“Tenenta-coronel” responsável pela desqualificação de homicídio doloso para culposo militar retardou e prejudicou a produção de provas da provável execução sumária cometida por subalterno 23

cenise

PM entrega imagens de homicídio após delegado ir à Justiça em Ourinhos (SP)

Wagner Carvalho
Colaboração para o UOL, em Bauru

14/06/201622h15

  • Brian da Silva, jovem que foi morto pela PM em Ourinhos

    Brian da Silva, jovem que foi morto pela PM em Ourinhos

Foi necessário que a Polícia Civil de Ourinhos, 374 km de São Paulo, acionasse a Justiça para que o comando do 31º BPM-I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) da cidade entregasse imagens de uma câmara de segurança que o delegado João Beffa acredita tenha flagrado toda a ação da abordagem feita por policiais que acabou na morte de um jovem de 22 anos.

Na segunda-feira, as investigações foram transferidas para a Delegacia Seccional da cidade e o delegado seccional Paulo Henrique Carvalho afirmou que a PM estava obstruindo a Justiça ao insistir em não entregar as imagens gravadas pelo sistema de segurança de uma empresa próxima do local e nem a arma do policial de onde partiu o disparo que matou o jovem Brian Cristian Bueno da Silva, 22.

No final da tarde de segunda-feira (13), o delegado protocolou na Justiça um requerimento para ter acesso as imagens. De acordo com Carvalho a PM decidiu levar a ocorrência para o quartel e não apresentar na Polícia Civil, ou seja, o delegado plantonista no dia da ocorrência, não tomou conhecimento dos fatos.

Com a persistência da PM em não entregar as imagens que foram retiradas da empresa próxima ao local e que possivelmente filmou toda a ação de abordagem dos policiais e o disparo que atingiu o jovem o caso ganhou repercussão nacional.

Na tarde desta terça-feira tanto as imagens do circuito interno quanto a arma do policial foram entregues para a Polícia Civil. O vídeo agora será analisado pela perícia civil e por um perito da Unicamp contratado pelo Condepe (Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana) que tem prestado apoio para a família do jovem morto.

Testemunhas do caso e familiares de Brian estiveram hoje em São Paulo para participar de uma reunião com as ouvidorias das polícias do Estado. O ouvidor da Justiça de São Paulo Júlio César Fernandes Neves, de acordo com familiares, afirmou que vai encaminhar ao caso ao Procurador Geral da Justiça solicitando que um promotor acompanhe a investigação a partir de agora.

Emocionada Valdineia Pontes, mãe de Brian, lembrou que o filho não esboçou nenhuma reação ele apenas ergueu os braços para mostrar que não devia nada. “Ele não teve tempo nem de tirar o cinto, quanto mais reagir”, afirmou.

O policial acusado pelo homicídio, está na Polícia Militar há seis anos e trabalha em Ourinhos há três anos.  A corregedoria da PM afirmou que militar poderá responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, ele foi levado para o presídio Romão Gomes, mas foi solto na noite de ontem. O policial que não teve o nome divulgado foi afastado do trabalho nas ruas até o fim das investigações.

Ameaças

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) registrou um boletim de ocorrência afirmando que foi parada pelos policiais após o jovem ter sido atingido pelo disparo durante a ação. Segundo declarações que constam no boletim de ocorrência, a equipe do Samu, composta de uma médica e uma enfermeira, foi ameaçada pelos policiais para que prestassem socorro para Brian. A equipe precisou interromper um atendimento com um paciente em coma alcoólico e traumatismo craniano na ambulância, que estava no veículo.

O caso

Brian Cristian Bueno da Silva, 22, morador de Santa Cruz do Rio Pardo, cidade vizinha a Ourinhos, estava com mais quatro amigos em um veículo pela avenida Jacinto Ferreira de Sá, via de acesso a uma feira agropecuária que acontecia na cidade.

Segundo a comandante do 31º BPM-I, tenente-coronel Cenise Araújo Calasans, um dos policiais avistou o carro ocupado pelos jovens seguindo em direção à feira e deu ordem de parada ao motorista, que obedeceu.

“Os policiais observaram que os indivíduos que estavam dentro do carro pegavam cones de sinalização e tiravam do posicionamento”, afirmou. Durante a abordagem de acordo com o comando da PM um segundo policial se posicionou ao lado do colega, com arma em punho e determinou que os jovens saíssem do carro para que fosse iniciada a busca pessoal e a vistoria no veículo.

De acordo com os amigos que estavam com Brian no veículo, ao avistar o policial com a arma em punho, ele ergueu os braços para mostrar que não tinha nada de errado e foi nesse momento que ocorreu o disparo que transfixou o cinto de segurança e atingiu o pescoço do jovem.

A comandante do batalhão conta que o soldado alegou que estava com a arma em posição de segurança, com o cano apontado para baixo. Como a vítima estava sentada, o projétil atingiu seu pescoço, transfixou e saiu abaixo do braço.
“O policial não declara que teria acionado o gatilho. E também não teria nem motivo para fazer isso porque os jovens não se recusaram a sair do carro ou tentaram fugir. Foi uma coisa muito rápida”, declara. Nenhum dos ocupantes do veículo tinha passagem pela polícia.


Depois de sete dias : tempo mais do que suficiente para contaminar as provas!

  1. Com certeza esta cidadã – Policial Militar, indubitávelmente irá responder pelos seus atos, ninguém está acima da Justiça, deveria dar exemplo, demonstrando imparcialidade, o que não o fez, então responda pelos seus atos

  2. Por gentileza senhores responsáveis pela justiça brasileira,

    Não tem mais condições de termos que assistir essas barbáries cometidas por policiais militares e conforme já afirmei em outro comentário na data de ontem 14 de junho de 2014, caso essa mulher que se intitula como comandante de inúmeros policiais não entregasse essa filmagem de imediato para quem realmente cabe apurar os fatos que é a polícia judiciária, essa senhora deveria ser indiciada e agora, como já se passaram dias após o fato e somente agora essa mulher entregou a filmagem, por gentileza determinem a prisão da mesma para começarmos a ver justiça pq os pais do garoto que apenas cometeu uma “molequice” estão chorando a morte do mesmo.

    Não da mais termos que ver essa maldita e desgraçada instituição (pm) querer estar acima de tudo e de todos!

  3. No texto (reportagem) diz:

    “Ameaças

    Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) registrou um boletim de ocorrência afirmando que foi parada pelos policiais após o jovem ter sido atingido pelo disparo durante a ação. Segundo declarações que constam no boletim de ocorrência, a equipe do Samu, composta de uma médica e uma enfermeira, foi ameaçada pelos policiais para que prestassem socorro para Brian. A equipe precisou interromper um atendimento com um paciente em coma alcoólico e traumatismo craniano na ambulância, que estava no veículo.”

    Eu posso afirmar que inquestionavelmente essa equipe de pm que interrompeu um outro socorro do Samu para que “tampasse a sua cagada”, deve todos serem presos imediatamente por serem bandidos em interromperem um serviço médico que inclusive esse profissional (médico) está acima desses lixos vagabundos e bandidos.

    Justiça, é a sua vez de mostrar a cara!

  4. Meu Deus, ameaçaram até a equipe do SAMU? PMS LIXOS!

    Sabe o que a PM tem mais que a CIvil? Mais que se foder!

    PM eu quero bem longe de mim! PQ QUEM GOSTA DE PRAÇA É POMBO!!

  5. Espero que o judiciar paulista acorde desta vez, porque a situação esta insuportável para a população paulista em ter uma “policia militar” que de tanto ser alisada e amaciada por autoridades, hoje, nem se presta a prestar contas dos seus atos criminosos e que o governo federal tome as devidas providencias para determinar a desmilitarização desta já ultrapassada policia de quarto mundo.

  6. Pouca vergonha não querer entregar as provas a quem é de direito, são os soberanos!!!??

  7. Nada mudou! A Polícia Militar perdeu o bonde da história. É praticamente impossível não ser comparada com uma “PMTROBRAS”, usada para fins POLITICAMENTE ESCUSOS! Não são minhas afirmações que provam e comprovam esse tradicional descalabro institucional. Por exemplo: desde que percebi, na manhã de 17/08/96, que gravíssimo acidente de trânsito teria sido ensejado por duas viaturas do 10º BPM/M, quando “faziam racha”, comecei a entrar em rota de colisão com a instituição, mormente porque ouvi (COMO REPRESÁLIA) do então Comandante da 2ª Companhia daquele BPM: “Na política não importa o fato, mas, a versão que a este se dá”.

    Ao cabo de 06 (SEIS) longos anos, quando as primeiras farsas perdiam os efeitos, ele percebeu a “casa começando a cair”. Tentou a última cartada: quase conseguiu “esquecer” quem era o Comandante da mencionada Companhia, assim, “nada teria a ver com os fatos”. Graças à pronta habilidade do jornalista que o entrevistava (Kleber Ernek – Diário do Grande ABC, 07/09/02) conseguiu recobrar a memória, aduzindo “que devia estar no comando”. Como a mentira era (e continua) a tradicional desgraça da PM), nunca duvidei que o então Capitão Edson de Jesus Sardano merecera “meio elogio”, à vista da “meia mentira”.

    Exemplar Oficial (MUI DIGNO DO OFICIALATO) era pago para ESQUECER que havia usado a “viatura M-10290”, anos a fio, imediatamente após recuperada sobre carro roubado, em Santo André.

  8. A PM (Podre Merda) desse estado tem que acabar. Causam um rombo gigantesco aos cofres públicos.

  9. Esse Valdir de Souza é um fanfarrão….
    Ex Cap Pm.
    Vamos a algumas histórias desse 13, foi furtado dentro de um busão, sacaram a arma dele, um .38 após uma soneca, um verdadeiro soneira, quando acordou deu chilique.
    Ao visitar um País Hermano, Paraguai, foi preso portando amamento da corporação, zulu chinês.
    Viaturas da PM foram acionadas certa vez para atendimento de ocorrência de maus tratos a crianças em um Clube de Santo André, ao chegarem no local pessoas que estavam no referido local, informaram que o 13 estava obrigando os próprios filhos a catarem as latinhas recicláveis.
    Menos Valdir, menos, você não tem condições morais pra falar nada de Polícia.
    Engole o choro de ser Demitido que doí menos, continue sua vida e esqueça a PM, a Vida continua 13.

  10. VIXE, AGORA FODEU GRANDÃO MESMO EM VALDIR ????????????
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, QUERIA VER AO NOBRE CAVALHEIRO VALDIR A SAIR DESSA AGORA ?
    TÁ AI VALDIR TUDO QUE VC QUERIA, ALGUÉM QUE TE CONHECE, E QUE TE ACUSA DE FRENTE, VAI, SAI DESSA VALDIR HEHEHEHEHEHEHE

  11. A Polícia Militar de SP está se transformando num grupo paramilitar sem nenhum tipo de controle. Querem saber como será o tal do ciclo-completo? Está aí um exemplo!!!

  12. Homicídio culposo não é de competência da polícia civil ( corrupta) apurar e sim da polícia militar , dessa forma a oficial, não fugiu de seus deveres e fez o auto de prisão em flagrante do policial, o qual foi preso no presídio Romão Gomes ! Agora a polícia civil que não consegue desvendar nem 2% dos crimes comuns , querem apurar os crimes militares também , um tanto quanto estranho né !

  13. Master:

    Eu, “fanfarrão”?

    Ok!

    O “fanfarrão” não necessita se esconder atrás de anonimatos e detalha cada fato, tantas quantas vezes for necessário para que os JACARÉS e os “Masteres de plantão” agucem a memória. Pelo visto, você continua refém do PMQ – Padrão Meganhol de Qualidade^ – , ou seja: faz tudo “rapidinho”, apressadinho, de afogadilho, jogando aos ventos várias verossimilhanças (piores que mentiras), para que depois o “acusado” se explique, quando poderia tratar, com mais coerência, fato a fato. Pudera: além de fugir do foco proposto pela postagem, pretende ajudar o JACARÉ a “esquecer” de mencionar o documento pelo qual a gloriosa me deu um “chute no rabo” (espreção do JACARÉ). Você gostou do vocábulo espreção? E dos textos do JACARÉ? Pois, é! Gostou do “lógica” do JACARÉ: ele se vê no direito de falar do “rabo” alheio! Não é por menos que reclamou dos vídeos que posto, aduzindo que eu poderia escolhê-los sobre fatos ocorridos há menos de 10 (dez) anos! Confira-os e se certifique de que são oportunos e tempestivos, sem “arredondamentos”.

    Quanto ao primeiro caso, é “muito recente”, de 1986. Solicite do balcão de negócios (o 10º BPM/M) um resumo ou cópia da Sindicância de Portaria nº CPAM6-009/13/86. Pela oportunidade, pergunte as circunstâncias do furto do revólver.e com quem foi encontrado. Não se esqueça de perguntar se a autoria desse furto tem relação com armas da carga do referido Batalhão, ou seja, quem esteve ao meu lado ou no mesmo ônibus, por ocasião do furto. Ofereça detalhes confiáveis aos visitantes deste espaço. Diga-lhes que armas do 10º BPM/M foram vendidas pelo próprio armeiro (ex-Sd PM Lunardelli). Diga-lhes da “coincidência” pela qual o então Sd PM João Bosco (armeiro que desbancou a farsa da venda de armas da corporação) caiu fora, pedindo “baixa” para entrar na Polícia Civil! Diga-lhes isto e muito mais, com as DEVIDAS comprovações do citado BPM, com base na transparência e na instituição “legalista” em apreço (ou desapreço).

    LEMBRETE: jamais o referido BALCÃO DE NEGÓCIOS perderia sequer uma oportunidade de tentar me enlamear. Por isso mesmo essa Unidade Operacional muito gostaria de, ao vosso modo, distorcer os fatos, mas, não o fará porque sabe das minhas irrebatíveis VERDADES.

    Cite, aqui. quais providências adotadas, incluindo as testemunhas que me viram “dormindo” no ônibus!

    Comuniquei ao então COP-10, de imediato, o furto do revólver, o que somente percebi quando eu desembarcava do coletivo, dada à excessiva lotação. Caso eu quisesse – reconheceu os PM, incrédulos – bastaria eu inventar aquela tradicional estória do “carro arrombado” ou da “casa furtada, quando cheguei de viagem”! Optei pela VERDADE da qual nunca me distanciei.

    Nas mesmas circunstâncias, você, na condição de vítima, acionaria o COPOM ou “arredondaria” o “QRU?

  14. Alguém por favor, fala-se de crime culposo e doloso, mas de houver conflito em sua definição quem vai sanar a dúvida. No caso em questão, pelo que entendi, o delegado plantonista sequer foi informado, é isso

  15. A PM deu uma caída feia mesma, tá o fundo do poço assim como nos.

  16. A questão é:
    – Quem é que diz que um homicídio é culposo ou doloso?
    Com certeza não é a PM! Se deixarmos esta decisão a cargo da PM, estaremos dando carta branca para uma avalanche de “homicídios culposos” apresentados nos quarteis!

  17. Excelente sua observação. Acrescento mais uma: não fossem as câmeras de segurança, prevaleceria, SEMPRE, essa maldita presunção de “legitimidade” da administração pública da qual resta um dos piores transtornos ao administrado que é a inversão do ônus da prova.

  18. JACARÉ SEM DENTE:

    Parece que o Master “esqueceu” de me corresponder, quanto aos detalhes dos fatos por ele mencionados.

    Seria interessante que você o ajudasse!

  19. JACARÉ SEM DENTE:

    Já solicitei ao administrador do Blog a identificação do “”Master”, para as cabíveis providências legais, quais sejam, ajuizamento de ação judicial, possivelmente ligada à injúria, calúnia e difamação, resultante em indenizações, por reparações morais. Apenas enfatizo que estes crimes são passíveis de retratação. Pena é que o “Master” não mais deu as caras, provando o quanto é fácil lançar tais crimes, na Internet, sem um pingo de dificuldade, agravando-os pelas falsas “atenuantes” de se manter “escondido” e a “desobrigação” de aceitar (ou não) meus esclarecimentos, ou seja, meu constitucionalmente sagrado direito de resposta.

    Apenas reitero: seria interessante que você o ajudasse!

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s