As polícias judiciárias do Brasil estão dispensadas de licitar a contratação de serviços técnicos especializados, aquisição e locação de equipamentos para investigar organizações criminosas 25

 

LEI Nº 12.850, DE 2 DE AGOSTO DE 2013.

 

Define organização criminosa e dispõe sobre a investigação criminal, os meios de obtenção da prova, infrações penais correlatas e o procedimento criminal; altera o Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal); revoga a Lei no 9.034, de 3 de maio de 1995; e dá outras providências.

CAPÍTULO II

DA INVESTIGAÇÃO E DOS MEIOS DE OBTENÇÃO DA PROVA

Art. 3o  Em qualquer fase da persecução penal, serão permitidos, sem prejuízo de outros já previstos em lei, os seguintes meios de obtenção da prova:

I – colaboração premiada;

II – captação ambiental de sinais eletromagnéticos, ópticos ou acústicos;

III – ação controlada;

IV – acesso a registros de ligações telefônicas e telemáticas, a dados cadastrais constantes de bancos de dados públicos ou privados e a informações eleitorais ou comerciais;

V – interceptação de comunicações telefônicas e telemáticas, nos termos da legislação específica;

VI – afastamento dos sigilos financeiro, bancário e fiscal, nos termos da legislação específica;

VII – infiltração, por policiais, em atividade de investigação, na forma do art. 11;

VIII – cooperação entre instituições e órgãos federais, distritais, estaduais e municipais na busca de provas e informações de interesse da investigação ou da instrução criminal.

§ 1o  Havendo necessidade justificada de manter sigilo sobre a capacidade investigatória, poderá ser dispensada licitação para contratação de serviços técnicos especializados, aquisição ou locação de equipamentos destinados à polícia judiciária para o rastreamento e obtenção de provas previstas nos incisos II e V. (Incluído pela Lei nº 13.097, de 2015)

§ 2o  No caso do § 1o, fica dispensada a publicação de que trata o parágrafo único do art. 61 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, devendo ser comunicado o órgão de controle interno da realização da contratação. (Incluído pela Lei nº 13.097, de 2015)

  1. Marcelo Odebrecht ameaça derrubar a República
    “Terão de construir mais 3 celas: para mim, Lula e Dilma”, dizia Emilio Odebrecht, sobre possível prisão do filho. O presidente da Odebrecht, Marcelo, foi preso nesta sexta

    Antes mesmo de chegar à carceragem em Curitiba, Marcelo Odebrecht estava “agitado, revoltado”, nas palavras de quem o acompanhava. Era um comportamento bem diferente de outro preso ilustre: o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo. Otávio Azevedo, como o clã Odebrecht, floresceu esplendorosamente nos governos de Lula e Dilma. Tem uma relação muito próxima com eles – e com o governador de Minas Gerais, o petista Fernando Pimentel, também investigado por corrupção, embora em outra operação da PF. Otávio Azevedo se tornou compadre de Pimentel quando o petista era ministro do Desenvolvimento e, como tal, presidia o BNDES.

  2. E estão esperando o Quê pra prender o Filho dele e ligar o ventilador ??????????? disse:

    E estão esperando o Quê pra prender o Filho dele e ligar o ventilador ???????????

    LULA pode esperar, a sua hora vai chegar !!!

  3. GAME OVER (20/06/2015 às 19:04)

    A PF e o juiz Moro estão fazendo um trabalho sensacional!

    Se o Odedrecht abrir o bico na delação, o que o procurador geral vai fazer para afastar a presidente Dilma e o ex-presidente Lula de um julgamento?

  4. Sei não…
    As polícias não devem estar constante e permanentemente aparelhadas? Se sim, devem licitar…
    Ou cada investigação será possível contratar?
    A exceção vai virar regra.

  5. Se já havia muita roubalheira na chamada “Verba Reservada” da PC para investigação, agora vai direto pra conta do chefe sem problema algum. Não precisa nem se preocupar em arrumar uma Nota Fiscal fria.

  6. Notícias boas em setembro teremos em média R$1.400,00 de abono e mais 8,9% de reajuste salarial, informações confiáveis e ave Geraldo, até que em fim a reposição da terrível inflação se aproxima, parabéns a todos 8,9% é melhor que nada.

  7. Enquanto isso aqui no DECAP os tiras paparicando os gansos pé-de-breque para fazer produçao para segurar cadeira. E enquanto os tiras correm com esses gansos fraquinhos que só servem para comprar na biqueira, os malas de verdade nadam de braçada e aqueles tiras da antiga que davam as canas boas já se foram ou estão encostados com tanta delisulão com essa polícia falida.

  8. NVESTIPOL DECAP disse:
    21/06/2015 às 15:32

    Notícias boas em setembro teremos em média R$1.400,00 de abono e mais 8,9% de reajuste salarial, informações confiáveis e ave Geraldo, até que em fim a reposição da terrível inflação se aproxima, parabéns a todos 8,9% é melhor que nada.
    —————————————————-
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  9. Essa especulação dos 8,9% de reposição da inflação tem fundamento? Se tiver será perfeito.

  10. Vem nada e o pior é que não reajustou nossa alimentação, mais a dos mikes sim, depois vem sinpol de bauru de amizade com o tobinha.

  11. Muita atenção: portaria conjunta PC/PM disciplinando a apresentação de ocorrências da PM nos Distritos, CPJs e Plantões.

    21 de junho de 2015 Publicações Sobre o Sindicato

    Portaria Conjunta nº PC/PM – 1, de 19-06-2015

    Disciplina os procedimentos operacionais e administrativos

    para o cumprimento do estabelecido na

    Resolução SSP 57/2015

    Considerando que compete ao Estado aprimorar a qualidade

    e eficiência dos serviços prestados à coletividade;

    Considerando que a atuação conjunta dos organismos

    policiais, dentro dos seus limites de atribuição, deve nortear a

    política de segurança pública;

    Considerando que a Resolução SSP 57/2015, respeitando

    o fundamento constitucional da dignidade da pessoa humana,

    bem como os preceitos infraconstitucionais, objetiva o desenvolvimento

    célere de ocorrências apresentadas pela Polícia Civil

    e Polícia Militar, estabelecendo prioridade de atendimento, de

    forma a permitir o rápido retorno da equipe à atividade-fim;

    Considerando o objetivo de dispensar a Polícia Militar,

    quando exauridas as medidas de sua atribuição, da apresentação

    pessoal de ocorrências que requerem somente providências

    da Polícia Civil, observadas as prescrições estabelecidas na

    Constituição Federal, Constituição Estadual e na legislação

    pertinente;

    Considerando, finalmente, a necessidade de padronização

    de conceitos e procedimentos operacionais e administrativos,

    o Comandante Geral da Polícia Militar e o Delegado Geral de

    Polícia, resolvem:

    Art. 1º Compreende-se, para efeitos desta portaria conjunta:

    I – Atendimento preferencial: o realizado com a celeridade

    possível em face de ocorrência apresentada pela Polícia Civil ou

    Polícia Militar, respeitados critérios de preferencialidade estabelecidos

    na Constituição Federal ou legislação infraconstitucional;

    II – Comunicação:

    a) prévia: a realizada através de mensagem simples por

    rádio ao COPOM e deste com o centro operacional da Polícia

    Civil, ou por outro meio eletrônico que possibilite a ciência à

    Polícia Civil para comparecimento em locais de crime ou outros

    de interesse que demandem ações de polícia judiciária, incluindo

    aqueles nos prontos socorros ou congêneres relacionados, nos

    termos da Resolução SSP 57/2015.

    b) formal: o encaminhamento obrigatório de via do BO/

    PM à Polícia Civil da circunscrição territorial, até o primeiro dia

    útil subsequente ao atendimento da ocorrência, para os casos

    tratados na Resolução SSP 57/2015, sem prejuízo da comunicação

    prévia.

    c) verbal: a realizada no local de crime diretamente ao

    delegado de polícia ou a agente por ele designado.

    d) pessoal: a realizada nos casos de auto de prisão em

    flagrante, termo circunstanciado, auto de apreensão de adolescente,

    de violência ou grave ameaça ou que demandem adoção

    de medidas protetivas, apreensão de objetos ou realização de

    exame de corpo de delito ou outras perícias.

    III – Ocorrências criminais de mera transmissão de dados: as

    não compreendidas como de comunicação pessoal.

    Art. 2º A comunicação prévia do fato será realizada pela

    Polícia Militar à Polícia Civil nos seguintes moldes:

    I – na Capital: o COPOM comunicar-se-á ao CEPOL;

    II – nas demais regiões: nos termos acordados pelo CPI/CPA

    e o correspondente DEMACRO/DEINTER/Delegacia Seccional.

    Art. 3º Para efeitos desta Portaria Conjunta compreende-se

    no conceito de atendimento preferencial, na hipótese do inciso II

    do artigo 1º da Resolução SSP 57/2015, além do auto de prisão

    em flagrante, o termo circunstanciado e o auto de apreensão de

    adolescente infrator.

    Art. 4º Em observância à legislação penal e processual

    penal vigente, na aplicação do disposto no artigo 1º, inciso

    III, da Resolução SSP 57/2015, serão adotadas as providências

    constantes no artigo 1º, inciso II, alínea ‘a’, desta Portaria Conjunta,

    dispensada a permanência dos policiais militares no local

    dos fatos, elaborando-se o BO/PM, cuja cópia será encaminhada

    para a Polícia Civil.

    Art. 5º Para fins do artigo 5º da Resolução SSP 57/2015,

    considera-se apresentada pessoalmente a ocorrência no local

    dos fatos com a presença de delegado de polícia ou agente

    policial por ele designado.

    Parágrafo único. Ficam dispensadas da apresentação pessoal

    de que trata o parágrafo único do artigo 5º da Resolução SSP

    57/2015, as seguintes ocorrências:

    I – as infrações penais passíveis de registro em BO Eletrônico;

    II – infrações penais que, exauridas as medidas da Polícia

    Militar, requerem somente providências da Polícia Civil.

    Art. 6º – A Notificação de Ocorrência a que se referem o

    parágrafo único do artigo 2º e o parágrafo 2º do artigo 4º da

    Resolução SSP 57/2015, bem como o inciso II do parágrafo único

    do artigo 5º desta Portaria, deverá ser feita pelas Polícias Civil e

    Militar por intermédio do modelo anexo.

    Art. 7º À Polícia Civil incumbe a elaboração do boletim

    de ocorrência tão logo aporte cópia do BO/PM na delegacia

    de polícia da circunscrição do fato, nas hipóteses em que não

    houver a apresentação pessoal da ocorrência por policial ou

    comparecimento por meios próprios do ofendido ou interessado

    no registro.

    Art. 8º Esta portaria conjunta entrará em vigor após

    trinta dias de sua publicação, para as devidas instruções, operacionalização

    e implementação dos meios necessários à sua

    aplicabilidade.

  12. rapaziada, o tal aumento é bizu furado…. ordem do geraldinho, esse ano é 0% de aumento… aliás, o preço do pãozinho subiu….

  13. PRA QUEM GOSTA DE POSTAR A FOTO DO PIRULITO NA REDE…FICAR DE PAQUERINHA…OFENDER…
    ESSE VÍDEO DÁ ATÉ MEDO!

  14. mais uma . . .

    http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2015/06/amante-de-professora-confessa-assassinato-de-executivo.html

    sic . . .

    “””””””””””””””””””””””””O desembargador considerou que a declaração de Marcos Fábio à polícia é de notório interesse público, e que o direito à informação deve prevalecer””””””””””””””””””””””””””””””…

  15. Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) confirmou decisão que obriga o Governo do Estado a pagar pensão alimentícia de R$ 3 mil mensais ao companheiro de um funcionário público morto há nove anos. O policial civil M. H. comprovou que manteve, por 13 anos, relação de união estável homoafetiva com A. C. B., que também era servidor público estadual e morreu em dezembro de 2006.
    No acórdão, que deve ser publicado nos próximos dias, o desembargador Osvaldo de Oliveira, relator do processo, confirma parte da sentença proferida em primeira instância pela juíza Tatiana Pereira Viana dos Santos, da 2ª Vara da Fazenda Pública de São José do Rio Preto (SP), onde morava o casal.
    A medida protetiva que garante o pagamento de pensão por morte para homossexuais foi aprovada pela Justiça em 2011, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu que os direitos dos casais homossexuais são os mesmos dos casais de heterossexuais. Em março de 2014, o STJ concedeu o pagamento de pensão para casais homoafetivos que se separam.

  16. Xiiiiiiiiiiiiii- Óia isto disse:
    23/06/2015 ÀS 1:51

    Novidade nenhuma, conheço muitos e muitos tanto na PC como na PM
    Tudo acabado mesmo as Policias também se infestaram disto.

  17. Estamos em junho, e o silêncio dos sindicatos continua…. Cadê notícias, data base ? Esse silêncio todo atordoa…..E Geraldo A., se Deus quiser, vai para o ostracismo. Chega dele.

  18. Estrela deve ser anunciado 8,9% de reajuste para setembro, e o bônus deve estar vindo por ai.

  19. O BÔNUS AJUDA MAIS NÃO É A SOLUÇÃO, PRECISAMOS DE REAJUSTE URGENTE A INFLAÇÃO ESTÁ ARREBENTANDO TODO MUNDO.

  20. Esse ano teremos a reposição da inflação em setembro, como o governador faz todo ano, exceto ano passado que ganhamos 6% dois pontos a menos que a PM que ganhou 8%, esse fato se deu devido ao N.U concedido a polícia civil, portanto esse ano o governador deve cumprir a constituição, e teremos entre 8,2% e 8,9% em setembro a ser pago em outubro, portanto esse ano a reposição da inflação será em igualdade aos policiais militares, já que nesse ano a polícia civil não foi agraciada com nada referente ao N.U, como aconteceu em 2014.

  21. “Cada pessoa tem que escolher quanta verdade consegue suportar”.
    (Friedrich Wilhelm Nietzsche)

Os comentários estão desativados.