Quem tem medo do PCC ? – PM covardemente e sob encomenda executa investigador na porta da casa da vítima 89

Investigador da Polícia Civil morre após levar vários tiros de um PM em Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 28/05/2016 – Jornal na Net

O investigador da Policial Civil Fernando dos Santos Menani que trabalhava e morava em Taboão da Serra foi morto na noite deste sábado, 28, na porta da sua casa, no Parque Pinheiros com cinco tiros. O acusado de matar o investigador é um policial militar identificado como Wilton, que seria integrante da 2ª Cia da PM, também em Taboão da Serra. Um dos tiros atingiu o policial civil no pescoço. Ele chegou a ser socorrido para o pronto do Socorro do Antena, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Antes de morrer o investigador atirou contra o PM. O disparo atingiu a bexiga do militar que foi socorrido para o Hospital Geral do Pirajuçara e segundo apurou a reportagem do Jornal na Net passa bem. A expectativa é de que o acusado seja preso em flagrante. Há relatos de que vários policiais civis e militares se dirigiram ao HGP, incluindo integrantes da corregedoria.

Os moradores das imediações da tragédia ficaram assustados com o fato. Entre os policiais da cidade e da região a repercussão do crime foi imensa e todos temem que se instale um clima de tensão perigoso entre as duas corporações.

As informações iniciais indicam que o investigador da Polícia Civil estaria enfrentando problemas com um vizinho, que teria acionado o policial militar e outros homens para “resolver o problema”.
No começo da noite deste sábado o investigador tentava entrar na garagem de sua casa, mas acabou sendo impedido por um táxi, nesse momento veículo da marca Peugeot se aproximou do local e um homem, que seria o PM, desceu atirando.

Após a morte do investigador o vizinho dele, que ainda não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante e levado para o 1º Distrito Policial de Taboão da Serra.

O investigador era policial antigo. Já havia sido integrante do Garra e era muito respeitado entre os colegas.

  1. Faz tempo que não entro aqui, mas a anos é sempre a mesma merda…PM assassina e Lixo, PC corrupta e Lixo. E lá em cima é lula, dilma temer, cunha, renam, e dezenas de vereadores, deputados estaduais, federais e senadores a enfiar a toba nos Pms e Pcs descentes, honesto que morrem por causa PMs e Pcs, lixos corruptos e assassinos ….Aí vai vir um lixo querer discutir comigo….

  2. Àgua e óleo . Assim são as duas intituições ….e será sempre assim.

  3. Meus caros , corrupção existe nas duas instituições . Tem policial honesto na Pm e na Civil também . Como tem idiota que nao sabe nada e policia e fica dando palpite aqui…..

  4. Muitos julgam, mas não estavam na hora… somente a apuração que irá dizer a verdade. E Deus punirá quem estiver errado. Somente Deus poderá julgar.

    Só comentamos, mas não sabemos da verdade, porque não estávamos durante o ocorrido, mas Deus absolverá o que estiver certo, e condenará o que estiver errado.

    Deus estará no tribunal.

  5. Caro amigo Diogo, os recém saídos da Acadepol ficam apenas nos plantões né? E não trabalharão nos finais de semana?

  6. As inconstitucionalidades do PLP 257/2016

    Departamento Jurídico do Sindicato detecta uma série de ilegalidades no projeto de lei complementar
    ÚLTIMAS NOTÍCIAS 05/04/2016 786 VISUALIZAÇÕES
    A pedido da diretoria do Sinafresp, o Departamento Jurídico da entidade esmiuçou o Projeto de Lei Complementar 257/2016 e chegou a conclusões muito preocupantes: “Apesar de ser um projeto que tem o foco no refinanciamento das dívidas dos Estados e DF, traz, em seu bojo, algumas inconstitucionalidades que merecem especial atenção, principalmente no tocante aos direito e ao regime jurídico dos servidores públicos”, expressa o Jurídico, que vai além.

    “Dentre estas inconstitucionalidades, podemos destacar:

    1 – Ofensa ao Federalismo, advindo do artigo 18 da Constituição Federal, haja vista que a União está invadindo totalmente a esfera de competência dos Estados ao determinar, no projeto de lei, como, quando e sobre quais pontos específicos os Estados e o Distrito Federal devem legislar.

    2 – Ofensa à competência dos Estados no que tange ao seu orçamento, tendo em vista que o inciso II e o § 1º do artigo 24 da CF determinam que os Estados devem legislar sobre seu orçamento, cabendo à União apenas a edição de regras gerais sobre a questão. No projeto de lei em questão, a União, em diversos momentos, disciplina regras específicas de orçamento dos demais entes.

    3 – Ofensa ao inciso XIII do artigo 37 da Constituição Federal, considerando que o projeto prevê que determinados vencimentos dos servidores estaduais devem ficar adstritos aos dos servidores da União, o que é proibido pela Constituição, que determina que não pode haver equiparação para fins de vencimentos.

    4 – Ofensa ao princípio da moralidade, considerando que a União está se aproveitando de um momento de fragilidade econômica dos demais entes da Federação para forçá-los a repactuar suas dívidas. Diante dessa premente necessidade, impõe regras e condições que invadem totalmente a esfera de competência dos entes Federados, onerando, sobremaneira, apenas uma parcela da sociedade – os servidores públicos.

    5 – Ofensa ao caput do artigo 40 da Constituição Federal, que determina que, para que haja a instituição das alíquotas de contribuição previdenciária, deve haver um cálculo atuarial que justifique o aumento da alíquota para cada Estado.

    6 – Ofensa ao princípio da isonomia, pois apenas os entes que aderirem ao refinanciamento terão de majorar (ainda que gradativamente) suas alíquotas de contribuição previdenciária para 14%, enquanto a União e demais entes continuam com 11% de contribuição. O critério de discriminação escolhido pelo projeto não se justifica no ordenamento jurídico”.

    TAGS

  7. Sr Guerra, onde leu no meu comentário alguma defesa ao ato do policial? Defendi sim a apuração antes do julgamento e a condenação do PM, pois minha postura diante de qualquer fato, seja envolvendo PM ou PC, será a de sempre aguardar a correta apuração antes de me posicionar contra ou a favor, isso é critério!
    Não comemoro sua demissão, inclusive por estarmos todos sujeitos a injustiças, somente fiz uma analogia entre causa e efeito,

  8. Ser policial é não escolher cargo ou função é saber trabalhar, concurso é apenas uma questão de sorte.
    Sherlock Gomes disse:
    29/05/2016 ÀS 15:07

    EXCELENTISSIMAS PALAVRAS POR EX: TANTO INVESTIPOL OU ANGETEL AMBOS SÃO POLICIAIS CIVIS

  9. Realmente, somos todos policiais civis!! Mas cada carreira tem uma atribuição diferente.
    A a freira de Agetel é tão importante quanto a de Investigador mas são carreiras distintas.

  10. Os operacionais estão em uma situação tão precária que não temos representantes, nossos soberanos os delegados só cobram produção, sem pensar nas condições que se encontram seus subordinados, os Policiais Civis dentre as instituições do Estado é a mais sem rumo, sem perspectivas e sem poder de negociação com o governo, e para piorar a inflação desse ano ceifou nossos rendimentos em aproximadamente 20%, e pasmem, a dois anos o governo não nos repõe a inflação, não vejo saída a curto prazo, metroviários são unidos, agentes da fundação e penitenciários são unidos, mas nosso emaranhado de carreiras não nos permite união, e isso nos enfraquece, e para piorar temos os delegados com total poder sobre nos, que estão bem pagos, com poder de punição nas mãos, e são bem pagos justamente para punir e cobrar, e não querem nem saber a merda que nos operacionais nos encontramos.

  11. NOS OPERACIONAIS ESTAMOS DE MÃOS ATADAS, DELEGADOS FELIZES A NOS COBRAR, OPERACIONAIS DIVIDIDOS SEM UM NORTE, E SINDICATOS DO INTERIOR E DA CAPITAL CADA UM PARA UM LADO, E NÃO CHEGAM A LUGAR NENHUM.

  12. Lamentável, esse é mais um caso de alguns despreparados da PM, há alguns anos atrás, uma vez ali na área do 5DP presenciei a uma covardia feita contra um colega investigador aposentado, que estava em sua moradia, que era em um apartamento onde PMs tentava invadir e a noite, sem mais e sem menos, onde os PM deram vários tiros na porta de sua residência sendo que um dos tiros o atingiu mortalmente, depois eles foram
    presos e condenados pelo seu despreparos e suas loucuras.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s