Secretário Alexandre de Moraes prestigia a maior apreensão de entorpecentes efetuada pelo DENARC da Polícia Civil 68

Denarc apreende 1,6 tonelada de cocaína em mansão

Trata-se da maior apreensão de cocaína do país este ano.
Cinco pessoas foram presas, entre elas um chefe de associação criminosa.

Jamile Santana e Douglas PiresDo G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc) de São Paulo apreenderam 1,6 tonelada de cocaína, 898 kg de mistura para a produção da droga, além dos demais compenentes químicos usados para produzir a droga, em uma propriedade de alto padrão em Santa Isabel, nesta sexta-feira (17). As informações são da Secretaria de Segurança Pública (SSP). O secretário Alexandre de Moraes foi ao local para acompanhar o trabalho dos investigadores. Segundo ele, trata-se da maior apreensão de cocaína do país este ano, levando em conta a cocaína e a mistura apreendidas. Cinco pessoas foram presas, entre elas,  segundo o Denarc, um dos líderes de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios paulistas.

Mansão abrigada fábrica de cocaína capaz de produzir 7 toneladas da droga por mês, em Santa Isabel (Foto: Jamile Santana/ G1)Mansão abrigada fábrica de cocaína capaz de
produzir 7 toneladas da droga por mês,
em Santa Isabel (Foto: Jamile Santana/ G1)

“O local era um dos principais pontos de produção e distribuição de cocaína para o estado de São Paulo. A mansão fica em um local estratégico, de fácil escoamento, perto da Dutra e da Ayrton Senna. Foi a maior operação realizada até agora, prendemos o principal traficante de cocaína de São Paulo. É um golpe importantíssimo contra a associação criminosa”, disse o secretário.

Foram encontrados outros produtos químicos usados para a produção da cocaína, como acetona e éter. Além disso, a casa tinha ainda 20 aparelhos microondas, usados para a produção de crack.

Toneladas de pasta base e cocaína refinada estavam em diversos pontos da mansão, em Santa Isabel (Foto: Jamile Santana/ G1)Toneladas de pasta base e cocaína refinada
estavam em diversos pontos da mansão,
em Santa Isabel (Foto: Jamile Santana/ G1)

Segundo o secretário de Segurança Pública, a produção no local poderia chegar a 7 toneladas de cocaína.

Além do entorpecente, a polícia ainda localizou um armamento pesado: quatro fuzis e uma pistola 9 milímetros. Entre os fuzis estavam uma AK-47 e uma Ponto 50. “Para se ter uma ideia, a Ponto 50 é um armamento usado para abrir carro-cofre, pode derrubar helicóptero não blindado e é usado até na caça de elefantes”, detalhou Moraes.

Weliton Xavier dos Santos, o Capuava, foi preso em Santa Isabel e, segundo Denarc é um dos chefes do tráfico (Foto: Divulgação/Denarc)Weliton Xavier dos Santos, o Capuava, foi preso em
Santa Isabel e, segundo Denarc é um dos
chefes do tráfico (Foto: Divulgação/Denarc)

Weliton Xavier dos Santos, o Capuava, de 50 anos, um dos chefes da facção criminosa que atua nos presídios paulistas foi preso na mansão. O G1 tentou o contato do advogado do acusado mas a polícia não forneceu.

Secretário de Segurança Pública analisa cocaína apreendida pelo Denarc na noite desta sexta-feira (17) (Foto: Jamile Santana/ G1)Secretário de Segurança Pública analisa cocaína apreendida pelo Denarc na noite desta sexta-feira (17) (Foto: Jamile Santana/ G1)

Investigação
O Denarc acompanhava a quadrilha havia quatro meses. “Soubemos, há cerca de 1 mês, que traficantes compraram esse imóvel por R$ 1, 5 milhão. Começamos a monitar a movimentação deles e aguardamos o momento certo para agir. Já esperávamos que eles começariam a fabricar no local. Montamos a operação e entramos na propriedade sem que eles percebessem e por isso não houve troca de tiros”, detalhou o diretor do Denarc, Ruy Ferraz Fonte.

O sítio fica em uma área rural, em uma estrada particular de difícil acesso. Além das drogas e das armas, a Polícia Civil também apreendeu 5 veículos, um deles com fundo falso que, segundo a investigação, era usado para transportar a droga. A polícia vai pedir o bloqueio dos bens apreendidos. A propriedade e os veículos encontrados no local devem ser confiscados.

Armas foram apreendidas no local (Foto: Jamile Santana/G1)Fuzis apreendidos podem derrubar helicóptero, segundo secretário de Segurança Pública (Foto: Jamile Santana/G1)

  1. Gente a inflação está jantando nosso salário e até agora o governo não repôs a inflação.

  2. Temos muitos sindicatos e associações, talvez a Polícia Civil seja a entidade com mais representantes em São Paulo, mas são em sua maioria sindicatos pequenos, isolados e sem interligação entre si, essa falta de interação entre os sindicatos nanicos os tornam NULOS, temos vários sindicatos mais nenhuma representação, isso se dá principalmente pela falta de conexão entre eles.

  3. Quando o governo vai cumprir a constituição e anunciar a reposição da inflação?

  4. Agentes iniciam greve nos presídios de São Paulo7
    Estadão Conteúdo Em Araçatuba (SP) 19/07/201518h38
    Ouvir texto

    0:00
    Imprimir Comunicar erro
    O clima de tensão no sistema prisional paulista levou os agentes penitenciários a antecipar a greve da categoria, paralisando neste domingo (19) nove unidades prisionais no Estado de São Paulo. Os agentes de sete unidades do complexo Campinas-Hortolândia, do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana e da penitenciária de Valparaíso paralisaram as atividades e, com exceção de Valparaíso, não autorizaram a entrada de familiares para visitar os presos no sábado (18) e hoje. Em Valparaíso, os presos ficaram dois dias sem tomar banho de sol.

    A antecipação da greve – que já estava marcada para ter início nesta segunda-feira, 20 – ocorre devido ao assassinato do agente Rodrigo Ballera Miguel Lopes, de 33 anos, do CDP de Campinas, morto a tiros na quinta-feira (16), e espancamento de outros quatro agentes – um no CDP-4 de Pinheiros e outros três na penitenciária de São José dos Campos. O assassinato é o oitavo de agentes penitenciários este ano no Estado. De acordo com os líderes sindicais, os crimes são praticados por determinação do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção que domina os presídios paulistas.

    De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp), Daniel Grandolfo, a partir desta segunda-feira, 20, apenas os serviços de emergência médica e de alimentação dos presos serão mantidos. “Estão suspensas as entregas de jumbo (alimentos e outros pertences levados pelos parentes) e de Sedex e também a transferência de detentos, entre outros serviços”, afirmou.

    Segundo Grandolfo, ao contrário da greve programada, a paralisação do fim de semana não teve qualquer interferência do sindicato. “Esta antecipação é um exemplo de como anda o clima dentro dos presídios. Estávamos marcados para iniciar a greve no dia 20, e o sindicato cumpriu todas as obrigações da lei com assembleias e tudo, mas os agentes estão revoltados com a insegurança”, explicou.

    Os agentes reivindicam que o governo cumpra os acordos feitos com a categoria na greve do ano passado, como o pagamento de bônus salarial, que não foi feito, e a retirada de processos disciplinares administrativos contra 32 grevistas. Além disso, eles reivindicam a reposição da perda inflacionária, em torno de 7%, e maior segurança no trabalho, como o chamado acautelamento que é a autorização para uso de coletes à prova de bala e armas fora do horário do trabalho.

  5. Os agentes da SAP têm mais é que lutar por seus direitos e melhorias profissionais mesmo…

    Só não podem vir com aquela balela de “polícia penitenciária”…. que é risível… se orgulhem da sua profissão e lutem por melhores condições de trabalho e rendimentos.

  6. Parabéns ao DENARC pela cana… esse é o trabalho da Polícia Civil…

    PC não tem que patrulhar… tem que investigar e encanar… Parabéns.

  7. POLICIAIS DE SÃO PAULO

    EXCELENTE O SERVIÇO DOS COLEGAS DO DENARC, NÃO SE PODE NEGAR.

    MAS SERÁ QUE AO INVÉS DE FICAR RECEBENDO ELOGIOS ELES NÃO GOSTARIAM DE:

    1. RECEBER REPOSIÇÃO NA DATA BASE?
    2. APOSENTAR COM INTEGRALIDADE E PARIDADE?
    3. SER PROMOVIDO PARA UMA CLASSE ACIMA, QUANDO SE APOSENTAM, AO CONTRARIO DO REBAIXAMENTO?
    4. RECEBER AUXILIO ALIMENTAÇÃO DECENTE?
    5. RECEBER ARMAS DECENTES?
    6. VER RECALCULADOS A 6a PARTE E O QUINQUÊNIO, SEM PRECISAR ENTRAR JUDICIALMENTE?
    7. TER INCORPORAÇÃO TOTAL DO ALE AO SALÁRIO, SEM PRECISAR ENTRAR COM AÇÃO?
    8…
    9…

    ACHO QUE DÁ PARA FAZER UMA LISTA IMENSA, MAS…..

    QUEM MANDA NA MANGUAÇA É O LEGUME NÃO É O POUCA TELHA.

    PC SÃO PAULO

  8. Aparecido Loureiro Jannone disse:
    19/07/2015 ÀS 20:48
    não consigo entender porque é tão difícil citar que foram investigadores do Denarc..sob a supervisão do delegado tal…. …simplesmente dizem policiais do Denarc…se fosse uma bronca qualquer diriam…os investigadores do Denarc …

    ——————————————————

    é porque participaram desta cana , diversas carreiras lotadas no denarc…

    carcereiros- agentes – investigadores = policiais do denarc.

  9. GUERRA PELO AMOR DE DEUS, COLOCA UM POST PARA TRATAR DE ASSUNTO SALARIAL DO TIPO: BÔNUS, GREVE, AUMENTO SALARIAL, REPASSE DA INFRAÇÃO, QUALQUER COISA QUE POSSA SATISFAZER GRANDE PARTE DOS LEITORES QUE FICAM SAINDO DO ASSUNTO EM TELA, E POSTANDO REFERENTE A ESSES ASSUNTOS QUE ESTOU TE SOLICITANDO, QUEM SABE VC FAZENDO ISSO, ESSES CARAS VÃO COMEÇAREM A RESPEITAR E DAR ÊNFASE EXCLUSIVO AOS TÓPICOS, TÁ VIRANDO SALADA DE FRUTAS COM VERDURAS, NADA A VER UMA COM A OUTRA.

  10. O espaço é nosso JACAzé, comentamos o que bem quisermos, não está feliz, volte pra caserna.

  11. Os agentes penitenciários estão colocando o governo da parede, parece que a única categoria que o governo teme são os A.S.P, afinal os agentes penitenciários em greve ferra todo o sistema, e o governado está morrendo de medo.

  12. 12
    SIPESP recebe mais denúncias sobre abusos nas Escalas de Serviço
    17 de julho de 2015 Notícias
    O SIPESP permanece recebendo reclamações de sindicalizados, com relação aos abusos nas escalas de serviço.

    Alguns sindicalizados relataram que além do abuso nas escalas, ainda são submetidos a chamada escala de sobreaviso, ficando à disposição da Administração, mesmo nos momentos de folga.

    Segundo relatos, em algumas Centrais de Flagrantes, investigadores e escrivães de polícia, chegam a trabalhar mais de 60 horas na semana e alguns chegam a cumprir escala de 24 horas de serviços ininterruptos. Alguns policiais, inclusive, já ingressaram com ações que visam o ressarcimento das horas trabalhadas a mais.

    O artigo 5º do Decreto 52.054/2007 estabelece:

    Artigo 5º – A jornada de trabalho nos locais onde os serviços são prestados vinte e quatro horas diárias, todos os dias da semana, poderá ser cumprida sob regime de plantão, a critério da Administração, com a prestação diária de doze horas contínuas de trabalho, respeitado o intervalo mínimo de uma hora para descanso e alimentação, e trinta e seis horas contínuas de descanso.

    O SIPESP mais uma vez cobrará as autoridades sobre os abusos denunciados e tomará as medidas cabíveis, pois entende que os nossos policiais, não podem ser penalizados pela deficiência de pessoal, que ainda não foi corrigida pelo Governo.

    A Diretoria

  13. LEtargico disse:
    21/07/2015 ÀS 11:41
    O espaço é nosso JACAzé, comentamos o que bem quisermos, não está feliz, volte pra caserna.

    Ao nobre colega ( LETARGICO), se este espaço é nosso, então me pertence algum espaço também né, então respeita a minha parte e de outros colegas que concorda comigo, lembra-te, aqui não é casa de mãe joana, aqui é um espaço democrático onde devem serem discutidos assuntos referentes ao serviço policial de interesse coletivos, e para que a coisa flui perfeitamente, precisa ter ordem e disciplina , quanto ao seu tratamento referente a minha pessoa, vc não é digno nem de ser xingado por mim, em retaliação ao seu tratamento, abração bem forte colega.

  14. Não sei como tem idiota aqui em perder tempo respondendo esse Jacare sem dente, nunca foi policial na vida, da pra ver pelo jeito que se expressa que no máximo e um paga pau, quanto a cana do denarc …merece os parabéns?…. so virou cana porque nao virou um J.

  15. Multa diária de R$100 mil leva Sindasp a suspender greve dos agentes penitenciários
    24/07/2015 15:47
    Visualizações: 402

    Versão para impressão Enviar para um amigo

    Carlos Vítolo
    Jornalista/Assessor de Imprensa do Sindasp-SP
    imprensa@sindasp.org.br

    ® © (Direitos reservados. A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura do jornalista e do Sindasp-SP, mediante penas da lei.)

    Por conta do deferimento de uma medida liminar, expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp-SP), por meio da Diretoria Executiva, comunica a suspensão da greve da categoria.

    Na decisão favorável ao governo, o relator Paulo Dimas Mascaretti descreve: “[…] defiro a medida liminar postulada nos autos para o para o fim de determinar ao Sindicato requerido que providencie o imediato retorno dos servidores associados às suas funções, abstendo-se, ainda, “de praticar ou incentivar a prática por terceiros de qualquer ato destinado a impedir o ingresso ou saída das unidades prisionais do Estado de São Paulo de que quer que por lei ou em virtude das atividades que desempenha esteja autorizado a fazê-lo, especialmente a saída ou entrada de veículos destinados à transferência, entrega ou transporte de detentos, assim como de quaisquer profissionais destinados a prestar assistência aos detentos”, sob pena de multa diária de R$ 100.000,00 (cem mil reais)”. (grifo nosso).

    Conforme o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, além da determinação judicial, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) iniciou ameaças e punições aos agentes penitenciários que aderiram ao movimento de greve, anotando os nomes, para posteriormente abrir Processos Administrativos Disciplinares (PADs). “Mais de 100 agentes penitenciários estão sendo convocados para serem ouvidos”, disse Grandolfo.

    Assim, a greve geral dos agentes penitenciários, que teve início à 0h da última segunda-feira (20), acatando a decisão da Justiça, está suspensa em todo o Estado.

    No próximo domingo (26), haverá uma reunião entre as Diretorias Executiva, Regionais e o Departamento Jurídico do Sindasp-SP para analisar possíveis medidas a serem tomadas em relação à decisão judicial proferida nesta data.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s