Guilherme Santana era o “Cinquentinha” da Corregedoria, Nestor Sampaio é o “Cinquentão” 33

Corregedoria recebe ‘mensalão’ de policiais para evitar investigações

Por iG São Paulo

De acordo com “O Estado de S. Paulo”, policiais civis pagavam R$ 50 mil mensais para que funcionários do órgão informassem a delegacias sobre operações do MP e denúncias

Fachada da Corregedoria Geral da Polícia Civil, na rua da Consolação, em São Paulo
Eduardo Ferreira/Futura Press

Fachada da Corregedoria Geral da Polícia Civil, na rua da Consolação, em São Paulo

Até R$ 50 mil mensais pagos por policiais corruptos à Corregedoria da Polícia Civil para que fossem evitadas investigações contra eles e, ao mesmo tempo, para que recebessem informações privilegiadas a respeito de testemunhas de desvios dentro da corporação.

De acordo com reportagem do jornal “O Estado de São Paulo”, o ‘mensalão’ pago por policiais ao órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) está com investigações avançadas por parte do Ministério Público. A principal prova da acusação é um vídeo de segurança no qual promotores de Justiça aparecem sendo enganados por policiais civis que facilitam a fuga de dois investigadores acusados de corrupção.

Com base no depoimento de um policial, a investigação afirma que corregedores vendiam proteção a quem deveriam investigar e prender por valores que chegavam a R$ 50 mil por mês. A SSP, que se pronunciaria sobre o caso em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (21), ainda não havia afastado nenhum profissional de suas funções até a publicação desta notícia.

O caso tem ligação com as prisões dos investigadores Mario Capalbo e Raphael Schiavinatto, da 3ª Delegacia de Investigações Gerais, ocorridas em novembro. Eles são acusados de exigir R$ 300 mil em propina de uma empresária para que ela não fosse investigada por irregularidades tributárias.

guilhermesantanaA partir da esquerda Delegados Jorge Miguel, Haroldo Ferreira, Manoel Aranha Peixe, Cyro Vidal, Guilherme Santana e Alvaro Luz Franco Sobrinho.

Guilherme Santana era conhecido pelo apelido de “Cinquentinha” , supostamente por ser conterrâneo e fisionomicamente parecido com um antigo jogador do Santa Cruz de Pernambuco que teve passagem pelo Corinthians . 

Nestor Sampaio  ficará conhecido como o Corregedor do “mensalão”…

É o Cinquentão  ( R$ 50.000,00 ) da Polícia Civil . 

  1. Essa do “cinquentinha” eu ouvi em 1996. Um cara, o qual disse ter trabalhado com o mesmo
    quando ele ainda era escrivão, falou que o dito cobrava até por atestado de pobreza, kkkkkkkk
    Velhos tempos, kkkkk

  2. Valeu doutor Guerra! Preciso como sempre. Abraço e boas festas!

  3. Segundo o Estadão o Sr. Waldir foi chefe dos tiras do Delegado Ozilak, uma das maiores vergonhas da história da PC. Como alguém coloca o chefe do Ozilak (digitem esse nome no Google) como chefe da Corregedoria? É no mínimo “dolo eventual” de corrupção.

    Tenho amigos com quem já trabalhei e estão na Corregedoria há alguns anos e que estão revoltados por terem seus nomes jogados na lama.

    Tem muita gente correta naquele prédio. Quatro ou cinco enchendo os bolsos e duzentos “trouxas” recebendo ligações da mãe, da tia, do irmão pra saber se está tudo bem porque viram a reportagem no JN, tendo que explicar em casa que não tem nada a ver com o caso.

  4. O ESTADO EMPURRA O CIDADÃO SERVIDOR PÚBLICO PARA CORRUPÇÃO, ALIÁS NESTE PAÍS, AQUELE QUE SE DISPOE A SER HONESTO É TAXADO DE TROUXA. INFELIZMENTE NUMPAÍS EMQUE NEYMAR É HERÓI, FUNK É MUSICA E PRESIDENTE SEMI ANALFABETO ELEGEVUMA SUCESSORA INCOMPETENTE NÃO DÁ PRA SE ESPERAR MUITO DOS SERVIDORES PÚBLICOS, O SISTEMA POLICIAL FOI FEITO PR FUNCIONAR MAL.

    VOCÊS JÁ VIRAM QUANTO o ESTADO PAGA DE ALUGUEL DO PRÉDIO DA CORREGEDORIA? o que tem a ver?
    Tem a ver que se estivéssemos num Estado sério,algum administrador sério, ja teria acabado com o DPPC e instalaria a Corregedoria naquele local. Caso tivéssemos um administrador sério , jamais permitiriam determinados policiais trabalharem na Corregedoria. Acordem pra reallidade o ” Cinquentão ” foi namorado da Pagodeira, dá pra decifrar esssa equação?
    O problema é só um , ou melhor a solução: DINHEIRO.

    No Brasil , que infelizmente não foi colonizado pelos Holandeses, o bagulho funciona assim, Dinheiro na mão, calcinha no chão”

  5. CORREGEDORIA DE POLÍCIA SÓ FUNCIONARÁ PLENAMENTE E SEM INTERESSES OBSCUROS, QUANDO HOUVER CONCURSO ESPECÍFICO, OBRIGANDO SEUS INTEGRANTES A ESTAGIAREM NOS PLANTÕES DOS DIVERSOS DEPARTAMENTOS. FICHA LIMPA FUNCIONAL E IMPOSSIBILLIDADE DE O INDIVPIDUO SER TRANSFERIDO PARA QUALQUER DEPTO DA POLÍCIA CIVIL.

  6. O ESTADO DE SÃO PAULO , A GLOBO A FOLHA DE SÃO PAULO E O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTÃO MAL INTENCIONADOS.

    O VÍDEO APREENDIDO NO DEIC NÃO É PROVA DE NADA, NINGUÉM ENGANOU NINGUÉM. OS OTÁRIOS SE DIRIGIRAM PARA A SALA DO DIRETOR NUM SENTIDO OPOSTO AO DA DEL. DOS POLICIAIS A SEREM DETIDOS. OS FODÕES DO MP E CORRÓ QUE VACILARAM, ESPERE AI A CORREGEDORIA VAI DAR UMA CANA E NÃO SABE ONDE DETERMINADA DEL ESTÁ INSTALADA? NÕ SABE OSPROCEDIMENTOS A SEREM OBSERVADOS?, E OS PROMOTORES POR QUE FORAM AO GAB DO DIRETOR? QUERIAM O QUE ? QUE OS DOIS TIRAS FICASSEM ALI PAGANDO PRA VER. QUEM TEM KU TEM MEDO!!!! MELHOR SE APRESENTAR COM O ANEL, DO QUE TOMAR UM GRAMPO SEM DEFESA. NINGUÉM INDUZIU OS PROMOTORES E OS CORREGEDORES A TOMAREM RUMO DIVERSO DO QUE LEVARIA ATÉ A DIG.

  7. A coisa é por aí mesmo Fubica.

    Por incrível que pareça a corrupção está tão enraizada no sistema que sem ela a polícia fica pior dependendo do ponto de vista.

    A má administração gera coisas bizarras como Chefe dos tiras pintando delegacia e arrumando viatura.

    Cria-se o mecanismo de deixar a Delegacia redonda e manter a cadeira. Pra isso investe parte do dinheiro ilícito pra
    continuar recebendo mais dinheiro ilícito.
    A simples existência de ganso já é fato conclusivo pra corrupção. O ganso vai trabalhar de graça? Quem vai pagá-lo? Vaquinha dos salários? E a verba de diligências que existe sim e seria pra isso? Vai pro bolso de alguém.
    Por isso que quem é honesto é taxado de trouxa.
    Isso são só pequenos exemplos.

  8. “De acordo com reportagem do jornal “O Estado de São Paulo”, o ‘mensalão’ pago por policiais ao órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) está com investigações avançadas por parte do Ministério Público. A principal prova da acusação é um vídeo de segurança no qual promotores de Justiça aparecem sendo enganados por policiais civis que facilitam a fuga de dois investigadores acusados de corrupção.”
    SE A “PRINCIPAL” PROVA DA ACUSAÇÃO É AQUELE VÍDEO MOSTRANDO OS PROMOTORES COMO VERDADEIROS IDIOTAS, SEM SABER PARA ONDE IR DEPOIS DE INGRESSAREM NO PRÉDIO DO DEIC, NÃO SE TEM ABSOLUTAMENTE NADA.
    OS DOIS INVESTIGADORES NÃO TINHAM, POR LEI, NENHUMA OBRIGAÇÃO, PRIMEIRO, DE SABER QUE OS PROMOTORES ESTAVAM LÁ, E, SEGUNDO, DE SE APRESENTAREM PARA SEREM PRESOS. ALIÁS, PROMOTOR NÃO TEM A FUNÇÃO NEM O DIREITO DE PRENDER NINGUÉM.

  9. Bom dia!

    Senhoras e Senhores.

    Somente digo que:

    Já ouvi que existiu um cidadão que era apelidado de “Quinzinho” ou seja, quinze por cento de tudo; e,
    Já ouvi também dizer que existiu um outro cidadão que fazia do Estado, seu quintal e, quando os policiais iam pedir aumento ele dizia: “vocês tem armas e distintivos, pra que aumento?”

    São tantas histórias, cujas histórias nos levam a pensar:

    Em quem devemos acreditar?

    Caronte

  10. Os excelentíssimos do parquet estão com orgulho ferido…..

    Infelizmente a imprensa para ter audiência altera os acontecimentos.

  11. Algumas indagações:

    1) E quando o MP instaura procedimentos investigatórios sem previsão legal, apelidados de PIC (Procedimento de Investigação Criminal), PAC (Procedimento Administrativo Criminal), dentre outros atentados ao Estado de Direito, os quais tramitam “intra muros” do “parquet”, com regras dispostas por meras Portarias, sendo arquivados ao talante do órgão ministerial? Aí, pode?

    2) Por que não se investiga a destinação final do suposto “mensalão”? Ou, considerando-se, por remota hipótese, que haja corrupção nos Departamentos, o total da arrecadação pára na pessoa do Diretor ou de seu recolha/laranja?

    Francamente,né…

  12. Atos do Governador
    SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA
    Decretos de 22-12-2015
    Aplicando:
    a pena de cassação de aposentadoria, nos termos dos arts.
    67, VII, 70, I, 74, II, 75, incs. II e XII, e 77, I, da LC 207-79, com as alte-
    rações editadas pela LC 922-2002, e à vista do que consta do pro-
    cesso DGP-3.893-12-SSP – vols. I ao VIII e apensos, a André Dahmer,
    RG 8.415.929, Delegado de Polícia, aposentado, do Quadro da Secre-
    taria da Segurança Pública. Defensores: Daniel Leon Bialski – OAB/
    SP – 125.000; Massao Simonaka – OAB/SP – 18.940; Ricardo André
    Simonaka; OAB/SP – 241.074; Thais Petinelli Fernandes – OAB/
    SP – 314.897; Carlos Alberto Marchi de Queiroz – OAB/SP – 23.185.
    a pena de demissão a bem do serviço público, nos
    termos dos arts. 67, VI, 70, I, 74, II, e 75, II, da LC 207-79, com as
    alterações editadas pela LC 922-2002, e à vista do que consta
    no processo DGP-3.893-12-SSP – vols. I ao VIII e apensos, a
    Luis Gustavo de Lima Pascoetto, RG 11.621.681, Delegado de
    Polícia, efetivo, do Quadro da Secretaria da Segurança Pública.
    Defensores: Daniel Leon Bialski – OAB/SP – 125.000; Massao
    Simonaka – OAB/SP – 18.940; Ricardo André Simonaka – OAB/
    SP – 241.074; Thais Petinelli Fernandes – OAB/SP – 314.897;
    Carlos Alberto Marchi de Queiroz – OAB/SP – 23.185.
    a pena de demissão a bem do serviço público, nos ter-
    mos dos arts. 67, VI, 70, I, 74, II, e 75, incs. II e XII, da LC 207-79,
    com as alterações editadas pela LC 922-2002, e à vista do que
    consta no processo DGP-3.893-12-SSP – vols. I ao VIII e apensos,
    a Tânia Flávia Nagashima Simonaka, RG 23.073.104, Delegado
    de Polícia, efetivo, do Quadro da Secretaria da Segurança Públi-
    ca. Defensores: Daniel Leon Bialski – OAB/SP – 125.000; Massao
    Simonaka – OAB/SP – 18.940; Ricardo André Simonaka – OAB/
    SP – 241.074; Thais Petinelli Fernandes – OAB/SP – 314.897;
    Carlos Alberto Marchi de Queiroz – OAB/SP – 23.185.
    DESPACHOS DO GOVERNADOR
    DESPACHOS DO GOVERNADOR,
    DE 22-12-2015
    No processo administrativo DGP-3.893-12-SSP – vols. I ao
    VIII (CC-126.390-15) c/aps. Cópia de Protocolo DIPOL-18-06
    – vols. I ao III (CC-126.391-15) + Req. de 24-9-15 (CC-142.623-
    15) + CC-135.648-15 + CC-133.247-15 + CC-147.069-15 +
    CC-154.650-15 + CC-136.927-15 + CC-158.777-15, em que
    são interessados André Dahmer e Outros: “À vista do apurado
    no presente processo administrativo disciplinar, destacando-se
    a manifestação do Secretário da Segurança Pública, o Parecer
    35-2015 e a Cota 108-2015, ambos da Assessoria Jurídica do
    Gabinete do Procurador Geral do Estado, julgo procedente a
    acusação irrogada aos indiciados, aplicando, em decorrência,
    aos Delegados de Polícia, o primeiro aposentado, todos do
    Quadro da Secretaria da Segurança Pública:
    a) André Dahmer, RG 8.415.929, a pena de cassação de
    aposentadoria, com fundamento nos arts. 74, II, e 75, incs. II e
    XII c.c. o art. 77, I, todos da LC 207-79;
    b) Tânia Flávia Nagashima Simonaka, RG 23.073.104, a
    pena de demissão a bem do serviço público com fundamento
    nos arts. 74, II, e 75, incs. II e XII da LC 207-79; e
    c) Luis Gustavo de Lima Pascoetto, RG 11.621.681, a pena
    de demissão a bem do serviço público, com fulcro nos arts.
    74, II, e 75, II, do mesmo diploma legal.” Defensores: Daniel
    Leon Bialski – OAB/SP – 125.000; Massao Simonaka – OAB/
    SP – 18.940; Ricardo André Simonaka – OAB/SP – 241.074; Thais
    Petinelli Fernandes – OAB/SP – 314.897; Carlos Alberto Marchi
    de Queiroz – OAB/SP – 23.185.”

  13. ‘Mensalão’ de corregedor incluiria também bingos
    ALEXANDRE HISAYASU

    23/12/2015 | 06h16

    O Ministério Público Estadual (MPE) investiga supostos pagamentos de propina em troca de proteção do órgão responsável por fiscalizar polícia
    Além do “mensalão” pago por policiais corruptos à Corregedoria da Polícia Civil, em troca de proteção, o Ministério Público Estadual (MPE) investiga outro esquema de propina envolvendo corregedores e donos de casas de bingo da capital e outros jogos ilegais. O valor seria o mesmo do ‘mensalão’: R$ 50 mil.

    OUTRAS NOTÍCIAS

    Isolado, Brasil está desde julho sem crédito no exterior
    20/12/2015 | 03h00

    Isolado, Brasil está desde julho sem crédito no exterior

    Ver para crer
    21/12/2015 | 20h37

    Ver para crer

    A preocupante troca na Fazenda
    21/12/2015 | 21h48

    A preocupante troca na Fazenda

    Dono do Pão de Açúcar apura roubo em estoque
    22/12/2015 | 05h00

    Dono do Pão de Açúcar apura roubo em estoque

    Juiz absolve usuário que plantava maconha
    20/12/2015 | 20h46

    Juiz absolve usuário que plantava maconha

    Impeachment não passa na Câmara com voto aberto, diz Wagner
    22/12/2015 | 12h40

    Impeachment não passa na Câmara com voto aberto, diz Wagner

    As investigações dos promotores do Grupo Especial de Controle Externo da Polícia (Gecep) começaram em outubro do ano passado, após uma denúncia anônima informar que policiais da corregedoria recolhiam dinheiro de casas de bingo, a pedido da diretoria, e dividiam entre eles.

    Os promotores pediram os nomes dos policiais à corregedoria, pois o número da viatura usada para buscar a suposta propina e o primeiro nome de cada um havia sido informado. Mas o departamento se negou, alegando que havia vários policiais homônimos trabalhando no departamento.

    Relatório de promotor aponta fraude em apurações
    Relatório de promotor aponta fraude em apurações Foto: Estadão

    Os promotores do Gecep levantaram todas as ocorrências da corregedoria de apreensão de máquinas caça-níqueis, videobingo e demais jogos de azar e descobriram que dois policiais: um investigador e um carcereiro, cuja função é de vigiar presos, sempre aparecem na maioria dos casos. O fato foi considerado suspeito e, por meio dele, o Gecep obteve mais indícios sobre as denúncias.

    A investigação também descobriu que os policiais atuavam na Divisão de Operações Especiais (DOP), da corregedoria, e identificaram a viatura que seria usada no esquema.

    Farsa. A investigação analisou as queixas recebidas pelo Disque-Denúncia e encaminhadas à Corregedoria da Polícia Civil nos últimos quatro anos, em relação a jogos de azar. O que chamou a atenção dos promotores é que, em 2013, a Corregedoria da Polícia Civil não verificou nenhuma denúncia.

    Então, o Gecep encaminhou ofício ao Disque-Denúncia e à Ouvidoria da Polícia, em 13 de março, pedindo explicações. Os órgãos repassaram os questionamento à corregedoria. Segundo os promotores, todas as denúncias não verificadas em 2013 passaram a constar como “respondidas” dois dias depois.

    Em despacho, o promotor Antonio Bendito Pinto Junior, do Gecep, afirma que “ao que tudo indica, analisando o teor das denúncias, conclui-se que as cerca de 300 notícias foram apuradas basicamente em dois dias, nos dias 24 e 25 de março – os nossos ofícios requisitando informações aos respectivos órgãos foram recebidos no dia 13”.

    O secretário da Segurança Pública Alexandre de Moraes disse, na segunda-feira, que recebeu cópia de todas as investigações envolvendo suspeitas de participação de policiais da Corregedoria da Polícia Civil em esquemas de corrupção, incluindo os bingos e o “mensalão” pago por policiais corruptos.

    Segundo Moraes, sete investigadores da Corregedoria foram identificados e acabaram afastados imediatamente de suas funções, incluindo o chefe deles, Waldir Tabach.

    Moraes também disse que não há até agora indícios da participação do então diretor Nestor Sampaio Penteado Filho. Mesmo assim, ele foi afastado do cargo e está à disposição da Delegacia-Geral, sem função definida. A medida foi tomada para evitar constrangimento. “Não é razoável o chefe da equipe investigar a própria equipe.

  14. Só para contar se o Brasil fosse colonizado pó holandeses hoje seríamos a Índia, se fôssemos colonizado pelos ingleses poderíamos ser a Nigéria, por franceses seríamos a Argélia.

  15. OS PROMOTORES TOMARAM UM CHUVEIRO DO TIRA ISSO SIM COMEDIA AI FORMA NO LOCAL DEIC COM A CORRUPTORA PARA JUSTIFICARAM NÃO PARTICIPAREM DOS ACERTOS TO ERRADO , O RESTO TÁ TUDO CERTO .

  16. SR. “pior”, SINTO MUITO EM LHE DIZER, MAIS NESSA P.C. SEMPRE TEVE E TEM “NEGUINHOS” QUE QUEREM SER MAIS ESPERTO DO QUE OS OUTROS. LEMBRO-ME QUE NO INÍCIO DA DÉCADA DE 90 LÁ NO 15 D.P., EU ESTAVA NAS FILEIRAS DO CARTÓRIO, QUANDO O CHEFE, HOJE FALECIDO SÓ MANDAVA “LIXO” PARA MIM. OCORRE QUE ÀS VEZES NO MEIO DO “LIXO” VOCÊ PODERÁ RECICLAR UMA UMA PÉROLA CERTO !. ACONTECE QUE ELE ME MANDOU UM I.P. DE HOMICÍDIO CULPOSO, FATO OCORRIDO NUMA MADRUGADA NA AV. INDIANÓPOLIS, CUJO CONDUTOR “ZARPOU”, O QUE S.M.J., EU TAMBÉM FARIA O MESMO, POIS ERA PARAR E SER ASSALTADO. UMA SEMANA APÓS, APORTOU NO MEU CARTÓRIO NADA MAIS NADA MENOS DO QUE O FALECIDO EXCELENTÍSSIMO SR. DR. JOSÉ CARLOS DIAS. RAPAZ ! A TURMA QUANDO VIU O HOMEM INGRESSAR NO MEU CARTÓRIO, PARECIA UM ENXAME DE ABELHAS, TODOS TITULAR, ASSISTENTE, CHEFES, E DEMAIS FORAM CUMPRIMENTAR O HOMEM, SENDO CERTO QUE ATÉ EU FIQUEI ATÔNITO. PASSADA AQUELA “MUVUCA” O HOMEM DISSE QUE QUERIA FALAR EM PARTICULAR COMIGO. SABE O QUE O DR. PRETENDIA, TÃO SOMENTE SABER DO ANDAMENTO DAQUELE I.P. ACIMA CITADO. CONFABULANDO ELE EXPÔS QUE O AUTOR ERA NADA MAIS NADA MENOS DO QUE O DONO DA CHAVE DO COFRE DO GOVERNO FEDERAL QUE SE INICIAVA. RAPAZ !, NÃO PRECISA NEM CONCLUIR CERTO !, A SEGUIR FORAM SÓ ” PAMONHAS, PAMONHAS E PAMONHAS” E O CHEFE FICOU COM AS CASCAS DAS ESPIGAS. E, ME AJUDEM AÍ Ó !….

  17. POIS É SR. “pior”, INFELIZMENTE NESSA P.C. EXISTIRAM E EXISTEM ESSAS “TURMINHAS ESPERTINHAS”. RAPAZ !, JÁ COMENTEI QUE QUANDO EU ESTAVA NA ATIVA CUMPRI NADA MAIS NADA MENOS DO QUE 38 PORTARIAS. SÓ QUE QUANDO EU APORTAVA NA REPARTIÇÃO, A TURMA PARECE QUE VISLUMBRAVA NESSE EX-EXCELENTE “ESCRAVÃO” COMO SE FOSSE UM LIXEIRO. MAIS UMA, NO INICIO DA DÉCADA DE 2000, LÁ NA R. PROF. ANTONIO PRUDENTE, COMO SEMPRE EU NAS FILEIRAS DO CARTÓRIO ERA NADA MAIS NADA MENOS DO QUE “LIXOS..LIXOS E LIXOS..”. A “MAJURENGA” TIDA COMO ESPERTINHA, TENDO UM OMISSO DE UM CHEFE DE CARTÓRIO, ASSIM COMO UM ASSISTENTE MAIS SUJO DO QUE PAU DE GALINHEIRO, DETERMINOU QUE O EXCELÊNCIA ASSISTENTE PRESIDISSE OS MEUS I.Ps. ACONTECE QUE LOGO A SEGUIR, MANDARAM PARA O MEU CARTÓRIO O FAMOSO “PODRÃO”, RAPAZ!, O BICHO JÁ ESTAVA AMARELANDO E, COM UM DETALHE COM OITO VOLUMES, PARA TRAZÊ-LO ATÉ O CARTÓRIO TIVE A AJUDA DE UM ESTAFETA. TENHO O PRAZER EM DIZER E SAUDAR A TODOS AQUELES QUE TIVE COMO CHEFES, NADA MAIS NADA MENOS DO QUE O FALECIDO GUERINO, O JOSÉ SAFRA, O DANIEL DA GRAÇA, O GUSTAVÃO DE CASTRO NEVES, E OUTROS EXCELENTES CHEFES. OCORRE QUE É BOM LEMBRAR QUE “O BOM CABRITO NÃO BERRA”. ATO CONTÍNUO EU MANUSEANDO O “PODRÃO” FUI NO ULTIMO VOLUME, PASME ! O M.P. DEFERIU APENAS UMA “COTINHA” PARA OUVIR NADA MAIS NADA MENOS DO QUE UM “JAPORONGO” DENOMINADO SEFUDEU OTARO. O HOMEM ERA PROPRIETÁRIO DE UM QUARTEIRÃO INTEIRO NAS PROXIMIDADES DO FÓRUM JOÃO MENDES. ACOMPANHADO DO CAUSÍDICO CONTERRÂNEO, ELES LÁ APORTARAM, QUANDO QUANDO SR. SEFUDEU CIENTE DA SITUAÇÃO EXCLAMOU ” ESCRAVÃOZINHO PEQUENINO, MAIS CARÉRO NÉ ! “. E, DEPOIS SÓ ” PAMONHAS…PAMONHAS…E PAMONHAS….”. AGORA ALGUÉM PODE PERGUNTAR E O CHEFE, RESPOSTA : ELE E ELA FICARAM COM O SABUGO DA ESPIGA. RAPAZ, MANDEM ESSES ESPERTINHOS IREM CATAR COQUINHOS.E ,ME AJUDEM AÍ Ó !… ,

  18. Muito se comenta a respeito do caso DEIC Corregedoria, mas e preciso uma análise fria e distante dos fatos livre de paixões, intrigas e interesse.
    1- Afirma-se que o Investigador chefe da Corregedoria receberia propina do DEIC, pois bem existe prova irrefutável, deposito bancário, valores apreendidos, interceptação telefônica, ambiental?
    2- Afirma-se que o Investigador Chefe do DEIC despediu-se dos Policiais que estavam saindo e por isso saberia que estavam fugindo , ora ele entrava e os Investigadores saiam teria a obrigação de saber de algo? por obvio que não e e regra de boa educação cumprimentar-se quem esta chegando ou saindo.
    3- Afirma-se que o Delegado Titular da Delegacia ludibriou aos Promotores e Corregedores, não e isso que a filmagem mostra, mas sim eles entrando e dirigindo-se imediatamente para a Diretoria e foram sem falar ou perguntar por ninguém, portanto não houve engodo ou ludibrio.
    4- Afirma-se que o Investigador da Corregedoria permitiu que os Policiais saíssem sem intercepta-los , seriam os mesmos conhecidos do Agente da Corregedoria ? não me pareceu.
    4-Acusar-se o Diretor do DEIC ou o ex. Corregedor de conivência ou prevaricação e exercício temerário.
    5-Ademais de onde partem as acusações ? de um Policial delator e só por isso ou também por isso devem ser vistas com ressalvas e cautela , pois mais perigoso que qualquer criminoso e o delator, pois participa de eventuais bandalheiras e depois entrega seus parceiros em crimes que participou e depois os delatar para se livrar de uma pena mais dura em troca de mentiras para se livrar.
    Na época da ditadura militar eram conhecidos por “cachorros ” e cada agente do DOI-CODI tinha a sua matilha de delatores. E isso hoje se repete com o Ministerio Publico.

  19. PRESENTES DE NATAL DO “EX-CARRO CHEFE DE UMA NAÇÃO”

    AO POLICIAL

    Feliz Natal com 0% de reposição; (o papai noel, seus ajudantes e o tribunal de contas receberam)

    Feliz Natal sem o reconhecimento da aposentadoria com paridade e integralidade;

    Feliz Natal sem Adicional de Acúmulo de Funções;

    Feliz Natal sem reajuste da Ajuda de Custo Alimentação;

    Feliz Natal sem reposição de servidores;

    Feliz Natal sem promoção automática;

    Feliz Natal sem atendimento do IAMSP (se é que chegou vivo)

    Feliz Natal aos pouquíssimos jovens policiais cujo salário é menor que o de um servente de obra (sem desmerecimento), para dar a vida no trabalho.

    E O PAPAI NOEL AINDA ACHA QUE O PROBLEMA DO ESTADO É A APOSENTADORIA DO SERVIDOR.

    Mas não é não Papai Noel. O problema do Estado são os cargos comissionados, a publicidade cara e a péssima gestão da contribuição previdenciária do servidor, que para onde foi ninguém sabe. Um verdadeiro medo.

  20. Pimpolho

    Se não há virgem no puteiro, todos os Mikes, são assassinos e torturadores?

  21. Só sei que, mesmo com nada de presente bom do Governo do Estado de SP, tem servidor que posta coisas contra o Governo Dilma e contra o PT, como se o PSDB fosse santo….só que esse é o santo que ferra a bunda de, merece mesmo!!! Bando de prego!!!

  22. João Alkimin, menos, menos, .. todos nós acreditamos que isso de corrupção do deic non ecsiste, estão lotados lá, apenas policiais vocacionados.

  23. Beira o ridículo essa insistência em atribuir corrupção a deic, dppc, etc… como se nas demais unidades tudo fosse mil maravilhas.

    Senta o pau no deic quem não teve QI suficiente para trabalhar lá… assim como no dppc e outras unidades especializadas vinculadas ao demacro e deinter’s…

    Quem conhece as unidades territoriais sabe bem que isto é pura inveja, vez que nas especializadas simplesmente o pau é maior… somente isto.

    Daí o cara bate no peito.. e fala que é probo… sai do plantão e vai lá fazer uma fezinha no bicho da esquina… ou então passa um pano pro comerciante da área que está praticando algum crime… é uma palhaçada…

    O cara se diz “certinho”… daí um colega ou um parente liga… e lá vai ele ir fazer advocacia administrativa em outra delegacia…

    O grande problema é que muitos se dizem corretos, mas, na verdade, dizem isto apenas por não pegarem uma nota pra passar um pano para alguém… mass… recebem outros benefícios… ou mesmo passam um pano de graça… como se não fosse corrupção… esses falsos moralistas são piores do que os correrias… já que se escondem atrás da mentira de serem “certinhos”… pior é que acreditam nisto.

    O cara que faz as coisas certas… faz por índole… e não por medo de ser pego…. faz o certo doa a quem doer…

    Os falsos moralistas da polícia são iguais aqueles “denunciantes” sobre o Policial Militar Rodoviário… caguetam que o PM tomou cinquentinha pra liberar o veículo sem licenciamento… mas não acham que a sua atitude foi errada, mas sim do PM…. para esse falso moralista… o PM tinha que liberar o carro de graça… o problema é só o dinheiro… não a atitude de deixar de cumprir a lei.

    O falso moralista reclama do radar de velocidade… que flagra ele infringindo a legislação de trânsito… fala que é um absurdo ter um radar escondido… como se o errado fosse o radar.. e não ele que estava em excesso de velocidade.

    Mas… explicar isto para um povo repleto de ignorantes é difícil…

    Quem tiver curiosidade, vai um documentário bem legal sobre o fazer o certo doa a quem doer…

    Sem mais no momento.

  24. Beira o ridículo essa insistência em atribuir corrupção a deic, dppc, etc… como se nas demais unidades tudo fosse mil maravilhas.

    Senta o pau no deic quem não teve QI suficiente para trabalhar lá… assim como no dppc e outras unidades especializadas vinculadas ao demacro e deinter’s…

    Quem conhece as unidades territoriais sabe bem que isto é pura inveja, vez que nas especializadas simplesmente o pau é maior… somente isto.

    Daí o cara bate no peito.. e fala que é probo… sai do plantão e vai lá fazer uma fezinha no bicho da esquina… ou então passa um pano pro comerciante da área que está praticando algum crime… é uma palhaçada…

    O cara se diz “certinho”… daí um colega ou um parente liga… e lá vai ele ir fazer advocacia administrativa em outra delegacia…

    O grande problema é que muitos se dizem corretos, mas, na verdade, dizem isto apenas por não pegarem uma nota pra passar um pano para alguém… mass… recebem outros benefícios… ou mesmo passam um pano de graça… como se não fosse corrupção… esses falsos moralistas são piores do que os correrias… já que se escondem atrás da mentira de serem “certinhos”… pior é que acreditam nisto.

    O cara que faz as coisas certas… faz por índole… e não por medo de ser pego…. faz o certo doa a quem doer…

    Os falsos moralistas da polícia são iguais aqueles “denunciantes” sobre o Policial Militar Rodoviário… caguetam que o PM tomou cinquentinha pra liberar o veículo sem licenciamento… mas não acham que a sua atitude foi errada, mas sim do PM…. para esse falso moralista… o PM tinha que liberar o carro de graça… o problema é só o dinheiro… não a atitude de deixar de cumprir a lei.

    O falso moralista reclama do radar de velocidade… que flagra ele infringindo a legislação de trânsito… fala que é um absurdo ter um radar escondido… como se o errado fosse o radar.. e não ele que estava em excesso de velocidade.

    Mas… explicar isto para um povo repleto de ignorantes é difícil…

    Quem tiver curiosidade, vai um documentário bem legal sobre o fazer o certo doa a quem doer…

    Sem mais no momento..

  25. Mudanças na Corró…
    .
    nada de cinquentão…
    .
    a pule dobrou !!!

  26. Joao Alkimin:

    Nunca me permito esquecer o óbvio: pena é que muitos “esquecerem” todo aquele excesso de “moralidade administrativa” sobre a escrivã desnudada dentro da Delegacia!

    Seria ela a outra Venina Velosa da Fonseca cujas denúncias sempre foram “esquecidas” pelos diretores da “PT ROUBRAS”?

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s