ÓDIO AO DIREITO DE INFORMAÇÃO – DEINTER-5 não admite ser confrontado pela mídia e indicia o jornalista Alan de Abreu por mera vingança 18

delegadodomingos
O delegado Domingos José Marcos sobre os policiais demitidos: “Educação e moral se aprende no berço, não na academia (de polícia)”

Allan de Abreu

Dezenove policiais civis da região foram demitidos nos últimos cinco anos acusados, entre outros delitos, de corrupção, estelionato, peculato (desvio de dinheiro público) e colaboração com o tráfico de drogas. Entre os policiais exonerados na área do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-5) estão um delegado, cinco investigadores, cinco agentes, três carcereiros e dois peritos criminais. Os dados foram obtidos pelo Diário na Polícia Civil por meio da Lei de Acesso à Informação. A Polícia Militar negou-se a repassar os dados.
“Educação e moral se aprende no berço, não na academia (de polícia)”, diz o delegado-titular da Corregedoria da Polícia Civil na região, Domingos José Marcos. “São pessoas que maculam a instituição e por isso precisam ser expurgadas, depois do devido processo legal.”
Os nomes dos policiais não foram divulgados. No ano passado, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) demitiu a bem do serviço público o delegado de Olímpia Mário Renato Depieri Michelli. Entre as irregularidades pelas quais ele era acusado estava a de liberar presos em flagrante por tráfico pela Polícia Militar.

Informante do PCC
Marcelo Della Roveri, ex-investigador em Mirassol, foi condenado pelo Tribunal de Justiça a três anos de prisão, em regime aberto, por colaborar com traficantes do PCC da cidade – cabia a ele avisar a quadrilha, com antecedência, de operações policiais contra as bocas de fumo do grupo no bairro São Bernardo. Na época, em 2009, o então policial namorava a cunhada de um traficante.
“O Marcelo está aqui nos ‘predinhos’ (do São Bernardo) com a Civil e acabou de me ligar, mas não vai vir no nosso não”, disse ela certa vez, em conversa interceptada pela polícia.
Outro investigador expulso foi Francisco Seraguza, que atuou em Rio Preto e Onda Verde. Seraguza foi acusado de corrupção passiva, formação de quadrilha e violação de sigilo funcional ao vender informações sobre operações policiais a uma quadrilha que mantinha máquinas caça-níqueis em Rio Preto.
Ele também foi condenado pelo TJ a cinco anos de prisão por extorquir R$ 9 mil de um produtor rural para que o grupo investigasse o furto de uma caminhonete do sitiante, em março de 2008 no bairro Solo Sagrado, na zona norte.
Luís Henrique de Lima Figueiredo, investigador em Rio Preto, teria inserido informação falsa em um boletim de ocorrência de apreensão de CDs e DVDs piratas pela Polícia Militar registrado na Central de Flagrantes em 2009.
Figueiredo informou no BO que a mulher flagrada com produtos pirateados teria dito que a venda fora autorizada por um outro investigador, desafeto dele. À Justiça, ela negou a declaração. Figueiredo foi condenado a um ano de reclusão em regime aberto por falsidade ideológica, mas a pena foi considerada prescrita pelo TJ. Ainda assim, foi demitido do cargo.

Outro lado
O advogado de Seraguza, Roosevelt de Souza Bormann, qualificou de “absurda” a condenação e a demissão do investigador. Wanderley Romano Calil, defensor de Figueiredo, disse que ele não tem mais interesse em voltar à polícia.
“Ele mora em São Paulo e está muito bem por lá.” A reportagem contatou o advogado de Roveri, Ronaldo Trombini, mas não houve retorno.

O investigador Cesário Pereira de Magalhães Júnior surtou quando a Corregedoria da Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão em sua casa, em Urupês. Na época, agosto de 2009, Cesário, que estava afastado do trabalho por motivo de saúde, avançou sobre dois policiais da Corregedoria, dando socos e dizendo que “iria pegá-los na rua”, “iria matá-los” e que “isso não iria ficar assim”. Na casa, os corregedores constataram que funcionava uma central de monitoramento de segurança particular. Foram apreendidos dezenas de projéteis de armas, alguns de fuzil, de uso restrito.
Cesário foi denunciado pelo Ministério Público por desobediência e porte ilegal de munição. A pena pelo primeiro crime prescreveu, mas o investigador foi condenado a três anos e meio pelo TJ pelo segundo delito. Em julho de 2013, foi demitido do cargo a bem do serviço público. Nem ele nem seu advogado, Juliano Birelli, foram localizados ontem para comentar o caso.

—————————————————-

O ódio agora se volta contra o FLIT PARALISANTE, suposta organização criminosa orientada a difamar honestos policiais. 

oficiod5

Escândalos de corrupção no DEINTER-5 são rotineiros desde que o ex-diretor Jorge Felício Casseb –  afastado do cargo pelo suposto envolvimento em uso indevido de veículos oficiais para fins particulares e omissão em relação a exploração de  bingos e caça-niqueis  – instaurou inquérito e levou a prisão o  delegado Pedro Artuzo, no ano de 2001 , que na época era titular da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Catanduva; preso juntamente com outros quatro investigadores e um escrivão por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas no município.

Observação: Artuzo foi absolvido criminalmente e acabou sendo indenizado pelo estado em face dos danos morais sofridos. 

http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,governo-tera-de-indenizar-delegado-preso-injustamente,70698

  1. CARO DR. RONALDO TOVANI, NOBRE JURISTA, E PARTICIPANTE ASSÍDUO DESTE ESPAÇO, ACASO O SR. NÃO PODERIA ADVOGAR PARA O DR. GUERRA PELO AO MENOS NESSE CASO, NEM QUE FOR DE GRAÇA, NEM QUE NÓS PARTICIPANTE TIVER QUE FAZER UMA COLETA EM ESPÉCIE PARA TE PAGAR OS HONORÁRIO, EU SINCERAMENTE GOSTARIA DE VÊ-LO NESSA.

  2. Meu Caro Dr. CONDE GUERRA, por favor me esclareça os termos do ofício cuja cópia vejo acima. É que, com 35 anos de exercício profissional, já tendo exercido os cargos e as funções de delegado de Polícia, promotor de Justiça e juiz de Direito, cargo este último no qual me aposentei, e agora estando a advogar, na chefia de 62 advogados, além de ser professor universitário há 28 anos, com especialização pela USP, mestrado pela PUC/SP e doutorado, infelizmente não sou suficiente inteligente para entender os “termos” e principalmente os “objetivos finais” do referido ofício. Buscam processá-lo…mais uma vez?! E demiti-lo também, a despeito de já demitido duas ou três vezes?! Sei lá! Eu tenho medo dessas coisas. Não seria melhor pedir desculpas e doravante publicar neste blog somente receitas de bolo?! Pense nisso!…

  3. Meu Caro JACARÉ, acabei de escrever um comentário a respeito deste Post e em seguida o seu comentário acima publicado (o meu ainda não foi e gostaria, se possível, que o fosse).
    Eu advogaria para o Dr. CONDE GUERRA, com muito prazer, não somente neste caso como em qualquer outro que eventualmente ele me solicitasse. E quanto a honorários, tenho uma política em meu escritório (que conta hoje com 62 advogados), de não cobrar absolutamente nada de pessoas que, podendo pagar ou não, estejam sendo processadas em razão da prática de ato que, de alguma forma, tenha contribuído com o fortalecimento das instituições democráticas. É o caso do Dr. CONDE GUERRA, em atuação neste seu “blog”.
    Todavia, é do conhecimento de todos que o advogado que sempre atua em defesa do Dr. CONDE GUERRA é o nosso amigo Dr. Daniel Bialski (e, antes, seu pai, o inesquecível Dr. Hélio Bialski), de tal sorte que frente a eles confesso-lhe que minha capacidade profissional fica extremamente diminuída.

  4. Caro Dr. TOVANI,

    Eu pensava que já tinha visto e sofrido de tudo no que diz respeito a pendengas policiais, pois desde que inventei o FLIT – além de demitido – fui removido, processado , acusado de abandono de cargo , minha residência foi alvo de busca e FUI GRAMPEADO por meses em sede de inquérito versando sobre crime contra honra. Não obstante alguns juristas afirmarem que a quebra do sigilo telefônico não se aplica a tal espécie de delito, apenado com pena de detenção. Agora, nesta tarde, por e-mail recebemos o educado ofício em questão. Nada de anormal não estivéssemos em 2015, 30 anos depois do fim da Ditadura Militar , revogada a Lei de Imprensa.

    Pior: o ofício trata de requisição fundada na lei das organizações criminosas. ( risos ).

    Eu também tenho medo dessas coisas; assim já acusei o recebimento do ofício informando que estarei a disposição da Corregedoria Geral da Polícia Civil e do MP, quero o direito a delação premiada.

    De: DELEGACIA SECCIONAL DE POLÍCIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO-SP – Setor de Comunicações – webmail [mailto:sjrpreto.comunicacao@policiacivil.sp.gov.br]
    Enviada em: sexta-feira, 28 de agosto de 2015 15:16
    Para: ‘dipol@flitparalisante.com’
    Assunto:

    SECCIONAL SJRPRETO MSG 917/15 28082015 15:13 HS

    lmo. Dr. Roberto Conde Guerra

    Encaminho em arquivo anexo (digitalizado e em formato .pdf), o ofício nº 0242/2015-CPJ-lgl, relativo ao Inquérito Policial nº 029/2015, em trâmite nesta Delegacia Seccional de Polícia.

    Atenciosamente

    Acusar recebimento

    Dr. Alexandre Del Nero Arid

    Delegado de Polícia Assistente da Seccional

  5. LEI Nº 12.850, DE 2 DE AGOSTO DE 2013.

    Vigência

    Define organização criminosa e dispõe sobre a investigação criminal, os meios de obtenção da prova, infrações penais correlatas e o procedimento criminal; altera o Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal); revoga a Lei no 9.034, de 3 de maio de 1995; e dá outras providências.
    A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    CAPÍTULO I

    DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

    Art. 1o Esta Lei define organização criminosa e dispõe sobre a investigação criminal, os meios de obtenção da prova, infrações penais correlatas e o procedimento criminal a ser aplicado.

    Art. 15. O delegado de polícia e o Ministério Público terão acesso, independentemente de autorização judicial, apenas aos dados cadastrais do investigado que informem exclusivamente a qualificação pessoal, a filiação e o endereço mantidos pela Justiça Eleitoral, empresas telefônicas, instituições financeiras, provedores de internet e administradoras de cartão de crédito.

    Art. 21. Recusar ou omitir dados cadastrais, registros, documentos e informações requisitadas pelo juiz, Ministério Público ou delegado de polícia, no curso de investigação ou do processo:

    Pena – reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

  6. Ôpa! Organização Criminosa aqui nas publicações do Flit?! DEINTER-5 me desculpe, eu não tenho nada a ver com isso! Indiciem e peçam a PP do Dr. CONDE GUERRA, do JACARÉ, desse pessoal aí; eu, de vez em quando (mas só de vez em quando), escrevo alguma coisinha por aqui, MAS SOU COAGIDO A FAZÊ-LO.
    Pessoal do DEINTER-5, se precisarem de um “assistente de acusação” neste caso contem comigo (O JACARÉ sugeriu meu nome para a defesa do Dr. GUERRA, mas eu quero é estar do lado de vcs., aí da região de SJRPreto. LEI DE IMPRENSA NELES TODOS – ainda que já revogada)!…

  7. Guerra, sinceramente, não sei o que dizer.

    Eu acredito que a democracia, ou melhor, um Estado Democrático de Direito precisa do direito de livre expressão e de livre imprensa como instrumentos fundamentais de manutenção.

    Espero que esse IP não tenha consequências. Mas quem sou eu para entender esse Brasil?

    E vale lembrar que o blog é ABERTO a qualquer um que queira o DIREITO DE RESPOSTA.

    Num post concordamos, noutro discordamos. Assim é a democracia e a própria natureza da vida. E nem sempre nos comportamos com as palavras mais sóbrias e elegantes, e eu me incluo nesse rol, mas a intenção é nobre e sincera.

    E, particularmente, eu nunca conheci um exemplo de democracia sem imprensa livre, liberdade de expressão e direito à informação. Se houver, por favor me digam.

    No fim das contas, fazer um blog para mostrar mulher pelada, futebol e games seria muito mais fácil e lucrativo. Enquanto isso, levar à sociedade discussões sobre Polícia e Política sempre vai dar problemas, mas é um trabalho HEROICO e todos precisamos reconhecer isso, apesar do medo que o Estado Repressivo pode exercer, mesmo contra inocentes.

    Espero que DEUS ILUMINE AS MENTES de todos e mostre que o blog e toda a imprensa prestam um serviço à sociedade e à própria Polícia, mas precisam dessa liberdade de expressão para fazer isso.

  8. Ronaldo TOVANI (29/08/2015 às 1:19)

    Só assim pra gente conseguir rir numa situação dessas.

  9. DR. RONALDO TOVANI !, BOM DIA, SE POSSÍVEL GOSTARIA DE SABER SE ESSA TIPIFICAÇÃO DOS “DELITOS” ACIMA É PERTINENTE TAMBÉM AOS NOBRES POLICIAIS TANTO CIVIS COMO MILITARES E OUTROS QUE ACESSAM ESTE CONCEITUADO ESPAÇO DEMOCRÁTICO. EM SENDO S.M.J., ENTENDO QUE ESTA TURMA TEM MAIS É QUE IR PRENDER LADRÕES. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  10. DR. RONALDO TOVANI !, MELHOR ESCLARECENDO, A TIPIFICAÇÃO CONSTANTE NO OFÍCIO 029/15, EXPEDIDO NOS AUTOS DO I.P. 029/15 E, NÃO COMO EXPOSTO ACIMA. OBRIGADO…

  11. O esclarecimento de crimes na região de Rio Preto deve estar altíssima, pois por lá nenhum crime fica sem investigação, nenhuma vítima fica sem uma resposta rápida e positiva por parte da gloriosa PC. Todos os crimes, graves ou não, independente de quem sejam as vítimas são prontamente investigados, inclusive com a imediata instauração de IP.

  12. Delegado Flit elevado à condição de terrorista. Tempos bicudos esses nossos, Michael Collins disse:

    Querido Michael Collins, espero que esta o encontre na mais perfeita saúde junto aos seus, que é o mais importante em tempos tão bicudos como esses atuais. De direito sei um pouco, já fui bom aluno, rábula e participei nos concorridíssimos exames da ordem: fiquei de fora! Depois veio o concurso público e a estabilidade fossilizante: deixei sonhos e canudo no canto da memória. Dos bancos acadêmicos, duros e românticos, aprendi um “cadinho” de interpretação de leis ,e, aliado ao costume de interpretar textos no ginásio, pergunto: o que tem a ver o cu com as calças? Organização criminosa? Quem se reuniu aqui? Eu, o Jacaré e o Dr. Tovani? Para praticar qual crime com penas superiores a quatro anos? Para que isso, intimidação? Ah, Michael Collins!

  13. Boa noite!

    Senhoras e Senhores

    Quando penso que poderíamos estar no topo da cadeia alimentar, percebo que estamos mesmo é na rabeira.

    Com tanto avanço mundial, infelizmente ao que parece, alguns convenientes insistem que nos portemos igualmente à uma preguiça.

    É triste ver um país maravilhoso e bastante rico, sendo administrado por pessoas sem habilidades e pior ainda é observar que ainda existe pessoas com resquícios de ranço do passado.

    Não vivemos em Vegas, mas temos ciência, bala na agulha e experiência suficiente para saber que apostar nesta altura, seja o mais interessante. Sabemos também que existe pessoas com o pé no chão e que ao mesmo tempo ainda se assustam com o desconhecido. Se assustam com o espirito de aventura e se amedrontam só de pensar que caminhar é imprescindível.

    Precisamos separar o joio do trigo e valorizar nosso quintal.

    Caronte.

  14. Guerra:

    Num país em que qualquer tranqueira se torna celebridade, a exemplo de Rita “Lixo”, Ronald Bigs, Lula, Marcola, Pizzolato, Zé Dirceu, Valeska Popuzuda, Supla, Cesare Batisti e outras milhares …..

    Pergunto: sua saída não estaria na entrada das urnas eletrônicas?

    Par não perdermos a batalha, votaremos no Guerra!

    Quanto à mobilização, sugerida pelo JACARÉ,eu também concordo e participarei, ativamente, se implementada.

    Lembra-te daquela agente de trânsito carioca, injustamente presa (Luciana Tamburini)? Foi uma advoagada paulistana quem comprou a briga. O bicho pegou!!! Enfim, aquele FILHA DA PUTA de “Juiz” que a prendeu “em flagrante delito” – ou teria mandado um PM prendê-la, parece que sofre revés.

    Que MERDA de país é esse?

    Que não fiquem em vão o recado da Ministra Carmem Lúcia: “As pessoas de bem precisam ter a mesma ousadia dos CANALHAS”?

  15. ALOPRADO

    Esperemos a manifestação do Guerra, com relação à possível criação de Associação na qual trataríamos dos casos mais gritantes, aliás, não são poucos. A colaboração de João Alkimin seria indispensável, reconhecendo-se, no entanto, a grata contribuição que vem prestando, notadamente pela recente entrevista ao Dr. Ronaldo Tovani, quando ambos expressaram profunda indignação pela demissão do Guerra.

    Diante de tantos outros casos, poderíamos nos aquietar, por ABSOLUTA COVARDIA?

    Não seria descarado oportunismo nosso essa pretensão de “um mundo melhor”, desde que a melhora comece pelo empenho e sacrifício dos outros?

    Seria demais organizarmos manifestação (direta e ativamente), na hora local e diante de quem deve presenciá-la, para expressarmos o nosso mais rotundo repúdio à demissão do Guerra, seguida desse covarde massacre persecutório que lhe SURRUPIA a dignidade pessoal?

    Por que não tomemos como parâmetro a atitude dos moradores da pequena Jacarezinho – PR, os quais não se submeteram às vaidades e ao SAQUEAMENTO do erário, promovidos pelos seus “legítimos representantes”, os vereadores? (Na verdade, um bando de gatunos da mais repugnante espécie).

    Como ficou a vida pessoal daquela escrivã, desnudada dentro da Delegacia de Polícia Civil?

    Quem assassinou o Soldado PM Júlio César Nascimento?

    Que futuro (de MERDA) estamos permitindo, acocorados e acovardados, para as gerações vindouras?

    Temos a suficiente vergonha na cara para detonar os “de menor”, se nós, “de maior”, por ação ou omissão, colocanos no Palácio do Planalto um quadrilha que olha para Ronald Bigs como um reles batedor de carteira?

    Como podemos falar em “justiça social” se aceitamos, ACOVARDADAMENTE, a pífia e vingativa demissão do primeiro garantidor da cidadania (Delegado de Polícia), no caso o Guerra, mas, poderia ser qualquer outro?

    A ministra Carmem Lúcia nos deixaria a ver navios, caso ela veja uma grande faixa, durante essa possível manifestação, com o lema que ele sugere, quanto a sermos imbuídos da mesma ousadia dos canalhas?

    Calar ou comprar a imprensa, sim, isso os canalhas até podem tentar.

    Prender e amordaçar glogueiros, no Brasil, isso também é possível, infelizmente, pela mesma kirchnerização que tentou sacanear o Clarin.

    Por acaso, algum CANALHA (ainda que de marca maior) poderia calar as redes sociais (internet)???

  16. Luís

    O que sugeri ao “ALOPRADO” (em decorrência outra postagem) caberia na vossa consideração (comentário). Leia. abaixo:

    Esperemos a manifestação do Guerra, com relação à possível criação de Associação na qual trataríamos dos casos mais gritantes, aliás, não são poucos. A colaboração de João Alkimin seria indispensável, reconhecendo-se, no entanto, a grata contribuição que vem prestando, notadamente pela recente entrevista ao Dr. Ronaldo Tovani, quando ambos expressaram profunda indignação pela demissão do Guerra.

    Diante de tantos outros casos, poderíamos nos aquietar, por ABSOLUTA COVARDIA?

    Não seria descarado oportunismo nosso essa pretensão de “um mundo melhor”, desde que a melhora comece pelo empenho e sacrifício dos outros?

    Seria demais organizarmos manifestação (direta e ativamente), na hora local e diante de quem deve presenciá-la, para expressarmos o nosso mais rotundo repúdio à demissão do Guerra, seguida desse covarde massacre persecutório que lhe SURRUPIA a dignidade pessoal?

    Por que não tomemos como parâmetro a atitude dos moradores da pequena Jacarezinho – PR, os quais não se submeteram às vaidades e ao SAQUEAMENTO do erário, promovidos pelos seus “legítimos representantes”, os vereadores? (Na verdade, um bando de gatunos da mais repugnante espécie).

    Como ficou a vida pessoal daquela escrivã, desnudada dentro da Delegacia de Polícia Civil?

    Quem assassinou o Soldado PM Júlio César Nascimento?

    Que futuro (de MERDA) estamos permitindo, acocorados e acovardados, para as gerações vindouras?

    Temos a suficiente vergonha na cara para detonar os “de menor”, se nós, “de maior”, por ação ou omissão, colocanos no Palácio do Planalto um quadrilha que olha para Ronald Bigs como um reles batedor de carteira?

    Como podemos falar em “justiça social” se aceitamos, ACOVARDADAMENTE, a pífia e vingativa demissão do primeiro garantidor da cidadania (Delegado de Polícia), no caso o Guerra, mas, poderia ser qualquer outro?

    A ministra Carmem Lúcia nos deixaria a ver navios, caso ela veja uma grande faixa, durante essa possível manifestação, com o lema que ele sugere, quanto a sermos imbuídos da mesma ousadia dos canalhas?

    Calar ou comprar a imprensa, sim, isso os canalhas até podem tentar.

    Prender e amordaçar blogueiros, no Brasil, isso também é possível, infelizmente, pela mesma kirchnerização que tentou sacanear o Clarin.

    Por acaso, algum CANALHA (ainda que de marca maior) poderia calar as redes sociais (internet)???

  17. MEU CARO ALOPRADO,

    essa informação, posta do ofício acima publicado, no sentido de que, no âmbito do DEINTER-5, foi instaurado IP para apurar a conduta do Dr. CONDE GUERRA, de que teria sido o responsável, ou coautor, ou pelo menos partícipe, de publicação, neste blog, de matéria supostamente ofensiva ao DEINTER-5, foi recebida com tamanho espanto e indignação que, em seguida, acabou se transformando em piada (ainda que de mau gosto), dando ensejo então a diversos comentários – inclusive de minha parte – em tons merecidamente irônicos.
    Evidentemente que o Exmo. Sr. Delegado Geral, objetivando preservar a própria seriedade da Polícia Civil, não permitindo que caia no ridículo com a instauração desse IP, haverá de “avocá-lo”, ou, quando menos, designar para presidi-lo autoridade policial que não esteja afeta ao DEINTER-5. É isso o que, em princípio, se espera de alguém que, com competência, honradeza e denodo, chefie uma Instituição secular como a Polícia Civil de São Paulo.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s