Pelo fim da corrupção, hipocrisia, egoísmo e da covardia – O que policiais civis gostariam de dizer na cara do Olim, do Conselho, do Secretário e do Governador 161

Moção, Discurso, Representação e Reportagem, por quem de direito, exigindo:

1-Cumprimento da Lei que determina reajuste anual do índice inflacionário, na data base (Descumprida a mais de dois anos).

2-Contratação de Funcionários em quantidade e capacidade, suficiente para realização da atividade principal da Policia Civil que é a de esclarecer crimes.

3-Escolha de cargos de chefia por competência e não por ………..

4-Reestruturação das carreiras, a fim de trazer motivação o que resultaria em um aumento da eficiência.

5-Respeito aos direitos de seus funcionários (Suspender o direito a férias é uma atitude injusta e imoral).

6-Exigência do cumprimento da verdadeira politica do “cada um no seu quadrado” ou seja:

a- Guarda (cadeia), Escolta e Remoção de presos somente pela SAP, com a inclusão feita a qualquer dia e horário.
b- Policiamento ostensivo(fardado ou uniformizado e visível) somente pela PM
c- Investigação (de forma discreta sem V.T.R. caracterizada) somente pela PC.
d- Investigadores somente em setores que existam investigação.
e- Escrivães somente em setores que existam inquéritos.
f- Setores administrativos com servidores contratados especificamente para tal.
g- Proibição de prestação de serviços policiais e administrativos, por pessoas alheias aos quadros da Instituição.
h- Regulamentação do uso de informantes.
i- Depósitos específicos para guarda de objetos apreendidos.
j- Não retorno do entorpecente após a constatação, somente do Laudo preliminar.

Isto não fazem.

Pelo fim da: corrupção, hipocrisia, egoismo e da covardia.

Autor:  CARCEREIRO 13

  1. passou da hora do governo colocar os carcereiros nos seus devidos lugares…
    lugar de carcereiro não é em desvio de função…………..
    se a carreira foi extinta ( como dizem )… então que encostem os mesmos…
    mas não fazer os mesmos trabalharem como nivel superior e ganhar como nivel fundamental…

    o que esta acontecendo é pior do que os tempos da escravidão…

  2. e para quem não sabe… não são apenas 100 ou 1000 carcereiros em desvios de funcão…..

    são mais de 4.000 mil escravos trabalhando como investigadores…

    até quando irão escravizar os carcereiros ???

  3. Companheiro de lutas “Carcereiro 13”, boa noite

    Mesmo não tendo porque afrontar o Deputado Olim, a quem pouco conheço, não posso deixar de apoiar tudo o que você diz na sua postagem, com toda clareza e oportunidade.

    Prefiro os que se manifestam -ainda que com alguns excessos e, as vezes destoando do entendimento dos que têm representatividade (sindicalistas e associativistas)- aos que se calam e nunca se pronunciam e se posicionam.

    Não sei se você faz parte da diretoria de alguma entidade de policiais; se não, pense nisso! Nessa condição, você terá mais legitimidade e acesso e poder de convencimento do universo policial.

    Receba o meu aplauso pelo seu posicionamento.

    Jarim Lopes Roseira, Presidente da IPA-SP

  4. PESSOAL !, INDEPENDENTE DO TÓPICO ACIMA, O QUAL ESTÁ OTIMAMENTE EXPOSTO, GOSTARIA DE FAZER UMA PERGUNTA !, E AQUELA FIGURA DENOMINADA D.G., AINDA EXISTE !, RAPAZ !, S.M.J., ELE É 0% DE QUALQUER BENEFÍCIO PARA A EGRÉGIA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO, E, ISTO MAIS UMA VEZ, S.M.J. HÁ APROXIMADAMENTE DOIS ANOS. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  5. PESSOAL !, INDEPENDENTE DO TÓPICO ACIMA, O QUAL ESTÁ OTIMAMENTE EXPOSTO, GOSTARIA DE FAZER UMA PERGUNTA !, E AQUELA FIGURA DENOMINADA D.G., AINDA EXISTE !, RAPAZ !, S.M.J., ELE É 0% DE QUALQUER BENEFÍCIO PARA A EGRÉGIA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO, E, ISTO MAIS UMA VEZ, S.M.J. HÁ APROXIMADAMENTE DOIS ANOS. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  6. ate quando os senhores carcereiros se submeterem!

  7. E aí ? Vocês estão ou não estão com SAUDADES do tempo do Governo dos Generais 1964-1985 ? Se vocês não sabem, sob Governo Militar a Polícia Civil tinha salário, dignidade e poder para trabalhar … agora sob Governo dos POLÍTICOS (= DEMÔNIOS) a Polícia Civil está esta porcaria !

  8. Que os GENERAIS voltem e que não saiam NUNCA MAIS do poder ! POLÍTICOS servem só para ROUBAR, pois são TODOS eles VAGABUNDOS, SANGUESSUGAS, ORDINÁRIOS, SATÃNISTAS … conforme se pronunciou JESUS há já 2 mil anos !

  9. O que foi mencionado acima diz tudo.
    Nenhum Estado do Brasil tem Cargo de: Agente de Telecomunicações, Auxiliar de Papiloscopista, Agente (motorista) Policial e Carcereiro Policial.
    Será que somente o Estado de SP está certo?
    Cadê os Representantes deste Estabelecimento Policial?
    Neste blog já vi muitas vezes o Dr. Guerra falar sobre Reestruturação (Nova Polícia Cívil), afinal até o antigo Dr Guerra sabe que falta algo, falta Reestruturação, Reorganização e Reenquandramento dos cargos.
    O Dr. Guerra organizou este blog, ataca pontos importantes da PC porque não representar a PC na política, vejam a Estatísticas do Site 44,646,222. Nova Polícia Civil NPC. Até o Dr. Guerra antigo Delegado sabe que a PC precisa mudar.

  10. Não conseguem acabar com os malditos recolhas, vão querer falar em reestruturação ???
    Se o Olim fosse macho metade do que diz, botava pra fuder na corrupção que assola e está minando a PC!

  11. Polícia Civil= Polícia Judiciária
    Delegado= Autoridade Policial – N.U;
    Escrivão= Oficial de Cartório Policial – N.U;
    Investigador= Oficial de Investigação Policial – N.U;
    Auxiliar de Papiloscopista, Agente de Telecomunicações, Agente ( motorista) e Carcereiro Policial= Detetive Policial – N.M;
    * Todos os Estados do Brasil a Reestruturação foi semelhante a esta quem tiver dúvidas que pesquise e comprovará.

  12. Do salário justo

    Delegado Inicial igual ao do Capitão PM até Tenente Coronel PM;
    Oficial de Cartório e Oficial de Investigação Inicial igual ao do 2° Tenente PM até Major PM;
    Detetive igual ao do 3 Sargento PM até Subtenente PM;

  13. A Secretária de Estado da Administração Penitenciária – SAP/SP.

    Está implantando “câmeras e portas eletrônicas” unidades prisionais, para que os Agentes Penitenciários não tenhão contato direto com os presos. Seguindo o modelo prisional americano.

    Enquanto na Antiga Polícia Cívil do Brasil – APC, Investigadores tem que abrir e fechar cela, planilhar o preso e fazer escolta e remoção.

    Queremos Representante de verdade, uma Nova Polícia Civil, onde os Agentes Penitenciários da SAP removam o preso após o flagrante, mas infelizmente ninguém tem peito pra isso. Somos uns lixos?

  14. A Nova Polícia Civil NPC vai nos valorizar.

    As vezes me sinto um lixo no plantão, acho que é por isso que muitos passam a beber e fumar de tanto desgosto, com escalas de serviço que nem dá pra estudar e produção mais produção.

    Saibam que a PM da todo auxílio interno para aperfeiçoamentos e estudo para mudar sua patente, ex. SD para SGT para TEN… CONCURSO INTERNO.

    NA PC não temos aperfeiçoamentos nem incentivo ao estudo para melhorar devido as escalas apertadas e falta de funcionários.

    CAMPANHA VALORIZA POLICIAL CIVIL

  15. Nada contra, inclusive porque meu parceiro é carcereiro, trabalha como tira e é melhor que muitos da carteira. Agora, vir com essa lenga lenga que estão sendo explorados por trabalhar como tira ou outra carreira, já é demais!!! Antigamente, carcereiro trabalhava até como atendente de balcão e telefone, tudo prá não pegar na chave nem pagar bandeco, ainda era status, ´prá eles, trabalharem assim. Os tempos mudaram, mas não vamos ser hipócritas!

  16. Ser corrupto não é somente obter vantagem ilícita, é também vc ser um encosto vagabundo. Lembrando que policiais de todos os países são corruptos com exceções a alguns. Não adianta ficar vendo o quintal do vizinho. Faça a sua parte antes de falar besteiras. Ser Policial não é falar mal dos colegas nem falar besteiras. Então tire suas conclusões

  17. Status pra mim é buscar melhorias, o melhor pra gente.
    Vejam o que eu escrevi sobre os Agentes Penitenciários da SAP acima, estão ganhando espaço tem hoje uma estrutura americana e talvez até um salário melhor que o nosso.
    Vejam os GCMs nasceram de uma boa estrutura e estão ganhando mais do que os PCs e alguns PMs.

    Então Sergio deixa de ser puxa saco e concorda que independente de qualquer coisa estamos sendo escravizados.

  18. Interessante, Carcereiro 13, porque ultimamente ta faltando até limpa bunda em muitas delegacias! kkkkkk
    Papel e tinta pra imprimir bo…
    Café, detergente… Sabão…
    E por aí vai…

  19. Isso é um sonho que o Egre$$o Con$elho faz questão de não se empenhar em alcançá-lo para que a Polícia Civil continue sendo o pesadelo nosso de cada dia.

  20. POLICIAL JUDICIAL 27/08/2016 às 1:19

    =====================

    Equiparação salarial com outra instituição de atribuições tão diferentes é um VENENO a longo prazo.

    E se fosse para pedir isonomia, então deveria ser, por semelhança de atribuições, com o Judiciário. Mas o melhor mesmo é o Estado simplesmente reconhecer não funciona POLÍCIA JUDICIÁRIA com salário de patrulheiro. “É O BARATO QUE SAI CARO” e, no caso da Segurança, muito caro, principalmente para a sociedade que se vê abandonada à própria.

  21. .

    O que seriam as minhas pautas para uma Polícia Judiciária:

    SALÁRIO de VERDADE, compatível com as atribuições e responsabilidades.

    CARREIRA ÚNICA (a PC precisa sair do século XIX)

    SEGURANÇA JURÍDICA (Via Rápida deveria ser uma vara na Justiça específica para julgar policiais. Hoje a Via Rápida é apenas o atropelo de direitos para atender a interesses de toda má sorte)

    Respeito aos APOSENTADOS (já vi escravão migrar para o Judiciário, delegado se tornar lojista etc, com medo da aposentadoria da PC)

    CRITÉRIOS OBJETIVOS para PROMOÇÃO e TITULARIDADES e CHEFIAS. Ou seja, número de Inquéritos, número de BOs, número de prisões etc. Algo que possa ficar em qualquer planilha, de forma transparente e honesta.

    CRITÉRIOS OBJETIVOS e INDIVIDUAIS para o pagamento de bônus.

    CURSO DE ADMINISTRAÇÃO para os cargos administrativos.

  22. Senhores

    Tanto se fala em reorganização, reestruturação e muitos outros “ão”, que finalmente resolvi perder alguns minutos e pensar sobre o assunto. Ponderando que da forma como “está” o rendimento é baixo, aliás, (depois que certos sujeitos superam o prazo do estagio probatório, já se acham….), a má distribuição do efetivo, a absorção de atividades afetas a “Policia Judiciária” em minha humilde visão de Policial Antigo, conclui o seguinte:
    _Decrete o Governador, que a Policia Civil possua os seguintes cargos
    Delegado
    Perito e Medico Legista
    Escrivão e Investigador (ou qualquer nomeclatura pomposa que desejar)
    Auxiliar de Policia (ou qualquer outra nomeclatura pomposa que desejar)
    _Deixe por opcional o acesso de qualquer Policial aos cargos criados, desde que participe de concurso interno de provas e titulos, semelhante ao realizado para todos os interessados não Policiais.
    _Quem desejar, permanece onde está e como está.
    Atualize as tabelas salariais, usando como parametro no minimo as perdas inflacionárias por um periodo de dez anos pp.

    E TENHO DITO (risos)

    é o que penso

    C.A.

  23. Artigo 17 – São classes policiais civis aquelas constantes do
    Anexo I que faz parte integrante desta Lei Complementar.
    Artigo 18 – As classes e as séries de classes policiais civis
    integram o Quadro da Secretaria da Polícia Civil, na seguinte
    conformidade:
    I – na Tabela I:
    a) Delegado-Geral de Polícia;
    b) Diretor de Departamento Policial;
    c) Delegado Seccional de Polícia;
    d) Delegado Divisionário de Polícia;
    e) Delegado de Polícia de Classe Especial;
    f) Delegado de Polícia de 1ª Classe;
    g) Delegado de Polícia de 2ª Classe;
    h) Delegado de Polícia de 3ª Classe;
    i) Escrivão de Polícia de Classe Especial;
    j) Escrivão de Polícia de 1ª Classe;
    k) Escrivão de Polícia de 2ª Classe;
    l) Escrivão de Polícia de 3ª Classe;
    m) Investigador de Polícia de Classe Especial;
    n) Investigador de Polícia de 1ª Classe;
    o) Investigador de Polícia de 2ª Classe;
    p) Investigador de Polícia de 3ª Classe;
    q) Perito Criminal de Classe Especial;
    r) Perito Criminal de 1ª Classe;
    s) Perito Criminal de 2ª Classe;
    t) Perito Criminal de 3ª Classe;
    u) Médico Legista de Classe Especial;
    v) Médico Legista de 1ª Classe;
    w) Médico Legista de 2ª Classe;
    x) Médico Legista de 3ª Classe;
    II – na Tabela II:
    a) Agente Policial;
    b) Papiloscopista Policial.

  24. rtigo 77 – Este Estatuto estabelece as normas, os direitos,
    os deveres, as vantagens e os regimes de trabalho e disciplinar
    dos policiais civis.
    Artigo 78 – As carreiras policiais civis integram o Quadro da
    Polícia Civil do Estado de São Paulo, na seguinte conformidade:
    I – Autoridades Policiais: Delegados de Polícia;
    II – Auxiliares Técnicos/ científicos:
    a) Escrivão de Polícia;
    b) Investigador de Polícia;
    c) Médico Legista;
    d) Perito Criminal;
    III – Auxiliares de Execução:
    a) Agente Policial;
    b) Papiloscopista Policial.
    § 1º – Os cargos ainda existentes na Polícia Civil, na data
    de publicação desta lei complementar, e que não estão em con-
    formidade com o artigo 78, serão objeto de legislação especial
    e específica, respeitando-se o direito adquirido

  25. rtigo 77 – Este Estatuto estabelece as normas, os direitos,
    os deveres, as vantagens e os regimes de trabalho e disciplinar
    dos policiais civis.
    Artigo 78 – As carreiras policiais civis integram o Quadro da
    Polícia Civil do Estado de São Paulo, na seguinte conformidade:
    I – Autoridades Policiais: Delegados de Polícia;
    II – Auxiliares Técnicos/ científicos:
    a) Escrivão de Polícia;
    b) Investigador de Polícia;
    c) Médico Legista;
    d) Perito Criminal;
    III – Auxiliares de Execução:
    a) Agente Policial;
    b) Papiloscopista Policial.
    § 1º – Os cargos ainda existentes na Polícia Civil, na data
    de publicação desta lei complementar, e que não estão em con-
    formidade com o artigo 78, serão objeto de legislação especial
    e específica, respeitando-se o direito adquirido

  26. ANEXO I
    A QUE SE REFERE O ARTIGO 17,
    DA LEI COMPLEMENTAR N° , DE
    DE DE
    Denominação do Cargo
    Referência
    Delegado de Polícia de 3ª Classe
    I
    Delegado de Polícia de 2ª Classe
    II
    Delegado de Polícia de 1ª Classe
    III
    Delegado de Polícia de Classe Especial
    IV
    Delegado Geral de Polícia
    V
    Médico Legista de 3ª Classe
    I
    Médico Legista de 2ª Classe
    II
    Médico Legista de 1ª Classe
    III
    Médico Legista de Classe Especial
    IV
    Perito Criminal de 3ª Classe
    I
    Perito Criminal de 2ª Classe
    II
    Perito Criminal de 1ª Classe
    III
    Perito Criminal de Classe Especial
    IV
    Agente de Polícia Judiciária de 3ª Classe
    I
    Agente de Polícia Judiciária de 2ª Classe
    II
    Agente de Polícia Judiciária de 1ª Classe
    III
    Agente de Polícia Judiciária de Classe
    Especial
    IV
    Agente de Polícia Científica de 3ª Classe
    I
    Agente de Polícia Científica de 2ª Classe
    II
    Agente de Polícia Científica de 1ª Classe
    III
    Agente de Polícia Científica de Classe
    Especial
    IV
    Auxiliar Polícia Judiciária de 3ª Classe
    I
    Auxiliar Polícia Judiciária de 2ª Classe
    II
    Auxiliar Polícia Judiciária de 1ª Classe
    III
    Auxiliar Polícia Judiciária de Classe
    Especial
    IV
    ANEXO II
    A QUE SE REFERE O ARTIGO 1° DAS DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS DA
    LEI COMPLEMENTAR N° , DE
    DE DE .
    SITUAÇÃO ATUAL
    SITUAÇÃO NOVA
    Denominação do Cargo/Função-Atividade
    Denominação do Cargo
    Escrivão de Polícia de 3ª Classe
    Escrivão de Polícia de 3ª Classe
    Escrivão de Polícia de 2ª Classe
    Escrivão de Polícia de 2ª Classe
    Escrivão de Polícia de 1ª Classe
    Escrivão de Polícia de 1ª Classe
    Escrivão de Polícia de Classe Especial
    Escrivão de Polícia de Classe Especial
    Investigador de Polícia de 3ª Classe
    Investigador de Polícia de 3ª Classe
    Investigador de Polícia de 2ª Classe
    Investigador de Polícia de 2ª Classe
    Investigador de Polícia de 1ª Classe
    Investigador de Polícia de 1ª Classe
    Investigador de Polícia de Classe Especial
    Investigador de Polícia de Classe Especial
    Papiloscopista Policial de 3ª Classe
    Papiloscopista Policial de 3ª Classe
    Papiloscopista Policial de 2ª Classe
    Papiloscopista Policial de 2ª Classe
    Papiloscopista Policial de 1ª Classe
    Papiloscopista Policial de 1ª Classe
    Papiloscopista de Classe Especial
    Papiloscopista de Classe Especial
    Agente Policial de 3ª Classe
    Agente Policial de 3ª Classe
    Agente Policial de 2ª Classe
    Agente Policial de 2ª Classe
    Agente Policial de 1ª Classe
    Agente Policial de 1ª Classe
    Agente Policial de Classe Especial
    Agente Policial de Classe Especial

  27. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
    Artigo 77 – Este Estatuto estabelece as normas, os direitos,
    os deveres, as vantagens e os regimes de trabalho e disciplinar
    dos policiais civis.
    Artigo 78 – As carreiras policiais civis integram o Quadro da
    Polícia Civil do Estado de São Paulo, na seguinte conformidade:
    I – Autoridades Policiais: Delegados de Polícia;
    II – Auxiliares Técnicos/ científicos:
    a) Escrivão de Polícia;
    b) Investigador de Polícia;
    c) Médico Legista;
    d) Perito Criminal;
    III – Auxiliares de Execução:
    a) Agente Policial;
    b) Papiloscopista Policial.

  28. .

    “Vou usar meu PODER DE POLÍCIA”.

    Aí vem a Administração e trata PC como funcionário público, aliás, nem como funcionário público, porque estes têm os direitos bem mais respeitados

  29. “Pelo fim da corrupção, hipocrisia, egoísmo e da covardia – O que policiais civis gostariam de dizer na cara do Olim, do Conselho, do Secretário e do Governador”

    O repórter Rodrigo Bocardi está certo em suas indagações!

    Segundo o repórter questionou: “se sabiam, então pq não impediram a ação”

  30. EU DIRIA AO EXCELENTISSIMO DEPUTADO QUE O QUE A POLICIA PRECISA É DE UMA LEI ORGÂNICA NOVINHA.

    REESTRUTURAÇÃO DA POLICIA CIVIL SP

    DELEGADO DE POLICIA
    ESCRIVÃO DE POLICIA
    AGENTE DE POLICIA JUDICIARIA
    PERITO

    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    NÍVEL SUPERIOR PARA TODAS AS CARREIRAS !!!!!!!!!!!!!

  31. Resposta ao colega Manobrados, descordo na parte que diz são mais de 4.000 carcereiros com desvio de função pois sou carcepol e estou na tranca não concordo com alguns colegas da carreira que gostam de ser o que não são por isso o desvio de função.

  32. o sujeito so ve o lado dele que mais que os outros se exploda, são omissos, interesseiros, não estão preucupados com a pc o unico jeito greve geral e acabou. é meter o pé no barraco.

  33. SENHORES E SENHORAS POLICIAIS CIVIS QUE AQUI POSTAM COMENTÁRIOS, NADA IRÁ MELHORAR, NADA MESMO, SE OS AMALDIÇOADOS RECOLHAS, OS VERDADEIROS CÂNCERES DA POLÍCIA CIVIL NÃO COMEÇAREM A IR PARA A TRANCA.
    ESSES MALDITOS, INDEPENDENTE DA CARREIRA, SÃO OS PRINCIPAIS CULPADOS DESSA SITUAÇÃO DE PENÚRIA E EXTINÇÃO, SE COMEÇAREM A IR PARA A TRANCA, OS BENEFICIÁRIOS TERÃO SÉRIOS PROBLEMAS PARA MANTER OS PADRÕES DE VIDA E ASSIM SENTIRIAM NA PELE O QUE A MAIORIA ESMAGADORA PASSA.
    ENQUANTO ESSES MALDITOS ESTIVEREM ATUANDO AS COISAS SÓ IRÃO PIORAR!

  34. As escolhas de cargos de “chefia”, atualmente sendo justificadas como “de confiança” tem que ser incontestavelmente entre os quadros dos Classes Especiais e Primeira, ou não temos suficientes nestas duas Classes para tanto ?
    Não se deve admitir Segunda ou Terceira Classes em cargo de Chefia, que se escolham ” os de confiança” nas Classes superiores, não havendo Especial, então o Primeira assume ou se o Especial abrir mão da indicação.
    O fato do DG em portaria “aconselhar” e não ordenar essa postura, é no mínimo estranha, pois a HIERARQUIA é a base.
    Admitiriam os Delegados do Conselho que Terceira e Segunda Classe lá estivessem e o DG fosse um Terceira ???
    Como podem Chefes de Seccionais não serem Especial ou Primeira ?
    Quando acabar a bandalheira ninguém vai querer ser chefe ou titular de nada….

  35. SR. Na bica para ir embora na segunda “. HÁ ALGUNS ANOS, LÁ NA ZONA LESTE MAIS PRECISAMENTE NA 7ª DELEGACIA SECCIONAL, PASSOU POR LÁ UM “CALÇA BRANCA”, E POR COINCIDÊNCIA O SECCIONAL ERA UM DEL.POL. DE SOBRENOME BRANCO. ESSE “CHEFITO, ” S.M.J., NA ÉPOCA SEGUNDONA, E CHEFIAVA A REFERIDA SECCIONAL, ENQUANTO QUE ESTE SUBSCRITOR ESCRAVÃO CLASSE ESPECIAL JÁ HÁ QUINZE ANOS, QUANDO SIMPLESMENTE O “CALÇA BRANCA ” DEU UMA DE CLASSE ESPECIAL, E MANDOU QUE EU FOSSE PUXAR PLANTÕES, QUANDO NO INTERIOR DAQUELA SECCIONAL, MANDEI QUE ELE FOSSE TIRAR OS PLANTÕES OU MESMO CHAMASSE A “MADRE” DELE PRA FAZER SUAS VEZES. É POR ESTE E OUTROS DETALHES QUE DIGO, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  36. Reestruturação

    Delegado
    Escrivao
    Investigador
    Agente
    Perito

    Sindicato único
    Cada um no seu quadrado quer outro cargo estude !

  37. De uma coisa eu tenho certeza, Policiais Civis Investigadores plantonista estão sendo escravizados sim. Nós Policiais Civis temos que fazer B.O conforme Portaria DGP 30, colocar e tirar o preso na carceragem, planilhar o preso, fazer escolta e remoção de preso, levar o preso ao IML e depois a outra cadeia. Isso não é escravidão? Acho que isso é pior que escravidão. Fazer faculdade pra colocar a vida em risco em troca de tiros ou até mesmo ser contaminado com uma doença grave vinda de presos , porque quando alguém vai preso é porque não presta pra viver em sociedade.
    Os Agentes Penitenciários deveriam pegar todos os presos após o flagrante na delegacia, a final a polícia civil não tem efetivo para tanto nem salário.
    Como o colega Policial Judicial disse acima. Se a gente não der valor a nós mesmos ninguém vai dar e isso é sabido por todos.

  38. Ratifico as palavras do Policial Judicial. Que a justiça e o justo seja feito por nós.

    A SAP esta implantado câmeras e travas elétricas nas celas, ou seja, os Agentes Penitenciários não estão tendo muito contato com preso, em compensação nós Policiais Civis que deveriamos estar investigando crimes conforme a Constituição Federal não esta cumprindo nosso dever porque temos que cuidar dos presos, planilhar, abrir e fechar cela, remover preso ao IML e depois outra cadeia. Isso não é serviço da policia judiciária, mesmo porque temos serviços de Polícia Judiciária atrasados desde 2010….

    POLICIAL JUDICIAL em 27/08/2016 às 0:57
    O que foi mencionado acima diz tudo.
    Nenhum Estado do Brasil tem Cargo de: Agente de Telecomunicações, Auxiliar de Papiloscopista, Agente (motorista) Policial e Carcereiro Policial.
    Será que somente o Estado de SP está certo?
    Cadê os Representantes deste Estabelecimento Policial?
    Neste blog já vi muitas vezes o Dr. Guerra falar sobre Reestruturação (Nova Polícia Cívil), afinal até o antigo Dr Guerra sabe que falta algo, falta Reestruturação, Reorganização e Reenquandramento dos cargos.
    O Dr. Guerra organizou este blog, ataca pontos importantes da PC porque não representar a PC na política, vejam a Estatísticas do Site 44,646,222. Nova Polícia Civil NPC. Até o Dr. Guerra antigo Delegado sabe que a PC precisa mudar.
    POLICIAL JUDICIAL em 27/08/2016 às 1:08
    Polícia Civil= Polícia Judiciária
    Delegado= Autoridade Policial – N.U;
    Escrivão= Oficial de Cartório Policial – N.U;
    Investigador= Oficial de Investigação Policial – N.U;
    Auxiliar de Papiloscopista, Agente de Telecomunicações, Agente ( motorista) e Carcereiro Policial= Detetive Policial – N.M;
    * Todos os Estados do Brasil a Reestruturação foi semelhante a esta quem tiver dúvidas que pesquise e comprovará.

    POLICIAL JUDICIAL em 27/08/2016 às 1:19
    Do salário justo

    Delegado Inicial igual ao do Capitão PM até Tenente Coronel PM;
    Oficial de Cartório e Oficial de Investigação Inicial igual ao do 2° Tenente PM até Major PM;
    Detetive igual ao do 3 Sargento PM até Subtenente PM;

    POLICIAL JUDICIAL em 27/08/2016 às 1:35
    A Secretária de Estado da Administração Penitenciária – SAP/SP.

    Está implantando “câmeras e portas eletrônicas” unidades prisionais, para que os Agentes Penitenciários não tenhão contato direto com os presos. Seguindo o modelo prisional americano.

    Enquanto na Antiga Polícia Cívil do Brasil – APC, Investigadores tem que abrir e fechar cela, planilhar o preso e fazer escolta e remoção.

    Queremos Representante de verdade, uma Nova Polícia Civil, onde os Agentes Penitenciários da SAP removam o preso após o flagrante, mas infelizmente ninguém tem peito pra isso. Somos uns lixos?

    POLICIAL JUDICIAL em 27/08/2016 às 1:45
    A Nova Polícia Civil NPC vai nos valorizar.

    As vezes me sinto um lixo no plantão, acho que é por isso que muitos passam a beber e fumar de tanto desgosto, com escalas de serviço que nem dá pra estudar e produção mais produção.

    Saibam que a PM da todo auxílio interno para aperfeiçoamentos e estudo para mudar sua patente, ex. SD para SGT para TEN… CONCURSO INTERNO.

    NA PC não temos aperfeiçoamentos nem incentivo ao estudo para melhorar devido as escalas apertadas e falta de funcionários.

    CAMPANHA VALORIZA POLICIAL CIVIL

    POLICIAL JUDICIAL em 27/08/2016 às 2:11
    Status pra mim é buscar melhorias, o melhor pra gente.
    Vejam o que eu escrevi sobre os Agentes Penitenciários da SAP acima, estão ganhando espaço tem hoje uma estrutura americana e talvez até um salário melhor que o nosso.
    Vejam os GCMs nasceram de uma boa estrutura e estão ganhando mais do que os PCs e alguns PMs.

    Então Sergio deixa de ser puxa saco e concorda que independente de qualquer coisa estamos sendo escravizados.

  39. Como faço para pedir rechfa/ transferência para o interior?
    Alguém pode dizer?
    Existe ofício pronto?
    Tem algum modelo?

  40. Esse blindada , ou lixo do brejo ou sei lá qual outra porcaria que se auto denomina, quer escrever bonito , acha que sabe falar bonito, com seus S.M.J. DIUTURNAMENTE , chamando a policia civil de EGRÉGIA, não deve nem saber o significado dessa palavra, pois esta muito longe de ser um adjetivo para a PC.

  41. Simples. Reestruturação.
    1. Delegado de Polícia Judiciária
    2. Comissário de Polícia Judiciária.
    3. Oficial de Polícia Judiciária.

    Delegado com suas atribuições corriqueiras. Comissário com as atribuições de investigação e cartório. Oficial atividade auxiliar.

  42. Ação do ALE 100% sobre o SALÁRIO BASE

    Falaram que tínhamos ganho mas cade o cumprimento ?

    Alguém tem alguma informação ?

  43. GENTE !, S.M.J., ESSE QUE SE DENOMINA ” Dr. Timelo Rego”, INICIALMENTE ESSE LIXO NÃO DEVE SER DR. NEM DE SI PRÓPRIO E SE FOR, DEVE SER DAQUELES “PORTA DE CADEIA”. E SEGUIDAMENTE ” TIMELO”, QUE ME DESCULPEM os INÚMEROS COLEGAS E AMIGOS CORINTHIANOS, ELE DEVE FAZER PARTE DAQUELA ” VAI CORINTHIA”, E POR DERRADEIRO O “REGO”, ELE TEM MAIS É QUE IR OFERTÁ-LO LÁ NO LAGO DO AROUCHE. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…. “

  44. Ei Sr. João brejeiro…teu admirador Cauã voltou. O rapaz não te esquece, rapaz. Kkkkk

  45. Senhor “Como peço recolha”

    Salvo engano, remoção para fora da cidade sede de exercício, apenas mediante “PERMUTA”.
    Se o senhor habitar em algum aquario da vida, basta manifestação da vontade!

    C.A.

  46. alguns que criticam a chiadeira dos carcereiros , referente ao abuso do desvio de função em que estão obrigados a cumprirem , se esquecem que muitos que hoje são nível superior na instituição , com muita luta estudaram até completar o segundo grau… e nada mais alem disto.

    estes sorteados por uma canetada do governador, teriam que ter vergonha na cara ao criticar os carcereiros que reclamam de serem obrigados a trabalhar como nivel superior …

    a estes agitadores … que fiquem pianinhos , e põe o rabinho entre as pernas …

    agora é muito feio ficar criticando outra carreira que esta revindicando somente o seu direito… e não prejudicando
    nenhuma carreira.

  47. PELA MÉDIA TEMOS HOJE 8.000 tiras na PC.

    vejamos então:

    carcereiros : 4.000.
    agente policial= 2.500
    aux papi= 1.500

    totalizamos um total de = 8.000.00 policiais que são nível médio , mas estão ganhando como nível fundamental.
    mas devido ao desvio de função , trabalham como carreira nível superior…

    isso significa que nosso governo tem uma policia civil que conta com 16.000 policiais para fazer serviço dos investigadores.
    e metade do efetivo esta em desvio de função…carcereiro- agepol- aux. optel. etc…

    só que maldosamente o mesmo governo engana os 8.000. tiras pagando lhes salario de nivel médio.
    e engana os restantes dos policiais nivel medio == pagando lhes nivel fundamental….

    e ainda vem aqui algum tira abestado ficar criticando os carcereiros.???..
    sera que o abestado não sabe que ele ( tira) também esta sendo sacaneado por nosso governo ?

    ACORDA MEU …

  48. Sherlock (27/08/2016 às 16:47)

    De uma coisa eu tenho certeza, Policiais Civis Investigadores plantonista estão sendo escravizados sim. Nós Policiais Civis temos que fazer B.O conforme Portaria DGP 30, colocar e tirar o preso na carceragem, planilhar o preso, fazer escolta e remoção de preso, levar o preso ao IML e depois a outra cadeia. Isso não é escravidão? Acho que isso é pior que escravidão. Fazer faculdade pra colocar a vida em risco em troca de tiros ou até mesmo ser contaminado com uma doença grave vinda de presos , porque quando alguém vai preso é porque não presta pra viver em sociedade.
    Os Agentes Penitenciários deveriam pegar todos os presos após o flagrante na delegacia, a final a polícia civil não tem efetivo para tanto nem salário.
    Como o colega Policial Judicial disse acima. Se a gente não der valor a nós mesmos ninguém vai dar e isso é sabido por todos.

    =====================================

    Realmente agentes penitenciários poderiam retirar os presos após o flagrante.
    E também concordo com o baixo salário. Inclusive escravão e investigador deveriam ganhar, pelo menos, mais que perito. Perito tem carreira específica sobre matéria acadêmica, mas escravão e investigador têm carreiras específicas sobre POLÍCIA e se a Polícia Civil faz trabalho de Polícia, então…

    Mas, sobre planilhar, fazer BO, revistar etc, dentro da delegacia, aí é só TRABALHO mesmo. E eu não sei como é o atual curso de investigadores, mas antigamente, ensinavam planilhar.

    Se você quer SALÁRIO MELHOR, precisa ASSUMIR ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES. Se o Estado vai contratar um papi para ficar no plantão para quaaaandoooo for necessário, significa menos dinheiro para o seu salário.

    E fazer BO, apesar disso já ser “matéria vencida”, se você pesquisar os cursos de formação de detetives nos USA e do FBI, verá que a maior parte da carga horária é sobre como coletar dados, priorizar informações e registrar para servir de prova (escrever, filmar etc). Como investigador, você deveria valorizar a sua carreira e no modelo atual de Polícia, o BO É PARTE FUNDAMENTAL DA INVESTIGAÇÃO.

  49. C.A. (27/08/2016 às 21:50)

    Sinto e oro pelo vice-ministro! Que os anjos o levem em paz! E que sua família saiba que ninguém merece ser vítima de homicídio! Meus sentimentos de pesar!

    Mas, apesar dessa tragédia, o governo boliviano (e bolivariano) deveria reconhecer que está baseado num modelo econômico e social que não dá certo.

  50. Ao Policial Judicial: Todos somos escravizados, independente da carreira. Todos nós devemos, assim como a SAP conseguiu, buscar melhorias. Como mencionei, reclamar que faz trabalho de outra carreira e querer ganhar como tal, já é mais complicado. Quanto a ser puxa saco, graças à Deus, não preciso se-lo à ninguém na nossa instituição.

  51. E isso vale para o Sherlock também!!!! Ambos não devem ter entendido o que escrevi . Sou tira, classe especial e nunca fui nem quis ser chefe, se fosse puxa saco com certeza hoje o seria. Como mencionei, meu parceiro é carcereiro, cara bom de cana melhor que muitos que já ví nessa Polícia, e garanto que ele está muito mais contente trabalhando assim do que se estivesse em alguma cadeia por aí, além disso, ele não fica chorando, vai à luta!!!

  52. Estejam certos que NINGUEM FARÁ ALGO POR NÓS!!!!! Sejam senadores, deputados ( ex-pm ou pc), bem como vereadores ( já tem vários policiais candidatos, prá ver seu próprio lado, é claro), além de Secretário ou DG, que irão contrariar o governo. Nossa Polícia está à cada dia mais enfraquecida e só vivemos de ameaças , tipo aumento do valor de contribuição, aumento do tempo de serviço para aposentadoria…..não se ve nada em nosso benefício. A nosso favor não tem quem vá, em rede nacional, bancar o leão, prá ofender ou se manifestar.

  53. Estou tentando publicar, mas já notei que, algumas palavras bloqueiam a publicação. Nada democrático né????

  54. “Chefe” na Polícia Civil significa coletor, arrecadador. “Titular” é aquele que passa procuração ao chefe para atuar em seu nome, é aquele que leva sem dar a cara para bater.O que menos se verifica na designação do “chefe” e de “titular” é a capacidade profissional, isso você já sabe desde quando ingressou nesta polícia. Você e o Ministério Público deste Estado que nada faz em relação a essa situação. Sobre o assunto, não sabe, não viu, faz de conta que está tudo bem.

  55. Quer ser Investigador da gloriosa Policia Civil de São Paulo? VAI ESTUDAR… no tapetão não vão ganhar nunca…

  56. QUEM NÃO TEM PEITO PRA BRIGAR, PRA MOSTRAR A VERDADE E FAZER VALER SUA LUTA, TEM FICAR NA MERD… MESMO!!!!!! SEM PARALIZAÇÃO PARA CAUSAR NOTÍCIA E PODER MOSTRAR A VERDADE , VAI FICAR NA MERD… MORRER NA MERD….ESSA É A VERDADE!!!!!!!

  57. não entendo o porque o SR C.A, critica tantos os carcereiros.chamando os de aux de policia.

    sr C.A fique o sr sabendo que os carcereiros estão revindicando o salario de nivel médio, com a criação da carreira de
    agente de policia.

    não estamos revindicando sermos investigadores.
    queremos ganhar como 2º grau. como agente de policia…

    talvez o sr ja esteja desativado a decadas, e não sabe que 90% dos carcereiros estão trabalhando como tira a muitos anos, depois da desativação das cadeias somente uns 10% de gatos pingados de carcereiros permanecem na tranca…
    os restantes !!! a esmagadora maioria esta a disposição do chefe dos tiras , em todos os setores, e departamentos, imaginaveis da policia civil,,
    imagine um setor sr C.A… pois bem . fique sabendo que la tera carcereiro trabalhando como investigador…

    acho impossível o SR não saber destes desvios obrigatórios imposto pelos mandantes da PC…

    sr C.A procure se imformar direito , o que esta acontecendo na PC… para depois o sr pensar mil vezes para criticar os
    injustiçados carcereiros…

  58. escrivao trabalhando como delegado, pode ganhar a diferença, agora na policia civil o cara trabalho onde tem interesse ou beneficio, por exemplo podiam ajudar os escrivaes a tocar inquerito ou retornar para ajudar os colegas na escala nas cadeias.

  59. Olá, se é para acabar com desvio de função não poderá haver investigador trabalhando como aux, adm, nem para trabalharem em garagens ou até msm trocando cones do palácio da polícia. Isso sim é uma aberração.

  60. Quem escreve, transfere para o texto as suas idéias, pensamentos. Deve exprimir-se de forma simples e objetiva, utilizando dos tempos verbais corretos, adjetivos, advérbios. QUEM LÊ, DEVE NO MININO INTERPRETAR CORRETAMENTE, SENDO VEDADO A DISTORÇÃO, POIS DESCARACTERIZA A IDÉIA DE QUEM ESCREVEU.
    QUEM NÃO SABE INTERPRETAR O ESCRITO, DEVERIA VOLTAR A ESCOLA, NÃO FOI ALFABETIZADO!!!

    C.A.

  61. Igualmente vcs tiras, querem ganhar igual N,U vão estudar, ahh, ainda esqueci que tem aqueles que são ” tiras” e ficam tomando conta de delegacias a noite, substituindo os vigias, rssrs

  62. Certas coisas eu não entendo, ninguém fica “cutucando” Perito Criminal, que foi alçado a cargo de curso em nivel superior, por DECRETO, nem mesmo o motorista que auferiu a nomeclatura de Agente Policial, por DECRET0, gostaria de entender o motivo para a fixação no fato dos Escrivães e Investigadores, gostaria de lembrar que foi uma luta demorada, iniciada na decada de 80, no caminho houve uma lei anterior, sancionada na assembleia e vetada pelo Governador. Não sou contra a melhoria de nenhuma categoria, VÁ A LUTA. ALEGAR QUE FAZ ISSO E AQUILO FORA DE SUA ATIVIDADE, NÃO É EXCLUSIVIDADE DE CARCEREIRO OU AGENTE. Há bastante tempo, todos fazem o que não lhe cabe, quer por falta de funcionario, quer por interesse!
    Desejo que todos progridam, impere a paz e a felicidade, mas, sem olhar o jardim alheio, preocupe-se com o VOSSO!

    C.A.

  63. Caro C.A estou referindo ao desvio de função, se os carcepas estão em desvio e falam pra estudarem para alcançar outro cargo o mesmos serve para os tiras, os quais milhares também estão em desvio, conforme citado acima. E caso queiram ganhar igual a perito, ESTUDEM.
    Sou carcereiro, estou em desvio e pra mim está ótimo. Mas caso queiram me transferir pra tranca, sem problemas.

  64. UM TIRA DA PESADA disse:
    28/08/2016 ÀS 17:22
    É sempre carcereiro e Agente que fica com essa conversa mole. Querem ser TIRA, vai estudar…

    lllllllll

    tai mais um tira abestado…

    o tonto !! os carcepols não estão exigindo serem investigadores,
    os carcereiros estão exigindo o justo salario de 2º grau…
    tu deve estar desviado tambem seu ignorante… sera que tu não esta em alguma portaria ?
    ou é perríu em alguma delegacia ? seu guarda noturno…

    seu porteiro de araque…ganhou NU na canetada …

  65. UM TIRA DA PESADA disse:
    28/08/2016 ÀS 17:22
    É sempre carcereiro e Agente que fica com essa conversa mole. Querem ser TIRA, vai estudar…

    lllllllll

    tai mais um tira abestado…

    o tonto !! os carcepols não estão exigindo serem investigadores,
    os carcereiros estão exigindo o justo salario de 2º grau…
    tu deve estar desviado tambem seu ignorante… sera que tu não esta em alguma portaria ?
    ou esta de perriu em alguma deleacia, seu guarda noturno…

    seu porteiro de araque…ganhou NU na canetada …

  66. o sr C.A acha certo os investigadores ficarem planilhando e dando pelado nos presos nas centrais de flagrantes …
    o sr C.A acha certo os carcereiros ficarem trabalhando nas chefias e departamentos da policia civil…
    o sr C.A acha certo muitos carcereiros ter mais moral que muitos tiras , em seus respectivos local de trabalho…
    o sr C.A acha certo os carcereiros serem os braços direito de muitos chefes dos investigadores …
    o sr C.A acha certo o carcereiro chegar de VTR em um destino , e um TIRA abrir o portão para o carcereiro entrar …

    né sr C.A ??? para o sr . tem que ficar tudo como esta. né ???

  67. Senhor WWW

    Creio que não seja do seu conhecimento, mas quando não havia a exigencia de Curso Universitario para os Peritos Criminais, estes auferiam alguns “couros de ratos” acima de Investigador e Escrivão, mesmo após o DECRETO elevando a exigencia de escolaridade, passaram-se anos, para chegar onde está hoje. Não entrarei neste mérito, cada um pensa o que quer e como quer. Se tiver um tempinho, consulta o link que colei acima, apesar de ultrapassado é o que vale.
    É de grande utilidade para muitos….

    C.A.

  68. Senhor DEMOCRACIA

    ROGO ENCARECIDAMENTE, PARA O SENHOR ABRIR O LINK QUE COLEI ACIMA, LEIA COM ATENÇÃO, É LONGO MAS BEM INSTRUTIVO!

    C.A.

  69. SR C.A , pense antes de criticar os valorosos carcepas…

    nós achamos que os tiras tem que ganhar como N.U…
    e tambem achamos que nós carcereiros temos que ganhar salario de N.M…
    não queremos ser investigadores, pois os mandantes ja determinaram que nós trabalhemos como CARCETIRAS …
    e isso ja faz muitos anos…..
    entendeu sr C.A ??
    bem que o SR poderia nos apoiar…. mas nunca nos criticar , pela nossa revindicação …

    SR C.A !!! será que estamos pedindo demais ???

    .

  70. “ZOIÃO TEM PARA TODO LADO”
    Se o indigitado está ciente do que lhe aflige e mesmo assim permanece inerte?”
    CADA UM COM OS SEUS PROBLEMAS!

    C.A.

  71. SENHOR DEMOCRACIA

    PARA EXAURIR-SE A PENDENGA, VOLTE NO MEU POST, LEIA QUANTAS VEZES FOR NECESSARIO, ATÉ ENTENDER O REAL SENTIDO, POR FAVOR!
    NÃO DISTORÇA O QUE EU ESCREVI E NEM ADICIONE O QUE NÃO FIZ!

    C.A.

  72. “DEMOCRACIA”, se o senhor não sabe, a grande maioria dos carcereiros estão trabalhando na tranca. Ainda tem muitas cadeias e lá tem carcereiros. Pergunte a um carcereiro que trabalha lá, o que ele acha dos desvios dos carcereiros?

    Até o último carcereiro aposentar, o lugar deles é cuidando de presos.

  73. 1 _ Delegado de Polícia;
    n Vide Lei Complementar nº 663, de 11 de julho de 1991, que altera a denominação dos cargos de Delegado de Polícia de Investidura Temporária.
    n Vide Lei nº 4.651, de 20 de agosto de 1985, que dispõe sobre contagem de tempo de advocacia aos integrantes da carreira de Delegado de Polícia.
    2 _ Escrivão de Polícia;
    3 _ Investigador de Polícia;
    b) os das seguintes classes:
    1 _ Perito Criminal;
    2 _ Técnico em Telecomunicações Policial;
    3 _ Operador de Telecomunicações Policial;
    4 _ Fotógrafo (Técnica Policial);
    5 _ Inspetor de Diversões Públicas;
    6 _ Auxiliar de Necropsia;
    7 _ Pesquisador Dactiloscópico Policial;
    8 _ Carcereiro;
    9 _ Dactiloscopista Policial;
    10 _ Agente Policial;

    fonte-http://literaturapolicial13.blogspot.com.br/2009/08/lei-organica-da-policia-civil-de-sao.html

  74. Odair disse:
    28/08/2016 ÀS 19:47
    “DEMOCRACIA”, se o senhor não sabe, a grande maioria dos carcereiros estão trabalhando na tranca. Ainda tem muitas cadeias e lá tem carcereiros. Pergunte a um carcereiro que trabalha lá, o que ele acha dos desvios dos carcereiros?

    Até o último carcereiro aposentar, o lugar deles é cuidando de presos.

    llllllllll
    ODAIR. acho que o sr esta desinformado:

    faça uma pesquisa em uma seccional do decap, tomando a como exemplo.

    1-se em uma seccional do decap normalmente teremos apenas uma cadeia de transito, com toda a certeza o sr encontrara somente 06 carcepols disignados naquela cadeia.

    2- depois disso, o sr va a alguma delegacia pertencente a ref seccional ,e procure saber se existe carcereiro lotado nela.
    com certeza o sr encontrara muitos carcereiros trabalhando em lugares inexistentes de cadeia.

    pode ir ao GOE- GARRA- DHPP- DEIC- DPPC- SIGs- DIGs- …
    faça isso para depois o sr retornar a realidade…

  75. cheguei a conclusão que esta dificil convencer o sr C.A. que tanto os carcepas como os tiras estão sendo vítimas .
    dos abusos do atual governo.

    ele parece ser aqueles petistas fanáticos, que não muda de ideia nem que a vaca tussa..

    acho que ele é daqueles tiras antigões que se aposentou por volta do ano de 1990 , e acha que a policia civil continua igualzinha a daquela época…

    VALEU SR C.A = DESISTO… quer que nós leiamos a LEI organica da PC de 1973….

    sr C.A estamos em 2016 …e queremos mudanças para agora , ano de 2016….

  76. Certinho, de 1979 mas é a que vale, quem achar injusta, dê um jeito de substitui-la…LEI SE CUMPRE!

    C.A.

  77. Quando o descumprimento de alguma lei me afeta, EU PAGO ADVOGADO E RECORRO A JUSTIÇA!

  78. É POR ISSO QUE TEM MUITO CARCEPA QUE É TIRADO DE “LÓQUI”.

    É POR ISSO QUE NA MINHA PESTELARIA SÓ TEM CARCEREIROS NO CORRÓ.

  79. vejam os Parágrafos 7.o e 9.o do texto constitucional abaixo, que trata da segurança pública:
    Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:
    I – polícia federal;
    II – polícia rodoviária federal;
    III – polícia ferroviária federal;
    IV – polícias civis;
    V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.
    § 1º – A polícia federal, instituída por lei como órgão permanente, estruturado em carreira, destina-se a:
    § 1º A polícia federal, instituída por lei como órgão permanente, organizado e mantido pela União e estruturado em carreira, destina-se a:(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    I – apurar infrações penais contra a ordem política e social ou em detrimento de bens, serviços e interesses da União ou de suas entidades autárquicas e empresas públicas, assim como outras infrações cuja prática tenha repercussão interestadual ou internacional e exija repressão uniforme, segundo se dispuser em lei;
    II – prevenir e reprimir o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o contrabando e o descaminho, sem prejuízo da ação fazendária e de outros órgãos públicos nas respectivas áreas de competência;
    III – exercer as funções de polícia marítima, aérea e de fronteiras;
    III – exercer as funções de polícia marítima, aeroportuária e de fronteiras; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    IV – exercer, com exclusividade, as funções de polícia judiciária da União.
    § 2º – A polícia rodoviária federal, órgão permanente, estruturado em carreira, destina-se, na forma da lei, ao patrulhamento ostensivo das rodovias federais.
    § 2º A polícia rodoviária federal, órgão permanente, organizado e mantido pela União e estruturado em carreira, destina-se, na forma da lei, ao patrulhamento ostensivo das rodovias federais.(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 3º A polícia ferroviária federal, órgão permanente, estruturado em carreira, destina-se, na forma da lei, ao patrulhamento ostensivo das ferrovias federais.
    § 3º A polícia ferroviária federal, órgão permanente, organizado e mantido pela União e estruturado em carreira, destina-se, na forma da lei, ao patrulhamento ostensivo das ferrovias federais. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 4º Às polícias civis, dirigidas por delegados de polícia de carreira, incumbem, ressalvada a competência da União, as funções de polícia judiciária e a apuração de infrações penais, exceto as militares.
    § 5º Às polícias militares cabem a polícia ostensiva e a preservação da ordem pública; aos corpos de bombeiros militares, além das atribuições definidas em lei, incumbe a execução de atividades de defesa civil.
    § 6º As polícias militares e corpos de bombeiros militares, forças auxiliares e reserva do Exército, subordinam-se, juntamente com as polícias civis, aos Governadores dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios.
    § 7º A lei disciplinará a organização e o funcionamento dos órgãos responsáveis pela segurança pública, de maneira a garantir a eficiência de suas atividades.
    § 8º Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme dispuser a lei.
    § 9º A remuneração dos servidores policiais integrantes dos órgãos relacionados neste artigo será fixada na forma do § 4º do art. 39. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 10. A segurança viária, exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do seu patrimônio nas vias públicas: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 82, de 2014)
    I – compreende a educação, engenharia e fiscalização de trânsito, além de outras atividades previstas em lei, que assegurem ao cidadão o direito à mobilidade urbana eficiente; e (Incluído pela Emenda Constitucional nº 82, de 2014)
    II – compete, no âmbito dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, aos respectivos órgãos ou entidades executivos e seus agentes de trânsito, estruturados em Carreira, na forma da lei.  (Incluído pela Emenda Constitucional nº 82, de 2014)

  80. UM TIRA DA PESADA disse:
    28/08/2016 ÀS 10:53

    Quer ser Investigador da gloriosa Policia Civil de São Paulo? VAI ESTUDAR… no tapetão não vão ganhar nunca…

    PQP!!!!
    Sempre tem esses egos inflados!!!!
    Ninguém quer ser nada!!!! Só melhorias salariais!!!! Do mesmo modo que vocês querem igualar seus salário aos dos peritos.
    Infelizmente, apesar de ter duas graduações e um mestrado, não posso prestar concurso para investigador por não ter diploma de “Doutorado”. Pré requisito para ser carteiro de luxo.
    Sou agente policial com muito orgulho e nunca quis ser tira ou me passei por um.
    Exmo. Sr. Dr. TIRA DA PESADA!!! Vocês são N.U. na canetada.
    Se não me falhe a memória, Vossa Excelência pertence à classe menos produtiva das que conheço: 2% de esclarecimentos de casos.

  81. Que saco – não aguento mais ouvir escrivães, tiras e “tutti quanti” falando mal dos delegados. E, engraçado, o mesmo se replicas em toda e qualquer instituição. Meu, vão caçar o que fazer. Se tá tão ruim, peçam exoneração. Suprassumos autodeclarados, decerto, não terão dificuldades na iniciativa privada.

  82. Eu li no mural das lamentações do IML e IC que tem alguém aqui que é ladrão de cesta básica. Alguns dos colegas podem esclarecer esta história??

  83. Dr. Pacheco, pelo artigo 144 o dono da policia civil sao os delpols para o bem ou para o mau, portanto tem o ones e o bonus, se a coisa esta ruim não e culpa da faxineira.

  84. Gostei do argumento do Dr. Pacheco. Resta adverti-lo que se todos aqueles que criticam os delegados pedirem exoneração, não restará ninguém na instituição. Logo, delegado será cargo em extinção. Fazendo um pequeno paralelo: a Educação são os professores, não os diretores de escola.

  85. Querem ser Delegados… Vai Estudar
    Querem ser Investigador …..Vai Estudar
    Querem ser Escrivão… Vai Estudar
    A Policia Civil precisa de gente que trabalha…
    Não está contente? Vai para iniciativa privada e seja feliz…

  86. Dr.Pacheco. (29/08/2016 às 10:31)

    Que saco – não aguento mais ouvir escrivães, tiras e “tutti quanti” falando mal dos delegados. E, engraçado, o mesmo se replicas em toda e qualquer instituição. Meu, vão caçar o que fazer. Se tá tão ruim, peçam exoneração. Suprassumos autodeclarados, decerto, não terão dificuldades na iniciativa privada.

    =======================================

    Dr Pacheco, do jeito que está, é ruim inclusive para os delegados e principalmente para a sociedade.

    As mudanças são necessárias. Uns reclamam aqui, outros reclamam ali, uns com sonhos delirantes, outros com razão, mas alguma hora, alguém vai ter que assumir a responsabilidade e começar a pensar em eficiência e isso passa também, sem abandonar outras questões, pela valorização do policial.

  87. Bandidos mataram ontem no Guarujá o investigador do DECAP, Fabio Simões Taliba, que estava num quiosque na praia da enseada,lamentável.

  88. Nem entre eles tem união, veja o GAT, só recebe quem esta na ativa, aposentou perde….

  89. Ah, e outra coisa, ouvi da boca de um Delegado que o Dejec não saiu até hoje porque quem ganha GAT(Delegados) teriam de optar pelo Dejec ou GA, pois não podem receber os dois acumuladamente.
    Claro que escolhem o GAT, já que tem quem trabalha, e nem precisa ir no DP, o Escrivão faz tudo.
    GAT = R$ 4.000,00

  90. REESTRUTURAÇÃO DA POLICIA CIVIL SP

    DELEGADO DE POLICIA
    ESCRIVÃO DE POLICIA
    AGENTE DE POLICIA JUDICIARIA
    PERITO

    NÍVEL SUPERIOR PARA TODAS AS CARREIRAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    SINDICATO UNICO JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  91. Reestruturação

    Delegado
    Escrivão
    Investigador
    Agente
    Perito

    Sindicato único
    Quer outro cargo estude !!!!

    Tem gente mais preocupado em abraçar outro cargo do que reajuste !

  92. Acorda “VITÓRIA NA GUERRA” O caminhão era clonado e os bandidos não era militares, sim já tinham servido ao exercito e possuíam uniformes desde que prestaram o serviço militar ok, Abraços e mude logo de opinião. pode ver que a imprensa calou a boca, perdeu a graça, o bom era denegrir a imagem das forças armadas entendeu agora companheiro.

  93. Muro das Lamentações disse:
    29/08/2016 ÀS 11:32
    Querem ser Delegados… Vai Estudar
    Querem ser Investigador …..Vai Estudar
    Querem ser Escrivão… Vai Estudar
    A Policia Civil precisa de gente que trabalha…
    Não está contente? Vai para iniciativa privada e seja feliz…

    Isso mesmo a PC precisa de policiais, não importa o cargo, desde que cada um no seu quadrado e todos se ajudando, se quiser outro cargo preste concurso.
    Não aguento mais alguns agentes, carcereiros e agentel reclamando de investigadores, querendo fazer nosso serviço, quando esquecem do deles, mal conseguem fazer seu próprio ofício e ficam falando mal. Diga se de passagem, que são só aqueles incompetentes, que não conseguem nem ser motorista, quiça tira, pois a maioria, que estão atolados de serviço de investigação de verdade nem dão bola para essa besteira.

  94. Ok, dou a mão à palmatória – os delegados são as cabeças pensantes, na feliz , ou infeliz, expressão do Melão. O resto, como pontuou o colega Jose, pobres autômatos, têm de ser defendidos.

  95. Sandro, já que você esgrimiu uma analogia com a educação, sinto-me à vontade para pontuar: a formação intelectiva não é um incumbência exclusiva do professor. Antes disso, e mais do que isso, ela é uma iniciativa do educando.
    Superado isso, coragem, já que são, nos seus próprios dizeres, uma totalidade de insatisfeitos: exonerem-se. Tentem a sorte na iniciativa privada. Caso tenham essa coragem, e, segundo seus vaticínios, sejamos todos instintos, dou de ombros: volta a advogar, como aliás o fiz por oito anos.

  96. aqui no flit tem alguns investigadores que ficam se achando o rei da cocada preta por serem NU.

    todos sabemos que se o governador resolver de uma hora para outra exigir a apresentação do diploma do
    curso superior para continuar como tira ou escrivão, e quem não o possuir voltará a ser restopol do 2º grau,
    aposto que 50% dos tiras e escrivães perderiam o status de nivel superior.e se juntariam a nós.
    voltariam aos seus devidos lugares.

    e digo mais . o governador tem o meu voto , para dar esta nova canetada. pois somente assim estes metidos perderiam o salto alto que andam…

    ganharam na canetada esta promoção : sem terem os requisitos…
    agora ficam rebaixando os de nivel inferior..achando que são os deuses do olimpo.

  97. Ótimo lembrete, entretanto, não quiz dizer que o professor ensina (este só cria meios para o conhecimento) e sim que sem professor, não há nenhuma instituição de ensino.
    Por fim, todos nós sabemos que a polícia civil está, cada vez mais, esquecida no Brasil. Sem policiais, infraestrutura, escalas abusivas, etc…

  98. Constatei aqui no FLIT, que um dos maiores críticos aos carcereiros que estão apenas revindicando uma melhoria salarial quando pedem que os seus direitos sejam respeitados , ou seja a justa renumeração de nível médio.
    com o enquadramento em uma nova carreira policial nível médio = AGENTE DE POLICIA JUDICIÁRIA.

    os carcereiros não estão pedindo para serem transformados em investigadores….

    *** É O SR – C.A- /// REPITO – C.A –

    fico me perguntando, o porque desta perseguição do C.A , aos prejudicados carcereiros .

    porque a magoa do C.A contra os carcereiros ?
    o que sera que os carcereiros fizeram ao C.A ?

    *** C.A !! se algum carcereiro fez algo que te entristeceu , ou te revoltou . va la e cobre o fulano ..resolva o BÓ com ele
    os outros carcereiros não tem nada a ver com a treta sua , com algum carcepol da PC.

    é cada um . cada um.——- não vimos nada , e não sabemos de nada.———- não estávamos lá.

  99. Maçaneta é o termo utilizado na Polícia para designar o funcionário que não exerce as funções para as quais foi contratado. O maçaneta realiza atividades sem risco à sua própria integridade física. Espalhados por setores administrativos, tais como garagens, subfrotas, portarias, almoxarifados, expedientes, unidades de manutenções de informática e seção de armas e munições, estes indivíduos insistem em permanecer “escondidos” realizando funções burocráticas e administrativas, embora tenham sido aprovados em concurso público para o exercício de atividades de natureza policial. Normalmente são agraciados com os melhores horários e possuem proteção especial de seus superiores. Os “postos” que ocupam são criados com o objetivo específico de alocá-los em razão de seu apadrinhamento e/ou covardia. Outras denominações são utilizadas como sinônimos. As mais comuns são: “puxa saco”, “cana zero”, “baba ovo”, “bunda mole”, “cagão” etc.
    Por muito tempo estes funcionários parasitas foram ignorados pelos policiais de verdade. Afinal, nunca se pôde contar com eles mesmo. Mas chegou a hora de reconhecermos o valor destes indivíduos e acabarmos com todas as rusgas.
    É tempo de admitirmos que o maçaneta representa tudo o que a Polícia Civil se tornou. Ele é o futuro.
    Para que expor-se em investigações policiais, ter que ser ouvido no Fórum a respeito de prisões e ocorrências, correr o risco de ter que utilizar a arma de fogo ou colidir a viatura… Tudo isso é coisa do passado.
    O amanhã pertence aos maçanetas. Eles nos ensinaram como devemos agir de agora em diante. Muito obrigado!

  100. DIÁRIO DOS ESQUECIDOS
    MAÇANETAS: O FIM DO CAMINHO
    Maçaneta é o termo utilizado na Polícia para designar o funcionário que não exerce as funções para as quais foi contratado. O maçaneta realiza atividades sem risco à sua própria integridade física. Espalhados por setores administrativos, tais como garagens, subfrotas, portarias, almoxarifados, expedientes, unidades de manutenções de informática e seção de armas e munições, estes indivíduos insistem em permanecer “escondidos” realizando funções burocráticas e administrativas, embora tenham sido aprovados em concurso público para o exercício de atividades de natureza policial. Normalmente são agraciados com os melhores horários e possuem proteção especial de seus superiores. Os “postos” que ocupam são criados com o objetivo específico de alocá-los em razão de seu apadrinhamento e/ou covardia. Outras denominações são utilizadas como sinônimos. As mais comuns são: “puxa saco”, “cana zero”, “baba ovo”, “bunda mole”, “cagão” etc.
    Por muito tempo estes funcionários parasitas foram ignorados pelos policiais de verdade. Afinal, nunca se pôde contar com eles mesmo. Mas chegou a hora de reconhecermos o valor destes indivíduos e acabarmos com todas as rusgas.
    É tempo de admitirmos que o maçaneta representa tudo o que a Polícia Civil se tornou. Ele é o futuro.
    Para que expor-se em investigações policiais, ter que ser ouvido no Fórum a respeito de prisões e ocorrências, correr o risco de ter que utilizar a arma de fogo ou colidir a viatura… Tudo isso é coisa do passado.
    O amanhã pertence aos maçanetas. Eles nos ensinaram como devemos agir de agora em diante. Muito obrigado!

  101. Senhores a “fogueira das vaidades”, infelizmente, esta ofuscando o tema, as questões principais são:

    1-O reajuste anual pelo índice inflacionário, na data base em março, é uma lei que vem sendo ignorada pelo G….. a mais de dois anos; Causa insatisfação e motivação no trabalho policial traz 90 por cento dos resultados.

    2-A criação do cargo de Agente de Policia com a aglutinação dos cargos de Agente Policial, Carcereiro, auxiliar de Papiloscopista, Atendente de Necrotério e Agente de Telecomunicações, é legalmente possível pois já foi feita em todos os Estados da Federação, menos em São Paulo; E vai de encontro com os interesses de uma policia moderna e eficiente, mas encontra resistência naqueles que tem interesses mesquinhos e ou inconfessáveis.

    3-Aqueles que detém posições em instituições que em tesse deveriam defender os interesses da Sociedade, incluindo-se ai a defesa da modernização da instituição PC, não estão cumprindo com sua obrigação.

    Resumindo:

    Sem respeito ao Policial não haverá policia e sem a policia não haverá paz.

  102. Senhores a “fogueira das vaidades”, infelizmente, esta ofuscando o tema, as questões principais são:

    1-O reajuste anual pelo índice inflacionário, na data base em março, é uma lei que vem sendo ignorada a mais de dois anos e está causando muita insatisfação e motivação no trabalho policial traz 90 por cento dos resultados.

    2-A criação do cargo de Agente de Policia com a aglutinação dos cargos de Agente Policial, Carcereiro, auxiliar de Papiloscopista, Atendente de Necrotério e Agente de Telecomunicações, é legalmente possível e só não foi feita aqui; E vai de encontro com os interesses de uma policia moderna e eficiente, mas encontra resistência naqueles que tem interesses mesquinhos e ou inconfessáveis.

    3-Aqueles que detém posições em instituições que em tesse deveriam defender os interesses da Sociedade, incluindo-se ai a defesa da modernização da instituição, não estão cumprindo com sua obrigação.

    Resumindo:

    Sem respeito ao Policial não haverá policia e sem a policia não haverá paz.

  103. SR. “CARCEREIRO COD 39″, CONCORDO EM TERMOS COM O VOSSO EXPOSTO. POIS COMO ANTERIORMENTE DISSE, CONHECI ESCRIVÃO CLASSE ESPECIAL QUE ESCREVIA ” AGREÇÃO”. AGORA COM RELAÇÃO À ESSE SIGNATÁRIOSE EVENTUALMENTE ESSE DESGOVERNO EXIGIR O CITADO DIPLOMA, ATO CONTÍNUO EXIBIREI UM DELES, OU SEJA O DO EGRÉGIO INSTITUO MACKENZIE. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  104. A Polícia Civil de São Paulo somente começará a melhorar quando essa corja maldita de tucanos for apeada desse poleiro chamado Palácio dos Bandeirantes. Mafiosos, bandidos, corruptos e incompetentes ! Esses são os tucanos!!! Possuem a mesma origem que o Partido dos Trabalhadores. São dois cânceres!
    Eu vou morrer de velho e não chegarei a ver essa Polícia Civil estruturada e forte, como funcionários competentes e bem pagos…
    Malditos sejam esses tucanos!

  105. A carreira de “Carcereiro Policial” foi extinta, não existe mais. Se houver uma reestruturação eles não serão incluídos. Infelizmente é a pura verdade.

  106. Dr. Guerra, legalmente é possível o aproveitamento dos carcereiros em uma eventual reestruturação??

  107. O “Blindado” direto de JP/PB disse:

    lllll

    o blindado não me dirigi a tu o fato…conheço um monte de colegas tiras e escrivão que tem o NU de verdade…
    mas eu e tu tambem conhecemos um montão de tiras que mal mal tem o 2º grau…
    o blindado deve se poliglota…..e tem o meu respeito….

    e me ajude ai meu kikikikikiki

  108. Mais uma vez as carreiras brigando entre si. O governo fode todos ( exceto os delegados) e nós não conseguimos nada dele. Aí bate a neurose e começam as ofensas e tretinhas de puta entre carreira X e carreira Y!!!! Vamos todos abrir o olho porque, alem de nada no que se refere a aumento ou outra coisa, nosso governador ainda ameaça não nos pagar, prá ver se assim trabalhamos direitinho pelo que ganhamos hoje. NOSSO INIMIGO É OUTRO!!!!!

  109. 30/08/2016
    Confira a íntegra do discurso da presidente afastada no Senado
    “Excelentíssimo senhor presidente do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, excelentíssimo senhor presidente do Senado Federal Renan Calheiros, excelentíssimas senhoras senadoras e excelentíssimos senhores senadores, cidadãs e cidadãos de meu amado Brasil,

    Em discurso final, Dilma diz temer morte da democracia
    No dia 1o de janeiro de 2015 assumi meu segundo mandato à Presidência da República Federativa do Brasil. Fui eleita por mais 54 milhões de votos.

    Na minha posse, assumi o compromisso de manter, defender e cumprir a Constituição, bem como o de observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil.

    Ao exercer a Presidência da República respeitei fielmente o compromisso que assumi perante a nação e aos que me elegeram. E me orgulho disso. Sempre acreditei na democracia e no Estado de direito, e sempre vi na Constituição de 1988 uma das grandes conquistas do nosso povo.

    Jamais atentaria contra o que acredito ou praticaria atos contrários aos interesses daqueles que me elegeram.

    Nesta jornada para me defender do impeachment me aproximei mais do povo, tive oportunidade de ouvir seu reconhecimento, de receber seu carinho. Ouvi também críticas duras ao meu governo, a erros que foram cometidos e a medidas e políticas que não foram adotadas. Acolho essas críticas com humildade.

    Até porque, como todos, tenho defeitos e cometo erros.

    Entre os meus defeitos não está a deslealdade e a covardia. Não traio os compromissos que assumo, os princípios que defendo ou os que lutam ao meu lado. Na luta contra a ditadura, recebi no meu corpo as marcas da tortura. Amarguei por anos o sofrimento da prisão. Vi companheiros e companheiras sendo violentados, e até assassinados.

    Na época, eu era muito jovem. Tinha muito a esperar da vida. Tinha medo da morte, das sequelas da tortura no meu corpo e na minha alma. Mas não cedi. Resisti. Resisti à tempestade de terror que começava a me engolir, na escuridão dos tempos amargos em que o país vivia. Não mudei de lado. Apesar de receber o peso da injustiça nos meus ombros, continuei lutando pela democracia.

    Dediquei todos esses anos da minha vida à luta por uma sociedade sem ódios e intolerância. Lutei por uma sociedade livre de preconceitos e de discriminações. Lutei por uma sociedade onde não houvesse miséria ou excluídos. Lutei por um Brasil soberano, mais igual e onde houvesse justiça.

    Disso tenho orgulho. Quem acredita, luta.

    Aos quase setenta anos de idade, não seria agora, após ser mãe e avó, que abdicaria dos princípios que sempre me guiaram.

    Exercendo a Presidência da República tenho honrado o compromisso com o meu país, com a Democracia, com o Estado de Direito. Tenho sido intransigente na defesa da honestidade na gestão da coisa pública.

    Por isso, diante das acusações que contra mim são dirigidas neste processo, não posso deixar de sentir, na boca, novamente, o gosto áspero e amargo da injustiça e do arbítrio.

    E por isso, como no passado, resisto.

    Não esperem de mim o obsequioso silêncio dos covardes. No passado, com as armas, e hoje, com a retórica jurídica, pretendem novamente atentar contra a democracia e contra o Estado do Direito.

    Se alguns rasgam o seu passado e negociam as benesses do presente, que respondam perante a sua consciência e perante a história pelos atos que praticam. A mim cabe lamentar pelo que foram e pelo que se tornaram.

    E resistir. Resistir sempre. Resistir para acordar as consciências ainda adormecidas para que, juntos, finquemos o pé no terreno que está do lado certo da história, mesmo que o chão trema e ameace de novo nos engolir.

    Não luto pelo meu mandato por vaidade ou por apego ao poder, como é próprio dos que não tem caráter, princípios ou utopias a conquistar. Luto pela democracia, pela verdade e pela justiça. Luto pelo povo do meu País, pelo seu bem-estar.

    Muitos hoje me perguntam de onde vem a minha energia para prosseguir. Vem do que acredito. Posso olhar para trás e ver tudo o que fizemos. Olhar para a frente e ver tudo o que ainda precisamos e podemos fazer. O mais importante é que posso olhar para mim mesma e ver a face de alguém que, mesmo marcada pelo tempo, tem forças para defender suas ideias e seus direitos.

    Sei que, em breve, e mais uma vez na vida, serei julgada. E é por ter a minha consciência absolutamente tranquila em relação ao que fiz, no exercício da Presidência da República que venho pessoalmente à presença dos que me julgarão. Venho para olhar diretamente nos olhos de Vossas Excelências, e dizer, com a serenidade dos que nada tem a esconder que não cometi nenhum crime de responsabilidade. Não cometi os crimes dos quais sou acusada injusta e arbitrariamente.

    Hoje o Brasil, o mundo e a história nos observam e aguardam o desfecho deste processo de impeachment.

    No passado da América Latina e do Brasil, sempre que interesses de setores da elite econômica e política foram feridos pelas urnas, e não existiam razões jurídicas para uma destituição legítima, conspirações eram tramadas resultando em golpes de estado.

    O Presidente Getúlio Vargas, que nos legou a CLT e a defesa do patrimônio nacional, sofreu uma implacável perseguição; a hedionda trama orquestrada pela chamada República do Galeão, que o levou ao suicídio.

    O Presidente Juscelino Kubitscheck, que contruiu essa cidade, foi vítima de constantes e fracassadas tentativas de golpe, como ocorreu no episódio de Aragarças.

    O presidente João Goulart, defensor da democracia, dos direitos dos trabalhadores e das Reformas de Base, superou o golpe do parlamentarismo mas foi deposto e instaurou-se a ditadura militar, em 1964. Durante 20 anos, vivemos o silêncio imposto pelo arbítrio e a democracia foi varrida de nosso País. Milhões de brasileiros lutaram e reconquistaram o direito a eleições diretas.

    Hoje, mais uma vez, ao serem contrariados e feridos nas urnas os interesses de setores da elite econômica e política nos vemos diante do risco de uma ruptura democrática. Os padrões políticos dominantes no mundo repelem a violência explícita. Agora, a ruptura democrática se dá por meio da violência moral e de pretextos constitucionais para que se empreste aparência de legitimidade ao governo que assume sem o amparo das urnas. Invoca-se a Constituição para que o mundo das aparências encubra hipocritamente o mundo dos fatos.

    As provas produzidas deixam claro e inconteste que as acusações contra mim dirigidas são meros pretextos, embasados por uma frágil retórica jurídica.

    Nos últimos dias, novos fatos evidenciaram outro aspecto da trama que caracteriza este processo de impeachment. O autor da representação junto ao Tribunal de Contas da União que motivou as acusações discutidas nesse processo, foi reconhecido como suspeito pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal. Soube-se ainda, pelo depoimento do auditor responsável pelo parecer técnico, que ele havia ajudado a elaborar a própria representação que auditou. Fica claro o vício da parcialidade, a trama, na construção das teses por eles defendidas.

    São pretextos, apenas pretextos, para derrubar, por meio de um processo de impeachment sem crime de responsabilidade, um governo legítimo, escolhido em eleição direta com a participação de 110 milhões de brasileiros e brasileiras. O governo de uma mulher que ousou ganhar duas eleições presidenciais consecutivas.

    São pretextos para viabilizar um golpe na Constituição. Um golpe que, se consumado, resultará na eleição indireta de um governo usurpador.

    A eleição indireta de um governo que, já na sua interinidade, não tem mulheres comandando seus ministérios, quando o povo, nas urnas, escolheu uma mulher para comandar o país. Um governo que dispensa os negros na sua composição ministerial e já revelou um profundo desprezo pelo programa escolhido pelo povo em 2014.

    Fui eleita presidenta por 54 milhões e meio de votos para cumprir um programa cuja síntese está gravada nas palavras ‘nenhum direito a menos’.

    O que está em jogo no processo de impeachment não é apenas o meu mandato. O que está em jogo é o respeito às urnas, à vontade soberana do povo brasileiro e à Constituição.

    O que está em jogo são as conquistas dos últimos 13 anos: os ganhos da população, das pessoas mais pobres e da classe média; a proteção às crianças; os jovens chegando às universidades e às escolas técnicas; a valorização do salário mínimo; os médicos atendendo a população; a realização do sonho da casa própria.

    O que está em jogo é o investimento em obras para garantir a convivência com a seca no semiárido, é a conclusão do sonhado e esperado projeto de integração do São Francisco. O que está em jogo é, também, a grande descoberta do Brasil, o pré-sal. O que está em jogo é a inserção soberana de nosso País no cenário internacional, pautada pela ética e pela busca de interesses comuns.

    O que está em jogo é a auto-estima dos brasileiros e brasileiras, que resistiram aos ataques dos pessimistas de plantão à capacidade do País de realizar, com sucesso, a Copa do Mundo e as Olimpíadas e Paraolimpíadas.

    O que está em jogo é a conquista da estabilidade, que busca o equilíbrio fiscal mas não abre mão de programas sociais para a nossa população.

    O que está em jogo é o futuro do País, a oportunidade e a esperança de avançar sempre mais.

    Senhoras e senhores senadores,

    No presidencialismo previsto em nossa Constituição, não basta a eventual perda de maioria parlamentar para afastar um Presidente. Há que se configurar crime de responsabilidade. E está claro que não houve tal crime.

    Não é legítimo, como querem os meus acusadores, afastar o chefe de Estado e de governo pelo “conjunto da obra”. Quem afasta o Presidente pelo “conjunto da obra” é o povo e, só o povo, nas eleições. E nas eleições o programa de governo vencedor não foi este agora ensaiado e desenhado pelo Governo interino e defendido pelos meus acusadores.

    O que pretende o governo interino, se transmudado em efetivo, é um verdadeiro ataque às conquistas dos últimos anos.

    Desvincular o piso das aposentadorias e pensões do salário mínimo será a destruição do maior instrumento de distribuição de renda do país, que é a Previdência Social. O resultado será mais pobreza, mais mortalidade infantil e a decadência dos pequenos municípios.

    A revisão dos direitos e garantias sociais previstos na CLT e a proibição do saque do FGTS na demissão do trabalhador são ameaças que pairam sobre a população brasileira caso prospere o impeachment sem crime de responsabilidade.

    Conquistas importantes para as mulheres, os negros e as populações LGBT estarão comprometidas pela submissão a princípios ultraconservadores.

    O nosso patrimônio estará em questão, com os recursos do pré-sal, as riquezas naturais e minerárias sendo privatizadas.

    A ameaça mais assustadora desse processo de impeachment sem crime de responsabilidade é congelar por inacreditáveis 20 anos todas as despesas com saúde, educação, saneamento, habitação. É impedir que, por 20 anos, mais crianças e jovens tenham acesso às escolas; que, por 20 anos, as pessoas possam ter melhor atendimento à saúde; que, por 20 anos, as famílias possam sonhar com casa própria.

    Senhor Presidente Ricardo Lewandowski, Sras. e Srs. Senadores,

    A verdade é que o resultado eleitoral de 2014 foi um rude golpe em setores da elite conservadora brasileira.

    Desde a proclamação dos resultados eleitorais, os partidos que apoiavam o candidato derrotado nas eleições fizeram de tudo para impedir a minha posse e a estabilidade do meu governo. Disseram que as eleições haviam sido fraudadas, pediram auditoria nas urnas, impugnaram minhas contas eleitorais, e após a minha posse, buscaram de forma desmedida quaisquer fatos que pudessem justificar retoricamente um processo de impeachment.

    Como é próprio das elites conservadoras e autoritárias, não viam na vontade do povo o elemento legitimador de um governo. Queriam o poder a qualquer preço.

    Tudo fizeram para desestabilizar a mim e ao meu governo.

    Só é possível compreender a gravidade da crise que assola o Brasil desde 2015, levando-se em consideração a instabilidade política aguda que, desde a minha reeleição, tem caracterizado o ambiente em que ocorrem o investimento e a produção de bens e serviços.

    Não se procurou discutir e aprovar uma melhor proposta para o País. O que se pretendeu permanentemente foi a afirmação do “quanto pior melhor”, na busca obsessiva de se desgastar o governo, pouco importando os resultados danosos desta questionável ação política para toda a população.

    A possibilidade de impeachment tornou-se assunto central da pauta política e jornalística apenas dois meses após minha reeleição, apesar da evidente improcedência dos motivos para justificar esse movimento radical.

    Nesse ambiente de turbulências e incertezas, o risco político permanente provocado pelo ativismo de parcela considerável da oposição acabou sendo um elemento central para a retração do investimento e para o aprofundamento da crise econômica.

    Deve ser também ressaltado que a busca do reequilíbrio fiscal, desde 2015, encontrou uma forte resistência na Câmara dos Deputados, à época presidida pelo Deputado Eduardo Cunha. Os projetos enviados pelo governo foram rejeitados, parcial ou integralmente. Pautas bombas foram apresentadas e algumas aprovadas.

    As comissões permanentes da Câmara, em 2016, só funcionaram a partir do dia 5 de maio, ou seja, uma semana antes da aceitação do processo de impeachment pela Comissão do Senado Federal. Os Srs. e as Sras. Senadores sabem que o funcionamento dessas Comissões era e é absolutamente indispensável para a aprovação de matérias que interferem no cenário fiscal e encaminhar a saída da crise.

    Foi criado assim o desejado ambiente de instabilidade política, propício a abertura do processo de impeachment sem crime de responsabilidade.

    Sem essas ações, o Brasil certamente estaria hoje em outra situação política, econômica e fiscal.

    Muitos articularam e votaram contra propostas que durante toda a vida defenderam, sem pensar nas consequências que seus gestos trariam para o país e para o povo brasileiro. Queriam aproveitar a crise econômica, porque sabiam que assim que o meu governo viesse a superá-la, sua aspiração de acesso ao poder haveria de ficar sepultada por mais um longo período.

    Mas, a bem da verdade, as forças oposicionistas somente conseguiram levar adiante o seu intento quando outra poderosa força política a elas se agregou: a força política dos que queriam evitar a continuidade da ‘sangria’ de setores da classe política brasileira, motivada pelas investigações sobre a corrupção e o desvio de dinheiro público.

    É notório que durante o meu governo e o do Pr Lula foram dadas todas as condições para que estas investigações fossem realizadas. Propusemos importantes leis que dotaram os órgãos competentes de condições para investigar e punir os culpados.

    Assegurei a autonomia do Ministério Público, nomeando como Procurador Geral da República o primeiro nome da lista indicado pelos próprios membros da instituição. Não permiti qualquer interferência política na atuação da Polícia Federal.

    Contrariei, com essa minha postura, muitos interesses. Por isso, paguei e pago um elevado preço pessoal pela postura que tive.

    Arquitetaram a minha destituição, independentemente da existência de quaisquer fatos que pudesse justificá-la perante a nossa Constituição.

    Encontraram, na pessoa do ex-Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha o vértice da sua aliança golpista.

    Articularam e viabilizaram a perda da maioria parlamentar do governo. Situações foram criadas, com apoio escancarado de setores da mídia, para construir o clima político necessário para a desconstituição do resultado eleitoral de 2014.

    Todos sabem que este processo de impeachment foi aberto por uma “chantagem explícita” do ex-Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, como chegou a reconhecer em declarações à imprensa um dos próprios denunciantes. Exigia aquele parlamentar que eu intercedesse para que deputados do meu partido não votassem pela abertura do seu processo de cassação.

    Nunca aceitei na minha vida ameaças ou chantagens. Se não o fiz antes, não o faria na condição de Presidenta da República. É fato, porém, que não ter me curvado a esta chantagem motivou o recebimento da denúncia por crime de responsabilidade e a abertura deste d processo, sob o aplauso dos derrotados em 2014 e dos temerosos pelas investigações.

    Se eu tivesse me acumpliciado com a improbidade e com o que há de pior na política brasileira, como muitos até hoje parecem não ter o menor pudor em fazê-lo, eu não correria o risco de ser condenada injustamente.

    Quem se acumplicia ao imoral e ao ilícito, não tem respeitabilidade para governar o Brasil. Quem age para poupar ou adiar o julgamento de uma pessoa que é acusada de enriquecer às custas do Estado brasileiro e do povo que paga impostos, cedo ou tarde, acabará pagando perante a sociedade e a história o preço do seu descompromisso com a ética.

    Todos sabem que não enriqueci no exercício de cargos públicos, que não desviei dinheiro público em meu proveito próprio, nem de meus familiares, e que não possuo contas ou imóveis no exterior. Sempre agi com absoluta probidade nos cargos públicos que ocupei ao longo da minha vida.

    Curiosamente, serei julgada, por crimes que não cometi, antes do julgamento do ex-presidente da Câmara, acusado de ter praticado gravíssimos atos ilícitos e que liderou as tramas e os ardis que alavancaram as ações voltadas à minha destituição.

    Ironia da história? Não, de forma nenhuma. Trata-se de uma ação deliberada que conta com o silêncio cúmplice de setores da grande mídia brasileira.

    Viola-se a democracia e pune-se uma inocente. Este é o pano de fundo que marca o julgamento que será realizado pela vontade dos que lançam contra mim pretextos acusatórios infundados.

    Estamos a um passo da consumação de uma grave ruptura institucional. Estamos a um passo da concretização de um verdadeiro golpe de Estado.

    Senhoras e Senhores Senadores, vamos aos autos deste processo. Do que sou acusada? Quais foram os atentados à Constituição que cometi? Quais foram os crimes hediondos que pratiquei?

    A primeira acusação refere-se à edição de três decretos de crédito suplementar sem autorização legislativa. Ao longo de todo o processo, mostramos que a edição desses decretos seguiu todas as regras legais.

    Respeitamos a previsão contida na Constituição, a meta definida na LDO e as autorizações estabelecidas no artigo 4° da Lei Orçamentária de 2015, aprovadas pelo Congresso Nacional.

    Todas essas previsões legais foram respeitadas em relação aos 3 decretos. Eles apenas ofereceram alternativas para alocação dos mesmos limites, de empenho e financeiro, estabelecidos pelo decreto de contingenciamento, que não foram alterados. Por isso, não afetaram em nada a meta fiscal.

    Ademais, desde 2014, por iniciativa do Executivo, o Congresso aprovou a inclusão, na LDO, da obrigatoriedade que qualquer crédito aberto deve ter sua execução subordinada ao decreto de contingenciamento, editado segundo as normas estabelecidas pela Lei de Responsabilidade Fiscal. E isso foi precisamente respeitado.

    Não sei se por incompreensão ou por estratégia, as acusações feitas neste processo buscam atribuir a esses decretos nossos problemas fiscais. Ignoram ou escondem que os resultados fiscais negativos são consequência da desaceleração econômica e não a sua causa.

    Escondem que, em 2015, com o agravamento da crise, tivemos uma expressiva queda da receita ao longo do ano - foram R$ 180 bilhões a menos que o previsto na Lei Orçamentária.

    Fazem questão de ignorar que realizamos, em 2015, o maior contingenciamento de nossa história. Cobram que, quando enviei ao Congresso Nacional, em julho de 2015, o pedido de autorização para reduzir a meta fiscal, deveria ter imediatamente realizado um novo contingenciamento. Não o fiz porque segui o procedimento que não foi questionado pelo Tribunal de Contas da União ou pelo Congresso Nacional na análise das contas de 2009.

    Além disso, a responsabilidade com a população justifica também nossa decisão. Se aplicássemos, em julho, o contingenciamento proposto pelos nossos acusadores cortaríamos 96% do total de recursos disponíveis para as despesas da União. Isto representaria um corte radical em todas as dotações orçamentárias dos órgãos federais. Ministérios seriam paralisados, universidades fechariam suas portas, o Mais Médicos seria interrompido, a compra de medicamentos seria prejudicada, as agências reguladoras deixariam de funcionar. Na verdade, o ano de 2015 teria, orçamentariamente, acabado em julho.

    Volto a dizer: ao editar estes decretos de crédito suplementar, agi em conformidade plena com a legislação vigente. Em nenhum desses atos, o Congresso Nacional foi desrespeitado. Aliás, este foi o comportamento que adotei em meus dois mandatos.

    Somente depois que assinei estes decretos é que o Tribunal de Contas da União mudou a posição que sempre teve a respeito da matéria. É importante que a população brasileira seja esclarecida sobre este ponto: os decretos foram editados em julho e agosto de 2015 e somente em outubro de 2015 o TCU aprovou a nova interpretação.

    O TCU recomendou a aprovação das contas de todos os presidentes que editaram decretos idênticos aos que editei. Nunca levantaram qualquer problema técnico ou apresentaram a interpretação que passaram a ter depois que assinei estes atos.

    Querem me condenar por ter assinado decretos que atendiam a demandas de diversos órgãos, inclusive do próprio Poder Judiciário, com base no mesmo procedimento adotado desde a entrada em vigor da Lei de Responsabilidade Fiscal, em 2001?

    Por ter assinado decretos que somados, não implicaram, como provado nos autos, em nenhum centavo de gastos a mais para prejudicar a meta fiscal?

    A segunda denúncia dirigida contra mim neste processo também é injusta e frágil. Afirma-se que o alegado atraso nos pagamentos das subvenções econômicas devidas ao Banco do Brasil, no âmbito da execução do programa de crédito rural Plano Safra, equivale a uma “operação de crédito”, o que estaria vedado pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

    Como minha defesa e várias testemunhas já relataram, a execução do Plano Safra é regida por uma lei de 1992, que atribui ao Ministério da Fazenda a competência de sua normatização, inclusive em relação à atuação do Banco do Brasil. A Presidenta da República não pratica nenhum ato em relação à execução do Plano Safra. Parece óbvio, além de juridicamente justo, que eu não seja acusada por um ato inexistente.

    A controvérsia quanto a existência de operação de crédito surgiu de uma mudança de interpretação do TCU, cuja decisão definitiva foi emitida em dezembro de 2015. Novamente, há uma tentativa de dizer que cometi um crime antes da definição da tese de que haveria um crime. Uma tese que nunca havia surgido antes e que, como todas as senhoras e senhores senadores souberam em dias recentes, foi urdida especialmente para esta ocasião.

    Lembro ainda a decisão recente do Ministério Público Federal, que arquivou inquérito exatamente sobre esta questão. Afirmou não caber falar em ofensa à lei de responsabilidade fiscal porque eventuais atrasos de pagamento em contratos de prestação de serviços entre a União e instituições financeiras públicas não são operações de crédito.

    Insisto, senhoras senadoras e senhores senadores: não sou eu nem tampouco minha defesa que fazemos estas alegações. É o Ministério Público Federal que se recusou a dar sequência ao processo, pela inexistência de crime.

    Sobre a mudança de interpretação do TCU, lembro que, ainda antes da decisão final, agi de forma preventiva. Solicitei ao Congresso Nacional a autorização para pagamento dos passivos e defini em decreto prazos de pagamento para as subvenções devidas. Em dezembro de 2015, após a decisão definitiva do TCU e com a autorização do Congresso, saldamos todos os débitos existentes.

    Não é possível que não se veja aqui também o arbítrio deste processo e a injustiça também desta acusação.

    Este processo de impeachment não é legítimo. Eu não atentei, em nada, em absolutamente nada contra qualquer dos dispositivos da Constituição que, como Presidenta da República, jurei cumprir. Não pratiquei ato ilícito. Está provado que não agi dolosamente em nada. Os atos praticados estavam inteiramente voltados aos interesses da sociedade. Nenhuma lesão trouxeram ao erário ou ao patrimônio público.

    Volto a afirmar, como o fez a minha defesa durante todo o tempo, que este processo está marcado, do início ao fim, por um clamoroso desvio de poder.

    É isto que explica a absoluta fragilidade das acusações que contra mim são dirigidas.

    Tem-se afirmado que este processo de impeachment seria legítimo porque os ritos e prazos teriam sido respeitados. No entanto, para que seja feita justiça e a democracia se imponha, a forma só não basta. É necessário que o conteúdo de uma sentença também seja justo. E no caso, jamais haverá justiça na minha condenação.

    Ouso dizer que em vários momentos este processo se desviou, clamorosamente, daquilo que a Constituição e os juristas denominam de “devido processo legal”.

    Não há respeito ao devido processo legal quando a opinião condenatória de grande parte dos julgadores é divulgada e registrada pela grande imprensa, antes do exercício final do direito de defesa.

    Não há respeito ao devido processo legal quando julgadores afirmam que a condenação não passa de uma questão de tempo, porque votarão contra mim de qualquer jeito.

    Nesse caso, o direito de defesa será exercido apenas formalmente, mas não será apreciado substantivamente nos seus argumentos e nas suas provas. A forma existirá apenas para dar aparência de legitimidade ao que é ilegítimo na essência.

    Senhoras e senhores senadores, nesses meses, me perguntaram inúmeras vezes porque eu não renunciava, para encurtar este capítulo tão difícil de minha vida.

    Jamais o faria porque tenho compromisso inarredável com o Estado Democrático de Direito.

    Jamais o faria porque nunca renuncio à luta.

    Confesso a Vossas Excelências, no entanto, que a traição, as agressões verbais e a violência do preconceito me assombraram e, em alguns momentos, até me magoaram. Mas foram sempre superados, em muito, pela solidariedade, pelo apoio e pela disposição de luta de milhões de brasileiras e brasileiros pelo País afora. Por meio de manifestações de rua, reuniões, seminários, livros, shows, mobilizações na internet, nosso povo esbanjou criatividade e disposição para a luta contra o golpe.

    As mulheres brasileiras têm sido, neste período, um esteio fundamental para minha resistência. Me cobriram de flores e me protegeram com sua solidariedade. Parceiras incansáveis de uma batalha em que a misoginia e o preconceito mostraram suas garras, as brasileiras expressaram, neste combate pela democracia e pelos direitos, sua força e resiliência. Bravas mulheres brasileiras, que tenho a honra e o dever de representar como primeira mulher Presidenta do Brasil.

    Chego à última etapa desse processo comprometida com a realização de uma demanda da maioria dos brasileiros: convocá-los a decidir, nas urnas, sobre o futuro de nosso País. Diálogo, participação e voto direto e livre são as melhores armas que temos para a preservação da democracia.

    Confio que as senhoras senadoras e os senhores senadores farão justiça. Tenho a consciência tranquila. Não pratiquei nenhum crime de responsabilidade. As acusações dirigidas contra mim são injustas e descabidas. Cassar em definitivo meu mandato é como me submeter a uma pena de morte política.

    Este é o segundo julgamento a que sou submetida em que a democracia tem assento, junto comigo, no banco dos réus. Na primeira vez, fui condenada por um tribunal de exceção. Daquela época, além das marcas dolorosas da tortura, ficou o registro, em uma foto, da minha presença diante de meus algozes, num momento em que eu os olhava de cabeça erguida enquanto eles escondiam os rostos, com medo de serem reconhecidos e julgados pela história.

    Hoje, quatro décadas depois, não há prisão ilegal, não há tortura, meus julgadores chegaram aqui pelo mesmo voto popular que me conduziu à Presidência. Tenho por todos o maior respeito, mas continuo de cabeça erguida, olhando nos olhos dos meus julgadores.

    Apesar das diferenças, sofro de novo com o sentimento de injustiça e o receio de que, mais uma vez, a democracia seja condenada junto comigo. E não tenho dúvida que, também desta vez, todos nós seremos julgados pela história.

    Por duas vezes vi de perto a face da morte: quando fui torturada por dias seguidos, submetida a sevícias que nos fazem duvidar da humanidade e do próprio sentido da vida; e quando uma doença grave e extremamente dolorosa poderia ter abreviado minha existência.

    Hoje eu só temo a morte da democracia, pela qual muitos de nós, aqui neste plenário, lutamos com o melhor dos nossos esforços.

    Reitero: respeito os meus julgadores.

    Não nutro rancor por aqueles que votarão pela minha destituição.

    Respeito e tenho especial apreço por aqueles que têm lutado bravamente pela minha absolvição, aos quais serei eternamente grata.

    Neste momento, quero me dirigir aos senadores que, mesmo sendo de oposição a mim e ao meu governo, estão indecisos.

    Lembrem-se que, no regime presidencialista e sob a égide da nossa Constituição, uma condenação política exige obrigatoriamente a ocorrência de um crime de responsabilidade, cometido dolosamente e comprovado de forma cabal.

    Lembrem-se do terrível precedente que a decisão pode abrir para outros presidentes, governadores e prefeitos. Condenar sem provas substantivas. Condenar um inocente.

    Faço um apelo final a todos os senadores: não aceitem um golpe que, em vez de solucionar, agravará a crise brasileira.

    Peço que façam justiça a uma presidenta honesta, que jamais cometeu qualquer ato ilegal, na vida pessoal ou nas funções públicas que exerceu. Votem sem ressentimento. O que cada senador sente por mim e o que nós sentimos uns pelos outros importa menos, neste momento, do que aquilo que todos sentimos pelo país e pelo povo brasileiro.

    Peço: votem contra o impeachment. Votem pela democracia.

    Muito obrigada.”

    Fonte: http://www.agora.uol.com.br/brasil/2016/08/1808323-confira-a-integra-do-discurso-da-presidente-afastada-no-senado.shtml

  110. Kkkkkk acabar com a corrupção?
    Vamos lá então mais uma vez pois acho que ninguém leu a mais de 5 anos nossas listas:

    1 – MÁQUINAS DE CAÇA NÍQUEL EM TODO OS LOCAIS DE SÃO PAULO, bares, casas alugadas que viram bingos.
    2 – COBRANÇA DE PROPRINAS EM DESMANCHES E BOATES COM GAROTAS DE PROGRAMA, BIQUEIRAS QUE VENDEM DROGAS, CLÍNICAS DE ABORTO, COMÉRCIOS EM GERAL
    3 – COBRANÇA DE PROPRINA NA GALEIRA PAJE SANTA IFIGÊNIA SHOP 25 BRAS SHOP 25 SHOP CORAJE SHOP ORIENTAL GALERIA MONT BLANC PAULISTA SHOP VENEZA PAULISTA E TODOS OS OUTROS QUE PAGAM JUNTOS MAIS DE 2 MILHÕES E PRORPINAS
    3 – JOGO DO BIXO EM TODOS KS BARES TEM AS BANQUINHAS DO CHICO DA RONDA DO SAPO ENTRE OUTRAS
    4 – TODAS AS DELEGACIAS TEM SEMPRE ESTOU DIZENDO EM TODAS E SEMPRE DE JM A DOIS RECOLHAS QUE PEGAM AS PROPRINAS E SEMPRE É DIGO SEMPRE DIVIDEM COM O DELEGADO TITULAR CHEFE DOS TIRAD E COM CHEFE DE ESCRIVAO SEMPRE FICA NAS SALAS DO FUNDO DAS DELEGACIAS APARECEM NAS ESCALAS DE SERVIÇO QUE SÃO ENVIADAS PARA AS DIRETORIAS PORÉM NAS ESCALAS QUE FICAM NAS PAREDES DAS DELEGACIAS E NOS PLANTÕES NÃO CONSTAM OS RECOLHAS
    5 – POLÍCIAS QUE PAGAM PARA NÃO TRABALHAR BASTA PEGAREM TODOS KS CHEFES DAS EX GESTOES E VER QUEM ESTA NAS FILEIRAS

    BASTA VC PROMOTOR IR A RUA SANTA IFIGÊNIA LARGO DA BATATA LAPA RUA 25 DE MARÇO FEIRA DA MADRUGADA TODA ÁREA CENTRAL RICARDO JAFET RIO DAS PEDRAS ENTRE OUTRAS E VER COMO NA RUA AUGUSTA DIVERSOS PUTEIROS COM QUARTOS E EXPLORAÇÃO DE MENORES E NINGUÉM FAZ NADA 25 DE MARÇO BASTA VER QUE EM TODAS AS LOJAS PIRATARIAS
    SANTA IFIGÊNIA VENDA DE APARELHOS ILEGAIS DA NET DVDS PIRATAS NA CARA DURA, EM SANTANA CAMELOS E LOJISTAS VENDEM ATÉ ANABOLIZANES NA RUA

    ENFIM QUEM FALA EM ACABAR COM RECOLHA ESTÁ LOUCO POIS ESSES DEPUTADOS E POLÍTICOS EM GERAL VIVEM DISSO, quantas vezes quando trabalhava em diretoria, via esses grandes e eternos nome de deputados pedindo na cara dura para meu chefe uma grana para manter ele em cadeiras boas em especial as da FAZENDÁRIA DPPC DEIC DENARC, onde tem grana fácil e onde político mete a mão

    A DENÚNCIA ANÔNIMA ESTÁ AÍ BASTA UM MAJUSTRADO OU UM PROMOTOR LER E IR NOS LOCAIS CONFIRMAR VAJ ATÉ A PAJE CHEGA NO LOCAL DILMA E PERGUNTA NO 1 DP NA SECCIONAL CENTRO NA DIG PORQUE ELES NÃO FAZEM NADA ALÉM DE RECOLHER PROPRINA COMECEM POR AI

  111. Unifica tudo e pronto

    DELEGADO
    AGENTE
    ESCRIVAO

    CARREIRAS CIENTÍFICAS

    PORQUE ESSES TIRAS FICAM COM MEDO DE AGENTE SEREM MESMA CARREIRA?

    Tira só serve para ser chefe e a maioria faz merda, aqui na minha delegacia o ex chefe TIRA manipulou 135 boletins falsos, O RECOLHA DELE E UM CARCEREIROS, que mesmo entrando agora uma delegada titular a mando do novo diretor esse CARCEREIRO ainda continua recolhendo as PROPRINAS da Paje

    Será que esse é o medo dos tiras pois colocando carcereiro na recolha e não nas chaves eles se sujeitam a ganhar 10% e nos agentes fazemos servido de tira e carcepol

    Tudo por causa da corrupcao

  112. ACHO QUE AS CARREIRAS DEVERIAM SER ENXUGADAS MESMO, ESTE GOVERNO CANALHA NAO QUER PAGAR UMA MERRECA A MAIS PARA AS DEMAIS E FICA SO NO EMPURRA COM A BARRIGA. SE FOSSE DE OUTRA CARREIRA ENFIAVA UMA ACAO DE DESVIO NA GOELA ABAIXO.

  113. Reestruturação: Delegado, Agente e Escrivão.

    E deveria ser esse mesmo modelo no Brasil inteiro em todos Estados.

  114. Reestruturação

    Delegado
    Escrivão
    Investigador
    Agente
    Perito

    Sindicato único

  115. RECOLHA CARCEPOL

    Justas palavras porém…

    ”PORQUE ESSES TIRAS FICAM COM MEDO DE AGENTE SEREM MESMA CARREIRA?”

    sua reestruturação:
    DELEGADO
    AGENTE
    ESCRIVAO

    CARREIRAS CIENTÍFICAS

    Por acaso o sr esqueceu-se que tais carreiras cientificas são policiais civis tb? Se unificar tudo o certo é ter Neguinho aqui (q se acha policia p caraio) lavando bunda de morto e tirando foto. Quando vc separa carreiras cientificas vc faz exatamente o mesmo que vc fala o que os tiras fazem.
    Máquina fotográfica qq idiota sabe usar.
    Preencher desenhos e croquis qq idiota faz.
    Cortar cadáver, qq ”idiota” q tenha estomago faz.
    Carregar morto qq ”idiota” faz.
    Investigar qq ”idiota” faz.
    Tocar IP qq ”idiota” q tenha saco faz.
    Tirar digital qq ”idiota” faz.
    Dirigir qq ”idiota” faz.
    resumo: delta ou perito e Legista, não é qq um q faz. Todo e qq ”idiota” consegue fazer o serviço do outro (restopol). Além de que TODAS as carreiras são formadas por curso técnico cientifico e não profissional.

    No minimo o Sr está sendo um tanto hipócrita.
    A fogueira de vaidades sempre prevalecerá. Sempre terá a estorinha da fila maior ou habilitado para ou ainda carreira fim, porém, são todos bunda rachadas iguais aos demais que estão com o ego lá encima e o trabalho dos mesmos é tão fácil ou difícil quanto aos demais.
    Mesmo q exista essa reestruturação de carreiras todos ficarão até a vacância de seus cargos. Quer mudar de carreira? Só prestando outro concurso (o que acho uma puta sacanagem/ deveriam existir concursos internos para diversas modalidades).

    Agora faço de suas palavras minhas palavras (com ALGUMAS pequenas alterações…).

    ”PORQUE ESSES COLEGAS QUE ESTÃO NA CIVIL FICAM COM MEDO DE NÓS SERMOS DA MESMA CARREIRA?”

    Desculpem-me se alguém se sentiu ofendido mas que é verdade é.

  116. Temos que reivindicar Reajuste Salarial em primeiro lugar até mesmo antes de novas contratações !

    Agora como tem cara chato querendo incorporar em outra carreira estudem e passam em outro cargo .

    Então quero ser Delegado porque igual a eles !

    Fala sério cada uma kkkkkk A melhor coisa que aconteceu foi o NU, cada um no seu quadrado !

  117. o grande problema de voce colocar agente como carreira policial e vincular o cargo a outros agentes de outras secretarias, se e agente porque vai ganhar mais que outros……..
    Acho mais justo seria todos virarem escrivaes de polícia ou como ocorreu em mg, delpol, perito, investigado e escrivao.

  118. Enquanto os cães ladram a caravana passa, mais um dia e já é setembro, e nada de nada.

  119. Para aplaudir de pé Carcereiro 13, tamo junto!!!!!!!!!

  120. Reajuste Já !!!! Reajuste Já !!!! Reajuste Já !!!!

    2 anos sem nada, tudo caro e salário da Polícia defasado.

  121. Passou da hora d enxugar as carreiras. Polícia civil deveria ter as carreiras da PF. Nomenclatura não diz nada. Atividade de polícia judiciária, todos cumprem a função de agente da autoridade policial. O resto é engodo.
    Há mais d 20 e tantos anos ninguém queria ser policial civil. Quem tinha 2 grau ia pra banco, multinacional, pra ganhar bem mais. Acho que em 1994 que o salário foi sobrado que começou mudar a figura.
    Vivemos em constante transformação; não cabe mais várias carreiras com atribuições de fácil labor.

  122. Todos sonham ser Tira (Investigador pra quem não sabe, tão somente, e mais nenhuma carreira)

    Agente Federal sonha ser Tira…
    Delegados tenta ser Tira…
    O restante dos demais policiais civis sonham ser tira, SQN.

    Só tira pode investigar.
    Relatório só tem validade os do Tira (não chorem agentes; carcereiro nem sabe o que é relatório)

    Temos nivel superior, coisa que o restante, com excessão do Escravão, não tem.

    Tira sempre foi e sempre será o supra sumo de todas as polícias do Brasil…

    A PM nos invejam…..

    “AveTira”.

  123. FAZER FACULDADE VIRAR TIRA ABRIR E FECHAR GRADE, PLANILHAR PRESO, REMOVER PRESO. ISTO É INVESTIGAÇÃO? disse:

    FAZER FACULDADE PARA TRABALHAR DE INVESTIGADOR NO PLANTÃO…. QUE MENTIRA. INVESTIGADOR DO PLANTÃO ABRE E FECHA A CARCERAGEM, FAZ B.O, DIRIGI PRO DELEGADO E AINDA FAZ REMOÇÃO DE PRESO POR R$ 3.200,00 POR MÊS

  124. Boa, Fred Flinstone, só pondo gasosa na fogueira!!! Entrelinhas…HAHAHAHA
    Sou agente policial e me orgulho disso. Não quero ser tira. Nunca quis, pois se assim fosse, prestaria concurso!!!
    Tô fora de Fórum, cumprimento de OS, atendimento de vítima de QRU de Padaria que faz o BO e depois vai no DP falar com um “investigadô”, entregar intimação feito carteiro. Torcer para um Papa Romeu atender a uma intimação nos dias de operação para dar produção, legitimar nóia sujo e fedorento…Também tenho arma, distintivo e funcional…sou policial feito eles e com o mesmo poder.
    Não ligo para cargos e nomenclaturas. Tenho NU e pós graduação. Se apegar a isso é coisa de quem tem baixa auto-estima e tenta se sobrepor a alguém. Síndrome da baixa autoridade.
    Desejo tão somente por um aumento…nada mais. Mas enquanto não vem, vou exercendo a função que me for designada, seja ela qual for…afinal sou POLICIAL CIVIL.

    Deixo uma pergunta: Por que que agora no RDO não existe mais cargos da PC? Somente POLICIAL CIVIL? Fica a dica…

  125. Agente Federal querendo ser Tira?

    Esse Fred Flinstone deve ter batido a cabeça em algum lugar!

    É mais fácil um Tira quer ser Agente Federal do que o contrário!

    Mas acho que ele só se enganou!

  126. O Fred Flinstone agora escorregou na casaca da banana. Em juízo, não importa a carrera, você será compromissado é pronto,

  127. Fred Flintstone
    Nao é possível que você seja Investigador tampouco policial com seu comentário esdruxulo!
    Que eu saiba, Tira nem existe na nomenclatura de função! É mero ¨apelido¨ assim como ¨majura¨ ou ¨pirriu¨. São utilizados no linguajar cotidiano. E desde quando eu que sou investigador, pela simples nomenclatura sou melhor ou superior aos outros policiais? Ou Você? Ou Mesmo Delegado, desde quando é melhor?
    De repente foi uma tirada, uma piada e entendi como discurso direto! Se assim o foi, retiro o que disse. Caso contrário, repense em sua conduta, pois ela não o levará a muito longe.

  128. Inclusão a qq hora nos CDPs?VTNC. Vai lá trampa na cadeia a noite com 3 ou 4 ASPs e fazer inclusão. o GG ta pouco se fudendo pra PC, SAP, PM e o caraleo, o trafico da mais dinheiro que recolha da PC, remoção da SAP e tudo mais.

  129. Escriludida:

    Lembra-te da “grávida de Taubaté”? Aquela que enganou aos que aviaram, mostradas pela TV. Aquela que ludibriou muitos segmentos da imprensa, com a falsa barriga, aliás, locupletou-se até do falso marketing. Aquela que, com o falso marketing, enganou até quem a divulgava e lhe rendia homenagens, desejando-lhe boas vindas aos “quadrigêmeos”.

    Aqueles “quadrigêmeos” representam a “esperança” do povo brasileiro, assassinada pela outra mentirosa: a BANDIDILMA que enganou a todos nós!

  130. Concordo parcialmente com o relato acima de que “continuamos sendo o papel higiênico do MP”. Acho que só teríamos essa condição se não houvesse nada melhor para eles se limparem.
    Hoje as Polícias se transformaram em órgãos do Estado totalmente desacreditados e sem legitimidade para agirem. Ninguém acredita mais na Instituição; Perguntem para qualquer um do povo e obterão a resposta. Se o trabalhador teve a sua casa roubada ou furtada, ainda terá outra decepção ao ir a um Distrito registrar o ocorrido. Vai ter que aguentar a cara feia e desanimada do policial que o atender e provavelmente terá que esperar horas para ser atendido ou se quiser, voltar depois. No fundo, sabe que não terá investigação nenhuma. Então, para este cidadão, para que serve um órgão estatal assim? Os policiais não ganham bem e não tem condições adequadas de trabalho. Mas se a situação fosse outra? Será que trabalhariam em favor da sociedade ou continuariam reclamando e não fazendo nada? Hoje assistimos o esfacelamento de uma Polícia que começou a agir errado no passado. Beneficiou aqueles que davam lucro e esqueceu-se dos demais. Sempre se preocupou em ajudar os amigos da Corte e o resto que se vire como pode. Por muito tempo permitimos pessoas criminosas em nosso meio, mas hoje ninguém mais as quer. Mas agora é tarde. Temos que colher os frutos estragados e contentar-se em ler em blog escrito e lido por pessoas estúpidas e fracassadas… Vida longa ao MP, que soube se adequar ao tempo e preocupar-se em mostrar para sociedade que eles importam.

  131. PESSOAL !, VOLTO A DIZER, ENQUANTO NÃO EXTIRPARMOS ESSE CANCRO DENOMINADO P.S.D.BOSTA QUE ASSOLA E MALTRATA TODOS OS POLICIAIS DE SÃO PAULO HÁ VINTE ANO, ESTAREMOS DIUTURNAMENTE TOMANDO NAQUELE LUGAR. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  132. PESSOAL !, VOLTO A DIZER, ENQUANTO NÃO EXTIRPARMOS ESSE CANCRO DENOMINADO P.S.D.BOSTA QUE ASSOLA E MALTRATA TODOS OS POLICIAIS DE SÃO PAULO HÁ VINTE ANO, ESTAREMOS DIUTURNAMENTE TOMANDO NAQUELE LUGAR. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  133. Proposta de reforma da Previdência prevê idade mínima de 65 anos para aposentadoriaTexto que está na mesa de Temer estabelece norma para homens e mulheres, empregados públicos ou da iniciativa privada; ponto de corte será 50 anos
    11

    Murilo Rodrigues Alves,
    O Estado de S.Paulo

    01 Setembro 2016 | 22h53

    BRASÍLIA – A proposta de reforma da Previdência que está na mesa do presidente Michel Temer propõe estipular a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres no Brasil tanto para trabalhadores da iniciativa privada quanto para servidores públicos. No entanto, a transição para essa regra deve ser mais gradual para mulheres e professores.
    Notícias relacionadas
    A geração que sabe o que vai mudar na Previdência, mas não quer pensar nisso
    Eleições devem atrasar os planos da equipe econômica
    Sem medidas, Brasil pode virar uma Grécia, diz ministro
    Reforma da Previdência vai afetar mais quem tem até 50 anos
    De acordo com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, o ponto de corte para se inserir na nova regra será 50 anos. Ou seja, os trabalhadores abaixo dessa idade terão que obedecer às novas exigências. Para a faixa etária de 50 anos ou mais o enquadramento será obrigatório em uma regra de transição de 40% ou 50% a mais no tempo que falta para a aposentadoria integral.
    Foto: Estadão
    Previdência
    Transição deve ser mais gradual para mulheres e professores
    “Para preservar, temos que reformar a Previdência. Se não fizermos nada, a Previdência acaba”, disse Padilha ao Estado. Pelas contas oficiais, o rombo da Previdência – que fechou em R$ 86 bilhões em 2015 – deve alcançar R$ 180 bilhões em 2017 e, em breve, não caberá no Orçamento Geral da União.
    Os detalhes do texto da reforma só serão divulgados depois da volta de Temer da China. O projeto seguirá para o Congresso com ou sem consenso com as centrais sindicais. O governo só conseguirá aprovar as mudanças, no entanto, se tiver apoio de três quintos da Câmara e do Senado, em duas votações.
    Padilha disse que o governo ainda negocia “com afinco” o endurecimento das regras na aposentadoria com as centrais sindicais e as confederações dos empregadores. “São partes indispensáveis neste processo”, afirmou. “Mas o cidadão deverá orientar o posicionamento de seus representantes”, completou.
    Atualmente, no Brasil, é possível se aposentar por idade ou por tempo de contribuição. A regra em vigor diz que é possível se aposentar com 65/60 anos (homens/mulheres) se o trabalhador tiver 15 anos de contribuição. Na aposentadoria por tempo de contribuição, não há fixação de idade mínima, o que é uma raridade no mundo. A regra diz que é preciso ter 35/30 anos de contribuição. As idades médias de aposentadoria, neste caso, são de 55/52 anos.
    A transição da regra atual para a nova é estimada em 15 anos para os homens. Mulheres e professores terão um tratamento diferenciado nessa transição porque o ponto de corte será de 45 anos e não o limite de 50 anos fixado para os homens. Isso significa que, na prática, para esses dois segmentos a aposentadoria poderá chegar mais cedo durante a fase de transição.
    “Quem realmente tem que ter interesse na reforma da Previdência? O cidadão brasileiro. Ele é quem tem mais interesse. Quer ter a garantia de que vai ter direito à aposentadoria e vai receber o valor correspondente”, disse Padilha.
    A proposta também deve estipular um piso para as aposentadorias por invalidez, que vão deixar de ter benefício integral. O governo também pretende impedir o acúmulo no recebimento de aposentadoria e de pensão por morte. Temer orientou que trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos devem seguir as mesmas regras, embora com institutos separados.

  134. “As décadas de 80 e 90 foram nefastas para as carreiras públicas com o descaso dos governos, a manutenção de políticas de pouca valorização e retenção de grandes mentes atreladas ao trabalho, o que tornava o ingresso pouco atrativo”

    “Aumentaram muito a remuneração inicial do servidor. Antes era um salário baixo, que só subia ao fim da carreira. Isso desestimulava. As pessoas entravam em cargos públicos e logo saíam, atraídos por carreiras privadas. Agora, aumentaram os salários, os benefícios e a chances de progredir na carreira. Deste modo, as pessoas estão fazendo do serviço público um fim.”.

    Recordo-me, quando entrei na PC como investigador antes de 90, praticamente nem nota de corte teve, mais de 80% dos aprovados na escrita estavam fazendo a Academia. O salário era muito baixo; saí com apenas 4 meses, pois tinha perspectiva muito melhor no Banco, sem contar o salário, muito maior. Saí deixando muitos amigos. fui demitido do Banco no final dos anos 90. Minha esposa, escrevente do TJ que segurava as pontas, foi bem perceptível a melhora do salário de uns 15, 20 anos para cá. Hoje ela como escrevente, ganha mais que um gerente de banco.

    Vão falar que o salário está ruim?

    Vai para a iniciativa privada, tenha faculdade, pós, para não ganhar dois mil e quinhnetos reais.

    Montei uma Empresa, que se arrastou com dificuldades por anos.

    Hoje, faço bicos e à noite curso preparatório para retornar: pude perceber que o nível dos certames e a nota de corte subiu exponencialmente, fruto da melhora da remuneração e condições de trabalho, e hoje o funcionário público tem status, algo que não ocorria a 20 e tantos anos atrás.

    Mas eu vejo jogo de vaidades, tudo pode mudar, o funcionalismo pode não ser mais atraente daqui a 10 anos, muitos brigam por atribuições, carreiras, etc.

    Pude acompanhar, e afirmo com toda a certeza que os concursos (desde auxiliar de papi, carcereiro, agente, etc) que todos os certames após os anos 2000 foram mais difíceis que os de qualquer carreira antes de 94, 91. Isso prova que hoje o Estado remunera bem melhor que as Empresas. Na média pode ter certeza que sim, e mais.

    Quero voltar a PC, contribuir com o que sei, e ter alguma perspectiva boa de aposentadoria.

    Tem que ter os cargos da PF; nada de nomenclaturas, pois todos são pcs, fazem pol judiciária.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s