DPs da sucata: Carros apreendidos tomam calçadas ao redor de delegacias 11

FELIPE SOUZA
DE SÃO PAULO

07/08/2015 02h00 

A disputa para estacionar um carro em ruas de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, é um teste de paciência –e não só devido aos motoristas que procuram vagas para ir a lojas, escolas ou ao mercado municipal.

Carros apreendidos pela polícia –em muitos casos, verdadeiras sucatas– extrapolaram os limites do 22º DP. Eles são deixados em tempo integral nas vias públicas, invadindo até as vagas de zona azul implantadas há dois anos pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) para controlar a alta frequência de veículos no entorno.

“A polícia sempre traz mais um. Mas, para levar um deles embora, demora uma vida”, afirma um cabeleireiro que trabalha perto da delegacia e prefere não se identificar.

Amassados e com camadas de sujeira, os veículos abandonados, com ferrugem que corrói parte da lataria, ocupavam nesta semana pelo menos cinco vagas de estacionamento da zona azul –e dezenas estavam estacionados em outros pontos das vias públicas ao redor da delegacia.

CALÇADA

No 50º DP, no Itaim Paulista, na zona leste, a situação é complicada também para os pedestres. Para chegar a um ponto de ônibus, eles precisam enfrentar um corredor de sucata formado por carros e motocicletas apreendidos estacionados na calçada da rua Tibúrcio de Sousa.

O ciclista Henrique Castro, que passa pelo local diariamente, diz que a situação era ainda pior meses atrás. “Estava um [carro] em cima do outro. Deram um jeito de colocar a maior parte dentro da delegacia”, afirma.

O problema se repete ainda no 63º DP, na Vila Jacuí, também na zona leste, onde há mais de 300 veículos no pátio –e dezenas do lado de fora, inclusive na calçada.

A situação só não é mais grave porque os funcionários da delegacia conseguiram fazer pilhas de até três carros para economizar espaço.

PRAZO

Questionada, a Polícia Civil não comenta a manutenção dos carros nas calçadas, vias públicas e até em vagas de zona azul, mas diz que os veículos apreendidos nessas delegacias começarão a ser removidos até o final de agosto.

Nesse prazo, segundo ela, estão previstos para entrar em operação dois pátios com 28,6 mil vagas para guardar veículos apreendidos pelas delegacias seccionais da capital.

A instituição diz que investiu R$ 16,5 milhões para a contratação de empresas responsáveis pelo serviço.

A Polícia Civil disse ainda que está compactando veículos apreendidos –e que a primeira etapa do processo começou no pátio de Santo Amaro, que tinha 13 mil armazenados -10 mil foram destruídos.

A prefeitura diz que não pode retirar nenhum desses veículos estacionados fora das delegacias e que notificou os delegados para que resolvessem o problema.

Ela afirma que, como os carros e motos estão “envolvidos em inquérito judicial”, a remoção só pode ser feita pelo governo do Estado.

Desde 2013, a CET implantou 499 vagas de estacionamento rotativo em São Miguel Paulista, sendo 435 vagas convencionais, além de 155 vagas para motocicletas.

Transcrito da Folha de São Paulo ; nos termos do artigo 46 da Lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.‏

  1. Bom dia!

    Senhoras e Senhores.

    De quem é a culpa?

    Resposta: +- 50% dos autos são na maioria de seguradoras que não buscam os veículos recuperados e ainda por cima evitam gastar dinheiro com pátios, pois aliviam em muito o aluguel com estacionamentos e a Polícia fica com este pepino nas mãos; +- 30% são veículos cheio de dividas e seus proprietário os abandonam; e, o restante fica à disposição da Justiça.

    Enquanto isto, a população sofre com este descaso, sem contar que muitos destes carros estão em situação deplorável e com enormes focos de pernilongos e dengue.

    Pondo em risco os Policiais e àqueles que circundam à área.

    Isto é um caso de saúde pública e ainda culpam a Polícia por isto.

    A Polícia Civil e Militar cumprem a Lei, mas depois outros que também deveria fazê-lo, deixa a desejar.

    Caronte.

  2. Necessário se faz mudar a legislação. Seria estipulado um prazo legal e este não sendo resgatado, deveria ser vendido para sucata. Simples assim.

  3. Existem muitos culpados nessa história…

    Mas, todos eles são da carreira que chefia a Polícia Civil…

    Os dirigentes da PC nunca se preocuparam em licitar pátios, licitar guinchos, etc… tudo na PC sempre funcionou, e até hoje funciona, nas coxas… no improviso… no favor…
    Se o policial civil aborda um veículo e por um acaso precisa levá-lo até o DP… ou o fará dirigindo o veículo… ou terá que arcar com o pagamento de guincho ou algum favor… para conseguir…
    Apreensões? a mesma coisa… objetos… apreendeu? Se vira para transportar… essa é a organização policial.

    Mas existem outros problemas… como por exemplo… apreensões de veículos com irregularidades administrativas… não compete a PC apreender veículos com licenciamento atrasado, etc… irregularidade administrativa é de responsabilidade do agente de trânsito… no caso… PM e CET… mass… nos plantões da vida… a PC apreende o carro pra dar uma mãozinha pro PM não ter que ficar esperando o guincho e vaga… ou mesmo apreende por falta de conhecimento…

    Veículos batidos? Não é obrigação da PC apreender… mas… novamente.. apreende para dar uma mão pro PM…

    Mas e depois que apreende… o que faz? Bem… inúmeros veículos são apreendidos pela PC e não recebem destinação.
    Veículos com bloqueio judicial… a PC apreende e não comunica o juiz.
    Veículos adulterados… são identificados e não são restituídos aos proprietários.

    E por ai vai… o problema é bem maior do que um simples pátio… que nem isto faziam…
    Tudo continuará igual… vão apreender os carros.. enviar para o pátio no meio do mato… (pátio do DECAP vai ser no DEMACRO… piada)… e os carros se virarão pilhas de carros.. até que o pátio irá ficar lotado… pois não recebem destino.

  4. PESSOAL !, A FOTO ACIMA CITADA É A ESSÊNCIA DA VERDADE, POIS HOJE ME DIRIGI A UM D.P. DA ZONA LESTE E QUASE NÃO CONSEGUI INGRESSAR NA REPARTIÇÃO EM VIRTUDE DO AMONTOADO DE SUCATAS DE VEÍCULOS E MOTOS TANTO FORA COMO NO INTERIOR DO PATIO DA DELEGACIA. S.M.J., ISTO É UMA POUCA VERGONHA. E, ME AJUDEM AÍ Ó !….

  5. Extraído do texto acima:

    “Questionada, a Polícia Civil não comenta a manutenção dos carros nas calçadas, vias públicas e até em vagas de zona azul, mas diz que os veículos apreendidos nessas delegacias começarão a ser removidos até o final de agosto”.

    Para quem tinha ou tem o lema “servir e INFORMAR”, mais uma vez eles, e somente eles, não têm o que falar.

    Mas quando é para falar de ocorrências, que na maioria das vezes, nem no local eles foram, eles não se fazem do rogados e deitam falação.

    Quando é para eles dar entrevistas, para explicar como os outros, ou seja os operacionais, fizeram o trabalho eles são ótimos, mas explicar a colossal incompetênia sistemica deles, eles não falam nada?

    Por que será que eles agora não querem falar nada? Oh dúvida cruel !

    Ops…….. Já sei eles devem estar sem tempo, pois estão estudando ou elaborando artigos, teses, teorias que vão provar ao mundo que eles na verdade são carreiras jurídica e não policiais.

    Deve ser por isso que eles não responderam a respeito da mancada secular deles, o reporter deve ter feito a pergunta no aspecto policial de fato de milhares de veículos estarem entulhando a entrada da imensa maioria das delegacias deles.
    O reporter deveria ter pergunto a respeito dos aspectos jurídicos e a transendencias jurídica na montanha de sucata, está explicado porque eles não têm o que falar.

  6. Típico de Polícia que está prestes a fechar às portas e declarar falência

  7. É, não adiante, passam anos e nada muda, tudo permanece igual, como sempre foi….e será.

  8. Porém as diretorias do Decap e Demacro, cobram a tal “produção”, com contagem de pontos, porém esquecem que as cadernetas mensais continuam a todo vapor, caça-níqueis á cada esquina, verdadeiras “lojas” de tráfico de drogas funcionando sem serem incomodadas, desmanches tranquilos, contrabando se fortalecendo, e ainda no dia dá magnifica ronda, todos que estão em dia com suas “obrigações” são avisados, enfim , querem passar para a população que a P.C está trabalhando, utilizando-se dessa forma, ou seja, exigem que policiais se redobrem e que esqueçam os péssimos salários, para que outros segurem as cadeiras e não percam a arrecadação!

  9. Um dos problemas desses veículos é que nenhum deles são periciados, não fazem um metalográfico para apurar sua origem e consequente devolução ao proprietário verdadeiro. Na minha pastelaria não se pericia nenhum para constatar a autenticidade do veículo e este é encaminhado a um pateo particular onde ficará até apodrecer. Muitos desses veículos são produtos de roubo/furto. Já pedir a perícia para os mesmos o perito vai chiar prá caramba, como sempre!

  10. A inexistência de um deposito de objetos apreendidos é um absurdo ainda maior que esta questão, quantos Escrivães não respondem sindicância por não localizarem objetos que foram aprendidos e ficaram no DP por falta de um local apropriado?

    E eles estão mais preocupados de ver se o policial está bem vestido, com distintivo e o nome na parede, deveriam sim apurar porque o administrador não providencia um setor próprio para a guarda dos objetos aprendidos.

  11. Onde trabalho,não lugar mais para os funcionarios estacionarem os carros,temos de deixa-los na rua!!O patio é grande,tem carro lá há mais de 5 anos apreendido.Sugerimos ao para o que gosta de ser chamado de Excelentíssimo (Escrementissimo) para que empilhasse os carros,como em outros DPs,mas o cagão ficou com medo de sobrar alguma coisa pra ele,bem que os chefes de cartorio e da investigação tentaram argumentar mas……como ele tem a vaga dele garantida o restopol que se foda.E todos os carros ja estão danificados seja pela ação do tempo seja pelos furtos que ocorrem!O governo mentiroso disse que já assinou convenio mas quer que as seguradoras ajudem a remove-los kkk o de guincho e seguradora quero que se exploda!!

Os comentários estão desativados.