Desmoralizados, delegados agarraram-se à OAB tal como afogado agarra-se a palito de fósforo 52

INVESTIGAÇÃO DEFENSIVA

OAB e delegados federais defendem presença de advogado em inquéritos policiais

1 de junho de 2015, 14h23

A presença dos advogados em inquéritos policiais foi defendida pela Ordem dos Advogados do Brasil e pela Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal durante encontro entre representantes das duas entidades na sexta-feira (29/6).

Segundo o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho (foto), a investigação ficará mais completa com a defesa participando de todas as etapas. “O Colégio de Presidentes é a favor da investigação justa e profunda, mas não caluniosa. No Estado Democrático de Direito não pode bastar a acusação, tem que haver juízes e advogado”, afirmou.

Reprodução

O presidente da ADPF, Marcos Leôncio (foto), disse que delegados e advogados têm de interagir e dialogar para mudar a cultura da investigação julgadora. “A investigação defensiva é essencial no equilíbrio do sistema penal. A autoridade policial tem de ouvir acusação e defesa”, afirmou.

Em ofício conjunto ao Ministério da Justiça, OAB e ADPF também requisitaram a instalação de salas de advogados em todas as superintendências da Polícia Federal no Brasil, sugestão do coordenador do Colégio de Presidentes, Valdetário Monteiro (CE). Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB

  1. Contraditório na fase de inquérito policial?… Continuem a dar corda para eles, já não gostam de encher a paciência de quem trabalha na hora de um flagrante, querendo mandar. Depois não reclamem.

  2. os delegados e oficiais da pm deveriam ser criada uma policia interestelar com salario de presidente do banco do brasil ou petrobras e colocar todos eles la.
    Se caso precisar chama eles, caso nao precisar chama eles.

  3. Se os Delegados Federais estão nesse pé!!Imagina os de São Paulo onde estão totalmente desmoralizados,desmotivados e perseguidos!!

  4. “Autoridade tem que ouvir acusação e defesa”
    Como? Ouvir acusação? Quem vai acusar? O tira? A PM? A GCM? O MP? Quem?

  5. *
    CADE A VALORIZACAO DO NU e NM ???
    CADE AS PROMOCOES AUTOMATICAS ??
    CADE O AUXILIO ALIMENTACAO ???
    CADE O REAJUSTE DE PELO MENOS 15% PARA 2015 ???
    CADE O REAJUSTE SALARIAL PELO URV ??
    FALA SERIO
    CADE A OUTRA METADE DO ALE ???
    CADE O REAJUSTE PELA URV ???
    *

  6. jac bil, a PM já acusa, a GCM já acusa e, na ausência de um advogado e uma testemunha de defesa, o delegado é obrigado a aceitar tudo o que eles narram, como se fosse verdade absoluta. Flagrantes forjados e execuções disfarçadas de resistências seguidas de morte são uma realidade, não uma fantasia.

  7. Mensagem do Além.

    Os delegados são grandes cumpridores da lei…

    Da lei do menor esforço; é por isso que aceitam qualquer pataquada da PM e das GCM como verdade absoluta.

  8. Os pés de breque que vão em cana não tem dinheiro nem pra pegar um ônibus ou para pagar a própria fiança, vai pagar advogado como? Só os ricos vão se dar bem nessa, como sempre!

  9. Faz parte do movimento delegatista para deixar de ser polícia e se tornar juízo de instrução. Não há juízo de instrução sem contraditório , então faz-se de conta que a preocupação é com
    A investigação para tentar trazer o contraditório para o IP.

    Outras estratégias neste sentido estão em andamento como por exemplo o
    Necrim.

    Os delegados não querer ser polícia, querem se aproximar do judiciario única e exclusivamente para tentar alcançar vencimentos mais autos. Ponto final. Nada tem a ver com investigação ou melhoria de sua qualidade.

  10. EIS A POLICIA CIVIL ATUALMENTE(talvez uma ODE AO SINDICATOS E REPRESENTANTES):
    E ri-se a orquestra irônica, estridente…
    E da ronda fantástica a serpente
    Faz doudas espirais …
    Se o velho arqueja, se no chão resvala,
    Ouvem-se gritos… o chicote estala.
    E voam mais e mais…
    Presa nos elos de uma só cadeia,
    A multidão faminta cambaleia,
    E chora e dança ali!
    Um de raiva delira, outro enlouquece,
    Outro, que martírios embrutece,
    Cantando, geme e ri!
    No entanto o capitão manda a manobra,
    E após fitando o céu que se desdobra,
    Tão puro sobre o mar,
    Diz do fumo entre os densos nevoeiros:
    “Vibrai rijo o chicote, marinheiros!
    Fazei-os mais dançar!…”
    E ri-se a orquestra irônica, estridente. . .
    E da ronda fantástica a serpente
    Faz doudas espirais…
    Qual um sonho dantesco as sombras voam!…
    Gritos, ais, maldições, preces ressoam!
    E ri-se Satanás!…
    Senhor Deus dos desgraçados!
    Dizei-me vós, Senhor Deus!
    Se é loucura… se é verdade
    Tanto horror perante os céus?!

    O NAVIO NEGREIRO
    Castro Alves

    É COMO VEJO A MINHA POLICIA CIVIL ATUALMENTE; E QUE ME DESCULPEM OS QUE NÃO SE IDENTIFICAM COM O POEMA.

  11. EEE GENTE VALE TUDO PARA NÃO PERDEREM A CARREIRA, JÁ QUE O INQUÉRITO EM VÁRIAS PROPOSTAS NO LEGISLATIVO, E O FIM DESTE ARCAICO DOCUMENTO.
    ASSIM SENHORES, VALE TUDO, PARA PODER MANDAR UM POUQUINHO. OAB, QUEM SABE A TURMA DO DATENA TAMBÉM .KKKKKKKKKKK
    ESTE DEFINITIVAMENTE NÃO É UM PAÍS SÉRIO.

  12. Faz assim, extingue o IP! O que a PM disser, vira verdade, ai pega a oitiva e encaminha direto para o MP oferecer a denuncia. Pronto!

  13. Conversinha mole, ninguém tá preocupado com a presença ou ausencia de advogado, desculpem, a preocupação é somente com seus polpudos salários. Não querem saber se as leis funcionam ou não, se existe IP……..nada a ver.

  14. O MP não adotou a polícia militarizada como sua parceira para desmoralizar a polícia judiciária? Nada mais natural que as polícias judiciárias de natureza civil busquem o diálogo com o outro lado da balança! Tão importante quanto a acusação em juízo e a formação da prova preliminar com o acompanhamento da defesa e da OAB como órgão tão importante quanto!

  15. Restopol entendam uma coisa: vocês não vão roubar mais sendo empregadinhos do MP. A propina só será mais robusta pro promotor, vocês continuarão com o farelo. Juizado de instrução presidido por delegados ao menos terá um custo mais barato do que se presidido por promotor, sem falar que se o promotor concluir que o réu e culpado e o juiz não, é capaz do promotor matar o juiz depois da sentença.

  16. As Audiências de Custodia e o reconhecimento pelo Supremo das Investigações feitas pelo MP em conjunto com a PM selaram definitivamente a possibilidade de Delegados virarem Juízes de Instrução e por consequência o fim da PC é uma questão de tempo.

    A única maneira dela não ser extinta seria a valorização dos agentes pelos Delegados, porem isto nunca irá ocorrer, eles preferem a extinção há lutar por seus subordinados.

  17. Carcereiro 13,

    Antes de escrever tal besteira você deveria procurar maiores informações sobre o juizado de instrução e, especialmente, acerca da nossa Constituição Federal.

    Saiba que – há muito policial querendo subir de carreira sem concurso – mas o mais ignorante dos delegados jamais pensou em “virar” juiz instrutor, pois foram concursados para o exercício de uma carreira policial específica; assim jamais poderão ser guindados à condição de magistrados de instrução – nova carreira que deverá ser criada por lei – membros do Poder Judiciário. Nem que a vaca tussa!

    E não se tenha em tão alta conta, a sobrevivência da carreira dos Delegados não tem nada que ver com a valorização dos subordinados.

    Super ou subvalorizados, os agentes por pretextos diversos – interesse público, inclusive – sempre sabotaram e tramaram contra os delegados.

  18. Infelizmente, não vou me alongar dizendo alguns dos motivos, perdemos a credibilidade no que fazemos e urgentemente precisamos resgata-la. O restante é balela.

  19. Anonimo,

    Podemos até afirmar que o inimigo do meu inimigo meu amigo é, mas os termos acima colocados pelos membros da PF é uma besteira. Inicialmente, há muito tempo – pelo menos uns 25 anos – os advogados dos investigados e indiciados podem assistir a atos policiais, subscrever seus termos e até formular questionamentos , pedidos de diligências e pericias. Não há interesse! A grande maioria nem sequer – quando da lavratura de autos de flagrante – querem subscrever a documentação atestando a assistência ao defendido. Para que legitimar elementos de produção de provas em desfavor do cliente ? Ora, a investigação defensiva – que poderá ser aprovada no futuro CPP – diz respeito à possibilidade de advogados, com total liberdade e independência da polícia, auxiliados por detetives privados, peritos particulares e agentes notariais, produzirem provas da inocência de suspeitos. A diferença é que não poderão utilizar de coerção para a oitiva de pessoas…Aliás, até a Polícia já perdeu seu poder de coerção para ouvir suspeitos e indiciados, os únicos que ainda podem sofrer algum gravame são as pobres e indefesas testemunhas. Vale dizer: FUTURAMENTE PARA A SUA INVESTIGAÇÃO DEFENSIVA NÃO NECESSITARÃO DOS DELEGADOS PARA NADA!

    Enfim, o delegado só recuperará o prestígio quando a maioria for dotada de coragem intelectual e moral…Não precisa se aliar ao demônio.
    Na classe, pior do que a corrupção é a covardia!

  20. Guerra concordo contigo. O que falta a maioria é coragem de exercer o mister com conhecimento e vocação. De não se deixar levar por razões outras que não sejam dignificantes ao cargo. Mas para isso não precisa ser borra botas. Se utilizarmos o Inquérito Policial e a investigação por sí só o poder e a importância naturalmente se sobrelevam. Pena que isso nunca fora feito pelos antigões, os velhos dinossauros. A razão de estarmos como estamos foi ocasionada por trinta anos de subserviência ao MP, a PM e aos políticos principalmente. Não sei se terei mais tempo de assistir esta reviravolta dentro da carreira. Fomos filhos pródigos…

  21. Sr. Flit Paralisante

    Será que estou errado, vamos fazer uma comparação:

    PC dirigida por “Delegados de Polícia, situação atual:

    Policiais desmotivados, envelhecidos, sobrecarregados com múltiplas tarefas, sem direitos a integralidade e paridade como determina a lei, tendo que entrar na Justiça e aguardar, anos, para receber seus direitos.

    PM dirigida por oficiais, situação atual:

    Equipes de Investigação com VTR descaracterizada em contato direto com o MP.(Não tem que cuidar de presos).

    Vale alimentação quatro vezes os dos Policiais Civis. (Os oficiais jamais admitiriam que um PM ganhasse um vale alimentação inferior ao de um policial civil).

    Aposentadoria automática, não tem que aguardar a Justiça para exercer seu direito,

    Promoção automática quando aposentado,

    Bico oficial (protegendo o policial em seus direitos).

    Como o senhor pode ver a atual situação dos policias civis em comparação com os Policias Militares é de franca inferioridade. Não por falta de competência, mas por falta de administradores, enquanto os Delegados não entenderem que o policial tem que ter o mínimo de condições de trabalho para poder desempenhar suas funções com eficiência a PC estará fadada a extinção.

    Condições mínimas para que isto ocorra:
    -Salario descente
    -Possibilidade de ascensão profissional (tão odiada pelos tucanos, motivo pelo qual nós carcereiros não fomos reenguadrados como agente policial conforme prevê o Estatuto do Funcionalismo Estadual que reza quando da extinção de um cargo a passagem paro o cargo mais próximo que no caso do carcereiro seria o de agente policial).
    -Carga horaria compatível com o desgaste do serviço (trabalhar de segunda a sexta e ainda ser escalado para rondas segura cadeira é uma falta de respeito.
    -Aposentadoria integral com paridade e integralidade conforme a Lei.
    -Reestruturação de cargos e salários que traria motivação e por consequência eficiência ao trabalho policial.

  22. Reza a lenda que o governo liberou um valor X para aumento salarial na PM e Y na PC.
    Ficou a critério dos Oficiais distribuir o valor entre os policiais militares
    e na PC para os Delegados, entre os policiais civis.

    Pois bem, na PM os oficiais diluirão o valor X entre toda a PM de forma homogenia.

    Já na Policia Civil, os delegados usaram 95% da verba para a carreira jurídica e aumento diferenciado, pedindo desvinculação da PM, o restante, 5%, foi dividido entre os N.U., Escrivães e Investigadores com o engodo do nível superior.

    Infelizmente com a desvinculação da PC com a PM, só quem ganhou foram os delegados, pois os agentes da autoridade ficaram ” a ver navios”, pois diferenciou-se o valor do Ax. alimentação e do ticket.

    Hoje um Soldado PM com salário + Dejem tem um salario em torno de R$ 5.500,00 liquido !!!!!,
    Enquanto na PC um Agente Policial 3ª Classe recebe liquido R$ 3.000,00

    Se não e culpa dos Delpols, a culpa é de quem então ?

  23. 02/06/2015 09h19 – Atualizado em 02/06/2015 09h19
    Após fim de paralisação da PM, Polícia Civil do Piauí entra em greve

  24. Fred Flintstone, Soldado PM ganhando R$ 5.500 liquido? ACORDA CARA! Oficial querem defender Soldado? ACORDA CARA. A grama do vizinho sempre será mais verde.

    Vc não tem ideia do que está falando! Te afirmo isso pq fui soldado na PM por 3 anos. Acorda cara!

  25. Nunca li tanta besteira. É inacreditável que OAB e Delegados Federais tenham perdido tempo e dinheiro para discutir bobagem. Nosso CPP não mudou ainda, então vige em nosso ordenamento jurídico, em relação ao inquérito policial, o sistema inquisitivo, logo, não cabe contraditório no IP. O resto é conversa fiada. Policiais Civis, sejam Delegados, Escrivães, Investig., etc., para conseguir avanços para a instituição em geral, devem arregaçar as mangas e tocar o IP com seriedade e deixar que ir atrás dos pé-de-chinelo e começar a incomodar os magnatas. Tolerância zero, para tráfico, maquininhas, bicho, puteiro, desmanche, pirataria, fim do arrego 15-30. Não precisaríamos nem de greve, assim que peixes graúdos fossem pro fogo, com certeza, nos seria dado o devido valor.

  26. ESTE POST EU NÃO ENTENDI.

    que papo é este de delpols defenderem que os advos acompanhem os IPs ????
    eu achava que isso ja acontecia a milhares de anos …. pois desde que jesus nasceu eu vejo advogados transitando
    nas áreas dos cartórios , nas delegacias…..

    então o que eles vão fazer lá ?????????????????????????????????????????

  27. – DATA BASE É MARÇO E JÁ ESTAMOS NO MEIO DE ANO E AINDA NADA !!!!!

    – 02/06/2015 09h19 – Atualizado em 02/06/2015 09h19
    Após fim de paralisação da PM, Polícia Civil do Piauí entra em greve

  28. Fred Flintstone, vc nao tem ideia nenhuma do que vc esta falando! O dia que um Soldado ganhar 5k liquido ou algum oficial defender pracinha, vc e seu irmão acordam! A PM é um LIXO!

  29. Tá aberto concurso pra PM.

    Oficial trata praças da PM como escravos. O praça não pode nem fazer uma simples refeição junto com os oficiais. Policial militar (praças) não ganham cinco mil líquidos, mas se ganhassem seria justo.

    Todos os PMs de rua que conheço se lhes fosse permitido escolher prefeririam trabalhar sob comando de delegados a invés de oficiais.

    Os pms são praticamente obrigados a trabalhar em horário de folga e sob o tirânico RDPM, vários são canetados e ficam presos no bico legalizado, pois, continuam respondendo pelo RDPM e Código Penal Militar.

    O sistema será remodelado, não tenho dúvidas, mas não é a nossa extinção que a ONU exige.

    Abraços!

  30. Então danou – se, porque nenhuma instituição neste país tem coragem intelectual e moral. Apenas sentam num momento histórico melhor ou pior…

  31. Sr. JClaudio

    (…O sistema será remodelado, não tenho dúvidas, mas não é a nossa extinção que a ONU exige…).

    O senhor esquece de um pequeno detalhe, com o fim da ditadura seria natural que a polícia investigativa evoluísse em quanto a PM retornaria para sua antiga função (Força Pública), mas a evolução deles em relação a PC é tão gritante que não a necessidade de enumera-las.

    Em um mundo cada vez mais competitivo só sobrevive aqueles que tem capacidade de modernização, sendo a motivação do material humano fundamental nesta Instituição, porem o alto grau de insatisfação do chamado “restopol” compromete o futuro desta outrora respeitada polícia.

    A motivação traz 90% dos resultados de uma investigação, mas enquanto a PM está cada vez mais moderna, afastando assim o dia de sua extinção, exigência da ONU, a realidade é que a PC por falta de gestores com visão do futuro caminha a passos largos para a extinção, vide os dois terços de delegacia no DECAPASTELARIA que a noite, feriados e finais de semana ficam sem Delegados e Escrivães para servir a população e não me venha falar que isto é reengenharia isto chama-se falência.

    O senhor acha que os muitos Investigadores classe especial que renunciam ao direito de assumirem chefias, muitos preferindo trabalharem em plantões noturnos sem OS ou qualquer outra responsabilidade, seja fruto de uma administração eficiente?

    Abraços!

  32. A soberba e incessante procura poder destes “julícias” está criando uma situação inusitada, tanto no direito quanto na sociedade, onde ninguém mais, nem os próprios delegados, sabem o que querem. Uma coisa é certa, eles mesmos já chegaram a conclusão que não têm a menor necessidade deles existirem, como não existem em lugar nenhum do mundo desenvolvido. estão causando uma confusão, tudo em busca do poder e regalias !!!

  33. O sujeito é assaltado, chama a PM espera 5 horas. Conta a historia toda. No final o PM diz que ele tem q procurar a delegacia. No noutro dia o sujeito vai lá. É mal atendido. Fica na fila 5 horas. Conta toda a historia de novo. No final dizem pra ele que ele tem q esperar a audiência. 5 meses depois a audiencia no fórum e lá vai ele contar a historia.. No final se ele for assaltado de novo nem vai querer chamar a policia mais do trabalho que é a justiça brasileira. Precisamos é de policiais que tenham autonomia pra resolver o problema. Tcos lavrados na hora. Chega de tantos intermediários. Os polícias civil tem que trabalhar na sua atividade fim que é investigar. Hoje 90% ficam por conta de carregar papel, intimar, cuidar de preso. Assim não funciona. Governadores soy investem na PM pois as viaturas caracterizadas servem pra fazer propaganda do governo. Como se fazer segurança publica fosse só comprar viatura. Tudo isso é uma colcha de retalhos. Não funciona. Os concursos deveriam ser internos. Camarada começa na rua. Faz concurso pra investigador. Depois pra agente especial (delegado) depois pra juiz de instrução. Todo mundo trabalhando junto. Como esta: O MP só investiga o que da ibope, PM2 só oq da dinheiro ou crime onde a vítima é oficial e seus parentes, o PC fazendo atendimento ao público em delegacia e trabalho de oficial de justiça. Grile já. Foda-se

  34. Sr. Carcereiro 13,

    Sou Delegado de Polícia há menos de três anos e concordo plenamente com o senhor sobre a motivação. Nosso modelo com a divisão entre plantão e chefia está equivocado, dividimos forças quando deveríamos somar.

    Não se denomine, nem deixe que alguém o trate de “restopol”, o senhor é um importante servidor público. Pena que alguns de meus colegas delegados não sabem o significado da palavra EQUIPE. Nosso trabalho é coordenar as investigações, mas quem as realiza são os senhores. É chato ouvir comentários pejorativos de colegas porque fulano é de determinada carreira e não pode investigar, etc., do delegado ao agente de tele somos todos polícia judiciária e temos competência para investigar.

    Nossa PC é o futuro, todos nos criticam porque todos nos invejam. Todos querem fazer o que nós fazemos, conspiram contra nós para usurpar nossas funções.

    Já passou da hora de haver a restruturação de nossa polícia com no máximo três carreiras operacionais, delegados, escrivães e agentes e três técnicas, legista, perito e auxiliar.

    Grande abraço!

  35. Só na República das Bananas que a polícia se preocupa em escutar as razões da defesa… a sistemática da polícia judiciária brasileira confunde demais “polícia investigativa” com poder judiciário. E isso causa lentidão. Nossa polícia virou Cartório. Só existe a investigação “de papel”: ofícios, termo de depoimentos, termo de juntada e carimbos, muitos carimbos… A burocracia deixou de ser um “meio”, pra se tornar um fim. Virou a razão da existência da polícia judiciária brasileira. É uma salada de frutas. E o resultado? ineficiência. O policial (detetive) foi transformado em mero “balconista” desmotivado (e estudando pra virar delegado); alguns delegados preocupados em serem chamados de “Vossa Excelência” e sonhando ser reconhecido como uma espécie de “juiz de instrução”… Uma vez, tive a oportunidade de folhear uma investigação da polícia portuguesa de tráfico de drogas: o “inquérito” tinha cerca de 20 páginas no total. E o condenado pegou mais de 10 anos só com esse inquérito “sucinto”. Só por curiosidade, assistam a um programa na Tv por assinatura chamado “As primeiras 48h”. Dá pra ver como os detetives da polícia americana trabalham. Nem sequer tomam depoimento em papel (isso fica pro judiciário). Polícia lá só faz um interrogatório gravado em vídeo. Depois apresentam o caso a um Juiz, com tudo em forma de mídia. Simples, rápido e desburocratizado. Em 48h a investigação é encerrada e apresentada no Tribunal.

  36. O importante nisso tudo é que o IPL é um fim em su só, não vale para nada de bom, ou seja só punir a sociedade e os verdadeiros policiais que trabalham no front com aqueles procedimentos absurdos e burocraticos existente só em dois paises Uganda e Brasil, será que esses paises são modelos de segurança publica para o planeta terra?

  37. PARA CONHECIMENTO A PORTARIA ABAIXO, NO ENTANTO QUANTO A MOEDA ESTRANGEIRA……

    quarta-feira, 3 de junho de 2015 Diário Oficial Poder Executivo – Seção I São Paulo, 125 (102) – 11
    DELEGACIA GERAL DE POLÍCIA DR. MAURÍCIO GUIMARÃES PEREIRA
    Portaria DGP-20, de 02-06-2015
    Estabelece diretrizes para a guarda e depósito bancário de valores em moeda nacional corrente apreendidos em decorrência de atividades de polícia judiciária
    O Delegado Geral de Polícia, considerando a ausência de normatização sobre a guarda e depósito de valores em moeda nacional corrente apreendidos pela polícia;
    Considerando que a demora no recolhimento dos valores apreendidos pode acarretar responsabilidade criminal, uma vez que sobre estes incidem juros e correção monetária, conforme estabelece o provimento 30/2013 do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Determina:
    Artigo 1º – Os valores em moeda nacional corrente apreendidos em decorrência das atividades de polícia judiciária, que não possam ou não devam ser restituídos de imediato às vitimas ou indiciados, serão depositados em conta judicial diretamente pelo escrivão de polícia responsável pela formalização do correlato auto de exibição e apreensão.
    § 1º – Os valores apreendidos serão depositados no BANCO DO BRASIL S.A, preferencialmente em agência instalada no prédio do fórum da comarca, à disposição do juízo, mediante guia própria.
    § 2º – O depósito dos valores apreendidos deverá ser efetivado no prazo máximo de 10 (dez) dias após a atribuição da numeração judicial ao inquérito policial ao qual estiverem vinculados;
    § 3º – O comprovante do depósito bancário dos valores apreendidos será imediatamente encaminhado ao Fórum, juntando-se cópia aos autos do inquérito policial e ao livro previsto no artigo 3º desta Portaria.
    Artigo 2º – Os valores em moeda nacional corrente apreendidos poderão permanecer sob guarda provisória do escrivão de polícia chefe da unidade policial, mediante assinatura de recibo, até a distribuição judicial dos autos do inquérito policial ao qual estiverem vinculados, oportunidade que serão devolvidos ao escrivão de polícia responsável pelo depósito bancário, também mediante assinatura de recibo.
    Parágrafo único – O numerário somente será recebido pelo escrivão de polícia chefe, para guarda provisória, acondicionado em saco plástico transparente, devidamente lacrado.
    Artigo 3º -. Haverá em cada unidade policial “Livro de Valores em Moeda Nacional Corrente Apreendidos”, ao qual serão anexadas cópias dos comprovantes de depósito, seguidas necessariamente de informações sobre o número do procedimento de polícia judiciária a que se vincula.
    Artigo 4º – Deverá ser elaborada relação de acervo dos feitos, objetos e valores em moeda corrente apreendidos, os quais serão transferidos à respectiva chefia, mediante assinatura de recibo, quando houver remoção do escrivão de polícia responsável pela guarda dos mesmos.
    Artigo 5º – Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação

  38. “V” disse:
    03/06/2015 ÀS 7:41
    PARA CONHECIMENTO A PORTARIA ABAIXO, NO ENTANTO QUANTO A MOEDA ESTRANGEIRA……

    —————————————————————–

    PARA MIM NÃO MUDOU NADA JÁ FAZIAMOS ISSO !!!!!!

    ACHO QUE MELHOROU PORQUE O DEPÓSITO TINHA QUE SER FEITO EM 3 DIAS E AGORA VAI SER 10 !!!! EU ACHAVA MUITO POUCO 3 DIAS PORQUE TINHA OUTROS AFAZERES E AGORA DA PARA DEPOSITAR SEM DESESPERO.

  39. Sr. JClaudio

    Três carreiras operacionais: Delegados, Escrivães e Agentes, sendo que no concurso para Escrivão o Agente contasse com uma pontuação e no de Delegados o Escrivão contasse com uma pontuação seria muito justo, porem uma reestruturação nestes moldes traria: motivação e como consequência um aumento significativo da eficiência, mas esta possibilidade está afastada por contrariar os seguintes intere$$ado$:

    -O Recolhe e seus dependentes.

    -O Correria.

    -Os empresários que direta ou lucram com esta sensação de insegurança.

    -Os maçanetas que em uma reestruturação poderiam perder a semana gorda e a semana magra bem com correriam o risco de irem para as fileiras.

    -O crime organizado que teme um Policia Investigativa atuante como a PF.

    Lembrando que a burocracia alimenta a ineficiência que possibilita a corrupção, motivo pelo qual qualquer tentativa que torne a Polícia Investigativa mais forte esbarra nestes interesses.

    E em meus anos na polícia como carcereiro só fui vítima de discriminação por pessoas mal-intencionadas ou de pouquíssima capacidade.

    A corrupção é um câncer que está ameaçando está nação.

  40. Se delegado está desmoralizado ganhando mais de 8 mil líquido, imagine eu ganhando 3 mil.

  41. comentário perfeito do: OXIGENAÇÃO !

  42. SERIA PERFEITO 4 CARREIRAS:

    DELEGADO DE POLÍCIA
    INVESTIGADOR DE POLÍCIA
    ESCRIVÃO DE POLÍCIA
    AGENTE DE POLÍCIA

  43. Acho que deveria haver uma reestruturação onde os escrivães passariam automaticamente para Delegados, pois todos nós sabemos que são os escrivães que levam a Polícia nas costas.

    JÁ QUE CARCEREIRO QUER VIRAR TIRA, ENTÃO NADA MAIS JUSTO QUE OS ESCRIVÃES VIREM DELEGADOS. PRECISAMOS LEVANTAR ESSA BANDEIRA.

  44. Sr. OLECRAM

    (…Acho que deveria haver uma reestruturação onde os escrivães passariam automaticamente para Delegados, pois todos nós sabemos que são os escrivães que levam a Polícia nas costas.
    JÁ QUE CARCEREIRO QUER VIRAR TIRA, ENTÃO NADA MAIS JUSTO QUE OS ESCRIVÃES VIREM DELEGADOS. PRECISAMOS LEVANTAR ESSA BANDEIRA….)

    Nós carcereiros queremos apenas que o Governo cumpra a lei ou seja no Estatuto do Funcionalismo do Estado de São Paulo, quando um cargo é extinto o funcionário pode optar pelo cargo imediato mais próximo que no caso do Carcereiro seria o de Agente Policial, somente a Lei, nada mais, nada menos, mas no “tucanistão” a Lei é apenas um detalhe.

    E com a portaria DGP 100 foram os Investigadores que, na pratica, foram transformados em carcereiros.

    Agora nada mais justo que no concurso para Delegados os Escrivães tenham algum tipo de pontuação, já que estão literalmente levando os Cartórios nas costas.

  45. Os delegados estão vendo os advogados encherem os bolsos na operação lava jato e cresceram o olho. Querem fazer o “rachid”. Na verdade querem institucionalizar o “rachid”. Com a presença dos advogados na fase inquisitorial muitos inquéritos vão dormir nas gavetas. O MP vai ser poupado de muito trabalho. A “operação arredonda” vai reinar nas delegacias.

  46. Enquanto houver tiras com dodoi,nao havera evolucao nesta policia se liguem somos todos tiras,parem com esse preconceitos,quem vcs sao so’s quem?????

Os comentários estão desativados.