Tenente bebum denigre imagem da Polícia Militar e poderá ser expulso…( Tenente poderá ser expulso, fosse soldado diríamos: será expulso! ) 37

Tenente da PM é detido por agredir segurança ao ser repreendido por urinar em bar

Militar teria urinado em local proibido. Caso ocorreu em São José do Rio Preto (SP).


Por G1 Rio Preto e Araçatuba

 

Caso ocorreu em bar de São José do Rio Preto (Foto: Reprodução/Street View/Google Maps)Caso ocorreu em bar de São José do Rio Preto (Foto: Reprodução/Street View/Google Maps)

Caso ocorreu em bar de São José do Rio Preto (Foto: Reprodução/Street View/Google Maps)

De acordo com informações da Polícia Civil, o PM teria agredido o segurança com coronhadas de uma pistola automática que pertence à corporação. Ainda segundo a polícia, o militar teria ameaçado um cliente do bar, um garçom e um segundo segurança.

Uma equipe da Polícia Militar foi acionada e levou o policial à central de flagrantes. Ele foi ouvido e liberado em seguida. Um boletim de ocorrência foi registrado por lesão corporal e ameaça. A arma dele foi apreendida.

Em nota, o Comando de Policiamento do Interior (CPI-5) informou que o policial militar estava de folga e portava a arma da Polícia Militar. O caso está sendo apurado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) e Polícia Civil.

  1. ‘Lava Jato’ na PM de SP: coronel detalha desvio milionário e envolve outros 18 coronéis
    Em carta, obtida pelo EL PAÍS, ele apresenta roteiro do que pretende delatar sobre esquema que desviou mais de 200 milhões entre 2005 e 2012. Um deputado estadual é citado

    Um tenente-coronel promete revelar as entranhas e os beneficiários de um esquema que desviou mais de 200 milhões de reais da Polícia Militar de São Paulo. Detido desde março no presídio militar Romão Gomes no Tremembé, zona norte de São Paulo, o tenente-coronel José Afonso Adriano Filho negocia um acordo de delação premiada com o Ministério Público do Estado de São Paulo.

    Nos corredores do Tribunal de Justiça Militar de São Paulo, o caso é apelidado de ‘Operação Lava Jato’ da PM. Isso tanto pelo valor desviado quanto pela alta patente dos beneficiários e envolvidos. Além de tentar um acordo com o Ministério Público, o tenente-coronel escreveu uma carta, enviada à Corregedoria da Polícia Militar, em que tenta demonstrar uma espécie de lealdade à corporação e dá um roteiro do que pretende delatar.

    No documento, obtido pelo EL PAÍS, Adriano levanta suspeitas de que 18 coronéis e um deputado estadual receberam recursos desviados da Polícia Militar. Ao longo de 15 páginas, o coronel se diz disposto a colaborar com investigações e sugere à Corregedoria que faça determinadas perguntas a essas 19 pessoas. Informa também que parte dos “documentos comprobatórios” de suas denúncias estão em um pendrive e um CD apreendidos pela polícia quando foi preso. Diz até que “depósitos bancários foram efetuados em dezenas de vezes, para atender a demanda desses oficiais, em épocas distintas, para diversos fins”. Mas o coronel reclama do que chama de “total parcialidade” da Corregedoria da PM. Para ele, a investigação da corporação poupou oficiais mais graduados.

    No fim de agosto, Adriano foi condenado pelo Tribunal de Justiça Militar de São Paulo à perda de patente e de aposentadoria. Ainda responde a uma ação penal por peculato e é investigado em mais de 20 inquéritos. Adriano tenta uma delação premiada para receber punição mais branda em troca de revelações às autoridades.

    Até se aposentar em outubro de 2012, Adriano trabalhou mais de 12 anos no Departamento de Suporte Administrativo do Comando-Geral da Polícia Militar de São Paulo. Fez boa parte da carreira no setor, que é responsável por compras e licitações na corporação. Esteve lá em gestões de sucessivos comandantes da PM e de vários secretários de Segurança nos governos de Geraldo Alckmin (PSDB), Alberto Goldman (PSDB) e José Serra (PSDB). Algumas aquisições do Departamento de Suporte Administrativo precisam ser aprovadas pelo comandante-geral da PM e até pelo secretário estadual de Segurança Pública. Nas investigações da Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo, até agora foram identificados desvios e fraudes em mais de 200 compras entre 2005 e 2012, com mais de 20 fornecedores envolvidos – incluindo empresas de fachada.

    O jornal Folha de S. Paulo revelou em 2015 que as investigações começaram restritas aos anos 2009 e 2010, mas foram ampliadas depois das reportagens do jornal. Ainda assim, o único punido até agora foi o tenente-coronel Adriano.

    Ele acabou preso preventivamente depois que um outro investigado disse em depoimento à Corregedoria da PM que foi ameaçado. De acordo com esse investigado, o coronel Adriano lhe falou para “ficar com o bico calado, pois estava mexendo com peixe grande”. A prisão foi decretada pelo juiz Marcos Fernando Theodoro Pinheiro, que assumiu um dos inquéritos contra Adriano depois que o juiz José Álvaro Machado Marques, inicialmente responsável pelo caso, se declarou impedido para julgar o coronel. O capitão Dilermando César Silva, subordinado de Adriano no departamento de compras, também foi preso, mas responde a processo em liberdade.

    Autoridades que acompanham o caso temem que o esquema não seja totalmente investigado pelo Ministério Público e pela Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo. Procurado, o corregedor da PM, coronel Marcelino Fernandes, não quis dar explicações sobre o andamento das investigações das denúncias mencionadas na carta de Adriano. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo disse que “foi instaurado um Inquérito Policial Militar para apurar os fatos. O IPM está em segredo de Justiça, motivo pelo qual detalhes da investigação não podem ser passados”.

    Como envolve pelo menos uma autoridade com foro privilegiado, um deputado estadual, a negociação da delação premiada de Adriano depende do aval do procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio. O Ministério Público informou que a proposta de colaboração premiada está sendo avaliada. “No momento, as informações estão sob análise, não cabendo ao MPSP tecer qualquer tipo de consideração sobre tais tratativas”, afirmou, em nota.

    https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/21/politica/1505958460_055385.html

  2. ESSE BOSTA DEVERÁ PEGAR O MESMO TEMPO DE CADEIA QUE PEGOU AQUELE OUTRO BICHO DA POLÍCIA CIVIL (CORREGPC) QUE ESPANCOU O VENDEDOR DE TAPETES AQUI EM SÃO PAULO.

    SÓ ACHO QUE ESSE BOSTA JÁ DEVERIA ESTAR PRESO E DESDE O OCORRIDO JÁ DEVERIAM INICIAR O VIA RÁPIDA DO ALCKIM PARA EXPULSÁ-LO DO SERVIÇO PÚBLICO.

    VÃO POR MIM: A pm D E V E S E R E X T I N T A I M E D I A T A M E N T E!

  3. O TEMPO REVELA O HOMEM? POLICIAL , PELO PRINCIPIO DA ISONOMIA, TAMBÉM TEM DIREITO?

    Janot receberá em dinheiro o equivalente a nove meses de licença-prêmio
    O valor deverá alcançar mais de R$ 250 mil
    Atualizado 20/09/2017

    Rodrigo Janot (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
    Rodrigo Janot (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
    Na sexta-feira (15), dois dias antes que Rodrigo Janot deixasse o cargo de procurador-geral da República, o Ministério Público Federal autorizou o pagamento a ele do valor equivalente a 270 dias de licença-prêmio, sem o desconto do Imposto de Renda e contribuição previdenciária. O montante deverá superar R$ 250 mil, mas só será pago diante de disponibilidade orçamentária. Parte do período de licença-prêmio a que Janot tem direito foi acumulada ainda nos anos 1990.

    Outros integrantes e ex-integrantes do MP também foram beneficiados com igual decisão. Entre eles está o ex-procurador Marcello Miller, que está sendo investigado pela PGR sob a suspeita de negociar a delação da JBS enquanto ainda estava nos quadros do órgão.

  4. O MP que tanto defende os oficiais da PM , desvendarão, se é que já não sabem, e sempre acobertaram, que as irregularidades que existiram na P.C. , são brincadeiras de bebês perto da grande farra do dinheiro público que a gloriosa faz em toda sua existência , pelo menos na história atual da corporação . ( a PM é boa, já alguns coRNOneis , não servem nem pra estrume)

  5. Esses ultimos tempos tem sido bem ruins para nossa co-irmã fardada.

    Derrotas nos tribunais, denuncias de corrupção, oficiais em situações vexatórias.

    Que cessem as brigas e disputas e que possamos um dia trabalhar em uma polícia unica, civil e desmilitarizada.

    Por um tempo alguns milicianos achavam que eram melhores, em geral os civis pensam que são melhores, no fim estamos todos lascados do mesmo jeito.

    Nossa unica saída é um juizado de instrução e garantias e aposentadoria compulsória pra todos os policiais aos 60 anos, no máximo.

    De resto, não podemos mais ficar brigando entre nós enquanto um aspone qualquer ganha o dobro do nosso salário.

    Paz.

  6. ‘Lava Jato’ na PM de SP: coronel detalha desvio milionário e envolve outros 18 coronéis
    Em carta obtida pelo EL PAÍS, ele apresenta roteiro do que pretende delatar sobre esquema que desviou mais de 200 milhões entre 2005 e 2012. Um deputado estadual é citado

  7. ‘Lava Jato’ na PM de SP: coronel detalha desvio milionário e envolve outros 18 coronéis.

  8. Se a PM não demite quem mata, muito menos quem mija em lugar público e dar coronhada em pobre. Isso dar no máximo dois dias de permanência disciplinar com punição publicada em boletim reservado para os praças não ficar sabendo.
    .
    Lava jato da PM. Se soubessem o que o Corpo de Bombeiros, ou melhor, os oficiais do Corpo de Bombeiros fazem com os laudo$ e vi$storias.
    .
    Segue o jogo.

  9. e aquela corriqueira correria feita no RJ pelos BOMBEIROS ref as vistorias forjadas . ????????

    sera que aqui em são paulo é ao contrario de lá ?????????????????????????????????

    que seja feita uma investigação rigorosa aqui em sampa ……………………. pra que evitem falações …..
    e mande p cadeia quem dever …………………..

  10. Alguém sabe se aquele Ex-Delegado de Polícia (Frederico Costa Miguel) que em estágio probatório peitou o Desembargador alcóolatra e que acabou sendo exonerado pelo Governador CANALHA ALCKIMN conseguiu voltar?

  11. Infelizmente a tal via rápida só se aplica a Praças na PM.
    Esse processo não pode ser aplicado a Oficiais. A carta patente exige processo no Conselho de Justificação e só após isso a apreciação pelo TJM.
    É outra, o colega tem razão…se fosse Praça já estaria exonerado por desonra. Já o Oficial, talvez, sequer seja punido.
    Infelizmente.

  12. Caro Elias, aqui ninguém está preocupado com a PM.
    Publicamos aquilo que chega ao nosso conhecimento.
    Assim, lhe agradecemos pelo encaminhamento da matéria.
    Abraços!

  13. JClaudio disse:
    21/09/2017 às 18:19

    Se a PM não demite quem mata, muito menos quem mija em lugar público e dar coronhada em pobre. Isso dar no máximo dois dias de permanência disciplinar com punição publicada em boletim reservado para os praças não ficar sabendo.
    .
    Lava jato da PM. Se soubessem o que o Corpo de Bombeiros, ou melhor, os oficiais do Corpo de Bombeiros fazem com os laudo$ e vi$storias.
    .
    Segue o jogo.
    -**-

    JClaudio,
    A situação descrita por você, em sede de apuração, é de competência privativa/exclusiva de unidades policiais militares?
    Exclui a atuação do MP ou da PC?
    Dei-me conta de que em certo roubo midiático ocorrido na região da Av. Paulista uma autoridade policial de periferia atuou no caso promovendo as investigações.

    Então a minha dúvida: Qualquer Delegado, sabendo de fatos em tese delituosos, poderia atuar de ofício?

  14. NA PM TEM:

    O OFICIAL = MIJÃO

    OS CORONÉIS = SEGUNDO A LAVA JATO = CAGALHÕES

    ESSES CARAS PRATICAMENTE JÁ ESTÃO EXPULSOS

    COM TOTAL CERTEZA NÃO SÃO SÓ 18 – (DEZOITO)

    NA HORA QUE A CASA CAIR , UM CAGUETA O OUTRO

    OS CARAS NÃO VÃO SEGURAR SÓZINHO !

    EM NENHUMA POLÍCIA – OS POLICIAIS SEGURAM

    SÓ ELE VAI SE FODER E OS OUTROS VÃO FICAREM

    NA CORPORAÇÃO DE BOA

    VAI SONHANDO !

  15. jefão escrivão da dise de araraquara disse:
    21/09/2017 ÀS 11:29
    O TEMPO REVELA O HOMEM? POLICIAL , PELO PRINCIPIO DA ISONOMIA, TAMBÉM TEM DIREITO?

    Janot receberá em dinheiro o equivalente a nove meses de licença-prêmio
    O valor deverá alcançar mais de R$ 250 mil
    Atualizado 20/09/2017

    Rodrigo Janot (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
    Rodrigo Janot (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
    Na sexta-feira (15), dois dias antes que Rodrigo Janot deixasse o cargo de procurador-geral da República, o Ministério Público Federal autorizou o pagamento a ele do valor equivalente a 270 dias de licença-prêmio, sem o desconto do Imposto de Renda e contribuição previdenciária. O montante deverá superar R$ 250 mil, mas só será pago diante de disponibilidade orçamentária. Parte do período de licença-prêmio a que Janot tem direito foi acumulada ainda nos anos 1990.

    Outros integrantes e ex-integrantes do MP também foram beneficiados com igual decisão. Entre eles está o ex-procurador Marcello Miller, que está sendo investigado pela PGR sob a suspeita de negociar a delação da JBS enquanto ainda estava nos quadros do órgão.

    INDAGA – SE ? ” E M T E S E ”

    HEI OS CARAS NÃO CAGUETARAM O JANOT ?

    POR ISSO QUE ELE SAIU A FRANCESA ?

    DENUNCIOU O PESSOAL

    PARA DESVIAR OS HOLOFOTES DELE !

  16. Acho que a Autoridade Policial esqueceu de enquadrar o crime de Ato Obsceno, Injúria e se deu carteirada abuso de autoridade. Falo isso não porque gosto de foder policial mas porque se fosse um PC acho que seria pior do que PM. Alguns Delegados passam pano até para soldado PM e quando PC fodem legal

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do comentarista que venha a ofender, perturbar a tranquilidade alheia, perseguir, ameaçar ou, de qualquer outra forma, violar direitos de terceiros.O autor do comentário deve ter um comentário aprovado anteriormente. Em caso de abuso o IP do comentarista poderá ser fornecido ao ofendido!...Comentários impertinentes ou FORA DO CONTEXTO SERÃO EXCLUÍDOS. Contato: dipolflitparalisante@gmail.com

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s