Sindicato dos Policiais Civis do Estado de São Paulo na Região de Santos (Sinpolsan) faz manifestação sem o apoio da categoria 10

Policiais civis vão ao MP e pedem interdição do Palácio da Polícia, em Santos

Policiais protestaram contra as más condições estruturais de prédios da Secretaria de Segurança

Depois de uma passeata pelas ruas do Centro de Santos na manhã desta quinta-feira (11), policiais civis protocolaram, no Ministério Público do Trabalho, um pedido de interdição do Palácio da Polícia. A categoria também ingressou com a mesma ação na Justiça comum.

O protesto teve o objetivo de chamar a atenção para as más condições estruturais dos prédios públicos da Secretaria de Segurança do Estado na Baixada Santista.

Concentrados inicialmente em frente ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos, na Avenida Martins Fontes, na entrada da Cidade, os policiais caminharam por quase uma hora até o Palácio da Polícia, na Avenida São Francisco, 136, no Centro.

Eles passaram pelas vias Martins Fontes, Getúlio Vargas e Elevado Aristides Bastos Machado para chegar até o local, onde um bolo de aniversário foi preparado em alusão ao atraso de dois anos nas obras de melhorias no Palácio da Polícia. O ato foi organizado pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado de São Paulo na Região de Santos (Sinpolsan).

Ato foi encerrado com protesto em frente ao Palácio da Polícia, na Avenida São Francisco

“Recentemente anunciaram as obras de melhorias no IML de Santos, que está um caos, mas quem garante que não será mais uma promessa não cumprida do Governo de São Paulo?”, questiona o presidente do sindicato, Márcio Pino.

De acordo com o sindicalista, os trabalhadores esperam pelas obras de melhorias no Palácio da Polícia há dois anos. “Teve a liberação da verba para a reforma, mas não temos nada até o momento”.

Sindicalistas e policiais civis realizam protesto em frente ao IML, na entrada de Santos

Em junho de 2013, o governador Geraldo Alckmin afirmou em discurso, em Santos: “Autorizamos a reforma completa, restauração e reforma completa da sede do Departamento da Polícia Judiciária, o chamado Palácio da Polícia, o Deinter-6 na Avenida São Francisco. São R$ 2,5 milhões para toda a restauração e reforma”.

Categoria também cobra melhorias nas condições de trabalho na Baixada Santista

Pino afirma que as condições são precárias e cria riscos para os funcionários e público que frequentam as imediações. “O estado das janelas é precário, os vidros e rebocos estão caindo, podendo atingir os pedestres; banheiros em péssimo estado de conservação; a carceragem provisória não oferece as mínimas condições de uso; entre outros problemas estruturais, podendo acontecer um acidente a qualquer momento”, explica.

Entre as queixas dos manifestantes está a condição de abandono do Palácio da Polícia, no Centro

Resposta

Em nota à imprensa, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informa que o projeto executivo da reforma está em elaboração. “Esclarece também que em momento algum foi procurada pelo sindicato, mas que está aberta a propostas que possam melhorar as condições de atuação da corporação”.

  1. A intenção foi válida, mas deu dó ver que os maiores interessados não estavam interessados. Meia dúzia de gato pingado, sendo que metade disso eram de outros sindicatos que nem policiais são.

  2. CADE A VALORIZACAO DO NU E NM ?

    CADE O AUXILIO ALIMENTACAO ?

    CADE AS PROMOCOES ?

    CADE O REAJUSTE DE 2015 ?

  3. Tragedia anunciada!!Imaginem se o Palácio da Puliça (Casa Grande)esta assim, o que como esta senzala!!No Decap nunca se fez ou se fará as obras de reformas nos DPs que do 2º ao 50º são do fim da década de 60,e o restante do fim da década de 80 também nunca saíram do papel mas dos cofres públicos……….

  4. A reforma e igual ao grupo de estudos da reestruturacao. Pura fumaca ou muita incompetencia a tantos anos no poder em SP e ainda tem que estudar. Fala serio.kkkk

  5. ISSO É SÓ O FIM… disse:
    11/06/2015 ÀS 22:37
    Policiais civis protestam em Santos por melhores condições de trabalho
    Eles fazem uma passeata por várias ruas e avenidas do Centro de Santos.

    Policiais também pedem melhores salários e reforma de prédios públicos.

    http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/06/policiais-civis-protestam-em-santos-por-melhores-condicoes-de-trabalho.html
    _____________________________________________________________________________________________

    ENQUANTO ISSO, NA BASE DO DHPP, MALKIMIM E SSP FIZERAM VISITA E NÃO FORAM NEM UM POUCO INCOMODADOS.

    NENHUM SIND. OU ASSOC. QUIS AJUDAR OS COLEGAS DE SANTOS ???

  6. Parabéns ao Sindicato. Pena que os outros não participaram e não fizeram uma manifestação estadual, pena que os policiais que tanto reclamam não se engajam em ações deste tipo. Esta aí a explicação da miséria que recebemos.

  7. Eu Tava Lá!!!!!!! Antes que digam que não foi válido, a população de santos está do nosso lado, pois esse ano o prefeito daqui anunciou um novo museu em Santos (Mais um dos milhares) e que será construido em um casarão que erá um presidio e será destinado milhoes a construção e reforma.Já o Palácio da Polícia que tambem é patrimonio historico da cidade está literalmente caindo aos pedaços (esse ano um pedaço da marquise caiu em uma viatura estacionada) e ninguem faz nada! o pior é que no fim da São Francisco fica o Fórum da cidade tambem em prédio historico onde não se pode mexer na estrutura e onde milhares de funcionarios no verão passaram calor, porém, no 4 andar deste prédio onde ficam os juizes, instalaram ar condicionado sem autorização da prefeitura….E os absurdos não param por ai em Santos, tem até dono de terreno com Meio Muro apenas que é patrimonio historico e a prefeitura não deixa o cara demolir para construir algo que traga renda a cidade, enquanto isto passamos essa situação, é patrimonio historico mas ninguem pode mexer….

  8. Desconfiado, pois se foi liberada a verba da obra seria mais interessante oficiar diretamente a SSP e MP para saber o destino.

    A PC tem tantos outros problemas mais graves, tais como a falta de efetivo, auxílio alimentação bem menor que o da PM, salários defasados, roubo na aposentadoria especial, falta de valorização e plano de carreira, em que a caminhada de 01 hora seria muito mais proveitosa. Mas a solução desses problemas não vai garantir apadrinhamento nas Seccionais para ninguém dos sindicatos.

  9. ESSE É O GRANDE PROBLEMA DO MOVIMENTO SINDICAL DA POLICIA CIVIL, NÃO TEM FORÇA , AS MANIFESTAÇÕES DEVIAM OCORRER EM TODO OS ESTADO DE SP, SOMENTE UM SINDICATO UNICO PODERIA FORTALECER O MOVIMENTO SINDICAL.

    REESTRUTURAÇÃO DA POLICIA CIVIL SP

    DELEGADO DE POLICIA
    ESCRIVÃO DE POLICIA
    AGENTE DE POLICIA JUDICIARIA
    PERITO

    NÍVEL SUPERIOR PARA TODAS AS CARREIRAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s