Capitão PM bate em suposta maconheira e foge covardemente para não ter que se explicar ao Delegado de Polícia 57

Casal é agredido por capitão da PM em praça de Santos

À paisana, o oficial agrediu um fotógrafo e uma designer após um deles ter sido flagrado fumando um cigarro de maconha

EDUARDO VELOZO FUCCIA – A TRIBUNA DE SANTOS 
19/04/2017 – 07:24 – Atualizado em 19/04/2017 – 08:06
A designer sofreu lesões na perna, no quadril
e no cotovelo (Foto: Reprodução)

A pretexto de reprimir o consumo de maconha, que é crime, um capitão da Polícia Militar agrediu um casal de jovens, em uma praça de Santos, e cometeu um delito tão ou mais grave do que a infração a ser inibida.

Formulada por uma designer, de 24 anos, e por um fotógrafo, de 22, a denúncia recai sobre o capitão Michael Douglas Morais. Lotado no 6º BPM/I, o policial estava de folga e à paisana.

O fotógrafo relatou que estava com a designer na praça em frente ao Sesc, na Aparecida, por volta das 20 horas da última sexta-feira, quando acendeu um cigarro de maconha para ele fumar.

Neste momento, ainda conforme o rapaz, surgiu o capitão. Sem se identificar, conforme o rapaz, o oficial teria dito: “Vou pedir educadamente. Vão fumar maconha em outro lugar”.

No entanto, após a solicitação, conforme os jovens, o capitão desferiu um tapa no rosto da designer, que quase caiu. Ao se levantar para defender a amiga, o fotógrafo alegou ter levado um soco no rosto do, até então, desconhecido.

Momentos depois, quando o casal preparava-se para ir embora, o capitão deu uma “rasteira” na designer, que sofreu uma queda e lesões na perna, no quadril e no cotovelo esquerdos. Ela também disse que foi “ameaçada de morte”.

Agressão ocorreu na última sexta-feira, na praça localizada em frente ao Sesc (Foto: Carlos Nogueira)

Dois policiais militares que estavam nas imediações em uma viatura foram acionados, sendo-lhes apontado pelas vítimas o autor das agressões. O capitão aproveitou esse momento para entrar em um carro particular e ir embora.

Revoltado com as agressões, o fotógrafo estava bastante agitado e foi algemado. Ele admitiu aos policiais militares a sua intenção de fumar maconha no local, sendo achados no bolso de sua bermuda dois gramas da erva.

Na Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde estava de plantão a equipe do delegado Marcelo Gonçalves da Silva, os dois PMs que atenderam a ocorrência identificaram o agressor como sendo o “capitão Michael, do 6º BPM/I”.

O delegado Gonçalves registrou boletim de ocorrência para apurar a “lesão corporal dolosa” (agressão) atribuída ao capitão e elaborou termo circunstanciado (TC) de porte de droga, no qual figura como autor o fotógrafo. Este delito será apurado pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim).

A Tribuna entrou em contato com a Polícia Militar para que ela se manifestasse sobre o episódio, mas ainda não obteve retorno. Indignado com o ocorrido, o pai da designer disse que cobrará da corporação a adoção das medidas disciplinares cabíveis, além daquelas de âmbito criminal.

  1. Eu sei que o assunto não é esse, mas dessa vez a casa caiu para a pm da cidade de Botucatu interior de São Paulo.

    As duas reportagens abaixo se dizem respeito a um rapaz que teve o seu corpo queimado por um ferro de passar roupa, queimadura praticada, segundo a vítima, por quatro policiais militares e entre um deles um tenente.

    Um outro oficial, como vocês podem ver na reportagem, afirmou que o caso inicialmente seria tratado como lesão corporal, se enganou comprade!

    Nesse mesmo momento que estou digitalizando o meu post (12:53 hrs de 19/04/2017), fui informado por um amigo de que o ouvidor da polícia do estado de São Paulo está pessoalmente naquela cidade com uma equipe para apurar favorecimento que está sendo imposto a favor dos pms nas apurações, não só no ipm como também em dois, isso mesmo, em dois inquéritos policiais ministrado pelo segundo DP e um outro pela delegacia da mulher já que outros menores também foram espancados pela equipe da pm que sequer apresentou a ocorrência por medo do que haviam praticado.

    Assim que eu receber a reportagem que o ouvidor fez para a tv Globo daquela região, estarei postando aqui no Flit.

    http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2017/03/jovem-tem-queimaduras-com-ferro-de-passar-durante-abordagem-da-pm.html

    http://www.portalternurafm.com.br/noticias/regional/jovem-tem-queimaduras-com-ferro-de-passar-durante-abordagem-da-pm/8101

  2. Ah, esse capitão fugiu é.

    Tá, então esperem o post que farei daqui um pouco sobre os pms de uma cidade do interior.

  3. CERTISSIMO GUERRA, SE FOSSE DELEGADO ENTAO, TERIA INDICIADO O TAL OFICIAL, E COLOCADO A SUPOSTA MACONHEIRA NO PROGRAMA DE PROTECAO A TESTEMUNHA, NADA MAIS QUE A APLICACAO DA LEI, NO FINAL DAS CONTAS FODA-SE A SOCIEDADE NAO E ? BRASIL BRASIL BRASIL, ONDE PAU QUE NASCE TORTO DEVE SER IDOLATRADO.

  4. PARECER DE UM LIBANES . LE MOROU UM TEMPO EM SAO PAULO, DEPOIS VOLTOU PARA LIBANO. A IMPRESSAO SOBRE A SEGURANCA PUBLICA FOI, ……A PM MATA TUDO QUE ANDA, SE ARRASTA OU VOA, JA A CIVIL E CAREIRA DEMAIS.

  5. A Pm não leva uma ocorrência relevante na delegacia de longa data, é só usuários de droga é furtadores de porcaria, tá explicado cada a violência do oficial,é fácil ser valentão com pé de chinelo, ladrão bom não vai pra delegacia, o habeas corpus é dado na rua

    Esse vai ser o futuro da segurança pública no Brasil com a Pm assumindo dentre em breve as nossas funções em razão da nossa extinção por falta de efetivo, muita porrada em ladrão pobre e muitas resistências de mais ladrões pé de chinelo

  6. “o pai da designer disse que cobrará da corporação a adoção das medidas disciplinares cabíveis, além daquelas de âmbito criminal”
    Sei que não é o caminho, pois se formos bater em todo mundo que está fumando maconha na rua vai faltar braço, mas o incompetente tem uma filha maconheira e ainda tem a coragem de se manisfestar e exigir providencias? A sociedade deveria exigir providências também pela sua falta de pulso na criação da sua filha, pois ninguém é obrigado conviver com maconheiro no meio da rua.
    Se fosse minha filha que tivesse apanhado por estar fumando maconha na rua eu iria agradecer o “agressor”!

  7. Ele não conheceu muito bem a Pm, ela às vezes é careira, às vezes merrequeira, tudo depende do cliente e da necessidade

  8. No último dia 14 de abril a cidade de Botucatu/SP fez aniversário e o presente dado pela polícia militar foi trazer o ouvidor das polícias e um promotor de outra cidade para apurar as ocorrências de abuso praticada por eles mesmos da pm.

    Agora falta apenas os nomes dos envolvidos já que um deles se trata de um segundo tenente.

    http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/tem-noticias-1edicao/videos/t/edicoes/v/ouvidoria-denuncia-tortura-por-parte-da-policia-militar/5812256/

  9. O cara sabe que é crime e resolve cometê-lo em plena praça pública… bom, deveria ter apanhado mais… os dois maconheiros…

  10. Sextavado, essa época que você tanto ama já passou. Vivemos em outro momento histórico, onde a PM não tem mais espaço e, claro, oficiais como você, com essas ideias virarão peça de museu.

  11. QUE GOZADO,

    NA POSTAGEM DAS 12:57 HRS EM UMA DAS ENTREVISTAS DADA PELO capitão oficial DA pm, ELE DIZ QUE INICIALMENTE EM SEU INQUÉRITO ADMINISTRATIVO O CASO SERIA TRATADO COMO LESÃO CORPORAL, O ESTRANHO É QUE A EQUIPE DA pm NÃO APRESENTARAM NINGUÉM NESTA MESMA DATA NA DELEGACIA E O CASO VEIO A PÚBLICO ATRAVÉS DAS VÍTIMAS.
    ENTÃO NÃO SERIA INVASÃO A DOMICÍLIO E TORTURA?

    NA POSTAGEM DAS 14:15 HRS, O ENTREVISTADO É O OUVIDOR DAS POLÍCIAS QUE ESTAVA NA CIDADE DE BOTUCATU/SP E AFIRMA QUE FOI ENVIADO PELO PROCURADOR GERAL DA JUSTIÇA UM OUTRO PROMOTOR DE OUTRA CIDADE PARA ACOMPANHAR O CASO.
    E OS PROMOTORES DESTA CIDADE DE BOTUCATU/SP NÃO SÃO CONFIÁVEIS?

    EU JÁ ENTENDI, ELE TAMBÉM DISSE QUE OS DELATORES CONHECEM DETALHES QUE SOMENTE QUEM ESTÁ LÁ DENTRO (DA POLÍCIA) SABERIA EM RELAÇÃO AO OCORRIDO; CARAMBA, QUE GOZADO!

    O OUVIDOR TAMBÉM AFIRMOU QUE HAVIA ORDENS PARA QUE NINGUÉM (OS pms) FOSSEM INDICIADOS.
    SERÁ QUE A LEGÍTIMA AUTORIDADE POLICIAL (DELEGADOS) AINDA NÃO FEZ ISSO?

    HÁ TAMBÉM, SEGUNDO O OUVIDOR, DIVERSAS OUTRAS DENÚNCIAS CONTRA A pm LÁ EM BOTUCATU/SP.

    VIXE, PRO CARA IR ATÉ LÁ É PQ ESTÁ FEDENDO PODRE TUDO ISSO!

  12. Os tempos estão loucos…
    Dias desses, em um coletivo da Av. Paulista para o Itaim (ônibus bacana, ar condicionado, wi-fi, tomada USB), próximo ao Parque Ibirapuera embarca um Hipster, e lá perto da JK com a Bandeira Paulista ele saca um CHARUTO de maconha dentro do coletivo, confere o “aperto” e leva o “tabaco” à boca. Vira para um lado, para o outro… Todo mundo olhando sem acreditar. Desce próximo à Faria Lima com o “CHARUTO” debaixo da fuça, para “causar” mesmo.
    Quantos “di menô” (uns miseráveis usados e abusados pela sociedade) não foram empregados na linha de produção/comercialização do passatempo do Hipster?
    Imagine se a Policia (Militar ou Civil) resolve dar uma “chamada” no cabra naquela região… Vai chover gente contra a Polícia.

  13. Perfeitamente, mas mesmo assim, prefiro continuar dando uns petelecos nos maconheiros na pista…

  14. Parabéns ao Capitão! Meus respeitos! Brasileiro médio VaGabundo adora defender estas bandeiras: gayzismo, feminismo, aborto, drogas e outras porcarias mais. Parabéns, Capitão!

  15. Fo.dam.se todos os maconheiros.
    Por que a patricinha e o estudante não fumaram essa droga na biqueira?
    P.a.u no c.u desses noias de Mer.da

  16. Justificar a pratica de combater um crime cometendo outro ???
    Vai mudar o mundo isso ?
    Se for na periferia, Capão Redondo, o capitão faria o mesmo ?
    Libera logo essa porcaria, fuma quem quer. Bebida alcoólica mata mais que qualquer outra droga.

  17. Bom, primeiramente, o pai da tal da “designer” e que p., faz uma designer? Não importa, ainda sou Policial Civil, com um pé na aposentadoria, mas, capitão, o Sr. Está corretíssimo, nessa merda de país: criminoso vale mais que a polícia, bandido tem cadeira cativa, corrupto tem mais respeito que o homem popular e para encurtar os desonestos gozam muito mais de respaldo do que o cidadão comum… quer fumar maconha, vagabunda e vagabundo, vão fumar na ponte que caiu, de preferência embaixo dela, antes que ela desabe… kkk

  18. Acabei de postar uma nota elogiando o capitão e nem foi publicada… não vou mais almoçar, nem tomar café e nem ser feliz… bbuuuahhh!

  19. Por que “suposta” maconheira se teve a apreensão da droga e no próprio histórico o cara confessou que acendeu um cigarro de maconha ?

    Embora eu seja contra o oficialato por outros motivos, não creio que ele agrediria “de graça” os dois.

  20. AHHH NÃO, ESSA pm NÃO TEM JEITO MESMO, VÁ TOMANDO O NARIZ MEU!

    OLHEM QUE ESTÓRIA LOUCA ACABOU DE CHEGAR E ACONTECEU NESSE BATALHÃO DA CIDADE DE BOTUCATU QUE ESTÁ RELACIONADA A POSTAGEM DO COLEGA QUE POSTOU OS VÍDEOS DA PRESENÇA DO OUVIDOR DAS POLÍCIAS HOJE NESSA CIDADE.

    HÁ DOIS ANOS ATRÁS (2015), UM cabo JUNTAMENTE COM UM soldado CHEGARAM PARA TRABALHAREM EM UMA DAS companhias COMANDADA POR ESSE batalhão.

    NO ALOJAMENTO (NÃO AQUELE QUE O JACARÉ SEM DENTE GOSTA DE FREQUENTAR NÃO) O SOLDADO PERCEBEU QUE O SEU ARMÁRIO ESTAVA ABERTO E JUNTO COM O CABO ENCONTRARAM UMA PORÇÃO DE MACONHA NO INTERIOR DESSE MESMO ARMÁRIO; ESSE ENTORPECENTE FOI ENTREGUE PARA UM sargento QUE ESTAVA ALI PRÓXIMO E CONSEQUENTEMENTE O ENTORPECENTE FOI ENTREGUE PARA UM tenente QUE “COMANDAVA” AQUILO LÁ.

    APRESENTAR DE IMEDIATO NO DP JAMAIS, NÉ?

    DEPOIS DE ALGUNS DIAS, ESSE MESMO ESTABELECIMENTO RECEBEU A “DESAGRADÁVEL” VISITA DE UMA EQUIPE DA CORREGpm QUE CHEGOU DE SURPRESA E NA PRESENÇA DO TENENTE, UM MAJOR DA CORREGpm DESFERIU UM GOLPE DE FACA EM UM SACO DE BOXEADOR QUE MANTINHAM ALI PARA “TREINAMENTO” E PARA A “SURPRESA” DE TODOS HAVIA UMA GRANDE QUANTIDADE DE ENTORPECENTE ALÉM DA QUAL FOI ENCONTRADA NO ARMÁRIO DO soldado, TAMBÉM HAVIA OUTRAS COISAS ALI QUE NEM É BOM ENTRAR EM DETALHES E LEVADA PELA EQUIPE DA CORREGpm, MAS PODEM TEREM A CERTEZA DE QUE AS ARMAS QUE FORAM SUBTRAÍDAS DA ROTA NÃO TINHA NENHUMA NÃO.

    FINAL DAS CONTAS, O TENENTE JÁ NÃO TRABALHA NAQUELA REGIÃO E ESTÁ EM UM batalhão PRÓXIMO DE JANDIRA, SÃO ROQUE OU ARAÇARIGUAMA PROVAVELMENTE AGUARDANDO UMA PROMOÇÃO PARA GENERAL DA pm.

    SE ALGUÉM DAQUELA REGIÃO PUDER ESCLARECER OUTROS DETALHES EM RELAÇÃO A ESSE FATO, POR FAVOR!

    SERÁ QUE AS IRREGULARIDADES QUE VÊM OCORRENDO NAQUELA REGIÃO E FOI DITO HOJE PELO OUVIDOR NÃO SE TRATA DESSE “P4” QUE FOI ENCONTRADO LÁ NÃO?

    AHHH pm pm pm pm pm pm pm, ASSIM O CICLO COMPLETO NÃO SERÁ APROVADO NÃO HEIN!

  21. TROUXA, TOMARA QUE TE FILMEM FAZENDO ESSAS ATITUDES TÍPICAS DOS COXAS

  22. Não vai dá nada ao marajá da meganha, esqueceram que eles nunca erram ?? Agora casalzinho de maconheiro que denunciaram nunca mais conseguirá dormir em paz.

    IH QUE ISSO MICHAEL DOUGLAS, NUNCA MAIS EU VOU DORMIR, NUNCA MAIS EU VOU DORMIR. 🎼🎼🎼🎼🎤🎤🎤🎤🎤

  23. ÉHHH, JÁ ACHEI AQUI NO G1.

    A COISA É MUITO MAIS PODRE DO QUE IMAGINÁVAMOS.

    ACIMA EU POSTEI O CASO ONDE FOI ENCONTRADO A DROGA DENTRO DO ARMÁRIO DO soldado, OLHEM VCS QUE COINCIDENTEMENTE A CIDADE É A MESMA (LARANJAL PAULISTA) QUE É SUBORDINADA AO batalhão DE BOTUCATU E ONDE ESTÃO INVESTIGANDO UMA SUPOSTA EXECUÇÃO DE UMA OUTRA PESSOA QUE TERIA SIDO MORTA POR POLICIAIS militares.

    CARALHO, A DENÚNCIA FOI FEITA POR POLICIAIS militares QUE PROVAVELMENTE NÃO AGUENTAM MAIS TANTA VIOLÊNCIA PRATICADA PELA PRÓPRIA POLÍCIA militar.

    Por G1 Bauru e Marília
    19/04/2017 15h52 Atualizado há 3 horas
    Policiais denunciam ordens de tortura e execução contra traficantes na região de Botucatu, diz ouvidor
    Caso de jovem queimado com ferro de passar durante abordagem policial está entre as denúncias. Morte de suspeito de assalto em Laranjal Paulista também é investigada.

    O ouvidor da Secretaria de Segurança Pública Júlio César Neves esteve em Botucatu (SP) nesta quarta-feira (19) para denunciar ao Ministério Público suspeitas de crimes de abuso de autoridade e de tortura cometidos pela Polícia Militar. Dois casos nas regiões de Bauru e Itapetininga fazem parte dessas denúncias. Em Botucatu, um jovem acusou policiais de causarem queimaduras de 2º e 3º graus nas suas pernas com um ferro de passar e, em Laranjal Paulista, um homem foi morto durante troca de tiros após assaltar um posto de combustíveis.
    Segundo o ouvidor, as denúncias teriam partido de integrantes da própria corporação. “Essas denúncias relatavam situações gravíssimas que acontecem na região de Botucatu e Laranjal Paulista. Nós tivemos denúncias de policiais militares da região de Botucatu e de Laranjal Paulista que estavam recebendo ordens para agir dessa maneira, até para matar”, afirma.
    As ordens seriam de superiores da PM para subordinados, de acordo com ouvidor. “Essas denúncias são obviamente de policiais militares porque eles relataram de uma forma que só eles conhecem. A ouvidoria está pegando todo protocolo, mandando para a promotora para que mande investigar se foi só um crime de resistência ou se foi um homicídio mesmo. Nós queremos que isso seja bem investigado”, explica.
    A Corregedoria da Polícia Militar abriu uma investigação para apurar a conduta dos policiais durante a abordagem do jovem, de 18 anos, em Botucatu, em março deste ano. Já sobre a morte do homem durante troca de tiros em Laranjal Paulista, a PM não se posicionou até a publicação desta reportagem.

    Morte após assalto
    Um homem suspeito de roubar um posto de combustíveis em março deste ano, em Laranjal Paulista (SP), morreu supostamente após trocar tiros com a PM. Na época, a polícia informou que o homem teria roubado um posto no centro e fugido a pé. Uma equipe foi chamada e o encontrou no trevo de acesso da Avenida Prefeito Hermelindo Pillon, na Vila Zalla. Ainda segundo a polícia, ao ver a viatura o homem teria começado a atirar e houve troca de tiros.
    O suspeito ainda teria fugido por um matagal, mas depois foi encontrado morto em um ribeirão. No local, foram apreendidos uma máscara, um boné, um revólver calibre 38, 12 cartuchos, R$ 215 em dinheiro e uma porção de cocaína, segundo a polícia.

    Caso de tortura
    Em março, um jovem de 18 anos ficou ferido e teve queimaduras de 2º e 3º graus causadas por um ferro de passar. O auxiliar de serviços gerais Kennedy de Souza Fernandes conta que as marcas são resultados de agressões feitas por policiais militares que entraram na casa dele em busca de drogas.
    Ele diz que os policiais não encontraram nada de ilícito e por isso começaram a torturá-lo. Um dos policiais teria usado um ferro quente para machucá-lo.

    http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/policiais-denunciam-ordens-de-tortura-e-execucao-contra-traficantes-na-regiao-de-botucatu-diz-ouvidor.ghtml

  24. PM sem a farda, costuma agir como barata tonta.

    (Ok, fardados também, mas aí é sempre em bando e a versão é melhor combinada)

  25. Kkkkk, foda-se..tapa na cara mesmo, se esboçar reação toma tiro !!

  26. BAURU E MARÍLIA Bauru e Marília
    BUSCAR

    MENU
    BAURU E MARÍLIA Bauru e Marília
    REDE GLOBO/TEM Noticias 2ª Edição
    Policiais denunciam ordens de tortura e execução contra traficantes na região de Botucatu

    http://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/tem-noticias-2edicao/videos/t/edicoes/v/policiais-denunciam-ordens-de-tortura-e-execucao-contra-traficantes-na-regiao-de-botucatu/5813568/

    Quem são os comandantes?

    Não foi nesse lugar que o Roberto Anibal foi seccional durante um tempo?

  27. 4 ANO SEM REAJUSTE SALARIAL E MUITO POLICIAIS EM TRABALHO ANÁLOGO A ESCRIVÃO ESSA É A POLÍCIA CIVIL.

  28. Não adianta Oficial Militar, bem como praças militares e agentes dá autoridades tem que dá explicações a delegados. Este é o sistema doa a quem doer. Delegado não é polícia e majura. O
    resto é polícia. 🚓🚔🚒

  29. Nada contra sua resposta, afinal escolhido cargo de escrivão, mas o que faço na semana, nenhum tira desta cidade faz em 60dias. Digo mais, creio que devam existir excelentes investigadores por aí, mas a vida me reservou conviver somente com os especiais..

  30. Tem que ter pena de morte para os maconheiros, crackeiro e cocaineiro, assim iria acabar com os traficantes

  31. Alguém sabe algo sobre corrupção do vice-almirante Othon, o pai do programa nuclear brasileiro?

    Ele foi condenado em primeira instância, na Lava Jato, a quarenta anos de prisão.

    Achei muito estranho.

    Ele embolsou dinheiro? Deu a algum partido? Ou estava comprando centrífugas ou outros equipamentos no mercado negro?

  32. São esses ‘inocentes’ maconheiros que sustentam o crime, traficantes arrecadam dinheiro, ai compram armas e fazem coisa pior, porra sociedade de hipócrita de merda tomem vergonha, ou libera logo e taxa tudo ou bota pra fuder.

  33. Pior erro é botar a culpa no usuário. Erro é não termos uma política séria sobre o assunto. Álcool e tabagismo mata muitoooo mais e são legalizadas e tributadas, o que hera empregos e contribuições acima da média.
    Legaliza essa porra e tributa. Não irá acabar com o tráfico, mas com certeza irá quebrar as pernas.
    Descontar nossas frustrações nos usuários é burrice. A culpa são de nossas leis e interesses ocultos.
    Entorpecer seus sentidos com álcool é mais louvável do que entorpecer com fumaça?

    Quanto ao post o capitão deveria levar uma naba e um pé na bunda. Bater em mulher e maconheiro mostra bem o quão homem ele é.
    Detalhe usar droga é contravenção, ou seja, nem chega a ser considerado crime. Talvez tenha tentado utilizar o termo crime anão, para dizer que usar droga é crime. Inclusive a Autoridade Policial pode até mesmo advertir o usuário com malefícios da droga e nem chegar a formalizar o T.C.

    Quem aqui não conhece colega usuário ou familiares e amigos que faz uso de entorpecentes?

    Não uso drogas, mas querer botar tudo nas costas do usuário é errado e muitas vezes hipócrita.

  34. Engraçado. Cada vez mais maconheiros ocupam lugares públicos, principalmente na orla da praia, e fumam aquela porcaria na frente de todas as pessoas, inclusive crianças que alí estão brincando. Todo mundo sabe que são folgados, insolentes e não respeitam mais nada e ninguém. Um policial pede que deixem o lugar e provavelmente recebeu uma ” educada resposta ” como só os manos sabem. E o policial que está errado?? Realmente banana come o macaco. A hipocrisia geral domina. Pegue a sua família e vá passear no meio desses maconheiros.

  35. O uso de de droga só é considerado contravenção penal por única e exclusiva política criminal do legislador , não é porque tudo que é questão de menor potencial ofensivo vamos tirar a responsabilidade do infrator e camoniza lo, ninguém gosta de uma rodinha de maconheiro na porta de sua casa e ao invés de ser homem e debater com o simples maconheiro , liga 190, orasssss!!!!! Se o maconheiro é um ser tão indefeso , quase uma vítima da sociedade, então não reclama caralho, e atura essa.merda . O capitão fez o que muitos não tem coragem , o que muitos olham a ficam com medinho de falar para o vagabundo apagar o cigarro de maconha . Agora o casal de pilantras serão canonizados e o policial vagabundo . O brasil tem amuito técnico de futebol e especialista em segurança pública , muito policial bunda mole criticando o pm pelo feito , so quem trabalha na rua sabe como é enfrentar essa raça de pilantra , por isso não bato um prego na rua .

  36. O capitão é chamado de covarde pelo mesmo Flit que apagou o post que falava do solerte (segundo o Flit) radialista. O que houve com tamanha valentia?

  37. quando eu falo que aqui no brasil o rabo ta abanando o cacchorro..
    ninguem acredita…. né ?????????????????????????
    nenhum maconheiro jamais tera o meu apoio……………….. eu quero que eles se explodam no inferno….

  38. drogados viciados tem mais é que se ffffuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu..

    que se enterrem nas drogas………………..

    não é isso o que eles querem ????????????????????????..

  39. Como eu não estava presente, com certeza o mike , independente da patente, deve ter recebido uma resposta daquele jeito. Prá mim agiu certo!!!! Agora a família do maconheiro vai ficar enchendo o saco querendo punir o policial. Antigamente, os pais de ambos acabariam de quebrá-los em casa.

  40. Tenho nojo de maconheiro e usuário de drogas em geral. Raça fdp que denigre uma sociedade.

    Por mim morreria tudo!!! Os lazarento sabem que hj em dia a lei os trata como doentes e ficam se fazendo de vitima!

    Outro dia no semáforo uma moça veio ate mim vestuda em uma camiseta de uma associação de apoio a viciados pedindo uma colaboração.

    Eu respondi: Menina , nao vou nem levantar a hipótese de que seu pedido seja 171. Vou acreditar que realmente trate-se de uma associação com esta finalidade. Olha, se o futuro da sua associação depender de mim vcs estarão na bosta

    O usuário so esta fundido pq ele quis. Ninguém meteu po no cheirador dele a força.
    Ninguem fez ele usar pedra a força. Ele so esta nesta merda pq e um grande cabeça vazia. Entao eles que se foram

    Desculpe a minha franqueza, mas nao verão 1 centavo meu!!

  41. Qual o nome do filme?…..Michael Douglas em “Um dia de fúria”.

  42. SINDPESP apoia delegado ameaçado por PMs no Tocantins

    O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo vem a público repudiar o fato ocorrido em 21 de abril de 2017, em Paraíso do Tocantins, no Estado de Tocantins, onde 16 policiais militares fortemente armados e comandados pelo Capitão PM Fernando e pelo Tenente PM Albuquerque invadiram o gabinete do Delegado de Polícia e, em nítido abuso de poder, decidiram, juntamente com outros 14 policiais subordinados, negar atendimento a um ofício de apresentação encaminhado pela autoridade policial.

    O fato se deu em razão da operação “Fructus Putres”, investigação presidida pelo Delegado de Polícia Cassiano Oyama, do 2° DP de Paraíso do Tocantins, em que o Poder Judiciário, por meio de representações realizadas pela própria autoridade policial, concedeu ordem de prisão temporária para dois policiais militares do serviço reservado (“P2”) do Batalhão da PM local, bem como mandados de busca e apreensão para serem cumpridos dentro do quartel, especificamente, nos armários dos investigados, diante da suspeita de que praticavam tráfico de entorpecentes, comércio de arma de fogo de procedência ilícita, entre outros crimes.

    No cumprimento dos mandados, com a presença de um membro do Ministério Público Estadual, dada sua gravidade, foi localizado no armário destes PMs vasto material probatório das condutas criminosas investigadas, como crack, maconha e cocaína.

    A Polícia Militar deve cumprir com sua função constitucional, que é preservação da ordem pública por meio de patrulhamento ostensivo. A atividade do serviço reservado (“P2”), em tese, deve se restringir à obtenção das informações de inteligência e, excepcionalmente, na investigação de crimes militares. No entanto, há nítida afronta ao ordenamento jurídico e desvio de atribuição se militares investigam civis ou se se utilizam de meios ilícitos para alcançar o objetivo de prender pessoas, criminosas ou não.

    O Delegado de Polícia, agindo em consonância com as atribuições que lhe foram conferidas e, dentro da legalidade existente em um Estado de Direito, cumpriu os mandados, prendendo os policias militares e apreendendo os elementos necessários para a comprovação da materialidade das infrações penais praticadas.

    Objetivando dar continuidade às investigações, o Delegado oficiou o comando da Polícia Militar para que apresentasse os dois policiais para serem ouvidos, fato que não ocorreu. Em nítido desrespeito ao cargo de Delegado de Polícia, à Justiça e ao Estado de Direito, os militares resolveram, em nítida prática do crime de coação no curso do processo (art. 344 do Código Penal), entrar na Delegacia de Polícia fortemente armados com fuzis e outros armamentos a fim de impedir que o Delegado de Polícia exercesse legalmente suas funções, informando que os PMs não seriam apresentados.

    Por tais motivos, o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (SINDPESP) apoia, irrestritamente, o Delegado de Polícia Cassiano Oyama que, mesmo sabendo do comportamento previsível e abusivo da Polícia Militar, agiu de acordo com a lei e em consonância com suas atribuições legais e constitucionais.

    São Paulo 21 de abril de 2017

    Raquel Kobashi Gallinati
    Presidente do Sindpesp

  43. O Jornal SPTV veiculado pela Rede Globo nesta noite de 21/04/2017, repercutiu mais um caso de “ASSASSINATO” estilo PPP(preto, pobre, da periferia) praticado por uma guarnição da PM na zona sul.

    Desta feita não houve o recorrente jargão de que o meliante fez menção de atirar e não acatou a ordem legal de parada, a barbárie foi na base da porrada.

    Gostaria que o Comandante da PM de Rio Preto e o Elias Miler fossem explicar à mãe da vítima que investigações da própria PM apontam que a vítima por diversas vezes golpeou com a cabeça a coronha das armas dos PM’s, bem como o bico de suas botas comandos e, em decorrência dos fato, teve autolesão com êxito letal.

    ABUSO DE AUTORIDADE é isso Coronel, não é a Polícia Civil investigar crime doloso contra a vida, rotulado por VExª como crime militar, praticado por policial militar.

    Me ajuda aí coronel.

  44. A melhor história é que a pode ferrar os policiais. Esta dá ibope. Ou seja, não importa que os vagabundo estivessem fumando maconha na frente de crianças, próximo a parques ou escolas. O que importa é que o policiai fez isso ou aquilo com os santinhos. Estamos perdidos.

  45. Ainda bem que nas polícias não existem viciados em drogas ilícitas. Ainda bem.

  46. “O fotógrafo relatou que estava com a designer na praça em frente ao Sesc, na Aparecida, por volta das 20 horas da última sexta-feira, quando acendeu um cigarro de maconha para ele fumar.”
    O FOLGADO ASSUME QUE IRIA USAR DROGA ALI, NO MEIO DA RUA, E DANE-SE A LEI E OS CIDADÃOS DE BEM.
    ““Vou pedir educadamente. Vão fumar maconha em outro lugar”. No entanto, após a solicitação, conforme os jovens, o capitão desferiu um tapa no rosto da designer, que quase caiu. Ao se levantar para defender a amiga, o fotógrafo alegou ter levado um soco no rosto do, até então, desconhecido.” FALTOU AQUI A PARTE ONDE O MACONHEIRO, FOLGADO POR NATUREZA (E MAIS PELO USO DA DROGA) DESDENHOU OU XINGOU O POLICIAL (pois ele não sabia que era um).
    Se o cara realmente bateu na mulher, aí nessa eu concordo que errou feio. E é complicado lidar com maconheiro.
    Infelizmente o policial perde a condição de CIDADÃO COMUM diante da lei e da sociedade. Ali ele agiu como cidadão comum incomodado.
    Fosse um cidadão comum, irritado com a folga do maconheiro, teria pedido pro cara vazar, o cara iria ignorar (foi o que aconteceu) e ele poderia bater a vontade, sendo um paisano, um comum.
    Quer usar droga, quer andar nu, quer fazer seja lá o que for? NO MÍNIMO, é de bom tom que faça isso EM CASA, sem perturbar os outros. Porque o maconheiro ou sua namoradinha não estavam usando droga EM CASA? É crime? SIM. Mas teria um desfecho diferente, na verdade ninguém nem tomaria conhecimento.
    O problema é que nego quer escrachar, quer causar na rua, cheio de direitos e nenhum dever.
    Para a moça fica a certeza de que andar com maconheiro é mal negócio, pois o cara sequer teve hombridade ou condições de defendê-la, que pelo jeito apanhou pior que cachorro.
    Gente burra tem que pagar, os drogados pela sua folga e cara de pau, e o PM pelo seu descontrole.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s