Justiça Militar submissa ao Comando da PM – Disputas na investigação da chacina na Grande São Paulo chegam até aos tribunais 68

PM ignora força-tarefa e cria mal-estar em apuração sobre chacina
ROGÉRIO PAGNAN
LUCAS FERRAZ
FOLHA DE SÃO PAULO

quebrada

27/08/2015 02h00
As ações da Corregedoria da Polícia Militar contra 19 suspeitos de participar das mortes em série na Grande SP ocorreram à revelia dos integrantes da força-tarefa criada pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB) justamente para investigar os assassinatos.

Entre sexta (21) e sábado (22), a PM apresentou dois pedidos de busca e apreensão contra 18 policiais e um segurança particular suspeitos de envolvimento nos assassinatos em Osasco e Barueri, na noite do último dia 13.

Os pedidos foram atendidos pela Tribunal de Justiça Militar e, assim, a Corregedoria apreendeu objetos que podem ajudar no esclarecimento dos crimes. Tudo isso, porém, sem o conhecimento dos integrantes da força-tarefa, todos eles de diferentes departamentos da Polícia Civil.

Essa iniciativa isolada da PM irritou membros desse grupo. Na visão deles, alertou eventuais suspeitos e pode ter atrapalhado a apuração.

À Folha policiais dessa força-tarefa disseram ter ficado sabendo das buscas realizadas pela PM apenas quando a imprensa já divulgava seus resultados -e que até agora desconhecem os objetos apreendidos na ação.

Ainda segundo esses policiais, além de afoita, a Corregedoria da PM não poderia ter tomado a frente dessas apurações até por competência.

Como se trata de crime contra a vida, só poderia ser investigado pela Polícia Civil, e seus pedidos, analisados pela Justiça comum.

A Folha apurou ainda que delegados cobraram uma ação do governo para tentar frear a PM e salvar o que ainda resta de provas.

Para o advogado criminalista Augusto de Arruda Botelho, os policiais civis têm razão de estar irritados porque se trata de um crime comum sendo investigado pelos policiais militares.

“Partindo da premissa de que foram PMs [os responsáveis pela chacina], eles cometeram crimes comuns. E, ainda que estivessem a serviço, eles não agiram como PMs. Eu entendo e concordo com esse incômodo”, afirmou Botelho.

No dia 14 deste mês, horas após a chacina, o próprio secretário da Segurança, Alexandre de Moraes, disse que a investigação seria conduzida pela Polícia Civil, e a PM só auxiliaria a força-tarefa.

“A Polícia Militar não investiga. A polícia judiciária é a Polícia Civil […] Se, eventualmente, no curso das investigações, surgir algum indício de que há participação de policiais, a corregedoria será chamada também.”

Mas afirmou: “A corregedoria vai auxiliar nas investigações se houver algum indício, porque a Polícia Civil é quem realiza investigação de polícia judiciária”.

Duas semanas após a chacina, o governo ainda não apresentou um suspeito formal pelos crimes. Um soldado está preso administrativamente, mas sua defesa diz que ele tem como provar sua inocência. Outros 18 suspeitos seguem em liberdade.

A principal linha de investigação é a vingança de PMs pela morte de um colega dias antes, durante um assalto.

Procurada, a Secretaria da Segurança Pública disse que Corregedoria e força-tarefa “atuam em conjunto” para a eficiência das investigações.

DISPUTAS NOS TRIBUNAIS

As disputas internas provocadas pela primazia na investigação da chacina na Grande São Paulo chegaram até aos tribunais –e motivaram uma indefinição, nesta quarta-feira (26), sobre qual órgão do Judiciário deveria ser responsável pela análise do caso.

No início da tarde, um pedido de prisão temporária formulado pela Polícia Militar, referente ao soldado da Rota Fabrício Emmanuel Eleutério (que estava preso administrativamente e que ficará preso temporariamente), chegou ao Tribunal da Justiça Militar de São Paulo.

Antes de ser analisado, o promotor de Justiça que atua na corte requereu que o processo fosse enviado à Justiça de Osasco –segundo ele, porque a competência seria da 1ª Vara do Júri do município.

O juiz Luiz Alberto Moro Cavalcante, que atuava no caso desde o seu início, concordou com a argumentação do Ministério Público e remeteu os autos a Osasco. Em poucos minutos, contudo, o cenário mudou.

Cavalcante reverteu sua decisão de encaminhar o processo à 1ª Vara de Osasco, mantendo-o na Justiça Militar. O juiz, que não explicou as razões de sua reconsideração, deixou também a apreciação do caso, agora sob os cuidados do juiz substituto Dalton Abranches Safi.

Procurado, Cavalcante não quis falar sobre o caso.

À Folha, Dalton Abranches Safi disse que não soube como tudo “se procedeu”. Ele, contudo, defendeu a atuação da Justiça Militar na investigação da chacina.

“O crime não deixa de ter uma natureza militar”, afirmou. “Esse é um processo natural, geralmente as primeiras medidas cautelares [como pedidos de busca e de prisão contra PMs] são da competência da Justiça Militar.

Há um entendimento do tribunal nesse sentido, até o primeiro relatório do IPM [Inquérito Policial Militar] as diligências são da Justiça Militar.”

Segundo o magistrado, a investigação inicial, a cargo dos militares, não traz prejuízos às outras, de autoridades civis, que inclusive podem ocorrer paralelamente.

Na noite desta quarta (26), o juiz Safi determinou a prisão temporária do soldado da Rota Fabrício Emmanuel Eleutério. Segundo a decisão do magistrado, a prisão do PM é necessária para não atrapalhar as investigações.

Até o momento ele é o único preso pela série de homicídios que deixou ao menos 18 mortos na Grande SP –uma pré-chacina, ocorrida dias antes e que matou seis pessoas, também é investigada.

*

CRONOLOGIA

Sexta – 7.ago

Cabo da PM Adenilson Pereira de Oliveira, 42, é morto em assalto em Osasco

Sábado – 8.ago

À 0h30, três rapazes sentados em uma calçada são mortos a tiros em Itapevi. Entre 1h39 e 6h54, cinco pessoas são assassinadas em Osasco

Domingo – 9.ago

Assassinato de outro homem, às 19h30, em Osasco

Quarta – 12.ago

Guarda civil Jefferson Luiz Rodrigues da Silva, 40, é morto em assalto em Barueri

Quinta – 13.ago

Chacina em Osasco e Barueri

Sábado – 22.ago

Prisão administrativa do soldado da PM Fabrício Emmanuel Eleutério, 30

Transcrito da Folha de São Paulo ; nos termos do artigo 46 da Lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.‏

  1. Que troço horrível! Não está apitando nada, hem, secretário???

  2. Conheço, pessoalmente esse Juiz. Depois do que ele ouviu de mim, dentro do TJM, sem reação, sobre esse LIXÃO de “Justiça Militar” relativa ao Processo 53.872/2009!

  3. TUMULTUANDO O CASO, NINGUÉM É INVESTIGADO, SENDO ASSIM NINGUÉM É CONDENADO.

  4. HÁ INDÍCIOS QUE PODE LEVAR ALGUM PM PARA A CADEIA? QUE ENTÃO LEVE!

    DESSES INDÍCIOS DÁ PARA COMPROVAR A PARTICIPAÇÃO NO CASO? QUE ENTÃO EXPULSE DO SERIÇO PÚBLICO!

    DEPOIS DE EXPULSO E ISSO PODE E DEVE SER FEITO EM DIAS, TRANSFIRA-O PARA ALGUM PRESÍDIO DE SEGURANÇA MÁXIMA POR SE TRATAR DE UM INDIVÍDUO PERICULOSO E TENHO CERTEZA QUE À PARTIR DO MOMENTO QUE CHEGAR AO SEU CONHECIMENTO DE QUE SERÁ TRANSFERIDO PARA UM PRESÍDIO DE OUTRO ESTADO, ANTES DE ENTRAR NO BONDE TEREMOS A DELAÇÃO DE TUDO QUE RALMENTE OCORREU E INCLUSIVE COM NOMES E DETALHES DOS DEMAIS ENVOLVIDOS.

    PROMOTORES, OAB, JUIZES, GOVERNADOR E SECRETÁRIO DA SEGURANÇA PÚBLICA, PARA POLICIAL BANDIDO É ASSIM QUE FUNCIONA INDIFERENTEMENTE DE QUEM INVESTIGA PARA ESCLARECER OS FATOS!

  5. É SÓ ACABAR COM O ROMÃO GOMES QUE ELES DEIXARÃO DE COMETER OS ABSURDOS, PELO MENOS DEVERIAM TENTAR!

  6. Secretário afundou a Fundação Casa, demitiu funcionário injustamente. O momento agora é afundar a Polícia Civil, primeiramente ele não assumiu que cinco mortes antes – mesmo modus operandi na mesma região poderia ser o início de tudo. Neste momento deixa a Corregedoria da PM mandar e desmandar nas investigação, fazendo busca e apreensões sem nenhum aparato da Polícia Civil e nem da de digna Força-Tarefa de Promotores.
    Secretário Alexandre Moraes – PEDE PARA SAIR, PEDE PARA SAIR, você que é Legalista – professor de Processo Penal, está simplesmente esquecendo o que é Polícia Judiciária e o DEVIDO PROCESSO LEGAL. Fui.

  7. Que bagunça!!!! A SSP está descontrolada. O PM está preso, até agora apenas devido ao jogo de interesses.

  8. A competência para o julgamento de crimes dolosos contra a vida, praticados por policiais militares em serviço ou fora dele, é exclusivamente da Justiça Comum e, em se tratando de homicídio, do Tribunal do Júri. Logo, a investigação desses casos, na fase pré-processual, é indiscutivelmente atribuição da Polícia Civil, com exclusividade.
    Acontece, porém, que a Corregedoria costuma fazer por conta própria suas investigações, dentro de um, digamos, inquérito policial militar, ou coisa assemelhada, e depois encaminha aquilo para a Polícia Civil, que, preguiçosa, abraça, agradece e obedece, validando algo totalmente ilegal e absurdo.
    Assim, quem não ocupa o seu lugar e exerce suas funções corre o risco se ver substituto por outrem, ainda que este não tenha competência para tanto.
    E o engraçado em tudo isso é a Justiça Militar expedir ordens e mandados para serem cumpridos pela PM, e ainda existe quem ache isso legal.

  9. Kkkkk piada,passando por cima dos primordios da lei s ai secretAriolll

  10. A Justiça Militar não saiu das fantasias de Mery Shelley. Embora genial, não teve competência para tanto! disse:

    O inquérito policial militar é um monstro que nem mesmo Mary Shelley ousou imaginar para adornar sua obra máxima: Frankstein! Mandados de busca e apreensão emitidos pela justiça militar em crimes dolos contra a vida? Vai dar merda! O menor judiciário do mundo mostra suas garras! Salve a Gloriosa!

  11. Disputa na investigação?
    Peraí! Não são instituições distintas, com atribuições próprias?
    A Corregedoria está encarregada da disciplina, e à Civil compete investigar. Não investiga por qual motivo?
    Mastigado não vão receber… Vá a campo procurar!
    A não ser que se esteja cumprindo ordem de não fazer e tenham medo de desobedecer. Aí a intriga está explicada.

  12. Ronaldo TOVANI:

    Posso vos GARANTIR, com todas as letras, e, se for o caso, vos oferecendo outras irrefutáveis provas: essa “Cocorregedoria” da PM já era um lixo, antes mesmo do BANDIDO FARDADO, “Cocoronel PMerda” Admir Gervásio Moreira assumi-la, em 2010. Um pilantra inveterado e qualificado como CHANTAGISTA DE QUINTA CATEGORIA na PARTE Nº CPM-105/14/09, sob protocolo nº CPM-1047/2009, de 20/10/09.

    Imagino aquela merda de quartel de Abrantes, fedendo, agora, mais do que dantes!

  13. Isso mostra o quanto está a secretária de segurança pública em SP está bagunçada.

  14. realmente a polícia virou caso de POLÍTICA e da pior espécie…

    pra acalmar os possiveis eleitores do xuxu promovem esta palhaçada ..elegem um boi de piranha e dizem ter elucidade a chacina

    tudo ao arrepio da lei…mas que lei ??? existe cumprimento de leis aqui em São Paulo ???

    ladeira abaixo meu povo !!!! a 100 km/h

  15. Cade o NU ????

    Cade o reajuste de 2015 de no mínimo 10 % ???

    Cade o auxilio alimentação de r$580,00 ???

    Cade o reajuste pelo URV ????

  16. ABSURDO DO ABSURDO, TUDO AO ARREPIO DA LEI. O JUIZ ACIMA ALEGA QUE A BRONCA TEM NATUREZA MILITAR, COMO? JÁ RACHARAM? O CRIME PRATICADO FOI HOMICÍDIO QUALIFICADO, CRIME DOLOSO CONTRA A VIDA, SEGUNDO A CF COMPETÊNCIA DO TRIBUNAL DO JURÍ. POLICIAL MILITAR QUE PRATICA CRIME COMUM, RESPONDERÁ NA JUSTIÇA COMUM ESTADUAL E PONTO. SORTE DOS SUSPEITOS SE FOREM REALMENTE POLICIAIS MILITARES, POIS DE CARA JÁ PODERÃO PEDIR NULIDADE DO EVENTUAL PROCESSO NO TJM E, CONSEQUENTEMENTE, A NULIDADE DAS DILIGÊNCIAS ATÉ ENTÃO REALIZADAS. QUE DECEPÇÃO SR. SECRETÁRIO PROFESSOR DE DIREITO, AUTOR DE LIVROS JURÍDICOS, NÃO TEM CORAGEM DE ENQUADRAR A PM. É POVO PAULISTA, ESTÃO COLHENDO O QUE PLANTARAM, LEMBRAM DAS ELEIÇÕES DOS ÚLTIMOS VINTE ANOS? O RESULTADO É ESSE.

  17. STARK:

    Apenas para complementar: há suspeitas de participação de um civil, marido da fox.A prisão dele dependeria da corregedoria PM?

    Que absurdo!

  18. A instituição PMESP toma conta de tudo e todos deixam ela acreditar que todos os demais Órgãos lhe são subordinados e dependem dela, mediante sua “patente” na hierarquia e disciplina, inclusive o Exército Brasileiro.

    Os SSP estão refém faz muito tempo dela, assim como MP, Justiça e quem dirá a frágil PC diante dessa monstra.

  19. Valdir de Souza disse:

    27/08/2015 às 16:02

    Ronaldo TOVANI:

    Posso vos GARANTIR, com todas as letras, e, se for o caso, vos oferecendo outras irrefutáveis provas: essa “Cocorregedoria” da PM já era um lixo, antes mesmo do BANDIDO FARDADO, “Cocoronel PMerda” Admir Gervásio Moreira assumi-la, em 2010. Um pilantra inveterado e qualificado como CHANTAGISTA DE QUINTA CATEGORIA na PARTE Nº CPM-105/14/09, sob protocolo nº CPM-1047/2009, de 20/10/09.

    Imagino aquela merda de quartel de Abrantes, fedendo, agora, mais do que dantes!
    ———————————————————————————————————————————————————————
    CARAMBA,
    BANDIDO FARDADO, CHANTAGISTA E PILANTRA?

    VIXI, SERÁ QUE ELE CONTINUARÁ QUIETO AINDA?

    QUEM SE CALA ASSUME?

  20. NAO PERCAMOS O FOCO !!!!!
    , chega de bla bla bla….

    cade o resjuste ?
    cade o bonus?
    cade o aux alimentação de 580 ?
    cade o bico oficial, igual da pm , o dejec ??

    E PRICIPALMENTE CADE OS SINDICATOS PRA COBRAREM ISSO TUDO ?????????

  21. Eu tô achando que tem oficial na tuba … oops … gato na tuba … nessa história.

  22. Mas, e como sempre acontece na gloriosa, quem vai tomar no toba são os praças. Ou eu tô enganado? ?

  23. É incrível. DHPP – PORRA! Façam alguma coisa para preservar alguma honra que vocês ainda possam ter! Combatam essa palhaçada, reajam, tomem medidas legais contra essa usurpação de atribuições provoquem junto à justiça comum uma porra de conflito de competência representem junto ao Ministério público para instauração de inquérito civil por improbidade administrativa, façam alguma coisa!

  24. É incrível. DHPP – PORRA! Façam alguma coisa para preservar alguma honra que vocês ainda possam ter! Combatam essa palhaçada, reajam, tomem medidas legais contra essa usurpação de atribuições provoquem junto à justiça comum uma porra de conflito de competência representem junto ao Ministério público para instauração de inquérito civil por improbidade administrativa, façam alguma coisa!

  25. A PM agora chutou a lei mesmo. Desrespeita o governador, que dirá o SSP.

    QUEM VAI ENCABRESTAR A PM DE SP?

  26. A lei é claríssima: HOMICÍDIOS COMETIDOS POR MILITARES CONTRA CIVIS SÃO DA COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA COMUM, NO CASO O TRIBUNAL DO JÚRI.

  27. O que a PM de SP está passando por cima da lei.
    Só a Polícia Judiciária Civil é que pode investigar essa chacina.
    Na verdade a PM está atrapalhando e destruindo provas.

  28. Já trabalhei no DHPP há mais de 20 anos, Naquela época, a corregedoria da PM só entrava em cena na hora de grampear os psicopatas fardados. Bons tempos aqueles. Acontecimentos como estes revelam o quanto os 20 anos de PSDB foram nocivos à polícia judiciária de São Paulo.

  29. É inacreditável que tenha policiais civis que não receberam reajuste, bônus, aposentadoria assaltada, o Governo manda um sonoro pau no cu de todos os policiais civis, não há reestruturação, não conclusão do famoso grupo de estudos, ou seja: somos uns lixos…

    E AINDA TEM POLICIAL CIVIL TRABALHANDO E QUERENDO ESCLARECER CRIME.

    E antigamente até era eu que propagava aqui que tínhamos que mostrar serviço e empenho para o Governo e sociedade nos valorizar e mudar nossa imagem.

    Qta inocência!!!

    Os caras chupam seu sangue e depois pau nos polícias.

    Vão por mim. Estão jogando contra todos os policiais.

    Vamos pra outubro e nada de reajuste! Nada de bônus! Nada de reestruturação! Nada de definição sobre nossa aposentadoria garantida por lei!!!

    Como vcs dormem a noite?

  30. Assembleia aprova PLC que altera salário e escolaridade de oficial de justiça

    “Precisamos de mais uns 2 mil servidores”, afirma Yvone Moreira, presidente da Aojesp – Foto: divulgação

    A Assembleia Legislativa do estado de São Paulo (Alesp) aprovou na última quarta-feira, dia 26, o projeto que altera o requisito de ingresso e os vencimentos do cargo de oficial de justiça do tribunal de Justiça de São Paulo (PLC 56/2013). Enviado pelo ex-presidente do Tribunal, Ivan Sartori, o texto estava em tramitação na casa desde novembro de 2013 e recebeu diversos ofícios favoráveis a sua aprovação neste período. Agora o governador Geraldo Alckmin tem um prazo de 15 dias úteis para sancionar ou vetar a proposta. Caso aprovada, a lei entrará em vigor a partir de 2018.

    O PLC prevê mudança no requisito mínimo para o ingresso no quadro de oficial de justiça, passará de nível médio para superior, e nos vencimentos, que passarão a ser de R$5.545 em início de carreira, inclusos salário e gratificação judiciária. Outra mudança é a criação da gratificação referente ao Regime Especial de Trabalho Externo Judicial (Rejet), que seria de 31,74% sobre o salário-base da categoria, o que hoje representaria cerca de R$600.

    Para a presidente da Associação dos Oficiais de Justiça do Estado de São Paulo (Aojesp), Yvone Barreiras Moreira, a medida é importante para valorizar a categoria. “Não é pela questão salarial, mas pela valorização da carreira. O oficial não conta com hora extra e nem com adicional noturno e, em muitos casos, usa o veículo próprio para trabalhar, e não é ressarcido por isso” apontou a sindicalista, em entrevista recente à FOLHA DIRIGIDA.

    CARÊNCIA
    Há seis anos sem concurso, o cargo de oficial de justiça do Tribunal de Justiça de São Paulo é o que apresenta maior carência de servidores dentro do órgão. De acordo com o levantamento funcional do TJ-SP, publicado em maio, a carreira conta com 4.187 vagas em aberto, de um total de 9.341 possíveis, o que representa quase 45% do quadro. “Já tivemos 9 mil oficiais de justiça quando tínhamos um volume de trabalho muito menor. Hoje, com um quantidade muito maior de processos, temos um quadro de pouco mais de 5 mil”, explica Yvone. Hoje o quadro conta com um total de 5.154 servidores ativos, número menor que o existente na época da homologação do último concurso da categoria, em fevereiro de 2011, quando havia 5.220, o que mostra que as últimas contratações, além de não expandir o quadro, não foram capazes de suprir as saídas.O último concurso para oficial foi iniciado 2009, com a oferta de 200 vagas, distribuídas por todo o estado. No total, 323.071 pessoas participaram da seleção, que já teve sua validade encerrada para todas as comarcas. Em 2013 foram chamados 1.263 oficiais aprovados na seleção, mas apenas 774 foram empossados, o que representa 489 desistências.

  31. Amigos o N.U dos Oficiais de Justiça foi reconhecido ,com o apoio da casa legislativa e sindicato.

    Paz e Luz para todos !!!

    FONTE:http://www.folhadirigida.com.br/fd/Satellite/concursos/noticias-TJSP-Oficial-de-Justica-2014-2000067069696/Assembleia-aprova-PLC-que-altera-salario-e-escolaridade-de-oficial-de-justica-2000140568606-1400002102880

    Assembleia aprova PLC que altera salário e escolaridade de oficial de justiça

    “Precisamos de mais uns 2 mil servidores”, afirma Yvone Moreira, presidente da Aojesp – Foto: divulgação

    A Assembleia Legislativa do estado de São Paulo (Alesp) aprovou na última quarta-feira, dia 26, o projeto que altera o requisito de ingresso e os vencimentos do cargo de oficial de justiça do tribunal de Justiça de São Paulo (PLC 56/2013). Enviado pelo ex-presidente do Tribunal, Ivan Sartori, o texto estava em tramitação na casa desde novembro de 2013 e recebeu diversos ofícios favoráveis a sua aprovação neste período. Agora o governador Geraldo Alckmin tem um prazo de 15 dias úteis para sancionar ou vetar a proposta. Caso aprovada, a lei entrará em vigor a partir de 2018.

    O PLC prevê mudança no requisito mínimo para o ingresso no quadro de oficial de justiça, passará de nível médio para superior, e nos vencimentos, que passarão a ser de R$5.545 em início de carreira, inclusos salário e gratificação judiciária. Outra mudança é a criação da gratificação referente ao Regime Especial de Trabalho Externo Judicial (Rejet), que seria de 31,74% sobre o salário-base da categoria, o que hoje representaria cerca de R$600.

    Para a presidente da Associação dos Oficiais de Justiça do Estado de São Paulo (Aojesp), Yvone Barreiras Moreira, a medida é importante para valorizar a categoria. “Não é pela questão salarial, mas pela valorização da carreira. O oficial não conta com hora extra e nem com adicional noturno e, em muitos casos, usa o veículo próprio para trabalhar, e não é ressarcido por isso” apontou a sindicalista, em entrevista recente à FOLHA DIRIGIDA.

    CARÊNCIA
    Há seis anos sem concurso, o cargo de oficial de justiça do Tribunal de Justiça de São Paulo é o que apresenta maior carência de servidores dentro do órgão. De acordo com o levantamento funcional do TJ-SP, publicado em maio, a carreira conta com 4.187 vagas em aberto, de um total de 9.341 possíveis, o que representa quase 45% do quadro. “Já tivemos 9 mil oficiais de justiça quando tínhamos um volume de trabalho muito menor. Hoje, com um quantidade muito maior de processos, temos um quadro de pouco mais de 5 mil”, explica Yvone. Hoje o quadro conta com um total de 5.154 servidores ativos, número menor que o existente na época da homologação do último concurso da categoria, em fevereiro de 2011, quando havia 5.220, o que mostra que as últimas contratações, além de não expandir o quadro, não foram capazes de suprir as saídas.O último concurso para oficial foi iniciado 2009, com a oferta de 200 vagas, distribuídas por todo o estado. No total, 323.071 pessoas participaram da seleção, que já teve sua validade encerrada para todas as comarcas. Em 2013 foram chamados 1.263 oficiais aprovados na seleção, mas apenas 774 foram empossados, o que representa 489 desistências.

  32. A verdade é só uma a PM se tornou um monstro e com muita competência se enraizou pelo Estado, ministério público e judiciário. Nem o Secretino careca ou mesmo governador podem com a PM imagina a podre Polícia Civil. Prova disso foi que o MP e judiciário manifestaram em encaminhar os autos para a Justiça comum. Depois, certamente o juiz tomou um fumo e reviu sua posição e manteve os autos na Justiça Militar.

  33. Nossa o DHPP é uma coisa impressionante,só não conseguiram esclarecer os matadores do ex delegado do DHPP
    que foi morto lá na Penha, de forma covarde.como sempre fazem, os malditos bandidos ,e foi a a PM que prendeu os malas e os entregou
    de mão beijada para tal policia Judiciaria, Mas quando se trata de derrubada feita por PMs esse DHPP vira um vespeiro
    pra ferrar os policias linhas de frente que são os PM. impressionante.

  34. O nobre Dr. Tovani está certíssimo em seu comentário. A Corregedoria da Policia Militar, a despeito da competência que têm para investigar CRIMES MILITARES, não poderia fazer essas diligências sem o conhecimento das autoridades policiais – vide o Delegado de Polícia e os promotores de justiça que acompanham o caso. Me digam: o que farão com os objetos que apreenderam nas casas revistadas? Ao que eu saiba eles ainda não têm Policia Técnica Militar!!!!!
    Será que o juiz militar que concedeu e autorizou essas excrescência não tem conhecimento das leis ou foi ludibriado pelos milicos?
    A alguns anos quando um policial militar, fazendo bico num puteiro conhecidíssimo no centro de São Paulo foi morto covardemente, sendo tudo filmado, esses “agentes” da corregedoria – que estavam no caso a titulo de auxilio – tinham até grampo dos autores…sem o conhecimento da autoridade policial – O DELEGADO DE POLICIA. Desde esse dia nunca mais compartilhei informações com eles….mesmo que soubesse como chegar a autoria de crimes contra PM. São traíras. USURPAÇÃO DE FUNÇÃO PÚBLICA claríssima. Tem alguém no DHPP de saco roxo????

  35. É justo que a corregedoria da Pm investigue também as mortes, mas também deve ser investigado pela polícia civil, cada um no seu quadrado, e nada mais. Concorrer em investigação sempre ocorreu, não sei o porque de tanto blá blá blá.
    Aqueles que estão mandando nas polícias não querem a unificação, então aguentem

  36. NAO PERCAMOS O FOCO !!!!!
    , chega de bla bla bla….

    cade o resjuste ?
    cade o bonus?
    cade o aux alimentação de 580 ?
    cade o bico oficial, igual da pm , o dejec ??
    Cade o MALDITO GRUPO DE ESTUDOS????
    E PRICIPALMENTE CADE OS SINDICATOS PRA COBRAREM ISSO TUDO ?????????

  37. é isso mesmo !
    .
    total descalabro !
    .
    secretário da ssp, pede pra sair…
    .
    vai no cabeleireiro e não volte mais…
    .
    e o governador ? não lê jornais, não vê TV, não ouve rádio, nem internet ?
    .
    é o fim da picada !

  38. O Sr. foi assertivo e preciso, mas quem teria a OBRIGAÇÃO de agir ou fazer algo contra as investidas da PM, ……….pausa dramática……………………….., já sei !
    Os delegados de polícia, eles mesmo, mas conhecendo o naipe da maiores dos delegados de polícia o senhor pode ter absoluta certeza NÃO VÃO FAZER ABSOLUTAMENTE NADA, o máximo que vão fazer, em especial os delegados do DHPP, será choramingar, de mais este esculacho que toram da PM, nas mesas do restaurante da associação deles, só isto, e depois quem sabe vão dar entrevistas sobre os trabalhos realizados pelos operacionais do DHPP, pode escrever é isto o que vai acontecer.

    Ronaldo TOVANI disse:27/08/2015 ÀS 14:12
    A competência para o julgamento de crimes dolosos contra a vida, praticados por policiais militares em serviço ou fora dele, é exclusivamente da Justiça Comum e, em se tratando de homicídio, do Tribunal do Júri. Logo, a investigação desses casos, na fase pré-processual, é indiscutivelmente atribuição da Polícia Civil, com exclusividade.
    Acontece, porém, que a Corregedoria costuma fazer por conta própria suas investigações, dentro de um, digamos, inquérito policial militar, ou coisa assemelhada, e depois encaminha aquilo para a Polícia Civil, que, preguiçosa, abraça, agradece e obedece, validando algo totalmente ilegal e absurdo.
    Assim, quem não ocupa o seu lugar e exerce suas funções corre o risco se ver substituto por outrem, ainda que este não tenha competência para tanto.
    E o engraçado em tudo isso é a Justiça Militar expedir ordens e mandados para serem cumpridos pela PM, e ainda existe quem ache isso legal.

  39. Justiça militar? E ainda militar estadual? Juiz militar? Parece coisa de Evo Moarales!
    Cuidado em forças armadas, o perigo não e o MST, e um governador zinho qualquer com inspiração populista decidir que seus militares são melhores que os dos outros, aí………..
    Ffffffffffffffuuuuuuuuuuuuudddddddddeeee……

  40. Melhor e ter invés de:
    Uma polícia judiciaria! Uma polícia “civil” de carreira única e territorial, cada direito toma conta do seu bairro.
    Algumas polícias especializadas e independentes pra cada tipo de crime que possua alguma complexidade ( DHPP, patrimônio, cyber, corregedoria, etc), e que nesta sejam aceitos, por meio de prova de capacitacao, membros das polícias distritais e de outros setores da sociedade que mereçam.
    Aí talvez!

  41. Quem e mais forte?
    Quem tem a confiança do governador ou quem tem:
    O comando do bombeiro,
    O cando do policiamento urbano e o atendimento da rádio patrulha(copom),
    O comando do patrulhamento aéreo e resgate aéreo,
    O cando do batalhão de combate urbano(chque

  42. NÃO PRECISA SAIR POR AI MATANDO NÓIAS TODAS AS VEZES QUE MATAM UM POLICIAL, NEM PRECISA PRENDER NINGUÉM, BASTA A POLICIA IDENTIFICAR O SINTONIA DO PCC DA REGIÃO, E SENTAR O PAU NELE, VAI VER QUE LOGO LOGO ELES PEDEM ARREGO, MORREU POLICIA, ENCONTRA O SINTONIA DA ÁREA E JÁ ERA, PARA A SOCIEDADE, PARA O GOVERNO, A IMPRENSA FOI APENAS MAIS UM NA GUERRA DO TRÁFICO, SENHORES, POLICIAL TEM QUE SER SINÔNIMO DE UMA PESSOA LIGEIRA, ESPERTA, E OS BANDIDOS SÃO MUITO BURROS, QUER IR MAIS LONGE, MATA SENTA O PAU NO SINTONIA, E NA MÃE DELE PRA MELHORAR, VIU QUE FOI SÓ DOIS PARA CADA POLICIAL, PORÉM VERÁS A EFICÁCIA NAS PRIMEIRA MEIA DUZIA. FUUUUUUU

  43. PAREM COM AS CHACINAS, PAREM, LARGA DE SER OTÁRIOS SENHORES POLICIAIS, CRIMES COMETIDOS POR VÁRIAS PESSOAS, LOGO ALGUÉM RACHA E ABRE O BICO, NÃO AGUENTA O PESO, FIQUEM ESPERTOS, DEIXEM DE SEREM BABACAS.

  44. P. C. = Polícia Covarde
    O que a P. M. esta fazendo chama-se usurpação de função…estão e querendo suprimir provas…
    Senhores delegados…tomem vergonha na cara e meta um I.P. nesses caras! Afinal, não é pra isso que essa porcaria serve?
    Nunca vi a PM folgar ou usurpar funções da Polícia Federal…façam um estágio por lá…parem de ficar na aba dos federais e lutem por suas prerrogativas…estão parecendo hienas.

  45. ) 23:12
    OVALE
    NOSSA REGIÃO
    +ESPORTES
    BRASIL&
    VIVER
    VERSÃO PDF
    Onde Estou? / Home

    Quinta-feira, 27 de Agosto de 2015
    São José dos Campos16º / 24ºChuva pela manhã melhorando ao longo do dia

    Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto
    Home
    August 27, 2015 – 00:46
    Polícia prende seis suspeitos de ligação com o crime em Campos

    Prisões foram resultado de operação entre o MP e o Baep; escrivão da Polícia Civil está entre os suspeitos presos

    Campos do Jordão

    Seis pessoas, incluindo um escrivão de polícia, foram presas na manhã de ontem em Campos do Jordão.
    As prisões foram realizadas por policiais do 3º Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia) e do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Ao todo, foram seis mandados de prisão temporária e outros 10 de busca e apreensão.
    Cinco das pessoas que foram presas durante a operação são apontados como integrantes de uma associação criminosa voltada para o tráfico de drogas na cidade e liderada por membros do PCC (Primeiro Comando da Capital).
    A sexta pessoa é um escrivão da Polícia Civil de Campos do Jordão. Ele é suspeito de colaborar com as atividades do grupo criminoso.
    Uma sétima pessoa acabou sendo presa. Ela não tem ligação com o grupo criminosa, mas tinha contra si um mandado de prisão preventiva.

    Apreensões. Durante a operação na manhã de ontem em Campos do Jordão, os policiais do Baep e do Gaeco apreenderam também documentos, munições, celulares e aproximadamente R$ 6.000 em dinheiro.
    A operação teve início às 6h desta quarta-feira e terminou por volta de 13h e também contou com a participação de Promotores de Justiça criminais, policiais da Corregedoria da Polícia Civil, além do apoio do Canil da PM .

  46. E AI SENHORES DOUTORES SABEM TUDO E MAIS UM POUCO, E NO CASO ACIMA A PM PODE?
    O O GAECO QUE SÃO FORMADOS POR PROMOTORES DE JUSTIÇA NÃO PODEM TAMBÉM INVESTIGAREM?

    OS PROBLEMAS ESTÃO TUDO VIRADO DE CABEÇA PARA BAIXO, NINGUÉM SABE NADA, NINGUÉM ENTENDE NADA, CARA TEM ATE JUSTIÇA X JUSTIÇA NESSA PORRA, E VCS AQUI DESTE ESPAÇO PAGANDO DE ZÉ SABE TUDO, A VAI CATAR COQUINHO VAI.

  47. Simples!!Esse é o monstro chamado PM que criarão e que agora passa por cima de tudo e de todos!!Delegados incompetentes,medrosos,vendidos,investigadores desmotivados e na verdade criaram uma Farça Tarefa!!Só pra inglês ver!!

  48. Farça tarefa e não Força Tarefa!!

    Lembra-te dos meus comentários, em forma de recados ao Deputado Major Olímpio, quando candidato ao governo paulista? Pode até ser que não lestes. Recordando-os, em resumo: antevi que ele não seguraria o monstro chamado Polícia Militar, em caso de eventual vitória, naquelas eleições.

    Esperemos as próximas: eleições e chacinas”!

  49. E QUANDO OS DEPUTADOS IRÃO CONSERTAR A SITUAÇÃO DOS CARCEREIROS? SIMPLESMENTE EXTINGUIRAM A CARREIRA E DEIXARAM OS CARCEREIROS SEM HORIZONTES ! A ALESP ESTA DEVENDO UMA EXPLICAÇÃO PARA OS CARCEREIROS !

  50. O BÔNUS NINGUÉM VIU, NINGUÉM SE MANIFESTA, É OUTRA PALHAÇADA QUE ESTÃO FAZENDO COM A POLÍCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO !

  51. A atitude que a Policia Civil está tomando neste caso de Usurpação De Função Homérica praticada pela milicada – ou seja, absolutamente nada! – é mais pernicioso para a instituição do que um policial corrupto.

    A desmoralização da polícia civil paulista por não reagir e virar a porra da mesa na frente desse zero à esquerda desse secretário inútil – minto : útil para seus clientes, os oficiais! – ficará para o resto de seus poucos dias como DANO indelével para ela. Nada trará de volta a dignidade da polícia civil nem suas atribuições, morta pela incompetência e o medo de reagir ante essa afronta macabra da polícia militar e agora das justiças comum e militar de São Paulo.
    O ataque mais imundo visto nos últimos anos não foi o choque metendo o cassetete e balas de borracha nos policiais civis em 2008. Aquilo foi fichinha perto dessa dionisíaca sanha usurpadora, realizada na luz do sol sem medo de ser feliz, sem medo de ser censurada, sem medo de ser reprimida, pela polícia militar.

    E para desmoralizar e enterrar o que restou de ossos da polícia civil, demonstrando que ela é apenas mais uma mulher de malandro, será a legitimação das investigações feitas pelos policiais militares e submetidas à justiça militar, pela justiça comum, quando receber o pacote da primeira, já fechado no, já elucidado, já investigado, considerando legais as práticas da milícia paulista sucedâneo da polícia civil no que ela justifica-se por EXISTIR.

    Sabe quando eu vou novamente ter qualquer consideração por meu trabalho de policial civil? Sabe quando eu vou estender a mão para qualquer um que precise de meus serviços? Sabe quando eu como policial civil levantarei a bunda pra sequer cumprimentar qualquer um que vier “exigir” que eu exerça minhas funções?

    NUNCA MAIS.

    Obrigado autoridades policiais civis por confirmarem que eu sou um merda, um palhaço. Certo está mesmo é o corrupto que não tem senso de pertencimento a merda nenhuma, ele pelo menos só pensa em roubar e não sofre por ver essa humilhação descarada perpetrada contra este defunto pouco ilustre, polícia civil

    Secretário, li na faculdade de direito seu livro de direito constitucional – minúsculo mesmo – e o usei para realizar concursos. Tudo que estava ali não passou de flatulência não foi? Você está me devendo uma nota pelo livro, seu estelionatariozinho mentiroso!

  52. Bom dia!

    Senhoras e Senhores.

    Esta situação faz lembrar àquela piada do Jeca Tatu que pediu pra usar o WC de uma casa da cidade grande.

    Pode?

    Caronte.

  53. Pessoal me façam o favor de parar de falar coisas q não tem conhecimento. Não quero entrar no mérito de que a JM é boa ou ruim, mas falar q não é competente para o referido processo é de uma ignorância q chega me assustar. Tem indicio de crime militar pois há suspeita de q militares de serviço colaboraram com o crime. Então instaura-se o IPM, sem prejuízo do a IP da PC. Pra quem não sabe ainda a missão de investigação não é restrita a PC, mas de vários outros órgãos, inclusive a PM, no caso de crimes militares. Quanto ao JULGAMENTO deve ser feito na justiça comum, no caso de crimes militares dolosos contra a vida de civis.

  54. Li acima…
    .
    a investigação não é restrita a PC… mas de vários outros órgãos…
    .
    é isso mesmo, quando querem tumultuar, é só deixar a coisa fluir em diversas instituições…
    .
    no fim, nada será apurado, ou apenas encontrar-se bodes expiatórios e fim de assunto…
    .
    bom fim de semana…

  55. Desculpe colega Sargento, mas sua ignorância é que assusta, pois PM em serviço ou fora de serviço que cometam crimes dolosos contra a vida a competência é da justiça comum a ser investigado privativamente pela polícia civil. Isso é fato. Eventuais crimes militares, diversos dos crimes dolosos contra a vida, perpetrados juntos, aí sim é atribuição privativa da PM investigar. Isso também é fato. Pensar contrário é visão tacanha, ou, caro colega, acha que as provas colhidas no IPM sobre os crimes dolosos contra a vida podem ser usados na justiça comum, como você mesmo diz, “JULGAMENTO deve ser feito na justiça comum”. Tudo, absolutamente tudo investigado no IPM, sobre os homicídios é imprestável para a justiça. Você já viu um IPM ser remetido a justiça comum para embasar denúncia e eventual condenação. Ahhh por favor, não opine do que não tem conhecimento nem chames outros colegas de ignorante.

  56. Áudio sobre chacina atribuído a diretora da polícia é investigado.

    Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/08/1674736-audio-sobre-chacina-atribuido-a-diretora-da-policia-e-investigado.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/08/1674736-audio-sobre-chacina-atribuido-a-diretora-da-policia-e-investigado.shtml

  57. A PM ainda vai ser transformada em polícia bolivariana igual na Venezuela. Devemos tomar cuidado.

  58. Pronto. Era tudo o que os milicos cabeças de vento queriam. Foi decretado sigilo na investigação dessas chacina. E para voces do DHPP……aprendam com esses acontecimentos….quando forem investigar local de “resistência seguida de morte”, façam o trabalho direito e não passem pano para os executores. Lembrem-se quando forem atender local que eles gostam de armar um circo..E voces policiais dos plantões, não sejam vagabundos e conversem com os conduzidos por eles e repassem para o delegado tudo que contarem,. mesmo que sejam mentiras..não aceitem guardar presos antes que a autoridade tenha conhecimento de todo o caso, normalmente eles levam as pessoas para a companhia e ali fazem a festa. Tiram fotos, interrogam, saem em diligencias para a casa deles e depois dizem que foram autorizados. Sei que por preguiça…..de todos do plantão – forçam para que o indiciado não fale nada no flagrante. Afinal é mais rápido e dá menos trabalho. Comecemos a agir de acordo com as normas estabelecidas.

  59. PAO E CIRCO:

    Espero que a PC aprenda a lição, “aplaudindo”, agora, o Delegado Geral que, no caso Pesseguinni, alimentou um monstro chamado Polícia Militar. E agora: doma-o que eu quero ver!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  60. CAMBADAS DE FILHOS DE UMA PUTA, DE QUE LADO VC ESTÃO?
    ESTÃO CONTRA A POLICIA MILITAR
    ESTÃO CONTRA A POLICIA CIVIL
    ESTÃO CONTRA A JM
    ESTÃO CONTRA A JC
    ESTÃO CONTRA OS MATADORES DE VAGABUNDOS QUE MATAM POLICIAIS
    ESTÃO A FAVOR DOS MATADORES DESSA CHACINA

    GENTE, CADA MACACO NO SEU GALHO, QUEM AQUI DESTE BLOG TEM ALGUMA COISA A VER A RESPEITO DOS ACONTECIMENTOS, ALGUÉM AQUI TEM PARENTE VÍTIMA DA CHACINA, ALGUÉM AQUI É PARENTE DE ALGUM PM QUE ESTÃO SENDO INVESTIGADO, ENTÃO SENHORES, VCS ME DESCULPEM A SINCERIDADE, VÃO PRA CASA, VAI DESCANSAR, VCS SÃO TODOS SAPOS, E SAPO DE FORA NÃO APITA NADA LÁ DENTRO TÁ, GUARDA OS SEU PALPITES PARA QUANDO FOR SOLICITADOS OK, FALEI, FUUUUUI, A TAVA ME ESQUECENDO, SE VCS GOSTARAM MUITO MBEM, SE NÃO GOSTARAM MBEM TAMBÉM TÁ BEM, MAS NÃO SE ESQUEÇAM , VCS SÃO TODOS SAPOS, E ESSES PROBLEMAS SÃO DELES, ATENÇÃO SAPOS , VÃO EMBORA AGORA TÁ SEU MANÉS, CADA PICARETAS SE ACHANDO QUE VALE ALGUMA COISA NA VOLTA DO DIA, VAI DAR TRABALHO PARA AS SUAS SENHORAS VAI, E QUANTO AO FRALDÃO, DEVE JÁ ESTAR NA HORA DE TROCAR TÁ NENÉM

  61. hc disse:
    29/08/2015 ÀS 9:44
    As chances de ser todas as desconfiança não é de se descartar hoje é sábado vai dar uma ajudinha para a senhora sua esposa ai, qual é o seu interesse nisso, a coisa ta tão complicada que ate juízes estão tendo
    dificuldades em interpretarem, e vc perdendo tempo, acaso tem algum parente seu nas vítimas daquela chacina, se for positivo procura um bom advogado para atuar, caso contrário colega procura algo melhor pra fazer, e se vc for policia então ai é que vc tem fechar essa boca fedorenta mesmo, cara lá só tinha bandido, de madrugada em boteco de favela, ou acaso vc não se sente revoltado com as mortes de policiais tanto civil quanto militar, pensem, só uma meia dúzia de mané neste espaço dando ênfase nas investigações, o que está acontecendo é caso pensado, é um jogando para o outro e no fim, pizza pizza pizza, entendeu colega, agora vai ajudar a sua senhora vai coitada, ela merece ou não.kkkkkkkk

Os comentários estão desativados.