La Dolce Vita da magistratura do Brasil – GREG NEWS com Gregório Duvivier | Direito ou Privilégio? 8

Publicado em 12 de mai de 2017
Quer saber a diferença entre direito e privilégio? Essa foi a principal discussão do segundo episódio de GREG NEWS. Toda sexta, às 22h, você confere um novo episódio na HBO Brasil.

  1. Foda os caras se consideram deuses, ” Porque vc falou que eu não sou Deus ” essa foi demais. 😂😂😂😂😁😁😁😁😁

  2. José Dantas,

    O mais impressionante é a desculpa de que os valores muito acima do teto são decorrentes de férias e 13º…Será que juiz tira férias e faz aniversário todos os meses do ano ?

    Verdadeiramente, não desejamos que juízes sejam mal remunerados como os funcionários do Executivo.
    Mas não tem cabimento serem brasileiros os juízes mais bem pagos do mundo.

  3. A Emenda Constitucional 47, de 2005, a chamada “PEC paralela”, trouxe nova regra de transição, estampada em seu artigo 3º, conferiu o direito à aposentadoria com proventos integrais e paridade com os servidores ativos àqueles que ingressaram no serviço público até 16 de dezembro de 1998. Nesse caso, o servidor deverá comprovar 35 anos de contribuição, se homem e 30 anos, se mulher; 25 anos de efetivo exercício no serviço público, 15 anos de carreira e 5 anos no cargo efetivo.

    No que se refere à idade mínima para aposentação essa será diminuída em um ano, a cada período de doze meses que ultrapassar o tempo de contribuição mínima.

    Regra do artigo 3º da EC 47, de 2005 (vigência a partir de 31.12.2003):
    O artigo 3º da EC 47, de 2005, estabelece que, ressalvado o direito de opção à aposentadoria pelas normas estabelecidas pelo artigo 40 da Constituição Federal ou pelas regras estabelecidas pelo artigo 2º da EC 41, de 2003, o servidor da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, incluídas suas autarquias e fundações, que tenha ingressado no serviço público até a data de publicação da EC 20/1998 (16.12.1998) poderá aposentar-se com proventos integrais, que corresponderão à totalidade da remuneração do servidor no cargo efetivo em que se der a aposentadoria.

  4. Então Dr Guerra

    Eles merecem ganhar bem, como aliás todos os trabalhadores merecem, só não vejo lógica num país onde o salário mínimo é de R $ 900 reais, algumas pessoas arrebentarem o teto constitucional, alcançando R $ 100 mil reais de salário, é tido como o maior salário do mundo.

    Temos o Judiciário e os políticos mais caros do planeta, e em contrapartida não vivemos na Suíça, e quando buscamos o Judiciário para corrigir distorções salariais nos nossos baixos salários, sempre temos as nossas pretensões negadas, o mesmo não ocorre com eles que em uma única canetada se auto indenizam com 100 mil reais ou mais de vale refeição, dentre outros milhares de benefícios

    Tanto se critica a classe política pois acha formas e mais formas de sempre dar um jeitinho em turbinar os salários e benefícios, mas no entanto, o Poder responsável por ser o guardião das leis, e da cf, acham jeitinhos e manobras para contornar a lei e explodir o teto constitucional

  5. Simples. estouram o teto pois alguns ”benefícios” como diárias veem sempre no máximo. Eles conseguem fazer valer a Lei no máximo para eles.

    Exemplo: Teoricamente (é apenas um exemplo fictício) vc faz jus a receber uma diária se tiver que se locomover mais de 30 KM para seu trabalho. Enquanto o Juiz dando um jeitinho de trocar plantões ou algo semelhante, ganha diária todo dia e seus pares fazem igualmente a eles e aí fica bom para todos. Enquanto na Polícia vc pode espernear que dificilmente vc ganhará algo. Eu não entendo as escalas de plantões da Polícia… Vc puxa no papel 12 plantões, mas na pratica vc acaba puxando mais que doze, porém na folha de pagamento sempre vem quantidade inferior a doze plantões enquanto seus chefes sempre veem com quantidade superior a doze meses. Aí vc pergunta o porquê da discrepância e recebe a resposta que é devido a escala… Hummm sei…Minha opinião é de que se vc ultrapassar a tal escala de plantões e a Instituição endossar q vc realmente fez mais plantões que deveria, o Estado deverá indenizá-lo por atropelar a Lei do Servidor, no qual vc trabalha 12 Horas e tem Direito a 24Hrs de descanso, porém na prática é tudo mentira. Os chefes conseguem botar para eles a quantidade máxima, mas para os subalternos é só metade. Se vc for reclamar no local correto verás que alguém te dirá que ”algo” esta errado e se vc explicar direitinho o colega dirá para que vc procure seus Direitos, pois o trabalho dele não é levar reclamação de colega para frente… Pequena parcela dos Policiais recebem quantidade superior a doze, quando isso ocorre é que a chefia ajuda seus Policiais. Eu mesmo não recebo a quantidade correta de plantões já faz tempo.
    Fiquem esperto nessa da quantidade de plantões e comecem a ir atrás disso, pois não sei porque tem gente que recebe o correto e gente que não recebe. Parece até que estão fazendo média para alguém…

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s