PMs infratores fazem prova de que a arte imita a vida: a truculência policial é irmã da burrice 25

Ator é algemado durante peça que criticava truculência da PM em SP

Confusão começou por volta das 18h30, no Centro de Santos.
Produtora de peça afirma que polícia militar agiu com truculência.

Do G1 Santos

A apresentação do espetáculo “Blitz – O império que nunca dorme”, da Trupe Olho da Rua, terminou em confusão na noite do último domingo (30), em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com Raquel Rollo, produtora e atriz, policiais militares interromperam a apresentação, apreenderam material de produção, como um som e o cenário usado durante a peça e também algemaram um dos atores.

O tumulto começou por volta das 18h30, na Praça dos Andradas, no Centro Histórico da cidade. Um dos atores da peça, Caio Martinez Pacheco, que também é produtor e diretor, foi detido pelos policiais e obrigado a prestar depoimento e dar esclarecimentos sobre a peça. O motivo, segundo os artistas, não foi explicado.

Pacheco estava vestido com uma roupa semelhante à de um policial militar mas, em vez de calça, usava uma saia. A encenação que, inclusive tem apoio do Governo do Estado, e era apresentada para um público de cerca de 50 pessoas, fala sobre a opressão, segundo a companhia.

Segundo o grupo, a peça quer chamar atenção sobre a desmilitarização da polícia e o “exacerbado militarismo como resquício do período ditatorial”, conforme explica Raquel.

Artista foi detido por policiais militares em Santos (Foto: Reprodução)Artista foi detido por policiais militares em Santos
(Foto: Reprodução)

De acordo com a produtora, não houve diálogo por parte da polícia, mas sim, uma truculência.  “Ele (Caio) tentou resistir e inclusive foi agredido e algemado antes de ser colocado na viatura. Nós somos um grupo de teatro contemplado pelo Governo de São Paulo, não estamos fazendo nada de errado”, explicou Raquel.

A produtora acrescentou ainda que a peça aborda a questão da violência do Estado, e que o tema incomodou os policiais militares. “Apresentamos essa peça faz um ano e isso nunca aconteceu. Um público de cerca de 50 pessoas estava assistindo ao espetáculo e todo mundo se assustou com a truculência da polícia”, afirmou.

Em nota, o comando do Policiamento da Baixada Santista afirma que requisitou os registros documentais da ocorrência e analisará a conduta dos policiais militares. A oficial que se encontrava de serviço no comando dos PM que participaram da ocorrência será ouvida e os organizadores do evento também serão convidados a prestarem informações sobre a atuação dos policiais. Após isso, os procedimentos dos PMs serão avaliados para verificar se os direitos e garantias constitucionais foram respeitados e se a ação policial atendeu os procedimentos operacionais padrão e legalidade.

Peça conta com apoio do Governo do Estado (Foto: Divulgação)

  1. ESTES RECLAMÕES TÃO CHORANDO A TOA.

    dancinha de funk , com roupas imitando a farda da PM .e vestidos de saia.BANDEIRA DO brasil de ponta pra baixo.
    ainda querem ter razão ?

    resultado= desrespeito total a instituição da policia militar. e a bandeira do nosso pais.

    estes carinhas só querem se aparecer. ficou baratinho pra eles.
    ganharam um minuto de fama.

  2. Estranho, criticar funkeiro, bandido, menor infrator não é passível (hoje em dia nem possível) de fazê-lo. Parabéns PM, a única Força que ainda nos garante segurança. Sem ela estaríamos fu….

  3. Caramba, a peça tem o apoio do Governo do Estado!! Que incoerência. O Governo do Estado de SP ama a PM, abre concurso todo ano com vaga a ” dar com pau “. Barro branco sempre com inscrições abertas… PM tendo reconhecimento como Vale refeição gordo, enfim. Em seguida o Governo apoia uma peça teatral que esculacha com a PM?

    Pra PC o Governo não dá nada. Não dá aumento, não dá Vale refeição decente, não melhora o efetivo. Imagine se ele for apoiar uma peça teatral que fale da PC?

    O nome da peça será: ” Estes trastes já deveriam ter acabado há muito tempo, mas aos poucos chegaremos lá “!!!

  4. PArabéns a esses Sacos roxo e ao oficial que coordenou a ação!
    Tenho a PM como amiga, coirma e parceira! O hino e bandeira Nacional sao símbolos nacionais e merecem respeito! Não precisa ser milico pra saber disso! Sem bem que essa geração que sai da escola hoje em dia não sabem nada de civismo e cidadania! Acham que baderna é protesto,!
    Achei pouco, faltou elastomero e gas! Alias, adoram uma fumacinha ne não?

  5. Com relação a “peça”, acho que o direito a expressão deve existir e ser respeitado, se os PMs se sentiram o fendidos, deveriam ir por um caminho legal para tomar as providências, achei totalmente desnecessário a detenção do ator, mas só quem estava no local sabe realmente o que aconteceu. AGORA COLOCAR A BANDEIRA NACIONAL E DO ESTADO DE PONTA CABEÇA COM COM UMA IMAGEM DE CAVEIRA POR CIMA, isso é um desrespeito com o pavilhão nacional, acho até que é contravenção ( não tenho certeza ) e o estilo dos atores mostram que são militantes esquerdistas contra a polícia, com certeza não são santos. Armaram e os PMs caíram direitinho.

  6. Sinceros parabéns aos praças e aos Oficiais que mantiveram a ordem e o inexorável respeito ao nosso regime e direito vigente.

  7. GENTE !, S.M.J., ACHO QUE FOI POUCO, ENTENDO QUE ALÉM DESSE ATORZINHO OS DEMAIS PARTICIPANTES DEVERIAM SER REPRIMIDOS DA MESMA FORMA. RAPAZ !, ESSA POUCA VERGONHA EM TERMOS DESSA INSEGURANÇA PÚBLICA QUE ASSOLA TODO O PAÍS, TEVE INÍCIO LÁ NO INÍCIO DE 1980, QUANDO ESSES DESGOVERNOS DE “SAMPA” E SEUS “PARCEIROS” COMEÇARAM A PASSAR AS MÃOS NAS CABEÇAS DE VAGABUNDOS E DAREM “BOI”. ELES, ESSES POLITIQUEIROS, DÃO SORTE QUE UM ENTE QUERIDO DELES NÃO SÃO VÍTIMAS DESSA CORJA DE VAGABUNDOS QUE DIUTURNAMENTE EXTERMINAM PAIS DE FAMÍLIAS E INOCENTES INDEFESOS, VIDE HOJE NO RIO DE JANEIRO METRALHARAM UMA COITADA DE UMA MÃE INDEFESA NO INTERIOR DE SEU VEÍCULO.RAPAZ !, AÍ QUE SAUDADES DOS VELHOS TEMPOS. E, ME AJUDEM AÍ Ó !….

  8. Os PMs agiram de maneira correta isso tudo não dará em nada hahahaha, com certeza os PMs foram autorizados pelo seu comando para agir dessa forma. Acabou esquerdistas a PM está na rua para garantir a ordem. 😂😂😂😂😂

  9. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk se fuderam kkkkkk e ainda serao “pocccessssssadus” kkkkkkkkkk

  10. Uma polícia militar, cuidando de uma sociedade civil em processo de evolução jamais dará certo

  11. Discutir quem está certo ou errado, agora, é como discutir o sexo dos anjos.

    Devemos analisar as consequências:

    Se o Judiciário decidir que houve;

    1-Legalidade na ação, consequência:

    Os responsáveis pela apresentação devem responder na área criminal e na civil.

    2-Ilegalidade na ação, consequência:

    Os responsáveis pela operação devem responder na área criminal e na civil.

    O Estado terá que indenizar a parte (sai do nosso bolso).

    Deu mídia” gratuita a peça”, provavelmente, aumentando a bilheteria.

    Resumindo:

    Nem tudo o que parece é.

    CF
    IX – É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

  12. FLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTEFLITPMZANTE

  13. Esse Alfaiate da Garbo é uma comédia kkkkk.
    Só consegue viralizar nesse blog graças a Gloriosa, síndrome de vira lata é foda kkkk.
    Quem mandou embora da Civil foi os Cardeais e ele nutre ódio pela PM, será que ele apanhou de algum PM, ou foi corno ?
    Passa na Colombo e compra um Terno que passa kkkkk.

  14. PM acabou proporcionando cinco minutos de fama ao grupelho teatral. Vacilo.

  15. Esse post deveria ser analisado em conjunto com o outro do professor Alcadipani sobre a PM não conseguir lidar com críticas.

  16. Direita Conservadora,

    Incialmente, gostei do trocadilho referente aos ternos. Nesse aspecto, você até é espirituoso!

    Entretanto, infelizmente pra você, o resto do seu comentário é de um pobreza intelectual lamentável.

    Não odeio a PM ou policiais militares. Nosso ódio é pela tirania e todas as formas de estupidez.

    Por fim, eu passo na Brooksfield!

  17. O PM jmais aprenderá pela pedagogia tradiconal, Guerra! Aquele que não for PM não vale nada! disse:

    Aos que aqui dão pitacos intolerantes, ratficam e andam de mãos dadas com os PM’s burros: é sobre isso que o texto fala! Explicar para um PM é trabalho hercúleo e jamais surtirá efeito!

  18. PMs infratores fazem prova de que a arte imita a vida: a truculência policial é irmã da burrice
    Ator é algemado durante peça que criticava truculência da PM em SP
    Confusão começou por volta das 18h30, no Centro de Santos.
    Produtora de peça afirma que polícia militar agiu com truculência.
    Devemos analisar as consequências:

    QUANTO AO ART. 37 CF/88; PRINCÍPIO DA LEGALIDADE; na ação, consequência: PREJUÍZO EXPERIMENTADO – responsáveis responderão nas Instâncias / Esferas: Administrativa, Civel e criminal. O Estado terá que indenizar face a Responsabilidade Civil Objetiva Direta e Subsidiária, independente de culpa, face o nexo causal, ou seja, o Estado para às Vítimas e entra com Ação Regressiva contra os Autores, podendo serem EXPULSOS, da Corporação PELA VIA – RÁPIDA, A IMPRENSA , 1º PRIMEIRO PODER ALARDEOU, VIROU CLAMOR SOCIAL , JÁ ERA.
    CF
    IX – É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;
    AGORA PARA ESCLARECER ESSA PORRA COM A GANA QUE O PESSOAL DA CORREGEPM TEM EM EXPULSAR
    PARA MOSTRAR SERVIÇO E GANHAREM PROMOÇÕES NAS COSTAS DOS POLÍCIAS;

    DE TODA SORTE, NA MESMA LINHA, FACE A HIGIDEZ DAS LEIS; OS OFICIAIS QUE VÃO ELABORAREM
    O INQUÉRITO POLICIAL MILITAR – IPM; VÃO ENTUBAREM ATÉ O TALO OS POLICIAS;
    NADA OBSTANTE, AQUI QUIÇA , FORA OPÇÃO DE LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE;
    PONTUAMOS ESSA INFLEXÃO;
    ESSE É O MANTO DA REERUSSÃO GERAL, QUE É UM PROBLEMA LIGADO A LEGALIDADE DO ATO;
    O TEMA GRAVITA EM TORNO DA PREVISÃO EXPRESSA NO TEXTO LEGAL;
    TUDO QUE É PERMITIDO NÃO É PROIBIDO; TUDO QUE É PROIBIDO NÃO É PERMITIDO !

  19. FLIT PARALISANTE disse:
    01/11/2016 ÀS 12:12
    Direita Conservadora,

    Incialmente, gostei do trocadilho referente aos ternos. Nesse aspecto, você até é espirituoso!

    Entretanto, infelizmente pra você, o resto do seu comentário é de um pobreza intelectual lamentável.

    Não odeio a PM ou policiais militares. Nosso ódio é pela tirania e todas as formas de estupidez.

    Por fim, eu passo na Brooksfield!

    “”Nosso ódio é pela tirania e todas as formas de estupidez.

    Por fim, eu passo na Brooksfield!””

    QUANTO ESCÁRNIO:

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/06/fiscalizacao-flagra-trabalho-escravo-e-infantil-em-marca-de-roupas-de-luxo-em-sp.html

    http://reporterbrasil.org.br/2016/06/brooksfield-donna-marca-da-via-veneto-e-flagrada-com-trabalho-escravo/

    http://exame.abril.com.br/negocios/marca-de-luxo-e-responsabilizada-por-trabalho-escravo-em-sp/

  20. Ainda acredito na redenção da PM: cursos de inteligência emocional! Recomendo o filme do MAIS RENOMADO especialista em comportamento humano, divulgador da Escola da Inteligência em 34 (trinta e quatro) países.

    Dr. Augusto Cury é o cara!

    Pela multiplicidade de ações, em, praticamente, todos os estamentos sociais, nessa rotina maluca: turnos de serviço que “detonam” o ciclo cicardiano: chefes vaidosos; sistema arcaico; perspectiva de constantes perdas salariais e desvalorizações na profissão; tradição pela qual o policial “se vira no bico”, portanto, menosprezados na remuneração; “assistência jurídica” (de MERDA) nas associações representativas; uso da instituição como trampolim político dos “mandatários de plantão” sob o qual os “carregadores de piano” sempre levam a pior, dentre tantas vicissitudes …. é de lascar!!!

    É preciso muito cuidado para não pirar.

    Muita cautela para que o próximo abordado não se transforme em escarradeira!

  21. Complementando: a estréia do filme será no dia 8 de dezembro próximo! Imperdível!

Os comentários estão desativados.