Colapso no Litoral Norte – Polícia Civil dos municípios de São Sebastião, Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba abandonados pela Secretaria de Segurança Pública 115

Litoral norte abandonado

Meu caro Dr. Conde Guerra, gostaria que Vossa Excelência publicasse em seu respeitado blog a situação de penúria que vive a policia civil das quatro cidades do litoral norte, Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela. Por razões que você já conhece, esta denúncia tem que ser anônima, pois o Governo de São Paulo, possui técnicas de perseguição que deixaria os nazistas envergonhados. Pois bem, para começar o carnaval deste ano, não terá o reforço de nenhum policial civil. Teremos que contar com o minguado efetivo que dispomos. O litoral norte tem hoje apenas 14 quatorze delegados em seu total , contando com o delegado seccional. Existem plantões permanentes de 24 horas, na cidade de Ubatuba, Caraguatatuba e Ilhabela, sendo que em São Sebastião são dois plantões permanentes de 24 horas. A seccional engloba:
Ubatuba¬- delegacia sede (24 horas) e uma DDM (expediente).
Caraguatatuba- delegacia sede (24 horas + cadeia de trânsito) 1º e 2º DPs e DDM (expediente).
São Sebastião- 1º e 2º DPs (24 horas + cadeia de trânsito) e DDM, DISE E DIG (expediente), e ainda a sede da Delegacia Seccional (Corregedoria e setor administrativo).
Ilhabela- delegacia sede (24 horas).
Para tanto, Ubatuba, conta com quatro delegados, incluindo o delegado titular.
Caraguatatuba, (maior cidade do litoral norte) conta com três delegados, incluindo o delegado titular.
São Sebastião, conta com cinco delegados, incluindo todos os titulares e o delegado seccional.
Ilhabela, conta com dois delegados.
As escalas de plantão tornaram-se um terror, pois todos os delegados, além de terem que dar o expediente normal nas delegacias já informadas, são obrigados a concorrer as escalas de plantão, que funcionam 24 horas, todos os dias da semana.
Para o governo do estado, o litoral norte, apesar de contar com as mais belas praias do estado, não possui muitos votos.
Comumente neste periodo do ano, carnaval, férias, a população triplica, quadruplica e somente a PM conta com reforço.
Existem policiais a beira da loucura, estressados, o que reflete no atendimento ao público. Delegados e demais carreiras, já aposentados e trabalhando. Delegados de 1ª classe fazendo plantões.
Para que todas as delegacias tivessem um titular, (sem assistentes) e as equipes de plantão fossem completas, teriamos que ter no mínimo 07 delegados em Ubatuba, 09 em Caraguatatuba, 17 delegados em São Sebastião e 06 delegados em Ilhabela. Portanto o efetivo que tem quatorze delegados, deveria ter 39 (trinta e nove) delegados.
Essa situação se agrava pois as demais carreiras também estão com o quadro de funcionários totalmente defasado. Todas as delegacias contam com funcionários das Prefeituras locais.

Antecipadamente agradeço e aguardo a publicação.

POLICIAL CIVIL DO LITORAL NORTE

  1. A Procuradoria-Geral de Justiça requereu ao Tribunal de Justiça de São Paulo, nesta sexta-feira (5), a quebra do sigilo bancário e fiscal do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Fernando Capez (PSDB), citado no esquema de propinas da merenda escolar desmontado na Operação Alba Branca.

    A Procuradoria pediu extensão da medida para o ex-chefe de gabinete da Casa Civil do governo Alckmin, Luiz Roberto dos Santos, o ‘Moita’, e o ex-chefe de gabinete da Secretaria da Educação do Estado, Fernando Padula, quadro do PSDB.

    A Procuradoria também requereu acesso aos dados bancários e tributários de um assessor de Capez, Luiz Carlos Gutierrez, o Licá, e de dois ex-assessores do tucano, Jéter Rodrigues Pereira e José Merivaldo dos Santos, o ‘Meriva’, este ainda funcionário da Assembleia.

    A devassa alcança a cooperativa Coaf, apontada como carro chefe do esquema de venda superfaturada de produtos agrícolas e suco de laranja destinados à merenda.

    A quebra do sigilo faz parte do pedido de autorização para abertura de Procedimento Investigatório Criminal (IPIC) no âmbito da Operação Alba Branca contra Capez.

    A Procuradoria quer acesso aos dados tributários do tucano desde o início de 2013. A busca das informações financeiras de Capez pega desde 1.º de janeiro de 2014.

    Além da investigação bancária e fiscal, a Procuradoria requereu a quebra do sigilo dos computadores da Assembleia Legislativa utilizados por Licá, Jeter e ‘Meriva’. A meta é acessar suas correspondências eletrônicas.

    A primeira etapa da Alba Branca revela contatos frequentes entre aliados de Capez e integrantes da quadrilha da merenda.

    O grampo pegou ‘Meriva’ supostamente cobrando comissão de R$ 58 mil do lobista Marcel Ferreira Júlio, que circulava bem em gestões municipais, no Palácio 9 de Julho – sede do Legislativo paulista, no Ibirapuera – e na Pasta da Educação.

    O grampo pegou, ainda, ‘Moita’, operando com a quadrilha da merenda de sua sala no Palácio dos Bandeirantes. Ele era braço direito do chefe da Casa Civil Edson Aparecido. A interceptação o flagrou orientando o lobista Marcel a pedir reequilíbrio financeiro de um contrato com a Educação de Alckmin. ‘Moita’ teria sido orientado pelo então chefe de gabinete da Secretaria da Educação, Fernando Padula.

    Marcel está foragido. A Procuradoria requereu a prisão preventiva do lobista, filho do ex-deputado Leonel Júlio, do antigo MDB, cassado em 1976 pelo regime militar em meio ao ‘escândalo das calcinhas’ – o então presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, em viagem ao exterior, comprou um alentado lote de lingeries, o que bastou para perder o mandato.

    O pedido da Procuradoria foi protocolado no Tribunal de Justiça porque Fernando Capez é deputado estadual. O TJ detém competência constitucional para autorizar esse tipo de procedimento. A petição da Procuradoria será analisada pelo Órgão Especial do TJ, colegiado integrado por 25 desembargadores, os 12 mais antigos, 12 eleitos pelos pares e o presidente da Corte.

    Alba Branca foi deflagrada no dia 19 de janeiro a partir de uma decisão da Justiça no município de Bebedouro, região de Ribeirão Preto, interior do Estado. A Coaf fica em Bebedouro. Na ocasião, quatro funcionários e o presidente da cooperativa, Cassio Chebabi, tiveram a prisão temporária decretada judicialmente, a pedido da força-tarefa do Ministério Público do Estado e da Polícia Civil.

    Todos resolveram colaborar – ainda não a nível de delação premiada – e revelaram supostos pagamentos de propinas da ordem de 10% a até 20% para prefeitos e servidores públicos. O presidente da Assembleia seria um dos beneficiários.

    Capez ficou indignado quando soube que seu nome foi citado na Alba Branca. Ele próprio já peticionou à Procuradoria-Geral de Justiça e pediu para ser ouvido no inquérito. Espontaneamente colocou seus sigilos à disposição dos investigadores. O tucano nega taxativamente envolvimento com a máfia da merenda escolar. Ele supõe que o ex-assessor Jéter Rodrigues usou seu nome.

    Em nota, o deputado estadual Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, afirma que já entregou, segunda-feira, 1.º, o seu sigilo bancário e fiscal para a Justiça. “Não tenho o que esconder. Por isso vou trabalhar para instalar uma CPI sobre o caso na Assembleia. Fui o primeiro a assinar o pedido da oposição”, afirma.

  2. O Decreto Lei 52054/2007 não se aplica a Policia Civil realmente, já que as diárias são limitadas a no máximo 12, porém o horário de descanso mínimo tem que ser cumprido nobre colegas, conforme estabelecido em Lei, já sofremos escalas abusivas e por força deste Decreto Lei, conseguimos regularizar nossos horários em 12h trabalhadas por 48hs de descanso , ou seja respeitando as 36 horas, para jornada de 12 horas e o limite das diarias (ajuda custo alimentação) mencionadas.

    Abraço a todos…

  3. DESCOBRIRAM A IDENTIDADE DO TENENTINHO SEXTAVADO !

    PROCUREM PELA NOTÍCIA DO OFICIAL DA MEGANHA QUE FOI DETIDO, DANDO TIROS PARA O AR, BẼBADO, NA RUA MAJOR SERTÓRIO.

    CONSTA QUE O ESTRELINHA SEXTAVADO TENTOU CHAVECAR UMAS 15 KENGAS NAS PARADAS DO SUADOURO DA SERTÓRIO, MAS COMO NENHUMA QUIZ TRANSAR COM A RATAZANA FARDADA, O GAMBÉ SURTOU E SAIU GRITANDO “NÃO BRINCO MAIS COM MULHER !”

    AO SER ABORDADO APÓS O DESBUNDE, O OFIÇA AGARROU UM CABO PELO BILAO E TENTOU DAR UM BEIJO DE LÍNGUA NUM SORDADO, INVOCANDO O REGIMENTO INTERNO DA MEGANHA E SEU PODER HIERÁRQUICO SOBRE OS SUBORDINADOS.

    SÓ RESTOU AOS PRAÇAS CEDEREM AO ASSÉDIO DO SEXTAVADO, EMBORA O SORDADO, APÓS BEIJÁ-LO SOFREGAMENTE, TER BALBUCIADO A SEGUINTE EXPRESSÃO…”ÉÉÉCA, ESSE OFICIAL VIADO NÃO PRESTA NEM PRA BEIJAR”

  4. Isso aí e o reflexo de receber pela merda do GAT.
    O majura põe 4 contos a mais no salário e reclama; imaginem o resto
    que não recebe porra nenhuma.

  5. Inflação comendo todo o nosso salário, associações e sindicatos nem ai com o que está acontecendo, estamos ganhando o mesmo salário que um pirril de porta de banco, com uma única diferença ele ganha fundo de garantia, vale refeição e plano de saúde! Ganhamos menos que o auxílio moradia de um juiz ou promotor! Na boa…. Estamos muito fudidos mesmo

  6. Bem lembrado colega! Ganhamos menos que somente o gat do delegado! Alguma coisa está errada!!! E ninguém faz nada…

  7. CAIU O 18º DP, CAIU O 21ºDP, CAIU O 29ºDP, CAIU O 31ºDP, QUEM MAIS VAI CAIR?
    NA 8ª SECC. CAIU O 53ºDP VIXIIIIIIIIIIIII

  8. Todo mundo fala em escalas abusivas, agora ninguem tem uma lei ou portaria para q defenda os policiais. A unica coisa na lop e q devemos trabalhar e podemos ser chamdos a qq dia e hora. Eu entrei com uma açao pois fico de plantao uma semana direto qd nao presencial e sobreaviso. Inclusive os delegadoa daqui tb ficam em escala semelhante. Incrivel os delegados deixarem chegar onde chegou.

  9. SR. CAIUUUU DPS.

    ONTEM SEXTA-FEIRA FALEI COM UM COLEGA DO 21DP E ESTAVA SEM NOVIDADES POR LÁ. O TITULAR IRIA CONTINUAR.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s