Perícia policial de SP tem déficit de 40% no quadro de funcionários 64

Com defasagem, polícia científica não entregou 112 mil laudos em 2015.
Equipes cobrem áreas que podem ter até 100 km de uma ponta a outra.

Will SoaresDo G1 São Paulo

Retroescavadeira trabalha em terreno perto da casa de pintor na Zona Sul (Foto: Will Soares/G1)Perícia técnica atua no caso das ossadas encontradas na casa de pintor na Zona Sul (Foto: Will Soares/G1)

A Polícia Técnico-Científica de São Paulo, responsável pelo trabalho de perícia nos crimes ocorridos no estado, tem uma defasagem de 40% em seu quadro total de funcionários, conforme levantamento realizado pelo G1 por meio das últimas informações atualizadas no Portal da Transparência do Governo.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) diz que “a complementação dos efetivos policiais é prioridade do governador Geraldo Alckmin”. A pasta afirmou que a falta de pessoal acontece, principalmente, por conta da Lei Complementar federal 144/14, que antecipou para 65 anos a aposentadoria compulsória das carreiras policiais. (confira a nota abaixo, na íntegra).

Segundo estatísticas do sistema de Gestão de Laudos, de janeiro a setembro de 2015, mais de 112 mil exames, entre clínicos, laboratoriais, criminalísticos e necroscópicos, não tiveram seus laudos expedidos pelos institutos Médico Legal ou de Criminalística. No último trimestre, os órgãos ainda emitiam 56 mil laudos de exames realizados no ano passado.

De acordo com a SSP, seis cargos estão submetidos à Superintendência da Polícia Técnico-Científica. São eles: auxiliar de necropsia, atendente de necrotério, desenhista, fotógrafo, médico-legista e perito. Em todos eles há pelo menos 30% menos funcionários do que o estabelecido como ideal pelo próprio governo do estado.

VEJA O ÍNDICE DE OCUPAÇÃO DOS CARGOS DA POLÍCIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DE SP
Cargos Vagas Ativos Déficit
Atendente de Necrotério 523 319 39%
Auxiliar de Necropsia 489 265 46%
Desenhista Técnico-Pericial 253 177 30%
Fotógrafo Técnico-Pericial 844 566 33%
Médico-Legista 774 428 45%
Perito Criminal 1706 1019 40%
Fonte: Portal da Transparência do Governo do Estado de São Paulo

A falta de efetivo é apontada por servidores como um desafio para atender à demanda de um estado em que, só nos nove primeiros meses deste ano, mais de 2,8 mil pessoas foram assassinadas. Além dos casos relacionados a todos os tipos de crime, as equipes também se dividem para atuar em outras situações, como acidentes de trânsito e perícias de informática.

Um dos casos mais alarmantes é o da carreira de médico-legista. Com um dos salários mais altos dentro da instituição, o profissional é o responsável, dentre outras coisas, por realizar autópsias e exames periciais em vivos para apurar lesões corporais ou embriaguez, por exemplo. No cargo, a defasagem atinge 45%. Enquanto o número de médicos fixado por lei é de 774, apenas 428 estavam trabalhando em setembro.

Na carreira de perito, o déficit de funcionários é de 40%. Apenas 1019 das 1706 vagas estavam ocupadas, conforme aponta o último balanço do governo. Para o secretário-geral do Sindicato dos Peritos Criminais de São Paulo (Sinpcresp), Claudemir Rodrigues, a falta de efetivo está diretamente ligada ao atraso dos laudos. Segundo ele, a corregedoria ainda pune quem não consegue se “desdobrar” para entregar os documentos dentro do prazo.

“Com o atual efetivo, os peritos da capital e da região metropolitana precisariam trabalhar uma média de 56h semanais para atender à demanda. Na baixada santista, seriam 78h. A gente sabe que é inviável. O edital prevê 40h, a constituição prevê 40h. A consequência disto é o atraso dos laudos e, algo ainda mais nefasto, que é punir os peritos por isto”, contou Rodrigues.

Não há dúvidas de que temos sobrecarga de trabalho. Atender cerca de 15 locais de crime em um plantão de 12 horas não é nada fácil.”
Fotógrafo da perícia

Já no cargo de fotógrafo técnico-pericial – encarregado de registrar em fotos as ocorrências policiais em qualquer local de crime, com ou sem vítimas -, a situação não é muito diferente: a defasagem é de 33%.

Um destes profissionais, que preferiu não se identificar, relatou as dificuldades que o baixo número de colegas de profissão impõe: “Não há dúvidas de que temos sobrecarga de trabalho. Atender cerca de 15 locais de crime em um plantão de 12 horas não é nada fácil”.

“A área de cobertura das equipes periciais é incompatível com a demanda. No local que eu trabalho, por exemplo, entre os dois extremos da área, há pelo menos 100 km de distância. Se houver dois homicídios ao mesmo tempo, um em cada local, é evidente que a perícia vai demorar, no mínimo, duas horas”, acrescentou ele.

Para o fotógrafo, a falta de pessoal faz com que até os erros da perícia sejam compreensíveis e perdoáveis: “Com mais equipes, haveria melhor distribuição de tarefas e as ocorrências não esperariam tanto tempo pela chegada da perícia. Temos que periciar um local com a maior rapidez possível, já que outras ocorrências estão sempre chegando. Humanamente, é até compreensível se algum vestígio ou indício de autoria não for encontrado”.

Em setembro deste ano, no caso do pintor serial killer da favela Alba, coube a familiares de uma das vítimas achar vestígios e restos mortais na casa do suspeito. A perícia já havia averiguado e liberado a área sem encontrar as evidências. Depois, ao todo, seis corpos foram encontrados no local. Na ocasião, a delegada que investiga o crime defendeu os peritos, a quem classificou como “eficientíssimos”. “Foi feito o que se podia em um final de semana chuvoso e sem nenhuma informação”, disse ela.

Baixas em 2015
Os últimos fotógrafos nomeados foram selecionados após concurso público realizado em 2008. Desde então, nenhum outro profissional foi contratado e o número de profissionais ativos só despenca. Levantamento oficial do governo realizado em dezembro de 2014 e divulgado apenas em abril deste ano, apontou que existiam 599 fotógrafos na ativa. Nove meses depois, o número já caiu para 566.

Desde o início de 2015, a maior baixa, entretanto, também ocorre no quadro de médico-legistas. Mais de 100 médicos foram exonerados ou aposentados desde o começo do ano. Uma queda de aproximadamente 14% no número de especialistas.

A SSP até pretende reforçar o efetivo de médicos por meio de um concurso já em andamento, mas a nomeação não parece ser encarada como urgente: o edital é de 2013 e, até o momento, não houve nenhuma convocação. Além da questão do tempo, o concurso prevê a posse de apenas 140 legistas, enquanto o estado precisa de 436 profissionais.

No caso da carreira de perito, em que a defasagem aumentou em 4% no acumulado dos nove primeiros meses do ano, também há um concurso em andamento. Aberto há dois anos, também não tem previsão de colocar os aprovados na ativa.

De acordo com cronograma divulgado pelo governo, as admissões estão sob análise orçamentária. Por conta da longa espera, os aprovados para perito criaram até uma comissão para pleitear a posse com mais urgência. O grupo pretende realizar uma manifestação na Avenida Paulista, no próximo dia 7, para protestar contra a demora para a nomeação.

“O próprio sindicato dos peritos (Sinpcresp) vai apoiar a manifestação. Eles compraram faixas, bancaram o ato, para apoiar a gente. Para eles está muito complicado também. Estão fazendo umas escalas desumanas. Fizemos um levantamento com eles e alguns peritos estão trabalhando quase 80h por semana”, disse uma representante da comissão.

Sede do Instituto de Criminalística, na Zona Oeste de SP (Foto: Will Soares/G1)Sede do Instituto de Criminalística, na Zona Oeste
de São Paulo (Foto: Will Soares/G1)

Governo regula férias e veda contratações
Em meio à falta de efetivo, o governador Geraldo Alckmin assinou um decreto, publicado na edição de 30 de setembro do Diário Oficial do Estado (DOE), que suspendeu a garantia de férias dos policiais civis do estado. A medida inclui também as carreiras ligadas à perícia.

A determinação revogou, por tempo indeterminado, o artigo 5º, de um decreto de 1986, que proibia a SSP de negar o período de férias aos policiais com a justificativa de absoluta necessidade de serviço. Agora, o governo pode indeferir pedidos de férias caso seja de seu interesse. A secretaria diz que a decisão “permite um melhor planejamento da chefia da polícia”.

Ainda em setembro, o governo paulista também proibiu a admissão e a contratação de pessoal para todas as autarquias e fundações instituídas ou mantidas pelo Estado, como a própria SSP. Segundo Alckmin, a proibição levou em conta o “cenário econômico nacional que exige medidas restritivas no âmbito da administração pública”.

O decreto assinado pelo governador ressaltou, entretanto, que excepcionalmente vai autorizar as contratações caso elas sejam devidamente justificadas pelos dirigentes dos órgãos e aprovadas pelas secretarias de Planejamento e Gestão e da Fazenda.

Outro lado
Veja a nota da secretaria na íntegra sobre o déficit de funcionários:

A complementação dos efetivos policiais é prioridade do governador Geraldo Alckmin, que autorizou em 2013 a realização de novos concursos com o total de vagas então existentes.

O efetivo legal fixado para médicos legistas na SPTC é de 773 cargos.

Em dezembro de 2013, o Governador autorizou a abertura de concurso para o preenchimento dos cargos vagos à época. O número de vagas autorizadas foi de 140.

Esse concurso já foi homologado pelo SSP, em outubro, e encaminhado às Secretarias do Planejamento e Fazenda para o cálculo orçamentário financeiro e, posterior, nomeação e posse.

Com a posse dos novos aprovados, o número de médicos legistas será de 635, ou seja, haverá necessidade de novo concurso para completar as 138 vagas restantes, ou seja, 18% do quadro total.

Em relação aos peritos criminais, o efetivo legal é de 1.706, havendo 1.059 peritos em atividade.

O concurso autorizado em 2013, para completar o efetivo então existente, foi homologado pelo SSP em setembro de 2015, para 447 vagas. Com a posse dos novos peritos, o quadro existente será de 1.506, e haverá necessidade de novo concurso para completar as 220 vagas restantes, ou seja, 12% do quadro total.

A necessidade de complementação de vagas ocorreu, principalmente, pela aprovação da Lei Complementar federal 144/14 que antecipou para 65 anos a aposentadoria compulsória dos membros da SPTC.

A SPTC informa que, entre de abril a setembro de 2015, houve queda de 33% no número de laudos em atraso.

Em relação ao decreto sobre indeferimento de férias, ele permite um melhor planejamento da chefia da Polícia.”

  1. Pois é, fui lá, fiz prova, fiz psico, fiz TAF, IS, levei a documentação pedida, abri conta no BB e…

  2. 20 anos de psdb sem suprir as vAGAS agora e’ culpa da lei 144/14 piadA fanfarrao tucanalha…

  3. Edital de quase todas as carreiras: dezembro de 2013 e todos os concursados no gás…Posse dos aprovados: talvez 2016 e quase todos os aprovados mais velhos, mais gordos e de saco cheio antes mesmo de entrar… depois fazemos piadas de português..foda.

  4. Edital de quase todas as carreiras: dezembro de 2013 e todos os concursandos no gás…Posse dos aprovados: talvez 2016 e quase todos os aprovados mais velhos, mais gordos e de saco cheio antes mesmo de entrar… depois fazemos piadas de português..foda.

  5. Isso é em São Paulo, capital né, pois aqui no interior onde estou o déficit é de 90% em todas as carreiras e não só no setor de perícia.
    Escrivão é coisa tão rara que já entrou na lista de espécies em extinção e logo logo será crime qualquer tipo de atentado contra um escrivão!
    A coisa está cada vez pior. Salve-se quem puder!

  6. Se fosse somente na Cientifica a coisa ainda estaria bem. Outro dia um conhecido foi a uma Delegacia de Campinas em uma madrugada pois seu carro furtado fora localizado e la encontrou apenas uma escriva de Servico.

    Quando casualmente me encontrou veio comentar comigo que nao sabia que a situacao da PC estava deploravel. Ele me dizia com ar de perplexidade: ” Absurdo uma Delegacia daquele tamanho, quase que no meio de uma favela, em plena madrugada ter apenas uma servidora Policial com mais de 50 anos SOZINHA…Tem que ser muito louca pra encarar um trabalho deste. Nao tinha Delegado, nao tinha Policial homem. Era apenas esta Senhora e Deus no plantao ”

    Eu respondi a ele: ” É amigao, seria bom que todo cidadao presenciasse uma coisa desta. Pelo menos iriam pensar 10 vezes antes de votar no PSDB. E pra complementar concordei com ele que tem que ser muito ” louco ” e sem opção. Profissional na vida pra se submeter a isso… Por fim, comentei com ele que esta Policial solitaria no plantão muito provavelmente tinha 20 anos de Policia e comcerteza nao deveria ganhar nem 4 mil reais por mes.

    Por fim, este conhecido disse que sempre ouviu dizer que a coisa estava critica na Policia Civil de SP, mas nao imaginava que chegava a este ponto.

    Ai vejo as vezes as pessoas, geralmente jovens perguntando quando vai abrir concurso pra PC. Todos empolgados dizendo que sonham entrar na Insituiçao. Eu sempre recomendo a estudar para um TRT, TRF, TJ, Agencias Reguladoras. Qualquer coisa, menos Policia, pois nem cachorro de rua e tao maltratado quanto o Policial Civil o e neste Estado chamado Sao Paulo

  7. To cagando de rir disse:

    Se fosse somente na Cientifica a coisa ainda estaria bem. Outro dia um conhecido foi a uma Delegacia de Campinas em uma madrugada pois seu carro furtado fora localizado e la encontrou apenas uma escriva de Servico.

    Quando casualmente me encontrou veio comentar comigo que nao sabia que a situacao da PC estava deploravel. Ele me dizia com ar de perplexidade: ” Absurdo uma Delegacia daquele tamanho, quase que no meio de uma favela, em plena madrugada ter apenas uma servidora Policial com mais de 50 anos SOZINHA…Tem que ser muito louca pra encarar um trabalho deste. Nao tinha Delegado, nao tinha Policial homem. Era apenas esta Senhora e Deus no plantao ”

    Eu respondi a ele: ” É amigao, seria bom que todo cidadao presenciasse uma coisa desta. Pelo menos iriam pensar 10 vezes antes de votar no PSDB. E pra complementar concordei com ele que tem que ser muito ” louco ” e sem opção. Profissional na vida pra se submeter a isso… Por fim, comentei com ele que esta Policial solitaria no plantão muito provavelmente tinha 20 anos de Policia e comcerteza nao deveria ganhar nem 4 mil reais por mes.

    Por fim, este conhecido disse que sempre ouviu dizer que a coisa estava critica na Policia Civil de SP, mas nao imaginava que chegava a este ponto.

    Ai vejo as vezes as pessoas, geralmente jovens perguntando quando vai abrir concurso pra PC. Todos empolgados dizendo que sonham entrar na Insituiçao. Eu sempre recomendo a estudar para um TRT, TRF, TJ, Agencias Reguladoras. Qualquer coisa, menos Policia, pois nem cachorro de rua e tao maltratado quanto o Policial Civil o e neste Estado chamado Sao Paulo

    ___________________________________________________________________________

    Então, a gente ouve isso. Minha mãe lamenta todo dia eu ter passado e estar esperando nomeação.

    Mas eu quero do mesmo jeito. Não posso desistir de querer ajudar as pessoas, de oferecer proteção a quem precisa, de defender o indefeso. A qualquer custo. Se eu morrer lutando para fazer isso, irei encontrar o Caronte (o real, lá no Estige) feliz da vida. Se no máximo eu for perseguido pela Corró e for expelido, isso não vai alterar meu sono.

  8. A reportagem se esqueceu dos cargos da Polícia Civil, Delegado, Escrivão e Investigador. Nesses o deficit chega a 50% nada foi falado. E pior, sequer foram homologados, sendo que o de Investigador não foi finalizado ainda.
    É uma vergonha uma instituição demorar 2 anos para finalizar um concurso.
    E quando tem um pronunciamento do SSP ou do DGP ninguém bota fé, pois todas as previsões furaram….
    A real é que ninguém sabe quando tomaremos a tão sonhada posse. Até lá muitos já terão migrado para outros concursos.
    Dr. Guerra, por favor, dê um destaque em sua página sobre essa questão.
    Grato.

  9. Já vejo meu natal: meus parentes, ainda mais aqueles que vejo só nessa época do ano, perguntando do concurso e eu tendo que falar em análise orçamentária, secretaria da fazenda, vontade política… na cabeça deles, é ir lá, fazer as provas, passar e começar a trabalhar. Mas não era pra ser assim mesmo?

  10. Isso se não começarem a duvidar que fiz o concurso e passei kkkk

  11. Com todo respeito ao IC, os médicos são imprescindíveis entretanto nossos croquis de bopms são muito bons e fazem dos outros peritos peças dispensáveis pois somente atrasam os trabalhos da PM. Mentira???

  12. Porra verdade:

    Futuro atepol disse:
    05/11/2015 às 20:01

    Já vejo meu natal: meus parentes, ainda mais aqueles que vejo só nessa época do ano, perguntando do concurso e eu tendo que falar em análise orçamentária, secretaria da fazenda, vontade política… na cabeça deles, é ir lá, fazer as provas, passar e começar a trabalhar. Mas não era pra ser assim mesmo?

  13. Quem fez esta matéria está de brincadeira; aqui na minha região perito e fotografo tem escala de 24 x 96 na pior das hipóteses e os atendentes do IML trabalham uma semana só terça e quinta, só no expediente, e na outra segunda, quarta e sexta, nada mais. Sem contar que se um dia destes for feriado, pode ter a sorte de ir uma vez na semana no expediente. Enquanto Escrivão de Polícia trabalha no expediente durante a semana toda e o restante dos horários fica de forma ininterrupta de sobreaviso. Nessa Polícia só Escrivão que se fode.

  14. Não posso desistir de querer ajudar as pessoas, de OFERECER PROTEÇÃO a quem precisa, de DEFENDER O INDEFESO. A qualquer custo. Se eu morrer lutando para fazer isso, irei encontrar o Caronte (o real, lá no Estige) feliz da vida.”

    Colega, sem qualquer tipo de preconceito (de verdade, sem ironia), mas o que você espera fazer como atepol? O.o

  15. Observem muitos falaram, menos o chefe do CSI/Tabajara, por que será que o diretor do IC ou do IML não falaram nada?

    Pelos mesmos motivos que o DGP e o Diretor do DECAP não falam nada a respeito da falta de efetivo, porque estão em cargos em comi$$ão, no melhor estilo não me tragam problemas, para que eu não tenha que levar problemas para ninguém.

    O DG a muitos e muitos meses atrás falou que iria implantar um sistema informatizado para a expedição da certidão de contagem de tempo serviço!

    Passados todos estes meses até agora absolutamente PHORRA NENHUMA DE PHORRA DE NADA.
    Exemplo besta de quem não está nem ai com ninguém pra nada, já que o seu lado está garantido ele quer que o resto se……..

    E o Domingos, pior ainda, nem um pacote de bolacha recheada ele mandou lá para a minha pastelaria.
    A única preocupação que temos e a tal planilha de produção, e tome TC de uso de droga, TC de guardador de carro, rondas, escolta de presos e mais uma sem número de babaquice para dar a impressão que estamos trabalhando, mas de relevante nada, já que não sobra tempo.

    É assim que se combate a criminalidade nas terras onde TUCANALHAS comandam e mandam, e os comi$$ionados obedecem, simples assim.

  16. Contra a PEC 325/09 disse:

    Não posso desistir de querer ajudar as pessoas, de OFERECER PROTEÇÃO a quem precisa, de DEFENDER O INDEFESO. A qualquer custo. Se eu morrer lutando para fazer isso, irei encontrar o Caronte (o real, lá no Estige) feliz da vida.”

    Colega, sem qualquer tipo de preconceito (de verdade, sem ironia), mas o que você espera fazer como atepol? O.o
    _______________________________________________________________________

    Quem disse que quero ser atepol para sempre? Quero ser policial, ou estar em órgão policial, para isso mesmo. Meu comentário foi genérico em relação à profissão que escolhi. E se eu puder ajudar um familiar a localizar seu ente desaparecido e morto, mesmo que haja sofrimento, ao menos ela terá paz. E eu terei ajudado. Sem ironia também.

  17. 05/11/2015 14h30 – Atualizado em 05/11/2015 17h33
    Sargento diz que recebeu voz de prisão por não dar seu nº a delegado
    ‘Me senti constrangida’, diz sargento da Polícia Militar de Rio Branco.
    Delegado de Polícia Civil qualificou o ato como ‘incidente’.
    Aline Nascimento e Tácita Muniz
    Do G1 AC
    FACEBOOK
    Sargento diz que foi constrangida ao se negar a dar número de telefone a delegado (Foto: Aline Nascimento/G1)
    Sargento diz que foi constrangida ao se negar passar seu número de telefone a delegado (Foto: Aline Nascimento/G1)
    A sargento da Polícia Militar, que pediu para ser identificada apenas por “Uchôa”, de 36 anos, diz ter recebido voz de prisão na noite desta quarta-feira (4) após um desentendimento com o delegado de Polícia Civil, Pedro Resende. De acordo com a sargento, ela levava um suspeito de roubo à Delegacia de Flagrantes (Defla), em Rio Branco, quando o delegado teria pedido o número de telefone pessoal dela para “procedimentos futuros”.
    “Ele me deu voz de prisão, inclusive na frente do meu superior. Mandou que me conduzissem à cela, mas me neguei. Passei o número do telefone do meu batalhão, caso ele precisasse, porém, ele alegou que eu me neguei a passar, e não foi verdade”, conta.
    Uchôa diz ainda que pretende tomar todas as providências legais em relação ao caso e alega que foi constrangida diante dos colegas e outras pessoas. “Vou tomar as providências por constrangimento e também aos danos às viaturas que ficaram paradas, minha equipe ficou parada”, destaca.
    ‘Foi um pequeno contratempo’, diz delegado
    O delegado Pedro Resende se defende e diz que o que houve foi um incidente. “Pedi o celular dela, ela não quis fornecer e foi feito uma conversa tranquila. Terminei meu plantão e ela foi para o trabalho dela. A questão foi resolvida de forma amigável. Foi um pequeno contratempo que foi resolvido de maneira pacífica e cordial entre todos”, destacou.
    saiba mais
    Homens do Bope invadem delegacia para resgatar sargento preso no AC
    O major José Messias, comandante do 4º batalhão, explica que durante uma ocorrência é procedimento passar à delegacia o número da unidade policial e não pessoal.
    “O militar terá que ser requisitado pelos superiores. Segundo a sargento, que estava no local, disse que o delegado deu voz de prisão por conta disso. Se ocorreu dessa forma, se reputa ilegal. Esse procedimento é inadequado e fora da lei”, enfatizou.
    ‘Permanência de delegado é insustentável’, diz AME
    A Associação dos Militares do Acre (AME-AC) anunciou, durante coletiva nesta quinta-feira (5), que pediu a transferência de Resende.
    “A AME vai fazer três tipos de procedimentos; impetrar uma ação por danos morais contra o Estado, já que o delegado estava em sua função; vamos registrar uma denúncia à Corregedoria de Polícia Civil e também iremos realizar uma denúncia no MP, que é o órgão que fiscaliza a conduta da polícia”, informou Rogério Silva, da diretoria da associação.
    De acordo com Silva, não é a primeira vez que a PM tem problemas com o delegado e que a permanência de Resende é “insustentável”.
    “A gente interpreta como um caso pontual, mas que não é a primeira vez que esse profissional comete abusos e atos ilegais, que afeta a atividade da polícia. Além desses reparos que a entidade irá fazer, ainda ontem [quarta,4], fizemos o pedido para que o delegado fosse substituído e transferido, porque a situação dele é insustentável”, finalizou.

    Em coletiva, AME disse que permanência de delegado é insustentável (Foto: Aline Nascimento/G1)
    Em coletiva, AME disse que permanência de delegado é insustentável (Foto: Aline Nascimento/G1)
    ‘Não há o que ser apurado’, diz corregedor-geral da Polícia Civil
    O corregedor-geral da Polícia Civil, Josemar Portes negou que a sargento tenha recebido voz de prisão e disse também que não vai haver investigação sobre o caso.
    “Não há o que ser apurado, houve uma mera divergência por conta de um ponto específico. Ninguém foi detido ou preso. A PM foi à delegacia conduzindo uma situação de assalto, ela tinha que ser ouvida mesmo, como foi ouvida e depois liberada”, garante.
    Portes também alegou que não há nenhuma crise e destacou que essas divergências são naturais entres as polícias. A Secretaria de Segurança Pública do Acre informou que não vai se posicionar sobre o caso.

  18. 05/11/2015 20h01 – Atualizado em 05/11/2015 20h01
    PMs são condenados por morte de estudante obrigado a beber solvente
    Marcos de Souza tinha 18 anos quando morreu em 2008 na Zona Leste.
    Penas dos seis policiais variam de 14 a 18 anos por homicídio qualificado.
    Do G1 São Paulo
    FACEBOOK
    Marcos Paulo Lopes de Souza (Foto: Reprodução / Facebook)
    Marcos Paulo Lopes de Souza (Foto: Reprodução / Facebook)
    Seis policiais militares foram condenados na noite desta quarta-feira (4) por matar um estudante em novembro de 2008, após obriga-lo a beber solvente. Marcos Paulo Lopes de Souza tinha 18 anos de idade quando teve um mau súbito após ingerir o produto químico numa rua da comunidade carente onde morava, na região de Itaquera, Zona Leste de São Paulo. Cabe recurso da decisão.
    Segundo o 4º Tribunal do Júri da Capital, as penas variam de 14 a 18 anos de reclusão por homicídio duplamente qualificado – por motivo torpe e envenenamento. Segundo a denúncia do Ministério Público, dois jovens foram abordados pelos PMs, que os obrigaram a beber solvente. Um morreu e o outro conseguiu se salvar, pois fingiu ter ingerido o líquido.
    De acordo com a sentença da juíza Liza Livingston, “dois dos réus praticaram crimes mais graves, por ação e não omissão como os demais. Por isso os efeitos da condenação com relação a eles devem ser diferenciados”. Ela senteciou pela perda dos cargos de dois dos policiais.
    Um dos militares foi condenado a 18 anos de reclusão, 1 ano e 1 mês de detenção e ao pagamento de 60 dias-multa, e o outro a 18 anos de reclusão, 1 ano de detenção e 40 dias-multa.
    Segundo a sentença, “a ordem dos réus para que as vítimas ingerissem substância entorpecente revelou total falta de compaixão e sensibilidade. Mesmo sabendo que se tratavam de vítimas primárias, de 18 e 19 anos de idade, decidiram impor-lhes sofrimento atroz por ingestão de tricoletileno. Agiram com crueldade e de forma ilegal, deixando de efetuar a prisão para dar vazão aos instintos agressivos.”
    Os outros quatro policiais terão de cumprir pena de 14 anos de reclusão, 6 meses de detenção e 20 dias-multa. A pena privativa de liberdade será cumprida inicialmente em regime fechado.
    Sobrevivente
    O amigo de Marcos, que fingiu beber o produtor químico, sobreviveu e foi a principal testemunha do caso. Laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que Marcos teve insuficiência respiratória aguda e edema pulmonar em decorrência da ingestão da substância cloroetileno.
    O crime, segundo o Ministério Público Estadual (MPE), Polícia Civil e Corregedoria da Polícia Militar (PM), ocorreu em 10 de novembro de 2008. O julgamento ocorrerá no 4º Tribunal do Júri, no Fórum Criminal da Barra Funda, Zona Oeste da capital, e está previsto para começar às 12h30.
    saiba mais
    6 PMs vão a júri acusados de matar estudante obrigado a beber solvente
    MP denuncia PM e ex-PM acusados de matar 8 corintianos da Pavilhão 9
    O G1 apurou que foram julgados os policiais militares Carlos Dias Malheiros, 46, Claudio Bonifazi Neto, 36, Jorge Pereira dos Santos, 52, Rafael Vieira Junior, 37, Rogério Monteiro da Silva, 39, e Edmar Luiz Silva Marte, 36. A equipe de reportagem não conseguiu localizar a defesa dos réus para comentar o assunto.
    Os policiais militares respondem em liberdade ao processo. Durante as investigações, os agentes negaram as acusações de que obrigaram Marcos e seu amigo a tomar solvente.
    O nome do sobrevivente não foi divulgado porque ele é tratado como testemunha protegida.
    Ingestão do solvente
    De acordo com peritos, o solvente pode acelerar a frequência cardíaca se for tomado. E se a pessoa for submetida a esforço físico após a ingestão sofre efeitos potencializados. Segundo a acusação, na madrugada do dia 10 de novembro de 2008, Marcos foi obrigado pelos policiais militares a correr após beber o líquido.
    Testemunhas contaram aos investigadores que Marcos estava acompanhado de outro rapaz. Os dois cheiravam lança-perfume e se preparavam para fumar maconha perto do 103º Distrito Policial (DP), na Cohab 2 Itaquera, quando um carro Blazer da PM, com a inscrição “Tático Móvel”, os abordou.
    Marcos e o amigo foram parados pelos policiais militares no cruzamento da Rua Giulio Ferro com a Avenida Salim Farah Maluf. Ainda de acordo com testemunhas, o amigo de Marcos gritava que os policiais do 39º Batalhão da PM haviam os obrigado a beber solvente, encontrado em frascos próximos a uma viela, o ameaçaram de morte e os fizeram correr.
    Os policiais militares foram embora em seguida sem relatar a abordagem nos documentos da corporação, segundo a acusação. Marcos ainda chegou a ser socorrido por policiais civis do 103º DP, mas chegou sem vida ao hospital da região. O corpo do jovem não tinha sinais de agressões.

  19. SR. “Tired”, ESSE TAL DE DOMINGOS POR VOCÊ VENTILADO, EU O CONHECI HÁ QUASE QUATRO DÉCADAS LÁ NA RUA DAS “TIAZINHAS”, ÉPOCA EM QUE ELE ERA “TIRA” E ESTUDA NO MACKENZIE. AGORA COMO COLEGA NAQUELA ÉPOCA LHE AFIRMO, ERA UM EXCELENTE PROFISSIONAL. HOJE, SÓ VOCÊS DIRÃO. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…..

  20. Estou na Luta para entrar na P. Civil na Carreira de Investigador ou Agente pois hoje em dia fazem a mesma coisa.

    O problema é a demora que se leva para concluir um concurso na Polícia Civil; é muito demorado!

    É essa demora é um problema da P. Civil pois não conseguem cumprir com os prazos, com as datas.

    Tem outras instituições do Governo de São Paulo que fazem concurso para 2.000 vagas e conseguem concluir dentro de um ano após a primeira prova.

    É uma coisa que não da para entender; população sendo mal atendida, por causa da falta de pessoas, milhares de pessoas querendo prestar os concursos e essa demora.

    Lamentável.

  21. Quem sabe um dia… disse:

    Estou na Luta para entrar na P. Civil na Carreira de Investigador ou Agente pois hoje em dia fazem a mesma coisa.

    O problema é a demora que se leva para concluir um concurso na Polícia Civil; é muito demorado!

    É essa demora é um problema da P. Civil pois não conseguem cumprir com os prazos, com as datas.

    Tem outras instituições do Governo de São Paulo que fazem concurso para 2.000 vagas e conseguem concluir dentro de um ano após a primeira prova.

    É uma coisa que não da para entender; população sendo mal atendida, por causa da falta de pessoas, milhares de pessoas querendo prestar os concursos e essa demora.

    Lamentável.

    ___________________________________________________________________________

    A PF e a Abin são tão rápidas. O da Abin foi premabular, TAF, psico, IS e entrevista, em menos de 9 meses. Não sei se o fato de a organizadora (Cespe) fazer tudo é a explicação.

  22. Oh, coitados. E pensar que o restopol é obrigado a trabalhar em duas delegacias, fazer rondas de sede, escolta, remoção de lixos presos, expediente, tudo em várias escalas abusivas e com flagrante desvio de função sem que os excelentíssimos dessem a mínima importância.

  23. O trabalho policial está entre as atividades com maior desgaste: emocional, físico e mental, proibir, o policial, de exercer seu direito Constitucional de tirar férias é ilógico, pois resultara em uma diminuição do desempenho profissional e como consequência um aumento da possibilidade do policial cometer um erro e quando o policial erra alguém pode morrer.

  24. JUDICIARIO DETERMINA QUE GOVERNO DE SP PAGUE OS 40 MESES ATRASADOS AOS PMS ASSOCIADOS AOS CABOS E SOLDADOS disse:

    Vitóóóóriaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    Vitóóóórrriiiiiiiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa HISTÓRICA !!!!

    JUDICIARIO DETERMINA QUE GOVERNO DE SP PAGUE OS 40 MESES ATRASADOS AOS PMS ASSOCIADOS AOS CABOS E SOLDADOS

    http://www.cabosesoldados.com.br/arquivo/5655

    QUINQUÊNIO E SEXTA-PARTE: Juíza determina pagamento de período em até 90 dias

    Pagamento referente o período suspenso, de aproximadamente 40 meses

    A Associação dos Cabos e Soldados comunica a todos os associados a publicação mais recente da 8ª Vara da Fazenda Pública (05/11/2015), onde a Juíza determina ao Estado que se cumpra a decisão tomada por ela quanto a Ação da Sexta-Parte e Recálculo Quinquenal, dando seguimento IMEDIATO ao cumprimento para o apostilamento e pagamento do período suspenso, que totaliza aproximadamente 40 (quarenta) meses, isso tudo no PRAZO MÁXIMO DE 90 DIAS.

    ESTA ASSOCIAÇÃO É SENSACIONALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

    http://esaj.tjsp.jus.br/cpopg/show.do?localPesquisa.cdLocal=53&processo.codigo=1H0002H9K0000&processo.foro=53

    Parabéns ao PRESIDENTE da ASSOCIAÇÃO Cabo Wilson uma vitória históricaaaa !!!

  25. Futuro atepol disse:
    05/11/2015 às 20:01

    Já vejo meu natal: meus parentes, ainda mais aqueles que vejo só nessa época do ano, perguntando do concurso e eu tendo que falar em análise orçamentária, secretaria da fazenda, vontade política… na cabeça deles, é ir lá, fazer as provas, passar e começar a trabalhar. Mas não era pra ser assim mesmo?

    Vc poderia ter feito como eu: só anunciei na antiga empresa, e para amigos/familiares, que eu iria para PC quando fui nomeado, pois o prazo é de 15 dias.

  26. Eu não anunciei. Falei pra mãe e irmãos, uma tia, e só. As pessoas ficam perguntando do concurso.

  27. Teve gente que foi de cadeira de todas trabalhar hoje. Não largo a cadeira, nem que seja a de todas.kkkk

  28. O que está sendo feito é o seguinte: não se contrata mais policiais civis de maneira certa desde quando este maldito PSDB governa a partir da saída de Franco Montoro e, com isto, sobra mais dinheiro para investir em “coisas” que rendem muito mais votos para os políticos, que são as obras faraônicas que para nada servem, pois as filas dos atendimentos médicos só aumentam, os transportes públicos só deterioram. Esta é a política SATÂNICA que só deverá ter um ponto FINAL com a próxima (em questão de poucos dias) INTERVENÇÃO MILITAR que VAI ocorrer, quando todos os POLÍTICOS deverão ser RETIRADOS sumariamente do governo nas três faces que são o Legislativo, Judiciário e Executivo. Assim, sem esta porcaria de POLÍTICOS, o país voltará a ter SERIEDADE, HONESTIDADE e HONRA. Quando ocorrer esta verdadeira LIMPEZA, com a IMEDIATA extirpação de vereadores, prefeitos, deputados, senadores, governadores, presidANTA e STF, o nosso país será ILUMINADO de novo pelo SOL da JUSTIÇA. Todos os políticos estão corrompidos pela safadeza e desprezam fétidamente o povo brasileiro, ignorando que o verdadeiro dono da nação é o povo e nunca um POLÍTICO … aliás o político é um verme proveniente de LÚCIFER e deve ser ELIMINADO, PULVERIZADO para sempre ! Vamos aguardar só mais um pouco !

  29. Quando sugeriram de aproveitares os investigadores para a carreia de peritos e os agentes para fazerem as investigações, acharam um absurdo, agora não tem nem perito nem investigadores suficientes.
    Só resta mesmo uma intervenção no estado de São Paulo, pela ingerência na segurança pública.

  30. Se acham bastante então façam um levantamento da carreira de escrivães…. a situação é humilhante e degradante.

  31. Todo policial civil sabe que o problema da SPTC é que para os peritos e médicos, aquilo lá é um bico.

    No dia que a dedicação for integral a SPTC, como é para Delegado, Escriba, Tira e etc, a coisa melhora.

    Na cidade em que trabalho, mais Perito, só vai servir para melhorar a escala dos experts, e só isso, nunca vão colocar dois ou mais peritos trabalhando no mesmo dia.

    Dedicação integral na SPTC já. Por que não? É só cumprirem expediente de 2ª a 6ª e concorrerem a escalas de plantões a noite e em fins de semana (mesmo que a distância) como funciona para Delegados e demais carreiras, principalmente no interior, que a coisa melhora.

    Ou to errado. A policia (na verdade SPTC) para esses caras é BICO, sempre foi.

  32. Eu não conheço ninguém que se aposentou pela lei 144/14, os que pensaram em fazer isso desistiram ao ver quanto seriam seus vencimentos. Lá na capital eu não sei mas aqui na minha seccional perito trabalha um plantão por semana e ainda a distância, o resto do tempo eles ocupam dando aulas, malhando,etc. Mérito deles, quem mandou eu não estudar!

  33. A VERDADE ESCONDIDA DA POPULAÇÃO – A falta de água no Cantareira e no Estado de S.Paulo é uma GRANDE MENTIRA, tem uma comporta que é fechada de PROPÓSITO e assim a água DESAPARECE e esta sêca FALSA é mostrada para o público, esta FARSA é para atender interesses políticos obscuros. Uma pessoa foi lá fotografar esta FARSA mas foi impedido pelo guarda que tinha ordens expressas para prender quem assim fosse surpreendido filmando a “falsa sêca do Cantareira” ! Esta VERDADE é mostrada pelo patriota João Guerreiro na REDEBRASIL.NET de 05/11/2015 às 22h52 e pode ser acessada pois esta emissora patriótica mantém gravado todos seus programas. O governo COMUNISTA da DilmANTA não consegue paralisar as transmissões desta rádio LIVRE porque o seu provedor de internet está localizado na Europa ! Adivinhe quem é que manda fechar esta comporta para produzir a falsa sêca do CANTAREIRA … quem acertar o nome do político safado e COMUNISTA que faz esta MALANDRAGEM ganhará um doce ! A GLOBBO não mostra estas verdades e nem o resto da imprensa pois são sustentadas através de um disfarce chamado “propaganda oficial” paga pelos governos COMUNISTAS disfarçados … mostra sim NOVELAS e mais NOVELAS, auditórios e mais auditórios de palhaçadas DOMINGUEIRAS !

  34. Eu acredito que diversos departamentos, assim como o IC, estão com um deficit elevadíssimo de funcionários, principalmente por esses Deinters afora. Agora digo-lhes que, se colocarem todos para trabalhar a situação será amenizada. Tanto no IC, onde muitos, inclusive peritos, trabalham sabe-se lá em qual horario e qual escala( é só ir na sede, na Moncorvo, o qual do 1º andar prá cima parece prédio fantasma). Já no Palácio da Polícia , em seus diversos departamentos, é semana magra e semana gorda prá todo mundo, departamentos que não lidam com o público e possuem excesso de funcionários das mais variadas carreiras, DEIC, DPPC , IIRGD e até no Decap tem funcionário que trabalha dia sim dia não ou quando quer, e todos AQUI SABEM QUE O QUE EU DIGO É VERDADE!!!!!É só ir a determinados locais em dias diversos da semana e ver que o funcionário nem sempre é o mesmo. Portanto, enquanto não há contratações, que tais carreiras, muitas vezes incompatíveis com o local onde trabalham, sejam remanejadas para locais onde haja necessidade de funcionários. Fui!!!!!

  35. Juro pela minha mãe ainda viva, que uma noite o DelPol de Plantão me designou para ir até a residência de uma perita, no centro de Campinas, para levá-la até a sede do I.C., onde ela teria que fazer um laudo de constatação de substâncias entorpecentes para um Auto de Prisão em Flagrante.

    Feito motorista de taxi, lá fui eu na viatura de plantão apanhar a jovem donzela na porta do seu prédio e levei-a até a entrada do I.C., na Barão de Parnaíba.

    Horas depois, toca o telefone da Delegacia e ela disse que havia terminado o laudo e solicitou ao Majura que alguém a levasse de volta ao lar.

    Novamente o trouxa aqui foi convocado para a missão e pasmem, no caminho de volta, a dondóca tentou me passar um sabão, afirmando que achava um absurdo ter que se deslocar de sua casa, de madrugada, “somente para fazer um laudozinho para saber se o pó era ou não cocaína”. Pior, completou dizendo que havia reagentes que colocados sobre a droga por qualquer leigo ( olhando para mim ) poderia confirmar que o pó era cocaína.

    Aturdido, com cara de pastel, eu perguntei a ela que, se nós plantonistas realizássemos esse tal laudo com reagente, o que restaria para ela fazer ? A madame com tom professoral, tascou que posteriormente, em período diurno e de maneira mais apropriada, receberia a mesma droga e poderia tranquilamente realizar um exame de contra-prova, emitindo um laudo definitivo e insofismável que seria anexado aos autos, sem prejudicar em nada a prisão do traficante.

    Pra fechar, quando estávamos chegando no prédio da doutora perita, ela proferiu a seguinte pérola: ” Você como policial, sabe muito bem que a criminalidade aqui em Campinas está demais, acho um absurdo eu ter que sair 3 ou 4 vêzes por semana de casa, de madrugada, correndo risco, só para fazer laudos de flagrantes”

    Quando retornei e contei o causo ao delegado de Plantão, ele riu e me disse que só determinou que eu fôsse até a casa da perita buscá-la de viatura, porque no contato telefônico em que ele comunicou-lhe sobre a necessidade da presença dela no I.C., ela afirmou que não sairia àquela hora de casa no carro dela, de jeito nenhum e exigiu que uma viatura fôsse buscá-la, com policial armado, para garantir sua segurança ( o plantão dos peritos era de 8 horas e na sede do I.C.) .

    É por essas e outras que esse país cresce feito rabo de cavalo, cada vêz mais para baixo. Qualquer mané que coloca um título de “dotô” na frente do nome, ou prega uma divisa cheia de latinhas no ombro, acha que não precisa mais TRABALHAR, que dali para frente só vai ter que dar ordens aos plebeus “que não estudaram”.

    No popular: É MUITO CACIQUE ( vagabundos ) PRA POUCO ÍNDIO.

  36. O QUE FREIA O BRASIL SÃO OS MALDITOS POLÍTICOS, RETIREM ELES E O PAÍS SUBIRÁ COMO UM BALÃO ! Todos os vereaDORES, preFEITOS, governaDORes, dePUTAdos, senaDORes, presidANTA e STFs serão, então, eliminados pelas nossas PATRIÓTICAS FORÇAS ARMADAS e o povo brasileiro respirará aliviado destes LASTROS !

    O QUE FREIA O BRASIL SÃO OS MALDITOS POLÍTICOS, RETIREM ELES E O PAÍS SUBIRÁ COMO UM BALÃO ! Todos os vereaDORES, preFEITOS, governaDORes, dePUTAdos, senaDORes, presidANTA e STFs serão, então, eliminados pelas nossas PATRIÓTICAS FORÇAS ARMADAS e o povo brasileiro respirará aliviado destes LASTROS !

    O QUE FREIA O BRASIL SÃO OS MALDITOS POLÍTICOS, RETIREM ELES E O PAÍS SUBIRÁ COMO UM BALÃO ! Todos os vereaDORES, preFEITOS, governaDORes, dePUTAdos, senaDORes, presidANTA e STFs serão, então, eliminados pelas nossas PATRIÓTICAS FORÇAS ARMADAS e o povo brasileiro respirará aliviado destes LASTROS !

    O QUE FREIA O BRASIL SÃO OS MALDITOS POLÍTICOS, RETIREM ELES E O PAÍS SUBIRÁ COMO UM BALÃO ! Todos os vereaDORES, preFEITOS, governaDORes, dePUTAdos, senaDORes, presidANTA e STFs serão, então, eliminados pelas nossas PATRIÓTICAS FORÇAS ARMADAS e o povo brasileiro respirará aliviado destes LASTROS !

  37. A SPTC virou um verdadeiro circo. O concurso de perito criminal foi homologado em abril passado e até agora ninguém foi convocado pra posse. não tem verba? Mentira! O estado mais rico do Brasil não tem verba pra nomear 447 reporteres criminais, pois é isso que o perito é no Brasil, um reporter policial. Arrotam caviar, mas só vão ao local pra fotografar tragédia.
    Fico feliz porque a tendência é piorar. Pelo menos, eu não votei no PSDB.

  38. TODOS RECLAMAM!
    MAS NO MEU TEMPO, O TEMPO DOS DINOSSAUROS, NOS FAZÍAMOS TUDO, E À POLÍCIA CIVIL ANDAVA E ERA PRODUCENTE.
    HOJE?
    SOMENTE RECLAMAM DOS VENCIMENTOS, DOS ESCRIVÃES AD HOC, DOS GUARDAS MUNICIPAIS QUE QUEREM SER TIRAS, MAS NADA FAZEM PARA REVERTER ESTE QUADRO.
    OS DINOSSAUROS FORAM EMBORA.
    POR FAVOR, O ÚLTIMO QUE SAIR, FECHE A PORTA.

  39. Com relação ao post do Marrone:

    Fico aliviado porque se 60% dos paulistanos desconfiam ou temem a polícia militar ou civil, então é menos trabalho pra nós. Se o cidadão tem medo da polícia, ele não vai ligar 190 ou comparecer ao DP. Mas no fundo, essa reportagem de merda da Folha é um paradoxo.

  40. todo mundo sabe que há várias escalas “tetas”, chegam a atrabalhar somente 1 dia na semana…

    Tem policial feminina aux de necro que nunca cortou um podrão;;;;;ainda mais se for bonita……vai ser auxiliar de algum diretor, andar de viatura para cima e para baixo…. com escalas de semana magra e semana gorda, com horário das 9 hs às 15 hs….

    Tem médico legista que só aparece para trabalhar algumas poucas vezes no ano….parece visitante…chega todo folgado ainda…

    E assim caminha a Pc e o caráleo a quatro (leia-se SPTC) 20 % fazem 90% do trabalho e os 80% fazem os 10%….

    Vão falar que estou mentindo?

  41. 06/11/2015 09h13 – Atualizado em 06/11/2015 09h13
    Paulistanos têm mais medo do que confiança na PM, diz Datafolha
    Para 60% dos paulistanos, PM passa mais temor do que segurança.
    Polícia Civil também tem baixa popularidade na capital paulista
    Do G1 São Paulo
    FACEBOOK
    A maioria dos paulistanos tem mais medo do que confiança na Polícia Militar (PM), aponta pesquisa Datafolha realizada no fim de outubro em São Paulo. De acordo com o levantamento, que entrevistou 1092 pessoas entre os últimos dias 28 e 29, 60% dos moradores da capital acreditam que a corporação passa mais temor do que segurança. A margem de erro é de 3%.
    saiba mais
    PM é detido por tortura, e delegado deixa delegacia escoltado em SP
    Policial militar é preso por suspeita de participar de chacina em Carapicuíba
    O índice de confiança caiu em relação ao ano passado, quando a mesma pesquisa ficou dividida em 50%. O número, no entanto, ainda é melhor do que o registrado no primeiro semestre de 1997, ano da maior desaprovação histórica, em que 74% dos paulistanos afirmaram não confiar no trabalho da PM.
    O levantamento também apontou que, para uma grande parcela da população paulistana, a PM amedronta tanto quanto ou até mais do que os próprios criminosos. Segundo a pesquisa, 21% dos entrevistados disseram que têm mais medo da polícia do que dos bandidos e outros 27% afirmaram que temem os dois da mesma forma.
    Polícia Civil
    A confiança depositada pela população na Polícia Civil não é muito maior, conforme demonstrou a pesquisa. Mais da metade dos entrevistados afirmou que a corporação também dá mais medo do que sensação de segurança. O índice, que ficou em 55%, é o pior dos últimos 20 anos.
    O medo das polícias se mostrou generalizado entre os paulistanos, independente do sexo, situação financeira ou do local onde os entrevistados vivem. A pesquisa, entretanto, apontou que quanto mais velho o entrevistado, maior a confiança nas corporações.

  42. Em São Paulo capital a PC e a Cientifica é tudo bonito e maravilhoso, lá o déficit é só de 40 %, mas aqui no interior é de 90 %.

  43. Na Delegacia onde trabalho não tem déficit de funcionários, graças ao nosso Delpol. Legal mesmo porque temos vários funcionários novinhos e novinhas, são universitários fazendo estágios, eles fazem os trabalhos como ninguém . Temos funcionários da Prefeitura também, verdadeiros servidores vocacionados como policiais. Esse é o retrato de nossa delegacia aqui numa bela cidade do interior de são paulo, somos poucos e velhos policiais de carreira, mas aqui a peteca ainda não caiu, pelo menos aos olhos da sociedade. Quer dizer, tudo esta maquiado com o novo modelo itinerante, é assim que nosso governador gosta, assim ele não precisa abrir novos concursos e assim vai enterrando a Polícia Civil do Estado de São Paulo. Parabéns senhores Delegados, os senhores são os responsáveis pelo fim da gloriosa de outrora . Parabéns a Polícia Militar pelo ciclo completo, vocês sim souberam valorizar a corporação centenária !

  44. Bandeira disse:
    06/11/2015 ÀS 22:39
    Na Delegacia onde trabalho não tem déficit de funcionários, graças ao nosso Delpol. Legal mesmo porque temos vários funcionários novinhos e novinhas, são universitários fazendo estágios, eles fazem os trabalhos como ninguém . Temos funcionários da Prefeitura também, verdadeiros servidores vocacionados como policiais. Esse é o retrato de nossa delegacia aqui numa bela cidade do interior de são paulo, somos poucos e velhos policiais de carreira, mas aqui a peteca ainda não caiu, pelo menos aos olhos da sociedade. Quer dizer, tudo esta maquiado com o novo modelo itinerante, é assim que nosso governador gosta, assim ele não precisa abrir novos concursos e assim vai enterrando a Polícia Civil do Estado de São Paulo. Parabéns senhores Delegados, os senhores são os responsáveis pelo fim da gloriosa de outrora . Parabéns a Polícia Militar pelo ciclo completo, vocês sim souberam valorizar a corporação centenária !

    Disse tudo! É exatamente isso, só que na minha seccional o dinheiro que veio destinado a pagar os estagiários foi desviado para outros fins. Resumindo, a partir de janeiro não contaremos mais com a força valorosa desses estudantes!

  45. Ao amigo Guerra, que infelizmente foi afastado da linha de frente por um daqueles que nem sabe o que é isso, sem ser vidente ou profeta vai o alerta: A Polícia Civil está em situação tão ruim quanto a Superintendência, quiça, pior, graças à imprevidência somada à incapacidade de gestão de nossos dirigentes que há décadas só trocam de cadeiras.

    Ciclo completo, infelizmente, por conta dessa subserviência e incapacidade administrativa de nossos dirigentes, tipo daqueles que propuseram sua saída da instituição,é uma questão de tempo.

  46. É o sujo falando do mal lavado. A Polícia Civil está se desintegrando por falta de liderança institucional e de um órgão dirigente capaz. São sempre os mesmos que exercitam de modo sacramental o ditado “Tudo pelo pessoal”. No interior as delegacias funcionam por conta das prefeituras municipais. Falta tudo, a partir de pessoal. Ninguém investiga nada.Não passamos de preenchedores de formulários de crimes.

  47. Mas nossos majuras são chamados de ‘VOSSA EXCELÊNCIA”! Excelência em desarticular uma polícia centenária, excelência em favorecer bodes e seus puxa sacos, excelência em fazer vistas grossas para desmandos administrativos, entre outros! Moro no interior e a coisa aqui está crítica, ninguém investiga nada, não sei porque a população ainda registra BO, é o caos.

  48. Não entendo, o IC não tem períto suficiente e ainda querem tirar da PC o IIRGD/AFIS, eles nem coletam fragmentos em locais de crime e isso prejudica a investigação policial.

  49. DEPOSITÁRIO POLICIAL – UMA FRAUDE SEM PUNIÇÃO

    Trata-se de procedimento esdrúxulo, sem qualquer amparo legal, que tem como pano de fundo, a desculpa esfarrapada de impossibilidade espacial de custódia do objeto da apreensão e necessidade de conservação dos bens.
    Por conta disso, CARGAS DE CIGARROS CONTRABANDEADOS, DEZENAS,QUIÇA, CENTENAS DE MÁQUINAS CAÇA-NÍQUEIS, VEICULOS OBJETOS DE INVESTIGAÇÃO OU IRREGULARIDADES ADMINISTRATIVAS e outros bens ilícitos ou de origem duvidosa, apreendidos pela polícia, ao longo dos últimos anos e até a presente data, sem qualquer amparo legal ou autorização judicial, vez que na maioria das vezes são bens vinculados a inquéritos policiais, foram e são objetos de auto de depósito a falsas pessoas jurídicas, proprietárias de pátios de recolhimento de veículos ou de galpões que, “graciosamente”, movidas pelo interesse público, aparecem para prestar essa ajuda a unidade policial da área.
    Quando requisitada pela autoridade judiciária ou pelo ministério público a destinação dos bens, todo mundo se faz de rogado, ninguém sabe, ninguém viu.
    Chegava-se ao absurdo da unidade apreender um veículo e, no dia seguinte, o guincheiro do suposto pátio já levá-lo para lá, de onde o proprietário só conseguria reavê-lo mediante taxas extorsivas de guincho e estadia. A situação ganha contornos gravíssimos em relação às unidades policiais da região de São Mateus, onde se concentra a maior quantidade de desmanches da capital, quiça, do Estado e do Brasil.
    Pátios sem a menor infraestrutura, de terra batida, a céu aberto, cercado de arame farpado e mato por todos os lados, razão pelas quais vários veículos recolhidos em suposto depósito foram depenados ou furtados do local.
    Cargas inteiras com milhares de maços de cigarros contrabandeados desapareceram como num passe de mágica e, com certeza, foram reinseridos no mercado, assim como as cobiçadas máquinas caça níqueis.
    Urge que as autoridades constituídas deste Estado, entre elas, o Sr. Secretário da Segurança Pública, promotores de justiça do GAECO e juízes de direito, requisitem e acompanhem todos os inquéritos policiais e outros procedimentos porventura instaurados para apurar esse banditismo protagonizado pelo conluio de bandidos travestidos de policiais e empresários.
    Quem vai indenizar o cidadão de bem lesado por esses bandidos?

  50. Agora estou mais tranquilo pq na reportagem fala q a contrataçao de pessoal e “prioridade” no governo PSDB!!!!

  51. Faltou mencionar nesses dados o número de Oficiais Administrativos, também integrantes do quadro da Polícia-Técnico Científica.
    A importância dos Administrativos no quadro, se dá no momento que é necessário deslocar os cargos específicos para serviços Administrativos, causando ainda mais sobrecarga aos operacionais.
    No último concurso foram 600 vagas abertas em 2013, onde somente 280 tomaram posse em setembro de 2014. Passaram-se mais de 1ano e não fizeram novas chamadas .
    Tá certo que é um cargo desmerecido pelo governo onde a remuneração gira em torno de R$ 1.000,00 (já com gratificação, vale transporte e alimentação) sem direito a bônus, insalubridade e quaisquer outros benefícios, mas isso causa desmotivação, desses 280 que tomaram posse pelo menos 50 já pediram exoneração e o número continua a crescer causando um déficit de mais de 60%.

  52. Processo – Interessado – Origem
    SSP-2393/90, GERALDO DE PAULA DA SILVA,
    RG.13.437.060,(esta certidão foi elaborada em cumprimento
    ao Acordão referente à Apelação 1016125-76.2014.8.26.0053
    da Comarca de São Paulo-12ª VFP, que concede aposentadoria
    especial, com integralidade e paridade);

    SSP-7073/91, VALTER PELLOSO, RG.11.972.383,(esta certidão
    foi elaborada em cumprimento ao Mandado de Segurança
    em Grau de Apelação-MS.nº1047313-87.2014.8.26.0053-8ª da
    VFP para recebimento dos proventos integrais, nas regras de
    paridade voto 5773);

    SSP-15744/91, REGINA MARIA SILVA DA COSTA
    MELLO, RG.18.478.122-X,(esta certidão foi elaborada em
    cumprimento ao Mandado de Segurança Pública 1016975-
    96.2015.8.26.0053.29, da VFP, em fase de Apelação(voto
    33672), para determinar a concessão à impetrante da aposentadoria
    especial com proventos integrais e as regras constitucionais
    da paridade).

    EM MÉDIA, ESTÁ LEVANDO UM ANO OU MENOS , OS PROCESSOS DE M.S. .

Os comentários estão desativados.