Do couro sai a correia – Quem quer policial diligente e honesto paga bem e em dia, do contrário autoriza a tropa ao butim 16

Processos contra policiais e bombeiros militares disparam no Estado do Rio

  • LUCAS VETTORAZZO

LUIZA FRANCO
DO RIO

25/07/2017 02h00

José Lucena – 20.nov.16/Futura Press/Folhapress
PM durante ocupação de Cidade de Deus, no Rio; processos contra policiais disparam no Estado
PM durante ocupação de Cidade de Deus, no Rio; processos contra policiais disparam no Estado
A Auditoria da Justiça Militar do Rio, órgão ligado ao Tribunal de Justiça do Estado, abriu 149 processos contra policiais e bombeiros militares por crimes como corrupção, extorsão e roubo neste ano. O volume, alcançado em abril, já é igual ao registrado ao longo de todo o ano passado.

Em casos como corrupção passiva, extorsão e roubo, os valores apurados nos primeiros quatros meses de 2017 já superam os de 2016.

Segundo levantamento do TJ-RJ, os processos abertos são relativos à prática da seis tipos de crimes: corrupção ativa, corrupção passiva, extorsão, extorsão mediante sequestro, roubo e roubo qualificado.

A grave crise fiscal que o Rio enfrenta tem gerado também o caos na segurança pública do Estado. O governo luta para pagar salários enquanto os índices de violência atingem patamares de quase uma década atrás. Até domingo (23), 91 PMs já tinham morrido no Estado.

Policiais estão sem receber o 13º salário de 2016 e sem horas extras por trabalho fora do regime de serviço. Há falta de equipamentos, como coletes, armas e munição, além de ser comum faltar gasolina para os veículos.

Criminosos aproveitam para expandir territórios, o roubo de cargas é frequente e surgem cada vez mais casos de corrupção policial.

No final de junho, 66 policiais de um batalhão em São Gonçalo, região metropolitana, foram presos sob suspeita de integrar quadrilha de venda de armas e prestação de serviço de segurança para traficantes. A investigação mostrou que PMs chegaram a “assaltar” uma boca de fumo e assumir a venda de drogas.

Parentes de militares ouvidos pela reportagem relatam que têm surgido casos de corrupção entre policiais até então honestos em razão da piora das condições de trabalho.

Sob condição de anonimato, dizem que em algumas UPPs da zona norte, policiais estão tendo que negociar com o tráfico para garantir a própria vida, por estarem em desvantagem. Aceitam propina porque, sem coletes, armamentos e carros, não faria sentido “trocar tiro com bandido”, disse a mulher de um PM.

Segundo especialistas ouvidos pela Folha, no entanto, a precária situação da segurança pública não é, por si só, motivo para o aumento de processos por corrupção.

Segundo o ex-capitão do Bope e consultor em segurança Paulo Storani, a má condição de trabalho policial é uma realidade há décadas no país. O aumento recente ocorreria em razão da maior apuração dos casos, tese encampada também pelos ex-comandantes gerais da PM Ubiratan Ângelo e Mário Sergio Duarte.

Na visão do sociólogo Ignacio Cano, do Laboratório de Análise da Violência da Uerj (Universidade do Estado do Rio), a alta, nessa intensidade, não poderia ser explicada por uma mudança súbita na realidade policial, mas pelo incremento dos mecanismos de controle.

Ele, porém, acredita que a crise seja um dos ingredientes que levam ao momento que o Rio se encontra. “Acredito que tenha algum impacto na corrupção, mas não tão súbito nem tão intenso”, disse.

Assim como Cano, o promotor da Auditoria Militar junto ao Tribunal de Justiça, Paulo Roberto Cunha, responsável por denunciar PMs e bombeiros à Justiça estadual, diz que uma reunião de fatores leva ao aumento. Entre eles, justamente o enfraquecimento dos mecanismos de controle.

Ele cita que em 2015, por exemplo, a Policia Militar reduziu a quantidade de homens na Corregedoria. No ano seguinte, o número de inquéritos abertos contra militares, que girava em torno de 3.000 em 2013, foi para 4.000.

“Não dá para dizer que os casos aumentaram somente em função da crise, embora ela tenha sua parcela de responsabilidade nisso tudo. O cenário vai além das questões de condições de trabalho e aumento da violência em geral.”

  1. Vai sim além das questões de trabalho Promotor! Que tal a questão de salário? ! Quando o sujeito, chefe de família, começa ver os filhos passando fome, a honestidade fica na página 2!

  2. Sou totalmente contra certos tipos de comportamento humano, mas como dito o colega acima, quem aguenta ver a família e os filhos passando necessidades, principalmente num pais onde os políticos deitam e rolam com malas de dinheiro e contas astronômicas em paraísos fiscais!

    Com certeza se os policiais fossem devidamente remunerados e reconhecidos pelos governantes, noventa por cento deles seria honesto, pois sempre haverá os dez por cento desonestos em qualquer circunstância!

    E se a situação não mudar, daqui pra pior!

  3. QUEM ESTA AO LADO DO POVO?

    terça-feira, 25 de julho de 2017
    Assim fica difícil…..
    Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) aprovou nesta terça-feira, 25, um reajuste de 16,7% nos salários dos procuradores da República; o aumento é 5,5 vezes maior que a inflação registrada no Brasil entre junho do ano passado e junho deste ano, que foi de 3%; o impacto nas despesas de pessoal do MPF será de R$ 116 milhões; apenas três dos 11 conselheiros foram contra; o atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, votou a favor do aumento; no total, foi aprovado um orçamento de R$ 3,8 bilhões para todo o Ministério Público Federal; proposta será encaminhada ao Ministério do Planejamento e seguida ao Congresso Nacional, que precisa aprová-la.
    Fonte: Brasil 247

    às 17:23 Nenhum comentário:
    Juiz suspende aumento de combustíveis
    JUIZ SUSPENDE AUMENTO DE IMPOSTO

    O Juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinou nesta terça-feira (25) a suspensão imediata do decreto publicado na semana passada pelo governo e que elevou a alíquota de PIS/Cofins que incide sobre a gasolina, o diesel e o etanol.

    A decisão liminar (provisória) atendeu a pedido feito em uma ação popular, movida pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs. O governo pode recorrer.

    Apesar de determinar a suspensão imediata do decreto, tecnicamente a decisão só vale quando o governo for notificado. A decisão também determina o retorno dos preços dos combustíveis.

    Procurada, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que vai recorrer da decisão.

    O aumento começou a valer na sexta (21). Segundo o governo, a tributação sobre a gasolina subiu R$ 0,41 por litro. Com isso, a tributação mais que dobrou e passou a custar aos motoristas R$ 0,89 para cada litro de gasolina, se levada em consideração também a incidência da Cide, que é de R$ 0,10 por litro.

    A tribuntação sobre o diesel subiu em R$ 0,21 e ficou em R$ 0,46 por litro do combustível. Já a tributação sobre o etanol subiu R$ 0,20 por litro.

    Borelli questiona, na decisão, o fato de o governo ter elevado a tributação sobre os combustíveis via decreto. De acordo com o juiz federal, “o instrumento legislativo adequado à criação e à majoração do tributo é, sem exceção, a Lei, não se prestando a tais objetivos outras espécies legislativas.”
    Fonte: G1

  4. É o que eu sempre digo: SE QUEREM UMA BOA SEGURANÇA QUE PAGUEM BEM POR ELA, SENÃO FICA ASSIM. 🚓👮🚔🕵

  5. Negão, Jajá o juiz do SUpremo,. Aquele que parece o deputado da praça e nossa, suspende essa liminar.

  6. Jefão, Jajá o juiz do Supremo,. Aquele que parece o deputado da praça e nossa, suspende essa liminar.

  7. Fontes fidedignas apontam que no início da semana quem vem será anunciado o índice de reajuste para reposição da inflação corrente dos últimos 4 anos. Algo em torno de 18%.

  8. O indicie de criminalidade é inversamente proporcional ao salario da policia, ou seja, quanto maior o salário, menor a criminalidade, essa é a formula da segurança pública, o resto é papo furado.

  9. Piroca de Aço, me conte qual é a parte engraçada de ficar postando essa mensagem. Nesses tempos tristes quero rir também.

  10. VAI MENTIR NA CASA DO CARALHO
    PIROCADE AÇO.ENFIA ESSE AUMENTO NO SEU RABO

  11. O “Piroca de aço” quis dizer que será reajustado o tamanho do nabo no traseiro dos policiais, que é em torno de 18 centímetros pra mais.kkkk

  12. steven disse:
    26/07/2017 ÀS 13:26
    vai mesmo ter paralisação/greve?
    ou a PC vai morrer em silêncio?

    O que voce acha????

  13. 2-Olha, para mim toda essa situação era esperada, o psdbosta nunca demonstrou qualquer apreço e respeito pela Polícia Civil. Assim sendo, o que mais esperar desse bandido que está à frente do governo do estado?
    Agora a culpa certamente cabe à nós mesmos, principalmente aos senhores delegados de polícia que em momento algum pensam na nossa instituição, zelando apenas pelas cadeiras que ocupam e para tanto se submetendo à toda sorte de situações impostas pelo governo, mesmo que para tanto sujeitando os demais funcionários à condições desumanas de trabalho, tudo em troca de benesses e aumentos diferenciados, assim se locupletando momentaneamente enquanto o estrago na instituição se dá de forma permanente.
    Deixamos um momento histórico passar quando das manifestações do ano de 2008, destacando o embate nos portões do palácio dos bandeirantes, e de lá para cá devido à nossa falta de união mais uma vez fomos subjugados pelos delegados, o que só reforça e constata uma coisa, infelizmente o nosso principal inimigo, inimigo da nossa instituição, são os senhores delegados de policia, que inclusive sequer fazem questão de serem policiais uma vez que tanto lutaram para deixar a carreira e partir para à esfera jurídica. Contam eles com a nossa histórica desunião entre às demais classes e refletida no número desmedido de sindicatos e associações que fingem nos representar, o que como se não bastasse é fomentada por essa classe de autoridades jurídicas incrustada no seio da nossa instituição policial.
    Assim urge que tomemos uma providência, pois o que podemos esperar de uma classe que renega a sua origem e tem como único objetivo à sua equiparação as verdadeiras carreiras jurídicas. Somos maioria e, ainda como muitas vezes a história nos mostrou, não nos unimos com o objetivo comum de nos livrarmos dos grilhões que uma minoria nos impõe.
    Paremos de procurar desculpas externas (governo, MP e PM), pois o que eles fazem só se concretiza pela nossa inércia, o nosso problema é interna corporis. Precisamos resolver as nossas questões internas para nos fortalecer e só aí partimos para o embate contra os que tem na nossa destruição o principal objetivo.
    Espero que tenha feito me entender, é o que penso, posso estar certo ou não mas me dói ver o que estão fazendo com a nossa Policia Civil.

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s