APOSENTADORIA PRECOCE – Em São Paulo o pagamento de benefícios a 94,6 mil inativos e pensionistas militares deixou um rombo de R$ 5,78 bilhões em 2016, ou 33,8% do déficit total de R$ 17,11 bilhões na Previdência estadual 85

Projeto para militares fica mais distante

Idiana Tomazelli, Adriana Fernandes

A crise na segurança pública, escancarada na semana passada com a paralisação dos policiais militares no Espírito Santo, que ameaçava se espalhar para outros Estados, adicionou um novo obstáculo para a reforma da Previdência. Segundo levantamento feito em alguns Estados, os militares são responsáveis por cerca de um terço do rombo das previdências estaduais, mas ficaram de fora da reforma proposta pelo governo. A ideia era enviar um projeto com novas regras para a aposentadoria dos militares até o fim de março, mas fontes do governo admitem que essa possibilidade está cada vez mais distante.

“O momento não é oportuno para entrar nessa discussão, porque o Congresso já vai estar bastante tensionado por conta da reforma da Previdência e da reforma trabalhista. É hora de avançar na reforma previdenciária geral”, avalia o cientista político Murillo de Aragão, presidente da Arko Advice. Para ele, a previdência dos policiais, inclusive civis e federais, que estão dentro do projeto de reforma da Previdência, precisa ser discutida de forma separada por conta do risco da profissão.

Mas, sem equacionar a questão dos policiais militares e bombeiros, os Estados dificilmente conseguirão equilibrar suas previdências. Só em São Paulo, o pagamento de benefícios a 94,6 mil inativos e pensionistas militares deixou um rombo de R$ 5,78 bilhões no ano passado, ou 33,8% do déficit total de R$ 17,11 bilhões na Previdência estadual.

No Rio de Janeiro, Estado cujas finanças entraram em colapso, os benefícios de 43,2 mil inativos e pensionistas militares geraram resultado negativo de R$ 3,012 bilhões em 2016, o que corresponde a 25,1% do déficit geral de R$ 12 bilhões da Rioprevidência. O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, já se declarou favorável a medidas que mantenham os policiais militares por mais tempo na ativa.

O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, por sua vez, até já apresentou um projeto de lei para retardar a aposentadoria dos militares. O objetivo é instituir um tempo mínimo de serviço militar efetivo de 25 anos e extinguir a possibilidade de usar licenças especiais não gozadas para completar o tempo que falta para aposentadoria – o que, na prática, antecipa em cerca de três anos a requisição do benefício.

No caso gaúcho, o rombo com benefícios a militares foi de R$ 2,385 bilhões no ano passado, 27% do déficit geral dos servidores do Estado, de R$ 8,97 bilhões. Essa proporção cresceu em relação a 2015, quando era de 23%.

Não há um dado consolidado da representatividade dos militares no déficit previdenciário de todos os Estados. Em uma carta pública de dezembro, o Comsefaz, que reúne os secretários de Fazenda estaduais, mencionou que PMs e bombeiros representaram 47,3% do rombo nas previdências dos Estados em 2015, mas a origem desse dado nunca foi detalhada.

A Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda disse não ter uma informação resumida do quadro, mas o governo federal está fazendo um mapeamento da situação em todos os Estados. Por serem uma categoria mais numerosa, os professores provavelmente respondem por uma fatia maior do rombo previdenciário, mas eles já estão incluídos no projeto de reforma.

Buraco. Outros Estados também registram déficit na Previdência dos militares. Em Santa Catarina, o resultado foi negativo em R$ 872,5 milhões em 2016. Em Goiás, o pagamento de benefícios a PMs e bombeiros exigiu um aporte do Tesouro estadual de R$ 32,068 milhões só em janeiro deste ano, 19% do total do déficit previdenciário total no mês, que foi de R$ 168,31 milhões.

No Pará, o resultado do pagamento de 8,6 mil benefícios de militares foi negativo em R$ 655,7 milhões no ano passado, 32,3% do déficit total de R$ 2,031 bilhões. No Espírito Santo, o rombo total da Previdência foi de R$ 1,767 bilhão em 2016, mas o Estado não detalhou os dados dos militares. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

  1. Pior que 2/3 desses militares ficam nos setores administrativo, Fórum, Assembleias Legislativas, etc.
    E a insegurança continua.
    A PM se tornou um Estado dentro do Estado.

  2. Por que o ESTADO Conteúdo, não menciona o rombo das previdências das câmaras municipais, das Assembléias Legislativas, da Câmara dos Deputados Federais e do Senado?
    Se pesquisar, vai descobrir que a previdência social e previdência dos meros funcionários públicos civis e militares é mínima.
    Porque não se fala na reforma das previdências dos parlamentares, governantes e magistrados das altas cortes?
    Desculpe Estado Conteúdo a matéria é tendencial e culpa os mais fracos.
    Investiguem melhor as previdências dos parlamentares, governantes e altos magistrados.

  3. Por que o ESTADO Conteúdo, não menciona o rombo das previdências das câmaras municipais, das Assembléias Legislativas, da Câmara dos Deputados Federais e do Senado?
    Se pesquisar, vai descobrir que a previdência social e previdência dos meros funcionários públicos civis e militares é mínima.
    Porque não se fala na reforma das previdências dos parlamentares, governantes e magistrados das altas cortes?
    Desculpe Estado Conteúdo a matéria é tendencial e culpa os mais fracos.
    Investiguem melhor as previdências dos parlamentares, governantes e altos magistrados.

  4. O problema do rombo não são os PMs, mas sim a corrupção astronômica (não sabemos nem 5% do que ocorre a níveis federais) e as mordomias dos políticos, juízes e promotores.

  5. Rombo maior é provocado por deputados e seus assessores da assembleia legislativa, junto com a turma do Judiciário, MP e Procuradoria com seus salários nababescos.

  6. Coronéis acabam com o dinheiro da previdência dos Estados. Ganham muito pelo que fazem. Aposentam cedo demais e depois entram nas prefeituras. Isso precisa ser mexido. Enquanto isso nós praças nos ferramos sempre e para chegar a subtenente e depois 2o tenente só com muita raça .

  7. O pessoal da ativa contribui com 11% mais 2% de assistencia medica; os inativos também contribuem com 11% e mais 2% de assistencia medica, bem como as pensionistas. Quem ganha mais contribui com mais; agora a bola da vez é elevar para 14%, enquanto isso o governo não dá a minima satisfação sobre a reposição salarial do funcionalismo. Tratam as policiais com descaso, principalmente a PM, pois está constitucionalmente impedida de parar. Agora o supremo vai se manifestar sobre a ilegalidade de greve da PC de goias. No ES e no RJ foi a gota dagua, pois ninguem suporta mais o descaso e a falta de consideração desses governantes que so exigem segurança e na hora de prestigiar os policiais, sempre desconversam alegando que a folha está no limite.

  8. a pm acabou senhores, a partir de agora o estado vai munipalizar o policiamento ostensivo, como fez saude e educacao e o circo completo tambem virou po
    agora a tabua de salvacao da pm sera a unificacao, caso contrario pela crise financeira, sera 1/10 do tamanho que e hoje

  9. GOZADO,
    UMA PROFESSORA QUE DÁ AULA NOS PRIMEIROS ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL FAZ QUATRO ANOS DE FACULDADE PARA SE FORMAR EM PEDAGOGIA, ENTRA COMO FUNCIONÁRIA PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO, É AMEAÇADA POR ALUNOS E MUITAS VEZES PELOS PAIS E MUITAS VEZES CORRE RISCO DE VIDA POR SER AGREDIDA E QUANDO TENTAM FAZEREM GREVE A pm DÁ PAULADA NELAS, NOS PRIMEIROS ANOS DE TRABALHO E DANDO AULA EM APENAS EM UM ÚNICO HORÁRIO O SEU SALÁRIO NÃO CHEGA A 2.500,00 REAIS.

    PARA SER pm NO ESTADO DE SÃO PAULO, UM CANDIDATO ENTRA APÓS SER EXIGIDO O ENSINO MÉDIO COMPLETO, FAZ UM ANO DE ESCOLINHA, JÁ ENTRA GANHANDO MAIS DE 3.000,00 REAIS POR MÊS, SE SENTE O FODÃO COM UMA ARMA NA CINTA E VICIAM EM MATAREM PUBLICITÁRIOS COMO OCORREU COM A VÍTIMA AQUINO HÁ POUCOS ANOS ATRÁS E AGORA COM A MOÇA NA ZONA LESTE, QUEREM AUMENTO DE SALÁRIO E VEM O TAL DE SOLDADO PESSUTTI DO ESPÍRITO SANTO FALAR BOSTA EM VÍDEO.

    QDO ESSAS FEZES SÃO OFICIAIS, INSTRUEM AS FILHAS PARA NÃO SE CASAREM PARA FICAREM COM O GORDO SALÁRIO DO PAPAI E QUEREM MORALIZAR O QUÊ?

  10. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA
    Capitão dos bombeiros é condenado por distribuição irregular de água

    14 de fevereiro de 2017,
    A distribuição indevida de água da rede pública para estabelecimentos particulares levou à condenação de um capitão do Corpo de Bombeiros de Campo Mourão (PR) por ato de improbidade administrativa. O juiz Cezar Ferrari condenou o bombeiro a pagar multa de 30 vezes o valor de sua remuneração na época dos fatos, além de suspender seus direitos políticos por três anos.

    À época dos fatos, ele era comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Campo Mourão e foi acusado pelo Ministério Público do Paraná de desvio de finalidade pública dos caminhões de água — ações de socorro, combate a incêndios ou o fornecimento excepcional, em casos de emergência.

    Segundo o MP-PR, o Comando do Corpo de Bombeiros de Campo Mourão estava fornecendo água de forma irregular a particulares, bem como prestado serviços que não condizem com a finalidade da instituição. “Não é função do Corpo de Bombeiros, como forma rotineira, o fornecimento de água, pois o Governo do Estado delegou essa atribuição à Sanepar”, apontou o Ministério Público na ação.

    Conforme a denúncia, a distribuição irregular de água era autorizada pelo comandante, conforme sua vontade, em situações que não eram de emergência ou socorro público. Na ação, o MP-PR relata diversas ocorrências de entrega de água em aviários, além de supermercado e até motel.

    “As atividades comerciais que envolvem a criação de animais são de inteira responsabilidade dos seus proprietários. Ademais, existem empresas qualificadas que efetuam a venda e a entrega de caminhões de água em Campo Mourão”, destaca trecho da ação.

    Ao julgar o caso, o juiz Cezar Ferrari considerou o depoimento de testemunhas, entre elas diversos integrantes da corporação, para condenar o comandante. Segundo o juiz, as informações registradas em muitos casos são obscuras, não citando sequer a quantidade de água entregue, o que possibilitaria a cobrança posterior. Os registros também omitem a razão que justificou o serviço, o que contraria o artigo 37 da Constituição que exige os princípios da publicidade, motivação e finalidade.

    O juiz ressalta que, conforme as provas dos autos, não era oferecida qualquer orientação aos solicitantes particulares para que buscassem serviço de empresa especializada no serviço de entrega de água. “Ainda que algumas entregas de água impugnadas pelo Ministério Público possam se enquadrar em hipóteses de urgência, ou seja, estivessem dentro do poder discricionário do capitão, denota-se que permaneceu inerte em determinar que a corporação procedesse a um controle efetivo dos pagamentos referentes ao fornecimento de água à particulares e estabelecimentos privados”, registrou o juiz. Com informações da Assessoria de Imprensa do MP-PR.

    Processo 0007167-19.2013.8.16.0058

  11. O rombo da previdência tem nome, chama-se PM. O governo sabe disso, mas se faz de desentendido. disse:

    Todo mundo sabe que a PM, de modo especial seus oficiais, é a grande responsável em todos os Estados da federação pelo rombo do sistema previdenciário.
    Aposentadoria com 30 anos de contribuição, podendo ser apenas 20 no serviço policial, independentemente da idade. Automática promoção ao posto ou graduação imediata em caso de aposentadoria.
    Uma máquina de fazer, anualmente, coronel se aposentando com salário acima do governador, o que lhes assegura um resíduo a ser utilizado assim que o salário do governador aumentar.
    Filhas “solteiras” no papel, mais cheias de maridos, que nunca fizeram porra nenhuma a não ser receber a pensão do finado papai “coroné”.
    Isso tudo o povo tem que saber, o Presidente da República, o Governador do Estado e aquele bando de ladrões encarregado de fazer a reforma da previdência. Por que nós da sociedade civil, cumpridores dos nossos deveres com o Estado temos que pagar essa conta? Por que os militares terem tratamento diferenciado em detrimento de todo o povo brasileiro?

  12. Boa noite!

    Senhoras e Senhores

    O Estado sempre olhará com maus olhos a Base da Pirâmide da administração pública, “os peões”, principalmente, a Polícia! Tem político que detesta Polícia!

    Jamais em tempo algum, permitirão que se equacione ou se cogite diminuição dos estratosféricos salários de certos Membros dos Poderes Governamentais tampouco na extinção das benesses incorporativas destes doutos.

    Quando se cogita em fazer “sacrifícios” para diminuição de gastos públicos, Administradores se esquecem de cortar o mau pela raiz, ou seja, não param de pagar juros abusivos para os Bancos; não deixam de fazer licitações; não cortam altos salários; não revisam contratos que ensejam dúvidas ou prejuízos ao Setor Público; não pune os responsáveis pela péssima administração que enseja prejuízo público; não pune certos setores privados que insistem prejudicar o contribuinte; e, entre outros que se elencados neste momento, seguramente não haveria espaço suficiente.

    É uma vergonha o que estão pretendendo fazer com os Polícias Civil e Federal sem contar com a população brasileira em se tratando de aposentadoria.

    Deste jeito não vejo interesse ou alguma razão em contribuir com o INSS ou com o IANSPE.

    Quem garante que daqui uns quinze anos esses políticos não venham novamente com essa mesma ladainha pra cima dos que estão entrando hoje no mercado de trabalho?

    Na década de setenta criaram o INPS e depois o INSS. O Funcionário Público do Estado de São Paulo tinha o IPESP e depois o IANSPE, mas sempre, apesar das cobranças exorbitantes, o patrimônio e o dinheiro foi sumindo ou desviaram das Instituições e hoje está tudo ferrado. Sem contar outras carteiras previdenciárias.

    Quem está errado nesta conta:

    1- o governo que abre o cofre para uma pequena classe que usam e abusam das contribuições?

    2- o povo que sofre com os juros abusivos; os impostos abusivos; gêneros de primeira necessidade pela hora da morte; entre outros absurdos que tentam colocar na goela abaixo do cidadão?

    Pense nisto.

    Caronte.

  13. A POLÍCIA CIVIL NÃO TEM FORÇA NENHUMA PRA FAZER GREVE! A ÚLTIMa em 2010 TEVE CONFRONTO E TERMINOU COM UM AUMENTO DE r$ 100,00.

    E LOGO APÓS ISSO A CORREGEDORIA FOI COLOCADA PRA TRABALHAR COMO NUNCA PELO SERRA E PELO PINTO COMO VINGANÇA.

    SÓ TÁ FALTANDO UMA ‘BOMBA DE HIROSHIMA’ PRA SOLAPAR A CIVIL DE VEZ.

  14. Ministro do STF libera a nomeação de Moreira Franco. Pau que dá em Lula, só dá em Lula. Não sou petista e aprendi a ter nojo do PT e outras merdas afins, mas analisando friamente os acontecimentos dos últimos dois anos, fico com a impressão de que a independência dos três poderes é uma grande falácia.

  15. Um.doa pilares do funcionário público é o LIMPE.
    M de moralidade.

    Dizem os governistas que o Moreira não é indiciado, então nada impede ele de ser ministro. É imoral, mas não ilegal.

    Já o lula caiu na escuta do moto, que foi divulgada, e é indiciado….

    Tudo farinha do.mesmo saco.

    Fim dos tempos amigos.

    Timóteo 3:1-5 “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta- te também desses.”

  16. Um.doa pilares do funcionário público é o LIMPE.
    M de moralidade.

    Dizem os governistas que o Morei.ra não é indiciado, então nada impede ele de ser ministro. É imoral, mas não ilegal.

    Já o lula.land caiu na escuta do moto, que foi divulgada, e é indiciado….

    Tudo farinha do.mesmo saco.

    Fim dos tempos amigos.

    Timóteo 3:1-5 “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta- te também desses.”

  17. Políticos.

    Tudo farinha do.mesmo saco.

    Fim dos tempos amigos.

    Timóteo 3:1-5 “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta- te também desses.”

  18. Fim dos tempos amigos.

    Timóteo 3:1-5 “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta- te também desses.”

  19. A PRIMEIRA DEFESA IMPOSTA PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA POR MEIO DE NOTA ATRAVÉS DA IMPRENSA E FEITA POR oficiais DA pm QUANDO HÁ UM CRIME COMETIDO POR POLICIAIS militares É A SEGUINTE:

    “INFELIZMENTE EXISTE MEIA DÚZIA DE LARANJAS PODRES QUE DENIGREM A IMAGEM DA CORPORAÇÃO pmesp”

    TÁ BOM,
    ENTÃO EU PERGUNTO: SERÁ QUE A CAIXA QUE COMPORTA ESSAS LARANJAS É UMA CAIXA MODERNA FEITA EM MATERIAL DE PLÁSTICO OU A INSTITUIÇÃO pmesp AINDA É UMA CAIXA DE MADEIRA QUE SOLTA FUNGOS E APODRECE TODAS AS LARANJAS QUE ESTÃO NO SEU INTERIOR?

    RESPOSTA: A INSTITUIÇÃO pmesp AINDA É UMA CAIXA DE MADEIRA QUE TOMA SOL E CHUVA TODOS OS DIAS E ESTÁ COMPLETAMENTE PODRE POR ESTAR CHEIA DE FUNGOS E CONTAMINA TODAS AS LARANJAS QUE ENTRAM DENTRO DELA!

    DOUTOR GUERRA, EMBORA OUTROS COLEGAS JÁ POSTARAM ACIMA ESSA REPORTAGEM, FAÇA UMA PÁGINA PARA QUE GERE COMENTÁRIOS PARA QUE ASSIM OS POLÍTICOS TOMEM CONHECIMENTO QUE ELES ALIMENTAM UMA FACÇÃO CRIMINOSA.

    pms, ENGOLEM O CHORO PQ NÃO ADIANTA SE DEFENDEREM, POIS FOI A SUAS PRÓPRIA CORREGEDORIA QUEM DESMANTELOU ESSA QUADRILHA!

    http://ponte.cartacapital.com.br/apos-apreensao-de-kit-flagrante-12-pms-sao-presos-por-trafico-de-drogas/

  20. Quanta mentira!
    A polícia militar tinha previdência própria e nunca deu prejuízo pro Estado, pelo contrário, era a única previdência equilibrada porque não haviam falcatruas.
    O Estado então cresceu os olhos na caixa beneficente dá PM, pegou o dinheiro da previdência dos militares e os jogou na ” vala comum” da SpPrev.
    Não desinforme as pessoas com notícias mentirosas e preconceituosas.

  21. O duro é que somente a Polícia Civil e a Federal é que vão pagar a conta do rombo da previdência por parte das aposentadorias especiais de policiais. A PM continuara com seus privilégios. Que se tenha uma idade mínima para todos sim, respeitando-se aqueles que entraram antes da Emenda Constitucional de 2003. Com uma transição para esses policiais.

  22. A Polícia Civil e federal juntas não perfazem nem 70% da arga horária da PM.
    Não tem que ter aposentadoria especial porra nenhuma.
    Sequer correm riscos. São Playboys bem pagos no caso da Federal, que não tem idéia do que é dar um tiro num ladrão. E são tão somente cartorários no caso da civil. Nesses “tampinhos tetas” dá pra ir até 65 sem problemas.
    Já a PM parceiro…segura o peso deste país nas costas, não sou eu quem está afirmando, SÃO OS FATOS…é só ver oque a falta da PM gera….
    A PF e a PC podem fazer greve um ano que o máximo que se sente é o atraso na emissão de passaportes….já a PM….é só ver no que deu…
    E depois disso no ES…agora é que não vai ter governador ou deputados com culhões pra mexer na aposentadoria da PM.
    IMPOSSÍVEL!!!
    Quem manda e vai continuar mandando nas ruas é a PM….sempre foi e vai continuar sendo…ainda mais agora….
    ACEITA QUE DÓI MENOS!

  23. 1ª AUDITORIA
    Nº 0000359-43.2017.9.26.0010 (Controle 79928/2017) -BV 1ª Aud.
    Indiciados: 2.SGT MARCELO DE SOUZA e outros
    Advogados: Dr(a). JOAO CARLOS CAMPANINI OAB/SP 258168 e Dr(a). SABRINA MELO SOUZA ESTEVES OAB/SP 268498
    Assunto: Ficam Vossas Senhorias cientes do despacho de fls. 480/483, “in verbis”: “DA SITUAÇÃO JURÍDICA. 1. Vistos, etc. 2. O IPM foi instaurado para apuração de crimes de corrupção passiva, concussão, extorsão mediante sequestro, peculato, praticados por organização criminosa que atua na zona sul de São Paulo/SP, com a suposta participação de militares do Estado que, durante o serviço, valendo-se de suas funções, recebem e exigem vantagens financeiras de traficantes locais para não atuarem nos pontos de vendas de drogas, deixando de adotar as medidas de caráter policial para a repressão dos crimes dessa natureza. 3. O Encarregado do IPM, por ocasião do relatório, representou pela expedição de mandados de Busca e Apreensão em face de 17 policiais militares, e pela decretação de prisão preventiva de 12 policiais, haja vista a necessidade de se garantir a Ordem Pública e a conveniência da instrução criminal, diante da periculosidade dos acusados, para segurança da aplicação da lei penal militar, bem como, para manutenção dos princípios da hierarquia e disciplina. (fls.369/420) 4. O MM. Juiz de Direito Corregedor Permanente, Dr. Luiz Alberto Moro Cavalcante, apreciou o pedido de Busca e Apreensão às fls. 437/438 e expediu os referidos mandados (fls.439/472), tendo, todavia, quanto ao pedido de prisão preventiva dos indiciados, determinado que os autos fossem distribuídos, conforme o Provimento 36/13-GabPres. 5. A ilustre Promotora de Justiça Militar, Dra. Robinete Le Fosse (fl.476) reiterou a manifestação feita pelo i. Promotor de Justiça Militar, Dr. Adalberto Denser de Sá Júnior (fls. 423/436), o qual opinou favoravelmente à decretação da prisão preventiva dos indiciados em face dos vários delitos, em tese, praticados, para a garantia da ordem pública, periculosidade dos acusados e manutenção dos princípios da hierarquia e disciplina. Este é o breve RELATÓRIO. Passo a DECIDIR. DA DECISÃO PROPRIAMENTE DITA. 6. Na apuração do envolvimento dos indiciados há prova de diversos fatos delituosos, apuradas por meio de interceptação telefônica, dados obtidos pelo SIOPM Web, que demonstra estarem os investigados de serviço nos dias em que combinaram o recebimento de vantagem indevida, bem como, tudo vindo à tona diante da recente prisão preventiva de dois indiciados, Sd PM Pires e Sd PM Gama, no Feito 79.819/17, transportando duas malas, com drogas, no interior de viatura policial para venda a um traficante de drogas. Assim, o quadro fático evidencia indícios suficientes de autoria em relação aos indiciados (artigo 254, alíneas “a” e “b”, do CPPM) 7. Por outro lado, observa-se que os indiciados se favoreciam da condição de policiais militares para formar associação criminosa, afastando-se completamente do seu dever funcional, praticando delitos que deveriam combater, o que, aliado ao fato da reiteração de condutas delituosas, demonstra a necessidade da prisão para a garantia da ordem pública. (art. 255, alínea “a”, do CPPM). Nesse sentido: STF: “(…) Com efeito, há justa causa no decreto de prisão preventiva para garantia da ordem pública, quando o agente se revela propenso a prática delituosa, demonstrando menosprezo pelas normas penais. Nesse caso, a não decretação da prisão pode representar indesejável sensação de impunidade, que incentiva o cometimento de crimes e abala a credibilidade do Poder Judiciário. (…)”. (grifos meus). (STF Pleno – Habeas Corpus n. 83.868/AM, Rel. p/ Acórdão: Minª. ELLEN GRACIE, DJ. 17/04/2009) STF: “A garantia da ordem pública, por sua vez, visa, entre outras coisas, evitar a reiteração delitiva, assim resguardando a sociedade de maiores danos.” (HC 84.658/PE, rel. Min. Joaquim Barbosa, DJ 03/06/2005), além de se caracterizar ‘pelo perigo que o agente representa para a sociedade como fundamento apto à manutenção da segregação” (HC 90.398/SP, rel. Min. Lewandowski, DJ 18/05/2007). Outrossim, “a garantia da ordem pública é representada pelo imperativo de impedir a reiteração das práticas criminosas, como se verifica no caso sob julgamento. A garantia da ordem pública se revela, ainda, na necessidade de se assegurar a credibilidade das instituições públicas quanto
    à visibilidade e transparência de políticas de persecução criminal” (HC 98.143, Rel. Min. Ellen Gracie, DJ 27-06-2008). STJ: “(…)II. Demonstrada a periculosidade concreta do acusado, denotando ser sua personalidade voltada para o cometimento de delitos, resta obstada a revogação da medida constritiva para garantia da ordem pública. Precedentes desta Corte. (…)” (STJ – 5ª Turma – HC 172.746/BA – Rel. Gilson Dipp – J.02.08.11 – DJ. 17.08.11); STJ: “(…)4. “Há justa causa no decreto de prisão preventiva para garantia da ordem pública, quando o agente se revela propenso a prática delituosa, demonstrando menosprezo pelas normas penais. Nesse caso, a não decretação. 8. Como há testemunha protegida ouvida e comprovando delitos praticados pela organização criminosa (fls.40/53), além do fato de os indiciados conhecerem os dados de qualificação dos traficantes, inclusive, endereços, já demonstra a presença do temor existente entre os civis para as represarias que podem a vir sofrer por revelarem os crimes apontados. Ademais, durante a apuração, houve sequestro de traficantes e seus familiares, os quais também podem ser facilmente coagidos pelos investigados, razões estas que já impõem a decretação da prisão dos indiciados pela conveniência da instrução criminal (art. 255, alínea “b”, do CPPM). Nesse sentido, a jurisprudência do TJM/SP: STJ: RECURSO EM HABEAS CORPUS. HOMICÍDIO QUALIFICADO. PRISÃO PREVENTIVA. FUNDAMENTAÇÃO CONCRETA. AMEAÇA A TESTEMUNHAS. PACIENTE FORAGIDO. NECESSIDADE DA PRISÃO PARA A CONVENIÊNCIA DA INSTRUÇÃO CRIMINAL E PARA ASSEGURAR A APLICAÇÃO DA LEI PENAL. CONDIÇÕES PESSOAIS FAVORÁVEIS. IRRELEVÂNCIA. INAPLICABILIDADE DE MEDIDA CAUTELAR ALTERNATIVA. FLAGRANTE ILEGALIDADE NÃO EVIDENCIADA. RECURSO DESPROVIDO 1. Em vista da natureza excepcional da prisão preventiva, somente se verifica a possibilidade da sua imposição quando evidenciado, de forma fundamentada e com base em dados concretos, o preenchimento dos pressupostos e requisitos previstos no art. 312 do Código de Processo Penal – CPP. Devendo, ainda, ser mantida a prisão antecipada apenas quando não for possível a aplicação de medida cautelar diversa, nos termos do previsto no art. 319 do CPP. No caso dos autos, a prisão preventiva foi adequadamente motivada, tendo em vista a notícia de que “há um temor tanto por parte dos envolvidos no crime, bem como das próprias testemunhas que temem em contar detalhes da cena do crime e serem mortas como ‘queima de arquivo'”‘”, além de o recorrente estar foragido, o que demonstra a necessidade da custódia para a conveniência da instrução processual e para assegurar a aplicação da lei penal. 2. A presença de condições pessoais favoráveis do agente, como primariedade, domicílio certo e emprego lícito, não representa óbice, por si só, à decretação da prisão preventiva, quando identificados os requisitos legais da cautela. 3. São inaplicáveis quaisquer medidas cautelares alternativas previstas no art. 319 do CPP, uma vez que as circunstâncias do delito evidenciam a insuficiência das providências menos gravosas. Recurso em habeas corpus desprovido. (RHC 67.892/MS, Rel. Ministro JOEL ILAN PACIORNIK, QUINTA TURMA, julgado em 27/09/2016, DJe 10/10/2016) STJ: HABEAS CORPUS SUBSTITUTIVO DE RECURSO PRÓPRIO. DESCABIMENTO. HOMICÍDIO QUALIFICADO TENTADO E COAÇÃO NO CURSO DO PROCESSO. PRISÃO PREVENTIVA. FUNDAMENTAÇÃO CONCRETA. AMEAÇA A TESTEMUNHAS. NECESSIDADE DA PRISÃO PARA A CONVENIÊNCIA DA INSTRUÇÃO CRIMINAL. CONDIÇÕES PESSOAIS FAVORÁVEIS. IRRELEVÂNCIA. INAPLICABILIDADE DE MEDIDA CAUTELAR ALTERNATIVA. FLAGRANTE ILEGALIDADE NÃO EVIDENCIADA. ORDEM NÃO CONHECIDA. 1. Por se tratar de habeas corpus substitutivo de recurso próprio, a impetração não deve ser conhecida segundo a atual orientação jurisprudencial do Supremo Tribunal Federal e do próprio Superior Tribunal de Justiça. Contudo, considerando as alegações expostas na inicial, razoável a análise do feito para verificar a existência de eventual constrangimento ilegal. 2. Em vista da natureza excepcional da prisão preventiva, somente se verifica a possibilidade da sua imposição quando evidenciado, de forma fundamentada e com base em dados concretos, o preenchimento dos pressupostos e requisitos previstos no 312 do Código de Processo Penal. Devendo, ainda, ser mantida a prisão antecipada apenas quando não for possível a aplicação de medida cautelar diversa, nos termos do previsto no art. 319 do CPP. No caso dos autos, a prisão preventiva foi adequadamente motivada, tendo em vista que o paciente ameaçou duas testemunhas que estavam no interior do veículo no momento em que
    disparou cinco tiros contra a vítima, tendo posteriormente ameaçado uma delas para retirar a acusação, além de haver notícias de que sua genitora também intimidou testemunha, o que demonstra a necessidade da custódia para a conveniência da instrução processual, especialmente por se tratar de processo do Tribunal do Júri. 3. A presença de condições pessoais favoráveis do agente, como primariedade, domicílio certo e emprego lícito, não representa óbice, por si só, à decretação da prisão preventiva, quando identificados os requisitos legais da cautela. 4. São inaplicáveis quaisquer medidas cautelares alternativas previstas no art. 319 do CPP, uma vez que as circunstâncias do delito evidenciam a insuficiência das providências menos gravosas. Habeas corpus não conhecido. (STJ. HC 359.301/SP. Rel. Ministro JOEL ILAN PACIORNIK, QUINTA TURMA, julgado em 13/09/2016, DJe 22/09/2016) TJM/SP: “POLICIAL MILITAR – Habeas Corpus – Prisão em flagrante – Posterior conversão em prisão preventiva – Pedido de liberdade provisória negado – Pleito de concessão da ordem apontando a existência de constrangimento ilegal – Prisão em flagrante que observou todos os preceitos legais – Liberdade provisória indeferida para garantia da ordem pública, conveniência da instrução criminal e por exigência da manutenção dos princípios de hierarquia e disciplina – Decisão de indeferimento do pedido de liberdade provisória devidamente fundamentada – Aplicação do princípio da presunção de inocência não inviabiliza a manutenção da prisão se esta medida é adotada de acordo com os requisitos legais – Vedação contida no art. 270 do CPPM – Ordem denegada” (TJM/SP – 1ª Câm. – HC nº 2327/12 – – Rel. Juiz Cel PM Fernando Pereira – J. 28.08.12); TJM/SP: “POLICIAL MILITAR – Habeas Corpus – Pedido de concessão da ordem mediante a alegação de que a prisão preventiva não se mostrou devidamente fundamentada – Decisão que determinou a prisão preventiva proferida de maneira suficientemente motivada em razão da conveniência da instrução criminal, da segurança da aplicação da lei penal militar e por exigência da manutenção dos princípios de hierarquia e disciplina – Condições pessoais favoráveis que por si só não tem o condão de garantir a liberdade provisória – Ordem denegada.”(TJM/SP – 1ª Câm. – HC nº 2453/14 – Rel. Juiz Cel PM Fernando Pereira – J. 12.08.14). TJM/SP: “HABEAS CORPUS. Policial Militar. Relaxamento de prisão em flagrante e decretação de prisão preventiva. Alegação de constrangimento ilegal e de vulneração aos princípios da presunção de inocência e da fundamentação das decisões. Decisão a quo fundamentada à saciedade jurídica e faticamente, calcada em elementos concretos, que continuam atuais, os quais demonstram claramente a presença não só do fumus commissi delicti como também do periculum libertatis. Claros indícios de autoria e materialidade do crime de concussão, como também a existência de alto valor em dinheiro encontrado no veículo do ora paciente, sem nenhuma comprovação de sua origem. Inobservância de coação ilegal, abuso de autoridade ou falta de justa causa para a manutenção da custódia cautelar. Impossibilidade de concessão de liberdade provisória, ex vi do art. 270, parágrafo único, alínea b, do art. 254, alíneas a e b e do art. 255, alíneas a, b e e, todos do CPPM. Ordem denegada.” (TJM/SP – 1ª Câm. – HC 0267/15 – Rel. Juiz Cel PM Orlando Eduardo Geraldi – J. 04.02.15). 9. Flui do contexto delituoso do expediente oriundo da Polícia Judiciária Militar a periculosidade dos denunciados que, de forma estável, mantém-se na prática delituosa com rápida capacidade de organização para a prática de crimes, com armamento da PMESP à disposição, treinamento policial militar usado em desfavor da lei, e também os ilícitos praticados, como tráfico, concussão, extorsão mediante sequestro, estão diretamente ligados à violência exacerbada, situação essa que também enseja a periculosidade que justifica a prisão cautelar dos indiciados (art. 255, alínea “c”, do CPPM). Nesse sentido, a jurisprudência dos Tribunais Superiores: STJ: “HABEAS CORPUS. CRIMES DE ATENTADO VIOLENTO AO PUDOR CONTRA MENOR, PRATICADO POR SACERDOTE NO INTERIOR DE CASA PAROQUIAL. PRISÃO PREVENTIVA FUNDAMENTADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA. GRAVIDADE DO CRIME E PERICULOSIDADE DO AGENTE DEMONSTRADOS IN CONCRETO. INDÍCIOS DE REITERAÇÃO DE CONDUTAS DELITUOSAS. CONSTRANGIMENTO ILEGAL NÃO EVIDENCIADO” (STJ – 5ª Turma – HC 177.309/RJ – Minª. Laurita Vaz – J. 2.08.11 – DJ. 15.08.11); STJ: “HABEAS CORPUS. ROUBO CIRCUNSTANCIADO. PRISÃO CAUTELAR DECRETADA. FUNDAMENTAÇÃO IDÔNEA. PERICULOSIDADE DO AGENTE E GRAVIDADE DO CRIME EVIDENCIADAS PELO MODUS OPERANDI. GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA. INOVAÇÃO
    NOS FUNDAMENTOS PARA MANTER A CUSTÓDIA. INOCORRÊNCIA” (STJ – 6ª Turma – HC 201953/MG – Rel. Min. Og Fernandes – J. 2.06.11 – DJ. 15.06.11); STJ: “(…) 4. A custódia preventiva está justificada pela gravidade concreta do crime – demonstrada pelo modus operandi – e a periculosidade social do paciente, ambas ensejadoras de risco à ordem pública. 5. Improcede a alegação de nulidade do processo, por suposta ofensa ao princípio do juiz natural, pois, conforme informado pelo juiz monocrático, os acusados foram interrogados por carta precatória para lhes preservar a integridade física bem como pela celeridade processual. 6. “Não há incompatibilidade entre a fixação do regime semi-aberto e a manutenção da custódia provisória, desde que presentes os requisitos do art. 312 do Código de Processo Penal” (HC 89.773/RJ, Relator Ministro Nilson Naves, Relator para o Acórdão Ministro Paulo Gallotti, DJe 28/10/2008) 7. Ordem denegada.” (STJ – 6ª Turma – HC 196010/BA – Rel. Min. Og Fernandes – J. 26.06.11 – DJ. 3.08.11) STJ: “(…)1. A manutenção da custódia cautelar encontra-se suficientemente fundamentada, em face das circunstâncias do caso que, pelas características delineadas, retratam, in concreto, a necessidade da segregação para a garantia da ordem pública, tendo em vista a periculosidade concreta do Paciente e o seu anterior envolvimento em atividades criminosas, o que demonstra, com clareza, a perniciosidade da ação ao meio social. Precedentes.(…)” (STJ – 5ª Turma – HC 182200/SP – Rel. Minª. Laurita Vaz – J.02.08.11 – DJ. 15.08.11.); 10. Nota-se que além da periculosidade, o envolvimento dos denunciados na prática de delitos tão graves, que se valem de suas funções para acobertar a prática de tráfico de drogas, além de prestar informações privilegiadas da atuação policial, fere os princípios de hierarquia e disciplina militares, justificando a prisão cautelar (art. 255, alínea “e”, do CPPM). Nesse sentido, a jurisprudência dos Tribunais Superiores: STJ: “HABEAS CORPUS. CRIMES MILITARES. HOMICÍDIO E AMEAÇA. PRISÃO EM FLAGRANTE. 1. LIBERDADE PROVISÓRIA. PROVA DO FATO DELITUOSO E INDÍCIOS DE AUTORIA. MANUTENÇÃO DAS NORMAS E PRINCÍPIOS DE HIERARQUIA DISCIPLINARES. FUNDAMENTAÇÃO ESPECÍFICA. ART. 255, e DO CPPM. 3. ORDEM DENEGADA. 1. A custódia cautelar do paciente apresenta fundamentação idônea e mostra-se necessária para a manutenção das normas e princípios de hierarquia e disciplina militares, consoante dispõe o art. 255, alínea e, do Código de Processo Penal Militar, mormente porque o paciente foi preso em flagrante por crime de homicídio cometido no local de trabalho, sendo a vítima o comandante do Batalhão da cidade, além de ter sido denunciado também pelo crime de ameaça praticado contra dois colegas de farda. 2. As condições pessoais favoráveis do agente, tais como primariedade, ocupação lícita e residência fixa, não impedem a manutenção da segregação cautelar, quando presentes os requisitos legais. 3. Ordem denegada.” (STJ – 5ª T. – HC 232945/MS – Rel. Min. Marco Aurélio Bellizze – J. 17.04.12); STJ: “PROCESSUAL PENAL. HABEAS CORPUS SUBSTITUTIVO DE RECURSO ORDINÁRIO. ART. 254 DO CÓDIGO PENAL MILITAR. PRISÃO PREVENTIVA. FUNDAMENTAÇÃO. ART. 255 DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL MILITAR. Resta devidamente fundamentado o decreto prisional, com o reconhecimento da materialidade do delito e de indícios de autoria, e expressa menção à situação concreta que se consubstancia na exigência da manutenção das normas ou princípios da hierarquia e disciplina militares, uma vez que o paciente ao negar que estava portando arma de origem desconhecida, durante o interrogatório judicial, faltou com a verdade, demonstrando a quebra da disciplina e da hierarquia militar, ex vi do art. 255, alínea e do CPPM. (Precedentes). Writ denegado (STJ – 5ª Turma – HC 60.623/PE – Rel. Min. Felix Fischer – J. 14.11.06 – DJ. 12.02.07); TJM/SP: “O paciente e seu comparsa praticaram o fato delituoso a eles atribuído enquanto de serviço, o que viola os princípios de hierarquia e disciplina militares, justificando a custódia sob o fundamento da alínea “e” do artigo 255, do Código de Processo Penal Militar; a garantia da ordem pública também restou devidamente fundamentada, diante da alteração do quadro fático, trazido pela prova produzida nos autos, o que permitiu ao magistrado vislumbrar a periculosidade do paciente e seu comparsa, tendo tal conclusão emergiu da narrativa da vítima e dos civis que estavam no veículo abordado pelo paciente, os quais narraram a violência da ação policial. Além disso, a lei processual penal militar não admite a liberdade provisória na hipótese dos autos. Embasamento legal e fático para a manutenção do paciente no cárcere. Habeas Corpus denegado. Decisão unânime.” (TJM/SP – 2ª Câm. -HC 2493/15 – Rel.
    Juiz Cel PM Avivaldi Nogueira Junior – J. 06.07.15) DA CONCLUSÃO 11. Assim, de se acolher o pedido de prisão preventiva dos denunciados, formulada pelo Encarregado do IPM (fls. 369/420), com a fundamentação anteriormente esposada. 12. Assim, como o CPPM dispõe que a prisão preventiva, para ser decretada, deve ser calcada na prova do fato delituoso e indícios suficientes de autoria (art. 254) e ser justificada diante de uma das cinco circunstâncias legais (“a” garantia da ordem pública; “b” conveniência da instrução criminal; “c” periculosidade do indiciado ou acusado; “d” segurança da aplicação da lei penal militar; e “e” exigência da manutenção das normas ou princípios de hierarquia e disciplina militares, quando ficarem ameaçados ou atingidos com a liberdade do indiciado ou acusado – art. 255), sendo que há no presente caso a concreta verificação da existência das alíneas “a”, “b”, “c” e “e” do artigo 255 do CPPM: garantia da ordem pública, conveniência da instrução criminal, periculosidade dos acusados e manutenção dos princípios da hierarquia e disciplina para a medida cautelar. 13. Desta forma, tendo em vista os argumentos supra, DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA dos indiciados abaixo elencados, carcer ad custodiam, nos termos do art. 254, c.c. o art. 255, alíneas “a”, “b” “c” e “e”, ambos do CPPM: – Sd PM 140.561 ANDRÉ NASCIMENTO PIRES; – Sd PM 147.187-2 RODRIGO GUIMARÃES GAMA; – Cb PM 121.410-1 RODOLFO RAMOS CORREIA; – Sd PM 149.421-0 NICOLAS ALMEIDA LEOPOLDINO DA SILVA; – Sd PM 110.741-A ANDERSON MOURA DE ALMEIDA; – Sd PM 150.807-5 RICARDO FRANCISQUETTE HERRERA FILHO; – Sd PM 134.265-7 JULIO CESAR DE ANDRADE; – 2º Sgt PM 940.881-9 MARCELO DE SOUZA; – Sd PM 148.494-0 JEFFERSON CARDOSO PEDROSO; – Sd PM 146.983-5 PAULO ALBERTO FREITAS DE OLIVEIRA; – Cb PM 944.220-A LUIZ CARLOS DE JESUS MELO; – Sd PM 152.289-2 HEITOR PIOVESAN. 14. Em consequência, determino a expedição imediata dos competentes mandados de prisão. 15. Arquivem-se os três envelopes referentes a qualificação da testemunha protegida nº 828, juntados na contracapa dos autos em pasta própria, nos termos da Portaria 003/03 CG/JM. 16. Após, dê nova vista ao Ministério Público para ciência desta decisão, bem como, para requerer o quê de direito. C. São Paulo, 10 de fevereiro de 2.017. RONALDO JOÃO ROTH. Juiz de Direito.
    Página 8 de 21 Diário da Justiça Militar Eletrônico http://www.tjmsp.jus.br Ano 10 · Edição 2150ª · São Paulo, segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017. caderno único Presidente Juiz Silvio Hiroshi Oyama ________________________________________________________________________________

  24. Sr. Fred

    (…Pior que 2/3 desses militares ficam nos setores administrativo, Fórum, Assembleias Legislativas, etc.
    E a insegurança continua.
    A PM se tornou um Estado dentro do Estado…)

    Medidas que aumentariam a eficiência das forças de Segurança:

    -Reestruturação da Policia Civil com a criação do cargo de Agente Policial, reduzindo o máximo possível das carreiras (São Paulo é o único Estado que recusa-se a modernizar a Polícia Civil),
    -Criação de uma Guarda Patrimonial (liberaria Centenas de Policiais para exercerem sua função),
    -Criação de uma carreira administrativa, nas Policia Civil e Militar, reduziria custos e liberaria centenas de Policiais.
    -Investigação, somente pela polícia civil,
    -Patrulhamento ostensivo, somente pela polícia militar,
    -Guarda e escolta de presos, somente pela SAP.
    -A contratação de uma auditoria independente para saber:
    1- Como é gasto o dinheiro destinado a polícia
    2- (Principalmente) com quem se gasta

    São medidas simples e eficazes que reduziriam custos e aumentariam a eficiência dos órgãos de Segurança, Infelizmente, qualquer medida que aumente a eficiência das forças de segurança, neste E.stado, é neutralizada pela força do crime organizado.

  25. Sr. Fred

    (…Pior que 2/3 desses militares ficam nos setores administrativo, Fórum, Assembleias Legislativas, etc.
    E a insegurança continua.
    A PM se tornou um Estado dentro do Estado…)
    Medidas que aumentariam a eficiência das forças de Segurança:
    -Reestruturação da Policia Civil com a criação do cargo de Agente Policial, reduzindo o máximo possível das carreiras (S.Paulo é o único Estad.o que recusa-se a modernizar a Polícia Civil),
    -Criação de uma Guarda Patrimonial (liberaria Centenas de Policiais para exercerem sua função),
    -Criação de uma carreira administrativa, nas Polici.a Civ.il e Milit.ar, reduziria custos e liberaria centenas de Policiais.
    -Investigação, somente pela p.olícia c.ivil,
    -Patrulhamento ostensivo, somente pela p.olícia mi.litar,
    -Guarda e escolta de presos, somente pela S.A.P.
    -A contratação de uma auditoria independente para saber:
    1- Como é gasto o dinheiro destinado a polícia
    2- (Principalmente) com quem se gasta
    São medidas simples e eficazes que reduziriam custos e aumentariam a eficiência dos órgãos de Segurança, Infelizmente, qualquer medida que aumente a eficiência das forças de segurança, neste E.stado é neutralizada pela força do c.rime o.rganizado.

    Esse programa que censura nossas postagens é irritante.

  26. Até as mulheres dos mikes foram recebidas no palácio para falar de reajuste salarial, vergonhoso senhores sindicalistas dá PC.

  27. TAMBÉM TEMOS 200 SINDICATOS QUE NÃO SE DÃO, E SE CASO SE UNISSEM NÃO DARIA UM.

  28. É hora de greve com certeza, e para qualquer reivindicação necessitamos dos delegados infelizmente, mais especificamente da ADPESP, porque nossos sindicatos e associações são nanicos, esparsos e inúteis, comandados por velhos ex – maçanetas que já não aguentam nem falar, e como os delegados as vezes sobra alguma migalha.

  29. É preciso greve sim, e com apoio dos delegados senão nada acontece, a greve se faz essencial, ainda mais agora que somos o pior salário inicial do BRASIL.

  30. PIOR SALÁRIO DO BRASIL + 3 ANOS SEM REPOR A INFLAÇÃO + TRABALHO ANÁLOGO A ESCRAVIDÃO = GREVE.

  31. Jamiro para de escrever merda , e entenda que a PM só corre risco em bico , vcs quando entram em uma favela , entram com várias viaturas e um monte de armas , e mesmo assim tem que impor a força na base do esculacho , na civil para comprimento de O. S. entra na mesma favela , geralmente 2 policiais apenas com essas .40 imbel ou Tauros e tu vem falar de risco , e a federal ,se vc prestar atenção , além do risco em fronteiras ,os policiais ainda passam a limpo os políticos safados que vcs lambem as botas , se não fosse a federal o país nunca saberia da lava jato , vcs que deveriam trabalhar até os 75 para aprender a saber que o povo em geral merece respeito… Imbecil…

  32. OS SINDICATOS ESTÃO COMO SEMPRE APÁTICOS, INÚTEIS E INOPERANTES, É HORA DE AGITAR, SE REUNIR E LANÇAR RUMORES DE GREVE, PAGAMOS ESSES SINDICATOS PARA PRESSIONAR O GOVERNO, AGORA TRÊS ANOS SEM REAJUSTE, É HORA ATÉ DE PARAR DE PAGAR SINDICATOS, VAMOS LUTAR BANDO DE FROUXOS, NÃO VEJO UMA NOTA DE PRESSÃO OU GREVE POR PARTE DOS SINDICATOS DE CAMPINAS E RIBEIRÃO PRETO, AFINAL QUAL A RAZÃO DE SUAS EXISTÊNCIAS?

  33. Lendo os comentários acima acho muito engraçado os posicionamentos, pois o cara escolhe uma carreira com suas vantagens e desvantagens e depois fica criticando o vizinho, inveja de homem é terrível!
    Entendo que quando se vai prestar um concurso público a pessoa analise todos os fatores, os prós e os contras, para daí sim se decidir qual se aproxima mais de suas pretensões, a vida é feita de opções e respondemos pelas nossas escolhas.
    Não temos culpa se a legislação permite que nos aposentemos sem idade mínima, com integralidade e paridade.
    Se a conta não está fechando alterem a legislação para os novos concursos, de forma que a pessoa possa analisar se lhe é conveniente ou não.
    Muito embora não eu não confie nem um pouco nos dados fornecidos por órgãos do governo, seja municipal, estadual ou federal, acredito que a manipulação é feita de acordo com suas conveniências.
    Pra quem tem idade ainda, concurso da PM é todo ano!

  34. Esse Jamil é uma piada pronta.
    O cara fala que eles são imprescindíveis. Veio (bombril) aí na meganha é o praça, você que se diz oficial não serve para nada é só despesa para o governo, seu inútil. E ainda se acha.
    Comédia!

  35. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (… escolhe uma carreira com suas vantagens e desvantagens …)

    Discordo, muitos buscam o funcionalismo público como alternativa para o desemprego, já que o concurso é uma forma de trabalho que na maioria das vezes não exige experiência, principalmente na carreira policial.

    (… quando se vai prestar um concurso público a pessoa analise todos os fatores…)

    Dificilmente, não é a realidade da maioria, a maioria não tem dinheiro para: fazer cursos preparatórios, comprar material de estudo ou até mesmo pagar a taxa de inscrição.

    (… a legislação permite que nos aposentemos sem idade mínima…)

    Correto, a atividade policial causa um elevado desgaste físico e emocional, com raríssimas exceções um policial com mais de 50 anos tem condições de enfrentar os criminosos de hoje que em sua maioria são jovens entre 15 e 25 anos.

    (…não confie nem um pouco nos dados fornecidos por órgãos do governo…)

    A manipulação dos índices de criminalidade, não só escondem (inutilmente) a realidade, mas também corroem drasticamente a credibilidade das instituições policiais.

    (… concurso da PM é todo ano!..)

    Sem querer desmerecer o trabalho dos milicianos, a Policia Militar faz o Ostensivo e a Investigação é responsabilidade da Policia Civil, só que a falta de Investigadores, Escrivães e Delegados, impedem sua efetividade acabando por neutralizar os esforços da Mike em realizar sua função.

    Exemplificando:

    A elaboração de um flagrante, deveria ser acompanhada do levantamento de outras vítimas, próximas ao local dos fatos, infelizmente, após vinte anos do atual governante, a Polícia, legalmente responsável pelas investigações, não dispõe de funcionários em número suficiente a fim de fazer este procedimento que certamente resultaria no esclarecimento de vários crimes, além de colaborar para o criminoso ficar mais tempo atrás das grades.

  36. Desconheço os critérios de censura aos nossos comentários, seria interessante que o autor do blog esclarecesse, acho que todos deveriam ter direito a expressar sua opinião, desde que seja feita de uma forma educada, mas a impressão que fica é que o objetivo do programador seja blindar certo partido.

  37. SEI QUE O SR. JARIM É UM FREQUENTADOR ASSÍDUO DESTE BLOG E GOSTARIA DE INDAGÁ-LO.

    SR. JARIM,

    O SR. SABIA QUE NESTE MOMENTO AS ENTIDADES DE CLASSE DA POLÍCIA MILITAR ESTÃO REUNIDAS COM O GOVERNADOR PARA ESTABELECER UM PERCENTUAL DE REAJUSTE??????

    POR QUE AS ENTIDADES DA POLÍCIA CIVIL FICAM A MARGEM DE QUALQUER REUNIÃO, ENCONTRO, DISCUSSÃO, JUNTO AO GOVERNO????

    É LAMENTÁVEL COMO O GOVERNO NÃO TEM APREÇO NENHUM PELA POLÍCIA SUCATEADA CIVIL. NÃO FAÇO UMA CRÍTICA A TI, NOBRE JARIM, MAS TÃO SOMENTE ESTA PONDERAÇÃO PARA SER DIRECIONADA AS DEMAIS ENTIDADES, JÁ QUE SEI QUE O SR. TEM RELACIONAMENTO COM PRATICAMENTE TODOS PRESIDENTES.

  38. QUANTO MAIS ESSE SITE COLOCA POST, DESMERECENDO A POLICIA QUE TEM, PRINCIPALMENTE A POLICIA MILITAR, MAIS EU FICO CONVENCIDO DE QUE O BLOGUEIRO, EX POLICIAL CIVIL, TEM EM SUA MENTE ALGUMA COISA ONDE SOMENTE PSIQUIATRAS OU PSICOLOGO CONSEGUIRIAM EXTRAIR DE SUA MENTE PARA SABER O QUE SE PASSA: EU SÓ CONSIGO TER UMA IDEIA “INVEJA” “RECALQUE”, VAI VER QUE UM DIA TENTOU INGRESSAR NA POLICIA MILITAR E NÃO CONSEGUIU, REPETIU NO PSICOLÓGICO.
    SEU RECALQUE, SUA INVEJA SEJA PORQUE A “MAIORIA” DOS POLICIAIS MILITARES FAZEM DE SUA JORNADA UM SACERDÓCIO, ESTÃO NA CORPORAÇÃO PARA SERVIR O PRÓXIMO E O FAZEM COM PRAZER SEM TER CONTRA-PARTIDA, NÃO VEJO OUTRA COISA A NÃO SER ESTA COISA DOENTIA EM SE FALAR MAU, EM MANTER UM BLOG E TER EM MENTE O QUE VAI POSTAR NO DIA SEGUINTE “ESPERO TER ALGO CABELUDO PARA POSTAR”.

  39. A história do quadro da aposentadoria dos PM atual está ligada intimamente á eleição do Governador Freury, quando quem era Governador na época era o Orestes Quércia (PMDB) e queria eleger os eu sucessor. Os PM inativos, hoje no SPPREV, naquela oportunidade tinha uma previdência gerida pela CAIXA BENEFICENTE DA POLICIA MILITAR ( que era na oportunidade autossustentável). Assim como aconteceu com o BANESPA, depois com a NOSSA CAIXA, a CAIXA BENEFICENTE DA POLICIA MILITAR, “estranhamente” veio a bancarrota, junto com os bancos citados. O Hospital Cruz Azul de São Paulo que tinha ligação direta com a CBPM quase faliu e necessitou abrir as portas para os convênios e iniciativas privadas para existir, superlotando o hospital atualmente o dinheiro dos PM que pagavam suas aposentadorias na Caixa Beneficente sumiu. Resumindo

  40. O governo SP tem 2 filhos.
    O bastado é a PC, o legítimo vocês sabem quem é…

  41. EXTRATO DA ATA DA 44ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO, REALIZADA NO DIA 07 DE FEVEREIRO DE 2017.

    i) FOLHA DIFERENTE. Observo, ainda neste tema, que se faz recomendável que todo pagamento de verbas indenizatórias seja feito em folha diferente daquela referente ao subsídio, seja qual for o valor recebido, para que não haja a verdadeira confusão entre os pagamentos e gere críticas maldosas daqueles que pretendem apenas denegrir o MP como Instituição. Esta medida se faz urgente e não creio fosse gerar custos, dado que a folha hoje é eletrônica;
    ….
    l) Enfim, o ano de 2017 nos apresenta grandes desafios e esperamos que com a cooperação de todos possamos superá-los em nome da Instituição. O PGJ informou que serão realizadas reuniões para estudar, em conjunto com o Tribunal de Justiça, a questão da restruturação das entrâncias, para tentar uma solução conjunta. Serão formadas duas comissões, uma interna e outra com o TJ. Com relação a folha de pagamentos, o PGJ esclareceu que o problema não está no holerite, mas no Portal da Transparência. Os pagamentos já são feitos em folhas separadas. Vamos estudar uma forma de aperfeiçoar a privacidade.
    ….
    http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/DO_Estado/2017/DO_17-02-2017.html

  42. E TEM ALGUEM AQUI QUE AINDA ESPERA ALGO DE NOSSA INSTITUICAO ? GENTE VAO ESTUDAR OU QUALQUER OUTRA COISA, SERA QUE VOCES ESTAO ESPERANDO O GOVERNO ESCREVER PRA VOCES QUE A POLICIA CIVIL NAO ESTA NO PROGRAMA DELES?
    ACHO IMPRESSIONANTE AINDA EXISTIR ALGUEM NA POLICIA CIVIL DE SAO PAULO ESPERANDO ALGO DO GOVERNO, OU AINDA OUTROS QUE PASSARAM EM CONCURSOS E ESPERAM SER CHAMADOS.
    A C O R D E M. PARA INICIARMOS UMA NOVA JORNADA BASTA DARMOS O PRIMEIRO PASSO.
    SEJAM REALISTAS, NAO SE ILUDAM, BUSQUEM NOVOS CAMINHOS, QUANDO UM BARCO ESTA AFUNDANDO E CONVENIENTE ABANDONA-LO, DEIXEM OS CAPITAES , ISTO E OS DELEGADOS AFUNDAREM COM ELE. NOS SEGUNDO VARIOS DIRETORES FALARAM SOMOS APENAS NUMEROS.
    PS. EXISTE VIDA FORA DA POLICIA.

  43. sugiro encaminhar o trecho acima para a grande midia (estadao) e para o renam

  44. Faltou uma parte, a que mostra as artimanhas sendo feitas para o pagamento caso haja uma lei impedindo o pagamento acima do teto

    EXTRATO DA ATA DA 44ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO, REALIZADA NO DIA 07 DE FEVEREIRO DE 2017.

    f) PAGAMENTOS. Por outro lado, nos vemos diante de um novo dilema, aumentam os créditos ao qual uma grande parte dos membros do Ministério Público faz jus. Algumas dívidas já antigas, tal como o PAE, outras mais novas, tal como as advindas das diárias; g) EXTRATETO. Seja como for outra alteração legislativa, mesmo que de duvidosa constitucionalidade, busca evitar estes pagamentos. Chamada de Lei do Extrateto, negaria a possibilidade destas indenizações, limitando todos os proventos, de qualquer natureza, ao teto remuneratório; h) MAGISTRATURA. A magistratura paulista já se mobiliza para a quitação dos débitos antes da votação da referida lei e, se assim ocorrer, serão poucas as Instituições no Brasil a não receberem o benefício. Nosso MPSP inclusive. Desta forma, é necessário que todos os esforços sejam empreendidos para que, se não totalmente, ao menos aproximadamente tenhamos uma correlação destes pagamentos entre Judiciário e Ministério Público, caso contrário, seria acentuada uma relação de desigualdade no regime jurídico, desigualdade inoportuna e injusta. Neste momento é necessária a antecipação do pagamento destas dívidas na maior proporção possível, seguindo a estratégia já anunciada pelo Judiciário. Impõe-se ao menos a negociação de um calendário para quitação destas dívidas, mesmo que prolongada no tempo, um critério que evite a sua eternização. O prolongamento é causado pelo Estado e usado pelo próprio Estado depois como crítica ao recebimento;
    i) FOLHA DIFERENTE. Observo, ainda neste tema, que se faz recomendável que todo pagamento de verbas indenizatórias seja feito em folha diferente daquela referente ao subsídio, seja qual for o valor recebido, para que não haja a verdadeira confusão entre os pagamentos e gere críticas maldosas daqueles que pretendem apenas denegrir o MP como Instituição. Esta medida se faz urgente e não creio fosse gerar custos, dado que a folha hoje é eletrônica;
    ….
    l) Enfim, o ano de 2017 nos apresenta grandes desafios e esperamos que com a cooperação de todos possamos superá-los em nome da Instituição. O PGJ informou que serão realizadas reuniões para estudar, em conjunto com o Tribunal de Justiça, a questão da restruturação das entrâncias, para tentar uma solução conjunta. Serão formadas duas comissões, uma interna e outra com o TJ. Com relação a folha de pagamentos, o PGJ esclareceu que o problema não está no holerite, mas no Portal da Transparência. Os pagamentos já são feitos em folhas separadas. Vamos estudar uma forma de aperfeiçoar a privacidade.
    ….
    http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/DO_Estado/2017/DO_17-02-2017.html

  45. VITÓRIA NA GUERRA disse:
    14/02/2017 ÀS 10:54
    GOZADO,
    UMA PROFESSORA QUE DÁ AULA NOS PRIMEIROS ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL FAZ QUATRO ANOS DE FACULDADE PARA SE FORMAR EM PEDAGOGIA, ENTRA COMO FUNCIONÁRIA PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO, É AMEAÇADA POR ALUNOS E MUITAS VEZES PELOS PAIS E MUITAS VEZES CORRE RISCO DE VIDA POR SER AGREDIDA E QUANDO TENTAM FAZEREM GREVE A pm DÁ PAULADA NELAS, NOS PRIMEIROS ANOS DE TRABALHO E DANDO AULA EM APENAS EM UM ÚNICO HORÁRIO O SEU SALÁRIO NÃO CHEGA A 2.500,00 REAIS.

    PARA SER pm NO ESTADO DE SÃO PAULO, UM CANDIDATO ENTRA APÓS SER EXIGIDO O ENSINO MÉDIO COMPLETO, FAZ UM ANO DE ESCOLINHA, JÁ ENTRA GANHANDO MAIS DE 3.000,00 REAIS POR MÊS, SE SENTE O FODÃO COM UMA ARMA NA CINTA E VICIAM EM MATAREM PUBLICITÁRIOS COMO OCORREU COM A VÍTIMA AQUINO HÁ POUCOS ANOS ATRÁS E AGORA COM A MOÇA NA ZONA LESTE, QUEREM AUMENTO DE SALÁRIO E VEM O TAL DE SOLDADO PESSUTTI DO ESPÍRITO SANTO FALAR BOSTA EM VÍDEO.

    QDO ESSAS FEZES SÃO OFICIAIS, INSTRUEM AS FILHAS PARA NÃO SE CASAREM PARA FICAREM COM O GORDO SALÁRIO DO PAPAI E QUEREM MORALIZAR O QUÊ?

    O seu retardado, vai lá no cemitério levar flores para o seu sobrinho que morreu vitima de bala perdida onde atuaram pms e bandidos, e vc simplesmente acha que o culpado dessa tragédia foi apenas a pm, acorda cara, viva a vida, o seu sobrinho não vai voltar mais, ora para a alma dele, e leva flores de vez em quando, mas para de vomitar o seu ódio, processa quem os vitimou o seu sobrinho cara, ou vai lá e faça justiça com as suas próprias mãos, mas pare de semear o seu veneno nas pessoas que em nada tem a ver com essa tragédia, até quando cara, acredito que realmente vc está precisando de um bom Psiquiatra tá. Procura uma Religião para fazer parte da sua vida, cara, será que vc não consegue entender que DEUS é maior, e que as demais pessoas que faz parte da policia em nada tem a ver com isso, cara, quantas pessoas já foram vitimas da pm, pc e de bandidos, já pensou se todos os familiares dessas vítimas alimentassem diuturnamente esse ódio doentio que está dentro de vc, o mundo já tinha acabado, vc precisa frequentar locais melhores cara, lugares espirituais e assemelhados, não sae sequer uma palavra da sua boca, digo, uma letra sequer vindo de vc, de paz, de amor, de positivo, de incentivo, cara, vc sendo um policial civil, vc tem por obrigação de conhecer os meios policiais e suas deficiências, faça algo para ajudar a melhorar e recuperar essas deficiências, e não para prejudicá-las, acorda cara, vc é digno de dó.

  46. Segundo o relator da reforma da previdência Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), a polícia civil deve ser enquadrada com os demais servidores civis. Se preparem que o nabo vai ser grande! Ao meu ver, culpa daqueles que tem tempo de sobra pra aposentar, mas não querem. Na PM, cabeça branca é policial do trânsito; na Civil, em hora extra.

  47. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (… escolhe uma carreira com suas vantagens e desvantagens …)

    Discordo, muitos buscam o funcionalismo público como alternativa para o desemprego, já que o concurso é uma forma de trabalho que na maioria das vezes não exige experiência, principalmente na carreira policial.

  48. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (… quando se vai prestar um concurso público a pessoa analise todos os fatores…)

    Dificilmente, não é a realidade da maioria, a maioria não tem dinheiro para: fazer cursos preparatórios, comprar material de estudo ou até mesmo pagar a taxa de inscrição.

  49. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (… a legislação permite que nos aposentemos sem idade mínima…)

    Correto, a atividade policial causa um elevado desgaste físico e emocional, com raríssimas exceções um policial com mais de 50 anos tem condições de enfrentar os criminosos de hoje que em sua maioria são jovens entre 15 e 25 anos.

  50. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (…não confie nem um pouco nos dados fornecidos por órgãos do governo…)

    A manipulação dos índices de criminalidade, não só escondem (inutilmente) a realidade, mas também corroem drasticamente a credibilidade das instituições policiais.

  51. a verdade e uma so, o estado esta refem da pm, e o governo eleito do estado não tem mais como sustentar o governo policial militar existente no estado de sao paulo.
    E o so chamar o gorbachov para explicar o que ocorreu com a urss.

  52. (…não confie nem um pouco nos dados fornecidos por órgãos do governo…)

    La manipulación de las tasas de criminalidad, no sólo ocultar la realidad (en vano), sino también erosionan drásticamente la credibilidad de las instituciones policiales.

  53. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (… concurso da PM é todo ano!..)

    Sem querer desmerecer o trabalho dos milicianos, a Policia Militar faz o Ostensivo e a Investigação é responsabilidade da Policia Civil, só que a falta de Investigadores, Escrivães e Delegados, impedem sua efetividade acabando por neutralizar os esforços da Mike em realizar sua função.

  54. Sr. Oficial 6.ª Parte

    Exemplificando:

    A elaboração de um flagrante, deveria ser acompanhada do levantamento de outras vítimas, próximas ao local dos fatos, infelizmente, após vinte anos do atual governante, a Polícia, legalmente responsável pelas investigações, não dispõe de funcionários em número suficiente a fim de fazer este procedimento que certamente resultaria no esclarecimento de vários crimes, além de colaborar para o criminoso ficar mais tempo atrás das grades.

  55. Sr. Oficial 6.ª Parte

    (… escolhe uma carreira com suas vantagens e desvantagens …)

    Discordo, muitos buscam o funcionalismo público como alternativa para o desemprego, já que o concurso é uma forma de trabalho que na maioria das vezes não exige experiência, principalmente na carreira policial.

    (… quando se vai prestar um concurso público a pessoa analise todos os fatores…)

    Dificilmente, não é a realidade da maioria, a maioria não tem dinheiro para: fazer cursos preparatórios, comprar material de estudo ou até mesmo pagar a taxa de inscrição.

    (… a legislação permite que nos aposentemos sem idade mínima…)

    Correto, a atividade policial causa um elevado desgaste físico e emocional, com raríssimas exceções um policial com mais de 50 anos tem condições de enfrentar os criminosos de hoje que em sua maioria são jovens entre 15 e 25 anos.

    (…não confie nem um pouco nos dados fornecidos por órgãos do governo…)

    La manipulación de las tasas de criminalidad, no sólo ocultar la realidad (en vano), sino también erosionan drásticamente la credibilidad de las instituciones policiales.

    (… concurso da PM é todo ano!..)

    Sem querer desmerecer o trabalho dos milicianos, a Policia Militar faz o Ostensivo e a Investigação é responsabilidade da Policia Civil, só que a falta de Investigadores, Escrivães e Delegados, impedem sua efetividade acabando por neutralizar os esforços da Mike em realizar sua função.

    Exemplificando:
    A elaboração de um flagrante, deveria ser acompanhada do levantamento de outras vítimas, próximas ao local dos fatos, infelizmente, após vinte anos do atual governante, a Polícia, legalmente responsável pelas investigações, não dispõe de funcionários em número suficiente a fim de fazer este procedimento que certamente resultaria no esclarecimento de vários crimes, além de colaborar para o criminoso ficar mais tempo atrás das grades.

    CENSURA AGORA MALDITO

  56. Viva o PMESP a maior e melhor instituição do país!

  57. Está se falando que o Estado poderá conceder 29,5 % de correção nos salários da Polícia Civil Paulista que está 3 anos sem aumento algum. Alguém sabe de alguma coisa ?

  58. Estado quer elevar idade-limite para PM se aposentar
    O texto também prevê que os agentes fora da ativa sejam recontratados
    DA ESTADÃO CONTEÚDO 18/02/2017 – 11:22 – Atualizado em 18/02/2017 – 11:26

    Em meio à cobrança de policiais militares por reajuste salarial, o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), enviou um projeto de lei para a Assembleia Legislativa, propondo a ampliação para 60 anos do limite de idade para que todos os PMs do Estado se aposentem.

    O texto também prevê que os agentes fora da ativa sejam recontratados para atuar em setores administrativos da corporação, uma espécie de “bico” oficial. A proposta vai tramitar em regime de urgência e deve ser votada ainda neste semestre pelos deputados.

    Atualmente, cabos e soldados são compulsoriamente reformados com 52 anos de idade, enquanto que sargentos e subtenentes podem trabalhar até os 56. Juntos, esses postos e graduações correspondem a mais de 90% dos 93 mil PMs ativos no Estado.

    Pela proposta do governo, esse limite subirá para 60 anos para todos esses postos e graduações, como já ocorre com os coronéis, por exemplo. Como esse é o teto da idade ativa para os oficiais, os agentes que quiserem poderão aposentar-se antes, abrindo mão da aposentadoria integral, caso não tenham completado os 30 anos de contribuição.

    Segundo o governo, a proposta de alteração está sendo feita para “corrigir uma distorção” da legislação que regula o regime de trabalho dos policiais. Uma lei aprovada em julho do ano passado aumentou para 30 anos a idade-limite para ingresso na graduação de soldado. Como a regra atual exige que ele seja reformado aos 52 anos, o policial se aposenta recebendo apenas valores proporcionais ao tempo trabalhado, sem ter o direito de adquirir outras vantagens, como os adicionais por tempo de serviço.

    “É um paradoxo permitir que a pessoa ingresse na Polícia Militar aos 30 anos, mas não permitir que essa pessoa cumpra o tempo de serviço mínimo para passagem para a inatividade, que é de 30 anos de serviço. A alteração da idade-limite, portanto, não é apenas medida de justiça, mas de coerência”, afirma o secretário estadual da Segurança Pública, Mágino Alves, em ofício enviado ao governador em dezembro.

    Para o ex-comandante-geral da PM, deputado estadual Coronel Camilo (PSD), uma “inovação” importante apresentada pelo projeto é permitir que a corporação possa recontratar policiais veteranos para o trabalho em setores administrativos. “É uma medida muito bem-vinda. Vai permitir que o policial complemente a sua renda, com um bônus que pode chegar a um terço do salário. Também aumenta o efetivo da PM com gente experiente”, diz.

    Salário. Para o presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM de São Paulo, Wilson Moraes, a vantagem do projeto é que a aposentadoria com 60 anos é facultativa, mas o que a categoria realmente reivindica é um reajuste salarial de 15%. O último aumento (8%) dado pelo governo a cabos e soldados ocorreu em agosto de 2014, após protesto da categoria durante a Copa do Mundo.

    “Nós nos reunimos (anteontem) com o governador para tratar do reajuste, mas saímos decepcionados. Ele elogiou o trabalho da PM mas disse que precisa aguardar o desempenho da receita para ver a possibilidade de dar um aumento. Somos a melhor polícia do País, com um dos piores salários (R$ 2,9 mil)”, disse Moraes.

    País. Mobilizações de PMs por reajuste têm preocupado governadores neste mês. No Espírito Santo e no Rio, mulheres de policiais bloquearam batalhões e agentes deixaram de trabalhar.

  59. WNS: verifique nos sites AOPM, cabosesoldados e policialbr, o resultado da reunião das associações PM com o governador. Até junho não ha nada de reajuste. O governador alegou que a arrecadação caiu. Como sempre, a desculpa é essa.

  60. Oficial 6.ª Parte ;
    Caso não saiba a PC/SP sempre possuiu aposentadoria especial com paridade e integralidade.
    Ocorre que nos últimos tempos o governo quer retirar esses direitos de forma arbitraria, isso provado pelas inúmeras ações vencidas na vara de fazenda pública.
    Não é justo mudar as regras do jogo no meio dele.
    Esse papo de pretensão de direito não cola, como exemplo os Membros do MP não podem ocupar cargo de Secretario de Estado mesmo que afastado, porém se ingressaram antes da CF/88 tubo bem porque essa restrição não existia.
    Dessa forma a interpretação deve ser estendida para previdência pois o fundo técnico é o mesmo.

  61. Por que o ESTADO Conteúdo, não menciona o rombo das previdências das câmaras municipais, das Assembléias Legislativas, da Câmara dos Deputados Federais e do Senado?
    Se pesquisar, vai descobrir que a previdência social e previdência dos meros funcionários públicos civis e militares é mínima.
    Porque não se fala na reforma das previdências dos parlamentares, governantes e magistrados das altas cortes?
    Desculpe Estado Conteúdo a matéria é tendencial e culpa os mais fracos.
    Investiguem melhor as previdências dos parlamentares, governantes e altos magistrados.

  62. SR. ” WNS” ! SÓ SE FOR 29,5 CENTÍMETROS DE UMA ROLIÇA NO “ANUS”. VOCÊ AGUENTA !. RAPAZ ! TOU FORA. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  63. Sr Justiça,

    Eu não desejo e não torço contra os integrantes da PC, muito pelo contrário, desejo que todos tenham seus direitos respeitados, inclusive não me posicionei da forma que colocou com relação a pretensão de direitos.
    Meu posicionamento é contrário a alguns comentários e, principalmente, pelo posicionamento mesquinho do administrador deste Blog,o qual insiste em promover revanchismo entre duas instituições que já possuem inimigos demais.
    Por sua explanação vc não é contrário aos benefícios da carreira militar, portanto, tem meu respeito.
    Bom domingo.

    Sr Carcereiro 13

    Respeito suas opiniões, mas não concordo.
    Polícia não é profissão pra quem quer simplesmente fugir do desemprego, se não tiver perfil não fica ou permanece e só atrapalha.
    Sempre fui policial de atividade fim, rua, sei o quanto é difícil trabalhar com essa mão de obra que entrou somente buscando emprego.

  64. Oficial sexta-feira parte:Todo mundo sabe que vc é o Justiça rsrsrs Mike revoltado rsrsrs

  65. T
    Temer tem 10 dias para explicar reforma da previdência
    18 FEV 2017 15h17 atualizado às 15h18
    separator223COMENTÁRIOS

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello deu prazo de dez dias para que o presidente da República, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, prestem informações sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência. A solicitação de Mello é feita após recebimento de um mandado de segurança, impetrado por 28 deputados de oposição.

    SAIBA MAIS
    STF dá abertura à retomada de medidas contra corrupção
    Justiça suspende bloqueio de bens da Odebrecht
    Lava Jato: Fachin arquiva um dos inquéritos contra Collor
    MPF pede suspensão de benefícios de delação de Costa
    Relator Edson Fachin critica foro privilegiado
    Presidente Michel Temer
    Presidente Michel Temer
    Foto: EFE
    A ação pede a anulação dos atos que levaram à tramitação da PEC na Câmara. Os deputados alegam que o governo não apresentou um estudo atuarial, necessário para confirmar o desequilíbrio nas contas da Previdência e a consequente necessidade de alteração nas regras. O ministro da Suprema Corte deve aguardar as informações solicitadas antes de decidir sobre o acolhimento ou não do mandado de segurança. O acolhimento significaria a suspensão da tramitação da matéria na Câmara.

    Mello também pede informações do presidente da Comissão Especial destinada a debater o tema na Câmara, o deputado Carlos Marun (PMDB/MS), e do presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara (CCJ), cujo nome ainda não foi definido. Quando a PEC foi acolhida na Câmara, em dezembro do ano passado, o presidente da CCJ era Osmar Serraglio (PMDB/PR).

    Oposição

    Os deputados alegam que estudo atuarial é requisito obrigatório para confirmar o desequilíbrio nas contas da Previdência e a necessidade de alteração nas regras.

    “Não se trata de mera orientação para a gestão administrativa. O estudo atuarial é requisito formal para a regularidade material das condições previdenciárias em qualquer regime, em especial quando objeto de alteração constitucional”, diz um trecho da ação.

    A oposição argumenta ainda que a elaboração da PEC ocorreu “à revelia do Conselho Nacional de Previdência Social”. “[O conselho é] órgão superior da Administração Federal de deliberação colegiada, com representação dos trabalhadores e do governo, cuja finalidade, entre outras, é justamente a de discutir assuntos de interesse previdenciário dos trabalhadores”, dizem os deputados.

  66. O miniistro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello deu prazo de dez dias para que o presidente da República, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, prestem informações sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência. A solicitação de Mello é feita após recebimento de um mandado de segurança, impetrado por 28 deputados de oposição.

  67. Pedrinho disse:
    19/02/2017 ÀS 15:52
    Oficial sexta-feira parte:Todo mundo sabe que vc é o Justiça rsrsrs Mike revoltado rsrsrs

    Engano teu.
    Sempre entro com a mesma identificação, não necessito de tais recursos.

  68. Tem algo errado…
    Se o cara se intitula Oficial 6º Parte e logo depois alega …”Sempre fui policial de atividade fim, rua”…, algo não condiz com a verdade… Oficial, salvo engano, só sai para rua enquanto ainda é Tenente e se posta como sexta parte já não é mais Tenente…
    Tento chegar a uma conclusão…
    O cara é Oficial ou não?
    6º ou não?
    Policial de rua Oficial?
    Não sabe se expressar?
    Praça se passando por Oficial?
    Etc…
    E dá-lhe suposições….
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  69. kkkkk
    O que interessa se o cara é oficial ou nao. eu acho que voce sempre quiz ser oficial e nao teve competencia ( BURRO )
    hoje deve ser ganço ou no máximo carcepol ou agente. Parte pra outra o frustrado.

  70. O sonho acabou!
    Não vão alterar a previdência dos policiais militares por um simples motivo: extinção.
    Melhor correr e fortalecer politicamente as polícias civis (federal e estaduais), pois, deverão ser extinguidas a PC e a PM.
    Por conseguinte, deve-se batalhar pela aposentadoria especial dos policiais.
    As únicas policias militares que restarão, apropriadamente, serão as das Forças Armadas.
    Simples e direto.
    PM e PC já são consideradas fora-de-época; caras para manter e ultrapassadas (exemplo didático: marias-fumaça).

  71. Respeito dia limitação intelectual e falta de conhecimento da estrutura da PM. Sou Capitão, Comandante de Cia, atuo diretamente e diariamente com meus policiais, portanto, atuo sim na atividade fim.
    Não comente o que desconhece, achismo é o maior exemplo de ignorância.

  72. capitão o senhor e exceção, nesta patente trabalhar na linha de frente, provavelmente o senhor nao chegara cel full……

  73. Bom por este motivo escrevi salvo engano. Realmente acreditava que apenas até Tenente vai para a Rua, se é capitão e vai para a Rua tem algo errado, pois nunca vi. A questão não é ser atividade fim. Realmente limitação intelectual é foda, passa na prova da USP e não sabe interpretar um texto.

    Jose Carlos Ioni
    Seu asno batedor de cascos ruminante. Sabe o que interessa o cara ser oficial ou não? Foi uma brincadeira pois ele escreve como Oficial e posteriormente alega que trabalha na rua, logo se ele é 6º parte não tem como ele ser Tenente (que seria a patente que vai p as ruas, pois até onde sei acima de Tenente não vai para a Rua).
    Entendeu sua besta de merda. Como vc é Burro (pois além de bater casco ainda de quebra não sabe interpretar porra nenhuma).
    Vê se o oficial 6º está precisando de alguém para engraxar seu coturno, lamber suas botas ou bolas, já que vc se doeu todo por literalmente ser uma múmia paralitica.

    Se vc não for PM seu Jose, e ser civil, é por este motivo que estamos nessa merda. Aprenda a ler e interpretar sua anta. A julgar que vc detonou as carreiras de carcepol e Agente, vc poderia ser escriba ou tira, caso o seja, é por este motivo que já ganha muito bem para elaborar vosso mister. O que está bem claro é que vc não é Delegado, porém poderia ser oficial, pois o aí de cima tb não sabe interpretar texto.

    Tão com o zoiudo doendo????kkkkkkkkk

    Oficial e Jose deem as mãos. Duas antas. Um cheio de sabedoria e querendo ser a ultima palavra da razão o outro desmerecendo os demais, mas ambos burros batedores de cascos ruminantes.
    Oficial de cú é rola ou José.kkkkkkkk

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s