Michel Temer – o SINISTRO – não tem estatura moral para permanecer na presidência do Brasil 82

moro-e-aecio

Vamos novamente pagar a conta desses ladrões da política brasileira.

Começam a vir a tona as temidas delações da poderosa empreiteira brasileira. Não há qualquer dúvida que a condução política dos negócios públicos brasileiros há anos está nas mãos desse quadrilhão político que dilapidou o patrimônio público da nação e que agora se empenha para aprovar medidas que sacrificam ainda mais o povo brasileiro roubado de forma recorrente por essa desqualificada classe política

É jucá, veddel, michel, padilha,renam, alckmin e seus codinomes no listão de propinas, “cajú”, “justiça”,”santo”, etc….Tudo rato.

E o STF de joelhos dizendo amém. Decidindo para agradar gregos e troianos. A presidenta perde o cargo, mas não perde os direitos políticos. O presidente do senado não pode ser presidente da república mas pode continuar sendo do senado. Já o presidente da câmara não pode os dois. Casa da mãe joana.

Vivemos a mais completa instabilidade econômica, política e jurídica.

Reforma da previdência para todos menos para forças armadas e polícias militares. Sabe como é, quem tem…,tem medo. Se a casa virar, precisamos estar blindados. Vamos cooptar àqueles que nos farão isso.

É provável que o governo inclua as FA e as PM para anunciar que em relação a eles a contribuição sará reduzida a 25 anos e a aposentadoria integral e com paridade se dará independente da idade.

Quem vai pagar tudo isso é a sociedade civil, classes baixa, média e, principalmente, média alta.

PEC do limite de gastos e da previdência, da forma como esta foi proposta, é para PHODER o povo brasileiro que não vai ficar calado.

Por:  Amigo da rua Brigadeiro Tobias, nº 527, 9° andar, Luz, São Paulo/SP.

Tem alguns bostas na Polícia Militar que querem ser valorizados desvalorizando os Delegados de Polícia; resultado: se apequenam ainda mais demonstrando toda a sua mediocridade 94

Orientação segundo Boletim Interno PMESP 
Senhores Policiais Militares tenho visto nos históricos de ocorrências o 
termo *AUTORIDADE POLICIAL* (referindo ao delegado de polícia), como por exemplo,
 “ _a ocorrência foi conduzida para a Autoridade Policial_ “.
     Também é comum a expressão *RATIFICOU O FLAGRANTE*, como exemplo “ _
o delegado ratificou o flagrante_ “.
     Pois bem, devemos valorizar o nosso serviço e nossa Instituição, 
lembrando que nós também somos autoridades policiais e devemos mudar a 
forma de utilizar essas expressões, principalmente ao dar entrevistas.
     Assim, DETERMINO que ao invés de falar AUTORIDADE POLICIAL para se
 referir ao Delegado, que use somente a palavra _delegado de polícia_ , n
o minúsculo ou melhor ainda, utilizar a expressão _PLANTONISTA DE POLÍCIA_ .
     Da mesma forma, nos casos de flagrante, ao invés de dizer que o 
flagrante foi ratificado, dizer que após os Policiais Militares realizarem o 
flagrante o delegado apenas formalizou o ato através de Auto de 
Prisão em Flagrante Delito.

     Por fim, trago um exemplo: “APÓS A EQUIPE DA POLÍCIA MILITAR 
REALIZAR A PRISÃO EM FLAGRANTE DOS CRIMINOSOS, A OCORRÊNCIA FOI 
CONDUZIDA PARA O PLANTONISTA QUE, POR SUA VEZ, APENAS FORMALIZOU 
ATRAVÉS DE AUTO DE PRISÃO EM FLAGRANTE DELITO”.

Façam isso no BO/PM, no depoimento e, principalmente, nas entrevistas. 
Valorizem o trabalho da PMESP. Não precisa elaborar muito, basta usar o 
exemplo anterior. Obrigado. 

Boletim interno PMESP Dez/16
CEL PM