Desmembrado da Polícia Civil paulista desde 1998, o IC tornou-se uma das quatro piores perícias criminais do País 48

Déficit de pessoal faz perícia demorar mais de 5 horas no interior de SP

policiacientifica
Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória

São Paulo – Ferido com um misterioso corte no pescoço enquanto dirigia sua motocicleta entre as cidades de Campinas e Monte Mor, no interior paulista, José Cipriano Silva Filho morreu no asfalto da rodovia SP-101 enquanto era socorrido por uma ambulância em janeiro deste ano. A família, os policiais e o serviço funerário esperaram mais de cinco horas pela perícia criminal, que não chegou. Pressionado pela família, que já velava o corpo no acostamento da estrada, o delegado responsável pediu que o corpo fosse retirado mesmo sem o exame pericial – e sem saber o real motivo do corte, possivelmente causado por uma linha de pipa com cerol.

No momento do acidente, o perito responsável pelo caso estava atendendo outra ocorrência na divisa entre Limeira e Piracicaba, a cerca de 80 quilômetros de distância. Em uma região com nove cidades e mais de um milhão de habitantes, ele era o único profissional naquele horário de plantão.

A espera excessiva é um problema comum gerado pelo déficit de peritos criminais no Instituto de Criminalística, órgão ligado à Polícia Científica. Um terço das vagas para perito criminal no Estado de São Paulo está ocioso. De um total de 1.735 postos de trabalho na categoria, faltam 576. As admissões desde o último concurso para a categoria, iniciado em dezembro de 2013 com 558 vagas, foram superadas por aposentadorias, exonerações ou mortes de profissionais que estavam na ativa. Menos de 20% dos aprovados assumiram suas vagas mais de um ano após a abertura do processo.

Enquanto 111 concursados chegaram para reforçar as equipes, 129 postos de trabalho ficaram ociosos. A defasagem é agravada pela perspectiva de aposentadorias em massa entre peritos criminais e fotógrafos nos próximos anos. Entre os funcionários da Polícia Científica, 54% têm de 21 a 30 anos de tempo no serviço público, e outros 14% têm mais de 30 anos de experiência no funcionalismo estadual.

Trabalho precário

Um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) concluído em 2013 mostra que a maior parte das unidades da Polícia Científica tem espaços físicos “insuficientes e inadequados”, e mais de 98% das unidades funcionavam sem alvará emitido pelas prefeituras e sem autos de vistoria do Corpo de Bombeiros.

O documento obtido pelo jornal “O Estado de S. Paulo” mostra peças de crimes espalhadas pelo chão de corredores e armazenadas em salas inadequadas. No escritório da equipe de perícia em Jacareí, por exemplo, foi improvisado um laboratório de balística dentro do banheiro do imóvel. Em São Sebastião, a fiscalização do tribunal encontrou reagentes químicos, peças de crime e outros materiais de trabalho dividindo espaço com comida na geladeira. Além disso, 62% das equipes tinham algum equipamento ocioso por falta de manutenção ou falta de profissionais preparados para operá-los.

O TCE também encontrou problemas de infraestrutura nas unidades do Instituto Médico Legal (IML). Em 88% das unidades não havia autos de vistoria do Corpo de Bombeiros ou alvarás emitidos pelas prefeituras. Mais da metade dos laboratórios não tinha material adequado para descartar resíduos que resultam da necropsia, como sangue e vísceras. Em lugares como Mogi das Cruzes e Barretos, as mesas de necropsia estavam quebradas, com encanamento irregular ou improvisadas de forma inadequada. O problema ocorria em 17 unidades, o que representa 26% do total.

Explicações

O presidente do Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de São Paulo, Eduardo Becker, diz que o déficit de peritos causou atraso no atendimento na SP-101, em janeiro, e em outras ocorrências. “Isso aconteceu por causa da falta de profissionais”, ele afirma.

Becker também reclama do alto número de solicitações desnecessárias feitas pela polícias Civil e Militar. “Em uma série de locais há o acionamento desnecessário da Polícia Científica”, diz o presidente. Ele estima que cerca de 40% das solicitações feitas à perícia são para casos onde o trabalho científico é dispensável. No entanto, resoluções da Secretaria de Segurança Pública obrigam o IC a atender todas as chamadas. “Quando você perde tempo para atender o desnecessário, aquilo que é importante tem de esperar”, diz Becker.

A situação precária de laboratórios, relatada pelo TCE, é confirmada por depoimentos de peritos criminais que trabalham em cidades interioranas. Apenas reformas pontuais foram feitas na infraestrutura do instituto no Estado desde 2013. “O espaço é pequeno e não é adequado, não há bancada, não temos lugar para os objetos da perícia”, diz o funcionário de uma equipe no sudoeste paulista, que não quis ter seu nome identificado.

Outros peritos de unidades no noroeste e no litoral, que falaram sob condição de anonimato, confirmam que pouco mudou nas instalações do IC. Sua principal reclamação se refere a equipes defasadas que atendem áreas grandes demais – em alguns casos, apenas um perito é responsável por regiões com mais de dez mil quilômetros quadrados, que abrangem mais de 15 municípios. “O exame em si não é tão demorado, mas você perde mais tempo se deslocando do que atendendo a ocorrência”, conta o perito.

Desmembrado da Polícia Civil paulista desde 1998, em uma década e meia o IC tornou-se uma das quatro perícias criminais menos produtivas do País. Os últimos dados disponíveis sobre o assunto no Brasil, reunidos em diagnóstico da Secretaria Nacional de Segurança Pública elaborado em 2012, mostram que 62% das ocorrências em São Paulo tiveram laudos expedidos no mesmo ano em que foram solicitadas. Apenas Alagoas, Amazonas e Roraima tiveram produtividade menor.

Na Grande São Paulo, o tempo médio de remoção de veículos quando há vítima fatal, situação em que o IC deve ser acionado, é de duas horas e dez minutos. O número é cinco vezes maior do que quando não há vítima, situação em que a remoção costuma tomar 20 minutos. Não há estimativas do tipo para o Estado inteiro, mas peritos dizem que é comum haver demora de cinco horas ou mais para atender uma ocorrência, pois equipes enxutas atendem regiões extensas.

Reformas

Ex-diretora da Polícia Científica, a perita criminal Norma Bonaccorso diz que reformas pontuais, aumento de orçamento e novas vagas para peritos foram entregues durante sua gestão, entre abril de 2013 e janeiro deste ano. “Fizemos um levantamento físico de todos os IMLs e todas unidades do IC e constatamos as dificuldades, tanto materialmente quanto de recursos humanos e foi feito então um plano, um planejamento”, diz Norma.

O plano é atrasado por uma intrincada burocracia que exige cooperação de diferentes administrações, pois a maioria das unidades está em imóveis alugados ou pertencentes aos municípios. “Nós não podemos fazer reforma em prédios da prefeitura, existem limitações legais”, justifica a perita.

Ela citou reformas em Taubaté, Americana e Praia Grande que foram feitas sob sua chefie. O relatório do TCE aponta problemas em mais de 60 unidades.

Questionada sobre os planos de reforma na estrutura do instituto e no quadro de profissionais, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) não respondeu até o fechamento desta reportagem. O governo estadual planeja a abertura de 447 novas vagas de peritos, que estão inclusos no concurso público da categoria iniciado em 2013. Os futuros peritos ainda serão nomeados para iniciar um curso na Academia de Polícia.

  1. teve um erro na pesquisa de quem escreveu essa reportagem…

    nenhum perito foi contratado do concurso de 2013… o concurso ja acabou… todos os candidatos ja entregaram os exames e documentos no DAP mas ainda nao foi iniciado o curso de formação… é difícil de acreditar mas é a realidade…

    sobre a situacao é o retrato da policia civil do estado de sao paulo ou melhor do governo de sao paulo…

  2. O que a policia científica ganhou em se separar da policia civil? Não gostavam da origem mas não devolveram a carteira e as armas…..parece aquelas bichas que não sabem se usam o banheiro masculino ou o feminino. Ou seja, eles não sabem a quem pertencem .,,..quando interessa são “policiais” e quando não interessa são “peritos”…… A verdade e a seguinte: se na capital eles fazem um péssimo trabalho de perícia …imagine aí no interior……aqui em São Paulo por certo tempo as periciais preliminares de entorpecentes eram feitas nas delegacias porque o prazo que eles davam para o resultado era….de TRÊS horas???pois bem, eles tomaram de volta esse trabalho …conclusão: qualquer flagrante de entorpecentes leva o dia todo pra concluir….isso sem falar no recolhimento de cadáveres em via pública…..chega a ser desumano o que eles fazem…..e se a investigação dependesse de perícia para se chegar a autoria estávamos F……

  3. Como se fala mal de São Paulo… Não que seja uma maravilha, mas… O Lembo tinha razão, porque isso aqui é um fusquinha da década de 60.
    Imagina a cena: você tem salário, e repentinamente chegam sua sogra, a irmã dela e o seu cunhado para morarem na sua casa.
    Todos trabalham e têm salário, mas sempre se esquivam de pagar as contas e a cada dia querem variação na “mistura”, preferencialmente carne de primeira. Final de semana (todos) churrasco e gelada… No fim do mês, só o seu salário. Assim é São Paulo.
    Hospital de graça (não paga um consulta, não gera renda), camisinha (não consome na farmácia) passe para gestante (não paga condução) creche (não gera renda, nem emprego e nem impostos) transporte para escola (o tio de perua não ganha, não consome), uniforme (todas as estações, renovado todos os anos), três refeições na escola para não precisar comer em casa (mercado vende menos, não paga imposto), meia-entrada (quem paga cheia, paga duas vezes), Poupatempo (não existe mais despachante), na separação, processo (defensor público para dois). O cara perde o emprego e paga pensão parcial e não demora três meses… novamente a defensoria acionada (para o credor e o devedor). Por causa da pensão, briga. Vai para a delegacia com a PM, acionando a PC e IML. Inquérito, Promotor, Juiz… Em razão do uso de serviços públicos, ausência de geração de renda e empregos. Mais gente, adensamento equivocado em áreas degradadas ou de acesso proibido (denanda por saneamento, urbanização, transporte)… Mais demanda, mais serviços públicos, mais servidores. Ausência de geração de renda e tudo de novo… Em razão da carga de trabalho, reclamo (justo) por aumento de salário…

  4. Ninguém que fazer parte dessa Polícia que está prestes a fechar as portas e declarar falência

  5. Enquanto isso, a “investigação policial” está bombando, com investigadores fazendo papel de porteiros, carteiros, motoristas de delegados, entregadores de pizzas, etc. Se a SPTC ainda não chegou onde devia, é porque não está totalmente desvinculada da PC. No dia em que se tornar totalmente autônoma, inclusive com recursos próprios, deverá ser muito mais elogiada do que criticada. Em qualquer país evoluído, a prova material, a rainha das provas, tem o devido respeito e consideração que merece. Porém, infelizmente, nas terras brasilis, a prova testemunhal, a prostituta das provas, reina absoluta, como se aquela fosse mera coadjuvante.

  6. O título não me parece apropriado. Deixa no ar que tal decadência profissional se deu pelo desmembramento. Ou só eu que tive esta sensação na interpretação?

  7. Mensagem do Além… tudo e imporante… nao queira achar que criminalistica é o supra sumo das porras das provas porque nao e… provas documental, testemunhal e pericial estao no mesmo nivel…

    se quer se desvincular totalmente da policia civil ok entao devolva as armas de fogo… sejam apenas staff para os policiais de verdade… com isso garanto que 70% dos peritos e de outras carreiras pedem demissao porque so estao ai pela arma de fogo…e nao me venha falar essas coisas dos valorosos investigadores criminais… muitos peritos (legistas e de outras especialidades) fazem laudos porcos, fazem o minimo de esforço… porque priorizam outras atividades paralelas, consultas em suas clinicas medicas, consultorias privadas, pericias judiciais etc etc etc

    urge uma reestruturação completa…

    inutilidades da maioria das carreiras da tal criminalística…

    atendente de necroterio: inutil! no RJ quem recolhe corpo e o bombeiro. atendimento no iml? auxiliar administrativo.

    auxiliar de necropsia: inutil! o perito legista (médico) é capaz de fazer necropsias sozinho, pode preparar o cadáver. médico nao é estrela.

    porra: auxiliar de papiloscopista e papiloscopista? serio, caralho! vou sempre pros estados unidos nas ferias e lá, pelo menos na cidade onde eu fico, qualquer patrulheiro tem um kit de papiloscopia na sua viatura. em caso de crime de furto, o oficial (patrulheiro) mesmo busca as digitais no local! aqui no brasil o investigador é plenamente capaz de fazer isso…

    desenhista e fotógrafo? sério? porra! preciso escrever alguma coisa? qualquer investigador pode ser capacitado a utilizar um programa de computador para preparar retrato-falado e fotografar.

    a perícia criminal deve ter apenas dois cargos: peritos criminal e médico. e as vezes penso que na época do concurso poderia já se fazer seleção pra perito criminal de local e perito criminal laboratorial. muito mais lógico. ai o de local poderia ter porte de arma…

    parece que tudo e feito pra se chegar a ineficiencia. e muito complicado viver aqui no brasil. nao vejo a hora de me aposentar e ir morar nos estados unidos, ir morar na civilização.

  8. Sr. perito, melhor que ser taxado de ladrão? o sr. acha que não existem laudo$ encomendado$ ? existem sim e aos montes, acorda pra vida, inocente. O ic não é um lar franciscano e o sr. bem sabe.

  9. e pra nao dizerem que so falo mal dos cargos da tal criminalística…

    é totalmente ridiculo termos: agente policial, agente de telecomunicações, escrivao de polícia, delegado de polícia.

    agente policial faz a mesma merda que um investigador! agetel na prática faz as mesmas merdas que investigador e escrivao… quer profissionais cuidando das telecomunicações? contrata uns engenheiros de telecomunicações (no RJ tem) e alguns técnicos… nao policiais (se julgarem necessarios, mas nem seria)!!!

    e escrivao?? a atividade-fim da polícia civil é investigação! não ficar que nem um idiota mexendo com papel preso numa cadeira. pra isso tem um monte de gente com ensino médio e algum conhecimento jurídico que é capaz de fazer tudo o que um escrivao faz!!

    policial tem que ficar na rua! realizando operações de de investigação!!! e claro sem viatura denunciando que é policial.. eu conto a realidade da policia do brasil, de sao paulo pros meus amigos nos estados unidos e todos riem… agentes responsáveis por investigação andando com viatura escrito POLÍCIA kkkkkkkkkkk

    delegado de polícia? é a coisa mais bizarra que há! desde o ingresso até a questão da carreira jurídica!!! lá na polícia dos estados unidos claro que tem chefe e vários burocratas, mas todos um dia foram policiais de rua… todos os chefes sao chefes por meritocracia, eles ascenderam na carreira.. nao fizeram um concurso e viraram chefes.. eles apresentaram resultados para virarem chefes!! (eu nao tenho inveja de delegado, se eu fosse formado em direito tentaria ser um… a culpa é dos políticos brasileiros ignorantes que nao fazem fazer leis) e os detetives, chefe dos detetives trabalham lado a lado com os promotores.. eles sao POLICIAIS fazem parte da law enforcement e nao da justice…

  10. Falência total da instituição, tanto da Científica, como da PC. A ACADEPOL pois fim ao concurso de peritos (2013) em abril passado, e até agora ninguém tomou posse; 447 peritos que não irão nem fazer “cócegas” no IC. Por outro lado, uma coisa interessante: há muitos policiais civis com nível superior em exatas e biológicas fazendo OS em DP, por que estes não podem ser deslocados pra reforço do IC? E por que o IC não dá o curso de formação dos seus futuros membros? Pra finalizar, cadê a lei orgânica do IC?
    Enfim, estamos falidos!

  11. enfim, polícia responsável por investigação criminal (nossa polícia civil) deveria se resumir as seguintes carreiras: (nada de perícia criminal separada! todos tem que trabalhar juntos!)

    investigador (vários níveis ; ascensão através da meritocracia, apresentação de resultados, realização de cursos, provas internas)

    perito (de local e laboratorial)
    legista (médico de local e responsável pela necropsia no iml)

    profissionais de apoio como auxiliares administrativos, técnicos alheios a atividade-fim

    tenho certeza que a polícia seria muito mais eficiente. estrutura enxuta para realizar mais.

    (para o dono do blog: espero que o sr. aceite meu comentário anterior; acho que a carreira de delegado não tem razao de existir, mas nao tenho nada contra delegados. tenho vários amigos delegados e alguns sao excelentes policiais. como eu disse, se eu fosse bacharel em direito, eu tentaria ser delegado porque ganha mais e tem mais prestígio, mas tentaria ao máximo ser delegado-policial-operacional. e fui casado com uma delegada por alguns anos..)

  12. Só para lembrar na nossa constituição não existe a policia cientifica.

  13. SR. PIERRE ! É MOLE OU NÃO !, UM CIDADÃO DESSE AUFERIR UM SALÁRIO ACIMA DOS VERDADEIROS ESCRIVÃES. QUANDO QUESTIONAMOS A PARIDADE COM OS PERITOS, VEM “NEGUINHOS” IDOLATRAR ESSES ANARFAS. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  14. Faz anos que tá tudo falido , essa reportagem parece xerox de outros anos é sempre o mesmo blablabla , vamos fazer, vamos contratar etc…

  15. Se na capitar tá ruim , imagina aqui na roça ! 1 ano pra sair laudo porque os caras ficam atendendo tudo que é porcaria que a delegacia pede , até perícia em muro pichado pedem pra fazer.

  16. E MTO SIMPLES, NÃO EXISTE A CLASSE DE INVESTIGADOR DE POLÍCIA, ENTÃO, ELES NÃO TÊM QUE TER NÍVEL UNIVERSITÁRIO, MANDA ESTÁ CLASSE PARA O ÍCONE COMO PERITOS, E A CLASSE DE AGENTE FAZ O PAPEL DE INVESTIGADOR, JÁ QUE FAZ DE FORMA INFORMAL MESMO, CLARO QUE PAGANDO MAIS, SIMPLES E RÁPIDO.

  17. Sabichão, com certeza vc já é policia. Auxi-Papi e Papi da científica? Meodeos.

  18. Nossa, pelo titulo da publicação parece que a policia civil, que é comandada por delegado anda com altos indices de esclarecimentos de crimes, a corrupção acabou, e o IC por sair do comando dos competentíssimo delegados faliu. Absurdo esse título dessa postagem, só pode ter sido postado por delegado mesmo, com coisa que se estivesse na mão dos majuras estaria melhor….. acho que estaria bem pior, diga-se de passagem, pelo menos o IC é mais respeitado que a falida e mau gerida policia civil de São Paulo.

  19. Me TIRA daqui,

    Se for para falar em ladrão: OS PERITOS CRIMINAIS DESDE ANTANHO SÃO CORRUPTOS E PECULATÁRIOS !

    Querem total desmembramento da Polícia Civil , mas continuam – quinzenalmente – recebendo gordo PIXULÉ por meio das vias hierárquicas; sem prejuízo dos laudos que negociam diretamente com as partes interessadas.

  20. SATURADO,

    Se a infração deixa vestígios o delegado tem a obrigação legal de requisitar o comparecimento do perito ao local para realização do exame e elaboração do respectivo laudo.
    Pichação pode configurar crime ambiental ( art. 65 da Lei nº 9.605 de 12 de Fevereiro de 1998 ) e dano qualificado ( art. 163 do CP ). Porcaria porque o muro não é seu, né ?
    Não cabe ao perito ingressar no mérito da necessidade ou não do exame requisitado.
    Os peritos devem , apenas , exigir que as requisições dos laudos sejam escorreitamente elaboradas pelo delegado de polícia; com quesitos pertinentes à produção da prova.
    É certo que 80% dos exames e laudos poderiam ser efetivados por investigadores, escrivães e demais agentes, mas os peritos não gostariam de abrir mão de suas atribuições; nem o governo pagaria mais para os policiais encarregados das perícias “de porcaria” ( pichação, escalada, arrombamento, arma de fogo, arma branca , entorpecentes , danos materiais, desenhos , croquis, etc. ).
    Por fim, em toda delegacia tem pelo menos um investigador formado em engenharia.

  21. Queria eu estar nesta instituição falida; quando entrei como Escrivão de Polícia, o salário do Perito Criminal era exatamente 100 reais a mais do que o meu; hoje os caras tem vencimentos idênticos aos de Delegado de Polícia, na minha região geralmente trabalham 24hx120h, enquanto eu trabalho no mínimo 8 horas diárias e fico de forma ininterrupta de sobreaviso em caso de flagrante, já que sou o único Escrivão de Polícia do Município. Sem contar que já estou indo para 23 anos de Escrivão e ainda sou 2. classe.

  22. AGEPOL,

    O título da postagem foi publicado por ex-delegado, mesmo!
    Verdadeiramente, os serviços do IC e IML só pioraram desde que a direção foi retirada dos delegados.
    Além de “mal gerida” pelos peritos e legistas deixou de ser efetivamente fiscalizada.
    O IC é tão respeitado que até o MP já criou o seu próprio corpo de peritos, né ?
    Por fim, quem possui comando e comandante são os órgãos militares; a PC possui direção , chefia e encarregatura.
    Se você for de fato AGEPOL, aparentemente, é um policial civil bastante desinformado. Deveria procurar um cargo em outro órgão, aliás!

  23. Beto,

    Com todo respeito, em 1992 – ano que você provavelmente ingressou na PC – os vencimentos dos peritos criminais já eram mais do que o dobro dos vencimentos dos escrivães. E nem poderia ser diferente, pois era requisito ser profissional qualificado em determinadas áreas e diplomado por instituição de nível superior; enquanto que para o cargo de escrivão bastava o colegial ( 2º grau ). Há 23 anos o delegado é quem ganhava uns “100” a mais dos que os peritos e legislas; hoje ganham apenas uns “1000” a mais. Escrivão NUNCA ( nunca mesmo ) ganhou o equivalente a peritos criminais e legistas.

  24. infelizmente eu receio que todas as minhas reflexoes aqui postadas sobre a organizacao policial que eu tenho como ideal (baseando-se na polícia americana, que funciona…) jamais vao se tornar real.. eu vou me aposentar, vou ficar idoso, vou morrer e jamais verei a minha tao amada polícia civil trabalhando com o máximo de eficiencia que deveria e merecia… infelizmente…

    ps: tudo o que escrevi aqui foi um rabisco (com muitos erros de digitação, gramaticais, ortográficos etc…) tenho um artigo acadêmico (mais de 20 laudas) em fase de conclusao que aborda essa questao em todas as suas nuances. como é bom usar nosso cérebro. como é bom sonhar com um serviço público brasileiro melhor… mas o grande problema que impede a evolução para melhor vem de cima e tambem de muitos que querem manter o status quo do muito ruim…

    abraços a todos os companheiros!

  25. Agepol esta correto, a Policia Civil esta acabando, todos Delegados Gerais pouco fizeram para mudar o sistema e extrutura da civil, vamos ficar igual a Policia Ferroviaria, desculpe me, todo mundo fala mal da PM , mas eles estao mto na frente de nos e vao tomar conta de tudo.

  26. Investigador querendo virar perito, fácil, faça um curso superior, preste o concurso e vá, agora assim, “eu faço a minha reestruturação, eu investigador viro Perito e os agente viram investigadores”…KKKK! Piada! Cada uma…

  27. Sei disso Dr. Guerra mas convenhamos que isso não é serviço para perícia especializada em país nenhum desse mundo, ai fica minha pergunta quem vai investigar isso depois do laudo pronto ? A delegacia da área ? Com todo respeito ao senhor, se é para seguir as regras, o delegado vai comparecer ao local como manda o livrinho ?
    não né, sabemos que não, então o que está na lei e o que acontece na prática são coisas bem diferentes.

    Depois de feito o B.O. e a Requisição o I.C. é acionado e o camarada roda 50 km pra fazer uma foto de um muro pichado, já foram 2 horas do seu dia e depois perde uma meia hora fazendo laudo e os laudos de homicídio , acid com vítima fatal etc.. acumulados.
    No total são quase 5 horas de tempo de equipes, papel , gasolina , pneus etc. entre delegacia e perícia.
    Olha o dinheiro do Estado indo pro lixo. porque esse papel que não serve pra nada na delegacia vai juntar naquelas caixas que entopem os corredores dos nossos precários prédios.

    Se o muro fosse meu eu teria vergonha de ir encher o saco do escrivão na delegacia pra fazer essa porcaria a não ser que eu soubesse quem foi o fdp que danificou meu patrimônio.

    Dr. Guerra , não me queira mal, por vezes não temos as mesmas opiniões mas, o senhor há de concordar comigo , já passou da hora de mudar essa porcaria toda, estamos ” nos arrastando ” em um sistema de segurança pública falido e corrupto.

  28. SABICHAO,

    Não adianta você ficar se baseando na polícia americana…

    Americano é americano; por isso funciona.

    “Americanos são muito estatísticos
    Têm gestos nítidos e sorrisos límpidos
    Olhos de brilho penetrante que vão fundo
    No que olham, mas não no próprio fundo
    Os americanos representam boa parte
    Da alegria existente neste mundo
    Para os americanos branco é branco, preto é preto
    (E a mulata não é a tal)
    Bicha é bicha, macho é macho,
    Mulher é mulher e dinheiro é dinheiro
    E assim ganham-se, barganham-se, perdem-se
    Concedem-se, conquistam-se direitos
    Enquanto aqui embaixo a indefinição é o regime”
    ( Americanos, Caetano Veloso )

  29. O ÍCONE ESTÁ ASSIM, É POR FALTA DE INVESTIMENTO DO MESMO GOVERNO QUE TAMBÉM NÃO DÁ ESTRUTURA PARA A POLÍCIA CIVIL, AGORA QUANTO ALEGAREM QUE O ÍCONE ERA MELHOR NA ADMINISTRAÇÃO DE DELEGADOS E UM ABSURDO.
    ESSES TEM A FINALIDADE DE TOCAR INQUÉRITO POLICIAL E SÓ, SE TIVESSESMOS ADMINISTRADORES EM VEZ DE DELEGADOS NA ADMINISTRAÇÃO A HISTÓRIA SERIA OUTRA. CASO DUVIDEM E SÓ VER AS LICITAÇÕES QUE ESSES DOUTORES FAZEM PARA AQUIRIR EQUIPAMENTOS,

  30. Resumindo delegado é muito bom para puxar a sardinha para sua classe já o resto rsrsrsrs

  31. Depois de trabalhar muitos anos na iniciativa privada posso afirmar, sem medo de errar, que é normal algum tipo de insatisfação entre os funcionários seja com salários ou condições de trabalho, porem os níveis de insatisfação estão muito acima do normal, não consigo imaginar que esta realidade seja desconhecida do atual administrador.

    Partindo do princípio que na atividade policial a motivação é de fundamental importância nos resultados, a quem interessa manter uma polícia investigativa desmotivada?

  32. Ic, mais respeitado do que a Polícia Civil ???? Onde, salvo uns poucos bons profissionais aquilo é um lugar de cana zero, olho de vidro, preguiçoso e braço curto, precisou grita no caneco, na hora de dar apoio vira na primeira esquina, e outra os poucos que sobraram com espirito de Polícia são mal vistos pelos que se acham o csi tupiniquim, visão de quem trabalha lá e sabe que a dita “separação” não é uníssona no dito ic, e outra autonomia administrativa e não funcional, armas da DGP, coletes da Civil, Acadepol, etc….. preciso falar mais, e ainda me vem uns bater no peito e dizer que tem orgulho de ser da sptc, o filho mal criado que vive as custas do Pai !!! Só pode ser comédia mesmo………….. Polícia Civil a melhor !!!

  33. NA VERDADE, HOJE A GRANDE MAIORIA É DIGO NO MUNDO OS INSTITUTOS DE CRIMINALÍSTICA SÃO INDEPENDENTES, E EU CONCORDO COM ESTA FORMA, O GRANDE PROBLEMA É COMO UM TODO, E O GOVERNO QUE NÃO QUER GASTAR COM ÓRGÃOS COMO POLÍCIA E CRIMINALÍSTICA, NA VERDADE O PSDB, ASSUMIU NOVAMENTE E COLOCOU EM SEU PLANO DE GOVERNO UM ORÇAMENTO MUITO PEQUENO PARA ESSES ÓRGÃOS, POIS COMO OS LÍDERES DESSE PARTDO DISSERAM NÃO É PRIORIDADE NESSE GOVERNO, ENTÃO FAZER O QUE. QDO A POPULAÇÃO COBRAR ALGUM TIPO DESSES ÓRGÃOS E SALUTAR EXPLICAR O QUE ESTÁ OCORRENDO.

  34. Eu acredito q a grande questão é : o IC foi desmembrado da PC para ter mais eficiência . Apenas continuou ineficiente como era, aumento o
    Mar de ineficiência das policias.

    Fácil aguardar meses e meses por laudo. Raro ver um laudo que não seja mera constatação daquilo que se vê , ou seja, nada esclarece , apenas atesta.

  35. Ex Calça Branca e ainda motivado !!! em 09/08/2015 às 17:34
    Ic, mais respeitado do que a Polícia Civil ???? Onde, salvo uns poucos bons profissionais aquilo é um lugar de cana zero, olho de vidro, preguiçoso e braço curto, precisou grita no caneco, na hora de dar apoio vira na primeira esquina, e outra os poucos que sobraram com espirito de Polícia são mal vistos pelos que se acham o csi tupiniquim, visão de quem trabalha lá e sabe que a dita “separação” não é uníssona no dito ic, e outra autonomia administrativa e não funcional, armas da DGP, coletes da Civil, Acadepol, etc….. preciso falar mais, e ainda me vem uns bater no peito e dizer que tem orgulho de ser da sptc, o filho mal criado que vive as custas do Pai !!! Só pode ser comédia mesmo………….. Polícia Civil a melhor !!!

    ——

    Falou tudo, cara. Conversando hoje com uma perita de laboratório, ela disse: “nós somos a terceira polícia, temos autonomia.” O documento do Mário Covas diz que apesar de estarem a serviço da SPTC eles ainda são policiais civis. Corró da PC, funcional, academia… Eles não entendem, com exceção de alguns peritos de linha, que sabem fazer polícia (tipo da EPC DHPP). Outra coisa, quanto a independência dos ICs e IMLs mundo a fora: nos EUA, na NYPD, por exemplo, existe a CSU (crime scene unit) e o ECT (evidence collection team) que são equivalentes a SPTC. Mas eles NÃO são independentes da NYPD e mesmo assim tem autonomia pra trabalhar e tudo funciona muito bem. O problema da baixa resolução de crimes não é a falta de autonomia pericial, como os peritos que querem total desvinculação defendem. O problema é o governo que não curte polícia e tira cada vez mais o poder investigativo da PC! E outra: se a perícia precisa de autonomia, a própria PC precisa pra investigar também. No fim, não importa onde os periquitos estiverem: eles serão manipulados pelo governo quando for conveniente e não terão muitas melhorias não. ABAIXO A SPTC!

  36. Independência mesmo só se for para escolher onde vai ser o 36 de resto não mudou nada pra melhor em 20 anos.

  37. Flit paralisante – Aposto o que desejar que em 1992 e pelo menos em grande parte de 1993 os vencimentos do perito era coisa mínima a mais do que dos escrivães e investigadores; na época fiz inscrição para os dois concursos, mas em razão de ter apresentado apenas o histórico e não o diploma que ainda não havia sido autenticado pelo MEC, minha inscrição foi cancelada.

  38. BETO,

    Se apostar perderá!

    Consulte a sua associação de classe.

    Mais uma vez: em 1992/93 os vencimentos dos peritos era coisa mínima a menos do que dos delegados!

Os comentários estão desativados.