Deputados, advogados, assessor do vice-governador e jornalista são alvos de escutas fraudulentas executadas pela PM 25

ARAPONGAGEM PANTANEIRA

Deputados, advogados, assessor do vice e jornalista são alvos de escutas ilegais em MT

Gaeco arquivou procedimento, mas PGR manteve investigação que será mostrada no Fantástico

Da Redação

janainapatrocinio.jpg

Um amplo esquema de “arapongagem” envolvendo autoridades no Estado teria contado com a participação de agentes do Setor de Inteligência da Polícia Militar. As escutas telefônicas ilegais em Mato Grosso são investigadas pela Procuradoria Geral da República e serão tema de uma reportagem especial do programa Fantástico, da Rede Globo, prevista para ir ao ar no próximo domingo (14).

FOLHAMAX teve acesso com exclusividade a um trecho da investigação. O esquema tinha origem no setor de investigação da Polícia Militar de Mato Grosso.

Oficialmente, a PM tratava como alvo uma quadrilha especializada em tráfico de drogas.

A PM pediu em 2014 autorização a um juiz que atuava na comarca de Cáceres, região da fronteira com a Bolívia. Hoje, o magistrado está atuando na capital.

Em meio a uma lista de possíveis traficantes, estavam números de políticos, empresários, médicos e outras pessoas que sequer teriam relação com o esquema ilícito. Essas pessoas tinham “codinomes” quase que semelhantes aos seus nomes originais.

O magistrado, ao ler o teor da investigação policial, autorizava as escutas contra todos os alvos. O relatório aponta que o magistrado não teria conhecimento do esquema, conhecido como “barriga de aluguel”, em grampos.

Além de casos relacionados a quadrilha de tráfico de drogas, o grupo também utilizou uma investigação contra assaltantes de supermercados para grampear números de políticos. Esta inclusão de novos nomes ao sistema de arapongagem aconteceu em meados de 2015.

Um dos alvos do grampo ilegal foi a deputada estadual Janaína Riva (PMDB), oposição ao Governo do Estado. Ela atendia pelo codinome “Janir” e teve dois números grampeados. “Esses interlocutores vêm fomentando consideravelmente a mercancia de drogas em nosso Estado, notadamente pasta base de cocaína oriundo de Cáceres e região, e notadamente os índices de violência na região Oeste de Mato Grosso, baixada cuiabana e região Sul do Estado, necessitando um maios acompanhamento do Estado”, justifica o relatório da PM no pedido de escuta telefônica.

A lista tem, pelo menos, 120 alvos das escutas telefônicas. Nos documentos, pode-se pode constatar números de telefones de deputados federais e estaduais, coronéis da PM e médicos.

Um dos assessores do vice-governador Carlos Fávaro (PSD) também está entre os “grampeados”. O relatório ainda aponta que a esposa de um deputado do PMDB, dezenas de assessores parlamentares também foram “grampeados”.

O jornalista José Marcondes, o “Muvuca” (PHS), também foi alvo sendo que agentes o monitoravam praticamente 24 horas por dia. Outro alvo é um vereador licenciado que ocupa uma secretaria na prefeitura de Cuiabá.

Um ex-servidora do Estado, com iniciais T.S, também foi grampeada. No entanto, o conteúdo de suas escutas devem integrar outro inquérito.

Ainda foram alvos das escutas três advogados. Um deles, José do Patrocínio, foi alvo durante a campanha eleitoral de 2014, quando tinha como clientes políticos do PMDB, e respondia pela coordenação jurídica da campanha de Lúdio Cabral (PT) do Governo do Estado.

Outro advogado “grampeado” trabalha como assessor de um desembargador de Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. O terceira atual na área ambiental.

Em entrevista ao FOLHAMAX, Patrocínio confirmou ter sido grampeado. Ele disse ter tomado conhecimento do esquema quando foi procurado pela equipe de reportagem do Fantástico. “Não tinha ideia de que isso ocorreu. Foram dois números em meu nome, sendo que um deles é do celular utlizado pela minha esposa. Isto é revoltante e irei tomar as medidas cabíveis”, declarou.

DENÚNCIA

O esquema chegou as autoridades por meio de uma denúncia anônima recebida pelo então secretário de Segurança Pública, Mauro Zaque, no final de 2015. Ele tratava de eventual existência de interceptações telefônicas clandestinas no âmbito da Polícia Militar.

De acordo com o Governo do Estado, a denúncia chegou a ser encaminhada ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), que decidiu pelo arquivamento por insuficiência de evidências. No final de 2016, a denúncia chegou a Procuradoria Geral da República, que deu andamento as investigações. Ele deve gerar um grande escândalo no Estado.

Na tarde desta quinta-feira, o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, pediu exoneração do cargo. Ele afirmou que voltará a atuar na advocacia e citou este caso.

Segundo o agora ex-secretário, a denúncia foi feita pelo ex-secretário de Segurança, Mauro Zaque, e se ex-adjunto Fábio Galindo. Em outubro de 2015, após receberem os relatos dos fatos, eles encaminharam a denúncia ao governador Pedro Taques.

  1. A Polícia militar em todo o Brasil se acha a ultima bolacha do pacote. Fazem grampos telefônicos sem aparato legal para isso. A algum tempo atrás noticiou-se que um batalhão do interior do estado de SP fez escutas (não se sabe se clandestinas). Nesse caso de Mato Grosso ao descobrirem a anormalidade foram procurar quem? O GAECO que come na mão deles.

  2. E existe interceptação contra civis, feitas pela pm que sejam legais? Nem as autorizadas por juiz São legais, pois eles só poderiam investigar os desvios de conduta dos próprios pm’s (coxas). Deveriam pedir a responsabilização do juiz que autorizou tais escutas junto ao CNJ.

  3. nao teve um problema parecido envolvendo uma batalhao da pm numa regiao cheias de presidios, chamada de grampolandia

  4. Teve sim, foi na região de Bernardes ou Venceslau e grampearam ilegalmente um Juiz de direito.
    Ninguém sabe a consequência do ocorrido, mas tudo indica que o caso foi abafado pq não intimidou essa porra de pm que continua fazendo isso.

    O Juízes, tomem uma atitude contra isso pq senão os senhores serão engolidos.

  5. Fato semelhante deu-se neste Estado, no Comando de Policiamento de Área de Presidente Prudente, uma central de “arapongagem”, grampeando Deus e o mundo, censuras telefônicas sem autorização judicial, tendo como pano de fundo o monitoramento de conversação telefônica de presos. Quando o fato repercutiu na imprensa foi instaurado um “rigoroso” inquérito policial para apurar responsabilidades. Sabe o que deu? NADA! .Tipo “Operação Castelinho”
    Aqui, terra sem lei, ontem, hoje e sempre, ou melhor, lei só para o “pretinho” pobre da periferia, morador em “comunidade” vulgarmente conhecida por favela.

  6. Eduardo, Loko, Tonto, Complicado e Nada Sabe perfeitos em suas colocações ! E olha esses fatos abomináveis referentes a PM que não possui atribuição constitucional para realizar grampos telefônicos estão ocorrendo a todo vapor no Estado de São Paulo também ! Não é só na região de Venceslau não ! Na região do Vale do Paraíba (CPI 1 de São José dos Campos) os grampos ilícitos e criminosos da PM estão comendo solto com apoio irrestrito do GAECO, estão investigando e ouvindo criminosamente civis (crimes comuns) e policiais civis , onde o responsável pelo P2 desconhecendo os termos da lei 9296/96 passa os grampos pra toda CIA PM ouvir. Isto é sério e real, e pasmem uma das PMs que ouve os grampos é surda e tem gente presa com todas essas ilicitudes. Pra provar , pra não acharem que estou falando besteira gostaria que o Exmo. Dr Roberto Conde Guerra entrasse em contato com o advogado Dr Daniel Leon Bialski e fizesse uma matéria com ele sobre esse tema, ele está por dentro de todo o assunto. É assustador mas infelizmente é verdade ! Dr Guerra por favor dá uma atenção e mostra isso pra nós !

  7. kkkkkkk não criaram o “monstrinho”, agora que tomem em seus rabos…já perderam o controle sobre as pms há anos…fodam-se. Tão tomando o mesmo veneno que produzem contra os outros…

  8. não vai dar bosta nenhuma…..todos tem medo da PM, ou melhor, dos oficiais da pm

  9. o que a pm e mp estao fazendo e seguir a cartilha do do criador do FBI, ter dossie de todos para serem usados na hora certa.
    John Edgar Hoover, so saiu de diretor quando morreu, porque tinha informações de todos, ou acha que o mp esta nadando de braçada de graça, quem tem a informação tem o poder.
    Hoje celular deve ser usado com muito cuidado e vou alêm este e o motivo que nao travar os celulares em presidios.

  10. TODA A VEZ QUE A POLICIA MILITAR FAZ UM GRAMPO OU UMA ESCUTA TELEFÔNICA, NOS ACREDITAMOS QUE TENHA UM MANDADO EXPEDIDO POR UMA AUTORIDADE JUDICIÁRIA (civil ou militar ) . AQUI FICA UMA PERGUNTA ? A PM TEM A JUSTIÇA MILITAR E EM CERTOS CRIMES ESPECIAIS RESPONDE TAMBÉM PELA JUSTIÇA COMUM . QUANDO A JUSTIÇA MILITAR E VICE VERSA A COMUM , PODE EXPEDIR RESPECTIVOS MANDADOS ? . EXISTE ENTRE NO CÓDIGO PENAL E MILITAR LEGISLAÇÃO ESPECIFICA ? HÁ CONFLITOS ENTRE AS DUAS ? SÃO IGUAIS ENTRE AS FORÇAS ARMADAS E AS POLICIAS MILITARES DA UNIÃO ? PORTANTO SEMPRE A POLICIA MILITAR QUANDO PRATICA ESTE TIPO DE INVESTIGAÇÃO TEM UMA AUTORIZAÇÃO LEGAL ? DUVIDO !

  11. Quero saber quando teremos reajuste salarial após anos de espera?

  12. A verdade seja dita esses PMs tomaram atitude que nenhuma polícia do Brasil teve coragem de tomar, nem mesmo a PC, PM ou PF.
    Agora será revelada a grande verdade sobre Tráfico de Drogas e quem são os verdadeiros lideres dessas facções criminosas os poderosos DON CORLEONE do crime organizado.
    Casa caiu para os poderosos toda essas pessoas alienada saberá que corrupção policial é a unica que não começa na polícia, e sim na política.
    COMO DISSE O MARCOLA PÉ-RAPADO VAI PARA A PRISÃO, DEPUTADO NÃO.

  13. PM e MP as duas instituições mais facistas, arbitrárias e hipócritas do nosso país. Ambas estão ENRIQUECENDO, sob um manto de moralidade e probidade que foi construído através de anos de investimento em marketing! Pois descobriram que a chave do sucesso é o que as pessoas pensam que você é e não o que você realmente é!!!! Hoje, ambas instituições, gastam fortunas com marketing institucional. Podemos ver isso claramente nas propagandas na TV e redes sociais!!!!

  14. Será que a polícia militar descobriu o segredo das polícias civis do Brasil e da polícia federal?

  15. da nada ………………..trabalho com isso grampeio quem eu quero kkkkkkkk…………da até pra ganhar um por fora fora sendo espião kkkkkkkkkkkkkkkkk grampeamos até delegado crasse “special” chupa puliça cevil.

  16. Tenho um homonimo no estado do Rio Grande do sul, e sendo policial civil recebo minhas operaçoes pelo email oficial, e a vivo não sei o motivo, envia para mim todas as operaçoes de telefonia do cara do RS por equivoco. Tenho conhecimento de q meu homonimo é policial militar do RS, e a quantidade de operaçoes que lhe enviam é absurda.

  17. A grande questão é, a PM não tem capacidade postulatória para representar pela interceptação. Somente o delegado e o MP tem essa atribuição. Então, concluo que foi um promotor que efetuou o requerimento.
    Agora, será que vão ignorar a parcela de culpa do MP e punir somente os PMs? Infelizmente acredito que somente alguns praças serão punidos.
    Agora vamos ver o mal caráter do MP e de alguns comandantes que vão tirar o corpo fora.

  18. O pior de tudo é que não dá nada para ninguém.
    Aqui em São Paulo a central de grampos particular do Ferreira Pinto funcionava na sede de um CPA da PM no interior do Estado, foi “descoberta” e até hoje o MP não fez abasolumanete nada contra o seu ex-membro, nem investigado ele foi.
    O FP está ai livre leve e solto desfinado a sua impunidade.

  19. ESTA ACIMA DA LEI?

    Tired disse:
    15/05/2017 ÀS 12:24
    O pior de tudo é que não dá nada para ninguém.
    Aqui em São Paulo a central de grampos particular do Ferreira Pinto funcionava na sede de um CPA da PM no interior do Estado, foi “descoberta” e até hoje o MP não fez abasolumanete nada contra o seu ex-membro, nem investigado ele foi.
    O FP está ai livre leve e solto desfinado a sua impunidade.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s