Virtuoso continua chefiando organização criminosa que explora jogo do bicho, diz MPE 8

Operação Madagascar teve sua segunda fase deflagrada na terça-feira (29) e apreendeu quase R$ 900 mil em dinheiro; Carlos Virtuoso dá ordens de dentro do sistema prisional, segundo o MPE

30 NOV 2016Por Gilmar Alves Jr.18h49 – Diário do Litoral

Carlos Eduardo Virtuoso, o Carlinhos Virtuoso, está preso desde 2014
Foto: niver-do-carlos-e-mel-17

O Ministério Público Estadual (MPE) informou que Carlos Eduardo Virtuoso, o Carlinhos Virtuoso, continua chefiando uma organização criminosa que explora o jogo do bicho na Baixada Santista. Virtuoso está preso desde 2014 e dá “ordens de comando por meio de pessoas de sua confiança”, conforme apontou investigação  do núcleo santista do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

Nesta terça-feira, o Gaeco comandou uma operação que cumpriu 44 ordens judiciais em diversas cidades visando reprimir o jogo do bicho, a corrupção de policiais e a lavagem de dinheiro. Foi a segunda fase da Madagascar, operação que em 2013 prendeu Virtuoso.

Segundo a assessoria de imprensa do MPE, “buscas foram realizadas em imóveis de luxo do bicheiro e de seus familiares, nas residências de alguns dos principais integrantes do grupo criminoso e em “centrais” do jogo (locais onde eram processadas as apostas e feita a contabilidade)”.

Quatro pessoas foram presas preventivamente, 14 foram conduzidas coercitivamente para serem ouvidas como investigadas e um total de 26 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. As diligências ocorreram em Santos, São Vicente, Praia Grande, São Paulo e Maresias, no litoral norte.

Alguns mandados foram cumpridos ainda em escritórios de empresas do bando, sob os quais há indícios de que são usadas para lavagem de dinheiro.

Participaram da operação 25 promotores de Justiça, cerca de 200 policiais militares da Corregedoria da Polícia Militar e uma equipe da Corregedoria da Polícia Civil.

Outro lado

O advogado José Luís de Oliveira Lima disse ao Diário que não teve acesso aos autos e avaliou como “totalmente improcedente” a acusação divulgada pelo MPE. O criminalista diz que seu cliente está cumprindo a pena sem praticar “qualquer ato ilícito”.

Condenação

O juiz Walter Luiz Esteves de Azevedo, da 5ª Vara Criminal de Santos, condenou Virtuoso, em julho de 2015, a 17 anos de prisão, em regime fechado, pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Na sentença, o magistrado também condenou o réu a 10 meses de prisão, em regime semiaberto, pela contravenção penal de jogo do bicho.

Conforme a denúncia do Ministério Público à Justiça, Virtuoso tinha 217 pontos de jogo do bicho em Santos, São Vicente e Praia Grande.

O Gaeco apurou que a ‘Banca do Damasco’ arrecadou somente em um período de um ano e oito meses mais R$ 81 milhões, sendo que cerca de R$ 16 milhões teriam sido destinados a Virtuoso. Carlinhos, segundo o Gaeco, herdou o comando da banca de seu pai, que faleceu em dezembro de 2007.

  1. Não é só o Virtuoso que continua chefiando organização criminosa de dentro da prisão. É só legalizar que acaba o crime e ninguém mais vai querer ser chefe de delegacia.

  2. Qual problema nisso ? Virtuoso é muito mais honesto que muita gente por ai, fora que as empresas dele de certa forma gera vários empregos no Litoral.
    Para quem não conhece o Carlinhos Virtuoso ele ajuda sempre os mais necessitados só procurar se informar melhor que todos saberá.

  3. Ladrão não pode representar o povo brasileiro

    A emocionante homenagem feita pelo povo colombiano ontem no estádio do nacional dá uma uma dimensão do quanto o povo brasileiro é querido no mundo inteiro.

    O povo não merece essa classe política que aí está. Abusando do cargo eletivo para surrupiar o patrimônio público se enriquecendo ilicitamente e legislando em causa própria para se blindar de eventual responsabilização judicial pelas condutas ilícitas que praticada.

    Esse banditismo que se instalou no poder legiferante da nação não representa o povo brasileiro que, em nome das futuras gerações, deve se insurgir hoje contra os inúmeros desmandos praticados.

    É inaceitável que o Presidente da Câmara dos Deputados, nº 2 na sucessão presidencial, justifique o esgarçamento do projeto contra a corrupção, dizendo para os insatisfeitos concorrerem nas próximas eleições e se vencerem ocuparem um lugar na casa para discutir os projetos.

    O Presidente do Senado tentando aprovar a toque de caixas a bandalheira feita na Câmara.

    A tentativa de intimidar promotores e juízes com as alterações claramente retaliatórias.

    Nada mudou, pelo contrário, até piorou. A classe política que está ocupando a presidência dos poderes legislativo e executivo em substituição à anterior, tem, num curto espaço de tempo, demonstrado que está se articulando para blindar todos os seus integrantes da responsabilização por tudo de ruim que izeram para o povo brasileiro. O preço disso? Aprovar, para que o governo se mantenha, medidas que vão sugar o que ainda é posível do povo brasileiro, principalmente do funcionalismo público que lhe serve.

    A sociedade civil organizada, apesar das inúmeras divergências decorrentes de diferentes conflitos sociais, deve ter uma agenda comum, e o combate a corrupção não pode estar fora dela. Vamos as ruas, não precisamos de apoio das Forças Armadas para isso, mesmo porque, por interesses corporativos na próxima reforma da previdência, fazem olho de vidro para o que está acontecendo.

  4. MANIFESTAÇÃO DOS POLICIAIS CIVIS

    CONTRA EXTINÇÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL

    As entidades classistas nacionais e interestaduais subscritoras dessa, representativas das diversas categorias Policiais Civis, em conformidade com seus estatutos, CONVOCAM TODOS OS POLICIAIS CIVIS PARA MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE PROTESTO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, A SE REALIZAR DIA 07/12/2016, A PARTIR DE 14H30, EM FRENTE A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SÃO PAULO, NA AVENIDA PEDRO ÁLVARES CABRAL, 201, NA CAPITAL.

    As entidades de classe referenciadas alertam que o cenário para os Policiais Civis de todo o Brasil é altamente adverso quanto à Reforma da Previdência a ser encaminhada pelo Governo Federal nos últimos dias da sessão legislativa do corrente ano.
    O texto-base da referida Reforma, em síntese, tornará a realidade do profissional de Polícia totalmente inócua e nula, agravando algo que já é mais que notório em nível nacional.

    A proposição do Governo engloba os seguintes pontos altamente prejudiciais, os quais apontamos os principais, sem prejuízo de outros com certeza danosos a direitos funcionais dos Policiais:

    1- Fim da paridade, inclusive para quem já faz jus à aposentadoria;

    2- Relativização do direito adquirido quanto à paridade, tempo de serviço e de contribuição;

    3- Estabelecimento de uma idade mínima de 65 anos, inclusive para aqueles que já forem servidores ativos (até a idade de 50 anos, não haveria praticamente regra de transição, enquanto que para aqueles que já ultrapassaram tal limite de idade, deverá cumprir período adicional de tempo em relação ao regime atual)

    4- Unificação dos limites remuneratórios dos regimes de previdência, os quais terão como teto aquele vigente no regime real (máximo definido pelo INSS);

    5- Aumento da alíquota previdenciária, possivelmente para o valor de 14%;

    6- Fim de todas as disposições próprias do regime especial de aposentadoria.

    A situação é de urgência e de calamidade para a própria existência das instituições de Polícia Judiciária no Brasil, havendo um tratamento díspar nas intenções do Governo em relação aos militares das Forças Armadas, os quais merecidamente serão excluídos da Proposta de Emenda Constituição da Reforma da Previdência, sendo negociadas suas mudanças por lei complementar.

    DESSA FORMA, OBJETIVANDO ORGANIZAR ATOS LOCAIS E NACIONAIS CONTUNDENTES DE REPÚDIO CONTRA A DESTRUIÇÃO DOS DIREITOS ADQUIRIDOS E PREVIDENCIÁRIOS DOS POLICIAIS CIVIS, CONCLAMAMOS A MÁXIMA E PLENA ADESÃO DE TODOS!

    POLICIAIS CIVIS: TODOS MOBILIZADOS NO DIA 07/12!

    LUTE PELOS SEUS DIREITOS, NÃO ESMOREÇA!

    SUA OMISSÃO SERÁ A GRANDE CULPADA, DEPOIS NÃO RECLAME DE SUA ENTIDADE!

    COBRAPOL – Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis

    FEIPOL / SUDESTE – Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Sudeste

    FEIPOL / SUL – Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Sul

    FEIPOL / CENTRO-OESTE – Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Centro-Oeste

    FEIPOL/NORDESTE – Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Nordeste

    FENDEPOL – Federação Nacional dos Delegados de Policia Civil

    AMPOL – Associação Nacional das Mulheres Policiais do Brasil

    ADEPOL DO BRASIL – Associação dos Delegados de Polícia do Brasil

    *Por gentileza, confirmar recebimento.

    Att,
    Aparecido Lima de Carvalho
    Presidente Sinpol Campinas/Feipol Sudeste

    Sindicato dos Policiais Civis da Região de Campinas
    CNPJ 66.069.030/0001-62
    Rua Mal Deodoro,81 – Centro
    13010-300 – Campinas -SP
    Fone: (19) 3237-0621

  5. FLIT PARALISANTE disse:
    01/12/2016 ÀS 0:26
    Pensativo010,

    O Carlinhos tem que deixar de ser guloso e fazer como a CAP LITORAL LEGAL , ajudar os não necessitados. Entende ?

    CERTO ELE VAI AJUDAR OS NÃO NECESSITADOS PARA VER O QUE ACONTECE COM ELE, EM UMA CERTA CIDADE POR AI OS CARIDOSOS RESOLVERAM ABUSAR NA CARIDADE DEU NO QUE DEU TEVE SUA EMPRESA ASSALTADA COM DIREITO UNIFORMES E ATÉ VIATURAS NÃO SEI SE VCTEM CONHECIMENTO DESSE FATO MUITO ANTIGO. HAHAHAHA

  6. Pensativo010,

    Que a PM sempre assaltou a banca nunca foi novidade, apesar de vários estrelas terem “comprado” apartamentos da construtora DAMASCO VIRTUOSO.

    Parece que para evitar tais assaltos contratou como seguranças PMs reformados ( aposentados ). Alisou rolo de cobra, pois PM morde a mão de quem lhe alimenta.

    Contudo, falo de outra classe de “desnecessitados”. Digo daqueles que “legalmente” hoje ganham mais de R$ 50.000,00 por mês e ainda fazem ajustes mais qualificados do que a polícia, aos quais dão o nome de TAC, ou seja, TERMO DE ACERTAMENTO DE CONDUTA.

    A minha experiência revelou que corporações no Brasil não lutam contra a corrupção, lutam pela melhor fatia dela!

    Mas uma coisa é certa, as centenas de pontos de jogo de bicho exploradas pela Damasco e outros poderão acabar nas mãos de organizações verdadeiramente violentas. Aí quero ver? Em vez de policiais fazendo bico de segurança – contra assaltantes – veremos verdadeiras milícias armadas dando suporte para os novos Chefões. Aliás, os PCC só não tomaram o Bicho em razão de a maioria ser analfabeta, incapaz de fazer apontamentos e contabilidade simples.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s