Círculo de Amigos da PM – Capitão dá proteção para falso tenente da ROCAM desmascarado por investigador do DEIC 47

Falso PM bate moto em Fusca e é desmascarado

Em motocicleta com sirene, capacete e jaqueta, comerciante se passava por tenente da Rocam

 Moto Harley-Davidson era usada por comerciante para se passar por PM. Ele se envolveu em acidente no dia 16 de julho, em São Paulo Reprodução

Moto Harley-Davidson era usada por comerciante para se passar por PM. Ele se envolveu em acidente no dia 16 de julho, em São Paulo Reprodução

O policial civil Geisser Machado Curcio, 47 anos, trafegava com um veículo Celta pela rodovia Fernão Dias, em Mairiporã (Grande São Paulo), quando olhou pelo retrovisor e percebeu a aproximação de uma motocicleta Harley-Davidson. Além de grande e potente, a moto que forçava passagem também tinha equipamentos luminosos e de som ligados. Era início da tarde do dia 16 deste mês.

Policial experiente do Deic (Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado), Curcio passou a olhar, ainda pelo retrovisor, para o piloto da moto. Viu que ele trajava uma jaqueta preta, onde estava uma insígnia de tenente. Na busca por mais detalhes, o policial civil também registrou que Harley-Davidson e o capacete do piloto ostentavam adesivos da Polícia Militar de São Paulo.

Ao acreditar que o motociclista era um policial militar que pretendia parar seu carro para uma blitz, o policial civil Curcio passou para a faixa da direita da Fernão Dias e diminuiu a velocidade do Celta. Quando o veículo quase parava, o motociclista emparelhou ao lado do motorista e gritou “Você é idiota” e se dizendo policial.

Indignado com a ofensa e certo de que não havia sido atacado por um policial militar, o investigador Curcio engatou o carro novamente, pisou no acelerador e passou a seguir o motociclista. Tinha a finalidade de localizar um carro da Polícia Rodoviária Federal para fazer o alerta sobre o motoqueiro.

Batida no Fusca 

Na altura do km 57 da rodovia Fernão Dias, no bairro Terra Preta, o investigador Curcio viu a moto entrar à direita, em uma rua que era contramão para quem saía da estrada, e bater de frente contra um velho Fusca, azul. Com o impacto da Harley-Davidson, o antigo carro ficou praticamente destruído, mas seu motorista não foi ferido. Apenas o piloto da moto sofreu machucados leves.

Enquanto o piloto tentava se recuperar da queda, o investigador Curcio foi até a delegacia da Polícia Civil em Mairiporã, distante cerca de 300 metros do local da batida, e pediu ajuda para abordar o motociclista.

Assim que os policiais civis chegaram ao local da batida entre a Harley-Davidson e o velho Fusca, o piloto da potente moto apresentou uma carteira de habilitação vencida em 2009.

Jaqueta de homem que se passava por PM Reprodução

Questionado sobre qual era o batalhão da PM onde trabalhava, o motociclista assumiu que não era policial militar e se apresentou como Luciano de Carvalho, 46 anos, um comerciante que vive em Atibaia (distante 67 km da cidade de São Paulo). Ele também não conseguiu explicar porque sua moto tinha equipamentos e identificação idênticos aos das motos usadas pela PM de SP para escoltar autoridades. Um dos adesivos tinha a inscrição Rocam, sigla de Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta.

Como se tratava de um trecho de rodovia federal, o delegado Gerson Antonio Haruo Yamasata, do 1º DP de Mairiporã, pediu para que policiais militares ficassem no local da batida entre o Fusca e a Harley-Davidson à espera dos integrantes da Polícia Rodoviária Federal, que deveriam ser os responsáveis por apresentar o acidente automobilístico à Polícia Civil.

Oficial da PM de outra área deu apoio

Enquanto o local do acidente era preservado, uma ambulância levou o comerciante Carvalho para o Hospital Nossa Senhora do Desterrro, de Mairiporã. Enquanto preservavam o Fusca e a Harley-Davidson para a realização da perícia, dois PMs do 2º Companhia do 26º Batalhão, em Mairiporã, foram surpreendidos pela chegada de um carro da PM (nº 34.300, placa DJM-6110) que trazia um oficial da corporação. Identificado como capitão Moura, o oficial trabalha no 34º Batalhão, em Atibaia, e não tem como área de atuação Mairiporã.

O atendimento do oficial da PM ao falso PM chamou a atenção de todos os envolvidos na apuração do acidente e nos motivos que levaram o comerciante a se passar por policial militar. Apesar de ter ocorrido em uma rodovia federal, a ocorrência foi apresentada à Polícia Civil pela Polícia Militar, mas o indicado seria que fosse pela Polícia Rodoviária Federal.

Informalmente, o capitão Moura se apresentou aos policias de Mairiporã como amigo do falso PM e foi o responsável por acompanha-lo até o hospital.

Medicado, Carvalho foi levado para a delegacia e lá passou a tentar fazer com que os policiais civis da cidade acreditassem que ele era uma vítima do policial civil Curcio, o motorista do Celta.

Em sua versão, Carvalho disse que saiu da Fernão Dias e entrou em uma contramão porque temia ser assaltado pelo policial civil do Deic. Pelo estrago causado no Fusca, o dono foi indenizado em R$ 3.500 por Carvalho, que assumiu a culpa da batida.

Procurado pela reportagem na sede do 34º Batalhão, em Atibaia, o capitão Moura não foi localizado. Segundo PMs, ele estava na cidade de Bragança Paulista e não retornou ao pedido de entrevista para explicar sua relação com o comerciante Carvalho.

Carteira de habilitação vencida de Luciano de Carvalho Lauro, capacete da PM e moto envolvida em acidente Reprodução

Comando da PM pede apuração

Por meio de nota oficial, o Comando-Geral da Polícia Militar de São Paulo informou que Carvalho não é policial militar e que a moto Harley-Davidson não é da corporação, assim como as roupas e capacete que ele usava.

Sobre a participação do capitão Moura no episódio, a PM informou que os comandantes responsáveis pelo 34º Batalhão irão apurar se ele praticou desvio de conduta, inclusive porque ele tirou os objetos que estavam com Carvalho no momento do acidente e, só mais tarde, os apresentou na delegacia.

O policial civil Geisser, do Deic, disse à reportagem que não iria se manifestar sobre o caso.

Comerciante não fala

Procurado na tarde desta terça-feira (04/08), o comerciante Carvalho não quis se manifestar. Segundo ele, não havia nada a ser dito sobre o episódio.

  1. língua ferina disse:

    07/08/2015 às 12:56

    Hélio: você é doido ou infeliz?:
    ———————————————————————————————————————————————————————-
    DOIDO NÃO, NA REALIDADE INFELIZ POR SER APAIXONADO POR ALGUM OFICIAL DA PM QUE NÃO LHE DA ATENÇÃO, CARINHO E ROLA!

  2. Só um idiota mesmo,pra se fantasiar de PM. Que estranho um oficial da policia militar passar um pano para uma figura imbecil dessas!!!! O colega do DEIC está certíssimo, se bem que se fosse comigo teria sentado o dedo nesse asno travestido de coxinha. E ainda por cima tentou inventar uma história no DP……espero que o majura não tenha caído nessa. Agora essa advocacia administrativa não será investigada pela corregedoria? O que será que esse “comerciante” tem na cidade hem? Será que que é alguma birosca, padaria, mercadinho em que os coxas tomam seu lanchinho?

  3. Ao JACARÉ SEM DENTE.
    Não sou contra a instituição Policia MIlitar, assim como sei que vc não tem nada contra a minha instituição Policia CIvil. Portanto parabéns pelo seu comentário. Babacas como esse capitão aqui do meu lado também está cheio. Abraço.

  4. Coloca tudo no Papel e manda pra frente, foda-se o motoqueiro frustrado que não virou PM e coloca também o amiguinho dele Capitão…..

  5. PESSOAL !, PELO QUE ENTENDI ESSE GANSOPM, DEVERIA ESTA BATENDO UMA “P”, E QUANDO DA MASTURBAÇÃO, INGRESSOU NA CONTRA MÃO E CAUSOU O ACIDENTE. POIS COMO VISLUMBRAMOS NO JALECO LÁ ESTÁ ESCRITO “BATEDOR”. E, ME AJUDEM AÍ Ó >>>

  6. DR; YAMASATA ! METE O FUMO NESSES DOIS TRANSGRESSORES CONTUMAZES DA LEI, OU SEJAM ESSE CAPITÃOZINHO E ESSE GANSINHO. E, ME AJUDEM AI [O !…

  7. FIM DE SEMANA SÓ ALEGRIA!
    DIZ O QTH AÍ DOUTOR GUERRA! TÔ DESCENDO A SERRA….VAMOS TOMAR UMA AÍ NO QUIOSQUE!

  8. Dr. , por favor né … analisa o caso com carinho e Y A MASA TA !!!

    Brincadeira chefe, faz o que o senhor quiser.

    Mas se fosse em situação oposta o DATENA, PERCIVAL, César Tralli, Corta Pra Mim e o escambal já tinham sido acionados !!!!

  9. Uéeeeeeeeeeeee não entendi estão criticando o Capitão PM só porque ele foi dar uma arREDONDAda para o seu parça, toda esta treta.

    Quem em sã consciência deixaria o Francis Lovely Poncherello na mão.

    Quando eu era criança o seriado CHIPS fazia a minha alegria, e quem sabe a alegria do Cap PM.

    Vai ver que o Capitão PM na verdade é o Jon Baker, disfarçado, e foi salvar o seu “CUmpanheiro”, e ai, ai, ai……… se alguém insinuar algum preconceito ou coisa do tipo.

    Deve ser pura amizade, sem qualquer tipo de intere$$e, que envolve o Cap PM e o duble de motoqueiro, quanta malde no coração das pessoas.

    Falando sério, se fosse um praça que chegasse no local dos fatos e tentasse, repito tentasse, dar o pano que o Cap PM deu para motociclista, xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
    O praça estaria phodido, iria preso no ato, conduzindo algemado e mais o cambal, responderia a belo IPM, que com absoluta certeza iria resultar na expulsão da PM, simples assim.
    Mas como o cara é “sangue azul” os outros oficiais PMs vão dar uma bela arredondada para ele, e pode escrever.
    E o MP militar vai ficar pianinho, pianinho nesta fita toda, como sempre.

  10. Legion

    Não exponha sua burrice fardada nesse site. Sabe nada….bacharel em ensino médio

  11. Sr. Hélio disse:07/08/2015 ÀS 10:36 , Me permita discordar e vamos aos fatos, em que pese não estar lá, mas vendo as fotos!

    AAAAA FAÇA-ME O FAVOR, primeiro, nem a moto, nem a jaqueta, muito menos o capacete, são parecidos com os originais, até onde sei, andar com replica não é crime.

    Fato:Ok andar com replica não é crime, então pega você a replica de um fuzil e pistola e passe na frente do quartel de ROTA ou mesmo de uma delegacia, melhor aponte para mim ou outro policial uma repiclida de uma arma para ver o que te acontece, serei eu vou praticar um crime contra você, que estará revestido das excludentes de ilicitude, você entedeu?

    E mais, o tira seguiu o cara, é evidente que o causador do acidente foi ele, o cara fugiu ué, quantas vezes não vemos isso?

    Fato: O “tira” na verdade é um investigador de polícia e portanto policial civil de fato e de direito, pode e deve andar armado 24 hs por dia, se ele seguiu o motoqueiro e resultou no acidente é porque o cara fugiu, pois este bem sabia que estava praticando um ilegalidade, se passando por policial ou no minimo fazendo crer que era, e por força de lei o investigador tinha a obrigação de agir, o que foi feito, se o motoqueiro se acidentou foi por sua única e exclusiva culpa e responderá por isto.

    Motoqueiro, ou motorista são seguidos por malucos, ou bandidos, e se envolvem em acidente e a culpa recai aquele que seguiu? Pensou que vocçe quiS dizer em quem era SEGUIDO.

    Fato: Fugiu por que? se ele só estava dando um role “fardado” ou fantasiado de PM, por que da fuga, se tivesse parado e se identificado não provocaria o acidente, o quem sabe se tivesse tentando chegar numa base policial de verdade, o motoqueiro fez isto? Nãooooo porque sabia a m…..que estava fazendo.

    Ele E pior, o que o capitão fez de ilegal?

    Fato: Sair do seu local de trabalho em uma VTR com motorista, oficial da PM na pode dirigir VTR da PM, portanto um praça pago com nossos tributos fez as vezes de motorista, e com combustível pago pelo Estado para “ajudar” um amigo, numa area que não é da sua, se isto não for crime é o que? Um engano, pequeno equivoco, se ele tivesse ido de taxi ou no seu véiculo particular nada de errado, mais de VTR da PM, ele e você forçaram um pouco.

    Ele coagiu alguém?
    Fato: Só tentou atribuir a culpa do acidente ao policial de verdade, que estava no encalço de boboca, só isto, nada mais, simples assim, a culpa é do policial de verdade que atravessou o caminho de um cidadão que adora se fantasiar de policial e tocar sireno, só isto uma bobagem, tolice é o que realmente você pensa ?

    Passou o pano?
    Fato:Em quantas ocorrências em que envolveram os seus subordinados o Cap PM se fez presente para orientar e dar apoio moral?

    Ele só foi ver o amigo dele, e acompanha-lo para o hospital.
    Fato: Que faça isto com o seu dinheiro na hora de folga, simples assim.

    Versão: O cara da moto pode ser trezão, mas esse tira é muito burro, além de fazer cagada, ainda sai divulgando pra ganhar notoriedade, no final quem vai se ferrar é ele.

    Fato: Agora pegando os todos os seus argumentos vamos imaginar a seguinte situação ok!
    Eu louco de pedra, estou correndo atrás de você, com uma replica de um pênis gigante na mão gritando, observer que eu escrevi réplica, e gritou vou te pegar, vou te pegar……..
    Eu te alcanço te amarro todinho, e faço ameças, que para você são verdadeiras, de utilizar a replica gigante em você…….., e a réplica é enorme, você teme pela sua dignidade, começa a chorar, não pode gritar porque esta amordaçado…….
    Mas por um acaso de destino sou impedido de cometer o crime, sou impedido e detido, por um policial de verdade, antes de consumir o desaparecimento da replica em você, e detido eu digo era só brincadeirinha, éra sou uma brincadeirinha,…….eu não iria fazer nada com ele, só estava zuando ele, e você todo cac……e mij…….de medo deixaria barato a minha brincadeirinha?
    Afinal de contas eu só estava me passando por uma pessoa que eu não sou, estava com uma réplica, na sua ótica estaria tudo explicado e eu poderia sair andando, simples assim.
    E no final das contas quem iria se ferrar é o policial que me impediu, é isto o que você está querendo fazer crer?

  12. Tired disse:

    07/08/2015 às 23:01
    ———————————————————————————————————————————————————————
    TIRED,
    EM PRIMEIRO LUGAR SE VC BRINCASSE DESSA FORMA COM O HÉLIO EM CORRER ATRÁS DELE COM UMA RÉPLICA NA MÃO PARA INTRODUZIR NELE, SIMPLESMENTE VC CAUSARIA UM DIVÓRCIO ENTRE ELE E O SEU COMPANHEIRO (MARIDO OFICIAL DA PM).

    MEU QUERIDO, VC AINDA NÃO PERCEBEU QUE ESSA PESTE DE SOLDADO ACABOU DE SAIR DO ARMÁRIO E É RECÉM-CASADO COM UM OFICIAL DA PM E POR ISSO SE EXCEDE EM DEFENDER QUALQUER SITUAÇÃO QUE ENVOLVA UM OFICIAL!

    MEU IRMÃO, SÓ NESSES ÚLTIMOS DIAS ESSA PRAGA DEFENDEU OS OFICIAIS ENVOLVIDOS NO DESVIO DOS 10 MILHÕES, DO PADRE CAPELÃO QUE TAMBÉM ANDOU DESVIANDO A SUA CONDUTA EM CATAR UMA MOEDINHA E ENTRE OUTRO FATOS QUE ESSE RECÉM SAÍDO DO ARMÁRIO TAMBÉM DEFENDEU OUTROS OFICIAIS BANDIDOS.

    É MENINO OU MENINA MENINO? É MENINA OU MENINO MENINA? É MENINO OU…

  13. Meus caros…conhecendo um pouco de policia, esse capitão não foi socorrer o namorado a toa não…no mínimo estava com o dele na reta também…sera que não foi lá pra resgatar alguma ARMA fornecida ao plaiboy ???

  14. Péssimo gosto desse Senhor querendo ser Policial Militar
    Se pelo menos tivesse querendo ser Policial Civil seria compreensível

  15. Usurpação de função pública só se configura quando a função é exercida, onde que o 13 exerceu função de polícia? Quem não exerceu função de policia é o tira burro, que perseguiu o maluco, sem identificação nenhuma, por causa de briga de trânsito, se ele estava no exercício da função, por que não se identificou? Por que não pediu apoio quando constatou que o 13 não era PM (O 13 disse que era PM?). E mais, se o copom estava ciente do deslocamento do capitão ou não, não cabe a vocês especular, afinal, desde quando o PM é impedido de entrar na área alheia? Ele não pode patrulhar fora de sua área sem autorização, mas o transito é livre, e mais uma vez, pelo que o próprio tira relatou, nada do descrito se caracteriza como pano.

  16. Tired em 07/08/2015 às 23:01

    Dá uma olhada no estatuto do desarmamento, portar réplica nâo é crime, porém a replica é equiparada á arma quando usada em ameaça. A comparação já é imbecil, mas me diz, quando a replica de adesivo da PM, e bordado no ombro de jaqueta (são as únicas coisas que arrebentem á PM) foram objetos de ameaça? Logo, como isso pode induzir o tira ao erro?

    O tira se identificou como tira? Quando? Por que ele não relatou então? Abordagem só deve ser realizada com a devida identificação do agente, como o 13 vai saber se o tira era tira? Ele tem bola de cristal agora? Alguém tem? Tenta abordar alguém na rua sem dizer que é polícia pra ver o que te acontece. Tenta abordar um policial sem se identificar pra ver quantos tiros você leva na cara

    Sobre o uso da viatura, se é moral ou não é, tanto faz, isso é LEGAL, não existe nenhuma norma que proíba esse tipo de coisa, até por que, na PC o que mais tem é isso, e se você é pc, bem sabe, quando o delegado manda você ir pegar a filha dele no aeroporto com a viatura, você manda esse mesmo papo pra ele?

    E você deve ser muito burro, já que envolve grave ameaça, lesão corporal, tortura num caso desses, mas me diga, no relatado, quando esses crimes foram cometidos? Sua comparação só evidência sua falta de argumentos.

  17. Hélio:

    Está “liberada” a entrada de PM em área que escape à sua atuação, assim como, está liberado o vencimento da CNH somente por 06 (SEIS) anos. Acho que posso presumir o destino do motoqueiro: estava a caminho do POUPATEMPO para renovar a CNH, porém, o policial civil dificultou o processo!

  18. Tudo isso se resume a uma coisa só: esse cidadão da moto não passa de um frustrado por nao ter conseguido ser policial na vida, seja PM ou PC. Isso se chama vontade de dar prá um policial e nenhum quis comer, só isso. Aí o cara sai com uma moto ostentando placa de particular, umas “estrelas” na jaqueta que são diferentes das originais, um adesivo da mega no capacete, além de uns leds prá piscar, se a moto dele interessasse prá ladrão aposto que já tinha levado um tiro deles!!!

  19. Hélio disse: 08/08/2015 ÀS 21:42.

    Você é quem está confundindo as coisas, pegou um exemplo que você mesmo deu e distorceu os fatos, você não cita em nenhum momento as luzes no melhor estilo PM, nem a sirene, você deve achar que isto são equipamentos de fabrica ou originais.
    O 13, como você mesmo diz, demandou tempo e dinheiro para se fazer parecer como um PM, este é o fato.
    O caro se fantasiou como tal, e pelo visto se fazia passar por PM, só que desta vez se deu muito mal, toda este patacoada só ocorreu por conta deste detalhe, se passar por quem não é.
    Se o 13 estivesse numa moto original com vestimentas que em nada fizesse lembrar a PM tudo ficaria restrito ao âmbito de uma fechada de trânsito.
    O fato do capitão PM ter ido lá dar um pano para o 13 também é de causar estranheza, tanto é que a própria PM informa que vai investigar, o solidário, Cap PM.
    E afirmo e garanto, sem conhecer este Cap PM, ele nunca compareceu em qualquer local para “auxiliar” qualquer um dos seus subordinados, como fez com este 13.
    No mais o tira fez a sua parte e foi atrás de um louco que estava, sim, se fazendo passar por PM, é até onde sei isto pode ser caraterizado como crime, simples assim.

  20. Só vai sobrar pros dois que ficaram preservando e pro tira e pros dois do plantão que “seguiu” o bosta frustrado!!O majura vai tirar da seringa o “capitão do mato”vai dizer que apareceu por acaso e seu motorista será punido por levar o “capitão do mato” até lá por desconhecer até onde é o limite de atuação de seu condado!!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s