O caso do ASP Lúcio Flávio e seu parceiro Edson Honório, exemplo para que os demais agentes penitenciários deixem de ser bajuladores de PMs 29

Lúcio Flávio se recupera de nove tiros e quer começar 2016 em casa

Baleado por PM, agente penitenciário diz que se fingiu de morto para não ter o mesmo fim que colega

Agente penitenciário Lúcio Flávio de França agradece a Deus a chance de estar vivo (Foto: Mastrangelo Reino / A Cidade)

O agente de escolta e vigilância Lúcio Flávio de França, 35 anos, quer começar o ano de 2016 em casa, na companhia da família. “Percebi que a gente vive por um fio, por isso precisamos dar valor às pequenas coisas. A partir de agora, quero viver a vida, trabalhar menos e desfrutar mais”, afirma.

Lúcio foi baleado por um policial militar na Estrada Municipal SCA-442, em São Carlos, por volta das 2h do dia 6 de outubro. Ele prestava um serviço de monitoramento de cabos para uma empresa de telefonia com o parceiro Edson Honório Ferreira, 46 anos, quando foi abordado por uma viatura policial que estava com o giroflex desligado.

“Eu estava fazendo xixi e o Edson estava dentro do carro. Os policiais chegaram, a gente se identificou, eles pediram as nossas armas, pegaram e um deles falou ‘corram que vocês vão morrer’”, conta.

Em seguida, os agentes correram e o sargento da Polícia Militar Marcos de Souza atirou diversas vezes contra eles. Edson morreu no local e Lúcio levou nove tiros. Os disparos atingiram perna, cotovelo, ombro, joelho, punho e costas da vítima.

“Caí sentindo muita dor e vi meu parceiro já sem vida. Tive que me fingir de morto para não morrer também. Pedi a Deus para me tirar dali”, lembra.

Segundo Lúcio, os policiais chamaram o resgate em seguida e colocaram as armas perto dos agentes para simular um confronto. “Eles viram que eu não estava morto ainda, mas acharam que eu ia morrer logo”, relata.

Cerca de 20 minutos depois, o Samu chegou e Lúcio gritou pelo oficial do resgate. “Falei que eu não era bandido. Só aí senti calma.”

Lúcio chegou à Santa Casa de São Carlos com voz de prisão e ficou escoltado como se fosse um criminoso. Ele passou dez dias em coma induzido e, após 15 dias internado, foi transferido para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto.

O agente quebrou o fêmur esquerdo, fraturou o punho direito e perdeu o movimento do cotovelo esquerdo. Ele passou por várias cirurgias e agradece pela segunda chance que ganhou. “Não consigo mais dobrar o braço e tive que colocar pinos na perna, mas foi uma obra de Deus eu ter levado nove tiros e nenhum ter atingido um órgão vital”, comenta.

Lúcio diz, ainda, que foi submetido a um exame residuográfico e que o resultado não apontou resquícios de pólvora em suas mãos.

Agente espera por justiça

Lúcio e Edson teriam sido confundidos com ladrões que haviam tentado furtar uma distribuidora de cimento. “É uma história de filme”, destaca Lúcio.

De acordo com o delegado Gilberto de Aquino, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de São Carlos, o alarme da empresa disparou, o vigia avistou a Saveiro branca em que os agentes estavam  e passou a placa para a polícia acreditando se tratar dos suspeitos. “Os policiais até podem ter confundido a gente com os ladrões, mas eles pecaram em não pegar nossos documentos”, observa Lúcio.

A Polícia Civil de São Carlos indiciou o sargento Marcos de Souza pelo homicídio de Edson e pela tentativa de homicídio de Lúcio. “Quero que ele pague pelo que fez, que seja expulso da corporação”, deseja Lúcio.

O agente espera por justiça. “Não guardo mágoa nem tenho raiva dele, porque isso ficaria me corroendo. Uma pessoa dessa precisa de tratamento psicológico”, entende.

  1. Flit Paralisante disse:
    10/01/2016 ÀS 19:38
    JACARÉ SEM DENTE,

    Este espaço está aberto para a versão da outra parte ou quem queira defendê-la.
    O título é nosso, mas a matéria é de autoria de jornalista profissional; do Jornal A Cidade de Ribeirão Preto.
    Nada sei sobre arma com número raspado.
    Aliás, o que importa é demonstrar a existência de atentado contra a vida dos policiais militares!
    Os ASPs atiraram contra a guarnição ?
    Duvido!

    Como pessoa física tudo bem vc dar a sua opinião,como (duvido) mas ate para isso vc não deveria colocar o nome do flit porque esse é Jurídica.
    Quando numa postagem vc sendo pessoa Jurídica deveria zelar por imparcialidade alem da razoabilidade, deixando para os leitores darem as suas opiniões, se quiser dar a sua opinião faca no comentário e não na postagem do tópico, o blog é seu, é claro que vc manda, e nisso vc posta o que quiser, mas isso não seria legal , nem moral e nem imparcial.
    Quanto o que vc postou acima se os ASPs atentaram contra os PMs, não sei, acho que seria de sua competência tal resposta para os flitadores ou não é vc o adm?
    procura se inteirar melhor do assunto antes de jogar merda no ventilador expondo pessoas honesta, ao meu ver ate agora tudo é uma incógnita, somente o boletim de ocorrência ou o apurado pela policia Judiciária pode dizer, mas já te adianto, foi noticiado pelos Jornais da região de Ribeirão preto na época que com os ASPs foram apreendido um revolver e uma pistola com numeração raspada, inclusive eu recebi msg no meu zap zap disso, então nada contra a sua pessoa, mas da forma que vc está agindo nas suas postagens .
    Peça informações nos canais competentes e apos as confirmações senta o pau, eu não tenho procuração para defender ninguém nessa vida, para mim pessoas que cometem erros, esses devem pagar pelo que fez, seja se é chico, francisco, ou doutor francisco

  2. “foi noticiado pelos Jornais da região de Ribeirão preto na época que com os ASPs foram apreendido um revolver e uma pistola com numeração raspada, inclusive eu recebi msg no meu zap zap disso” E QUAL A CREDIBILIDADE DISSO? ZERO! Atiraram contra os PMs? Cadê os cartuchos deflagrados? E o exame de recenticidade em todas as armas? Cadê o residuográfico das mãos de TODOS os envolvidos? Ao que parece o VIGIA CAGÃO viu os caras fazendo BICO, ligou pra PM que já chegou pra executar os caras (quem sabe algum PM não receba das empresas de telefonia para também fazer bico)? Daí foram no apetite e deu nisso…

  3. Jacaré…. a história está mal contada, aí vc vem com a idéia furada de arma com numeração raspada? Filho, arma raspada e droga fazem parte do kit de “forjante”! Se existissem outras trocentas provas, testemunhas, filmagens, etc, etc, etc, ainda sim essa arma do kit forjante seria uma fonte de dúvida….

  4. Eita Coxinha assassina , teria a obrigação de pedir pelo menos as funcionais dos ASPs , tomara que sejam demitidos a bem do serviço público e tomem uma cadeia bem gostosa para aprenderem !!!!!!!!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s