VOU DE TAXI – Delegado bebum paga mico ao carteirar PM e sifu na Corregedoria… ( Se for beber: não dirija, não porte funcional e arma; seja um bêbado anônimo ! ) 105

Delegado é detido suspeito de tentar dirigir embriagado em Jundiaí

PM diz que ele estava visivelmente bêbado.
Delegado nega embriaguez e o caso é analisado pela Corregedoria.

cnh

Um delegado de 34 anos foi levado para o Plantão Policial na manhã deste sábado (19), em Jundiaí (SP), por suspeita de tentar dirigir embriagado. O homem nega que estaria sob influência de bebida alcoólica no volante e o caso agora é analisado pela corregedoria.

Segundo a Polícia Militar, após denúncia de moradores, o homem foi abordado tentando dar partida em um veículo na Rua Vinte e Três de Maio, na Vila Vianelo. “O carro estava em movimento e ele tentava sair do local, mas não conseguia diante da embriaguez”, diz a cabo Sueli de Souza, que participou da ocorrência.

cabopm

Após se identificar como delegado, ele teve a arma apreendida e se negou a fazer exame clínico para comprovar a embriaguez. Ainda de acordo com informações da polícia, ele chegou a ser levado para o Hospital São Vicente para retirar sangue para análise.

Já no plantão, o delegado Felipe Bueno Carbonari, que trabalha em Franco da Rocha (SP), negou a versão apresentada pelos policiais afirmando que estaria do lado de fora do carro tentando socorrer a namorada que não passava bem. Corregedores da Polícia Civil de Jundiaí e Campinas foram acionados e analisam o caso na delegacia.

Carbonari pagou a fiança estipulada em um salário mínimo e vai responder em liberdade. O resultado do exame de sangue, que vai determinar o teor de álcool no sangue do delegado, deve ficr pronto na segunda-feira (21).


Sem falso moralismo…Eu adoro um uísque!

Mas, nos tristes dias atuais,  Delegado – ou qualquer outro policial civil  – dirigindo bêbado comete suicídio funcional . 

Os inimigos se enchem de “desejo” quando flagram uma oportunidade de fazer manchete nas costas de um ingênuo .

Sim, bêbado não tem malícia! 

Digo e repito: se beber não dirija e não porte nada que possa identificá-lo como policial civil…

Lembre-se, também, que uma carteira recheada – com muitas notas de R$ 100,00 –  abre mais portas do que uma funcional !