1. É o suado dinheiro do trabalhador brasileiro beneficiando uma casta que nada produz pelo país.

    Pra que serve os oficiais das PMs, além de embolsarem exorbitantes valores dos contribuintes com diárias de valores astronômicos.
    País de 3° mundo é assim mesmo, renda má distribuída, funcionários públicos que em nada contribuem para a sociedade.

    Ao menos na PC todos trabalham, e até delegados em inicio de carreira fica no plantão.

    Já na PM os oficiais ficam 2 ANOS MAMANDO NO GOVERNO EM SUA ACADEMIA DE OFICIAIS.
    Depois dos 2 anos ficam apenas 6 meses na rua e o resto da vida nos batalhões, internos, trabalhando de segunda a sexta-feira com folga todas as quartas após o almoço.

    PM tem folha de pagamento própria.

    Quem carrega a PM nas costas são os praças, do soldado ao sargento.

    Me respondam, para que serve oficias da PM ????

  2. Não estou me retratando a esta matéria em específico, mas de várias matérias que ao longo do tempo, pude perceber, pois de longa data (anonimamente) tenho acompanhado esse site. Não deixei de notar que os maiores frequentadores, são policiais civis, por hora, pelo site tratar de teor, ligado ao meio policial, não me restringi a corporação a qual pertenço, acredito que a intenção de quem elaborou esse site, não era de atacar e ofender órgãos que lutam pelo mesmo objetivo, segurança pública está além de nomenclaturas e egos. Talvez a crítica seja o primeiro sinal de inveja, não exponha isso, é feio! Vão me criticar, vão me xingar… Mas lembrem-se, na cadeia, independentemente dos seus crimes, os vagabundos, se dão as mãos e gritam , 1533, pcc. E nós homens da lei q enfrentamos o mesmo inimigo, nos separamos. Sou Papa Mike, e estou no QAP sempre, amigos Charlie.

  3. Bem meus amigos a PM elege deputados Estadual e federal ,pois são unidos de alguma forma ajudam os SD CB e Sgt , mas a nossa civil emplacou só um deputado e nem um federal…….Se eleger delpol só vão trabalhar para os seus pares, o resto é o resto ……..Unidos seremos mais forte acorda Doutores o ciclo completo vem ai…..

  4. Celebrando (anonimamente) o custo da militarização, o Tribunal do Júri como garantia fundamental e o próximo PRESO E FUTURAMENTE ABSOLVIDO... disse:

    Diário de S. Paulo
    10 de Novembro de 2015
    Corregedoria prende mais um PM por chacina
    Ordem veio do Tribunal de Justiça Militar e cabo foi levado ao Presídio Romão Gomes no sábado
    Um dos locais onde inocentes foram mortos, em Osasco, no dia 19 de agosto / Edu Garcia/Diário SP
    Por: Amanda Gomes
    Por ordem do TJM (Tribunal de Justiça Militar), a Corregedoria da Polícia Militar prendeu mais um PM acusado de participação na morte de 19 pessoas na maior chacina do ano até aqui. Os assassinatos ocorreram em Osasco e Barueri na noite do dia 13 de agosto. O preso é um cabo da Polícia Militar e foi levado para o Presídio Romão Gomes, na Zona Norte de São Paulo, no sábado. A informação foi confirmada pelo TJM na segunda-feira (9) ao DIÁRIO.
    O cabo é o sétimo PM atrás das grades por envolvimento nessas mortes. Um guarda-civil de Barueri também é acusado de participação nos crimes. Ele também está preso. No próximo sábado o massacre vai completar 90 dias e a polícia ainda não sabe a quantidade de agentes de segurança do Estado que participaram da chacina. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, as investigações continuam.
    O primeiro PM a ser acusado de participação no caso foi o soldado Fabrício Emmanuel Eleutério, 30, integrante da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), a tropa de elite da Polícia Militar. Ele foi preso no dia 24 de agosto.
    No dia 8 de outubro, uma grande operação envolvendo 457 policiais, sendo 201 investigadores e delegados da Polícia Civil, e 256 policiais militares da Corregedoria da Polícia Militar prenderam cinco PMs que também teriam comandado a matança nas duas cidades da Grande São Paulo.
    Durante o cumprimento dos 28 mandados de busca e apreensão em 36 locais na Grande São Paulo, outros dois outros policias militares foram detidos em flagrante por porte de arma e munição ilegais. Mais três integrantes da PM foram presos por determinação da Justiça sob a suspeita de terem adulterado o local de um outro crime, dessa vez de uma chacina em Carapicuíba, em 19 de setembro.
    As mortes em Osasco e Barueri teriam sido motivadas após a morte do cabo da PM Ademilson Pereira de Oliveira, 42, no dia 7 de agosto, durante um roubo a posto de combustível em Osasco, e guarda civil Jefferson Luiz Rodrigues da Silva, no dia 12.
    Os policiais presos por essas duas chacinas são do 42 e do 20 Batalhão da PM de Osasco. Já o GCM era supervisor na guarda de Barueri. Três dos detidos eram companheiros de trabalho do PM morto.
    PMs mentiram em depoimento
    Segundo o secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, todos os presos em outubro mentiram ao prestar depoimento principalmente onde estavam no dia e horário dos crimes. A farsa foi revelada porque a polícia conseguiu completar o monitoramento do sinal dos celulares dos investigados.
    Quadrilha tinha quatro células
    O bando era dividido em quatro células. A secretaria não disse na segunda se o PM preso sábado fazia parte de uma dessas células. “Nós já identificamos, mas precisamos de mais provas para pedir novas prisões. Nada em um caso como esse pode ser feito com pressa. Tudo tem de ser feito com rigor e é isso que estamos fazendo”, afirmou Moraes em outubro, quando a força-tarefa foi às ruas.

  5. Boa tarde!

    Senhoras e Senhores.

    Este é o avanço que se paga no “Ciclo Completo”. Só tem ariranha.

    Caronte

  6. Nossa …sou soldado PM aqui em BH e agora fiquei novamente com vergonha e raiva desses oficiais. Cade minha gratificação??? Cade meu dejem??? Paea que ciclo???? Quero bom soldo.

  7. DESCOBRIRAM A SOLUÇÃO! talvez não...Será que é pra restaurar a ORDEM? Ou criar a desordem....PRA DESOCUPAR FAVELA?! disse:

    R7 Página Inicial
    10 de Novembro de 2015
    Um terreno de 300 m², localizado na rua Melchior Giola com a rua Ernest Renan, no centro de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, passará por desapropriação ainda em novembro. Segundo a SSP (Secretária de Segurança Pública), no local será instalada uma base da Polícia Militar. A desocupação do terreno foi autorizada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O decreto foi assinado em abril de 2014.
    De acordo com a SSP, o objetivo é intensificar o policiamento na área e reduzir a criminalidade na região. O local escolhido para a base é considerado estratégico pois tem boa visibilidade, fácil acesso as vielas e condições técnicas necessárias para a instalação da base. Ainda segundo a pasta, não há uma data definida para a ação e nem para a construção da base.
    A região tem sido alvo de criminosos nos últimos meses. Em duas semanas, o bairro do Morumbi sofreu ao menos quatro arrastões. Os bandidos adotam quase sempre a mesma tática: abordam motoristas parados em cruzamentos, fazem a limpa nos carros e fogem com os comparsas em motos.
    Polícia Militar realiza Operação Saturação na favela de Paraisópolis
    Para tentar melhorar a segurança, desde o dia 29 a SSP aumentou o efetivo policial no Morumbi com equipes da Rota (a tropa de elite da PM). GOE (Grupo de Operações Especiais) e Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos) também participam de operação conjunta com a PM para prender os suspeitos. A pasta informou também que há uma base comunitária móvel 24 horas na esquina da avenida Francisco Tomás de Carvalho com a rua Hernest Renan.

  8. Militar não é covarde! Se desmilitarizar a PM, ACABOU de vez! Quem vai se preocupar com Segurança? Preocupação com “cadeiras” não resolve criminalidade! Quem está nas ruas diuturnamente abordando? Indo no encalço de carros supeitos? Quem apresenta cana? Quem atende a população quando lhe é solicitada? Na PM você liga e o telefone é atendido, em outras polícias o atendimento é pu, pu, pu, pu, pu….

  9. PESSOAL, VEJAM A BARBARIDADE ! DENTRE AS QUASE DUAS CENTENAS DE AÇÕES QUE INGRESSEI CONTRA ESSES DESGOVERNOS, EXISTE UMA QUE PLEITEIO O PAGAMENTO DE FÉRIAS NÃO USUFRUÍDAS QUANDO NA ATIVA, OCORRE QUE JÁ SE PASSARAM APROXIMADAMENTE QUATRO ANOS E, O “ESTADO” FICA RECORRENDO, A FIM DE PROCRASTINAR O PAGAMENTO. É POR ISTO QUE MAIS UMA VEZ EU DIGO: ME AJUDEM AÍ Ó !….

  10. Desmilitarização e Polícia unificada - assim seremos fortes (o Governo passa, a polícia é eterna) disse:

    A desmilitarização não vai deixar os policiais sem emprego. Quem prega isso são os Oficiais para tentar manobrar os praças a seu favor.
    A desmilitarização irá viabilizar a unificação das polícias, maior integração e principalmente, deixar de alienar os policiais que ficam subordinados aos oficiais sem poder emitir sua opinião. Seremos todos civis e policiais.
    Não será mais necessário prestar continência, fazer ordem unida, pedir licença para falar com um superior, não haverá mais prisão administrativa militar (geralmente abusivas), fora aquelas punições imbecis de pernoite, pagar flexão de braço, canguru. Ninguém mais vai ficar “sentado 1, 2; de pé 1, 2”.
    Seremos todos policiais e quem sabe, num futuro próximo, de uma mesma instituição.
    E que os oficiais parem de falar merda, afinal, o ciclo completo, como é nos Estados Unidos é feito por um só polícia e civil, não militar. Policial em regime civil pode ser tão eficiente quanto qualquer militar, prestar continência e engraxar bota não faz o policial virar o Rambo.
    Uniforme apresentável é sinal de respeito pela profissão e isso não é exclusividade de militar, os GCMs também usam uniforme, são civis e andam com uniforme “engrenados”.

  11. Esse papinho de que se desmilitarizar a PM piora a segurança publica é conversa fiada.
    Temos o Garra e o GOE, que nada perde pra Força Tática e Rota.

  12. Milico não é covarde, é só mais um explorado...e lá virão outros 2000 deles disse:

    PM/SP: Edital fica para novembro
    A liberação do concurso da PM/SP depende apenas da confirmação da banca organizadora, que pode ocorrer nos próximos dias. Remuneração inicial para soldados é de R$ 2,9 mil por mês
    A publicação do edital do concurso que será realizado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo para o cargo de soldado, inicialmente prevista para ocorrer em outubro, deve ficar para novembro. Acontece que a corporação ainda aguarda um parecer jurídico para fechar o contrato com a banca organizadora, antes de fechar o cronograma do certame.
    A oferta será de 2.000 vagas e para concorrer é necessário possuir ensino médio completo, idade de 18 a 30 anos, carteira de habilitação nas categorias “B” a “E” e altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. A remuneração inicial da categoria é de R$ 2.929,27, considerando salário de R$ 2.357,76 e adicional de insalubridade de R$ 571,51.
    A idade máxima para concorrer, de 30 anos, deverá ser considerada até a data da posse, que costuma ser indicada no edital de abertura de inscrições.
    O certame está autorizado desde 12 de fevereiro, quando o governador Geraldo Alckmin liberou o aval para o preenchimento de 3.741 oportunidades. Destas, 2.000 foram oferecidas no certame realizado no primeiro semestre, restando 1.741 para o novo concurso, que deverão ser acrescidas de mais vagas surgidas desde então, completando as 2.000 oportunidades.
    Processo seletivo para soldado da PM/SP
    Quem pretende concorrer já pode ir se preparando, de acordo com o conteúdo programático do concurso iniciado no primeiro semestre. A organizadora foi a Fundação Vunesp, que tradicionalmente tem realizado as seleções para a carreira.
    O processo conta com provas objetivas, redação, testes de condicionamento físico, exames de saúde, avaliação psicológica e investigação social, além de análise de documentos e títulos.
    A prova objetiva é composta de 50 questões, sendo 18 de língua portuguesa, 12 de matemática, dez de conhecimentos gerais, cinco de noções básicas de informática e cinco de noções de administração pública.
    A redação é aplicada no mesmo dia da prova objetiva, mas somente é corrigida de quem conseguir aprovação no exame.
    Os títulos contam com dez pontos na classificação final, sendo considerado um ponto para cada ano prestado no serviço auxiliar voluntário da PM/SP e dois pontos para quem possui carteira de habilitação na categoria ”A”.
    Informações JC Concursos

  13. SABESP – A empresa é privada, mas a calamidade é pública!...e sobra pra quem limpar 💩 ?! disse:

    Seminário conclui que gestão de Alckmin é principal causa da crise hídrica de SP
    Redação RBA
    Hamilton Rocha: “Não estamos vivendo uma crise de água, é uma crise de gestão dos recursos da água”
    São Paulo – “Não estamos vivendo uma crise de água, é uma crise de gestão dos recursos da água e educação. A discussão que precisamos fazer é entender o que está acontecendo pra ver que o problema é outro, porque água tem, mas não é trabalhada para atender a população”. A avaliação é do integrante do Coletivo de Luta pela Água Hamilton Rocha, que no último fim de semana organizou, em São Bernardo do Campo, um seminário sobre a crise de abastecimento de água na região.
    “A causa do desperdício, em grande parte, é por falta de investimento e de política de correção”, disse Hamilton à TVT, ao discorrer sobre a falta de manutenção nas tubulações da Sabesp. Segundo o ativista, a falta de cuidado leva a perdas de 30% de toda a água colocada na rede.
    “Não estamos vivendo uma crise de água, é uma crise de gestão dos recursos da água e educação. A discussão que precisamos fazer é entender o que está acontecendo pra ver que o problema é outro, porque água tem, mas não é trabalhada para atender a população. Então, pra que serve o governo? Para dar dinheiro a empresa ou atender a sociedade?”, concluiu.
    O coletivo aponta que a falta de informações e debates do governo Alckmin com a população é um problema seríssimo. “Começa fazer obras de um plano que já existia antes e chama ele de ‘emergencial’, mas teve tempo para pôr em prática, mas só a partir da crise que o governador começou aplicar as obras.”
    Ao final do seminário, Hamilton apontou uma forma de ação coletiva para superar o problema. “Devemos criar mecanismos de poder popular para enfrentar essa questão, porque o problema não é só a chuva, é também a qualidade de água, da canalização, do tratamento, na qual precisa de uma vigilância popular para controlar isso, já que é o nosso futuro que está ameaçado.”

  14. SABESP – A empresa é privada, mas a calamidade é pública!...e sobra pra quem limpar 💩 ?! disse:



  15. Consórcio que atrasou Linha 4 Metrô consegue suspender multa de R$ 23,5 milhões
    10/11/2015
    A Justiça de São Paulo suspendeu, em segunda instância, uma multa de R$ 23,5 milhões aplicada pelo Metrô contra o Consórcio Isolux Corsán-Corviam por atrasos na execução de serviços da Linha 4-Amarela e, consequentemente, na entrega das estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia.
    A decisão é do último dia 22 de outubro e o relator responsável pela liminar, o desembargador da 8ª Câmara de Direito Público Rubens Rihl, também revogou a decisão da Companhia em proibir por dois anos a participação da empresa em futuras licitações.
    O Metrô informou que vai recorrer da decisão. Enquanto isso, o ramal que começou a ser construído em 2004 e deveria ligar as estações da Luz (em funcionamento) e Vila Sônia (em obras), fazendo integrações com linhas do sistema de transporte sobretrilhos, continua incompleto até pelo menos o ano de 2018.
    O magistrado Rihl acatou a argumentação dos advogados do consórcio de que o rompimento do contrato “ocorreu de forma abrupta, indo além dos pleitos do Metrô, que postulava a reconsideração para prosseguir nos processos administrativos instaurados somente até as decisões finais, deixando de executar eventuais penalidades aplicadas”.
    Ou seja, no entendimento do desembargador, a Companhia não aguardou os procedimentos legais do contrato antes de aplicar as sanções contra as empresas que formam o consórcio. As empresas também alegaram no pedido de liminar o “dano irreparável das penalidades aplicadas”.
    O contrato com as companhias tinha sido cancelado em julho deste ano pela gestão Geraldo Alckmin (PSDB), o que suspendeu a construção das quatro estações restantes e do início do prolongamento da linha até Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Na época, o governador alegou que se viu “obrigado” a fazer isso por causa de atrasos na execução dos serviços.
    Os problemas comas a Linha 4 começaram em novembro de 2014, quando parte dos trabalhos chegou a parar e Estado e consórcio entraram em conflito. O Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) chegou a ampliar a linha de crédito em mais R$ 20 milhões. Há saldo de US$ 360 milhões na linha de crédito do órgão para a finalização da obra. Até aqui, o Estado gastou ao menos R$ 18,9 milhões.
    Em nota, o Metrô afirmou que “rescindiu unilateralmente os contratos” justamente pelo não cumprimento dos serviços. “Antes da rescisão, o consórcio foi notificado por não cumprir o escopo dos contratos assinados em 2012, ano de início da 2ª fase de obras da Linha 4, nos prazos estabelecidos”, disse a companhia.
    Amigável
    Já de acordo com o Consórcio Isolux Corsán-Corviam, a rescisão do contrato “foi solicitada inicialmente” pelas empresas “diante da total incivilidade do projeto tal como conduzido pelo Metrô”. A companhia alegou que tinha interesse de proceder com o processo de forma “amigável” e reduzindo os danos.
    A empresa afirma estar “segura” sobre suas obrigações e lamentou a “inviabilização do contrato”, que não teve continuidade por “dificuldades internas do Metrô”.

  16. E as forças armadas (Exército) fazendo treinamento com saco de lixo nas costas, falido. E os seus chefes maiores tirando o chapéu para esse governo. Desmilitarização (da pm) JÁ …

  17. Oliveira disse:
    10/11/2015 às 14:41

    Não estou me retratando a esta matéria em específico, mas de várias matérias que ao longo do tempo, pude perceber, pois de longa data (anonimamente) tenho acompanhado esse site. Não deixei de notar que os maiores frequentadores, são policiais civis, por hora, pelo site tratar de teor, ligado ao meio policial, não me restringi a corporação a qual pertenço, acredito que a intenção de quem elaborou esse site, não era de atacar e ofender órgãos que lutam pelo mesmo objetivo, segurança pública está além de nomenclaturas e egos. Talvez a crítica seja o primeiro sinal de inveja, não exponha isso, é feio! Vão me criticar, vão me xingar… Mas lembrem-se, na cadeia, independentemente dos seus crimes, os vagabundos, se dão as mãos e gritam , 1533, pcc. E nós homens da lei q enfrentamos o mesmo inimigo, nos separamos. Sou Papa Mike, e estou no QAP sempre, amigos Charlie.

    Oliveira, boa tarde !

    Espero que não se ofenda e os outros colegas da PM também não.
    Ocorre que há anos alguns PMs tem por costume detonar a Instituição a qual eu faço parte.
    Porque essas provocações ???

    O que eu vejo nessa matéria seria uma resposta a população e aos subalternos onde está a falta de dinheiro para nos dar uma melhora no salário.
    O colega acha justo uma desproporção dessa ?
    Acho que os Governadores e Secretários da Segurança dos Estados não tem conhecimento do que se gasta na PM.
    Outra coisa que precisam parar de falar é que ficam a maior parte do tempo no plantão policial a disposição da P.C.
    Tem que falar a verdade : ” O Governo não faz concurso e a P.C. não tem policiais para nos atender. ”
    E outra coisa, se estivessem preocupados com a segurança dos coitados, inclusive a minha família que paga impostos, e não são poucos, deveriam tirar os PMs que estão fora da Instituição prestando serviços que não são de suas incumbência.
    Somos policiais a serviço da Paz, portanto não devemos dar ouvidos a superiores que através de palavras PERSUADIDAS nos levam ao confronto e a guerra!

    Oliveira, sou Policial Civil !
    Estarei sempre no QAP de todos os PMs,GCMs e Sociedade.

  18. PM DÁ DESPESA SIM, BANDA, FANFARRA, EXISTE , CAVALARIA, PARA EQUITAÇÃO DE OFICIAS NOS SALTOS, E COMPETIÇÕES EM HÍPICAS FATO PUBLICO, VIAGENS E CURSOS ABSURDOS TUDO CUSTEADO COM DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES, CRIAR POLICIA UNIFORMIZADA NÃO MILITAR, HÁ GRANDE DIFERENÇA QUEM QUISER USAR UNIFORME USE SEM PATENTES E MEDALHAS QUE TAMBÉM CUSTAM AOS COFRES E POVO SÓ DE MEDALHAS DÁ PARA AUMENTAR O SALARIO .NÃO HÁ ARGUMENTOS DAS LICITAÇÕES FRAUDULENTAS, EX TABLETTS CHNG LIN , GPS, CHING LING, E POR AI AFORA ARMAS QUE NÃO FUNCIONAM E QUANDO EFETUAM DISPAROS ACIDENTAIS .
    ISSO NÃO EXISTE

  19. SE desmilitarizar acaba com a corrupção policial????? Até onde eu sei, a PC tem corrupto, ou estou errado???? Sou a favor de unificar e desmilitarizar sim, porém nada tem a ver o sujeito passar do dia para noite de militar corrupto para civil honesto. Temos sim, é que ter uma reforma geral na segurança pública, porque ambas são deficientes, ambas são policia pela metade, e isso só acabará com uma policia de ciclo completo mesmo ( civil na minha opinião ) agora dizer que desmilitarizar vai acabar com a corrupção, é testar a inteligência dos leitores do Flit, ou muita dor de cotovelo da PM.

  20. Em falar em custo para os contribuintes Paulista.

    61 Coronéis e 137 delegados Classe especial.

    Vejamos as explicações…

  21. A verdade é uma só, OFICIAIS não servem para nada, só para gastar dinheiro público, não fazem policiamento, o dia todo no quartel navegando na internete e condando piada,as quartas meio expediente, terça e quinta, das 16h00 as 18h00 futebo, pratica esportiva, passei 25 anos na PM eles são um bando de sangue sugas, não fazem nada, só assinam papel, tem que ser tudo prontinho, e vc ainda tem que explicar e ensinar, para quando eles levarem para o chefinho, Coronel, eles possam dizer que eles fizeram. Em tempo: sem contar que dão aulas no horario de expidiente, 10h aulas por semana, por que para dar aulas não precisa ser formado, ter curso superior, pós graduação, Doutorado, isso de nada vale, a 1ª coisa que vale é se for oficial aula para ele, depois vem os diplomas, PARA VAI, VIM DO MILITARISMO JÁAAAA, eu aind ei de ver, não desisto.

  22. Por mim:

    1. Delegados se tornariam JUÍZES DE INSTRUÇÃO;

    2. Acabariam com as Castas. Existiria apenas a CARREIRA ÚNICA;

    3. SALÁRIOS DIGNOS e compatíveis;

    4. Fim da “VIA RÁPIDA” (demissão por crime sem julgamento criminal) e do “RESÍDUO ADMINISTRATIVO” (não reintegrar o demitido por crime diante de sentença criminal absolutória). O atual sistema punitivo coloca obrigatoriamente o policial honesto nas carreiras de “OLHO DE VIDRO”, “HORÁCIO” etc, e ainda protege os corruptos de qualquer indisposição com a Administração. Ou seja, é preciso mudar para o Estado dar SEGURANÇA JURÍDICA para quem TRABALHA HONESTAMENTE.

    5. (Re)começar as patrulhas distritais e gradativamente passar a atender o 190;

    6. Abrir programas específicos para incorporar PMs que desejassem ingressar na PC. Colocar as vagas que forem abrindo da PM para a PC. Assim, o PM que quiser continua sendo PM até se aposentar ou se torna PC. Ou seja, o número de PMs iria diminuindo aos poucos, enquanto o processo inverso aconteceria na PC e, na somatória, continuaria o mesmo, porém com a possibilidade de maior eficiência e menor custo operacional graças à desmilitarização (dando oportunidade de maiores salários).

    Na verdade, essa Polícia seria algo muito diferente da PC e da PM de hoje e ainda não resolveria todos os problemas, mas já ajudaria muito na Segurança Pública, ou alguém acredita que vale a pena insistir no atual modelo que consegue resolver menos de 10% dos crimes?


  23. 10/11/2015
    Do G1 São Paulo
    Estudantes ocupam escola em São Paulo contra fechamento de unidades.
    Jovens impediram entrada na EE Fernão Dias Paes, que não será fechada.
    Policiais militares discutem com manifestantes em frente à Escola Estadual Fernão Dias Paes, em Pinheiros.
    Estudantes ocuparam a Escola Estadual Fernão Dias Paes, em Pinheiros, na Zona Oeste deSão Paulo, na manhã desta terça-feira (10). O protesto é contra o fechamento de escolas para a reorganização da rede de ensino estadual. Um grupo também entrou em outra escola estadual em Diadema, no ABC, na noite desta segunda-feira (9).
    A escola Fernão Dias Paes não será fechada. Atualmente ela tem ensino fundamental dos anos finais (6º ao 9º ano) e ensino médio. Com a reorganização do ensino, em 2016, a escola passará a ter apenas o ensino médio. Os alunos do ensino fundamental serão transferidos para outra escola, segundo a Secretaria da Educação.
    Por volta das 16h40, houve um princípio de confusão porque a Polícia Militar tentou levar para a delegacia duas estudantes que deixavam a escola. Uma delas tem 18 anos e a outra, 17. Um grupo cercou os policiais, começou a gritar “é uma aluna, não é bandido” e houve um tumulto. Policiais chegaram a usar cassetetes para dispersar o grupo.
    Segundo as primeiras informações, os PMs pretendiam levar as jovens para participar do registro do boletim de ocorrência sobre o caso. Às 16h50, uma delas continuava em uma base comunitária, conversando com os policiais. A jovem de 18 anos havia sido liberada.
    Manifestação
    A PM diz que os estudantes começaram a manifestação na Zona Oeste de São Paulo às 6h55 e impediram a entrada de funcionários. A escola não está na lista das unidades que serão fechadas no estado. A PM cercou a escola.
    Mesmo os alunos que chegaram pela manhã para assistir às aulas, sem participar do protesto, precisam esperar a chegada dos familiares para a liberação da saída pela Polícia Militar.
    De acordo com estudantes que estavam no local, outras escolas da região serão fechadas e, por isso, haverá um remanejamento na quantidade de alunos na escola Fernão Dias Paes. Os alunos reclamam que poderá ter pelo menos mais 10 pessoas por sala e que estudantes que moram em outros bairros podem ser obrigados a sair do colégio.
    A Defensoria Pública informou que dois defensores estiveram no local para “garantir o direito de manifestação” e para que o protesto ocorresse de forma “pacífica e tranquila”.
    “É preciso saber o que houve lá dentro para saber exatamente o nível de responsabilidade de cada um. Se houve dano é tudo mais, devem ser responsabilizados pelos danos. Se são menores, qualificados e liberados ao Conselho Tutelar”, disse o Coronel Claudino Roberto Teixeira de Miranda.
    Pais preocupados
    Maria Aparecida Pires, de 47 anos, foi ao local para buscar o filho Juarez, de 16 anos. “Sou a favor e contra. Acho que no período de aulas isso [protesto] só atrasa eles”. Segundo a mãe, o filho ligou para ela ir buscá-la.
    Sou a favor e contra. Acho que no período de aulas isso [protesto] só atrasa eles”
    Maria Aparecida Pires, de 47 anos
    A mãe da estudante Júlia Helena Oliveira, de 15 anos, ficou preocupada com a quantidade de policiais que estão em frente à escola. “Até manifestar, acho tranquilo. O que me preocupou foi a polícia chegar nessa proporção. Quem tem que estar aqui conversando com eles não são esses policias. A mudança veio de cima para baixo. Ela não foi discutida”, disse Juliana Oliveira, de 41 anos.
    Ela é professora de outra escola estadual, mas diz que estudou no Fernão Dias quando criança. A filha dela estuda no colégio ocupado e também participa da manifestação. Procurada pelo G1, a PM disse que apenas acompanha o protesto na escola.
    A mãe Lúcia Helena Gonçalves Pereira, de 38 anos, foi buscar a filha. Ela estuda de manhã na escola e a mãe ficou preocupada com a demora da jovem. “Ninguém me ligou, ninguém me falou nada. Eu fiquei sabendo porque ela me ligou agora há pouco em casa, eu estava preocupada. Se, em vez de fazerem aqui, fossem até o palácio encher o saco do Alckmin, eu até concordo [com as reivindicações]”, afirmou.

  24. Custo X Beneficio da PMESP

    Atendemos 2.450.098 ocorrências, prendemos 183.952 pessoas, apreendemos mais de 80 toneladas de drogas, 13.828 armas de fogo em poder de criminosos, prestamos 2.506.664 atendimentos sociais e resgatamos 619.231 pessoas.

  25. SR. “SABESP, A EMPRESA É PRIVADA, MAS A CALAMIDADE É PÚBLICA “, MEUS PARABÉNS PELO VÍDEO, BEM INSTRUTIVO, NO QUAL, AS “RATAZANAS” CONTUMAZES DO NOSSO ERÁRIO SE AGLOMERAM LÁ NA BOLSA DE NOVA IORQUE COM OS ASSECLAS ACIONISTAS E, TOME SECA EM SAMPA, TORNEIRAS DIUTURNAMENTE SEM QUALQUER VAZÃO. OCORRE QUE HÁ SEIS MESES, “PINTOU NO MEU “BARRACO”, UM CRÁPULA DE UM ASSECLA DESSES SAFADOS, MAIS PRECISAMENTE AQUELE QUE VEM MEDIR A LEITURA DO HIDRÔMETRO, OCORRE QUE A SEGUIR O CONIVENTE COM A FALCATRUA E SAFADEZA DISSE ” MAS SÓ 6 M3 “. ATO CONTÍNUO DEI-LHE UMA ” LIÇÃO DE MORAL” E O EXPULSEI DO INTERIOR DO VELHO BARRACO. APÓS O EVENTO, NÃO VISLUMBREI MAIS A FIGURA. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  26. Comparado ao custo de um promotor de justiça estes valores é dinheiro de pinga. Dêem uma olha no site do MP, os cara têm verba até para comprar livro. Como se não bastasse podem fazer curso até de corte e costura no exterior, tudo por conta do erário.
    Este é o custo do MP. Misture aí o custo do Judiciário com seus cafezinhos à tarde. Acrescente o custo defensoria que começou em 2008 com salário de R$ 6.500,00 hoje R$ 20.000,00.

  27. Quanto custa as mordomias dos delegados? Quanto custa os aluguéis de imóveis da pc? Quanto custa o retrabalho? Antes de falar em qualquer coisa, tem que se acabar com essa carreira que não serve de nada, custa caro, e não vaz nenhum sentido, que é a carreira de delegado

  28. Fred Flintston ® em 10/11/2015 às 16:09

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Tá de brincadeira né filho?

  29. Papa Mike em 10/11/2015 às 20:38

    Custo X Beneficio da PMESP
    OS SARGENTOS,CABOS E SOLDADOS
    Atenderam 2.450.098 ocorrências, prenderam 183.952 pessoas, apreenderam mais de 80 toneladas de drogas, 13.828 armas de fogo em poder de criminosos, prestaram 2.506.664 atendimentos sociais e resgataram 619.231 pessoas.
    OS OFICIAIS NADA FIZERAM.

  30. corrupção não vai acabar mais pode ser diminuída , veja CN , começa lá , bem como em casa, das pessoas más .
    o controle seria melhor .

    toda Instituição´possuem corruptos e corruptores e os omissos, os piores tudo veem e nada fazem com o argumento de ser cagueta, ou inimigo dos “colegas, ladrões” .

    Mordomias na PC só se for para Classe especial em função de confiança , ja na PM isso estende-se até SEGUNDO TENENTE, EM RESUMO É BEM MAIOR ATÉ PELA matemática.

    OFICIAL PM BARRO BRANCO 03 ANOS PROJETO PARA 02 ANOS NA MINHA ÉPOCA ISSO CHAMAVA-SE SUPLETIVO.

  31. Tem que desmilitarizar mesmo, não vejo a hora de virar civil. Ai posso virar funcionário público em paz kkkk

  32. Pergunte a alguns Policiais Militares, Soldado, Cabo ou Sargento se ele é a favor da desmilitarização. Se for antigo a maioria das respostas será NÃO. Já comeram o pão que o diabo amassou com o rabo. E vc acha que vão querer aposentar com 70 anos como na PC?

  33. Esse gasto e lixo se comparado aos gastos dos promotores e juizes,

  34. explicação: 15 mil oficiais da pm paulista x 3 mil delegados paulistas.

  35. Enquanto vocês conversam merdas…

    O pessoal de Pernambuco, com todos os cargos UNIDOS, brigando por melhorias. Um movimento com mais de 2 mil policiais na rua, lembrando que o efetivo de todo o estado é de 6 mil, ou seja, quase METADE participou do movimento.

    Enquanto aqui brigam por uma esmola (DEJEC) que nem implementada está, lá eles, que já recebem uma parecida, estão querendo que contratem mais policiais e ACABEM com essa escravidão. Outra coisa, nas DP que não tem efetivo para tocar o plantão, a casa fecha e só abre no outro turno e fim de papo.

    E mais importante ainda: quando não tem delegado o escrivão ESPERA a chegada ou manda ir para a casa do caralho…teve um caso recente que a PM teve que se deslocar 100km até outra cidade atrás de um. Isso foi em um domingo e pasmem, essa DP não abriu na segunda por falta de equipe.

    Temos que agir!

  36. PM,

    61 coronéis e 137 delegados classe especial.

    Delegados classe especial comandam departamentos, seccionais, etc., atuam na atividade fim da polícia civil, presidem inquéritos policiais e podem autuar em flagrante, em regra, tem as mesmas atribuições de todos os demais delegados, pois, os atos que podem praticar são os mesmos de um delegado terceira classe. Agora me diga, o que faz um coronel na segurança pública? Depois que seus oficiais são promovidos a primeiro tenente já não trabalham mais na rua, mentira?

    A única vez que vi um coronel atuar na atividade fim da PM foi no CASO ELOÁ, nem preciso dizer qual o desfecho.

    Sem falar que seus coronéis se dizem “executivos de segurança pública”, seja lá o que isso quer dizer. Todos tem a disposição um vectra australiano e um motorista PM, herança do comandante geral DEPUTADO CORONEL CAMILO (conte sempre com o comando, lembra?). E detalhe, o vectra australiano não pode ser caracterizado, para que o coronel não corra o risco de ser acionado pela patuleia, durante seus deslocamentos, ou seja, policiamento ostensivo não é com ele.

    Nenhum delegado titular tem a disposição uma viatura com motorista, na PM um simples tenente quando é comandante de CIA, já tem, mentira?

    A PM é cara e ineficiente, tem uma estrutura tão grande que vive em razão de si mesma. A PM não deveria ser um fim em si mesma, como atualmente é.

    Sou delegado a pouco mais de três anos e durante esse tempo, presidi centenas de autos de prisão em flagrante, sabe quantos foram apresentados por oficiais? UM porte de arma semana passada. Até quando se deparam com situação de flagrante passam a bola para os praças.

    Sempre converso muito com os praças da PM e vejo os comentários sobre o CICLO COMPLETO que os oficiais estão vendendo pra eles, a maioria dos praças não tem nem ideia do que é. A maioria diz que ciclo completo seria apresentar o preso direto pro juiz, é essa fumaça que os oficiais estão vendendo pra eles. A grande maioria dos praças preferem ser subordinados diretamente a nós delegados do que aos seus altruístas oficiais PM.

    Alguns de nós delegados até tratam mal seus subordinados, mas isso é da condição humana, é pessoal de cada um, não somos doutrinados para isso. Nenhum professor fica na Acadepol colocando na nossa cabeça que somos superiores aos demais policiais, que somos “SANGUE AZUL”.

    Abraço.

  37. Vamos aos fatos: oficiais da pm querem o ciclo completo. Alegam que existem duas meias policias. Ja a policia civil revida com a idéia de desmilitarização. Pois bem, percebam que a Policia Civil em momento algum busca se usurpar das atribuições da pm quando aponta sua pretensão. Acabar com o militarismo na pm, nao significa acabar com a pm. O trabalho ostensivo / preventivo é essencial e importante, mas nao precisa ser militar, só isso. Quanto ao ciclo completo, como pode uma policia que nao da conta do ostensivo preventivo querer investigar ???
    Nem devemos entrar no mérito desses ataques corporativistas, já que, querendo ou não, estamos do mesmo lado: DO BEM CONTRA O MAL.
    Alguns ficam olhando quanto ganha o promotor, o juiz, o defensor. A grande vantagem deles é que ninguém fica futricando em suas carreiras. Ninguem busca o que tem o promotor. Ninguem quer fazer a denuncia. Já pararam pra ver quanto buscam investigar. E nós, policiais civis, o que fazemos com essa atribuição constitucional??? Ficamos nos degladiando, carreira contra carreira. A impressão para quem, de fora da policia, le esse blog é de que policial civil é tudo corrupto, delegado só tem maçaneta, investigador é ladrão, escrivão é mao curta, etc…. Que tal mudarmos de comportamento e limpar a roupa chuva em nossas unidades policiais. Quem sabe uma conversa franca entre o delegado e sua equipe nao possa melhorar o ambiente . Não se esqueçam todo ser humano quer o melhor para si e necessariamente pra isso nao precisa querer o pior para o outro. Os delegados buscaram o GAT, a ADPJ e, em momento algum, criaram obstaculo para o NU, para o Dejem, etc. Não somos o dono do cofre e nem mesmo possuimos chave para abri-lo. Vejam a Defensoria Pública, em menos de 15 anos como avançaram em termos financeiros… A impressão que se tem é que ninguem gosta de policia, nem mesmos alguns policiais… Grande abraço a todos os policiais, civis e militares.

  38. leia-se: roupa suja e nao roupa chuva como constou

  39. e com tristeza que vejo esta discussão absolutamente inútil. Deixa este negocio de desmilitarização pra la e vamos nos preocupar co aquilo que poe comida na mesa, ou seja, salario digno.

  40. Opinião: Rede Globo, a “TV irrealidade” que ilude o Brasil
    The International New York Times
    Vanessa Barbara*
    Em São Paulo 11/11/2015 – 06h00

    m n  H 

    { Ouvir

    h

    0:00

    Reprodução/TV Globo
    Personagem Romero Rômulo, da novela “A Regra do Jogo”, irritou Anistia Internacional

    Personagem Romero Rômulo, da novela “A Regra do Jogo”, irritou Anistia Internacional

    Gigante da mídia cativa os telespectadores com novelas vazias e comentários ineptos no noticiário.

    No ano passado, a revista “The Economist” publicou um artigo sobre a Rede Globo, a maior emissora do Brasil. Ela relatou que “91 milhões de pessoas, pouco menos da metade da população, a assistem todo dia: o tipo de audiência que, nos Estados Unidos, só se tem uma vez por ano, e apenas para a emissora detentora dos direitos naquele ano de transmitir a partida do Super Bowl, a final do futebol americano”.

    Esse número pode parecer exagerado, mas basta andar por uma quadra para que pareça conservador. Em todo lugar aonde vou há um televisor ligado, geralmente na Globo, e todo mundo a está assistindo hipnoticamente.

    Sem causar surpresa, um estudo de 2011 apoiado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que o percentual de lares com um aparelho de televisão em 2011 (96,9) era maior do que o percentual de lares com um refrigerador (95,8) e que 64% tinham mais de um televisor. Outros pesquisadores relataram que os brasileiros assistem em média quatro horas e 31 minutos de TV por dia útil, e quatro horas e 14 minutos nos fins de semana; 73% assistem TV todo dia e apenas 4% nunca assistem televisão regularmente (eu sou uma destes últimos).

    Entre eles, a Globo é ubíqua. Apesar de sua audiência estar em declínio há décadas, sua fatia ainda é de cerca de 34%. Sua concorrente mais próxima, a Record, tem 15%.

    Assim, o que essa presença onipenetrante significa? Em um país onde a educação deixa a desejar (a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico classificou o Brasil recentemente em 60º lugar entre 76 países em desempenho médio nos testes internacionais de avaliação de estudantes), implica que um conjunto de valores e pontos de vista sociais é amplamente compartilhado. Além disso, por ser a maior empresa de mídia da América Latina, a Globo pode exercer influência considerável sobre nossa política.

    Um exemplo: há dois anos, em um leve pedido de desculpas, o grupo Globo confessou ter apoiado a ditadura militar do Brasil entre 1964 e 1985. “À luz da História, contudo”, o grupo disse, “não há por que não reconhecer, hoje, explicitamente, que o apoio foi um erro, assim como equivocadas foram outras decisões editoriais do período que decorreram desse desacerto original”.

    Com esses riscos em mente, e em nome do bom jornalismo, eu assisti a um dia inteiro de programação da Globo em uma terça-feira recente, para ver o que podia aprender sobre os valores e ideias que ela promove.

    A primeira coisa que a maioria das pessoas assiste toda manhã é o noticiário local, depois o noticiário nacional. A partir desses, é possível inferir que não há nada mais importante na vida do que o clima e o trânsito. O fato de nossa presidente, Dilma Rousseff, enfrentar um sério risco de impeachment e que seu principal oponente político, Eduardo Cunha, o presidente da Câmara, está sendo investigado por receber propina, recebe menos tempo no ar do que os detalhes dos congestionamentos. Esses boletins são atualizados pelo menos seis vezes por dia, com os âncoras conversando amigavelmente, como tias velhas na hora do chá, sobre o calor ou a chuva.

    A partir dos talk shows matinais e outros programas, eu aprendi que o segredo da vida é ser famoso, rico, vagamente religioso e “do bem”. Todo mundo no ar ama todo mundo e sorri o tempo todo. Histórias maravilhosas foram contadas de pessoas com deficiência que tiveram a força de vontade para serem bem-sucedidas em seus empregos. Especialistas e celebridades discutiam isso e outros assuntos com notável superficialidade.

    Eu decidi pular os programas da tarde –a maioria reprises de novelas e filmes de Hollywood– e ir direto ao noticiário do horário nobre.

    Há dez anos, um âncora da Globo, William Bonner, comparou o telespectador médio do noticiário “Jornal Nacional” a Homer Simpson –incapaz de entender notícias complexas. Pelo que vi, esse padrão ainda se aplica. Um segmento sobre a escassez de água em São Paulo, por exemplo, foi destacado por um repórter, presente no jardim zoológico local, que disse ironicamente “É possível ver a expressão preocupada do leão com a crise da água”.

    Assistir à Globo significa se acostumar a chavões e fórmulas cansadas: muitos textos de notícias incluem pequenos trocadilhos no final ou uma futilidade dita por um transeunte. “Dunga disse que gosta de sorrir”, disse um repórter sobre o técnico da seleção brasileira. Com frequência, alguns poucos segundos são dedicados a notícias perturbadoras, como a revelação de que São Paulo manteria dados operacionais sobre a gestão de águas do Estado em segredo por 25 anos, enquanto minutos inteiros são gastos em assuntos como “o resgate de um homem que se afogava causa espanto e surpresa em uma pequena cidade”.

    O restante da noite foi preenchido com novelas, a partir das quais se pode aprender que as mulheres sempre usam maquiagem pesada, brincos enormes, unhas esmaltadas, saias justas, salto alto e cabelo liso. (Com base nisso, acho que não sou uma mulher.) As personagens femininas são boas ou ruins, mas unanimemente magras. Elas lutam umas com as outras pelos homens. Seu propósito supremo na vida é vestir um vestido de noiva, dar à luz a um bebê loiro ou aparecer na televisão, ou todas as opções anteriores. Pessoas normais têm mordomos em suas casas, que são visitadas por encanadores atraentes que seduzem donas de casa entediadas.

    Duas das três atuais novelas falam sobre favelas, mas há pouca semelhança com a realidade. Politicamente, elas têm uma inclinação conservadora. “A Regra do Jogo”, por exemplo, tem um personagem que, em um episódio, alega ser um advogado de direitos humanos que trabalha para a Anistia Internacional visando contrabandear para dentro dos presídios materiais para fabricação de bombas para os presos. A organização de defesa se queixou publicamente disso, acusando a Globo de tentar difamar os trabalhadores de direitos humanos por todo o Brasil.

    Apesar do nível técnico elevado da produção, as novelas foram dolorosas de assistir, com suas altas doses de preconceito, melodrama, diálogo ruim e clichês.

    Mas elas tiveram seu efeito. Ao final do dia, eu me senti menos preocupada com a crise da água ou com a possibilidade de outro golpe militar –assim como o leão apático e as mulheres vazias das novelas.

    *(Vanessa Barbara é uma colunista do jornal “O Estado de São Paulo” e editora do site literário “A Hortaliça”.)
    Tradutor: George El Khouri Andolfato

  41. PELO QUE LI, O POSTO DE OFICIAL CAPELÃO FOI EXTINTO,
    .
    LOGO APÓS O ESCÂNDALO DO CORONEL PALOPILO PEGADOR…

  42. Muito se fala em economia com a desmilitarização. Será?
    Em 1970, a Guarda Civil de São Paulo, legalmente, tinha praticamente a mesma composição administrativa que a Força Pública. E por serem compatíveis entre si os órgãos, postos e cargos houve a unificação.
    Hoje, muitas guardas civis, municipais, replicam a mesma estrutura organizacional da PM estadual: setor de saúde, canil, choque, operações especais, “selva urbana” (ambiental), coral… Até desconfio de que tem GCM de São Paulo ganhando muito mais que muitos policiais civis.
    O problema não é a tal da militarização, pura e simplesmente.

  43. A VERDADE É A SEGUINTE.
    TODOS ESSES BOSTAS DESSES PC E PM(PRAÇAS) SAO TODOS RECALCADOS E INVEJOSOS,METEM O PAU NOS OFICIAIS, MAS A VERDADE É QUE TODOS QUERIAM SER OFICIAIS PM NAO TENDO COMPETENCIA PARA ISSO.
    PRESTEM ATENÇAO UM 2 TENENTINHO MANDA PARA CARALHO UM PRAÇA NAO MANDA PORRA NENHUMA OPEARACIONAL ENTAO NEM SE FALA TODOS UNS PEOES DE OBRA ( PORTEIRO,MOTORISTA,CARTEIRO TODOS UNS BOSTAS.
    E PAREM COM ESSA PORRA DE DESMILITARIZAÇAO, ISSO NUNCA VAI ACONTECER.
    PCS QUEREM MANDAR PRA CARALHO SEJAM OFICIAIS PM. BANDO DE BURROS MOTOROLAS DE DELEGADOS.

  44. Hélio disse:

    Quanto custa as mordomias dos delegados? Quanto custa os aluguéis de imóveis da pc? Quanto custa o retrabalho? Antes de falar em qualquer coisa, tem que se acabar com essa carreira que não serve de nada, custa caro, e não vaz nenhum sentido, que é a carreira de delegado
    ________________________________________________

    Cara, você deve sofrer de síndrome de Estocolmo.

  45. J Claudio, Inquérito Policial é um procedimento administrativo e dispensável, podendo ser suprido por outro meio mais eficiente e a cargo do MP, por exemplo. O auto de prisão de prisão em flagrante é uma atribuição do delegado que deve, obrigatoriamente, ser analisado no máximo em 24 horas por um juiz de direito, sendo um “poder” bem relativo, prerrogativas essas que diante do exposto, poderiam ser adotadas pelo próprio escrivão ou investigador, sem maiores transtornos. Assim, para que serve um delegado? Além do que, o Oficial da PM tem uma função similar ao Inspetor da PRF, Supervisor ou Cmte de Guarda Municipal, ou seja, sempre vai existir, independente do modelo adotado (municipal, civil, carreira única, etc), um nível de supervisão do órgão policial com atribuição preventiva, ou seja, quem é dispensável no contexto da segurança pública? Fica a reflexão.

  46. Boa noite!

    Senhoras e Senhores.

    Temos que enxergar certos problemas com outros olhos.

    Por exemplo:

    Quando vão punir politico corrupto, prender e jogar a chave fora?

    Quando vão prender esses administradores que sacaneiam a população e gastam além do óbvio?

    Quando vão prender esse pessoal que dilapidam os cofres públicos e inventam estórias da carochinha para enrolar a população?

    Quando vão prender esse pessoal que rouba descaradamente e não justificam nada e nem tampouco são responsabilizados pelos prejuízos?

    Quando vão punir os responsáveis pela falta de água em São Paulo?

    Quando vão parar de cobrar a população pelos erros destes partidos políticos de quinta categoria?

    ETC… ETC… ETC..

    Caronte

  47. De olhos fechados e mãos postas, peço Senhor, pelo sucesso do ciclo completo que trará alívio as policias civis que poderão investigar seus casos com calma e sucesso e os escrivães terão mais paz. As cotas do Ministério Público oriundas de autos de prisão em flagrante não caíram sobre os ombros da PC, como uma doença que arrasta por meses e ficarão naquelas nas mãos do inimigo (de farda).
    Ofícios de última hora, não irão flagelar os calejados dedos dos escrivães e liberarão os investigadores para rua para fazerem o santo trabalho de investigar. Oh! Senhor! Os Habeas Corpus não cairão como raios em nossa cabeça! A responsabilidade da aplicação dos direitos humanos será divida.
    A falta de papel, De tinta, de xerox, não nos perturbarão mais. Estaremos libertos das legitimações, com aquela tinta nojenta! Senhor ! Só tenho agradecer!! Porque realizareis o ciclo completo, a PC não precisará ser um depósito de lixo, com aquelas apreensões dos flagrantes!!! Dinheiro apreendido nunca mais!! nunca mais!!! Amém irmão!! Amém?

  48. Dr. Eduardo,

    A Guarda Civil jamais teve a mesma composição administrativa que a Força Pública; não havia quaisquer compatibilidades entre cargos, graduações, patentes e cargos.
    Tanto que a unificação efetuada a fórceps com base no AI-5 , acarretou graves danos funcionais aos membros de ambas as corporações; especialmente aos Praças da Força Pública , Guardas e os optantes que permaneceram no quadro em extinção. De se conferir o DECRETO-LEI N. 217, DE 8 DE ABRIL DE 1970.
    A compatibilidade foi desenhada para atender os interesses do oficialato e dos inspetores. Lembrando que a Guarda Civil nunca esteve presente em todo o estado, atuando mais na Capital, Campinas e Santos; além de pifiamente numa ou outra cidade do interior .
    Quanto ao custo da militarização, tem cabimento uma pessoa ser aposentada compulsoriamente com menos de 50 anos de idade , com direito a promoção e paridade ?

    Por fim, certamente há GCM ganhando muito mais do que muitos policiais civis – aliás, qualquer coisa ganha mais do que policiais civis – mas não há GCM ganhando mais do que policiais militares.

  49. Dr. Guerra,
    Justamente baseado na legislação da época e na forma do enquadramento é que, na minha opinião, houve compatibilidade entre as funções unificadas. Aliás, foi com base na legislação de 70-74 que pude compreender por qual razão um GCM ( antigo vizinho que não vejo faz quase 18 anos) fazia referência ao sargento, ao tenente da sua Cia… Tudo como se fosse uma realidade dele.
    E o Sr. está correto: GM de São Paulo.
    Mas hoje, temos uma PM e várias GM replicando em municípios sem recursos a estrutura da PM.
    O problema, sei que Dr. Guerra não concorda, não é a PM por si só.
    Sobre a idade para aposentadoria, 50 anos é cedo… Mas o modelo fosse aplicado para a PC, haveria reclamação? Integral8dade e paridade não é a todo tempo reclamada aqui no Flit?
    É ruim financeiramente aposentar aos 50 anos, mas também poder ser bom estruturalmente. Difícil é o equilíbrio.

  50. http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/esquema-de-seguranca-armado-pela-usiminas-e-questionado-por-sindicalistas/?cHash=4a3e465640eb97262526eb4506135c04

    Esquema de segurança na Usiminas é questionado por sindicalistas

    Imagem divulgada por sindicalista mostra policiais militares jantando em siderúrgica

    O forte esquema de segurança montado a pedido da Usiminas, em frente à portaria da siderúrgica, em Cubatão, desde o início da madrugada desta quarta-feira (11), provocou revolta dos manifestantes.

    Horas antes do início da manifestação contra os cortes anunciados pela Usiminas, dezenas de policiais militares já estavam a postos dentro da própria siderúrgica. A segurança foi reforçada por policiais militares do 2º Batalhão de Ações Especiais (Baep) da Baixada Santista, juntamente com a Cavalaria.

    Uma imagem enviada para A Tribuna On-line mostra o momento que os PMs estão reunidos no refeitório da empresa, jantando, por volta da meia-noite.

    “A Usiminas se utilizou da força policial e o Governo do Estado disponibilizou a Polícia Militar para impedir a livre manifestação dos trabalhadores”, comentou Ana Paula.
    Conforme apurado por A Tribuna On-line, o refeitório da Laminação da Usiminas foi aberto exclusivamente para os policiais militares dentro da empresa.

    A Tribuna On-line procurou a Usiminas e a Polícia Militar para comentar o caso, mas ainda não houve retorno.

  51. Dr. Eduardo,

    Melhor dizer que com base no AI-5 os cargos das carreiras da Guarda CiviL foram inicialmente compatibilizados com a hierarquia da Força Pública, logo depois os Guardas passaram a ser perseguidos disciplinarmente em razão da incompatibilidade de formações e expulsos a baciada.

    Não existe nenhuma razão para esse seu vizinho GCM fazer referencia às graduações e patentes da PM como sendo realidade dele, especialmente com base na legislação de 70 – 74, pois – salvo engano – a GCM da Capital foi criada pelo Janio no meado dos anos 1980.

    É claro que ninguém reclama gozar privilégios, mas qual o motivo de militares gozarem de normas previdenciárias muito mais benéficas do que os civis ?

  52. Guerra
    De fato a unificação não foi boa para a PM e tão somente.
    Muitos Guardas Civis vieram como oficiais e vc pode ver que dentre os coronéis da reserva são os que recebem os maiores salários..
    Desmilitarizar e uma coisa que nunca vai acontecer.
    De fato existem oficiais que pensam que sao deuses e outros tem certeza.
    Mas temos ótimos comandantes na corporação.
    Temos praças formados em nível superior em áreas diversas.
    Essa lambança de falar mal de uma ou outra policia e própria de cabeças pequenas.
    Que deveriam se unir e dar um basta a esse DESgoverno tucano..
    Tao ruim quanto o PT.
    Oficiais dão despesa sim.
    Mas delegados usam carros frias para andar para todo canto, buscar filhos na escola.
    Levar filhos para outro estado.Etc…
    Se existe tanto crime na PM e não digo que não.
    Porque os sábios e corajosos Policiais Civis não os PRENDEM e colocam na vala comum dos presídios.
    Hj para seu governo GUERRA os praças tem situação financeira muito melhor ate a nivel de coronel pois nunca param de trabalhar nos bicos.
    Esposas são formadas e vivem muito bem e sem arrogância.
    Falam que praça não manda nada é pura burrice.
    Oficial tb não manda.
    Existem leis e regulamentos e eles so os aplicam. Se não for assim não se cumpre e pronto.
    Agora puxa saco tem em todo lugar.
    Ladrões tb.
    Tenho ótimo relacionamento com policiais civis.
    Aqui somos parceiros.
    Delegados sim são verdadeiros pavões em relação a seus operacionais.
    DOUTORES.
    Mas conheço muitos que são bons FUNCIONÁRIOS públicos.

  53. FORMADA FRENTE PARLAMENTAR EM APOIO A ADOÇÃO AO CICLO COMPLETO DE POLÍCIA.
    Na tarde desta terça-feira dia 10 de novembro, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados em Brasília-DF, ocorreu o lançamento da FRENTE PARLAMENTAR EM APOIO A ADOÇÃO AO CICLO COMPLETO DE POLÍCIA.
    O evento foi presidido pelo Deputado MG Subtenente Gonzaga e contou com a presença de vários Parlamentares, Policiais Militares, Rodoviários, Federais, representantes do Ministério Público e da Sociedade Civil.
    Numa visão geral, todas as falas foram unânimes no sentido de ampliar e qualificar a discussão para adoção do Ciclo Completo de Polícia no Brasil promovendo as alterações Constitucionais e legais necessárias.
    É Mais uma oportunidade para o debate este tema, com foco no esclarecimento desta temática para Autoridades,  Parlamentares e Sociedade em Geral.

  54. Dr. Guerra, bom dia.
    Não posso dizer da realidade fática dos anos 70, porque meus pais nem se conheciam ao tempo do Decreto-lei 217/70.
    Mas ouvi, também de meu pai, algumas considerações e impressões acerca da Guarda Civil ao tempo da unificação. Analisando outros documentos, pessoalmente, penso que talvez não fossem tão excepcionais assim, apesar de possivelmente serem diferenciados para os padrões daqueles tempos.
    Observando o tema apenas com base no texto legal, na minha opinião, não havia incompatibilidade alguma e o documento falava expressamente em aproveitamento dos guardas. Mas papel admite todo o tipo de mentira, embora há muitos casos de vários Guardas que se aposentaram décadas mais tarde como PM.
    O interessante é a regulamentação da época e que, naquele momento, deu para o efetivo a destinação que o Estado julgava necessária: atuação voltada para a ORDEM PÚBLICA. Muito pouco se fala, até hoje, em “policiamento preventivo”, embora a seja recorrente o uso do termo “ostensivo”. Preventivo especializado, conforme uma outra discussão nossa, consta da LOP como atribuição da PC.
    Mas estas são impressões de um gaiato, que não soube e não sabe da “realidade real”. Fala apenas com base na história do papel.
    —–
    Sobre aposentadorias: muito civil do Banco do Brasil e do Banespa foi aposentado com bons proventos, bem cedo. A coisa mudou depois de 1994 e não sei como podem estar hoje.
    Hoje, professores e profissionais da saúde podem ter duas aposentadorias. Alguns mais antigos contam, hoje, com proventos totais de mais de R$ 12.000,00… Acima desse valor, acho desnecessário para todos.
    Aposentar o policial de rua com 50 anos? Talvez fosse adequado passá-lo para o serviço interno por volta dos 40 anos e aumentar uns 10 anos a idade para aposentadoria.
    As regras do regime policial militar foram propostas por alguém, votadas por alguém e sancionadas por alguém.
    Acho que a pergunta deveria ser a seguinte: “Qual o motivo de policiais civis gozarem de normas previdenciárias muito mais desvantajosas do que os militares?”.
    Pensar de forma contrária é seguir a dinâmica imposta pelo Governo. Não se aumentam salários, porque todos o funcionalismo civil ganha mais ou menos igual.
    A paridade é algo que deve mesmo ser repensada, para TODOS.

  55. EDU,

    A Guarda Civil era uma corporação pestilenta, mas fazia boa figura nas Lojas Americanas e afins; principalmente nos bairros mais nobres da Capital.
    A Força Pública ficava na quebrada fazendo o que faz até o presente.
    Com a unificação os da Força Pública passaram a comer onde os Guardas comiam.
    Os delegados apuravam os crimes mais violentos, mas nunca devolveram nada para as vítimas de crimes contra o patrimônio e ainda cobravam ajuda para as diligências.
    Tudo ladrão!

  56. EDU,

    A Guarda Civil era uma corporação pestilenta, mas fazia boa figura nas Lojas Americanas e afins; principalmente nos bairros mais nobres da Capital.
    A Força Pública ficava na quebrada fazendo o que faz até o presente.
    Com a unificação os da Força Pública passaram a comer onde os Guardas comiam.
    Os delegados apuravam os crimes mais violentos, mas nunca devolveram nada para as vítimas de crimes contra o patrimônio e ainda cobravam ajuda para as diligências.
    Tudo ladrão!

Os comentários estão desativados.