas desde sempre é “luxo” para quem pode pagar.

    Preto com preta só depois da abolição; é por isso que os negros são poucos.

    Ao que chamam de miscigenação eu chamaria de estupro institucionalizado, vez que por imposição governamental.

    A branquealização do Brasil!

    Não por coincidência – na média – somos um povo chechelento.

  10. o duro que o buraco é mais embaixo…nós pobres mortais estamos perdidos

    nosso colega Thoreou sempre escreve…

    e sem previsão de melhora….

  11. Dr. Guerra,
    Aceito a “tese” do estupro institucional. É coerente.
    Lembro-me de um colega de trabalho que dizia gostar de “puxar um”. E eu, na minha inocência de office-boy em primeiro emprego, perguntei a ele se não temia ir buscar o “fumo”, quando então obtive a sarcástica resposta: – Tem sempre um trouxa que busca. Não quer correr risco? Não usa!
    Realmente, ninguém sabe a resposta quanto a proibir ou liberar.
    Acredito que, em sendo liberada, vai ser vendida em “combo” com cerveja no posto de gasolina.
    E os “pequenos comerciantes” perderão espaço para os grandes e respeitáveis empresários, que prescindirão dos diversos intermediários…

  12. O traficante é hoje o empresário mais bem-sucedido do Brasil, qualquer projeto para impedir seus lucros encontrara resistência do RECOLHE, somente uma reestruturação de cargos e salários (quatorze carreiras têm como consequência pratica a neutralização da PC) traria motivação e por consequência um aumento da eficiência o que vai de encontro aos interesses dos beneficiários do recolhe.

  13. Lamentável a postura de alguns colegas aqui à respeito dessa falácia que é a Guerra as Drogas. Agora entendo porque os Certames da PC cada vez mais exigem a Criminologia como matéria essencial, até mais que o Direito Penal, pois para ele, basta que um fato seja Típico, Ilícito e Culpável, que já existirá o crime, pois está só se preocupa com a norma. Já a criminologia tem mais quesitos a se analisar para verificar se tal fato deve ser criminalizado ou não, tal como Incidência Massiva na População, Incidência Aflitiva do Fato na População, Persistência Espaço Temporal e por fim Inequívoco consenso a respeito de sua etiologia, a guerra as drogas se assemelha aos EUA dos anos 40, com a lei seca a respeito do álcool, que fortaleceu as gangues e o crime organizado (quem se lembra do Al Capone?) eles quiseram proibir algo que estava enraizado na cultura Americano, que é o uso do Álcool. Alguém aqui sabe o que é tolerância cruzada? Sim, alguns organismos tem predisposição há dependência química, e outros (a maioria) com grande resistência. Isto sem contar que, desde que o Mundo é Mundo o ser humano usa drogas, quem dúvida disto, é porque nunca pegou um livro de história para ler. Enquanto estamos atrás de favelados e marginalizados que estão vendendo drogas que por algum motivo alguém disse que é ilícita, temos os criminosos do colarinho branco (Teoria da Associação Diferencial) que indiretamente matam milhares e ninguém faz NADA!
    Com essa mentalidade, continuem votando no Picolé de Chucu e seu Super Partido PCCSDB, enquanto lavram auto de prisão de flagrante de um nóia que a PM trouxe com 8 pino de coca falando que é 33.
    Como diria George Orwell: A pior covardia, é a intelectual!

    Forte Abraço!

  14. É fácil resolver, porque não façam com os traficantes e usuários como fazem na Indonésia.

  15. Eduardo,

    O maior risco para um viciado é tomar um bote da polícia ( possibilidade muito remota ) ou comprar fiado e dar o calote.
    Buscar o fumo jamais foi motivo de preocupação para maconheiros; pode ter certeza que o “trouxa” que busca a droga fica com a maior parte da encomenda.
    O único grande trouxa – metido a malandro – era o seu colega de emprego.
    Trouxa duas vezes: uma por fumar maconha, outra por acreditar que o trouxa fazia o meio gratuitamente.
    Mas meu caro e inocente amigo, a droga há muito tempo já é vendida em “combo” a céu aberto nos melhores lugares deste estado…
    Só não sabe – as pessoas de bem – que vivem apenas para o trabalho e lar pensando nas obrigações.
    Não é que exista uma boca em cada esquina, é que em cada esquina há um “trouxa” profissional servindo àqueles que não querem ir até a boca.
    Só neste estado, nem um milhão de policiais dá conta.

  16. Dr. Guerra,
    Discordo de tudo o que disse na sua última postagem.
    Mas parei por aqui.

  17. O uso de substâncias entorpecentes sempre acompanhou o ser humano em sua evolução ao longo da história isto é fato, talvez a criminalização das drogas seja algo que vai de contramão ao instinto natural de alguns homens e por conseguinte não surtirá efeitos nem com a cana mais dura do planeta…

  18. 10.000 paus no holerith disse,
    E como é que faz?
    O entorpecimento, até por álcool, implica em perda da racionalidade; algumas substâncias, além disso, também provocam dependência e degradação…
    Libera?

  19. Eduardo, cada um tem o seu livre arbítrio e seus vícios , mas o que estou dizendo é que sendo crime ou não, as pessoas continuarão utilizando… A repressão não funciona

  20. É ISSO AI ………….

    LIBEREM TUDO , MAS NÃO SE ESQUEÇAM DE LIBERAR OS CANOS PRA POPULAÇÃO …….

    VAMOS VOLTAR AO VELHO FAROESTE…. VAGABUNDO VACILOU VAI TOMAR BALA NA CARA…………….

    SERÁ MELHOR ASSIM …. TODOS PODERÃO SE DEFENDER….QUANDO O MALA ENQUADRAR UM CIDADÃO
    VAI TOMAR BALA NA CARA……………..

    POIS HOJE SÓ O CIDADÃO DE BEM É QUE ESTA TOMANDO BALA…………….

  21. LIBEREM TUDO …

    DEIXEM 05 ANOS COM LIBERAÇÃO TOTAL……………

    A POPULAÇÃO ENRAIVADA COM OS BANDIDOS , MONTARA SEUS ESQUADRÕES ARMADOS ATÉ OS DENTES…
    OS MALAS CAGARÃO DE MEDO DO POVO…….VÃO PENSAR MIL VEZES ANTES DE APRONTAR….
    CRIARÁ SE OS INSPETORES DE QUARTEIRÕES…. QUE NÃO ADMITIRA BANDIDOS MORANDO NAQUELE QUARTEIRÃO….

    SERÁ O FIM DA BANDIDAGEM……SENTIRÃO NA PELE , A FÚRIA DO POVO … ( ZÉ POVINHO ) FURIOSOS ..

    APÓS 05 ANOS . CRIA SE UM NOVO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO.
    COM LEIS RÍGIDAS, ESTINGUINDO AS LEI DAS PALMADAS EM PRIMEIRO LUGAR.
    ACABA SE COM OS BENEFICIOS NAS CADEIAS….
    PENAS DE PONTA A PONTA , SEM VISITAS INTIMAS … E SEM BANHO DE SOL……

    ART 155.. 171… 180… 10 ANOS REGIME FECHADO….
    TRAFICO- ROUBO- 25 ANOS REGIME TOTALMENTE FECHADO….

    ESTUPRO – SERQUESTRO = 30 ANOS REGIME TOTALMENTE FECHADO….

    AI SIM ESTAREMOS VIVENDO EM UM NOVO PAIS , COM UM POVO RESPEITANDO DAS LEIS .DO CPB….

  22. Esse relativismo é um problema. Ok ., a guerra mata, mas as drogas devem ser combatidas. O tráfico sustenta muita coisa brasileira .

  23. Esse jogo de palavras em que se diminui uma coisa para enaltecer outra, vemos claramente nos pensamentos de filósofos como Gramsci. ou seja : O intuito é mesmo confundir.

  24. A CULPA DA DROGA EM NOSSO PAIS ESTAR FORA DE CONTROLE.. É DOS PRÓPRIOS POLITICOS…..

    NA DÉCADA DE 90 QUANDO UMA PESSOA ERA PEGA COM DROGAS , MESMO SENDO USUÁRIA , ELES IAM PARA AS CADEIAS, E FICAVAM NÓ MÍNIMO 06 MESES.PRESOS .. SÓ IAM PRESOS LADRÕES USUÁRIOS….

    TÍNHAMOS O FAMOSO ARTIGO = 16 PORTE DE DROGAS….

    AI UM FAMOSO ATÉ HOJE POLÍTICO QUE DEPOIS VIROU NOSSO PRESIDENTE DA REPÚBLICA .OPINOU PARA QUE FOSSE MELHOR LIBERAR AS DROGAS… E QUE OS USÚARIOS ERAM APENAS DOENTES…

  25. AI OS POLITICOS LIBERARAM EM ASPAS O USO A QUEM GOSTASSEM DAS DROGAS , E VIRAMOS ESTE PAIS
    DE UM MONTE DE ZUMBIS……..E A TENDENCIA É AUMENTAR O NUMERO DE ZUMBIS….
    HOJE QUEM FOR PEGO USANDO DROGAS = NÃO DA EM NADA….PODE SER NA RUA NA FRENTE DA ESCOLA,
    NO BOTECO.. EM QUALQUER LUGAR . NADA NADA NADA… ISSO É LIBERAÇÃO MINHA GENTE……

  26. ENTÃO UMA DAS FÓRMULAS DE ACABAR COM AS DROGAS É PRENDER OS USUÁRIOS TAMBEM ,
    COMO ERA ANTIGAMENTE.. CADEIA NELES…TRANCA NELES….

  27. OUTRA COISA QUE ESTA DIFERENTE SÃO OS USUÁRIOS DE HOJE…

    1- ANTIGAMENTE SÓ USAVA DROGA , QUEM ÉRA METIDO A MALA….

    2- HOJE NÃO,,, QUALQUER BUNDÃO ZÉ RUÉLA ESTA USANDO.. EM TODAS AS CLASSES SOCIAIS..

    É O FAVELADO, É O RIQUINHO´ — É O TAXISTA- É OS UNIVERSITÁRIOS EM GRANDE ESCALA…

    HOJE EM DIA É COMUM EM QUALQUER FESTÃO TEM QUE TER DROGAS… SENÃO OS PARTICIPANTES RECLAMAM….

    ISSO É NORMAL ????

  28. PRA NÃO DIZER QUE ESTOU MUITO EXIGENTE , EU DARIA UM CONSELHO AOS NOBRES SUPERIORES :

    não seria nada de absurdo, que nossos superiores administradores de recursos humanos, exigissem logo na
    entrada de novos candidatos a ser um policial civil ou militar, que fosse, introduzido nas exigências para admissão
    aos quadros da policia de são paulo . o EXAME DE CONSTATAÇÃO DE USO DE DROGAS.

    pois ultimamente tenho visto muitos policiais novatos , que chego a ter dúvidas quanto a ele , quanto ao uso de entorpecentes… (NÃO DA PRA POR A MÃO NO FOGO POR MUITOS )

    isso é devido ao uso indiscriminatório das drogas , que como disse eu antes, esta enraizado em todas as camadas
    sociais da nossa sociedade……..

    NÃO CUSTA NADA AO GOVERNO EXIGIR QUE PARA ADENTRAR AOS QUADROS DA POLICIA CIVIL OU MILITAR.
    O CANDIDATO SEJA LIMPO. EM REF AO USO DROGAS……………

    OU ALGUEM AQUI VAI DIZER QUE ESTA EXIGENCIA É CONSTRANGEDORA OU INCONSTITUCIONAL ??????

  29. UÉ, CADE A POLÍCIA, PRINCIPALMENTE A MILITAR QUE SE DIZ DONA DE TUDO O QUE É REFERENTE A SEGURANÇA PÚBLICA! SE A SITUAÇÃO ESTÁ ASSIM É PORQUE FALTA COMPETENCIA!

  30. Vamos lá, o Moro realizou palestras à PF, via ADPF, sobre crime organizado. Quem ajudou financeiramente o encontro foi a CBF com R$ 300 mil. Encontro realizado em Fortaleza/CE, antes da copa.
    A CBF possui 13 inquéritos de tal tipificação, nenhum foi concluído. O tema era: “A INVESTIGAÇÃO DE CRIMES DO COLARINHO BRANCO E A SENSAÇÃO DE IMPUNIDADE NO BRASIL”.

    Palestrantes RICARDO TEIXEIRA presidente da patrocinadora CBF e SERGIO MORO, o grande herói Nacional.

    Como querer justiça se mesmo? Tem certeza?

  31. Sr. PRA NÃO DIZER QUE ESTOU MUITO EXIGENTE, EU DARIA UM CONSELHO AOS NOBRES SUPERIORES.

    O correto seria submeter todos os policias periodicamente a:

    Exame antidoping.

    Exame Psicotécnico

    Exame Psiquiátrico.

    Exames de condicionamento físico.

    Treinamentos práticos e teóricos periodicos.

    Só teria um problema nosso administrador não repõe funcionários afastados, provável, motivo pelo qual muitos chefes não encaminham policiais problemáticos para o DPME.

  32. É ISTO!!!!!!

    Ross Ulbricht é um jovem americano de 31 anos, inteligente, formado em engenharia por uma das mais prestigiadas universidades dos EUA, pesquisador e autor de inúmeros artigos sobre painéis solares. Por trás desses predicados, esconde-se uma das maiores mentes criminosas da atualidade. Ross também é conhecido como Dread Pirate Roberts, o famoso fundador do site Silk Road.

    Silk Road, a rota da seda, era um site da deep web, a internet profunda, não acessível por navegadores comuns (como chrome ou firefox), mas apenas por browsers como o Tor, que usa uma rede de conexões anônimas para garantir o sigilo de seus usuários. O site funcionava como uma espécie de Mercado Livre mundial do crime: fornecedores de todas as nacionalidades ofereciam drogas, venenos, outras substâncias ilícitas, identidades falsas, numa variedade expressiva. Na verdade, seria mais fácil falar o que não poderia ser negociado por lá, já que os limites, estabelecidos pelo “Pirata Roberts”, eram poucos, limitando-se a pornografia infantil, cartões de crédito roubados, armas e assassinatos encomendados.

    Após um trabalho de investigação que se iniciou em 2011, Ulbricht foi preso em outubro de 2013 e sentenciado na última sexta-feira, 29 de maio de 2015, a duas penas perpétuas pela juíza Katherine Forrest. Surpreendentemente, a decisão não foi recebida com naturalidade por inúmeros comentaristas na rede.

    Por trás do inconformismo, está a bandeira da liberdade, levantada com frequência na defesa de práticas proibidas pela maioria das legislações nacionais e internacionais. Um grande exemplo de porta-voz peculiar das liberdades é Kim Dotcom, criador do site Megaupload, que servia de repositório de músicas, filmes e diversos outros arquivos reproduzidos sem a permissão de seus autores ou proprietários. Com Ross não seria diferente: em seu discurso final antes da sentença, mencionou tanto a liberdade quanto o poder para os usuários.

    “Eu queria dar poder às pessoas para que fizessem escolhas por elas próprias e para que tivessem privacidade e anonimato. Eu não falo isso para justificar qualquer coisa que aconteceu, porque não justifica. Eu só quero esclarecer as coisas. Não sou uma pessoa egocêntrica ou sociopata. Cometi alguns erros muito graves.

    Eu amo a liberdade. Tem sido devastador perdê-la.”

    Mais interessante e curioso foi o argumento apresentado pelos advogados de Ulbricht, de que o site foi útil para a redução de danos aos usuários de drogas, já que não precisariam mais se aventurar nas ruas e se submeter aos perigos envolvidos na aquisição de entorpecentes; receberiam esses produtos sem sair de casa. Essa teoria ainda foi sustentada por trabalhos acadêmicos juntados aos autos do processo criminal.

    Nada disso comoveu, entretanto, a juíza Forrest, que foi enfática:

    “Você não se encaixa em um típico perfil criminoso. Não se trata de tv ou filmes aqui. Você é educado. Você possui duas graduações, uma família perfeita e 98 pessoas estão dispostas a escrever cartas defendendo você. E, ainda assim, nós temos você. E você é um criminoso.”

    Enquanto o então poderoso pirata engendrava suas operações de dentro de sua caverna, várias vidas foram perdidas. No mastro de seu navio, hasteava a bela bandeira da liberdade, mas o tesouro que buscava era bem mais mundano, feito de ouro. Tentava romantizar sua história como um corsário investido pelo desejo dos usuários por uma maior autonomia, e terminou sua saga como criminoso comum. Não fez ninguém mais livre e naufragou antes de chegar a seu destino.

  33. Droga é o seguinte: Enquanto tiver um fdp pra comprar, terá dez pra vender. No Brasil o que o governo não consegue controlar, ele proíbe. Mas no caso das drogas, acho que fará o contrario.

  34. Desde quando e até quando?

    1/06/2001 – 18h20
    Traficante irmão de deputado é transferido para Taubaté (SP)
    PUBLICIDADE
    JOSÉ CARLOS JÚNIOR
    da Folha Online, em São José dos Campos

    Abdiel Pinto Rabelo, 45, suspeito de ser um dos maiores traficantes de Rondônia e irmão do ex-deputado federal Jabes Rabelo (RO), foi transferido hoje para a Casa de Custódia de Taubaté (130 km a nordeste de SP), no Vale do Paraíba. A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Acre havia divulgado que não haveria segurança suficiente para manter Abdiel sob custódia.

    Além do irmão do ex-deputado, a Custódia também recebeu outros dois presos de alta periculosidade. Marcus Vinicius Cândido, que segundo a Polícia Civil, participou do sequestro da médica Eulália Pedrosa Almeida, 44, filha de José Ismael Pedrosa, diretor da Casa de Custódia, chegou hoje à carceragem.

    Cândido foi preso no dia 23 de maio em Santos (SP). O outro preso trazido anteontem para Taubaté foi José Fábio de Matos, o Bahia, que seria alvo de um possível resgate na penitenciária de Iperó (SP) no dia 25 de maio. A chegada dos presos à Custódia foi confirmada por funcionários e pela Polícia Militar.

    A quadrilha que iria resgatar Bahia era a mesma que resgatou 13 presos no Km 62 da rodovia Castelo Branco, em Mairinque (SP), próximo a Sorocaba, no dia 24 de maio. Na ação, um PM morreu baleado com tiro de fuzil e outros três policiais foram baleados.

    Os presos voltavam para os presídios de Avaré e Iaras após prestarem depoimentos na capital. No dia seguinte, a quadrilha planejava resgatar Bahia com a ajuda de um helicópeto alugado por R$ 2 mil em Congonhas.

    Os alvos do resgate eram, além do Bahia, seus companheiros, José Carlos Rabelo, o Pateta, e Alexandre Pires Ferreira, o ET, ambos pertencentes a uma quadrilha especializada em assaltos a bancos e responsáveis pelo assalto à tesouraria do Hopi-Hari, em Vinhedo. Quatro suspeitos pelo resgate foram presos e apenas quatro presos foram recapturados.

    Abdiel Rabelo

    Abdiel Pinto Rabelo conseguiu escapar da carceragem de segurança máxima da superintendência da Polícia Federal em Rondônia no último dia 25 de maio. O suspeito em companhia de outros três presos. Eles conseguiram serrar a grade e abrir um buraco na parede para escapar da carceragem.

    Abdiel é irmão do ex-deputado Jabes Rabelo, cassado justamente por lhe fornecer uma carteira falsa de funcionário da Câmara. Ele foi localizado, dois depois da fuga, por agentes da PF na zona rural de Presidente Médici (RO) e não reagiu ao mandado de prisão.

    O suspeito de ser um os maiores traficantes de Rondônia foi preso em novembro do ano passado pela Polícia Federal com cerca de 60 quilos de cocaína pura. Ele estava em liberdade condicional concedida pela Vara de Execuções Penais de São Paulo.

    Em 1990, Abdiel foi preso com 600 quilos de cocaína em São Paulo. Na ocasião, ele portava uma carteira de assessor parlamentar da Câmara dos Deputados.

  35. O governo poderia distribuir maconha, cocaína e crack nas UBS e AMA. Simples, assim. Imagine como iria contribuir pra nossa “boa” imagem no resto do planeta. Aliás, a Venezuela abateu um avião brasileiro que invadiu seu espaço aéreo, morrendo piloto e passageiro (traficantes) e a Dilma não mandou nota de repúdio ao Maduro.

  36. Bandidilma Roubossef não repudiou porque é “farinha” do mesmo saco!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s