Impunidade da farda: O Ouvidor da polícia GRITA por socorro ao Ministério Público que não ouve, não sabe, não viu 31

O perigoso “olho de vidro” do governo do Estado e do Ministério Público em relação aos crimes e abusos cometidos ela PM.

Novamente a PM reitera sua conduta de braço armado do Estado em detrimento da polícia cidadã que tanto propala exercitar em suas campanhas publicitárias.

Os graves incidentes ocorridos nas últimas manifestações de rua não ocorreriam se não houvesse flagrante provocação por parte de integrantes da PM por ocasião da dispersão do movimento.

Da mesma forma que colocam cocaína e maconha em veículos de pessoas que assassinam nas “quebradas” da periferia, colocam coquetéis molotov, pedaços de ferro e pedras nas bolsas de manifestantes.

Cadê o Ministério Público ? O Ministério Público deste Estado, ao contrário do Ministério Público Federal, é seletivo em investigar, ou seja, investiga e se empenha em punir aquilo que, politicamente, vai contra o governo deste Estado. Em sentido contrário, não demonstra qualquer empenho em apurar crimes e abusos cometidos por seus servidores, mormente os praticados por integrantes da PM. O muito que faz é delongar “rigorosas” apurações até que caiam no esquecimento pela opinião pública e pela sociedade em geral, como por exemplo, as inúmeras chacinas perpetradas por PM’s, entre as quais a que vitimou duas dezenas de inocentes na região de Osasco e que, até hoje, não deu em nada. Foi assim no Carandirú(condenados que não cumprem penas), Operação Castelinho(todos inocentados), Mortos de Maio(nenhuma investigação séria foi levada a efeito), Morte do Publicitário na zona oeste(a família recebeu uma cartinha do Comandante Geral pedindo desculpas), e vai por ai afora.

Não é só em relação a crimes de sangue que a impunidade campeia na Polícia Militar, na auto intitulada “Reserva Moral do Estado” tem crimes de gatunagem milionários tal qual as inúmeras fraudes em processos licitatórios do Comando Geral da PM. O Tenente Coronel que encabeçou os processos foi categórico em dizer “roubei para a instituição” o que não ficou muito claro foi uma das empresas vencedoras ter pago meio ano de condomínio adiantado para sua família. Punição proposta ao Tenente Coronel: Deixa de ser Tenente Coronel mas mantém o salário de R$ 15.000,00(Quinze mil reais).
Punição melhor, só as que são propostas pela Operação Lava Jato onde os protagonistas roubaram 70 milhões dos cofres públicos, devolvem 10, cumprem 1 ano de prisão domiciliar em suntuosas mansões até ficarem livres e soltos para gastarem todo o resto roubado que estava escondido.

Para completar, um Tenente Coronel faz numa rede social, um infeliz comentário ironizando a Lesão Corporal Gravíssima sofrida por uma manifestante que ficou cega em razão de ter recebido um tiro de borracha numa das vistas, a exemplo do que ocorreu em manifestação anterior com um repórter. E se fosse a filha dele, será que faria o mesmo comentário?

Em tempo: O Ouvidor da polícia GRITA por socorro ao Ministério Público que não ouve, não sabe, não viu.
Não adianta, seu grito só terá eco se for em organismos internacionais de direitos humanos, aqui em SP esquece.

Autor:

AMIGO DA BRIGADEIRO TOBIAS, 527, 9º ANDAR…

  1. Ta no meio da baderna, corre o risco. Nas redes sociais a coitadinha se mostra uma vândala. Queria quebrar tudo. Agora quem sabe ela enxerga melhor…

  2. Se estivesse na igreja,em casa,estudando, enfim…. tem que perder o outro olho pra ficar ligeira kkkkk.

  3. O cidadão sai de casa prá fazer uma manifestação/depredação/ saque no bem alheio,sabendo que não vai mudar nada, o fazem tão somente prá descontar a revolta sobre os bens alheios, danificando ou furtando, além de tentar descontar a neurose em cima da polícia. Por que não se manifestam contra a bandidagem , contra o crime organizado?????

  4. Quem era o Comandante Geral da PM por ocasião dessa rapinagem gigantesca?

    E o que virou o caso do Coronel “Bill Gates” da PM, aquele que comprou milhares de “tablets” para a chamada computação embarcada da PM e que acabaram não funcionando? Quem era o Comandante Geral da PM na época?

    E a compra de milhares de armas com defeitos que acabaram em mortes de policiais e de cidadãos?
    Quem era o Comandante Geral na época?

    Por ventura seria o atual Deputado Estadual que oficiou o Governador pedindo a substituição do Ouvidor da Polícia a quem rotulou de irresponsável? Até parece que faz parte do rol de atribuições do ouvidor geral das polícias agradar o governo e os responsáveis pelas forças de segurança do Estado.

    E o Ministério Público deste Estado nos casos acima o que fez?

    Dois pesos e duas medidas. Delegado é demitido a bem do serviço público ou tem a aposentadoria cassada em caso de condenação em processo administrativo ou criminal. Oficial da PM vai pra casa com salário de R$15.000,00 por ter roubado para a polícia, só faltou a promoção ao posto imediato.

    A isso nominamos “Estado Democrático de Direito”

  5. Mortos de Maio ?? Todo mundo sabe aquela Guerra toda de 2006 só estorou por causa da própria Polícia Civil do Estado de São Paulo, quem não se lembra dos achaques ao PCC ?
    É muita hipocrisia acreditar que o PCC parou com ataques só por causa daquele ” Acordão dentro do Deic”, sempre que a situação aperta o Governo coloca seus cães fardados nas ruas e deles sim os bandidos tem medo.

  6. Mortos de Maio ?? Todo mundo sabe aquela Guerra toda de 2006 só estorou por causa da própria Polícia Civil do Estado de São Paulo, quem não se lembra dos achaques ao PCC ?
    É muita hipocrisia acreditar que o PCC parou com ataques só por causa daquele ” Acordão dentro do Deic”, sempre que a situação aperta o Governo coloca seus cães fardados nas ruas e deles sim os bandidos tem medo.

  7. Pensativo010:

    Quanto medo a PM “causa”, sobretudo o BALCÃO DE NEGÓCIOS na porta do qual carros arderam, incendiados por bandidos!

    “Pensativo010”, que tal ser promovido a “Reflexivo01000”?

    “… os indivíduos bloquearam com quatro veículos incendiados todas as saídas do 10º batalhão da PM (Polícia Militar), localizado na alameda São Caetano, também em Santo André …”.

    https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=5&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiMt8fCnf7OAhVJIpAKHeujAEwQFgg0MAQ&url=http%3A%2F%2Fwww.abcdmaior.com.br%2Fmaterias%2Fcidades%2Fquadrilha-invade-transportadora-de-valores-em-santo-andre&usg=AFQjCNH4owDikU6XO3mDEKHHX4G705fk0g

  8. Valdir Zica….
    A opinião é minha, ninguém perguntou nada pra você, que eu saiba você nunca foi Polícia, qru nihill, funcionário público, nunca prendeu ninguém, enfim a única tentativa de prisão sua foi ridicularizada no Cpa M 6.
    Esse jumento tentou prender um Mike por causa do relatório de serviço operacional, (RS O) o Mike um veterano 88 milhão deixou marcando e outro Mike pra sacanear rondou como Valdir Zica kkkkk.
    Deixa de ser Jegue Smigool arruma alguma coisa pra se ocupar, vai catar latinha no clube.

  9. Valdir de Souza disse:
    07/09/2016 ÀS 18:51
    Pensativo010:

    Quanto medo a PM “causa”, sobretudo o BALCÃO DE NEGÓCIOS na porta do qual carros arderam, incendiados por bandidos!

    “Pensativo010”, que tal ser promovido a “Reflexivo01000”?

    “… os indivíduos bloquearam com quatro veículos incendiados todas as saídas do 10º batalhão da PM (Polícia Militar), localizado na alameda São Caetano, também em Santo André …”.

    Tocar o terror em Santo Andre é fácil quero ver ser macho para fazer isso bem na porta do Tobiais de Aguiar, também no 18° BPM e 37º BPMM, as Forças Táticas desses batalhões tem fama de ser bastante violentas. A grande verdade é que eu nunca vi nenhum desses super bandidões do PCC ter a coragem para bater de frente com a ” Galera da PM que topa qualquer parada ” se é que vc me entende.
    Em toda minha vida só vi policial bom perde a vida na mão desses caras eu queria mesmo ver se eles são tão macho assim a ponto de enfrentar os matadores do 18.

  10. SÃO CADA BESTIALIDADES QUE SE : VÊ, OUVE, LÊ !

    LUIS ALVES DE LIMA E SILVA PRENDEU O GLAMOROSO TOBIAS DE AGUIAR, APANHOU FICOU MUITO

    TEMPO PRESO NO QUARTEL DO EXÉRCITO BRASILEIRO, QUANDO SAIU TOTALMENTE SEM MORAL,

    APÓS LAMENTOS AINDA CONSEGUIRA UM POSTO NA RESERVA PARA NÃO PASSAR FOME,

    TOBIAS DE AGUIAR ERA UM DOS REVOLTOSOS DEBELADOS POR DUQUE D E CAXIAS !

    SÃO POUCOS QUE CONHECEM A HISTÓRIA DO BRASIL !

    A MERDA QUE FOI E AS MENTIRAS QUE CONTAM ATÉ HOJE !

  11. Jones:

    Anônimo de meia pataca! Apenas cumpri MEU DEVER LEGAL de documentar o que escreveram no RSM – Relatório do Serviço Motorizado -. Deixar de comunicar falta disciplinar significa cometimento de outra. Nunca fui nem “bonzinho” e nem “ruinzinho”, sempre procurei, ao máximo possível, cumprir a lei!

    Já que você faz alude ao CPA/M-6 – COMANDO DAS PATIFARIAS ABAFADAS Nº 6 -, penso que melhor seria você constatar, em primeiro lugar, os motivos pelos quais o BALCÃO DE NEGÓCIOS (10º BPM/M) me despachou para a sede do tal CPA, em 12/10/98! Você saberia o motivo? Em segundo lugar, atualizar-se das PATIFARIAS que lá enfrentei (no tal CPA), a começar pelas do COPOM-ABC, onde documentei atraso ao serviço, de 01h33min (UMA HORA E TRINTA E TRÊS MINUTOS) do “mike” escalado na melhor escala que a PM já teve, de 08hs X 40hs, ao passo que a minha era de 12hs X 36hs, enquanto Chefe de Equipe. O mike alegou que estava no “bico”, na cidade de São Paulo, como entregador de medicamentos, o que lhe motivou o atraso ao serviço.

    Nunca tive “rabo-preso” com ninguém, graças a Deus!

    Você, possivelmente, deve estar muito a par da “evolução” da segurança pública! Poderia, inclusive, nos dizer daquele “atentado” ao quartel da ROTA!

    De fato, você deve ter, melhor que eu, conhecido a PM. Comecei a conhecê-la muito tardiamente, em 17/08/96, apesar de nela ter ingressado em 19/04/79. Comecei a conhecê-la quando vislumbrei indícios de PATIFARIAS naquele acidente de trânsito, provocado pelas viaturas M-10220 e M-10290, enquanto “faziam racha”! Não me cabia apurar tal sinistro, mas, ninguém me poderia impedir de indignar frente aos mais evidentes e robustos indícios criminais.

    Quanto a catar latinha em clube, pergunte os detalhes ao outro BANDIDO, seu comparsa, o “Master”, aliás, parece “esquecido” deste democrático espaço! Este espaço não nos é oferecido por quem repeliu “atentado” ao Batalhão da ROTA, e nem por quem “Camilou” rumo às sinecuras da Assembleia Legislativa paulista, mas, por quem apena repercutiu reportagem envolvendo compra “criativa” de ternos!

    Os BANDIDOS que recentemente atearam fogo em veículos, na frente a adjacências do 10º BPM/M não são muito diferentes dos que “apuraram” o tal acidente de trânsito, ocorrido em 17/09/96!

    Como você se põe muito atualizado: poderia nos dizer do “sumiço” da Sindicância que “investienganava” o tal acidente?

  12. Smigool ( Valdir ) você continua o mesmo, parece papagaio de pirata, repete as mesmas baboseiras milhões de vezes, Da um x aí Valdir Zica, será que depois de velho você nunca aprende, você foi do quadro de praças da pm, depois passou pro quadro dos oficiais e conseguiu envergonhar os praças e se ridicularizar com os oficiais, sempre arrumando Zica, quem trabalha no ABC como eu conhece várias histórias sua.
    Você conseguiu ser uma lenda aqui, furtaram sua arma num coletivo, prisão no Paraguai, ocorrência clube Santo André das latinhas, essa do RSM que foi assinado como se fosse você como Valdir Zica e quis prender o antigão e foi esculhambado.
    Para de falar bobeira e volta pra realidade, se a PM te botou pra fora esqueça ela, afinal de contas você é igual a esse Cel que vai pra rua, perde a condição de ser Polícia, mas não perde os vencimentos, e outra, quando que você foi Polícia algum dia, sempre foi um que nihill, nunca será e nunca foi, sempre foi um bom funcionário público, aquele que só conta no 5 dia útil do mês.

  13. Tão cagando na cabeça alheia!!! Adoro ver as verdades q são escritas por aqui… Só rindo muitooo….

  14. Jones:

    Apenas para corrigir meus erros (semânticos). Eu quis dizer, no imediatamente e acima comentário, que você ALUDE ao CPA, ou seja, fez alusão àquele antro.

    Corrigido o erro, vamos à realidade que BANDIDOS ANÔNIMOS desconhecem. Esta é sua exata condição: a de BANDIDO ANÔNIMO! Reconheço, no entanto, a condição dos que se utilizam do anonimato para escaparem da implacável perseguição que, como nenhuma outra instituição, a Polícia Militar paulista sabe fazer.

    Lembrete nº 01: a abordagem de QUALQUER episódio requer, pelo menos, os seguintes requisitos:

    Quando?
    Quem?
    Como?
    Onde?
    Por que?

    Tais requisitos significam, em rasa análise, tudo o que DEVE ser carreado à seguinte e mais importante interrogativa: qual solução dado ao episódio?

    Pelo visto, você é substituto eventual do JACARÉ SEM DENTE! Aliás, BANDIDO é assim mesmo: “bate a carteira” do alheio e se põe a gritar: pega ladrão …. pega ladrão….. a pretexto de se desviar, com a agravante de ver a vítima massacrada.

    Quem, aqui, repete as mesmas coisas?

    Tenha o mínimo de vergonha na cara e se apresente, pelo menos, como alguém dotado de responsabilidade social!

    É muito cômodo – sobretudo na deplorável condição de BANDIDO ANÔNIMO – fazer essa salada de episódios, sem, contudo, coragem para detalhar ao menos um; e, não se esqueça, dizer da providência legal adotada.

    Lembrete nº 02: não se esqueça de registrar queixa, contra mim, aduzindo que te “acuso” de ser BANDIDO ANÔNIMO!

    Lembrete nº 03: como substituto, ou não, do referido JACARÉ, atualize-se dos fatos (sem deturpá-los). Por exemplo: nem o então Comandante das Patifarias Abafadas, Coronel Cláudia Rigon, respondeu-me os questionamentos, diretamente feitos, sem rodeios e nem anonimatos. Tal ocorreu em setembro de 2014, aliás, reproduzida a omissão dele (do referido Comandante) aqui, neste mesmo espaço, no dia 14/09/14!

  15. CARALHO!
    Ja ouvi dizer que os kits flagrante tinha arma, droga e até celular com emei de roubo!
    Mas agora ter coquetel, pau, ferro e pedra é nova!
    Quer dizer que os super santos estavam na paz, com paus, pedras e ferros apenas para exaltar sua insatisfação com a saída da Dilma?
    Quer dizer que a PM, entrujou molotov, ferro e pedras nos bolsos dos manifestantes? Ah levaram a bolsa também?
    Por essas e outras o crime ta assim! Mataram um assessor pelo simples fato de acreditarem que era policial! E o governador não cobrou o fato e sim a morte de uma pessoa de cargo de sua confiança. A vida virou banalidade. Hoje pode-se matar qualquer um. O executivo só se importa com dados e votos. a midia com reportagens sensacionalistas! O judiciário com as verbas extras da audiência de custódia! MP de meter o bico no serviço alheio, seja da Pm seja da PC. E a Policia capengando, se ferrando, ganhando uma miséria ainda tenta dar aquilo que nem lhe cabe!
    Dai você vem num site que acredita ser de ideologia policial e vê esse monte de comentário de merda!

  16. Valdir 13…. Valdir Zica…. Valdir Smigool.
    Se é louco meu velho, até parece que vou perder meu tempo fazendo BO contra 13, pôde me xingar,esculachar,acusar, enfim faça o que você quiser, apelar é coisa pra fracos.
    Verão você começou isso quando se entrometeu no meu comentário, repito e afirmo, aquela esquerdista sofreu foi pouco, deveria perder os dois olhos, afinal ela mesmo publicou no seu Facebook que apoia vandalismo,violência, depredação e ataques a policiais, se você está com dó dessa Ptralha venha visitar ela aqui na Ufabc e traga flores a ela.
    Para de ler Karl Marx, Leon Trotsky, Vladimir Lênin, enfim venha pra realidade e esqueça as suas mágoas, Você nunca foi Polícia, sempre foi um pseudo revolucionário esquerdistas que sempre quis peitar o sistema e só tomou no C…., e outra para de envolver outras pessoas pra tentar desviar o foco, nem sei de que você está mencionando, eu conheço você e não pessoas, não tenho nada contra você pessoalmente, mas você é muito jegue, um verdadeiro Zé tela, crítica sem ter nenhum fundamento a Polícia que te deu a oportunidade e você jogou no lixo.
    Quer me processar fica a vontade 13, comunicar você não pode mais né, desculpa aeeeee.

  17. GPS(Grupo de Planejamento Setorial) da SSP, que cuida das finanças da Pasta só dá PM, Por que será? disse:

    ATENÇÃO: Em breve será aberto o pregão eletrônico para a compra de capim orgânico pelo Regimento 9 de julho. Em breve, os cavalos passarão a emporcalhar parques e ruas de nossa cidade com estrume de qualidade, sem resíduos de defensivos agrícolas.

  18. Jones:

    Obrigo-me a reconhecer que você não é BANDIDO por acaso. Aliás, quase me tornei um da vossa laia. Escapei dessa armadilha, desse enganoso canto da sereia da “reserva moral” que acha que tudo pode, na qual ingressei aos 24 (VINTE E QUATRO) anos de idade. É muito provável que você não tenha tido igual sorte, ou seja, tornou-se SEM-VERGONHA do sistema, no qual, por certo, foi aprisionado em mais tenra idade, acabando nessa miserável opção de vida: difusor de meias-verdades, pior que mentiras. Isso é gratuito? Você atua como “pau mandado”? Deve satisfação aos BANDIDOS FARDADOS da tua laia? Pretende “quebrar o galho” de quem grafou no RSM a expressão VALDIRZIKA?

    Querer distorcer, ainda mais, os fatos – sem coragem, provas e vergonha na cara para detalhar os iniciais – é prova inconteste do que você representa: uma nefasta instituição que pretende, a todo custo, o “erro” do alheio para “justificar” a torpeza própria.

    Você, provavelmente, sabe que nunca pretendi prender ninguém que não estivesse legalmente susceptível de tal reprimenda estatal. Nenhum servidor público pode fazer prevalecer seus desejos e caprichos pessoais. Apenas comuniquei, a quem de direito, que o RSM, enquanto documento público, continha tal afronta, se bem que, chamar-me de “zika”, serviria apenas para, de fato e de direito, caracterizar o que sempre fui: imparcial, sem “rabo-preso” com ninguém. Tal episódio ocorreu com guarnição da 1ª Cia/10ª BPM/M, um lixo de instalações físicas reprováveis até pelos mais promíscuos “milicianos” dos bombeiros, ainda que do mais baixo padrão moral igualado ao dos prevaricantes CRIMINOSOS que, de certa forma, ensejaram ou permitiram a tragédia da Boate Kiss. Pelo visto, você bem conheceu aquele “lixo” de instalações, sobretudo aquele horrível emaranhado na rede elétrica. A Polícia Militar – não apenas por isso – teria moral e respaldo legal para “corrigir” civis (os “meios cidadãos”), já que nem preza pelas instalações dos seus quarteis, verdadeiras baiúcas? Você se contentava com aquela “caixa de sapato”, quero dizer, seu “enorme” armário, enfiado num ridículo, módico e insalubre cubículo? Os CFP que não eram “zikas” se importavam com as coisas mais nobres, ou seja, o mínimo de dignidade que você poderia ter, ou tu és maçaneta?

    Você nunca provará que sou condescendente com ilegais, vândalos ou não. Caberia a você, por exemplo, interceder a favor do oficial superior afastado desse tipo de operações. Jamais me portei como mais ilegal do que os próprios ilegais que o Estado me concedia o condão legal de contê-los e de adotar correlatas providências sobre eventuais delitos que praticassem.

    Imagino que você se sente mais atualizado que eu, em termos das PATIFARIAS que reinavam no âmbito do CPA/M-6 – Comando das Patifarias Abafadas nº 6 -, certamente continuadas depois de junho de 2003, ano em que o BANDIDO FARDADO, Tenente-coronel Wilson Roberto Silveira teria influenciado ou pedido minha transferência para o 22º BPM/M. Por isso vos peço, em nome da vossa atualização: já que sabes do episódio da “catação de latinas” e dos demais, peço-vos que, por sua vez, atualize os visitantes deste democrático espaço. Poderia, portanto, dizer da ocorrência na qual o oficial (Tenente) que não era “zika” chegou bêbado ao quartel daquela subunidade PM, acompanhado dos “chegados” (subordinados), hora de folga, sob tão vergonhosas atitudes que o soldado do serviço-de-dia viu-se obrigado a adverti-los, pedindo um pouco de cooperação? Lembra-te que, ato contínuo, referido soldado foi socorrido no então PSM – Pronto-socorro Municipal de Santo André, acometido de “furúnculo”?

    Tudo que mais sei é que esse episódio ocorreu em 2010, prova irrefutável de que nada havia mudado, para melhor, no âmbito do maldito CPA/M-6. Caso eu tivesse os detalhes, obviamente que, aqui, os revelaria. O referido “furúnculo” foi produzido pelo furo (do projétil) da arma do mencionado bêbado. Que zika!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Sabes quem engoliu esse eufemismo, de “furúnculo”, a SJD – “Sujota D” do citado CPA!

    Sabes quem era o Chefe da “Sujota D”? Resposta: o então Tenente Beatriz? Sabes como me “contestar” e me “desmentir” estas versões? Resposta: sugira que Beatriz. já possivelmente promovido, “POR MERCEIMENTO” (ao posto de Capitão ou, quiçá, de Major) tente me contestar ou te forneça elementos mais confiáveis que te possam evitar de escrever tantas ASNEIRAS.

  19. https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwil9s7piIbPAhWMGpAKHWCWDM0QqQIIIDAA&url=http%3A%2F%2Fbrasil.elpais.com%2Fbrasil%2F2016%2F09%2F09%2Fpolitica%2F1473452777_631937.html&usg=AFQjCNEjGoxpeYoTeL3Foq0XTcOqLO_l-g

    Impunidade dai farda (verde-oliva!)

    APONTADO COMO INFILTRADO POR MANIFESTANTES É CAPITÃO DO EXÉRCITO

    Willian Botelho é militar da área de inteligência e se apresentava no Tinder e no Facebook como Balta Nunes

    São Paulo 10 SET 2016 – 02:25 CEST

    Apontado como infiltrado num grupo de manifestantes anti-Temer que acabou preso em controversa ação da polícia no domingo, Willian Pina Botelho, que se apresentava nas redes com o nome de Balta Nunes, é capitão do Exército. “Estudamos juntos no Instituto Gammon, em Lavras (MG)”, disse a este jornal um conhecido do militar, que não quis se identificar. Segundo ele, Botelho é “sério, estudioso” e iniciou sua carreira no Exército no setor de leilões. Ao menos desde 2013, está no serviço de inteligência do Exército.

    I
    Na segunda-feira, EL PAÍS adiantou que Balta, como até então era conhecido, fora apontado como o infiltrado por alguns dos manifestantes detidos e liberados por decisão da Justiça na segunda-feira, que considerou a prisão irregular. Além dos depoimentos, vários elementos do episódio chamaram atenção para ele, como a escolta para local diferente da que o grupo envolvido foi levado e comportamento suspeito nas redes sociais. A repercussão em torno do caso logo chegou a Lavras, onde seus conhecidos não duvidam ao identificá-lo.

    Botelho é oficial do Exército, bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras e mestre em Operações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais. Em novembro de 2013 publicou um artigo na revista A Lucerna, uma publicação da Escola de Inteligência Militar do Exército. Discorreu sobre A inteligência em apoio às operações no ambiente terrorista. Segundo o portal da Transparência, o militar está na ativa desde 1998, o que significa que não se afastou das funções para se infiltrar entre os manifestantes.

    Procuradas, as assessorias de imprensa do Exército e da secretaria de Segurança Pública não haviam se manifestado até o fechamento desta reportagem.

    MAIS INFORMAÇÕES

    Manifestantes vão à casa de Temer em São Paulo no terceiro ato da semana
    Cinco vídeos que contestam a versão da PM sobre a manifestação em São Paulo
    Ato contra Temer em São Paulo acaba sem violência no 7 de setembro
    Fotógrafos relatam violência policial em protestos em São Paulo
    De acordo com Bernardo Wahl, especialista em segurança internacional, embora não seja comum, não seria uma surpresa se o Exército estivesse realizando uma operação de monitoramento de alguns grupos, levando-se em conta os últimos eventos ocorridos no Brasil, como a Copa e a Olimpíada. “O Exército fazer isso não seria uma prática comum”, diz. “Em um contexto de manifestações, espera-se que a Polícia Militar tenha um papel de maior protagonismo. Mas num contexto onde os Jogos Olímpicos ocorreram, do aumento da percepção no Brasil sobre a força terrorista, pra mim não é estranho que o exercito atuasse.”

    Ainda assim, explica Wahl, se comprovada a versão dos manifestantes, para que uma operação dessa ocorresse, seria necessário mandado legal para fazê-la. “Também é preciso saber em que contexto de legalidade seguindo um Estado democrático de direito onde vivemos, essa operação aconteceu”.

  20. Jones:

    Não fugi da vossa provocação. Meu imediato “recado” está, possivelmente, sob moderação. Repeti-lo-ei, caso necessário).

  21. Jones:

    Obrigo-me a reconhecer que você não é BANDIDO por acaso. Aliás, quase me tornei um da vossa laia. Escapei dessa armadilha, desse enganoso canto da sereia da “reserva moral” que acha que tudo pode, na qual ingressei aos 24 (VINTE E QUATRO) anos de idade. É muito provável que você não tenha tido igual sorte, ou seja, tornou-se SEM-VERGONHA do sistema, no qual, por certo, foi aprisionado em mais tenra idade, acabando nessa miserável opção de vida: difusor de meias-verdades, pior que mentiras. Isso é gratuito? Você atua como “pau mandado”? Deve satisfação aos BANDIDOS FARDADOS da tua laia? Pretende “quebrar o galho” de quem grafou no RSM a expressão VALDIRZIKA?

    Querer distorcer, ainda mais, os fatos – sem coragem, provas e vergonha na cara para detalhar os iniciais – é prova inconteste do que você representa: uma nefasta instituição que pretende, a todo custo, o “erro” do alheio para “justificar” a torpeza própria.

    Você, provavelmente, sabe que nunca pretendi prender ninguém que não estivesse legalmente susceptível de tal reprimenda estatal. Nenhum servidor público pode fazer prevalecer seus desejos e caprichos pessoais. Apenas comuniquei, a quem de direito, que o RSM, enquanto documento público, continha tal afronta, se bem que, chamar-me de “zika”, serviria apenas para, de fato e de direito, caracterizar o que sempre fui: imparcial, sem “rabo-preso” com ninguém. Tal episódio ocorreu com guarnição da 1ª Cia/10ª BPM/M, um lixo de instalações físicas reprováveis até pelos mais promíscuos “milicianos” dos bombeiros, ainda que do mais baixo padrão moral igualado ao dos prevaricantes CRIMINOSOS que, de certa forma, ensejaram ou permitiram a tragédia da Boate Kiss. Pelo visto, você bem conheceu aquele “lixo” de instalações, sobretudo aquele horrível emaranhado na rede elétrica. A Polícia Militar – não apenas por isso – teria moral e respaldo legal para “corrigir” civis (os “meios cidadãos”), já que nem preza pelas instalações dos seus quarteis, verdadeiras baiúcas? Você se contentava com aquela “caixa de sapato”, quero dizer, seu “enorme” armário, enfiado num ridículo, módico e insalubre cubículo? Os CFP que não eram “zikas” se importavam com as coisas mais nobres, ou seja, o mínimo de dignidade que você poderia ter, ou tu és maçaneta?

    Você nunca provará que sou condescendente com ilegais, vândalos ou não. Caberia a você, por exemplo, interceder a favor do oficial superior afastado desse tipo de operações. Jamais me portei como mais ilegal do que os próprios ilegais que o Estado me concedia o condão legal de contê-los e de adotar correlatas providências sobre eventuais delitos que praticassem.

    Imagino que você se sente mais atualizado que eu, em termos das PATIFARIAS que reinavam no âmbito do CPA/M-6 – Comando das Patifarias Abafadas nº 6 -, certamente continuadas depois de junho de 2003, ano em que o BANDIDO FARDADO, Tenente-coronel Wilson Roberto Silveira teria influenciado ou pedido minha transferência para o 22º BPM/M. Por isso vos peço, em nome da vossa atualização: já que sabes do episódio da “catação de latinas” e dos demais, peço-vos que, por sua vez, atualize os visitantes deste democrático espaço. Poderia, portanto, dizer da ocorrência na qual o oficial (Tenente) que não era “zika” chegou bêbado ao quartel daquela subunidade PM, acompanhado dos “chegados” (subordinados), hora de folga, sob tão vergonhosas atitudes que o soldado do serviço-de-dia viu-se obrigado a adverti-los, pedindo um pouco de cooperação? Lembra-te que, ato contínuo, referido soldado foi socorrido no então PSM – Pronto-socorro Municipal de Santo André, acometido de “furúnculo”?

    Tudo que mais sei é que esse episódio ocorreu em 2010, prova irrefutável de que nada havia mudado, para melhor, no âmbito do maldito CPA/M-6. Caso eu tivesse os detalhes, obviamente que, aqui, os revelaria. O referido “furúnculo” foi produzido pelo furo (do projétil) da arma do mencionado bêbado. Que zika!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Sabes quem engoliu esse eufemismo, de “furúnculo”, a SJD – “Sujota D” do citado CPA!

    Sabes quem era o Chefe da “Sujota D”? Resposta: o então Tenente Beatriz? Sabes como me “contestar” e me “desmentir” estas versões? Resposta: sugira que Beatriz. já possivelmente promovido, “POR MERECIMENTO” (ao posto de Capitão ou, quiçá, de Major) tente me contestar ou te forneça elementos mais confiáveis que te possam evitar de escrever tantas ASNEIRAS.

  22. Smigool… Valdir Zika… Valdir Fura Bumbo… Valdir 13… Valdir Petralha…..
    Tô vendo que Rivotril,Lexotan e Gardenal já não fazem efeito em você, procura um psiquiatra pra se tratar seu louco, já que você não consegue baixar 1 enfermaria vai no Ps Central de Santo André que lá tem Psiquiatra.
    Você tá parecendo um dorme sujo andando de bicicleta por Santo André, Cabelo comprido ,roupa mulambenta, seu problema é psíquico, ao invés de ficar contando lorota aqui procura ajuda Smigool.
    Nem o Diário do Grande ABC ao qual você escrevia te da créditos, deixa de ser Fura Bumbo, Jegue e Mulambo e vai procurar ajuda.

  23. Jones:

    Onde esteve preso Ronan Maria Pinto, dono do Diário do Grande ABC, até recentemente, acusado de envolvimento na morte do ex-Prefeito Celso Daniel, de Santo André?

    Você prestaria reverências aos que tem credibilidade no referido Jornal? Por exemplos:

    1º) o então Capitão Sardano, Comandante da 2ª Cia do 10º BPM/M (quem não era “zika”, porém, “PETRALHA DE CARTEIRINHA”, de sair em passeatas e carretas dos “vermelhos”, evidências que ninguém poderia negar). Aliás, ele “não viu nada de errado” no acidente de trânsito provocado pelas viaturas que “tiravam racha”, da Companhia que comandava! O mesmo que pediu afastamento do serviço (quando Capitão), logo depois do tal acidente, para ser Secretário de “Combate” à Violência “Segurança” Urbana do então Prefeito Celso Daniel! O autor do Programa “Bairro Seguro” daquela Secretaria, consumindo verdadeira fábula de dinheiro da Prefeitura de Santo André! Por “coincidência”, depois de prestada “toda a segurança” durante a qual foi assassinado o identificado Prefeito, retornou ao serviço ativo, para o mesmo Batalhão, onde foi rapidamente promovido ao posto de Major, POR MERECIMENTO, “dando cangalha” em “meio mundo”, ou seja, até nos então Capitães que, ininterruptamente, continuaram na Polícia Militar. Foi quem se tornou o mais ad aeternum Comandante “Interino” do lixão, BALCÃO DE NEGÓCIUOS, o 10º BPM/M! O mesmo “interinamente” eterno que não via anormalidade nas escalas dos Sd PM Cacetari e Lopes, os quais estariam desviados das funções, dedicados à construção do apartamento (na Baixada Santista) do ex-comandante daquele BALCÃO, Tenente-coronel Silvino Barbosa Cruz! Aquele que “não sabia” o destino da M-10390, possivelmente carregada de materiais de construção, no eterno vai-e-vem pela Rodovia Anchieta! Quem – por absoluta INGRATIDÃO – tentou engabelar o jornalista Kléber Werneck, do cirtado Jornal, no dia 07/09/02, pois, “não se lembrou”, durante a entrevista, quem comandava a referida Subunidade, há 06 (SEIS) anos passados, quero dizer, em 1996! E, diante de tantos “esquecimentos”, você diz que o 13 sou eu! Estaria o citado Capitão oscilando entre o Código Penal Militar e a Psiquiatria, à vista de tão crônica “amnésia”? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    2º) o então Comandante do mesmo BALCÃO DE NEGÓCIOS, Tenente-coronel Wilson Roberto Silveira, atual assessor do Vereador Coronel Sardano. Meu caro “Jones”, se a Polícia Militar se pautasse pelo mínimo de seriedade, esses BANDIDOS FARDADOS estariam exemp0lamente EXPULSOS! Nem vou me alongar, faça. VOCÊ MESMO, o seguinte teste de transparência: antes de falar MERDA, neste espaço, desvirtuando fatos, pergunte ao agora possivelmente Major PM Joseane Monteiro dos Santos Lodi sobre o depoimento dele (Joseane), quando Tenente, decorrente do PROCEDIMENTO “DISCIPLINAR” Nº DS-003/06/04, quando estabeleceu liame (conexão) entre minha escala de serviço no CDP de Santo André e as Bases Comunitárias Móveis da Polícia Militar! Pergunte quem as empregava, obtendo vantagens ilícitas (no bom e mais coloquial vernáculo isso é traduzível em “meter a mão” no bolso dos comerciantes de Santo André)! Pergunte o quanto o então Tenente Joseane começou a amargar, em nome das “movimentações por conveniência ao serviço”, inclusive, chutado para Caieiras, quando poderia servir na ABMBB, consoante requisitos rigorosa e comprovadamente documentados! Pergunte se o “13”, aqui, temeu o BANDIDO FARDADO, então Comandante do tal BALCÃO DE NEGÓCIOS, quando me instou, aos gritos, a “meter a caneta nos ‘polícia’ do tal CDP, e, “apertá-los” para desistirem das denúncias sobre VENDA DE POLICIAMENTO, perpetrada pelo tal BANDIDO FARDADO! Pergunte se o “13”, aqui, era (ou não) pautado na mais rigorosa imparcialidade, a ponto de JAMAIS avocar ou se deixar seduzido por propostas indecorosas! Pergunte! Saia do armário! Dê-se o mínimo de credibilidade, diante de tantas mazelas, assim, portanto, valendo-se dessa justa oportunidade de ser socialmente responsável!

    3º) o Vereador Sargento Juliano, de Santo André, cujo irmão, então Sargento Pedro César JULIANE (favor não confundir com JULIANO), após EXPULSÃO da Polícia Militar, teria sido assessor parlamentar na referida cidade! Contra estes, tudo bem, “Jones”? Eles não andam de “bike”, não é mesmo? Não podem ter cabelos longos, em nome de sagradas etiquetas sociais! Todos são “ínclitos da república”, não é mesmo, “Jones” Oh, quanta inveja do “13”! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    4º) o então PILANTRA FARDADO (pra variar a adjetivação) Capitão Paulo Barthasar Júnior, mentiroso, safado, farsantes de minha “falta ao serviço”, no “30”, em 2001! Você saberia quem o ajudou, “Jones”, com aquele criminosamente malfadado despacho, sem data? Antecipo-lhe uma dica, citando tão-somente as “iniciais”: EP. Isso mesmo, ou seja, em “tradução”, Ezequiel Aparecido! Lembra-se daquela “metida de mão” nos vale-refeição dos coitados do 30º, “Jones”? Você se apiedaria daquelas pobres vítimas, da Frente de Trabalho? Não! Creio que não! Muito pelo contrário, se você encontrar essas dois SEM-VERGONHA, na rua, não mudaria decalcada: “juntaria os cascos”, em franca atitude da continência! Lembra-te de “alguém” do “30” que “ficou doido”, “Jones”? Não te lembras de quem se afastou do serviço, conforme laudo (muuuuuuuuuuuuuuto “sério”) da Pilantraquiatria? Quanto rolou, “Jones”, em termo$ de “ética médica” do Centro Médico PM? Convenhamos, “Jones”, não haveria melhor lenitivo (remédio) para quem ‘tava “doido” ‘pra’ fugir da EXPULSÃO, à vista do furto daqueles vales, aliás, muito vigorosa e ironicamente “lembrados” na PARTE Nº 30BPMM-005/01/02, de 25/01/02! Aliás, “Jones”, continuo esperando (sentado, cabelo já cortado, há uns três meses, embora você “nem saiba” disso) o trâmite da referida PARTE, tanto quanto da contestação que os “dignos” do Oficialato “farão” – com um pouquinho de atraso – da reportagem de Marcelo Godoy (Jornal “Estadão”), de 11/05/01, classificando como o pior antro de BANDIDOS aquele Centro Médico PM! Caso dispunhas, “Jones”, desse constitucional direito de resposta, queira-nos atualizar, postando-o aqui!

    “Jones”, até a vossa próxima e muito chula provocação! O texto já se faz muito longo!

    “Lembraremos”, oportunamente, como os últimos e acima identificados BANDIDOS FARDADOS (engendradores de minha “falta ao serviço”, dentre outras PILANTRAGENS do “30”) “atuaram” no crime de ABUSO SEXUAL de Patricck Figueiredo, filho do Sd PM Andréia, dia 25/11/00, dentro do alojamento dos “dignos do Oficialato” do Comando das Patifarias Abafadas!

    Meio assustado, “Jones”, diante desta mera “palhinha”? Era de real palhinha aqueles cigarros, “Jones”, durante o tal abuso sexual”? Não teria sido oportuno o “tratamento psiquiátrico” de TODOS os envolvidos, “Jones”? Quem conteve a mãe da vítima, à iminência de apertar o gatilho, à porta do tal alojamento? Isso não lhe interessa, não é “Jones”? Nem quem torturou o Sd PM Andréia (Pesseguinada do M-6), antes de “jogá-lo no 6º”, onde, no seu primeiro serviço, houve aquele “acidente” com a viatura, no Areião”, tudo premeditado para afastá-lo do serviço, em definitivo! Quem “dita” e impõe o silêncio das vítimas da própria PM, “Jones”?

    Calma, “Jjones”, não carece ficar “doido”! Espere-me a ocasião de “lembrar” aquelas 8.000 (OITO MIL) cópias mensais, clandestinamente reproduzidas no CPA/M-6, com se fora gráfica particular de quem morreu acometido de “AVC” (Ainda Vivia Cheirando)!

  24. Jones:

    Favor postar na Internet as imagens do “jegue e mulambento”! A depender de mim, os vídeos que sugeri ao João Alkimin, decorrentes de esperadas entrevistas que eu concederia, já estariam postados, neste espaço!

    Continuo com pena de você: além covardemente escondido atrás do anonimato, fala do que JAMAIS conseguiria provar!

    Os próprios fatos falam por mim!

    Acha-se em possível moderação as respostas às vossas PATIFARIAS (insertas no besteirol, acima, das 22h33min).

  25. DIÁRIO DOS ESQUECIDOS

    MAÇANETAS: O FIM DO CAMINHO

    Maçaneta é o termo utilizado na Polícia para designar o funcionário que não
    exerce as funções para as quais foi contratado. O maçaneta realiza
    atividades sem risco à sua própria integridade física. Espalhados por
    setores administrativos, tais como garagens, subfrotas, portarias,
    almoxarifados, expedientes, unidades de manutenções de informática e seção
    de armas e munições, estes indivíduos insistem em permanecer “escondidos”
    realizando funções burocráticas e administrativas, embora tenham sido
    aprovados em concurso público para o exercício de atividades de natureza
    policial. Normalmente são agraciados com os melhores horários e possuem
    proteção especial de seus superiores. Os “postos” que ocupam são criados
    com o objetivo específico de alocá-los em razão de seu apadrinhamento e/ou
    covardia. Outras denominações são utilizadas como sinônimos. As mais comuns
    são: “puxa saco”, “cana zero”, “baba ovo”, “bunda mole”, “cagão” etc.
    Por muito tempo estes funcionários parasitas foram ignorados pelos
    policiais de verdade. Afinal, nunca se pôde contar com eles mesmo. Mas
    chegou a hora de reconhecermos o valor destes indivíduos e acabarmos com
    todas as rusgas.
    É tempo de admitirmos que o maçaneta representa tudo o que a Polícia Civil
    se tornou. Ele é o futuro.
    Para que expor-se em investigações policiais, ter que ser ouvido no Fórum a
    respeito de prisões e ocorrências, correr o risco de ter que utilizar a
    arma de fogo ou colidir a viatura… Tudo isso é coisa do passado.
    O amanhã pertence aos maçanetas. Eles nos ensinaram como devemos agir de
    agora em diante. Muito obrigado!

  26. Smigool se é 13 mesmo, louco de carteirinha, escreveu um livro e não falou nada com nada,expõe um monte de nome , fala um monte de baboseira e tenta se justificar mas não cola.
    Nem vou ficar perdendo meu tempo com você já que você é 13 mesmo, eu sei que você perde a linha quando te chamam de louco, vá se tratar meu velho, a PM vai ficar e você vai continuar se corroendo e ficando doente, só pra esclarecer, se você não tivesse se entrometido no meu comentário eu nem iria perceber a sua insignificância, quer defender rebelde sem causa vai postar nos blogs da esquerda, e se ficou com dó da caolha louca que perdeu a visão te proponho a criar um blog pra angariar fundos pra ela e aquele fotógrafo Zé Ruela que também perdeu a visão numa manifestação, para de ler esses comunistas e venha pra realidade, deixa de ser Jegue Smigool.

  27. Jones: quer que eu desenhe ou vais pedir apoio ao JACARÉ, para a “ezata” compreensão do “testo”? Apenas uma dica: aproveita o ensejo e também peça apoio do “marco polo”, quem me pediu, certa feita, que eu desse nome aos bois!

    Condenar o uso da bike, em Santo Andre? Jones, jã não me resta a mais tênue sombra de dúvidas: você é o cara …de pau!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Você já viu o “especialista” em trânsito, de Santo André, Vereador Sargento Juliano, curtindo “bike”, mais precisamente no cruzamento da Rua Bernardino de Campo$ com a XV de Novembro, perto do antigo açougue?

    Certamente não viu. Aliás, a mobilidade da cidade de Santo André não poderia ser melhor, até porque propicia outras “correrias”! Lembra-te daquela “correria” danada, depois da condenação do nobre e, aqui identificado, edil, em 2013? Tamanha foi a “correria” que o seu então Chefe de Gabinete, Tenente José Milton Euzébio, “sumiu do mapa”, imediatamente, tangido pelo impacto das reportagens, divulgadoras da tal condenação. Com certeza, seria muito fácil alguém me encontrar nas ruas de Santo André, até porque, “Jones”, nada tive, não tenho e jamais terei a esconder!

    “Jones”, aprenda uma coisa, enquanto é tempo: nunca brigue com a evidência dos fatos. Por exemplo, bastaria ver as tais reportagens, pelos seguintes títulos, dentre outros: SARGENTO JULIANO É CONDENADO À PRISÃO (Diário Regional, 28/09/13); VEREADOR SARGENTO JULIANO É CONDENADO A 12 ANOS DE PRISÃO (Jornal ABCD Maior, 27/09/13). Compare-as com o “dia do sumiço” do identificado Chefe de Gabinete! Isso não te envergonharia?

    “Jones”, segundo a acusação, oferecida pelo MP de Santo André, o “trânsito era livre” para os dois identificados ILUSTRÍSSIMOS (livre até demais, para meu gosto). Era “livre e liberado” entre o COPOM-ABC – onde o ainda Sargento Euzébio permaneceu, “por conveniência do serviço público”, durante “apenas” UMA DÉCADA, desde 1994 -, e o referido Gabinete parlamentar. Ocorrências eram “fabricadas” para instrumentalização de “recursos administrativos de multas”!

    Em resumo: você acha que as multas eram aplicadas em “bikes”? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

    “Jones”, “na boa”: você recomendaria uso de “bike” ao então Tenente Laércio Lopes Ribeiro, enquanto Chefe da “Sujota D” do antro denominado Comando das Patifarias Abafadas vulgo CPA/M-6, já que “nada viu de errado” no COPOM-ABC, e, de quebra, no abuso sexual do menino Patrick Figueiredo? Rapaz, o homem “tá” chegando aos 200 (DUZENTOS) quilos! Nem sei lhe lhe mai pesa a “pança” ou a consciência! O “troço” é mórbido!

    “Jones”, não sei se você, ontem, “viu” o Jornal da Cultura! Que cena mais RIDÍCULA aquela do “pouca telha”, Airton Soares, tentando, a todo custo, “justificar” o “fatiamento Lewandovskiano”! Que acachapante derrubada de máscara, muito oportunamente aplicada pelo verdadeiramente patriota Marco Antônio Villa!

    “Jones”, dedique-se às coisas (e às pessoas) mais nobres! Ainda há esperança, apesar dos BANDITISMOS institucionais que negativamente influenciam e transformam os desprovidos de espírito e de mente analítica!

    Passar bem, meu caro “jones”!

    Vamos pedalar!!!!!!!!!!

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s