Governo Alckmin decide antecipar troca do comando da Polícia Militar 40

Bruno Poletti/Folhapress
SAO PAULO, SP, 19.05.2016: Ricardo Gambaroni, comandante geral da PM - Coquetel de entrega do 7 Premio Polícia Cidada, Instituto sou da Paz. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress, FSP-MONICA BERGAMO) ***EXCLUSIVO FOLHA**
Ricardo Gambaroni, comandante da PM, deve ser substituído pelo governo Alckmin em março

ROGÉRIO PAGNAN
DE SÃO PAULO

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu antecipar a troca no comando da Polícia Militar de São Paulo em meio à sequência de resultados ruins nos índices de roubos.

Prevista originalmente para maio, devido à aposentadoria do atual comandante, coronel Ricardo Gambaroni, a mudança na cúpula da corporação deve ocorrer logo depois do Carnaval, em março.

Segundo a Folha apurou, a troca foi anunciada numa reunião na noite de segunda-feira (20) com a participação do secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, do coronel Gambaroni e ainda de seu provável substituto, coronel Nivaldo Restivo, que é hoje comandante do Choque.

Integrantes do governo Alckmin ligados à pasta dizem haver um descontentamento interno com Gambaroni (no cargo desde 2015) devido ao avanço de crimes patrimoniais no Estado, incluindo ataques a cargas.

No caso dos roubos em geral, os registros subiram 5,19% no ano passado e bateram recorde desde 1999.

Um policiamento ostensivo eficaz, tarefa da Polícia Militar, é uma das cobranças de especialistas da área para combater esse tipo de crime.

A chefia da Polícia Civil, responsável pelas investigações dos crimes, não deve mudar –segue a cargo do delegado Youssef Abou Chahin.

TRANSIÇÃO

A substituição de um oficial antes do tempo previsto no cargo é um movimento incomum na PM. Oficialmente, a gestão Alckmin não confirma a antecipação da troca no comando. Ela diz que foi iniciada uma “fase de transição” entre os coronéis, mas sem data prevista para concluir.

Oficiais da PM ouvidos pela Folha afirmam, porém, que o novo comando já iniciou os trabalhos de montagem da nova equipe, incluindo a consulta a candidatos para substituir nomes de postos importantes da corporação.

Chefes atuais também já começaram procedimentos de despedida, como a limpeza de gavetas. Uma cerimônia de transição do comando, na academia do Barro Branco, chegou a ser cogitada para as 10h do dia 9.

O atual comandante, Gambaroni, demonstrava bastante interesse por temas ligados à aviação. Piloto de helicóptero, dedicava-se a cursos sobre esse tema até no exterior.

O provável substituto, Restivo, é considerado na corporação como um PM operacional e de linha mais dura –até pela ligação com a tropa de Choque e com a Rota, que ele também já comandou.

O secretário da Segurança estuda anunciar a mudança no dia 25, na divulgação mensal de números da violência.

 

  1. Agora vi resultado!
    Com certeza com essa mudança antecipada todos os problemas sobre criminalidade estarão resolvidos!
    Não haverá mais latrocínios, nem roubos, nem estupros, nem homicídios etc!
    A população poderá sair a hora que bem entender de suas casas, sem medo, pois nada mais lhes irá acontecer!
    Voltaremos a a ter paz (se é que algum dia a tivemos)!
    As quadrilhas irão se desmantelar por conta própria, os criminosos vão arrumar empregos lícitos daqui pra frente, os traficantes o deixarão de ser e com isso os viciados vão procurar tratamento, pois não haverá mais drogas para serem comercializadas!
    Não haverá mais crimes, portanto a polícia civil, que tem funcionários de sobra, equipamentos modernos, ganha bem etc, não mais terá o que fazer, pois sem crime não há mais o que ser investigado!
    Por que o Geraldinho não pensou nisso antes!
    Só lamento que tal decisão irá fazer extinguir a excelente polícia judiciária e investigativa que faço parte!

  2. Hoje ouvi uma reportagem na rádio bandeirantes, dando conta desta substituição do comandante geral da PM, antes do tempo máximo, este poderia ficar no cargo até meados de maio deste ano.
    Quando o comandante geral completaria os 5 (cinco) anos com coronel.
    Os jornalistas informam estranhar tal mudança poucos meses da aposentadoria compulsório.
    Sugeriram desgaste por conta dos péssimos números nesta área!
    Será?
    Eu, da minha parte pensou que não, vendo a reforma de previdência o posicionamento do governador contrário e exclusão dos militares, em especial da PM, o aumento da idade para aposentadoria compulsório dos praças, aliado ao fato de recentemente o governador “atacar” os oficiais com a afirmação; “Temos mais de 1.800 (mil e oitocentos) coronéis aposentados, enquanto pouco mais de 300 (trezentos) na ativa”.
    O que suscitou um pronunciamento contrário do coronel/deputado Camilo contra a fala do governador.
    Por tudo isto, chego à conclusão que a PM e os PMs, com apoio do comando, estão se movimentando para manterem as aposentadorias como está. E ponto pra eles neste sentido.
    Já do lado da polícia civil NADA de mudança!
    Por que será?
    Deve ser porque o NADA ABSOLUTO, que atende pela denominação de Delegado Geral, NADA FAZ, NADA SABE, NADA REINVINDICA em prol da instituição, e agindo assim o governador está muito satisfeito com e “eficiência” do NADA ABSOLUTO.
    Mesmo que este programa jornalístico tenha, na data de ontem, feito diversos comentários negativos sobre o péssimo atendido nas delegacias.
    Em um caso especial no 1º DP de SBC, onde vítimas de arrastão na via Anchieta foram “orientadas” e voltar outra hora, visto a delegacia estar muito “movimenta”, todos nos sabemos que por conta da absoluta falta de funcionários e equipamentos para a elaboração dos RDOs.

  3. Até que as policias civil e militar estão fazendo muito. O indice de crimes aumentou não por culpa do cmt geral, ja que ele não consegue dar aos seus comandados o respaldo necessario para realizar policiamento com mais eficiencia. A policia exuga gelo, então como pode diminuir indice de criminalidade. Agora virou moda soltar os “coitadinhos”, a gente só ve defensores de bandidos, enquanto que o policial ninguem defende, quando mais precisa fica sozinho na estrada. O GOVERNADOR , em reunião com as associações alegou não ter condições de reajustar os vencimentos, pelo menos até junho, quando dará uma resposta; então não é trocando cmdo que vai melhorar a segurança. Presenciei isso durante quase 30 anos; se o novo cmt quiser apertar e exigir muito, a rosca espana, ja ninguem está suportando quase 03 anos sem ao menos reposição da inflação. O indice de criminalidade aumentou devido ao valor que se da ao bandido, enquanto o policial, seja civil ou militar, é punido por qualquer coisa. Um exemplo é a pesquisa feita por uma ong, onde os bandidos na audiencia de custodia , ja orientados, dizem terem sido torturados, humilhados, etc; então quem vai responder é o policial, enquanto o bandido é solto, como sendo um pobre inocente. Até que enfim os policiais aprenderam que não vale a pena dar murro em ponta de faca; o resultado está aí. Não é o novo cmt que vai resolver a situação.

  4. Que coincidência, não é verdade? Índices de criminalidade subindo no estado justamente num período em que o governador deixou de pagar os bônus por produtividade aos policiais. É muita coincidência!!! Os índices passaram a baixar no período em que o estado pagava bônus e voltou a aumentar no momento em que se parou de pagar. Parabéns por desmotivarem quase 150 mil policiais estaduais!!!

  5. PESSOAL !, QUER DIZER QUE O “NADA”, OU 0% DE REPOSIÇÃO CONTINUARÁ. RAPAZ ! ME AJUDEM AÍ Ó !…

  6. O atual Comandante Geral deve estar triste demais. Vai se aposentar somente com 30 mil reais por mês.

    Vida chata. Deve estar com Depressão!!!

    Se eu fosse ele ao ouvir uma noticia dessa eu ja pediria ao Governador para nem esperar ate Março. Pediria para antecipar para amanha. Passeia o Carnaval aposentado. Ops, desculpe, na reserva!!!

  7. Será que não perceberam que o Policial Paulista está super motivado a 3 anos?

  8. SR. ” Eu discordo” !, E COM MAIS UM DETALHE IMPORTANTE, S.M.J., COM 53 ANOS DE IDADE. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  9. Mr. Maquiavel quer saber:

    O que faz um oficial da PM fora das cercanias administrativas?

  10. Para o novo comandante, a PM já está perfeita, bem equipada, treinada e com bons salários.

    Total falta de personalidade. É por isso que é difícil o Governador não gostar da PM, obedece e só fala o que ele quer ouvir. Subordinação e alienação total, beirando a acefalia

    …..

    Coronel, tenho um presente para você.
    O que?
    Uma lâmpada mágica. O que você pediria, sem limitação de orçamento, para que sua tropa fosse a força policial dos seus sonhos?
    Nada.

    Como? Não entendi…
    Qual parte do “Nada” você não entendeu?

    Todas as partes do nada. Explica!
    Se eu recebesse este cheque em branco, doaria para instituições de caridade. Não falta nada para minha tropa no Comando de Choque. Tenho os melhores policiais e os melhores programas de treinamento. Nossos PMs são capacitados em Israel, na Espanha, Argentina, Canadá, França, nas melhores escolas internacionais. Protegemos nossos policiais com os equipamentos modernos e sofisticados, como exoesqueletos e roupas feitas com tecido anti-chamas. Nosso armamento defensivo e ofensivo esta em par com os das melhores forças policias do mundo. Nossos veículos são o que há de mais eficiente para executar nossas missões, desde as viaturas da ROTA, altamente equipadas, até os veículos do esquadrão de bombas, com robôs de controle remoto. A qualidade superior do Batalhão de Polícia de Choque do Estado de São Paulo é reconhecida pelas forças policiais de outros estados da federação, que enviam seus contingentes para serem treinados aqui. O governo do estado fornece tudo que preciso para que minhas tropas desempenhem suas missões com muita eficiência.

    E os salários, podem melhorar?
    Ganhamos pouco pelo que fazemos, mas ganhamos o suficiente para satisfazer as necessidades das nossas famílias e levar uma vida digna. Lembro que todos PMs do Choque lutaram para conseguir uma vaga nesta força de elite, passando por um rigoroso processo de seleção. Quem esta sob meu comando, escolheu e foi escolhido para fazer parte desta tropa. Todos que estão aqui gostam muito da sua profissão.

    ….

    Fonte: Último Segundo – iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-02-22/coronel-nivaldo-restivo.html

  11. Na semana passada o cmt geral participou de uma reunião no palacio dos badeirantes com o governador, juntamente com as nossas associações e o secretario de segurança, para tratar de reposição salarial para a PM. É muita coincidencia essa troca antecipada do cmt geral. Ele sempre apoiou as associações, então pode ter causado mal estar, por estar defendendo interesse da tropa.

  12. Coincidências e ver o governador do lado oposto dos militares na reforma de previdência, coincidência e ver que justamente quando o governador apresenta projeto para aumentar a idade para aposentadoria compulsória ocorre esta mudança.
    Penso que o comando da PM, na figura do comandante geral fez gestão e lobby contra estas ações do picolé de chuchu, no que ele esta mais é certo, e desagradou o governador por isto a mudança na PM.
    Já do lado da polícia civil aquele cone/nada absoluto que atende pela sigla de DG não fez absolutamente, phor… nenhuma, em prol de instituição e dos seus “comandados”.
    Haja vista a gritante falta de efetivo, o péssimo atendimento nas delegacias, índices de esclarecimentos próximos e zero, e a cereja do bolo, nem consegue finalizar um concurso iniciado em 2013, por isto vai continuar no cargo.
    Nem vou entrar no mérito da reposição salarial.
    Como cone/nada absoluto que é este ser nada faz, nada reivindica, nada pressiona e como não ajuda também não atrapalha o governador, por conta desta sua posição e disposição em ser uma nada ele vai continuar na cadeira de DG, simples assim.
    Ou alguém dúvida que um “gestor” que consegue façanha, de deixar toda uma frota de helicópteros parados e fora de uso, por conta da incapacidade de não realizar uma simples licitação, se fosse num Estado sério já teria sido demitido a muito tempo, se manteria no cargo!¿

  13. a coisa esta pior segundo informações o estado nao esta liberando orçamento nem para arrumar viaturas, nem papepl sulfite, sem falar das diarias de viagem……

  14. tonto disse: 22/02/2017 ÀS 18:09
    Se me permitir um adento, você fala da PM!
    Só se for poque na minha pastelaria conserto de VTR só com a ajuda informal de algun$ mecânicos muito chapa, até guincada de VTR sai do bolso das equipe, papel A4 é contado, tinta para impressão esquece, só recarregado na impressos lixo, já diárias de viagem nunca vi e nunca recebi.
    O que eu recebo é cobrança, todos os dias, pedindo flagrantes, TCs, AI, ou seja trampo da PM, sem contar as escoltas das audiências custódia, este são os tipos de coisa que eu recebo.

  15. Troca de Cmt Geral, anúncio de mais concursos para soldado, sargento e oficial; do lado de cá não precisa mudar nada, mesmo DGP, sem concursos, sem recursos, sem reajuste, sem nada, sem mais. Pra quem é das antigas, naqueles tempo áureos o mandato do DGP era em média de um ano.

  16. Quer dizer então que o Governo deveria esperar o digno Coronel primeiramente completar seu tempo para a reserva compulsória e só depois proceder a a troca de comando e reclassificação dos postos. Brincadeira, né ? Meus caros, o governo tem a obrigação de se antecipar em casos de aposentadoria de um chefe geral de qualquer órgão estatal; não se trata de um simples comandante de batalhão de município cujo posto pode ser ocupado pelo sub ou por um interino qualquer.

  17. Ótima escolha, e na melhor hora, pois os dois terão dois meses para que a passagem do cargo seja feita com responsabilidade.

  18. É só deslocar o enorme efetivo atualmente no P2 e por na rua pra trabalhar. Só isso já ajuda e muito.

  19. O crime aumentou porquê os ladrões políticos que roubam até merenda nunca serão presos. Concordo com os colegas Tired e 130/31.

  20. Horas, mudando o comando geral o que muda para a tropa????? Merda nenhuma!!!!! O policiamento continuará uma bosta, falta efetivo deles em varios lugares de SP, continuarão aquele monte de PM de varias patentes trabalhando de camiseta pilotando mesa, internos em batalhões, CPAs, Cefaps e outros do genero, sem fazer nada o dia todo. Enquanto isso, a tropa reduzida fica se ferrando 12 horas na rua, os antigos, bons policiais, estão se aposentando e a recrutaiada de merda com o cérebro lavado na academia continuarão a fazer merda por aí!!!!!

  21. TIRA DECAP disse:
    22/02/2017 ÀS 21:43
    Deve ser anunciado 7% para PC e 11% para PM.
    .
    .
    N Ã O ! ……….
    .
    .
    Deve ser anunciado 70% para PC e 110% para PM.

  22. Antecipar o nosso DATA BASE, que alias deveria ser divulgado em uma semana ninguém quer né???

  23. SR. HOBIN HOOD” !, DIANTE DE SEU EXPOSTO ACIMA, ATÉ AQUELE DE CUJOS SE MEXE NA “COVAS”. E, ME AJUDEM AÍ Ó !…

  24. Realmente o novo cmt geral tem razão em dizer que o salario da para satisfazer necessidade da familia e levar vida digna, porem ele estava se referindo ao salario dele, que é de quase 24 mil reais, que agora será acrescido de mais a graticação de cmt geral. Simplesmente 10 vezes mais que o salario de um soldado.

  25. O acordo do Temer com os governadores para aprovar a PEC 241 foi justamente de dar a estes o apoio para finalmente mexer na aposentadoria das classes militares estaduais, logo o PSDB paulista, do Tucanistão do Sudeste, conseguiu amealhar mecanismos de imposição para impor sua cartilha de austeridade que nem o FMI reconhece mais como viável, uma vez que Largarde críticou a posição do Meirelles quando este afirmou que as medidas de econômicas de austeridade seriam boas e necessárias e a outra rebateu dizendo que o FMI havia repensado isso em favor da redução da desigualdade social. O governo Paulista segue a tendencia conservadora neoliberal, um linha dura no comando, cargo de confiança, entende-se mais coerção a ponto de não permitir queixas e quebra de disciplina e hierarquia para decisões mais ásperas pode crer mudanças virão e em nada serão favoráveis a um grupo social que se quer reconhece-se como classe e categoria do mundo do trabalho, afinal militares insistem em se ver como militares e não como operários e neste sentido não conseguem ver que o verdadeiro mal que lhes aflinge é o infindável governo PSDB paulista.

  26. Fabio M (23/02/2017 às 18:41)

    O acordo do Temer com os governadores para aprovar a PEC 241 foi justamente de dar a estes o apoio para finalmente mexer na aposentadoria das classes militares estaduais, logo o PSDB paulista, do Tucanistão do Sudeste, conseguiu amealhar mecanismos de imposição para impor sua cartilha de austeridade que nem o FMI reconhece mais como viável, uma vez que Largarde críticou a posição do Meirelles quando este afirmou que as medidas de econômicas de austeridade seriam boas e necessárias e a outra rebateu dizendo que o FMI havia repensado isso em favor da redução da desigualdade social. O governo Paulista segue a tendencia conservadora neoliberal, um linha dura no comando, cargo de confiança, entende-se mais coerção a ponto de não permitir queixas e quebra de disciplina e hierarquia para decisões mais ásperas pode crer mudanças virão e em nada serão favoráveis a um grupo social que se quer reconhece-se como classe e categoria do mundo do trabalho, afinal militares insistem em se ver como militares e não como operários e neste sentido não conseguem ver que o verdadeiro mal que lhes aflinge é o infindável governo PSDB paulista.

    Desculpe, mas preciso discordar. Claro que é apenas a minha insignificante opinião, mas, por favor, pondere sobre:

    (1) PSDB é social democracia – Partido da Social Democracia do Brasil. Nunca foi liberal. Países com mais liberdade econômica têm salários bem melhores. Quanto mais socialista ou social democrata, menor o salário.

    (2) Eu discordo “neo”liberal, simplesmente porque não conheço qualquer novo fundamento no liberalismo.

    (3) Concordo com você que arrocho salarial não é a solução para crise econômica. Na verdade, vários liberais concordam também. E acredito que a solução para a crise é privatizar o que puder, diminuir a emissão de títulos (dívida interna) e diminuir ou acabar os gastos públicos como carnaval, parada gay, fórmula 1 (e eu adoro fórmula 1), com propaganda em tv e outras mídias e, como diria Hayek, com quem eu nem concordo muito, mas nesse ponto eu acredito nele: diminuir a interferência do Estado na economia, seja via BNDES, seja por impostos absurdos que vão ninguém sabe para onde e outros meios.

    E esse arrocho salarial não veio por causa da recessão econômica, criada pelo PT. Em São Paulo, a política de desvalorizar salarialmente o policial civil começou há décadas. A primeira pancada forte veio quando equipararam policiais civis à praça da PM, agora, mesmo com o fim dessa bizarrice, ainda não foram reenquadrados os salários segundo seus níveis e competências, sem falar na contínua desvalorização pela inflação.

    (4) E vou discordar sobre comparar militar e operário. A função do militar não é produzir, não é gerar bens ou lucro, não é uma atividade econômica viável. A carreira militar é uma necessidade de defesa nacional para quando os meios diplomáticos, jurídicos e políticos não funcionam, daí ficar tão incongruente Polícia ser Militar.

  27. O Cel Gambarini, CGPM SP é gente fina mas não era querido pelos oficiais LGBT. Eles estavam descontentes fazia tempo. Ahora conseguiram derrubar o homem.

  28. kkkkkkk ,realmente é o pais da piada pronta, com essa cara de fruta, kkkkkkkkkkkkk

  29. Amigos e colegas: não tinha a intenção, mas, o governo solicita…, pede até…; nos estertores da policia precisamos tomar ou criar um novo sindicado, essa coisa de sindicatinho assistencialista, peleguinho, “tira foto com xuxu” , venha comer e gastar no restaurante bosta chef, venha passar ferias na praia bostanhein, esta bem na hora de acabar com isso, aposentadoria aos 65 é o cu da mãe.!!!.

  30. Os comandantes da PC estão dormindo no ponto, não sei a quem interessa, mas já estão desenhando o fim da PC, já tem PEC saindo do forno.

  31. Para:

    exescravão disse:

    25/02/2017 ÀS 15:09

    (1) PSDB é social democracia – Partido da Social Democracia do Brasil. Nunca foi liberal. Países com mais liberdade econômica têm salários bem melhores. Quanto mais socialista ou social democrata, menor o salário.

    Então seria lindo se assim o fosse enquanto em outros países as lutas de trabalhadores produziu as políticas sociais democratas do bem-estar social aqui tempos um arremedo disfarçado através do nome, pensarmos que o PSDB seja realmente um partido de social democracia é aceitar a ideologia implícita por trás dos interesses de seus correligionários endinheirados. o Erro é proposital e semântico neste jogo de metalinguagem, mas a questão salário melhores com liberdade econômica não se limita ao fato do Estado desregulamentar a economia, mas sim a organização de forças trabalhistas e sindicais, não podemos delimitar a boa vontade da gestão. Também dizer que quanto mais socialista e social democrata menor o salário seria mais uma apaixonada colocação que uma análise fundamentada em fatos e dados corretos até mesmo por que países onde imperaram tais nomes nos jogos de palavras efetivaram a ilusão em detrimento de políticas públicas verdadeiras, vide Inglaterra pré Thatcher.

    (2) Eu discordo “neo”liberal, simplesmente porque não conheço qualquer novo fundamento no liberalismo.

    Realmente o liberalismo nada trás de novo, mas a leitura de neo liberal são justamente as reinvestidas do grande capital em relação ao modo e costumes sociais que nos trazem ao que somos hoje e tem inicio em meados dos anos 60-70 como resposta ao próprio Estado de Bem- estar social cujo expoentes sabemos ser Thatcher e Reagan nos Estados nacionais alinhados as políticas de desregulmentação total por parte do Estado em relação ao grande capital – algo muito semelhante ao que o PSDB faz e deveria deixar de fazê-lo caso seguisse simplesmente o signo de sua identidade- o neoliberalismo não se trata de algo novo e revolucionário, entretanto produz intimamente algo que não se produzia antes nos indivíduos o senso da desconstrução coletiva através do acentuado individualismo cuja satisfação se transcende no consumismo infindável, além do forte senso de que cada qual é capaz de fazer sua parte nas ideias voluntariosas que exprime através da lógica da participação cidadã o que permitiu uma desfragmentação das percepções de classes pelo fato de todos verem-se com iguais diante da máquina pública e na forma que esta deve ser conduzida, efeito o gigantesco número de ONGs e instituições que saqueiam o fundo público a beneficio de alguns. Se isto não faz parte duma nova guinada fundada na releitura mais prática e íntima do liberalismo poderia ser o que. Nem o iluminista mais positivista seria capaz de prever isso, na refundação do liberalismo.

    (3) Concordo com você que arrocho salarial não é a solução para crise econômica. Na verdade, vários liberais concordam também. E acredito que a solução para a crise é privatizar o que puder, diminuir a emissão de títulos (dívida interna) e diminuir ou acabar os gastos públicos como carnaval, parada gay, fórmula 1 (e eu adoro fórmula 1), com propaganda em tv e outras mídias e, como diria Hayek, com quem eu nem concordo muito, mas nesse ponto eu acredito nele: diminuir a interferência do Estado na economia, seja via BNDES, seja por impostos absurdos que vão ninguém sabe para onde e outros meios.

    Podíamos pensar que o arrocho salarial e o salarial elevado são em verdade dos princípios do mesmo sentido o da escravidão do trabalhador, ou seja, a forma como estamos habituados a pensar as relações de produção da sociedade capitalista ocidental judaico-cristã, entretanto passarmos por esta crítica seria fruto de um pensamento metafísico de um “si” que se quer sabemos se seria possível, mas aí caímos na mesma lógica quando levamos ao extremo de privatizar e desregular tudo algo também metafísico uma vez que o que ainda mantém as rédeas da sanha dos grandes capitais são as contra medidas cujo Estado é detentor, sem estas como seriam as coisas, nenhum Estado nacional está livre da ingerência sobre a economia, nem mesma a Meca da liberdade e livre iniciativa está, os EUA recomendam, mas sabe que isto é bom para os outros não para eles e suas guerras coloridas mundo a fora. quanto ao mérito do carnaval, paradas e fórmula não tenho ideia da coisa, porém em relação a propaganda nas mídias muito sagaz a sua colocação uma vez que eta a serviço de grupos econômicos moldando opiniões, basta lembrarmos os nomes de políticos e de suas propriedades televisivas.

    “E esse arrocho salarial não veio por causa da recessão econômica, criada pelo PT. Em São Paulo, a política de desvalorizar salarialmente o policial civil começou há décadas. A primeira pancada forte veio quando equipararam policiais civis à praça da PM, agora, mesmo com o fim dessa bizarrice, ainda não foram reenquadrados os salários segundo seus níveis e competências, sem falar na contínua desvalorização pela inflação.”

    Sim perfeito, mas a recessão não foi criada por um ou outro, mas fruto dum confronto ente divergentes na disputa pelo poder, observe as dicotomias e o que elas produziram para a base da sociedade que se alimenta de informações das mídias convencionais, veja o caso clássico do confronto entre FIESP e até então governo Federal petista deu no que deu.
    é tendencia geral a medida que as cidades têm se militarizado no sentido de dar respostas a crítica de movimentações trabalhistas efetivos que tem certa consciência de sua classe tendem a ser desvalorizados e até mesmo desprestigiadas e para tanto a melhor estratégia é afetar o bolso, some isso a desorganização sindical e ao forte senso carreirista que impõe a categoria tende a se desfragmentar e nas entrelinhas da sobrevivência e da procura do prestigio o efeito é o que temos hoje. Forte personalização que se perpetua, inclusive nas redes sociais e na disputa do campo de memória, por outro lado a via rápida de chicote nos que saem da linha como fator de amedrontamento geral e o fortalecimento do caráter político das nomeações em cargos de confiança geram o mecanismo final para permitir o a desvalorização salarial em paridade a inflação, a estrategia de alinhar e equiparar as categorias é formidável nas mãos do poder. Há alguns anos os coronéis tentaram isso, querendo obter equiparação ao judiciário em SP não conseguiram e levaram uma rasteira do tucanato, em outros estados temos notícias que conseguiram como é o caso de SC onde coronel recebe mais de 27 mil.
    Pois bem pode até parecer balela, mas se observarmos as classes que tem poder de intimidar o executivo e o legislativo são o judiciário e o MP e estas são intocáveis e inquestionáveis, mas a eficácia no tratamento ao policiais civis é tendencia de controle e poder e principalmente de desfragmentação deste no senso de classe.

    (4) E vou discordar sobre comparar militar e operário. A função do militar não é produzir, não é gerar bens ou lucro, não é uma atividade econômica viável. A carreira militar é uma necessidade de defesa nacional para quando os meios diplomáticos, jurídicos e políticos não funcionam, daí ficar tão incongruente Polícia ser Militar.

    Novamente caímos nos jogos semânticos, mas me lembro bem dumas apostilas de cursos de formação há algum tempo falando que a função da polícia era a de “produzir sensação de segurança”.
    Realmente nada produz no sentido do capital e das relações de produção, pelo contrário é o atributo máximo do Estado no exercício de seu direito exclusivo de proprietário do uso da violência. Mas o que seria o operário que não alguém que executa algo por um salário, ou soldo como preferir. Não necessariamente tendo que executar tarefas que sejam determinadas pelo comércio, mas sim relações que tenho estreita condição de subsistência, neste sentido resta a ideia de que operário é aquele cuja única propriedade que possui é tão somente a da sua força de trabalho para garantir a sua sobrevivência através da venda desta.
    Na metalinguagem exposta esquecemos que antes de ser um militar o sujeito é um trabalhador, logo um operário, não na acepção do que temos da palavra, mas na subjetividade do mesmo. Não é a toa que muitos dos que comandam se comportam como patrões detentores da coisa pública como se particular fosse.

  32. Difícil mesmo é ver mulher de político ir aos EUA para passear e ver alguém morrendo porque precisa de $ 100.000,00 para retirada de um tumor naquele mesmo país (EUA ).

  33. O cargo de Comandante Geral, nada mais é que um cargo Politico ou o Coronel dança conforme a musica ou será trocado, por outro cão adestrado na Academia do Barro Branco, e muito fácil verificar a insatisfação da tropa a qual já esta a 03 anos sem se querer ter um reajuste salarial porém as cobranças só aumentam…Ninguém trabalha de graça. Qual a motivação da tropa com salario defasado,todos dizem que sua vida não tem preço porém a do PM do estado de São Paulo sua vida vale por mês R$2.500,00.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s