Promotor do GAECO critica divulgação dos nomes de deputados ( Excelência, nome dos deputados ou de seu colega Fernando Capez ? ) 32

O promotor Leonardo Romanelli, do Gaeco de Ribeirão Preto, que atua na região de Bebedouro, criticou a divulgação dos nomes de deputados citados por investigados e disse que essa parte da apuração começará na próxima semana na Procuradoria-Geral de Justiça, em São Paulo.

——————————————————-

Não sei o porquê da crítica ao vazamento dos nomes dos deputados, já que os GAECOs rotineiramente destroem a reputação de tantos inocentes; de policiais civis, especialmente !

Só falta, daqui a pouco , o MP culpar o Delegado por vazar as informações.  

  1. PESSOAL !, HÁ POUCO TEMPO, A ASSOCIAÇÃO, A QUAL SOU SÓCIO HÁ MAIS DE TRÊS DÉCADAS, ESTAMPAVA EM SEU SITE, A FIGURA DESSE ” ASSECLA ” CONTUMAZ DESSE DESGOVERNO. NA ÉPOCA, QUESTIONEI, SE NÃO RETIRASSE A FOTO, TERMINANTEMENTE EU PARTICULARMENTE, ESTARIA FORA DO QUADRO ASSOCIATIVO. AGORA VEJAM !, APÓS ALGUNS ANOS, OLHA A A ATITUDE DESSA FIGURA. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  2. Sr Flit

    não foi o sr que disse que implicaram “falsamente” o Capez? Mudou o discurso agora?

  3. Ciclo Completo e Carrera Única,

    Uma coisa não anula a outra!
    Não mudei o discurso, continuo acreditando que o deputado Fernando Capez tá servindo de laranja no episódio.
    Muito provavelmente seu nome foi vendido pela camarilha e os envolvidos, mesmo sem qualquer contato com o deputado, dão como certa a sua participação nos fatos .
    Tal como na Polícia Civil, onde verificamos diariamente policiais solicitando ou exigindo propinas para o Delegado…Sempre para o Delegado!
    Se eu tivesse recebido durante a minha carreira todo o dinheiro que foi tomado em meu nome estaria bastante rico.
    O que estamos questionando é a conduta do Promotor criticando o vazamento dos nomes dos deputados, pois notoriamente o GAECO nunca guardou segredo em relação à identidade de seus investigados: inocentes ou não!
    Com efeito, não fosse Capez membro do MP ele estaria pouco se lixando.
    Por fim, falsa ou verdadeiramente implicado, a divulgação dos fatos e dos nomes dos supostos beneficiários é de interesse público.

  4. O GAECO é o grande câncer da atualidade!!!!
    Promotores frustados (que queriam ser Delegados mas ganhar igual promotores) se mostram para a sociedade como “paladinos da justiça”, como a solução da corrupção, tráfico de drogas e demais crimes! Todavia vemos que não passam de oportunistas, que querem se beneficiar do caos que se encontra a segurança pública! Na verdade querem o poder para si, para benefícios próprios!!!!

    Imaginem você pedir uma temporária ou preventiva (sem provas) para INVESTIGAR alguém e o Juiz dar! O cara fica preso e daí você investiga ele!!!!!! (Eles fazem o caminho inverso que a PC faz, primeiro investigamos depois pedimos prisão cautelar, mas eles NÃO!!!!! E pior, o Juiz aceita!!!!)

    Pois bem, depois disso você tem o poder de OFERECER ou NÃO a denúncia contra os investigados (a seu bel prazer, ou dependendo do “FOLÊGO $$$ ” do mala ou da empresa, como foi o caso das Casas Bahia e tantos outros que não foram divulgados!!!),
    isso mesmo você escolhe quem vai entrar na piça e quem vai sair (É o que estamos vendo nas delações premiadas, o cara é criminoso mas caguetou alguém, o promotor “ABSOLVE” o cara de todos os crimes que cometeu!!! Kkkk. Absurdo, mas o promotor consegue tirar o cagueta ou o PAGADOR fora dizendo que ele colaborou com as investigações!!!! E pior de novo, o Juiz aceita!!!!!)

    É do conhecimento de todos que os Juízes em 99% dos casos seguem o parecer do MP!!!!! Imaginem quanto vale $$$$$$ um parecer favorável a soltura de um mala ou em benefício de uma empresa????? Além de todos os benefícios elencados acima, um parecer seu vale ouro!!!! Kkkkkk.

    Mas devo estar vendo coisas, afinal em nosso país essas coisas não acontecem e todos são honestos!!! Além disso Promotores são seres elevadíssimos e incorruptíveis e não devem ser apegados a coisas materiais, assim como os Oficiais PMs!!!

  5. Um “colega” arrumou…pra mim, queria me fo der de qualquer jeito, graças ao Promotor, fui isento da acusação

  6. Agente Policial CONCURSO NÍVEL MÉDIO, SALÁRIO NÍVEL FUNDAMENTAL, ATRIBUIÇÕES NÍVEL SUPERIOR disse:

    Dr FLIT

    CONCORDO
    O ÔNUS DA PROVA CABE A QUEM ACUSA.
    CABE AGORA NÃO SÓ CITAR NOMES MAS PROVAR O ENVOLVIMENTO.
    QUANTO A DIVULGAÇÃO DOS NOMES FAZ PARTE DA TAL TRANSPARÊNCIA QUE SOMOS SUBMETIDOS.
    AINDA ACREDITO QUE FERNANDO CAPEZ NÃO FEZ.

  7. EU ACREDITO NA INOCÊNCIA DO INDIGITADO CAPEZ…
    .
    AH, PARA CONSTAR, EU ACREDITO TAMBÉM NO:
    .
    PAPAI NOEL, COELHO DA PÁSCOA, MULA SEM CABEÇA, SACI, DUENDE E GERALDO ALCKMIN,
    .
    SORRIR ANTES DE CHORAR MUITO…
    .

  8. ZÉ disse:
    28/01/2016 ÀS 12:58
    O GAECO é o grande câncer da atualidade!!!!
    Promotores frustados (que queriam ser Delegados mas ganhar igual promotores) se mostram para a sociedade como “paladinos da justiça”, como a solução da corrupção, tráfico de drogas e demais crimes! Todavia vemos que não passam de oportunistas, que querem se beneficiar do caos que se encontra a segurança pública! Na verdade querem o poder para si, para benefícios próprios!!!!

    ____________________________________________________________

    Delegado = Subserviente de Promotor!….kkkkkk!!!!

  9. PENSO DA SEGUINTE FORMA: SE FOR CONDENADO DENTRO DAQUILO QUE DIZ A LEI (AMPLA DEFESA E CONTRADITÓRIO) TUDO BEM. AGORA SE FOR CONDENADO PORQUE PROMOTOR QUIS APARECER NA TV FALANDO MERDA E FUDEU COM A MINHA VIDA E DE MEUS FAMILIARES, ENTÃO SEREI OBRIGADO A AGIR DE OUTRA FORMA. TIRO NAS COSTA, FAMÍLIA SENDO EXPLODIDA, ATENTADO AOS FILHOS NA PORTA DA ESCOLA. É ASSIM QUE FUNCIONA. QUERO VER ONDE VAI SE ESCONDER. NÃO TERIA MAIS UMA NOITE DE SONO TRANQUILO.

  10. O M.P de SP é bicho feroz quando se trata de pé de chinelo. Governador rouba, deputados roubam, prefeitos roubam, vereadores roubam, empresários roubam e ninguém fica preso, mas o ladrão de galinha amarga duras penas. Alguém do caso CPTM/METRO foi ou esta preso? NÃO ! esse é apenas um dos casos, só para lembrar ! Quanto os ladrões de merenda escolar acabará em pizzas também ! O M.P. de SP é do Alckimim e PSDB !

  11. Promotor é acusado de receber R$ 428 mil para tomar decisões favoráveis às Casas Bahia
    SÃO PAULO – O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Márcio Elias Rosa, ofereceu denúncia à Justiça contra o promotor Roberto Senise Lisboa por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de receber R$ 428 mil para tomar decisões favoráveis às Casas Bahia durante investigações sobre supostos crimes contra o consumidor. O então diretor-jurídico da empresa Alexandre Machado Guarita e o advogado Vladmir Oliveira da Silveira também foram denunciados.

    Na peça, Elias Rosa diz que a quebra de sigilo bancário mostra que o dinheiro saiu das contas da empresa, passou pelo advogado e chegou até as mãos do promotor. Segundo as investigações, em 2009, Senise – então promotor do Consumidor – recebeu inquérito civil do Conselho Superior do Ministério Público contra as Casas Bahia com proposta de arquivamento, porque a empresa havia se comprometido a pagar R$ 511.116,00 por danos causados aos consumidores por práticas abusivas realizadas na loja do Shopping Interlagos, na zona sul da capital. Entre as irregularidades estava a cobrança de um seguro obrigatório.

    O chefe do Ministério Público Estadual (MPE) afirma que Senise passou a pedir que o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) fosse estendido às demais lojas da rede, pois acreditava que a prática era comum. A investigação ficou com Senise durante um ano e meio sem que nada efetivamente fosse feito. Mas, em julho de 2011, ele juntou outra investigação contra as Casas Bahia que tramitava em outra promotoria e marcou uma audiência com a empresa para propor novo TAC.

    Foi nessa época, segundo Elias Rosa, que o então diretor do Departamento Jurídico das Casas Bahia contratou Silveira, que é seu amigo e do promotor. De acordo com a denúncia, os dois ofereceram propina para Senise, que a aceitou.

    O promotor elaborou um novo TAC que atendia apenas aos interesses da empresa em prejuízo dos consumidores lesados. Nesse acordo, chamou a atenção da investigação o fato de Senise propor uma multa única de R$ 1 milhão, caso a empresa descumprisse algumas das cláusulas, não importando o número de vezes. E, com relação a indenização de R$ 511 mil referente a uma loja, não houve a multiplicação do valor em proporção ao número de lojas da rede.

    Senise ainda atrasou o prazo para encaminhamento do novo TAC, juntamente com o pedido de arquivamento, para análise do Conselho Superior do Ministério Público. Isso, segundo Elias Rosa, permitiu que o promotor garantisse o recebimento da propina.

    Parcelado. Em janeiro de 2012, Senise recebeu R$ 428 mil em dinheiro, divididos em três parcelas. Foram dois pagamentos de R$ 150 mil, nos dias 13 e 19, e o último de R$ 128 mil ocorreu no dia 30. As investigações descobriram que Silveira fazia os saques na agência do Bradesco, que fica na Rua Riachuelo, no centro, perto do prédio do MPE, acompanhado pelo promotor que, após receber o pagamento, ia até a agência do Banco Brasil, no edifício da promotoria, e o depositava na sua conta. Ele não declarou esses valores no Imposto de Renda.

    Segundo a denúncia, o advogado Silveira emprestou sua conta bancária para receber o dinheiro das Casas Bahia como pagamentos de honorários advocatícios, a fim de esconder o verdadeiro motivo da ação. A partir daí, segundo Elias Rosa, o promotor tentou mudar o último TAC feito por ele e buscou mostrar uma postura mais dura contra a empresa. Ele propôs uma ação civil pública contra as Casas Bahia e pagamento de multa de mais de R$ 170 milhões, mas não adotou medidas que garantissem o pagamento.

    Por meio de nota, as Casas Bahia informou que não vai comentar o caso porque não está envolvida nas investigações e Guarita não trabalha mais na empresa.

    O ex-diretor da empresa informou que vai esperar ser notificado para se pronunciar sobre a denúncia. Silveira não retornou os recados deixados com a secretária de seu escritório de advocacia. A assessoria de imprensa do MPE informou que Senise não foi localizado para falar sobre o caso.

  12. A mensagem publicada na noite de domingo (24) pelo secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, em seu perfil no Facebook, parabenizando a Polícia Civil pela Operação Alba Branca irritou o entorno do presidente da Assembleia paulista, Fernando Capez (PSDB). Investigados ligam o deputado estadual ao suposto esquema de corrupção na compra de produtos agrícolas destinados à merenda escolar da rede paulista de ensino.

    “Amigos, dizem que a corrupção é um crime sem rosto, entretanto, o trabalho da Polícia Civil durante a operação ‘Alba Branca’ vem revelando alguns destes corruptos”, escreveu Alexandre de Moraes.

    O post, que estava no ar até a noite desta terça-feira (26), foi apagado da linha do tempo do secretário.

    Embora o secretário de Segurança rechace, a quem insinua, o ingrediente político, a avaliação no Palácio dos Bandeirantes é que a publicação da mensagem foi desnecessária e abriu espaço para que a especulação de fogo amigo ganhasse corpo dentro e fora do PSDB.

    Pessoas próximas a Fernando Capez já haviam dito que o envolvimento do nome do deputado na Alba Branca teria aspecto político e a mensagem na rede social deu ainda mais força a esta especulação. O presidente da Assembleia paulista e o secretário de Segurança Pública de São Paulo são potenciais candidatos em 2018 à sucessão de Geraldo Alckmin no governo paulista.

    Capez, que chegou a ser apontado como possível pré-candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, teria aberto mão de entrar na disputa municipal com vistas a 2018 –quando o partido, segundo disse a interlocutores, estaria menos rachado.

    A recém-filiação de Moraes ao PSDB, no entanto, mudou o cenário. Com a simpatia do governador, o secretário de Segurança Pública passou a ser uma ameaça ao planos de Capez para o Executivo paulista.

    A avaliação no Bandeirantes é que foi um erro o presidente do partido em São Paulo, deputado Pedro Tobias, e o líder tucano na Assembleia, Carlão Pignarati, divulgarem uma nota rechaçando as acusações contra o presidente do Legislativo paulista. O entendimento é que, com a nota, a operação ganhou caráter político e jogou as acusações no colo de Capez.

    ATUAÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO

    Alexandre de Moraes e Fernando Capez atuaram juntos no Ministério Público de São Paulo. Capez ganhou notoriedade no embate com as torcidas organizadas. Ele foi o responsável por pedir a extinção da Mancha Verde e da Independente, organizadas do Palmeiras e do São Paulo, em 1995.

    Após a partida em que os dois times disputaram a final da Supercopa São Paulo de Juniores, no Pacaembu, um confronto entre as torcidas acabou com a morte de um torcedor.

    Na gestão de Gilberto Kassab na Prefeitura de São Paulo, Alexandre de Moraes ganhou o status de “supersecretário”, quando acumulava o cargo de secretário de Transportes e Serviços, além da presidência do Serviço Funerário Municipal, da SPTrans e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

  13. 28/01/2016 20h12 – Atualizado em 28/01/2016 20h33
    Entenda como funcionava o suposto esquema de fraude na merenda em SP
    Investigado disse que secretaria cancelou contrato para forçar propina.
    Ministério do Desenvolvimento Agrário aprovou Coaf, disse Alckmin.
    Bruno Tavares
    Da TV Globo, em São Paulo
    FACEBOOK
    O SPTV teve acesso às mais de 400 páginas da investigação sobre a fraude na venda de merenda escolar. os documentos revelam como funcionava o esquema e cita indícios da participação de políticos na fraude. Seis pessoas foram presas semana passada suspeitas de participar do esquema. Ao todo 22 prefeituras do estado são investigadas.
    O suposto esquema funcionava a partir da sede da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), no centro de Bebedouro, no interior de São Paulo. Depois de ser preso, o ex-presidente da Coaf, Cássio Chebabi, fez um acordo de delação premiada com a Justiça e confirmou o pagamento de propina a políticos e funcionários de diversas prefeituras e também do governo do estado.
    No depoimento de delação premiada, Chebabi diz que combinou com lobista Marcel Ferreira Júlio pagamento de propina para vender suco de laranja para a merenda escolar do estado. Ele declarou que teria que ser paga comissão de 10% para certas autoridades, sendo elas: deputado estadual Fernando Capez e o deputado federal Duarte Nogueira Júnior, este porque havia sido secretário da Agricultura do governo estadual. Atualmente, Duarte Nogueira, é secretário estadual de logística e transportes.
    A divisão da propina ficaria assim:
    – 6% para os deputados e Secretaria da Educação.
    – 1% para um assessor parlamentar do deputado Capez.
    – 3% para o lobista Marcel Júlio.
    – Primeiro pagamento foi de pouco mais de R$ 100 mil.
    – Também propina de 10% em contrato no valor de R$ 13 milhões.
    saiba mais
    Alckmin diz que cooperativa citada em fraude da merenda foi aprovada
    Suspeito cita comissão para governo de SP assinar contratos com a Coaf
    Suspeito diz à polícia que contrato de merenda de Barueri, SP, foi fraudado
    Investigados dizem que Capez ganhou propina em fraude da merenda em SP
    Grupo oferecia propina para servidor fraudar licitação de merenda, diz MP
    O primeiro pagamento foi de pouco mais de R$ 100 mil. Chebabi também cita pagamento de propina de 10% em outro contrato no valor de R$ 13 milhões. Em depoimento, ele declarou que para que a assessoria do deputado Fernando Capez pudesse ajudar a Coaf abrindo as portas de outras prefeituras, a Coaf emprestou um carro para ser utilizado durante a campanha eleitoral de 2014.
    O esquema funcionava em duas frentes, segundo o Ministério Público. Em um núcleo, funcionários e dirigentes da Coaf faziam documentos e cuidavam da parte financeira. O outro núcleo era chefiado pelo lobista Marcel Júlio que com outros vendedores faziam contato com políticos e órgãos públicos para oferecer serviços e prometiam pagamento de propina que variava de 5% a 25%
    O dinheiro da propina vinha do superfaturamento dos produtos. Em um dos depoimentos, um dos vendedores de um exemplo: um suco de laranja que podia ser vendido a R$ 1,65 saía por R$ 1,89, que era o preço máximo permitido. Essa diferença era usada no esquema de corrupção.
    A investigação interceptou os telefones de funcionários e lobistas ligados à Coaf. E levantou indícios de que o ex-chefe de gabinete da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin, Luiz Roberto dos Santos, conhecido como Moita, recebeu propina e até um freezer de presente para ajudar a cooperativa em um contrato com a Secretaria Estadual da Educação.
    Em uma gravação telefônica feita em dezembro mostra que Moita avisa o lobista Marcel Júlio que o então secretário de educação, Herman Woorward, tinha deixado o cargo.
    “Caiu o Herman, viu? Ele é o cara que estava na frente com isso. Eu nem sei se continua, então protocola logo.”
    Os investigadores afirmam que os dois falavam sobre um aumento de RR 2,4 milhões no valor do contrato entre a Coaf e a Secretaria da Educação. O então secretário era contra esse aditivo. Moita aparece em várias gravações orientando o lobista sobre como deveria fazer o pedido para conseguir um contrato mais vantajoso para o esquema.
    Alckmin diz que cooperativa foi aprovada
    Geraldo Alckmin diz que polícia está investigando fraide na merenda escolar. (Foto: Karina Godoy/G1)
    Geraldo Alckmin diz que polícia está investigando suposta fraude na merenda escolar (Foto: Karina Godoy/G1)
    Nesta quinta-feira (28), o governador Geraldo Alckmin disse que cooperativas citadas em suposta fraude da merenda e que participaram de licitações do governo do estado foram aprovadas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário. A informação foi passada pelo governador durante a posse do novo secretário de educação, José Renato Nalini.
    “Tanto essa cooperativa Coaf quanto outras foram aprovadas pelo Ministério de Desenvolvimento Agrário. E a policia já está investigando para condenar os culpados, sejam eles quem for e inocentar pessoas honradas independente do partido político”, disse Alckmin.
    O governador disse ainda que apoia a investigação feita pelo governo federal. “O que nós observamos é que uma quadrilha que começou atuando em outros estados e chegou em São Paulo. E nós apoiamos a investigação que é feita pelo governo federal, achei uma decisão acertada. Porque a legislação que determinou a compra é federal e há suspeitas de envolvimento de servidores do Ministério do Desenvolvimento Agrário e é sempre bem-vindo investigar para somar esforços nesse trabalho, disse Alckmin”.
    Nesta terça o novo secretário da Educação do governo do Estado tomou posse e afirmou que desconhece o assunto e que sabe apenas o que foi divulgado pela imprensa.
    “Eu acompanhei a questão da fraude na merenda escolar pelos jornais e vejo que secretaria cumpriu uma lei federal. Nós temos que fornecer todas as informações e aguardar as investigações. Temos transparência e com o dinheiro do povo não se brinca”, disse o secretário da Educação.
    Outro lado
    O advogado de Luiz Roberto dos Santos, o Moita, disse que não orientou os funcionários da cooperativa a fazer aditivos no contrato.
    O deputado Fernando Capez disse que ficou estarrecido com as acusações, que não tem vínculo com a Coaf e nem pediu carro para campanha.
    O secretário de logística e transportes, Duarte Nogueira, disse que vai desmascarar as covardes e mentiroras acusações.
    O advogado de Cássio Chebabi disse que o cliente dele esta à disposição para esclarecer os fatos.
    O SPTV não conseguiu contato com o lobista Marcel Júlio.

  14. No passado recente teve uns e outros que presidindo uma CPI e para ganhar uma grana utilizava do seguinte expediente:
    O membro da CPI chama alguém, que podia ou não ser arrolado na CPI com o “singelo” argumento você Fulano de Tal me da uma grana e eu não convoco você para ir na minha CPI, alguns cederam outros não, o fato é que a CPI foi desmoralizada e os verdadeiros culpados conseguiram a melhor desculpa do mundo para justificar o envolvimento dos seus nomes nesta CPI.

    Dai alguns perguntariam o que ter haver uma coisa com a outra?

    O promotor do GAECO tinha um chance de ouro mas mãos, mas com o vazamento dos nomes o seu poder de persuasão se foi.

    Já até estava imaginando a seguinte cena.

    Capez aqui é o promotor do GAECO de Bebedouro, necessito falar urgente com você!

    Marcada a reunião a portas fechadas.

    -O promotor manda logo esta no peito do outro promotor licenciado, e presidente da assembléia.
    -Capez é o seguinte, eu estou a frente das “investigações” do caso da fraude da compra da merendas escolares, e o bagulho está doido pro seu lado, estão te dando no papel, grampo, tem delação, tem até foto da mala de dinheiro no porta mala do seu carro.
    -E o Capez já com o fiofo na mão, e vendo para onde a corve$a iria parar, pergunta e dai ?
    -E dai é o seguinte mano você está no mídia, é o bonitinho do PSDB, é cotado pra tudo que e cargo, não vai querer ver o seu nome envolvido nesta m….toda, seu filho sofrendo bullying na escola, sendo apontado como filho do cara que tira comi$$ão de merenda de criança, é isto o que você quer?
    -Capez É CLARO QUE NÃO!
    -Você também é promotor como eu e sabe como é que a banda toca no MP, aqui é cada um querendo o seu, e agora é a minha vez, pena que é no seu que vai arder.

    Pausa poética – PENA PHORRA NENHUMA.

    -Se você não quiser ver o seu nome envolvido nesta pamonha toda, que pode ferrar com as suas pretensões políticas, eu quero tanto para deixar o seu nome de fora, ou na impossibilidade disto você vai depor como CONVIDADO só no final do processo, lá perto de 2040, OK.4
    “observem que o promotor já indicou o caminho da prescrição”

    -Tudo acertado e combinadinho, e já contando com o jota no bolso, mando a mulher por botox, a amante por silicone, encomendando carrão importado, mandado cobrir de ouro a sua GLOCK, mesmo sabendo da impossibilidade disto, e mais o cambal.
    -Só não combinaram com os linha de frente da Polícia Civil, que desconfiando da treta colocaram o barato para andar na mídia, ai azedou o trato, está ai a explicação da bronca.

    Até eu que sou mais bobo ficaria phodido se fosse abatido quando estava pegando velocidade para alçar voo, simples assim.

  15. Acusação infundada é lamentável. Sou PC. Votei no PT, mas espero, ab imo pectorum, que o Dr. Capez seja inocente.

  16. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Colega “Tired”
    Sou seu fã cara!!!! Muito bom, nunca vi um comentário tão bom! Você por acaso tem escutas na sala do promotor do GAECO de bebedouro????? Kkkkkkk
    Se me permite um adendo ao seu espetacular texto.
    ” O GAECO e a PC investigaram juntas e no fim alguem caguetou pro chefe dos tiras que o Promotor de Bebedouro chamou o Capez pra fazer um “acertinho”, essa narrativa sua ai! Putz, o chefe ficou fudido que ia ” tomar um chapéu” monstro do parquet! (Imagina o valor da pedida????) Aí se adiantou e foi lá em Bebedouro tirar satisfação: ” ow….quer me fuder??! Você chama o Capuz aqui nas minhas costas e pede uma nota???? Pode vir com minha parte!!!!! fizemos o trampo juntos, agora quer me chuveirar!!!!
    Daí o promotor falou: ” olha não sei o que vc está falando, o Capuz nunca veio aqui, e tem outra sou promotor de justiça, veja bem o como você fala”
    O chefe ficou puto!!!!: ” Quero que se foda que voce é promotor!!!! A cadeia é igual pra todos!!! Quero minha parte senão vou jogar essa merda do Capuz toda no ventilador, aí explica pra ele a fumaça que você vendeu!!!!”
    Daí o resto da estória deu no que deu!!!! Kkkkkkkkkkkkkkkk
    Parabéns “tired” e desculpa emendar seu texto, mas não consegui me segurar!!! Kkkkk
    ————————————————-
    Tired em 28/01/2016 às 22:57
    No passado recente teve uns e outros que presidindo uma CPI e para ganhar uma grana utilizava do seguinte expediente:
    O membro da CPI chama alguém, que podia ou não ser arrolado na CPI com o “singelo” argumento você Fulano de Tal me da uma grana e eu não convoco você para ir na minha CPI, alguns cederam outros não, o fato é que a CPI foi desmoralizada e os verdadeiros culpados conseguiram a melhor desculpa do mundo para justificar o envolvimento dos seus nomes nesta CPI.

    Dai alguns perguntariam o que ter haver uma coisa com a outra?

    O promotor do GAECO tinha um chance de ouro mas mãos, mas com o vazamento dos nomes o seu poder de persuasão se foi.

    Já até estava imaginando a seguinte cena.

    Capez aqui é o promotor do GAECO de Bebedouro, necessito falar urgente com você!

    Marcada a reunião a portas fechadas.

    -O promotor manda logo esta no peito do outro promotor licenciado, e presidente da assembléia.
    -Capez é o seguinte, eu estou a frente das “investigações” do caso da fraude da compra da merendas escolares, e o bagulho está doido pro seu lado, estão te dando no papel, grampo, tem delação, tem até foto da mala de dinheiro no porta mala do seu carro.
    -E o Capez já com o fiofo na mão, e vendo para onde a corve$a iria parar, pergunta e dai ?
    -E dai é o seguinte mano você está no mídia, é o bonitinho do PSDB, é cotado pra tudo que e cargo, não vai querer ver o seu nome envolvido nesta m….toda, seu filho sofrendo bullying na escola, sendo apontado como filho do cara que tira comi$$ão de merenda de criança, é isto o que você quer?
    -Capez É CLARO QUE NÃO!
    -Você também é promotor como eu e sabe como é que a banda toca no MP, aqui é cada um querendo o seu, e agora é a minha vez, pena que é no seu que vai arder.

    Pausa poética – PENA PHORRA NENHUMA.

    -Se você não quiser ver o seu nome envolvido nesta pamonha toda, que pode ferrar com as suas pretensões políticas, eu quero tanto para deixar o seu nome de fora, ou na impossibilidade disto você vai depor como CONVIDADO só no final do processo, lá perto de 2040, OK.4
    “observem que o promotor já indicou o caminho da prescrição”

    -Tudo acertado e combinadinho, e já contando com o jota no bolso, mando a mulher por botox, a amante por silicone, encomendando carrão importado, mandado cobrir de ouro a sua GLOCK, mesmo sabendo da impossibilidade disto, e mais o cambal.
    -Só não combinaram com os linha de frente da Polícia Civil, que desconfiando da treta colocaram o barato para andar na mídia, ai azedou o trato, está ai a explicação da bronca.

    Até eu que sou mais bobo ficaria phodido se fosse abatido quando estava pegando velocidade para alçar voo, simples assim.

  17. Tired para o ZÉ disse:28/01/2016 ÀS 23:53 pode ficar a vontade o TEXTO E NOSSO.

    Quem é policial de verdade e sabe como as coisa funcionam realmente, inclusive no MP e Judiciário, poderíamos ter outra versão dos mesmos fatos.

    Que poderia ser assim:

    O promotor do GAECO, agora chamado de PG, faz assim.

    PG- Capes cola na grade.
    Capes- Fala Chefão.
    PG- Ai mano o bagulho “tá” doido pro seu lado! O Delegado está querendo ter fritar num flagrante de mil volts, vários positivos no seu nome.
    Capes- Chefão te, ideia?
    PG- Sim, o que você tem na mão?
    Capes- Agora nada, mas se o Senhor me por na rua eu faço um adianto!
    PG- “Se” “tá” me tirando?
    Capes- Não chefão é que agora estou meio descapitalizado, mas tenho uns baratos rodando no meu nome e vou vender!
    PG- Não fode! Você tem um anel para cadastrar?
    Capes- Tenho sim, é o Dr Fulano de Tal.
    PG- Este é broder, já fiz vários trampos com ele, vou liga ou eu ligo pra ele.
    Capes- Deixa que eu ligo tenho que cobrar um cena antiga, ele está me devendo.

    Neste ponto vamos abrir um parenteses o Capez está na cela, advinha de quem é o telefone que ele vai usar para fazer a ligação pro anel, do PG é que não é ele é malandro, o telefone usado foi o do preso por pensão alimentícia, é claro.

    Depois da$ tratativa$ alguém sentido que o ducha estava ligada chama a imprensa é chamada, a partir dai já sabemos o que o PG fez ficou maguadinho, afinal de conta o único argumento que ele tinha para ganhar um extra foi pro água abaixo.

  18. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Muito bom!!!!!!
    As frases podem até não ter sido essas, mas COM CERTEZA o contexto foi o mesmo!!!!!
    Promotores querem tomar a investigação pra si pra prender uns “pé de breques” pra dar satisfação a sociedade (a famosa lousa) e o restante é pra “tomar uma notinha” de empresas com irregularidades e bandidos de notoriedade (leia-se políticos e traficantes da cúpula)!!!!
    E o que eles mais gostam é claro, PRENDER POLICIAIS CIVIS, para nos desmoralizar e colocar a sociedade contra nós, tomando assim de vez a investigação e extinguir de uma vez por todas a nossa polícia civil, única pedra no sapato do MP!!!!!

  19. anialisando a situação o picole ja se cobriu
    e por ncima ja virou CAGUETA alem de liso
    nomeia o desem bargador nalini com secretario da educação
    FAZ JUS AO APELIDO PICOLE DE XUXU
    LISO COM UM QUIABO
    PSDBOSTA NUNCA MAIS

  20. Dr. Guerra, ajuda aqui o deinter 1, o ministério público aqui no vale do paraíba está perseguindo os policiais civis, prenderam mais de 15 policiais civis somando o ano passado e esse início de ano.
    Hoje, prenderam mais 4 policiais civis em Taubaté.
    Ninguém quer fazer nada aqui, ninguém trabalha mais, vale do paraíba todo no grampo do gaeco, se entrar na favela pra fazer intimação e o ladrão falar seu nome no grampo sai a temporária por associação ao tráfico!
    Acabou polícia civil no vale do paraiba.
    *****************************************
    Do G1 Vale do Paraíba e Região

    Quatro policiais civis são presos por envolvimento com tráfico em Taubaté
    Ação do Gaeco prendeu ainda outras 13 pessoas nesta sexta-feira. Os policiais serão encaminhados para a corregedoria em São José.
    29/01/2016 11h51 – Atualizado em 29/01/2016 12h10
    Por Poliana Casemiro
    Policiais Civis presos Operação Gaeco Taubaté (Foto: Peterson Grecco/TV Vanguarda)
    Policiais militares do Baep cumpriram os mandados (Foto: Peterson Grecco/TV Vanguarda)
    Pelo menos dezessete pessoas, entre elas quatro policiais civis, foram presas pela ‘Operação Ouro Preto’ do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), contra o tráfico de drogas, na manhã desta sexta-feira (29) em Taubaté (SP).

    Segundo a Polícia Civil, dos policiais presos, dois dos envolvidos são da Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise), um deles era da delegacia Seccional e o outro trabalhava para o 4º Distrito Policial, na região do Quiririm.

    A ação aconteceu depois de uma investigação sobre o tráfico de drogas na cidade. Ao todo, foram cumpridos aproximadamente 20 mandados de busca e apreensão em Taubaté, Tremembé e Natividade da Serra. Foram presos 16 homens e uma mulher. Dos mandados de prisão temporária, em quatro foram registrados flagrantes com apreensão de drogas e arma.
    O Gaeco não informou o motivo da operação, nem detalhes da relação dos policiais com o tráfico até a publicação desta reportagem.

  21. SR. ” Anonimo ” !, CONCORDO AMPLAMENTE COM UMA ÚNICA FRASE SUA, E MEUS PARABÉNS. ACONTECE QUE LABUTEI “BATENDO ” MÁQUINAS NESSA P.C. POR MAIS DE TRÊS DÉCADAS. MEU AMIGO !, QUANTOS E QUANTOS CONVITES EU RECEBI E ME OFERECERAM PARA CONTRABANDEAR, PARA TRAFICAR, PARA ROUBAR E OUTROS DELITOS CONTUMAZES, SABE O QUE EU RESPONDIA ! MEU “AMIGO, DESCULPE, MAIS NÃO ESTÁ AQUI QUEM VOCÊ ESTÁ CONVIDANDO “, ME ESQUEÇA !. SABE O QUE OCORREU POSTERIORMENTE, MUITOS FORAM PARA AS VALAS E OUTROS ESTÃO VENDO O SÓ NASCER QUADRADO, SE É QUE AINDA ESTÃO VIVOS; E, ME AJUDEM AÍ Ó !…. .

  22. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito bom ons diálogos!! Seria Cômico de não fosse verdade.

  23. PARA QUEM ESTA TIRANDO SARRO DO “TIRED” É ASSIM QUE FUNCIONA A ENGRENAGEM DE PENSAMENTO. QUANDO FAZEMOS ILAÇÕES SOBRE ALGUMA COISA É POSSÍVEL QUE CHEGUEMOS A UMA CONCLUSÃO OU PELO MENOS PRÓXIMO DISSO. A FUNCIONALIDADE DO PENSAMENTO ABRE O LEQUE DE OPÇÕES E ACABA POR CONCLUIR A MAIS FACTÍVEL. NÃO EXISTE A CERTEZA ABSOLUTA, MAS SIM A CONJECTURA OPCIONAL DO FEITO COMETIDO OU PELO MENOS DA POSSÍVEL AÇÃO DO AUTOR. CIRCUNSTANCIALMENTE É POSSÍVEL PREVER O QUE ACONTECEU OU MESMO SE ANTEVER AO FATO DEVIDO O SER HUMANO SER FRUTO DO MEIO EM QUE VIVE E CRESCE. OBJETIVAMENTE FALANDO, ATRAVÉS DE PREVISÕES HIPOTÉTICA DE UMA AÇÃO, POSSIVELMENTE SERÁ BEM SUCEDIDA UMA AÇÃO EM QUE OS INDIVÍDUOS QUE JÁ TENHAM PRATICADO AÇÃO SEMELHANTE VENHA A REPETIR OS MESMO ATOS PRATICADOS ANTERIORMENTE. DESCULPE O TEXTO LONGO.

  24. Só pode divulgar quando são petralhas. Políticos tucanos só depois de condenados, numa notinha de rodapé, que só é possível visualiza-la com lupa, sem citar o partido

Os comentários estão desativados.