Mensaleiros do tráfico – BOPE mostra a verdadeira face: BANDIDOS DE ELITE…( Foram presos apenas 5 recolhas ) 18

EXCLUSIVO: Mensagens mostram como agentes do Bope ajudavam criminosos do Rio

Ao informar a facção do Comando Vermelho sobre operações policiais, grupo da tropa de elite contribuiu para manter à solta alguns dos maiores bandidos cariocas

Por: Leslie Leitão, do Rio de |Janeiro

  •  

O Batalhão de Operações Especiais (Bope), tropa de elite do governo fluminense, veio aos holofotes na semana passada não por razões que honram a farda. Cinco de seus integrantes, um sargento e quatro cabos, foram presos depois que a subsecretaria de Inteligência (SSinte) e o Ministério Público reuniram informações para cravar que, no lugar de trabalhar pelos cidadãos de bem, esta banda podre do batalhão agia em prol da bandidagem havia pelo menos um ano. Antes de sair do quartel para fazer a patrulha, os agentes avisavam os marginais. Isso mesmo: era tudo fachada. VEJA teve acesso a trocas de mensagens entre o bando corrompido do Bope e integrantes do alto escalão do crime, material que desencadeou a operação “Black Evil” (mal negro, alusão à cor do uniforme da tropa) . O conteúdo escancara detalhes desta extensa rede criminosa.

Às 7h24 minutos da manhã de 17 de setembro uma mensagem de texto pipocou em um grupo do BlackBerry Messenger (BBM), sistema criptografado de mensagens muito usado por traficantes do Comando Vermelho (CV): “O Preto 4 avisou que vão sair daqui a pouco mas ainda não sabe pra onde vão. Geral do CV fica ligado pra não sofrer surpresa desagradável”. Várias áreas dominadas pela maior facção criminosa do Rio de Janeiro recebiam, naquele instante, um alerta de que homens do Bope estavam se preparando para sair às ruas supostamente para fazer seu serviço. Às 8h17, já ciente de que a operação não seria em domínios do CV, o cabo Maicon Ricardo informou de forma sucinta: “Ninguém de vocês, não”.

O aviso daquela manhã de setembro era um alerta rotineiro. “Eles davam bom dia e boa noite para os traficantes, só para dar uma satisfação”, conta a promotora Angélica Glioche. Essa era uma das obrigações do acordo: sempre dar o alerta de que haveria uma ação policial, ainda que ainda não soubessem o lugar preciso da operação. Pela venda das informações, os agentes faturavam até 10 000 reais semanais por favela. Estima-se que pelo menos onze delas tenham sido blindadas pelo esquema.

As mensagens chegavam a informar o Comando Vermelho até mesmo quando as ações policiais atingiriam uma facção rival. Em 8 de agosto, às 14 horas em ponto, veio o aviso: “Pessoal na rua. Saindo agora (para a) Pedreira”. Como o Morro da Pedreira, controlado pela quadrilha Amigos dos Amigos (ADA), é vizinho a um conjunto de favelas comandadas pelo CV, integrantes do bando começaram a enviar mensagens ao PMs para saber se nada mesmo aconteceria no naco deles. “Mas chapa (Complexo do Chapadão) vai não, né?! Só Pedreira mesmo?”, quis saber um criminoso. À confirmação seguiu-se o alívio e um pedido: “Valeu, tranquilo. Qualquer coisa dá o alô. Valeu”. Também notícias de prisões de rivais do crime eram recebidas em primeira mão pelos altos quadros do CV.

Em uma mensagem, um dos homens do Bope dá a “boa notícia” à bandidagem: “Falaram ki (sic) prenderam o peixe dos alemão (os rivais) agora.” Quem assina é o sargento André Silva de Oliveira. Depois de 26 minutos, o grupo recebe uma prova da informação: a foto de Rafael Alves, o Peixe, e seu braço-direito, Marco Antonio Sena, o Lambão, da favela Vila Aliança, dentro da viatura do Bope — momentos após a dupla ser capturada em um condomínio de classe média da Barra da Tijuca.

A foto de Peixe e Lambão enviada por agentes do Bope para o grupo dos bandidos, provando que um dos principais inimigos do CV estava preso
De dentro da viatura: a foto de dois criminosos do alto escalão de uma quadrilha rival foi enviada pelo Bope a integrantes do CV assim que eles foram presos(Internet/Reprodução)

Mensagens obtidas por VEJA mostram certos padrões nas conversas. O cabo Maicon Ricardo Alves da Costa, identificado como Preto 1, mantinha o canal sempre aberto para se comunicar com criminosos identificados como Lord of War, Lili pro Fu, Lobo Mau, Dumbo e Vênus, entre outros. Já “Preto 4” seria, de acordo com a denúncia dos promotores, o cabo Rodrigo Mileipe Vermelho Reis, que apesar de lotado no Bope integrava a escolta pessoal de Marcelo Montanha, chefe de gabinete do secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame. “O Bope é o farol da PM. Esses homens estavam desonrando nossa história e o que cultuamos no nosso dia a dia. A gente precisava dessa resposta”, diz o tenente-coronel Carlos Eduardo Sarmento, comandante da tropa de elite do Rio.

Cabo Maicon Ricardo, de acordo com as investigações, era o Preto 1
O cabo Maicon Ricardo: um dos cinco presos por ganhar dinheiro para passar informações às quadrilhas.(Internet/Reprodução)

  1. “os agentes faturavam até 10 000 reais semanais por favela. Estima-se que pelo menos onze delas tenham sido blindadas pelo esquema”
    _____________________________________________________________________________________________________

    Tem que ter mais controle sobre os policiais, pois a quantia em questão é muito grande, e logo logo outros serão corrompidos se nada for feito.

  2. Colega,
    Pelo estilo do seu comentário VC parece não ser polícia! Se for deve ser maçaneta! Acha mesmo que a PM aqui e em todos os demais estados não tem esses esquemas? Acha que a rota não é corrupta? Vamos acordar né!

  3. Belo trabalho do MP e corregedoria da PM, mostra que não há corporativismo, que se preciso for corta-se na própria carne para expurgar os maus policiais que desonram a sagrada farda preta do Batalhão de Operações Especiais.
    Muito preocupante é o rótulo de corrupta da PC/SP, sem que haja uma operação da corregedoria para esclarecer tais fatos.
    Ainda bem que o MP/SP é um órgão atuante.

  4. Longe de mim querer generalizar, mas esta é a realidade. Bem diferente daquela fantasia ridícula que virou filme.

  5. Só tem comédia mesmo!
    MP\SP está utilizando de um poder que nunca lhe foi atribuído constitucionalmente, que é o poder de polícia judiciária! E está fazendo isso tentando desmoralizar a VERDADEIRA polícia judiciária, que no nosso Estado é a Polícia Civil. Está fazendo isso investigando e prendendo seus integrantes em uma guerra particular contra nós, como se somente na Polícia Civil houvessem corruptos, e utilizando nossos cocoirmãos que nos odeiam pra isso que é a PM.
    Se começarmos a investigar membros do MP\SP veremos que existe corrupção, na PM a mesma coisa, e vou além, em TODAS as instituições existe corrupção! O problema é que o MP está atuando em causa própria, prendendo policiais civis, muitas vezes sem provas, com o intuito de nos desmoralizar e nos destruir como instituição, pavimentando assim o caminho para eles conseguirem legalizar suas investigaçoes que até hoje é objeto de discussão nos tribunais serios (leia-se STJ e STF, porque o TJ\SP é uma piada).
    A verdade que todo policial civil tem um inimigo declarados que é o MP. A PM lambe o saco dos promotores devido a promessa que eles serão a polícia investigativa do MP. Ta aí pra quem quiser ver!

  6. Oficial dessa tropa de elite anda de nave que custa milhares de dólares. Agora o inimigo é outro! Será que tem gente na Rota - cagadora de regras - gozando de tais benefícios? disse:

    Precisei de apoio de um guincho da seguradora. O guincheiro colocou o carro na plataforma e eu fui com ele na cabine, conversando. Disse que um oficial da tropa de elite em questão havia utilizado os serviços dele para retirar uma Porshe Panamera para o Rio. Porshe Panamera? Oficial? E que a goma do cara era no melhor bairro do Rio.

  7. Bom dia!

    Senhoras e Senhores

    Que tem “fuinhas” correndo junto com o crime, vendendo armas, munições e equipamentos eletrônicos, não é nenhuma novidade.

    Que tem “fuinhas” que desvia produtos toxicológicos ou alucinógenos nas apreensões, também não é novidade.

    Como também não é novidade a existência de fiscais, auditores, políticos, banqueiros, empresários, aduaneiros, serem corruptos e completamente nocivos ao povo brasileiro.

    O que tem que acontecer é uma verdadeira faxina e uma severa punição para àqueles que insistem na conivência e co participação nesta horrorosa empreitada criminosa.

    Estes indivíduos praticam ou facilitam o crime não tão somente pela fragilidade das leis ou na sua aplicação, mas sim pela ganância e por quererem uma vida fácil mesmo que essa medíocre vida contribua negativamente com a sociedade.

    Cadeia neles!!

    Estes procedimentos devem partir de cima para baixo, ou seja, a começar pelos altos escalões da sociedade.

    Caronte.

  8. A gloriosa vai empregar mil PM para o combate a dengue.

    Serão milhares de morte em decorrência de intervenção policial.

    Adeus aedes aegypti!!!!

    Organização DM (direitos dos mosquitos) ameaça representar na ONU.

    PC acha que é brutalidade militar, e devem ser preservados os direitos constitucionais dos aedes aegypti, conforme o Art 5 da CF.

    Dr Guerra prega a paz (como sempre) e o diálogo aqui no Flit.

    Estudantes secundaristas ameaçam fechar principais avenidas se de algum modo afetar a flora (Cannabis sativa)

    PC do B, PSOL e etc, ameaçam trancar a pauta no congresso.

    e aí vai…

  9. SR. CARONTE, BOM DIA !, RAPAZ NESSA NOSSA P.C. EXISTE DE TUDO. LEMBRO-ME QUANDO ESTAVA NA ATIVA UM TIRA MANCOMUNADO COM O TITULAR, APREENDERAM UMA CARRETA DE ELETRODOMÉSTICOS PRODUTO DE ROUBO. ACONTECE QUE APÓS A APREENSÃO, O TIRO, PASSOU A DISTRIBUIR E A VENDER AQUELES PRODUTOS. OCORRE QUE A VÍTIMA DESCOBRIU A FALCATRUA E, EXIGIU A DEVOLUÇÃO DE TODA A CARGA. SABE O QUE ACONTECEU !, RUA PARA O TIRA, SENDO QUE O MAJURA CONSEGUI SE SAFAR E ESTÁ ATÉ A PRESENTE DATA NA ATIVA. RAPAZ, ME AJUDEM AÍ Ó!

  10. Bom dia!

    Senhoras e Senhores.

    Caro “João Brejeiro”

    O homem é suscetível a “n” fatores, principalmente aos desejos e anseios mundanos.

    Raros são àqueles que vestem a camisa da verdade e da honestidade, vinte e quatro horas do dia e, digo mais:

    Ele não cobiça enquanto o próximo estiver próximo; ele não rouba o que não pode levar; e, não mata mais porque não é mais primário.

    Só teremos sossego nesta terra quando de fato extirparmos essas ervas daninhas do nosso meio. Enquanto isso meu querido!!

    Estas aberrações continuam.

    Caronte.

  11. “Guerra nas ruas” faz cair a máscara de Alckmin

    Com pressa para chegar à TV Record, no final da tarde de quarta-feira, depois de Eduardo Cunha detonar a bomba do impeachment, o transito parou de uma vez: perto da avenida Rebouças, carros de polícia com sirenes ligadas e policiais a pé com armas nas mãos corriam atrás de estudantes em fuga carregando cadeiras em direção à avenida Paulista. Fazia tempo que não me assustava com uma cena como essa, muito comum nos tempos do regime militar.

    Durante toda a semana em São Paulo, estes confrontos entre a PM e jovens rebelados contra mudanças no ensino público se repetiram em diferentes pontos da cidade, transtornando a vida dos paulistanos que precisam trabalhar. A pancadaria correu solta, com bombas de gás lacrimogêneo pipocando, estudantes e professores sendo arrastados por policiais, spray de pimenta no ar, enormes congestionamentos. Apesar disso, quase 200 escolas estaduais continuam ocupadas pelos alunos.

    O caos já estava anunciado desde domingo quando o governo paulista resolveu transformar a “reorganização escolar” num caso de polícia. “Temos que ganhar a guerra final. E vamos ganhar!”, proclamou o chefe de gabinete da Secretaria da Educação do Estado, Fernando Padula Novaes, em encontro com 40 dirigentes de ensino, “todos de confiança do governo”, segundo suas palavras.

    O resultado desta insanidade está estampado no resultado da pesquisa Datafolha divulgada na sexta-feira: “Popularidade de Alckmin despenca”. Pela primeira vez, a avaliação de ruim/péssimo (30%) superou a de ótimo/bom (28%) do governador tucano.

    Demorou, mas caiu a máscara de bom moço de Geraldo Alckmin, no final do primeiro ano do seu quarto mandato no Tucanistão, onde reina impávido desde 2001, sempre sob a proteção da mídia amiga. Quem melhor definiu o cenário foi o filósofo Vladimir Safatle em sua coluna na Folha de hoje, sob o título “Guerra contra a educação”, que começa assim:

    “O governador Geraldo Alckmin governa São Paulo como se aqui fosse um imenso cafezal adquirido por herança. Sua lógica não é muito diferente daquela própria aos antigos barões do café que tomavam decisões sobre a província de São Paulo em salões fechados, viam manifestações e greves como crime produzido por “arruaceiros” a quem a única resposta era o porrete da polícia e estavam mais preocupados sobre o que saia nos jornais do que como a população, de fato, recebia suas medidas administrativas. O governador pode vestir trajes de barão de café porque é beneficiário da “malemolência midiática” vinda de certos setores da imprensa”.

    De quase todos os setores da imprensa, eu acrescentaria, beneficiados por generosas verbas publicitárias e compra de publicações para as escolas, além da afinidade ideológica. O muro de proteção da mídia erguido em torno do Palácio dos Bandeirantes começou a ruir, no ano passado, quando já não dava para esconder a crise no abastecimento de água que atingia boa parte da população, por conta da incúria e da soberba da Sabesp. Desde as eleições do ano passado, quando camuflaram a crise da água, não para de descer a curva de aprovação de Alckmin e de subir a de reprovação.

    O maior problema do governador tucano, no entanto, é que a maioria da população já não acredita no que ele fala. Segundo o Datafolha, “de cada dez paulistas, oito estão convencidos de que o governo Alckmin só fornece informações a respeito de assuntos que interessam ao próprio governo”. Mesmo assim, seis de cada dez eleitores paulistas são contra as mudanças anunciadas no ensino público que levarão ao fechamento de 92 colégios e à transferência de 311 mil alunos. Mais da metade da população (55%) apoia as ocupações das escolas feitas pelos estudantes.

    O governador Geraldo Alckmin corre o risco de perder não só a guerra da educação, mas também a da comunicação, que sempre foi o grande trunfo dos seus múltiplos mandatos.

    SÓ FALTA CAIR COM RELAÇÃO A SEGURANÇA.

    E POR FALAR EM SEGURANÇA AQUELE GRUPO DE ESTUDO QUE PASSA DE ANO DE FORMA PROGRESSIVA SEM APRENDER E RESOLVER NADA, NÃO ERA O MÊS DE DEZEMBRO PARA SE POSICIONAR ??????? ENQUANTO ISSO AS ASSOCIAÇÕES COM VOTOS DE BOAS FESTAS. KKKKKK

  12. Marconi acaba com quinquênio e licença-prêmio dos servidores

    Divulgação

    Mesmo às vésperas do Natal, o governador Marconi Perillo (PSDB) enviou para a Assembleia Legislativa mais um absurdo ‘pacote de maldades’ em desfavor dos servidores públicos estaduais. O conjunto de projetos visa acabar (e não apenas suspender) conquistas históricas dos funcionários públicos como a licença-prêmio remunerada e o quinquênio – abono incorporado ao salário dos servidores a cada cinco ano.

    Os projetos de lei começam a tramitar na Casa nesta terça-feira, 15, última semana de trabalhos no legislativo. A informação foi divulgada pela coluna Giro desta terça-feira, 15.

    Outro projeto de lei enviado para aprovação dos deputados mexe na aposentadoria dos servidores públicos. O tucano quer criar uma aposentadoria complementar, aumentando o desconto em folha, para os funcionários que quiserem aposentar-se mantendo seus vencimentos integrais. Quem não aderir à mudança, terá a aposentadoria comprometida.

    Os projetos devem ser lidos nesta terça na sala das comissões reunidas da Assembleia. Se aprovado, deve seguir amanhã para primeira votação em plenário. Se os planos de Marconi Perillo não forem alterados, na quinta-feira, 17, os servidores públicos já terão conquistas históricas retiradas pelo atual governo.

  13. Tem muito colega que fica fazendo comparações da Polícia brasileira com polícia norte americana, por que lá é assim, lá é assado, lá eles fazem e acontecem, andam bem vestidos, armas novas, e blá, blá blá, eu eu com toda calma falo: – Lá também não tem recolhe…

  14. GENTE, PESSOAL !, E OS NOMES DOS “RECOLHAS” E DE SEUS CONTUMAZES ASSECLAS, NINGUÉM VAI NOMINÁ-LOS. EU, INFELIZMENTE NÃO TENHO ESTA CONDIÇÃO POIS JÁ ME ENCONTRO NA INATIVIDADE. MAIS SE ESTIVESSE NA ATIVA, NÃO TITUBEARIA EM DENUNCIAR ESSA CORJA. E, ME AJUDEM AÍ Ó !….

  15. INFELIZMENTE MAUS POLICIAIS E MAUS FUNCIONÁRIOS EXISTEM EM TODOS OS LUGARES, E ISSO É OBRIGAÇÃO DOS BONS PROCURAREM LIMPAR O SEU AMBIENTE DE SERVIÇOS DESSES VERMES, AJUDANDO A SUA INSTITUIÇÃO A SEPARAR O TRIGO BOM DO RUIM ( JOIO)

  16. Salvo juízo de intelectuais exponho a voces o seguinte:

    1º – a primeira parcela do 13º salario (50%) é paga pelo governo no mes do aniversario correto? então junte o salario do mes mais 50% do 13º salario e dará um (x) e deste o governo descontou 1200,00 reais de IRPF.

    2º – a segunda parcela do 13º salario, foi paga agora em dezembro.
    – o governo descontou 1200,00 reais de IRPF do pagamento no 5º dia util e……..
    – o governo descontou novamente na segunda parcela do 13º dia 18DEZ mais 1200.00 reais

    Ou seja na primeira parcela pagamos 1200,00 reais – salario + 50% do 13º.
    na segunda parcela pagamos 2.400,00 reais – salario + 50% do 13º.

    Que porra de conta é esta que não entendi nada.
    Porque paguei o dobro de IRPF em dezembro????

    Alguma alma boa para explicar?
    Ou tem que acionar na justiça e esperar 10 anos para receber de volta o que estao descontando a mais em dezembro?

Os comentários estão desativados.