A Odebrecht é uma organização criminosa mais lesiva e perigosa do que o PCC…Você faria um acordo de leniência com o Primeiro Comando ? 27

Odebrecht e Braskem pagarão R$ 6,9 bi a Brasil, EUA e Suíça

21 DEZ2016

17h21

atualizado às 17h51

A Odebrecht e a Braskem anunciaram nesta quarta-feira que assinaram acordos pelos quais se comprometeram a pagar, em conjunto, R$ 6,9 bilhões em multas e indenizações aos governos de Brasil, Estados Unidos, e Suíça no âmbito da operação Lava Jato.

Foto: Newton Menezes / Futura Press

O valor, segundo o Ministério Público Federal brasileiro (MPF), é o maior da história em todo o mundo a ser pago em um caso de corrupção.

Pelo acordo, as duas empresas se comprometeram a revelar os fatos ilícitos que praticaram no Brasil e no exterior e assumiram sua responsabilidade por terem violado as leis anticorrupção nos três países.

“Colaboração das empresas revela vasto caso de corrupção, nacional e internacional; considerados conjuntamente, os valores devolvidos são recorde mundial em termos monetários”, disse o MPF em comunicado.

A Odebrecht tinha anunciado um acordo de colaboração judicial em 1º de dezembro por um valor ligeiramente inferior, mas a soma foi “elevada e atualizada” após as negociações entre os três países para estabelecer o valor a ser pago, disse à Agência Efe um porta-voz da empresa.

A construtora se comprometeu a pagar individualmente R$ 3,828 bilhões, sendo a maior parte para os cofres públicos brasileiros. A cifra será quitada ao longo de 23 anos, e a dívida será atualizada anualmente segundo a inflação por meio do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Já a Braskem pagará R$ 3,131 bilhões no total, dos quais R$ 2,3 bilhões ficarão no Brasil.

Por sua vez, a Suíça receberá 211,5 milhões de francos suíços (US$ 206,5 milhões) para escavar as cerca de 60 investigações abertas pelo Ministério Público do país desde 2014 contra o grupo brasileiro.

Os acordos de leniência foram assinados com o Ministério Público brasileiro, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a Procuradoria Geral da Suíça, e visam, segundo a Odebrecht, a “resolução da investigação sobre a participação da empresa na realização de atos ilícitos praticados em benefício das empresas pertencentes ao grupo econômico.”

De acordo com a construtora, ao calcular a multa, as autoridades dos três países já levaram em conta a “plena cooperação com as investigações e as amplas medidas de remediação adotadas pela Odebrecht para corrigir eventuais falhas de conformidade”.

Pra quem gosta de ler sobre o xadrez político: Alckmin ingressará no PSB e será candidato a presidente apoiando Márcio França para governador de São Paulo 29

Pra quem gosta de ler sobre o xadrez político que vivenciamos faço aqui uma análise do que esta por vir pra nós policiais:

Ontem tivemos uma vitória. Após a grande batalha contra a 257 (em agosto) que praticamente aniquilaria as polícias, ela foi encaminhada pro Senado. O relator do projeto Espíridiao Amin que teria cedido na câmara sabia que poderia reverter no Senado. E naquela madrugada sinistra pegou o 257 e conseguiu deixar pior ainda para as polícias e mandou de volta pra câmara essa semana. Não haveria corum. Porém, a pedido do líder do governo André Moura, o presidente Maia começou a soltar no WhatsApp mandando todos os deputados voltarem pra Brasília pra dar o corum. Acontece que eles não esperavam que os policiais militares principalmente de Minas Gerais estivessem antenados no golpe. Com um trabalho da bancada da bala, e aí digo o Major Olimpio foi fundamental, esses salvaram as nossas peles, com as famosas obstruções. Quando o Temer e o André viram que a pressão tava forte mandaram abortar a votação. Só que o Maia seria desmoralizado, pois mandou diversos deputados estarem em Brasília pra votação, e se não tivesse ele sairia de chacota subserviente do Planalto. Aí o Temer dançou. O Maia colocou em votação e os deputados afinaram. Na realidade explico melhor : os Governadores ordenaram que suas bancadas aprovassem o projeto. Porém, os deputados se ligaram que era uma pica enorme pra se justificar depois com seus eleitores. No que os deputados pensaram “essa pica é dos governadores. Tamos fora”. Então após entenderem o tamanho da trolha derrubaram a 257 com as contrapartidas que o Estado teria que dar nas renegociações, passando a bola para os Governadores.

E como fica São Paulo?

Por incrível que pareça a peça chave que vai nos ajudar se chama “José Serra”. Não entendeu? Eu sei. Vc é mais um analfabeto político que não entende o jogo e fica nos grupinhos de Facebook escrevendo bosta. Prossigo :

O 257 ficou assim: cada Governador através das Assembléias Legislativas podem dizer quais serão as contraprestacoes. Ou seja: retirada de direitos dos policiais e congelamento por 3 anos de salários e sem concurso público por esse período.

Aí vc pensa e o Chuchu vai fazer? NÃO.

E não pq SP é superavitario. E sim para emplacar seu vice.

Acontece que como o Aecio ganhou recentemente a votação para ser presidente nacional do PSDb, ficou bem mais próximo de ser candidato a presidência. Logo, o Chuchu rodou. Pra piorar pro Alckmin o Aecio já acenou que José Serra será candidato ao Governo de SP. Logo o Chuchu não tem dentro do PSDb condições de se candidatar e pior emplacar seu vice o Márcio França como Governador. Então anotem ai: O Alckmin vai para o PSB partido de seu vice, e sairá candidato a presidência por este partido, e apoiará o Márcio França para o Governo contra o Serra aqui em SP.

Então é por isso que ele (chuchu) não vai tocar o pau na 257 na Assembléia. Estaria entregando de bandeja o governo pro Serra e acabando com o Márcio. Fora que o saco de maldade ficaria pra ele fazer (juntamente com sua base da Assembléia que cobraria muito por essa aprovação de maldades ), e bem possível que o Serra desfrutasse disso.

Então esse é o quadro.

Parabéns pra quem leu. Cresceu seu conhecimento.

Por: policial que estuda